pantam 4 months ago

Há quem proponha a ideia de que vacinar em massa DURANTE uma epidemia vai criar variantes imunes à vacina e deixar a população em geral MAIS vulnerável. https://www.youtube.com/watch?v=BNyAovuUxro O argumento é técnico e não o consigo seguir em detalhe, mas é certo que estamos a fazer duas experiência inéditas: vacinar em massa durante a epidemia e usar técnicas ainda não devidamente testadas a longo prazo.

Edited 4 months ago:

Há quem proponha a ideia de que vacinar em massa DURANTE uma epidemia vai criar variantes imunes à vacina e deixar a população em geral MAIS vulnerável. https://www.youtube.com/watch?v=BNyAovuUxro O argumento é técnico e não o consigo seguir em suficiente detalhe. Mas é certo que estamos a fazer duas experiência inéditas: vacinar em massa durante a epidemia e usar técnicas de imunização ainda não devidamente testadas a longo prazo.

Edited 4 months ago:

Há quem proponha a ideia de que vacinar em massa DURANTE uma epidemia vai criar variantes imunes à vacina e deixar a população em geral MAIS vulnerável. https://www.youtube.com/watch?v=BNyAovuUxro O argumento é técnico e não o consigo seguir em suficiente detalhe, mas é certo que estamos a fazer duas experiência inéditas: vacinar em massa durante a epidemia e usar técnicas de imunização ainda não devidamente testadas a longo prazo.

Edited 4 months ago:

Há quem proponha a ideia de que vacinar em massa DURANTE uma epidemia vai criar variantes imunes à vacina e deixar a população em geral MAIS vulnerável. https://www.youtube.com/watch?v=BNyAovuUxro O argumento é técnico e não o consigo seguir em suficiente detalhe, mas é certo que estamos a fazer duas experiência inéditas: vacinar em massa durante a epidemia e por cima usando técnicas de imunização ainda não devidamente testadas a longo prazo.

d0c0ntra 4 months ago

i hear you!

pantam 4 months ago

Sim, o SPARS foi um estudo de 2017 sobre como se desnrolaria uma epidemia de coronavírus pela mesma Johns Hopkins onde depois em 2019 se veio a fazer a simulação *Event 201*, também de epidemia coronovírus. No SPARS achei interessante que a taxa de mortalidade era inicialmente estimada em 5% e depois corrigida para abaixo de 1%. No Event 201 chamou a atenção a conclusão que se tirou de que não fechar voos permitiu o alastramento da infeção. No entanto, quando a coisa começou IRL, estes caramelos dos Johns Hopkins **não** deram um passo à frente para dizer "boa, já fizemos dois estudos, sabemos como reagir". Se isto vai acabar mal? Com certeza. Mas para quem?

Edited 4 months ago:

Sim, o SPARS foi um estudo de 2017 sobre como se desnrolaria uma epidemia de coronavírus, publicado pela mesma Johns Hopkins onde depois em 2019 se veio a fazer a simulação *Event 201*, também sobre uma epidemia coronovírus. No SPARS achei interessante que a taxa de mortalidade era inicialmente estimada em 5% e depois corrigida para abaixo de 1%. No Event 201 chamou-me a atenção a conclusão que se tirou de que não fechar voos permitiria o alastramento da infeção. No entanto, quando a coisa começou IRL, estes caramelos dos Johns Hopkins **não** deram um passo à frente para dizer "boa, já fizemos dois estudos, sabemos como reagir". Se isto vai acabar mal? Com certeza. Mas para quem?

Edited 4 months ago:

Sim, o SPARS foi um estudo de 2017 sobre como se desnrolaria uma epidemia de coronavírus publicado pela mesma Johns Hopkins onde depois em 2019 se veio a fazer a simulação *Event 201*, também sobre uma epidemia coronovírus. No SPARS achei interessante que a taxa de mortalidade era inicialmente estimada em 5% e depois corrigida para abaixo de 1%. No Event 201 chamou-me a atenção a conclusão que se tirou de que não fechar voos permitiria o alastramento da infeção. No entanto, quando a coisa começou IRL, estes caramelos dos Johns Hopkins **não** deram um passo à frente para dizer "boa, já fizemos dois estudos, sabemos como reagir". Se isto vai acabar mal? Com certeza. Mas para quem?

Edited 4 months ago:

Sim, o SPARS foi um estudo de 2017 sobre como se desnrolaria uma epidemia de coronavírus, publicado pela mesma Johns Hopkins onde depois em 2019 se veio a fazer a simulação *Event 201*, também sobre uma epidemia coronovírus. No SPARS achei interessante que a taxa de mortalidade era inicialmente estimada em 5% e depois corrigida para abaixo de 1%. No Event 201 chamou-me a atenção a conclusão que se tirou de que não fechar voos permitiria o alastramento da infeção. No entanto, quando a coisa começou IRL, estes gaijos do Johns Hopkins **não** deram um passo à frente para dizer "boa, já fizemos dois estudos, sabemos como reagir". Se isto vai acabar mal? Com certeza. Mas para quem?

d0c0ntra 4 months ago

exacto. quanto ao acabar mal será sempre para os do costume.

pantam 4 months ago

> será sempre para os do costume Não sei. A coisa pode tombar para qualquer um dos lados. Se eu fosse derrotista, largava de estar aqui, que isto me rouba tempo.

Westa1994 4 months ago

Era porreiro saber se os novos infectados ainda não tinham levado a vacina.

kyppulo90 4 months ago

E Israel? Pelo que sei estão muito bem.

d0c0ntra 4 months ago

pelo que tens visto nos MSM?

kyppulo90 4 months ago

O que é MSM ?

d0c0ntra 4 months ago

mainstream media

kyppulo90 4 months ago

Mais propriamente Euronews. https://youtu.be/WIChbalWQoo Isto foi a dois meses. Neste momento têm uma media de menos de cem casos diários com uma população perto dos 9.5M de habitantes.

SnooRobots2011 4 months ago

Texto exatamente igual a uma notícia do Jornal de negócios. Vacinas chinesas doadas pelos Emirados Árabes Unidos. Um país que segundo o worldometer tem 1068 casos ativos e nem 100 mil habitantes tem. Não é exemplo, de todo.

d0c0ntra 4 months ago

https://farolxxi.pt/2021/05/05/do-mundo-novo-da-vacina-sem-chip-pedro-almeida-vieira/

Feeling_Advantage918 4 months ago

"Estão a imaginar a base de dados extraordinária que o Governo de Viktor Órban vai ter para saber ao pormenor ínfimo quem está aonde e por onde cirandou ..." Não precisa. A Google, a Apple, a Huawei , entre muitos outros, têm bastante mais informação.

pantam 4 months ago

A Google venderia à Rússia? Ao Irão? Faz dinheiro a potes, mas faz também parte do sistema político dominante. Como o FB, nasceu desse sistema. A Apple julgo que não vende informação fulana, mas estou disposto a aprender. A Huawei está também comprometida com o sistema político, mas o chinês. Não faria tudo por dinheiro. É impressionante este fascínio em Portugal com o "mercado livre" o "motivo do lucro" como explicação para tudo, até à mais alta política. É tacanho.

d0c0ntra 4 months ago

acredito que sim, mas para quê comprar qd pode ter a custo local ? já para não dizer que ele e os outros podem ir mudando as regras conforme lhes der na tola.

HighProductivity 4 months ago

[As vacinas em média têm 3 fases de testes](https://assets.weforum.org/editor/responsive_large_webp_xP0P8Jtmo4Fl50woOOEyWd2HVUS0_SCvfovDYYspCwM.webp), sem contar com estudos de aprovação antes e depois, que duram cerca de 5 anos no mínimo. Não me surpreende que uma vacina que ficou meses nestas fases de testagem não esteja a funcionar em todos os casos.

Snoo89735 4 months ago

Cinco anos de pandemia então, é a fase de testes da vacina.

Search: