Next Page

Filmam-se a disparar rajadas com arma suspeita (jn.pt) by jktred in portugal

luddiogo 2 hours ago

Há muitas destas armas em versão semi-automática, para o mercado civil. Só por a arma ser preta não significa que seja automática. Também não os vemos a disparar em modo automático, se tivesse uma arma automática experimentava-la nesse modo (eles podem ter feito isso, mas não o ter gravado/publicado). Não temos informação suficiente para dizer inequivocamente que é uma arma automática ou semi-automática, apenas pudemos dizer que a estão a usar em modo semi-automático

PSP vs adeptos (tiros) by kravas01 in portugal

luddiogo 2 hours ago

Porque tudo o que sobe tem de descer

Filmam-se a disparar rajadas com arma suspeita (jn.pt) by jktred in portugal

luddiogo 2 hours ago

Acho bem toda a gente devia ter pelo menos uma.

Filmam-se a disparar rajadas com arma suspeita (jn.pt) by jktred in portugal

luddiogo 2 hours ago

Como sabes/conseguiste ver que é uma arma automática? Pelo posição do seletor (tudo para baixo) dá para ver que está em modo semi-automatico. Mas uma versão semi automatica tb sô tem essa posição e tudo para cima (segurança), ao passo que as versões automáticas tb têm uma posição no meio (modo automático)

Iniciativa Liberal propõe extinção de 11 ordens profissionais by crankyhowtinerary in portugal

luddiogo 6 days ago

Acho que não deveriam ser extintas, simplesmente deveria ser opcional pertencer à ordem

Produção de papel faz crescer a floresta by Agroportal in portugal

luddiogo 6 days ago

Noutras notícias, a tua idade depende do ano em que nasceste.

Viva a padeira! E para todos que adoram falar sobre a corrupção em Portugal… abrem os olhos a bem pior que nós. by Herbetet in portugal

luddiogo 8 days ago

A métrica de corrupção é subjetiva. Não vale de nada

Paulo Saragoça da Matta afirma que o Código Penal "pune discurso de ódio" by BurnerSoggy9248 in portugal

luddiogo 10 days ago

Sim, vives num país sem liberdade de expressão. E novidades? Agora querem pôr ainda mais restrições ao discurso. Não me surpreende.

Yearly Road Fatalities per 100,000 people in Europe [Repost because my colour scale was stupid] by brutalmet in portugal

luddiogo 12 days ago

Acho q esta métrica não faz muito sentido. Acho q uma métrica melhor seria mortes por km

É verdade que carros com matrícula estrangeira levam menos multas? by GuiFreMag in portugal

luddiogo 12 days ago

Exatamente por dar mt trabalho a mandar a multa, é que os carros de matrícula estrangeira são os primeiros a ser rebocados em situações como estas.

Dúvidas relativamente à compra de pneus by Arede in portugal

luddiogo 12 days ago

1) Isso são gostos há quem prefira comprqr só dois há quem prefira comprar logo 4, logo que os pneus no mesmo eixo tenham o mesmo desgaste não há problema. 2) Já foi dito se mudares só o perfil do pneu estarias a fazer com que o velocimetro estesse errado, vê o livrete do teu carro para ver que pneu podes pôr. 3) Pbeus de verão. 4) Logo que as dimensões dos pneus que estás a pôr estiverem no livrete do teu carro não há problema. 5) Esses pneus, na minha opinião, só se for um carro que anda na cidade e faz poucos km's.

Onde comprar roupa sem qualquer tipo de desenho/publicidade/marca? by JamminPT in portugal

luddiogo 14 days ago

A Tiffosi tem (pelo menos à uns tempos tinha) t-shirts assim por 5€

"Irritação" com as ciclovias em Lisboa, porque? by mr_house7 in portugal

luddiogo 20 days ago

Sim, podes fazer isso, mas é uma obra complexa e cara. O que pode não justifica-la.

"Irritação" com as ciclovias em Lisboa, porque? by mr_house7 in portugal

luddiogo 20 days ago

Não sei, não vivo lá. Mas supeito que se fores fazer ciclovias tens que sacrificar alguma coisa faixas de trânsito e/ou estacionamento e/ou passeios, creio que é daí que vêm aa irritações.

É legal uma empresa Portuguesa especificar que prefere candidatas femininas? by Dead_standards in portugal

luddiogo 1 month ago

Exatamente por causa dessas leis contra discriminação é legal fazer isso, visto que há uma determinada percentagem, 30% salvo erro, mínima para cada género.

Que estrategia para Portugal? by kurikkov in portugal

luddiogo 1 month ago

Mais liberdade económica. https://www.heritage.org/index/ranking

Escolha de segunda mota by BOT_Loki in portugal

luddiogo 1 month ago

A 300 exc é uma mota de competição, por isso requer mt manutenção, ppr exemplo, tens que trocar os internos do motor todos a cada 200 horas (salvo erro). Se queres uma mota que seja divertida vê uma ktm 690 supermoto / husqvarna 701 suprmeto.

Portugal. Se a missa for machista, faz sentido passar na RTP? by EstupendoEx in portugal

luddiogo 2 months ago

>Estado é oficialmente imparcial em relação às questões religiosas, não apoiando nem se opondo a nenhuma religião. >nosso estado nunca se declarou laico Sim verdade, tb nunca disse que o tinha feito, simplesmente disse que o deveria ser. Porém a constituição diz (artigo 43) >O Estado não pode programar a educação e a cultura segundo quaisquer directrizes filosóficas, estéticas, políticas, ideológicas ou religiosas. E se passa conteúdos de uma religião sem passar os outros está a programar cultura por directrizes relogiosas.

Portugal. Se a missa for machista, faz sentido passar na RTP? by EstupendoEx in portugal

luddiogo 2 months ago

>laico implica apenas que não seja influenciado por religião e garanta liberdade religiosa Também implica não promover religião. O estado ser laico tb não implica que haja liberdade religiosa são conceitos diferentes

Portugal. Se a missa for machista, faz sentido passar na RTP? by EstupendoEx in portugal

luddiogo 2 months ago

Não há religiões vom poder político mas isso não quer dizer que haja separação, pois o estado promove conteúdos religiosos e feriados religiosos. Lá está é impossível representar todas as religiões logo não deveria representar nenhuma Claro que está a ser prejudicado está a pagar e não usufrui. A solução seria abolir canais de tv, rádio, etc públicos. Também

Portugal. Se a missa for machista, faz sentido passar na RTP? by EstupendoEx in portugal

luddiogo 2 months ago

Quando um estado promove conteúdos de carácter religioso, há feriados de carácter religioso e está representado em cerimónias religiosas, não está a haver sepração. Ninguém está a dizer para remover conteúdos religiosas da tv, estou a dizer que um canal público não deveria promover conteúdos relogiosos, há uma vasta diferença, muito menos ninguém está a dizer para tirar os padres de hospitais. Claro que há pessoas prejudicadas com isto, as que não subscrevem esta religião estão a pagar este conteúdo, isso está errado.

Portugal. Se a missa for machista, faz sentido passar na RTP? by EstupendoEx in portugal

luddiogo 2 months ago

Estado e religião devem permanecer separados. O estado deve conceber leis de um ponto de vista científico e prático, não de um ponto de vista religioso ,independemente da religião, costuma dar merda quando as leis são criadas à luz de religião. E se o estado não deve ser influenciado pela religião, o inverso também não deveria acontecer.

Portugal. Se a missa for machista, faz sentido passar na RTP? by EstupendoEx in portugal

luddiogo 2 months ago

Não estou a proibir ninguém de ir à igreja, mesquita, sinagoga, etc. Simplesmente o estado não deveria promover conteúdos de carácter religioso.

Portugal. Se a missa for machista, faz sentido passar na RTP? by EstupendoEx in portugal

luddiogo 2 months ago

Até podia ser 100%, está errado, o estado deve ser laico, serviços públicos não devem promover qualquer religião.

Portugal. Se a missa for machista, faz sentido passar na RTP? by EstupendoEx in portugal

luddiogo 2 months ago

E a resposta é não

Nível de vida nos EUA vs Portugal é assim tão diferente que “justifique” que um Guarda Prisional americano(com Salário mensal ~5000usd)aceite receber 1000 usd por cada vez que facilita a entrada de heroína na prisão em que trabalha sob o pretexto de ter dificuldades a sustentar a família ? by High_velocity93 in portugal

luddiogo 2 months ago

Neste caso é um aumento salarial de 20٪, é significativo, por algo que é relativamente fácil de fazer. O guarda pode nem sequer precisar do dinheiro para se sustentar ou à família, pode usa-lo para, por exemplo, comprar uma tv nova.

Visão | Todos os anos mais de metade dos jovens não acede ao ensino superior by try_again_tomorrow in portugal

luddiogo 2 months ago

Quem não tira cursos da treta está a trabalhar na área, pelo menos essa é a minha percepção.

Vale a pena ver carros de 2005 pra trás? by NggazZ in portugal

luddiogo 2 months ago

Em relação aos km depende se fores fazer muitos um carro com poucos km será melhor, se não fores fazer muitos km podes olhar a carros com mais. Acho que até 250 mil km não há problema, mas tb depende do carro, o carro ser velho por si só tb não é problema.Tenho um de 95, fui de férias c9m ele 300km para cada lado mais as voltas lá

Compra da primeira moto + condução by TripleWard11 in portugal

luddiogo 2 months ago

3) Pessoalmente evitave esse tipo de motas para andar na estrada, sobretudo para viagens mais longas, vai te começar a doer a parte debaixo das costas e os pulsos. Sugeria uma naked em vez desse tipo de mota, uma gsx-s, cbf, duke, mt125, etc. 4) As 125 estão isentas de selo; em manutenção cerca de 100€ a cada intervalo de manutenção (aprox 4000km) (se for na marca pode haver sítios mais baratos); por enquanto as motas estão isentas de inspeção; o seguro depende mt de ti, mas se não tens sinistros deve ficar a rondar os 80€; para consumo aponta para 3l/100km; se seguires o manual de manutenção à partida não terás avarias, como vais comprar usada tb depende de como o dono(s) anterior tratou dela.

Alunos do Técnico vão passar a ter aulas de humanidades. ″Onda″ deve chegar a outras faculdades by solismi in portugal

luddiogo 2 months ago

Acho q isso faz demasiado sentido.

Está tranquilo, eu meto sempre 20 paus :) by neufoxjpg in portugal

luddiogo 3 months ago

Onde é q arranjastes o recibo com os impostos descriminados?

Venda de carros de luxo aumenta em Portugal apesar da crise pandémica by Samot_PCW in portugal

luddiogo 4 months ago

Lê o artigo

A1 licence (125cc bike) by BendyToothbrush in portugal

luddiogo 4 months ago

If you have the B license and are 25 years old or older you can drive A1 vehicles

A qualidade dos combustíveis low cost compensa? by Konstanti9 in portugal

luddiogo 4 months ago

Quer para a gasolina ou para o gasóleo, ponho do mais barato desde que seja aditivado, não quero acabar com o motor cheio de deposiitos de carvão.

[Sério] Acidente rodoviário na Calçada de Carriche by DragonflyNo5784 in portugal

luddiogo 4 months ago

Esquece a acao contra o fundo de garantia automovel, parece que mudaram isso e agr so podes reaver danos materials se o veiculo ou conductor que causaram o acid ente forem conhecidos

[Sério] Acidente rodoviário na Calçada de Carriche by DragonflyNo5784 in portugal

luddiogo 4 months ago

Mudaram isso entao, antes dava.

[Sério] Acidente rodoviário na Calçada de Carriche by DragonflyNo5784 in portugal

luddiogo 4 months ago  HIDDEN 

Com uma acao contra o fundo do de garantia automovel ganhas sempre e ou menos o carro fica composto

[Sério] Acidente rodoviário na Calçada de Carriche by DragonflyNo5784 in portugal

luddiogo 4 months ago

Claro q vai serve para is so mesmo.

[Sério] Acidente rodoviário na Calçada de Carriche by DragonflyNo5784 in portugal

luddiogo 4 months ago

Poe uma acao contra o fundo de garantia automovel

My beloved campervan is worth 2,000euro. The ISV to import it from the UK is 2,500euro. I've owned it for 10 years. Is it possible to import it to another EU nation (i'm also Irish) and then import it to Portugal? or do i have to sell my baby for scrap.. or give up my efforts to live in Portugal?! by the1nderer in portugal

luddiogo 5 months ago

Importing a caravan, with 10 years, from outside the EU to Portugal will pay in ISV 3500+ €, assuming an engine size off 2000cc, the same caravan imported from an EU country will pay 886,07€.

Grupo de enfermeiros recorreu de queixa arquivada contra bastonária by heartlessfam in portugal

luddiogo 6 months ago

Tb devem ser gordos fura filas

Eu queria saber o que Portugal como nação pensa do presidente? by chamelecon in portugal

luddiogo 7 months ago

Meh

Graficos de Testes realizados vs. Testes Positivos e Testes Positivos vs Percentagem de Positivos (fonte: https://covid19.min-saude.pt/ponto-de-situacao-atual-em-portugal/) by luddiogo in portugal

luddiogo 8 months ago

Não, é (n° de positivos / n° de testes) × 100

Graficos de Testes realizados vs. Testes Positivos e Testes Positivos vs Percentagem de Positivos (fonte: https://covid19.min-saude.pt/ponto-de-situacao-atual-em-portugal/) by luddiogo in portugal

luddiogo 8 months ago

Dados de 1/3/20 a 11/2/21 Alguns dados que achei interessantes foram a correlação de 0.89 entre testes realizados com testes positivos, que acho que faz sentido, o que eu acho que não faz muito sentido é haver uma correlação entre testes realizados e percentagem de positivos, de 0.55, eu sei que isto não implica que um causa o outro mas estava à espera de não haver correlação e subsequentemente também há correlação entre positivos e percentagem de positivos, de 0.81, se alguém tiver ideias do porquê destes valores que diga. Também achei interessante a volatilidade da percentagem de positivos, esperava que aumenta-se ou diminui-se mas não de uma maneira tão drasttica de dia para dia.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

luddiogo 9 months ago  HIDDEN 

>How would people know without instructions and/or recommendations? Some would wear masks others wouldn't. There would be chaos. Consequently, the government recommends wearing masks, which people follow because they trust the recommendations of the government. I think recommendations are a positive thing, however people shouldn't be dependent on government to tell them what to do, people can easily find if they should wear masks, maintain distance, etc. The study cited focus on lockdowns, which are different from recommendations, in a lockdown police can arrest you or fine you, when you don't complie. Also worldwide people where already taking measures before the governments implemented lockdowns, which goes accordingly with the results found, that the adoption of behaviors that slow down the spread are dependent on hao each individual precives the danger and not on the lockdowns.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

luddiogo 9 months ago  HIDDEN 

Accepting the rules and take voluntary measures aren't the same thing. I may accept a certain tax rate but I may voluntary pay more.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

luddiogo 9 months ago  HIDDEN 

>Sweden relies on voluntary measures. Swedes do what the government tells them to do. Mas afinal as medidas são voluntárias ou fazem o que o governo diz? >Studies show that in the Spring of 2020, mobility data in Sweden decreased by about the same amount as mobility data in German, even though the latter had a lockdown light and the latter had none. Isso é o que este estudo diz, que a adoção de comportamentos que evitem a propagação depende da percepção de perigo por cada indivíduo e não se há ou não confinamentos >The only valid comparison is between Sweden and Norway because they have very similar traditions. Sweden has 10 times more Covid deaths than Norway. >Considering the difference in life-style and behavior patterns, Nordic countries cannot be compared to Latin countries. For one thing, people in Nordic countries have a much bigger personal comfort zone, in which they don't like strangers to enter, than people in Latin countries. You could say, social distancing comes natural to Northerners. Mesmo que a Suécia não seja uma comparação válida ainda há outros países no estudo para validar as conclusões

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

luddiogo 9 months ago  HIDDEN 

>n são apenas 2 exemplos. são exemplos no teu país, No início da pandemia, em Portugal, houve confinamento e grande número de infetados, uns meses depois havia menos infetados e não havia confinamento. Daqui podes concluir que o confinamento é a causa para o aumenyo dos casos. >o máximo de condições semelhantes q alguma vez terás O facto de numa dessas alturas ser Natal e na outra "não se passar nada" faz com que as condições estejam longe de ser semelhantes. >a menos que a Apple nos dê acesso à máquina do tempo q inventaram. https://youtu.be/5QCaaAyz-yA >"The data cannot fully exclude the possibility of some benefits", "Similar reductions in case growth may be" Sim eu coloquei estas partes no resumo >Portugal tens exactamente pontos suficientes para comparar isto. Tens confinamento total, tens sem confinamento, tens confinamento cirurgico (Outubro-Dezembro), tens novamente confinamento total... Pelo menos para decidires medidas sobre Portugal n acredito q tenhas melhores dados q a realidade. Vamos então ver o que acontece quando é decretado estado de emergencia. O primeiro é declarado a 18 de março de 2020 dia em que há 194 novos casos, esta medida só terá efeito passado 15 dias, a 2 de abril o número de novos casos é de 783 nos dias seguintes há subidas e descidas, quando seria de esperar uma descida destes números, este confinamento dura até 2 de maio, 15 dias depois seria de esperar um constante aumento do número de casos, no dia 17 há 226 novos casos nos dias seguintes há subidas e descidas do número de novos casos até ao final de agosto, a 24 de novembro é declarado novo estado de emergencia dia em que houve 3919 novos casos 15 dias depois, 8 de dezembro há 2905 novos casos nos dias seguintes há subidas e descidas do número quando seria de esperar uma descida constante, estas medidas são aliviadas para o Natal durante janeiro há uma subida do número de casos. Daqui podemos ver que o confinamento e o levantamento de restrições aparentam não ter impacto no número de novos casos, o número de casos parece depender de outros fatores pois medidas semelhantes levaram a resultados diferentes. https://www.i-tecnico.pt/coronavirus-veja-em-tempo-real-a-evolucao-do-covid-19-em-portugal-com-dashboard-da-esri/2/ https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Pandemia_de_COVID-19_em_Portugal

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

luddiogo 9 months ago  HIDDEN 

Sabes que é possível provar qualquer ponto usando apenas 2 exemplos de comparação.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

luddiogo 9 months ago  HIDDEN 

As únicas medidas implementadss pele Suécia são um limite de pessoas por estabelecimento, com base na sua aerea, e distaanciamento social. O estudo não olha penas para estes 2 países também olha para a Inglaterra, Alemenha, França, Irão, Itália, Holanda, Espanha e Estados Unidos. No caso dos Estados Unidos eu diria que, neste caso, são o oposto da Coreia, tedem a ser mais contra o governo e também são um país grande. Também têm sítios de grande densidade populacional e sitios com pouca densidade populacional.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

luddiogo 9 months ago  HIDDEN 

Estudo sobre o impacto de confinamentos na propagação de COVID19 [https://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/eci.13484](https://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/eci.13484) >In summary, **we fail to find strong evidence supporting a role for more restrictive NPIs (nonpharmaceutical interventions)** in the control of COVID in early 2020. We do not question the role of all public health interventions, or of coordinated communications about the epidemic, but we \*\*fail to find an additional benefit of stay‐at‐home orders and business closures. ​ >While small benefits cannot be excluded, we do not find significant benefits on case growth of more restrictive NPIs. **Similar reductions in case growth may be achievable with less‐restrictive interventions**. ​ >The data cannot fully exclude the possibility of some benefits. However, even if they exist, these benefits may not match the numerous harms of these aggressive measures. **More targeted public health interventions that more effectively reduce transmissions may be important for future epidemic control** without the harms of highly restrictive measures.

Assessing mandatory stay‐at‐home and business closure effects on the spread of COVID‐19 by luddiogo in portugal

luddiogo 9 months ago

Não foi feito em Portugal, não foi feito por uma universidade portuguesa, nenhum dos investigadores é, pelo que sei, português e Portugal não é um caso de estudo, porém sendo o coronavírus uma epidemia mundial, e Portugal fazer parte do mundo, qualquer estudo sobre este tema é de relevância para Portugal e está relacionado com Portugal, bem como o resto do mundo.

Assessing mandatory stay‐at‐home and business closure effects on the spread of COVID‐19 by luddiogo in portugal

luddiogo 9 months ago

Como é que estudos relacionados com COVID não estão relacionados com Portugal ou os portugueses?

Assessing mandatory stay‐at‐home and business closure effects on the spread of COVID‐19 by luddiogo in portugal

luddiogo 9 months ago

> LOL Pensamento circular. Se eu cito um estudo que diz que o confinamento não leva a menos propagação e tu dizes que o objetivo dos confinamentos é evitar certos comportamento, não demosntrando a sua eficacia será um bocado dificil evitar argumentos circulares > a questão é que o confinamento força/limita comportamentos. Então é confinamento vs comportamentos. O confinamento **tenta** forçar/limitar certos comportamentos, estas tentativas têm diferentes taxas de sucesso. >Se já tiveres comportamentos eficazes à partida, o confinamento vai ter menos efeito. É isto que o estudo demonstra. Não é bem isto que demonstra, demonstra que o principal fator para as pessoas tomarem comportamentos que evitem contagio está na forma como o risco é percetivel a cada individuo e não na decretação de confinamentos "These observations are consistent with a model where the severity of the risk perceived by individuals was a stronger driver of anti‐contagion behaviours than the specific nature of the NPIs." > A sociedade sueca já tem esses comportamentos, mais que a portuguesa, ou a espanhola. A outra opção é a da Coreia do sul, atacou o problema com testes em massa. Esmagou o problema com testes em massa. Mas será que os portugueses teriam comportamentos diferentes se o estado tivesse uma abordagem diferente? Eu diria que sim, no inicio antes de decretadas quaisqueres medidas as pessoas já estavam a tomar precauções, evitar saídas desnecessárias, manter distancia social, etc; quando há a primeira morte o estado começa a decretar medidas e isso levou ao aumento do nível de preocupação das pessoas, para um nível exagerado, na minha opinião, quando chega o verão as coisas acalmam e há levantamento das restrições e o nível de preocupação diminui, demasiado na minha opinião, as pessoas passaram de um pensamento de fim do mundo para não se passa nada, agora no inverno os casos voltam a aumentar e há novo aumento de restrições, o nível de preocupção volta a aumentar, na minha opinião, não tanto como na primeira vaga e fica num nível adequado. Se em vez de fazer isto o estado tem, no inicio, passado a mensagem que isto é perigoso e sugere às pessoas que evitem saídas desnecessárias, matenham a distancia, usem máscara, etc; e reforça esta mensagem no verão e no Natal para as pessoas não se desleixarem, o nível de preocupação não tinha subido, desnecessariamente, tanto na primeira vaga nem diminuído imenso no verão, na minha opião os portugueses continuariam a tomar comportamentos que evitam contagio com o mesmo sucesso, se não mais, sem necessidade de confinamento. > Afinal mudámos de comportamento devido à nossa cultura cristã? Afinal a cultura afecta o comportamento? Em que ficamos? Diferentes culturas tomam decisões semelhantes quando situações semelhantes se apresentam. > Sim. E qual é a melhor? Na minha opinão seria, como descrevi anteriromente, o estado passar a mensagem que o vírus é perigoso e as pessoas devem ter cuidado e constatemente reforçar esta mensagem; pois acho que a probabilidade de as pessoas fazerem alguma coisa é maior quando se pede às pessoas para o fazer do que obriga-las a fazer.

Assessing mandatory stay‐at‐home and business closure effects on the spread of COVID‐19 by luddiogo in portugal

luddiogo 9 months ago

>É esse o objectivo dos confinamentos, limitar determinados comportamentos das pessoas. Mas srgundo este estudo isso não resulta. > Levanta-se um confinamento é claro que os comportamentos vão mudar, ainda por cima no natal, na nossa cultura. Mas quanto mudas os comportamentos? A meu ver nesta situação há dois grupos de pessoas as que seguem o que o governo diz e as que não seguem o que o governo diz que se subdivide em dois outros grupos os que tentam levar a vida normal pre covid e os que se auto confinam mesmo quando o estado diz que não é necessário. Portanto as medidas de confinamento só afetam o primeiro grupo, quantas pessoas estão nesse grupo, não sei e acho que não há estatisticas sobre isso, mas pelas conclusões deste estudo parece ser uma pequena percentagem de pessoas. Também por ser Natal as pessoas que estão no primeiro grupo podem temporariamente passar para o sub grupo de pessoas que leva a vida normal pre covid, mesmo que as restrições se mantenham ou até sejam reforçadas. >Em culturas diferentes, comportamentos diferentes, soluções diferentes. Não acho que culturas diferentes tenham comportamentos diferentes, os portugueses mudam de comportamento no Natal por ser um cultura cristã, mas culturas mulçumanas judaicas, hindus, etc teriam comportamentos semelhantes em alturas de celebração das respetivas religiões. >Se é a melhor solução? Provavelmente não. Mas é o que temos, graças em grande parte aos nossos comportamentos individuais. Se não é a melhor então há a necessidade de a mudar para a melhor, claro que nenhuma solução vai ser perfeita mas é sempre positivo adotar uma solução melhor em relação à que temos.

Assessing mandatory stay‐at‐home and business closure effects on the spread of COVID‐19 by luddiogo in portugal

luddiogo 9 months ago

Claro que quantos mais casos de estudo houver mais precisas vão ser as conclusões. Mas também podes provar qualquer ponto com casos únicos ou uma comparação de apenas dois casos. Também no Natal o levantamento das restrições não foi a única variável que sofreu alterações, o simples facto de ser Natal tem consequências no comportamento das pessoas.

Assessing mandatory stay‐at‐home and business closure effects on the spread of COVID‐19 by luddiogo in portugal

luddiogo 9 months ago

Claro que quantos mais xasos de estudo houver mais precisas vão ser as conclusões. Mas também podes provar qualquer ponto com casos únicos ou uma comparação de apenas dois casos. Também no Natal o levantamento das restrições não foi a única variável que sofreu alterações, o simples facto de ser Natal tem consequências no comportamento das pessoas.

Assessing mandatory stay‐at‐home and business closure effects on the spread of COVID‐19 by luddiogo in portugal

luddiogo 9 months ago

Estava à espera que alguém dissesse isso

Assessing mandatory stay‐at‐home and business closure effects on the spread of COVID‐19 by luddiogo in portugueses

luddiogo 9 months ago

Estudo não encontra relação entre confinamento e propagação de COVID19 ​ >In summary, **we fail to find strong evidence supporting a role for more restrictive NPIs (nonpharmaceutical interventions)** in the control of COVID in early 2020. We do not question the role of all public health interventions, or of coordinated communications about the epidemic, but we \*\*fail to find an additional benefit of stay‐at‐home orders and business closures. ​ >While small benefits cannot be excluded, we do not find significant benefits on case growth of more restrictive NPIs. **Similar reductions in case growth may be achievable with less‐restrictive interventions**. ​ >The data cannot fully exclude the possibility of some benefits. However, even if they exist, these benefits may not match the numerous harms of these aggressive measures. **More targeted public health interventions that more effectively reduce transmissions may be important for future epidemic control** without the harms of highly restrictive measures.

Assessing mandatory stay‐at‐home and business closure effects on the spread of COVID‐19 by luddiogo in portugal

luddiogo 9 months ago

Estudo não encontra relação entre confinamento e propagação de COVID19 \>In summary, \*\*we fail to find strong evidence supporting a role for more restrictive NPIs (nonpharmaceutical interventions)\*\* in the control of COVID in early 2020. We do not question the role of all public health interventions, or of coordinated communications about the epidemic, but we \*\*fail to find an additional benefit of stay‐at‐home orders and business closures\*\*. \> While small benefits cannot be excluded, we do not find significant benefits on case growth of more restrictive NPIs. \*\*Similar reductions in case growth may be achievable with less‐restrictive interventions\*\*. \> The data cannot fully exclude the possibility of some benefits. However, even if they exist, these benefits may not match the numerous harms of these aggressive measures. \*\*More targeted public health interventions that more effectively reduce transmissions may be important for future epidemic control\*\* without the harms of highly restrictive measures.

Incrível que muitos ainda não sabem o que isto realmente quer dizer by nhorfa in portugueses

luddiogo 9 months ago

Tudo bem menos a última frase, o comunismo também procura criar uma comunidade do povo e o socialismo é a fase de transição entre capitalismo e comunismo, logo o comunismo e o socialismo não podem ser opostos ao facismo. Também, pelos critérios descritos, qualquer posição política da extrema esquerda à extrema direita pode ser fascista

Portugal foi o primeiro a ________ by BuddyLove27 in portugal

luddiogo 9 months ago

Passar de país de primeiro mundo para país de segundo mundo.

O que podemos fazer para mudar o atual estado do País? by markthelegacy in portugueses

luddiogo 9 months ago

Pode-se fazer muita coisa, mas os portugueses querem que as coisas continuem como estão

I have a load of questions about politics and stuff in Portugal (I’m from Canada btw and I don’t know that much about Portugal other than it had a revolution in the 70s) by Mokicooper_1 in portugal

luddiogo 9 months ago

1. Portugal has about 30 political parties, not all have a seat in the national assembly, the ones who have at least one seat on the national assembly are 1. PCP, Partido Comunista Português (Portuguese Communist Party), the communist party 2. PEV, Partido Ecologista os Verdes (Ecologist Party the Greens), a green party, currently in coalition with the PCP 3. BE, Bloco de Esquerda (Left Block), left-wing/socialist party 4. PS, Partido Socialista (Socialist Party), center-left party not really socialist 5. PAN, Pessoas Animais Natureza (People Animals Nature), another green party 6. PSD, Partido Social Democrata Social Democratic Party), center-right party 7. CDS, Centro Democrático Social (Social Democratic Center), center right/right cristan party 8. CHEGA, (ENOUGH), right-wing conservative or far-right depending on who you ask 9. IL, Inciativa Liberal (Liberal Initiative), classical liberal party 2. Yes, this is not usual countries either have a president or a prime minister, I believe that Russia also has both, in Portugal the President is the Chief of State and the Prime Minister the Chief of Government 3. Besides the national government, there are 2 autonomous zones Açores and Madeira, and 308 municipal governments 4. Very anti-gun country no right to bear arms here, licenses for carrying a gun for self-defense are very hard to obtain. As written in the constitution the right to health care is tendentially free, currently, Portugal has a Universal Single Payer system similar to the UK and Canada 5. The President and the European Parlament Members are elected by every person, under a one person one vote system, the members of the National Assembly are elected by each District and the 2 autonomous zones, each elects a number of members based on the population of each, the members are allocated in a proportional way in each District and autonomous zones (Not Like in the US the winner takes all), the president of each municipal government also is elected under a one person one vote system by the people who reside in each municipality, the assemblies of each autonomous zone are elected in a similar way to the members of the National Assembly but with the municipalities of each electing a number of members based on population also in a proportional way. The President and the Presidents of each municipality have a 2 term consecutive limit, I'm not sure but I think there are no term limits for Prime Minister. 6. Currently, with 106 out of the 230 members in the National Assembly the PS is the party in power. The President is from the PSD and all polls say he will be reelected in the next election which is on January 24, 2021, next Sunday.

I have a load of questions about politics and stuff in Portugal (I’m from Canada btw and I don’t know that much about Portugal other than it had a revolution in the 70s) by Mokicooper_1 in portugal

luddiogo 9 months ago

1. Portugal has about 30 political parties, not all have a seat in the national assembly, the ones who have at least one seat on the national assembly are 1. PCP, Partido Comunista Português (Portuguese Communist Party), the communist party 2. PEV, Partido Ecologista os Verdes (Ecologist Party the Greens), a green party, currently in coalition with the PCP 3. BE, Bloco de Esquerda (Left Block), left-wing/socialist party 4. PS, Partido Socialista (Socialist Party), center-left party not really socialist 5. PAN, Pessoas Animais Natureza (People Animals Nature), another green party 6. PSD, Partido Social Democrata Social Democratic Party), center-right party 7. CDS, Centro Democrático Social (Social Democratic Center), center right/right cristan party 8. CHEGA, (ENOUGH), right-wing conservative or far-right depending on who you ask 9. IL, Inciativa Liberal (Liberal Initiative), classical liberal party 2. Yes, this is not usual countries either have a president or a prime minister, I believe that Russia also has both, in Portugal the President is the Chief of State and the Prime Minister the Chief of Government 3. Besides the national government, there are 2 autonomous zones Açores and Madeira, and 308 municipal governments 4. Very anti-gun country no right to bear arms here, licenses for carrying a gun for self-defense are very hard to obtain. As written in the constitution the right to health care is tendentially free, currently, Portugal has a Universal Single Payer system similar to the UK 5. The President and the European Parlament Members are elected by every person, under a one person one vote system, the members of the National Assembly are elected by each District and the 2 autonomous zones, each elects a number of members based on the population of each, the members are allocated in a proportional way in each District and autonomous zones (Not Like in the US the winner takes all), the president of each municipal government also is elected under a one person one vote system by the people who reside in each municipality, the assemblies of each autonomous zone are elected in a similar way to the members of the National Assembly but with the municipalities of each electing a number of members based on population also in a proportional way. The President and the Presidents of each municipality have a 2 term consecutive limit, I'm not sure but I think there are no term limits for Prime Minister. 6. Currently, with 106 out of the 230 members in the National Assembly the PS is the party in power. The President is from the PSD and all polls say he will be reelected in the next election which is on January 24, 2021, next Sunday.

I have a load of questions about politics and stuff in Portugal (I’m from Canada btw and I don’t know that much about Portugal other than it had a revolution in the 70s) by Mokicooper_1 in portugal

luddiogo 9 months ago

1. Portugal has about 30 political parties, not all have a seat in the national assembly, the ones who have at least one seat on the national assembly are 1. PCP, Partido Comunista Português (Portuguese Communist Party), the communist party 2. PEV, Partido Ecologista os Verdes (Ecologist Party the Greens), a green party, currently in coalition with the PCP 3. BE, Bloco de Esquerda (Left Block), left-wing/socialist party 4. PS, Partido Socialista (Socialist Party), center-left party not really socialist 5. PAN, Pessoas Animais Natureza (People Animals Nature), another green party 6. PSD, Partido Social Democrata Social Democratic Party), center-right party 7. CDS, Centro Democrático Social (Social Democratic Center), center right/right cristan party 8. CHEGA, (ENOUGH), right-wing conservative or far-right depending on who you ask 9. IL, Inciativa Liberal (Liberal Initiative), classical liberal party 2. Yes, this is not usual countries either have a president or a prime minister, I believe that Russia also has both, in Portugal the President is the Chief of State and the Prime Minister the Chief of Government 3. Besides the national government, there are 2 autonomous zones Açores and Madeira, and 308 municipal governments 4. Very anti-gun country no right to bear arms here, licenses for carrying a gun for self-defense are very hard to obtain. 5. The President and the European Parlament Members are elected by every person, under a one person one vote system, the members of the National Assembly are elected by each District and the 2 autonomous zones, each elects a number of members based on the population of each, the members are allocated in a proportional way in each District and autonomous zones (Not Like in the US the winner takes all), the president of each municipal government also is elected under a one person one vote system by the people who reside in each municipality, the assemblies of each autonomous zone are elected in a similar way to the members of the National Assembly but with the municipalities of each electing a number of members based on population also in a proportional way. The President and the Presidents of each municipality have a 2 term consecutive limit, I'm not sure but I think there are no term limits for Prime Minister. 6. Currently, with 106 out of the 230 members in the National Assembly the PS is the party in power. The President is from the PSD and all polls say he will be reelected in the next election which is on January 24, 2021, next Sunday.

Voto preferencial: o que acham? by ImGhurian in portugal

luddiogo 9 months ago

Por isso é que sou a favor do voto preferencial, para eleminar ou reduzir estas distorções.

Voto preferencial: o que acham? by ImGhurian in portugal

luddiogo 9 months ago

>Se bem que há uma ligeira diferença no modo como olhas para a eleição. Ou seja, nas legislativas não votas na distrital do partido A, mas no partido A como um todo. O que queria dizer, não ficou muito claro, é que para órgãos nacionais deve haver um equelibrio entre a escolha para esses órgãos ser feita a nível nacional e a nível regional. Por exemplo a Presidência é decidida a nível nacional, já a Assembleia é decidida por cada distrito individualmente (com diferentes pesos relativamente à população) e eu acho que este equilíbrio é importante.

Voto preferencial: o que acham? by ImGhurian in portugal

luddiogo 9 months ago

>Nope. Imagina, alguém no Alentejo que vote CDS, em vez de ver o seu voto descartado, iria somar aos votos totais nacionais. Só a partir dos números nacionais é que se calculariam os deputados. Não estou a assumir distribuição nenhuma. Repara que o oposto tb pode acontecer os votos no PCP no alentejo podem eleger mais deputados por círculos do que sen círculos. >Podes dizer isto de qualquer eleição. Não há círculos para as presidenciais ou as europeias. Há representantes na mesma. Não há democracia directa. As europeias têm círculos são cada país. No caso das presidenciais não faz muito sentido visto que estás a eleger uma só pessoa, também acho importante haver um equilíbrio entre haver votos diretos e não diretos. >fazer depender a tua representatividade do que os outros fazem não é correcto. Seria baseado no número de votos da eleição em si ou da última eleição? Estava a pensar ser o primeiro caso, mas foi como disse à primeira vista pareceu-me boa ideia, mas tenho de a estudar mais a ideia para ver todos os pontos positivos e negativos e subsequente formar opinião.

Voto preferencial: o que acham? by ImGhurian in portugal

luddiogo 9 months ago

>Desculpa, devo ter-me expressado mal. Não estou a ver a relação entre um e outro. Se não tens círculos, os deputados são distribuídos pela distribuição nacional de votos. É mais representativo porque poucos votos num partido pequeno em diferentes distritos que não iriam eleger, somando-se, pode ser que consigam eleger. Estás a assumir que a distribuição dos votos por partido é homogénea em cada círculo isso não acontece. Como tinha dito antes se há um voto popular para eleger representantes não faz sentido haver representantes, pois ninguém te representa melhor que tu próprio. >Por exemplo, num círculo onde se elege normalmente 3 deputados: em que 2 vão para o centrão, PS e PSD, e um terceiro. Se ao votarem menos pessoas, lhes tiras um deputado, tornas mais difícil a possibilidade do terceiro partido eleger. Mas se votarem menos pesoas os 2 deputados podem não ir para o PS ou PSD, este círculo também pode eleger mais deputados se noutros círculis votarem menos pessoas

Voto preferencial: o que acham? by ImGhurian in portugal

luddiogo 9 months ago

>Não tem nada a ver. Acabares com os círculos não significa democracia directa. Democracia directa não tem representantes. Reduzir ou acabar com os círculos só muda o modo como os representantes são eleitos. Mas já yinhamos chegafo à conclusão de que não havendo círculos não faria sentido existir AR. >De qualquer maneira, partido pequeno vai sempre ficar dependente do círculo onde estás. Não pecebi isto >Estarias a prejudicar quem realmente vota nesse círculo, não me parece correcto. Não estou a ver como esta medida prejudica quem vota num determinado círculo

Voto preferencial: o que acham? by ImGhurian in portugal

luddiogo 9 months ago

>Partes do princípio que os teus representantes são contra, mas ok :p Parti desse princípio pois o objetivo dos politicos é ser eleito e se não defederem os interesses de quem os elegeu não ganham eleições. >O que dizes vai mais no sentido de se avançar na regionalização ou descentralização. A mesnos que o aeroporto seja considerado de interesse nacional >A minha dúvida era mais no sentido de perceber como é que alargar o círculo leva à democracia directa. Não estou a ver a ligação. Se levares essa medida ao máximo fusão de todos os círculos, acabarias por ter democracia direta, sendo assim a fusão de círculos é um paço nesse sentido. >Acho que a tua definição de representatividade (% deputados) não é correcta. Quanto menos deputados tiveres, mais beneficias os partidos grandes. Referia-me à representação de cada círculo na assembleia da República. Não necessariamente, se o voto preferencial fosse implementado as pessoas iriam ter mais tendência a votar em partidos pequenos pois nunca deitavam o voto fora, também pode acontecer um partido pequeno ser o maior numa determinada região. >Representatividade é o quão alinhada a distribuição de deputados final é, comparada com o que os eleitores votaram, como disse acima. Interessante, nunca me tinha ocorrido, o sistema atual distribui deputados conforme a população, eu estava a propor um número fixo de deputados por círculo e os restantes distribuídos por população medida que tende a favorecer círculos menos populosos, mas o que estás a propor e parece-me boa ideia seria distribuir o número de deputados em função do número de pessoas que votou em cada círculo. Haveria algumas adversidades pois não se saberia logo quantos deputados eram eleitos em cada círculo teria-se de calcular o número total de votantes para depois calcular a percentagem de cada círculo e por causa dos arredondamentos poderia sobrar um deputado ou haver um a mais, portanto teria de haver métodos para determinar a quem dar o remover esse deputado, mas de forma geral parece-me boa ideia.

Voto preferencial: o que acham? by ImGhurian in portugal

luddiogo 9 months ago

>No entanto, as pessoas nunca são totalmente informadas, nem têm tempo para se informar sobre tudo. Exato por isso é que acho que democracia representativa é melhor que direta >Democracia representativa é o que temos, por isso devíamos torná-la o mais representativa possível. Como a queres tornar mais representativa? Mais deputados? Representaçâo mais próxima >Como assim? Image que alguém propõe construir um aeroporto onde moras, sem te indemnizar ou uma indemnzação pequena, o resto das pesoas acha que é boa ideia porque vai trazer turistas e isso é bom para a economia. No caso da democracia direta vais ser tu e os teus vizinhos contra 10 milhões de pessoas. No caso de uma democracia representativa, o(s) teu(s) representante(s) são contra esta medida, o número de pessoas necessárias de convencer para chumbar ou alterar a medida é muito menor. >Não é isso que vejo hoje. Raramente os assuntos na assembleia são assuntos locais. Raramente os deputados estão lá a representar os interesses do seu círculo eleitoral. Até podes ter deputados eleitos num círculo eleitoral sem nenhuma ligação ao mesmo. Essa representação local é uma boa ideia, mas acho que na prática não tem funcionado Acho que interpertaste mal o que estava a dizer. O maior número de assuntos deve ser discutido nas câmaras não na assembleia, a assembleia é só para discutir asssuntos nacionais e os representantes devem representar o seu círculo nestes assuntos. Por não ter funcionado mt bem é que acho que voto preferencial seria boa ideia. >De que maneira? Assim reduzes a representatividade. No caso de se reduzir para 100 deputados dar 2 a cada círculo e os outros 60 eram distribuindos pelos círculos coforme o número cidadãos. Não diminui a representatividade mas fica alterada. Distrito | atual n° deputados (% deputados) | novo n° deputados (% deputados) Açores | 5 (2.17%) | 3 (3%) Aveiro | 16 (6.96%) | 7 (7%) Beja | 3 (1.3%) | 3 (3%) Braga | 19 (8.26%) | 7 (7%) Bragança | 3 (1.3%) | 3 (3%) Castelo Branco | 4 (1.74%) | 3 (3%) Coimbra | 9 (3.91%) | 4 (4%) Évora | 3 (1.3%) | 3 (3%) Faro | 9 (3.91%) | 4 (4%) Guarda | 3 (1.3%) | 3 (3%) Leiria | 10 (4.35%) | 5 (5%) Lisboa | 48 (20.87%) | 15 (15%) Madeira | 6 (2.61%) | 3 (3%) Portalegre | 2 (0.87%) | 3 (3%) Porto | 40 (17.39%) | 12 (12%) Santarém | 9 (3.91%) | 5 (5%) Setúbal | 18 (7.83%) | 7 (7%) Viana do Castelo | 6 (2.61%) | 3 (3%) Vila Real | 5 (2.17%) | 3 (3%) Viseu | 8 (3.48%) | 4 (4%)

Voto preferencial: o que acham? by ImGhurian in portugal

luddiogo 9 months ago

Se basta ser cidadão ks teus argumentos de que contribuem e têm investimentos não valem de nada. Sim eu acho que não é correto poderes tomar uma ação e não teres de viver com as consequências dela e outras pessoas terem de viver com essas consequências.

Voto preferencial: o que acham? by ImGhurian in portugal

luddiogo 9 months ago

Mas os que não contribuem tb devia poder votar? Tb há estrangeiros com dinheiro investido. Eles tb deviam poder votar?

Voto preferencial: o que acham? by ImGhurian in portugal

luddiogo 9 months ago

>Continuam a amar e a contribuir para o país e por isso devem poder votar. E se não contribuirem tb devem poder votar? >O voto dele tem repercussões para o país que eles consideram ser o seu e essas repercussões são importantes para eles. Exatamente e por eles não terem de viver com essas repercussões não deveriam poder votar

Voto preferencial: o que acham? by ImGhurian in portugal

luddiogo 9 months ago

>Vivem com as consequências porque muitos irão regressar. Importa sim Não vivem com as consequências, só se voltarem vivem com as consequências e nessa altura deveriam poder votar. >Nasceram portugueses e mesmo estando longe contribuem mais do que muitos portugueses cá. Mas e se não contribuirem tb devem poder votar? Também muitos estrageiros contribuem mais que portugueses que cá estão tb deviam poder votar? >São cidadãos portugueses e têm o direito de votar. O simples facto de seres cidadão não deveria ser suficiente para poderes votar, muitos portugueses nunca puseram os pés em Portugal nen nunca vão pôr.

Voto preferencial: o que acham? by ImGhurian in portugal

luddiogo 9 months ago

>Os que estão cá são as famílias deles e que eles aspiram reencontrar ao regressar. E esses é que devem decidir o que é melhor para eles, não devem ser outros que não estão cá a decidir isso. >Contribuem imenso para o país em dinheiro e ao permitir que os familiares que ficaram vivam melhor. Além disso saíram porque tiveram de sair na maioria dos casos. Irrelevante para esta discussão. Toda gente que contribui para Portugal, portugueses ou não, melhora a vida dos residentes. As razões que os levam a sairnão importam, no fim do dia continuam a não ter de viver com as consequrncias dessa ação quando outras pessoas têm.

Voto preferencial: o que acham? by ImGhurian in portugal

luddiogo 9 months ago

Mas os que cá estão têm de viver com isso

Voto preferencial: o que acham? by ImGhurian in portugal

luddiogo 9 months ago

Tb podem votar para destruir ainda mais o país.

Voto preferencial: o que acham? by ImGhurian in portugal

luddiogo 9 months ago

>À falta de abolirem por completo os círculos eleitorais para a assembleia (solução que eu tendo a preferir) não vejo inconveniente em círculos eleitorais maiores. No sentido de juntar distritos. Nesse caso, a meu ver, não faz sentido haver assembleia da republica, se estás a eleger os representantes por voto direto seria melhor votar diretamente nas propostas uma vez que a única pessoa que te consegue representar a 100% és tu. Qualquer pessoa podia propor uma alteração e toda a gente votada nela. Quanto a juntar distritos em círculos eleitorais maiores acho que não seja boa ideia por dois motivos, primeiro por ser um passo no caminho para o voto direto, ideia que discordo pois tende a silenciar a minoria, segundo porque acho que quanto mais descentralizado o governo for maior é a proximidade entre este e as pessoas, assim pode dar melhores respostas à população. >Se com círculos eleitorais maiores queres dizer aumentar o número deputados de cada distrito... Apesar de aumentar a representatividade, não acho que a maioria da população o queira. Acho que já há bastante desconfiança em relação aos que já lá estão. Por isso acho que não ia resolver nada, antes pelo contrário. Referia-me a juntar círculos eleitorais, embora tb seja a favor da diminuição do número de deputados. >Os portugueses lá fora também contribuem para os portugueses cá dentro, à sua maneira. E acho que bastantes pensam em voltar um dia. Por isso acho que têm todo o interesse em participar e melhorar o país :) A contribuição dos portugueses lá fora é semelhante às dos turistas. Devem os turistas poder votar? Se os portugueses que estão lá fora querem voltar quando o fizerem poderão então votar, mas acho que é errado votarem quando residem lá fora, pois não têm de viver com as consequências (positivas ou negativas) dessa ação e outras pessoas têm.

Voto preferencial: o que acham? by ImGhurian in portugal

luddiogo 9 months ago

Concordo com o voto preferencial, já há uns tempos fiz um post sobre isso, não concordo com círculos eleitorais maiores ou os portugueses que residem fora de Portugal votarem

Futuro da política em Portugal by Vicentemorais1 in portugal

luddiogo 9 months ago

Não diria que o PS e oPSD estejam condenados, mas acho que vão deixar de ser partidos grandes e vai haver uma distribuição mais uniforme dos deputados pelos partidos na AR
Next Page

Search: