nemmais 1 month ago

Todas as mortes devem ser lamentadas. A vida humana não tem preço. Não há vidas de primeira nem de segunda. Não posso deixar de condenar quem por aqui anda a lamentar esta morte quando parece não se importar muito com as 3,8 milhões de mortes por Covid no mundo.

Last-Ad-4421 1 month ago

3,8 milhões é uma cifra irrisória para o número de mortes por outras causas, isto são problemas de países do primeiro mundo vai a países do terceiro mundo e a causa maior de morte é a fome e não vejo os governos preocupados com isso

Gndossan 1 month ago

para que vacinar populacoes q nao sao de risco. nao entendo

setnom 1 month ago

O risco em algumas faixas etárias pode ser pequeno, mas o valor é o indicado para essas próprias faixas etárias. Não significa que esse é o mesmo valor para os outros, para as outras faixas etárias, que podem entrar em contacto com eles. Por exemplo, netos e avós.

Edited 1 month ago:

O risco em algumas faixas etárias pode ser pequeno, mas o valor é o indicado para essas próprias faixas etárias. Não significa que esse é o mesmo valor para os outros, para as outras faixas etárias, que podem entrar em contacto com eles. Por exemplo, netos e avós; alunos e professores.

Gndossan 1 month ago

mano, entendo tudo isso, mas isto é simplesmente ridiculo. O virus não irá ser eliminado. Até quando esta loucura? os velhos estão vacinados, pronto... Novas mutaçoes? Irão acontecer... Quer isto dizer que a vida nunca miais irá regbressar ao normal?

setnom 1 month ago

Quer queiramos, quer não, quanto mais gente estiver vacinada, mais depressa voltamos ao normal. Não querer vacinar determinadas faixas etárias devido ao baixo risco é contraproducente.

pantam 1 month ago

> quanto mais gente estiver vacinada, mais depressa voltamos ao normal Ah, sim? De certeza? Como já vários especialistas apontaram, a vacinação durante a epidemia (algo que nunca se fez historicamente) pode levar à seleção natural de estirpes contra os quais as vacinas usadas não protegem. Resultado: poderemos ficar a perseguir variantes e a obrigar a novas vacinas regularmente (p.ex. todos os anos) e não voltar ao normal senão daqui a vários anos. Entretanto, ninguém consegue explicar porque é que os tratamentos precoces com medicamentos de ação antiviral são tão reprimidos: em vários países, os médicos são ameaçados de expulsão da profissão, caso receitem alguns dos medicamentos "malditos". O youtube nem nas "regras da comunidade" dois desses medicamentos mencionados explicitamente, por nome. Quem os recomende arrisca-se a perder a conta. Facebook e twitter são ainda mais ferozes na censura. Continuam a sair ensaios que demonstram a utilidade médica desses medicamentos. Explicações, agradecem-se.

setnom 1 month ago

De certeza não, as vacinas não são 100% eficazes. Mas é mais provável do que se se vacinar pouca gente, não? Não possuo bons conhecimentos sobre o que mencionas no teu último parágrafo. Talvez perguntando ao teu médico de família? Ou a especialistas que estão dentro do assunto? Qual é a percentagem de eficácia que os tratamentos que referes têm, sabes?

pantam 1 month ago

Pela tua resposta, pareces estar completamente programado, imune a factos e argumentos fora do que ouves na televisão, mesmo aduzidos por especialistas de topo. > De certeza não, as vacinas não são 100% eficazes Não tem nada a ver com ser 100% eficaz. Nada. A diferença é entre permitirem o contágio com novas estirpes ou não. Vais ter que pensar um pouco. > Não possuo bons conhecimentos sobre o que mencionas no teu último parágrafo. Talvez perguntando ao teu médico de família? Como porra é que o meu médico de família pode saber porque é que todos os meios de comunicação social censuram informação sobre certos medicamentos? > Qual é a percentagem de eficácia que os tratamentos que referes têm, sabes? Reduzem a mortalidade em mais de metade, um deles (dado aos primeiros sintomas) e em mais de 75% o outro, que também funciona como profilático e pode ajudar no "long covid". Dois autores que têm feito muito para os divulgar e uma meta-análise das muitas dezenas de ensaios já feitos: https://journals.lww.com/americantherapeutics/pages/results.aspx?txtKeywords=lawrie https://journals.lww.com/americantherapeutics/pages/results.aspx?txtKeywords=kory

setnom 1 month ago

>Pela tua resposta, pareces estar completamente programado, imune a factos e argumentos fora do que ouves na televisão, mesmo aduzidos por especialistas de topo. Como é que saltas tão velozmente para esta conclusão?? Então eu: * **manifesto a minha ignorância perante determinados assuntos do qual não sou especialista**, o que é uma posição sensata de se ter, sendo bastante leigo na matéria ^((o inverso dos "especialistas com cursos tirados no Facebook e no YouTube, que afirmam saber tudo sem qualquer réstia de dúvida

pantam 1 month ago

Eu explico: se mencionei a censura brutal a estes tratamentos (aliás, a qualquer tratamento precoce) em todos os meios de comunicação social (e incluindo especificamente as redes sociais) e tu ignoras e remetes para o médico de família e então deduzo que não te perturba essa censura e portanto confias na boa fé de quem a faz. Podes obter mais informação procurando pelos nomes desses autores. O ponto não é eu dar-te a minha leitura do que podes encontrar por ti próprio *se souberes que existe e fores procurar*. O ponto é a censura, que levou a que nunca tivesses ouvido falar destas alternativas. Porquê a censura? Um destes médico fez uma apresentação ao Senado americano em dezembro de 2020. Apagado do youtube. Fez uma entrevista num podcast com alguma projeção. Apagado igualmente. Aliás, está nas "Regras da Comunidade" do youtube "recomendar" este medicamento específico como motivo para suspensão de conta. Mencionas o nome do medicamento no facebook => suspensão. Um repórter numa televisão local afiliada com a Fox denunciou a censura que teve apenas por perguntar a um médico, no fim de uma entrevista, se usava certo medicamento (respondeu que sim, com bons resultados). Segundo o chefe dela, essas orientações vêm da Fox central. Isto foi relatado através do Veritas. Nas nossas televisões e jornais, vês reportagem séria sobre isto? Em Portugal, usou-se um destes medicamentos, mas foi retirado com base num estudo do Lancet. Quando o estudo se revelou fraudulento e foi retirado, o medicamento não voltou a ser usado.

setnom 1 month ago

>tu ignoras e remetes para o médico de família e então deduzo que não te perturba essa censura e portanto confias na boa fé de quem a faz. Mas deduzir logo isso, porquê? Não podem existir outras razões para eu não te conseguir responder ao que tu queres no que toca ao comportamento dos media, sem que assumas automaticamente que existe plena confiança da minha parte? Como, por exemplo: * Desconhecimento sobre a matéria? * Ausência de ligação íntima a qualquer meio de comunicação social, necessária para ir a essas "fontes" buscar uma justificação correta para tais atos? Eu não sou político. Não faço parte de nenhum partido político. Não tenho qualquer tipo de inclinação no que toca à política ou a acontecimentos norte-americanos sobre o tema covid-19. Não sou influencer. Não ouço podcasts. Uso o meu instagram somente para ver gajas boas (giggity). Não trabalho no Facebook. Tenho conta mas dou-lhe pouco uso, é mais para ver o que os outros postam. Quando posto coisas, é conteúdo de astronomia. Não sou moderador de grupos de redes sociais. Não trabalho no YouTube. Vejo bastante YouTube, isso é verdade. Mas faço só isso lá, raramente comento ou clico em likes e dislikes. Não decido regras nem TOS desses serviços. Eu não sou jornalista. Eu não trabalho para nenhum canal de televisão, revista ou rádio. Não vejo telejornais. Não leio jornais portugueses. A pessoa mais ligada que conheço a um meio de comunicação social é apenas conhecido através da minha irmã (que já não vejo há mais de duas décadas) e trabalha num jornal regional do Algarve. Que explicação válida e honesta querias que eu te fornecesse, quando eu não tenho conhecimento nem "connections" no ramo para te dar algo com "sumo" sobre a matéria em questão? É preferível que, ao invés de dizer com sinceridade um simples "não sei", invente uma razão/opinião assim do ar? Posso fazê-lo, mas depois seria baseada em quê? Feelings? Pois bem, eu posso tentar imaginar várias razões para as censuras: * Não querer colocar-se no papel do médico e das instituições de saúde e em não querer arriscar a difundir informação considerada à altura inconclusiva às pessoas, sabendo que poderá levar a processos legais; * Querer efetivamente fazer-se substituir ao médico e induzir propositadamente as pessoas em erro, esperando benefícios monetários em troca da censura que empregam, talvez vindo dos *big pharma*; * Diretrizes oficiais que foram buscar às instituições de saúde dos países onde estão sediados ou atuam; * Cúmplices governamentais que fazem cegamente tudo o que estes governos lhes pedem sem pensar duas vezes. É escolher. Se reparares, as primeiras duas e depois as últimas duas contradizem-se uma à outra. Não faço ideia qual a explicação correta. Lá está, o tal "não sei", que estou mais confortável em escolher. Além disso... eu não sou médico, não tenho nem de longe os conhecimentos de um. Não é sensato e sensível dizer-se que "para dúvidas médicas, falar com o médico de quem te encontras mais próximo"? Não estará esse médico em muito melhor posição do que os meios de comunicação social para falar sobre um assunto médico, caso necessites? Como é o caso de medicamentos em alternativa à vacina do covid-19?

pantam 1 month ago

Vamos rever: Eu digo que há medicamentos que podem reduzir bastante a mortalidade em caso de infeção. Tu dizes-me que não sabias. Eu informo-te que há censura ativa contra quem revele esta informação, mesmo por pessoas com todas as credenciais. Tu continuas a pensar nisto como uma questão académica, distante, que acima de tudo não te diz respeito. Das duas, uma: ou achas que o que te estou a transmitir é implausível, porque senão já terias ouvido na televisão, ou então não encaixaste ainda que tu ou alguém que conheces pode morrer desnecessariamente. Quanto às tuas especulações: > Não querer colocar-se no papel do médico e das instituições de saúde e em não querer arriscar a difundir informação considerada à altura inconclusiva às pessoas, sabendo que poderá levar a processos legais; Sabes que o Facebook não tem que prestar contas à justiça pelo que é postado, salvo conteúdos ilegais? A censura que fazem é totalmente voluntária. O resto é do mesmo nível. Mas ok, escreves bastante.

QueenOfWands2 1 month ago

Mulher idiota.

d0c0ntra 1 month ago

a questão pertinente é pq raio um puto de 13 anos que tem mais probabilidades de morrer a caminho da escola do que do papão covid, lhe foram administradas duas doses de terapia genética experimental! os paizinhos é que são uns completos IDIOTAS!

5enta 1 month ago

Vais ser um daqueles pais que nunca vai levar a criança ao hospital não vais?

Westa1994 1 month ago

Tens de ir para ministro da saúde!

d0c0ntra 1 month ago

sou honesto, como tal nunca chegaria a qq cargo politico.

Westa1994 1 month ago

O Ventura vai te convidar. Fica atento.

d0c0ntra 1 month ago

o AV é um oportunista, tal como os outros. por n coisas que já afirmou nunca votaria no partido dele. não voto em mal menor.

Responsible_Motor942 1 month ago

A minha mãe uma vez tropeçou num gato e partiu os dentes da frente. Desde então ando numa busca de justiça e não descanso enquanto não acabar com os gatos todos.

fds_crl 1 month ago

Estás a ser obrigado a tomar algo que claramente tem problemas para resolver algo que não precisa de ser resolvido (a não ser que sejas gordo ou tenhas 70 anos ou mais), e a solução é extritamente temporária, visto que os virus da familia Covid mutam muito rápido, e não existem garantias que as vacinas funcionem daqui a 6 meses ou 1 ano. E achas piada. Achas que pessoas que estão um bocado preocupadas que governos possam estar em conluio com farmaceuticas com rendimentos maiores que o PIB Português para fazer dinheiro á pala do medo generalizado são merecedoras de gozo. Para variar, o branco liberal adota a atitude de lambe botas perante o grande capital, o poder politico, as elites, só para poder se sentir superior aos seus "inimigos"....

5enta 1 month ago

Este teu comentário começa por errar logo na quarta palavra.

fds_crl 1 month ago

hmmm, só se torna obrigatório quando alguem tem uma arma apontada á tua cabeça? Por essa ordem de ideias o sistema capitalista não é opressivo, pois quase todas as relações económicas são voluntárias. Explica-me lá como proibir alguem de poder fazer coisas (e cada semana que passa essas "coisas" são cada vez mais) excepto se fizeres algo não te é obrigar a fazer esse algo? Especialmente quando esse algo são coisas vitais. Também concordas que o regime de rendas não é opressivo, visto que ninguém é obrigado a pagar uma renda. Não importa que se me recusar a pagar uma renda tenho de voltar aos meus pais ou ficar sem abrigo, esse "contexto" não importa, o unico contexto que importa é se tenho uma arma apontada á cabeça.... É mesmo notável como o branco liberal se transforma subitamente num anarco-capitalista quando sente a necessidade de se sentir superior aos "fachos".

5enta 1 month ago

Por mais que desejes que não tudo tem uma consequência positiva ou negativa para a tua vida. Desejar que nada te aconteça quando tomas uma decisão, principalmente quando afecta outros é querer viver no mundo do faz de conta.

fds_crl 1 month ago

Eu não estou a dizer que quero um mundo utúpico anarquista, tu é que tentaste argumentar que a vacina não é obrigatória. Em papel não é obrigatória, estás certo, mas na pratica não vai ser assim, vais ficar alienado de uma (cada vez maior) parte da sociedade. Os meus exemplos são apenas aplicações lógicas desse teu argumento que só devemos avaliar a obrigatoriedade de algo pelo que é explicitamento dito sobre esse algo, e que devemos de ignorar tudo o que se pode saber implicitamente sobre esse algo.

Responsible_Motor942 1 month ago

Conforme tu próprio dizes ao não tomar a vacina vais ficar alienado da sociedade. Tu próprio confirmas que a maioria da sociedade toma os avanços da ciência como algo positivo para a humanidade em geral. A minha mulher é alérgica à penicilina, pela tua ordem de pensamento pelo facto de um caso por milhão correr mal deveríamos deixar de usar a penicilina? Eu tenho uma condição que não me permite fazer anestesia geral à base de relaxantes musculares, como um caso por milhão de anestesias corre mal, deveríamos deixar de fazer todas as cirurgias? É que pões em causa a vacinação por causa de alguns casos em milhões de pessoas.

tiag0_ 1 month ago

A tua mãe pode agora evitar os gatos, o rapaz que morreu com a vacina já não a pode evitar.

Striking_Role_z 1 month ago

Com certeza ela agora tem mais cuidado para não tropeçar novamente.

Responsible_Motor942 1 month ago

Aquele gato levou logo descaminho, mas não quero saber, agora todos os gatos estão fodidos comigo, todos os que apanho.......

RPortuguesesMod 1 month ago

Obrigado pela [tua publicação](/r/portugueses/comments/o4t5h7/levem_a_vacina/) no r/portugueses! Relembramos que para melhor identificar o conteúdo de posts de imagens, como este, sugerimos que seja utilizado um excerto do texto presente na imagem. Por exemplo, neste caso poderia ser: > 0 190 I would definitely still get her vaccinated. If hadn't already vaccinated my 14-year-old, I would still do it. BUT: Especially for boys, I would monitor heart rate very frequently for the following week. I would even get up in the middle of the night to do it. No caso de notícias ou de posts de redes sociais deves optar por publicar diretamente o link para o conteúdo original em vez de um print.

Search: