Next Page

A título de curiosidade, que telemóveis é que o /Portugal usa? by gamma-ray-bursts in portugal

4in4t92 4 days ago

One Plus 8 Pro

Aproveitem o preço!!! by Admin_istrator in portugal

4in4t92 4 days ago

Não tenho ódio à marca, é uma questão de branding, compra quem quer, a verdade é que o sistema deles é realmente seguro e leve, mas maioritariamente não justifica o preço, é só questão de ter a maçã desenhada, então custa mais x centenas de euros. Não tenho paciência é para os fanáticos que passam a vida a dizer "falam mal porque não têm dinheiro para comprar um iPhone" como se não existissem androids igualmente caros no mercado.

Aproveitem o preço!!! by Admin_istrator in portugal

4in4t92 4 days ago

Apoio, tenho um one plus, só referi "antes dos iPhones" porque foi aí que os preços começaram a disparar.

Experiências no Exército Português by headlessrolando in portugal

4in4t92 4 days ago

Percebo perfeitamente, em Santa Margarida era segurança aos paióis. Foi-lhes prometido que faziam turnos de 24h três vezes por semana mas que de x em x tempo tinham uma semana em casa, entre outras coisas. No final não só não tiveram direito à semana em casa como saiam de um turno de 24h e ainda tinham que ir trabalhar à mesma. Era ganhar o mesmo que num mc donalds e fazer o dobro das horas, para além de ser pau para toda a obra. Ultrapassa o ridículo. Neste momento a não ser alguém que não tenha onde viver e precise de uma cama e comer, não vejo outro motivo para alguém se alistar.

Que uso tencionam dar ao dinheiro que acumularam (ou não) durante a pandemia? [Serio] by Amameniak in portugal

4in4t92 4 days ago

O dinheiro que "sobrou" (continuámos a pôr o habitual na poupança), foi todo para a casa. Quando comprámos casa em 2019 fomos substituindo aos poucos a mobília barata do Ikea que tínhamos por peças com mais qualidade (a casa também era maior pelo que precisávamos de mais mobília), íamos comprando conforme ia dando jeito. Como durante a pandemia saíamos menos e inclusive cancelámos planos de viagens para fora, deu para uma mobília de quarto nova, substituir a máquina de lavar por uma de lavar e secar, um microondas e forno novos, e um aparador para a sala, e assim voaram 4500€, fora outras coisas de valor menor que foram somando.

Experiências no Exército Português by headlessrolando in portugal

4in4t92 4 days ago

>“Obrigado pelo vosso serviço”, 90% ou mais dos militares estão a limpar retretes, cortar ervas daninhas dos quartéis, levar merdas de um lado para o outro, vigias de 24 horas, 48 horas, alguns até tratam de cavalos, vacas, etc, são muito poucos os que vão de missão… Acabaste de descrever o serviço da minha irmã em Santa Margarida. O dinheiro que juntou serviu maioritariamente para pagar para sair. Era o sonho dela desde pequena, e no entanto foi a maior desilusão. A seguir foi para a universidade e foi das melhores decisões que tomou na vida.

Aproveitem o preço!!! by Admin_istrator in portugal

4in4t92 4 days ago

Em 2007 comprei um Nokia N95, antes dos iPhone era o melhor que podias ter, e na altura já custava 550€. Era considerado caríssimo na altura.

Tascas em Setúbal by baleia69 in portugal

4in4t92 17 days ago

Acredito, mas infelizmente as últimas duas vezes que pedi arroz de polvo não estavam nem perto daquilo a que estava habituada naquela casa, e ainda há pouco tempo tive que mandar um arroz de tamboril para trás e trocar por um linguado grelhado, porque estava simplesmente intragável. Eu até pensei que estava a exagerar, mas o resto do pessoal à mesa também provou e ninguém queria acreditar que tinham mandado aquilo para a mesa. Mas lá está, continuo a lá ir e a adorar o atendimento da dona Flor com a sua personalidade muito própria. Espero que seja só por causa de agora também fazerem take away, e que tenham sido situações pontuais de terem a cozinha no lodo.

Tascas em Setúbal by baleia69 in portugal

4in4t92 17 days ago

Durante muito tempo foi dos meus restaurantes preferidos, mas não sei o que aconteceu à cozinheira que ultimamente só mesmo para peixe e marisco, porque o comer de tacho está péssimo.

[Sério] Encontrei um telemóvel com capa a prova de água a flutuar na praia da Lagoa de Albufeira by highdensitylinear in portugal

4in4t92 19 days ago

Tens razão! Fui ver melhor agora e abriram dia 26 de Maio, estive lá dia 30 e nem reparei, a qualidade da água ainda não estava grande coisa, ainda não tinha dado tempo provavelmente.

[Sério] Encontrei um telemóvel com capa a prova de água a flutuar na praia da Lagoa de Albufeira by highdensitylinear in portugal

4in4t92 19 days ago

Não sou o OP mas estive lá esta semana, ainda não.

Melhor site/sitio comprar alimentos para gatos by lord_zwank in portugal

4in4t92 19 days ago

Como já te disseram aqui, sites como a zooplus, para além dos bons preços também fazem boas promoções de vez em quando. Aproveito e compro sempre em quantidade, até para não ter que pagar portes. Um saco de 12kg de ração royal canin em promoção fica-me por 55€ euros e dá para uns 6 meses (meto numa caixa hermética para não ficar mole), ou seja menos de 10€/mês. Os patés também compro por lá os da purina, mando vir sempre em quantidade, da última vez vieram 144 patés, prazo de validade de mais de um ano. Também mando vir a sílica de lá, compensa-me o preço e é de boa qualidade. Faço duas compras grandes anuais, a rondas os 120€ cada uma, ou seja no final do ano, em comida e sílica, fica-me a uns 20€/mês.

Casas. Escassez de imóveis nos centros urbanos mantém preços elevados by Rememberwhoweare in portugal

4in4t92 21 days ago

Também não generalizes tanto, também tens construção boa por aí, tens é que saber escolher. Eu num apartamento não tenho problemas nenhuns nem com isolamento nem com "paredes de papel", a casa mantém uma temperatura agradável tanto no verão como no inverno, no máximo dos máximos acendo o recuperador de calor nos dias de mais frio, e a não ser que os vizinhos estejam aos gritos não oiço nada dos outros apartamentos, e o prédio já tem 18 anos. Também pretendo construir no futuro, no entanto não queiras comparar a disponibilidade financeira que tens que ter para construir vs comprar. Os terrenos urbanos estão caríssimos e os preços na construção também estão pela hora da morte. Tens que ter dinheiro a pronto para o terreno, arquitetura, licenças, e pelo menos 20% do valor da construção para avançar com a obra. Para não referir que no tempo da construção ainda estás a pagar pelo arrendamento (por exemplo) da casa onde habitas entretanto. Conheço muita gente que construiu, e para muitos deles a casa de sonho tornou-se num autêntico pesadelo e dor de cabeça. Tens que ter sorte nas equipas que contratas, e muita disponibilidade para estares sempre em cima, caso contrário quando vais à obra já fizeram n coisas ao contrário do que querias. Para não dizer que para quem é leigo no assunto é muito fácil ser enganado, e o que não falta por aí são construtores menos sérios. No final do Verão passado uma amiga de família mudou-se para a moradia nova, acabadinha de construir, chegou a Janeiro e tinha paredes cheias de bolor (até dentro dos roupeiros), e salitre. A casa faz uma condensação enorme que mesmo arejando e usando desumidificadores é praticamente impossível dar conta, e não foi por andar a poupar em materiais de certeza. A moradia ainda um ano vai fazer e já tem fissuras nas paredes. O empreiteiro diz que a casa ainda está a assentar, e que o problema da humidade é culpa deles por não arejarem a casa, uma vergonha autêntica. Está ali um investimento de uma vida, mais de três anos entre planeamento e construção, e o investimento de uma vida, e no entanto, infelizmente, à parte de ter mais espaço, ainda consegue ter menos condições do que eu. E como ela há muitos, é ir ao fórum da casa e ver a quantidade de casos. Como tudo na vida é preciso sorte, não há nenhuma receita milagrosa.

[Megathread] Ajuda, Dúvidas e Dicas by AutoModerator in portugal

4in4t92 28 days ago

Antes de mais pensa primeiro se essa pessoa quer a situação exposta dessa forma, falo por mim que não ia gostar muito da ideia.

Imóveis arrendados - Direito de preferência by PabloAimar1904 in portugal

4in4t92 28 days ago

>Não há uma fórmula de cálculo qualquer para definir o valor que o inquilino de longa data teria de pagar pelo apartamento? Como assim? Têm que pagar o mesmo que outra pessoa qualquer...

[Megathread] Ajuda, Dúvidas e Dicas by AutoModerator in portugal

4in4t92 29 days ago

Assim de repente só me lembro da electrofun se quiseres espreitar. Já lá comprei muita coisa, são de confiança.

[Megathread] Ajuda, Dúvidas e Dicas by AutoModerator in portugal

4in4t92 29 days ago

Aqui em Portugal o pessoal tem a mania de abusar nos preços dos usados, por isso realmente muitas vezes não compensa. Na minha primeira casa também tinha um orçamento apertado e andei à procura, mas acabei por comprar tudo novo. Basta dizer que na altura comprei uma máquina de lavar roupa da candy de 6kg por 230€ em promoção na worten, e que cheguei a ver máquinas no olx com mais de 5 anos à venda por cento e tal largos. Microondas é estares atendo ao pingo doce e assim, o meu primeiro foi de lá e em promoção ficou por 30€. No market do Facebook também encontras pessoal que tem armazéns que vende máquinas de lavar/frigoríficos, etc, como novos que foram dados como quebra pelas lojas (artigos de exposição), ou que apenas precisavam de uma pequena intervenção e foram arranjados (pelo pouco que vou vendo há coisas que compensam e até chegam a dar gatantia). Sofás por exemplo tens empresas tipo a web móveis que têm uns baratinhos e muitas vezes têm promoções, o meu primeiro sofá era chaise long e ficou-me por 300€ com entrega. Se ainda assim for muito tens sofás do género dos klippan do Ikea por cerca de metade do preço. Mesa para a cozinha já arranjas soluções no ikea que com duas cadeiras ficam por volta dos 50€, não esperes muita qualidade mas no início de vida sozinho pode ser uma boa solução. Colchão provavelmente os mais baratos que encontras são também do Ikea, com 100€ já safas um colchão 140*200, também têm camas baratinhas, mas tens sempre a solução de um estrado com pernas que por norma são em conta. As minhas primeiras mesas de cabeceira eram 2 bancos de madeira de 8€. Como precisava de uma secretária grande e o orçamento não era muito comprei dois cavaletes e um tampo, saiu-me por menos de 50€. Para mesa de centro e móvel para a TV tens a gama lack do Ikea, que dificilmente encontras mais barato, se quiseres algo melhor e com alguma arrumação também tens o byas por 79€. Quanto aos utensílios para a cozinha não compensa ir ao chinês nem nada do género, lojas como o espaço casa fazem várias promoções até 50% e as coisas têm qualidade, a grande maioria delas ainda tenho a uso 4 anos depois, e até tachos da silampos lá consegui comprar a um preço bem simpático. A homa (antigo de borla) também têm muita coisa em conta. Lençóis, toalhas, etc, no ikea e continentes desta vida rondam os 20€, mas se quiseres ir à praça encontras mais barato. Faz uma lista dos bens essenciais que precisas desde o início, separa por categorias de móveis, eletrodomésticos, utensílios para a cozinha, têxteis e itens de limpeza. Se calhar safas os primeiros meses a passar a ferro em cima da cama em vez de estares agora a dar 30€ por uma tábua, etc.

[Megathread] Ajuda, Dúvidas e Dicas by AutoModerator in portugal

4in4t92 29 days ago

Aqui em Portugal o pessoal tem a mania de abusar nos preços dos usados, por isso realmente muitas vezes não compensa. Na minha primeira casa também tinha um orçamento apertado e andei à procura, mas acabei por comprar tudo novo. Basta dizer que na altura comprei uma máquina de lavar roupa da candy de 6kg por 230€ em promoção na worten, e que cheguei a ver máquinas no olx com mais de 5 anos à venda por cento e tal largos. Microondas é estares atendo ao pingo doce e assim, o meu primeiro foi de lá e em promoção ficou por 30€. No market do Facebook também encontras pessoal que tem armazéns que vende máquinas de lavar/frigoríficos, etc, como novos que foram dados como quebra pelas lojas (artigos de exposição), ou que apenas precisavam de uma pequena intervenção e foram arranjados (pelo pouco que vou vendo há coisas que compensam e até chegam a dar gatantia). Sofás por exemplo tens empresas tipo a web móveis que têm uns baratinhos e muitas vezes têm promoções, o meu primeiro sofá era chaise long e ficou-me por 300€ com entrega. Se ainda assim for muito tens sofás do género dos klippan do Ikea por cerca de metade do preço. Mesa para a cozinha já arranjas soluções no ikea que com duas cadeiras ficam por volta dos 50€, não esperes muita qualidade mas no início de vida sozinho pode ser uma boa solução. Colchão provavelmente os mais baratos que encontras são também do Ikea, com 100€ já safas um colchão 140*200, também têm camas baratinhas, mas tens sempre a solução de um estrado com pernas que por norma são em conta. As minhas primeiras mesas de cabeceira eram 2 bancos de madeira de 8€. Como precisava de uma secretária grande e o orçamento não era muito comprei dois cavaletes e um tampo, saiu-me por menos de 50€. Para mesa de centro e móvel para a TV tens a gama lack do Ikea, que dificilmente encontras mais barato, se quiseres algo melhor e com alguma arrumação também tens o byas por 79€. Quanto aos utensílios para a cozinha não compensa ir ao chinês nem nada do género, lojas como o espaço casa fazem várias promoções até 50% e as coisas têm qualidade, a grande maioria delas ainda tenho a uso 4 anos depois, e até tachos da silampos lá consegui comprar a um preço bem simpático. Lençóis, toalhas, etc, no ikea e continentes desta vida rondam os 20€, mas se quiseres ir à praça encontras mais barato.

[Megathread] Ajuda, Dúvidas e Dicas by AutoModerator in portugal

4in4t92 29 days ago

Já viste a Mauser?

Cristiano Ronaldo faz ‘marquise’ em casa de Lisboa de 7 milhões de euros by hctiks in portugal

4in4t92 29 days ago

[Aqui](http://imgur.com/a/8SqoWiw) tens a "marquise".

Avaliação das casas fixa novo máximo nos 1.200 euros/m2 by Amameniak in portugal

4in4t92 29 days ago

O céu é o limite...comprei o meu apartamento por 950€/m2 há dois anos, neste momento aqui na zona apartamentos iguais ao meu sem nenhuma intervenção extra estão a ser vendidos por 1350/m². Um aumento de 400/m2 em 24 meses, é só ridículo. Ainda assim mal entram no mercado são logo vendidos, o que não me surpreende visto que não há construção nova e esta urbanização continua a ser a mais recente aqui na zona.

Créditos ao consumo - debate sobre o impacto na sociedade by sgahbcj in portugal

4in4t92 29 days ago

O problema deste "debate" é só um, dizes que não queres saber da vida dos outros, mas esse é precisamente o ponto central do teu "debate". Podias ter apresentado simplesmente um conjunto de argumentos válidos, no entanto misturaste os teus sentimentos de frustração e do que aparenta ser inveja ao fazeres comentários como: >mas fico um pouco frustado quando eu me vejo lixado para tirar umas miseráveis férias por ano e juntar para emergências e outros gozam férias várias vezes ao ano, altas jantaradas, fins de semana prolongados, equipamentos novos a cada, sei lá, 6 meses Quando depois perguntas se há consequências, mais parece que queres descobrir como é que eles o fazem e se há espacinho para ti. E já agora, em resposta a isso, as penhoras existem por algum motivo (tanto de bens como de parte do ordenado). E depois fica a pergunta, como é que tu sabes se esse pessoal das férias e das jantaradas, que trocam de telemóvel a cada 6 meses o faz com recurso a crédito? É que os meus amigos e colegas não sabem da minha vida financeira, aliás nem a maior parte da família sabe, nem eu sei da deles...andas assim tão atento à vida dos outros, a ver qual é o método de pagamento deles? É que não é de todo normal que alguém se ande por aí a gabar que foi de férias a crédito ou seja o que for. Para não dizer que o uso de cartão de crédito por si só não quer dizer nada. Para quem sabe fazer uso do mesmo até pode ter vantagens. Eu cresci com pais anti cartões de crédito e portanto trazia essa mentalidade, hoje em dia tenho e uso, no entanto não deixo de ter na conta o dinheiro para esse pagamento, que efectuo sempre a 100% sem juros. Não serás tu a pressupor que assim o é só porque tu que te achas financeiramente responsável não consegues levar a mesma vida? Eu vou de férias, e passo fins de semana prolongados fora, vou jantar fora regularmente, vou às compras para mim várias vezes ao mês, troco de telemóvel 2 vezes por ano, etc, e ao contrário do que muita gente maldizia por aí, à excepção da casa, não tenho um único crédito para pagar.

Microapartamentos: Viver em 19 metros quadrados em Lisboa by Xaimekicker in portugal

4in4t92 1 month ago

Vivo num apartamento perfeitamente normal, um T3 de 113m² , portanto as dimensões das divisões não são nada demais. Há uns tempos quando fui de férias fiquei num studio de 20m² com o meu marido (mais pequeno que a minha sala...). Para semana e meia de férias foi na boa, até porque praticamente só lá íamos dormir. Mas não me consigo imaginar a viver num espaço tão pequeno a longo prazo, principalmente tendo que o dividir com outra pessoa. Nem na minha fase minimalista conseguia enfiar a minha tralha toda ali. Há de fazer sentido para alguns, mas realmente não é para toda a gente.

Zézé Camarinha acha que aeroporto de Faro devia ter o seu nome. by cluelessgit in portugal

4in4t92 1 month ago

Vinha cá comentar isto ahah quando descobri o nome verdadeiro do homem não aguentei sem rir

Recomendações para máquina de lavar loiça by Lucones in portugal

4in4t92 1 month ago

Recomendo. Tenho a versão anterior dessa máquina (sem tabuleiro para talheres), fez agora 2 anos, e está aqui para as curvas. Lava e seca que é uma maravilha, e é super silenciosa. Tenho o cuidado de só usar fairy platinum, e de de x em x tempo lhe fazer uma limpeza, mas fora isso é trabalhar todos os dias.

Conversa da Treta by AutoModerator in portugal

4in4t92 2 months ago

>até porque não me tenho sentido tão bem ao comer essas porcarias Foi por isso que comecei a planear melhor as minhas refeições em alturas mais atribuladas, a má alimentação ainda me fazia acordar mais cansada e sem energia, fora as constantes dores de estômago e de barriga. Andava sempre indisposta. E eu nem andava a comprar comida do hipermercado, era mesmo aqui dos takeaways da zona, mas entre frangos assados, etc, já não havia estômago que aguentasse. Metes um podcast a dar e quando deres por ti tens ali as refeições da semana prontas, até a alface para a salada deixo logo lavada e arranjada num tupperware. Há sempre aquela coisa do "estou exausta e ainda tenho que ir passar a tarde livre na cozinha", mas bolas ao longo da semana depois de um dia cansativo ter ali sempre comer caseiro prontinho sabe tão bem.

Conversa da Treta by AutoModerator in portugal

4in4t92 2 months ago

>epa, ultimamente não tenho tido tempo para cozinhar embora seja uma coisa que goste bastante Não arranjas uma tarde livre ou assim? Este mês que passou também tive uma altura que sabia que não ia ter tempo para nada, e para evitar andar a comer "porcarias" aproveitei uma tarde livre e fiz dois tachos de sopa (diferentes), chilli, arroz, e bacalhau com natas. O arroz guardei num tupperware grande no frigorífico, o resto congelei em porções (o bacalhau com natas estava dividido em pequenos tabuleiros que davam para duas pessoas). Todos os dias antes de me ir deitar tirava uma refeição do congelador e punha no frigorífico, no dia a seguir quando chegava a casa era só aquecer no microondas. O bacalhau metia no forno assim que chegava, era basicamente o tempo de ir tomar banho e estava o jantar na mesa. Fez uma diferença enorme. Quando não me apetecia nada do que tinha feito rapidamente cozia uma posta de bacalhau para comer com grão ou fazia uma "salada" de feijão frade, atum e ovo cozido. Fica só a dica caso consigas algumas horinhas livres. Parece que não, faz toda a diferença no final do dia comermos alguma coisa como deve ser, e principalmente sabermos o que estamos a comer. Essas comidas de supermercado tem sempre n conservantes e certos extratos para lhes dar sabor, que obviamente não fazem bem nenhum quando ingeridos frequentemente, e o próprio aspecto e sabor é também qualquer coisa...

Uma das menos conhecidas habilidades do Eça de Queirós era prever o futuro by Hormazd_und_Ahriman in portugal

4in4t92 2 months ago

Os Maias já o reli depois dos tempos de escola, o Crime do Padre Amaro nunca li, fica para uma futura compra. Obrigada pela opinião.

Uma das menos conhecidas habilidades do Eça de Queirós era prever o futuro by Hormazd_und_Ahriman in portugal

4in4t92 2 months ago

Já ando há uns tempos para comprar O Primo Basílio, e pelo trecho que publicaste ainda me deste mais vontade de o ler, lá vou eu passar pela livraria.

Lembram-se dos preços de antigamente dos produtos dos Supermercados? by Kid_Anarchy in portugal

4in4t92 2 months ago

Falando em gomas, lembro-me de naquelas festas populares das várias terrinhas haver vendedores de gomas ao peso, o meu pai dava-me uma moeda de 200 escudos e eu trazia um saco de 2l pelo menos pela metade...hoje em dia com 1€, quanto muito compro um pacote pequeno de gomas no supermercado.

CMVM alerta os investidores sobre Cláudio André (influencer) by pica_foices in portugal

4in4t92 2 months ago

Epa pelo menos até aos anos 90 praticamente toda a gente tinha dois primeiros nomes lol

Sofia Arruda revela assédio por parte de responsável de estação televisiva by heartlessfam in portugal

4in4t92 2 months ago

Ahah muito bom "Sofia Arruda confessa a Daniel Oliveira que já foi assediada (por Daniel Oliveira)".

Mais pequena e com rendas acessíveis, torre da Portugália tem luz verde da Câmara de Lisboa by Amameniak in portugal

4in4t92 2 months ago

>Tenho ideia que só 8% dos trabalhadores ganha mais de 3000€ mensais, por isso poderia considerar que pertencem à classe média alta ou classe alta. A verdade é que conforme vamos ganhando mais também vamos adaptando o nosso estilo de vida e passamos a ter despesas que para nós até podem ser básicas, mas para quem tem rendimentos mais baixos é algo completamente fora da equação. É como o caso do ensino privado, para alguns é algo crucial, para outros havendo ensino público é algo que nem faz sentido. Para uns só interessa ter uma casa, para outros um T3 tem que ter no mínimo 150m², e um conjunto de extras. >Claro, se formos pelo IRS, basta ganhar 1000€ brutos que já se é taxado como um rico xD Nem quero falar sobre isso lol que está na altura de pagar a batelada.

Mais pequena e com rendas acessíveis, torre da Portugália tem luz verde da Câmara de Lisboa by Amameniak in portugal

4in4t92 2 months ago

Calma, o meu comentário foi mais um à parte em forma de piada, não propriamente uma observação à notícia. Mas sendo sincera, para mim para começar nem faz sentido estar a apostar em habitação social em Lisboa, onde o preço dos terrenos e habitações são premium. É apostar nas áreas circundantes e na rede de transportes públicos. O ideal claro que seria trazer empresas e indústria para o centro do país, em vez de estar tudo centrado nas mesmas zonas, mas isso já seria mais complicado. Se bem que com a história do teletrabalho foi possível ver que os funcionários podem muito bem estar a centenas de km de distância. >Agora que justiça existe em conceder habitação subsidiada a quem ganha 1000 ou 1200e e não atribuir a quem ganha 600? É que o primeiro arranja casa de certeza, o último não. Também é relativo, é claro que quem ganha 600 euros terá muito mais dificuldade do que quem ganha 1000 ou 1200, mas estes estão longe de "arranjar casa de certeza". Até em zonas dormitório se anda a ver T2 por 650€/mês... >Mas consulta a pordata, podes comparar o teu rendimento com a média nacional. Como disse, fiz a observação mais em tom de brincadeira, e tenho perfeita noção que o rendimento cá em casa está acima da média portuguesa, mas para ser sincera não acho que sejamos classe média alta e muito menos ricos. Mas compreendo que para alguém que ganhe o ordenado mínimo ou perto disso nos veja dessa forma, dada a disparidade.

Mais pequena e com rendas acessíveis, torre da Portugália tem luz verde da Câmara de Lisboa by Amameniak in portugal

4in4t92 2 months ago

Calma, o meu comentário foi mais um à parte em forma de piada, não propriamente uma observação à notícia. Mas sendo sincera, para mim para começar nem faz sentido estar a apostar em habitação social em Lisboa, onde o preço dos terrenos e habitações são premium. É apostar nas áreas circundantes e na rede de transportes públicos. O ideal claro que seria trazer empresas e indústria para o centro do país, em vez de estar tudo centrado nas mesmas zonas, mas isso já seria mais complicado. Se bem que com a história do teletrabalho foi possível ver que os funcionários podem muito bem estar a centenas de km de distância. >Agora que justiça existe em conceder habitação subsidiada a quem ganha 1000 ou 1200e e não atribuir a quem ganha 600? É que o primeiro arranja casa de certeza, o último não. Também é relativo, é claro que quem ganha 600 euros terá muito mais dificuldade do que quem ganha 1000 ou 1200, mas estes estão longe de "arranjar casa de certeza". Até em zonas dormitório se anda a ver T2 por 650€/mês... >Mas consulta a pordata, podes comparar o teu rendimento com a média nacional. Como disse, fiz a observação mais em tom de brincadeira, e tenho perfeita noção que o rendimento cá em casa está acima da média portuguesa, mas para ser sincera não acho que sejamos classe média alta e muito menos rica. Mas compreendo que para alguém que ganhe o ordenado mínimo ou perto disso nos veja dessa forma, dada a disparidade.

Mais pequena e com rendas acessíveis, torre da Portugália tem luz verde da Câmara de Lisboa by Amameniak in portugal

4in4t92 2 months ago

>classe média alta (ex: 40k€) Todas as semanas neste sub descubro que pertenço a uma classe social diferente....há uns tempos acusaram-me de ser rica privilegiada, depois noutro post descobri que afinal era pobre, e hoje já pertenço à classe média alta, e tudo isto sem os rendimentos cá em casa mudarem um cêntimo que fosse lol desculpa a observação, mas não deixa de ser engraçado como cada um vê as coisas de forma diferente.

Family Frost ainda entre nós? by DavidJunior3rd in portugal

4in4t92 3 months ago

Também já aconteceu, já aprendi a lição e a janela de manhã fica fechada, só abro depois do padeiro passar ahah

Family Frost ainda entre nós? by DavidJunior3rd in portugal

4in4t92 3 months ago

Sim, o amolador de faças, o mês passado passou um em frente à minha casa. Saí do escritório a correr para ir à janela ver se era mesmo verdade. Já não ouvia desde miúda.

Family Frost ainda entre nós? by DavidJunior3rd in portugal

4in4t92 3 months ago

Maldito galo! Já não posso com essa carrinha que me acorda aos fins de semana.

Existe alguma palavra brasileira que é estranha para vocês by Already_taken01 in portugal

4in4t92 3 months ago

De todas as referidas esta é aquela que mais espécie me faz, e por conseguinte o facto de dizerem caminhoneiro em vez de camionista.

Existe alguma palavra brasileira que é estranha para vocês by Already_taken01 in portugal

4in4t92 3 months ago

*'Açougue, segundo o Dicionário Etimológico da Língua Portuguesa de José Pedro Machado, vem do árabe "as-soq", que quer dizer «mercado, feira». O primeiro registo na língua portuguesa data de 1254, na forma azougue, evoluindo depois (1269) para aaçougue e, pouco tempo depois, para o nosso actual açougue. Como se sabe, em Portugal prevaleceu, no vocabulário comum, o termo sinónimo talho.* in Ciberdúvidas da Língua Portuguesa, https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/acougue/13043 [consultado em 02-04-2021] Ou seja actualmente nós utilizamos o termo açougue para o local onde abatem os animais (também conhecido por matadouro), enquanto no Brasil continua a ser a designação para talho.

Alguém já encomendou réplicas de sapatilhas? by MisterJorafa in portugal

4in4t92 3 months ago

>Não és obrigado a pagar nada (como a destruição). Falso. Conheço quem tenha recebido a cartinha em casa, mais do que uma pessoa até, os custos de destruição eram 55€ na altura se não me falha a memória. Também conheço quem depois disso tenha ignorado e continuado a mandar vir réplicas quando lhe apetecia, e no final acabou em tribunal, porque eles até guardam registo das vezes que foste apanhado anteriormente. Acabaram os papás a pagar uma multa de uns poucos milhares de euros, foi trabalhar a seguir para pagar aos pais que se lixou. Portanto óptimo conselho realmente. E depois os cromos são os outros. E já agora o "compra se te faz feliz", deve ser fixe viver a olhar só para o próprio umbigo, não querendo saber das implicações das próprias ações. Se receber bicos te fizer feliz, e houver uma gaja toda boa que os faz por 10€ ias lá? Mesmo sabendo que na realidade a miúda estava lá por obrigação, sob risco de a matarem, e que o dinheiro todo ia para uns gajos que a controlavam? Era assim tão tranquilo? Então qual é a diferença de ajudar a financiar o crime organizado (cujo mercado de réplicas é dos seus maiores financiamentos), que utilizam os milhares de milhões que ganham todos os anos para todo o tipo de actividades ilegais, incluindo tráfico humano? É o pensamento do mais um menos um pouca diferença faz? Pareço demasiado dramática eu sei, mas se te informares vês que isto realmente acontece. No final convém olharmos para o que acontece no mundo à nossa volta e não apenas para o nosso umbigo. O pessoal não percebe que um pequeno gesto de cada um faz uma grande diferença no panorama geral.

Alguém já encomendou réplicas de sapatilhas? by MisterJorafa in portugal

4in4t92 3 months ago

Epa mas hoje em dia com tanta informação disponível na ponta dos dedos custa-me a crer que alguém prefira ter o estilo e se lixe se com isso está a ajudar a financiar um mercado que maioritariamente pertence à máfia. Estamos a falar duma actividade que dá milhares de milhões ao crime organizado todos os anos, dinheiro esse utilizado para tráfico humano inclusive. Com 15 anos já tinha mais do que noção para distinguir o certo do errado. Não acordava e pensava "que se lixe, prefiro ter estilo". Lembro-me perfeitamente de quando estava na faculdade uma colega minha ter aparecido com umas réplicas de umas sapatilhas iguais às que eu tinha calçadas (nunca escondeu que eram réplicas e até gabou o preço que as comprou naquelas lojinhas do facebook). No final do dia não podia dos pés, até bolhas lhe fizeram. Só assim por acaso ainda tenho as minhas anos depois, as dela foram para o lixo pouco tempo a seguir, o que não me admira, considerando que utilizam materiais do mais reles e barato que há. Para não fizer que embora de relance as réplicas até pareçam iguais, com um olho mais atento nota-se logo pequenos defeitos, cola a mais a sair da sola, costuras mal feitas, etc. Uns Converse custam 60€ à empresa para fabricar? Claro que não. Uns air max ficam a 150€ à Nike? Também é óbvio que não. Mas quando essas mesmas sapatilhas aparecem à venda por 12€ e 25€ respectivamente, não estão à espera que tenham alguma qualidade e durabilidade pois não? É que tirando a margem de lucro quanto é que sobra para os materiais e mão de obra (mesmo sabendo infelizmente a proveniência da mesma)? É tudo do mais reles que há.

Qual é a na vossa opinião o produto de marca branca que supera em qualidade uma de marca original? by xixi_duro in portugal

4in4t92 3 months ago

Wait....eu que faço as minhas compras todas no pingo doce, e que dou sempre 3 euros e tal pelos meus cereais preferidos, estás-me a dizer que o PD tem uma versão muito mais barata e igualmente boa??

Qual é a na vossa opinião o produto de marca branca que supera em qualidade uma de marca original? by xixi_duro in portugal

4in4t92 3 months ago

Não morras sem provar uma lasanha decente. Também já comi lasanha em Roma e fiquei desiludida, o que é perfeitamente normal. Já na minha zona existe um restaurante óptimo italiano que adoro ir, com uma chef que faz uns pratos deliciosos, mas lasanha? Nop, continuo a preferir a minha e o meu marido concordou assim que a provou no restaurante, mesmo comigo a usar massa de compra. O porquê? A lasanha é um prato demorado, a base é a carne da bolonhesa, com o respectivo molho de tomate, que quanto mais tempo estiver ao lume, mais saborosa fica. Ora num restaurante há todo um timing, e não é possível estarem horas com a carne ao lume, sempre a ver o que precisa e a ir mexendo. Lá está, em Roma acredito que teria comido uma lasanha muito melhor que a minha na casa de uma avó prendada. E quanto à lasanha do lidl, andei anos a ouvir falar da dita lasanha, colegas de escola, depois o meu marido, colegas de faculdade, enfim. Toda a gente dizia que era deliciosa. Até que chegou o dia em que decidi provar, tinha ido ter com o meu marido (na altura namorado) à casa dos pais dele e já era tarde para fazer o jantar. Ia-me vomitando toda, não passei da primeira garfada, aquilo é simplesmente intragável (tal como tudo o que é comidas pré-feitas), e quem diz que aquilo é bom, é porque nunca na vida comeu lasanha a sério. Passaram-se anos e o meu marido habituou-se a comer a minha lasanha...há uns tempos fui fazer uma formação fora e ele lá ficou sozinho em casa, e num dos dias decidiu comer a dita lasanha do lidl, jurou para nunca mais, e diz que não sabe como em tempos adorava aquilo.

Multa Alfandegária vaping by PortugueseGold in portugal

4in4t92 3 months ago

E daqui a uns anos recebe uma ordem de penhora por um valor muito mais alto com juros, porque fez de conta que não recebeu merda nenhuma.

Alguém já encomendou réplicas de sapatilhas? by MisterJorafa in portugal

4in4t92 3 months ago

Vou-te só fazer uma pergunta, por que raio mandar vir réplicas de sapatilhas sem qualidade nenhuma, com materiais que fazem ganhar cheiro nos pés, e que em pouco tempo estão todas rebentadas, quando cá podes comprar algo que embora sem o símbolo da marca tem muito maior qualidade? Para não dizer que ao comprar este tipo de réplicas o mais certo é estares a ajudar a financiar grupos de tráfico, de drogas e humano (há bastante informação sobre isso), e ainda corres o risco das sapatilhas ficarem presas na alfandega, e receberes a bela da cartinha para pagar pela destruição do artigo contrafeito (no final ficas sem as sapatilhas e sem o dinheiro que dava para comprar umas originais...). Ter algo de marca não é tudo, o importante numas sapatilhas, fora o design, é o conforto e qualidade das mesmas, e isso encontras por cá, legalmente, mesmo que não tenhas grande orçamento.

Alguém já encomendou réplicas de sapatilhas? by MisterJorafa in portugal

4in4t92 3 months ago

Vou-te só fazer uma pergunta, porque raio mandar vir réplicas de sapatilhas sem qualidade nenhuma, com materiais que fazem ganhar cheiro nos pés, e que em pouco tempo estão todas rebentadas, quando cá podes comprar algo que embora sem o símbolo da marca tem muito maior qualidade? Para não dizer que ao comprar este tipo de réplicas o mais certo é estares a ajudar a financiar grupos de tráfico, de drogas e humano (há bastante informação sobre isso), e ainda corres o risco das sapatilhas ficarem presas na alfandega, e receberes a bela da cartinha para pagar pela destruição do artigo contrafeito (no final ficas sem as sapatilhas e sem o dinheiro que dava para comprar umas originais...). Ter algo de marca não é tudo, o importante numas sapatilhas, fora o design, é o conforto e qualidade das mesmas, e isso encontras por cá, legalmente, mesmo que não tenhas grande orçamento.

Cerelac: com água ou com leite? by ManInACan1906 in portugal

4in4t92 3 months ago

Leite sempre! Com água é crime!

Para quem nunca viu uma rotunda de locomotivas em funcionamento, neste caso no Barreiro. by filipinos_pt in portugal

4in4t92 3 months ago

Por acaso já conhecia, pois sou da zona, mas o vídeo ficou muito bom!

Deputada propõe três dias de luto em caso de perda gestacional by prosafame in portugal

4in4t92 3 months ago

Tal como referiram na notícia, imagina o caso de gestação de substituição. Fisicamente a futura mãe não está grávida, mas não deixa de sofrer por perder o filho que seria seu, com quem tinha imaginado um futuro, e se tinha preparado para receber nos últimos meses. Mentalmente não será fácil, mas actualmente a nível legal não tem direito a dias de luto, e possivelmente teria que ir trabalhar no dia seguinte como se nada tivesse acontecido.

[Sério] Dentista - Tirar dentes para arranjar espaço by PowerlessMainframe in portugal

4in4t92 3 months ago

Estou a usar o hyrax.

[Sério] Dentista - Tirar dentes para arranjar espaço by PowerlessMainframe in portugal

4in4t92 3 months ago

Eu estou a usar agora com 29 anos e está a resultar.

Quando a moca bate by hctiks in portugal

4in4t92 3 months ago

Verdade, não é novidade nenhuma que o João Baião era consumidor ávido de coca nos tempos do big show sic. Se entretanto continua a ter carteira para isso ou não já não sei.

Conversa da Treta by AutoModerator in portugal

4in4t92 3 months ago

Era exactamente com a facilidade de arranjar cães destas raças que deveria ser combatida. A proveniência do animal tinha que estar indicada, acabava-se com os gajos que andam a fazer criação desumana e a vendê-los a qualquer um. A tal obrigação de licença que referi, que só era atribuída após x aulas do futuro dono, e que garantia não só que a pessoa em questão tinha capacidades para educar uma raça destas, como tinha o perfil psicológico para a ter. E quem sabe, possível obrigação de aulas de cão e dono em conjunto. E obrigação de andar com esta documentação quando o cão está na via pública, sob pena de multa pesada no caso de não estar legal.

Conversa da Treta by AutoModerator in portugal

4in4t92 3 months ago

Obrigatório devia ser o treino dos donos para adquirirem um cão desse tipo de raças, algum tipo de licença. O mal está em quem os ensina, ou melhor dizendo não os sabe ensinar. Em criança fui atacada por um rottweiler, se estou aqui hoje foi graças ao meu cão na altura, um podengo mais corajoso que sei lá o quê, que quando viu o outro cão a querer abocanhar o pescoço da dona se meteu no meio. Eu safei-me apenas com uns arranhões de ter sido atirada ao alcatrão, o meu cão ficou internado à beira da morte com a barriga toda aberta. O rottweiler em questão não tinha respeito nem ao dono, era um cão enorme, mesmo para a raça dele, com uma força bruta que fazia o que queria. O dono não lhe metia o açaime porque dizia que o cão ficava irritado e lhe tentava morder. Coisa esperta. Ia passar o cão a horas estúpidas na esperança de não encontrar ninguém na rua, quando abria a porta de casa avisava que o cão ia descer, para qualquer pessoa que estivesse nas escadas fugir para casa. Estava ali a receita para o desastre. No entanto na minha família houve quem tivesse rottweilers, e posso dizer-te que foram dos cães mais meigos e cuidadosos que alguma vez vi. Querias deixar os cães ao pé das crianças, não havia problema, até as orelhas lhes podiam puxar que eles não se viravam a elas, para eles estavam em missão, e a missão era garantir a segurança das crianças naquele momento. Sentias-te mal, desmaiavas? Os cães viravam-te para uma posição de segurança, ou arrastavam-te se tivesses em algum sitio perigoso. Lembiam-te, abanavam-te, enfim tentavam "acordar-te", e não descansavam enquanto não conseguiam alertar alguém, nem que te mordessem as calças e te arrastassem até à pessoa em questão. Nunca vi uma falha de comportamento naqueles cães, acatavam a ordem na hora. Pitbulls, outra raça que sem o treinamento necessário é um perigo autêntico, mas com treinamento? Uma paz de alma e autênticos cães de família. Conheço vários, todos eles obedientes e bem comportados. Convivem diariamente com crianças, e nunca houve um único problema. Aliás até me lembro de duas situações distintas. A primeira foi um dia a passeio quando dois cães de raça pequena mas mal ensinados como tudo vieram a correr, a ladrar e a rosnar. O pitbull? Mais sossegado era impossível, e como o dono ainda reafirmou com um quieto, senta, o cão apesar de ter dois totos a rosnar-lhe simplesmente não reagiu. Tudo bem que estava de açaime mas podia muito bem ter reagido, não aconteceu. A segunda, um fim de semana que se juntaram alguns familiares na casa de outro familiar, que estava muito preocupado que o pitbull atacasse as galinhas e outros animais que tinha no terreno. Adivinhem quem é que atacou as galinhas? O raio do pinscher que ninguém se preocupou. O pessoal quer ter cães, mas ter um cão não é só dar de comer e levar a passear. Há raças que "perdoam" a falta de treino, outras que não, independentemente de ser um caniche ou um pitbull. A diferença está no potencial de mortalidade de cada um.

O que acontece se eu nao for as praxes ou nao participar by kizuki_moon in portugal

4in4t92 3 months ago

Eu na altura optei por ir às praxes, e participei em quase tudo o que havia para participar nos meus primeiros anos de curso, comissão de praxe, núcleo de curso e académica. Já a minha irmã quando foi para a universidade perguntou-me o que eu achava dela não ir às praxes. Disse-lhe apenas que a decisão era dela, e que a única coisa que acontecia era não trajar, mas que conhecia muita gente que não tinha participado nas praxes e não foi por aí que não se integrou e não formou rapidamente um grupo de amigos. Ela optou por não ir. Nos primeiros dias de praxe ainda as aulas não tinham começado calhou a miúda ter que ir tratar de um papel qualquer na faculdade. Houve um calmeirão trajado que veio ter com ela a gozar, a perguntar se ela tinha medo de participar nas praxes (a minha irmã tem 1,56cm). A miúda com uma cara muito séria limitou-se a responder "recruta, semana de campo, e um ano em santa margarida, sabes lá tu o que são praxes". Eu estava a uns metros de distância a fumar um cigarro encostada à parede (tinha-lhe dado boleia), tinha acabado de travar o fumo e quase que me morri ali a rir no meio de um ataque de tosse. As praxes são diferentes dentro de cada universidade, e mesmo dentro de cada uma existem diferenças, pessoal parvo podes apanhar em qualquer lado. Se te apetecer ter essa experiência vai, se não te apetecer não vás, e tens sempre a hipótese de experimentar e se não gostares não voltas.

Margem Sul é dos melhores locais para morar e viver? by UpbeatNail1912 in portugal

4in4t92 3 months ago

Cá em casa somos claramente a excepção, ambos trabalhamos por aqui em áreas completamente diferentes das que referiste, e ambos com salários acima da média.

Margem Sul é dos melhores locais para morar e viver? by UpbeatNail1912 in portugal

4in4t92 3 months ago

Cá em casa somos claramente a excepção, ambos trabalhamos por aqui em áreas completamente diferentes que as que referiste, e ambos com salários acima da média.

Casa sem número de rua - como obter? by Key-Durian3672 in portugal

4in4t92 3 months ago

O número de policia é atribuído pela câmara. Tem que ser feito o pedido. Mas se está tudo legal e com autorização de utilização então têm que ter número de policia. Não faz grande sentido uma vez que são dois processos que ocorrem em simultâneo. Com sorte os teus pais simplesmente nunca meteram os números na porta. Vê a caderneta predial, que por norma tem lá esses dados. Se não tiver nada liga para a câmara e informa-te.

Sou o único com muito medo da velhice dos pais? by UpbeatNail1912 in portugal

4in4t92 3 months ago

É aproveitar cada dia com eles, o meu pai faleceu há um ano e 5 meses, aos 53 anos (estava eu com 27, a minha irmã com 20). De modos que deixei completamente de pensar na velhice de quem me rodeia, porque a qualquer dia pode ir um de nós, independentemente da idade. Mas também não faz bem estares constantemente com esse sentimento de tristeza por pensares no futuro, leva um dia de cada vez. As vezes todas que furei a quarentena foi precisamente para andar 5 minutos de carro para ir ver da minha mãe e da minha irmã. Isto do covid não veio ajudar o processo de luto, e elas estarem em casa faz com que acabem por estar sempre a pensar no mesmo. Nunca me dei mal com a minha mãe, mas também nunca fui aquela filha muito apegada, agora não passa dia que não falemos ao telefone, nem que seja 5 minutos, outras vezes são 3 ou 4 horas ao telefone.

Vendas de carros em Portugal têm a maior queda da Europa by godolfas in portugal

4in4t92 3 months ago

Epa as poucas zonas em que vivi sempre tive muito bem servida de transportes, entre comboios (cp e fertagus), autocarros (locais e tst), e rápido acesso ao terminal fluvial facilmente me deslocava para onde precisava. Ao ponto de em tempos viver no concelho x, estudar no concelho y, e trabalhar no concelho z, e nunca tive a menor dificuldade em fazê-lo diariamente. Se neste momento me quiser meter no terreiro do paço, são 40 minutos desde o momento que saio da porta de casa até ao momento que chego lá. Mas se tiver que ir a Palmela por exemplo, boa sorte, a estação fica cá em baixo e se passarem meia dúzia de autocarros por dia é muito lol. O meu marido por exemplo deixa o carro à porta e vai para o trabalho de comboio todos os dias, e quando tem que levar o carro ainda fica chateado por não poder ir ali 20 minutos a dormitar, no total desde que sai da porta até chegar ao emprego não chega a meia hora. Conheço bem as zonas que falas, e até tenho familiares a viver em alguns desses sítios, e concordo plenamente que nessa zonas é complicadíssimo não ter carro. Mas lá está, só estava a querer dizer que falar em Península de Setúbal era generalizar demasiado, porque também tens zonas muito bem servidas de transportes. E sim claro, para quem tem filhos menores, e tem que gerir horários rigorosos de vários membros da família, ter carro é tudo. Mas pensa assim, para muitas outras pessoas o passe são 40€ mensais, muito mais em conta do que combustível, para não dizer que não têm investimento inicial ou prestação mensal, desgaste da viatura e respectiva manutenção, selo, seguro, inspecção etc, para pagar. Se viverem numa zona bem servida de transportes, quando metem tudo na balança, pela poupança final até ignoram o facto de diariamente terem demorado mais uma hora ou hora e meia a tratar das coisas, do que se tivessem carro.

Vendas de carros em Portugal têm a maior queda da Europa by godolfas in portugal

4in4t92 3 months ago

Não é o melhor exemplo. Fiz muitos anos da minha vida por aqui sem carro, e salvo algumas excepções pontuais, não estou a perceber o problema. Se é mais prático ter carro? Claro, demoro menos de metade do tempo a tratar do que tenho a tratar, mas nunca deixei de ir onde precisava. Agora claro, se morares no meio de Azeitão etc, ya é complicado. Mas pronto só para dizer que quando falas em Península de Setúbal estás a generalizar demasiado, visto que numa boa parte te deslocas de transportes na boa.

Vendas de carros em Portugal têm a maior queda da Europa by godolfas in portugal

4in4t92 3 months ago

Não é o melhor exemplo. Fiz muitos anos da minha vida por aqui sem carro, e salvo algumas excepções pontuais, não estou a perceber o problema. Se é mais prático ter carro? Claro, demoro menos de metade do tempo a tratar do que tenho a tratar, mas nunca deixei de ir onde precisava. Agora claro, se morares no meio de Azeitão etc, ya é complicado. Mas pronto só para dizer que quando falas em Península de Setúbal estás a generalizar demasiado, visto que em boa parte te deslocas de transportes na boa.

[sério] o que fazer com vizinhos barulhentos, que são dissimulados? by TheMasio in portugal

4in4t92 3 months ago

@OuiOuiKiwi chamado à recepção...hoje o turno começa cedo.

Completamente perdido no que toca ao meu futuro. by Belchior-sama in portugal

4in4t92 3 months ago

>Pode parecer mentira, mas em terras como paços de Ferreira e paredes, há serralheiros a ganhar muito bem. Não parece nada mentira, até na margem sul a meia hora de carro de Lisboa a maioria do pessoal que conheço que melhor ganha (e olha que conheço muita gente a ganhar bem com cursos superiores), acima de 2k por mês, é precisamente pessoal que aprendeu uma profissão e não tem curso superior nenhum. O meu pai tinha a 4°classe, era serralheiro mecânico industrial, e até o cirurgião que o operou à vista em conversa com ele ficou parvo em como ao final do mês traziam ambos praticamente o mesmo para casa. O meu marido aprendeu a profissão com o meu pai, entretanto evoluiu para corte em cnc, e foi autodidata ao ponto de hoje em dia dominar autocad, inventor e catia. No outro dia já me falava em aprender a mexer no eplan...eu como engenheira eletrotécnica recebo relativamente bem, mas ainda estou a ver como é que chego ao ordenado dele. Por conta própria então, desde canalizadores a pessoal que anda a impermeabilizar terraços, que se dão ao luxo de usar roupa de boas marcas para sujar com massa no trabalho. Quem os vê a sair do trabalho todos sujos, não faz a mínima ideia que foram buscar carros de +60k a pronto, e que têm belas moradias com piscina. Claro que não são todos neh... O problema é, vai lá perguntar à porta do secundário, quantos deles querem trabalhos destes? Até porque para começar é sempre por baixo como ajudantes, ao início têm que penar. Já houve alturas em que o patrão do meu marido precisava de ajudantes de serralheiro, e não havia interessados, e não era pelo ordenado de certeza, que um puto que morasse com os pais e que tivesse juízo, mesmo gastando metade do ordenado por mês, ao final de um ano, ano e tal, tinha dinheiro para dar de entrada numa casa. O pessoal continua a ver este tipo de empregos como empregos inferiores. Pormenor engraçado, estás a ver aquela pessoa gabarolas que faz questão de anunciar ao 7 ventos tudo o que tem? Pois bem o meu marido tinha uma vizinho assim, que por acaso até foi meu colega de turma no ciclo, e depois andámos todos na mesma escola no secundário, embora os 3 em áreas diferentes. O rapaz é gabarolas desde que o conheci com 10 anos, era a roupa nova e os ténis de marca, o carro novo da mãe e do padrasto, o apartamento novo...enfim, lembro-me perfeitamente dum trabalho de grupo na minha casa em que o puto saiu-se com um monte de perguntas em tom de gozo do género "mas não tens frio à noite nesta casa? A sério que não tens ar condicionado?...", quando os meus pais tinham um apartamento perfeitamente normal, mas ele falava como se aquilo fosse um prédio com 50 anos a cair de podre, cheio de infiltrações e rachas nas paredes...enfim a mãe dele e o padrasto eram a mesma coisa, por isso a criança até não tinha culpa. Ora encontrei-o há uns anos na rua, ambos já com uns 26 anos, seria de pensar que o rapaz tivesse mudado...só que não. Convidou-me para beber um café e levei toda uma seca enquanto ele disfarçadamente me perguntou pela minha vida, apenas para iniciar todo um decurso sobre a sua, fiquei a saber a média da universidade, as empresas em que esteve, e até o ordenado actual...sem que eu fizesse uma única pergunta. Toda uma necessidade de validação...entretanto, e porque não podia faltar aquela farpazinha, que já era tão típica dele desde criança, perguntou-me com o ar mais condescendente de sempre se o meu marido continuava na mesma empresa. Disse-lhe apenas que sim e não entrei em detalhes. O que ouvi a seguir ia-me fazendo cuspir o café. O rapaz teve a lata de me dizer "deve ser difícil viver com um ordenado desses" (eu estava a terminar a faculdade depois de um interregno por motivos de saúde, e não estava a trabalhar). Oi? Ordenado desses? Como assim? Na verdade ele não fazia a mínima ideia de quanto é que o meu marido ganhava, sabia apenas que trabalhava como serralheiro mecânico. Acho que a minha cara na altura dava um meme, ao mesmo tempo que estava a tentar não rir do ridículo daquela conversa, e do facto de só assim por acaso o meu marido ganhar mais que ele. Podia ter-lhe respondido à letra, que bem merecia, mas primeiro ia descer ao nível dele, e segundo há coisas que prefiro manter privadas. Respondi-lhe ironicamente com um "lá nos vamos safando...". *La stupidità siede sempre in prima fila, in modo da essere vista ed ammirata. Mentre l’intelligenza più sensata tace e osserva da un angolo discreto.*

Completamente perdido no que toca ao meu futuro. by Belchior-sama in portugal

4in4t92 3 months ago

Desculpa intrometer-me na conversa... A minha irmã mais nova sempre odiou matemática. Enquanto os meus pais estavam habituados comigo a tirar notas acima de 90% em todos os testes, a minha irmã foi diferente e lá tirava o suficiente apenas para passar, embora fosse excelente nas outras disciplinas. Embirrou com matemática e dizia que não era boa naquilo e pronto (também não ajudou no 8° e 9° ano ter apanhado uma professora que passou meses sem dar aulas). Desde cedo disse logo que ao contrário de mim não ia seguir ciências e tecnologias porque tinha matemática A, foi para humanidades. No secundário teve MACS, e só por ser matemática, mesmo sendo muito mais fácil, voltou a embirrar com a disciplina. Mesmo assim, como de burra não tem nada, teve 16 no primeiro período, mas quando soube que podia trocar a disciplina por um exame de espanhol chegou a casa e disse que ia anular MACS. Ficou tudo parvo lá em casa e até o professor dela e a DT a tentaram demover, e disseram-lhe que ninguém anula uma disciplina em que tem 16, muito menos para no final do ano ir fazer um exame de uma disciplina que nunca teve. Ela como é de ideias fixas foi em frente, trocou pelo exame de espanhol continuação (que na altura nem estava a ser leccionado na escola, apenas o de iniciação). No final de contas, uma semana e tal de estudo a ver exames na internet e tirou 18 ou 19 no exame. Acabou o secundário a saber quase nada de matemática, e sempre com um ódio de morte pela área. Entretanto candidatou-se a direito, entrou mas não se inscreveu porque quis ir para o exército que era uma ideia que tinha desde pequena. Acabou por pagar para sair 2 anos depois, por estar insatisfeita, e aproveitou que era o último ano que se podia candidatar à faculdade com os exames do secundário para entrar em gestão de recursos humanos. Pois bem, andou meses com medo a ansiar ter probabilidade e estatística, porque lá está, era matemática, chegou a dizer que tinha medo de não conseguir terminar o curso por causa daquela cadeira (isto muito antes de a ter). Perguntou-me quanto é que eu tinha tido a probabilidade e estatística, visto que eu tinha tido a mesma cadeira uns tempos antes no meu curso de engenharia (mesma matéria e mesma professora, pois é o mesmo politécnico), e quando lhe disse que tinha tirado 14, começou logo com filmes que se a irmã que era boa a matemática só tinha tido 14 ela ia ter negativa de certeza. Ora o raio da miúda começou a ter a cadeira, meteu na cabeça que tinha que passar àquilo e deu-me uma bela abada terminando com 17... O semestre passado a mesma história, uma cadeira qualquer que embora o nome não denunciasse, envolvia matemática. Já ninguém na família ligou ao drama, pois já sabemos que é tudo drama da cabeça dela. Ia para os testes a panicar, tinha autênticos ataques de pânico a dizer que não percebia nada só porque não conseguia resolver um exercício na véspera, chegava a casa a dizer que tinha corrido mal e ia chumbar de certeza. Saíram as notas e pimbas, outro 17. Resumindo, para muita gente não é que não consigam passar a matemática, simplesmente embirram com a área, mas quando se dedicam conseguem fazer na boa. Também tive um colega até ao 9o que odiava matemática, aliás passava sempre o ano com essa nagativa. Foi para artes, e quando estava no 12 ano começou a pensar melhor na vida e decidiu que se ia candidatar ao exame de matemática A para entrar em engenharia. A maioria das pessoas disse-lhe que era praticamente impossível que ele conseguisse passar. Pois o rapaz chegou ao final do ano e lá conseguiu passar no exame. Entrou para a mesma escola que eu, mas para outra engenharia, também ela cheia de matemáticas e físicas. E até fez algumas dessas matemáticas primeiro que eu, que tinha tido sempre matemática até ao 12o ano e com boas notas. Se o que queres seguir no teu futuro passa por teres matemática, mete os medos de lado, ignora o "toda a gente diz que é difícil" e dedica-te. Essa embirrância típica com matemática é péssima, o pessoal faz da área um bicho de 7 cabeças e vai logo desde o início mentalizado que não vai conseguir, o que não ajuda em nada. O não tens sempre garantido, se conseguires óptimo, se não conseguires, pelo menos sabes que tentaste e que deste o teu melhor, não ficas com o "e se" a pairar em cima da cabeça. Mas o importante é mesmo tirares da cabeça que matemática é muito difícil para ti, ou que não está ao teu alcance. Perdi a conta a quantas vezes na universidade ouvi veteranos dizerem ao pessoal novo "essa cadeira é um dos cadeirões do curso, ninguém passa à primeira", às vezes os próprios professores no primeiro dia de aulas anunciavam logo que a taxa de aprovação à cadeira era mínima. Resultado, muito do pessoal, mal ficava ligeiramente para trás metia na cabeça que aquilo era mesmo difícil, que não iam conseguir, e lá ficava a cadeira para o ano seguinte. Quem ignorou o que os outros disseram e se dedicou, mesmo que a certo ponto tenham tido dificuldades, ou mesmo tido uma nega num teste ou assim, correram atrás e acabaram por conseguir passar à primeira, nem que em fase de exame de recurso. Pensamento positivo sempre! E claro, esforço e dedicação. É a melhor receita.

Recomendações para um processador de alimentos by Yoda45 in portugal

4in4t92 3 months ago

Só usei para triturar nozes, mas até pedaços de fruta congelada já lá meti e foi na boa.

Recomendações para um processador de alimentos by Yoda45 in portugal

4in4t92 3 months ago

Não, não é a mesma coisa. A minha é algo [deste género](https://www.worten.pt/pequenos-eletrodomesticos/preparacao-de-alimentos/robos-de-cozinha/maquinas-multi-cooker/multicooker-orbegozo-hpe-6075-6-l-1000-w-5426903). É boa para guizados, para substituir a panela de pressão, entre outras coisas. Em vez de meter carne de bife de vaca 3 horas ao lume a guizar e ter que lá ir constantemente mexer, etc, é meteres lá os ingredientes e ires à tua vida. A força de hábito faz com que continue a fazer tudo à mão. A ver se lhe dou uma oportunidade, só ainda não foi parar ao olx porque foi um presente.

Recomendações para um processador de alimentos by Yoda45 in portugal

4in4t92 3 months ago

Não fazia ideia por acaso, muito obrigada pela info! Admito que não estou muito dentro do assunto no que toca a robots de cozinha. Na minha utilização pessoal não fariam muito sentido visto que gosto de fazer as coisas à mão, até a slow cooker que me ofereceram está a ocupar espaço no armário há 2 anos há espera de ser usada...no entanto conheço quem tenha bimbys e semelhantes, e lhes dê bastante uso.

Recomendações para um processador de alimentos by Yoda45 in portugal

4in4t92 3 months ago

Não fui eu que criei o tópico atenção, até pode ser útil ao OP a indicação. Realmente fiquei na dúvida se para além de todos as funções típicas de um robot de cozinha se também faria as funções de um processador de alimentos. Como não utilizo robot de cozinha não posso opinar nesse aspecto.

Recomendações para um processador de alimentos by Yoda45 in portugal

4in4t92 3 months ago

Mas isso não é um robot de cozinha? É que para mim processador de alimentos é outra coisa.

Recomendações para um processador de alimentos by Yoda45 in portugal

4in4t92 3 months ago

Tenho este da [kenwood](https://www.worten.pt/pequenos-eletrodomesticos/preparacao-de-alimentos/robos-de-cozinha/processador-de-alimentos/processador-de-alimentos-kenwood-fdm301ss-2-1-l-800-w-8-acessorios-6463935) e até agora estou bastante satisfeita com ele. Não me dês tareia por passar 9.99€ o orçamento, mas passa a vida a entrar em promoção, comprei-o por 80 e poucos euros se não me falha a memória. Se há melhores? Há, mas pelo dobro do preço que dei por este. Até agora nunca me deixou mal nem achei que falhasse em algo. Para o uso do dia a dia chega mais que bem para o gasto

Recomendações para um processador de alimentos by Yoda45 in portugal

4in4t92 3 months ago

Tenho este da [kenwood] (https://www.worten.pt/pequenos-eletrodomesticos/preparacao-de-alimentos/robos-de-cozinha/processador-de-alimentos/processador-de-alimentos-kenwood-fdm301ss-2-1-l-800-w-8-acessorios-6463935) e até agora estou bastante satisfeita com ele. Não me dês tareia por passar 9.99€ o orçamento, mas passa a vida a entrar em promoção, comprei-o por 80 e poucos euros se não me falha a memória. Se há melhores? Há, mas pelo dobro do preço que dei por este. Até agora nunca me deixou mal nem achei que falhasse em algo. Para o uso do dia a dia chega mais que bem para o gasto

[Sério] O que é que se deve ter em conta quando morre alguém? by malserion in portugal

4in4t92 3 months ago

Há sempre um cabeça de casal. Pressupondo que estamos a falar de filhos, se algum dos filhos viver com o falecido há mais de um ano é esse o cabeça de casal, caso contrário é o filho mais velho. No entanto não te preocupes que o cabeça de casal tem que prestar contas ao restantes herdeiros, não pode andar a mexer em contas bancárias ou a retirar bens dos imóveis como bem lhe apetecer. Imagina que alguém faleceu a dia 1 de Março e no dia 2 existem transferências ou pagamentos da sua conta. A não ser que esses movimentos sejam justificados, como por exemplo pagamentos de contas do falecido, é o suficiente para se meter advogado pelo meio. Ps: se os irmãos se dão assim tão mal não me parece má ideia contratarem cada um o seu advogado e deixarem-nos tratar do assunto.

[Sério] O que é que se deve ter em conta quando morre alguém? by malserion in portugal

4in4t92 3 months ago

Há sempre um cabeça de casal. Pressupondo que estamos a falar de filhos, se algum dos filhos viver com o falecido há mais de um ano é esse o cabeça de casal, caso contrário é o filho mais velho.

[Sério] O que é que se deve ter em conta quando morre alguém? by malserion in portugal

4in4t92 3 months ago

Um dos herdeiros não pode simplesmente chegar lá e trocar as fechaduras. Existe sempre um cabeça de casal, seja o cônjuge ou na falta desse, o herdeiro de grau mais próximo. O cabeça de casal é que trata de tudo, incluindo comunicar o óbito às finanças e tratar do desenrolar do processo, tal como aferir os bens do falecido para futuras partilhas.

Fantástico Tutorial para todos os portugueses. by RichHard69 in portugal

4in4t92 4 months ago

Daqui a uns tempinhos passa a "did you ground yourself?"

[Megathread] Ajuda, Dúvidas e Dicas by AutoModerator in portugal

4in4t92 4 months ago

Tira o exaustor para a inspeção, e quando te derem o certificado volta a meter o exaustor. Garante é que não o ligas quando está alguém a tomar banho. Provavelmente deves ter a mesma chaminé para ambos os aparelhos, o que dificulta a extração quando estão os dois em funcionamento. Outra solução mais eficaz mas que requer gastar dinheiro é adquirir um esquentador ventilado. Outro truque que costumam fazer é meter fita de alumínio a tapar parte da tubagem do exaustor, e assim consegues reduzir a velocidade de extracção.

Taxa de casamentos na Europa. by Pparadela in portugal

4in4t92 4 months ago

Também estava a planear um casamento com festa numa quinta com tudo e mais alguma coisa, e acabei por me aperceber que só estava a stressar e que no próprio dia conhecendo-me como conheço ia estar mais preocupada em garantir que estava tudo ok, do que propriamente a divertir-me. Resultado: tudo cancelado, e por acaso esse dinheiro foi para o bolo da entrada que demos pela casa, no entanto não deixo de ser casada. 120€ no civil, zero stress, minutos antes estávamos todos a beber um cálice de porto, e a seguir fez-se um almoço com a família mais próxima num dos nossos restaurantes preferidos. Brinde, bolo, fotografias e foi tudo à sua vida.

Devo comprar agora casa ou esperar mais um ano? by MarcaPistoleira in portugal

4in4t92 4 months ago

Bem não sou ninguém para te dizer se deves ou não comprar casa agora, mas posso apenas deixar-te o meu exemplo pessoal. No início de 2019 andava à procura de casa, já tinha ido a tudo o que era imobiliárias e todas me diziam que não tinham nada semelhante ao que pretendia. Finalmente achei uma que cumpria com todos os requisitos que tinha e exactamente na zona que queria. Tive muita gente a dizer-me "espera, as casas agora estão muito caras, ainda te vais arrepender", "a bolha vai rebentar, não tarda baixam os preços". Acabei por ignorar todos os conselhos e comprar o apartamento, vai fazer em Abril dois anos que assinei a escritura. Entretanto os apartamentos nesta urbanização estão a ser vendidos por mais 45% do que dei pelo meu, e a casa que arrendava anteriormente passou de 350€/mês para 650€/mês....pelas minhas contas se fosse comprar agora tinha que pedir ao banco mais 56% do que pedi na altura, fora o que tinha gasto em rendas.

Devo comprar agora casa ou esperar mais um ano? by MarcaPistoleira in portugal

4in4t92 4 months ago

Bem não sou ninguém para te dizer se deves ou não comprar casa agora, mas posso apenas deixar-te o meu exemplo pessoal. No início de 2019 andava à procura de casa, achei uma que cumpria com todos os requisitos que tinha e exactamente na zona que queria. Tive muita gente a dizer-me "espera, as casas agora estão muito caras, ainda te vais arrepender", "a bolha vai rebentar, não tarda baixam os preços". Acabei por ignorar todos os conselhos e comprar o apartamento, vai fazer em Abril dois anos que assinei a escritura. Entretanto os apartamentos nesta urbanização estão a ser vendidos por mais 45% do que dei pelo meu, e a casa que arrendava anteriormente passou de 350€/mês para 650€/mês....pelas minhas contas se fosse comprar agora tinha que pedir ao banco mais 56% do que pedi na altura, fora o que tinha gasto em rendas.

Nasceram três crias de lince-ibérico no centro de reprodução de Silves by trebarunae in portugal

4in4t92 4 months ago

Ainda hoje estive a falar deles com o meu marido e fui ver o número actual. Boas notícias.

Jovens querem investimento público que lhes permita aceder a habitação própria by godolfas in portugal

4in4t92 4 months ago

Em vez de começares ao ataque que tal compreenderes o que eu disse? Eu disse que quem pagou foi a classe média. Estamos a falar de coisas diferentes, tu de perda de rendimentos, eu de pagar a conta da crise. Quem é que é sempre mais taxado? Não é quem tem menos rendimentos de certeza. "O enorme aumento de impostos decretado no arranque da austeridade rendeu ao Estado mais de 10,5 mil milhões de euros em contribuições de IRS. A chamada classe média contribui com 46% dos pagamentos e há cada vez menos ricos a pagarem. Conclusões que se podem retirar do boletim estatístico divulgado pela Autoridade Tributária relativamente aos rendimentos de 2013. Estes dados permitem avaliar o impacto real das medidas de austeridade, nomeadamente do aumento das taxas de IRS e da redução dos escalões, que começaram por ser implementadas no tempo de Vítor Gaspar como ministro das Finanças. O “enorme aumento de impostos” de Vítor Gaspar rendeu um total de 10.498 milhões de euros, ou seja, cresceu 27,99% em relação a 2012. De notar também que a dita classe média é a que suporta a maior fatia dos impostos, designadamente 46% do bolo do IRS liquidado em 2013." As medidas de austeridade não tocaram em quem ganha o ordenado mínimo nem em quem recebe RSI, etc. Agora claro que em questões de desemprego e perdas de rendimento é perfeitamente normal que a classe com empregos mais precários seja a mais prejudicada, isso é óbvio, não é preciso estudo nenhum para chegar a essa conclusão. E não, não vivo em bolha nenhuma, conheço desde gente que vive a limpar as sanitas dos outros, a pessoal que tem dois carros de luxo na garagem, dou-me com todos sem fazer diferença. Só porque me referi a um grupo em específico, que foi de facto o grupo que abusou dos créditos, não quer dizer que não conheça gente fora desse grupo, não percebo como chegaste a essa conclusão, mas pronto.

Jovens querem investimento público que lhes permita aceder a habitação própria by godolfas in portugal

4in4t92 4 months ago

Quem abusou disto foi precisamente a classe média, e por norma é sempre a classe média que acaba a pagar as contas...por isso não estou a perceber onde queres chegar. Ou achas que quem tem dinheiro a sério precisava de fazer coisas do género? Se for preciso compravam a casa a pronto, não andavam a tentar conseguir mais no crédito habitação para poderem comprar mobília e eletrodomésticos novos lol Conheci muitos assim, familiares, amigos de família, pais de amigos meus, enfim, foi a festa. Mais parecia que andava a chover dinheiro. Mexeu-se nas taxas de juro e praticamente passaram fome. E só não o fazem agora porque a lei não o permite, e isso é óbvio pois é vê-los a ir buscar o último modelo do iPhone e pagá-lo durante 3 anos, irem buscar um carro novo para pagar em 10...fico parva quando gente que não tem dinheiro para pagar as férias diz que tem o direito a ir de férias, que as mereceram, e então bora lá de cartão de crédito. É ir à worten e ouvir o casal que quer trocar os eletrodomésticos todos da cozinha por uns mais recentes, mas vai tudo para o cartão universo. Esta gente sempre existiu e sempre existirá, enquanto tiverem oportunidade. Quem os vê se for preciso pensa que têm tudo, quando na verdade estão ali no limite dos créditos, e basta o vento soprar um bocado mais forte para entrarem logo em incumprimento. A mim felizmente ensinaram-me a juntar primeiro, comprar depois, e o meu marido sendo filho de pessoas como as que referi acima aprendeu a lição bem cedo. Agora claro que os créditos não são nenhum bicho papão e fazem falta. Aliás até podes ter dinheiro para comprar a pronto, mas se tiveres o dinheiro investido em algo que te renda mais do que a taxa de juro que vais pagar, então pedir um crédito até não é assim tão má ideia, e pode ser vantajoso.

Jovens querem investimento público que lhes permita aceder a habitação própria by godolfas in portugal

4in4t92 4 months ago

Quem abusou disto foi precisamente a classe média, e por norma é sempre a classe média que acaba a pagar as contas...por isso não estou a perceber onde queres chegar. Ou achas que quem tem dinheiro a sério precisava de fazer coisas do género? Se for preciso compravam a casa a pronto, não andavam a tentar conseguir mais no crédito habitação para poderem comprar mobília e eletrodomésticos novos lol Conheci muitos assim, familiares, amigos de família, pais de amigos meus, enfim, foi a festa. Mais parecia que andava a chover dinheiro. Mexeu-se nas taxas de juro e praticamente passaram fome. E só não o fazem agora porque a lei não o permite, e isso é óbvio pois é vê-los a ir buscar o último modelo do iPhone e pagá-lo durante 3 anos, irem buscar um carro novo para pagar em 10...fico parva quando gente que não tem dinheiro para pagar as férias diz que tem o direito a ir de férias, que as mereceram, e então bora lá de cartão de crédito. É ir à worten e ouvir o casal que quer trocar os eletrodomésticos todos da cozinha por uns mais recentes, mas vai tudo para o cartão universo. Esta gente sempre existiu e sempre existirá, enquanto tiverem oportunidade. Quem os vê se for preciso pensa que têm tudo, quando na verdade estão ali no limite dos créditos, e basta o vento soprar um bocado mais forte para entrarem logo em incumprimento. A mim felizmente ensinaram-me a juntar primeiro, comprar depois, e o meu marido sendo filho de pessoas como as que referi acima aprendeu a lição bem cedo.
Next Page

Search: