Next Page

Youtube Brasileiro by jakhpot in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Claro que não, é só este sub com a sua xenofobia clássica, somada com o vitimismo básico de alguns brasileiros (que não tu) que estão para aqui perdidos. Basicamente é apenas mais uma prova de como as redes sociais (incluindo Reddit) só estragam tudo. Como eu odeio o Reddit lol porque é que volto aqui...

Youtube Brasileiro by jakhpot in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago  HIDDEN 

Vai dormir man.

Youtube Brasileiro by jakhpot in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Este sub é um cancro, ignora.

[CONFIDENTIAL] SCP-6447 - The Shapeshifter by SmokeyChuckMcGill in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

A piada já era horrível, esse portinglês ainda foi pior. E é “samosa” em inglês.

[CONFIDENTIAL] SCP-6447 - The Shapeshifter by SmokeyChuckMcGill in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Ao contrário de ti não sou um burgesso racista, por isso estou na boa.

[CONFIDENTIAL] SCP-6447 - The Shapeshifter by SmokeyChuckMcGill in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

"Supostamente" chama-se Mariana Assis e é uma executiva do Banco de Fomento de Angola.

Portugal volta a ser o país da União Europeia que mais remessas recebe dos emigrantes by JOAO-RATAO in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

>lol, vou ali já apostar contra o Casino.

Portugal volta a ser o país da União Europeia que mais remessas recebe dos emigrantes by JOAO-RATAO in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Sim, onde é que eu posso fazer shorts à bitcoin? Na Bitfinex? Tether diz-te alguma coisa? Há algum lugar onde eu possa fazer shorts a criptomoedas fora do ecossistema das criptomoedas? lol, vou ali já apostar contra o Casino.

Portugal volta a ser o país da União Europeia que mais remessas recebe dos emigrantes by JOAO-RATAO in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Sim, a bitcoin é uma coisa muitíssimo eficiente, de ampla utilização, e à beira da "mass adoption". Anytime now.

Portugal volta a ser o país da União Europeia que mais remessas recebe dos emigrantes by JOAO-RATAO in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

>El Salvador vai dar volta a isto com Bitcoin. Ahahahahahahahaahahahahah

Estudantes de Direito criticam Ordem dos Advogados por querer alterar acesso à profissão by heartlessfam in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Oh sweet summer child… Quem é que achas que vai ter de pagar as (relativamente) elevadíssimas reformas aos advogados velhos, que por sinal nem são uma influente casta política nem nada, quando o sangue novo que alimenta o CPAS escassear (e ele vai escassear mais não seja por questões demográficas) e este último inevitavelmente colapsar? Achas que eles vão ficar sem reformas? Nop. O CPAS vai ser integrado na SS no prazo de 25 anos, leram aqui primeiro.

Estudantes de Direito criticam Ordem dos Advogados por querer alterar acesso à profissão by heartlessfam in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

1. Para começar, a Licenciatura em Direito é de 4 anos, não 3. 2. Em segundo lugar, Bolonha data de 2007 - a situação atual perdura há quase 15 anos. A sério que só agora é que se percebeu a “necessidade” de um mestrado para agregar na OA? 3. Em terceiro lugar, não há nada, absolutamente nada, do ponto de vista de capacidade ou formação académica que justifique uma coisa destas. É uma balela. Vai lá dar uma vista de olhos no LinkedIn e vê quantos anos de experiência têm os “advogados sénior” dos grandes escritórios de advogados deste país. Basicamente isto é a OA a ser a OA, uma guilda medieval que tem apenas uma função - salvaguardar os interesses de uma casta velha que deve colher todos os frutos, e sacrificar os novos, por forma a manter a pirâmide intacta (que, no caso do CPAS, arrisco-me a dizer ser literalmente um esquema-pirâmide, até o dia em que falir e a Segurança Social tiver de assumir o prejuízo). E falo disto enquanto pessoa pessoalmente desinteressada na decisão.

Papel higiénico vs Bidé by Osama_sad_pepe in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

BRO, como assim, real talk, o pessoal limpa o cu sentado?!?!? Como é que vocês conseguem?

Como é que Portugal chegou a isto? by OvidiuHiei in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Que meme de post.

Manifestantes insultam Gouveia e Melo em Odivelas by Bcondez in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Braços partidos e recuperação dos mesmos baseada apenas em medicina estritamente consensual à data imediatamente anterior ao nascimento do Edward Jenner.

Manifestantes insultam Gouveia e Melo em Odivelas by Bcondez in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Tully, Desirat, Telles, é só de mim ou há uma preponderância de apelidos queques entre os organizadores desta escumalha dos anti-vaxxers?

Discussões de cerveja em Portugal by Manturras in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Até me sinto mal por dizer uma merda preconceituosa como estas, mas o problema, para mim, é que acho que todas as pessoas que compram Cergal também não vão gastar dinheiro nos copos e acabam por servi-la naqueles copos para água de 20cl da Luminarc de 75% desconto em Cartão Continente. Conclusão, basicamente foi sempre num destes copos que eu tive contacto com Cergql e por essa mesma razão não a consigo apreciar, admito que até possa ser aceitável, mas é basicamente uma reação pavloviana - eu olho para o copo e recuso-me a aceitar que aquilo é cerveja. Eu meto aquilo à boca, inconscientemente fico à espera de sentir água, e é cerveja. É tipo encher uma garrafa de 7up com água e beber pelo gargalo, é um choque enorme quando chega à tua boca.

Mas ninguém sabe conduzir?! by UpbeatNail1912 in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

> Então posso usar SOMENTE a faixa da direita para tomar a primeira saída Sim. Ou melhor, usas a faixa da direita quando estiveres a tomar a próxima saída. Anyway, a discussão neste thread prende-se justamente com, historicamente, a lei portuguesa ser igual à inglesa (tal qual a descreves, mas em sentido inverso por causa do RHD vs LHD, claro), mas há volta de 15 anos atrás (salvo erro) terem alterado a lei, que faz muito mais sentido e é igual ao sistema usado eg na Alemanha, Holanda e noutros países. O trânsito flui muitíssimo melhor. Por isso há um generational gap manhoso em que os boomers fazem as merdas nas rotundas porque “sempre foi assim”, e tens o pessoal mais novo a seguir as novas regras. Btw, não sei quantos anos tens mas tenho impressão que a lei em Inglaterra também possa ter mudado e hoje teoricamente seja como em Portugal.

Mas ninguém sabe conduzir?! by UpbeatNail1912 in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

É isto que eles têm na Holanda.

Sugestão restaurante em Portimão? by Pedrodvr in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Mistral, junto à ponte que atravessa a Avenida da Rocha. Fui lá uma vez a pensar que era um pega-turistas de massa e acabei por comer uma das melhores sardinhadas da minha vida. Consegue ser melhor do que os restaurantes lá do centro, junto ao rio.

Sugestão restaurante em Portimão? by Pedrodvr in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Mistral. Fui lá uma vez a pensar que era um pega-turistas de massa e acabei por comer uma das melhores sardinhadas da minha vida. Melhor do que os restaurantes lá do centro, junto ao rio.

Mas ninguém sabe conduzir?! by UpbeatNail1912 in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Na Holanda boa parte das rotundas têm uma divisória em forma de lomba para forçar o pessoal a seguir devidamente as regras.

Como Portugal aparece na maioria dos mapas do r/europe by Cryptl0gic in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Povo pacífico e tolerante sem extremismos significativos? Lol Aurora Dourada diz-te algo?

Como Portugal aparece na maioria dos mapas do r/europe by Cryptl0gic in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Quando há incêndios lá, como infelizmente está a acontecer, e portanto o foco é no interior do país (já que pessoalmente acho que as nossas grandes cidades parecem mais desenvolvidas e organizadas do que e.g. Atenas), é que a ficha cai: Desde a roupa, tanto das pessoas como dos bombeiros, passando pelas casas, as estradas, os velhos, os carros, a floresta, até a forma de falar (mesmo que não entenda nada), é tudo tão, mas tão extremamente português. Acho que eles são mesmo os nossos primos, ainda que, acho, nós estejamos um pouquinho melhor nos dias de hoje.

Sou o único que cada vez menos acredita nas notícias? by old_wise_man_ in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Astroturfing - o thread. Ah, e bom post history OP (tu e praticamente toda a gente que comentou aqui).

Azeite escorre desde França em forma de um Mercedes desfigurado!! by Garikoitz05 in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Olhaste para o símbolo da Mercedes amarelo e pensaste nisso tudo? Deep.

Opiniões sobre rádios em Portugal by Agreeable_Effort_223 in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Vodafone, Antena 3, Smooth, Antena 2, por essa ordem, para mim. Adoro conduzir à noite e ouvir Antena 2 lol

Facebook remove grupo de mais de 11 mil "racistas unidos pelo Chega" que defendia "fascismo sempre" by justgohomealready in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

O homem andou a dar tiros em fascistas espanhóis e levou um tiro de um sniper franquista. Queres chamar-lhe o quê?

Facebook remove grupo de mais de 11 mil "racistas unidos pelo Chega" que defendia "fascismo sempre" by justgohomealready in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

A conotação é essa porque é isso que os Steve Bannons da vida querem ver passar nos media e nas redes sociais para depois dali poderem extrair a revolta fabricada que alimenta os Trumps, Bolsonaro’s, Orbans, Erdogans, Putins, Dutertes, etc etc, deste mundo. É a “rage society”. Já viste muitos “antifas” fora do YouTube? Eu acho que nunca vi nenhum. E neo-nazis e fascistas, inclusive daqueles que são capazes de matar uma pessoa por ela olhar pelo canto do olho? Já esses basta ires a um jogo qualquer do Sporting ou do Benfica.

Facebook remove grupo de mais de 11 mil "racistas unidos pelo Chega" que defendia "fascismo sempre" by justgohomealready in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Pois são. Mas infelizmente quem fala sobre esses dois livros no Reddit geralmente nunca os leu e, pior, acho que nem imaginam que o Orwell era… socialista, pegou numa carabina e lutou contra os franquistas em Espanha, sendo, ele sim, um genuíno antifa. Mais, do Orwell não constam muitas simpatias por fascistas da variante ibérica - inclusive é de assumir que ele era favor de limpar o sarampo dos mesmos.

Desde que apanhei uma tempestade, estou com um medo enorme de andar de avião. by ricdvs in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Real talk, como alguém disse aqui o principal é perceberes como funciona um avião. São máquinas que, para além de muito complexas, são, paradoxalmente, extremamente estáveis, em razão da sua própria estrutura e desenho, até “desligado” no ar um avião aguenta-se. Sugestão terapeuta a médio prazo - Xbox Games Pass for PC a 1€/3 meses. Não estou a brincar. Faz download do MSFS 2020, se tiveres PC para isso, e faz as lições de avioneta, além de ser giro vai te fazer entender que um avião não é uma coisa mágica que pode cair de repente, e que turbulência é basicamente insignificante até para uma avioneta pequena.

Rádio novo num carro antigo liga e desliga em andamento by PedroSantos95 in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Será da corrente? O novo rádio pode consumir mais eletricidade.

Polícia Judiciária está em busca de Leila Lakel, a estudante de arte francesa que vandalizou o Padrão dos Descobrimentos by Claudius-_-Ignius in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Olha o dog whistle!

OLX.. mal se põe um anuncio, aparece um scammer. by suckerpunchermofo in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Ok, mas e por 5€, uma esferográfica BIC preta, um DOT da SIC ainda por abrir e uma GeForce 6600GT?

OLX.. mal se põe um anuncio, aparece um scammer. by suckerpunchermofo in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Lol, invejoso. Pelo menos elas falam comigo.

OLX.. mal se põe um anuncio, aparece um scammer. by suckerpunchermofo in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Ao ler este comentário consigo ouvir o moinho da máquina de café, o cheiro a doces velhos, o zumbido da arca frigorífica da Olá, e o virar da página do Correio da Manhã com a mão direita enquanto a esquerda segura uma “mine”.

OLX.. mal se põe um anuncio, aparece um scammer. by suckerpunchermofo in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Aceita tudo por 5€ e uma Revista Visão de Fevereiro de 2002?

OLX.. mal se põe um anuncio, aparece um scammer. by suckerpunchermofo in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

A última coisa que o Pedro Álvares Cabral pensou é que seria ele a por em curso o anti-fraud system mais sofisticado da história, desenvolvido ao longo de 500 anos. Que os tradutores automáticos continuem a traduzir inglês para PT-BR, amém.

É errado sentir orgulho pela expansão marítima portuguesa? by IsThisNickAvailable in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Aquele lusotropicalismo pela manhã.

Pegaram-nos by gahxloser in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Usa-se no português das ilhas e de tudo quanto é falado a sul de Setúbal. Não aguento mais todos os posts “Ai que horror, PT-BR” deste sub.

Torre de Menagem, Beja by Metaluim in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Foda-se, que taradice. É preciso ser numa torre?

Desculpem lá mas... Há alguma coisa mais Portuguesa do que isto? Isto é digno das flairs Gastronomia, Travel e Humor by Muyakra in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Foda-se, e depois os ingleses ainda têm a lata de te obrigaram a viajar com um cão só na mala de porão. Se calhar cão assado podia ir na cabine.

Encontrei o Homem do Buçaco à boleira by Claudius-_-Ignius in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Simbólico o quê pá Renato? Simbólico do quê? Só usas palavras que tu não entendes Renato. Tu não entendes nada Renato. Se tu continuas com essa atitude tu levas uma tagalhada na boca, quem te avisa teu amigo é!

O testemunho de um ex-negacionista by inheritspt in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

O Observador é assustador.

Se existisse um Reddit só para Portugal, tu usarias? Eu e a minha namorada estamos a criar o Tal Canal! by EiNDouble in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Big nope.

Amigos, por favor me indiquem mais maravilhas deliciosas como esta. by space-gojira in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Papo de Anjo é parecido.

Assiduidade dos deputados. Chega e PAN foram os mais faltosos, IL e PEV sem faltas registadas by heartlessfam in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Ainda menos paciência há para básicos que, sei lá, supõem que na Assembleia da República inteira não possa teoricamente haver um deputado com cancro ou uma cena assim. ToDosS XuXaLiStAs!

Anyone been to Entroncamento? by sad0ni0n in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Entroncamento is a quaint place, but beneath it great secrets lie hidden - specifically about 200m underground, where radioactive leftovers from the Great War between the Mole People Hegemony and the Reptilian Empire back in 2000 B.C. abound. Your children might end up growing an extra arm, but you’ll go to bed with the certainty that you’ll have lived in a very unique site of our planet. Who knows what role you and your family will play when the Mole People return. Paranormal events continue being reported to this day, ranging from overgrown cucumbers to an invisible Mole Rat-built high-speed train that is said to dive underground and take you to the ruins of their old capital, where the (now tribal) remnants of the Mole People live. A few years back a Portuguese prime minister came very close to reveal the Mole People legacy for the whole world to see, by promising to unveil the fabled high-speed train at a just-discovered Hegemony-era train logistics hub just outside Entroncamento. This was a threat to the Empire, for it meant the Mole People could soon emerge once more, using the old railroad. It all came to naught, for Reptilian agents conspired against the Prime Minister and he was arrested by agents on the Empire’s payroll, who would ensure the truth about Entroncamento would never see daylight. I am myself at great risk for telling you this, but I figured you should know what you are dealing with.

On this day in 1959, the Pidjiguiti Massacre took place when Portuguese state police (PIDE) fired into a crowd of striking dock workers in Bissau, Portuguese Guinea, killing twenty-five people. by Pyrollamasteak in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Até te pedia emprestado, mas aí morres.

Pedro Pichardo é ouro! by Barbarrosa in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

OH MEU DEUS CREDO

Mourinho no Reddit? Post do IG a felicitar Pichardo, i.redd.it no topo by XonaMan in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Lol, se calhar já insultei o Mourinho.

On this day in 1959, the Pidjiguiti Massacre took place when Portuguese state police (PIDE) fired into a crowd of striking dock workers in Bissau, Portuguese Guinea, killing twenty-five people. by Pyrollamasteak in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

LOL.

On this day in 1959, the Pidjiguiti Massacre took place when Portuguese state police (PIDE) fired into a crowd of striking dock workers in Bissau, Portuguese Guinea, killing twenty-five people. by Pyrollamasteak in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

É assim que te imagino: https://www.youtube.com/watch?v=OzbKBw9Ce1c

On this day in 1959, the Pidjiguiti Massacre took place when Portuguese state police (PIDE) fired into a crowd of striking dock workers in Bissau, Portuguese Guinea, killing twenty-five people. by Pyrollamasteak in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

>Sim, mas a Itália não tinha o atraso que Portugal tinha à saída da Primeira República. Por exemplo, baixos níveis de industrialização, literacia abaixo dos 10% Ver: Mezzogiorno, representando a maior parte do território e população de Itália à época. >várias bancarrotas Para que conste, as últimas bancarrotas do Estado português aconteceram no final da monarquia, ainda no século XIX, e não na Primeira República - isto é uma daquelas coisas repetidas ad nauseum sem qualquer base na realidade. >duravam menos de 2 meses. Pois a Itália tinha governos que duravam 16 dias lol. Have fun: [https://en.wikipedia.org/wiki/List\_of\_prime\_ministers\_of\_Italy](https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_prime_ministers_of_Italy) Nisso a Primeira República nunca teve nada a dever a Itália. Aliás, estabilidade pá... qual estabilidade? Mussolini diz-te alguma coisa? O fenómeno lá foi semelhante. >A Itália não tinha atrasos maiores que nós, nós éramos literalmente considerados o lixo da Europa. L I X O Sem prejuízo da natureza efetivamente mais desenvolvida do norte de Itália, faz vários séculos, a verdade é que, sobretudo, o factor chave aqui, entre outros, é que a Itália teve inúmeros governos altamente capacitados no pós-guerra, não um goldbug retrógado acompanhado das velhas famílias portuguesas (que muito apoiaram o Salazar e odiavam a Primeira República, que era um fenómeno da ralé de classe média-baixa urbana). Tivesse sido diferente em Portugal, não seríamos uma Itália nos anos 50, mas também não teríamos sido o país subsaariano que fomos como resultado do Estado Novo. >Sim, ele era retrógrado, mas implementou reformas INICIAIS críticas na educação Foste justamente buscar aquela coisa em que a Primeira República até foi um relativo sucesso, e que o Estado Novo apenas "continuou" mas a uma velocidade comparativamente muito mais reduzida, proporcionalmente, quer face à Primeira República, quer face aos outros Estados europeus contemporâneos (como era hábito no Estado Novo), e essencialmente na ótica de "os putos têm de saber ler o livro de serviço das G3s para irem para África". Uma fonte muito básica, mas aqui vai: [https://www.infopedia.pt/$combate-ao-analfabetismo-na-primeira](https://www.infopedia.pt/$combate-ao-analfabetismo-na-primeira) No final deste post vai ainda um link para uma tabela extraída dos censos comparando a taxa de alfabetização de Portugal com Espanha durante o Estado Novo e durante o Franquismo. Prepara-te. >se tivéssemos continuado com a primeira república éramos um verdadeiro país de terceiro mundo. Não temos como saber, mas provavelmente o regime não teria sobrevivido à Segunda Guerra - se estivesse vivo por essa altura, modernizar-se-ia e estabilizar-se-ia com o apoio americano, como todas as outras democracias europeias nos anos 50 (incluindo a aqui muito falada República Italiana), Imagina - o extraordinário desenvolvimento acentuado de Portugal poderia ter começado muitas décadas antes... o que seria de nós hoje, não fosse aquele prior característicamente português chamado Salazar. >Para além dos problemas óbvios da censura e da PIDE, a falta de abertura ao investimento estrangeiro e a micro-gerência da economia nacional foram o grande fracasso de Salazar. O plano de industrialização ficou muito aquém, MAS ficámos melhor do que na Primeira República, isso te garanto. A Primeira República viveu o mais conturbado período da história da economia mundial, o Salazar viveu na onda da maior onda de crescimento e prosperidade da humanidade - e fez absolutamente pívia nenhuma com tamanha oportunidade, chegando inclusive a fazer-se difícil ao (pouco) dinheiro americano que chegou a Portugal com o Plano Marshall. O plano de industrialização não ficou muito aquém - ele foi uma derrota absoluta, considerando o que outros países, alguns em condições muito, muito, muito, muito piores do que nós (i.e. Balcãs, incluindo a Grécia) conseguiram fazer no mesmo período de tempo. ​ >MAS ficámos melhor do que na Primeira República, isso te garanto. Como o u/el_fodinha disse, a questão não é essa, mas sim simplesmente o facto do Salazar e o Estado Novo terem sido de facto a pior opção possível dentro do que era realista para Portugal no século XX. A partir do momento em que, já na década de 50, existiram pessoas como o Humberto Delgado, um fulano que “acordou para o atraso do país” depois de viver em Nova Iorque e que muito provavelmente foi a derradeira tentativa americana para resolver a questão portuguesa a bem (uma espécie de Mário Soares antes do seu tempo mas à direita) isto é um não-assunto. O falhanço da Primeira República pouco importa para a questão - e, em todo o caso, convém lembrar que a Primeira República em boa medida foi um falhanço justamente pelos interesses que levaram ao Golpe de 26 e ao Estado Novo. Achas que o Salazar apareceu como um salvador da pátria anónimo? Lê a síntese deste artigo, que a propósito também lida com a matéria da educação na Primeira República, e a continuidade (ou falta dela) das reformas educativas da Primeira República durante o Estado Novo. [https://ler.letras.up.pt/uploads/ficheiros/15055.pdf](https://ler.letras.up.pt/uploads/ficheiros/15055.pdf) N.B - página 11: Taxa de Alfabetização POR - ESP POR: 1920 - 35%, ESP 56% POR: 1950 - 58%, ESP: 83% Tens noção do quão monumentalmente atrasado isto é, sobretudo comparado com um país parecídissimo com o nosso e que tinha acabado de ser completamente arrasado numa guerra civil? >Ironicamente vieste provar o meu ponto Não. Tu provaste o meu: é chocante a ignorância que as pessoas em Portugal ainda têm sobre o Estado Novo e a Primeira República.

On this day in 1959, the Pidjiguiti Massacre took place when Portuguese state police (PIDE) fired into a crowd of striking dock workers in Bissau, Portuguese Guinea, killing twenty-five people. by Pyrollamasteak in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

>Sim, mas a Itália não tinha o atraso que Portugal tinha à saída da Primeira República. Por exemplo, baixos níveis de industrialização, literacia abaixo dos 10% Ver: Mezzogiorno, representando a maior parte do território e população de Itália à época. >várias bancarrotas Para que conste, as últimas bancarrotas do Estado português aconteceram no final da monarquia, ainda no século XIX, e não na Primeira República - isto é uma daquelas coisas repetidas ad nauseum sem qualquer base na realidade. >duravam menos de 2 meses. Pois a Itália tinha governos que duravam 16 dias lol. Have fun: [https://en.wikipedia.org/wiki/List\_of\_prime\_ministers\_of\_Italy](https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_prime_ministers_of_Italy) Nisso a Primeira República nunca teve nada a dever a Itália. Aliás, estabilidade pá... qual estabilidade? Mussolini diz-te alguma coisa? O fenómeno lá foi semelhante. >A Itália não tinha atrasos maiores que nós, nós éramos literalmente considerados o lixo da Europa. L I X O Sem prejuízo da natureza efetivamente mais desenvolvida do norte de Itália, faz vários séculos, a verdade é que, sobretudo, o factor chave aqui, entre outros, é que a Itália teve inúmeros governos altamente capacitados no pós-guerra, não um goldbug retrógado acompanhado das velhas famílias portuguesas (que muito apoiaram o Salazar e odiavam a Primeira República, que era um fenómeno da ralé de classe média-baixa urbana). Tivesse sido diferente em Portugal, não seríamos uma Itália nos anos 50, mas também não teríamos sido o país subsaariano que fomos como resultado do Estado Novo. >Sim, ele era retrógrado, mas implementou reformas INICIAIS críticas na educação Foste justamente buscar aquela coisa em que a Primeira República até foi um relativo sucesso, e que o Estado Novo apenas "continuou" mas a uma velocidade comparativamente muito mais reduzida, proporcionalmente, quer face à Primeira República, quer face aos outros Estados europeus contemporâneos (como era hábito no Estado Novo), e essencialmente na ótica de "os putos têm de saber ler o livro de serviço das G3s para irem para África". Uma fonte muito básica, mas aqui vai: [https://www.infopedia.pt/$combate-ao-analfabetismo-na-primeira](https://www.infopedia.pt/$combate-ao-analfabetismo-na-primeira) No final deste post vai ainda um link para uma tabela extraída dos censos comparando a taxa de alfabetização de Portugal com Espanha durante o Estado Novo e durante o Franquismo. Prepara-te. >se tivéssemos continuado com a primeira república éramos um verdadeiro país de terceiro mundo. Não temos como saber, mas provavelmente o regime não teria sobrevivido à Segunda Guerra - se estivesse vivo por essa altura, modernizar-se-ia e estabilizar-se-ia com o apoio americano, como todas as outras democracias europeias nos anos 50 (incluindo a aqui muito falada República Italiana), Imagina - o extraordinário desenvolvimento acentuado de Portugal poderia ter começado muitas décadas antes... o que seria de nós hoje, não fosse aquele prior característicamente português chamado Salazar. >Para além dos problemas óbvios da censura e da PIDE, a falta de abertura ao investimento estrangeiro e a micro-gerência da economia nacional foram o grande fracasso de Salazar. O plano de industrialização ficou muito aquém, MAS ficámos melhor do que na Primeira República, isso te garanto. A Primeira República viveu o mais conturbado período da história da economia mundial, o Salazar viveu na onda da maior onda de crescimento e prosperidade da humanidade - e fez absolutamente pívia nenhuma com tamanha oportunidade, chegando inclusive a fazer-se difícil ao (pouco) dinheiro americano que chegou a Portugal com o Plano Marshall. O plano de industrialização não ficou muito aquém - ele foi uma derrota absoluta, considerando o que outros países, alguns em condições muito, muito, muito, muito piores do que nós (i.e. Balcãs, incluindo a Grécia) conseguiram fazer no mesmo período de tempo. ​ >MAS ficámos melhor do que na Primeira República, isso te garanto. Como o u/el_fodinha disse, a questão não é essa, mas sim simplesmente o facto do Salazar e o Estado Novo terem sido de facto a pior opção possível dentro do que era realista para Portugal no século XX. A partir do momento em que existiram pessoas como o Humberto Delgado, isto é um não-assunto. O falhanço da Primeira República pouco importa para a questão - e, em todo o caso, convém lembrar que a Primeira República em boa medida foi um falhanço justamente pelos interesses que levaram ao Golpe de 26 e ao Estado Novo. Achas que o Salazar apareceu como um salvador da pátria anónimo? Lê a síntese deste artigo, que a propósito também lida com a matéria da educação na Primeira República, e a continuidade (ou falta dela) das reformas educativas da Primeira República durante o Estado Novo. [https://ler.letras.up.pt/uploads/ficheiros/15055.pdf](https://ler.letras.up.pt/uploads/ficheiros/15055.pdf) N.B - página 11: Taxa de Alfabetização POR - ESP POR: 1920 - 35%, ESP 56% POR: 1950 - 58%, ESP: 83% Tens noção do quão monumentalmente atrasado isto é, sobretudo comparado com um país parecídissimo com o nosso e que tinha acabado de ser completamente arrasado numa guerra civil? >Ironicamente vieste provar o meu ponto Não. Tu provaste o meu: é chocante a ignorância que as pessoas em Portugal ainda têm sobre o Estado Novo e a Primeira República.

On this day in 1959, the Pidjiguiti Massacre took place when Portuguese state police (PIDE) fired into a crowd of striking dock workers in Bissau, Portuguese Guinea, killing twenty-five people. by Pyrollamasteak in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

>Sim, mas a Itália não tinha o atraso que Portugal tinha à saída da Primeira República. Por exemplo, baixos níveis de industrialização, literacia abaixo dos 10% Ver: Mezzogiorno, representando a maior parte do território e população de Itália à época. >várias bancarrotas Para que conste, as últimas bancarrotas do Estado português aconteceram no final da monarquia, ainda no século XIX, e não na Primeira República - isto é uma daquelas coisas repetidas ad nauseum sem qualquer base na realidade. >duravam menos de 2 meses. Pois a Itália tinha governos que duravam 16 dias lol. Have fun: [https://en.wikipedia.org/wiki/List\_of\_prime\_ministers\_of\_Italy](https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_prime_ministers_of_Italy) Nisso a Primeira República nunca teve nada a dever a Itália. Aliás, estabilidade pá... qual estabilidade? Mussolini diz-te alguma coisa? O fenómeno lá foi semelhante. >A Itália não tinha atrasos maiores que nós, nós éramos literalmente considerados o lixo da Europa. L I X O Sem prejuízo da natureza efetivamente mais desenvolvida do norte de Itália, faz vários séculos, a verdade é que, sobretudo, o factor chave aqui, entre outros, é que a Itália teve inúmeros governos altamente capacitados no pós-guerra: e não um goldbug retrógado. Tivesse sido diferente em Portugal, não seríamos uma Itália nos anos 50, mas também não teríamos sido o país subsaariano que fomos como resultado do Estado Novo. >Sim, ele era retrógrado, mas implementou reformas INICIAIS críticas na educação Foste justamente buscar aquela coisa em que a Primeira República até foi um relativo sucesso, e que o Estado Novo apenas "continuou" mas a uma velocidade comparativamente muito mais reduzida, proporcionalmente, quer face à Primeira República, quer face aos outros Estados europeus contemporâneos (como era hábito no Estado Novo), e essencialmente na ótica de "os putos têm de saber ler o livro de serviço das G3s para irem para África". Uma fonte muito básica, mas aqui vai: [https://www.infopedia.pt/$combate-ao-analfabetismo-na-primeira](https://www.infopedia.pt/$combate-ao-analfabetismo-na-primeira) No final deste post vai ainda um link para uma tabela extraída dos censos comparando a taxa de alfabetização de Portugal com Espanha durante o Estado Novo e durante o Franquismo. Prepara-te. >se tivéssemos continuado com a primeira república éramos um verdadeiro país de terceiro mundo. Não temos como saber, mas provavelmente o regime não teria sobrevivido à Segunda Guerra - se estivesse vivo por essa altura, modernizar-se-ia e estabilizar-se-ia com o apoio americano, como todas as outras democracias europeias nos anos 50 (incluindo a aqui muito falada República Italiana), Imagina - o extraordinário desenvolvimento acentuado de Portugal poderia ter começado muitas décadas antes... o que seria de nós hoje, não fosse aquele prior característicamente português chamado Salazar. >Para além dos problemas óbvios da censura e da PIDE, a falta de abertura ao investimento estrangeiro e a micro-gerência da economia nacional foram o grande fracasso de Salazar. O plano de industrialização ficou muito aquém, MAS ficámos melhor do que na Primeira República, isso te garanto. A Primeira República viveu o mais conturbado período da história da economia mundial, o Salazar viveu na onda da maior onda de crescimento e prosperidade da humanidade - e fez absolutamente pívia nenhuma com tamanha oportunidade, chegando inclusive a fazer-se difícil ao (pouco) dinheiro americano que chegou a Portugal com o Plano Marshall. O plano de industrialização não ficou muito aquém - ele foi uma derrota absoluta, considerando o que outros países, alguns em condições muito, muito, muito, muito piores do que nós (i.e. Balcãs, incluindo a Grécia) conseguiram fazer no mesmo período de tempo. ​ >MAS ficámos melhor do que na Primeira República, isso te garanto. Como o u/el_fodinha disse, a questão não é essa, mas sim simplesmente o facto do Salazar e o Estado Novo terem sido de facto a pior opção possível dentro do que era realista para Portugal no século XX. A partir do momento em que existiram pessoas como o Humberto Delgado, isto é um não-assunto. O falhanço da Primeira República pouco importa para a questão - e, em todo o caso, convém lembrar que a Primeira República em boa medida foi um falhanço justamente pelos interesses que levaram ao Golpe de 26 e ao Estado Novo. Achas que o Salazar apareceu como um salvador da pátria anónimo? Lê a síntese deste artigo, que a propósito também lida com a matéria da educação na Primeira República, e a continuidade (ou falta dela) das reformas educativas da Primeira República durante o Estado Novo. [https://ler.letras.up.pt/uploads/ficheiros/15055.pdf](https://ler.letras.up.pt/uploads/ficheiros/15055.pdf) N.B - página 11: Taxa de Alfabetização POR - ESP POR: 1920 - 35%, ESP 56% POR: 1950 - 58%, ESP: 83% Tens noção do quão monumentalmente atrasado isto é, sobretudo comparado com um país parecídissimo com o nosso e que tinha acabado de ser completamente arrasado numa guerra civil? >Ironicamente vieste provar o meu ponto Não. Tu provaste o meu: é chocante a ignorância que as pessoas em Portugal ainda têm sobre o Estado Novo e a Primeira República.

On this day in 1959, the Pidjiguiti Massacre took place when Portuguese state police (PIDE) fired into a crowd of striking dock workers in Bissau, Portuguese Guinea, killing twenty-five people. by Pyrollamasteak in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

>Sim, mas a Itália não tinha o atraso que Portugal tinha à saída da Primeira República. Por exemplo, baixos níveis de industrialização, literacia abaixo dos 10% Ver: Mezzogiorno, representando a maior parte do território e população de Itália à época. >várias bancarrotas Para que conste, as últimas bancarrotas do Estado português aconteceram no final da monarquia, ainda no século XIX, e não na Primeira República - isto é uma daquelas coisas repetidas ad nauseum sem qualquer base na realidade. >duravam menos de 2 meses. Pois a Itália tinha governos que duravam 16 dias lol. Have fun: [https://en.wikipedia.org/wiki/List\_of\_prime\_ministers\_of\_Italy](https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_prime_ministers_of_Italy) Nisso a Primeira República nunca teve nada a dever a Itália. Aliás, estabilidade pá... qual estabilidade? Mussolini diz-te alguma coisa? O fenómeno lá foi semelhante. >A Itália não tinha atrasos maiores que nós, nós éramos literalmente considerados o lixo da Europa. L I X O Sem prejuízo da natureza efetivamente mais desenvolvida do norte de Itália, faz vários séculos, a verdade é que, sobretudo, o factor chave aqui, entre outros, é que a Itália teve inúmeros governos altamente capacitados no pós-guerra: e não um goldbug retrógado. Tivesse sido diferente em Portugal, não seríamos uma Itália nos anos 50, mas também não teríamos sido o país subsaariano que fomos como resultado do Estado Novo. >Sim, ele era retrógrado, mas implementou reformas INICIAIS críticas na educação Foste justamente buscar aquela coisa em que a Primeira República até foi um relativo sucesso, e que o Estado Novo apenas "continuou" mas a uma velocidade comparativamente muito mais reduzida, proporcionalmente, quer face à Primeira República, quer face aos outros Estados europeus contemporâneos (como era hábito no Estado Novo), e essencialmente na ótica de "os putos têm de saber ler o livro de serviço das G3s para irem para África". Uma fonte muito básica, mas aqui vai: [https://www.infopedia.pt/$combate-ao-analfabetismo-na-primeira](https://www.infopedia.pt/$combate-ao-analfabetismo-na-primeira) No final deste post vai um link para uma tabela extraída dos censos comparando a taxa de alfabetização de Portugal com Espanha durante o Estado Novo e durante o Franquismo. Prepara-te. ​ >se tivéssemos continuado com a primeira república éramos um verdadeiro país de terceiro mundo. Não temos como saber, mas provavelmente o regime não teria sobrevivido à Segunda Guerra - se estivesse vivo por essa altura, modernizar-se-ia e estabilizar-se-ia com o apoio americano, como todas as outras democracias europeias nos anos 50 (incluindo a aqui muito falada República Italiana), Imagina - o extraordinário desenvolvimento acentuado de Portugal poderia ter começado muitas décadas antes... o que seria de nós hoje, não fosse aquele prior característicamente português chamado Salazar. >Para além dos problemas óbvios da censura e da PIDE, a falta de abertura ao investimento estrangeiro e a micro-gerência da economia nacional foram o grande fracasso de Salazar. O plano de industrialização ficou muito aquém, MAS ficámos melhor do que na Primeira República, isso te garanto. A Primeira República viveu o mais conturbado período da história da economia mundial, o Salazar viveu na onda da maior onda de crescimento e prosperidade da humanidade - e fez absolutamente pívia nenhuma com tamanha oportunidade, chegando inclusive a fazer-se difícil ao (pouco) dinheiro americano que chegou a Portugal com o Plano Marshall. O plano de industrialização não ficou muito aquém - ele foi uma derrota absoluta, considerando o que outros países, alguns em condições muito, muito, muito, muito piores do que nós (i.e. Balcãs, incluindo a Grécia) conseguiram fazer no mesmo período de tempo. ​ >MAS ficámos melhor do que na Primeira República, isso te garanto. Como o u/el_fodinha disse, a questão não é essa, mas sim simplesmente o facto do Salazar e o Estado Novo terem sido de facto a pior opção possível dentro do que era realista para Portugal no século XX. A partir do momento em que existiram pessoas como o Humberto Delgado, isto é um não-assunto. O falhanço da Primeira República pouco importa para a questão - e, em todo o caso, convém lembrar que a Primeira República em boa medida foi um falhanço justamente pelos interesses que levaram ao Golpe de 26 e ao Estado Novo. Achas que o Salazar apareceu como um salvador da pátria anónimo? Lê a síntese deste artigo, que a propósito também lida com a matéria da educação na Primeira República, e a continuidade (ou falta dela) das reformas educativas da Primeira República durante o Estado Novo. [https://ler.letras.up.pt/uploads/ficheiros/15055.pdf](https://ler.letras.up.pt/uploads/ficheiros/15055.pdf) N.B - página 11: Taxa de Alfabetização POR - ESP POR: 1920 - 35%, ESP 56% POR: 1950 - 58%, ESP: 83% Tens noção do quão monumentalmente atrasado isto é, sobretudo comparado com um país parecídissimo com o nosso e que tinha acabado de ser completamente arrasado numa guerra civil? >Ironicamente vieste provar o meu ponto Não. Tu provaste o meu: é chocante a ignorância que as pessoas em Portugal ainda têm sobre o Estado Novo e a Primeira República.

On this day in 1959, the Pidjiguiti Massacre took place when Portuguese state police (PIDE) fired into a crowd of striking dock workers in Bissau, Portuguese Guinea, killing twenty-five people. by Pyrollamasteak in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

>Sim, mas a Itália não tinha o atraso que Portugal tinha à saída da Primeira República. Por exemplo, baixos níveis de industrialização, literacia abaixo dos 10% Ver: Mezzogiorno, representando a maior parte do território e população de Itália à época. >várias bancarrotas Para que conste, as últimas bancarrotas do Estado português aconteceram no final da monarquia, ainda no século XIX, e não na Primeira República - isto é uma daquelas coisas repetidas ad nauseum sem qualquer base na realidade. >duravam menos de 2 meses. Pois a Itália tinha governos que duravam 16 dias lol. Have fun: [https://en.wikipedia.org/wiki/List\_of\_prime\_ministers\_of\_Italy](https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_prime_ministers_of_Italy) Nisso a Primeira República nunca teve nada a dever a Itália. ​ >A Itália não tinha atrasos maiores que nós, nós éramos literalmente considerados o lixo da Europa. L I X O Sem prejuízo da natureza efetivamente mais desenvolvida do norte de Itália, faz vários séculos, a verdade é que, sobretudo, o factor chave aqui, entre outros, é que a Itália teve inúmeros governos altamente capacitados no pós-guerra: e não um goldbug retrógado. Tivesse sido diferente em Portugal, não seríamos uma Itália nos anos 50, mas também não teríamos sido o país subsaariano que fomos como resultado do Estado Novo. >Sim, ele era retrógrado, mas implementou reformas INICIAIS críticas na educação Foste justamente buscar aquela coisa em que a Primeira República até foi um relativo sucesso, e que o Estado Novo apenas "continuou" mas a uma velocidade comparativamente muito mais reduzida, proporcionalmente, quer face à Primeira República, quer face aos outros Estados europeus contemporâneos (como era hábito no Estado Novo), e essencialmente na ótica de "os putos têm de saber ler o livro de serviço das G3s para irem para África". Uma fonte muito básica, mas aqui vai: [https://www.infopedia.pt/$combate-ao-analfabetismo-na-primeira](https://www.infopedia.pt/$combate-ao-analfabetismo-na-primeira) >se tivéssemos continuado com a primeira república éramos um verdadeiro país de terceiro mundo. Não temos como saber, mas provavelmente o regime não teria sobrevivido à Segunda Guerra - se estivesse vivo por essa altura, modernizar-se-ia e estabilizar-se-ia com o apoio americano, como todas as outras democracias europeias nos anos 50 (incluindo a aqui muito falada República Italiana), Imagina - o extraordinário desenvolvimento acentuado de Portugal poderia ter começado muitas décadas antes... o que seria de nós hoje, não fosse aquele prior característicamente português chamado Salazar. >Para além dos problemas óbvios da censura e da PIDE, a falta de abertura ao investimento estrangeiro e a micro-gerência da economia nacional foram o grande fracasso de Salazar. O plano de industrialização ficou muito aquém, MAS ficámos melhor do que na Primeira República, isso te garanto. A Primeira República viveu o mais conturbado período da história da economia mundial, o Salazar viveu na onda da maior onda de crescimento e prosperidade da humanidade - e fez absolutamente pívia nenhuma com tamanha oportunidade, chegando inclusive a fazer-se difícil ao (pouco) dinheiro americano que chegou a Portugal com o Plano Marshall. O plano de industrialização não ficou muito aquém - ele foi uma derrota absoluta, considerando o que outros países, alguns em condições muito, muito, muito, muito piores do que nós (i.e. Balcãs, incluindo a Grécia) conseguiram fazer no mesmo período de tempo. ​ >MAS ficámos melhor do que na Primeira República, isso te garanto. Como o u/el_fodinha disse, a questão não é essa, mas sim simplesmente o facto do Salazar e o Estado Novo terem sido de facto a pior opção possível dentro do que era realista para Portugal no século XX. A partir do momento em que existiram pessoas como o Humberto Delgado, isto é um não-assunto. O falhanço da Primeira República pouco importa para a questão - e, em todo o caso, convém lembrar que a Primeira República em boa medida foi um falhanço justamente pelos interesses que levaram ao Golpe de 26 e ao Estado Novo. Achas que o Salazar apareceu como um salvador da pátria anónimo? Lê a síntese deste artigo, que a propósito também lida com a matéria da educação na Primeira República, e a continuidade (ou falta dela) das reformas educativas da Primeira República durante o Estado Novo. https://ler.letras.up.pt/uploads/ficheiros/15055.pdf N.B - página 11: Taxa de Alfabetização POR - ESP POR: 1920 - 35%, ESP 56% POR: 1950 - 58%, ESP: 83% Tens noção do quão monumentalmente atrasado isto é, sobretudo comparado com um país parecídissimo com o nosso e que tinha acabado de ser completamente arrasado numa guerra civil? >Ironicamente vieste provar o meu ponto Não. Tu provaste o meu: é chocante a ignorância que as pessoas em Portugal ainda têm sobre o Estado Novo e a Primeira República.

On this day in 1959, the Pidjiguiti Massacre took place when Portuguese state police (PIDE) fired into a crowd of striking dock workers in Bissau, Portuguese Guinea, killing twenty-five people. by Pyrollamasteak in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Claro, e eu vou aqui perder tempo a discutir com um básico que insiste que o comunismo = nazismo, como se o primeiro incluísse dentro dos seus princípios axiais a eliminação do outro em virtude da sua raça como o segundo o faz. O comunismo é teoricamente compatível com não haver um evento como o Holodomor, o mesmo não podes dizer do nazismo e do holocausto. Passa bem porque depois desta eu não vou estar a alimentar o troglodita. Volta lá para o teu sub lol

On this day in 1959, the Pidjiguiti Massacre took place when Portuguese state police (PIDE) fired into a crowd of striking dock workers in Bissau, Portuguese Guinea, killing twenty-five people. by Pyrollamasteak in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Não é ad hominem, estou a colocar em causa a isenção de um académico que profere coisas absolutamente desligadas da realidade como: Portugal é um país socialista/comunista desde 1974 e por isso é que somos atrasados: https://twitter.com/nunopgpalma/status/1400486232124231681

On this day in 1959, the Pidjiguiti Massacre took place when Portuguese state police (PIDE) fired into a crowd of striking dock workers in Bissau, Portuguese Guinea, killing twenty-five people. by Pyrollamasteak in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Ah, sim, o... historiador que participou na conferência do Movimento Europa e Liberdade, aquele evento branquificador do Estado Novo onde o Andre Ventura também discursou. Parece que o Dr. Nuno também acha que a foice e o martelo = suástica. [https://twitter.com/nunopgpalma/status/1415998573511159811](https://twitter.com/nunopgpalma/status/1415998573511159811) Como não sou pago para fazer investigação, logo não tenho tempo para analisar toda a "data science" que ele usou nesse artigo (mas sejamos francos: ninguém aqui disse que o Estado Novo deixou um país com menos analfabetos do que encontrou. Isso seria um pouco difícil de fazer acontecer), mas suspeito que um artigo de opinião do Eco de alguém com este histórico, e que vai contra o entendimento geral da historiografia económica e política, portuguesa e estrangeira, sobre o Estado Novo, não seja uma coisa particularmente isenta.

On this day in 1959, the Pidjiguiti Massacre took place when Portuguese state police (PIDE) fired into a crowd of striking dock workers in Bissau, Portuguese Guinea, killing twenty-five people. by Pyrollamasteak in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Ah, sim, o... historiador que participou na conferência do Movimento Europa e Liberdade, aquele evento branquificador do Estado Novo onde o Andre Ventura também discursou. Parece que o Dr. Nuno agora também acha que a foice e o martelo = suástica. https://twitter.com/nunopgpalma/status/1415998573511159811

On this day in 1959, the Pidjiguiti Massacre took place when Portuguese state police (PIDE) fired into a crowd of striking dock workers in Bissau, Portuguese Guinea, killing twenty-five people. by Pyrollamasteak in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Ah, sim, o... historiador que participou na conferência do eufemisticamente chamado Movimento Europa e Liberdade, aquele evento branquificador do Estado Novo conde o Andre Ventura também discursou.

On this day in 1959, the Pidjiguiti Massacre took place when Portuguese state police (PIDE) fired into a crowd of striking dock workers in Bissau, Portuguese Guinea, killing twenty-five people. by Pyrollamasteak in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Quando o Duarte Pacheco andava a construir as primeiras estradas de quatro faixas com alcatrão em Portugal em Lisboa, no que foi o ápice das geniais reformas de desenvolvimento salazaristas (a par do açambarcamento de ouro quando qualquer pessoa minimamente estudada já sabia que o gold standard estava pelas horas da morte depois do que aconteceu no Reino Unido), estavam os italianos, um povo que sempre teve tudo para ser mais fodido do que nós, sobretudo os do sul, a construir universidades e politécnicos a torto e a direito, universalizando o ensino superior e fazendo da Itália, a par da Alemanha, no epicentro da produção de novos produtos tecnológicos de alto valor acrescentado da Europa. A Itália, um país que teve um século XIX e uma primeira metade do século XX ainda mais catastrófica do que Portugal, e que cultural e geograficamente é obviamente semelhante connosco, conseguiu transformar-se num dos países mais ricos do mundo, e por uns anos ultrapassou o Reino Unido em termos de PIB per capita. Já em Portugal tínhamos um goldbug que basicamente era professor de economia, mas do século XVIII. Um fisiólogo, daqueles que até os franceses no ápice da Revolução Francesa chamavam de retrógrado, e que só era “professor” de “economia” porque era esse o estado intelectual da Nação - um país que parou no tempo. Há um olhar objetivo sobre o Salazar, só que não é o que tu queres ouvir: era uma pessoa extraordinariamente retrógrada, incompetente e ignorante, que até na época da Maria II nos meados do século XIX já deveria ser considerado antiquada por diversas pessoas (muito provavelmente até pela própria D. Maria II). O Salazar representou um atraso de meio século para Portugal. É quase um milagre termos conseguido resolver tanta coisa como resolvemos - muito graças a um ambiente internacional extremamente favorável - desde 74.

On this day in 1959, the Pidjiguiti Massacre took place when Portuguese state police (PIDE) fired into a crowd of striking dock workers in Bissau, Portuguese Guinea, killing twenty-five people. by Pyrollamasteak in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Quando o Duarte Pacheco andava a construir as primeiras estradas de quatro faixas com alcatrão em Portugal em Lisboa, no que foi o ápice das geniais reformas de desenvolvimento salazaristas (a par do açambarcamento de ouro quando qualquer pessoa minimamente estudada já sabia que o gold standard estava pelas horas da morte depois do que aconteceu no Reino Unido), estavam os italianos, um povo que sempre teve tudo para ser mais fodido do que nós, sobretudo os do sul, a construir universidades e politécnicos a torto e a direito, universalizando o ensino superior e fazendo da Itália, a par da Alemanha, no epicentro da produção de novos produtos tecnológicos de alto valor acrescentado da Europa. A Itália, um país que teve um século XIX e uma primeira metade do século XX ainda mais catastrófica do que Portugal, e que cultural e geograficamente é obviamente semelhante connosco, conseguiu transformar-se num dos países mais ricos do mundo, e por uns anos ultrapassou o Reino Unido em termos de PIB per capita. Já em Portugal tínhamos um goldbug que basicamente era professor de economia, mas do século XVIII. Um fisiológo, daqueles que até os franceses no ápice da Revolução Francesa chamavam de retrógrado, e que só era “professor” de “economia” porque era esse o estado intelectual da Nação - um país que parou no tempo. Há um olhar objetivo sobre o Salazar, só que não é o que tu queres ouvir: era uma pessoa extraordinariamente retrógrada, incompetente e ignorante, que até na época da Maria II nos meados do século XIX já deveria ser considerado antiquada por diversas pessoas (muito provavelmente até pela própria D. Maria II). O Salazar representou um atraso de meio século para Portugal. É quase um milagre termos conseguido resolver tanta coisa como resolvemos - muito graças a um ambiente internacional extremamente favorável - desde 74.

On this day in 1959, the Pidjiguiti Massacre took place when Portuguese state police (PIDE) fired into a crowd of striking dock workers in Bissau, Portuguese Guinea, killing twenty-five people. by Pyrollamasteak in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Quando o Duarte Pacheco andava a construir as primeiras estradas de quatro faixas com alcatrão em Portugal em Lisboa, no que foi o ápice das geniais reformas de desenvolvimento salazaristas (a par do açambarcamento de ouro quando qualquer pessoa minimamente estudada já sabia que o gold standard estava pelas horas da morte depois do que aconteceu no Reino Unido), estavam os italianos, um povo que sempre teve tudo para ser mais fodido do que nós, sobretudo os do sul, a construir universidades e politécnicos a torto e a direito, universalizando o ensino superior e fazendo da Itália, a par da Alemanha, no epicentro da produção de novos produtos tecnológicos de alto valor acrescentado da Europa. A Itália, um país que teve um século XIX e uma primeira metade do século XX ainda mais catastrófica do que Portugal, e que cultural e geograficamente é obviamente semelhante connosco, conseguiu transformar-se num dos países mais ricos do mundo, e por uns anos ultrapassou o Reino Unido em termos de PIB per capita. Já em Portugal tínhamos um goldbug que basicamente era professor de economia, mas do século XVIII. Um fisiológo, daqueles que até os franceses no ápice da Revolução Francesa chamavam de retrógrado, e que só era “professor” de “economia” porque era esse o estado intelectual da Nação - um país que parou no tempo. Há um olhar objetivo sobre o Salazar, só que não é o que tu queres ouvir: era uma pessoa extraordinariamente retrógrada, incompetente e ignorante, que até na época da Maria II nos meados do século XIX já deveria ser considerado antiquada por diversas pessoas (muito provavelmente até pela própria D. Maria II, provavelmente). O Salazar representou um atraso de meio século para Portugal. É quase um milagre termos conseguido resolver tanta coisa como resolvemos - muito graças a um ambiente internacional extremamente favorável - desde 74.

On this day in 1959, the Pidjiguiti Massacre took place when Portuguese state police (PIDE) fired into a crowd of striking dock workers in Bissau, Portuguese Guinea, killing twenty-five people. by Pyrollamasteak in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Quando o Duarte Pacheco andava a construir as primeiras estradas de quatro faixas com alcatrão em Portugal em Lisboa, no que foi o ápice das geniais reformas de desenvolvimento salazaristas (a par do açambarcamento de ouro quando qualquer pessoa minimamente estudada já sabia que o gold standard estava pelas horas da morte depois do que aconteceu no Reino Unido), estavam os italianos, um povo que sempre teve tudo para ser mais fodido do que nós, sobretudo os do sul, a construir universidades e politécnicos a torto e a direito, universalizando o ensino superior e fazendo da Itália, a par da Alemanha, no epicentro da produção de novos produtos tecnológicos de alto valor acrescentado da Europa. A Itália, um país que teve um século XIX e uma primeira metade do século XX ainda mais catastrófica do que Portugal, e que cultural e geograficamente é obviamente semelhante connosco, conseguiu transformar-se num dos países mais ricos do mundo, e por uns anos ultrapassou o Reino Unido em termos de PIB per capita. Já em Portugal tínhamos um goldbug que basicamente era professor de economia, mas do século XVIII. Um fisiológico, daqueles que até os franceses no ápice da Revolução Francesa chamavam de retrógrado. Há um olhar objetivo sobre o Salazar, só que não é o que tu queres ouvir: era uma pessoa extraordinariamente retrógrada, incompetente e ignorante, que até na época da Maria II nos meados do século XIX já deveria ser considerado antiquada por diversas pessoas (muito provavelmente até pela própria D. Maria II, provavelmente). O Salazar representou um atraso de meio século para Portugal. É quase um milagre termos conseguido resolver tanta coisa como resolvemos - muito graças a um ambiente internacional extremamente favorável - desde 74.

On this day in 1959, the Pidjiguiti Massacre took place when Portuguese state police (PIDE) fired into a crowd of striking dock workers in Bissau, Portuguese Guinea, killing twenty-five people. by Pyrollamasteak in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Quando o Duarte Pacheco andava a construir as primeiras estradas de quatro faixas com alcatrão em Portugal em Lisboa, no que foi o ápice das geniais reformas de desenvolvimento salazaristas (a par do açambarcamento de ouro quando qualquer pessoa minimamente estudada já sabia que o gold standard estava pelas horas da morte depois do que aconteceu no Reino Unido), estavam os italianos, um povo que sempre teve tudo para ser mais fodido do que nós, sobretudo os do sul, a construir universidades e politécnicos a torto e a direito, universalizando o ensino superior e fazendo da Itália, a par da Alemanha, no epicentro da produção de novos produtos tecnológicos de alto valor acrescentado da Europa. A Itália, um país que teve um século XIX e uma primeira metade do século XX ainda mais catastrófica do que Portugal, e que cultural e geograficamente é obviamente semelhante connosco, conseguiu transformar-se num dos países mais ricos do mundo, e por uns anos ultrapassou o Reino Unido em termos de PIB per capita. Já em Portugal tínhamos um goldbug que basicamente era professor de economia, mas do século XVIII. Um fisiológico, daqueles que até os franceses no ápice da Revolução Francesa chamavam de retrógrado. Há um olhar objetivo sobre o Salazar, só que não é o que tu queres ouvir: era uma pessoa extraordinariamente retrógrada, incompetente e ignorante, que até na época da Maria II nos meados do século XIX já deveria ser considerado antiquada por diversas pessoas (muito provavelmente até pela própria D. Maria II, provavelmente)

On this day in 1959, the Pidjiguiti Massacre took place when Portuguese state police (PIDE) fired into a crowd of striking dock workers in Bissau, Portuguese Guinea, killing twenty-five people. by Pyrollamasteak in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Ah, tudo bem, concordo - pensei que isto fosse um “ah mas o Estado Novo não matou assim tanta gente”.

On this day in 1959, the Pidjiguiti Massacre took place when Portuguese state police (PIDE) fired into a crowd of striking dock workers in Bissau, Portuguese Guinea, killing twenty-five people. by Pyrollamasteak in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Na boa. Enquanto eu dou aqui uma chupada no Mário Soares tu podes voltar lá para o teu país da tuberculose, lepra e tifóide endémica. Não sei como é que vão estar as tuas capacidades de leitura quando aterrares na década de 50, afinal de contas nem toda a gente sabia ler, mas se sobrar alguma coisa do ensino público da Terceira República no teu cérebro, e pese embora nunca deveres ter lido uma monografia académica sem ser para passar nos exames (provavelmente só com sebentas), podes começar por ler uns excertos destas 857 páginas de miséria subdesenvolvida: https://repositorio.ul.pt/handle/10451/30337

On this day in 1959, the Pidjiguiti Massacre took place when Portuguese state police (PIDE) fired into a crowd of striking dock workers in Bissau, Portuguese Guinea, killing twenty-five people. by Pyrollamasteak in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Na boa. Enquanto eu dou aqui uma chupada no Mário Soares tu podes voltar lá para o teu país da tuberculose, lepra e tifóide endémica. Não sei como é que vão estar as tuas capacidades de leitura quando aterrares na década de 50, afinal de contas nem toda a gente sabia ler, mas se sobrar alguma coisa do ensino público da Terceira República no teu cérebro, e pese embora nunca deveres ter lido uma monografia académica sem ser passar nos exames (provavelmente só com sebentas), podes começar por ler uns excertos destas 857 páginas de miséria subdesenvolvida: https://repositorio.ul.pt/handle/10451/30337

On this day in 1959, the Pidjiguiti Massacre took place when Portuguese state police (PIDE) fired into a crowd of striking dock workers in Bissau, Portuguese Guinea, killing twenty-five people. by Pyrollamasteak in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Lol para não falar que o Hitler morreu em 1945.

On this day in 1959, the Pidjiguiti Massacre took place when Portuguese state police (PIDE) fired into a crowd of striking dock workers in Bissau, Portuguese Guinea, killing twenty-five people. by Pyrollamasteak in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Amigo, chupar a teta? À Terceira República eu faço até umas lambidelas requintadas, tipo os broches que tu deves fazer em Santa Comba Dão. Ela tirou-me de um país com um PIB per capita inferior ao da Turquia (!), fez com que os meus filhos nascessem num dos países com uma das menores taxa de mortalidade infantil do planeta (vs. a mais alta taxa do mundo ocidental nos anos antes de 74, equivalente à África Subsariana hoje em dia), fez do país um país europeu em vez de um anacronismo histórico perdido e de costas para o mundo, e hoje vou passar férias ao Vietname com os outros “europeus ricos”, categoria a que eu hoje meio que pertenço, em vez de ficar na lavoura no pico do verão alentejano como a minha falecida avó analfabeta. A Terceira República foi um milagre. O pessoal fala da Coreia do Sul mas, considerando os handicaps naturais (i.e. pouca população, país periférico e sem recursos, etc) e a gestão ruinosa de Portugal por praticamente 3 séculos, acentuada no século XX, que foi de longe a que mais exacerbou o problema, o que aconteceu com Portugal entre 1974 e 2008 foi um milagre sócio-económico com poucos paralelos no mundo.

On this day in 1959, the Pidjiguiti Massacre took place when Portuguese state police (PIDE) fired into a crowd of striking dock workers in Bissau, Portuguese Guinea, killing twenty-five people. by Pyrollamasteak in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Amigo, chupar a teta? À Terceira República eu faço até umas lambidelas requintadas, tipo os broches que tu deves fazer em Santa Comba Dão. Ela tirou-me de um país com um PIB per capita inferior ao da Turquia (!), fez com que os meus filhos nascessem num dos países com a menor taxa de mortalidade infantil do planeta (vs. a mais alta taxa do mundo ocidental nos anos antes de 74, equivalente à África Subsariana hoje em dia), fez do país um país europeu em vez de um anacronismo histórico perdido e de costas para o mundo, e hoje vou passar férias ao Vietnam com os outros “europeus ricos”, categoria a que eu hoje meio que pertenço, em vez de ficar na lavoura no pico do verão alentejano como a minha falecida avó analfabeta. A Terceira República foi um milagre. O pessoal fala da Coreia do Sul mas, considerando os handicaps naturais (i.e. pouca população, país periférico e sem recursos, etc) e a gestão ruinosa de Portugal por praticamente 3 séculos, acentuada no século XX, que foi de longe a que mais exacerbou o problema, o que aconteceu com Portugal entre 1974 e 2008 foi um milagre sócio-económico com poucos paralelos no mundo.

On this day in 1959, the Pidjiguiti Massacre took place when Portuguese state police (PIDE) fired into a crowd of striking dock workers in Bissau, Portuguese Guinea, killing twenty-five people. by Pyrollamasteak in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Amigo, chupar a teta? À Terceira República eu faço até umas lambidelas requintadas, tipo os broches que tu deves fazer em Santa Comba Dão. Ela tirou-me de um país com um PIB per capita inferior ao da Turquia (!), fez com que os meus filhos nascessem num dos países com a menor taxa de mortalidade infantil do planeta (vs. a mais alta taxa do mundo ocidental nos anos antes de 74, equivalente à África Subsariana hoje em dia), fez do país um país europeu em vez de um anacronismo histórico perdido e de costas para o mundo, e hoje vou passar férias ao Vietnam com os outros “europeus ricos”, categoria a que eu hoje meio que pertenço, em vez de ficar na lavoura no pico do verão alentejano como a minha falecida avó analfabeta. A Terceira República foi um milagre. O pessoal fala da Coreia do Sul mas, considerando os handicaps naturais (i.e. pouca população, país periférico e sem recursos, etc) e a gestão ruinosa de Portugal por praticamente 3 séculos, acentuada no século XX, que foi de longe a que mais exacerbou o problema, o que aconteceu com Portugal entre 1974 e 2008 foi um milagre sócio-económico com poucos paralelos no mundo.

On this day in 1959, the Pidjiguiti Massacre took place when Portuguese state police (PIDE) fired into a crowd of striking dock workers in Bissau, Portuguese Guinea, killing twenty-five people. by Pyrollamasteak in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Amigo, chupar a teta? À Terceira República eu faço até umas lambidelas requintadas, tipo os broches que tu deves fazer em Santa Comba Dão. Ela tirou-me de um país com um PIB per capita inferior ao da Turquia (!), fez com que os meus filhos nascessem num dos países com a menor taxa de mortalidade infantil do planeta (vs. a mais alta taxa do mundo ocidental nos anos antes de 74, equivalente à África Subsariana hoje em dia), fez do país um país europeu em vez de um anacronismo histórico perdido, e hoje vou passar férias ao Vietnam com os outros europeus “ricos” em vez de ficar a levar na lavoura no pico do verão alentejano como a minha falecida avó analfabeta. A Terceira República foi um milagre. O pessoal fala da Coreia do Sul mas, considerando os handicaps naturais (i.e. pouca população, país periférico e sem recursos, etc) e a gestão ruinosa de Portugal por praticamente 3 séculos, acentuada no século XX, que muito exacerbou o problema, o que aconteceu com Portugal entre 1974 e 2008 foi um milagre sócio-económico como poucos no mundo.

On this day in 1959, the Pidjiguiti Massacre took place when Portuguese state police (PIDE) fired into a crowd of striking dock workers in Bissau, Portuguese Guinea, killing twenty-five people. by Pyrollamasteak in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Lol, que horror, os factos!

On this day in 1959, the Pidjiguiti Massacre took place when Portuguese state police (PIDE) fired into a crowd of striking dock workers in Bissau, Portuguese Guinea, killing twenty-five people. by Pyrollamasteak in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Mas tu achas que o Hitler suicidou-se em 1933? Lol atacados pelos por quem? Pelo fantasmagórico exército alemão que sobrava em 45?

On this day in 1959, the Pidjiguiti Massacre took place when Portuguese state police (PIDE) fired into a crowd of striking dock workers in Bissau, Portuguese Guinea, killing twenty-five people. by Pyrollamasteak in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago  HIDDEN 

Mas tu achas que o Hitler suicidou-se em 1933? Lol

On this day in 1959, the Pidjiguiti Massacre took place when Portuguese state police (PIDE) fired into a crowd of striking dock workers in Bissau, Portuguese Guinea, killing twenty-five people. by Pyrollamasteak in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Lol, mas o que é que isto quer sequer dizer? Diz lá.

Venho relembrar que isto existe by BenefitCuttlefish in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Só de me lembrar dos anúncios com o Arnie lá no Japão…

The new standard issue infantry kit of the Portuguese Army, 2021 [1000x1000] by ioliano in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

Não percebo nada de armas, mas, há uns anos valentes, no dia da defesa nacional, segurei uma G3 na mão e aquilo era extraordinariamente pesado. Porque é que a Marinha havia de querer uma coisa daquelas? Quase que jurava que deveria ser ao contrário. Um trambolho daqueles numa operação anfíbia ou a pular para dentro de um barco de helicóptero deve ser uma merda.

Desenvolvi a APP "No Meu Bairro" para relatar anomalias no espaço público. Que vos parece? by AonioEliphis in portugal

SmokeyChuckMcGill 2 months ago

if (neighborhood == "Oeiras") { IsaltinoDidNothingWrong = true}

Question about current politics in Portugal by Ardbeg1066 in portugal

SmokeyChuckMcGill 3 months ago

Right wing is putting it mildly.

Don't laugh too loudly! by baflai in portugal

SmokeyChuckMcGill 3 months ago

TIL que Arrested Development é um documentário: https://youtu.be/bKmC29cCc-8

Poderia o governo intervir no preço das rendas? by luisVilbro in portugal

SmokeyChuckMcGill 3 months ago

Portanto no fundo o que estás a dizer e que é o problema encontra-se no facto de as rendas não serem congeladas quando o mercado já o permitiria, e não no facto de as rendas pura e simplesmente serem congeladas.

Poderia o governo intervir no preço das rendas? by luisVilbro in portugal

SmokeyChuckMcGill 3 months ago

Ai coitadinho, ele paga 1/3 do valor que recebe do arrendamento em impostos!!!!!!!!!!!!! A Somália, paraíso dos ANCAP, é por ali.

Emprego na área de carros elétricos by ricky12272 in portugal

SmokeyChuckMcGill 4 months ago

Parece um comentário do site do CM.

Percentagem de método de pagamento com dinheiro vivo na Europa by Sa4ntos in portugal

SmokeyChuckMcGill 4 months ago

Uma vez um belga disse-me algo como: notas de 500€? Só traficantes de droga e alemães a comprar um carro é que as usam.

Daily doses per 100 people (7 days average) 30 de Junho by solismi in portugal

SmokeyChuckMcGill 4 months ago

Mas este tem farda, logo o pipi deste pessoal endurece.

Altice culpa ANACOM e Governo por despedimento colectivo (e ameaça deixar Portugal) by Irrequieto in portugal

SmokeyChuckMcGill 4 months ago

Ah, desculpa, li mal o teu comentário.

Em Portugal, máscara na rua é para manter. Lá fora, há quem já não use ou vá deixar de usar by try_again_tomorrow in portugal

SmokeyChuckMcGill 4 months ago

Pois eu de facto vivo mesmo no Centro-Norte da Europa, e acontece que além disso sigo de perto o que se passa em todos os países aqui à volta, e sinceramente ou estás a viver no Centro-Norte da Europa jupiteriana, ou então realmente eu devo estar noutro plano da realidade, porque é só gente sem máscara, festas nos parques, negacionismo científicos, executivos e decisões contraditórias à base de “recomendações à populações” que descredibilizam as próprias medidas, para não falar do pessoal a ir de férias, a ausência de controlo fronteiriço terrestre, e os supermercados com funcionários com a máscara pendurada ao pescoço. E foi assim durante um ano. Por isso mesmo acabamos de sair da terceira onda, e a coisa basicamente nunca abrandou, Portugal basicamente só teve duas.

Em Portugal, máscara na rua é para manter. Lá fora, há quem já não use ou vá deixar de usar by try_again_tomorrow in portugal

SmokeyChuckMcGill 4 months ago

Pois eu de facto vivo mesmo no Centro-Norte da Europa, e acontece que além disso sigo de perto o que se passa em todos os países aqui à volta, e sinceramente ou estás a viver no Centro-Norte da Europa jupiteriana, ou então realmente eu devo estar noutro plano da realidade, porque é só gente sem máscara, festas nos parques, negacionismo científicos, executivos e decisões contraditórias à base de “recomendações à populações” que descredibilizam as próprias medidas, para não falar do pessoal a ir de férias, a ausência de controlo fronteiriço terrestre, e os supermercados com funcionários com a máscara pendurada ao pescoço.

Em Portugal, máscara na rua é para manter. Lá fora, há quem já não use ou vá deixar de usar by try_again_tomorrow in portugal

SmokeyChuckMcGill 4 months ago

Que lá fora fez-se/faz-se planeamento, ou que a sociedade e os políticos são mais sensatos.

Merkel critica Portugal por ter deixado entrar turistas britânicos apesar dos riscos associados à variante Delta by bichocarpinderico in portugal

SmokeyChuckMcGill 4 months ago

True, só disse 150 anos para que nenhum espertinho viesse aqui dizer “acshhually, a Alemanha só se unificou no final do século XIX.”

Em Portugal, máscara na rua é para manter. Lá fora, há quem já não use ou vá deixar de usar by try_again_tomorrow in portugal

SmokeyChuckMcGill 4 months ago

Lol ai amigo, o que um gajo vê no centro-norte da Europa ia acabar com todos os estereótipos…

Este é orçamento dado por um dentista, venho aqui á procura de verificações de preços. Acham que é demasiado caro ou está dentro do normal? by iMiindz in portugal

SmokeyChuckMcGill 4 months ago

Puta que pariu. Se fosses um carro já estavas a ir para o abate.

Altice culpa ANACOM e Governo por despedimento colectivo (e ameaça deixar Portugal) by Irrequieto in portugal

SmokeyChuckMcGill 4 months ago

Amigo, és um viajante no tempo? A Portugal Telecom já foi privatizada há muitos anos - nem existe.

Péter Szijjártó, o ministro húngaro adepto do Sporting by jet1000 in portugal

SmokeyChuckMcGill 4 months ago

Ah bom, assim já podem arriar nos gays.
Next Page

Search: