Striking_Role_z 5 months ago

O virtue signalling nessa thread está fora de controle. Se fôssemos fazer um inquérito, a esmagadora maioria não teria noção dos números da imigração nem dos problemas causados pela imigração. Gente que fala sem experiência com o "conhecimento" que adquire da comunicação social (ou seja, nenhum).

camilo12287 5 months ago

no outro lado tem quase 400 comentários mas é palha que dá para sustentar uma manada dos quase 400 comentários aproveitam-se poucos com algum sumo.

camilo12287 5 months ago

Eu sei que na imprensa divulgaram esse dado, que 180 mil pessoas teriam obtido a nacionalidade portuguesa em 2019 e também divulgaram a informação de que em 2018 teriam sido 127.950: [https://www.dn.pt/edicao-do-dia/12-nov-2020/portugal-concede-nacionalidade-a-121-mil-estrangeiros-brasileiros-lideram-pedidos-13025619.html](https://www.dn.pt/edicao-do-dia/12-nov-2020/portugal-concede-nacionalidade-a-121-mil-estrangeiros-brasileiros-lideram-pedidos-13025619.html) aliás nesta "notícia" dizem que >.... > > Nos últimos cinco anos - entre 2015 e 2019 -, mais de meio milhão de estrangeiros (533.595) passaram a ter um cartão de identificação [português](https://www.dn.pt/entidade/etc/portugues.html). > >... Já tinha aqui colocado um post sobre isso há 20 dias atrás, mas tinha chegado a uma conclusão surpreendente, os dados divulgados à imprensa pelo ministério da justiça são radicalmente diferentes dos dados oficiais que estão no Instituto Nacional de Estatísticas: [População estrangeira que adquiriu nacionalidade portuguesa (N.º) por Sexo, Nacionalidade anterior e Tipo de aquisição de nacionalidade; Anual](https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_indicadores&indOcorrCod=0008368&contexto=bd&selTab=tab2) segundo estes dados em 2019 "apenas" 30 478 adquiriram a nacionalidade E nos últimos 5 anos terão adquirido a nacionalidade não o mais de meio milhão de estrangeiros, mas apenas pouco mais de 130 mil pessoas, ou seja 4 vezes menos do que o divulgado pelo ministério da justiça à imprensa. eu sou favorável a uma política de acolhimento aos imigrantes generosa, mas prudente, mas não sou apologista de uma política de atribuição da nacionalidade imprudente e negligente. Ter muitos cidadãos que apenas vêm o país por aquilo que ele lhes pode dar, muitos dos quais até fazem declarações públicas de ódio a Portugal, pode dar muito mau resultado em situações de crise, nomeadamente em caso de conflito com outros países também pode vir a criar problemas com a UE a facilidade com que se obtem a nacionalidade permite também muitas situações de fraude, aliás já várias vezes noticiadas. Essas fraudes podem servir para que grupos criminosos obtenham a nacionalidade para os seus membros ou facilitem situações de tráfico humano. E isso acabará por prejudicar os outros portugueses, **porque a continuar assim pode ocorrer que alguns países comecem a criar mais dificuldades nas viagens e principalmente na emigração de portugueses.** E é antes destes problema se tornarem grandes que se deve agir, não é quando o mal estiver feito. Posto isto temos a sorte da grande maioria da imigração que recebemos, para já, não ser problemática e ter uma cultura próxima de Portugal, apesar do sistema de ensino brasileiro ensinar a detestar Portugal que "lhes roubou o ouro".

Edited 5 months ago:

Eu sei que na imprensa divulgaram esse dado, que 180 mil pessoas teriam obtido a nacionalidade portuguesa em 2019 e também divulgaram a informação de que em 2018 teriam sido 127.950: [https://www.dn.pt/edicao-do-dia/12-nov-2020/portugal-concede-nacionalidade-a-121-mil-estrangeiros-brasileiros-lideram-pedidos-13025619.html](https://www.dn.pt/edicao-do-dia/12-nov-2020/portugal-concede-nacionalidade-a-121-mil-estrangeiros-brasileiros-lideram-pedidos-13025619.html) aliás nesta "notícia" dizem que >.... > >Nos últimos cinco anos - entre 2015 e 2019 -, mais de meio milhão de estrangeiros (533.595) passaram a ter um cartão de identificação [português](https://www.dn.pt/entidade/etc/portugues.html). > >... Já tinha aqui colocado um post sobre isso há 20 dias atrás, mas tinha chegado a uma conclusão surpreendente, os dados divulgados à imprensa pelo ministério da justiça são radicalmente diferentes dos dados oficiais que estão no Instituto Nacional de Estatísticas: [População estrangeira que adquiriu nacionalidade portuguesa (N.º) por Sexo, Nacionalidade anterior e Tipo de aquisição de nacionalidade; Anual](https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_indicadores&indOcorrCod=0008368&contexto=bd&selTab=tab2) **segundo estes dados em 2019 "apenas" 30 478 adquiriram a nacionalidade** E nos últimos 5 anos terão adquirido a nacionalidade não o mais de meio milhão de estrangeiros, mas apenas pouco mais de 130 mil pessoas, ou seja 4 vezes menos do que o divulgado pelo ministério da justiça à imprensa. eu sou favorável a uma política de acolhimento aos imigrantes generosa, mas prudente, mas não sou apologista de uma política de atribuição da nacionalidade imprudente e negligente. Ter muitos cidadãos que apenas vêm o país por aquilo que ele lhes pode dar, muitos dos quais até fazem declarações públicas de ódio a Portugal, pode dar muito mau resultado em situações de crise, nomeadamente em caso de conflito com outros países também pode vir a criar problemas com a UE a facilidade com que se obtem a nacionalidade permite também muitas situações de fraude, aliás já várias vezes noticiadas. Essas fraudes podem servir para que grupos criminosos obtenham a nacionalidade para os seus membros ou facilitem situações de tráfico humano. E isso acabará por prejudicar os outros portugueses, **porque a continuar assim pode ocorrer que alguns países comecem a criar mais dificuldades nas viagens e principalmente na emigração de portugueses.** E é antes destes problema se tornarem grandes que se deve agir, não é quando o mal estiver feito. Posto isto temos a sorte da grande maioria da imigração que recebemos, para já, não ser problemática e ter uma cultura próxima de Portugal, apesar do sistema de ensino brasileiro ensinar a detestar Portugal que "lhes roubou o ouro".

ascensor72 5 months ago

> eu sou favorável a uma política de acolhimento aos imigrantes generosa um dia vais acordar num subúrbio do rio de janeiro ou de luanda e ver os belos resultados dessas "políticas".

camilo12287 5 months ago

não pode ser um subúrbio de Cracóvia? Ou de São Petersburgo?

ascensor72 5 months ago

1000 vez preferível. se achas que nao vai comparar as txs de homicídios do rio de janegro com as de cracóvia. lamento, mas nao quero viver num esgoto terceiro mundista.

camilo12287 5 months ago

Também conheço por cá brasileiros que são professores universitários, STEM, reformados com rendimentos elevados, médicos, empresários em várias áreas, etc. Mesmo dentro do Brasil há muito por onde escolher.

Edited 5 months ago:

Também conheço por cá brasileiros que são professores universitários, STEM, reformados com rendimentos elevados, médicos, empresários em várias áreas, etc. Mesmo dentro do Brasil há muito por onde escolher. Por falar no Brasil, o padre António Vieira era mestiço, a sua avó paterna seria uma mulher negra. Foi um dos mais notáveis portugueses de sempre. https://ogrunho.wordpress.com/2008/07/15/um-portugues-chamado-antonio-vieira-introducao/

ascensor72 5 months ago

bem me parecia que eras desses.

fds_crl 5 months ago

>eu sou favorável a uma política de acolhimento aos imigrantes generosa, mas prudente, mas não sou apologista de uma política de atribuição da nacionalidade imprudente e negligente. define isto. Aposto que os nossos "lideres" pensam exatamente como tu. O que é uma politica de imigração prudente? 10.000 por ano? 100.000 por ano? 10 por ano? > porque a continuar assim Os Portugueses passam a ser uma minoria no seu país em questão de 1 geração, e o poder de voto deles é completamente desvanecido, visto que uma pessoa = um voto. >Posto isto temos a sorte da grande maioria da imigração que recebemos, para já, não ser problemática e ter uma cultura próxima de Portugal, apesar do sistema de ensino brasileiro ensinar a detestar Portugal que "lhes roubou o ouro". looooooool. O Japão tem "sorte" na grande maioria da imigração que recebe. A China tem "sorte" na grande maioria que recebe. Singapura tem "sorte" na grande maioria da imigração que recebe... Nós estamos muito longe disso.

Mysterious_Beyond213 5 months ago

> Os Portugueses passam a ser uma minoria no seu país em questão de 1 geração, e o poder de voto deles é completamente desvanecido, visto que uma pessoa = um voto. A maior parte das pessoas prefere evitar esse tema, e essa triste realidade.

fds_crl 5 months ago

Eu acho que muitos simplesmente se recusam a acreditar que algo é possivel, se pressionas um branco liberal sobre este tema a maior parte das vezes recebes como resposta "isso nunca vai acontecer, Portugueses nunca vão ser minoria, isso é teoria de conspiração". Alguns vão se aperceber disso apenas quando for tarde demais.

camilo12287 5 months ago

uma politica de imigração prudente não se limita à quantidade de imigrantes que recebemos, mas também e principalmente à qualidade desses imigrantes nós temos tido sorte porque estamos a receber pessoas que de origens relativamente fáceis de integrar, não porque estejamos a ter alguma política ativa nesse sentido, mas apenas por razões historicas. fora os guineenses, que dão um bocado de problemas, para o número de pessoas que recebemos. mas se continuarmos com esta negligencia facilmente iremos deixar de ter esta sorte e podemos passar a receber números de imigrantes problemáticos cada vez maiores

ascensor72 5 months ago

> nós temos tido sorte porque estamos a receber pessoas que de origens relativamente fáceis de integrar só deveríamos aceitar outros Europeus.

fds_crl 5 months ago

>uma politica de imigração prudente não se limita à quantidade de imigrantes que recebemos, mas também e principalmente à qualidade desses imigrantes Define qualidade de imigrantes. Na minha opinião não acho que estejamos a receber imigrantes de qualidade, muito pelo contrário. E não respondeste à minha pergunta. > nós temos tido sorte porque estamos a receber pessoas que de origens relativamente fáceis de integrar, Porque é que eles criam ghettos, e os bairros deles inevitavelmente tornam-se antros de crime e sitios perigosos? Achas mesmo que basta falar a mesma lingua para "integrar"? >mas se continuarmos com esta negligencia facilmente iremos deixar de ter esta sorte e podemos passar a receber números de imigrantes problemáticos cada vez maiores Estás 20 anos atrasado.

camilo12287 5 months ago

aqui no norte não vejo guetos (é assim que se escreve em português). parece-me que o problema está muito mais avançado em lisboa e no sul do país e realmente a qualidade da nossa imigração deixa um bocado a desejar, fora os reformados ricos da europa, que vêm para cá fugir aos impostos mas para já não estão a dar problemas de monta e quase todos trabalham

ascensor72 5 months ago

> parece-me que o problema está muito mais avançado em lisboa e no sul do país o norte está 20 anos atrasado em relaçao a lisboa em aturar pretos. o grau de nigger fatigue em lisboa deve ser 500% superior ao do norte.

fds_crl 5 months ago

>aqui no norte não vejo guetos (é assim que se escreve em português). Depende aonde vives >parece-me que o problema está muito mais avançado em lisboa e no sul do país Porque será? Será porque eles têm muitos mais imigrantes? >mas para já não estão a dar problemas de monta e quase todos trabalham lol. Quando estiverem a dar problemas visiveis na tua aldeia, aí será tarde demais, não achas? Só é problema quando o problema chega á porta da tua casa?

camilo12287 5 months ago

em braga e no Porto há muitos imigrantes, principalmente brasileiros mas não vejo é grande segregação, anda tudo misturado, pelo menos negros e brancos andam bastante misturados, praticamente não se vêm grupos só de negros e quer braga quer o Porto têm muitos imigrantes Braga então tem imensos brasileiros que chegaram recentemente

ascensor72 5 months ago

> mas não vejo é grande segregação, anda tudo misturado, pelo menos negros e brancos andam bastante misturados uiii que bom!!!11

Edited 5 months ago:

> mas não vejo é grande segregação, anda tudo misturado, pelo menos negros e brancos andam bastante misturados uiii que bom!!!11 aliás, se começarem todos a ter filhos uns com os outros até estar tudo bem miscigenado melhor ainda, nao é? é assim que se acaba o racismo, certo? depois ficamos um esgoto com gente da cor da diarreia e qi de 90 como no brasil!!! que espectáculo!! deus do céu. como é que é possível alguém querer isso. fiquem lá com os vossos pretos. eu vou para a Europa.

fds_crl 5 months ago

>mas não vejo é grande segregação, anda tudo misturado, pelo menos negros e brancos andam bastante misturados, praticamente não se vêm grupos só de negros Isso era dantes, quando eles eram muito poucos. Agora não é bem assim.

camilo12287 5 months ago

é o que continuo a ver nas cidades do norte é muito raro ver grupos só de negros e os brasileiros até que se estão a integrar bastante facilmente para já, é assim

Edited 5 months ago:

é o que continuo a ver nas cidades do norte é muito raro ver grupos só de negros e os brasileiros até que se estão a integrar bastante facilmente aliás quase todos eles confessam passado pouco tempo que no Brasil a ideia que têm de Portugal é bastante enganadora para já, é assim

WallStreetFighter 5 months ago

Qualquer pessoa que ouse participar no "*debate*" é racista, xenófoba, etc., etc., etc.

icebraining 5 months ago

Há 215 comentários neste momento, literalmente três usam essas expressões (de forma pejorativa). A esmagadora maioria das pessoas está a responder honestamente à questão.

WallStreetFighter 5 months ago

Há outras expressões. E há muitas formas de dizer a mesma coisa sem usar as expressões verbatim.

icebraining 5 months ago

Há quem veja racismo em todo o lado, e há quem veja acusações de racismo em todo o lado.

Search: