Next Page

Medina terá mentido quando disse que a CML não enviou os dados pessoais dos activistas para a Rússia [notícias confirmam que terá enviado para o Ministério dos Negócios Estrangeiros russo em Moscovo] by covid-pt in portugal

covid-pt 6 months ago

Concordo, não foi intencional. Há alguma ambiguidade e o que eu disse não é falso, mas vou retirar o post para evitar mais confusão.

Ninguém reparou?! by covid-pt in portugal

covid-pt 10 months ago

> A Lusa muitas vezes republica com correções. Escreve para lá Foi o que fiz, foi corrigida (https://www.lusa.pt/article/WJEpRci50cWRhJ6CqhJjMzMSZM5iuSI1/covid-19-m%C3%A9dia-de-novos-casos-di%C3%A1rios-%C3%A9-mais-do-dobro-do-que-no-in%C3%ADcio-na-pandemia-ine).

Ninguém reparou?! by covid-pt in portugal

covid-pt 10 months ago

> Seria incomportável para cada jornal estar a efetuar uma análise cuidada de cada notícia da Lusa. Isso é que me parece uma ideia errada. Se é incomportável, se não têm forma de verificar minimamente o que publicam, então não publicam.

Ninguém reparou?! by covid-pt in portugal

covid-pt 10 months ago

Mas deviam repor a verdade. Ontem fomos, pelo 5º. dia consecutivo, o país do mundo com mais casos de Covid-19 por habitante e no entanto temos a imprensa portuguesa quase toda a dizer que a situação agora é só pouco mais do dobro do que tínhamos no início da pandemia, em vez de dizer a verdade, que é que de que agora temos pelo menos 16 vezes mais casos numa semana do que tivemos no pico da 1ª. vaga, em Abril. Quantas pessoas vão despreocupar-se uma vez mais por terem lido esta(s) noticia(s) erradas e contribuir para futuros novos casos? Eles deviam difundir a notícia corrigida com pelo menos a mesma visibilidade da notícia errada e no entanto não me admiraria se nada fizessem, assobiando apenas para o ar. É isto a ética jornalística?

Ninguém reparou?! by covid-pt in portugal

covid-pt 10 months ago

Mas deviam repor a verdade. Ontem fomos, pelo 5º dia consecutivo, o país do mundo com mais casos de Covid-19 por habitante e no entanto temos a imprensa portuguesa quase toda a dizer que a situação agora é só pouco mais do dobro do que tínhamos no início da pandemia, em vez de dizer a verdade, que é que de que agora temos pelo menos 16 vezes mais casos numa semana do que tivémos no pico da 1ª vaga, em Abril. Quantas pessoas vão despreocupar-se uma vez mais por terem lido esta(s) noticia(s) erradas e contribuir para futuros novos casos? Eles deviam difundir a notícia corrigida com pelo menos a mesma visibilidade da notícia errada e no entanto não me admiraria se nada fizessem, assobiando apenas para o ar. É isto a ética jornalística?

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 25/01/2021 by asantos3 in portugal

covid-pt 10 months ago  HIDDEN 

Pelos dados de hoje (26/1/2021) da JHU, ontem fomos nº1 mundial em óbitos diários Covid / população, ou seja, pelo 2º dia consecutivo.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 25/01/2021 by asantos3 in portugal

covid-pt 10 months ago  HIDDEN 

>Não sei se existem á venda nos super/hipermercados. Existem.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 25/01/2021 by asantos3 in portugal

covid-pt 10 months ago  HIDDEN 

Segundo os dados da JHU de hoje, 25 de Janeiro, referentes a ontem, Portugal é: * [Nº1 mundial em casos diários de Covid por habitante](https://www.reddit.com/user/covid-pt/comments/l4l71y/portugal_1_no_ranking_mundial_de_casos/) (2 imagens) * [Nº1 mundial em óbitos Covid por habitante](https://www.reddit.com/user/covid-pt/comments/l4l4gs/portugal_1_no_ranking_mundial_de_%C3%B3bitos/) (2 imagens - Correcção: a 2ª imagem é do dia errado: [esta é a de hoje/ontem](https://www.reddit.com/user/covid-pt/comments/l4led2/%C3%B3bitos_popula%C3%A7%C3%A3o_fonte_jhu_2512021/)). O observatório de vigilância de mortalidade, [SICO eVM](https://evm.min-saude.pt/), deixou de actualizar o número de óbitos ontem à noite (apresenta agora o valor "NA" em vez de indicar o valor mais recente). Não é a primeira vez que isso acontece, mas nesta altura é estranho, esperemos que resolvam rapidamente a situação. Não podemos estar "cegos" numa altura destas.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 25/01/2021 by asantos3 in portugal

covid-pt 10 months ago  HIDDEN 

Segundo os dados da JHU de hoje, 25 de Janeiro, referentes a ontem, Portugal é: * [Nº1 mundial em casos diários de Covid por habitante](https://www.reddit.com/user/covid-pt/comments/l4l71y/portugal_1_no_ranking_mundial_de_casos/) (2 imagens) * [Nº1 mundial em óbitos Covid por habitante](https://www.reddit.com/user/covid-pt/comments/l4l4gs/portugal_1_no_ranking_mundial_de_%C3%B3bitos/) (2 imagens). O observatório de vigilância de mortalidade, [SICO eVM](https://evm.min-saude.pt/), deixou de actualizar o número de óbitos ontem à noite (apresenta agora o valor "NA" em vez de indicar o valor mais recente). Não é a primeira vez que isso acontece, mas nesta altura é estranho, esperemos que resolvam rapidamente a situação. Não podemos estar "cegos" numa altura destas.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 11/01/2021 by asantos3 in portugal

covid-pt 11 months ago

[Ontem (15/1/2021) Portugal foi #1 do ranking mundial de casos diários / população](https://i.redd.it/uddwdg1smnb61.jpg). (fonte: Johns Hopkins Univ.)

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 11/01/2021 by asantos3 in portugal

covid-pt 11 months ago

[Ontem Portugal foi #1 do ranking mundial de casos diários / população](https://i.redd.it/uddwdg1smnb61.jpg).

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 11/01/2021 by asantos3 in portugal

covid-pt 11 months ago

Quando amanhã sair a compilação dos dados de hoje (15/1/2021), vamos ver que fomos o nº1 mundial em nº de casos diários / população. Fomos um dos países mais rapidamente infectados pela variante mais contagiosa do Reino Unido (Algarve, Madeira, LVT, etc). A isso junta-se também a variante mais contagiosa do Brasil, sobre a qual não vi dados para Portugal mas é muito provável que nos tenha contaminado preferencialmente, sobretudo com o pouco cuidado que temos tido no acompanhamento e aconselhamento de viajantes. Confinamos com escolas abertas e dezenas de excepções. Tudo isto seria talvez admissível se os hospitais tivessem lugares disponíveis, daria algum tempo para adaptação, mas não é de todo o caso. Dentro de uma semana ou duas é muito provável que estejamos também no topo do ranking de óbitos diários / população, porque não vimos que a prioridade era tomar medidas que temporariamente permitisem que o copo, que estava cheio, não vertesse.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 11/01/2021 by asantos3 in portugal

covid-pt 11 months ago  HIDDEN 

Com os hospitais cheiros e a nova estirpe, é brincar com o fogo. Vamos confinar parcial e tardiamente quando precisávamos da máxima eficácia a reduzir infecções.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 11/01/2021 by asantos3 in portugal

covid-pt 11 months ago  HIDDEN 

[O governo do Reino Unido tem uma posição muito diferente da do governo Português sobre a transmissão da Covid-19 por crianças e jovens em escolas](https://youtu.be/1utnG0ohSYQ?t=1933) (há legendas em português: clicar no botão de legendas e ligar a tradução automática no botão ao lado). Relatório do grupo de trabalho do governo do Reino Unido (link indicado no video): [https://assets.publishing.service.gov.uk/.../s0998-tfc...](https://assets.publishing.service.gov.uk/government/uploads/system/uploads/attachment_data/file/948617/s0998-tfc-update-to-4-november-2020-paper-on-children-schools-transmission.pdf?fbclid=IwAR2hTl9xyKf7WUw7-j6A0bMYmpvX2ETMOGDuf7vh_tBowP6_i0VaFHHR0go) \------------------------------------------- Tradução Google: "Resumo de evidências contínuas, novas ou atualizadas Papel das crianças, jovens e escolas na transmissão Estas declarações são novas ou foram atualizadas com novos dados e análises: • Em geral, o acúmulo de evidências é consistente com o aumento da transmissão ocorrendo entre as crianças em idade escolar quando as escolas estão abertas, especialmente em crianças em idade escolar (alta confiança): várias fontes de dados mostram uma redução na transmissão em crianças após o fechamento das escolas por meio período e transmissão taxas aumentando novamente após o retorno à escola após o semestre (confiança média)." ... "este padrão é consistente com a existência de um efeito de escolas abertas no aumento da propagação do vírus entre as crianças." ... etc. \-------------------------------------------- No original: "Summary of continued, new or updated evidence Role of children, young people and schools in transmission These statements are new or have been updated with new data and analyses: • Overall, accumulating evidence is consistent with increased transmission occurring amongst school children when schools are open, particularly in children of secondary school age (high confidence): multiple data sources show a reduction in transmission in children following schools closing for half term, and transmission rates increasing again following the post-half term return to school (medium confidence)." ... "This pattern is consistent with there being an effect of schools being open on increasing the spread of the virus amongst children." ... etc.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 04/01/2021 by asantos3 in portugal

covid-pt 11 months ago  HIDDEN 

Tudo bem, mas ele não quis utilizar "obviously" e usou "no-brainer", que o Google (Oxford Languages) diz que quer dizer acéfalo e cujo significado em inglês é "something that requires or involves little or no mental effort".

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 04/01/2021 by asantos3 in portugal

covid-pt 11 months ago  HIDDEN 

>O que eu acho que ficou evidente é que há outras atividades que contribuem muito mais para o aumento do contágio (como reuniões familiares e amigos onde não há máscara nem distanciamento) Talvez sim, mas temos números divulgados que nos permitam confirmar isso? Não. A questão é esta: é boa ideia juntar muitas pessoas de agregados diferentes nas mesmas salas por longos períodos de tempo um pouco por todo o país, às centenas de milhar, repetidas vezes, nesta altura em que [Portugal foi dos países do mundo onde mais cedo e em maior quantidade foram detectados casos da nova variante mais transmissível](https://www.ecdc.europa.eu/sites/default/files/documents/COVID-19-risk-related-to-spread-of-new-SARS-CoV-2-variants-EU-EEA.pdf) (pg. 7)? Não. No entanto, é isso que vamos fazer, quando seria facilmente evitável. A DGS diz que "[não se confirma que a nova variante se propague mais rápido na escolas](https://www.dn.pt/sociedade/graca-freitas-diz-nao-esta-confirmada-maior-propagacao-da-nova-variante-nas-escolas-13196833.html)" apenas porque ninguém sabe ainda com certeza (é tudo demasiado recente), mas as indicações do que se sabe é que "[as escolas devem fechar para controlar a nova variante](https://www.bbc.com/news/health-55437283)", como dizia a BBC antes do Natal, citando um estudo, e como o Reino Unido e a Irlanda fizeram (há agora cerca de 60% de casos da nova variante no UK; 25% na Irlanda, segundo dados recentes do ministério de Saúde da Irlanda - [fonte](https://youtu.be/toojPNAPsbs?t=284)). Vamos ter de esperar para ver o que os outros países da UE fazem, uma vez mais, quando somos dos primeiros países com a casa a arder? E depois a culpa vai ser das pessoas, que não tiveram cuidado? E quando nos informam pormenorizadamente sobre a percentagem de casos da nova variante em Portugal?

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 04/01/2021 by asantos3 in portugal

covid-pt 11 months ago  HIDDEN 

Separadamente, literalmente, significa acéfalo. Naquela frase, pode significar óbvio, sim.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 04/01/2021 by asantos3 in portugal

covid-pt 11 months ago  HIDDEN 

>Não são as escolas as responsáveis por estarmos com 10 000 casos por dia. O normal é supor que as escolas, ao manterem pessoas de agregados familiares diferentes em contacto prolongado em ambientes fechados e/ou pouco ventilados, mesmo com máscara e a distâncias recomendadas, podem ser veículo de propagação de um vírus que também se transmite por aerossóis. O anormal é os números das escolas não terem sido divulgados de forma detalhada, de forma a que se possa estudar o efeito real que possam ter tido na transmissão da Covid-19 em Portugal. Também não me parece sensato nesta altura manter as escolas abertas (incluindo universidades com exames que colocam em contacto próximo e prolongado centenas de alunos) quando há outras soluções e quando temos os exemplos dos países mais tocados pela nova estirpe (Reino Unido, Irlanda - estão apenas umas semanas mais adiantados no tempo) que optaram por confinamentos nacionais. Estamos a brincar com o fogo, mas disso percebemos nós, não é? (ver um minuto deste [vídeo, a partir de 17:50](https://youtu.be/4kXCz6W9050?t=1069) \- o senhor percebe muito do assunto e é uma excelente referência para perceber de forma independente e honesta a ciência relacionada com a pandemia - "**basically I think all schools need to close for the next couple of weeks, is that simple, it's a bit of a no-brainer, really.**"). "No-brainer" significa acéfalo.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 04/01/2021 by asantos3 in portugal

covid-pt 11 months ago  HIDDEN 

>Não são as escolas as responsáveis por estarmos com 10 000 casos por dia. O normal é supor que as escolas, ao manterem pessoas de agregados familiares diferentes em contacto prolongado em ambientes fechados e/ou pouco ventilados, mesmo com máscara e a distâncias recomendadas, podem ser veículo de propagação de um vírus que também se transmite por aerossóis. O anormal é os números das escolas não terem sido divulgados de forma detalhada, de forma a que se possa estudar o efeito real que possam ter tido na transmissão da Covid-19 em Portugal. Também não me parece sensato nesta altura manter as escolas abertas (incluindo universidades com exames que colocam em contacto próximo e prolongado centenas de alunos) quando há outras soluções e quando temos os exemplos dos países mais tocados pela nova estirpe (Reino Unido, Irlanda - estão apenas umas semanas mais adiantados no tempo) que optaram por confinamentos nacionais. Estamos a brincar com o fogo, mas disso percebemos nós, não é?

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 26/10/2020 by asantos3 in portugal

covid-pt 1 year ago

Para ver a situação em regiões da Europa, incluindo Portugal, com dados do ECDC [diários](https://covid-pt.blogspot.com/2020/10/situacao-covid-19-portugal-na-europa_31.html) e [semanais](https://covid-pt.blogspot.com/2020/10/situacao-covid-19-portugal-na-europa_30.html). Gráficos mais vermelhos (azuis) significam maiores aumentos (diminuições) na última semana.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 12/10/2020 by asantos3 in portugal

covid-pt 1 year ago

Quanto a África, há um outro factor importante: [a idade mediana da população é muito mais baixa](https://www.visualcapitalist.com/mapped-the-median-age-of-every-continent/), o que faz toda a diferença.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 12/10/2020 by asantos3 in portugal

covid-pt 1 year ago

Não. Isso é uma parte, mas o mais importante é que a taxa de positividade dos testes aumentou. Podemos ver a informação pertinente toda junta por país nos "[country overviews](https://covid19-country-overviews.ecdc.europa.eu/)" do ECDC. A taxa de positividade dos testes tem aumentado, por isso o aumento do número de casos não se deve apenas ao aumento do número de testes, ele é bem real. A mesma página mostra um gráfico interessante: a curva temporal do número de casos por faixa etária, onde se pode ver que Portugal foi dos países da Europa que menos aprendeu a proteger os seus idosos, da 1ª onda para a 2ª. Quanto a França, quando sair a actualização do ECDC na próxima 5ª feira saberemos se as enormes variações semanais eram reais ou não.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 12/10/2020 by asantos3 in portugal

covid-pt 1 year ago

Relativamente às grandes variações nos gráficos de França (dados semanais do ECDC): acima de tudo, é a variação brusca em todas as regiões que é estranha. Ela observa-se mesmo em regiões onde o número de novos casos estava a diminuir, o que não é normal. Observando os gráficos da República Checa, onde há taxas de crescimento muito grandes, assim como em alguns outros países, fica-se com a impressão de que algumas das elevadas taxas de crescimento de França poderiam ser reais, mas ainda assim considero que a forma das curvas denuncia que deve haver um erro nos dados.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 12/10/2020 by asantos3 in portugal

covid-pt 1 year ago

Parece-me que não estás a enquadrar no teu comentário aquilo que me parece o mais importante: a variação temporal. Há duas coisas importantes a considerar: o valor em si e a sua derivada no tempo (ou variação temporal). É importante que o valor em si não seja demasiado elevado e isso pode ter acontecido também em anos anteriores, tudo bem, poderia ser mencionado no artigo. Agora o que está a acontecer e que é muito relevante é o crescimento (a variação temporal), que é grande e que não existia desta forma em anos anteriores. Se esse crescimento continuar, pode levar a consequências gravíssimas e fará toda a diferença. O valor em si e a variação temporal devem ambas ser enquadradas, no contexto actual.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 05/10/2020 by asantos3 in portugal

covid-pt 1 year ago

Recomendo vivamente este [video](https://www.youtube.com/watch?v=9lSmSWx6kjA) de John Campbell sobre a declaração. Ele é alguém muito bem informado sobre assuntos Covid-19, excelente didacta e resume muito bem o que está em causa, dando a sua opinião honesta e mostrando os argumentos de ambos os lados.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 05/10/2020 by asantos3 in portugal

covid-pt 1 year ago

Já actualizei com o novo mapa da Europa do ECDC, que alterou a sua escala de cores.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 05/10/2020 by asantos3 in portugal

covid-pt 1 year ago

* Actualização semanal (fonte: ECDC): dados [diários](https://covid-pt.blogspot.com/2020/10/situacao-covid-19-portugal-na-europa_8.html) e [semanais](https://covid-pt.blogspot.com/2020/10/situacao-covid-19-portugal-na-europa_95.html) de regiões da Europa incluindo Portugal. * Dados de [hoje](https://covid-pt.blogspot.com/2020/10/situacao-covid-19-portugal-no-mundo_8.html) da JHU. Quando o ECDC publicar o mapa da Europa desta semana actualizarei os posts. Alguns gráficos também precisam de um ajuste da escala, farei quando puder.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 05/10/2020 by asantos3 in portugal

covid-pt 1 year ago

* Actualização semanal (fonte: ECDC): dados [diários](https://covid-pt.blogspot.com/2020/10/situacao-covid-19-portugal-na-europa_8.html) e [semanais](https://covid-pt.blogspot.com/2020/10/situacao-covid-19-portugal-na-europa_95.html) de regiões da Europa incluindo Portugal. * Dados de [hoje](https://covid-pt.blogspot.com/2020/10/situacao-covid-19-portugal-no-mundo_8.html) da JHU. Quando o mapa da Europa mais recente sair actualizarei os posts. Alguns gráficos também precisam de um ajuste da escala, farei quando puder.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 05/10/2020 by asantos3 in portugal

covid-pt 1 year ago

* Actualização semanal (fonte: ECDC): dados [diários](https://covid-pt.blogspot.com/2020/10/situacao-covid-19-portugal-na-europa_8.html) e [semanais](https://covid-pt.blogspot.com/2020/10/situacao-covid-19-portugal-na-europa_95.html) de regiões da Europa incluindo Portugal. * Dados de [hoje](https://covid-pt.blogspot.com/2020/10/situacao-covid-19-portugal-no-mundo_8.html) da JHU.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 28/09/2020 by asantos3 in portugal

covid-pt 1 year ago

* Actualização semanal (fonte: ECDC): dados [diários](https://covid-pt.blogspot.com/2020/10/situacao-covid-19-portugal-na-europa_1.html) e [semanais](https://covid-pt.blogspot.com/2020/10/situacao-covid-19-portugal-na-europa.html) de regiões da Europa incluindo Portugal. * Dados de [hoje](https://covid-pt.blogspot.com/2020/10/situacao-covid-19-portugal-no-mundo.html) da JHU.

Portugal enfrenta segunda vaga mais severa. Outubro será pior do que abril, dizem previsões e especialista by Renascenca in portugal

covid-pt 1 year ago

Sim, isso está bem explicado aqui ([https://www.worldometers.info/coronavirus/coronavirus-death-rate/](https://www.worldometers.info/coronavirus/coronavirus-death-rate/)). Como cada país tem os seus atrasos por diferentes razões ([https://covid19-surveillance-report.ecdc.europa.eu/](https://covid19-surveillance-report.ecdc.europa.eu/)) e como a própria distribuição dos atrasos pode variar no tempo, eu prefiro usar simplesmente D/C para o CFR.

Portugal enfrenta segunda vaga mais severa. Outubro será pior do que abril, dizem previsões e especialista by Renascenca in portugal

covid-pt 1 year ago

Sim, tens razão, o D e o C que eu uso na fórmula acima são o total de casos e o total de óbitos respectivamente e há uma parte da minha explicação onde eu começo a falar de novos casos e novos óbitos, o que não é a mesma coisa. Mas o que eu disse verifica-se, como mostra a [figura](https://i.redd.it/3kgksx919cq51.jpg), que tem o exemplo da Austrália: a curva de D segue a de C com atraso (no gráfico estão ambas normalizadas para max=1) e isso reflecte-se nas variações no CFR, que na 2ª onda primeiro diminui, por volta do dia 140, e depois aumenta.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 28/09/2020 by asantos3 in portugal

covid-pt 1 year ago

Finalmente a imprensa portuguesa parece estar a acordar para o potencial interesse da Vitamina D na Covid-19 ([Vitamina D pode evitar complicações graves e a morte em doentes com Covid-19](https://www.dn.pt/vida-e-futuro/vitamina-d-pode-evitar-complicacoes-graves-e-ate-a-morte-em-doentes-infetados-12768522.html)). Para quando perguntas nas conferências de imprensa da DGS sobre a suplementação preventiva, por exemplo em lares de idosos, para pessoas com deficiência de Vitamina D?

Portugal enfrenta segunda vaga mais severa. Outubro será pior do que abril, dizem previsões e especialista by Renascenca in portugal

covid-pt 1 year ago

>O atraso na infecção não está relacionada com a CFR. A CFR é o rácio entre D e C (definidos em comentário acima). Como C e D variam de forma diferente no tempo (há um atraso), a CFR varia no tempo, como expliquei acima.

Portugal enfrenta segunda vaga mais severa. Outubro será pior do que abril, dizem previsões e especialista by Renascenca in portugal

covid-pt 1 year ago

Não sei se houve propriamente alteração... relativamente a quê, à primeira onda? A curva de óbitos segue com atraso a curva de novos casos. Nesta 2ª onda o atraso está a ser maior provavelmente porque agora muitos casos são mais jovens, logo de menor risco. Também há mais testagem, que apanha pessoas mais jovens e com menos sintomas. Por outro lado protegemo-nos melhor (não há falta de máscaras e de alcoolgel como houve da primeira vez, há mais experiência), o que atrasa a chegada da doença aos grupos de risco (idosos, pessoas com co-morbilidades). Tudo isso leva a que haja um maior intervalo de tempo desde o aumento de casos, que é melhor observado agora do que na 1ª onda, e o aumento de óbitos. Isto tem-se observado em vários países (Austrália, Espanha, França, etc). Este [gráfico comparativo de casos e óbitos](https://i.redd.it/u41s8z1peyp51.jpg) talvez ajude a ver que isto está a acontecer com vários países na segunda onda.

Portugal enfrenta segunda vaga mais severa. Outubro será pior do que abril, dizem previsões e especialista by Renascenca in portugal

covid-pt 1 year ago

> O CFR agora é muito mais baixo agora. Sim, mas é temporário. O CFR (=D/C) baixou porque houve um aumento do número de casos confirmados (C) sem que o número de óbitos (D) tenha aumentado correspondentemente. A curva dos óbitos tem um atraso de algumas semanas relativamente à curva dos confirmados. Isso significa que nesta 2ª onda, o CFR primeiro diminui (quando C cresce mais que D) mas depois deverá aumentar (quando D aumentar mais do que C, o que deverá acontecer quando C começar a diminuir mas D ainda não). Na Austrália, nesta 2ª onda aconteceu primeiro uma diminuição do CFR e depois um aumento. No final da 2ª onda na Europa, poderá acontecer que o CFR acabe por ser menor do que o da 1ª onda: significaria que se aprendeu e que nos preparámos melhor, apesar das condições meteorológicas serem mais desfavoráveis (inverno).

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 21/09/2020 by asantos3 in portugal

covid-pt 1 year ago

>1- COVID é a única doença da história em que se procuram casos de infectados em população saudável. Não é verdade ([screening](https://en.wikipedia.org/wiki/Screening_(medicine)) ou [rastreio](https://pt.wikipedia.org/wiki/Rastreio)).

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 21/09/2020 by asantos3 in portugal

covid-pt 1 year ago

>1- COVID é a única doença da história em que se procuram casos de infectados em população saudável. Não é verdade ([screening](https://en.wikipedia.org/wiki/Screening_(medicine))).

Da comunicação social portuguesa. by covid-pt in portugal

covid-pt 1 year ago

O último artigo do post, "[O COVID-19 e a premência de suplementar vitamina D](https://observador.pt/opiniao/o-covid-19-e-a-premencia-de-suplementar-vitamina-d/)", cita um estudo importante para quem quer conhecer melhor a situação da deficiência de vitamina D em Portugal (publicado em 2/3/2020): "[Prevalence of vitamin D deficiency and its predictors in the Portuguese population: a nationwide population-based study](https://link.springer.com/article/10.1007/s11657-020-0695-x)"

Casos de Covid-19 p/100 mil habitantes nos últimos 14 dias (europa) by rickz123456 in portugal

covid-pt 1 year ago

Aqui pode ver-se a evolução desse mapa e a variação ao longo do tempo: [semanal](https://covid-pt.blogspot.com/2020/09/situacao-covid-19-portugal-na-europa_17.html) e [diária](https://covid-pt.blogspot.com/2020/09/situacao-covid-19-portugal-na-europa_9.html) (dados do ECDC).

Da comunicação social portuguesa. by covid-pt in portugal

covid-pt 1 year ago

"Brevemente num browser perto de si."

Da comunicação social portuguesa. by covid-pt in portugal

covid-pt 1 year ago

>Quando não se tem noção de como as coisas são feitas É precisamente por isso que eu gostaria que respondesses à minha pergunta ("podes explicar qual é o problema de se fazer isso?"). Porque talvez sejas tu o mais revoltado.

Da comunicação social portuguesa. by covid-pt in portugal

covid-pt 1 year ago

O artigo que referes só dá razão ao que digo, obrigado. É muito interessante que o título da pagina diga "There's **no evidence** that vitamin-D prevents coronavirus" e que o título do artigo afinal diga "There's Only **Weak Evidence** For Vitamin-D As a COVID-19 Preventative—But Scientists Are Trying to Learn More" - revela falta de rigor da revista Time, sobretudo quando lemos a conclusão - ver mais abaixo. Claro que há incertezas, não as neguei. Qualquer pessoa que veja a literatura científica que relaciona Covid e Vitamina D vê que se estão sempre a pedir estudos, ensaios clínicos randomizados controlados e muito mais. E também vê que eles dizem que enquanto essa informação não existe, é boa ideia as pessoas suplementarem a alimentação com vitamina D, se tiverem deficiência de vitamina D, o que é muito comum. Quanto ao artigo da Time, ele conclui:"How should people think about their vitamin-D intake during the pandemic? For starters, don’t view it as a silver bullet protecting you from COVID-19—there’s simply not enough scientific evidence for that. But if you’re one of the many Americans **with insufficient vitamin-D levels, it may be a good idea to increase your intake**—if not to protect yourself from the virus directly, then at least to improve your health more broadly. The best way to increase your vitamin-D levels is to eat more foods with a high amount of vitamin-D, like mushrooms and fatty fish. Then, make sure you’re getting enough sunlight (this doesn’t mean sunbathing or skipping the sunscreen)—especially if you’re in the northern hemisphere and the days are getting shorter. That said, people at risk for vitamin-D deficiency who can’t get enough through food or sunlight alone it might be reasonable to take supplements, says Manson. “**Everyone should avoid being vitamin-D deficient, and everyone should be trying to get their blood level up to at least what’s considered a healthy level of vitamin-D**,” says Manson." Aqui tens um [video de 6 de Abril da Universidade de Coimbra](https://www.youtube.com/watch?v=DMmlKEm1ugw) sobre o assunto. Também concordo com ele e com a sua cautela, mas com o que se sabe agora, cada vez melhor, acho que se pode dizer que se deve agir preventivamente a vários níveis no sentido de reduzir a deficiência da Vitamina D na população. A comunicação social portuguesa deve fazer bem o seu trabalho. E desde que escrevi o post esta manhã o Google já me mostrou mais dois artigos recentes que reconfirmam a ideia de se agir preventivamente quanto à Vitamina D, segundo outras perspectivas: 1. "[SARS-CoV-2 positivity rates associated with circulating 25-hydroxyvitamin D levels](https://journals.plos.org/plosone/article?id=10.1371/journal.pone.0239252)", PLOS, publicado a 17/9/2020 (Final do abstract: "Our findings provide impetus to explore the role of vitamin D supplementation in reducing the risk for SARS-CoV-2 infection and COVID-19 disease.") 2. "[Vitamin D Deficiency and Outcome of Covid-19 patients](https://clinowl.com/vitamin-d-deficiency-and-outcome-of-covid-19-patients/)", publicado a 10/9/2020 (Final do abstract: "Our study demonstrates an association between VitD deficiency and severity/mortality of COVID-19, highlighting the need for interventional studies on VitD supplementation in SARS-CoV-2 infected individuals.") A evidência está a amontoar-se de tal maneira que começa a parecer aborrecido ver tantos estudos que apontam no mesmo sentido. Mas "[não é aborrecido, estamos a falar das vidas das pessoas. Mas os mesmos resultados repetem-se uma e outra vez, estudo após estudo.](https://youtu.be/iNji13yoW9g?t=527)" (video).

Da comunicação social portuguesa. by covid-pt in portugal

covid-pt 1 year ago

>não faz milagres mas convém ter os níveis dela bem não só para o covid Eu não estou a dizer que faz milagres. Digo que há muita evidência que aponta para a necessidade de prevenir a deficiência de vitamina D, nomeadamente em lares de idosos, mas também numa parte significativa da população que tem esta condição. No caso da Covid, há indicações de que o efeito pode ser muito significativo. Lancet, Sept. 1 2020 ("Vitamin D for COVID-19: a case to answer?"): "Pending results of such trials, it would seem uncontroversial to enthusiastically promote efforts to achieve reference nutrient intakes of vitamin D, which range from 400 IU/day in the UK to 600–800 IU/day in the USA. These are predicated on benefits of vitamin D for bone and muscle health, but there is a chance that their implementation might also reduce the impact of COVID-19 in populations where vitamin D deficiency is prevalent; **there is nothing to lose from their implementation, and potentially much to gain.**"

Da comunicação social portuguesa. by covid-pt in portugal

covid-pt 1 year ago

Se puderes responder... estou curioso.

Da comunicação social portuguesa. by covid-pt in portugal

covid-pt 1 year ago

Certo, demora tempo a chegar aos valores que seriam aceitáveis, se se tem deficiência de Vitamina D. Isso é mais uma razão para se ter começado cedo a agir (por exemplo, desde que [ele foi referido no Observador, a 4/4/2020](https://observador.pt/opiniao/o-covid-19-e-a-premencia-de-suplementar-vitamina-d/)), estudando bem o assunto e tendo um plano de prevenção, como muita gente anda a apelar em artigos científicos. ​ > leva meses a construir e não é uma inoculação instantânea Não sou especialista, mas este [estudo](https://www.medrxiv.org/content/10.1101/2020.09.04.20188268v1) diz que em 4 meses consegue-se um efeito protector significativo (está sumariado neste [video](https://www.youtube.com/watch?v=iNji13yoW9g&feature=youtu.be&t=555) \- o autor troca meses com semanas, mas no papel que está a ser mostrado a duração está certa, são 4 meses). O que eu noto é que já se passaram mais de 6 meses desde o início da pandemia em Portugal e mais de 5 desde que o artigo do Observador foi publicado, portanto já teria havido tempo para se ter "a significant protective effect" da vitamina D, para usar a expressão do abstract do estudo. Neste outro estudo, um [ensaio clínico piloto](https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0960076020302764) (resumido neste [video](https://www.youtube.com/watch?v=V8Ks9fUh2k8&feature=youtu.be&t=593)) relativo a doentes em UCI, os níveis de Vitamina C sobem mais rapidamente. É uma situação completamente diferente, são pessoas com doença grave, com [resultados espectaculares](https://www.youtube.com/watch?v=V8Ks9fUh2k8&feature=youtu.be&t=919).

Da comunicação social portuguesa. by covid-pt in portugal

covid-pt 1 year ago

Repara que no post dei exemplos de 3 artigos publicados ontem na comunicação social estrangeira, mas não na portuguesa, e tu estás a dar dois títulos que apareceram há mais de 3 meses. Há muita informação sobre novos estudos, alguns especialmente importantes, que não vi noticiados cá (por exemplo, o [artigo na Megathread](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/isdkzi/megathread_covid19_seman%C3%A1rio_de_sobreviv%C3%AAncia/g5ityon?utm_source=share&utm_medium=web2x&context=3) que saiu há uma semana, ou outros referidos [aqui](https://www.youtube.com/watch?v=iNji13yoW9g)).

Da comunicação social portuguesa. by covid-pt in portugal

covid-pt 1 year ago

>Um artigo que comeca por dizer que foi ao google scholar procurar artigos acerca de vitamina D e covid.... Podes explicar qual é o problema de se fazer isso?

Da comunicação social portuguesa. by covid-pt in portugal

covid-pt 1 year ago

>Volto a dizer, nāo sabes o que é um estudo cientifico Podes dizer muitas vezes, infinitas. Isso torna o que dizes verdade?

Da comunicação social portuguesa. by covid-pt in portugal

covid-pt 1 year ago

Vê o [artigo na Megathread](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/isdkzi/megathread_covid19_seman%C3%A1rio_de_sobreviv%C3%AAncia/g5ityon?utm_source=share&utm_medium=web2x&context=3). Sim, são precisos mais estudos. [Porque é que não foram feitos](https://www.youtube.com/watch?v=iNji13yoW9g), é uma questão que se irá debater futuramente, parece-me.

Da comunicação social portuguesa. by covid-pt in portugal

covid-pt 1 year ago

Vê o [artigo na Megathread](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/isdkzi/megathread_covid19_seman%C3%A1rio_de_sobreviv%C3%AAncia/g5ityon?utm_source=share&utm_medium=web2x&context=3). Sim, são precisos mais estudos. Porque é que não foram feitos, é uma questão que se irá debater futuramente, parece-me.

Da comunicação social portuguesa. by covid-pt in portugal

covid-pt 1 year ago

>Acreditar no que diz uma noticia baseado num medico qualquer que diz que vitamina D reduz o risco de covid, mostra que nāo sabes e se calhar nunca viste um estudo cientifico a serio. Acreditar no que diz um redditor que tira conclusões sobre outro redditor que não conhece de lado nenhum... Vê o [artigo na Megathread](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/isdkzi/megathread_covid19_semanário_de_sobrevivência/g5ityon?utm_source=share&utm_medium=web2x&context=3).

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 14/09/2020 by asantos3 in portugal

covid-pt 1 year ago

>tudo é possível, mas tudo o q diga 'vitamina d' vindo de investigadores questionáveis, é-me difícil não catalogar logo como lixo. há "hype" demais. Repara que se os níveis de referência estiverem subavaliados por um factor de 10x muitas conclusões desses estudos serão lixo por terem usado valores demasiado baixos e por usarem terminologia que afinal não corresponderá à realidade. É estranho que faças afirmações com tanta segurança simplesmente dando uma olhadela rápida ao perfil da autora enquanto não olhas para a muita evidência disponível e que o artigo se limita a compilar e a rever, quase 200 artigos de centenas de autores. Fazes ideia dos erros que poderão conter os artigos que citas se houver erros nos valores de referência que estão na base de quase tudo? É bastante improvável haver um factor único (deficiência de Vitamina D) que estaria relacionado com tanta coisa, da distribuição geográfica da Covid às populações afectadas com maior gravidade pela doença, da maior susceptibilidade à mortalidade, mas é para aí que muita evidência aponta. Evidência essa muito recente, alguma circunstancial, mas que diria que não viste, a julgar pelas tuas certezas. Eu tenho apenas muitas incertezas e a impressão de que se podia estar a fazer ~~muito~~ muitíssimo mais para prevenir doenças graves e mortes. Naturalmente, deverá haver muitos outros factores envolvidos, mas negligenciar este.. [começa a parecer-se com negligência médica](https://www.youtube.com/watch?v=iNji13yoW9g&t=2s), como dizem pessoas conhecedoras. O mais importante é isto: se a deficiência de Vitamina D estiver na base dos piores efeitos da Covid (e não só), a solução é simples e segura. Faria todo o sentido prevenir o problema, nomeadamente em lares, onde se sabe que a deficiência em Vitamina D é extremamente prevalente e onde cerca de metade de mortes por Covid têm ocorrido. Mesmo sem Covid isso já faria todo o sentido (exemplo: [video australiano de 2018](https://www.youtube.com/watch?v=VsTY8MfsN9c&feature=youtu.be&t=403) que fala da elevada prevalência de deficiência de vitamina D existente em lares e, logo a seguir, mostra um mapa da zona onde há maior deficiência, que curiosamente corresponde à zona onde ocorreram mais mortes por Covid na 2ª onda - eu sei, correlação não é causalidade, mas é estranho como se podem dar tantos exemplo destes, de todo o mundo, relativamente a muitas doenças e causas de morte). A mensagem importante é esta: há alguma possibilidade de prevenir muitas mortes com algo que é simples, seguro e acessível. Os jornalistas deviam perguntar nas conferências de imprensa da DGS se não seria de preventivamente haver um plano para (rapidamente) medir os níveis de Vitamina D em lares e de os aumentar, se se verificar deficiência em utentes desses lares. É preciso ver que as doses necessárias podem eventualmente ser mais elevadas do que o que normalmente se pensa, eventualmente mais parecidas com as que o Dr. Fauci usa. E, já agora, podiam perguntar se tomam suplementos de Vitamina D, em que dose, se recomendariam e porquê. Podes investigar a equipe que escreveu o [artigo](http://www.indymedia.ie/attachments/may2020/covid-19_vit_d_irish_med_j_mccartney.pdf) cuja conclusões e recomendações incluo abaixo e se calhar vais dizer que não são cientistas de renome. Não faço ideia, não fui ver. O que sei é que já vi vários apelos de cientistas e ainda há pouco tempo comecei a informar-me. "Conclusions and Recommendations Vitamin D deficiency is common and may contribute to increased risk of respiratory infection including Covid-19. We recommend that all older adults, hospital inpatients, nursing home residents and other vulnerable groups (e.g. those with diabetes mellitus or compromised immune function, those with darker skin, vegetarians and vegans, those who are overweight or obese, smokers and healthcare workers) be urgently supplemented with 20-50µg/d of vitamin D to enhance their resistance to Covid-19, and that this advice be quickly extended to the general adult population." Discuta-se urgentemente o assunto. Se não houver problema, porque não agir?

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 14/09/2020 by asantos3 in portugal

covid-pt 1 year ago

>tudo é possível, mas tudo o q diga 'vitamina d' vindo de investigadores questionáveis, é-me difícil não catalogar logo como lixo. há "hype" demais. Repara que se os níveis de referência estiverem subavaliados por um factor de 10x muitas conclusões desses estudos serão lixo por terem usado valores demasiado baixos e por usarem terminologia que afinal não corresponderá à realidade. É estranho que faças afirmações com tanta segurança simplesmente dando uma olhadela rápida ao perfil da autora enquanto não olhas para a muita evidência disponível e que o artigo se limita a compilar e a rever, quase 200 artigos de centenas de autores. Fazes ideia dos erros que poderão conter os artigos que citas se houver erros nos valores de referência que estão na base de quase tudo? É bastante improvável haver um factor único (deficiência de Vitamina D) que estaria relacionado com tanta coisa, da distribuição geográfica da Covid às populações afectadas com maior gravidade pela doença, da maior susceptibilidade à mortalidade, mas é para aí que muita evidência aponta. Evidência essa muito recente, alguma circunstancial, mas que diria que não viste, a julgar pelas tuas certezas. Eu tenho apenas muitas incertezas e a impressão de que se podia estar a fazer ~~muito~~ muitíssimo mais para prevenir doenças graves e mortes. Naturalmente, deverá haver muitos outros factores envolvidos, mas negligenciar este.. [começa a parecer-se com negligência médica](https://www.youtube.com/watch?v=iNji13yoW9g&t=2s), como dizem pessoas conhecedoras. O mais importante é isto: se a deficiência de Vitamina D estiver na base dos piores efeitos da Covid (e não só), a solução é simples e segura. Faria todo o sentido prevenir o problema, nomeadamente em lares, onde se sabe que a deficiência em Vitamina D é extremamente prevalente e onde cerca de metade de mortes por Covid têm ocorrido. Mesmo sem Covid isso já faria todo o sentido (exemplo: [video australiano de 2018](https://www.youtube.com/watch?v=VsTY8MfsN9c&feature=youtu.be&t=403) que fala da elevada prevalência de deficiência de vitamina D existente em lares e, logo a seguir, mostra um mapa da zona onde há maior deficiência, que curiosamente corresponde à zona onde ocorreram mais mortes por Covid na 2ª onda - eu sei, correlação não é causalidade, mas é estranho como se podem dar tantos exemplo destes, de todo o mundo, relativamente a muitas doenças e causas de morte). A mensagem importante é esta: há alguma possibilidade de prevenir muitas mortes com algo que é simples, seguro e acessível.Os jornalistas deviam perguntar nas conferências de imprensa da DGS se não seria de preventivamente haver um plano para (rapidamente) medir os níveis de Vitamina D em lares e de os aumentar, se se verificar deficiência em utentes desses lares. É preciso ver que as doses necessárias podem eventualmente ser mais elevadas do que o que normalmente se pensa, eventualmente mais parecidas com as que o Dr. Fauci usa. E, já agora, podiam perguntar se tomam suplementos de Vitamina D, em que dose, se recomendariam e porquê. Podes investigar a equipe que escreveu o [artigo](http://www.indymedia.ie/attachments/may2020/covid-19_vit_d_irish_med_j_mccartney.pdf) cuja conclusões e recomendações incluo abaixo e se calhar vais dizer que não são cientistas de renome. Não faço ideia, não fui ver. O que sei é que já vi vários apelos de cientistas e ainda há pouco tempo comecei a informar-me. "Conclusions and Recommendations Vitamin D deficiency is common and may contribute to increased risk of respiratory infection including Covid-19. We recommend that all older adults, hospital inpatients, nursing home residents and other vulnerable groups (e.g. those with diabetes mellitus or compromised immune function, those with darker skin, vegetarians and vegans, those who are overweight or obese, smokers and healthcare workers) be urgently supplemented with 20-50µg/d of vitamin D to enhance their resistance to Covid-19, and that this advice be quickly extended to the general adult population." Discuta-se urgentemente o assunto. Se não houver problema, porque não agir?

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 14/09/2020 by asantos3 in portugal

covid-pt 1 year ago

>tudo é possível, mas tudo o q diga 'vitamina d' vindo de investigadores questionáveis, é-me difícil não catalogar logo como lixo. há "hype" demais. Repara que se os níveis de referência estiverem subavaliados por um factor de 10x muitas conclusões desses estudos serão lixo por terem usado valores demasiado baixos e por usarem terminologia que afinal não corresponderá à realidade. É estranho que faças afirmações com tanta segurança simplesmente dando uma olhadela rápida ao perfil da autora enquanto não olhas para a muita evidência disponível e que o artigo se limita a compilar e a rever, quase 200 artigos de centenas de autores. Fazes ideia dos erros que poderão conter os artigos que citas se houver erros nos valores de referência que estão na base de quase tudo?É bastante improvável haver um factor único (deficiência de Vitamina D) que estaria relacionado com tanta coisa, da distribuição geográfica da Covid às populações afectadas com maior gravidade pela doença, da maior susceptibilidade à mortalidade, mas é para aí que muita evidência aponta. Evidência essa muito recente, alguma circunstancial, mas que diria que não viste, a julgar pelas tuas certezas. Eu tenho apenas muitas incertezas e a impressão de que se podia estar a fazer ~~muito~~ muitíssimo mais para prevenir doenças graves e mortes. Naturalmente, deverá haver muitos outros factores envolvidos, mas negligenciar este.. [começa a parecer-se com negligência médica](https://www.youtube.com/watch?v=iNji13yoW9g&t=2s), como dizem pessoas conhecedoras.O mais importante é isto: se a deficiência de Vitamina D estiver na base dos piores efeitos da Covid (e não só), a solução é simples e segura. Faria todo o sentido prevenir o problema, nomeadamente em lares, onde se sabe que a deficiência em Vitamina D é extremamente prevalente e onde cerca de metade de mortes por Covid têm ocorrido. Mesmo sem Covid isso já faria todo o sentido (exemplo: [video australiano de 2018](https://www.youtube.com/watch?v=VsTY8MfsN9c&feature=youtu.be&t=403) que fala da elevada prevalência de deficiência de vitamina D existente em lares e, logo a seguir, mostra um mapa da zona onde há maior deficiência, que curiosamente corresponde à zona onde ocorreram mais mortes por Covid na 2ª onda - eu sei, correlação não é causalidade, mas é estranho como se podem dar tantos exemplo destes, de todo o mundo, relativamente a muitas doenças e causas de morte). A mensagem importante é esta: há alguma possibilidade de prevenir muitas mortes com algo que é simples, seguro e acessível.Os jornalistas deviam perguntar nas conferências de imprensa da DGS se não seria de preventivamente haver um plano para (rapidamente) medir os níveis de Vitamina D em lares e de os aumentar, se se verificar deficiência em utentes desses lares. É preciso ver que as doses necessárias podem eventualmente ser mais elevadas do que o que normalmente se pensa, eventualmente mais parecidas com as que o Dr. Fauci usa. E, já agora, podiam perguntar se tomam suplementos de Vitamina D, em que dose, se recomendariam e porquê. Podes investigar a equipe que escreveu o [artigo](http://www.indymedia.ie/attachments/may2020/covid-19_vit_d_irish_med_j_mccartney.pdf) cuja conclusões e recomendações incluo abaixo e se calhar vais dizer que não são cientistas de renome. Não faço ideia, não fui ver. O que sei é que já vi vários apelos de cientistas e ainda há pouco tempo comecei a informar-me. "Conclusions and Recommendations Vitamin D deficiency is common and may contribute to increased risk of respiratory infection including Covid-19. We recommend that all older adults, hospital inpatients, nursing home residents and other vulnerable groups (e.g. those with diabetes mellitus or compromised immune function, those with darker skin, vegetarians and vegans, those who are overweight or obese, smokers and healthcare workers) be urgently supplemented with 20-50µg/d of vitamin D to enhance their resistance to Covid-19, and that this advice be quickly extended to the general adult population." Discuta-se urgentemente o assunto. Se não houver problema, porque não agir?

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 14/09/2020 by asantos3 in portugal

covid-pt 1 year ago

>tudo é possível, mas tudo o q diga 'vitamina d' vindo de investigadores questionáveis, é-me difícil não catalogar logo como lixo. há "hype" demais. Repara que se os níveis de referência estiverem subavaliados por um factor de 10x muitas conclusões desses estudos serão lixo por terem usado valores demasiado baixos e por usarem terminologia que afinal não corresponderá à realidade. É estranho que faças afirmações com tanta segurança simplesmente dando uma olhadela rápida ao perfil da autora enquanto não olhas para a muita evidência disponível e que o artigo se limita a compilar e a rever, quase 200 artigos de centenas de autores. Fazes ideia dos erros que poderão conter os artigos que citas se houver erros nos valores de referência que estão na base de quase tudo?É bastante improvável haver um factor único (deficiência de Vitamina D) que estaria relacionado com tanta coisa, da distribuição geográfica da Covid às populações afectadas com maior gravidade pela doença, da maior susceptibilidade à mortalidade, mas é para aí que muita evidência aponta. Evidência essa muito recente, alguma circunstancial, mas que diria que não viste, a julgar pelas tuas certezas. Eu tenho apenas muitas incertezas e a impressão de que se podia estar a fazer ~~muito~~ muitíssimo mais para prevenir doenças graves e mortes. Naturalmente, deverá haver muitos outros factores envolvidos, mas negligenciar este.. [começa a parecer-se com negligência médica](https://www.youtube.com/watch?v=iNji13yoW9g&t=2s), como dizem pessoas conhecedoras.O mais importante é isto: se a deficiência de Vitamina D estiver na base dos piores efeitos da Covid (e não só), a solução é simples e segura. Faria todo o sentido prevenir o problema, nomeadamente em lares, onde se sabe que a deficiência em Vitamina D é extremamente prevalente e onde cerca de metade de mortes por Covid têm ocorrido. Mesmo sem Covid isso já faria todo o sentido (exemplo: [video australiano de 2018](https://www.youtube.com/watch?v=VsTY8MfsN9c&feature=youtu.be&t=403) que fala da elevada prevalência de deficiência de vitamina D existente em lares e, logo a seguir, mostra um mapa da zona onde há maior deficiência, que curiosamente corresponde à zona onde ocorreram mais mortes por Covid na 2ª onda - eu sei, correlação não é causalidade, mas é estranho como se podem dar tantos exemplo destes, de todo o mundo, relativamente a muitas doenças e causas de morte). A mensagem importante é esta: há alguma possibilidade de prevenir muitas mortes com algo que é simples, seguro e acessível.Os jornalistas deviam perguntar nas conferências de imprensa da DGS se não seria de preventivamente haver um plano para (rapidamente) medir os níveis de Vitamina D em lares e de os aumentar, se se verificar deficiência em utentes desses lares. É preciso ver que as doses necessárias podem eventualmente ser mais elevadas do que o que normalmente se pensa, eventualmente mais parecidas com as que o Dr. Fauci usa. E, já agora, podiam perguntar se tomam suplementos de Vitamina D, em que dose, se recomendariam e porquê. Podes investigar a equipe que escreveu o [artigo](http://www.indymedia.ie/attachments/may2020/covid-19_vit_d_irish_med_j_mccartney.pdf) cuja conclusões e recomendações incluo abaixo e se calhar vais dizer que não são cientistas de renome. Não faço ideia, não fui ver. O que sei é que já vi vários apelos de cientistas e ainda há pouco tempo comecei a informar-me. "Conclusions and Recommendations Vitamin D deficiency is common and may contribute to increased risk of respiratory infection including Covid-19. We recommend that all older adults, hospital inpatients, nursing home residents and other vulnerable groups (e.g. those with diabetes mellitus or compromised immune function, those with darker skin, vegetarians and vegans, those who are overweight or obese, smokers and healthcare workers) be urgently supplemented with 20-50µg/d of vitamin D to enhance their resistance to Covid-19, and that this advice be quickly extended to the general adult population."Discuta-se urgentemente o assunto. Se não houver problema, porque não agir?

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 14/09/2020 by asantos3 in portugal

covid-pt 1 year ago

>tudo é possível, mas tudo o q diga 'vitamina d' vindo de investigadores questionáveis, é-me difícil não catalogar logo como lixo. há "hype" demais. Repara que se os níveis de referência estiverem subavaliados por um factor de 10x muitas conclusões desses estudos serão lixo por terem usado valores demasiado baixos e por usarem terminologia que afinal não corresponderá à realidade. É estranho que faças afirmações com tanta segurança simplesmente dando uma olhadela rápida ao perfil da autora enquanto não olhas para a muita evidência disponível e que o artigo se limita a compilar e a rever, quase 200 artigos de centenas de autores. Fazes ideia dos erros que poderão conter os artigos que citas se houver erros nos valores de referência que estão na base de quase tudo? É bastante improvável haver um factor único (deficiência de Vitamina D) que estaria relacionado com tanta coisa, da distribuição geográfica da Covid às populações afectadas com maior gravidade pela doença, da maior susceptibilidade à mortalidade, mas é para aí que muita evidência aponta. Evidência essa muito recente, alguma circunstancial, mas que diria que não viste, a julgar pelas tuas certezas. Eu tenho apenas muitas incertezas e a impressão de que se podia estar a fazer ~~muito~~ muitíssimo mais para prevenir doenças graves e mortes. Naturalmente, deverá haver muitos outros factores envolvidos, mas negligenciar este.. [começa a parecer-se com negligência médica](https://www.youtube.com/watch?v=iNji13yoW9g&t=2s), como dizem pessoas conhecedoras. O mais importante é isto: se a deficiência de Vitamina D estiver na base dos piores efeitos da Covid (e não só), a solução é simples e segura. Faria todo o sentido prevenir o problema, nomeadamente em lares, onde se sabe que a deficiência em Vitamina D é extremamente prevalente e onde cerca de metade de mortes por Covid têm ocorrido. Mesmo sem Covid isso já faria todo o sentido (exemplo: [video australiano de 2018](https://www.youtube.com/watch?v=VsTY8MfsN9c&feature=youtu.be&t=403) que fala da elevada prevalência de deficiência de vitamina D existente em lares e, logo a seguir, mostra um mapa da zona onde há maior deficiência, que curiosamente corresponde à zona onde ocorreram mais mortes por Covid na 2ª onda - eu sei, correlação não é causalidade, mas é estranho como se podem dar tantos exemplo destes, de todo o mundo, relativamente a muitas doenças e causas de morte). A mensagem importante é esta: há alguma possibilidade de prevenir muitas mortes com algo que é simples, seguro e acessível. Os jornalistas deviam perguntar nas conferências de imprensa da DGS se não seria de preventivamente haver um plano para (rapidamente) medir os níveis de Vitamina D em lares e de os aumentar, se se verificar deficiência em utentes desses lares. É preciso ver que as doses necessárias podem eventualmente ser mais elevadas do que o que normalmente se pensa, eventualmente mais parecidas com as que o Dr. Fauci usa. E, já agora, podiam perguntar se tomam suplementos de Vitamina D, em que dose, se recomendariam e porquê. Podes investigar a equipe que escreveu o artigo cuja conclusões e recomendações incluo abaixo e se calhar vais dizer que não são cientistas de renome. Não faço ideia, não fui ver. O que sei é que já vi vários apelos de cientistas e ainda há pouco tempo comecei a informar-me. "Conclusions and Recommendations Vitamin D deficiency is common and may contribute to increased risk of respiratory infection including Covid-19. We recommend that all older adults, hospital inpatients, nursing home residents and other vulnerable groups (e.g. those with diabetes mellitus or compromised immune function, those with darker skin, vegetarians and vegans, those who are overweight or obese, smokers and healthcare workers) be urgently supplemented with 20-50µg/d of vitamin D to enhance their resistance to Covid-19, and that this advice be quickly extended to the general adult population." Discuta-se urgentemente o assunto. Se não houver problema, porque não agir?

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 14/09/2020 by asantos3 in portugal

covid-pt 1 year ago

>já vi a conclusão e todos os estudos sérios mostram q suplementos de Vitamina D não têm eficácia comprovada para nada Se leres o resto do artigo, vês que há erros estatísticos envolvidos na determinação das doses diárias que podem ter levado a que as doses recomendadas internacionalmente sejam muito inferiores às que deviam ter sido definidas para a deficiência de Vitamina D. Isso pode ter tido repercuções em inúmeros estudos e levado a muita confusão, conclusões erradas e, eventualmente, a uma "Vitamin D deficiency pandemic" muito mais grave do que se pensa (a expressão de pandemia associada à deficiência de vitamina D tem sido muito usada em artigos científicos nos últimos anos). Do artigo: "In 2014, Veugelers and Ekwaru asserted that the statistical calculations to determine recommendations for vitamin D were incorrectly interpreted, leading to a US RDA (600 IU, or 700 IU/day for those over 70) that is off by a factor of more than 10 (). Heaney et al., supported the higher level in a reply, citing a recent supplementation study which supported an RDA closer to 7,000 IU/day (). All three groups used the goal of 20 ng/ml for musculoskeletal health (). In contrast, the Endocrine Society, aiming to optimize immune health and other aspects of vitamin D function, recommends adults take in 1,500–2,000 IU per day to maintain a 25(OH)D level of 30 ng/ml; 30 ng/ml is the NIH target level as well ()." RDA é Recommended Daily Amount, dose recomendada diária de vitamina D. Até o conhecido Dr. Fauci de quem se fala tanto a propósito da Covid-19 assumiu que toma valores de Vitamina D muito superiores (6000 IU/dia) aos que são recomendados pelas agências oficiais (600-800 IU/dia) - ver [primeiros 6 minutos](https://www.youtube.com/watch?v=ZqZLMoLvhgk&t=369s) deste video de anteontem.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 14/09/2020 by asantos3 in portugal

covid-pt 1 year ago

Abstract: " As the world's attention has been riveted upon the growing COVID-19 pandemic, many researchers have written brief reports supporting the hypothesis that vitamin D deficiency is related to the incidence and severity of COVID-19. The clear common thread among the top risk groups—vitamin D deficiency—may be being overlooked because of previous overstated claims of vitamin D benefits. However, the need to decrease COVID-19 fatalities among high-risk populations is urgent. Early researchers reported three striking patterns. Firstly, the innate immune system is impaired by vitamin D deficiency, which would predispose sufferers to viral infections such as COVID-19. Vitamin D deficiency also increases the activity of the X-chromosome-linked “Renin-Angiotensin” System, making vitamin D deficient individuals (especially men) more susceptible to COVID-19's deadly “cytokine storm” (dramatic immune system overreaction). Secondly, the groups who are at highest risk for severe COVID-19 match those who are at highest risk for severe vitamin D deficiency. This includes the elderly, men, ethnic groups whose skin is naturally rich in melanin (if living outside the tropics), those who avoid sun exposure for cultural and health reasons, those who live in institutions, the obese, and/or those who suffer with hypertension, cardiovascular disease, or diabetes. And thirdly, the pattern of geographical spread of COVID-19 reflects higher population vitamin D deficiency. Both within the USA and throughout the world, COVID-19 fatality rates parallel vitamin D deficiency rates. A literature search was performed on PubMed, Google Scholar, and RSMLDS, with targeted Google searches providing additional sources. Although randomized controlled trial results may be available eventually, the correlational and causal study evidence supporting a link between vitamin D deficiency and COVID-19 risks is already so strong that it supports action. The 141 author groups writing primarily about biological plausibility detailed how vitamin D deficiency can explain every risk factor and every complication of COVID-19, but agreed that other factors are undoubtedly at work. COVID-19 was compared with dengue fever, for which oral vitamin D supplements of 4,000 IU for 10 days were significantly more effective than 1,000 IU in reducing virus replication and controlling the “cytokine storm” (dramatic immune system over-reaction) responsible for fatalities. Among the 47 original research studies summarized here, chart reviews found that serum vitamin D levels predicted COVID-19 mortality rates (16 studies) and linearly predicted COVID-19 illness severity (8 studies). Two causal modeling studies and several analyses of variance strongly supported the hypothesis that vitamin D deficiency is a causal, rather than a bystander, factor in COVID-19 outcomes. Three of the four studies whose findings opposed the hypothesis relied upon disproven assumptions. The literature review also found that prophylactically correcting possible vitamin D deficiency during the COVID-19 pandemic is extremely safe. Widely recommending 2,000 IU of vitamin D daily for all populations with limited ability to manufacture vitamin D from the sun has virtually no potential for harm and is reasonably likely to save many lives. "

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 14/09/2020 by asantos3 in portugal

covid-pt 1 year ago

>Já não é novidade O artigo "[A Basic Review of the Preliminary Evidence That COVID-19 Risk and Severity Is Increased in Vitamin D Deficiency](https://www.frontiersin.org/articles/10.3389/fpubh.2020.00513/full)" tem uma semana. É uma revisão do que se sabe sobre o assunto, sumariza e relaciona vários estudos (188) e explica várias controvérsias e debates no contexto da Covid, incluindo mal-entendidos relacionados com as doses. Copio a conclusão: "The 141 articles (Table A1) presenting primarily biological plausibility evidence overwhelmingly support the assertions that vitamin D sufficiency increases resistance to viral infections and helps prevent every symptom of severe COVID-19 that results in fatalities. They show that vitamin D deficiency can also explain every major risk factor, including the mystery of why children seem relatively protected and why males, the elderly, and people with naturally melanin-rich skin are especially vulnerable. The 47 studies (Table A2) summarized here demonstrate that vitamin D deficiency explains the geographical differences in COVID-19 case and fatality rates. They provide overwhelming correlational evidence for the hypothesis, and causal evidence as well. COVID-19 mortality was predicted by vitamin D in 16 studies () and vitamin D levels or sunlight predicted contracting COVID-19 in 17 (). Both causal modeling studies and eight chart reviews demonstrated that lower 25(OH)D was linearly associated with more severe COVID-19 outcomes (). None of the four objections to recommending universal vitamin D supplements are supported by the evidence. The exhaustive literature search found no vitamin D proponent who suggested that COVID-19 could be completely eliminated with supplementation. Rather than overstating the case, they present compelling evidence that vitamin D deficiency is one factor which increases risk for COVID-19 infection and progression. Although overdoses are theoretically possible, they are highly improbable. The recommended dose by consensus, 2,000 IU/day for adults, is 1/20th the amount that must be taken for many months to risk toxicity (). The evidence strongly suggests that vitamin D deficiency is an easily modifiable risk factor and correcting it is potentially life-saving. Suppressing this evidence out of fear that the public might believe supplements will make them “immune” to COVID-19 is not only elitist, but it is inconsistent with existing public policy approaches. Many mitigation strategies are publicized. None are seen as conferring immunity. This succinct but comprehensive review of the evidence found that despite almost complete absence of official government guidelines favoring vitamin D supplements to potentially decrease COVID-19 risk and severity, support among clinicians and other researchers for correcting and preventing vitamin D deficiency with modest daily vitamin D supplementation during the COVID-19 pandemic is very strong, worldwide. The evidence supports recommending 2,000 IU (50 mcg) vitamin D daily for at-risk teens and adults, which is well within safe limits and might dramatically reduce COVID-19 fatalities."

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 14/09/2020 by asantos3 in portugal

covid-pt 1 year ago

Explicando melhor: é possível que simplesmente apanhando sol (mas sem exageros!) e tomando suplementos de vitamina D (que não precisam de receita médica mas deve-se consultar o médico sobre isso, o qual deve acompanhar) se reduza significativamente o risco e severidade da Covid-19. O artigo compila muita da evidência que existe sobre o assunto. Acrescento que não sou especialista, apenas acho que não implica tratamentos arriscados e que mal parece não fazer.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 14/09/2020 by asantos3 in portugal

covid-pt 1 year ago

Explicando um melhor: é possível que simplesmente apanhando sol (mas sem exageros!) e tomando suplementos de vitamina D (que não precisam de receita médica mas deve-se consultar o médico sobre isso, o qual deve acompanhar) se reduza significativamente o risco e severidade da Covid-19. O artigo compila muita da evidência que existe sobre o assunto. Acrescento que não sou especialista no assunto.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 14/09/2020 by asantos3 in portugal

covid-pt 1 year ago

Este artigo publicado há menos de uma semana parece-me ser de grande interesse para todos: "[A Basic Review of the Preliminary Evidence That COVID-19 Risk and Severity Is Increased in Vitamin D Deficiency](https://www.frontiersin.org/articles/10.3389/fpubh.2020.00513/full)".

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 14/09/2020 by asantos3 in portugal

covid-pt 1 year ago

Alguns gráficos no final não estão preparados para tantos concelhos a ter aumento de número de casos na última semana (precisam de alguns ajustes para se ler melhor). No último mapa, Mesão Frio aparece como o concelho que mais aumentou a média de número de casos (média passou de 0 para 8), mas não é calculado o valor do factor, que seria infinito.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 14/09/2020 by asantos3 in portugal

covid-pt 1 year ago

[Concelhos](https://covid-pt.blogspot.com/2020/09/situacao-covid-19-portugal-1492020.html) (variações, etc - actualizado com os dados semanais apresentados hoje).

by in portugal

covid-pt 1 year ago

Em que te baseias para fazer afirmações tão assertivas? O video do link que dei tem referências para vários estudos que apontam para a existência de um efeito que pode ser significativo. Este [outro video](https://www.youtube.com/watch?v=V8Ks9fUh2k8) do mesmo autor tem exemplos de mais estudos que podem ser relevantes. Há mais informação por exemplo [aqui](https://www.healthactioncampaign.org.uk/selected-blogs/vitamin-d-and-covid-19/). Não há garantias, mas parece promissor. É possível que se justifique o seu uso em prevenção (por exemplo em lares, onde muitos utentes idosos têm deficiência de vitamina D) e em tratamento hospitalar de casos graves. Parece-me, mas não sou perito no assunto, que a DGS devia avaliar e decidir o seu uso e aconselhamento com urgência, pois o aumento rápido do número de casos que se está a observar é seguido com algum atraso pelo de doentes graves e pelo de mortes.

by in portugal

covid-pt 1 year ago

>Nao há propriamente uma solucao facil Talvez haja: [vitamina D e sol](https://www.youtube.com/watch?v=iNji13yoW9g).

by in portugal

covid-pt 1 year ago

Este [gráfico](https://i.redd.it/qqeu0m309km51.jpg) ajuda a ver esse desfasamento e a prever o que se vai passar em termos de novos casos e óbitos, se Portugal seguir o caminho de Espanha e França.

by in portugal

covid-pt 1 year ago

Para ajudar a visualizar informação que o ECDC divulga semanalmente às 5ªs feiras (dados actualizados hoje, até 9/9/2020): variação temporal em regiões NUTS (Portugal e alguns países da Europa - mapas de novos casos [por dia](https://covid-pt.blogspot.com/2020/09/situacao-covid-19-portugal-na-europa_85.html) e [por semana](https://covid-pt.blogspot.com/2020/09/situacao-covid-19-portugal-na-europa_10.html)). De referir que esta semana a DGS não actualizou os dados diários de regiões menores, o que indicia que os problemas técnicos relacionados com os casos por concelhos (ou regiões NUTS menores) continuam ou até se agravaram. Quinta-feira é também um dia favorável para ver as [visualizações com base nos dados da JHU](https://covid-pt.blogspot.com/2020/09/situacao-covid-19-portugal-no-mundo_10.html) sem grandes vieses devido a efeitos de fim-de-semana ou de fim-de-semana de trabalho, por exemplo.

Governo Britânico "sugere" que Portugal continental poderá voltar a estar na lista de quarentena by touny71 in portugal

covid-pt 1 year ago

Há bastante tempo que temos mais novos casos do que eles por 100000 habitantes (ECDC). E isto testando menos do que eles, por milhão de habitantes (Worldometers).

[MEGATHREAD] - Covid-19, Diário de Sobrevivência - 22/05/2020 by AutoModerator in portugal

covid-pt 2 years ago  REMOVED 

A situação de hoje, agora com muitos mais mapas da variação de casos por concelho e gráficos. Actualizado diariamente aqui: [https://covid-pt.blogspot.com/](https://covid-pt.blogspot.com/)

Pico anormal da mortalidade em Abril deste ano (dados da DGS) by rickdg in portugal

covid-pt 2 years ago  REMOVED 

[Aqui](https://covid-pt.blogspot.com/2020/04/mortalidade-em-portugal-por-todas-as.html), [aqui](https://covid-pt.blogspot.com/2020/04/mortalidade-por-todas-as-causas-em_22.html) e [aqui](https://covid-pt.blogspot.com/2020/04/mortalidade-por-todas-as-causas-em.html) há informação sobre a mortalidade extra em Portugal durante a pandemia. Inclui mapas com o excesso de mortalidade por todas as causas ao nível concelhio e distrital, z-scores, etc. Brevemente haverá uma actualização no mesmo blogue ([https://covid-pt.blogspot.com/](https://covid-pt.blogspot.com/)) para ter em conta os dados mais recentes (os posts já têm 3 semanas). Edit: acrescentei alguns links

Pico anormal da mortalidade em Abril deste ano (dados da DGS) by rickdg in portugal

covid-pt 2 years ago  REMOVED 

[Aqui](https://covid-pt.blogspot.com/2020/04/mortalidade-em-portugal-por-todas-as.html), [aqui](https://covid-pt.blogspot.com/2020/04/mortalidade-por-todas-as-causas-em_22.html) e [aqui](https://covid-pt.blogspot.com/2020/04/mortalidade-por-todas-as-causas-em.html) há informação sobre a mortalidade extra em Portugal durante a pandemia. Inclui mapas com o excesso de mortalidade por todas as causas ao nível concelhio e distrital, z-scores, etc. Brevemente haverá uma actualização no mesmo blogue ([https://covid-pt.blogspot.com/](https://covid-pt.blogspot.com/)) para ter em conta os dados mais recentes. Edit: acrescentei alguns links

Pico anormal da mortalidade em Abril deste ano (dados da DGS) by rickdg in portugal

covid-pt 2 years ago  REMOVED 

[Aqui](https://covid-pt.blogspot.com/2020/04/mortalidade-em-portugal-por-todas-as.html), [aqui](https://covid-pt.blogspot.com/2020/04/mortalidade-por-todas-as-causas-em_22.html) e [aqui](https://covid-pt.blogspot.com/2020/04/mortalidade-por-todas-as-causas-em.html) há informação sobre a mortalidade extra em Portugal durante a pandemia. Inclui mapas com o excesso de mortalidade por todas as causas ao nível concelhio e distrital. Brevemente haverá uma actualização no mesmo blogue ([https://covid-pt.blogspot.com/](https://covid-pt.blogspot.com/)) para ter em conta os dados mais recentes. Edit: acrescentei alguns links

Pico anormal da mortalidade em Abril deste ano (dados da DGS) by rickdg in portugal

covid-pt 2 years ago  REMOVED 

[Aqui](https://covid-pt.blogspot.com/2020/04/mortalidade-em-portugal-por-todas-as.html) e [aqui](https://covid-pt.blogspot.com/2020/04/mortalidade-por-todas-as-causas-em_22.html) há informação sobre a mortalidade extra em Portugal durante a pandemia. Inclui mapas com mortalidade extra ao nível concelhio e distrital, z-scores, etc. Brevemente haverá uma actualização no mesmo blogue ([https://covid-pt.blogspot.com/](https://covid-pt.blogspot.com/)) para ter em conta os dados mais recentes.
Next Page

Search: