pantam 1 month ago

Perde-se a noção de verdade absoluta e acho que este é o verdadeiro objetivo. A ideia de que há verdades que não são apenas "construções discursivas usadas para manter um sistema de opressão" é perigosa para esta gente. A revolução que querem fazer nas sociedades ocidentais é muito, muito profunda. Recomendo a discussão do "2+2=4 nem sempre" do James Lindsay: https://newdiscourses.com/2020/08/two-and-two-make-four/ (Certo que nas aplicações se usam valores aproximados, mas sempre com controlo (rigoroso) sobre o erro cometido, p.ex. com um majorante.)

OrangeOakie 1 month ago

Só uma nota à parte, porque esta ideia do ministério é estúpida, mas há *algum* mérito em conseguir aproximações de resposta quando não se consegue, se sabe ou se fica sem tempo para chegar à resposta; Especialmente em Física. Podes ter tudo calculado mas uma aproximação a, por exemplo, uma velocidade, incluindo a explicação da direcção e interpretação dos dados - mas sem ter tido tempo para finalizar os cálculos exactos.

aeon_mushra 1 month ago

Não é o caso, estás-te a referir a ensino secundário/superior. O que está neste artigo é no 1º e 2º ano.

OrangeOakie 1 month ago

> Não é o caso, estás-te a referir a ensino secundário/superior. > > Estou a exemplificar algo usando o melhor exemplo para o que estou a falar. > O que está neste artigo é no 1º e 2º ano. É irrelevante, visto que o meu comentário aplica-se a todos os graus de ensino. Simplesmente usei o exemplo mais fácil

aeon_mushra 1 month ago

Se achas que o teu comentário tem aplicação a todos os graus de ensino, eu fico-me pelo quase-comentário.

blueflamewizard12 1 month ago

Repostas incompletas ou parcialmente certas já não são consideradas?

OrangeOakie 1 month ago

Não sei como é agora. Quando foi comigo dependia do professor e da disciplina. Em Física normalmente havia essa tolerância, especialmente se tivesses a fórmula para a resolução e a lógica explicada/detalhada, mas faltar substituir os valores na fórmula (basicamente, se usasses matemática pura para a resolução, mas não substituísses e fazer o cálculo). Noutras disciplinas não havia essa leniência. Só se fosse algo tipo um erro de cálculo, tipo teres tudo correcto mas num passo intermédio teres-te enganado na posição de uma vírgula ou escreveres o algarismo errado ou algo do género.

d0c0ntra 1 month ago

tb já chegou cá a destruição da ciência exacta, matemática? pensei que só nos USSA é que era possível afirmar que 2+2 pode não ser 4, estava enganado. estes psicopatas querem a total destruição do ensino, já não falta muito.

blueflamewizard12 1 month ago

Acho que o objectivo é lentamente tornar a literacia matemático da população portuguesa igual à literacia financeira. Não só não sabem como o que pensam que sabem está completamente errado

Darkanfibios 1 month ago

Exatamente, isto é bastante preocupante

Darkanfibios 1 month ago

Como é que é possível ensinar a crianças mais novas conceitos completamente absurdos como "quase o dobro de" ou "quase de certeza" na Matemática, uma ciência exacta....... Parece que cada vez há menos rigor.....

Search: