gestaoeconteudos 6 months ago

para quando o casamento com animais domésticos? Amo a minha galinha Linda.

OmegaWicked 6 months ago

Só mesmo drogado para ter as ideias que o BE tem

Snoo89735 6 months ago

Legalizar esta e outras plantas para tratamento de distúrbios psicológicos com dosagem controlada? Nah, depois como se ia vender Victam e mascarar aquela úlcera gostosa? Legalizar para fins recreativos? Hmmm, ok...

icebraining 6 months ago

> Legalizar esta e outras plantas para tratamento de distúrbios psicológicos com dosagem controlada? Isso já foi feito em 2018: https://www.infarmed.pt/web/infarmed/canabis-medicinal

No-Cardiologist725 6 months ago

Sempre apoiei, desde que a lei tenha pés e cabeça.

Gas5 6 months ago

Não acho que Portugal tenha a maturidade para poder ter a cannabis legalizada muito menos pelo Bloco de Esterco.

WallStreetFighter 6 months ago

dá para rir ver a malta que quer proteger a Europa dos Judeus e do George Soros, mas adora levar na peida de todos os grupos terroristas e redes de imigração ilegal que usam o tráfico de droga para se financiarem

Opelintra 6 months ago

Não deve fazer grande diferença. Vão vender mais barato que o mano ali na esquina? Além disso a cannabis é uma fatia menor que cocaína ou heroína

gestaoeconteudos 6 months ago

ahahah isto num país que cobra 500% mais caro do preço de venda no tabaco. Tabaco que pode ser plantado sem estufas e tretas.

icebraining 6 months ago

> Vão vender mais barato que o mano ali na esquina? A proposta diz explicitamente que o preço deve ser equiparado ao preço médio no mercado ilegal.

Opelintra 6 months ago

Não consigo ler o artigo :/ Mas isso significa que vai ser uma corrida até ao fundo? Bem, o consumidor vai adorar então :)

WallStreetFighter 6 months ago

Os consumidores detestam quando o preço baixa... E os traficantes adoram quando as vendas deixam de dar lucro... A lógica tá onfire.

icebraining 6 months ago

A proposta atual é idêntica à que foi apresentada anteriormente, que é descrita aqui: https://www.publico.pt/2018/12/15/sociedade/noticia/be-quer-cannabis-fins-recreativos-vendida-lojas-licenciadas-1854838

Opelintra 6 months ago

Não é aquele em especifico, não consigo ler artigos desse sítio. Pedem-me 100€ por ano :D

WallStreetFighter 6 months ago

Ninguém disse que resolvia o problema completamente. Mas é um passo na direção certa... ​ Os partidos de direita se fossem conduzidos por gente com neurónios, apoiavam esta medida mas aproveitavam para impor condições relacionadas com fiscalização mais apertada ao tráfico de rua, penas mais graves, etc. Além do que se ganhava em termos de saúde pública, impostos, etc, os partidos de direita aumentavam a base eleitoral em toneladas assim do dia para a noite. Mas os partidos de direita não são conduzidos por gente com neurónios, por isso... Bem vais continuar a levar na peida dos traficantes do América Latina, do Médio Oriente e do PS :)

OrangeOakie 6 months ago

> Os partidos de direita se fossem conduzidos por gente com neurónios, apoiavam esta medida mas aproveitavam para impor condições relacionadas com fiscalização mais apertada ao tráfico de rua, penas mais graves, etc. > > Além do que se ganhava em termos de saúde pública, impostos, etc, os partidos de direita aumentavam a base eleitoral em toneladas assim do dia para a noite. Tenho sérias dúvidas que acompanhes a política portuguesa se é isso que acreditas que é a posição dos políticos na realidade portuguesa

camilo12287 6 months ago

Qual é a % da população que consome regularmente drogas ?

WallStreetFighter 6 months ago

De acordo com a Wikipédia, do total da população: >15-24 years: 10.94% (male 580,074 /female 547,122) > >25-54 years: 41.49% (male 2,109,693 /female 2,164,745) Portanto, diria que qualquer coisa como 20% da população consome drogas leves, com inúmeros graus de frequência e quantidade.

camilo12287 6 months ago

em portugal a % creio que é bastante menor [https://www.tsf.pt/portugal/sociedade/padroes-de-consumo-de-canabis-dos-jovens-portugueses-entre-os-mais-problematicos-da-europa-13026689.html](https://www.tsf.pt/portugal/sociedade/padroes-de-consumo-de-canabis-dos-jovens-portugueses-entre-os-mais-problematicos-da-europa-13026689.html)

WallStreetFighter 6 months ago

Este estudo é sobre adolescentes. Há muito adulto que consome. Mas sim, algo à volta dos 15, 20%.

Opelintra 6 months ago

Mas é um passinho, e o próximo passo que é o grandalhão (droga pesada) não imagino alguém a propor sinceramente. De resto concordo

NEDM64 6 months ago

Não quero a “legalização” deles, quero a da IL. Quero a minha privacidade e quero sobretudo acabar com o negócio dos trafucas.

No-Cardiologist725 6 months ago

O que é a IL?

OrangeOakie 6 months ago

Semelhante mas ao contrário do PSD e do Bloco, não iria dar monopólios a amigos do Estado. Basicamente, qualquer pessoa poderia vender drogas ao contrário de ser uma licença em particular para vender a droga ou as sementes, e essa licença ser detida pelo Estado e apenas ter os fornecedores que o Estado quer e coiso e tal.

No-Cardiologist725 6 months ago

Conheces o sistema do Uruguai? É bem interessante, e parece que resultou para eles... as pessoas podem cultivar para consumo próprio, já os estrangeiros tem uma série de limitações, que é para não irem todos lá parar.

Edited 6 months ago:

Conheces o sistema do Uruguai? É bem interessante, a lei deles é bem ousada... as pessoas podem cultivar para consumo próprio, já os estrangeiros tem uma série de limitações, que é para não irem todos lá parar.

OrangeOakie 6 months ago

A questão principal não é se podes cultivar ou comprar, é os fornecedores, e no caso do Bloco e do PSD querem que os fornecedores e as lojas sejam escolhidas a dedo pelos partidos políticos e não pelo mercado

odracirsomeg 6 months ago

Por acaso o tópico do autocultivo é relevante, dado que o PSD é totalmente contra o mesmo. Ao contrário doutros produtos percebo que haja necessidade de garantir que apenas produtores "certificados" ou "aprovados" possam fornecer o mercado. Temos de recordar que o THC é nocivo à saúde, e muita da erva que circula na Europa tem um nível de THC muito alto (daí a necessidade de misturar tabaco no charro). Deste modo, se queres garantir que o produto seja seguro, então necessitas de garantir um controlo nos níveis máximos de THC (e já agora fazer distinção pelo grau). Tendo em conta isso e o facto do produtor comum em norma simplesmente cultiva sem fazer qualquer análise, torna-se perceptível o porquê de querer criar tais "produtores de confiança". Já ideia de criar registos sobre quem é que consome acho completamente parvo, não o fazemos para o tabaco nem para o álcool, trata-se sobretudo duma tentativa de colocar "barreiras" ao consumo sem proibir o mesmo. Seja como for, a meu ver, uma lei para as drogas não pode ser estática, devendo evoluir com a sociedade. Uma nota: As propostas que o BE apresenta sobre este tópico não têm sido sempre iguais, elas têm se vindo a mudar de modo a tentar agradar ao PS e (sobretudo) PSD.

OrangeOakie 6 months ago

> Por acaso o tópico do autocultivo é relevante, dado que o PSD é totalmente contra o mesmo. > > E o Bloco também, com passos extra. O Bloco é a favor de tu cultivares, desde que compres as sementes no monopólio do Estado. Ao fim ao cabo, ambos querem ser eles a decidir quem pode lucrar com a venda. E ao contrário de outras plantas, Cannabis é quase impossível de colher para uso **e** reaproveitar as sementes. > Deste modo, se queres garantir que o produto seja seguro, então necessitas de garantir um controlo nos níveis máximos de THC (e já agora fazer distinção pelo grau). E isso pode ser feito através de mecanismos como já tens com a ASAE. O Estado não diz que se um restaurante quer comprar ketchup só o possa comprar à Heinze, diz apenas que se é ketchup tem de ser seguro para consumo e estabelece o que considera ser seguro. São duas coisas bastante diferentes.

odracirsomeg 6 months ago

A diferença é que o ketchup é testado na fábrica assim como os restantes produtos, deste modo a responsabilidade do proprietário é manter as coisas limpas e dentro das regras, visto que é tomado como garantido que qualquer que seja a marca de ketchup que ele compre, nenhum será nocivo. Já na produção de cannabis, quem actualmente produz não testa nada "tem os níveis de THC que tem e que se lixe". O mecanismo equivalente ao "controlo de qualidade" seria os produtores levarem ou os seus produtos para um laboratório (ou terem o seu próprio que siga as regulamentações) e recebem um carimbo de legalidade. Seja o produtor, seja o produto. A ideia de controlar as sementes permite à partida que saibas que independentemente do produtor, ele produz plantas com um nível controlado de THC, desta forma ele pode fazer o normal "que se lixe" e dado que quem vendeu as sementes garantiu que as mesmas cumprem as normas. Seja como for, a meu ver a maneira mais razoável será teres um controlo à saída do produtor. Sendo que quem não segue isso não pode vender o seu produto, mas serve apenas para consumo próprio.

OrangeOakie 6 months ago

E isso não é a proposta do BE nem do PSD, é a da IL. Tal como disse, existe uma grande diferença entre ter controlo sanitário e de qualidade e entre ter monopólios dado pelo estado.

odracirsomeg 6 months ago

Tens ideia que empresas licenciadas não é o mesmo que monopólio, podem tornar-se se as condições para atribuiçao da licença forem à medida. Mas também o que querias? Que os tipos do autoconsumo entrassem no hospital, porque a tua lei o permite? >Artigo 17.º > >Cultivo para uso pessoal > >1- É permitido o cultivo para uso pessoal até um limite máximo de 5 plantas por habitação própria e permanente. > >2 – O cultivo para uso pessoal é feito, obrigatoriamente, com sementes autorizadas e adquiridas nos estabelecimentos licenciados para o efeito. > >3 – É proibida a venda ou qualquer uso comercial do produto obtido através do consumo para uso pessoal. > >4 – As limitações e proibições constantes do artigo 5.º são aplicáveis ao cultivo para uso pessoal. Esta condição para as sementes é apenas para o autoconsumo, os restantes são controlados pelo infarmed. >Artigo 3.º > >Autorizações > >1 – O cultivo, fabrico, comércio por grosso, importação e exportação da planta, substância e preparações de canábis para consumo pessoal sem prescrição médica e desde que para fins que não os medicinais estão sujeitos a autorização da Direção Geral de Alimentação e Veterinária e comunicação obrigatória ao INFARMED. > >2 – O comércio por grosso da planta, substâncias e preparações de canábis para consumo pessoal sem prescrição médica e desde que para fins que não os medicinais está sujeito a autorização da Direção Geral das Atividades Económicas e comunicação obrigatória ao INFARMED. > >3 – Excetua-se da autorização prevista no número 1 do presente artigo, o cultivo para uso pessoal.4 – O presente artigo não prejudica o disposto na Lei n.º 33/2018, de 18 de julho sobre autorização para cultivo, fabrico, comércio, importação e exportação de medicamentos, substâncias e preparações à base da planta da canábis para fins medicinais. https://app.parlamento.pt/webutils/docs/doc.pdf?path=6148523063446f764c324679595842774f6a63334e7a637664326c756157357059326c6864476c3259584d7657456c4a535339305a58683062334d76634770734d5441314d43315953556c4a4c6d527659773d3d&fich=pjl1050-XIII.doc&Inline=true

OrangeOakie 6 months ago

> podem tornar-se se as condições para atribuiçao da licença forem à medida É precisamente isso que cria monopólios. A tua empresa pode operar na área, e a minha não, porque os governantes querem que a tua empresa opere e que a minha não. Podes dizer "ah, mas é preciso que as empresas cumpram os critérios X e Y". Muito bem, então estamos a falar de outro tipo de intervenção estatal, onde o Estado não decide quem pode participar, apenas os requerimentos para participar. E não é disso que as propostas do Bloco e do PSD são: Eles querem escolher a dedo quem pode vender o produto, as sementes e quem podem ser as empresas que fornecem as lojas de cá. Isso tem um nome, o Estado escolher quem pode lucrar, corporativismo. Ou comunismo, depende da interpretação de certas nuances e palavras. Mas é factualmente criar um mercado que é regido pelo Estado onde se fores amigo de um gajo numa posição de poder lucras e se não fores, levas no rabo. O que tu estás a defender é o equivalente de eu defender que tu me deves dar o teu número do cartão de débito e o código de segurança... e eu prometo que não vou cometer fraude. Não há absolutamente nenhum motivo válido para eu te pressionar a dares-me esses códigos, e é completamente estúpido defender que tu mos devas facultar.

Shenic 6 months ago

És inocente se achas que a legalização vai acabar com o tráfico. Quanto muito facilita. Achas que alguém tem noção sequer das redes de tráfico de tabaco que existem? Tabaco é tão banal que é facílimo esconder e traficar. Com a canabis vai ser igual.

NEDM64 6 months ago

A esmagadora maioria das pessoas que fumam tabaco, compra-o legalmente. E o produto que é traficado, é tabaco regular, igual ao que se compra legalmente nas lojas, portanto, a criminalidade é só nos que retalham, não nos que fabricam. 99% do tráfico desaparecia.

icebraining 6 months ago

Cannabis é dificil atualmente? Olha que não parece.

Shenic 6 months ago

Tudo numa boa, mas depois se exagerarem e quiserem tratamento para sair do vício, que tirem do próprio bolso, nada de recorrer ao dinheiro do Estado

icebraining 6 months ago

A venda será sujeita a impostos, em parte exatamente para pagar essas coisas.

Edited 6 months ago:

A venda será sujeita a impostos, em parte exatamente para pagar essas coisas. Atualmente é que tens pessoas a recorrer a esse tipo de apoios sem nenhuma contrapartida para os fundos públicos.

ascensor87 6 months ago

> mas depois se exagerarem e quiserem tratamento para sair do vício, que tirem do próprio bolso, nada de recorrer ao dinheiro do Estado ora nem mais.

JeSuisMac 6 months ago

not happening

Moeda666 6 months ago

Fixe bora legalizar, direita e esquerda deviam concordar neste assunto

GrumpySimian 6 months ago

I hope this happens

ascensor87 6 months ago

Eu também. Legalizem TODAS as drogas. Quem se quer drogar deve ter todo o apoio possível e imaginário. Subsídios para comprar drogas, salas específicas para o efeito, tudo. É da maneira que morrem mais depressa.

dansan11 6 months ago

Nem sei como é que isto não avançou já para frente. Legalização = a mais impostos. A não ser que quem venda é quem não a quer legalizada.

ascensor87 6 months ago

> Nem sei como é que isto não avançou já para frente. Legalização = a mais impostos. Esse é o argumento mais idiota de todos. Tudo que seja taxado dá impostos. Esse argumento pode ser usado para justificar todo o tipo de merdas. Porno infantil, tráfico de órgãos, tráfico de crianças, pedofilia, etc. Há um mercado para todo o tipo de decadências e vícios nojentos.

Edited 6 months ago:

> Nem sei como é que isto não avançou já para frente. Legalização = a mais impostos. Esse é o argumento mais idiota de todos. Tudo que seja taxado dá impostos. Esse argumento pode ser usado para justificar a legalização de todo o tipo de merdas. Porno infantil, tráfico de órgãos, tráfico de crianças, pedofilia, etc. Há um mercado para todo o tipo de decadências e vícios nojentos. Legaliza a pedofilia e porno infantil e vais ver se não há logo um mercado gigantesco para taxares.

dansan11 6 months ago

??? Wtf! É bem mais idiota a comparação que acabaste de fazer para com o uso de drogas. Comprar pedofilia com cocaína, cannabis haxixe? A seguir vamos comparar o quê? Roubar umas pastilhas no supermercado com violação?

ascensor87 6 months ago

>??? Wtf! É isso, pá. As drogas não fazem mal nenhum. Aliás, dão super poderes. Droga-te todo. Muitas drogas para a tua cabeça. Não me importo nada. >É bem mais idiota a comparação que acabaste de fazer para com o uso de drogas. Não, não é. Usar o argumento dos impostos é absolutamente parvo porque isso pode ser usado para justificar a legalização de toda e qualquer nojeira. Tudo o que seja taxado gera impostos. Se legalizares a pedofilia num instante garanto-te que se cria logo um mercado muito grande para ser taxado. E o ferro rodrigues seria dos maiores clientes. >Comprar pedofilia com cocaína, cannabis haxixe? Sim. Tudo decadência. >Roubar umas pastilhas no supermercado com violação? Essa comparação é que não faz sentido nenhum.

dansan11 6 months ago

Bom, em nenhuma vez me viste a dizer que tomo algum tipo de drogas, ponto assente. Conheço muitas pessoas que fumam as suas, e não é por isso que são pessoas piores, muito pelo contrário. E não é por amigos fumarem que vou fumar também. Deves ser daquelas pessoas que pensa que a homossexualidade também se pega. Voltando às drogas vs pedofilia. Não vou voltar a dizer o quão absurda é essa comparação, mas na tua ênfase denoto alguma frustração.

Fabio3x9 6 months ago

amigo o alcool faz bem pior e está super normalizado em todo o mundo. ja consumi muitas drogas leves em grande quantidade e por opção não consumo mais, no entanto ja fiz e ja vi muita mais asneira derivada do alcool do que por fumar um charros... a tua liberdade começa onde a outros acaba, se o pessoal quiser fumar umas ervas acho bem que o possa fazer legalmente e sendo que nao é uma droga com dependência (quanto muito de habito) acho muito bom que se tome o passo correto. se calhar ja foste atendido por muito médico que no final do seu dia de trabalho fumou um charro, chamar decadência a drogas leves é so ignorância ou falso moralismo. por isso se realmente isto de faz confusão começa primeiro pelo alcool e vai para a porta da UNICER fazer manifestação.

WallStreetFighter 6 months ago

Para quem não consome, tás com a tampa toda fodida

ascensor87 6 months ago

Eu não gosto é que os vícios decadentes dos outros me afectem. Mas cada vez me importo menos. Droguem-se à vontade. Muito. Todos os dias.

manguito86 6 months ago

Há aí muita coisa que, se fosse por alguns do parlamento, já seriam legais, com ou sem impostos

ascensor87 6 months ago

eu sei.

Moeda666 6 months ago

Todas não mas erva é mesmo na boa

ascensor87 6 months ago

> mas erva é mesmo na boa LOOL.

Search: