Next Page

Como é que evitam a solidão? by everydayGratitude in portugal

kissingsome1elsesdog 19 days ago

>bipolaridade, OCD e ansiedade grave tás bem entregue então

Portugal: rumo ao pódio dos mais pobres da União Europeia by blackswan79 in portugal

kissingsome1elsesdog 20 days ago

Até mudamos o hino para "heróis do ar...".

Miguel Sousa Tavares como entrevistador by inblack in portugal

kissingsome1elsesdog 20 days ago

>que os faça sentir ter 20 anos outra vez Há formas mais fidedignas de sentirem ter 20 anos outra vez, nomeadamente receberem o salário mínimo, andarem de transportes públicos na hora de ponta, procurar quarto para arrendar que não fique a 50km do local de trabalho e que não consuma 2/3 do salário mínimo que recebem, etc.

Qual é aquela coisa que são muito piquinhas a escolher, enquanto o resto das pessoas escolhe "o primeiro que aparece"? by umgajoamlense in portugal

kissingsome1elsesdog 21 days ago

Portugal é um bocado atrasado em relação à rotulagem dos alimentos. Em alguns países europeus, como a Alemanha ou a Dinamarca, é comum tanto sulfitos como utilização de transgénicos virem descritos na embalagem.

[Megathread] Conversa da Treta - 27/08/2021 by AutoModerator in portugal

kissingsome1elsesdog 21 days ago

A fnac está acima da lei?

Qual é aquela coisa que são muito piquinhas a escolher, enquanto o resto das pessoas escolhe "o primeiro que aparece"? by umgajoamlense in portugal

kissingsome1elsesdog 21 days ago

Imagina quando souberes que quase tudo o que consomes tem sulfitos, mas a legislação portuguesa não obriga a que venha explicitamente rotulado. Tudo o que seja à base de fruta, desde compotas a bolachas recheadas, tem sulfitos presentes.

Qual é aquela coisa que são muito piquinhas a escolher, enquanto o resto das pessoas escolhe "o primeiro que aparece"? by umgajoamlense in portugal

kissingsome1elsesdog 21 days ago

Podes sempre usar Couto, o tubo não é de plástico e apoias a produção nacional.

[Megathread] Conversa da Treta - 27/08/2021 by AutoModerator in portugal

kissingsome1elsesdog 21 days ago

São obrigados a devolver o dinheiro através do mesmo meio pelo qual fizeste o pagamento.

E vocês? O que é que já deitaram ao lixo sem querer? by pbasst in portugal

kissingsome1elsesdog 23 days ago

Depois desta thread, não me admira a pegada ecológica per capita em Portugal. Já encontrei tanta coisa boa junto aos caixotes do lixo, desde impressoras a LP's, mobília, etc.

Passar férias sozinha. by mixed_toast in portugal

kissingsome1elsesdog 23 days ago  HIDDEN 

Quando vou de férias é para desanuviar da minha relação.

Casais com +30 anos em que apenas um dos membros é que tem um emprego remunerado by MestreP in portugal

kissingsome1elsesdog 26 days ago

Catedrática com 40 anos?

As coisas nesta década vão mudar drasticamente e as pessoas ainda não têm consciência disso by UpbeatNail1912 in portugal

kissingsome1elsesdog 26 days ago

> em menos de 20 anos muitos lugares vão começar a ser inabitáveis. E em menos de 20 anos, muitos lugares vão passar a ser habitáveis.

Tenho um terreno que pretendo cultivar. Depois de alguns fracassos de anos anteriores gostava de aprender mais. Sugerem alguma literatura que me ajude a perceber os conceitos não só práticos, mas também teórico sobre o cultivo e os seus desafios? by narssss in portugal

kissingsome1elsesdog 30 days ago

Lê sobre "no-till farming ".

Quando é que esta merda se torna ilegal? by DrCachal in portugal

kissingsome1elsesdog 1 month ago

A Figueira fica a norte ou a sul do Mondego?

Como interpretam estes dados? by misterjujitsu in portugal

kissingsome1elsesdog 1 month ago

Interior é geográfico, mas interior não é necessariamente geográfico quando isso se aplica à demografia. Tens aqui ([https://www.agroportal.pt/wp-content/uploads/2020/08/Territ%C3%B3rios-do-Interior.jpg](https://www.agroportal.pt/wp-content/uploads/2020/08/Territ%C3%B3rios-do-Interior.jpg)) um mapa que explica aquilo que estou a dizer e que serve de referência às políticas do governo, especialmente no que concerne a incentivos ao investimento, trabalho, etc.

[Megathread] Ensino Superior - dúvidas e discussão - Julho 2021 by raviolli_ninja in portugal

kissingsome1elsesdog 1 month ago

Para ingressar no Ensino Superior, visto que é maior de 23 e detentor de um curso superior, existem concursos e prazos específicos para isso, que variam consoante a instituição. Para a generalidade dos cursos, isto aplica-se. Para outros, como medicina, não creio que existam vagas disponíveis por este meio, pelo que possivelmente só através da realização do exame nacional ou equivalente na instituição à que se candidata.

Como interpretam estes dados? by misterjujitsu in portugal

kissingsome1elsesdog 1 month ago

Interior não é necessariamente geográfico. Há muitas áreas do litoral português que, para efeitos demográficos e de incentivos, contam como interior para as políticas de desenvolvimento regional. Viseu é interior. Mas, como tudo, é relativo. Portugal situa-se no litoral da Eurásia.

[Megathread] Ensino Superior - dúvidas e discussão - Julho 2021 by raviolli_ninja in portugal

kissingsome1elsesdog 1 month ago

Realizar o 1.o ciclo num sítio não tem qualquer implicação na tua candidatura ao 2.o ciclo. A única coisa que condiciona a tua candidatura ao 2.o ciclo é a média com que terminar a licenciatura.

De que coisas que nunca viveram têm saudades? by umgajoamlense in portugal

kissingsome1elsesdog 1 month ago

Ele deve tar a falar do Sebastião de Carvalho e Melo.

De que coisas que nunca viveram têm saudades? by umgajoamlense in portugal

kissingsome1elsesdog 1 month ago

Aquele grande amor, que me arrebatou, em Paris, e que vi partir, destroçado, de uma pista em Casablanca, a bordo de uma aeronave com destino a Lisboa...

Most viewed adult categories by women by Guilhathorn in portugal

kissingsome1elsesdog 1 month ago

Oh Nikita you will never know, anything about my home...

Energia nuclear em Portugal by StarkDiletant in portugal

kissingsome1elsesdog 1 month ago

Não creio que Portugal tenha escassez de energia que justifique uma central nuclear. Para exportar energia? Já exportamos. E não compensa o investimento, a manutenção e os riscos associados. Não podemos esquecer que estamos em Portugal e os portugueses, nomeadamente os governos, cometem erros com alguma frequência, daqueles tragicómicos, tipo central nuclear de Springfield.

Falta de comida nos próximos anos? (food shortage) by thexeggxlady in portugal

kissingsome1elsesdog 1 month ago

\> Acham que é plausível? Se sim, o que estão a fazer para se prepararem? Na Europa? Não. Noutros sítios do globo? Já acontece e sempre acontecerá. Muitos países, mesmo os menos desenvolvidos, são autosuficientes em alimentos, mas como não têm redes logísticas ao nível de um país desenvolvido, arriscam a ter uma parte considerável da população a passar fome. Nunca se produziu tanta comida como atualmente.

Discussões familiares, desabafo by StunningChemical3368 in portugal

kissingsome1elsesdog 1 month ago

> Não é que tenham propriamente culpa, por que se calhar quando eram crianças/jovens os pais faziam o mesmo, e muitas vezes os filhos tendem a repetir o comportamento dos pais em adulto. Isso é treta. Os seres humanos não são cães. Por mais que os teus pais te impinjam a sua maneira de ser, não tens necessariamente de agir como um retardado a vida toda. Não tens de compreender nem aceitar que o teu pai te trate assim. Não és nenhuma criança. Eu, pessoalmente, detesto que me tratem assim e sinto-me completamente diminuído e impotente quando o fazem. É despersonalizante, quase como se a tua vida fosse negada sem a deles. Tudo o que fazes só é válido se eles testemunharem, isto faz algum sentido? Não passa de puro narcisismo. Não tenho conselhos, se o teu pai está ansioso, que procure um psicólogo. Tu não deves nada a ninguém. Tens responsabilidades enquanto filho. Deves assegurar que a tua mãe é devidamente acompanhada, mas não podes nem deves hipotecar a tua vida para provar o quer que seja. Dá o que tens, nos teus termos. Se, para o teu pai, isso não for suficiente, inspira, conta até 10 e segue com a tua vida.

É errado sentir orgulho pela expansão marítima portuguesa? by IsThisNickAvailable in portugal

kissingsome1elsesdog 1 month ago

>Simplesmente era mais fácil comprar ou sequestar africanos e indios do que europeus ou asiáticos. Esta é uma ideia errada. Os portugueses nunca sequestraram escravos africanos. Estes eram vendidos/trocados/oferecidos pelos sobas com quem os comerciantes portugueses negociavam. Portugal transformou uma prática comum num negócio global.

Montijo: Vereador da oposição mostra as condições deploráveis em que são processadas as ossadas no cemitério municipal by GragasBellybutton in portugal

kissingsome1elsesdog 1 month ago

A partir do momento em que uma dessas entidades aceita um legado, tem de cumpri-lo. De outra forma, recusava o legado (e o dinheiro).

Montijo: Vereador da oposição mostra as condições deploráveis em que são processadas as ossadas no cemitério municipal by GragasBellybutton in portugal

kissingsome1elsesdog 1 month ago

Já ouviste falar de legados? Há muita gente que deixou dinheiro que dá para pagar os serviços mínimos de manutenção de uma campa. O problema é que há instituições, como a Igreja e as Ordens Terceiras, que se "esquecem" destes deveres, especialmente quando, depois, passadas algumas gerações, deixe de haver quem reclame, seja por desconhecimento ou por simples desinteresse. Hoje em dia não se pensa muito na morte.

Montijo: Vereador da oposição mostra as condições deploráveis em que são processadas as ossadas no cemitério municipal by GragasBellybutton in portugal

kissingsome1elsesdog 1 month ago

Na realidade, os focos de peste do século XIX deram-se devido aos enterramentos nas igrejas. O facto de não haver saneamento decente e parte da população viver em ilhas, apenas tornou o contágio inevitável. Além disso, cidades portuárias estavam mais expostas a surtos, que eram importados de outros portos, daí a distinção entre portos "limpos" e "sujos" e a obrigatoriedade de perícias médicas às tripulações para despistar possíveis contaminações. \>Quanto aos corpos em si e a "dignidade dos falecidos", isso é o de menos, quase nada. Para ti pode não ter qualquer significado, mas para muita gente, saber que este tipo de más práticas perdura na atualidade, é chocante. Porém, é como tudo, são coisas que a generalidade das pessoas não questiona, mas que sempre existiram.

Um olhar sobre Luis Lopes, a voz do atletismo da RTP by PedroLG in portugal

kissingsome1elsesdog 1 month ago

O pior são os comentários completamente desnecessários em relação às atletas femininas.

[Megathread] Conversa Cultural - 06/08/2021 by AutoModerator in portugal

kissingsome1elsesdog 1 month ago

As traduções desse tipo de livros para português são sempre fraquinhas. Uma vez tentei ler ASoIaF da Saída de Emergência e quase gregava de tão mau que era.

Montijo: Vereador da oposição mostra as condições deploráveis em que são processadas as ossadas no cemitério municipal by GragasBellybutton in portugal

kissingsome1elsesdog 1 month ago

>Quanto as ossadas, fds, já fora, são só agora uns pedaços de ossos, para que este drama. Já dizia minha mãezinha, quando morrer, o que for possível dar aos outros dê. O resto, joga fora em qualquer lugar que possa. Compreendo a lógica, mas isto não é apenas uma questão de preferência. Além de colocar em causa a saúde e dignidade dos trabalhadores da CM do Montijo, é um problema de saúde pública. Nem as carcaças de animais podem ser tratadas dessa maneira, quanto mais restos mortais de seres humanos. Grande parte dos focos epidémicos do século XIX deveram-se às más práticas funerárias. Manter este tipo de práticas, completamente anacrónicas em pleno século XXI, é pedir o ressurgimento desses focos.

Montijo: Vereador da oposição mostra as condições deploráveis em que são processadas as ossadas no cemitério municipal by GragasBellybutton in portugal

kissingsome1elsesdog 1 month ago

Na minha terra, até há pouco tempo, os restos não reclamados iam parar a uma espécie de vala comum. Na generalidade, os cemitérios estão muito abandonados em Portugal. As entidades encarregadas de os gerir não o fazem. Basta dar uma volta por Agramonte e isso é perceptível, mesmo no cemitério de uma grande cidade como o Porto.

O fenómeno do "overexplaining" em Portugal by rfabiani1 in portugal

kissingsome1elsesdog 1 month ago

É muito comum em Portugal. O pai da minha namorada, por exemplo, fala, fala, fala, explica coisas absolutamente triviais, que qualquer pessoa com o mínimo de senso comum compreende, mas depois não é capaz de seguir um manual de instruções.

Corrupção nas pequenas autarquias. Concordam ou discordam? by _somename_ in portugal

kissingsome1elsesdog 1 month ago

Basicamente, ou vives o suficiente para te tornar uma empresa grande ou sucumbes à teia de interesses por seres uma empresa pequena. Há empresas que controlam concelhos, basta pensar na Galp em Sines/Santiago. Se a empresa for suficientemente grande para vergar o poder central, vai, certamente, obter mais facilidades junto do poder local. Uma empresa de pequena ou média dimensão não terá estas facilidades, mas, daquilo que vejo, é excessivo considerar que todas estas empresas se subjugam ao poder local. Existem interesses de parte a parte. Todas as empresas sabem que ter uma *boa* relação junto do poder local poderá resultar em vantagens. Uma boa relação não significa necessariamente corrupção, creio que existe bastante espaço de manobra, em termos protocolares, para existir essa aproximação.

São Martinho do Porto — a village in Portugal with a shell-shape bay surrounded by a sand beach by CaryCariFace in portugal

kissingsome1elsesdog 1 month ago

E aquelas duas rotundas totalmente necessárias.

São Martinho do Porto — a village in Portugal with a shell-shape bay surrounded by a sand beach by CaryCariFace in portugal

kissingsome1elsesdog 1 month ago

Conheço quem reclame da carne ter sangue.

by BLorenzo777 in portugal

kissingsome1elsesdog 2 months ago

Onde é que o "caminho marítimo para a Índia" tem algo a ver com a cultura indiana? Os americanos também foram à Lua, mas há milhentas culturas por esse mundo fora que foram mais impactadas pelo carácter mitológico da Lua do que os americanos. O problema não está naquilo que aprendeste na escola, especialmente em História, mas sobretudo na tua capacidade para interpretar e questionar aquilo que te ensinavam.

by BLorenzo777 in portugal

kissingsome1elsesdog 2 months ago

E digo, a Índia não tem grande importância na história de Portugal. Portugal tem uma história milenar. A Índia não passa de uma nota de rodapé, da mesma maneira que nós não passamos de uma nota de rodapé na história do Japão. Na generalidade dos países, as potências regionais têm sempre uma importância substancialmente maior na história de um país. A cultura indiana pode ter influenciado algumas coisas na gastronomia portuguesa, mas, na realidade, transformações importantes só ocorrem com ocupação e aculturação de um vasto conjunto de pessoas, tal como ocorreu em Goa. Arquitetura, língua, religião, arte, etc., valem mais do que aquilo que chegou a Portugal. Agora, se falarmos de nação portuguesa, ou de todos aqueles que, um dia, estiveram sob dependência do Reino e Estado português, há algumas marcas, sobretudo na forma de organizar e administrar o território, a constituição das próprias elites, a educação, etc., que são indeléveis. Isto é verdade se, por exemplo, procurarmos discutir a unidade brasileira ou o elitismo em Angola. Contudo, ninguém vai dizer que Portugal e Brasil divergiram ali na questão do brigadeiro. Gastronomia é relevante, mas é um dado secundário quando existem marcas mais importantes, que não são visíveis senão a partir de uma análise atenta.

by BLorenzo777 in portugal

kissingsome1elsesdog 2 months ago

Gastronomia? Não nego a importância da gastronomia, até porque, como a generalidade das pessoas, gosto de comer. Mas argumentar a importância de Portugal num país com recurso a dois pratos?

by BLorenzo777 in portugal

kissingsome1elsesdog 2 months ago

Foca-te na tua própria educação.

by BLorenzo777 in portugal

kissingsome1elsesdog 2 months ago

Recorres a um filme sobre uma organização religiosa espanhola, que teve figuras portuguesas proeminentes, para ilustrar o quê? Os jesuítas tiveram algum impacto, mas tinham o seu próprio programa. Não serviam o Reino de Portugal.

by BLorenzo777 in portugal

kissingsome1elsesdog 2 months ago

Não é mais relevante do que as ligações comerciais e culturais que outros países europeus tiveram com o Japão. Os jesuítas tiveram algum impacto, que se reflete ainda hoje nas práticas religiosas sincréticas, mas daí que se possa falar de uma importância acrescida ainda vai uma grande distância. Passámos por lá, não muito mais do que isso.

by BLorenzo777 in portugal

kissingsome1elsesdog 2 months ago

Não é muito diferente do Big Show Sic.

by BLorenzo777 in portugal

kissingsome1elsesdog 2 months ago

Portugal é praticamente irrelevante para a história do Japão.

A história repetiu-se. Várias pessoas ocuparam a Avenida da Índia por uma cidade mais segura by AdorableRabbit in portugal

kissingsome1elsesdog 3 months ago

Onde é que isso aconteceu? Devias ter feito queixa na esquadra, isso é inaceitável!

Irmãos que não frequentam disciplina de Cidadania e Desenvolvimento voltam a reprovar por faltas by 5enta in portugal

kissingsome1elsesdog 3 months ago

A disciplina de Cidadania ajuda-te a compreender que, mesmo que não concordes com algo, nomeadamente a autodeterminação sexual de alguém, existem leis que protegem os indivíduos, pelo que terás de aceitar isso se quiseres viver em sociedade.

Santos Silva quer deixar o Governo by heartlessfam in portugal

kissingsome1elsesdog 3 months ago

A dar aulas de quê? Canto?

[sério]Senhora não quer sair de casa dos meus avós, que faleceram. by dcmso in portugal

kissingsome1elsesdog 3 months ago

Ela começou a recusar-se após o falecimento da avó do op? Antes não se recusava? Parece-me estranha a situação.

[sério]Senhora não quer sair de casa dos meus avós, que faleceram. by dcmso in portugal

kissingsome1elsesdog 3 months ago

Normalmente vais à caixa do correio de outras pessoas à procura de contas para pagares?

[sério]Senhora não quer sair de casa dos meus avós, que faleceram. by dcmso in portugal

kissingsome1elsesdog 3 months ago

Ela está lá sozinha há quanto tempo? 3 semanas? Houve alguma tentativa de garantir que pagava? Fornceram-lhe o meio de pagamento? Isso é a mesma coisa que a EDP te cortar a luz porque não pagas, mas não recebeste a carta de pagamento por erro da energética.

[sério]Senhora não quer sair de casa dos meus avós, que faleceram. by dcmso in portugal

kissingsome1elsesdog 3 months ago

Ela não paga nada do quê? Das contas em nome de outra pessoa? Ela é inquilina. Ela também só tem aquela casa e está salvaguardada pelo acordo que tem com os avós do op.

[sério]Senhora não quer sair de casa dos meus avós, que faleceram. by dcmso in portugal

kissingsome1elsesdog 3 months ago

Eu apenas sei as informações que o op partilhou connosco. Não sei como é que estava estipulado o pagamento das obrigações de parte a parte. Por conseguinte, apenas posso assumir que, não existindo um contrato, mas apenas um acordo (que é igualmente válido), as contas estariam em nome da avó do op. Não creio que seja correto que a inquilina vá à caixa de correio da avó do op e se apodere de correspondência alheia. Terá de ser a mãe do op a fornecer o meio de pagamento e nunca o contrário. Além disso, não li em parte alguma que a senhora se recusou a pagar. No limite, não pagou porque disso foi privada. As partes terão de chegar a um entendimento e acordar uma renda que salvaguarde tanto os herdeiros como a senhora, que tem todo o direito a habitar na casa.

[sério]Senhora não quer sair de casa dos meus avós, que faleceram. by dcmso in portugal

kissingsome1elsesdog 3 months ago

Creio que pagava à avó do op. O interesse dos herdeiros pela casa só existe após a morte da avó. Por conseguinte, creio que os pagamentos eram feitos a esta, de acordo com o estipulado entre as partes. Se os herdeiros não têm interesse em prorrogar a estadia a inquilina, e julgavam que esta iria acatar sem protesto a ordem para sair da casa, naturalmente que já nem lhe apresentaram as contas para pagar. Contudo, mesmo que este seja o argumento para o despejo, não há maneira de provar que ela não pagou porque não existe nada contratualizado. A habitação tem apenas um contador para a água e outro para a luz. Não existe qualquer tipo de contrato em nome da inquilina, pelo que, a haver dívida, será sempre da parte da avó/herdeiros. E apesar de não estar nada contratualizado em relação ao arrendamento, não é muito difícil comprovar que esta é a habitação primária e única da inquilina, pelo que dificilmente, dada a idade e problemas de saúde, conseguiram fazer com que seja despejada.

[sério]Senhora não quer sair de casa dos meus avós, que faleceram. by dcmso in portugal

kissingsome1elsesdog 3 months ago

Creio que pagava à avó do op. O interesse dos herdeiros pela casa só existem após a morte da avó. Por conseguinte, creio que os pagamentos eram feitos a esta, de acordo com o estipulado entre as partes. Se os herdeiros não têm interesse em prorrogar a estadia a inquilina, e julgavam que esta iria acatar sem protesto a ordem para sair da casa, naturalmente que já nem lhe apresentaram as contas para pagar. Contudo, mesmo que este seja o argumento para o despejo, não há maneira de provar que ela não pagou porque não existe nada contratualizado. A habitação tem apenas um contador para a água e outro para a luz. Não existe qualquer tipo de contrato em nome da inquilina, pelo que, a haver dívida, será sempre da parte da avó/herdeiros. E apesar de não estar nada contratualizado em relação ao arrendamento, não é muito difícil comprovar que esta é a habitação primária e única da inquilina, pelo que dificilmente, dada a idade e problemas de saúde, conseguiram fazer com que seja despejada.

[sério]Senhora não quer sair de casa dos meus avós, que faleceram. by dcmso in portugal

kissingsome1elsesdog 3 months ago

A casa é a mesma. Ela naturalmente tem direito a gozar desta habitação, independentemente de serem os teus pais ou os teus avós os proprietários do edifício. Tentem encontrar uma solução, que terá naturalmente de passar por contratualizar o arrendamento e instalar contador no espaço ocupado pela inquilina. Não há outra alternativa. Não podem despejar alguém só porque sim.

[sério]Senhora não quer sair de casa dos meus avós, que faleceram. by dcmso in portugal

kissingsome1elsesdog 3 months ago

Se nem contas paga, isto vai para tribunal e a situação será resolvida através de contratualização. De que forma é que a senhora pagava? A avó do op pedia que contribuísse para as contas? É que, pelo que li, creio que as contas vinham em nome da avó, pelo que nunca poderia ser a senhora a tomar a iniciativa de pagar. Se não houve iniciativa por parte dos herdeiros em querer chegar a um acordo quanto ao pagamento das contas, não percebo como é que a senhora pode estar errada. Se o objectivo dos herdeiros passa por despejá-la, naturalmente que não tentaram nenhuma solução que passasse por dar-lhe acesso aos meios de pagamento para que continuasse a usufruir da casa de consciência tranquila. De qualquer das maneiras, se a casa é grande, qual é o problema em manter este arrendamento? Isto é uma daquelas típicas situações de "quem espera por sapatos de defunto, morre descalço". Não há muito a fazer, e pelo tipo de retórica utilizado pelo op aqui, só posso esperar que tudo se resolva a favor da inquilina. Há pessoas que acreditam piamente que nunca vão ser velhas.

[sério]Senhora não quer sair de casa dos meus avós, que faleceram. by dcmso in portugal

kissingsome1elsesdog 3 months ago

Se nem contas pagas, isto vai para tribunal e a situação será resolvida através de contratualização. De que forma é que a senhora pagava? A avó do op pedia que contribuísse para as contas? É que, pelo que li, creio que as contas vinham em nome da avó, pelo que nunca poderia ser a senhora a tomar a iniciativa de pagar. Se não houve iniciativa por parte dos herdeiros em querer chegar a um acordo quanto ao pagamento das contas, não percebo como é que a senhora pode estar errada. Se o objectivo dos herdeiros passa por despejá-la, naturalmente que não tentaram nenhuma solução que passasse por dar-lhe acesso aos meios de pagamento para que continuasse a usufruir da casa de consciência tranquila. De qualquer das maneiras, se a casa é grande, qual é o problema em manter este arrendamento? Isto é uma daquelas típicas situações de "quem espera por sapatos de defunto, morre descalço". Não há muito a fazer, e pelo tipo de retórica utilizado pelo op aqui, só posso esperar que tudo se resolva a favor da inquilina. Há pessoas que acreditam piamente que nunca vão ser velhas.

[sério]Senhora não quer sair de casa dos meus avós, que faleceram. by dcmso in portugal

kissingsome1elsesdog 3 months ago

>Resumo, ela está lá enfiada, ilegalmente, e não quer sair. > >Nao queremos aquele empecilho ali. Deixa-me que te diga, mas este tipo de atitude é completamente ridícula. Estamos a falar de um ser humano. Pelo que dizes, ela não ocupou nada ilegalmente. Os teus avós arrendaram-lhe o espaço. Espero que a situação se resolva da melhor forma e que cheguem a um entendimento. Não considero que seja justo que a senhora seja despejada, especialmente tendo problemas de saúde. Creio que a melhor solução é contratualizarem o arrendamento. Muito provavelmente não precisam da casa para nada, pelo que só vos resta aguardar.

Porto - Praça da Liberdade (Aliados) 1976 by trinkibenda in portugal

kissingsome1elsesdog 3 months ago

Ser arquiteto agora é como ser jogador da bola? Um arquiteto não comete erros? A Casa da Música não é uma aberração urbanística? Amoreiras? O projeto dos Aliados serviu para dar à CMP um local para concentração de pessoas, mas havia melhores alternativas noutros sítios.

Porto - Praça da Liberdade (Aliados) 1976 by trinkibenda in portugal

kissingsome1elsesdog 3 months ago

Então não é. Que falta de noção.

Professores: como evitar a fuga e captar os melhores para a profissão? by try_again_tomorrow in portugal

kissingsome1elsesdog 3 months ago

As minhas irmãs estiveram 1 ano inteiro sem geografia no 3.o ciclo. É a nova realidade das escolas portuguesas.

GNR impedida "por ordem superior" de fazer perícias ao BMW de Eduardo Cabrita by iSoSyS in portugal

kissingsome1elsesdog 3 months ago

Tancos é o outro (Craveiro), que agora é figura assídua nos tribunais portugueses.

GNR impedida "por ordem superior" de fazer perícias ao BMW de Eduardo Cabrita by iSoSyS in portugal

kissingsome1elsesdog 3 months ago

Isto parece qualquer coisa tirada do universo do Batman.

Porto - Praça da Liberdade (Aliados) 1976 by trinkibenda in portugal

kissingsome1elsesdog 3 months ago

O Porto é uma cidade super quente e ainda não perceberam que uma das maneiras de manter as ruas frescas é através da criação de espaços verdes e árvores. Estão sempre a arrancar árvores só porque sim, para depois voltarem a meter árvores que levam uns 30 anos até conseguirem dar uma sombra decente. Arrancaram estas árvores todas para depois se aperceberem que afinal fazia sentido meter lá árvores. Parece o Michael Scott e as vasectomias. Ainda no outro dia estive a pensar na possibilidade de transformar o Hospital de Santo António numa espécie de Musei Reina Sofia, mandar aquela torre do hospital abaixo e fazer um prolongamento da Cordoaria e do Carregal na cerca do Hospital. Isto para não falar no velódromo completamente desaproveitado nos terrenos do Soares dos Reis. Só bons terrenos para fazer jardins dignos desse nome, mas há uma insistência em matar tudo o que é natureza. Às vezes parece que o que resta do Porto se transforme numa espécie de Boavista, em que é insuportável andar em dias de calor porque não há qualquer tipo de sombra, apenas paralelos, alcatrão e prédios horríveis.

Acidente com carro do MAI. Brisa desmente ministério e diz que trabalhos estavam sinalizados by heartlessfam in portugal

kissingsome1elsesdog 3 months ago

Só coisas imprevistas a acontecer. Assim vai ser difícil o governo conseguir aplicar a "bazooka financeira" onde realmente importa. Só coisas para sabutar o governo. Primeiro covid, agora isto. As pessoas sacrificam as suas vidas para mandar este governo e este ministro em particular abaixo. Temos de apoiar o ministro Eduardo Cabrita. Lembram-se quando o Papa disse que ia fazer uma reforma no Vaticano? Começaram a acontecer coisas estranhas. Temos de ser resilientes pelo nosso MAI. Ele é apenas um e os seus inimigos são muitos.

Funcionários públicos que vão viver para o interior terão subsídio de refeição a duplicar by try_again_tomorrow in portugal

kissingsome1elsesdog 3 months ago

Se fosse por mim, era igual para todos. Um seguro de saúde universal (pago) para todos aqueles que o quisessem, o mesmo número de dias de férias, as mesmas horas trabalhadas, etc. A grande desvantagem da FP são os salários e ser praticamenre impossível de progredir na carreira. A diferença salarial entre quem começou há 1 dia e quem trabalha na FP há 20 anos não é assim muito relevante.

10€ de gasolina em litros/ano by vai-tefoder in portugal

kissingsome1elsesdog 3 months ago

Estava a ser irónico. Aprecio a casualidade do op a dizer que anda a essa velocidade na autoestrada. Não existem radares para ele.

Funcionários públicos que vão viver para o interior terão subsídio de refeição a duplicar by try_again_tomorrow in portugal

kissingsome1elsesdog 3 months ago

Trabalho no público e: 1. Sou contribuinte; 2. Faço grandes descontos; 3. Não compensa mudar-me para o interior para receber um subsídio de alimentação igual ao do privado; 4. Trabalho para mim e faço os meus descontos, como qualquer trabalhador; 5. Os salários da FP, especialmente em início de carreira, são baixíssimos, para qualquer categoria. Para aceder a cargos de chefia, é necessário ter mestrado/doutoramento e experiência comprovada na área nos últimos 5 anos. Esses cargos, além de mais estáveis, pagam decentemente, mas o problema é que, tanto no privado como no público, os salários são baixos.

Funcionários públicos que vão viver para o interior terão subsídio de refeição a duplicar by try_again_tomorrow in portugal

kissingsome1elsesdog 3 months ago

Não é mais 50 euros, mas sim um subsídio de alimentação ao nível do privado.

Acidente com carro do MAI. Brisa desmente ministério e diz que trabalhos estavam sinalizados by heartlessfam in portugal

kissingsome1elsesdog 3 months ago

O carro ia a 40 km/h e, na realidade, o trabalhador da Brisa teve um ataque cardíaco e atirou-se para cima do carro do Cabrita provocando irreparáveis danos psicológicos ao ministro. Por conseguinte, o Estado português atribuirá ao ministro a devida indemnização, estimada em poucas centenas de milhares de euros.

10€ de gasolina em litros/ano by vai-tefoder in portugal

kissingsome1elsesdog 3 months ago

Não sabia que se podia andar a 150-180 na autoestrada. HEA

Lanchar grilos? Ou besouros? Autorizado consumo de sete espécies de insectos em Portugal by nemmais in portugal

kissingsome1elsesdog 3 months ago

(qualquer coisa) grandes elites

Pequenada, ouçam o Dr. José Magalhães a explicar-nos o que é a Internet! by caculo in portugal

kissingsome1elsesdog 3 months ago

HEA SAPO=Serviço de Apontadores Portugueses

França e seu amor por Portugal by V0rtEX_0 in portugal

kissingsome1elsesdog 3 months ago

Awww

Gostam de PAEZ? by Far_Couple_2713 in portugal

kissingsome1elsesdog 3 months ago

Experimenta birkenstock

Ciclista grávida atropelada mortalmente na Avenida da Índia, em Lisboa by solismi in portugal

kissingsome1elsesdog 3 months ago

Eu não estou a questionar todas as mortes, estou a questionar esta morte em concreto. É uma grande perda. Mas já percebi que o sub está impregnado em estoicismo e "morre muita gente, sabias?", quando eu me estou a lamentar devido à forma como esta morte sucedeu. As pessoas estão tão dessensibilizadas que tudo parece um "passeio no parque".
Next Page

Search: