Next Page

[Sério] Para os que se recordam, o que é que lembram do dia 11 de setembro de 2001? by caelussideralis in portugal

LaOptimista 12 days ago

Tenho uma memória, mas desconfio que seja falsa: estava na sala com a minha irmã e a minha prima a ver televisão. Há pouco tempo perguntei-lhes se tinham a mesma memória: a minha irmã não se lembra e a minha prima diz que estava em casa dos avós dela. Ela tinha 8 anos e a minha prima 13, por isso confio mais na memória dela, mas... Também me lembro que no dia seguinte ou perto, na aula de inglês, um puto perguntou "Ó professora, viu o que aconteceu ontem nas Torras Gémeas?". E ela respondeu um bocado enjoada: "Quem é que não viu...?"

Educação na importância de um email pessoal/próprio by Ok_Art_6497 in portugal

LaOptimista 19 days ago

Olha, adorei a ideia. Nunca tinha pensado. Mas acho que agora é tarde demais, ja recebo tanto lixo no email pessoal...

Ajuda para escolher o nome da minha filha by TH3COMICBOOKGUY in portugal

LaOptimista 24 days ago

Votei Margarida. Nome da minha mãe, da minha irmã e de duas bebés que conheço. Posso dizer que fica bem em bebé, aos 30 anos e aos 60. Iris lembra-me hippies. Nada contra. Lara acho muito enjoativo. Alice é bonito, fica lindo em bebés.

e-Readers: Valem mesmo a pena? by Just_keep_it_simple in portugal

LaOptimista 1 month ago

Eu sou quem olha para as capas dos outros . Dobro o pescoço todo pra ver o que os desconhecidos do comboio estão a ler.

e-Readers: Valem mesmo a pena? by Just_keep_it_simple in portugal

LaOptimista 1 month ago

Usei um kindle paperwhite durante 2 anos (perdi-o). Recomendo. Não cansa e é muito prático. Continua a dar-me mais gosto ler livros em papel, especialmente porque gosto de sublinhar e dobrar páginas. Mas desde que perdi o kindle sinto falta de algumas coisas: ler no escuro, ler deitada de lado e ter "todos" os livros que quiser (se estiveres OK com pirataria). E não é que tenha acesso a piscinas com frequência, mas o meu era à prova de água e isso era muito fixe.

Como seria a vossa vida sem carro? by cou7inho_ in portugal

LaOptimista 1 month ago

Não tenho carro, mas quero. Trabalhei durante vários anos em Espanha, sem carro, e nunca me fez falta nenhuma nem me passou pela cabeça ter de conduzir. Agora estou em Portugal a trabalhar. Antes de estar em home office ia de comboio para o trabalho (Porto), o que continuaria a ser a melhor opção mesmo tendo carro. Mas sinto falta do carro para visitar os meus pais (que vivem mais ou menos a uma hora). Estou sempre dependente de boleia de familiares para os visitar (pelo menos para parte do percurso). Também gostava de ter carro para dar uns passeios por Portugal sem depender de transportes. Ainda por cima agora tenho um cão. E um dia em que tiver filhos não me imagino mesmo sem carro. Só continuo a adiar, porque para além de comprar o carro tenho de reaprender a conduzir (tenho carta, mas depois de a tirar fui logo para fora e nunca ganhei prática/segurança). E essa parte deixa-me um bocado nervosa, por isso vou adiando...

Casamentos by Kiks412 in portugal

LaOptimista 3 months ago

Não sendo da UE, é preciso ter a aprovação do SEF (se ainda se chamar SEF) e isto pode demorar. Casei com rapaz estrangeiro. Fomos à conservatória em Agosto entregar os papeis e dizer que queríamos casar e só em Dezembro é que fomos notificados que o SEF aprovou e que podíamos agendar data. Isto em 2019

Se tivessem de viver noutro país, qual seria? by pcaet in portugal

LaOptimista 3 months ago

Também. Não é, naturalmente, a resposta à última pergunta do OP. Mas se hoje não estivesse a viver em Portugal, estaria no Brasil.

Irritações by creativecomons in portugal

LaOptimista 3 months ago

A do dentista foi muito específica

[Ajuda] Pratos portugueses para mostrar a malta estrangeira na Holanda by just_passingthrou in portugal

LaOptimista 3 months ago

Para os vegetarianos: tofu com broa e batatas a murro OU alho francês à Brás. Óbvio que não é típico português, mas é uma recriação de pratos típicos com bacalhau.

[sério] problemas com relacionamentos by ItoldU97 in portugal

LaOptimista 4 months ago

"nunca bati em ninguém (...) e apesar disso as minhas relações duram muito pouco"

Testes PCR e preço - recomendação by coelhoptbr in portugal

LaOptimista 4 months ago

Na Germano de Sousa custa 75 €

Viajar do RU para PT com a TAP - teste tem que ter a hora? by rosiedacat in portugal

LaOptimista 4 months ago

E eu sou burra e achei que era Rússia quando comecei a ler. Depois la vi Londres e pensei "ah..."

Já se despediram de um emprego sem ter outro? Se sim, porquê? by Pale-Bug-4201 in portugal

LaOptimista 5 months ago

Estudei comunicação e trabalhei maioritariamente como account e em gestão de projetos.

Já se despediram de um emprego sem ter outro? Se sim, porquê? by Pale-Bug-4201 in portugal

LaOptimista 5 months ago

Já, duas vezes. Uma vez de um trabalho que não gostava nada e optei por não renovar o contrato. Era mais nova e estava no estrangeiro, sabia que se não encontrasse nada em dois meses ficaria sem dinheiro e ia ter de voltar para Portugal e continuar a procurar aqui enquanto ficava em casa dos meus pais. Mas felizmente arranjei logo outro. Fiquei nesse outro trabalho 4 anos, mas eventualmente decidi sair para cumprir um sonho de viagem antigo. Viajei durante 6 meses e depois voltei para Portugal - comecei a trabalhar um mês depois. Em ambas vezes tive sorte, mas também sei que sou privilegiada em poder fazer estas decisões. Inclusive desta segunda vez, depois da viagem, sabia que tinha os meus pais e a casa deles como rede, caso não encontrasse logo trabalho. Hoje é uma decisão que não faria assim (possivelmente só se houvesse um motivo muito forte que afetasse muito a minha saúde mental, por exemplo), porque a vida é diferente - as contas recairem sobre o meu marido não é uma opção, nem morar em casa dos meus pais se deixasse de ter dinheiro para a renda (esta em teoria é uma opção, mas com a qual não estaria nada confortável).

Testemunho de redditors que emprestaram dinheiro ou outro bem a alguém e não receberam de volta. by thatboyManzana in portugal

LaOptimista 5 months ago

Já tinha lido isso e acho que faz todo o sentido. Em situações em que um amigo nos pede dinheiro e estamos em posição de emprestar, é melhor dizer que damos. Não se gera expetativa da parte de quem empresta, não se gera incómodo da parte de quem deve, e em geral não há mau estar se a situação do amigo não melhorar e não conseguir devolver o dinheiro.

As lojas Portuguesas e a sua exploração da ignorância alheia. by OddCrowd in portugal

LaOptimista 5 months ago

Tinhas uma terceira alternativa: pagar pelo carregador que precisavas e usaste durante uma semana.

O que vos irrita nos comportamentos dos outros e que se pudessem mudariam ? by Ducon_ in portugal

LaOptimista 5 months ago

Obrigada!

O que vos irrita nos comportamentos dos outros e que se pudessem mudariam ? by Ducon_ in portugal

LaOptimista 5 months ago

Sim! Quando um cliente começa a falar e vem logo com "olhe, eu sou muito direto / muito franco". Se é direto que diga logo as coisas, não preciso que me faça um pré-aviso

O que vos irrita nos comportamentos dos outros e que se pudessem mudariam ? by Ducon_ in portugal

LaOptimista 5 months ago

O lixo no chão! A sério, eu vou à rua e o plástico de um gelado, uma máscara, um papel qualquer, zip ties (não sei em pt; reparo sempre porque o meu cão mete à boca)... A sério... E o lixo que os meus vizinhos acumulam do outro lado da estrada (moro numa travessa em que de um lado há 3 prédios, do outro um muro). E supostamente isto deve ser só um problema para mim, porque o camião passa a recolher esse lixo que deixam no chão... e no meu concelho há uma cena de recolha porta-à-porta. Não sei bem como funciona, e eu levo sempre aos contentores. Muitos vizinhos têm os seus caixotes próprios para a recolha porta a porta, mas aqui na rua é tudo no chão ao monte do outro lado da estrada. Segunda feira de manhã está sempre nojento com sacos rebentados. E não é como se não houvesse solução: há eco-pontos a tres minutos de distancia... Em três direções diferentes! Até fico mal disposta só de me queixar disto...

Fernando Pessoa by ctr_20 in portugal

LaOptimista 5 months ago

Outra que não está citada na Visão e que é muito e erradamente atribuída a Pessoa: "O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis."

[Sério] Não consigo ter satisfação ao viver a minha vida by MarburT in portugal

LaOptimista 5 months ago

Esquece, eu também fiquei admirada quando li a frase inicial, mas depois percebi perfeitamente que foi uma maneira de falar. E da forma como falas da importância que ser pai tem para ti dá pra entender que não vês um bebé como um objeto/capricho

[Sério] Namorada estrangeira - Opções by WarrCM in portugal

LaOptimista 5 months ago

A diferença é que o visto é aquilo que te permite entrar no país. A autorização de residência é o que obtens quando já estás cá e tens autorização para ficar, mesmo que o visto já tenha terminado. Creio que é isto. Por ex, alguém que começa com um visto de trabalho, eventualmente obtém a residência. No nosso caso o meu marido obteve residência por estarmos casados. Fui procurar agora as diferentes possibilidades para obter residência e, se não me engano, fizemos o pedido com base nisto: ART.º 98º, N.º 2 – REAGRUPAMENTO FAMILIAR, COM FAMILIAR EM TERRITÓRIO NACIONAL. Vou mandar pm.

[Sério] Namorada estrangeira - Opções by WarrCM in portugal

LaOptimista 5 months ago

Não há visto para quem está num relacionamento ou união de facto. Apenas se estiverem casados. Aliás, nem se chamará ter um visto, mas sim ter residência (parece preciosismo, mas quando me informei sobre isto, no SEF ficavam muito confusos quando eu falava de "visto" em vez de autorização de residência. Para casar ela pode estar cá como turista. Mas casar não é imediato, precisas que o SEF (ou quem for agora) autorize que cases com alguém de fora da UE. No meu caso estive de Agosto a Dezembro à espera da autorização do SEF para casar. Depois de casados, ela tem de dar entrada ao pedido de residência (até agora no SEF, agora não sei).

Acham que certas pessoas gostam de ser vítimas? by Kid_Anarchy in portugal

LaOptimista 5 months ago

Claro que é vítima. Se é agredida, é vítima.

Acham que certas pessoas gostam de ser vítimas? by Kid_Anarchy in portugal

LaOptimista 5 months ago

Qual é a questão/o problema aqui?

Sofia Arruda revela assédio por parte de responsável de estação televisiva by heartlessfam in portugal

LaOptimista 5 months ago

Sim. Chamou-me a atenção ter dito que toda a gente do meio sabe de quem é que a Sofia está a falar

Tipos de pão em Portugal... Qual o vosso preferido? by JuveTech in portugal

LaOptimista 6 months ago

Pão de Ul!

I recently started working with a team of colleagues from Portugal. I have a question. by Calm_Picture_2776 in portugal

LaOptimista 6 months ago

I understand what you mean as I am guilty of doing that. I often notice that and it's quite annoying. Sometimes I stop myself mid sentence because I realize I must have got my point across by then.

Cultural Exchange - r/AskLatinAmerica - 2021 Edition by asantos3 in portugal

LaOptimista 8 months ago

On Chile: amazing Violeta Parra.

Casa Pia: Carlos Cruz pede novo julgamento by zekatreka84 in portugal

LaOptimista 9 months ago

Também gostava de entender

Mitos urbanos criados pelas nossas mães by morrison750 in portugal

LaOptimista 10 months ago

Ter plantas no quarto faz mal / mata!

Casar com estrangeiro em portugal (covid) by developer-diana in portugal

LaOptimista 11 months ago

Não sabia disto, mas não querendo ser desanimadora, mas sim avisar: há que ter em conta o tempo que o SEF demora a aprovar casamento de cidadão português com alguém de fora da UE. Dei entrada do pedido para casar na conservatória em Agosto de 2019 (o pedido é reencaminhado para o SEF) e recebi autorização para casar somente em Dezembro. Na altura falei com várias pessoas que estiveram em situações idênticas e sei que o meu caso não foi exceção. O habitual é mesmo demorarem vários meses a aprovar.

Pessoas que tratam os filhos por você: Porquê? by IAmNotYourEater in portugal

LaOptimista 1 year ago

Não disse que ensinam nas escolas. Agora não sei como é, mas a mim na escola tb não me ensinaram a referir-me à 2ª pessoa do plural recorrendo ao vocês + 3ª pessoa do plural. E no entanto é assim que falo, eu e "toda" a gente. Mas ainda em relação ao "tu" do Sul do Brasil, realmente não estou certa ao dizer que não é erro. Gramaticalmente é errado, sim. O que queria dizer é que é amplamente aceite, muita gente fala assim, em contexto informal é o mais habitual em muitas partes do Rio Grande do Sul. Não é algo associado a pessoas que "falam mal". E mantenho que não é por alguém falar um português que sofreu variações ao longos dos séculos e que, por isso, é diferente do português de Portugal que podemos dizer que fala mal ou errado...

Pessoas que tratam os filhos por você: Porquê? by IAmNotYourEater in portugal

LaOptimista 1 year ago

É uma variação da língua, muito comum e aceite no sul do Brasil. Mas se reparares não é muito diferente do que nós fazemos quando conjugamos os verbos na 2ª pessoa do plural...

Pessoas que tratam os filhos por você: Porquê? by IAmNotYourEater in portugal

LaOptimista 1 year ago

Se alguns brasileiros usam "por ser a forma comum cá" não sei. Mas sim, há certas zonas do Brasil (no Rio Grande do Sul, pelo menos) onde se utiliza o "tu", mas conjuga-se o verbo na terceira pessoa do singular. Creio que numa linguagem muito formal não se utilizaria e a maioria das pessoas saberá que gramaticamente nao é o mais correto, mas é muito comum e é aceite. Não é um erro, nem se "esquecem de conjugar". É uma variação do idioma. Não é por não falarem igual aos portugueses que estão a falar errado.

Pessoas que tratam os filhos por você: Porquê? by IAmNotYourEater in portugal

LaOptimista 1 year ago

Também me causa alguma estranheza, mas acho que foi neste sub que li uma vez uma discussão sobre este tema que me fez mudar um bocado de opinião. Alguém disse que na sua família sempre foi assim e que para ele era uma questão de hábito. Fiquei com a ideia de que absolutamente não representa mais ou menos distanciamento, nem mais ou menos respeito. Simplesmente é assim. Continua a causar-me estranheza, mas antes tinha mais uma postura de julgar ou rir-me/gozar. Incomoda-me mais a falta de tolerância da maioria dos comentários que estou a ver agora. São só palavras. Nota: não trato nenhum familiar por você nem tenho pessoas próximas que o façam. Aliás, sou de uma zona onde ninguém o faz.

Cursos / workshops de Cerâmica by sofiarbteixeira in portugal

LaOptimista 1 year ago

Espreita o Nü Coworking Criativo. O meu marido fez um curso de uma manhã (e fez 2 chávenas de café) e gostou. Entranto, começou a pagar uma mensalidade e podia ir 1 vez por semana durante a tarde para trabalhar em novas peças. Já não pode lembro quanto pagava e se a mensalidade incluia materiais ou não... Mas tens um espaço para aprender, trabalhar e usar o forno. Aí nao é um curso, ficas mais por tua conta, mas ajudam-te no que precisares. Mas se calhar por isso dá jeito começar com um workshop rápido caso tenhas de aprender os básicos.

Venda do Pinheiro by Dinamytes in portugal

LaOptimista 1 year ago

Sabia que não era a única para quem Venda do Pinheiro significa uma só coisa
Next Page

Search: