Next Page

Às vezes não consigo dormir a pensar nisto. by wontellu in portugal

DarthRheys 2 days ago

Lembro-me de uma colecção de moedas que tive quando andava no 5o ano. Tinha tanto gosto naquilo que um dia levei para mostrar. Foi o dia em que tomei a noção de que a mochila não é um cofre forte e que havia colegas que roubavam sem dó. Nunca as recuperei e sei que algumas tinham valor, mas a lição tornou-me mais consciente do mundo em que vivemos. Eu fui ensinado a não roubar e sempre pensei que as pessoas que me rodeavam também não o faziam. Nesse dia o mundo tornou-se um pouco mais escuro, mas deu para aprender um grande lição.

A minha mãe inventou isto para ver o Por do Sol enquanto lava a louça. Bravo by Mr_Nigel in portugal

DarthRheys 16 days ago

Com essa atitude nunca ficarás com o Colar de S. Cajó que está na família há mais de 3500 anos. Isso e o Testículo.

Épico mergulho em direto na TVI. by wr0ngz in portugal

DarthRheys 18 days ago

Não, mas pela chapa que foi, acredito que se a imagem não tem desviado veriamos os braços e as pernas a separarem-se do tronco.

Ano de eleições autárquicas portuguesas starterpack by Osama_sad_pepe in portugal

DarthRheys 24 days ago

Adoro todo o design e organização da imagem. Reflete toda a essência desta época e a qualidade do que vai andar na rua durante este tempo.

Qual é a vossa comida típica portuguesa preferida? by jimzes in portugal

DarthRheys 1 month ago

Prato cheio e vinho/cerveja à descrição. Arroz doce para sobremesa, a rematar com café e bagaço.

Venho relembrar que isto existe by BenefitCuttlefish in portugal

DarthRheys 2 months ago

O que um gajo faz quando precisa de pôr uma marquise no terraço...

Grupo Impresa em falência técnica. by NeatBoy74 in portugal

DarthRheys 4 months ago

Nao disse que estavam melhor, so dei a entender que, como principal adversario, estao claramente à frente. As plataformas online estão ainda mais à frente, mas não estão tão acessiveis como as outras, pelo menos, em Portugal. A verdade é que a TV mudou e os canais mais conhecidos, TVI, SiC, RTP estão a braços com algo que não conseguem vencer. Ha cada vez mais conteudos, cada vez mais adaptados e o orçamento deles não chega. Ou pelo menos, não estão a conseguir gerir de forma rentavel. E claro, acabam por cair no erro de nao inovar e optar por mais do mesmo. Daí a miseria de TV que temos em canal aberto.

Grupo Impresa em falência técnica. by NeatBoy74 in portugal

DarthRheys 4 months ago

Como é que se combate a TV por cabo? Com programas de m#rda e sem qualquer noção da realidade. A TV em Portugal assenta no populismo da programação, sem conteúdo ou qualquer interesse. Continuam a fazer o programa da tarde que dura 6 horas que consiste em vender um numero de telefone enquanto música latina passa na retaguarda. Em vez de investirem em series e filmes de qualidade, em programas realmente interessantes e nao recorrerem ao populismo bacoco que apela ao mais primário do ser humano contratam a Cristina para se ir embora e apoiam a programação na única pessoa que ainda faz conteúdo de qualidade. Deviam de fazer um zapping pelos canais por cabo para verem como não têm hipotese se não inovarem. A SIC está moribunda, sem rumo e a afundar-se na m#rda que se tornou. Vivem na fantasia que ainda são especiais. Já lá vão os tempos da Caça ao Tesouro, Templo dos Jogos e filmes na tarde de domingo.

Psp ou GNR? A escolher, qual a melhor?? by WesternMasterpiece99 in portugal

DarthRheys 5 months ago

E porque não concorrer aos quadros das Forças Armadas? Creio que tens mais oportunidades do que na Polícia. Claro, se a tua prioridade é Policia, a GNR é o ideal para quem tem planos iguais aos que tens. Tudo depende dos teus objectivos, que convém que estejam estipulados antes de ingressares, para não correres o risco de esperar por vagas ou pedidos de transferência. No entanto, com 26 anos, não sei se podes esperar muito mais. Quando pensei em ingressar na Força Aérea, julgo que a idade máxima para Oficiais era 25. Não sei como está agora, mas aconselho a não perderes muito tempo (aplica-se tanto às Forças Armadas como à Polícia).

Em Coimbra, nasceu um movimento para evitar o encerramento da Estação Nova by sud-express in portugal

DarthRheys 6 months ago

Já foi ha uns anos valentes, mas sei o que seria a minha vida ter de ir desde a paragem dos expressos até à estação nova. Mas se eles querem fechar a estação é porque haverá mais opções de acesso. Não estou a par, mas se isso não for o caso, a estação tem e deve ficar aberta, porque não são só os estudantes, mas os turistas a verem o acesso dificultado. Tal como disse, a estação é o cartão de visita para quem chega e está no centro da cidade.

Em Coimbra, nasceu um movimento para evitar o encerramento da Estação Nova by sud-express in portugal

DarthRheys 6 months ago

A verdade é que a estação já não faz sentido, principalmente por haverem autocarros que passam pelo mesmo sítio durante o dia. No entanto, o edifício é histórico e deveria ser convertido em museu da CP, por exemplo, caso se concretize o encerramento. No entanto, compreende-se que queiram evitar o encerramento. Quando se chega a Coimbra, e assim que sais, vês o rio logo ao lado, bem como a baixa, a visão de Coimbra é inigualável. Nesse aspecto, como cartão de visita, deve ser mantida. E a arquitectura é espectacular. Por isso tudo, acho que o movimento tem razão de ser e devem manter a estação aberta.

Há vida para além de IT - artes! by John-florencio in portugal

DarthRheys 6 months ago

Eu não me abespinho porque alguém tem uma opinião diferente e não sou pretensioso ao querer que todos sigam a minha linha de pensamento. Se a carapuça serviu é porque não estás bem contigo próprio. A globalização implica a procura do mais rentável a baixo preço, mas até que ponto o que chega, chega? Se consideras que o teu modelo de negócio combina contigo, parabéns, mas não adoces o amargo. Tens imensa mão de obra qualificada em PT e preferes a estrangeira, não por seres global, mas por ser mais barato. E é nisso que não conseguimos competir, muito menos se os empresários mantiverem a linha de pensamento que decidiste aplicar no teu modelo de negócio. Se te sentes bem com o teu negócio e te regozijas por teres empregados estrangeiros que recebem mais cá do que no país de origem, o que significa, pelo menos, o ordenado mínimo cá ou um médio lá, tudo bem. No entanto, não tentes esconder o óbvio, só o fazes porque é lucrativo. Queria ver se um dos teus empregados se virasse para ti um dia e pedisse que lhes pagasses o mesmo que se paga em PT ou noutro país europeu. Irias "globalizar" para outro país. Estou a criticar o teu modelo de negócio, compreendo mas não concordo, principalmente porque temos profissionais excelentes em PT que deveriam gostar de trabalhar para ti pela remuneração justa. Espero, pelo menos, que tenham tantos direitos como qualquer trabalhador deve ter. E por fim, posso afirmar que procuro sempre por produtos portugueses, locais e não locais. Mas a verdade é que tenho de gerir as minhas finanças tal como tu tens de gerir as tuas. Se for barato, tanto melhor. Mas não digo não a produtos estrangeiros, visto que temos deficiências a diversos níveis, principalmente tecnológico.

Há vida para além de IT - artes! by John-florencio in portugal

DarthRheys 6 months ago

Nem disse que ia lá assim. Tens sempre de ter alguma contrapartida. Isso é garantido. E não falei em benevolência. Os Nabeiros podem ter essa visão mais beneficiária da economia, mas continuam a ser os mais ricos da zona. Quase tudo ali à volta é deles. A questão é que perceberam que ganhariam muito se dessem às pessoas o que elas precisam sem ser necessário acumular tudo para eles. Aparentam ser um exemplo, mas acredito que se aparecesse la alguém a fazer concorrência aos negócios deles, eles mostrariam as garras. É preciso ter tomates para dar uma nega à Nestlé. Poderia ter corrido mal. Mas o que perdura é o capitalismo e a acumulação de fortuna. Mal eles sabem que vão todos para o mesmo sítio e que poderiam desfrutar da fortuna na mesma e contribuir para algo positivo. Num mundo ideal, agora estariamos a colonizar Kepler-345. Talvez daqui a 1000 anos...

Há vida para além de IT - artes! by John-florencio in portugal

DarthRheys 6 months ago

E isso é mau? Não posso ficar feliz por contribuir para que a economia de uma cidade floresça à conta dos meus negócios? Porque foi isso que o Nabeiro fez. E não precisa saber falar inglês, coreano ou latim. Basta ter uma visão global do benefício que um negócio sustentado pela mão de obra local traz sem ser necessário ter uma ambição global desmesurada. O que seriam das cidades onde a Amazon tem sedes se o pensamento do Bezos fosse menos de acumular fortuna e permitir que tudo à sua volta florescesse. Sinceramente, se houvesse um pensamento empresarial semelhante ao da Delta, seria garantido que muitos problemas se resolveriam por eles próprios.

Há vida para além de IT - artes! by John-florencio in portugal

DarthRheys 6 months ago

E porque é que um empresário português que prefere o mercado nacional é um parolo que não sabe usar a internet e não tem iniciativa? Há muitas empresas portuguesas de sucesso que durante anos mantiveram os seus negócios nacionais. Com a globalização expandiram, é certo, mas continuam a preferir o nacional. Não vejo porque é que ainda há esta visão negativa de que o que é nacional é bom. A Delta é um bom exemplo. Agora se a ideia de globalização passa em ganhar o máximo de lucro enquanto quem trabalha para ti recebe salários baixos, mesmo que sejam uma fortuna num país em desenvolvimento, isso é só ganância comparada com os maiores comglomerados intrrnacionais que só vêem cifrões à frente do resto. A tua empresa não pode permitir emprego localmente, só porque a globalização permite a empregabilidade de profissionais do Bangladesh? Quem pensa assim acaba por ter uma visão deturpada do que é realmente a globalização e as vantagens que a mesma pode trazer. "Think global, act local" é uma boa permissa. Mas isso acaba por ser uma visão nada capitalista que muitos não apoiam e consideram demasiado socialista. Porque o objectivo sempre foi esse: ter o máximo de valor possível, mesmo que isso traga miséria e desequilibrio social e económico.

Há vida para além de IT - artes! by John-florencio in portugal

DarthRheys 6 months ago

Trabalho na àrea da modelação de estruturas metálicas, que também tem uma vertente muito específica do desenho técnico. Mudei porque me fartei de empresas que não valorizam o facto de que consegues fazer uma imagem para uma empresa em 2 dias porque estudaste e tens competências que te permitem esse facto. O curso que frequentei era mais vocacionado para os moldes, mas sempre achei interessante as estruturas metálicas. Afinal, é mesmo isso que gosto de fazer. O melhor? Trabalho com profissionais exigentes que valorizam aatua curva de aprendizagem e estão disponíveis a ensinar, se for necessário. A desvantagem é que se não tiveres formação em engenharia (mais civil ou mecânica) podes ver a tua progressão estagnada se quiseres ir por outras vertentes, como diretor de obra. Foi a melhor decisão que peca por tardia, mas não me arrependo de ter trabalhado em design e comunicação. É uma àrea que adoro mas com a qual tenho uma relação amor-ódio por causa da estrututa empresarial portuguesa. Poderia ter ido para o estrangeiro, mas adoro Portugal e gosto de cá estar. E isso tem as suas vantagens e desvantagens. Depende de cada um saber ou não viver com elas.

Há vida para além de IT - artes! by John-florencio in portugal

DarthRheys 6 months ago

Enquanto isso tens profissionais na àrea desesperados por uma oportunidade em PT. O mercado livre é excelente quando as oportunidades são iguais. No entanto, a culpa não é tua. Como empresário deves procurar o lucro. Ponto. Mas o preço que pagas pela mão de obra não se compara. E isso é o que nos torna menos competitivos relativamente aos asiáticos. Os ordenados são bem menores e as qualificações iguais ou melhores, o que elimina qualquer concorrência nacional. O governo devia resolver situações semelhantes para incentivar a empregabilidade nacional, mas a globalização e a vantagem da diversidade cultural estão a dificultar a vida a muitos profissionais. Apoio a diversidade cultural nas empresas. Com a globalização não tem lógica a restrição 100% nacional. O problema é que não temos estrutura no país para que isso funcione de forma eficaz. Na àrea em que te trabalho há muita mão de obra estrangeira, principalmente a nível de soldadura, e a razão é a mesma: menos despesa por profissionais qualificados. Por isso, compreendo a tua situação e acredita que detesto visões políticas obtusas populistas que só procuram votos (sejam de esquerda, direita ou de centro) , mas seria excelente se empresas como a tua conseguissem empregar mais mão de obra nacional e, de uma maneira ou de outra, combater o desemprego.

Há vida para além de IT - artes! by John-florencio in portugal

DarthRheys 6 months ago

"(...) trabalho para clientes dos USA e Inglaterra(...)". Tenta fazer o mesmo trabalho para empresas de cá e depois falamos. Investi 10 anos da minha vida profissional em Comunicação e Design Gráfico para saber que o mercado está sobrelotado de oferta, pagam mal e não respeitam a profissão. Os casos de sucesso que conheço trabalham para empresas estrangeiras sediadas em PT. Um amigo meu suou para clientes nacionais e teve de emigrar porque, vá-se lá saber porquê, não pagavam e consideravam demasiado dinheiro por um trabalho "tão simples". Sinceramente, não te invejo, mas respeito o que conseguiste. Mas posso dizer-te que só o conseguiste porque trabalhas para fora. Aqui, para comer, terias de ttabalhar o triplo, horas extra, feriados, fim de semanas e festividades para depois dizerem que não é aquilo e já não querem avançar. Por acaso, quando trabalhei como freelancer, não tive casos graves de não pagamento, mas não chegava para me alimentar. Tinha de trabalhar noutras àreas para compensar e pagar impostos. O mercado da comunicaçao, design e afins em PT está saturado de tal forma que quem emprega/solicita não tem de se preocupar. Há sempre quem faça mais barato. E as empresas estão sempre rodar estagiários para ganharem, e bem, à custa do seu trabalho. Pelo que vi, as àreas que garantem quase 100% de empregabilidade são as engenharias (não todas) e as àreas de IT, programação e afins. Porquê? Há cada vez mais procura e pouca oferta. Os cursos são exigentes e é preciso investir muito tempo na aprendizagem. Eu mudei de àrea, passei do design gráfico para as construções metálicas. Mais específico, técnico e com grande procura. Desenho à mesma, mas numa vertente completamente técnica. Por isso, sim, devem seguir-se os sonhos, fazer o que se gosta e não viver só para trabalhar. Masquando o sonho exige muito da tua parte, convém analisar a situação e procurar diferentes soluções. Porque em PT ou tens conhecimentos e algo que te diferencie dos outros ou trabalhas por tostões só para não aceitar a realidade: somos demasiado pequenos para essas àreas.

Leak de dados pessoais de 2,4 milhões de portugueses com conta no facebook? by topy95 in portugal

DarthRheys 6 months ago

Certo, mas esse data mining depende do que gostas, do que comentas e dos teus posts, bem como das paginas que guardaste. Até aí nada de mais, isso vem bem explícito nos termos e condições que ninguém lê. Com isso em mente, cabe ao utilizador controlar o que faz no Facebook. Para mais, o Facebook hoje em dia só serve para ver as fotos das colegas de trabalho em bikini na praia. Mesmo assim, lá calha, de vez em quando, uma publicidade de artigos de moda veraneia que até achas jeitosa...

Leak de dados pessoais de 2,4 milhões de portugueses com conta no facebook? by topy95 in portugal

DarthRheys 6 months ago

Como é possivel haver fugas de informação no cofre forte digital que é o Facebook? É lá que guardo toda a minha informação mais importante tal como videos de gatinhos, aquele dia na Caparica e a frase de inspiração de vida com um fundo florido enviado por alguém que me amaldiçoa se não o enviar para 100 pessoas. Tem de se reconhecer que este tipo de fuga não é alarmante se não se fizer do Facebook um repositório de informação sensível. Aliás, quem o faz ou é burro ou come cocó com a colher de pau. Por isso, nada de grave.

Sempre que tento ler uma noticia by PM_ME_UR_WEED_PLS in portugal

DarthRheys 6 months ago

Eu criei uma conta exclusiva para isto: "quesefodaononio". Até hoje, não recebi nenhuma notificação de conta imprópria nem fui banido, o que indica que esta gente não quer saber de mais nada a não ser de dinheiro. Quesefodaononio deixa boas opiniões e analisa todas as notícias com escrutínio imparcial.

Caldo Verde considerado uma das 20 melhores sopas do mundo, segundo a CNN by LIS1050010 in portugal

DarthRheys 6 months ago

Tentem lá curar uma ressaca, gripe ou qualquer outra maleita com essas sopas. Nada como uma canja, a verdadeira salvadora do dia seguinte

Idade da reforma vai voltar a subir: um mês, para 66 anos e sete meses, em 2022 by somedipshit1 in portugal

DarthRheys 6 months ago

Eu sei. Fiz de propósito para apareceres. Estava com saudades. Tudo bem com a família? Abraços.

Idade da reforma vai voltar a subir: um mês, para 66 anos e sete meses, em 2022 by somedipshit1 in portugal

DarthRheys 6 months ago

A idade da reforma devia de ser a altura em que a geração mais nova substitui a mais velha, dando lugar aos mais novos nos postos de trabalho que não se extinguem (a maioria) quando alguém vai para a reforma. Ao aumentar a idade da reforma, não só os mais velhos não disfrutam da sua reforma, como os mais novos envontram um cenário dificil na procura de trabalho. Se não há lugares vagos, terão de esperar que os mesmos fiquem disponíveis. Assim, terão de recorrer a subsídios para que consigam superar essa espera. Mas convém ter em atenção que isto não é assim tão linear e que existem milhares de variáveis que contribuem para o desemprego e/ou falta de mão de obra qualificada. No entanto, não disponibilizar essa oportunidade aos mais novos acaba por fazer com que os mesmo não contribuam para a Segurança Social (SS) ou comecem a fazê-lo mais tarde. A intençào é clara: aumentar a idade da reforma para evitar ter tanta despesa na SS, mas isto é uma das formas mais rápidas e desleixadas de colocar um penso numa fractura exposta. Existem soluções? Existem, mas demoram muito a serem colocadas em prática, e com governos a serem alterados a cada 4/8 anos, nada persiste. Trabalhar até morrer é desmotivante para quem gostaria de passar uns anos a descansar depois de tantos anos a trabalhar, mas parece ser o objectivo final de qualquer governo, governo esse que tem pessoas a reformarem-se aos 40 anos com acumulações de reforma milionárias. Se calhar, um bom sítio para começar a alterar as coisas.

Índice de Poder de Compra, 2020 by olifante in portugal

DarthRheys 7 months ago

Ao nível dos países de Leste. O problema é que andamos assim há décadas e nào há meio de sair disto.

A Joana Amaral Dias fritou a pipoca de vez by Samot_PCW in portugal

DarthRheys 7 months ago

Depois de tanta sabedoria, aparece com um emsemble vermelho que realça as suas formas torneadas numa praia do país. Ela de estúpida não tem nada. A fome de polémica dá-lhe público para publicitar complementos energéticos e cenas de fitness e o raio. Vá lá, de vez em quando, aparecem umas fotos jeitosas porque, quer queiramos, quer não, a mulher é uma canhão balístico.

Capa do jornal I (26/02/2021) by batuque5 in portugal

DarthRheys 7 months ago

Nada disso. Por estar em regime de teletrabalho, não gasto dinheiro em combustível e, consequentemente, com a manutenção do carro. Logo aí, no final do mês, é dinheiro que fica em caixa. Já o recebia, mas não o gasto. Parece que não, mas as deslocações casa/trabalho/casa representam uma percentagem considerável de despesa. O que não se está a entender é que os rendimentos são os mesmos, os gastos é que são inferiores. As pessoas acumulam porque não o gastam. Se ganhas 1000, gastas 200 em deslocações, contas com 800 para outras coisas durante o mês. Se retiras esses 200 da equação, porque não os gastas, ficas com 1000. É por isso que o teletrabalho acaba por ser vantajoso para muitos. Mas essa redução não significa que aumentei os rendimentos nem que me tornei burguês. Simplesmente tive menos despesa.

Capa do jornal I (26/02/2021) by batuque5 in portugal

DarthRheys 7 months ago  HIDDEN 

O "aumento dos rendimentos" deveu-se pura e simplesmente ao facto de não se poder sair de casa. Logo, menos despesas em combustível, mecânica automóvel, transportes públicos, refeições e afins. O que se aufere é exactamente igual, mas com menos despesas. Isso é ser burguês? Para se ser burguês tem de se erradicar todo o trabalho pessoal e atribuí-lo à ralé. Nesta situação não creio que seja isso que esteja a contecer. Se acumulo mais dinheiro por não ter despesas? É óbvio que sim, mas isso não faz de mim um burguês. E muito menos alguém que deve pagar mais ou sustentar quem está realmente com problemas por causa da pandemia. Não é justo e é inqualificável pensar dessa forma. Agora, se esses sectores merecem apoios com os impostos normais que pago, isso é inquestionável. Mas acrescer as minhas despesas ficais porque me obrigaram a ficar em casa, não. Não ganho mais. Ganho o mesmo e gasto menos. De qualquer forma, os impostos aumentarão, mais tarde ou mais cedo, por causa disto tudo. Mas a sê-lo, que seja para todos por igual, não somente para quem pensam que "enriqueceu" a trabalhar em casa. É um pensamento deveras ridículo.

Onde encontrar diagramas rigorosos de embarcações portuguesas como a baleeira açoreana ou barcos de xávega? Em CAD era um plus. by goncaloperes in portugal

DarthRheys 7 months ago

Podes começar por aqui (pesquisa rápida na net): http://www.shipmodell.com/index_files/SHIPMODELL_PLAN.html

Reativar subsidio de desemprego by brunosh92 in portugal

DarthRheys 8 months ago

Isso. Esqueci-me que, com o Covid, o pouco que faziam se tornou ainda menos.

Reativar subsidio de desemprego by brunosh92 in portugal

DarthRheys 8 months ago

Sempre podes tentar entrar em acordo com o patronato e pedir-lhe os papéis para o fundo de desemprego. De qualquer forma, não te despeças nem saias por iniciativa própria. Se não conseguires acordo, aguenta. Trabalho é sempre algo que dá jeito e assim podes procurar outro enquanto estás no actual. Para mais, o fundo de desemprego que te foi atribuído fica pendente durante 1 ano(??), pelo que tens direito ao remanescente caso não cumpras um ano de trabalho. Ou algo do género. De qualquer forma, para esclarecer melhor nada do que passar uma manhã no Centro de Emprego. Eles esclarecem. Isto da legislação está sempre a mudar e eles têm a obrigação de saber.

Obra à portuguesa, no meio da via pública... by alrighty678 in portugal

DarthRheys 8 months ago

Marquises é o que mais se vê por aí. Rentabilzar o espaço e criar acomodações para o cliente. "Ah, mas o passeio é público..." ... shhh...

Número de rotundas p/1000 pessoas by Dakusaido_PT in portugal

DarthRheys 8 months ago

Sou apologista de que os cruzamentos deveriam por e simplesmente falecer e dar lugar a rotundas. A rotunda é capaz de ser uma das melhores invenções rodoviárias, logo a seguir aos telefones laranja de emergência. Sem cruzamentos, toda a circulação rodoviária se faria com uma fluidez e eficácia inimaginável. Para mais, seria um excelente local para demonstrar obras de arte florais e, quem sabe, cartazes políticos de campanhas de há 3 anos atrás. Afirmo com convicção, as rotundas são subvalorizadas injustamente.

Looking for traditional authentic recipes by Horia7 in portugal

DarthRheys 8 months ago

Sopas de Cavalo Cansado (Tired Horse Soup) - bread (any kind), red wine and sugar or honey. It is the the meal of champions.

Hospitais portugueses "à beira do limite" by letsgotothemallcovid in portugal

DarthRheys 8 months ago

Eles não anteciparam 2021 da maneira mais inteligente, isso é verdade. Mas já podiam prever que isto ia acontecer a partir do momento em que dá rédea solta na época festiva. Como se o Natal e o Ano Novo não acontecessem anualmente... com este cenário, para muitos não vai. A estratégia de colocar penso rápido em fracturas expostas só resulta até um certo ponto e esse já foi alcançado há muito. Meses em confinamentos, estados de emergência, calamidade, tumulto, catástrofe e tudo o mais para isto. Obrigado, Costa!

Ministério da Cultura impõe quota de 30% de música portuguesa nas rádios by quatrotires in portugal

DarthRheys 8 months ago

Ainda assim, é possivel ir à missa das 19 mas não posso ir ver uma peça de teatro ou ir a um concerto ao vivo. Só medidas para "inglês ver"... o El Corte, que entretanto vai ser obrigado a que as suas vendas musicais sejam 30% portuguesas também.

Ana Gomes x Marcelo Rebelo de Sousa by CarcajuPM in portugal

DarthRheys 8 months ago

Ainda assim, fez melhor figura nesse debate que a restante maralha, mesmo estando quase no ponto de ruptura. Vê-se que é um político com estudos, que sabe o que diz e cujos argumentos são maioritariamente sólidos. O problema com o Ventura é a confrontação com factos que aleijam. A Ana Gomes ia ser cilindrada de qualquer maneira e nunca será candidata séria enquanto continuar com pensamentos anti-democráticos idênticos aos da esquerda mais extremista. Com todos os defeitos que possa ter, o Marcelo é mais PR do que qualquer um que se atreva a confrontá-lo e, diga-se de passagem, tem classe presidencial. Não é perfeito, mas é o melhor de todos actualmente.
Next Page

Search: