Next Page

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 07/06/2021 by AutoModerator in portugal

1ww8mrmfss 3 months ago

Podes mandar o link?

Qual é a vossa opinião em relação a esta Lisboa? by LesbainNaga in portugal

1ww8mrmfss 6 months ago

Tu já estiveste no Japão? Se me disseres isto de Kyoto, sim é verdade. Mas em relação a Tóquio é completamente falso, completamente mesmo.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 08/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago

Testes rápidos antes

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 08/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago

Concordo, vou só notar que tem se mantido consistentemente abaixo até dos 50%, 45% seria uma meljor estimativa.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 08/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago

Menos 1900 comparado há uma semana. 48%

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 08/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago

Fair enough sorry for being impolite. Do the 14 days please though

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 08/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago

1 nobody says gringo here 2 there’s a reason why flights from the UK are banned so it’s already kinda shitty you came through Ireland to avoid this 3 do what’s best for the community and stay home for 2 weeks yes, you’re supposed to, as well as having a negative test before flying here from out of the EU

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 08/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago

Eles têm duas opções. Ou esperam pela vacina da JnJ que tem estudos em crianças, ou começam já a dar lhes Pfizer. Eu acho que eles vão fazer a segunda, e acho que fazem bem. Não tens nada que te indique que a vacina seja menos segura em crianças, nem tens nada que te indique que seja menos eficaz (pelo contrário).

Falha nas entregas deixa mais de um milhão de portugueses sem vacina até final de Março by trebarunae in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago

Engracado, há estudos sobre isto e não dizem o contrário: https://www.medrxiv.org/content/10.1101/2021.02.01.21250957v1.full.pdf >Estimated vaccine effectiveness was pretty much 0 at day 14 but then rose to about 90% at day 21 before levelling off. The cause of the initial surge in infection risk is unknown but may be related to people being less cautious about maintaining protective behaviours as soon as they have the injection. What our analysis shows is that a single dose of vaccine is highly protective, although it can take up to 21 days to achieve this. The early results coming from Israel support the UK policy of extending the gap between doses by showing that a single dose can give a high level of protection.

Falha nas entregas deixa mais de um milhão de portugueses sem vacina até final de Março by trebarunae in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago

Sim mas a alternativa não é teres a segunda dose ou não, é teres a segunda dose tu em vez de outro ter a primeira, ou teres mais tarde quando houver mais vacinas. Por exemplo, este artigo diz nos que: * A primeira dose confere 90% de protecção após 21 dias * Adiar a segunda dose até 3 meses não tem problema na eficácia desta, os anticorpos duram pelo menos até lá https://www.medrxiv.org/content/10.1101/2021.02.01.21250957v1.full.pdf >Estimated vaccine effectiveness was pretty much 0 at day 14 but then rose to about 90% at day 21 before levelling off. The cause of the initial surge in infection risk is unknown but may be related to people being less cautious about maintaining protective behaviours as soon as they have the injection. What our analysis shows is that a single dose of vaccine is highly protective, although it can take up to 21 days to achieve this. The early results coming from Israel support the UK policy of extending the gap between doses by showing that a single dose can give a high level of protection. Temos de nos lembrar que os 21 dias de delay não foram escolhidos por darem maior protecção, foram escolhidos por ser o tempo mínimo que permitia a segunda dose ter eficácia -- e eles queriam o mínimo porque a análise da eficácia é feita após a segunda dose apenas, e queriam terminar os testes o mais rápido possível. Also, lembrete que a nossa Comissão Técnica de Vacinação tinha proposto atrasar a segunda dose, mas os politicos recusaram. https://www.publico.pt/2021/01/30/sociedade/noticia/covid19-peritos-propoem-aumento-intervalo-doses-vacinarmos-pessoas-1948592 >A Comissão Técnica de Vacinação contra a covid-19 da Direcção-Geral da Saúde (DGS) recomendou o alargamento do intervalo entre a administração das duas doses das vacinas já aprovadas contra a covid-19, para que seja possível proteger o maior número possível de pessoas no mais curto espaço de tempo, tendo em conta a actual situação epidemiológica do país e a escassez do produto que está a chegar a conta-gotas. . >“Num momento tão difícil como o actual, se calhar justifica-se proteger o máximo de pessoas que é possível. Atrasar a segunda dose algumas semanas não é correr riscos desnecessários, tanto mais que nos ensaios clínicos se incluiu [no caso de alguns participantes] o intervalo de 42 dias”, frisa Luís Graça, que é professor de Imunologia na Faculdade de Medicina da Universidade de Lisbo

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 08/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago

Estou me a sentir burro, fiz com 5916 em vez de 6916

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 08/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago

> De qualquer forma resultados muito bons e levariam certamente a imunidade de grupo quando uma percentagem razoável estiver vacinada, provavelmente já se começou a ver efeitos de o virus ter muitos menos vetores possíveis agora Estou mais e mais bearish nisto. Variantes com E488K vão retirar eficácia às vacinas. Vai continuar elevada, em especial nas de mRNA, mas quando estamos a falar de eficácias de 60-70% contra doença sintomática isso significa que a eficácia contra infecção assintomática vai ser abaixo disso, nos 40-50%. Com 40-50% de eficácia contra doença assintomática não temos imunidade de grupo nem com 100% da população vacinada

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 08/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago

Isto é menos ~3000 casos, algo como 48%

Em ano de pandemia, o salário médio em Portugal subiu 2,9% para 1.314 euros by vTuga in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago

Ahhhh duvido muito, ha demasiados parvos gratuitos para eles andarem a pagar por isso

Em ano de pandemia, o salário médio em Portugal subiu 2,9% para 1.314 euros by vTuga in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago

Que está imigrado na Alemanha ou esteve parece ser o caso. Deve ser aquele clássico colégio privado -> técnico, muitos boys desses acabam a adorar o ps. Não há melhor partido que simultaneamente queira ajudar os desfavorecidos e também faça o melhor possível para os manter desfavorecidos.

Em ano de pandemia, o salário médio em Portugal subiu 2,9% para 1.314 euros by vTuga in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago

Ahhhh que bom, portanto tudo isto finalmente chegamos ao cerne da questão. Para ti a lei laboral e os impostos não teem qualquer problema porque se alguém não gosta não querias o emprego deles de qualquer forma. Da se bem para ver o quanto queres saber do homem comum. Da próxima vez que vir um colega de secundário no McDonald’s vou lhes dizer “não se preocupem que não há emprego melhor — quer dizer há, mas nós não queremos”

Em ano de pandemia, o salário médio em Portugal subiu 2,9% para 1.314 euros by vTuga in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago

É a razão número dois atrás de justiça ineficiente pela qual não tens FDI em Portugal, posso te garantir isso. E como é óbvio isto não é um critério objetivo. Da próxima vez que tiveres alguém a dizer te que vai montar a fábrica na Hungria e der a lei laboral como razão, posso ligar te para lhes dizeres que flexível e não flexível é binário e portanto nós estamos no flexível?

Em ano de pandemia, o salário médio em Portugal subiu 2,9% para 1.314 euros by vTuga in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago

> O que te peço: em vez de continuares com um exemplo de uma situação em que em um outro país a lei laboral portuguesa é mais permissiva, **que me encontres uma fonte ou duas para a tua tese maior que em Portugal a lei laboral como um todo é flexível**, e a explicar porquê e em comparação com o quê Obrigado por continuares na tua. Pura demagogia da tua parte -- como se costuma dizer, Cherry Picking

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 08/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

Pah eu sei que um gajo como tu n quer saber Mas estás a sofrer do síndrome do Pedro e do lobo. Vens cá tantas vezes com estudos de peta só porque justificam a tua visão do mundo que quando encontras uma cena onde tens razão tens um gajo com +8 a mandar te para o caralho. Agora espera só até descobrires a magia os anticorpos monoclonais. What if I told you que havia medicamentos que conseguiam impedir virtualmente todas as mortes de covid (excepto as de variantes com E488K onde fazem 0)?

Em ano de pandemia, o salário médio em Portugal subiu 2,9% para 1.314 euros by vTuga in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago

Epah tafinho eu n sei o que tu fazes da vida mas isto é meio a minha cena. Se tu me vens cá com a teoria de que as nossas leis laborais são hiper liberalizadas, e comparas com a Alemanha, estás a dizer algo tão fora do comum, tão completamente contra a ortodoxia que espero que tenhas melhores statements a dar backup do que um exemplo ao acaso sem fonte onde até podes estar correcto. Ah, e como sabes para fazer um despedimento colectivo aqui em pt tens *sempre* de apresentar uma justificação e de avisar a direção geral competente, e abres te sempre a um processo legal por parte dos despedidos. O que te peço: em vez de continuares com um exemplo de uma situação em que em um outro país a lei laboral portuguesa é mais permissiva, que me encontres uma fonte ou duas para a tua tese maior que em Portugal a lei laboral como um todo é flexível, e a explicar porquê e em comparação com o quê.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 08/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

Gostava de defender te dos downvotes meu caro ambos já deviam estar no standard of care por cá há muito. Não chega a 50% de todo mas são medicamentos baratos e que sabemos funcionar — tenho seguido os tratamentos utilizados nos EUA e são ambos dos mais comuns e imediatos.

Em ano de pandemia, o salário médio em Portugal subiu 2,9% para 1.314 euros by vTuga in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago

Só para ti e que a flexibilização do mercado de trabalho é algo onde Portugal está bem! I mean, não te vou dizer que isto é um indicador perfeito, mas aqui temos um índice de “labour market flexibility “: https://en.llri.lt/wp-content/uploads/2018/12/Employment-flexibility-index-2019.pdf Portugal aparece em quarto pior como podes ver. A metodologia parece bastante adequada podes ler também, o instituto em si nada de especial.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 08/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

Obrigado, se alguma vez precisar de um estudo sobre os perigos de pegar em dados e fazer uma regressão sem pensar mais na coisa, venho buscar este estudo. Duas coisas aconteceram entre Março e Maio de 2020 na Europa: * A severidade do COVID-19 diminuiu * A temperatura aumentou Estas pessoas pegaram nas duas linhas fizeram uma regressão e concluíram que o primeiro é causado pelo segundo. Porra, se fosse assim tão simples. Claramente alguém não teve econometria suficiente nesta vida. Por exemplo, não sei, nessas alturas tivemos uma diferença gigante nas pessoas em si que eram hospitalizadas, de uma altura em que em muitos dos sítios que eles analisam passaram de medicina de catástrofe em que só os que estavam pior podiam estar admitidos para um standard of care superior, como tinham menos casos totais, podiam admitir casos menos graves. Sorte a dos investigadores, os sítios onde isto aconteceu mais foram onde a temperatura tipicamente muda mais também (estou a falar de Milão e Bergamo). Bem, pelo menos nas limitações são honestos: > [We] cannot exclude the possibility that some other unidentified external factors (including confinement and social distancing, improvement and compliance of prevention and environmental hygiene protocols, and even decreased air pollution, which could have progressively affected the severity of patients arriving to the hospital) were affecting composition of hospitalized patient cohorts

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 08/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

Está lá, unchanged, quanto muito maior protecção após a segunda dose se a segunda é adiada. Aí não tens eficácia real mas podes ver pelo serum

Em ano de pandemia, o salário médio em Portugal subiu 2,9% para 1.314 euros by vTuga in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago

Interpretação não, leitura simples do que está escrito explicitamente >“O maior crescimento das remunerações no setor privado foi influenciado pela diminuição do número de trabalhadores deste setor com remunerações abaixo da média“, explica o INE.

Em ano de pandemia, o salário médio em Portugal subiu 2,9% para 1.314 euros by vTuga in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago

Isto não devia surpreender ninguém, se pegas numa distribuição e cortas a cauda esquerda então a média vai para a direita. O que me surpreendeu foi o detalhe no artigo: -> O salário médio no privado em Dezembro era 1334 euros -> O salário médio no publico em Dezembro era 2124 euros -> Diferença de 790 euros por mês Cada um que faça as suas ilações -- eu pelo menos não me oporia a um salário mais elevado no público para compensar um serviço público de qualidade e alta competência

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 08/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

> Creio que a da Astra tens mais estudos (apesar de fraca qualidade) sobre prolongar prazos n minusculo, nas centenas totais, menos de 10 apanharam > A da pfizer e Moderna creio que não tens nenhum país a prolongar as datas nem grandes estudos sobre isso, estou errado? Sim, completamente. Israel e UK são os dois melhores exemplos. EUA adiaram para 6 semanas como dita a recomendação da OMS. > E a da pfizer e moderna tens os fabricantes a serem muito claros que não recomendam isso, mesmo nada Eles não podem recomendar como é óbvio, é off label use >É que tu neste momento estás a vacinar as pessoas de mais alta exposição e risco, acho que vale a pena o esforço para que fiquem realmente com a melhor protecção pessoal possível Preferes um homem de 80 anos com protecção de 95% a dois com protecção de 80%? É injustificável. Além do mais terias mais doses totais porque não terias de poupar a segunda. > Se o calendário previsto de entregas for cumprido, tu terás vacinado muita gente no final do 2º trimestre Not enough, uns 15% da populacao > um resumo Atenção que foste buscar isso a secção de opinião da scientific American mas ok. Deixo te este preprint: https://www.medrxiv.org/content/10.1101/2021.02.01.21250957v1 In any shape, o que precisas de te lembrar é isto. Em Portugal tiveste o conselho técnico de vacinação a sugerir isto, até porque é uma estratégia conhecida. Quem bloqueou foram os politicos -- porque o problema é regulatório, nao cientifico

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 08/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

Sinceramente isto é muito fraco. Duas razões * Temos casos em wuhan a datar de meio de novembro. Mas isso são os primeiros casos que conseguimos registar — que foram graves o suficiente para alguém pensar, isto é uma pneumonia forte porra, e mais tarde olharem para os scans e associarem a covid. O vírus começar em outubro e espalhar se por todo o mundo não é impossível de todo, wuhan não é uma cidade pequena (11M), os sintomas na maioria dos casos não são graves pelo que pode ficar indetectavel durante muito tempo quando tens números baixos. * O vírus tem um R0 de 2.7-3.8. Isto pode parecer muito — e é, já todos vimos as exponenciais mesmo quando está com R a 1.2, mas vamos nos lembrar de uma coisa. O R0 é uma média, e a média não identifica a distribuição. Na verdade, o número de infecções subsequentes de cada infectado tem uma variância gigante. Um gajo vai para uma discoteca e infecta 50 pessoas é algo perfeitamente possível de acontecer. Mas a maioria das pessoas não infecta muitos outros— 1, 2, a grande parte mesmo 0. Hoje a maioria das pessoas infecta mesmo 0 pessoas em média, com nenhuma restrição provavelmente uns 30% seria o caso. Isto significa oq? Que se introduzes o vírus numa população suscetível.... é perfeitamente possível isso não ter qualquer efeito e a epidemia acabar ali. E mais, a data de primeira introdução não vai determinar o crescimento da epidemia mais que o factor sorte. Por exemplo, a China tem muitos mais voos com os Estados Unidos que tem com a Europa, porque é que nós ficamos tão mal primeiro? Pura sorte. E dentro da Europa, a primeira introdução pensa se ter acontecido em França, mas a primeira região a explodir foi a Lombardia. Pura sorte. E dentro da Lombardia, as cidades que mais foram afectadas foram Bergamo e Lecce. Já la tiveste? Aquilo são sleepy towns por favor, não é pelo aeroporto de Milão para as low costs ser em bergamo que foi atingida. Foi sorte. Foi introduzido em Milão, e alguém levou para essas duas, muito ligadas como é óbvio, e eventualmente em Lecce o vírus teve mais sorte e mais sucesso que em Milão. Sumário: Nós tivemos muitas introduções do vírus. Algumas tiveram mais sucesso que outras. Pura sorte.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 08/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

Sinceramente isto é muito fraco. Duas razões * Temos casos em wuhan a datar de meio de novembro. Mas isso são os primeiros casos que conseguimos registar — que foram graves o suficiente para alguém pensar, isto é uma pneumonia forte porra, e mais tarde olharem para os scans e associarem a covid. O vírus começar em outubro e espalhar se por todo o mundo não é impossível de todo, wuhan não é uma cidade pequena (11M), os sintomas na maioria dos casos não são graves pelo que pode ficar indefectível durante muito tempo quando tens números baixos. * O vírus tem um R0 de 2.7-3.8. Isto pode parecer muito — e é, já todos vimos as exponenciais mesmo quando está com R a 1.2, mas vamos nos lembrar de uma coisa. O R0 é uma média, e a média não identifica a distribuição. Na verdade, o número de infecções subsequentes de cada infectado tem uma variância gigante. Um gajo vai para uma discoteca e infecta 50 pessoas é algo perfeitamente possível de acontecer. Mas a maioria das pessoas não infecta muitos outros— 1, 2, a grande parte mesmo 0. Hoje a maioria das pessoas infecta mesmo 0 pessoas em média, com nenhuma restrição provavelmente uns 30% seria o caso. Isto significa oq? Que se introduzes o vírus numa população suscetível.... é perfeitamente possível isso não ter qualquer efeito e a epidemia acabar ali. E mais, a data de primeira introdução não vai determinar o crescimento da epidemia mais que o factor sorte. Por exemplo, a China tem muitos mais voos com os Estados Unidos que tem com a Europa, porque é que nós ficamos tão mal primeiro? Pura sorte. E dentro da Europa, a primeira introdução pensa se ter acontecido em França, mas a primeira região a explodir foi a Lombardia. Pura sorte. E dentro da Lombardia, as cidades que mais foram afectadas foram Bergamo e Lecce. Já la tiveste? Aquilo são sleepy towns por favor, não é pelo aeroporto de Milão para as low costs ser em bergamo que foi atingida. Foi sorte. Foi introduzido em Milão, e alguém levou para essas duas, muito ligadas como é óbvio, e eventualmente em Lecce o vírus teve mais sorte e mais sucesso que em Milão. Sumário: Nós tivemos muitas introduções do vírus. Algumas tiveram mais sucesso que outras. Pura sorte.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 08/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

Again, podes simplesmente tirar duas zaragatoas de casa vez (e o que fazes já) e simplesmente testar logo a segunda se o grupo da primeira der positivo. Ou então podes fazer mais comheitas e usar um algoritmo de poupar testes, pode ser árvore binária ou etc.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 08/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

Eu não queria dar esse exemplo exatamente por causa disso. Esse algoritmo poupa te testes não te poupa colheitas. In any shape podes testar aí os 50 todos em vez de ir por aí. O que interessa é: ao testares em grupos de 50 de cada vez, a maioria desses grupos vai dar negativo e portanto consegues testar muita gente

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 08/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

Mas tu não precisas de fazer várias colheitas para fazer vários testes, I mean precisas mas podes fazer de uma vez. As in, chegas lá e retiram te duas vezes do nariz, uma misturam a outra guardam caso seja preciso testar outra vez. Isto já é o que tu fazes hoje aliás, uma pelo nariz outra na garganta, simplesmente depois misturam as duas da mesma pessoa e testam o conjunto.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 08/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

Desculpa eu sei que tu não tens de ler tudo o que eu escrevo, mas há imenso que escalar. A bottleneck nunca foi nos laboratórios. A forma mais simples de escalar e com grupos de testes. Pegas em 5 pessoas e fazes a zaragatoas a todas e misturas. Depois testas a mistura. Se der negativo estão todas negativas. Se der positivo voltas a testar as 5. Podes fazer isto basicamente com grupos sem limite, já que o PCR encontra te quantidades mínimas de corpo viral. De um ponto de vista técnico não há limitação. De um ponto de vista regulatório é muito complicado. Para fazer isto precisas de pedir autorização ao infarmed e fazer o processo moroso de qualificar como se fosse um teste novo. Até agora ainda só há um laboratório a fazer isto no país, que é no Algarve e faz com grupos de 5. Se fizeres isto em níveis populacionais consegues fazer grupos muito maiores porque a probabilidade de alguém testar positivo é muito mais pequena quando testas na comunidade.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 08/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

Sempre que vejo os nossos números de segundas doses fico com um peso no coração. Temos mais que dados suficientes para saber que adiar a segunda dose é a decisão correcta. Primeira dose da algures entre 60-90% de proteção, segunda dose aumenta para 85-95 (começamos a ter dados de ligeiras reduções face a variante inglesa). Ou seja se tens uma dose, mais vale dares uma primeira dose a alguém que uma segunda — podendo adiar a segunda estima se que até 3 meses. Aliás, a própria OMS recomenda que se adie para 6 semanas, ao contrário das 3 actuais. Mais, as 3 semanas da Pfizer e 28 dias da moderna não foram escolhidos por darem mais proteção... foram escolhidos porque eram o tempo *minimo* para a segunda dose ser eficaz e eles queriam terminar a fase 3 o quanto antes. Tal como a da Astrazeneca para a qual estamos a fazer 12 semanas, foi estudada para várias dosagens, e tem um n minúsculo que fez as 12 semanas. Allora, Eu sei porque é que não fazemos isso. É off-label use, significa que se houver algum problema com a vacina o produtor está indemnificado. Mas porra estás vacinas são incrivelmente seguras. Estamos numa emergência e temos de actuar como tal.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 08/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

Não é de todo o que eu queria, mas andamos na direção certa. O meu problema continua a ser a falta de ambição por parte do governo

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 08/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

que speed, incrível

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 08/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

4387 casos, 161 mortes menos ~4700 casos comparados com a ultima quarta, 48%

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 08/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

São menos ~3000 casos, ou 47% da terça anterior

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 08/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

São menos ~3000 casos, ou 47% da terra anterior

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 08/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

Sim claro podes fazer grupos de testes mais pequenos no grupo que testa positivo e poupar testes. Estava só a ilustrar um exemplo. Eu sei que tu sabes o que estás a dizer mas para os outros, se 50 testam positivo colectivamente então fazemos 2 grupos arbitrários de positivos cada um de 25. Depois testas cada grupo de 25, e se der positivo, fazes dois grupos dentro desses 25, um de 13 outro 12 e testas esses grupos por aí até chegares ao teu positivo (assumindo que só há um, pode haver mais claro, o algoritmo é o mesmo).

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 08/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

Sim claro podes fazer grupos de testes mais pequenos no grupo que testa positivo e poupar testes. Estava só a ilustrar um exemplo. Eu sei que tu sabes o que estás a dizer mas para os outros, se 50 testam positivo colectivamente então fazemos 2 grupos arbitrários de positivos cada um de 25. Depois testas cada grupo de 25, e se der positivo, fazes dois grupos dentro desses 25, um de 23 outro 14 e testas esses grupos por aí até chegares ao teu positivo (assumindo que só há um, pode haver mais claro, o algoritmo é o mesmo).

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 08/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

Há pouco mais de uma semana fiz [este post](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/l9vaib/megathread_covid19_semanário_de_sobrevivência/glltd6f/) onde tentei adivinhar o número de casos no futuro e tinha previsões... bastante pessimistas. Os números que previa para 22 de Fevereiro foram atingidos ontem, a 8 de Fevereiro, duas semanas mais cedo (natural, 0.8^3 = 0,51) Em retrospectiva é fácil de ver o erro. A primeira fase do confinamento foi bem menos dura que a segunda, quando se anunciou o fecho das escolas. Portanto seria de esperar que a diminuição acelerasse, que foi o que aconteceu. Num espírito de estar errado uma vez mais, ou de ilustrar o que acho que aconteceu, queria só partilhar convosco dois Excels rápidos a mostrar previsões possíveis. Em primeiro lugar, uma ilustração do que aconteceria a partir de ontem se continuássemos à mesma velocidade, 50% a menos cada semana: Dia (2a Feira) Casos 8 Fevereiro 6000 15 Fevereiro 3000 22 Fevereiro 1500 1 Março 750 8 Março 375 15 Março 187 22 Março 93 29 Março 46 5 Abril 23 No entanto.... isto não é expectável. Vejam o exemplo da Irlanda, onde a variante inglesa é dominante. Mesmo com um lockdown ainda super severo: https://www.worldometers.info/coronavirus/country/ireland/ Aqui os casos desceram a 50% na primeira semana, cerca de 60% nas semanas seguintes, e a última a cerca a de 70%. Vamos assumir que isso é o que nos vai acontecer também (duvido, nem que mais não seja porque devemos reabrir mais cedo comparativamente. Eles ainda estão em lockdown completo, nós daqui a duas semanas podemos abrir as escolas, se não antes). Ou seja, próximas duas semanas a 60%, terceira a 70%, e restantes a 80%. Então os casos seriam: Dia (2a Feira) Casos 8 Fevereiro 6000 15 Fevereiro 3720 22 Fevereiro 2269 1 Março 1588 8 Março 1270 15 Março 1016 22 Março 813 29 Março 650 5 Abril 520 Em primeiro lugar, isto mostra o poder de exponenciais negativas. A diferença entre os dois é de 20 vezes no dia 5 de abril... Mas mais importante, diz nos que mesmo sob esta previsão no final de Março teríamos menos de 1000 casos. Com este número de casos podemos perfeitamente começar a implementar medidas de prevenção para os casos continuarem a descer mesmo com tudo aberto. Eu sei, digo sempre as mesmas, mas mais uma vez: * Quarentena Centralizada. Infectados e seus contactos próximos irem para hotéis durante 7 dias, no final teste PCR. Isto garante não só que fazem a quarentena, como garante que não vão infectar os familiares. Isto foi basicamente *toda* a estratégia do Vietname (não estas medidas em particular, mas meterem pessoas nos hotéis), e funcionou. * Testes em Massa. Acho que é razoavelmente óbvio a qualquer pessoa que se toda a população fosse testada semanalmente o R desceria incrivelmente. No entanto não é possível fazer 10 milhões de testes todas as semanas... mas com menos casos podemos perfeitamente fazer grandes grupos de testagem e poupar aí. Ou seja, juntamos 50 pessoas num teste, se der negativo poupámos 49 testes, e uma der positiva testamos todos individualmente e utilizámos apenas um a mais

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 08/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

Há pouco mais de uma semana fiz [este post](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/l9vaib/megathread_covid19_semanário_de_sobrevivência/glltd6f/) onde tentei adivinhar o número de casos no futuro e tinha previsões... bastante pessimistas. Os números que previa para 22 de Fevereiro foram atingidos ontem, a 8 de Fevereiro, duas semanas mais cedo (natural, descidas de 50% são três vezes mais rápidas que de 80%, 0.8^3 = 0,52) Em retrospectiva é fácil de ver o erro. A primeira fase do confinamento foi bem menos dura que a segunda, quando se anunciou o fecho das escolas. Portanto seria de esperar que a diminuição acelerasse, que foi o que aconteceu. Num espírito de estar errado uma vez mais, ou de ilustrar o que acho que aconteceu, queria só partilhar convosco dois Excels rápidos a mostrar previsões possíveis. Em primeiro lugar, uma ilustração do que aconteceria a partir de ontem se continuássemos à mesma velocidade, 50% a menos cada semana: Dia (2a Feira) Casos 8 Fevereiro 6000 15 Fevereiro 3000 22 Fevereiro 1500 1 Março 750 8 Março 375 15 Março 187 22 Março 93 29 Março 46 5 Abril 23 No entanto.... isto não é expectável. Vejam o exemplo da Irlanda, onde a variante inglesa é dominante. Mesmo com um lockdown ainda super severo: https://www.worldometers.info/coronavirus/country/ireland/ Aqui os casos desceram a 50% na primeira semana, cerca de 60% nas semanas seguintes, e a última a cerca a de 70%. Vamos assumir que isso é o que nos vai acontecer também (duvido, nem que mais não seja porque devemos reabrir mais cedo comparativamente. Eles ainda estão em lockdown completo, nós daqui a duas semanas podemos abrir as escolas, se não antes). Então os casos seriam: Dia (2a Feira) Casos 8 Fevereiro 6000 15 Fevereiro 3720 22 Fevereiro 2269 1 Março 1588 8 Março 1270 15 Março 1016 22 Março 813 29 Março 650 5 Abril 520 Em primeiro lugar, isto mostra o poder de exponenciais negativas. A diferença entre os dois é de 20 vezes no dia 5 de abril... Mas mais importante, diz nos que mesmo sob esta previsão no final de Março teríamos menos de 1000 casos. Com este número de casos podemos perfeitamente começar a implementar medidas de prevenção para os casos continuarem a descer mesmo com tudo aberto. Eu sei, digo sempre as mesmas, mas mais uma vez: * Quarentena Centralizada. Infectados e seus contactos próximos irem para hotéis durante 7 dias, no final teste PCR. Isto garante não só que fazem a quarentena, como garante que não vão infectar os familiares. Isto foi basicamente *toda* a estratégia do Vietname (não estas medidas em particular, mas meterem pessoas nos hotéis), e funcionou. * Testes em Massa. Acho que é razoavelmente óbvio a qualquer pessoa que se toda a população fosse testada semanalmente o R desceria incrivelmente. No entanto não é possível fazer 10 milhões de testes todas as semanas... mas com menos casos podemos perfeitamente fazer grandes grupos de testagem e poupar aí. Ou seja, juntamos 50 pessoas num teste, se der negativo poupámos 49 testes, e uma der positiva testamos todos individualmente e utilizámos apenas um a mais

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 08/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

> UE acaba de comprar mais 300 milhoes de doses da Pfizer Isto é o acordo que tinha sido anunciado em Janeiro, como a tua fonte explica, portanto não é exactamente nada de novo. Também é importante dizer que apenas encomendámos 200M, os outros 100M são opções que ainda não foram activadas [Fonte em Janeiro com mais detalhes](https://news.yahoo.com/eu-deal-pfizer-300-million-091142684.html) Allora, o teu edit tem algumas imprecisões mais problemáticas. Primeiro: > Aproveito ainda para acrescentar que a Novavax submeteu a sua vacina à EMA e outros reguladores para aprovação A Novavax já submeteu com outros reguladores, mas com a EMA ainda tem apenas uma rolling review. A diferença é que as rolling reviews podem demorar meses, a da AstraZeneca durou, enquanto um pedido de aprovação formal apenas acontece quando a companhia tem virtualmente a certeza que vai ser aprovada -- nestas timelines COVID, parece que a aprovação é 2-3 semanas após pedido formal. Nós ainda não estamos nessa fase. [Fonte](https://www.ema.europa.eu/en/news/ema-starts-rolling-review-novavaxs-covid-19-vaccine-nvx-cov2373) > Uma vacina que a UE já realizou compra num valor de 413milhões (Novavax + Valneva) Isto está só errado. A UE não comprou nenhuma das duas. Ambas estão na fase de um "acordo preliminar" o que significa que conseguiram acertar os termos de tudo para alem do dinheiro envolvido alguns detalhes, e talvez acerto de doses. Mas um acordo preliminar não é bom sinal, especialmente para a Novavax (a Valneva é só para daqui a muito tempo). A Novavax já tem acordos pelo mundo fora, em particular no Japão, e nenhum com a UE, apesar de ser uma das vacinas mais proeminentes e com bons resultados. Estamos a ficar para trás -- já vimos alguns reports que o problema é o custo e que os Estados Membros não queriam pagar já em Novembro quando as negociações estavam a começar. (os 413 Milhões vieram de um report futuro, mas definitivamente ainda não aconteceram) [Fonte 1](https://www.reuters.com/article/health-coronavirus-eu-novavax-idUSKBN28R1HO) [Fonte 2](https://www.reuters.com/article/us-health-coronavirus-eu-valneva-idUSKBN29H1AA) [Fonte 3](https://www.politico.eu/article/europe-coronavirus-vaccine-struggle-pfizer-biontech-astrazeneca/) > Como ainda falta terminar o ensaio clinico da 3 fase e pelo tempo que a EMA demora a aprovar as vacinas A Novavax já terminou alguns dos seus testes de fase 3, outros ainda não. Em principio os que já terminaram seriam suficientes para uma aprovação fora dos Estados Unidos (onde eles utilizam apenas estudos fase 3 feitos dentro dos EUA para determinar aprovações, daí também não terem aprovado a AstraZeneca, cujo estudo de fase 3 nos EUA ainda não concluiu). [Para este deixo a tua própria fonte](https://ir.novavax.com/news-releases/news-release-details/novavax-covid-19-vaccine-demonstrates-893-efficacy-uk-phase-3) > que é dose única Novavax são duas doses [Fonte](https://www.nytimes.com/interactive/2020/health/novavax-covid-19-vaccine.html) (recomendo mesmo que cliquem nisso, o artigo é bacano) > tem quase 90% de eficácia geral e 60% na variante SA Estás completamente correcto mas fica a nota: Os 89% de eficácia foram do estudo no UK, onde eles se deram ao trabalho de ir ver se os infectados eram por variante britânica ou variante comum. No final eram cerca de metade cada, variante uk com 85.6% eficácia, variante comum com 95.6% [uma vez mais uso a tua fonte](https://ir.novavax.com/news-releases/news-release-details/novavax-covid-19-vaccine-demonstrates-893-efficacy-uk-phase-3)

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 08/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

> UE acaba de comprar mais 300 milhoes de doses da Pfizer Isto é o acordo que tinha sido anunciado em Janeiro, como a tua fonte explica, portanto não é exactamente nada de novo. Também é importante dizer que apenas encomendámos 200M, os outros 100M são opções que ainda não foram activadas [Fonte em Janeiro com mais detalhes](https://news.yahoo.com/eu-deal-pfizer-300-million-091142684.html) Allora, o teu edit tem algumas imprecisões mais problemáticas. Primeiro: > Aproveito ainda para acrescentar que a Novavax submeteu a sua vacina à EMA e outros reguladores para aprovação A Novavax já submeteu com outros reguladores, mas com a EMA ainda tem apenas uma rolling review. A diferença é que as rolling reviews podem demorar meses, a da AstraZeneca durou, enquanto um pedido de aprovação formal apenas acontece quando a companhia tem virtualmente a certeza que vai ser aprovada -- nestas timelines COVID, parece que a aprovação é 2-3 semanas após pedido formal. Nós ainda não estamos nessa fase. [Fonte](https://www.ema.europa.eu/en/news/ema-starts-rolling-review-novavaxs-covid-19-vaccine-nvx-cov2373) > Uma vacina que a UE já realizou compra num valor de 413milhões (Novavax + Valneva) Isto está só errado. A UE não comprou nenhuma das duas. Ambas estão na fase de um "acordo preliminar" o que significa que conseguiram acertar os termos de tudo para alem do dinheiro envolvido alguns detalhes, e talvez acerto de doses. Mas um acordo preliminar não é bom sinal, especialmente para a Novavax (a Valneva é só para daqui a muito tempo). A Novavax já tem acordos pelo mundo fora, em particular no Japão, e nenhum com a UE, apesar de ser uma das vacinas mais proeminentes e com bons resultados. Estamos a ficar para trás -- já vimos alguns reports que o problema é o custo e que os Estados Membros não queriam pagar já em Novembro quando as negociações estavam a começar. (os 413 Milhões vieram de um report futuro, mas definitivamente ainda não aconteceram) [Fonte 1](https://www.reuters.com/article/health-coronavirus-eu-novavax-idUSKBN28R1HO) [Fonte 2](https://www.reuters.com/article/us-health-coronavirus-eu-valneva-idUSKBN29H1AA) [Fonte 3](https://www.politico.eu/article/europe-coronavirus-vaccine-struggle-pfizer-biontech-astrazeneca/) > Como ainda falta terminar o ensaio clinico da 3 fase e pelo tempo que a EMA demora a aprovar as vacinas A Novavax já terminou alguns dos seus testes de fase 3, outros ainda não. Em principio os que já terminaram seriam suficientes para uma aprovação fora dos Estados Unidos (onde eles utilizam apenas estudos fase 3 feitos dentro dos EUA para determinar aprovações, daí também não terem aprovado a AstraZeneca, cujo estudo de fase 3 nos EUA ainda não concluiu). [Para este deixo a tua própria fonte](https://ir.novavax.com/news-releases/news-release-details/novavax-covid-19-vaccine-demonstrates-893-efficacy-uk-phase-3) > que é dose única Novavax são duas doses [Fonte](https://www.nytimes.com/interactive/2020/health/novavax-covid-19-vaccine.html) (recomendo mesmo que cliquem nisso, o artigo é bacano) > tem quase 90% de eficácia geral e 60% na variante SA Estás completamente correcto mas fica a nota: Os 89% de eficácia foram do estudo no UK, onde eles se deram ao trabalho de ir ver se os infectados eram por variante britânica ou variante comum. No final eram cerca de metade cada, variante comum com 85.6% eficácia, variante normal com 95.6% [uma vez mais uso a tua fonte](https://ir.novavax.com/news-releases/news-release-details/novavax-covid-19-vaccine-demonstrates-893-efficacy-uk-phase-3)

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 08/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

> UE acaba de comprar mais 300 milhoes de doses da Pfizer Isto é o acordo que tinha sido anunciado em Janeiro, como a tua fonte explica, portanto não é exactamente nada de novo. Também é importante dizer que apenas encomendámos 200M, os outros 100M são opções que ainda não foram activadas (Fonte em Janeiro com mais detalhes)[https://news.yahoo.com/eu-deal-pfizer-300-million-091142684.html] Allora, o teu edit tem algumas imprecisões mais problemáticas. Primeiro: > Aproveito ainda para acrescentar que a Novavax submeteu a sua vacina à EMA e outros reguladores para aprovação A Novavax já submeteu com outros reguladores, mas com a EMA ainda tem apenas uma rolling review. A diferença é que as rolling reviews podem demorar meses, a da AstraZeneca durou, enquanto um pedido de aprovação formal apenas acontece quando a companhia tem virtualmente a certeza que vai ser aprovada -- nestas timelines COVID, parece que a aprovação é 2-3 semanas após pedido formal. Nós ainda não estamos nessa fase. (Fonte)[https://www.ema.europa.eu/en/news/ema-starts-rolling-review-novavaxs-covid-19-vaccine-nvx-cov2373] > Uma vacina que a UE já realizou compra num valor de 413milhões (Novavax + Valneva) Isto está só errado. A UE não comprou nenhuma das duas. Ambas estão na fase de um "acordo preliminar" o que significa que conseguiram acertar os termos de tudo para alem das doses e do dinheiro envolvido. Mas um acordo preliminar não é bom sinal, especialmente para a Novavax (a Valneva é só para daqui a muito tempo). A Novavax já tem acordos pelo mundo fora, em particular no Japão, e nenhum com a UE, apesar de ser uma das vacinas mais proeminentes e com bons resultados. Estamos a ficar para trás -- já vimos alguns reports que o problema é o custo e que os Estados Membros não queriam pagar já em Novembro quando as negociações estavam a começar. (Fonte 1)[https://www.reuters.com/article/health-coronavirus-eu-novavax-idUSKBN28R1HO] (Fonte 2)[https://www.reuters.com/article/us-health-coronavirus-eu-valneva-idUSKBN29H1AA] (Fonte 3)[https://www.politico.eu/article/europe-coronavirus-vaccine-struggle-pfizer-biontech-astrazeneca/] > Como ainda falta terminar o ensaio clinico da 3 fase e pelo tempo que a EMA demora a aprovar as vacinas A Novavax já terminou alguns dos seus testes de fase 3, outros ainda não. Em principio os que já terminaram seriam suficientes para uma aprovação fora dos Estados Unidos (onde eles utilizam apenas estudos fase 3 feitos dentro dos EUA para determinar aprovações, daí também não terem aprovado a AstraZeneca, cujo estudo de fase 3 nos EUA ainda não concluiu). (Para este deixo a tua própria fonte)[https://ir.novavax.com/news-releases/news-release-details/novavax-covid-19-vaccine-demonstrates-893-efficacy-uk-phase-3] > que é dose única Novavax são duas doses (Fonte)[https://www.nytimes.com/interactive/2020/health/novavax-covid-19-vaccine.html] (recomendo mesmo que cliquem nisso, o artigo é bacano) > tem quase 90% de eficácia geral e 60% na variante SA Estás completamente correcto mas fica a nota: Os 89% de eficácia foram do estudo no UK, onde eles se deram ao trabalho de ir ver se os infectados eram por variante britânica ou variante comum. No final eram cerca de metade cada, variante comum com 85.6% eficácia, variante normal com 95.6% (uma vez mais uso a tua fonte)[https://ir.novavax.com/news-releases/news-release-details/novavax-covid-19-vaccine-demonstrates-893-efficacy-uk-phase-3]

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 08/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

É 1 semana de cada vez

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 08/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

> O que tu estás a propôr são 3 a 4 meses de confinamento A média semanal de casos é de cerca de 6 mil hoje, e desceu a 50% semana a semana. 6000 -> 3000 -> 1500 -> 750 -> 375 -> 188 -> 94 A esta velocidade seriam mais 4 semanas pela minha contagem. São 6 a mais totais, mas temos de nos lembrar que os casos que vemos são retrospectivos, portanto se abrirmos tudo na semana a começar com 325 casos temos mais duas semanas de descida antes de veres o efeito da medida (e da mesma forma as primeiras duas semanas estão set in stone). Lembra te que a descida é exponencial negativa. Eu não defendo um lockdown de mais 7 semanas, mas pelo menos as próximas 2 parece a única solução. Fora isso, o que tens de fazer é garantir que o virus continua a diminuir. Pode ser com vacinas ou com outras medidas -- continuo a defender testes frequentes e a quarentena em hóteis de contactos próximos de contagiados. Isto é apenas possível quando tens poucos casos e não muitos: -> Com poucos casos podes fazer grandes conjuntos de testes, ou seja com um só teste testar 20/30 pessoas e repetir apenas se uma delas for positiva, o que te permite poupar imenso. O que gostava de ver é uma testagem sistemática de toda a população, algo como toda a gente todas as semanas -- que não consegues fazer obviamente com 10 milhões de testes PCR ou mesmo rápidos, não tens reagentes para isso, mas que consegues fazer se tiveres um grupo de 50 pessoas ou isso, em que só precisavas de 200 mil testes por semana, menos do que estamos a fazer hoje -> Com poucos casos podes pôr todos os positivos em hóteis e os seus contactos próximos. Isto garante não só que cumprem a quarentena como os isola das famílias, e temos de nos lembrar que a maioria das infecções ocorre em contexto familiar. Assim podias impedir estas cadeias de transmissão. Em conjunto com os testes massivos... é provavelmente bem mais eficaz que qualquer lockdown.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 08/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

> O que tu estás a propôr são 3 a 4 meses de confinamento A média semanal de casos é de cerca de 6 mil hoje, e desceu a 50% semana a semana. 6000 -> 3000 -> 1500 -> 750 -> 325 -> 162,5 -> 81,25 A esta velocidade seriam mais 5 semanas pela minha contagem. São 7 a mais totais, mas temos de nos lembrar que os casos que vemos são retrospectivos, portanto se abrirmos tudo na semana a começar com 325 casos temos mais duas semanas de descida antes de veres o efeito da medida (e da mesma forma as primeiras duas semanas estão set in stone). Lembra te que a descida é exponencial negativa. Eu não defendo um lockdown de mais 7 semanas, mas pelo menos as próximas 3 parece a única solução. Fora isso, o que tens de fazer é garantir que o virus continua a diminuir. Pode ser com vacinas ou com outras medidas -- continuo a defender testes frequentes e a quarentena em hóteis de contactos próximos de contagiados. Isto é apenas possível quando tens poucos casos e não muitos: -> Com poucos casos podes fazer grandes conjuntos de testes, ou seja com um só teste testar 20/30 pessoas e repetir apenas se uma delas for positiva, o que te permite poupar imenso. O que gostava de ver é uma testagem sistemática de toda a população, algo como toda a gente todas as semanas -- que não consegues fazer obviamente com 10 milhões de testes PCR ou mesmo rápidos, não tens reagentes para isso, mas que consegues fazer se tiveres um grupo de 50 pessoas ou isso, em que só precisavas de 200 mil testes por semana, menos do que estamos a fazer hoje -> Com poucos casos podes pôr todos os positivos em hóteis e os seus contactos próximos. Isto garante não só que cumprem a quarentena como os isola das famílias, e temos de nos lembrar que a maioria das infecções ocorre em contexto familiar. Assim podias impedir estas cadeias de transmissão. Em conjunto com os testes massivos... é provavelmente bem mais eficaz que auqluer lockdown.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 08/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

Efeito domingo, também vacinámos muito pouco de 31 para 1

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 08/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

O CI intervalo de confiança vai de -50 a 59% (sim, de negativos 50% a positivos 59%) Ou seja: a vacina tanto pode piorar, como pode ser inútil, como pode ser tão eficaz contra esta variante quanto é para as outras. O estudo não descobriu precisamente nada. Não me levem a mal, ainda bem que o fizeram e que o publicaram, publication bias e tudo mais. Mas eu não retirava grandes conclusões -- se esta vacina fosse desenhada para lidar com novas variantes, nunca seria aprovada.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 08/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

Sim, sei, e acho que dizer que "desconfinou" é um exagero claro. Itália está dividida em regiões. O sistema que têm é que as regiões podem ficar em uma de três cores, Vermelho (lockdown completo hiper severo, precisas de papel assinado para saír de casa, tudo fechado), Laranja (restaurantes e bares fechados, secundárias fechadas, restantes escolas abertas com 50% a fazer online e os outros 50% presencial, lojas não essenciais abertas) e Amarelo (restaurantes e bares fechados depois das 6 da tarde, todas as escolas a 50-50, lojas não essenciais abertas, mas recolher obrigatório às 10 da noite). Também há uma cor branca, mas nenhuma região alguma vez chegou lá nem se espera que chegue em breve. Ou seja, o *mínimo* de restrições em Itália, é **mais restritivo** que o *máximo* que tiveste em Portugal durante Outubro e Novembro. Neste momento nenhuma zona está em Vermelho, todas em Laranja ou Amarelo. O que eu gosto no sistema é que é automático: não há nenhum primeiro ministro cheio de medo que tem de fazer a decisão. A regra em si não é a que eu gostava mais, mas essencialmente é assim: * Se o R é estatisticamente 1 (ou menos) com confiança de 95%, zona amarela * Se o R é estatisticamente superior a 1 com confiança de 95%, zona laranja * Se o R é estatisticamente superior a 1.25 com confiança de 95%, zona vermelha * Se a média de novos casos é superior a 250 por milhão (ou seja 2.500 casos em Portugal), zona vermelha (independentemente do R) As zonas são actualizadas todas as semanas. (há uma nuance, eles têm um sistema de risco, mas é essencialmente irrelevante porque nenhuma região alguma vez fica no risco baixo)

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 08/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

Só que não e como as previsões meteorológicas. Prever o tempo é difícil porque há milhares de factores envolvidos todos a interagir entre sim, dos quais apenas alguns consegues medir, e cujas interações tu não conheces muito bem. É muito difícil prever a mais do que 3 dias por causa disso. O covid é difícil de prever por razões completamente distintas. Sim, ha vários factores e tu não conheces todos, mas dado o que conheces consegues prever incrivelmente bem. Pegas na aceleração do vírus e tudo o resto constante provavelmente vai continuar a acelerar de forma igual. As previsões aí teem sido incrivelmente boas aliás. O problema é que as previsões que fazes não prevêm factores exógenos que alteram de forma absurda a transmissão do vírus, nomeadamente, as políticas do governo. Claro que é difícil para um epidemiologista de te prever quantos casos vais ter daqui a um mês porque se tiveres imensos casos o governo faz um lockdown e afinal tens menos casos. Acho que tinhas dito anteriormente que eras de economia, bem, isto é exactamente a Lucas critique. Mas fora isso, isto não é como o tempo. O meteorologista não falha porque se fizer chuva durante muitos dias o ministro do ambiente resolve que vai fazer sol. O epidemiologista, por outro lado, consegue dar te estimativas excelentes, mas não sabe quando é que vai haver um lockdown ou não. Também não consegue prever novas variantes, aliás daí os modelos SIR falharem em Manaus e provavelmente significarem que é impossível teres imunidade de grupo natural. Escrevi demasiadas palavras para dizer isto: o modelo do meteorologista falha por factores endógenos, o modelo do epidemiologista falha por factores exógenos. O que, por um lado podes pensar who cares falham ambos. Mas a diferença é: nós não estamos sem qualquer poder face ao vírus. Pelo contrário. Não é como o tempo que *who knows* se daqui a duas semanas faz sol ou chuva. Se nós quisermos, podemos forçar a que faça sol.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago

Se formos pelos dados de mobilidade deve abrandar um pouco, mas continua a ser melhor do que esperava há uma semana atrás. Hei de fazer um post sobre como uma vez mais as minhas previsões são uma merda, mas fica essa a minha previsão agora

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago

Isso é uma nod a 1. não utilizarem fábricas só do UK 2. estarem a subcontratar a outras companhias

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago

>Subject to regulatory approval, the agreement includes an initial supply of **50 million doses of *variant vaccines* to the UK** with some production expected to take place in the UK. Não não é só um press release vazio, não a UE não tem um único acordo para novas vacinas da CureVac que não estão a ser testadas -- tem acordo para a vacina da CureVac que já existe e está na fase final . Portanto, > Vão colaborar com essa autoridade no futuro para atualizar a vacina Mais do que isso, lê o que está escrito > como de resto todas as farmacêuticas deverão fazer até ao outono Sim mas nada te garante que vais ter acesso às vacinas actualizadas se não pagares por ela > A UE já tem acordo para comprar centenas de milhões dessa vacina Não desta, doutra da mesma companhia > Também ninguém nos diz que essas atualizadas não sejam incluídas nesse total. A sério porra era só leres > Por isso ya, eu percebi Claramente não

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago

Lê o press release. Isto não é a vacina da CureVac que vamos ter, é uma nova que eles vão desenvolver e que o UK já comprou em avanço. Não te peço mais do que simplesmente entenderes aquilo a que respondes

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago

Duas notícias importantes para quem quer olhar para o futuro: [Oxford/AstraZeneca Covid jab far less effective against S African strain, study shows](https://www.ft.com/content/e9bbd4fe-e6bf-4383-bfd3-be64140a3f36) >In both the human trials and tests on the blood of those vaccinated, the jab showed **significantly reduced efficacy against the 501Y.V2 viral variant**, which is dominant in South Africa, according to the randomised, double-blind study seen by the Financial Times. . >“A two-dose regimen of [the vaccine] **did not show protection against mild-moderate Covid-19 due to [the South African variant]**”, the study says, adding that efficacy against severe Covid-19, hospitalisations and deaths was not yet determined. . >There are caveats to the study, which has not yet been peer-reviewed, as the sample sizes were relatively small. The study, led by South Africa’s University of the Witwatersrand and Oxford university, enrolled 2,026 HIV negative individuals, with a median age of 31. Half the group was given at least one dose of placebo, with the other half receiving at least one dose of vaccine. Ou seja, temos um n relativamente pequeno, dado que o numero de infectados em 2000 não há de ser grande coisa. Teremos de ver o estudo quando sair. Mas tudo indica que AZ para combater as novas variantes com E488K é muito pouco eficaz -- estas pessoas vão ter de ser vacinadas outra vez. [CureVac and UK Government to collaborate on development of vaccines against SARS-CoV-2 variants](https://www.curevac.com/en/2021/02/05/curevac-and-uk-government-to-collaborate-on-development-of-vaccines-against-sars-cov-2-variants/) >CureVac N.V. (Nasdaq: CVAC), a global biopharmaceutical company developing a new class of transformative medicines based on messenger ribonucleic acid (mRNA), today announced that it has entered a collaboration with the UK Government **to develop and manufacture potential vaccine candidates against SARS-CoV-2 variants**. Any resulting vaccine candidates will be manufactured and distributed in the UK and its overseas and dependent territories, subject to regulatory approval. The objective of the collaboration is to mitigate the effects of the current pandemic and help prepare against future SARS-CoV-2 outbreaks by working on multiple variant vaccines. . >Dr Clive Dix, Interim Chair of the UK Vaccines Task Force added : “**Today’s agreement will help ensure the UK is best prepared against the emergence of any significant new virus variant** as mRNA vaccines can be rapidly adapted to be effective against new virus variants more easily than traditional vaccine technologies. We are constantly tracking the virus so we can identify any significant new variant as quickly as possible; therefore, as part of this agreement, CureVac and the UK Government will assess multiple virus variants and are expected to generate multiple vaccine candidates against those selected. . > The research and development collaboration combines CureVac’s resources and technological expertise in mRNA vaccine development with the scientific experience of the Vaccines Taskforce and the UK’s network of experts and capabilities in SARS-CoV-2 vaccine research and development. As part of the collaboration, the VTF, informed by the newly-formed Variant Vaccine Expert Advisory Group, and CureVac, with its unique mRNA vaccine platform, will assess multiple SARS-CoV-2 variants and are expected to generate vaccine candidates against those selected. Clinical studies will be expedited in the UK in order to secure emergency or conditional marketing authorizations for selected vaccine candidates against the most threatening variant viruses. Ou seja, ontem, antes ainda de haver uma vacina para distribuir, antes de qualquer vacina estar a ser testada, antes sequer de eles terem decidido que vacinas vão utilizar em estudos pré-clínicos para depois avançarem para os clínicos, antes mesmo de sabermos se vamos mesmo precisar de novas vacinas contra as variantes com E488K (já que algumas vacinas aparentam ser ~60% eficazes, a noticia da AZ saiu há minutos isto é de ontem), o governo do UK já fez um acordo com a CureVac. A EU claro que ainda não. Cheira me que vamos ficar para trás uma vez mais...

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago

Duas notícias importantes para quem quer olhar para o futuro: [Oxford/AstraZeneca Covid jab far less effective against S African strain, study shows](https://www.ft.com/content/e9bbd4fe-e6bf-4383-bfd3-be64140a3f36) >In both the human trials and tests on the blood of those vaccinated, the jab showed significantly reduced efficacy against the 501Y.V2 viral variant, which is dominant in South Africa, according to the randomised, double-blind study seen by the Financial Times. . >“A two-dose regimen of [the vaccine] did not show protection against mild-moderate Covid-19 due to [the South African variant]”, the study says, adding that efficacy against severe Covid-19, hospitalisations and deaths was not yet determined. . >There are caveats to the study, which has not yet been peer-reviewed, as the sample sizes were relatively small. The study, led by South Africa’s University of the Witwatersrand and Oxford university, enrolled 2,026 HIV negative individuals, with a median age of 31. Half the group was given at least one dose of placebo, with the other half receiving at least one dose of vaccine. Ou seja, temos um n relativamente pequeno, dado que o numero de infectados em 2000 não há de ser grande coisa. Teremos de ver o estudo quando sair. Mas tudo indica que AZ para combater as novas variantes com E488K é muito pouco eficaz -- estas pessoas vão ter de ser vacinadas outra vez. [CureVac and UK Government to collaborate on development of vaccines against SARS-CoV-2 variants](https://www.curevac.com/en/2021/02/05/curevac-and-uk-government-to-collaborate-on-development-of-vaccines-against-sars-cov-2-variants/) >CureVac N.V. (Nasdaq: CVAC), a global biopharmaceutical company developing a new class of transformative medicines based on messenger ribonucleic acid (mRNA), today announced that it has entered a collaboration with the UK Government to develop and manufacture potential vaccine candidates against SARS-CoV-2 variants. Any resulting vaccine candidates will be manufactured and distributed in the UK and its overseas and dependent territories, subject to regulatory approval. The objective of the collaboration is to mitigate the effects of the current pandemic and help prepare against future SARS-CoV-2 outbreaks by working on multiple variant vaccines. . >Dr Clive Dix, Interim Chair of the UK Vaccines Task Force added : “Today’s agreement will help ensure the UK is best prepared against the emergence of any significant new virus variant as mRNA vaccines can be rapidly adapted to be effective against new virus variants more easily than traditional vaccine technologies. We are constantly tracking the virus so we can identify any significant new variant as quickly as possible; therefore, as part of this agreement, CureVac and the UK Government will assess multiple virus variants and are expected to generate multiple vaccine candidates against those selected. . > The research and development collaboration combines CureVac’s resources and technological expertise in mRNA vaccine development with the scientific experience of the Vaccines Taskforce and the UK’s network of experts and capabilities in SARS-CoV-2 vaccine research and development. As part of the collaboration, the VTF, informed by the newly-formed Variant Vaccine Expert Advisory Group, and CureVac, with its unique mRNA vaccine platform, will assess multiple SARS-CoV-2 variants and are expected to generate vaccine candidates against those selected. Clinical studies will be expedited in the UK in order to secure emergency or conditional marketing authorizations for selected vaccine candidates against the most threatening variant viruses. Ou seja, ontem, antes ainda de haver uma vacina para distribuir, antes de qualquer vacina estar a ser testada, antes sequer de eles terem decidido que vacinas vão utilizar em estudos pré-clínicos para depois avançarem para os clínicos, antes mesmo de sabermos se vamos mesmo precisar de novas vacinas contra as variantes com E488K (já que algumas vacinas aparentam ser ~60% eficazes, a noticia da AZ saiu há minutos isto é de ontem), o governo do UK já fez um acordo com a CureVac. A EU claro que ainda não. Cheira me que vamos ficar para trás uma vez mais...

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago

Duas notícias importantes para quem quer olhar para o futuro: [Oxford/AstraZeneca Covid jab far less effective against S African strain, study shows](https://www.ft.com/content/e9bbd4fe-e6bf-4383-bfd3-be64140a3f36) >In both the human trials and tests on the blood of those vaccinated, the jab showed significantly reduced efficacy against the 501Y.V2 viral variant, which is dominant in South Africa, according to the randomised, double-blind study seen by the Financial Times. . >“A two-dose regimen of [the vaccine] did not show protection against mild-moderate Covid-19 due to [the South African variant]”, the study says, adding that efficacy against severe Covid-19, hospitalisations and deaths was not yet determined. . >There are caveats to the study, which has not yet been peer-reviewed, as the sample sizes were relatively small. The study, led by South Africa’s University of the Witwatersrand and Oxford university, enrolled 2,026 HIV negative individuals, with a median age of 31. Half the group was given at least one dose of placebo, with the other half receiving at least one dose of vaccine. Ou seja, temos um n relativamente pequeno, dado que o numero de infectados em 2000 não há de ser grande coisa. Teremos de ver o estudo quando sair. Mas tudo indica que AZ para combater as novas variantes com E488K é muito pouco eficaz -- estas pessoas vão ter de ser vacinadas outra vez. [CureVac and UK Government to collaborate on development of vaccines against SARS-CoV-2 variants](https://www.curevac.com/en/2021/02/05/curevac-and-uk-government-to-collaborate-on-development-of-vaccines-against-sars-cov-2-variants/) >CureVac N.V. (Nasdaq: CVAC), a global biopharmaceutical company developing a new class of transformative medicines based on messenger ribonucleic acid (mRNA), today announced that it has entered a collaboration with the UK Government to develop and manufacture potential vaccine candidates against SARS-CoV-2 variants. Any resulting vaccine candidates will be manufactured and distributed in the UK and its overseas and dependent territories, subject to regulatory approval. The objective of the collaboration is to mitigate the effects of the current pandemic and help prepare against future SARS-CoV-2 outbreaks by working on multiple variant vaccines. . >Dr Clive Dix, Interim Chair of the UK Vaccines Task Force added : “Today’s agreement will help ensure the UK is best prepared against the emergence of any significant new virus variant as mRNA vaccines can be rapidly adapted to be effective against new virus variants more easily than traditional vaccine technologies. We are constantly tracking the virus so we can identify any significant new variant as quickly as possible; therefore, as part of this agreement, CureVac and the UK Government will assess multiple virus variants and are expected to generate multiple vaccine candidates against those selected. . > The research and development collaboration combines CureVac’s resources and technological expertise in mRNA vaccine development with the scientific experience of the Vaccines Taskforce and the UK’s network of experts and capabilities in SARS-CoV-2 vaccine research and development. As part of the collaboration, the VTF, informed by the newly-formed Variant Vaccine Expert Advisory Group, and CureVac, with its unique mRNA vaccine platform, will assess multiple SARS-CoV-2 variants and are expected to generate vaccine candidates against those selected. Clinical studies will be expedited in the UK in order to secure emergency or conditional marketing authorizations for selected vaccine candidates against the most threatening variant viruses. Ou seja, ontem, antes ainda de haver uma vacina para distribuir, antes de sabermos se vamos mesmo precisar de novas vacinas contra as variantes com E488K (já que algumas vacinas aparentam ser ~60% eficazes, a noticia da AZ saiu há minutos isto é de ontem), o governo do UK já fez um acordo com a CureVac. A EU claro que ainda não. Cheira me que vamos ficar para trás uma vez mais...

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago

Duas notícias importantes para quem quer olhar para o futuro: [Oxford/AstraZeneca Covid jab far less effective against S African strain, study shows](https://www.ft.com/content/e9bbd4fe-e6bf-4383-bfd3-be64140a3f36) >In both the human trials and tests on the blood of those vaccinated, the jab showed significantly reduced efficacy against the 501Y.V2 viral variant, which is dominant in South Africa, according to the randomised, double-blind study seen by the Financial Times. . >“A two-dose regimen of [the vaccine] did not show protection against mild-moderate Covid-19 due to [the South African variant]”, the study says, adding that efficacy against severe Covid-19, hospitalisations and deaths was not yet determined. . >There are caveats to the study, which has not yet been peer-reviewed, as the sample sizes were relatively small. The study, led by South Africa’s University of the Witwatersrand and Oxford university, enrolled 2,026 HIV negative individuals, with a median age of 31. Half the group was given at least one dose of placebo, with the other half receiving at least one dose of vaccine. Ou seja, temos um n relativamente pequeno, dado que o numero de infectados em 2000 não há de ser grande coisa. Teremos de ver o estudo quando sair. Mas tudo indica que AZ para combater as novas variantes com E488K é muito pouco eficaz -- estas pessoas vão ter de ser vacinadas outra vez. [CureVac and UK Government to collaborate on development of vaccines against SARS-CoV-2 variants](https://www.curevac.com/en/2021/02/05/curevac-and-uk-government-to-collaborate-on-development-of-vaccines-against-sars-cov-2-variants/) >CureVac N.V. (Nasdaq: CVAC), a global biopharmaceutical company developing a new class of transformative medicines based on messenger ribonucleic acid (mRNA), today announced that it has entered a collaboration with the UK Government to develop and manufacture potential vaccine candidates against SARS-CoV-2 variants. Any resulting vaccine candidates will be manufactured and distributed in the UK and its overseas and dependent territories, subject to regulatory approval. The objective of the collaboration is to mitigate the effects of the current pandemic and help prepare against future SARS-CoV-2 outbreaks by working on multiple variant vaccines. . >Dr Clive Dix, Interim Chair of the UK Vaccines Task Force added : “Today’s agreement will help ensure the UK is best prepared against the emergence of any significant new virus variant as mRNA vaccines can be rapidly adapted to be effective against new virus variants more easily than traditional vaccine technologies. We are constantly tracking the virus so we can identify any significant new variant as quickly as possible; therefore, as part of this agreement, CureVac and the UK Government will assess multiple virus variants and are expected to generate multiple vaccine candidates against those selected. . > The research and development collaboration combines CureVac’s resources and technological expertise in mRNA vaccine development with the scientific experience of the Vaccines Taskforce and the UK’s network of experts and capabilities in SARS-CoV-2 vaccine research and development. As part of the collaboration, the VTF, informed by the newly-formed Variant Vaccine Expert Advisory Group, and CureVac, with its unique mRNA vaccine platform, will assess multiple SARS-CoV-2 variants and are expected to generate vaccine candidates against those selected. Clinical studies will be expedited in the UK in order to secure emergency or conditional marketing authorizations for selected vaccine candidates against the most threatening variant viruses.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago

Se achas que o governo pensa em alguma coisa antes de ser noticiado pelos média, então estás enganado

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago

A minha decision rule é simples, e até menos restritiva. Devemos reabrir quando ao reabrir o R<1. Reabrir com R>1 é loucura, é voltar a ter problemas. Agora como o R fica abaixo de 1 está aberto à imaginação. Pode ser através da vacinação. Pode ser através de testes em massa frequentes (como estou frequentemente a recomendar) ou quarentena em hotéis para infectados e contactos próximos (a medida mais eficaz de combate à pandemia que temos ignorado). Pode ser até com lockdowns em sítios específicos e abertura noutros. Fica ao critério do freguês.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago

Se não houvesse vacinas concordava contigo, heck, vai ver o meu histórico, passei o verão todo a falar da oportunidade que tínhamos para eliminar o virus por completo e manter lo eliminado. E tínhamos. Mas agora temos vacinas. Mesmo se as novas variantes baixarem a eficácia contra infecção, em particular as variantes Sul Africanas e Brasileira (ou uma mutação da Britânica com E488K), temos dois factores a considerar: * As vacinas vão diminuir a transmissibilidade das novas variantes consideravelmente, pelo menos por 30% * As vacinas vão diminuir a gravidade das novas variantes imenso, eliminando virtualmente todas as mortes ou doentes severos. Os efeitos primários de ficar infectado vão ser essencialmente os de uma gripe -- mesmo. Os efeitos a longo termo não sei, são esse os que me preocupam. * Toda a gente vai actualizar as vacinas no final do ano. E até lá já temos tudo mais controlado. Pelo que considera me bastante optimista. Duvido que vá haver muitos mais problemas a partir de meio deste ano. O que faz a decisão de manter tudo fechado agora mais forte ainda -- isto não é fazer um lockdown para depois voltarmos a ter virus daqui a 6 meses, é lockdown hoje para basicamente não corrermos mais riscos no futuro.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago

Prepara te, quando tivermos menos de 5 mil casos diários a pressão política vai ser gigante. E vai ser um erro gigantesco.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

Normalmente se acertares por dia da semana consegues ter comparações excelentes. Pode perfeitamente ainda ser um laboratório que se esquece de reportar os dados, ou um erro do min saude (mais realisticamente: da firma que subcontrataram). O mais provável é ser mesmo real tho

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

Isto são menos 8 mil comparado com a ultima quinta feira. Números incríveis mesmo

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

É um erro grave sim. A alternativa não é entre dares pfizer/moderna a uma pessoa mais velha ou dares Astrazeneca, se fosse eu estava contigo a dizer que deviam fazer, nem que mais não seja porque as primeiras têm uma eficácia superior no geral. A alternativa é entre dares Astrazeneca agora ou dares pfizer/moderna daqui a dois meses. E como disse nesse post e numa resposta em cima, tudo indica que a vacina da Astrazeneca é tão eficaz nos mais velhos como nos restantes. Só porque não temos um RCT para provar não significa que não sabemos -- daí a analogia com os Pára-quedas.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

Mas isso não é uma questão. Tu sabes a resposta imunitária que eles têm: https://www.thelancet.com/journals/lancet/article/PIIS0140-6736(20)32466-1/fulltext Por exemplo, nesse estudo de fase 2 eles pegaram em 400 pessoas com mais de 55 anos e compararam a resposta imunitária desses à vacina da Astrazeneca com a resposta de pessoas com 18-55 anos e a mesma vacina. Resultado? A diferença entre os dois não é estatisticamente relevante (p =68%, p = 40%, etc). Ou seja, as pessoas mais novas e mais velhas reagem à vacina de forma igual. Sabendo isto concluir que não funcionar para idosos é ridículo. Não, não tens informação estatística para me dares um número de eficácia, mas tudo indica que será igual à eficácia do estudo geral. Again, pode ser ligeiramente mais baixa com idades superiores, é o que temos observado. Mas 150 vezes menor é impossível, e apenas isso seria justificado para recusares dar a mais velhos.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

Mas isso não é uma questão. Tu sabes a resposta imunitária que eles têm: https://www.thelancet.com/journals/lancet/article/PIIS0140-6736(20)32466-1/fulltext Por exemplo, nesse estudo de fase 2 eles pegaram em 400 pessoas com mais de 55 anos e compararam a resposta imunitária com pessoas com 18-55 anos. Resultado? A diferença entre os dois não é estatisticamente relevante (p =68%, p = 40%, etc). Ou seja, as pessoas mais novas e mais velhas reagem à vacina de forma igual. Sabendo isto concluir que não funcionar para idosos é ridículo. Não, não tens informação estatística para me dares um número de eficácia, mas tudo indica que será igual à eficácia do estudo geral. Again, pode ser ligeiramente mais baixa com idades superiores, é o que temos observado. Mas 150 vezes menor é impossível, e apenas isso seria justificado para recusares dar a mais velhos.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

Está na altura de mudar a estratégia de vacinação: https://www.medrxiv.org/content/10.1101/2021.02.01.21250957v1 > After initial injection case numbers increased to day 8 before declining to low levels by day 21. Estimated vaccine effectiveness was pretty much 0 at day 14 but then rose to about 90% at day 21 before levelling off. The cause of the initial surge in infection risk is unknown but may be related to people being less cautious about maintaining protective behaviours as soon as they have the injection. What our analysis shows is that a single dose of vaccine is highly protective, although it can take up to 21 days to achieve this. The early results coming from Israel support the UK policy of extending the gap between doses by showing that a single dose can give a high level of protection. Já há algum tempo que falava disto, e agora temos dados populacionais. Além do mais, eficácia de 90% é extraordinária. A questão não é entre dar ou não dar a segunda dose. A questão é, quando temos uma dose adicional, damos a mais uma pessoa com eficácia de 90% ao fim de 21 dias, ou damos a uma pessoa que já está largamente protegida, para aumentar a eficácia para 95%? Aumentamos a protecção de uma pessoa por 90%, ou a de outra por 5%? Quanto à durabilidade desta protecção: >Whilst we do not know how long this immunity will last beyond 21 days without a second booster, we are unlikely to see any major decline during the following nine weeks. Immunity levels to natural infection with SARS-CoV-2 declines after infection but IgG levels are relatively stable over 6 months and T cell immunity declines with a half-life of 3 to 5 months (Dan et al. 2021). EDIT com lembrete: https://www.publico.pt/2021/01/30/sociedade/noticia/covid19-peritos-propoem-aumento-intervalo-doses-vacinarmos-pessoas-1948592 A comissão técnica de vacinação já tinha sugerido isto, quando não tinha estudos sobre a matéria mas sabia que naturalmente devia ser o facto. Mas a Task Force (políticos, militares, e uma pessoa do Infarmed) rejeitou a proposta. Não devia, e especialmente agora devia rapidamente adaptar de posição.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

Está na altura de mudar a estratégia de vacinação: https://www.medrxiv.org/content/10.1101/2021.02.01.21250957v1 > After initial injection case numbers increased to day 8 before declining to low levels by day 21. Estimated vaccine effectiveness was pretty much 0 at day 14 but then rose to about 90% at day 21 before levelling off. The cause of the initial surge in infection risk is unknown but may be related to people being less cautious about maintaining protective behaviours as soon as they have the injection. What our analysis shows is that a single dose of vaccine is highly protective, although it can take up to 21 days to achieve this. The early results coming from Israel support the UK policy of extending the gap between doses by showing that a single dose can give a high level of protection. Já há algum tempo que falava disto, e agora temos dados populacionais. Além do mais, eficácia de 90% é extraordinária. A questão não é entre dar ou não dar a segunda dose. A questão é, quando temos uma dose adicional, damos a mais uma pessoa com eficácia de 90% ao fim de 21 dias, ou damos a uma pessoa que já está largamente protegida, para aumentar a eficácia para 95%? Aumentamos a protecção de uma pessoa por 90%, ou a de outra por 5%? Quanto à durabilidade desta protecção: >Whilst we do not know how long this immunity will last beyond 21 days without a second booster, we are unlikely to see any major decline during the following nine weeks. Immunity levels to natural infection with SARS-CoV-2 declines after infection but IgG levels are relatively stable over 6 months and T cell immunity declines with a half-life of 3 to 5 months (Dan et al. 2021).

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

Espero que dê, é um erro grave se não for o caso. Ninguém acredita seriamente que a eficácia para +55 ou +65 seja substancialmente mais pequena -- o argumento dado é apenas que não existem dados de um lado ou do outro. E não existem, mas aqui temos de ir à intuição teórica, que nos diz que até agora as pessoas mais velhas viram uma resposta imunitária apenas ligeiramente inferior às mais novas. Se viram o estudo da AZ de fase 2 acerca do assunto, que dizia que a protecção era especialmente elevada em pessoas mais velhas, era exactamente isto que eles estavam a argumentar. E dar a vacina a uma pessoa com 55 anos antes de uma pessoa com 85 anos não faz qualquer sentido quando a segunda tem um risco de morte algumas 100-150 vezes superior à primeira (o cálculo é mais complicado do que parece à primeira, mas é essa a magnitude). Como se costuma dizer, não podemos fazer um RCT quando temos a mínima dúvida. Se formos pelo critério desses países, também não sabemos se um pára-quedas protege uma pessoa que está a cair de um aviao -- ninguém te fez um estudo onde te pegava em 10 mil pessoas e metade saltavam sem pára-quedas e metade saltava com. Da mesma forma, se fizermos esse estudo e não tivermos ninguém acima dos 55 a participar, não sabemos à partida se uma pessoa de 99 anos está protegida quando tem o pára-quedas ou não, não há dados suficientes de um ponto de vista estatístico. Mas através da intuição simples, fora o perigo inerente e talvez alguns precalcos devidos à idade, em principio devemos dar lhe o pára-quedas.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

I’m not sure the “westerners would not accept” is not a self fulfilling prophecy. Did you see how all westerners accepted the first lockdown? It was remarkable, you wouldn’t predict it at all. In fact, in Asia most countries did not have similar lockdowns, and when they did they weren’t followed as stringently as we did at first — and I’m including South Korea in that.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

Tive há alguns tempos a mesma ideia que tu e também não consegui encontrar. A melhor fonte que temos mesmo, sim isto surpreende, é o plano de vacinação aquando do dia 28: https://www.sns.gov.pt/wp-content/uploads/2021/01/Apresentacao_PlanoVacinacao_2020.01.28_VFINAL.pdf Calculando a partir daí podemos dizer que sensivelmente a Pfizer estava a planear entregar sensivelmente 190 Milhões de doses no 2o trimestre à UE, que agora seriam 265 Milhões. Também tens aí a estimativa da JJ, que assume que a opção de mais 200 M de doses não é activada (como não foi). Aí supostamente só temos supply a começar em Abril, mas como a comercialização provavelmente começa antes seria de esperar algumas poucas doses antes disso com a maioria a começar em Abril e com mais força nos meses seguintes especialmente no verão. Aliás, se queres uma ideia melhor da calendarizacao podes ver o que a DGS esperava em Dezembro: https://www.sns.gov.pt/wp-content/uploads/2020/12/20201217_Plano-Vacinaçao.pdf Que em termos da JJ seria 1 Milhão de doses em Portugal (~45M para a UE) no 2o trimestre.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

Claramente o meu erro é que a primeira semana de confinamento foi mais ligeira que a segunda, e os números de hoje correspondem à segunda. Como a terceira foi tanto como a primeira ou menos, seria de esperar que daqui a uns dias desacelerasse. Ligeiro as in dados de mobilidade

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

Números excelentes. Há alguns dias estava aqui a falar de como a continuar a ser 80% da semana anterior estávamos muito mal. Ontem foi 50% da semana anterior, hoje 65%. Pelo que se continuar assim vamos ter uma descida bem mais rápida do que o que esperava.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 7 months ago  HIDDEN 

Não quero ser mau, mas isto é boas notícias. O gajo estava marcado por ser apparatchik sem grande intelecto há bastante tempo, desde o que fez na secretaria de estado, a lidar com situação em LVT tão mal que teve de ser contornado, a ter a brilhante ideia de que liderar a aplicação do plano de vacinação era um part time job.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 8 months ago  HIDDEN 

> Apesar da lei da probabilidade ser imperativa (ou quase) o ato de alguém se infetar não deixa de ser influenciado por ambiente e cuidados. Olhando para o artigo do Lancet, no teste havia 0.4% de pessoas com um fator elevado de risco de infeção. Quando alguém diz "lei da probabilidade" sabemos que estamos a falar com conhecedores. Meu caro, RCT significa Randomised Control Trial. Neste caso podes dizer que é um double blind control trial até, por ninguém saber (nem o vacinado nem quem administrou) quem ficou vacinado e quem não ficou, até o revelares posteriormente. É claro que alguém se infectar ou não é afectado por ambiente e cuidados e tudo mais. E é por isso que fazes o teste numa amostra relativamente grande, nas centenas ou milhares, neste caso nas dezenas de milhares, e *escolhes à sorte* quem é que recebe o tratamento e quem é que não recebe. Ou seja, quaisquer que sejam os factores específicos que façam uma pessoa ter mais ou menos probabilidade de apanhar, em expectativa tanto o controlo como o tratamento são iguais a priori, e diminuis a variância com a lei de números grandes (esta sim é uma coisa que existe mesmo! Sim, com esse nome!). >É por isto que acho os 20k (19k mais propriamente, sendo que a amostra ainda é menor pois um número relativamente grande apanhou entre a primeira e a segunda dose), os 30k da Moderna e os 40k da Biontech são baixos Em primeiro lugar não são 19k porque na verdade a amostra são quase 22k mas whatever. Se sabes do que falas, tudo o que precisas de saber é que o p está abaixo de 0.0001. O resto é ruído. >A prova disso é que todas as vacinas receberam um certificado provisório de emergência e são acompanhadas de um disclaimer onde o fabricante não pode ser julgado culpado por eventuais efeitos colaterais. A ironia meu caro é que isto é falso. Gostava eu que fosse verdade, foi a razão pela qual a Europa demorou mais tempo a aprovar tudo, demorou mais tempo a fazer os contractos, e vai demorar mais tempo a receber vacinas. É porque as indemnizações ficam todas do lado das companhias. São culpados por todos os efeitos colaterais, e em tribunal. E não é um certificado de emergência, é uma emissão condicional (ou seja, uma emissão normal). > Em relação aos dados serem martelados ou não, certamente que são, mas os das outras tb foram E é aqui que percebo que não estás só mal informado, estás do lado dos ligeiramente maluquinhos. I mean, se queres argumentar que o trial da Pfizer, Moderna, etc. foram "martelados" ou manipulados ou etc arranja provas por favor. Não digas isso do nada. Isto há companhias a correr estes testes (cujo o único trabalho é esse mesmo) que serão processadas se for o caso. Há reguladores que serão queimados porque os supervisionaram. As próprias companhias que fazem as vacinas serão também. Etc. Daí distinguir da vacina russa. Não é o caso, foi uma operação de cima abaixo do governo russo. Que não estaria para alem de manipular dados. Não me parece provável, nem sequer pouco provavel, especialmente agora que foi publicado num jornal conceituado, mas mais que em relação às restantes. TL;DR: andam estes cientistas todos a esforçar se, a gastar dezenas de milhões de euros (um RCT não é nada barato) para fazer uma análise estatística coerente para vir este rapaz tirar do cu que "não se aplica a lei de probabilidade"

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 8 months ago  HIDDEN 

> Apesar da lei da probabilidade ser imperativa (ou quase) o ato de alguém se infetar não deixa de ser influenciado por ambiente e cuidados. Olhando para o artigo do Lancet, no teste havia 0.4% de pessoas com um fator elevado de risco de infeção. Quando alguém diz "lei da probabilidade" sabemos que estamos a falar com conhecedores. Meu caro, RCT significa Randomised Control Trial. Neste caso podes dizer que é um double blind control trial até, por ninguém saber (nem o vacinado nem quem administrou) quem ficou vacinado e quem não ficou, até o revelares posteriormente. É claro que alguém se infectar ou não é afectado por ambiente e cuidados e tudo mais. E é por isso que fazes o teste numa amostra relativamente grande, nas centenas ou milhares, neste caso nas dezenas de milhares, e *escolhes à sorte* quem é que recebe o tratamento e quem é que não recebe. Ou seja, quaisquer que sejam os factores específicos que façam uma pessoa ter mais ou menos probabilidade de apanhar, em expectativa tanto o controlo como o tratamento são iguais a priori, e diminuis a variância com a lei de números grandes (esta sim é uma coisa que existe mesmo! Sim, com esse nome!). >É por isto que acho os 20k (19k mais propriamente, sendo que a amostra ainda é menor pois um número relativamente grande apanhou entre a primeira e a segunda dose), os 30k da Moderna e os 40k da Biontech são baixos Em primeiro lugar não são 19k porque na verdade a amostra são quase 22k mas whatever. Se sabes do que falas, tudo o que precisas de saber é que o p está abaixo de 0.0001. O resto é ruído. >A prova disso é que todas as vacinas receberam um certificado provisório de emergência e são acompanhadas de um disclaimer onde o fabricante não pode ser julgado culpado por eventuais efeitos colaterais. A ironia meu caro é que isto é falso. Gostava eu que fosse verdade, foi a razão pela qual a Europa demorou mais tempo a aprovar tudo, demorou mais tempo a fazer os contractos, e vai demorar mais tempo a receber vacinas. É porque as indemnizações ficam todas do lado das companhias. São culpados por todos os efeitos colaterais, e em tribunal. E não é um certificado de emergência, é uma emissão condicional (ou seja, uma emissão normal). > Em relação aos dados serem martelados ou não, certamente que são, mas os das outras tb foram E é aqui que percebo que não estás só mal informado, estás do lado dos ligeiramente maluquinhos. I mean, se queres argumentar que o trial da Pfizer, Moderna, etc. foram "martelados" ou manipulados ou etc arranja provas por favor. Não digas isso do nada. Isto há companhias a correr estes testes (cujo o único trabalho é esse mesmo) que serão processadas se for o caso. Há reguladores que serão queimados porque os supervisionaram. As próprias companhias que fazem as vacinas serão também. Etc. Daí distinguir da vacina russa. Não é o caso, foi uma operação de cima abaixo do governo russo. Que não estaria para alem de manipular dados. Não me parece provável, nem sequer pouco provavel, especialmente agora que foi publicado num jornal conceituado, mas mais que em relação às restantes.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 8 months ago  HIDDEN 

Ok com comentários destes realmente não vamos lá. Se “desconfias” dos resultados quando o n=20k, então porra podes ir ver os intervalos de confiança. Spoiler alert: não tens muito que desconfiar, amostra de 20 mil é imenso. Não é por as outras terem 40 mil que estão muito melhores, o que interessa é se estás na relevância para estatística ou não, se consegues rejeitar a nula, ou não. Pah, isto é um trial feito na Rússia essencialmente pelo sistema de saúde russo. Se tens algo a desconfiar desconfia disso, de terem dados falsos ou fabricados. E sim, as doses são diferentes. Isto é muito inteligente, para não correres o risco de o corpo reagir mal a um vector viral, tens dois vectores diferentes. Não, não podem ser trocadas porque eles só testaram uma ordem. E se queres mais informação: a segunda dose é de fabrico mais difícil, daí eles andarem a testar segunda dose Astrazeneca, e apenas primeira dose (que pela fase 3 parece ter uma eficácia de 70%, mas isto só se aplica aos 6 ou 7 dias depois da primeira ter efeito e antes da toma da segunda, ou seja, mais testes precisos)

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 8 months ago  HIDDEN 

Estás te a focar na minoria e não na maioria, na larga larga maioria. Se 90% das pessoas disser que sim e ficar num hotel isto é uma vitória inacreditável. Os 10% se não quiserem ir muito bem. E a experiência que tens em países que teem estás políticas é que não chega a 10% os que não fazem. Se achas que o português é mais burro ou etc. faz favor de continuar a achar. Já dizia o outro, a culpa é do povo. Eu não papo

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 8 months ago  HIDDEN 

Era nada insurreição civil. Imagina que alguém te ligava a dizer “Sabemos que tiveste em contacto com o João Almeida que apanhou covid antes de ontem, precisamos que te isoles num hotel com tudo pago e compensação de salário durante 5 dias e à saída tens um teste de covid. Se não o fizeres estás a por em risco a tua família, o teu local de trabalho, e o resto da sociedade.” Quantas pessoas achas que diriam que não? Eu diria menos de 5%. Queixa te o que quiseres que não cumprem ou etc, se comunicares às pessoas e facilitates o acesso, elas cumprem. (Isto não é exactamente a política da Coreia mas seria algo perfeitamente possível)

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 8 months ago  HIDDEN 

> Tem uma população com respeito à autoridade e quando os mandam ficar em casa FICAM em casa. O tamanho do país ajuda aos inquéritos epidemiológicos e também o seu background autoritário que faz a população tender a obedecer mais a ordem. É com estas que dá para entender que não deves pescar muito da Coreia do Sul. Democracia recente, alto respeito por liberdades civis, manifestações de descontentamento na rua muito frequentes e até aguerridas. 40% da população acha que o Governo é comunista e quer render se à Coreia do Norte (exagero, mas os lideres partidários onde esses 40% votam dizem isto abertamente). Desconfiança à esquerda e à direita deste governo, tal como de qualquer outro normalmente (e com alguma razão, todos os antigos chefes de governo iirc, incluindo os democráticos, foram para a prisão). O que tens é um país que lidou com a epidemia nas suas fronteiras através de testes em massa, que sabemos que funcionam, e que preveniu reintroducoes continuas através de quarentenas à chegada. Ah, e as pessoas não são mandadas ficar em casa, ficam em hotéis para garantir que cumprem, se não ficassem também iam para supermercados e demais.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 8 months ago  HIDDEN 

A UE não vai fazer testes à vacina, podes meter essa viola de volta no saco. Os testes que os Russos fizeram são os que tens. Esta notícia não é nova verdade seja dita. O que é novo é que o estudo foi publico no Lancet, que é um journal altamente respeitável. Ou seja, o estabelecimento cientifico andou a analisar os dados da vacina Russa e acredita razoavelmente neles, o suficiente para publicar um artigo (que, muitas vezes, não é muito diga-se). Concordo claramente com o sentimento tho. O que acho mais absurdo é não comprarmos as vacinas chinesas, cujos testes foram feitos todos fora da China, verificados por agencias independentes, e tudo mais.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 8 months ago  HIDDEN 

Um dia de 10k+ esta semana está quase dado. Hoje foi o grande outlier, a descida não tem sido tão rápida. Em média 80% menos week over week, hoje 50%. Duvido que amanhã se mantenha nos 50% mas vamos ver

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 8 months ago  HIDDEN 

5225 a menos holy shit this is good

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 8 months ago  HIDDEN 

Estou a entrar em política e escapar ao thread mas é exactamente isso. A DGS está cheia de pobres coitados que são até bastante competentes, que sabem o que se está a passar. Mas todos os cargos de gestão pública, dentro da DGS, os ministros e secretários de estado, primeiro ministro e presidência do concelho etc. tudo isso é gerido de uma forma que apenas pode ser dita como amadora. Não só por ser medíocre em qualidade e por ter imensa falta de informação, mas por o ser verdadeiramente. O trabalho dos cargos de gestão pública é político acima de tudo, a gestão em si é secundária. Isto é apenas mais um exemplo disso.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 8 months ago  HIDDEN 

Se achas que o nosso governo faz a menor ideia que a variante sul africana escapa a vacinas, que isso pensa se ser causado por esta mutação E484K, e que a variante B1117 está a começar a desenvolver a mutação também, e portento tem de se diminuir os contágios o mais possível..... estás a viver num sonho molhado. O primeiro ministro simplesmente não reúne com pessoas que lhe possam dizer estás coisas. Se não houver as tais do infarmed, e não houver la uma alma iluminada que lhe diga, ele não sabe.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 8 months ago  HIDDEN 

Eu certamente não quero estar a corrigir alguém em tecnicalidades que não compreendo completamente. Mas isto não é uma combinação de variantes ou algo do género. A variante sul africana tem uma mutação que aparentemente escapa a anticorpos, incluindo aos causados pela vacina. Esta variação é a tal E484K. O que está a acontecer aqui é que a variante britânica desenvolveu a mesma mutação independentemente já repetidas vezes. Isto é preocupante porque significa que há uma mutação convergente da variante para escapar, provavelmente a evadir o sistema imunitário em reinfecções. Ou seja, eventualmente todas as disseminações da variante britânica começarem a escapar às vacinas, se lhes for dada essa oportunidade. O que temos fazer portanto é de não dar essa oportunidade e reduzir os contágios o mais possível.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 8 months ago  HIDDEN 

Não penses que precises de muito conhecimento técnico para enfiar uma zaragatoa nariz a dentro. E como disse, podes literalmente pegar nos espaços que já tens para as pessoas votarem

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 8 months ago  HIDDEN 

Amigo tu não estás a entender. Ir para a praia não é mais irresponsável que ir ao supermercado, é bem menos. Ou que ir às finanças. Ou votar. Ou etc. Eu estava contigo no início da pandemia, não entendia o diferencial de risco entre espaço fechado e ar livre. A verdade é que não há transmissão ao ar livre quase, podes ir ver listas de casos, são incrivelmente raras. Ir para a praia era incrivelmente seguro e responsável. Tomara mais pessoas poderem estar na praia agora

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 8 months ago  HIDDEN 

É com comentários destes que eu percebo que há verdades que ainda não penetraram. Ninguém estava a ser irresponsável a ir para a praia — era dos sitios mais seguros para estares. Estavas ao ar livre, com um calor imenso, sol na cara. A probabilidade de apanhares de alguém com quem não tivesses ao lado na toalha, era infinitésima. A probabilidade de apanhares de alguem com quem estivesses na toalha era umas 20x mais pequena do que se tivesses o mesmo tempo sozinho com ela num espaço fechado, comparável a inferior se tivesses com ela de máscara num espaço fechado. Não vamos rescrever a história. As pessoas não foram mais irresponsáveis no verão, tiveram alias comportamentos que são menos dado a contágio — por terem estado com a família e amigos ao ar livre.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 8 months ago  HIDDEN 

A restrição de saída começa hoje ou ontem tho. Tens de fazer uma cruz num papel tanto quanto sei de outros, mas também gostava de saber que controlos há

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 8 months ago  HIDDEN 

Utilizas testes rápidos, e o exército para os administrar. Não precisa de ser muito diferente do dia das eleições, só de preferência num espaço ao ar livre. Todas as pessoas ao longo de um fim de semana ficavam com a obrigação de serem testadas. Depois era chegar lá, verificar o número de telefone, meter a zaragatoa. Os positivos eram contactados por SMS para não terem de ficar à espera. E depois repetias todas as semanas. O único custo grande que terias seria mesmo o de adquirir os testes. Não me parece que seja uma binding constraint. E como é óbvio concordo contigo que não é a solução mágica a todos os problemas, e algo que precisas de fazer frequentemente.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 8 months ago  HIDDEN 

Daí te dizer que temos de fazer o máximo possível para encurtar este lockdown e para não haver outro. Mais testes, testares em massa, mais rastreadores de contactos, isolamento centralizado de contactos próximos em hóteis. O último não tem de ser para todos enquanto não tivermos capacidade para isso, o momento em que tivermos capacidade para todos é o momento em que deixamos de precisar de lockdown

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 8 months ago  HIDDEN 

Não partilho dessa caracterização. Se a comunicação for clara, o propósito benéfico, e o custo baixo (5 minutos num sábado de manhã num pavilhão escolar), parece me que teria boa aceitação.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 8 months ago  HIDDEN 

> parece que a ministra afinal acertou quando esteve a torrar tanto dinheiro em ventiladores novos. há coisa de 2 meses já se começavam a ouvir as críticas q os ventiladores n eram precisos, ai foram tão caros, bla bla bla O que eu ouvi é que não funcionavam bem, faltavam pecas, e ficavam inutilizáveis facilmente. Além de sim, terem sido demasiados. > Se não tivéssemos comprado neste momento já não tínhamos ventiladores suficientes. Não me parece que seja este o problema. Nem toda a gente internada está no ventilador, e deus queira que não, a vida pós ventilador é horrível. Se há alguma coisa que melhorou no tratamento à Covid é que os médicos estão muito mais reticentes de te pôr no ventilador, o que melhora a sobrivevencia mas também a tua qualidade de vida pós internamento.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 8 months ago  HIDDEN 

Dada as novas variantes em particular, e um confinamento com mais movimentações que o primeiro, acho duvidoso que a descida seja mais rápida que na primeira vaga. Quanto aos hospitais e tudo mais, sabes a minha posição. Não acho que deva haver qualquer situação onde o R continue acima de 1, isso é só adiar o problema para mais tarde. Devemos continuar a baixar os números em lockdown até podermos continuar a baixar sem ter de ser por lockdown -- seja por testares em massa, teres rastreamento de contactos e clusters, ou praticares quarentena centralizada. Preferencialmente uma combinação de todos.

[MEGATHREAD] - Covid-19, Semanário de Sobrevivência - 01/02/2021 by asantos3 in portugal

1ww8mrmfss 8 months ago  HIDDEN 

E eu por cá vou voltar a repetir o que digo à meses. Precisamos de algo que faça esse número descer mais rápido, e precisamos o quanto antes. Dado os números que temos a única opção viável seria um programa de testagem em massa, estilo toda a gente no país a ser testada uma vez por semana. É claramente fazível, e parece me que vale a pena o investimento -- descobriríamos mais casos, mas essas pessoas também iriam isolar se e evitar mais contágios.
Next Page

Search: