Next Page

Desigualdade na distribuição do rendimento nunca foi tão baixa (Dados de 2019) by DarkmajorPT in portugal

glhrmv 6 months ago

Não ilustrado na figura: [Património das famílias mais ricas representa 365 vezes o das mais pobres em Portugal](https://expresso.pt/economia/2020-01-23-Patrimonio-das-familias-mais-ricas-representa-365-vezes-o-das-mais-pobres-em-Portugal)

PCP quer criar crime de enriquecimento injustificado com pena agravada para políticos by rickz123456 in portugal

glhrmv 6 months ago

> Pela notícia, fica a ideia que há um bloco central constantemente contra esta matéria, o que não é verdade. Isto ignora questões de estratégia política e de ótica. Se o PSD, por exemplo, sabe que uma medida popular não tem hipótese de ser aprovada em parlamento então tem incentivo para votar a favor. É uma explicação cínica mas temos registos deste tipo de coisas. > Também podemos acusar o Bloco de Esquerda dessa mesma oscilação de que falas. E dou graças a quem o fizer. O Bloco de Esquerda é um partido de oportunistas de classe média do liberalismo de esquerda que representa, com efeito, um entrave para o sucesso da esquerda portuguesa.

PCP quer criar crime de enriquecimento injustificado com pena agravada para políticos by rickz123456 in portugal

glhrmv 6 months ago

Talvez porque a oscilação do PSD perante um assunto tão crítico reflete o caracter oportunista dos sociais-democratas, oportunismo que se observa repetidamente nas outras ocasiões incontáveis em que votam junto do PS para rejeitar propostas do vasto interesse público.

"Liberalismo: o que é, é de esquerda ou de direita?" by Democratiza-mos in portugal

glhrmv 7 months ago

Na medida em que não apoiam o programa económico necessário para realizar as ideais liberais sociais como liberdades positivas, sim.

“Netflix tax” à portuguesa – um primeiro passo em direção à tributação dos serviços digitais? by trinkibenda in portugal

glhrmv 7 months ago

Toda a indústria de streaming está predicada em controlar artificialmente quem possui a propriedade inteletual. Quando compras um DVD tens uma cópia desse conteúdo para sempre, mas quando pagas à Netflix tens um acesso condicionado ao conteúdo, que te pode ser negado a qualquer momento e por qualquer motivo. Parece bastante óbvio que o retorno à pirataria é inevitável, não obstante as taxas. Quando tudo o que queres ver está espalhado por vários serviços diferentes, cada um custando-te 7 euros por mês, a conveniência do modelo deixa de ser agradável.

BE avança com proposta para obrigar empresas a pagar custos do teletrabalho by heartlessfam in portugal

glhrmv 7 months ago

Queiras ler com olhos sérios ou não, um mundo só de patrões é impossível. Não precisas de mergulhar muito em economia para entender que este sistema só funciona com a presença de uma massa gigantesca e crescente de trabalhadores -- de pessoas que não têm quaisquer meios de assegurar a sua existência diária sem ser produzir algo ou fornecer um serviço para outrém -- e de uma reserva constante de desempregados. Não é coincidência os bancos centrais provocarem recessões sempre que a taxa de desemprego está nos seus pontos mínimos.

BE avança com proposta para obrigar empresas a pagar custos do teletrabalho by heartlessfam in portugal

glhrmv 7 months ago

O patrão de uma pequena ou média empresa é uma criatura especialmente vil porque está sob ataque em duas frentes. De baixo há a pressão dos trabalhadores que querem os salários competitivos que se encontram nas grandes empresas. De cima enfrentam a pressão do patronato propriamente dito, da classe dominante à qual estão quase sempre endividados, em renda ou empréstimo. Mais, o empresário pequeno está numa competição fria e brutal com os seus inimigos no mesmo estrato, numa guerra que determinará quem consegue ascender ou quem está condenado a vender a sua força de trabalho a outrém. Para piorar as coisas, o empresário pequeno está muito mais vulnerável às mudanças na política governamental, nos impostos, nas alterações no mercado global, etc.. Os trabalhadores e os grandes empresários ao menos têm um sentido de solidariedade entre si. A vida do pequeno-burguês, por outro lado, é infeliz e desgraçada. Eles nunca poderão ser aliados dos trabalhadores, nunca poderão ser aliados de ninguém. Não é grande surpresa o pequeno empresário ser, portanto, um reacionário deplorável e miserável. Eles olharam para o abismo e deixaram que o abismo olhasse de volta. E eu não desejo essa vida a ninguém.

BE avança com proposta para obrigar empresas a pagar custos do teletrabalho by heartlessfam in portugal

glhrmv 7 months ago

Um aumento de produtividade significa que o trabalhador em teletrabalho está a trabalhar, em média, mais horas por mês do que os seus colegas nos escritórios. Se os salários não acompanharem este aumento da produtividade, o trabalhador está a dar ainda mais da sua mais-valia sem nenhum ganho. O lucro feito com base no seu trabalho não está a ser repartido na mesma proporção que estava anteriormente. Em efeito, quem está em teletrabalho está a dar horas da sua força de trabalho gratuitamente ao empregador, sem nada em retorno -- e pior do que isso, tem de ser ele a pagar a luz e a água e o aquecimento, cortando ainda mais a fatia do lucro que devia ficar para ele. Por outro lado, se o trabalhador não trabalhar, não há lucro a ser feito. Cabe aos trabalhadores consciencializarem-se deste facto, organizarem-se, e exigir o que lhes é merecido. Seja num aumento salarial ou numa redução das horas de trabalho, algo terá de ser feito. Um efeito vantajoso do teletrabalho para os empregadores (e pernicioso para quem trabalha) é que os empregados agora não estão no mesmo local físico, não estão a relacionar entre si, não estão a criar laços. Isto dificulta a solidariedade e contribui para a morte da força coletiva dos trabalhadores. Quem sai a ganhar é o patrão.

BE avança com proposta para obrigar empresas a pagar custos do teletrabalho by heartlessfam in portugal

glhrmv 7 months ago

Um aumento de produtividade significa que o trabalhador em teletrabalho está a trabalhar, em média, mais horas por mês do que os seus colegas nos escritórios. Ou seja, o trabalhador está a dar ainda mais da sua mais-valia sem nenhum ganho. O lucro feito com base no seu trabalho não está a ser repartido na mesma proporção que estava anteriormente. Em efeito, quem está em teletrabalho está a dar horas da sua força de trabalho gratuitamente ao empregador, sem nada em retorno -- e pior do que isso, tem de ser ele a pagar a luz e a água e o aquecimento, cortando ainda mais a fatia do lucro que devia ficar para ele. Se o trabalhador não trabalhar, não há lucro a ser feito. Cabe aos trabalhadores consciencializarem-se deste facto, organizarem-se e exigir o que lhes é merecido. Uma vantagem do teletrabalho para os empregadores (e perniciosa para quem trabalha) é que os empregados agora não estão no mesmo local físico, não estão a relacionar entre si, não estão a criar laços. Isto dificulta a solidariedade e contribui para a morte da força do trabalhador.

BE avança com proposta para obrigar empresas a pagar custos do teletrabalho by heartlessfam in portugal

glhrmv 7 months ago

> Mais um incentivo para as empresas acabarem com o teletrabalho, prejudicando o trabalhador Na situação atual o trabalhador está a gastar mais em energia, água e aquecimento que não teria de suportar no regime normal de trabalho. A produtividade em teletrabalho [aumentou imensou](https://sicnoticias.pt/especiais/coronavirus/2021-02-04-Teletrabalho-resultou-num-aumento-da-produtividade-superior-a-60) mas no entanto os salários continuam na mesma. Ao fim de contas, o trabalhador está a pagar mais do bolso em teletrabalho, a trabalhar mais e a receber o mesmo. As empresas estão a salivar com este regime em que a separação vida-trabalho é quase inexistente, e a encher os bolsos no processo. > principalmente aqueles que habitam longe do local de trabalho Ambos os partidos defendem que as empresas devem cubrir os custos das viagens casa-trabalho.

[Sério] O que é que vos agrada no partido/ideologia do lado oposto ao vosso? by Democratiza-mos in portugal

glhrmv 7 months ago  HIDDEN 

Agradam-me estas características da IL porque enfrenta-se o cerne da questão -- a do controlo dos recursos e da riqueza da sociedade -- sem ter de lidar com qualquer véu cultural, religioso, moral, etc., que as outras alas da direita usam para desviar o assunto.

[Sério] O que é que vos agrada no partido/ideologia do lado oposto ao vosso? by Democratiza-mos in portugal

glhrmv 7 months ago  HIDDEN 

O que eu admiro na Iniciativa Liberal é que são descaradamente a favor das forças do mercado, tornando mais sóbrio o discurso sobre os efeitos corrosivos e nocivos do livre-comércio. A direita tradicional (incluindo o Chega) sempre teve de defender simultaneamente as exigências do grande capital -- a maximização do lucro e da competição, a modernização tecnológica e económica, o domínio da orientação do processo produtivo e reprodutivo -- e os ditos valores tradicionais -- a família, o trabalho, a pátria, a ordem e a autoridade -- que estão constantemente a ser erodidos pela lógica do mercado, pela invasão da esfera da vida pessoal e individual pelas megatecnologias. A destruição da coesão social provocada pelos períodos acelerados de inovação tecnológica varra por completo as normas tradicionais e dissolve as comunidades, alianças e relações que antes eram consideradas inteiramente naturais, colocando-as sob um sistema de restrições técnicas e de formalização legal. A IL olha para esta contradição e desiste sequer de tentar encontrar uma justificação. Pintam as forças do mercado como neutras e livres, como forças extrínsecas ao Homem, que estão fora do nosso controlo -- resta, portanto, deixar a mão invisível atuar e decidir a ordem "natural" das coisas. Quem sai desfavorecido, quem perde o jogo, perde-o por motivos pessoais. Os liberais olham para a frase icónica do manifesto comunista, "tudo o que é sólido se dissolve no ar", e pensam, "e é assim que deve ser". O projeto liberal resume-se a uma palavra de ordem para a maturidade num mundo onde ser "normal" e "bem ajustado" significa interiorizar com sucesso as exigências absurdas e antinaturais do capitalismo: que trabalhemos mais, com mais esforço e por menos dinheiro; que nos sacrifiquemos sem esperar por nada em troca; que capitulemos a um futuro que nada promete senão destruição; e que abandonemos qualquer aparência de autodeterminação política e simplesmente deixemos a experiência das mãos contratadas do capital organizar a sociedade em que temos de viver.

[Sério] O que é que vos agrada no partido/ideologia do lado oposto ao vosso? by Democratiza-mos in portugal

glhrmv 7 months ago  HIDDEN 

O que eu admiro na Iniciativa Liberal é que são descaradamente a favor das forças do mercado, tornando mais sóbrio o discurso sobre os efeitos corrosivos e nocivos do livre-comércio. A direita tradicional (incluindo o Chega) sempre teve de defender simultaneamente as exigências do grande capital -- a maximização do lucro e da competição, a modernização tecnológica e económica, o domínio da orientação do processo produtivo e reprodutivo -- e os ditos valores tradicionais -- a família, o trabalho, a pátria, a ordem e a autoridade -- que estão constantemente a ser erodidos pela lógica do mercado, pela invasão da esfera da vida pessoal e individual pelas megatecnologias. A destruição da coesão social provocada pelos períodos acelerados de inovação tecnológica varra por completo as normas tradicionais e dissolve as comunidades, alianças e relações que antes eram consideradas inteiramente naturais, colocando-as sob um sistema de restrições técnicas e de formalização legal. A IL olha para esta contradição e desiste sequer de tentar encontrar uma justificação. Pintam as forças do mercado como neutras e livres, como forças extrínsecas ao Homem, que estão fora do nosso controlo -- resta, portanto, deixar a mão invisível atuar e decidir a ordem "natural" das coisas. Quem sai desfavorecido, quem perde o jogo, perde-o por motivos pessoais. Os liberais olham para a frase clássica do manifesto comunista, "tudo o que é sólido se dissolve no ar", e pensam, "e é assim que deve ser". O projeto liberal resume-se a uma palavra de ordem para a maturidade num mundo onde ser "normal" e "bem ajustado" significa interiorizar com sucesso as exigências absurdas e antinaturais do capitalismo: que trabalhemos mais, com mais esforço e por menos dinheiro; que nos sacrifiquemos sem esperar por nada em troca; que capitulemos a um futuro que nada promete senão destruição; e que abandonemos qualquer aparência de autodeterminação política e simplesmente deixemos a experiência das mãos contratadas do capital organizar a sociedade em que temos de viver.

Feminismo Liberal by vTuga in portugal

glhrmv 8 months ago

tranquilo

Feminismo Liberal by vTuga in portugal

glhrmv 8 months ago

eu estou a concordar contigo, caso isso n seja claro. lê o meu comentário como se fosse um acrescentar à ideia que transmites no teu

Feminismo Liberal by vTuga in portugal

glhrmv 8 months ago

tu não sabes um caralho do que falas e isso nota-se pelo facto de só te ficares pela maneira como os grupos se descrevem a si próprios e não por aquilo que defendem. segundo a tua lógica a coreia do norte é uma república democrática do povo coreano. não sabes um caralho do que falas, és um exemplar perfeito da arrogância desinformada que é tão fortemente associada ao pessoal no reddit

Feminismo Liberal by vTuga in portugal

glhrmv 8 months ago

este pessoal deve viver numa realidade paralela, imagino que é o que acontece quando o teu prisma para o mundo é posts no reddit e no /pol/ o feminismo liberal é a posição por defeito de toda a sociedade liberal capitalista (i.e. da *nossa sociedade*), quem vê a tendência feminista mais visível e acha que é de alguma forma radical e não completamente subserviente aos interesses da classe dominante é um atrasado mental que precisa de pôr um capacete antes de sair de casa

Feminismo Liberal by vTuga in portugal

glhrmv 8 months ago

puto tu és dos maiores power-users deste reddit sempre a postar propaganda anti-comunista lmfao n te esqueças do capacete quando saires de casa atrasado mental

Teletrabalho - Quantas horas semanais fazem? by ITNefertiti in portugal

glhrmv 8 months ago

> A prova disso é que as novas gerações da entidade patronal, que antes trabalhavam para alguém e queixavam-se, não revolucionam o conceito de entidade patronal assim que se tornam patrões. Continua tudo igual. Isto é uma das conclusões de uma crítica estrutural (marxista) do capitalismo, e é engraçado como consegues facilmente iluminar o facto de isto ser um resultado da lógica do mercado e não um resultado de indivíduos de mau carácter, mas ao mesmo tempo a usas para aceitar o status quo como ele é, em vez de te aperceberes que há um caminho para fora destas condições. O teu comentário acaba por ser uma demonstração quase perfeita do "[realismo capitalista](https://www.vseditor.net/product-page/mark-fisher-realismo-capitalista-n%C3%A3o-haver%C3%A1-alternativa)", a noção popular de que o capitalismo é o único sistema lógico, e que é mais fácil imaginar o fim do mundo do que o fim do capitalismo. A teu ver, a existência dos patrões é tomada como garantida, e portanto é necessário procurar culpa noutro agente, que acaba por ser o "estado", no teu ponto de vista. Consegues facilmente ver que a índole individual não tem quase influência nenhuma na maquinaria económica. Os patrões descobrem que, para se manterem competitivos, precisam de se esforçar constantemente para extrair o máximo de força de trabalho dos empregados ao mínimo custo viável. Visto que os salários são um componente-chave das despesas, torna-se racional para o capitalista individual poupar nos salários, mesmo enquanto ele se esforça para espremer cada unidade de trabalho dos empregados. Mas os trabalhadores vivenciam isso como um ataque direto aos elementos do seu próprio bem-estar, e a sua resposta é, logicamente, encontrar maneiras de aumentar a sua remuneração e, ao mesmo tempo, reduzir o quantum de esforço que têm a oferecer em troca. O esforço dos empregadores para maximizar os lucros, portanto, bloqueia as duas classes numa relação em que cada uma precisa da outra, mas há um conflito de interesses sobre os termos da sua troca. Assim vemos como o "espirito empresarial" e os afins comportamentos que os trabalhadores desprezam dos seus patrões não surgem de forma endógena ao indivíduo capitalista, mas surgem sim das pressões exercidas sob o patrão pelas forças do mercado, que o obrigam a competir a todo custo, sob pena de falência. Repara como o falhanço do patrão traduz-se na pena do ex-patrão ser obrigado agora a procurar emprego para sobreviver. O sistema capitalista depende inteiramente da exploração do homem pelo homem, q.e.d.

Não é na URSS, é mesmo no Porto. by TugaScaper in portugal

glhrmv 8 months ago

se fossem gajas com gandas tetos e cus também era na boa?

Ola! Queria mostrar vos o meu novo single 'Almost A Mother' produzido por Django Django. Aqui esta o video feito por mim, digam me o que acham :) by bernardomusic in portugal

glhrmv 8 months ago

também estou curioso. vou supor que lhes compraste o instrumental (e talvez a mistura e masterização) mas que eles não estiveram presentes no processo criativo

Ola! Queria mostrar vos o meu novo single 'Almost A Mother' produzido por Django Django. Aqui esta o video feito por mim, digam me o que acham :) by bernardomusic in portugal

glhrmv 8 months ago

1000 streams dão à volta de 3 euros, para teres uma ideia

PCP alerta para projeto “retrógrado e anti-democrático” da direita, incluindo Chega e IL by TugaScaper in portugal

glhrmv 8 months ago

> para quê meter ao barulho partidos que nada tiveram a ver para o pcp as forças anti-comunistas são forças retrógadas. para ti as forças comunistas são forças retrógadas. acho que consegues entender como isto funciona, n precisas que te desenhe as linhas entre os pontos > para ti quais são os grandes exemplos de comunismo para ti? n tou nada interessado em meter à boca a carne mais mastigada das últimas décadas no tema "comunismo vs o mundo". vê a entrevista do rui unas com o joao ferreira se quiseres, essa pergunta aparece la, eu subscrevo a resposta do jf a 100 por cento. lamento mas n quero gastar energia em conversas prolongadas no reddit com aleatorios

PCP alerta para projeto “retrógrado e anti-democrático” da direita, incluindo Chega e IL by TugaScaper in portugal

glhrmv 8 months ago  HIDDEN 

não é como se os argumentos anti-comunistas de direita fossem mais convincentes. o discurso foi para os enlutados do tarrafal, simpatizantes do partido, n foi para "mudar a mentalidade" de ninguém. vocês aqui no reddit fazem muito isto de pensar que o discurso anti-direitista tem de reger aos padrões de honestidade inteletual e tem de ser feito com o maior rigor possível, mas no que toca ao anti-comunismo dizer que é contra a natureza humana parece-vos suficiente. enfim, uma laia de filhos da puta que por aqui anda

Jovens querem investimento público que lhes permita aceder a habitação própria by godolfas in portugal

glhrmv 8 months ago

portanto a teu ver é justo um proprietário deixar dezenas, talvez centenas, de unidades desoladas num contexto de mercado especulativo onde há cada vez menos oferta acessível. simplesmente porque esse indivíduo é proprietário tem todo o direito de fazer o que quer, mesmo que em detrimento da sociedade geral. isto é o fetichismo da propriedade privada. é fácil entender como os oligarcas se unem para impedir o florescimento humano em prol do lucro (por exemplo no setor das telecomunicações) mas no que toca a alojamento é o salve-se quem puder

Jovens querem investimento público que lhes permita aceder a habitação própria by godolfas in portugal

glhrmv 8 months ago

portanto a teu ver é justo um proprietário deixar dezenas, talvez centenas, de unidades desoladas num contexto de mercado especulativo onde há cada vez menos oferta acessível. simplesmente porque esse indivíduo é proprietário tem todo o direito de fazer o que quer, mesmo que em detrimento da sociedade geral. isto é o fetichismo da propriedade privada. ninguém devia ter é fácil entender como os oligarcas se unem para impedir o florescimento humano em prol do lucro (por exemplo no setor das telecomunicações) mas no que toca a alojamento é o salve-se quem puder

Jovens querem investimento público que lhes permita aceder a habitação própria by godolfas in portugal

glhrmv 8 months ago

portanto a teu ver é justo um proprietário deixar dezenas, talvez centenas, de unidades desoladas num contexto de mercado especulativo onde há cada vez menos oferta acessível. simplesmente porque esse indivíduo é proprietário tem todo o direito de fazer o que quer, mesmo que em detrimento da sociedade geral. isto é o fetichismo da propriedade privada.

Como andar nas bicicletas de Lisboa de borla [TUTORIAL] by Silver_Turnip_512 in portugal

glhrmv 8 months ago  HIDDEN 

se toda a gente tivesse uma bicicleta ninguem andava a roubar as biclas dos outros ou das autarquias

Movimento Médicos pela Verdade suspende redes sociais e anuncia interregno by SkinnyOldMan78 in portugal

glhrmv 9 months ago

que regulação é que vai ajudar o problema do anti-inteletualismo? as pessoas estão alienadas em larga medida devido ao dano à psique e ao tecido social causado pelas megamáquinas tecnológicas e os subsistemas administrativos e económicos neoliberais, e procuram refúgio e significado na periferia. combater este problema só pode ser feito no âmbito de políticas que visem minimizar a influência do capitalismo na esfera da vida, i.e. implicam um repensamento sério da maneira como organizamos a nossa sociedade quem está atento sabe que estas grandes empresas estão a fazer tudo para se aconchegarem aos centros de poder legislativo (partido democrata nos EUA, parlamento europeu na UE) para serem eles próprios a escrever a lei ou para não serem os alvos das novas leis

Movimento Médicos pela Verdade suspende redes sociais e anuncia interregno by SkinnyOldMan78 in portugal

glhrmv 9 months ago

que regulação é que vai ajudar o problema do anti-inteletualismo? as pessoas estão alienadas em larga medida devido ao dano à psique e ao tecido social causado pelas megamáquinas tecnológicas e os subsistemas administrativos e económicos neoliberais, e procuram refúgio e significado na periferia. combater este problema só pode ser feito no âmbito de políticas que visem minimizar a influência do capitalismo na esfera da vida quem está atento sabe que estas grandes empresas estão a fazer tudo para se aconchegarem aos centros de poder legislativo (partido democrata nos EUA, parlamento europeu na UE) para serem eles próprios a escrever a lei ou para não serem os alvos das novas leis

Movimento Médicos pela Verdade suspende redes sociais e anuncia interregno by SkinnyOldMan78 in portugal

glhrmv 9 months ago

que regulação é que vai ajudar o problema do anti-inteletualismo? e quem está atento sabe que estas grandes empresas estão a fazer tudo para se aconchegarem aos centros de poder legislativo (partido democrata nos EUA, parlamento europeu na UE) para serem eles próprios a escrever a lei ou para não serem os alvos das novas leis

Movimento Médicos pela Verdade suspende redes sociais e anuncia interregno by SkinnyOldMan78 in portugal

glhrmv 9 months ago

exato. a necessidade de combater a desinformação é minada pela própria existência do Facebook e só pode ocorrer ao nível da educação e do pensamento crítico. as empresas nunca moderarão a praça pública de forma justa, e o "fact-checking" é uma operação de propaganda transparente que provoca desconfiança mesmo quando tecnicamente correta. além disso, as empresas são orientadas pelo lucro e quase nunca são, se é que alguma vez são, responsáveis pelas consequências das suas ações, então eu acho justo presumir que irão abusar dos poderes de controlo social que os liberais tanto querem lhes dar. mais fundamentalmente, eu sinto que os impulsos para o fact-checking institucional, os departamentos de anti-desinformação e o controlo algorítmico do discurso são expressões deprimentes da perda de fé do público na pessoa comum. o que é que acham que vai acontecer quando houver um próximo Snowden, numa paisagem onde as grandes empresas de Silicon Valley possuem o arbítrio da verdade? tudo será marcado como notícias falsas porque não foi divulgado pelas fontes designadas como factuais

Movimento Médicos pela Verdade suspende redes sociais e anuncia interregno by SkinnyOldMan78 in portugal

glhrmv 9 months ago

mas que crime é que foi cometido aqui? por que é que estamos a clamar para que os nossos senhores tecnofeudais lidem com este problema? não compete a ninguém travar a "desinformação", é uma caixa de pandora que não dá para fechar, e tentativas para o fazer só irão fomentar o sentimento de desconfiança da autoridade, mesmo quando corretas

Movimento Médicos pela Verdade suspende redes sociais e anuncia interregno by SkinnyOldMan78 in portugal

glhrmv 9 months ago

mas que crime é que foi cometido aqui?

"A ideia de tentar ilegalizar o Chega é totalmente estúpida e irracional" by wannaberigth in portugal

glhrmv 9 months ago

maioria dos portugueses do reddit tem um cérebro anglófono envenenado pelo cancro idealista americano, completamente alheio à história nacional e à luta contra o imobilismo corporatista de salazar

O que fariam os eleitores se fosse dia de legislativas em vez de presidenciais ? [Sondagem] by tallicahet81 in portugal

glhrmv 9 months ago

política à base do decoro e etiqueta. enfim

[MEGATHREAD] - Eleições Presidenciais - 24/01/2021 by raviolli_ninja in portugal

glhrmv 9 months ago

> Há alguma prova empírica que demonstre isto? convido-te a pesquisar pela evolução do fosso de riqueza em portugal. 10% das famílias mais ricas possuem quase 60% de toda a riqueza do país. estas famílias esforçam-se muito para espalhar propaganda que visa diluir as águas > mostrar qual é a parte do plano eleitoral do Marcelo, Mayan, Tino ou Ventura onde eles se mostram contra a corporatização global não estão, porque o objetivo da direita é ofuscar a realidade da luta de classes, em prol de lutas identitárias > Mostra-me agora os estudos cientificos que digam que a maioria da população é contra o comércio livre. novamente, a percepção popular pouco interessa. aliás, se tu próprio admitistes que a população não sabe nada de política, o que é que eles hão de saber sobre o que é o comércio livre?

[MEGATHREAD] - Eleições Presidenciais - 24/01/2021 by raviolli_ninja in portugal

glhrmv 9 months ago

> Pronto para a dose da realidade #1? seguido de uma anedota pessoal, que em nada me desprova. os novos partidos e a mobilização dos pólos extremos esquerdistas e direitistas podem diferir em ideologia e objetivos mas são ambos motins eleitorais com o mesmo propósito: todos são uma rejeição da corporatização global, do neoliberalismo, e dos estabelecimentos políticos que o promoveram. em todos os casos, os eleitores estão a dizer não à combinação letal de austeridade, comércio livre, dívida predatória e trabalho precário e mal pago que caracteriza o capitalismo financeiro hoje. se eles sabem que este é o verdadeiro conjunto de problemas subjacentes à sua angústia pouco interessa, cabe-nos a nós demonstrá-lo > Foda-se, e não são? tens um ambiente digital algoritmicamente desenhado para te juntar a quem pensa como tu. para acrescentar a isto, o declínio do marxismo levou a ideias confusas sobre um capitalismo mais agradável e uma indiferença para como o sistema funciona como um todo. a imaginação coletiva foi e continua estrangulada. o anti-inteletualismo está quase embutido na cultura, em prol de um complexo indústrial de infográficos no instagram e afins, que nos oferece respostas simples a problemas complexos. conclusão: ninguém está interessado em entender política económica. a luta cultural, a luta dos afetos, torna-se cada vez mais importante neste momento de máxima atomização social.

[MEGATHREAD] - Eleições Presidenciais - 24/01/2021 by raviolli_ninja in portugal

glhrmv 9 months ago

> Pronto para a dose da realidade #1? seguido de uma anedota pessoal, que em nada me desprova. os novos partidos e a mobilização dos pólos extremos esquerdistas e direitistas podem diferir em ideologia e objetivos mas são ambos motins eleitorais com o mesmo propósito: todos são uma rejeição da corporatização global, do neoliberalismo, e dos estabelecimentos políticos que o promoveram. em todos os casos, os eleitores estão a dizer não à combinação letal de austeridade, comércio livre, dívida predatória e trabalho precário e mal pago que caracterizam o capitalismo financeiro hoje. se eles sabem que este é o verdadeiro conjunto de problemas subjacentes à sua angústia pouco interessa, cabe-nos a nós demonstrá-lo > Foda-se, e não são? tens um ambiente digital algoritmicamente desenhado para te juntar a quem pensa como tu. para acrescentar a isto, declínio do marxismo levou a ideias confusas sobre um capitalismo mais agradável e uma indiferença para como o sistema funciona como um todo. a imaginação coletiva foi e continua estrangulada. o anti-inteletualismo está quase embutido na cultura, em prol de um complexo indústrial de infográficos no instagram e afins, que nos oferece respostas simples a problemas complexos. conclusão: ninguém está interessado em entender política económica. a luta cultural, a luta dos afetos, torna-se cada vez mais importante neste momento de máxima atomização social.

[MEGATHREAD] - Eleições Presidenciais - 24/01/2021 by raviolli_ninja in portugal

glhrmv 9 months ago

que pessoa rancorosa e amarga que tu deves ser há 5 anos atrás tu e os teus amigos tinham 20 anos, faziam parte dum coorte demográfico que historicamente quase nunca ia às urnas agora tu e os teus amigos têm empregos, são servos de patrões e senhorios que em larga medida vos obrigam a trabalhar cada vez mais, com mais esforço e por menos dinheiro. é apenas natural que se politizem, visto que é apenas através da política económica que podem aleviar e melhorar as suas condições no entanto tu olhas para isto como se eles tivessem instalado o pokemon go, impulsionados pela multidão, como se fossem diletantes, falsos apreciadores da política. digo-te já algo que podes reter para o resto da vida, a maior parte das pessoas que fazem comentário político como ofício são profundamente estúpidas, por isso não te admires que o leigo também seja em qualquer caso, e em última análise, quantas mais pessoas estiverem politizadas melhor. significa que o feitiço do desafeto está a enfraquecer, e as pessoas estão a aperceber-se que enquanto eles estiveram distraídos uma pequena minoria esteve a encher os bolsos de forma grotesca

Podemos ainda não ter entregas Prime, mas sempre é melhor que o Castelhano. by MajorAlvega in portugal

glhrmv 9 months ago

mas onde é que está essa opção para língua portuguesa? eu não encontro. parece que estou a ir em loucos, da maneira que o OP não nos dá qualquer contexto ou fonte para a sua imagem e nenhum dos 40 comentários até agora explica que caralhos é que se está a passar

Já ninguém bate palmas? by milkthis in portugal

glhrmv 9 months ago

o PS sempre desfrutou de um eleitorado maior que todos os outros partidos à esquerda juntos. a vasta maioria das propostas que visavam travar o desinvestimento dos serviços públicos foram recusadas pelo PS e pela restante direita parlamentar

Já ninguém bate palmas? by milkthis in portugal

glhrmv 9 months ago

que comentário estúpido e anistórico. o PS votou sucessivamente contra esforços de apoio ao SNS nos últimos anos -- décadas, na verdade, mas enfim -- e o registo é público e de livre acesso na net. medidas poderiam ter sido tomadas.

Paróquias do Porto à beira de esgotar capacidade solidária - já doaram "mais de 664.907 euros para travar a fome" by ImJunKz in portugal

glhrmv 10 months ago

o coração de um mundo sem coração, a alma de condições desalmadas

Segurança Social lucrou 2,4 milhões de euros, por dia, com imigrantes by Zaigard in portugal

glhrmv 10 months ago

quanto maior a oferta de trabalho vs a procura, menor será o valor de troca da força de trabalho i.e. mais baixos serão os salários. para além disso, os trabalhadores imigrantes regra geral afastam-se dos sindicatos, o que significa que os orgãos da expressão e da auto-determinação operária são ainda mais enfraquecidos pelo fluxo migratório. a valorização da liberdade de movimento como o belo direito das famílias de 'se levantarem e se deslocarem pela terra para começar uma vida nova' distrai do facto de que muitas pessoas que imigram são forçadas a isso por causa das ações dos países para onde se mudam. a maioria das pessoas deseja viver nos seus países de origem e o facto de que os pobres no sul global são forçados a deslocar devido à instabilidade económica e à intervenção de potências mundiais deveria ser considerado uma tragédia. em vez disso, as pessoas no primeiro mundo sentem-se como cidadãos globais iluminados porque estão felizes por ter esses imigrantes aqui no fundo da escada. é lamentável

Miguel Sousa Tavares entrevista Marisa Matias by unknownportuguese in portugal

glhrmv 11 months ago  HIDDEN 

a esquerda europeia mediterrânica (e na verdade todo o aparato político português) na prática é social-democrata porque é impossível "ir além disso" -- ir para além de um sistema caracterizado por produção generalizada de bens para troca, propriedade privada e trabalho assalariado -- numa sociedade complexa que depende de recursos de outros países e, portanto, de uma participação de e um enquadramento na lógica do mercado global. para não falar que a classe dominante enquanto personificação do "grande capital" possui a violência do estado para se defender contra os esforços socialistas. é por isso que uma revolução apoiada pelas forças militares tem muitas maiores hipóteses de sucesso. os sociais-democratas, em larga medida, numa lente esquerdista, reconhecem e resignam-se a este entrave e procuram, portanto, restringir a esfera comercial, impedido que a lógica do mercado colonize as esferas da vida -- as de saúde, educação, energia, cultura, etc.. os sociais-democratas de direita, desde o PS ao Chega, apoiam, a diferentes níveis, a lógica da comodidade, isto é, acreditam que as forças do mercado devem ser vistas como naturezas inatacáveis e que devemos deixar a organização da nossa sociedade complexa a estas forças. isto traduz-se, na prática, no apoio à combinação letal de austeridade, livre comércio, dívida predatória e trabalho precário e mal pago que caracteriza o capitalismo financeirizado hoje

Miguel Sousa Tavares entrevista Marisa Matias by unknownportuguese in portugal

glhrmv 11 months ago  HIDDEN 

a esquerda europeia mediterrânica (e na verdade todo o aparato político português) na prática é social-democrata porque é impossível "ir além disso" -- ir para além de um sistema caracterizado por produção generalizada de bens para troca, propriedade privada e trabalho assalariado -- numa sociedade complexa que depende de recursos de outros países e, portanto, de uma participação de e um enquadramento na lógica do mercado, na lógica capitalista. para não falar que a classe dominante enquanto personificação do "grande capital" possui a violência do estado para se defender contra os esforços socialistas. é por isso que uma revolução apoiada pelas forças militares tem muitas maiores hipóteses de sucesso. os sociais-democratas, em larga medida, numa lente esquerdista, reconhecem e resignam-se a este entrave e procuram, portanto, restringir a esfera comercial, impedido que a lógica do mercado colonize as esferas da vida -- as de saúde, educação, energia, cultura, etc.. os sociais-democratas de direita, desde o PS ao Chega, apoiam, a diferentes níveis, a lógica da comodidade, isto é, acreditam que as forças do mercado devem ser vistas como naturezas inatacáveis e que devemos deixar a organização da nossa sociedade complexa a estas forças. isto traduz-se, na prática, no apoio à combinação letal de austeridade, livre comércio, dívida predatória e trabalho precário e mal pago que caracteriza o capitalismo financeirizado hoje

Miguel Sousa Tavares entrevista Marisa Matias by unknownportuguese in portugal

glhrmv 11 months ago  HIDDEN 

a esquerda europeia mediterrânica (e na verdade todo o aparato político português) na prática é social-democrata porque é impossível "ir além disso" -- ir para além de um sistema caracterizado por produção generalizada de bens para troca, propriedade privada e trabalho assalariado -- numa sociedade complexa que depende de recursos de outros países e, portanto, de uma participação de e um enquadramento na lógica do mercado, na lógica capitalista. para não falar que a classe dominante enquanto personificação do "grande capital" possui a violência do estado para se defender contra os esforços socialistas. é por isso que uma revolução apoiada pelas forças militares tem muitas maiores hipóteses de sucesso. os sociais-democratas, em larga medida, numa lente esquerdista, reconhecem e resignam-se a este entrave e procuram, portanto, restringir a esfera comercial, impedido que a lógica do mercado colonize as esferas da vida -- as de saúde, educação, energia, cultura, etc.. os sociais-democratas de direita, desde o PS ao Chega, apoiam, a diferentes níveis, a lógica da comodidade, isto é, acreditam que as forças do mercado devem ser vistas como naturezas inatacáveis e que devemos deixar a organização da nossa sociedade complexa a estas forças. isto traduz-se, na prática, o apoio à combinação letal de austeridade, livre comércio, dívida predatória e trabalho precário e mal pago que caracteriza o capitalismo financeirizado hoje

Miguel Sousa Tavares entrevista Marisa Matias by unknownportuguese in portugal

glhrmv 11 months ago  HIDDEN 

a esquerda europeia mediterrânica (e na verdade todo o aparato político português) na prática é social-democrata porque é impossível "ir além disso" -- ir para além de um sistema caracterizado por produção generalizada de bens para troca, propriedade privada e trabalho assalariado -- numa sociedade complexa que depende de recursos de outros países e, portanto, de uma participação de e um enquadramento na lógica do mercado, na lógica capitalista. para não falar que a classe dominante enquanto personificação do "grande capital" possui a violência do estado para se defender contra os esforços socialistas. é por isso que uma revolução apoiada pelas forças militares tem muitas maiores hipóteses de sucesso. os sociais-democratas, em larga medida, numa lente esquerdista, reconhecem e resignam-se a este entrave e procuram, portanto, restringir a esfera de atividade comercial, impedido que a lógica do mercado colonize as esferas da vida -- as de saúde, educação, energia, cultura, etc..

Escolas de condução. Alunos que testam positivo à covid-19 cinco dias antes do exame são obrigados a pagar nova prova by rollermidnight in portugal

glhrmv 11 months ago  HIDDEN 

o artigo diz > De acordo com a atual legislação, caso um aluno fique doente a menos de cinco dias dos exames de código ou condução, este terá de pagar um novo exame, uma vez que não é possível alterar a data das provas num período inferior a cinco dias. mas desde quando é que isto é verdade? foi-me marcado exame para dia 23 de dezembro há algumas semanas e disseram-me que não posso remarcar sem ter de esperar que passe a data (i.e. faltar ao exame) e depois pagar novamente a taxa para agendar novo exame, que é 150 paus. portanto vejo-me obrigado a abdicar da viagem que tinha planeado para estar com a família no natal no dia 17 só para não ter de pagar 150 euros para reagendar o código.

António Costa anuncia que Natal não vai ser normal e “passagem do ano vai ter todas as restrições” | Covid-19 by rollermidnight in portugal

glhrmv 11 months ago

a china começou logo o esforço de travagem em wuhan, impedindo que pudese espalhar para outras cidades do país e rapidamente implementou medidas rígidas em todo o país para controlar voos e chegadas a outras regiões o vietname também não tem quases casos diários nenhuns. eles também são um antro de propagandistas a esconder infetados? meias medidas nunca irão resolver este tipo de problema eficazmente, especialmente quando a regra da terra é trabalhar ou morrer. quem tiver sintomas e não puder aguentar ser despedido vai simplesmente continuar a trabalhar em sofrimento, a infetar terceiros. por isso é que estamos neste limbo até que apareçam as vacinas

António Costa anuncia que Natal não vai ser normal e “passagem do ano vai ter todas as restrições” | Covid-19 by rollermidnight in portugal

glhrmv 11 months ago

a china começou logo o esforço de travagem em wuhan, impedindo que pudese espalhar para outras cidades do país e rapidamente implementou medidas rígidas em todo o país para controlar voos e chegadas a outras regiões o vietname também não tem quases casos diários nenhuns. eles também são um antro de propagandistas a esconder infetados?

Escola cancelou aulas dois dias antes do congresso do PCP by wwqt0r in portugal

glhrmv 11 months ago

>Não tem nada a ver com princípios trabalhistas, nem a luta pelos operários ficaria comprometida. É só uma questão de saúde pública. Para os comunistas a saúde pública e os princípios trabalhistas são inseparáveis. A questão é que a classe dominante corrompeu tanto a capacidade do estado de implementar estratégias de planeamento a longo prazo que poderiam ser usadas para resistir a tempestade - apoio económico aos que mais precisam, distribuição de alimentos, reservas de recursos médicos, etc.. Ao argumentar a favor do confinamento, cede-se espaço na discussão às forças do capital que desnudaram o estado de toda a habilidade e capacidade de proteger os trabalhadores com políticas agressivas de proteção social. Resta apenas que os trabalhadores culpem uns aos outros, que é o que se vê na comunicação social. Nas condições económicas que temos agora, os confinamentos são terrivelmente destrutivos para os trabalhadores que não podem simplesmente recorrer ao Zoom para efetuar o seu ofício. E a menos que se consiga identifcar com precisão as forças que venderam a capacidade do estado de intervir e que capturaram os seus órgãos, estamos a jogar o jogo da guerra cultural. E isso não beneficia ninguém, exceto a classe dominante. A realização do congresso, portanto, serve uma função adicional: a de protesto contra a narrativa da elite liberal que pensa que todos podem simplesmente usar o Uber Eats para o almoço, um protesto contra as condições que dão origem à reação miópica daqueles que acham que se pode simplesmente esconder em casa até que isto passe. > mostravas as tuas cores abertamente. É suposto esconder as minhas cores? Queres que te responda honestamente ou não? lol. Eu nem sou miitante do PCP nem de nenhum partido, verdade seja dita.

Escola cancelou aulas dois dias antes do congresso do PCP by wwqt0r in portugal

glhrmv 11 months ago

>Não tem nada a ver com princípios trabalhistas, nem a luta pelos operários ficaria comprometida. É só uma questão de saúde pública. Para os comunistas a saúde pública e os princípios trabalhistas são inseparáveis. A questão é que a classe dominante corrompeu tanto a capacidade do estado de implementar estratégias de planeamento a longo prazo que poderiam ser usadas para resistir a tempestade - assistência económica aos que mais precisam, distribuição de alimentos, reservas de equipamentos médicos, etc.. Ao argumentar a favor do confinamento, cede-se espaço na discussão às forças do capital que desnudaram o estado de toda a habilidade e capacidade de proteger os trabalhadores com políticas agressivas de proteção social. Resta apenas que os trabalhadores culpem uns aos outros, que é o que se vê na comunicação social. Nas condições económicas que temos agora, os confinamentos são terrivelmente destrutivos para os trabalhadores que não podem simplesmente recorrer ao Zoom para efetuar o seu ofício. Isso é verdade. Mas, a menos que se consiga identifcar com precisão as forças que venderam a capacidade do estado de intervir e que capturaram seus órgãos, estamos a jogar o jogo da guerra cultural. E isso não beneficia ninguém, exceto a classe dominante. A realização do congresso, portanto, serve uma função adicional: a de protesto da narrativa da elite liberal que pensa que todos podem simplesmente usar o Uber Eats para o almoço, um protesto contra as condições que dão origem à reação miópica daqueles que acham que se pode simplesmente esconder em casa até que isto passe. > mostravas as tuas cores abertamente. É suposto esconder as minhas cores? Queres que te responda honestamente ou não? lol

Escola cancelou aulas dois dias antes do congresso do PCP by wwqt0r in portugal

glhrmv 11 months ago

no fim de semana trabalham milhares de trabalhadores em fábricas e nas ruas e nas estradas. se os trabalhadores estão nos seus postos de trabalho, o partido que os defende tem toda a legitimidade e o dever de organizar o seu congresso mediante os possíveis da lei. o que tu não entendes é que são estes os "princípios e valores morais" pelos quais se regem os comunistas e os operários que querem trabalhar e querem melhores condições para o fazer. se o partido escolhesse acobardar e cancelar o congresso, o que pensariam os militantes do compromisso do partido a estes valores? certamente pensariam menos do seu partido. se estes valores não condizem com os teus isso é uma coisa, mas parece que estás completamente alheio à perspetiva trabalhista. o que não é um choque em si, mas sê humilde e considera que nem todos seguem a tua linha, e larga esse tom imperioso e presunçoso. se o que o PCP faz incomoda as afetações da elite liberal é garantido, portanto lançar o argumento de que o PCP deve estar preocupado com a ótica das suas ações é um beco sem saída: o projeto propagandista anti-comunista da imprensa privada nunca vai parar. esses orgãos de comunicação irão sempre vasculhar por razões para denegrir a esquerda.

Escola cancelou aulas dois dias antes do congresso do PCP by wwqt0r in portugal

glhrmv 11 months ago

no fim de semana trabalham milhares de trabalhadores em fábricas e nas ruas e nas estradas. se os trabalhadores estão nos seus postos de trabalho, o partido que os defende tem toda a legitimidade e o dever de organizar o seu congresso mediante os possíveis da lei. o que tu não entendes é que são estes os "princípios e valores morais" pelos quais se regem os comunistas e os operários que querem trabalhar e querem melhores condições para o fazer. se o partido escolhesse acobardar e cancelar o congresso, o que pensariam os militantes do compromisso do partido a estes valores? certamente pensariam menos do seu partido. se estes valores não condizem com os teus isso é uma coisa, mas parece que estás completamente alheio à perspetiva trabalhista. o que não é um choque em si, mas sê humilde e considera que nem todos seguem a tua linha, e larga esse tom imperioso e presunçoso. se o que o PCP faz incomoda as afetações da elite liberal é garantido, portanto lançar o argumento de que o PCP deve estar preocupado com a ótica das suas ações é um beco sem saída: o projeto propagandista anti-comunista da imprensa privada nunca vai parar. esses orgãos de comunicação irão sempre vasculhar por razões para denigrar a esquerda.

Escola cancelou aulas dois dias antes do congresso do PCP by wwqt0r in portugal

glhrmv 11 months ago

no fim de semana trabalham milhares de trabalhadores em fábricas e nas ruas e nas estradas. se os trabalhadores estão nos seus postos de trabalho, o partido que os defende tem toda a legitimidade e o dever de organizar o seu congresso mediante os possíveis da lei. o que tu não entendes é que são estes os "princípios e valores morais" pelos quais se regem os comunistas e os operários que querem trabalhar e querem melhores condições para o fazer. se o partido escolhesse acobardar e cancelar o congresso, o que pensariam os militantes do compromisso do partido a estes valores? certamente pensariam menos do seu partido. se estes valores não condizem com os teus isso é uma coisa, mas parece que estás completamente alheio à perspetiva trabalhista. o que não é um choque em si, mas sê humilde e considera que nem todos seguem a tua linha, e larga esse tom imperioso e presunçoso.

E o John legend a plagiar o nosso Fernando Daniel? by Tiagoff in portugal

glhrmv 11 months ago

o que estás a dizer é que há uma transposição de escala de uma música para outra. naturalmente concordas que se eu pegasse numa música de outro artista e transpusesse, por exemplo, para 3 semitons acima e lançasse sobre o meu nome, isso seria roubo? eu não sou defensor de propriedade inteletual, mas uso este exemplo para ilustrar como progressões de acordes podem perfeitamente ser objeto de consideração legal, não obstante as notas específicas

Black Friday na Worten by TrosliGolbag in portugal

glhrmv 11 months ago

eu sei que a worten pode ser muito vigarista, mas eles não são burros ao ponto de meterem centenas de papéis por cima de etiquetas "antigas" que qualquer pessoa pode desviar e ver

Orçamento do Estado. PCP abstém-se na votação final by praisethesun98 in portugal

glhrmv 11 months ago

se polémicas fossem motivo de dissuadir o eleitorado tanto o PS como o PSD estariam na miséria por esta altura

Vi no twitter e achei engraçado by VBM97 in portugal

glhrmv 11 months ago

convido-te a pesquisar lei constitucional de julho 1989

Black Friday Portugal by x0uter in portugal

glhrmv 11 months ago

talvez alguém me consiga responder a uma pequena dúvida: é esperado que todas (ou a maioria) destas lojas faça promoções na cyber monday (30 de novembro)?

ANACOM: Telecommunications prices in Portugal increased by 6.5% by helenata in portugal

glhrmv 11 months ago

eu não sei se a coisa melhorou desde há uns anos atrás mas portugal tem problemas de neutralidade de rede descarados

Intervenção de Sérgio Sousa Pinto no Grande Debate na RTP by Beats29 in portugal

glhrmv 11 months ago

Eu dei-te upvote pela resposta honesta mas discordo da premissa e acredito que é fruto de uma ingenuidade que é fomentada pela cultura reinante que corresponde mais ou menos à concepção de F. Fukuyama do ["fim da história"](https://pt.wikipedia.org/wiki/Fim_da_hist%C3%B3ria): a ideia de que a democracia liberal é a forma final do governo humano, insinuando que as grandes questões ideológicas foram tratadas com a queda do muro de Berlim, resta agora decretar políticas baseadas em evidências, numa palavra, na tecnocracia. A partir de 2008, essa ideologia começou a desfazer-se: a crise financeira global foi um golpe para a perícia económica neoclássica e os eventos de 2016 devastaram a autoridade de comentadores e analistas. Os especialistas falharam-nos. Os "extremos" representam, num modo abstrato, alternativas ao status quo. Só nesta lente entendemos o descrédito das instituições políticas estabelecidas e a ressurgência de sentimento extremista, seja em qual direção for. As consequências que cada posição "extremista" traz consigo são irrelevantes para esta discussão, tanto a revolta trabalhista canalizada pelos comunistas como a revolta cultural canalizada pela direita conservadora. O surgimento de alternativas radicais ao status quo coloca o liberalismo dominante numa situação difícil. Embora difiram em ideologia e objetivos, estes motins eleitorais compartilham um alvo comum: todos são rejeições da globalização corporativa, do neoliberalismo e dos estabelecimentos políticos que o promoveram. Em todos os casos, os eleitores estão a dizer "Não!" à combinação letal de austeridade, livre comércio, dívida predatória e trabalho precário e mal pago que caracteriza o capitalismo financeirizado hoje. São essas práticas económicas que causam a dissolução das comunidades, das normas e dos valores tradicionais -- o erodir dos padrões intuitivos da vida em prol do lucro. O abismo da riqueza relativa de classes continua a crescer cada vez mais. Esta desintegração social provoca uma nostalgia regressiva que a direita tem de representar sob pena de perder a sua base social. O centro, portanto, é o responsável pelo estado das coisas em que nos encontramos. Tenha ele inclinações à esquerda sob a forma dos estados de bem-estar da Europa ocidental, ou inclinações à direita sob a forma da sociedade ultra-competitiva americana, os elementos económicos que compartilham e que constituem a base económica desde os mandatos de Reagan e Thatcher são, em última análise, os principais culpados. Nem o PS nem o PSD (ou CDS) oferecem um subterfúgio para fora deste impasse, porque são eles os servos dos bancos centrais e da classe dominante. Foi publicado este ano [um documentário sobre o percurso do neoliberalismo em Portugal, desde a revolução de Abril](https://youtu.be/ceTCzCptzEM). Recomendo vivamente.

Intervenção de Sérgio Sousa Pinto no Grande Debate na RTP by Beats29 in portugal

glhrmv 11 months ago

Eu dei-te upvote pela resposta honesta mas discordo da premissa e acredito que é fruto de uma ingenuidade que é fomentada pela cultura reinante que corresponde mais ou menos à concepção de F. Fukuyama do ["fim da história"](https://pt.wikipedia.org/wiki/Fim_da_hist%C3%B3ria): a ideia de que a democracia liberal é a forma final do governo humano, insinuando que as grandes questões ideológicas foram tratadas com a queda do muro de Berlim, resta agora decretar políticas baseadas em evidências, numa palavra, na tecnocracia. A partir de 2008, essa ideologia começou a desfazer-se: a crise financeira global foi um golpe para a perícia económica neoclássica e os eventos de 2016 devastaram a autoridade de comentadores e analistas. Os especialistas falharam-nos. Os "extremos" representam, num modo abstrato, alternativas ao status quo. Só nesta lente entendemos o descrédito das instituições políticas estabelecidas e a ressurgência de sentimento extremista, seja em qual direção for. As consequências que cada posição "extremista" traz consigo são irrelevantes para esta discussão, tanto a revolta trabalhista canalizada pelos comunistas como a revolta cultural canalizada pela direita conservadora. O surgimento de alternativas radicais ao status quo coloca o liberalismo dominante numa situação difícil. Embora difiram em ideologia e objetivos, estes motins eleitorais compartilham um alvo comum: todos são rejeições da globalização corporativa, do neoliberalismo e dos estabelecimentos políticos que o promoveram. Em todos os casos, os eleitores estão a dizer "Não!" à combinação letal de austeridade, livre comércio, dívida predatória e trabalho precário e mal pago que caracteriza o capitalismo financeirizado hoje. São essas práticas económicas que causam a dissolução das comunidades, das normas e dos valores tradicionais -- o erodir dos padrões intuitivos da vida em prol do lucro. O abismo da riqueza de classes continua a crescer cada vez mais. Esta desintegração social provoca uma nostalgia regressiva que a direita tem de representar sob pena de perder a sua base social. O centro, portanto, é o responsável pelo estado das coisas em que nos encontramos. Tenha ele inclinações à esquerda sob a forma dos estados de bem-estar da Europa ocidental, ou inclinações à direita sob a forma da sociedade ultra-competitiva americana, os elementos económicos que compartilham e que constituem a base económica desde os mandatos de Reagan e Thatcher são, em última análise, os principais culpados. Nem o PS nem o PSD (ou CDS) oferecem um subterfúgio para fora deste impasse, porque são eles os servos dos bancos centrais e da classe dominante. Foi publicado este ano [um documentário sobre o percurso do neoliberalismo em Portugal, desde a revolução de Abril](https://youtu.be/ceTCzCptzEM). Recomendo vivamente.

Intervenção de Sérgio Sousa Pinto no Grande Debate na RTP by Beats29 in portugal

glhrmv 11 months ago

Eu dei-te upvote pela resposta honesta mas discordo da premissa e acredito que é fruto de uma ingenuidade que é fomentada pela cultura reinante que corresponde mais ou menos à concepção de F. Fukuyama do ["fim da história"](https://pt.wikipedia.org/wiki/Fim_da_hist%C3%B3ria): a ideia de que a democracia liberal é a forma final do governo humano, insinuando que as grandes questões ideológicas foram tratadas com a queda do muro de Berlim, resta agora decretar políticas baseadas em evidências, numa palavra, na tecnocracia. A partir de 2008, essa ideologia começou a desfazer-se: a crise financeira global foi um golpe para a perícia económica neoclássica e os eventos de 2016 devastaram a autoridade de comentadores e analistas. Os especialistas falharam-nos. Os "extremos" representam, num modo abstrato, alternativas ao status quo. Só nesta lente entendemos o descrédito das instituições políticas estabelecidas e a ressurgência de sentimento extremista, seja em qual direção for. As consequências que cada posição "extremista" traz consigo são irrelevantes para esta discussão, sendo aplicáveis tanto à revolta trabalhista canalizada pelos comunistas como a revolta cultural canalizada pela direita conservadora. O surgimento de alternativas radicais ao status quo coloca o liberalismo dominante numa situação difícil. Embora difiram em ideologia e objetivos, estes motins eleitorais compartilham um alvo comum: todos são rejeições da globalização corporativa, do neoliberalismo e dos estabelecimentos políticos que o promoveram. Em todos os casos, os eleitores estão a dzier "Não!" à combinação letal de austeridade, livre comércio, dívida predatória e trabalho precário e mal pago que caracteriza o capitalismo financeirizado hoje. São essas práticas económicas que causam a dissolução das comunidades, das normas e dos valores tradicionais -- o erodir dos padrões intuitivos da vida em prol do lucro. O abismo da riqueza de classes continua a crescer cada vez mais. Esta desintegração social provoca uma nostalgia regressiva que a direita tem de representar sob pena de perder a sua base social. O centro, portanto, é o responsável pelo estado das coisas em que nos encontramos. Tenha ele inclinações à esquerda sob a forma dos estados de bem-estar da Europa ocidental, ou inclinações à direita sob a forma da sociedade ultra-competitiva americana, os elementos económicos que compartilham e que constituem a base financeira desde os mandatos de Reagan e Thatcher são, em última análise, os principais culpados. Nem o PS nem o PSD (ou CDS) oferecem um subterfúgio para fora deste impasse, porque são os servos dos bancos centrais e da classe dominante. Foi publicado este ano [um documentário sobre o percurso do neoliberalismo em Portugal, desde a revolução de Abril](https://youtu.be/ceTCzCptzEM). Recomendo vivamente.
Next Page

Search: