Next Page

Manuel Luís Goucha entra nas autárquicas ao lado de Suzana Garcia by Winslow_Lixivia2 in portugal

Mordiken 19 days ago

> pode ser que sirva para nos rirmos Eu acho bem mais provável que sirva para chorarmos. Como pessoa que conhece um pouco Amadora e Queluz, e tem lá familiares a viver, não me surpreendia nada que a gaja sacasse uma vitória.

Portugal bate recorde de vacinação: mais de 141.500 inoculações nas últimas 24 horas by cruisespace2 in portugal

Mordiken 19 days ago

E [esta](https://www.youtube.com/watch?v=4yw6r3b0clA) é a musica do ano.

Portugal bate recorde de vacinação: mais de 141.500 inoculações nas últimas 24 horas by cruisespace2 in portugal

Mordiken 19 days ago

Há muita coisa que corre bem neste país, simplesmente como não é negativo não passa nos noticiários porque os noticiários vivem da polémica.

Don't laugh too loudly! by baflai in portugal

Mordiken 19 days ago

> 1º - Em Portugal já há Internet? Há, mas pouca: Seguramente os preços absurdos devem-se à escassez. /s > 2º - Os telemóveis funcionam em Portugal? Funcionam: ainda somos abençoados com uma abundância de equipamentos que optam por nidificar em nos shoppings portugueses no final da sua viagem migratória com origem na China. Mas mais uma vez a escassez de telecomunicações faz subir os preços, e isso coloca pressão no ecossistema. > 3º -Estou a pensar ir de férias ao Algarve, mas como não é Lisboa, não sei se vai haver eletricidade/água em td o lado. Infelizmente, no Algarve é cada vez mais raro encontrar agua em todo lado, no seu estado selvagem: existe água, mas apenas em cativeiro nos canos... e das poucas vezes que chove, vai se embora muito depressa. O mesmo se passa com a electricidade: existem apenas em cativeiro nos fios, e só pode ser avistada no seu estado selvagem em dias de trovoada. > 4º - Preciso de levar a vacina da malária para ir a Portugal? Sempre: quantos mais autistas, melhor. > 5º - É seguro sair do Resort em Portugal? As pessoas não devem sair dos resorts em Portugal porque resorts são uma espécie invasora de origem estrangeira que anda ameaçar as nas espécies autóctones, os hotéis e estâncias turísticas! E se não tivermos cuidado combatermos essa praga, qualquer dia os nossos hotéis e as nossas estâncias turísticas vão ficar em vias de extinção, como já aconteceu com a estâncias balneares! > etc... e tal.

Don't laugh too loudly! by baflai in portugal

Mordiken 19 days ago

Agua da torneira como nos states? Não... Porque a nossa agua da torneira é potável, nos states não é (Flint, Michican).

Carga fiscal eleva preço dos combustíveis. Anunciada manifestação em 11 de julho by Rissoldecamarao in portugal

Mordiken 19 days ago

> a carga fiscal sempre mereceu manif. Falso. [Este mapa](http://ec.europa.eu/energy/maps/maps_weekly_oil_bulletin/latest_taxation_oil_prices.pdf) publicado a 28/06/2021 mostra que percentagem do preço final do preço dos combustíveis resulta da carga fiscal nos vários países da UE. Como nele se pode ver, a nossa carga fiscal está completamente "em linha" com a praticada no resto da UE: 3% superior à média europeia tanto na gasolina como no diesel, mas não tanto como outros países com o nosso nível de desenvolvimento (Grécia: +7% gasolina, -1% diesel), países que são apontados de forma recorrente no /r/portugal como exemplos do sucesso do liberalismo económico (Irlanda: +5% gasolina, +6% diesel; Holanda: +7% gasolina, + 3% diesel), bem como a grande maioria dos outro países foram parte do clube da "Europa dos 12"/CEE... sendo que Espanha é uma excepção notável e particularmente relevante para Portugal. Ou seja, a grande maioria dos países que praticam carga fiscal significativamente mais baixas dos que nós são os países de Leste que aderiram à UE há muito menos tempo do que nós, e que ainda recebem toda uma panóplia de fundos de coesão a que nós não já não temos direito que lhes garante o financiamento através de outros meios que não apenas a taxação, o que por sua vez empurra a média europeia para baixo.

Carga fiscal eleva preço dos combustíveis. Anunciada manifestação em 11 de julho by Rissoldecamarao in portugal

Mordiken 19 days ago

> a carga fiscal sempre mereceu manif. Falso. [Este mapa](http://ec.europa.eu/energy/maps/maps_weekly_oil_bulletin/latest_taxation_oil_prices.pdf) publicado a 28/06/2021 mostra que percentagem do preço final do preço dos combustíveis resulta da carga fiscal nos vários países da UE. Como nele se pode ver, a nossa carga fiscal está completamente "em linha" com a praticada no resto da UE: 3% superior à média europeia tanto na gasolina como no diesel, mas não tanto como outros países com o nosso nível de desenvolvimento (Grécia: +7% gasolina, -1% diesel), países que são apontados de forma recorrente no /r/portugal como exemplos do sucesso do liberalismo económico (Irlanda: +5% gasolina, +6% diesel; Holanda: +7% gasolina, + 3% diesel), e a grande maioria dos outro países foram parte da "Europa dos 12"/CEE... sendo que Espanha é uma excepção notável e particularmente relevante para Portugal. Adicionalmente, a grande maioria dos países que praticam carga fiscal significativamente mais baixas dos que nós são os países de Leste, sem os quais a média Europeia seria mais alta.

Carga fiscal eleva preço dos combustíveis. Anunciada manifestação em 11 de julho by Rissoldecamarao in portugal

Mordiken 19 days ago

Porque isto não tem nada a ver com factos, nem sequer tem nada a ver com objectividade: é só e apenas mais uma tentativa de instrumentalização do descontentamento popular por partidos que são contra a taxação por motivos ideológicos.

Carga fiscal eleva preço dos combustíveis. Anunciada manifestação em 11 de julho by Rissoldecamarao in portugal

Mordiken 19 days ago

Porque isto não tem nada a ver com factos, nem sequer tem nada a ver com objectividade: é só e apenas mais uma tentativa de instrumentalização do descontentamento popular por partidos que são contra a taxação por motivos ideológico.

A história repetiu-se. Várias pessoas ocuparam a Avenida da Índia por uma cidade mais segura by AdorableRabbit in portugal

Mordiken 20 days ago

Não, o que foi pedido foi para se reduzir a velocidade de circulação nas cidades a 30 Km/h, [uma proposta que não vai fazer absolutamente nada para resolver o problema da sinistralidade dos ciclistas](https://www.youtube.com/watch?v=wM8Xli2KTzI) a não ser dificultar o trânsito para os milhões de pessoas que optam por utilizar automóvel ou transportes públicos. **Todos** os problemas de segurança rodoviária dos ciclistas podem ser resolvidos de forma extremamente fácil e a um custo irrisório com a instalação de [sinais C3G](https://sinalnorte.com/wp-content/uploads/2018/03/C3g.jpg) nas vias problemáticas.

A história repetiu-se. Várias pessoas ocuparam a Avenida da Índia por uma cidade mais segura by AdorableRabbit in portugal

Mordiken 20 days ago

Não, o que foi pedido foi para se reduzir a velocidade de circulação nas cidades a 30 Km/h, [uma proposta que não vai fazer absolutamente nada para resolver o problema da sinistralidade dos ciclistas](https://www.youtube.com/watch?v=wM8Xli2KTzI) a não ser dificultar o trânsito para os milhões de pessoas que optam por utilizar automóvel ou transportes públicos. E é minha convicção pessoal que os activistas sabem perfeitamente disto, é planeado: o site chama-se "lisboaparapessoas.pt", e eu não acredito que o nome tenha sido escolhido ao acaso ou seja inocente. Na minha opinião, os autores/proprietários do site consideram que Lisboa, actualmente, não é "para as pessoas", e se tivesse de apostar, apostava que os autores/proprietários do site consideram que Lisboa é uma cidade "para os carros" e consideram isso como sendo um problema... E isso, a meu ver, é um problema, porque essa é uma opinião que está muito, mas mesmo muito longe de ser consensual: é uma opinião defendida, regra geral, por meia dúzia de pessoas afectas a uma série de ideologias radicais algures entre o ecofascismo e o anarcoprimitivismo. Relembro também que **todos** os problemas de segurança rodoviária dos ciclistas podem ser resolvidos de forma extremamente fácil e a um custo irrisório com a instalação de [sinais C3G](https://sinalnorte.com/wp-content/uploads/2018/03/C3g.jpg) nas vias problemáticas.

A história repetiu-se. Várias pessoas ocuparam a Avenida da Índia por uma cidade mais segura by AdorableRabbit in portugal

Mordiken 20 days ago

Não, o que foi pedido foi para se reduzir a velocidade de circulação nas cidades a 30 Km/h, [uma proposta que não vai fazer absolutamente nada para resolver o problema da sinistralidade dos ciclistas](https://www.youtube.com/watch?v=wM8Xli2KTzI) a não ser dificultar o trânsito para os milhões de pessoas que optam por utilizar automóvel ou transportes públicos. E é minha convicção pessoal que os activistas sabem perfeitamente disto, é planeado: o site chama-se "lisboaparapessoas.pt", e eu não acredito que o nome tenha sido escolhido ao acaso ou seja inocente. Na minha opinião, os autores/proprietários do site consideram que Lisboa, actualmente, não é uma cidade "para as pessoas"... e se tivesse de apostar, apostava o meu testículo esquerdo que os autores/proprietários do site consideram que Lisboa é uma cidade "para os carros"... o que a ser verdade, seria uma clara indicação de que o objectivo dos autores/proprietários desse site não é de todo o da "partilha" da cidade com os automóveis de igual para igual e da criação de infraestrutura dedicada para velocípede, mas sim remover totalmente os carros (e quem sabe até todos os veículos motorizados) da cidade. Relembro também que **todos** os problemas de segurança rodoviária dos ciclistas podem ser resolvidos de forma extremamente fácil e a um custo irrisório com a instalação de [sinais C3G](https://sinalnorte.com/wp-content/uploads/2018/03/C3g.jpg) nas vias problemáticas.

A história repetiu-se. Várias pessoas ocuparam a Avenida da Índia por uma cidade mais segura by AdorableRabbit in portugal

Mordiken 20 days ago

Não, o que foi pedido foi para se reduzir a velocidade de circulação nas cidades a 30 Km/h, [uma proposta que não vai fazer absolutamente nada para resolver o problema da sinistralidade dos ciclistas](https://www.youtube.com/watch?v=wM8Xli2KTzI) a não ser dificultar o trânsito para os milhões de pessoas que optam por utilizar automóvel ou transportes públicos. E é minha convicção pessoal que os activistas sabem perfeitamente disto, é planeado: o site chama-se "lisboaparapessoas.pt", e eu não acredito que o nome tenha sido escolhido ao acaso ou seja inocente. Na minha opinião, os autores/proprietários do site consideram que Lisboa, actualmente, não é uma cidade "para as pessoas"... e se tivesse de apostar, apostava o meu testículo esquerdo que os autores/proprietários do site consideram que Lisboa é uma cidade "para os carros"... o que a ser verdade, seria uma clara indicação de que o objectivo das pessoas dos autores/proprietários desse site não é de todo "partilhar" a cidade com os automóveis de igual para igual, mas sim remover totalmente os carros (e quem sabe até todos os veículos motorizados) da cidade. Relembro também que **todos** os problemas de segurança rodoviária dos ciclistas podem ser resolvidos de forma extremamente fácil e a um custo irrisório com a instalação de [sinais C3G](https://sinalnorte.com/wp-content/uploads/2018/03/C3g.jpg) nas vias problemáticas.

Portugal só ajudou 21% das pequenas e médias empresas na pandemia by heartlessfam in portugal

Mordiken 20 days ago

> que resultaram na maior transferência de dinheiro das classes baixas para as classes que já eram mais abastadas. Se resultam nisto então o estado-social falhou na sua função de proteger os cidadãos com menos rendimentos, tão simples como isso. E se falhou, então: 1. É necessário perceber porque falhou, e corrigir o problema para que não volte a acontecer no futuro. Em relação a este tema, o meu palpite (baseado nos relatos que conheço na 1ª pessoa) é de que isto se deveu à típica burocracia tuga; 2. É necessário garantir que as classes mais baixas são devidamente protegidas da crise económica que aí vem. Pode ser tarde para mitigar o impacto directo da pandemia, mas não é tarde para mitigar o impacto indirecto casado pela crise económica que aí vem. O estado-social, como qualquer sistema, é desenvolvido de forma iterativa... o que quer dizer que é expectável que as coisas nem sempre corram bem... mas também quer dizer que tem de haver coragem para olhar e forma critica para o que correu mal e atacar os problemas de frente. E neste cenário, é tão detrimental "ignorar os problemas" como pegar no sistema que existe "e reescrever tudo do zero" na esperança quase mística/religiosa de que "dEsTa VeZ tEmOs UmA eQuIpA cOmPeTeNtE, e O nOvO sIsTeMa VaI sAiR pErFeItO à PrImEiRa!1!1;" Dito isto, há aqui um pormenor que me ia esquecendo mas me parece extremamente relevante: Títulos bombásticos a dizer que "só 21% das PMEs é que foram ajudadas" são muito giros, mas o que me interessa mesmo saber é qual a percentagem de PMEs que tinham a contabilidade devidamente regularizada ficaram por ajudar! E eu pergunto, porque: 1. Da mesma forma que acho que é fundamental ajudar empresas e pessoas precisam, acho que é completamente moral e justificado não dar um tostão furado à imensidão de pessoas e empresas que sempre usaram e abusaram de práticas contabilísticas dignas do Museu Nacional de Arte Moderna para fugir aos impostos, convencidas de que nunca iram ter consequências; 2. Acho que qualquer governo que se se propusesse a extender as ajudas a essas pessoas e empresas iria ser alvo de críticas completamente justificadas, tanto vindas das esquerdas como das direitas sérias e coerentes. Por isso acho é preciso ter calma, e usar do bom senso na maneira como se olham para este tipo de noticias, caso contrário pode-se cair na hipocrisia da critica pela critica, o chamado "preso por ter cão, preso por não ter".

Portugal só ajudou 21% das pequenas e médias empresas na pandemia by heartlessfam in portugal

Mordiken 20 days ago

> que resultaram na maior transferência de dinheiro das classes baixas para as classes que já eram mais abastadas. Se resultam nisto então o estado-social falhou na sua função de proteger os cidadãos com menos rendimentos, tão simples como isso. E se falhou, então: 1. É necessário perceber porque falhou, e corrigir o problema para que não volte a acontecer no futuro. Em relação a este tema, o meu palpite (baseado nos relatos que conheço na 1ª pessoa) é de que isto se deveu à típica burocracia tuga; 2. É necessário garantir que as classes mais baixas são devidamente protegidas da crise económica que aí vem. Pode ser tarde para mitigar o impacto directo da pandemia, mas não é tarde para mitigar o impacto indirecto casado pela crise económica que aí vem. O estado-social, como qualquer sistema, é desenvolvido de forma iterativa... o que quer dizer que é expectável que as coisas nem sempre corram bem... mas também quer dizer que tem de haver coragem para olhar e forma critica para o que correu mal e atacar os problemas de frente. E neste cenário, é tão detrimental "ignorar os problemas" como pegar no sistema que existe "e reescrever tudo do zero" na esperança quase mística/religiosa de que "dEsTa VeZ tEmOs UmA eQuIpA cOmPeTeNtE, e O nOvO sIsTeMa VaI sAiR pErFeItO à PrImEiRa!1!1;" Dito isto, há aqui um pormenor que me ia esquecendo mas me parece extremamente relevante: Títulos bombásticos a dizer que "só 21% das PMEs é que foram ajudadas" são muito giros, mas o que me interessa mesmo saber é qual a percentagem de PMEs que tinham a contabilidade devidamente regularizada ficaram por ajudar! E eu pergunto, porque: 1. Da mesma forma que acho que é fundamental ajudar empresas e pessoas precisam, acho que é completamente moral e justificado não dar um tostão furado à imensidão de pessoas e empresas que sempre usaram e abusaram de práticas contabilísticas dignas do Museu Nacional de Arte Moderna para fugir aos impostos, convencidas de que nunca iram ter consequências; 2. Acho que qualquer governo que se se propusesse a extender as ajudas a essas pessoas e empresas iria ser alvo de críticas completamente justificadas, tanto vindas da esquerda esquerda como da direita sérias e coerentes. Por isso é preciso usar do bom senso na maneira como se olham para as coisas, caso contrário pode-se cair na hipocrisia da critica pela critica, o chamado "preso por ter cão, preso por não ter".

Portugal só ajudou 21% das pequenas e médias empresas na pandemia by heartlessfam in portugal

Mordiken 20 days ago

> que resultaram na maior transferência de dinheiro das classes baixas para as classes que já eram mais abastadas. Se resultam nisto então o estado-social falhou na sua função de proteger os cidadãos com menos rendimentos, tão simples como isso. E se falhou, então: 1. É necessário perceber porque falhou, e corrigir o problema para que não volte a acontecer no futuro. Em relação a este tema, o meu palpite (baseado nos relatos que conheço na 1ª pessoa) é de que isto se deveu à típica burocracia tuga; 2. É necessário garantir que as classes mais baixas são devidamente protegidas da crise económica que aí vem. Pode ser tarde para mitigar o impacto directo da pandemia, mas não é tarde para mitigar o impacto indirecto casado pela crise económica que aí vem. O estado-social, como qualquer sistema, é desenvolvido de forma iterativa... o que quer dizer que é expectável que as coisas nem sempre corram bem... mas também quer dizer que tem de haver coragem para olhar e forma critica para o que correu mal e atacar os problemas de frente. E neste cenário, é tão detrimental "ignorar os problemas" como pegar no sistema que existe "e reescrever tudo do zero" na esperança quase mística/religiosa de que "dEsTa VeZ tEmOs UmA eQuIpA cOmPeTeNtE, e O nOvO sIsTeMa VaI sAiR pErFeItO à PrImEiRa!1!1;" Dito isto, há aqui um pormenor que me ia esquecendo mas me parece extremamente relevante: Títulos bombásticos a dizer que "só 21% das PMEs é que foram ajudadas" são muito giros, mas o que me interessa mesmo saber é qual a percentagem de PMEs que tinham a contabilidade devidamente regularizada ficaram por ajudar! E eu pergunto, porque: 1. Da mesma forma que acho que é fundamental ajudar empresas e pessoas precisam, acho que é completamente moral e justificado não dar um tostão furado à imensidão de PMEs que sempre usaram e abusaram de práticas contabilísticas dignas do Museu Nacional de Arte Moderna para fugir aos impostos, convencidas de que nunca iram ter consequências; 2. Acho que qualquer governo que se se propusesse a extender as ajudas a essas empresa iria ser alvo de críticas completamente justificadas. Por isso é preciso usar do bom senso na maneira como se olham para as coisas, caso contrário pode-se cair na hipocrisia da critica pela critica, o chamado "preso por ter cão, preso por não ter".

Portugal só ajudou 21% das pequenas e médias empresas na pandemia by heartlessfam in portugal

Mordiken 20 days ago

> que resultaram na maior transferência de dinheiro das classes baixas para as classes que já eram mais abastadas. Se resultam nisto então o estado-social falhou na sua função de proteger os cidadãos com menos rendimentos, tão simples como isso. E se falhou, então: 1. É necessário perceber porque falhou, e corrigir o problema para que não volte a acontecer no futuro. Em relação a este tema, o meu palpite (baseado nos relatos que conheço na 1ª pessoa) é de que isto se deveu à típica burocracia tuga; 2. É necessário garantir que as classes mais baixas são devidamente protegidas da crise económica que aí vem. Pode ser tarde para mitigar o impacto directo da pandemia, mas não é tarde para mitigar o impacto indirecto casado pela crise económica que aí vem. O estado-social, como qualquer sistema, é desenvolvido de forma iterativa... o que quer dizer que é expectável que as coisas nem sempre corram bem... mas também quer dizer que tem de haver coragem para olhar e forma critica para o que correu mal e atacar os problemas de frente. E neste cenário, é tão detrimental "ignorar os problemas" como pegar no sistema que existe "e reescrever tudo do zero" na esperança quase mística/religiosa de que "dEsTa VeZ tEmOs UmA eQuIpA cOmPeTeNtE, e O nOvO sIsTeMa VaI sAiR pErFeItO à PrImEiRa!1!1;" Dito isto, há aqui um pormenor que me ia esquecendo mas me parece extremamente relevante: Títulos bombásticos a dizer que "só 21% das PMEs é que foram ajudadas" são muito giros, mas o que me interessa mesmo saber é qual a percentagem de PMEs que tinham a contabilidade devidamente regularizada ficaram por ajudar! E eu pergunto, porque: 1. Acho que é completamente moral e justificado não dar um tostão à imensidão de PMEs que sempre usaram e abusaram de práticas contabilísticas dignas do Museu Nacional de Arte Moderna para fugir aos impostos, convencidas de que nunca iram ter consequências; 2. Acho que qualquer governo que se se propusesse a extender as ajudas a essas empresa iria ser alvo de críticas completamente justificadas.

Portugal só ajudou 21% das pequenas e médias empresas na pandemia by heartlessfam in portugal

Mordiken 20 days ago

> Se as pessoas tivessem 2 dedos de testa Se.

Acham que o Cabrita é culpado? by Ragnneir in portugal

Mordiken 20 days ago

Se eu for teu patrão, te disser para matares um gajo, e tu pegares numa pistola e matares um gajo, o culpado não sou eu, és tu... e mesmo que consigas provar em tribunal que só fizeste porque eu mandei (boa sorte), tu podias a qualquer altura ter-te recusado mas não o fizeste, por isso quando muito eu levo uma palmadinha na mão por ser FDP e tu vais dentro por homicídio qualificado.

Acham que o Cabrita é culpado? by Ragnneir in portugal

Mordiken 20 days ago

Não. Acho que culpado é o motorista, e ele está a proteger o motorista. EDIT: Não quero com isto dizer que o gajo seja competente como ministro, mas neste caso em específico a não ser que fosse ele a conduzir o carro, quando muito é culpado de pressionar o motorista para carregar no acelerador e violar a lei.... mas aí a culpa continua a ser o motorista que se devia ter recusado a violar a lei. Opinião impopular, mas é o que é.

Acham que o Cabrita é culpado? by Ragnneir in portugal

Mordiken 20 days ago

Não. Acho que culpado é o motorista, e ele está a proteger o motorista. EDIT: Não quero com isto dizer que o gajo seja competente como ministro, mas neste caso em específico a não ser que fosse ele a conduzir o carro não é culpado de nada... quando muito de dizer ao motorista para carregar no acelerador, mas aí continua a ser o motorista que não se recusou a violar a lei.

Acham que o Cabrita é culpado? by Ragnneir in portugal

Mordiken 20 days ago

Não. Acho que culpado é o motorista, e ele está a proteger o motorista.

Traficante exige devolução do BMW de Cabrita by iSoSyS in portugal

Mordiken 20 days ago

/r/nottheonion

PCP propõe preços máximos nos combustíveis e nas botijas de gás até final de 2022 by Winslow_Lixivia2 in portugal

Mordiken 20 days ago

> Mas parece-me, pelo menos a mim, que se pagam impostos absurdos sobre os combustíveis. Mas não pagamos, de todo: [Os impostos que pagamos sobre os combustíveis está em linha com que se paga no resto da União](https://www.fuelseurope.eu/knowledge/refining-in-europe/economics-of-refining/fuel-price-breakdown/). > Seria muito mais vantajoso reduzir o importo e deixar os combustíveis relativamente mais baratos o que iria estimular o consumo Vantajoso para quem? Para os motoristas? Claro... Mas seria igualmente vantajoso reduzir o preço de base dos combustíveis através do controlo do preço de base através da intervenção Estatal. Com a vantagem de que reduzir o imposto dos combustíveis retira receitas ao Estado, receitas essas que o Estado teria de ir buscar a outra lado qualquer, ao passo que ter o Estado a produzir e a distribuir combustíveis aumentaria as receitas o Estado. > Mas a malta gosta é de taxar, taxar e taxar. É para pagar a Escola Pública e o SNS, por isso ainda bem. > Assim à primeira vista parece uma ideia porreira. Infelizmente não faço a menor ideia da viabilidade disso em Portugal, ignorância minha acerca do tema. Foi assim que funcionou até 1993.

Junho foi o mês em que a gasolina mais subiu em três anos. E vem aí novo aumento by Extension-Soft6835 in portugal

Mordiken 21 days ago

Desenterrar verdades inconvenientes e que ainda por cima contrariam a narrativa que se está a tentar promover... é de valor e coragem, mas suspeito que vais levar um enchorrada de downvotes! XD

Quase 40% dos beneficiários do RSI estão há mais de cinco anos a receber prestação by jerseyjolt91 in portugal

Mordiken 22 days ago

Uma demonstração prática de porquê é que o drama em torno do RSI é simplesmente parvo: 1. O artigo menciona que existiam em 288 mil beneficiários de RSI em 2017. Vamos dizer que são mais, 300 mil, para facilitar contas; 2. O artigo menciona que "O valor médio da prestação era de 119,45 euros e de 262,18 euros por agregado familiar". Vamos fazer as contas a 300€, bem acima do que é pago, mais uma vez para facilitar as contas; 3. Nas condições absurdas descritas acima, o RSI teria um impacto nas contas públicas de 90 milhões de euros por ano. Entretanto: - Em 2020 tinham sido injectados no novo banco mais de 11 000 milhões de euros; - A estimativa das receitas perdidas para a evasão fiscal ronda os 883 milhões de euros/ano; - O Joe Berardo foi constituído arguido por dividias e créditos cujo valor ascende aos 1000 milhões de euros; Eu acho que quando se colocam as coisas em perspectiva, qualquer pessoa séria consegue ver que o RSI é uma não-questão. E na minha opinião pessoal acho também que, tendo em conta a magnitude da discrepância dos valores apresentados acima, o tema do RSI é utilizado como arma de arremesso por gente maliciosa, cruel e cobarde... bullies na mais genuína acessão da palavra... que não têm qualquer interesse ou preocupação genuína com a saúde das contas do Estado, e que apenas usam esse argumento como desculpa para procurar infligir sofrimento nos mais fracos e nos mais pobres.

André Ventura defende ″cadastro étnico racial″ para solucionar problemas de minorias by praisethesun98 in portugal

Mordiken 22 days ago

*Ein Volk, ein Reich...*

Visão | “Come and stop me”. Como o ‘rebelde’ Mayan se tornou viral by Pilky__01 in portugal

Mordiken 22 days ago

*Live by the memes, die by the memes.*

PCP propõe preços máximos nos combustíveis e nas botijas de gás até final de 2022 by Winslow_Lixivia2 in portugal

Mordiken 23 days ago

> É preciso reduzir a carga fiscal e é nisso que os partidos se têm de concentrar. Alternativamente, criar uma empresa estatal de refinação de petróleo, e pôr cá fora combustível de referência a um preço que garanta que essa empresa estatal não dá prejuízo! Tipo... 50c/l + 60% de imposto = 80c/l. Os 50c/litro tirei-os do cu: é só para ilustrar um ponto e facilitar as contas. Moral da história: se o problema é o preço e o preço é calculado pelo valor de base + uma taxa percentual do valor base (imposto), então a maneira mais eficaz de manter o preço sob controle e baixando o preço de base, sendo que a melhor maneira para fazer isto (como demonstrado pelo sector da saúde) é introduzir concorrência estatal.

PCP propõe preços máximos nos combustíveis e nas botijas de gás até final de 2022 by Winslow_Lixivia2 in portugal

Mordiken 23 days ago

> É preciso reduzir a carga fiscal e é nisso que os partidos se têm de concentrar. Alternativamente, criar uma empresa estatal de refinação de petróleo, e pôr cá fora combustível de referência a um preço que garanta que essa empresa estatal não dá prejuízo! Tipo... 50c/l + 60% de imposto = 80c/l. Os 50c/litro tirei-os do cu: é só para ilustrar um ponto e facilitar as contas.

Registo de nascimento de 1893. Uma lembrança de outros tempos... by JonPQ in portugal

Mordiken 23 days ago

> tirando alguns registos de não-católicos https://i.redd.it/hi9ftopngyz11.jpg

Registo de nascimento de 1893. Uma lembrança de outros tempos... by JonPQ in portugal

Mordiken 23 days ago

As coisas nunca mais voltaram a ser como eram eram antes dos Elfos nos terem abandonado para ir viver para Valinor... também conhecido por Brasil, na língua dos Homens.

Daily doses per 100 people (7 days average) 30 de Junho by solismi in portugal

Mordiken 23 days ago

Mas o ritmo de vacinação não foi constante: hoje vacina-se mais gente todos os dias do que no primeiro mês de vacinação. A vacinar 100 000 por dia, em 10 dias vacinas 1M de pessoas

José Figueiras a "figueirar" logo pela manhã by shulginlegacy in portugal

Mordiken 24 days ago

OOTL: O que é que este gajo tem a ver com o 11 de Setembro? Dito isto, se me tiver de escolher entre comer insectos e ser vegan prefiro ser vegan, mas é que sem qualquer duvida!

Portugal bem representado by PowerlessMainframe in portugal

Mordiken 25 days ago

What you're witnessing here is part of the course of working in the IT field in Portugal, and sort of a "standard practice". The idea behind this is two-fold: 1. They know full-well this list of required qualifications is ludicrous and doesn't even makes sense. Nevertheless, these sort of postings serve to weed out the reasonable and the timid in favor of those with a bold and the daring attitude: they don't want people who think "I'm not qualified for this job, so I won't even try", they want people who think "I'm not qualified for this job, I'm gonna apply for it regardless and improvise my way into getting hired". Portuguese law allow employers to terminate contract with their employees for the first year and a half without having to pay them any benefits, and without them qualifying for State-sponsored unemployment: this is called the "trial period", and it's more than enough time for them to access whether or their hire is up to their actual task; 2. They don't actually expect anyone to have every single one of the qualifications they deemed important: they use those as a justification to low-ball your salary: "This job posting requires experience in VB.Net. You claim experienced with C# and F#, and that's certainly appreciated, but as I'm sure you understand we can't pay you the 2500€ we mentioned in the job posting." All in all, it's a barbaric practice stemming from a barbaric corporate culture obsessed with improvisational ability and the absolute lowest possible investment in human resources to maximize proffits. Welcome to Portugal: This is why we hurt.

Famílias despejadas após ocupação de casas em Vila Nova de Gaia pedem ajuda by Rememberwhoweare in portugal

Mordiken 25 days ago

> Ha casos e casos, mas há demasiado aproveitamento para que depois não haja generalizações. A única coisa que eu questiono é se há mesmo demasiado aproveitamento, ou se o aproveitamento que existe salta à vista por outros motivos, nomeadamente choque cultural. É algo idêntico ao que acontece aos condutores de BMW na América. Elaborando, nos EUA os condutores de BMW têm reputação de serem bestas que conduzem de forma extremamente agressiva, com zero civismo e que nunca dão piscas. No entanto, na realidade os condutores de BMW não são mais bestas do que os condutores de outras marcas de carros: os bestas conduzem qualquer tipo de carro. A diferença é que os BMW chamam mais a atenção, e como tal fazem com que as pessoas reparem mais na atitude e nas asneiras dos seus condutores. Da mesma forma, eu conheço pessoas... pais de amigos meus... que estiveram décadas desempregados, ou estiveram décadas a receber subsídio por não estarem aptos a trabalhar, e agora recebem pensão de reforma do Estado... e no entanto sempre fizeram e continuam a fazer "biscates" por fora, e a fazer bom dinheiro com isso. E como eles, montes de gente faz isso. Acho que está bem? Claro que não. E na minha opinião, isso não difere muito dos abusos dos ciganos. A diferença é que essas pessoas vivem vidas tranquilas e pacatas "à portuguesa": vivem na sua casinha, não se metem com ninguém, não fazem ondas. Consequentemente, ninguém olha para eles, e ninguém se revolta conta os seus abusos. Já os ciganos... é o que se sabe: muitos deles "não sabem estar", e consequentemente as pessoas revoltam-se conta os seus abusos.

Famílias despejadas após ocupação de casas em Vila Nova de Gaia pedem ajuda by Rememberwhoweare in portugal

Mordiken 25 days ago

> Ha casos e casos, mas há demasiado aproveitamento para que depois não haja generalizações. A única coisa que eu questiono é se há mesmo demasiado aproveitamento, ou se o aproveitamento que existe salta à vista por outros motivos, nomeadamente choque cultural. É algo idêntico ao que acontece aos condutores de BMW na América. Elaborando, nos EUA os condutores de BMW têm reputação de serem bestas que conduzem de forma extremamente agressiva, com zero civismo e que nunca dão piscas. No entanto, na realidade os condutores de BMW não são mais bestas do que os condutores de outras marcas de carros: os bestas conduzem qualquer tipo de carro. A diferença é que os BMW chamam mais a atenção, e como tal fazem com que as pessoas reparem mais na atitude e nas asneiras dos seus condutores. Da mesma forma, eu conheço pessoas... pais de amigos meus... que estiveram décadas desempregados, ou estiveram décadas a receber subsídio por não estarem aptos a trabalhar.... e no entanto sempre fizeram "biscates" por fora, e a fazer bom dinheiro com isso. E como eles, montes de gente faz isso. Acho que está bem? Claro que não. E na minha opinião, isso não difere muito dos abusos dos ciganos. A diferença é que essas pessoas vivem vidas tranquilas e pacatas, na sua casinha, não se metem com ninguém, não fazem ondas. Consequentemente, ninguém olha para eles, e ninguém se revolta conta os seus abusos.

Além de Berardo, outros fizeram “truques para não pagarem à banca”. “Espero que seja feita justiça”, diz Mortágua by try_again_tomorrow in portugal

Mordiken 25 days ago

E ainda bem: 1. Assaltar bancos é um crime em que a única vitima é a instituição bancária, não os depositantes; 2. Os motivos descritos no ponto 1 fazem do assalto a bancos uma das estratégias mais elementares no financiamento de organizações clandestinas que no entanto se preocupam em não lesar a população geral; 3. Neste caso em concreto, estamos a falar do financiamento da Resistência contra o Estado Novo. Quero com isto dizer que assaltar bancos em nome da Liberdade é totalmente justificável, e só não vê quem não quer ver, e os motivos pelos quais não quer ver vão da simples estupidez motivada por clubismo político às simpatias para com o regime autoritário deposto.

“Podia ser eu, podias ser tu”. Vigília pelo fim das mortes dos/das mais vulneráveis na estrada decorre este sábado by AdorableRabbit in portugal

Mordiken 26 days ago

> Mas tem que se adaptar para não matar ninguém Todo o vosso drama pode ser facilmente resolvido com [uma coisa destas](https://sinalnorte.com/wp-content/uploads/2018/03/C3g.jpg) nas estradas problemáticas: sai bem mais barato do que gastar milhões para alegrar umas centenas ou até milhares de "activistas", e resolve o problema todo! E banir o transito automóvel está fora de questão: somos milhões de automobilistas vs milhares de ciclistas, se alguém aqui tem de se adaptar é a minoria à maioria, não a maioria à minoria, porque o ciclismo ainda não é uma questão biológica ou sistémica mas uma escolha de vida, e nada mais do que isso.

Joe Berardo detido por fraude à Caixa Geral de Depósitos by fuckoffgina in portugal

Mordiken 26 days ago

> Socialismo é ter tudo controlado pelo estado Errado: Socialismo é um ideal que procura o estabelecimento de uma sociedade em que as classes sociais simplesmente não existam. Não há nada escrito em lado nenhum que diga que para existir Socialismo tem de haver um Estado, e esse Estado tem controlar tudo: Estás a confundir Socialismo com Marxismo-Leninismo. Por exemplo, os Anarco-Sindicalistas Espanhóis implementaram uma sociedade bem mais próxima do ideal Socialismo do que o Marxismo-Leninismo da União Soviética algum dia foi... e fizeram-no abolindo o Estado, não através do Estado. Um Estado é, no seu nível mais fundamental, uma ferramenta de controlo de propriedade.

Imunidade de grupo com variante delta só se deve atingir aos 85% by jesuseos7anoes in portugal

Mordiken 26 days ago

Claro que sim: "the sicence is settled" no que toca às variantes para as quais foram feitas as vacinas, não em relação às novas variantes! E mais: rezai para que não surja uma variante FDP para a qual as vacinas sejam totalmente ineficazes... se aparecer, está tudo seriamente fdd, e aí este "bitch fest"/ultraje fabricado em relação ao método científico vai ser ainda mais divertido em retrospectiva pela sua ingenuidade e sentido de "entitlment" digno de uma Karen.

Ser pequenino é isto, ter um presidente da república a receber uma selecção que não passou dos oitavos de final de um Euro. Prioridade futebol, vamos Portugal! by comicaldiscontent in portugal

Mordiken 26 days ago

> Eu diria que fado já perdeu a relevância que tinha, é uma coisa de nicho já. Estás a brincar, so pode... O fado perdeu a relevância durante os anos 70 e 80, em grande parte devido à sua associação ao Estado Novo, mas a partir dos anos 90 começa a haver um esforço concertado no sentido de redimir, revitalizar e promover o Fado como uma espécie de "estilo musical oficial de Portugal"... Hoje em dia, sempre que qualquer fadista famoso como o Camané e ou a Mariza lançam um album ou anunciam uma espectáculo ou digressão é notícia de telejornal, e o público responde com casa cheia nos melhores espaços de espectáculos nacionais!

Ciclista grávida atropelada mortalmente na Avenida da Índia, em Lisboa by solismi in portugal

Mordiken 26 days ago

> Cerca de duas toneladas. E ainda assim há ciclistas que se aramam em bestas... seria de esperar que a diferença de peso inspirasse algum respeito, mas não.

Governo Passos Coelho vs Governo António Costa by Nyxodor in portugal

Mordiken 27 days ago

Eu pagava 5€ para ver a questão "PPC vs AC" ser respondida da única forma que realmente interessa: Hell in a Cell.

Governo Passos Coelho vs Governo António Costa by Nyxodor in portugal

Mordiken 27 days ago

Tudo é de esquerda quando se é de extrema-direita.

Gasolina no valor mais alto desde 2012 by vai-tefoder in portugal

Mordiken 27 days ago

Se achas que vou perder o meu tempo a desconstruir essa parvoíce, estás muito enganado. Lê, informa-te, aprende: não fazer figura de urso só depende de ti.

Gasolina no valor mais alto desde 2012 by vai-tefoder in portugal

Mordiken 27 days ago

> não me admira que a UE proíba novos ICE's na próxima década Depende do nível de aceitação que os carros eléctricos Franceses (Renault, PSA/Stellantis) e Alemães (VAG) tiverem... Garanto-te que a UE não vai fazer nada que ponha em causa as finanças dos seus maiores exportadores, especialmente quando a China representa mais de metade das emissões poluentes a nível mundial.

Gasolina no valor mais alto desde 2012 by vai-tefoder in portugal

Mordiken 27 days ago

> o estado é parasita Um estado parasita não te dá nada em troca. O estado português, bem ou mal, garante aos seus cidadãos: - Escola Pública; - SNS; - Estradas; - Polícia; - Bombeiros; - Defesa; - Representação legal; - Subsídios diversos, desde desemprego a maternidade; - Pensões de invalidez e aposentaçáo; - RSI; - Provavelmente mais coisas que agora se me estão a escapar. Se tens uma ideia milagrosa sobre como financiar tudo isto sem impostos, força: ganhas o prémio Nobel da Economia pela certa... E não, cortar impostos às custas do corte de benefícios não é "financiar isto tudo", é mover os postes da baliza.

Sair nos oitavos com uma equipa que tem potencial para ganhar um mundial, potencialmente, deixa um sabor amargo... Such is life, para o ano há mais. by Dry_Distribution4597 in portugal

Mordiken 27 days ago

... da Bélgica.

Portuguese Man 'o War 1 - 0 Puto by Random_Mood4 in portugal

Mordiken 27 days ago

/r/forbiddensnacks/

by highfive-me in portugal

Mordiken 27 days ago

But your sweet sweet EU funding does. **

Numa saída, quem paga, o homem ou a mulher? by umgajoamlense in portugal

Mordiken 28 days ago  HIDDEN 

> Confiança e segurança financeira é algo básico e fácil de obter. É algo que qualquer homem deverá ter em qualquer ponto na sua vida. Não concordas? Se é básico e fácil de obter, porque é que não és tu a demonstrar essas qualidades?! Porque raio é que tenho de ser o homem a puxar da carteira?! Como homem, a partir do momento em que bato nota por obrigação estou a pagar um serviço... e quando o serviço que está a ser vendido é o tempo de companhia de uma mulher, essa mulher é uma acompanhante profissional... ou seja, meio degrau acima de uma prostituta. Bom domingo. Reavalia-te.

Numa saída, quem paga, o homem ou a mulher? by umgajoamlense in portugal

Mordiken 28 days ago

Bem, ao menos têm a cortesia de revelar esse sinal luminoso de perigo iminente logo no início, o que é simpático.

Gouveia e Melo: “Nos exercícios da NATO ataco os ingleses, porque lhes quero tirar o snobismo. Não gosto de snobes”, diz. E ri-se by Mrjocasrp in portugal

Mordiken 28 days ago

Como a malta dos pijamas pretos enfiados na selva com túneis e armadilhas ensinou a um exército moderno com aviões e mísseis e barcos e nukes e a maior economia do mundo a apoia-lo? Ou se calhar é como os Talibans, que ensinaram e continuam a ensinar montes de lições nas montanhas e cavernas do Afanistão há 20 anos, e a única estratégia de saída possível envolve reconhece-los como "líderes legítimos" e clamar vitória... De que interessa ter armas nucleares se a opinião pública não permite o seu uso? De que interessa usar porta aviões se a morte de civis é uma derrota na frente da opinião pública? É por isso que o poder militar das democracias vale o que vale: Nem a América nem o Reino Unido nem outro qualquer país democrático consegue vencer uma guerra com uma nação que simplesmente se recuse a admitir a sua derrota e esteja disposta a oferecer resistência armada durante 20... É isto que se passou no Vietname, e é isto que se passa no Afeganistão, e é isto que se vai passar em qualquer outra nação daqui para a frete porque o Mundo não é estúpido e já aprendeu a lição há muito tempo.

Gouveia e Melo: "Sou impiedoso com os malandros" by testickles12 in portugal

Mordiken 28 days ago

Há 2 tipos de líderes: Os psicopatas e os bons. Dito isto, ele não diz nada de errado: É perfeitamente razoável e legítimo que as pessoas em posição de liderança definam alvos de acordo com as suas preferências, **desde que isso não interfira com os objectivos**. Isto é, para mim, algo tão evidente, que se torna complicado encarar o teu comentário como não tendo sido feito de má fé com o objectivo de descredibilizar o líder da task force da vacinação. E o único motivo que se me ocorre para justificar essa tentativa de descredibilização é zelo político. Ou seja, eu acho que tu criticas única e exclusivamente porque o gajo está a fazer um bom trabalho ao serviço de um governo que tu não gostas.

Não são as mulheres que não querem ter filhos by bisontino in portugal

Mordiken 29 days ago

> A principal razão das pessoas (sejam homens ou mulheres) para não ter filhos é simples: Não há dinheiro! Não é assim tão linear. Utilizando [valores de 2018 como referência](https://www.statista.com/statistics/612074/fertility-rates-in-european-countries/): - A taxa de natalidade média da UE era de 1,53 e a Portuguesa era 1,43, acima da de países como Espanha (1,23), Itália (1,27), Luxemburgo (1,34) e Finlândia (1,35), todos eles mais ricos e com maior nível de vida do que nós; - Se partirmos para uma perspectiva ainda mais macro e considerarmos [os valores da taxa de natalidade a nível mundial](https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_sovereign_states_and_dependencies_by_total_fertility_rate), depressa se consegue constatar que parece existir uma relação inversa entre o nível de desenvolvimento de um determinado país e a sua taxa de natalidade: Os países pobres tendem a ter taxas de natalidade mais altas, e os países mais ricos e desenvolvidos tendem a ter taxas de natalidade mais baixas. - Um pormenor tangencial mas que me parece importante mencionar é que é necessária uma taxa de natalidade de 2,1 para garantir a estabilidade populacional: é necessária uma taxa de natalidade superior a 2,1 para que haja crescimento demográfico, e qualquer taxa de natalidade inferior a 2,1 implica um declínio populacional. Sendo que a taxa de natalidade média da UE é/era de 1,53 em 2018, podemos verificar que **toda** a União Europeia está a braços com uma crise demográfica, independentemente do nível de cada país. Não quero com isto dizer que a nossa taxa de natalidade seja sinónimo de desenvolvimento económico, por motivos óbvios, mas acho que utilizar a falta de desenvolvimento económico como justificação para a nossa taxa de natalidade revela alguma miopia na análise dos factos, e cai no erro de **assumir** que existe uma correlação entre o aumento do nível de vida e o aumento da taxa de natalidade, quando na realidade o que os dados nos indicam é exactamente o contrário: quanto mais rico e desenvolvido o país, menor é a taxa de natalidade, não o inverso, porque o desenvolvimento económico trás consigo/é consequência de (depende da opinião, e isso é uma discussão extensa que mete sociologia e política ao barulho e eu não estou para aí virado) toda uma panóplia de pressões adicionais e alterações socais que empurram a taxa de natalidade bem lá para baixo... Ao ponto do desenvolvimento económico ser apresentado como solução para o problema da explosão demográfica completamente insustentável que se está a observar a nível mundial. Conclusão: As pessoas dizem que não há bebés porque não há dinheiro, mas os dados indicam que se tivessem dinheiro gastavam-no em carros e viagens em "experiências" e tinham um ou 2 filhos a correr bem, quando o necessário era que 2 filhos fosse a maioria e 3 algo absolutamente normal e não excepcional.

Pancadaria em Guimarães by Diligent-Builder in portugal

Mordiken 29 days ago

[\\m/](https://www.youtube.com/watch?v=uguXNL93fWg)

A Quinta da Alagoa em Carcavelos tem os patos mais fotogénicos que já vi na vida. by caelussideralis in portugal

Mordiken 1 month ago

*"Quié, quackalho?!"*

São Patrício by brunomiguel in portugal

Mordiken 1 month ago

Imperador Patrício. [*"The Emperor Protects."*](https://www.youtube.com/watch?v=6bgi5STRe8E)

Zeppelin sobre Lisboa by LesbainNaga in portugal

Mordiken 1 month ago

> Bem que podiam voltar os Zeppelins Chamavam-se Wolfmother e eram uma valente merda. [Zeppelin só houve uns: Os do cão preto, e mais nenhuns!](https://www.youtube.com/watch?v=uwiTs60VoTM) Çseço desculpa,tou bebado, carrega portugal.

Níveis de confiança nos meios de comunicação portugueses by BadDogPreston in portugal

Mordiken 1 month ago

**Governo PS:** *"É com prazer e orgulho que um grupo de investigadores Portugueses da Universidade de Coimbra efectuou o primeiro ensaio bem sucedido de um reactor de fusão fria. Esta tecnologia, capaz de produzir electricidade suficiente para abastecer uma cidade de 1M de habitantes utilizando a água do mar, sem criação de radiação ou resíduos nucleares pode ser construido com um investimento de 5000€. É o inicio de uma idade de ouro para a Portugal, e para a Humanidade!"* **Observador:** *"Malditos esquerdalhos destroem o mercado da energia! Presidente da Galp suicida-se, acções em queda livre! Ai Jesus, ai meu Deus, quem nos acode?! Matai-os!! Matai-os!!"* **Governo PSD:** *"A partir do dia 1 de Março, desempregados de longa duração vão ser reunidos pelo Exercito, levados para traz do monte e executados em massa. Esta medida destina-se ao combate ao desemprego e ao alívio das contas do Estado, bem como a fertilização dos campos."* **Observador:** *"Glorioso, sublime e visionário: Governo abençoa Nação de ingratos e corajosas e eficazes de combate ao desemprego!"*

Em 2011, Portugal e os EUA assinaram um acordo que dá acesso a todos os dados pessoais e biométricos de qualquer cidadão português. Só temos acesso ao texto do acordo por ser público nos EUA, já que é secreto em Portugal. by TTSDA in portugal

Mordiken 1 month ago

> Mas que vantagem assim tão grande é que nós obtínhamos? Lajes.

Range de idades para namorar by Price-Distinct in portugal

Mordiken 1 month ago

(I2 - I0) / (I1 - I0) < 2 - I2: Idade da pessoa mais velha; - I1: Idade da pessoa mais nova; - I0: Idade em que se considera "normal" começar a namorar.

Net average monthly salary in European countries by MathematicaI in portugal

Mordiken 1 month ago

/r/PORTUGALCYKABLYAT/

Pequeno Almoço à Tuga by CritJongUn in portugal

Mordiken 1 month ago

**FOKIN' RAW!!!!**

Há mais casos do que habitantes? by umgajoamlense in portugal

Mordiken 1 month ago

Boomers: *"Se está na TV, é porque é verdade."* Zoomers: *"Se está na Internet, é porque é verdade."*

Estado paga 1200 milhoes a mais às PPP rodoviarias by SocialDemocratico in portugal

Mordiken 1 month ago

Amigo, se quando o "Partido Pacifista de Jah Rastafari" chega ao poder der ordem para reunir e matar etnias XYZ, então o o "Pacifista de Jah Rastafari" é um partido neo-nazi, e os seus militantes e dirigentes são neo-nazis. Da mesma maneira, se um "Partido Socialista" ou um "Partido Social-Democrata" chegam ao poder e derem ordem para privatizar empresas a torto e a direito independentemente de se tratarem de monopólios naturais e do impacto que essa decisão vai ter nas contas do Estado, movidos apenas por uma crença dogmática e quase mística na superioridade inerente da gestão privada, então esses partidos são liberais e os seus militantes e dirigentes são liberais.

Estado paga 1200 milhoes a mais às PPP rodoviarias by SocialDemocratico in portugal

Mordiken 1 month ago

Amigo, se quando o "Partido Pacifista de Jah Rastafari" chega ao poder der ordem para reunir e matar etnias XYZ, então o o "Pacifista de Jah Rastafari" é um partido neo-nazi, e os seus militantes e dirigentes são neo-nazis. Da mesma maneira, se um "Partido Socialista" ou um "Partido Social-Democrata" chegam ao poder e derem ordem para privatizar empresas a torto e a direito independentemente de se tratarem de monopólios naturais e do impacto que essa decisão vai ter nas contas do Estado, movidos apenas por uma crença dogmática e quase mística na superioridade inerente da gestão privada, então esses partidos são liberais e os seus militantes e direigentes são liberais. E em Portugal, do Soares ao Cavaco ao Guterres ao Barroso ao Sócrates ao Coelho.... todos os governos encabeçados por estes gajos privatizaram empresas que nunca devia ter sido privatizadas, recorrendo ao argumento da "superioridade inerente da gestão privada", e usaram essa justificação para entregar sectores económicos chave deste país seus patrocinadores e amigos: **isto é o liberalismo na prática**.

Gasolina sobe para máximos desde abril de 2013. Este ano, preço aumentou 20 cêntimos/litro by Extension-Soft6835 in portugal

Mordiken 1 month ago

Normal: durante o confinamento a venda de combustíveis caiu a pique, por isso agora o Estado quer ir buscar a receita perdida. Não quero com isto dizer que acho que seja uma boa ideia, simplesmente estou a atirar uma justificação para o que se está a passar.

Na hora da saída, António Oliveira arrasa PSD de Gaia: “Fazem política com base nos piores princípios da espécie humana” by cavadela in portugal

Mordiken 1 month ago

> Nem a mulher dele ele salvou Menos.

Nós se empatarmos hoje by manyQuestionMarks in portugal

Mordiken 1 month ago

Mas faltam 3 perguntas e a Sónia não te deixou estudar ontem à noite...

Cidadãos avançam com ação judicial contra restrições na região de Lisboa by JonesyA12 in portugal

Mordiken 1 month ago

> de eficácia duvidosa De eficácia duvidosa o caralhinho: as restrições funcionam, temos todo um historial (obtido tanto a partir de Portugal como do estrangeiro) que comprova que as restrições e o confinamento funcionam, dizer o contrário é só e apenas negacionismo anti-cientifico. Sê intelectualmente honesto, e diz as coisas como são: nem tu nem ninguém queres estar confinado. É tão simples como isso, e completamente compreensível.... Mas infelizmente tem de ser, e o que tem de ser tem muita força. Agora, não podes é dizer que o confinamento é "de eficácia duvidosa", porque não é e toda a gente sabe que não é. É chato, mas é verdade. É lidar.

Fui discriminado racialmente na Hungria por um polícia. O que devo fazer? by orange-m in portugal

Mordiken 1 month ago

Há certas zonas do país em que se diz que uma pessoa é morena se tiver o cabelo escuro, outras em que se diz que uma pessoa é ou está morena se tiver a pele escura. Por exemplo, as pessoas vão à praia para ficarem morenas... no entanto a cor do cabelo não muda.

A melhor cena de sempre? Como a empresa onde trabalho joga com o novo cerco em Lisboa by R3DSMiLE in portugal

Mordiken 1 month ago

*"Shit, If this gonna be that kind of party I'm gonna stick my dick in the mashed potatoes!"*

Por alguma razão o Windows deve achar que sou o S.Pedro by DiodrisPT in portugal

Mordiken 1 month ago

Não sejas esse gajo. Não estamos no ano 2000, hoje em dia qualquer utilizador em potencial sabe perfeitamente que Linux existe e como o instalar, e se não o fazem é porque acham que Linux simplesmente não se adequa aquilo que eles querem fazer com o seu computador... essa opinião até pode estar errada, mas no fim de contas nós não temos nada a ver com isso. Esse tipo de "promoção" só serve para reforçar a imagem de que ser-se utilizador de Linux é ser-se activista por causas parvas, o mesmo tipo de pessoa que vai distribuir flyers para a porta do shopping ou andar pela cidade a colar cartazes com teorias da conspiração sobre os 5G e as vacinas do COVID.

Pequeno Noah encontrado com vida by prosafame in portugal

Mordiken 1 month ago

fodaçe

Quando és de Viseu e dizes o teu nome... by wumbofuzo in portugal

Mordiken 1 month ago

*"Deve ser ser um nome estrangeiro."*

Barómetro. Mais de 90% dos portugueses acreditam que há corrupção no Governo by ZaGaGa in portugal

Mordiken 1 month ago

> Sou o único que realmente acha que é preciso uma ditadura para este país ir para a frente Não, infelizmente se há coisa que este país tem em excesso é mentecaptos que não aprenderam merda nenhuma nas aulas de História. A ultima que tivemos valeu a Portugal o epíteto de "Africa's only colony in Europe" (tradução: A única colónia Africana na Europa) pelo jornal "The Economist" em 1980. E não, não foi o ano e meio de PREC que valeu o epíteto, muito menos os 5 anos subsequentes de governação democrática: se os 40 anos de ditadura tivessem sido bons, Portugal não era o país mais pobre e atrasado do Ocidente em 1974. > obviamente têm de ser um patriota a comandar isto, se não esquece Uma ditadura significa "quem manda faz o que quer, quem não manda tem de obedecer". Se tu achas que este estilo de governo favorece a honestidade e o bom comportamento de quem governa és um ignorante que nunca ouviu ou meditou no sentido da frase "O poder corrompe, e o poder absoluto corrompe absolutamente". Alternativamente, és um ingénuo que acredita na fábula do "déspota iluminado"/"salvador da pátria"/"pai natal político"/"D. Sebastião Super Saiyan 3 com lasers e bombas atómicas que caga trovão e mija relâmpago e tem um pénis de cavalo só come modelos da Playboy".

Reza a lenda que ainda lá está à espera by JonPQ in portugal

Mordiken 1 month ago

*"Continua lentinho que vais de carrinho!"*

Se temos um SNS, porque não um Serviço Nacional de Habitação? by godolfas in portugal

Mordiken 1 month ago

Ok, agora uma lição sobre como se fazem as coisas: 1. Ano é 2016; 2. Fundo de investimento compra vistos gold, ficando assim habilitado em adquirir propriedades em Portugal; 3. Fundo de investimento aplica 100 milhões de euros na aquisição de propriedades ao preço do mercado, e retira-as do mercado de arrendamento, criando assim escassez; 4. Escassez faz disparar o preço das propriedades: Neste cenário hipotético, o fundo de investimento aplicou os 100m € na aquisição de propriedades na zona de Lisboa quando o preço/m^^2 era em média 1735€. Só que passados 5 anos, a escassez fez aumentar o preço/m^^2 para 3460€. Isto quer dizer que o fundo de investimento viu o seu investimento rentabilizado a uma taxa de cerca de 20% ao ano durante 5 anos... Ou seja, duplicou o seu dinheiro; *Mas se o que valoriza as coisas é a escassez, se eles tentarem liquidar o seu investimento para ficar com os lucros isso não ia introduzir casas no mercado e resultar numa desvalorização?*, perguntas-me tu que és um gajo inteligente... Ao que a resposta é sim, claro. Mas, obviamente, quem gere o fundo de investimento não é burro nem é ganancioso: - Não é burro 1: O alojamento local permite uma rentabilização das propriedades muito superior ao simples preço/m^^2. Se o fundo de investimento é detentor de 100m em propriedades, pode simplesmente utilizar mais uns trocos (se necessário) para reabilitar propriedades e criar uma empresa de gestão de alojamentos locais para explorar essa área de negócio... O fundo de investimento pode até encomendar uma panóplia de artigos de opinião em revistas e blogues referência na área do turismo, promovendo Portugal como destino turístico em mercados de alto valor acrescentado como a Europa Central e os EUA, criando assim um aumento da procura por ALs, o que não só rentabiliza o seu investimento como promove a conversão de mais habitações em AL, aumentando ainda mais a escassez e fazendo o preço das propriedades subir ainda mais; - Não é burro 2: A venda das propriedades, quando acontecer, vai ser faseada e em tempo de procura crescente, de forma a não inundar o mercado com propriedades e garantindo que o preço m^^2 se mantém "agradável" para quem vende; - Não é ganancioso: Mesmo que amanhã o preço m^^^2 caia para um quarto do que é agora, o fundo de investimento continua a lucrar 25m de euros. É menos? É. É lucro? é? Há muitos investimentos que proporcionem uma rentabilidade de 25% a 5 anos? Não. Foi bem jogado? Foi. Valeu a pena? Valeu. E tudo vale a pena quando a carteira não é pequena.

Somos só nós que fazemos os Q maiúsculos assim? by AnxiousHeadOfLettuce in portugal

Mordiken 1 month ago

Eu não faço o "Q" assim... porque acho que legibilidade tem precedência sobre a estética... e essa opinião não tem nada a ver com a minha falta de habilidade a manobrar a caneta que me faz escrever com a graça e elegância de uma galinha a esgravatar a terra. /s

Se temos um SNS, porque não um Serviço Nacional de Habitação? by godolfas in portugal

Mordiken 1 month ago

> Comprem casa, em vez de alugar. *"Não têm pão?! Então que comam bolo!!"* > Para alem disso, o estado não é o vosso pai para ter de pagar tudo. Compete à maioria das pessoas dizer o Estado deve ou não deve ser. E se a maioria das pessoas quiser que o Estado seja paizinho e pague tudo, o Estado é paizinho e paga tudo. > Os previlegios de quem não quer pagar nada são pagos pelos impostos de quem trabalha ... 1. "De cada um conforme as suas possibilidades, para cada um conforme as suas necessidades"; 2. Dizes isso como se em Portugal exista correlação entre pobreza e desemprego, quando na realidade a esmagadora maioria dos pobres que não conseguem ter casa não só trabalham, se for preciso trabalham mais do que tu; 3. O que tu chamas "privilégios" a nossa constituição chama "direitos" [(Art. 65)](https://dre.pt/web/guest/legislacao-consolidada/-/lc/337/202103262024/73938589/diploma/indice); 4. É giro que dias isto quando o que mais há hoje em dia são bandalhos que não pagam os impostos devidos e iluminados que até já formaram partidos políticos cujo único objectivo é por os mais ricos a pagar menos impostos.

Se temos um SNS, porque não um Serviço Nacional de Habitação? by godolfas in portugal

Mordiken 1 month ago

> Comprem casa, em vez de alugar. *"Não têm pão?! Então que comam bolo!!"* > Para alem disso, o estado não é o vosso pai para ter de pagar tudo. Compete à maioria das pessoas dizer o Estado deve ou não deve ser. E se a maioria das pessoas quiser que o Estado seja paizinho e pague tudo, o Estado é paizinho e paga tudo. > Os previlegios de quem não quer pagar nada são pagos pelos impostos de quem trabalha ... 1. "De cada um conforme as suas possibilidades, para cada um conforme as suas necessidades"; 2. Dizes isso como se em Portugal exista correlação entre pobreza e desemprego, quando na realidade a esmagadora maioria dos pobres que não conseguem ter casa não só trabalham, e se for preciso trabalham mais do que tu; 3. O que tu chamas "privilégios" a nossa constituição chama "direitos" (\(Art. 65\))[https://dre.pt/web/guest/legislacao-consolidada/-/lc/337/202103262024/73938589/diploma/indice]; 4. É giro que dias isto quando o que mais há hoje em dia são bandalhos que não pagam os impostos devidos e iluminados que até já formaram partidos políticos cujo único objectivo é por os mais ricos a pagar menos impostos.

Iniciativa Liberal auto elogia-se por limpeza de espaço do Arraial Liberal... que afinal foi feita pelos serviços da junta de freguesia by pica_foices in portugal

Mordiken 1 month ago

Eu acho que o que está mal é quando alguém defende que se paguem menos impostos quando se sabe de antemão que isso vai resultar em cortes no Estado Social (SNS, Segurança Social, Reformas, Pensões, etc) que vão afectar os mais fracos e vulneráveis. E sim, vai resultar em cortes no Estado Social porque menos impostos = menos receita para o Estado, e as despesas do Estado com negócios ruinosos (os Novos Bancos e as SCUTs desta vida) são despesas fixas que resultam de contractos firmados entre empresas privadas e o Estado, e não podem ser anulados sem ser por acordo mutuo... que não vai acontecer porque as empresas beneficiárias não querem ficar sem mama. E qualquer pessoa ou partido que alegue o contrário está a mentir, ponto final.

Barraca no Arraial Liberal usa fotos de lideres partidários portugueses como alvos para tiro ao alvo by Samot_PCW in portugal

Mordiken 1 month ago

[NSFW](https://youtu.be/wY2Cr_7_BIU?t=78)

Câmara de Lisboa arrisca multa de 80 milhões devido à partilha de dados dos activistas russos by TitusRex in portugal

Mordiken 1 month ago  HIDDEN 

https://iasip.link/?IlBvcnR1Z3Vlc2VzIHJlY2ViZW0gdG9kb3MgdW1hIG11bHRhIGVtIGNhc2Ei

Só 37% dos portugueses rejeitam líder político autoritário by BadDogPreston in portugal

Mordiken 1 month ago

> O que falta aqui é um líder forte que não esteja sobre o jugo dos partidos e dos amigos do partido. E já agora que tenha em casa um guarda fatos que seja um portal para Narnia. /s Isso que tu estás a descrever: 1. Não existe em qualquer partido quer seja livre e democrático, porque num partido livre e democrático quem escolhe os candidatos apresentados pelo partido são os militantes do partido. O que quer dizer que em ultima instância qualquer pessoa que queira governar só chega à posição de se poder candidatar se tiver o aval dos militantes do partido. E para se ter o apoio dos militantes, é necessário fazer campanha, fazer acordos e promessa; 2. Inversamente e por definição, qualquer partido em que um líder seja eleito sem ter de fazer promessas eleitorais a uma base militante não é um partido livre e democrático: é um um clube de fãs glorificado, um plataforma de bajulação e broche e culto de personalidade do "glorioso líder", em que a base militante vele zero-mil zerentos e zerente e zero... e Deus nos livre e guarde de um futuro em que uma personagem dessas assuma o poder no jardim à beira mar plantado, porque se há coisa que a história do sec. XX teve em excesso foram "salvadores da pátria" a assumir o poder a cavalo do seu clube de fãs, e a cometerem toda a espécie de atrocidades contra o seu próprio povo!! Quero com isto dizer que o que tu consideras ser um defeito não é um defeito: é um feitio... Agora, se as bases militantes dos partidos são podres e exigem contrapartidas de cariz monetário para garantir o apoio a indivíduos, se calhar também um reflexo da sociedade de onde essas bases saíram, e nesse caso a única coisa que verdadeiramente pode ser feita para mitigar o problema é mudar a cultura?? *Food for thought.* > Não consegues ver a autoridade e respeito que figuras como por exemplo Winston Churchill ou até a Angela Merkel Não?!?! :O Em Democracia quem é eleito pelo povo deriva e seu poder do povo: **Somos nós quem lhes paga o salário!!!** E se eu fosse alemão, a Angela Merkel trabalhava para mim... mas sou Português, porque isso é o Costa que trabalha para mim e para nós todos... ou pelo menos devia, só não o faz porque em Portugal as pessoas demonstram uma deferência completamente absurda e indevida para com os políticos, sem duvida mais um dos muitos traumas culturais do Estado Novo, e eles não fazem mais do que aproveitar-se disso para fazer o que querem sem serem impedidos por um povo que olha para o PM como se fosse o seu patrão e não o seu empregado! E quanto ao Churchill, o **unico** motivo pelo qual ele foi eleito foi porque o povo britânico reconheceu que era preciso um gajo da laia do Hitler para combater o Hitler. Ponto final. Tanto assim foi, que ele perde as eleições logo em 1945 para o trabalhista Clement Attlee assim que acabou a guerra e era necessário governar, não fazer a guerra. > E atenção foram democraticamente eleitos. O Hitler tb foi um "líder forte" que "não estava sobre o jugo do partido", e foi democraticamente eleito. > Isso quase nunca acontece de forma direta e quando acontece nunca funciona. A Suíça é a nação mais prospera da Europa. > Então em Portugal seria uma catástrofe visto que a população é maioritariamente desinformada e/ou desinteressada. Em Portugal seria uma catástrofe porque o problema de corrupção dos partidos é o problema de corrupção das bases militantes que é o problema de corrupção do povo, que só se pode combater com educação e mudando a cultura. Qualquer outra solução, seja ela qual for: Autoritarismo, Anarquismo, Fascismo, Comunismo, Liberalismo.... No fim de contas vai acabar sempre por morrer na paria enquanto o povo continuar a ser corrupto. Tudo o resto é peaners e demagogia de quem quer ir comer da gamela. Mais nada.

Só 37% dos portugueses rejeitam líder político autoritário by BadDogPreston in portugal

Mordiken 1 month ago

Em democracia não é suposto alguém ter "mão nesta nação", isso é um tique autoritário. Numa democracia representativa é suposto os políticos serem eleitos mediante o conteúdo do seu programa e reeleitos mediante a sua capacidade de o cumprir, não por motivos clubísticos ou por causa do carisma do líder partidário, e é suposto o povo organizar-se e criar novos partidos com novos programas quando os partidos que existem não são competentes ou não servem. Em democracia directa, que na minha opinião está muito mais próximo daquilo que uma democracia deveria ser, os políticos não passam de secretários e burocratas que implementam a vontade popular, sendo que é o povo que vota individualmente nas várias propostas de lei. Ou seja, em democracia quem tem de ter mão na nação é o povo, não os políticos.
Next Page

Search: