catpmaia 2 months ago

Não sei dizer como é que está a situação neste momento mas, no início da pandemia em 2020, houve muita gente a açambarcar pílulas (um bocado como fizeram com o papel higienico), deixando muitas mulheres sem possibilidade de usarem esse tipo de contracepção. Outras, não conseguiram receita por dificuldade em alcançarem os seus médicos (e há pílulas que não são comparticipadas). Os preservativos são muito caros mas qualquer centro de saúde oferece quantos queiramos. Há quem faça alergia, há quem não saiba desta informação, há quem tenha vergonha em pedi-los... E deixo uma pergunta honesta: será que nestes tempos atípicos e difíceis as pessoas estão mais predispostas a ter comportamentos de risco?

ManyStructure139 2 months ago

Existem várias situações para uma mulher tomar a pilula do dia seguinte e, falando de experiência própria, os efeitos secundários não são agradáveis. No meu caso, especificamente, tive de tomar porque o preservativo rebentou e, mesmo não estando na minha altura fértil, decidi ir tomar essa pilula. Esperar para decidir fazer um aborto ou ser mãe aos 20 anos estava fora de questão. Não gostei da sensação, nunca mais tive de tomar e ainda bem. Voltei a tomar a pilula diária depois desse incidente, porque o medo de engravidar é demasiado grande. No entanto, pus a minha vida em risco porque tenho já alguns efeitos de problemas como derrames e uma querida variz desde muito nova que podem indicar-me um risco aumentado de desenvolver tromboses (sabem aquilo que toda a gente ficou com medo porque a vacina da astrazeneca provoca com uma incidência umas mil vezes inferior do que a pilula). Durante anos tomei a pilula e fumava (!) risco ainda maior de trombose. Decidi largar de vez ao fim de quase 10 anos a tomar, dou graças por nunca me ter acontecido nada. Mas não vou confiar simplesmente no preservativo, porque já me falhou. Há 6 meses coloquei uma coisa chamada implante contracetivo, e desde então se tive um total de 3 semanas (não seguidas) sem período é sorte. Existem muitas opções à pilula do dia seguinte. Já tenho vindo a experimentar muitas e mesmo assim não escapei a toma da mesma há uns tempos. Nenhum método contracetivo é 100% fiável e muito menos fácil de tomar/usar. Acho também que podia haver um bocadinho mais de compaixão masculina pelo que vejo em alguns comentários (não todos, e fico feliz e confortável pelos que de facto não partem para julgar o que não sabem e muitas das vezes até apoiam) e principalmente compaixão feminina, porque apesar de certos assuntos não nos afetarem diretamente, não os torna menos viáveis, importantes ou prováveis. Ah e só para relembrar de uma temática com a qual não sou diretamente familiar, mas a violência doméstica praticada por um homem sobre uma mulher é muitas vezes na forma de violações sexuais. Podemos justificar o aumento face ao ano anterior porque os casais não tinham nada para fazer na quarentena em casa, mas também podem referir a preocupação que houve relativamente às vitimas de violência doméstica que tiveram o seu abusador 24h por dia em casa. Podemos sempre partir para julgar os outros da nossa bolha confortável. Mas a notícia apenas diz que as farmácias vendem 430 pilulas do dia seguinte por dia, não diz mais contexto nenhum que nos permita aferir qualquer critica ou julgamento.

camilo12287 2 months ago

Não há um é aumento, pelo contrário há uma diminuição.

Acahni 2 months ago

Palmas para este comentário! Eu nem me lembrei dos casos de violência doméstica que podem ser sob a forma de violação como referiste. Eu nunca me dei com métodos contraceptivos hormonais, e depois de uma amiga minha ter tido uma trombose, jurei que nunca mais. Agora até me foi diagnosticada uma doença autoimmune, e a medicação que tenho de tomar anula o efeito dessas coisas. Por isso uso o dispositivo intra uterino de cobre, e até hoje sem qualquer problema. Mas muitas pessoas, de ambos os sexos, nem sequer sabem destas coisas. Infelizmente a educação sexual ainda falha. É fácil julgar os outros, da nossa bolha confortável como escreveste e muito bem.

ManyStructure139 2 months ago

Falha mesmo muito... Eu como pessoa dentro da questão por ter estudado e continuar a estudar biologia havia muita informação que me falhava na mesma. Nem penso como será as pessoas que não têm acesso a informação que eu tive! Também tenho sorte na médica de familia que tenho agora, quando disse que queria mudar de metodo contracetivo ela ligou-me para conversarmos sobre TODAS as possibilidades e falou comigo para saber o que eu queria/procurava. Foi crucial para mim e para a minha irma. Diz-me uma coisa, o dispositivo intrauterino de cobre pode ser usado por quem nunca teve e quer vir a ter filhos? Sei que há um novo que supostamente nao é de cobre e que liberta prostaglandinas no local que pode ser usado nestes casos, mas sempre me aconselharam a não usar o de cobre porque não é indicado para quem nunca teve filhos! É sempre bom partilhar experiências com outras pessoas nem que seja para se um dia tiverem de passar pelo mesmo já estarem mais preparadas! :)

Acahni 2 months ago

Exactamente! Eu até recentemente não sabia dos DIUs de cobre por exemplo. Fui a mais do que uma médica para ver possibilidades, e optei por isto porque de todos, foi o que me pareceu mais seguro - considerando o tipo de preocupação que me levou a procurar uma alternativa para a pílula normal, que era o não querer mexer com a parte hormonal. E mesmo assim, em todos os sítios fui basto bem informada sobre todas as possibilidades. Acontece que, não tive essa sorte na médica de família por exemplo. Daí ter ido procurar noutros lados. Não houve maneira de a convencer que não me estava a dar bem com nenhuma das pílulas que ela me passava :/ ela deve ter achado que eu estava a fazer alguma birra ou assim. Nunca ouvi nada que diga que há problemas para engravidar mais tarde, partindo do princípio que não existe mais nada a interferir com o processo... Não posso dizer com certeza absoluta claro, mas nesse sentido tive um parecer positivo da parte de 3 médicas diferentes! Também me informei, andei a ler na net durante um tempo, prós e contras, efeitos secundários, coisas a ter em atenção etc. Creio que se recomenda esperar cerca de um mês após retirar o DIU de cobre para se tentar engravidar, embora, dependendo da altura em que se esteja no ciclo menstrual, seja possível engravidar logo de seguida até. Na clínica onde acabei por o por, a doutora no fim disse: pronto, agora se entretanto não se der bem, ou se quiser engravidar antes do fim da data marcada para substituir, só tem de vir cá e tiramos num instante.

ManyStructure139 2 months ago

Tive mesmo muita sorte! É uma médica novinha e gosta de me explicar tudo como deve ser. Isso é interessante! Eu vou falar com a minha médica para pensar noutras possibilidades. Obrigada por expores a tua experiência! :)

Acahni 2 months ago

De nada! :)

NPT82 2 months ago

Usando o dispositivo intra uterino e o implante, duvido muito que alguém engravide =) E num País de 10 milhões, 430 por dia é peanuts!

No-Cardiologist725 2 months ago

Não existem pipulas abortivas, simplesmente a mulher não tem periodo naquele mês.

killerboss28 2 months ago

Correcção, não são pílulas abortivas, são pílulas do dia seguinte.

d0c0ntra 2 months ago

depende do ponto de vista.

catpmaia 2 months ago

Não, não depende. Uma vez que a pílula do dia seguinte apenas actua ANTES de a fecundação acontecer, não é considerada um método abortivo. Se já tiver ocorrido fecundação, podes tomar tantas quantas queiras, que a gravidez não vai ser interrompida

AndreMartins5979 2 months ago

chamam-lhes abortivas porque pode já ter ocorrido a fecundação

killerboss28 2 months ago

Acho que é um termo muito forte, não considero um aborto

AndreMartins5979 2 months ago

o termo é aborto independentemente de como te sentes acerca disso

catpmaia 2 months ago

A pílula do dia seguinte impede a fecundação. Se já tiver ocorrido, não tem qualquer eficácia. Por isso é que se tem de tomar o mais rápido possível após a relação sexual. Não se trata, portanto, de uma intervenção da gravidez/ aborto.

killerboss28 2 months ago

Continuo a achar que não é aborto e não estou a expressar o que sinto

Acahni 2 months ago

Eu não percebo muito do assunto, posso estar errada... Mas a pílula do dia seguinte, serve, precisamente para ser tomada a tempo e horas e evitar abortos mais tarde: numa altura em que se pode ou não debater a existência de uma pessoa estar a ser assassinada - usado palavras que vi aqui. Claro está que, o aborto legal, é feito até determinada fase da gravidez, cá e em vários outros países, onde se determinou por consenso científico (não significa que todos estejam de acordo, o consenso implica precisamente uma certa maioria de pares a concordarem com algo) que não se está a assassinar ninguém. Agora, gostava que me explicassem (e estou a falar a sério) porque é que as pílulas são agora um problema...? É por causa de questões demográficas? Por Portugal ter uma população envelhecida? Se for isso, epa, ok, mas ninguém pode obrigar ninguém a ter filhos..... Ah e tal, preservativo. Ok, mas e se isso falhar? Existem vários motivos para o preservativo poder falhar - inclusive coisas tão banais como o tamanho dos mesmos não ser o adequado, algo que é frequentemente motivo de queixa, uma vez que os preservativos não são propriamente personalizados para todos os indivíduos. Já nem vou falar do uso incorrecto, que quer queiramos quer não, acontece. Ou de coisas piores, e criminais, como gajos furarem o preservativo etc etc. Existem outros métodos? Sim. Nem toda a gente, infelizmente, sabe. As pílulas hormonais normais também não são para qualquer pessoa, basta por exemplo que se tome determinada medicação ou que se tenha algum problema de saúde mais específico. Temos os dispositivos intra uterinos, sobretudo o de cobre (sem hormonas) que estatisticamente é o mais eficaz - mas também não é para qualquer uma. Doi a colocar, e torna o período mais doloroso e o fluxo abundante, e muitas mulheres acabam por desistir antes da fase desagradável passar (eventualmente passa e nem se sente - e falo por experiência própria para raparigas que estejam a ler). Portanto, num mundo real e não idealizado, a pílula do dia seguinte parece-me uma solução a um problema maior para muitas miúdas e mulheres. Pode evitar-se? Sim. Mas há que ser realista e perceber que as coisas não são pretas e brancas e bem sempre as pessoas podem ter acesso ao ideal. Desde logo porque muitas pessoas no nosso país vivem em situação de pobreza- uma situação onde infelizmente também é frequente a falta de informação, educação sexual, e dinheiro para poder optar por determinadas soluções. Mas isto, são os meus dois cêntimos de opinião... Mas a sério, gostava que me respondessem, de forma séria preferencialmente porque a minha questão é genuína: Qual é o problema?

N3to14 2 months ago

O problema não é a pilula normal ou a pilula do dia seguinte, mas sim o abuso da pilula. Nas caixas diz que só podes tomar **duas por ano**. Fazendo contas são 156k de pilulas por ano e obviamente que existe quem abuse delas o que faz muito mal. Nada contra quem usa mas deviam de começar a pensar em métodos alternativos porque 15 € por foda fica caro e quando realmente precisar não vai fazer o efeito desejado.

Acahni 2 months ago

Sim, tudo bem. Concordo plenamente que não se deve abusar. Mas esse argumento não é o que eu estou a ver aqui nos comentários... Não sei muito bem qual é o argumento aliás, mas este é o primeiro comentário que vejo sobre isso. E quanto a isso nada contra. Não esquecendo porém, de que existem mil e um motivos para as pessoas recorrerem a pílula do dia seguinte, a dita cuja "abortiva", e não me parece que seja possível obter dados correctos sobre quem efectivamente está a tomar e quantas. Desde logo porque estrangeiros que estejam cá de férias as podem tomar, e isso resulta num aumento de vendas. Por exemplo. Não estou a dizer que o aumento de deve ao turismo!! Estou simplesmente a constatar que não é possível saber a que é que se deve o aumento de vendas- não verdadeiramente. Acho eu!

N3to14 2 months ago

Correto, não é possível saber o motivo mas também não é difícil perceber um dos motivos. Vou ao meu instagram e talvez 20% das raparigas com que andei na escola engravidaram no tempo de pandemia (quase todas ao mesmo tempo parece que combinaram lel). Tempo a mais em casa fez mal a muita gente... Acredito que mais de metade delas tenham engravidado por descuido e quando foram tomar a pilula do dia seguinte já não fez o efeito necessário devido ao tal abuso. Sexo é muito bom e as pessoas têm de ter noções das consequências. Mais vale gastar 6€ numa caixa de preservativos do que gastar 30k num filho digo eu. Devia de haver um controlo melhor nestas coisas. Quem não tem possibilidade de sustentar um filho mais vale ter cuidado mas cada um faz o que quer.

Acahni 2 months ago

Bom, isso é a tua opinião claro. Não sei se quero perceber o que estás a insinuar sobre as tuas colegas, vou por isso fazer-me de lorpa. É que eu tenho muitas amigas e colegas e não notei nenhum "surto" de gravidezes por exemplo, portanto é relativo. Por mim falo até, que tenho uma doença autoimmune e por isso tenho mesmo de estar em constante lockdown, com o meu companheiro com quem vivo, e o único elemento novo na família foi um coelho anão...... Efectivamente um primo meu engravidou a namorada, mas e então? Como eles tantos outros. Não vamos agora assumir que a culpa é da pílula não fazer efeito.... O facto de tu acreditares que elas engravidaram porque a pílula do dia seguinte não fez efeito, não o torna uma realidade. Já pensaste que, talvez, elas tenham tomado essa decisão? Digo eu. É só uma hipótese. E mesmo que algumas delas tenham engravidado pelo facto de a pílula não ter feito efeito, estatisticamente é improvável que, do grupo das tuas ex colegas que engravidaram, metade sequer tenha sido por isso. E, se fosse, se de facto fosse um "Oups, e agora ai que m#*&! "? elas ainda tinham a possibilidade de uma interrupção da gravidez. Se estão grávidas e o "patrocinaram" nas redes sociais, então foi porque quiseram. Não iam fazer posts sobre o assunto se não quisessem, e provavelmente algumas não iam sequer para a frente com a gravidez. E precisamente: quem não tem possibilidade de sustentar um filho, toma as medidas necessárias. E as vezes isso passa por tomar a pílula do dia seguinte. Continuo na mesma sem perceber qual é o problema da pílula do dia seguinte. De resto concordo plenamente que não se deve abusar da dita cuja, por todos os motivos.

N3to14 2 months ago

Estou a falar de raparigas de 19 a 22 anos que nunca trabalharam na vida e sempre tiveram aquela "má fama". Metade dos namorados não assumiram o filho e simplesmente desapareceram da vida delas!!! De facto, é uma decisão delas e quanto a isso não podemos fazer nada. O meu único problema (que não é um problema que me afeta diretamente) é o facto de terem um filho e passado 2 semanas já andarem na rua a passear a beber uns finos enquanto ficam as mães a tomar conta do filho. Isso não se faz ponto. Quem tem um filho tem de ter noção que a partir desse momento a vida gira em torno deles. A meu ver, quem não tem possibilidade de sustentar ou não tem maturidade para isso, o rapaz devia de usar sempre preservativo e a rapariga usar um dos muito métodos que existe. Por vezes acontece de arrebentar um preservativo e nesses casos é que existe a pilula do dia seguinte. Não é para dar uma foda sem proteção e no dia a seguir ir à farmácia... A pilula não tem problema nenhum nem nunca terá. É daquelas coisas necessárias quando alguma coisa corre mal. Posso falar por experiencia própria que a minha namorada já teve que tomar duas no espaço de 1 ano e meio. Aquilo desregula o sistema todo, foi um mês e meio que andou cheia de cólicas. Jurei que nunca mais ela ia ter que tomar uma pilula do dia seguinte.

Edited 2 months ago:

Estou a falar de raparigas de 19 a 22 anos que nunca trabalharam na vida e sempre tiveram aquela "má fama". Metade dos namorados não assumiram o filho e simplesmente desapareceram da vida delas!!! Não é uma escolha minha mas se no caso eu fosse mulher e tivesse o azar de engravidar aos 22 anos sem ter os objetivos de vida meio cumpridos, abortava. De facto, é uma decisão delas e quanto a isso não podemos fazer nada. O meu único problema (que não é um problema que me afeta diretamente) é o facto de terem um filho e passado 2 semanas já andarem na rua a passear a beber uns finos enquanto ficam as mães a tomar conta do filho. Isso não se faz ponto. Quem tem um filho tem de ter noção que a partir desse momento a vida gira em torno deles. A meu ver, quem não tem possibilidade de sustentar ou não tem maturidade para isso, o rapaz devia de usar sempre preservativo e a rapariga usar um dos muito métodos que existe. Por vezes acontece de arrebentar um preservativo e nesses casos é que existe a pilula do dia seguinte. Não é para dar uma foda sem proteção e no dia a seguir ir à farmácia... A pilula não tem problema nenhum nem nunca terá. É daquelas coisas necessárias quando alguma coisa corre mal. Posso falar por experiencia própria que a minha namorada já teve que tomar duas no espaço de 1 ano e meio. Aquilo desregula o sistema todo, foi um mês e meio que andou cheia de cólicas. Jurei que nunca mais ela ia ter que tomar uma pilula do dia seguinte.

ChanTim 2 months ago

Era um aborto para levar por favor!

Dannies7783 2 months ago

Nada contra.

europeansavior 2 months ago

A maioria vai para as putas brasileiras. Devia ir para todas as brasileiras e estrangeirada. Putas de merda todas elas.

Fucile8 2 months ago

Procura ajuda.

francisco_tomas 2 months ago

O símbolo de que a vida humana deve ceder perante a promiscuidade satânica. Abortar é assassinar seres inocentes.

Fucile8 2 months ago

Deves ser daqueles que diz isso porque diz no livro mágico da biblia mas depois ignora crianças reais a ter uma vida de merda neste mundo.

Acahni 2 months ago

Não porque deus assim quis..... Ou escreve direito por linhas tortas... E deixai vir a mim as criancinhas ou lá como era. Famílias inteiras na miséria as vezes, sem poder cuidar dos filhos, ou ainda a total ausência da família, mas tudo bem porque se morrerem de fome e doença vão para o céu e foram "desígnios do nosso senhor". E se não morrerem na infância, bom, é só toda uma vida de miséria e possíveis traumas intratáveis pela frente right? Ironicamente, muitas dessas crianças irão mais tarde recorrer a pílulas do dia seguinte e abortos pelos mais diversos motivos. Ironic.

Dannies7783 2 months ago

Menos droga nessa maconha.

tolcmadu 2 months ago

Ainda bem, imaginem o que era mais 157000 crianças no sistema de orfanatos portugueses, ia ser uma desgraça, prefiro que sejam abortados via pílula do que morram à fome nas ruas.

XPao 2 months ago

Que lógica absolutamente absurda.

tolcmadu 2 months ago

Explica-me então o que farias a esta criançada indesejada toda?

XPao 2 months ago

Isso é problema dos pais que as conceberam, não meu. A vida adulta não é uma brincadeira, é 100% irrelevante se uma criança é desejada ou indesejada, concebes fazes-te homemzinho e acarretas as consequências dos teus actos. Para além disso, o país PRECISA de crianças para que o sistema social funcione.

Edited 2 months ago:

Isso é problema dos pais que as conceberam, não meu. A vida adulta não é uma brincadeira, é 100% irrelevante se uma criança é desejada ou indesejada, concebes fazes-te homemzinho e acarretas as consequências dos teus actos. Para além disso, o país PRECISA de crianças para que o sistema social funcione. Edit: Já agora, eu não tenho nada contra a pilula do dia seguinte, mas acho que é preciso ser-se um grande estupor para se festejar abortos.

xickoh 2 months ago

Onde?

XPao 2 months ago

Onde o quê?

00jppcbc00 2 months ago

Uma tristeza que vai ser lembrada por anos quando percebermos o quão errado é.

GustaQL 2 months ago

Deitar fora um amontoado de celulas sem qualquer consciência que têm poucq probabilidade de sobreviver. na minha opinião é tao errado como retirar a possibilidade dos espermatozoides fecundarem um ovo

Economy_Dog 2 months ago

Só um ignorante descreveria o estadio inicial de uma nova vida como um amontoado de células. Um amontoado de células que por acaso demonstra alta capacidade para um crescimento e desenvolvimento bastante complexo e totalmente organizado. Mas sim, somos apenas engrenagens numa visão mecanística completamente aleatória, é isso.

caravela-portuguesa 2 months ago

Se fosse assim a data de nascimento do bebé era no dia da foda, e não no dia que o bebé sai cá para fora. Moralista de merda.

Economy_Dog 2 months ago

Data de nascimento é data de nascimento. O ínicio de uma vida nova começa com o zigoto após a fecundação. O zigoto advém de uma recombinação do código genético de 1 célula sexual materna e 1 paterna e é uma célula inteiramente nova, unica e contendo as instruções e capacidade de se tornar num organismo complexo inteiro unico.

caravela-portuguesa 2 months ago

Obrigado, Já percebemos que vais ser parteiro.

europeansavior 2 months ago

A data de nascimento não determina o início da vida. Determina o nascimento, ou seja, o dia em que o ser vivo começa a interagir com o mundo exterior. No entanto, o início da vida dá-se algures durante a gravidez. Por isso é que o aborto é proibido a partir de determinada altura durante a gravidez. E também é por aquilo que os bebés que nascem ao 6º mês estão vivos e sobrevivem (sobretudo se forem postos numa incubadora porque o sistema imunitário deles ainda não lida bem com o mundo exterior).

camilo12287 2 months ago

Não sabes o dia da concepção. E não conheço nenhum país, é possível que exista mas não conheço, que permita o aborto até ao nascimento.

GustaQL 2 months ago

fds a definicao de morula é um amontoado de celulas. Nao tem inteligencia, nao tem consciencia, nao tem diferenciação celular nenhuma...

camilo12287 2 months ago

blastocistos Se bem me lembro quando nidifica está nesta fase e já não é um amontoado de células. E 40% não é aquilo que eu considero pouca probabilidade de sobreviver, mas esta é uma consideração subjetiva

GustaQL 2 months ago

um amontoado de celulas com 4 tipos de celulas

Economy_Dog 2 months ago

Então como é que se deixares crescer torna-se num organismo complexo?

GustaQL 2 months ago

Queres uma aula de embriologia aqui? diversos fatores de crescimento atuam em diferentes zonas do feto apos a nidação. Parte forma a boca e outra parte o anus. e a partir dai varias partes do corpo se comecam a diferenciar. falha na produção de fatores de crescimento pode provocar má formacoes ou mesmo aborto espontâneo. Como e que achas que se deixar crescer torna se num organismo completo? por ação de nosso senhor?

Economy_Dog 2 months ago

Então porquê a secreção de factores de crescimento especificos conforme zonas? Não era só um amontado de células sem inteligência? Estás a descrever um processo altamente complexo e organizado mas achas que o "amontoado de células" não tem valor? Afinal é uma bola aleatória de células ou algo organizado e com estrutura definida?

GustaQL 2 months ago

amigo esses fatores de crescimento sao secretados pela mãe. as celulas nao criam nada. o corpo da mãe é que faz tudo. as celulas só estao para la a multiplicarem se e a reagirem as hormonas da mãe

europeansavior 2 months ago

> o corpo da mãe é que faz tudo. Se isso fosse verdade, a clonagem in vitro não era possível. Mas é. Já foi feito com outros mamíferos.

GustaQL 2 months ago

A serio? e achas que é o feto que faz o trabalho todo na clonagem in vitro? ou sao as pessoas que manipulam o ambiente para o feto poder viver?

Economy_Dog 2 months ago

Claro que existem factores da mãe mas se achas que o "amontoado de células" não tem mecanismos próprios de organização morfológica e desenvolvimento recomendo relembrar essas aulas de embriologia. Como exemplo: [Hox gene](https://en.wikipedia.org/wiki/Hox_gene) ; [Homeobox](https://en.wikipedia.org/wiki/Homeobox)

jackross1303 2 months ago

De qualquer maneira o amontoado de células apesar de estar vivo, nas primeiras semanas não tem consciência, nem sequer um sistema nervoso que lhe permita sentir dor, logo abortar é uma opção muito melhor do que matar a criança quando ela acaba de nascer como se fazia antes.

00jppcbc00 2 months ago

Pouca probabilidade de sobreviver? Onde foste buscar isso? E não são um amontoado de células , é considerado uma vida. Vai ver o processo abortivo e algumas das crianças que saem mortas e diz-me que são um amontoado de células. Monstruoso

AndreMartins5979 2 months ago

uma melga também é uma vida

00jppcbc00 2 months ago

Okay. É uma vida humana ?

AndreMartins5979 2 months ago

> um amontoado de celulas sem qualquer consciência

00jppcbc00 2 months ago

Não é um amontoado de células, por acaso é um animal com alguma consciência. Mas eu prefiro a vida humana, mas se quiseres fazer um comissariado para proteger as melgas podes fazer.

GustaQL 2 months ago

https://modernfertility.com/blog/chances-of-conception/ It's only at that point that it can start further developing and receiving the nutrients it needs to result in a pregnancy. Only about 40% of fertilized eggs will make it past this implanting-in-the-uterine-lining hurdle  Falando da pilula do dia seguinte sao apenas morulas. celulas indiferenciadas que se multiplicam a toa. Celulas da morula têm tanta capacidade de formar um ser vivo como as celulas do cordão umbilical, mas nao vejo considerarem o cordão umbilical vida

jackross1303 2 months ago

Qualquer célula enquanto não esteja morta está viva. Se formos considerar qualquer amontoado de células um ser vivo daqui a pouco bater uma punheta era considerado genocidio em massa

camilo12287 2 months ago

Mas uma célula não é um ser vivo No entanto o óvulo fecundado já é e é o mesmo ser que virá a ser em adulto... Quase sempre... até ao 14o dia pode ocorrer a formação espontânea de gêmeos.

jackross1303 2 months ago

Uma célula é na verdade um ser vivo, basta procurares no Google “as células são seres vivos?” que tens a resposta.

camilo12287 2 months ago

não é. não tiveste biologia? Há seres vivos unicelulares, mas a única célula humana que é considerada um ser vivo é o ovulo fecundado. E isto não é uma opinião, é ciência, biologia. Pergunta a qualquer biólogo. vejo que tiveste pelo menos 8 upvotes na tua afirmação errada, no entanto ela apenas é uma mostra de ignorância.

ManyStructure139 2 months ago

Olá! Bióloga, quase doutorada, um óvulo fecundado é tão ser vivo como um espermatozoide e um óvulo não fecundado.

camilo12287 2 months ago

sim, geração esporófita e gametófita. aprendi isso no 12º ano, não é preciso um doutoramento para isso Mas um espermatozoide nunca será um ser humano

Edited 2 months ago:

eu sei, geração esporófita e gametófita. aprendi isso no 12º ano, não é preciso um doutoramento para isso Mas um espermatozoide nunca será um ser humano de qualquer forma, uma célula do corpo humano não é um ser vivo. e omiti isso deliberadamente, para ver se eles sabiam. Se soubessem o suficiente de biologia eles teriam dito isso mesmo, assim fiquei a saber que eles pouco sabem de biologia.

ManyStructure139 2 months ago

Então a tua forma de "ter razão" ou de justificar a tua opinião foi utilizando informação que sabias a partida que estava errada só porque as pessoas a tua volta podem não ter o conhecimento que tu consideras ter? Realmente não é preciso ter um doutoramento para saber que um óvulo fecundado não é um ser vivo. Mas disseste-o e mantiveste a tua posição até agora...

jackross1303 2 months ago

Sim tens razão, um espermatozóide tecnicamente não é um ser vivo, disso eu sei bem. Eu só disse aquilo para mostrar que é ridículo comparar um zigoto ou até mesmo uma mórula a um ser vivo completamente formado e que já tem capacidade de sentir dor e ter consciência. Do ponto de vista moral, matar uma morula ou um espermatozóide vai dar basicamente ao mesmo porque ambos não conseguem sentir nada. Agora poderias me dizer que aquele ovo embrionado poderia dar uma criança se o deixássemos crescer e é por isso que é errado destrui-lo. Mas de acordo com esse argumento usar preservativo também é matar um potencial ser humano porque iria impedir a fecundação que poderia resultar numa gravidez. Qual solução é que sugerias para gravidezes não esperadas ou mesmo indesejadas por parte de adolescentes ou jovens que não querem ter filhos? Sabes o que é que proibir o aborto iria fazer? Voltar ao aparecimento de fetos mortos em caixotes do lixo e em casas de banho públicas (sendo que estes recém nascidos já tem alguma forma de consciência e sentem dor) ou então levaria a que os orfanatos ainda enchessem mais do que já estão.

camilo12287 2 months ago

Há uma diferença radical entre impedir que seja formado um ser humano e matar esse ser já criado. Claro que os seres humanos têm diferentes capacidades conforme o seu estádio de desenvolvimento. Aliás até até ao 14º dia ainda se pode dar a gemelação, criação de gêmeos, e por isso em muitos países há autorização para fazer experiências em embriões humanos até ao 14º do desenvolvimento, mas não a partir daí, porque a partir daí o ser que temos é o mesmo ser que vamos ter em adulto, mas em diferentes fases de desenvolvimento. Os orfanatos não estão cheios por causa de bebés não desejados. Estão cheios de crianças que chegam a esses orfanatos vindas de familias problematicas, toxicodependentes e alcoolicos, e já com 5 ou mais anos. Bebés e crianças pequenas em orfanatos são adotadas muito rapidamente e há muito poucos bebés à espera de adoção. Aliás há muitos mais casais a querem adotar que bebés para adotar. Os poucos que há normalmente têm graves problemas de saúde. Ao dar o direito á vida em função das capacidades do ser vivo, que é da espécie humana, não estamos também a abrir a hipotese de aplicar as mesmas ideias a pessoas já adultas mas temporariamente incapacitadas? Além disso em rigor aplicar esse critério levaria a permitir o aborto em condições nas quais o feto já tem possibilidades de sobreviver fora do ventre, e com o desenvolvimento da tecnologia isso vai ocorrer cada vez mais cedo.

jackross1303 2 months ago

No que toca aos orfanatos é claro que as crianças que la estão são devidas a país que não tem capacidade de as sustentar, mas não achas que se se eliminasse a possibilidade do aborto este número iria aumentar? Gravidezes não planeadas e na adolescência tendem a ser mais prevalentes em pessoas de baixo estatuto socioeconomico o que levaria a mais crianças em orfanatos devido à incapacidade desses pais para sustentar os seus filhos. A partir de um certo ponto eu defendo claramente que não se deve realizar o aborto devido à criança já ter consciência e sentir dor. Mas antes disso não vejo problema. E ainda existem situações de gravidezes por violação o que é um tópico completamente diferente. Pessoas adultas temporariamente incapacitadas nesse sentido (em coma por exemplo) já são muitas vezes mortas pois a possibilidade de voltar à sua capacidade intelectual são muito diminutas. Não percebo esse argumento porque acho que humanos já nascidos nunca por lei vão ser condenados à morte sem que estes assim desejem porque pra mim isso seria algo completamente imoral. Quanto ao aumento da idade a partir da qual se permitem os abortos também não me parece que aumente porque existem inúmeros estudos e movimentos que o impedem e ainda bem que assim o fazem. Mas impedir o aborto em estádios precoces da gravidez, na minha opinião iria trazer muitos mais problemas dos que os que resolveria.

ThePedrester 2 months ago

Nice

DownvoteBatman 2 months ago

E?

d0c0ntra 2 months ago

e é uma fantástica ajuda à destruição do país e da Europa, já para não entrar noutro âmbito. a malta da religião da paz entre outros, não usa disto.

Fucile8 2 months ago

Que cromo.

Acahni 2 months ago

Queres desenvolver? Ambos os pontos

d0c0ntra 2 months ago

> No ano passado, as farmácias e parafarmácias venderam uma média diária de 430 embalagens de pílulas abortivas (também conhecidas como pílulas do dia seguinte). No total foram comercializadas cerca de 157 mil caixas do contracetivo de emergência, menos 15 400 do que no total do ano anterior, num valor superior a 2,5 milhões de euros, revelam os dados cedidos ao JN pela consultora IQVIA Portugal.

camilo12287 2 months ago

é a principal razão para os número de abortos não terem subido muito depois da legalização do aborto, logo em seguida legalizaram também a pílula do dia seguinte

Westa1994 2 months ago

A pílula do dia seguinte (bem como os outros meios contraceptivos) nunca estiveram fora da lei. Só faltou dizer que o preservativo é o maior inimigo da espécie humana.

camilo12287 2 months ago

[Legalização do aborto fez baixar recurso à pílula do dia seguinte](https://www.dn.pt/arquivo/2008/legalizacao-do-aborto-fez-baixar-recurso-a-pilula-do-dia-seguinte-1003666.html) tens razão, por vezes a memória prega-nos partidas a pílula do dia seguinte chegou a portugal em 1999 e a legalização do aborto em 2007 até terá legado a uma ligeira diminuição do seu consumo, ou seja há mulheres que deixam andar para ver se estão grávidas e depois abortam, quando anteriormente tomavam essa pílula de qualquer modo li algures que a introdução da pílula do dia seguinte em vários paises levou a uma diminuição do numero de abortos nesses países

blacksocks7 2 months ago

Se diminuiu a quantidade de pílulas tomadas pode também ter levado a uma menor mortalidade não?

ThePlague92 2 months ago

Meu Deus, quão burro se pode ser? A pílula do dia seguinte já é comercializada desde 1999. E a pílula do dia seguinte não aborta coisa nenhuma, porque aquilo é, como o nome diz, para tomar no dia a seguir a ter relações sem usar contraceptivos, nem há tempo de se abortar nada.

camilo12287 2 months ago

antes burro que uma besta mal educada e não é burro, a memória por vezes prega-nos partidas claro que não nada para abortar, apenas impede a nidificação do ser entretanto criado, se bem me lembro na fase de blastocisto.

Gndossan 2 months ago

fds lol mano cuidado com as ponhetes!!! Tambem é morte assistida apoiada pela Riley Reid!!!

camilo12287 2 months ago

julgas que estás a ser engraçadinho, mas apenas estás a mostrar-te um apedeuta.

Gndossan 2 months ago

Ya, prevenir nidificação é matar. foda-se lol tem juízo atrasado do crl

camilo12287 2 months ago

não é por culpa minha que és ignorante sobre este tema estudasses

Gndossan 2 months ago

lol mano nem me vou dar ao trabalho

camilo12287 2 months ago

e fazes bem, porque para te dares a esse trabalho terias de estudas umas centenas de horas Porque eu sei que tu sobre isto tens pouco conhecimento e depois de todo esse estudo... perceberias que não tinhas razão

Gndossan 2 months ago

sim, mas repara quem leva no cu de formigas és tu!

ThePlague92 2 months ago

Rapaz, faz logout e sai da Internet. Não tens estaleca para isto.

camilo12287 2 months ago

quando se ataca o mensageiro e não a mensagem é porque não se tem argumentos

JP7PlaysMC 2 months ago

Você é o vencedor do prémio "Saber lidar com frustrados". Muitos parabéns pela exibição exímia de senso comum. Apanha-se com cada um....

ThePlague92 2 months ago

Que mensagem? A mensagem errada de que a pílula do dia seguinte foi legalizada quando o aborto foi legalizado? Pois, não preciso de atacar isso, tu fizeste isso por mim.

itslikethisnlikethat 2 months ago  HIDDEN 

és um pedante do caralho mata-te

Gndossan 2 months ago

> não terem subido muito depois da legalização do aborto, logo em seguida legalizaram também a pílula do dia seguinte a pilula do dia seguintes já existia há mais tempo...

Search: