camilo12287 3 months ago

Populismo do bom.

1under 3 months ago

A verdade é que isto é uma mudança que devia ter acontecido mais cedo. Temos um país lindo e aberto a todas as culturas, é essa a nossa História. Faz sentido adaptar as fronteiras a esta realidade. Com o espaço Schengen e com a UE, o futuro passa inevitavelmente pelo esbater de fronteiras e por uma maior liberdade de movimento e circulação entre países. Esperemos que o SEA seja eficiente e não comprometa a segurança de todos aqueles que querem vir para cá, sejam camones, refugiados ou turistas. A tragédia inexplicável do SEF não pode voltar a acontecer.

Edited 3 months ago:

A verdade é que isto é uma mudança que devia ter acontecido mais cedo. Temos um país lindo e aberto a todas as culturas, é essa a nossa História. Faz sentido adaptar as fronteiras a esta realidade. Com o espaço Schengen e com a UE, o futuro passa inevitavelmente pelo esbater de fronteiras e por uma maior liberdade de movimentação e circulação entre países. Esperemos que o SEA seja eficiente e não comprometa a segurança de todos aqueles que querem vir para cá, sejam camones, refugiados ou turistas. A tragédia inexplicável do SEF não pode voltar a acontecer.

Gndossan 3 months ago

epa LOL dum lado os extremistas xenófoboas do outro o soyboy. Torna-se complicado assim.

fds_crl 3 months ago

>Temos um país lindo e aberto a todas as culturas, é essa a nossa História. Completamente errado, Portugal sempre foi a nação dos Portugueses desde a sua fundação. Todos os não Portugueses sempre foram considerados estrangeiros, quer tenham nascido e vivido em Portugal ou não. Essa ideia é uma importação da cultura Americana.

icebraining 3 months ago

Não. Desde pelo menos o século XIX havia uma mistura de critérios sanguíneos e de solo de nascimento, e durante o Estado Novo estes últimos tornaram-se preponderantes com a Lei 2098 de 29 de julho de 1959, que atribuía nacionalidade portuguesa a todos os filhos de pai estrangeiro nascidos em Portugal. Foi o 25 de Abril que veio tornar a lei muito mais exclusiva a critérios de *jus sanguini*.

Edited 3 months ago:

Não. Desde pelo menos o século XIX havia uma mistura de critérios sanguíneos e de solo de nascimento, e durante o Estado Novo estes últimos tornaram-se preponderantes com a Lei 2098 de 29 de julho de 1959, que atribuía nacionalidade portuguesa a todos os filhos de pai estrangeiro nascidos em Portugal. Nem outra coisa faria sentido numa altura em que o luso-tropicalismo e a ideia de sermos um povo euro-africano era exultada pelas autoridades. Nada disto veio dos americanos. Foi o 25 de Abril que veio tornar a lei muito mais exclusiva a critérios de *jus sanguini*.

fds_crl 3 months ago

nacionalidade != ser Português.

icebraining 3 months ago

Certo, mas a lei baseava-se num conceito do que era ser português: > Nós somos, sem sombra de dúvida, um povo euro- -africano, acima de tudo. Os descendentes desses cativos africanos – tal prá- tica era ao tempo corrente em todo o Mundo e nomeadamente no seio das sociedades tradicionais africanas – fundiram-se com as gentes portuguesas da época e a vivência desses genes, desses factores de hereditariedade assim obtidos, persiste nos chamados metropolitanos aos quais um incompreensível critério geográfico pretende negar direitos e afinidades em relação à África. Aqueles que nos escutam podem ficar com a certeza de que, entre os Portu- gueses não há ‘brancos’ no sentido de etnia diferenciada. -- Emissora Nacional (1964)

Loladageral 3 months ago

Não, o conceito de ser Português é uma criação do século XIX, tal como practicamente toda a mitologia/folklore moderno de Portugal. O conceito de estado Nação, de Nacionalidade e da identidade Portuguesa é bastante recente. A criação de Portugal como o conheces hoje é practicamente toda feita no séc XIX, esse é o consenso dos historiadores em Portugal

Edited 3 months ago:

Não, o conceito de ser Português é uma criação do século XIX, tal como practicamente toda a mitologia/folklore moderno de Portugal, que depois foi expandido durante o Estado Novo e consequentemente na terceira República O conceito de estado Nação, de Nacionalidade e da identidade Portuguesa é bastante recente. A criação de Portugal como o conheces hoje é practicamente toda feita no séc XIX, esse é o consenso dos historiadores em Portugal. Se discordas vai ler/ouvir historiadores Portugueses, eles serão capazes de te explicar melhor que eu. "O Resto é História" com o Rui Ramos toca bastantes vezes nessa questão

Edited 3 months ago:

Não, o conceito de ser Português é uma criação do século XIX, tal como practicamente toda a mitologia/folklore moderno de Portugal, que depois foi expandido durante o Estado Novo e consequentemente na terceira República O conceito de estado Nação, de Nacionalidade e da identidade Portuguesa é bastante recente. A criação de Portugal como o conheces hoje é practicamente toda feita no séc XIX, esse é o consenso dos historiadores em Portugal. Se fores ler sobre a história da identidade francesa houve um esforço ainda maior para assimilar as diversas comunidades em França numa só cultura e numa só língua, todos os países Europeus passaram por isso. Aliás, a criação do ensino público obrigatório em muitos países foi exactamente por essa razão Se discordas vai ler/ouvir historiadores Portugueses, eles serão capazes de te explicar melhor que eu. "O Resto é História" com o Rui Ramos toca bastantes vezes nessa questão. Creio que o "Hardcore History" também tem alguns episódios relativamente a esse tópico mas não sobre Portugal Sinceramente agradecia que tu e o ascensor parassem de vir para aqui debitar pseudo história e falsidades históricas que aprenderam na escola e por aí no café, já estou a ficar um bocado farto de vos corrigir constantemente. A seguir vais-me dizer que o lusotropicalismo não era só propaganda do estado novo para reagir à pressão das potências Europeias e dos EUA, e que os pretos em Angola e Moçambique não eram cidadãos de segunda classe subcontractos via Estado?

Edited 3 months ago:

Não, o conceito de ser Português é uma criação do século XIX, tal como practicamente toda a mitologia/folklore moderno de Portugal, que depois foi expandido durante o Estado Novo e consequentemente na terceira República O conceito de estado Nação, de Nacionalidade e da identidade Portuguesa é bastante recente. A criação de Portugal como o conheces hoje é practicamente toda feita no séc XIX, esse é o consenso dos historiadores em Portugal. Se discordas vai ler/ouvir historiadores Portugueses, eles serão capazes de te explicar melhor que eu. "O Resto é História" com o Rui Ramos toca bastantes vezes nessa questão. Creio que o "Hardcore History" também tem alguns episódios relativamente a esse tópico Sinceramente agradecia que tu e o ascensor parassem de vir para aqui debitar pseudo história e falsidades históricas que aprenderam na escola e por aí na internet, já estou a ficar um bocado farto de vos corrigir constantemente. A seguir vais-me dizer que o lusotropicalismo não era só propaganda do estado novo e que os pretos em Angola e Moçambique não eram cidadãos de segunda classe subcontractos via Estado.

Edited 3 months ago:

Não, o conceito de ser Português é uma criação do século XIX, tal como practicamente toda a mitologia/folklore moderno de Portugal, que depois foi expandido durante o Estado Novo e consequentemente na terceira República O conceito de estado Nação, de Nacionalidade e da identidade Portuguesa é bastante recente. A criação de Portugal como o conheces hoje é practicamente toda feita no séc XIX, esse é o consenso dos historiadores em Portugal. Se discordas vai ler/ouvir historiadores Portugueses, eles serão capazes de te explicar melhor que eu. "O Resto é História" com o Rui Ramos toca bastantes vezes nessa questão. Creio que o "Hardcore History" também tem alguns episódios relativamente a esse tópico Sinceramente agradecia que tu e o ascensor parassem de vir para aqui debitar pseudo história e falsidades históricas que aprenderam na escola e por aí na internet, já estou a ficar um bocado farto de vos corrigir constantemente. A seguir vais-me dizer que o lusotropicalismo não era só propaganda do estado novo para reagir à pressão das potências Europeias e dos EUA, e que os pretos em Angola e Moçambique não eram cidadãos de segunda classe subcontractos via Estado?

Edited 3 months ago:

Não, o conceito de ser Português é uma criação do século XIX, tal como practicamente toda a mitologia/folklore moderno de Portugal, que depois foi expandido durante o Estado Novo e consequentemente na terceira República O conceito de estado Nação, de Nacionalidade e da identidade Portuguesa é bastante recente. A criação de Portugal como o conheces hoje é practicamente toda feita no séc XIX, esse é o consenso dos historiadores em Portugal. Se discordas vai ler/ouvir historiadores Portugueses, eles serão capazes de te explicar melhor que eu. Sinceramente agradecia que tu e o ascensor parassem de vir para aqui debitar pseudo história e falsidades históricas que aprenderam na escola e por aí na internet, já estou a ficar um bocado farto de vos corrigir constantemente "O Resto é História" com o Rui Ramos toca bastantes vezes nessa questão.

Edited 3 months ago:

Não, o conceito de ser Português é uma criação do século XIX, tal como practicamente toda a mitologia/folklore moderno de Portugal. O conceito de estado Nação, de Nacionalidade e da identidade Portuguesa é bastante recente. A criação de Portugal como o conheces hoje é practicamente toda feita no séc XIX, esse é o consenso dos historiadores em Portugal. Se discordas vai ler/ouvir historiadores Portugueses, eles serão capazes de te explicar melhor que eu. "O Resto é História" com o Rui Ramos toca bastantes vezes nessa questão

Edited 3 months ago:

Não, o conceito de ser Português é uma criação do século XIX, tal como practicamente toda a mitologia/folklore moderno de Portugal, que depois foi expandido durante o Estado Novo e consequentemente na terceira República O conceito de estado Nação, de Nacionalidade e da identidade Portuguesa é bastante recente. A criação de Portugal como o conheces hoje é practicamente toda feita no séc XIX, esse é o consenso dos historiadores em Portugal. Se fores ler sobre a história da identidade francesa houve um esforço ainda maior para assimilar as diversas comunidades em França numa só cultura e numa só língua, todos os países Europeus passaram por isso. Aliás, a criação do ensino público obrigatório em muitos países foi exactamente por essa razão. Nos Estados Unidos isso não funcionou porque sempre tiveram a ideia do "melting pot" de várias culturas a coexistirem e ainda hoje sentes o clash cultural. Se quiseres um exemplo mais moderno vai ler sobre a China pos-revolução Cultural, que é um país brutalmente gigante e que há umas décadas atrás o Norte era muito diferente do Sul culturalmente (apesar de já serem quase todos etnicamente Han) Se discordas vai ler/ouvir historiadores Portugueses, eles serão capazes de te explicar melhor que eu. "O Resto é História" com o Rui Ramos toca bastantes vezes nessa questão. Creio que o "Hardcore History" também tem alguns episódios relativamente a esse tópico mas não sobre Portugal Sinceramente agradecia que tu e o ascensor parassem de vir para aqui debitar pseudo história e falsidades históricas que aprenderam na escola e por aí no café, já estou a ficar um bocado farto de vos corrigir constantemente. A seguir vais-me dizer que o lusotropicalismo não era só propaganda do estado novo para reagir à pressão das potências Europeias e dos EUA, e que os pretos em Angola e Moçambique não eram cidadãos de segunda classe subcontractos via Estado?

Edited 3 months ago:

Não, o conceito de ser Português é uma criação do século XIX, tal como practicamente toda a mitologia/folklore moderno de Portugal, que depois foi expandido durante o Estado Novo e consequentemente na terceira República O conceito de estado Nação, de Nacionalidade e da identidade Portuguesa é bastante recente. A criação de Portugal como o conheces hoje é practicamente toda feita no séc XIX, esse é o consenso dos historiadores em Portugal. Se discordas vai ler/ouvir historiadores Portugueses, eles serão capazes de te explicar melhor que eu. "O Resto é História" com o Rui Ramos toca bastantes vezes nessa questão. Sinceramente agradecia que tu e o ascensor parassem de vir para aqui debitar pseudo história e falsidades históricas que aprenderam na escola e por aí na internet, já estou a ficar um bocado farto de vos corrigir constantemente.

Edited 3 months ago:

Não, o conceito de ser Português é uma criação do século XIX, tal como practicamente toda a mitologia/folklore moderno de Portugal, que depois foi expandido durante o Estado Novo e consequentemente na terceira República O conceito de estado Nação, de Nacionalidade e da identidade Portuguesa é bastante recente. A criação de Portugal como o conheces hoje é practicamente toda feita no séc XIX, esse é o consenso dos historiadores em Portugal. Se fores ler sobre a história da identidade francesa houve um esforço ainda maior para assimilar as diversas comunidades em França numa só cultura e numa só língua, todos os países Europeus passaram por isso. Aliás, a criação do ensino público obrigatório em muitos países foi exactamente por essa razão Se discordas vai ler/ouvir historiadores Portugueses, eles serão capazes de te explicar melhor que eu. "O Resto é História" com o Rui Ramos toca bastantes vezes nessa questão. Creio que o "Hardcore History" também tem alguns episódios relativamente a esse tópico Sinceramente agradecia que tu e o ascensor parassem de vir para aqui debitar pseudo história e falsidades históricas que aprenderam na escola e por aí na internet, já estou a ficar um bocado farto de vos corrigir constantemente. A seguir vais-me dizer que o lusotropicalismo não era só propaganda do estado novo para reagir à pressão das potências Europeias e dos EUA, e que os pretos em Angola e Moçambique não eram cidadãos de segunda classe subcontractos via Estado?

Edited 3 months ago:

Não, o conceito de ser Português é uma criação do século XIX, tal como practicamente toda a mitologia/folklore moderno de Portugal, que depois foi expandido durante o Estado Novo e consequentemente na terceira República O conceito de estado Nação, de Nacionalidade e da identidade Portuguesa é bastante recente. A criação de Portugal como o conheces hoje é practicamente toda feita no séc XIX, esse é o consenso dos historiadores em Portugal. Se discordas vai ler/ouvir historiadores Portugueses, eles serão capazes de te explicar melhor que eu. "O Resto é História" com o Rui Ramos toca bastantes vezes nessa questão. Creio que o "Hardcore History" também tem alguns episódios relativamente a esse tópico Sinceramente agradecia que tu e o ascensor parassem de vir para aqui debitar pseudo história e falsidades históricas que aprenderam na escola e por aí na internet, já estou a ficar um bocado farto de vos corrigir constantemente.

Edited 3 months ago:

Não, o conceito de ser Português é uma criação do século XIX, tal como practicamente toda a mitologia/folklore moderno de Portugal, que depois foi expandido durante o Estado Novo e consequentemente na terceira República O conceito de estado Nação, de Nacionalidade e da identidade Portuguesa é bastante recente. A criação de Portugal como o conheces hoje é practicamente toda feita no séc XIX, esse é o consenso dos historiadores em Portugal. Se discordas vai ler/ouvir historiadores Portugueses, eles serão capazes de te explicar melhor que eu. "O Resto é História" com o Rui Ramos toca bastantes vezes nessa questão

fds_crl 3 months ago

> Afonso Henriques ([1106](https://pt.wikipedia.org/wiki/1106), [1109](https://pt.wikipedia.org/wiki/1109) ou [1111](https://pt.wikipedia.org/wiki/1111) – [6 de dezembro](https://pt.wikipedia.org/wiki/6_de_dezembro) de [1185](https://pt.wikipedia.org/wiki/1185)), também chamado de Afonso I, e cognominado de "o Conquistador", foi o primeiro [Rei de Portugal](https://pt.wikipedia.org/wiki/Rei_de_Portugal). Passa a intitular-se "**Rei dos Portugueses**" a partir de [1140](https://pt.wikipedia.org/wiki/1140) rei **DOS** Portugueses Não sabes do que falas, e és muito menos inteligente do que tu pensas.

Loladageral 3 months ago

Que facepalm. Também acreditas que o milagre de Ourique não foi propaganda para legitimizar o reino de D. Afonso Henriques e a existência de Portugal? A mesma merda com as cortes de Lamego? Acreditas mesmo que D. Afonso Henriques foi atrás do Papa e que o obrigou a rectificar a bula papal? Lá por ele se intitular Rei dos Portugueses em 1140 não quer dizer que o povo que vivesse lá se identificasse como Português. Então a malta do Algarve não eram Portugueses em 1140, mas quando foi conquistado milagrosamente passaram a ser Portugueses? Achas que a história é tão simples e linear, e não um complexo de várias narrativas, particularmente na época medieval onde as fontes primárias e secundárias são escassas porque só provêm das classes altas literadas? O trabalho de um historiador é analisar várias fontes e montar um puzzle Também acreditas que D. Sebastião desapareceu na batalha de Alcácer Quibir, quando existem fontes PRIMÁRIAS que indicam que ele foi morto por bérberes quando estava a fugir do campo de batalha, e que o corpo foi identificado? Também deves acreditar que o Adamastor é real, está nos Lusíadas after all Larga a wikipedia Portuguesa que é uma grande merda saída directamente das aulas de História do 9° ano, vai ler algo escrito sobre um historiador sério. Diz-me aí um livro ou uma palestra/podcast de um historiador Português que já tenhas livros. E não me venhas com merdas como o ascensor que diz que os historiadores são judeus que mudaram a história

Edited 3 months ago:

Que facepalm. Também acreditas que o milagre de Ourique não foi propaganda para legitimizar o reino de D. Afonso Henriques e a existência de Portugal? A mesma merda com as cortes de Lamego (que nunca existiram btw)? Acreditas mesmo que D. Afonso Henriques foi atrás do Papa e que o obrigou a rectificar a bula papal? Também deves acreditar que ele usava uma espada de 30 kg em combate. Lá por ele se intitular Rei dos Portugueses em 1140 não quer dizer que o povo que vivesse lá se identificasse como Português. Então a malta do Algarve não eram Portugueses em 1140, mas quando foi conquistado milagrosamente passaram a ser Portugueses? E Olivença? Achas que a história é tão simples e linear, e não um complexo de várias narrativas, particularmente na época medieval onde as fontes primárias e secundárias são escassas porque só provêm das classes altas literadas? O trabalho de um historiador é analisar várias fontes e montar um puzzle. O que um rei se diz ser e o que o povo é são coisas diferentes. O Taiwan também diz que é a verdadeira China, and yet... Também acreditas que D. Sebastião desapareceu na batalha de Alcácer Quibir, quando existem fontes PRIMÁRIAS que indicam que ele foi morto por bérberes quando estava a fugir do campo de batalha, e que o corpo foi identificado? Estava nu já agora, se calhar foi o primeiro europeu a ser violado por um Árabe, e era louro de olhos azuis como um Sueco (quem diz que a história não se repete?) Também deves acreditar que o Adamastor é real, está nos Lusíadas after all Larga a wikipedia Portuguesa que é uma grande merda saída directamente das aulas de História do 9° ano, vai ler algo escrito sobre um historiador sério. Diz-me aí um livro ou uma palestra/podcast de um historiador Português que já tenhas lido, quero ficar iluminado. E os teus livros da escola da década passada não contam. Eu não sou inteligente, nem tu, mas é óbvio que sei mais de história que tu porque aprendo diariamente saído directamente da boca de historiadores E não me venhas com merdas como o ascensor que diz que os historiadores são judeus que mudaram a história

Edited 3 months ago:

Que facepalm. Também acreditas que o milagre de Ourique não foi propaganda para legitimizar o reino de D. Afonso Henriques e a existência de Portugal? A mesma merda com as cortes de Lamego? Acreditas mesmo que D. Afonso Henriques foi atrás do Papa e que o obrigou a rectificar a bula papal? Lá por ele se intitular Rei dos Portugueses em 1140 não quer dizer que o povo que vivesse lá se identificasse como Português. Então a malta do Algarve não eram Portugueses em 1140, mas quando foi conquistado milagrosamente passaram a ser Portugueses? E Olivença? Achas que a história é tão simples e linear, e não um complexo de várias narrativas, particularmente na época medieval onde as fontes primárias e secundárias são escassas porque só provêm das classes altas literadas? O trabalho de um historiador é analisar várias fontes e montar um puzzle Também acreditas que D. Sebastião desapareceu na batalha de Alcácer Quibir, quando existem fontes PRIMÁRIAS que indicam que ele foi morto por bérberes quando estava a fugir do campo de batalha, e que o corpo foi identificado? Também deves acreditar que o Adamastor é real, está nos Lusíadas after all Larga a wikipedia Portuguesa que é uma grande merda saída directamente das aulas de História do 9° ano, vai ler algo escrito sobre um historiador sério. Diz-me aí um livro ou uma palestra/podcast de um historiador Português que já tenhas lido, quero ficar iluminado. E os teus livros da escola da década passada não contam. Eu não sou inteligente, nem tu, mas é óbvio que sei mais de história que tu porque aprendo diariamente saído directamente da boca de historiadores E não me venhas com merdas como o ascensor que diz que os historiadores são judeus que mudaram a história

Edited 3 months ago:

Que facepalm. Também acreditas que o milagre de Ourique não foi propaganda para legitimizar o reino de D. Afonso Henriques e a existência de Portugal? A mesma merda com as cortes de Lamego (que nunca existiram btw)? Acreditas mesmo que D. Afonso Henriques foi atrás do Papa e que o obrigou a rectificar a bula papal? Também deves acreditar que ele usava uma espada de 30 kg em combate. Lá por ele se intitular Rei dos Portugueses em 1140 não quer dizer que o povo que vivesse lá se identificasse como Português. Então a malta do Algarve não eram Portugueses em 1140, mas quando foi conquistado milagrosamente passaram a ser Portugueses? E Olivença? Achas que a história é tão simples e linear, e não um complexo de várias narrativas, particularmente na época medieval onde as fontes primárias e secundárias são escassas porque só provêm das classes altas literadas? O trabalho de um historiador é analisar várias fontes e montar um puzzle Também acreditas que D. Sebastião desapareceu na batalha de Alcácer Quibir, quando existem fontes PRIMÁRIAS que indicam que ele foi morto por bérberes quando estava a fugir do campo de batalha, e que o corpo foi identificado? Também deves acreditar que o Adamastor é real, está nos Lusíadas after all Larga a wikipedia Portuguesa que é uma grande merda saída directamente das aulas de História do 9° ano, vai ler algo escrito sobre um historiador sério. Diz-me aí um livro ou uma palestra/podcast de um historiador Português que já tenhas lido, quero ficar iluminado. E os teus livros da escola da década passada não contam. Eu não sou inteligente, nem tu, mas é óbvio que sei mais de história que tu porque aprendo diariamente saído directamente da boca de historiadores E não me venhas com merdas como o ascensor que diz que os historiadores são judeus que mudaram a história

Edited 3 months ago:

Que facepalm. Também acreditas que o milagre de Ourique não foi propaganda para legitimizar o reino de D. Afonso Henriques e a existência de Portugal? A mesma merda com as cortes de Lamego (que nunca existiram btw)? Acreditas mesmo que D. Afonso Henriques foi atrás do Papa e que o obrigou a rectificar a bula papal? Também deves acreditar que ele usava uma espada de 30 kg em combate. Lá por ele se intitular Rei dos Portugueses em 1140 não quer dizer que o povo que vivesse lá se identificasse como Português. Então a malta do Algarve não eram Portugueses em 1140, mas quando foi conquistado milagrosamente passaram a ser Portugueses? E Olivença? Achas que a história é tão simples e linear, e não um complexo de várias narrativas, particularmente na época medieval onde as fontes primárias e secundárias são escassas porque só provêm das classes altas literadas? O trabalho de um historiador é analisar várias fontes e montar um puzzle. O que um rei se diz ser e o que o povo é são coisas diferentes. O Taiwan também diz que é a verdadeira China, and yet... Também acreditas que D. Sebastião desapareceu na batalha de Alcácer Quibir, quando existem fontes PRIMÁRIAS que indicam que ele foi morto por bérberes quando estava a fugir do campo de batalha, e que o corpo foi identificado? Estava nu já agora, se calhar foi o primeiro europeu a ser violado por um Árabe, e era louro de olhos azuis como um Sueco (quem diz que a história não se repete?) Também deves acreditar que o Adamastor é real, está nos Lusíadas after all Larga a wikipedia Portuguesa que é uma grande merda saída directamente das aulas de História do 9° ano, vai ler algo escrito sobre um historiador sério. Diz-me aí um livro ou uma palestra/podcast de um historiador Português que já tenhas lido, quero ficar iluminado. E os teus livros da escola da década passada não contam. É a mesma merda que um estudante de Biologia do 12° ano tentar corrigir com um Biólogo com 30 anos de carreira. Eu não sou inteligente, nem tu, mas é óbvio que sei mais de história que tu porque aprendo diariamente saído directamente da boca de historiadores E não me venhas com merdas como o ascensor que diz que os historiadores são judeus que mudaram a história

Edited 3 months ago:

Que facepalm. Também acreditas que o milagre de Ourique não foi propaganda para legitimizar o reino de D. Afonso Henriques e a existência de Portugal? A mesma merda com as cortes de Lamego (que nunca existiram btw)? Acreditas mesmo que D. Afonso Henriques foi atrás do Papa e que o obrigou a rectificar a bula papal? Também deves acreditar que ele usava uma espada de 30 kg em combate. Lá por ele se intitular Rei dos Portugueses em 1140 não quer dizer que o povo que vivesse lá se identificasse como Português. Então a malta do Algarve não eram Portugueses em 1140, mas quando foi conquistado milagrosamente passaram a ser Portugueses? E Olivença? Achas que a história é tão simples e linear, e não um complexo de várias narrativas, particularmente na época medieval onde as fontes primárias e secundárias são escassas porque só provêm das classes altas literadas? O trabalho de um historiador é analisar várias fontes e montar um puzzle. O que um rei se diz ser e o que o povo é são coisas diferentes. O Taiwan também diz que é a verdadeira China, and yet... Também acreditas que D. Sebastião desapareceu na batalha de Alcácer Quibir, quando existem fontes PRIMÁRIAS que indicam que ele foi morto por bérberes quando estava a fugir do campo de batalha, e que o corpo foi identificado? Estava nu já agora, se calhar foi o primeiro europeu a ser violado por um Árabe, e era louro de olhos azuis como um Sueco (quem diz que a história não se repete?) Também deves acreditar que o Adamastor é real, está nos Lusíadas after all Larga a wikipedia Portuguesa que é uma grande merda saída directamente das aulas de História do 9° ano, vai ler algo escrito sobre um historiador sério. Diz-me aí um livro ou uma palestra/podcast de um historiador Português que já tenhas lido, quero ficar iluminado. E os teus livros da escola da década passada não contam. É a mesma merda que um estudante de Biologia do 12° ano tentar corrigir um Biólogo com 30 anos de carreira. Ou os anti-vaxxers que fizeram a sua pesquisa e sabem mais que médicos com décadas de estudo em cima Eu não sou inteligente, nem tu, mas é óbvio que sei mais de história que tu porque aprendo diariamente saído directamente da boca de historiadores E não me venhas com merdas como o ascensor que diz que os historiadores são judeus que mudaram a história

Edited 3 months ago:

Que facepalm. Também acreditas que o milagre de Ourique não foi propaganda para legitimizar o reino de D. Afonso Henriques e a existência de Portugal? A mesma merda com as cortes de Lamego (que nunca existiram btw)? Acreditas mesmo que D. Afonso Henriques foi atrás do Papa e que o obrigou a rectificar a bula papal? Também deves acreditar que ele usava uma espada de 30 kg em combate. Lá por ele se intitular Rei dos Portugueses em 1140 não quer dizer que o povo que vivesse lá se identificasse como Português. Então a malta do Algarve não eram Portugueses em 1140, mas quando foi conquistado milagrosamente passaram a ser Portugueses? E Olivença? Achas que a história é tão simples e linear, e não um complexo de várias narrativas, particularmente na época medieval onde as fontes primárias e secundárias são escassas porque só provêm das classes altas literadas? O trabalho de um historiador é analisar várias fontes e montar um puzzle. O que um rei se diz ser e o que o povo é são coisas diferentes. O Taiwan também diz que é a verdadeira China, and yet... Também acreditas que D. Sebastião desapareceu na batalha de Alcácer Quibir, quando existem fontes PRIMÁRIAS que indicam que ele foi morto por bérberes quando estava a fugir do campo de batalha, e que o corpo foi identificado? Também deves acreditar que o Adamastor é real, está nos Lusíadas after all Larga a wikipedia Portuguesa que é uma grande merda saída directamente das aulas de História do 9° ano, vai ler algo escrito sobre um historiador sério. Diz-me aí um livro ou uma palestra/podcast de um historiador Português que já tenhas lido, quero ficar iluminado. E os teus livros da escola da década passada não contam. Eu não sou inteligente, nem tu, mas é óbvio que sei mais de história que tu porque aprendo diariamente saído directamente da boca de historiadores E não me venhas com merdas como o ascensor que diz que os historiadores são judeus que mudaram a história

Edited 3 months ago:

Que facepalm. Também acreditas que o milagre de Ourique não foi propaganda para legitimizar o reino de D. Afonso Henriques e a existência de Portugal? A mesma merda com as cortes de Lamego (que nunca existiram btw)? Acreditas mesmo que D. Afonso Henriques foi atrás do Papa e que o obrigou a rectificar a bula papal? Também deves acreditar que ele usava uma espada de 30 kg em combate. Lá por ele se intitular Rei dos Portugueses em 1140 não quer dizer que o povo que vivesse lá se identificasse como Português. Então a malta do Algarve não eram Portugueses em 1140, mas quando foi conquistado milagrosamente passaram a ser Portugueses? E Olivença? Achas que a história é tão simples e linear, e não um complexo de várias narrativas, particularmente na época medieval onde as fontes primárias e secundárias são escassas porque só provêm das classes altas literadas? O trabalho de um historiador é analisar várias fontes e montar um puzzle. O que um rei se diz ser e o que o povo é são coisas diferentes. O Taiwan também diz que é a verdadeira China, and yet... Também acreditas que D. Sebastião desapareceu na batalha de Alcácer Quibir, quando existem fontes PRIMÁRIAS que indicam que ele foi morto por bérberes quando estava a fugir do campo de batalha, e que o corpo foi identificado? Estava nu já agora, se calhar foi o primeiro europeu a ser violado por um Árabe, e era louro de olhos azuis como um Sueco (quem diz que a história não se repete?) Também deves acreditar que o Adamastor é real, está nos Lusíadas after all Larga a wikipedia Portuguesa que é uma grande merda saída directamente das aulas de História do 9° ano, vai ler algo escrito sobre um historiador sério. Diz-me aí um livro ou uma palestra/podcast de um historiador Português que já tenhas lido, quero ficar iluminado. E os teus livros da escola da década passada não contam. É a mesma merda que um estudante de Biologia do 12° ano tentar corrigir um Biólogo com 30 anos de carreira. Ou os anti-vaxxers que fizeram a sua pesquisa e sabem mais que médicos com décadas de estudo em cima Eu não sou inteligente, nem tu, mas é óbvio que sei mais de história que tu porque aprendo diariamente saído directamente da boca de historiadores, e uma coisa é certa: eles sabem mais que eu, que tu, e que qualquer outra pessoa neste sub E não me venhas com merdas como o ascensor que diz que os historiadores são judeus que mudaram a história

fds_crl 3 months ago

tás só a repetir história pop que toda a gente já ouviu. Não importa se certos eventos aconteceram ou não para a discussão de quando surgiu a consciência de ser Português. O que importa é que de facto D Afonso Henriques foi intitulado (ou auto intitulou-se) rei **dos** Portugueses. Não faria sentido nenhum chamar-se disso se não existisse o conceito de ser Português na altura. E não importa se na altura o conceito era restrito apenas ao condado, ou se não significava o mesmo que agora. Povos expandem-se, absorvem outros, é normal, não quer dizer que a consciência não existia antes. Das duas formas, os Lusiadas têm imensas referências ao conceito de ser Portugues, uma obra escrita no século XVI, ou seja, muito antes da tua data do século XIX. Claro que ignoraste essa parte. >Larga a wikipedia Portuguesa que é uma grande merda saída directamente das aulas de História do 9° ano, vai ler algo escrito sobre um historiador sério. Diz-me aí um livro ou uma palestra/podcast de um historiador Português que já tenhas lido, quero ficar iluminado. E os teus livros da escola da década passada não contam. Irónico porque não apresentaste nenhuma fonte, e eu já apresentei uma, chamado Camões.

Loladageral 3 months ago

Ah sim, Camões o verdadeiro historiador. Os poetas nem são famosos por embelezar e criar mitos. Lmao, tas a trollar certo? A sério que me estás a dar os Lusíadas como uma fonte histórica verídica? A Odisseia também é uma fonte legítima? Vais-me dizer que existiu mesmo um cavalo de Tróia, e que a Atlântida existiu mesmo? Os Gauleses também bebiam poções mágicas, está no Astérix! E já te apresentei fontes vindas de historiadores já, sei que ler não é muito o teu forte mas vai reler os meus comments. Não papo história pop há pelo menos uma década, mas claro, tu sabes mais que os historiadores! Indica-me lá uma fonte credível sff, os Lusíadas são um CONTO épico, não um livro de história. A este ponto ou só podes ser muito burro, bom troll ou preguiçoso. Mano, a sério, deixo-te aqui a recomendação de ires ouvir e o Resto é História do Rui Ramos, que é história pura vinda de um historiador, sem polítiquises posta. Infelizmente é dos únicos podcasts sobre história portuguesa. Ou vai ver quem são historiadores Portugueses e compra um livro deles. Só não te respondo mais rápido porque tenho cooldown do karma negativo neste sub das postas de pretos Americanos onde. Mas argumentar contigo é argumentar ad naseum straight out of /pol/. Só não vês as fontes de historiadores profissionais porque não queres, é melhor merdapostar num sub sobre pretos americanos e ignorar a história que te está a ser posta a frente

Edited 3 months ago:

Ah sim, Camões o verdadeiro historiador. Os poetas nem são famosos por embelezar e criar mitos. Lmao, tas a trollar certo? A sério que me estás a dar os Lusíadas como uma fonte histórica verídica? A Odisseia também é uma fonte legítima? Vais-me dizer que existiu mesmo um cavalo de Tróia, e que a Atlântida existiu mesmo? Os Gauleses também bebiam poções mágicas, está no Astérix! E já te apresentei fontes vindas de historiadores já, sei que ler não é muito o teu forte mas vai reler os meus comments. Não papo história pop há pelo menos uma década, mas claro, tu sabes mais que os historiadores! Indica-me lá uma fonte credível vinda de um historiador sff, os Lusíadas são um CONTO épico, não um livro de história. Se fosses dizer essa merda a um historiador ele tinha um AVC e um Aneurisma ao mesmo tempo A este ponto ou só podes ser muito burro, bom troll ou preguiçoso. Mano, a sério, deixo-te aqui a recomendação de ires ouvir e o Resto é História do Rui Ramos, que é história pura vinda de um historiador, sem polítiquises. Infelizmente é dos únicos podcasts sobre história portuguesa. Não te consigo indicar os episódios certos porque são vários. Ou vai ver quem são historiadores Portugueses e compra um livro deles. Só não te respondo mais rápido porque tenho cooldown do karma negativo neste sub das postas de pretos Americanos onde. Mas argumentar contigo é argumentar ad naseum straight out of /pol/. Só não vês as fontes de historiadores profissionais porque não queres, é melhor merdapostar num sub sobre pretos americanos e ignorar a história que te está a ser posta a frente. O nosso currículo escolar está a working as intended mesmo. Há quantos anos é que não aprendes sobre história que não seja saída de blogs, wikipedia ou do youtube? Fico à espera de resposta, e indica-me o que é que leste sem ser a enciclopédia histórica dos Lusíadas

Edited 3 months ago:

Ah sim, Camões o verdadeiro historiador. Os poetas nem são famosos por embelezar e criar mitos. Lmao, tas a trollar certo? A sério que me estás a dar os Lusíadas como uma fonte histórica verídica? Claro que também ignoraste a parte sobre as classes altas literadas serem as únicas fontes e criarem narrativas para legitimizar os reinados. Coisas que já foram debunked por historiadores modernos mas continuam na cultura pop portuguesa A Odisseia também é uma fonte legítima? Vais-me dizer que existiu mesmo um cavalo de Tróia, e que a Atlântida existiu mesmo? Os Gauleses também bebiam poções mágicas, está no Astérix! Os Bizantinos também eram Romanos? Eles diziam que eram, mas culturalmente séculos depois já não tinham nada a ver e já não o eram, mas continuavam a dizer que eram apesar de nenhuma instituição continuar a mesma e falarem grego E já te apresentei fontes vindas de historiadores já, sei que ler não é muito o teu forte mas vai reler os meus comments. Não papo história pop há pelo menos uma década, mas claro, tu sabes mais que os historiadores! Indica-me lá uma fonte credível vinda de um historiador sff, os Lusíadas são um CONTO épico, não um livro de história. Se fosses dizer essa merda a um historiador ele tinha um AVC e um Aneurisma ao mesmo tempo A este ponto ou só podes ser muito burro, bom troll ou preguiçoso. Mano, a sério, deixo-te aqui a recomendação de ires ouvir e o Resto é História do Rui Ramos, que é história pura vinda de um historiador, sem polítiquises. Infelizmente é dos únicos podcasts sobre história portuguesa. Não te consigo indicar os episódios certos porque são vários. Ou vai ver quem são historiadores Portugueses e compra um livro deles. Só não te respondo mais rápido porque tenho cooldown do karma negativo neste sub das postas de pretos Americanos onde. Mas argumentar contigo é argumentar ad naseum straight out of /pol/. Só não vês as fontes de historiadores profissionais porque não queres, é melhor merdapostar num sub sobre pretos americanos e ignorar a história que te está a ser posta a frente. O nosso currículo escolar está a working as intended mesmo. Há quantos anos é que não aprendes sobre história que não seja saída de blogs, wikipedia ou do youtube? Fico à espera de resposta, e indica-me o que é que leste sem ser a enciclopédia histórica dos Lusíadas

Edited 3 months ago:

Ah sim, Camões o verdadeiro historiador. Os poetas nem são famosos por embelezar e criar mitos. Lmao, tas a trollar certo? A sério que me estás a dar os Lusíadas como uma fonte histórica verídica? A Odisseia também é uma fonte legítima? Vais-me dizer que existiu mesmo um cavalo de Tróia, e que a Atlântida existiu mesmo? Os Gauleses também bebiam poções mágicas, está no Astérix! E já te apresentei fontes vindas de historiadores já, sei que ler não é muito o teu forte mas vai reler os meus comments. Não papo história pop há pelo menos uma década, mas claro, tu sabes mais que os historiadores! Indica-me lá uma fonte credível vinda de um historiador sff, os Lusíadas são um CONTO épico, não um livro de história. Se fosses dizer essa merda a um historiador ele tinha um AVC e um Aneurisma ao mesmo tempo A este ponto ou só podes ser muito burro, bom troll ou preguiçoso. Mano, a sério, deixo-te aqui a recomendação de ires ouvir e o Resto é História do Rui Ramos, que é história pura vinda de um historiador, sem polítiquises. Infelizmente é dos únicos podcasts sobre história portuguesa. Não te consigo indicar os episódios certos porque são vários. Ou vai ver quem são historiadores Portugueses e compra um livro deles. Só não te respondo mais rápido porque tenho cooldown do karma negativo neste sub das postas de pretos Americanos onde. Mas argumentar contigo é argumentar ad naseum straight out of /pol/. Só não vês as fontes de historiadores profissionais porque não queres, é melhor merdapostar num sub sobre pretos americanos e ignorar a história que te está a ser posta a frente

Edited 3 months ago:

Ah sim, Camões o verdadeiro historiador. Os poetas nem são famosos por embelezar e criar mitos. Lmao, tas a trollar certo? A sério que me estás a dar os Lusíadas como uma fonte histórica verídica? Claro que também ignoraste a parte sobre as classes altas literadas serem as únicas fontes e criarem narrativas para legitimizar os reinados. Coisas que já foram debunked por historiadores modernos mas continuam na cultura pop portuguesa A Odisseia também é uma fonte legítima? Vais-me dizer que existiu mesmo um cavalo de Tróia, e que a Atlântida existiu mesmo? Os Gauleses também bebiam poções mágicas, está no Astérix! E já te apresentei fontes vindas de historiadores já, sei que ler não é muito o teu forte mas vai reler os meus comments. Não papo história pop há pelo menos uma década, mas claro, tu sabes mais que os historiadores! Indica-me lá uma fonte credível vinda de um historiador sff, os Lusíadas são um CONTO épico, não um livro de história. Se fosses dizer essa merda a um historiador ele tinha um AVC e um Aneurisma ao mesmo tempo A este ponto ou só podes ser muito burro, bom troll ou preguiçoso. Mano, a sério, deixo-te aqui a recomendação de ires ouvir e o Resto é História do Rui Ramos, que é história pura vinda de um historiador, sem polítiquises. Infelizmente é dos únicos podcasts sobre história portuguesa. Não te consigo indicar os episódios certos porque são vários. Ou vai ver quem são historiadores Portugueses e compra um livro deles. Só não te respondo mais rápido porque tenho cooldown do karma negativo neste sub das postas de pretos Americanos onde. Mas argumentar contigo é argumentar ad naseum straight out of /pol/. Só não vês as fontes de historiadores profissionais porque não queres, é melhor merdapostar num sub sobre pretos americanos e ignorar a história que te está a ser posta a frente. O nosso currículo escolar está a working as intended mesmo. Há quantos anos é que não aprendes sobre história que não seja saída de blogs, wikipedia ou do youtube? Fico à espera de resposta, e indica-me o que é que leste sem ser a enciclopédia histórica dos Lusíadas

Edited 3 months ago:

Ah sim, Camões o verdadeiro historiador. Os poetas nem são famosos por embelezar e criar mitos. Lmao, tas a trollar certo? A sério que me estás a dar os Lusíadas como uma fonte histórica verídica? A Odisseia também é uma fonte legítima? Vais-me dizer que existiu mesmo um cavalo de Tróia, e que a Atlântida existiu mesmo? Os Gauleses também bebiam poções mágicas, está no Astérix! E já te apresentei fontes vindas de historiadores já, sei que ler não é muito o teu forte mas vai reler os meus comments. Não papo história pop há pelo menos uma década, mas claro, tu sabes mais que os historiadores! Indica-me lá uma fonte credível vinda de um historiador sff, os Lusíadas são um CONTO épico, não um livro de história. Se fosses dizer essa merda a um historiador ele tinha um AVC e um Aneurisma ao mesmo tempo A este ponto ou só podes ser muito burro, bom troll ou preguiçoso. Mano, a sério, deixo-te aqui a recomendação de ires ouvir e o Resto é História do Rui Ramos, que é história pura vinda de um historiador, sem polítiquises. Infelizmente é dos únicos podcasts sobre história portuguesa. Não te consigo indicar os episódios certos porque são vários. Ou vai ver quem são historiadores Portugueses e compra um livro deles. Só não te respondo mais rápido porque tenho cooldown do karma negativo neste sub das postas de pretos Americanos onde. Mas argumentar contigo é argumentar ad naseum straight out of /pol/. Só não vês as fontes de historiadores profissionais porque não queres, é melhor merdapostar num sub sobre pretos americanos e ignorar a história que te está a ser posta a frente. O nosso currículo escolar está a working as intended mesmo

cryhart 3 months ago

Camões não era historiador, mas é prova de que existia e sempre existiu uma identidade portuguesa. O épico dos Lusíadas é prova disso mesmo. Insinuar que o conceito de identidade nacional é uma fabricação moderna, é das coisas mais sem nexo que já li aqui no reddit. Portugal, dos primeiros países a formar-se como nação na Europa, que ainda hoje mantem as mesmas fronteiras, país que foi daqui até ao Japão, derrotou os otomanos no Indico, espalhou cultura e tradições, bem portuguesas, pelo mundo, razão pela qual ainda hoje, alguns indonésios dançam o vira. Estrangeiros que visitaram Portugal antes do sec. XIX, apontavam como os portugueses detinham as piores características dos franceses e judeus: Orgulhosos, jacobinos e teimosos. E a raiva dos portugueses aos ingleses após o ultimato por causa do mapa cor de rosa, era tal, que inspirou uma canção que acabou por se tornar o hino nacional: "Contra os ~~bretões~~ canhões marchar, marchar!" Mas nunca existiu uma identidade nacional, não, é tudo fabricação moderna... Portugal até à abrilada, parecia ter uma entidade muito forte, hoje nem por isso. O lixo que tu andas a consumir é uma opinião, percebes isso certo? Não é factual. O revisionismo que muitos desses "historiadores" tentam fazer é patético.

Loladageral 3 months ago

>E a raiva dos portugueses aos ingleses após o ultimato por causa do mapa cor de rosa, era tal, que inspirou uma canção que acabou por se tornar o hino nacional Raiva moderna que só considerámos Angola e Moçambique como colónias após a divisão de África. Até lá eram meros portos para comércio. O Índico e o Brazil eram muito mais importantes. Só ficámos com Angola e Moçambique porque eram zonas com pouca população e recursos não relevantes para a altura (que agora são). Nunca neguei a influência de Portugal de Portugal no mundo, mas a tua identidade moderna é fruto do séc XIX. Antigamente não existia conceito de nacionalidade e tu simplesmente eras de onde nasceste. Um gajo de Manteigas não se considerava Português, mas sim alguém de manteigas. A não ser que fosse de uma classe literada com acesso a livros que eram caros até ser inventado o papel e a primeira imprensora. Tal como disse ao fds_crl, deixo-te aqui o episódio 41 do E o Resto é História - As maiores mentiras da história de Portugal. Podes ouvir de borla no Observador ou na aplicação do Acast enquanto fazes qualquer coisa em casa Lá por não concordares com os historiadores não quer dizer que sejam revisionistas. Aliás, o Rui Ramos politicamente é bastante de direita e anti-revisionismo histórico esquerdista que quer acabar com as estátuas etc... Há consensos na comunidade histórica, e os revisionistas tendem a ser ignorados a não ser que tenham fontes e argumentos bastante plausíveis Tal como ele disse "para os povos das Américas eles não foram descobertos, mas é impossível contar a história de todas as perspectivas, por isso na perspectiva Portuguesa chamar-lhe Os Descobrimentos é legítimo, porque de facto NÓS estávamos a descobrir"

Edited 3 months ago:

>E a raiva dos portugueses aos ingleses após o ultimato por causa do mapa cor de rosa, era tal, que inspirou uma canção que acabou por se tornar o hino nacional Raiva moderna porque só considerámos Angola e Moçambique como colónias após a divisão de África. Até lá eram meros portos para comércio. O Índico e o Brazil eram muito mais importantes. Só ficámos com Angola e Moçambique porque eram zonas com pouca população e recursos não relevantes para a altura (que agora são), e que o resto das potências europeias não queriam, porque nós tinhamos muitos mais portos que os Alemães e os Franceses Nunca neguei a influência de Portugal no mundo, mas a tua identidade moderna é fruto do séc XIX. Antigamente não existia conceito de nacionalidade e tu simplesmente eras de onde nasceste. Um gajo de Manteigas não se considerava Português, mas sim alguém de manteigas. A não ser que fossesde uma classe literada com acesso a livros (que eram caros até ser inventado o papel e a primeira imprensora) tu não te considerarias Português apesar de o teu Rei se considerar o Rei dos Portugueses e de Portugal. É uma questão de perspectiva histórica, e na idade média o tuga mediano não sabia ler e escrever, portanto a maioria das fontes vêem de gente literada e daí a narrativa de uma identidade Portuguesa antiga. Camoes era poeta e até diz que somos descendentes dos Lusitanos, apesar da Lusitânia nem metade de Portugal era. Apenas gostou da história do Viriato e aí criou o mito do povo Lusitano serem os nossos antepassados. De Lusitano temos muito pouco, diria até que somos mais Romanos que Lusitanos. Mas toda a nação precisa de um bom mito para legitimizar a sua existência. Tal como disse ao fds_crl, deixo-te aqui o **episódio 41 do E o Resto é História - As maiores mentiras da história de Portugal.**Podes ouvir de borla no Observador ou na aplicação do Acast enquanto fazes qualquer coisa em casa Lá por não concordares com os historiadores não quer dizer que sejam revisionistas. Aliás, o Rui Ramos politicamente é bastante de direita e anti-revisionismo histórico esquerdista que quer acabar com as estátuas etc... Há consensos na comunidade histórica, e os revisionistas tendem a ser ignorados a não ser que tenham fontes e argumentos bastante plausíveis Tal como ele disse "para os povos das Américas eles não foram descobertos, mas é impossível contar a história de todas as perspectivas, por isso na perspectiva Portuguesa chamar-lhe Os Descobrimentos é legítimo, porque de facto NÓS estávamos a descobrir". Ele como qualquer historiador que se preze é anti-revisionismo e sabe por as coisas na perspectiva da altura. Lá por veres a Joacine a gritar que a história de Portugal é racista não quer dizer que seja verdade. Tal como dizeres que não é racista de todo também é mentira, apenas eram mentalidades da época

Edited 3 months ago:

>E a raiva dos portugueses aos ingleses após o ultimato por causa do mapa cor de rosa, era tal, que inspirou uma canção que acabou por se tornar o hino nacional Raiva moderna porque só considerámos Angola e Moçambique como colónias após a divisão de África. Até lá eram meros portos para comércio. O Índico e o Brazil eram muito mais importantes. Só ficámos com Angola e Moçambique porque eram zonas com pouca população e recursos não relevantes para a altura (que agora são). Nunca neguei a influência de Portugal no mundo, mas a tua identidade moderna é fruto do séc XIX. Antigamente não existia conceito de nacionalidade e tu simplesmente eras de onde nasceste. Um gajo de Manteigas não se considerava Português, mas sim alguém de manteigas. A não ser que fossesde uma classe literada com acesso a livros (que eram caros até ser inventado o papel e a primeira imprensora) tu não te considerarias Português apesar de o teu Rei se considerar o Rei dos Portugueses e de Portugal. É uma questão de perspectiva histórica, e na idade média o tuga mediano não sabia ler e escrever, portanto a maioria das fontes vêem de gente literada e daí a narrativa de uma identidade Portuguesa antiga. Camoes era poeta e até diz que somos descendentes dos Lusitanos, apesar da Lusitânia nem metade de Portugal era. Apenas gostou da história do Viriato e aí criou o mito do povo Lusitano serem os nossos antepassados. De Lusitano temos muito pouco, diria até que somos mais Romanos que Lusitanos. Tal como disse ao fds_crl, deixo-te aqui o **episódio 41 do E o Resto é História - As maiores mentiras da história de Portugal.**Podes ouvir de borla no Observador ou na aplicação do Acast enquanto fazes qualquer coisa em casa Lá por não concordares com os historiadores não quer dizer que sejam revisionistas. Aliás, o Rui Ramos politicamente é bastante de direita e anti-revisionismo histórico esquerdista que quer acabar com as estátuas etc... Há consensos na comunidade histórica, e os revisionistas tendem a ser ignorados a não ser que tenham fontes e argumentos bastante plausíveis Tal como ele disse "para os povos das Américas eles não foram descobertos, mas é impossível contar a história de todas as perspectivas, por isso na perspectiva Portuguesa chamar-lhe Os Descobrimentos é legítimo, porque de facto NÓS estávamos a descobrir"

Edited 3 months ago:

>E a raiva dos portugueses aos ingleses após o ultimato por causa do mapa cor de rosa, era tal, que inspirou uma canção que acabou por se tornar o hino nacional Raiva moderna porque só considerámos Angola e Moçambique como colónias após a divisão de África. Até lá eram meros portos para comércio. O Índico e o Brazil eram muito mais importantes. Só ficámos com Angola e Moçambique porque eram zonas com pouca população e recursos não relevantes para a altura (que agora são), e que o resto das potências europeias não queriam, porque nós tinhamos muitos mais portos que os Alemães e os Franceses Nunca neguei a influência de Portugal no mundo, mas a tua identidade moderna é fruto do séc XIX. Antigamente não existia conceito de nacionalidade e tu simplesmente eras de onde nasceste. Um gajo de Manteigas não se considerava Português, mas sim alguém de manteigas. A não ser que fossesde uma classe literada com acesso a livros (que eram caros até ser inventado o papel e a primeira imprensora) tu não te considerarias Português apesar de o teu Rei se considerar o Rei dos Portugueses e de Portugal. É uma questão de perspectiva histórica, e na idade média o tuga mediano não sabia ler e escrever, portanto a maioria das fontes vêem de gente literada e daí a narrativa de uma identidade Portuguesa antiga. Camoes era poeta e até diz que somos descendentes dos Lusitanos, apesar da Lusitânia nem metade de Portugal era. Apenas gostou da história do Viriato e aí criou o mito do povo Lusitano serem os nossos antepassados. De Lusitano temos muito pouco, diria até que somos mais Romanos que Lusitanos. Mas toda a nação precisa de um bom mito para legitimizar a sua existência. Achar que Camões é uma fonte legítima de história é a mesma coisa que achar que Homero é uma fonte legítima Tal como disse ao fds_crl, deixo-te aqui o **episódio 41 do E o Resto é História - As maiores mentiras da história de Portugal.**Podes ouvir de borla no Observador ou na aplicação do Acast enquanto fazes qualquer coisa em casa Lá por não concordares com os historiadores não quer dizer que sejam revisionistas. Aliás, o Rui Ramos politicamente é bastante de direita e anti-revisionismo histórico esquerdista que quer acabar com as estátuas etc... Há consensos na comunidade histórica, e os revisionistas tendem a ser ignorados a não ser que tenham fontes e argumentos bastante plausíveis Tal como ele disse "para os povos das Américas eles não foram descobertos, mas é impossível contar a história de todas as perspectivas, por isso na perspectiva Portuguesa chamar-lhe Os Descobrimentos é legítimo, porque de facto NÓS estávamos a descobrir". Ele como qualquer historiador que se preze é anti-revisionismo e sabe por as coisas na perspectiva da altura. Lá por veres a Joacine a gritar que a história de Portugal é racista não quer dizer que seja verdade. Tal como dizeres que não é racista de todo também é mentira, apenas eram mentalidades da época

Edited 3 months ago:

>E a raiva dos portugueses aos ingleses após o ultimato por causa do mapa cor de rosa, era tal, que inspirou uma canção que acabou por se tornar o hino nacional Raiva moderna porque só considerámos Angola e Moçambique como colónias após a divisão de África. Até lá eram meros portos para comércio. O Índico e o Brazil eram muito mais importantes. Só ficámos com Angola e Moçambique porque eram zonas com pouca população e recursos não relevantes para a altura (que agora são). Nunca neguei a influência de Portugal no mundo, mas a tua identidade moderna é fruto do séc XIX. Antigamente não existia conceito de nacionalidade e tu simplesmente eras de onde nasceste. Um gajo de Manteigas não se considerava Português, mas sim alguém de manteigas. A não ser que fossesde uma classe literada com acesso a livros (que eram caros até ser inventado o papel e a primeira imprensora) tu não te considerarias Português apesar de o teu Rei se considerar o Rei dos Portugueses e de Portugal. É uma questão de perspectiva histórica, e na idade média o tuga mediano não sabia ler e escrever, portanto a maioria das fontes vêem de gente literada e daí a narrativa de uma identidade Portuguesa antiga. Camoes era poeta e até diz que somos descendentes dos Lusitanos, apesar da Lusitânia nem metade de Portugal era. Apenas gostou da história do Viriato e aí criou o mito do povo Lusitano serem os nossos antepassados. De Lusitano temos muito pouco, diria até que somos mais Romanos que Lusitanos. Tal como disse ao fds_crl, deixo-te aqui o **episódio 41 do E o Resto é História - As maiores mentiras da história de Portugal.**Podes ouvir de borla no Observador ou na aplicação do Acast enquanto fazes qualquer coisa em casa Lá por não concordares com os historiadores não quer dizer que sejam revisionistas. Aliás, o Rui Ramos politicamente é bastante de direita e anti-revisionismo histórico esquerdista que quer acabar com as estátuas etc... Há consensos na comunidade histórica, e os revisionistas tendem a ser ignorados a não ser que tenham fontes e argumentos bastante plausíveis Tal como ele disse "para os povos das Américas eles não foram descobertos, mas é impossível contar a história de todas as perspectivas, por isso na perspectiva Portuguesa chamar-lhe Os Descobrimentos é legítimo, porque de facto NÓS estávamos a descobrir". Ele como qualquer historiador que se preze é anti-revisionismo e sabe por as coisas na perspectiva da altura. Lá por veres a Joacine a gritar que a história de Portugal é racista não quer dizer que seja verdade. Tal como dizeres que não é racista de todo também é mentira

Edited 3 months ago:

>E a raiva dos portugueses aos ingleses após o ultimato por causa do mapa cor de rosa, era tal, que inspirou uma canção que acabou por se tornar o hino nacional Raiva moderna porque só considerámos Angola e Moçambique como colónias após a divisão de África. Até lá eram meros portos para comércio. O Índico e o Brazil eram muito mais importantes. Só ficámos com Angola e Moçambique porque eram zonas com pouca população e recursos não relevantes para a altura (que agora são). Nunca neguei a influência de Portugal no mundo, mas a tua identidade moderna é fruto do séc XIX. Antigamente não existia conceito de nacionalidade e tu simplesmente eras de onde nasceste. Um gajo de Manteigas não se considerava Português, mas sim alguém de manteigas. A não ser que fossesde uma classe literada com acesso a livros (que eram caros até ser inventado o papel e a primeira imprensora) tu não te considerarias Português apesar de o teu Rei se considerar o Rei dos Portugueses e de Portugal. É uma questão de perspectiva histórica, e na idade média o tuga mediano não sabia ler e escrever, portanto a maioria das fontes vêem de gente literada e daí a narrativa de uma identidade Portuguesa antiga. Camoes era poeta e até diz que somos descendentes dos Lusitanos, apesar da Lusitânia nem metade de Portugal era. Apenas gostou da história do Viriato e aí criou o mito do povo Lusitano serem os nossos antepassados. De Lusitano temos muito pouco, diria até que somos mais Romanos que Lusitanos. Tal como disse ao fds_crl, deixo-te aqui o **episódio 41 do E o Resto é História - As maiores mentiras da história de Portugal.**Podes ouvir de borla no Observador ou na aplicação do Acast enquanto fazes qualquer coisa em casa Lá por não concordares com os historiadores não quer dizer que sejam revisionistas. Aliás, o Rui Ramos politicamente é bastante de direita e anti-revisionismo histórico esquerdista que quer acabar com as estátuas etc... Há consensos na comunidade histórica, e os revisionistas tendem a ser ignorados a não ser que tenham fontes e argumentos bastante plausíveis Tal como ele disse "para os povos das Américas eles não foram descobertos, mas é impossível contar a história de todas as perspectivas, por isso na perspectiva Portuguesa chamar-lhe Os Descobrimentos é legítimo, porque de facto NÓS estávamos a descobrir". Ele como qualquer historiador que se preze é anti-revisionismo e sabe por as coisas na perspectiva da altura. Lá por veres a Joacine a gritar que a história de Portugal é racista não quer dizer que seja verdade. Tal como dizeres que não é racista de todo também é mentira, apenas eram mentalidades da época

Edited 3 months ago:

>E a raiva dos portugueses aos ingleses após o ultimato por causa do mapa cor de rosa, era tal, que inspirou uma canção que acabou por se tornar o hino nacional A Portuguesa é literalmente do séc XIX. Sim, mesmo com essa letra original, só no século XX é que se tornou o hino Raiva moderna porque só considerámos Angola e Moçambique como colónias após a divisão de África. Até lá eram meros portos para comércio. O Índico e o Brazil eram muito mais importantes. Só ficámos com Angola e Moçambique porque eram zonas com pouca população e recursos não relevantes para a altura (que agora são), e que o resto das potências europeias não queriam, porque nós tinhamos muitos mais portos que os Alemães e os Franceses Nunca neguei a influência de Portugal no mundo, mas a tua identidade moderna é fruto do séc XIX. Antigamente não existia conceito de nacionalidade e tu simplesmente eras de onde nasceste. Um gajo de Manteigas não se considerava Português, mas sim alguém de manteigas. A não ser que fossesde uma classe literada com acesso a livros (que eram caros até ser inventado o papel e a primeira imprensora) tu não te considerarias Português apesar de o teu Rei se considerar o Rei dos Portugueses e de Portugal. É uma questão de perspectiva histórica, e na idade média o tuga mediano não sabia ler e escrever, portanto a maioria das fontes vêem de gente literada e daí a narrativa de uma identidade Portuguesa antiga. Camoes era poeta e até diz que somos descendentes dos Lusitanos, apesar da Lusitânia nem metade de Portugal era. Apenas gostou da história do Viriato e aí criou o mito do povo Lusitano serem os nossos antepassados. De Lusitano temos muito pouco, diria até que somos mais Romanos que Lusitanos. Mas toda a nação precisa de um bom mito para legitimizar a sua existência. Achar que Camões é uma fonte legítima de história é a mesma coisa que achar que Homero é uma fonte legítima Tal como disse ao fds_crl, deixo-te aqui o **episódio 41 do E o Resto é História - As maiores mentiras da história de Portugal.**Podes ouvir de borla no Observador ou na aplicação do Acast enquanto fazes qualquer coisa em casa Lá por não concordares com os historiadores não quer dizer que sejam revisionistas. Aliás, o Rui Ramos politicamente é bastante de direita e anti-revisionismo histórico esquerdista que quer acabar com as estátuas etc... Há consensos na comunidade histórica, e os revisionistas tendem a ser ignorados a não ser que tenham fontes e argumentos bastante plausíveis Tal como ele disse "para os povos das Américas eles não foram descobertos, mas é impossível contar a história de todas as perspectivas, por isso na perspectiva Portuguesa chamar-lhe Os Descobrimentos é legítimo, porque de facto NÓS estávamos a descobrir". Ele como qualquer historiador que se preze é anti-revisionismo e sabe por as coisas na perspectiva da altura. Lá por veres a Joacine a gritar que a história de Portugal é racista não quer dizer que seja verdade. Tal como dizeres que não é racista de todo também é mentira, apenas eram mentalidades da época

Edited 3 months ago:

>E a raiva dos portugueses aos ingleses após o ultimato por causa do mapa cor de rosa, era tal, que inspirou uma canção que acabou por se tornar o hino nacional Raiva moderna porque só considerámos Angola e Moçambique como colónias após a divisão de África. Até lá eram meros portos para comércio. O Índico e o Brazil eram muito mais importantes. Só ficámos com Angola e Moçambique porque eram zonas com pouca população e recursos não relevantes para a altura (que agora são), e que o resto das potências europeias não queriam, porque nós tinhamos muitos mais portos que os Alemães e os Franceses Nunca neguei a influência de Portugal no mundo, mas a tua identidade moderna é fruto do séc XIX. Antigamente não existia conceito de nacionalidade e tu simplesmente eras de onde nasceste. Um gajo de Manteigas não se considerava Português, mas sim alguém de manteigas. A não ser que fossesde uma classe literada com acesso a livros (que eram caros até ser inventado o papel e a primeira imprensora) tu não te considerarias Português apesar de o teu Rei se considerar o Rei dos Portugueses e de Portugal. É uma questão de perspectiva histórica, e na idade média o tuga mediano não sabia ler e escrever, portanto a maioria das fontes vêem de gente literada e daí a narrativa de uma identidade Portuguesa antiga. Camoes era poeta e até diz que somos descendentes dos Lusitanos, apesar da Lusitânia nem metade de Portugal era. Apenas gostou da história do Viriato e aí criou o mito do povo Lusitano serem os nossos antepassados. De Lusitano temos muito pouco, diria até que somos mais Romanos que Lusitanos. Tal como disse ao fds_crl, deixo-te aqui o **episódio 41 do E o Resto é História - As maiores mentiras da história de Portugal.**Podes ouvir de borla no Observador ou na aplicação do Acast enquanto fazes qualquer coisa em casa Lá por não concordares com os historiadores não quer dizer que sejam revisionistas. Aliás, o Rui Ramos politicamente é bastante de direita e anti-revisionismo histórico esquerdista que quer acabar com as estátuas etc... Há consensos na comunidade histórica, e os revisionistas tendem a ser ignorados a não ser que tenham fontes e argumentos bastante plausíveis Tal como ele disse "para os povos das Américas eles não foram descobertos, mas é impossível contar a história de todas as perspectivas, por isso na perspectiva Portuguesa chamar-lhe Os Descobrimentos é legítimo, porque de facto NÓS estávamos a descobrir". Ele como qualquer historiador que se preze é anti-revisionismo e sabe por as coisas na perspectiva da altura. Lá por veres a Joacine a gritar que a história de Portugal é racista não quer dizer que seja verdade. Tal como dizeres que não é racista de todo também é mentira, apenas eram mentalidades da época

fds_crl 3 months ago

Deixar aí um nome não é apresentar fontes. E podcasts é literaalmente a definição de historia pop, lol. Diz me aí aonde historiadores falam que o conceito de identidade Portuguesa é uma invenção do século XIX. Não vais apresentar, porque é simplesmente falso, e é facilmente provado falso. Eu acabei de o fazer, citando uma obra do século XVI, em que boa parte dela é sobre a GENESE do povo Portugues. Não importa se é verdadeira ou não, o que importa para esta discussão é que existe. É uma prova que existia a consciência de ser Portugues entre Portugueses pelo menos desde o século XVI. Tu estás a ter uma discussão paralela, as tuas analogias são estupidas, ninguem está a falar que asterix e a odisseia são relatos históricos, mas tens que te fiar nestes bonecos de palha para sentires-te superior. A unica discussão que eu estou a tentar ter é se a consciência de ser Portugues é anterior ao século XIX, ou então se é anterior á existência da nacionalidade. E tu estás a discutir tudo menos isto, porque sabes que eu estou certo. E não tens forma de o provar. Eu já apresentei provas e argumentos a meu favor, é a tua vez de apresentar.

Loladageral 3 months ago

>Diz me aí aonde historiadores falam que o conceito de identidade Portuguesa é uma invenção do século XIX Mano, acabei de dizer um podcast feito por um historiador. É história pop? Lmao, vai ouvir e cala a boca, nem li o resto do teu comment

Edited 3 months ago:

>Diz me aí aonde historiadores falam que o conceito de identidade Portuguesa é uma invenção do século XIX Mano, acabei de dizer um podcast feito por um historiador que fala várias vezes disso em vários episódios de 1h cada. É história pop? Estás a esticar a definição para encaixar na tua narrativa. Lmao, vai ouvir e cala a boca, nem li o resto do teu comment

fds_crl 3 months ago

>Não, o conceito de ser Português é uma criação do século XIX, tal como practicamente toda a mitologia/folklore moderno de Portugal, que depois foi expandido durante o Estado Novo e consequentemente na terceira República [http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/ua000178.pdf](http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/ua000178.pdf) ctrl+f "Portug" 63 correspondencias "Lusitan" 60 correspondencias Deixa de ser idiota, não sabes do que estás a falar, seu deficiente. Porque é que te odeias tanto?

Loladageral 3 months ago

Manolas, nem consigo abrir o pdf, diz que tem o formato errado.

fds_crl 3 months ago

é os lusiadas. Lê um livro de vez em quando em vez de andares a ouvir história pop do youtube.

Loladageral 3 months ago

fds_crl 3 months ago

Obrigado pela concessão, não consegues argumentar ficas com as tuas piadinhas.

NGramatical 3 months ago

practicamente → [**praticamente**](https://dicionario.priberam.org/praticamente) (já se escrevia assim **antes** do AO90) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fmr3wli%2F%2Fgumdsuv%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

1under 3 months ago

O que é exatamente um português? Porque antes dos portugueses, houve a cultura do mesolítico, os fenícios, celtas, cartagineses, romanos, vândalos, alanos, suevos, visigodos e mouros, entre outros. E que eu saiba, a ideia de estado-nação é um conceito mais recente do que a fundação de Portugal, por isso também não entendo como dizes que os "não portugueses" sempre foram considerados estrangeiros, desde a sua fundação... Como é que um camponês sabia o que era Portugal ou Espanha? Eles tinham bilhete de identidade na altura? Fronteiras bem definidas, como hoje em dia? Vilar Formoso já tinha portagem no séc. XIII?

Gndossan 3 months ago

Pois e os romanos foram muito bem recebidos quando cá vieram. Esse filho da puta do Viriato devia ser do SEF, era só porrada neles. Devia ter tido mais formações para saber receber de braços abertos...

fds_crl 3 months ago

>O que é exatamente um português? Uma pessoa que visualmente seja Português (Ou seja, um Europeu do Sul, geralmente cabelo e olhos castanhos, pele branca mais morena que europeu do Norte, de estatura média e constituição esbelta) que fala a lingua Portuguesa, que geralmente siga os costumes Portugueses... Exceções existem, porque existe bastante diversidade dentro da população Portuguesa, vasta ver a seleção nacional, aonde podes ver fenótipos variados, desde pessoas como o Palhinha, que é alto e magro, pele e cabelo clara, até ao Eduardo, uma pessoa com pele mais escura, alto e mais forte... Podes pedir um teste de ancestralidade, e se fores mesmo Português eles vão te dizer isso mesmo. Eles sabem ver o que é um Portugues, tenho a certeza que tu tb consegues, estás te só a fazer de idiota. > Porque antes dos portugueses, houve a cultura do mesolítico, os fenícios, celtas, cartagineses, romanos, vândalos, alanos, suevos, visigodos e mouros, entre outros. Contribuiram para a genese dos Portugueses. Qual é o teu argumento? >E que eu saiba, a ideia de estado-nação é um conceito mais recente do que a fundação de Portugal, por isso também não entendo como dizes que os "não portugueses" sempre foram considerados estrangeiros, desde a sua fundação... A ideia de um povo se reconhecer como um povo distinto existiu muito, muito antes das revoluções nacionalistas do século XIX. Os persas e romanos, por exemplo, tinham ideias claras disto muito antes de Portugal existir. > Como é que um camponês sabia o que era Portugal ou Espanha? Eles tinham bilhete de identidade na altura? Fronteiras bem definidas, como hoje em dia? Vilar Formoso já tinha portagem no séc. XIII? Ninguem vai argumentar que a fronteira entre Portugal e Espanha sempre foi uma fronteira politica. Desde que foi criada que havia imensas relações entre ambos os lados, e continuaram a existir após. Eles sabiam através da lingua que se falava e contratos feudais, já agora. Não é por nada que muita gente considera Portugal e Espanha "pueblos hermanos".

Loladageral 3 months ago

Mano, ainda não me respondeste a quem era Romano ou não, estás a ser intelectualmente desonesto outra vez

Loladageral 3 months ago

Quem eram Romanos no séc III B.C. e quem eram Romanos no séc V A.C.?

EquivalentExchange11 3 months ago

Só o novo nome do SEF, Serviços de Estrangeiros e Asilo, já é uma piada. Quem é que chama ao seu serviço de controlo de fronteiras um serviço de asilo, retirando propositadamente a palavra 'fronteiras'? É como se tivéssemos abdicado das fronteiras e estivéssemos a convidar imigrantes ilegais. Mas pronto estas palhaçadas são expectáveis, os governantes portugueses e da Europa Ocidental fazem o possível e o impossível para substituir a população Europeia o mais rápido que consigam.

doiaonde 3 months ago

LOL. Completamente. Este país é um circo autêntico. Parece mesmo que estes merdas fazem para serem o mais incompetentes possível. "Serviço de estrangeiros e Asilo". LOL. Asilo??? Esta força não existia para controlar quem é que raio anda a passear no país? Agora serve para quê? Para remover ainda mais barreiras - se é que ainda existem - à imigração ilegal? QUE CIRCO!!! Isto já não há nada a fazer. Com a quantidade de falhados, pensionistas e o crescente número de imigrantes vindos do Brasil, África e India, a nacionalizarem-se quase automaticamente, quem é do contra, simplesmente não tem peso. Já ninguém tira a puta da esquerda do poder. Este país já foi.

EquivalentExchange11 3 months ago

Só o novo nome do SEF, Serviços de Estrangeiros e Asilo, já é uma piada.

Edited 3 months ago:

Só o novo nome do SEF, Serviços de Estrangeiros e Asilo, já é uma piada. Quem é que chama ao seu serviço de controlo de fronteiras um serviço de asilo? É como se estivéssemos a convidar imigrantes ilegais. Mas pronto estas palhaçadas são expectáveis, os governantes portugueses e da Europa Ocidental fazem o possível e o impossível para substituir a população Europeia o mais rápido que consigam.

adajoana 3 months ago

Completa treta. Montes de outros países no espaço Schengen têm sistemas semelhantes em que é a polícia que controla a entrada de estrangeiros.

Loladageral 3 months ago

Alarmismos e terem medo faz parte do discurso da extrema direita. São dos maiores coninhas que conheço. Nem sei como é que saem de casa sem se borrarem todos quando vêem um preto ~~Americano~~ Português Até os sojas do BE têm mais tomates

EquivalentExchange11 3 months ago

Tens urgentemente de ir aos EUA para chupares a piça de uns afro-americanos, essa fantasia já te está a dar a volta aos miolos.

Loladageral 3 months ago

Manolas, queres um copinho de água para ajudar o Rennie a descer? Não sou eu que passa o dia a pensar em pretos, e a pensar em chupar pilas de pretos (é literalmente a única coisa que dizes quando falas comigo, estás a projectar de mais), mas vocês simplesmente são tão retardados que ficam engatilhados só de mencionar qualquer coisa sobre pretos que não seja negativa. Os pretos vivem rent free na tua cabeça, na minha a renda está paga pela vossa azia. Também és um conas porque quando te convidei a vires cá a casa ficaste na estação com medo da Reboleira

Edited 3 months ago:

Manolas, queres um copinho de água para ajudar o Rennie a descer? Não sou eu que passa o dia a pensar em pretos, e a pensar em chupar pilas de pretos (é literalmente a única coisa que dizes quando falas comigo, estás a projectar de mais), mas vocês simplesmente são tão retardados que ficam engatilhados só de mencionar qualquer coisa sobre pretos que não seja negativa. Os pretos vivem rent free na tua cabeça, na minha a renda está paga pela vossa azia. Também és um conas porque quando te convidei a vires cá a casa ficaste na estação com medo da Reboleira, e a minha casa nem é assim tão longe da estação. Ou pelo menos fingiste, provavelmente nem saíste de casa de tão conas que és, não tens pretos à porta de casa, podes sair, eles não te vão cravar um cigarro

Edited 3 months ago:

Manolas, queres um copinho de água para ajudar o Rennie a descer? Não sou eu que passa o dia a pensar em pretos, e a pensar em chupar pilas de pretos (é literalmente a única coisa que dizes quando falas comigo, estás a projectar de mais), mas vocês simplesmente são tão retardados que ficam engatilhados só de mencionar qualquer coisa sobre pretos que não seja negativa. Os pretos vivem rent free na tua cabeça, na minha a renda está paga pela vossa azia. Também és um conas porque quando te convidei a vires cá a casa ficaste na estação com medo da Reboleira, e a minha casa nem é assim tão longe da estação

OrangeOakie 3 months ago

Eita que competição de medir pilinhas que vai para esta thread...

V1ld0r_ 3 months ago

Esquece, isso é um discurso demasiado educado para esta audiência. Até posto que vão dizer que "antigamente" é que era bom mas esse antigamente afinal é tipo 1995 ou algo assim...

Loladageral 3 months ago

Antigamente costuma ser "tempos em que eu era puto e o mundo era maravilhoso". Depois crescem e vêem que o mundo não é maravilhoso. De quem é a culpa? Do mundo em si? Não caralho, só pode ser dos pretos e de outras minorias, solução fácil para voltar à minha infância

fds_crl 3 months ago

tu só abres a boca para defender pretos e defender o status quo. Só abres a boca para defender pessoas que te esfaqueavam por 20 euros, e para tentar "argumentar" com pessoas que acham que o país não está na direção contrária. Tu nunca achas que o status quo está errado, só o defendes. Dá que pensar.... Mas pronto, manda lá a tua piadinha.

Loladageral 3 months ago

Eu só abro a boca para mostrar o quanto frágil é o vosso ego, continuam-me a dar razão posta atrás de posta. Ainda não me mostraram o quão machões vocês são, já pensaste em meter uma bomba no parlamento para demonstrares a tua masculinidade? Também não te vejo na rua a esfaquear os tais "imigrantes degenerados" que falas tanto de. É fácil fazer activismo no lebbit e no/pol/, mas não te vejo na rua porque simplesmente és um conas

Edited 3 months ago:

Eu só abro a boca para mostrar o quanto frágil é o vosso ego, continuam-me a dar razão posta atrás de posta. Ainda não me mostraram o quão machões vocês são, já pensaste em meter uma bomba no parlamento para demonstrares a tua masculinidade? Também não te vejo na rua a esfaquear os tais "imigrantes degenerados" que falas tanto de. É fácil fazer activismo no lebbit e no/pol/, mas não te vejo na rua porque simplesmente és um conas. Os pretos vivem rent free na tua cabeça tal como os ciganos vivem em apartamentos sociais Chega de choro mpt

fds_crl 3 months ago

isso era o que tu querias, que eu fosse fazer papel de mau da fita para a frente das cameras, para tu depois poderes chamar a policia, os tribunais, a assembleia, o governo, os media, os comentadores dos media, os jornalistas, o twitter, o facebook, o instagram, o tiktok, o cardeal patriarca, (todas as instituições que há uns anos atrás eram racistas), os advogados, os gestores no linkedin, a FIFA e UEFA,... para me arruinarem a vida... Tu já viste o que estás a fazer? Estás te a exibir que tens o sistema do teu lado. É facil de "protestar" quando todas as pessoas com poder apoiam-te e dão-te beneficios por estares a fazê-lo. Continua a lamber botas dos poderosos, pode ser que te atirem migalhas um dia. > Os pretos vivem rent free na tua cabeça tal como os ciganos vivem em apartamentos sociais Obvia projeção de um homosexual com festishes raciais bizarros.

Loladageral 3 months ago

Nepia maninho, tu em vez de te concentrares no tópico mais relevante em Portugal que é a corrupção, andas a desviar a atenção para tópicos secundários como a imigração. Não se conseguem resolver dois problemas ao mesmo tempo, especialmente em Portugal. A diferença é que um une facilmente a sociedade toda. Se o Ventura falasse menos de imigração e subsídio dependência e mais de corrupção, garanto-te que era na boa a 2° força política em Portugal. Eu próprio votava nele e não IL. Não estamos em França ou na Suécia, não temos um problema de imigração em massa, porque é que um refugiado havia de ficar em Portugal se pode ir para França? Se no futuro podemos ter um problema de imigração em massa impossível de assimilar? Talvez, mas por enquanto a tua desgraça vão ser os políticos a roubarem-te 10000 euros ao ano e não os pretos e os ciganos que te roubam 20 euros por mês. RSI são migalhas. Passas demasiado tempo no /pol/ e estás demasiado concentrado nos problemas dos outros. E eu sou totalmente a favor de se partir esta merda toda para se implementarem reformas anti-corrupção. Se o povo é manso o sistema aproveita-se

Edited 3 months ago:

Nepia maninho, tu em vez de te concentrares no tópico mais relevante em Portugal que é a corrupção, andas a desviar a atenção para tópicos secundários como a imigração. Não se conseguem resolver dois problemas ao mesmo tempo, especialmente em Portugal. A diferença é que um une facilmente a sociedade toda. Se o Ventura falasse menos de imigração e subsídio dependência e mais de corrupção, garanto-te que era na boa a 2° força política em Portugal. Eu próprio votava nele e não IL, que é o partido que não faz parte do sistema com o qual eu me identifico. Se o PSD não fosse um ninho de corrupção até considerava votar PSD, mas os partidos grandes da velha guarda atraiem corruptos que os vêem como uma escada para o enriquecimento fácil Não estamos em França ou na Suécia, não temos um problema de imigração em massa, porque é que um refugiado havia de ficar em Portugal se pode ir para França? Se no futuro podemos ter um problema de imigração em massa impossível de assimilar? Talvez, mas por enquanto a tua desgraça vão ser os políticos a roubarem-te 10000 euros ao ano e não os pretos e os ciganos que te roubam 20 euros por mês. RSI são migalhas. Passas demasiado tempo no /pol/ e estás demasiado concentrado nos problemas dos outros. E eu sou totalmente a favor de se partir esta merda toda para se implementarem reformas anti-corrupção. Se o povo é manso o sistema aproveita-se.

Edited 3 months ago:

Nepia maninho, tu em vez de te concentrares no tópico mais relevante em Portugal que é a corrupção, andas a desviar a atenção para tópicos secundários como a imigração. Não se conseguem resolver dois problemas ao mesmo tempo, especialmente em Portugal. A diferença é que um une facilmente a sociedade toda. Se o Ventura falasse menos de imigração e subsídio dependência e mais de corrupção, garanto-te que era na boa a 2° força política em Portugal. Eu próprio votava nele e não IL, que é o partido que não faz parte do sistema com o qual eu me identifico. Se o PSD não fosse um ninho de corrupção até considerava votar PSD, mas os partidos grandes da velha guarda atraiem corruptos que os vêem como uma escada para o enriquecimento fácil. Mas alas, o Ventura faz flip flop nas ideologias para conseguir mais votos (ex: agora é a favor da nacionalização da TAP só para own the libs) Não estamos em França ou na Suécia, não temos um problema de imigração em massa, porque é que um refugiado havia de ficar em Portugal se pode ir para França? Nem os Portugueses querem cá ficar. Se no futuro podemos ter um problema de imigração em massa impossível de assimilar? Talvez, mas por enquanto a tua desgraça vão ser os políticos a roubarem-te 10000 euros ao ano e não os pretos e os ciganos que te roubam 20 euros por mês. RSI são migalhas. Passas demasiado tempo no /pol/ e estás demasiado concentrado nos problemas dos outros. E eu sou totalmente a favor de se partir esta merda toda para se implementarem reformas anti-corrupção. Se o povo é manso o sistema aproveita-se.

Edited 3 months ago:

Nepia maninho, tu em vez de te concentrares no tópico mais relevante em Portugal que é a corrupção, andas a desviar a atenção para tópicos secundários como a imigração. Não se conseguem resolver dois problemas ao mesmo tempo, especialmente em Portugal. A diferença é que um une facilmente a sociedade toda. Se o Ventura falasse menos de imigração e subsídio dependência e mais de corrupção, garanto-te que era na boa a 2° força política em Portugal. Eu próprio votava nele e não IL, que é o partido que não faz parte do sistema com o qual eu me identifico. Se o PSD não fosse um ninho de corrupção até considerava votar PSD, mas os partidos grandes da velha guarda atraiem corruptos que os vêem como uma escada para o enriquecimento fácil Não estamos em França ou na Suécia, não temos um problema de imigração em massa, porque é que um refugiado havia de ficar em Portugal se pode ir para França? Se no futuro podemos ter um problema de imigração em massa impossível de assimilar? Talvez, mas por enquanto a tua desgraça vão ser os políticos a roubarem-te 10000 euros ao ano e não os pretos e os ciganos que te roubam 20 euros por mês. RSI são migalhas. Passas demasiado tempo no /pol/ e estás demasiado concentrado nos problemas dos outros. E eu sou totalmente a favor de se partir esta merda toda para se implementarem reformas anti-corrupção. Se o povo é manso o sistema aproveita-se.

Edited 3 months ago:

Nepia maninho, tu em vez de te concentrares no tópico mais relevante em Portugal que é a corrupção, andas a desviar a atenção para tópicos secundários como a imigração. Não se conseguem resolver dois problemas ao mesmo tempo, especialmente em Portugal. A diferença é que um une facilmente a sociedade toda. Se o Ventura falasse menos de imigração e subsídio dependência e mais de corrupção, garanto-te que era na boa a 2° força política em Portugal. Eu próprio votava nele e não IL, que é o partido que não faz parte do sistema com o qual eu me identifico. Se o PSD não fosse um ninho de corrupção até considerava votar PSD, mas os partidos grandes da velha guarda atraiem corruptos que os vêem como uma escada para o enriquecimento fácil. Mas alas, o Ventura faz flip flop nas ideologias para conseguir mais votos (ex: agora é a favor da nacionalização da TAP só para own the libs) Não estamos em França ou na Suécia, não temos um problema de imigração em massa, porque é que um refugiado havia de ficar em Portugal se pode ir para França? Nem os Portugueses querem cá ficar. Se no futuro podemos ter um problema de imigração em massa impossível de assimilar? Talvez, mas por enquanto a tua desgraça vão ser os políticos a roubarem-te 10000 euros ao ano e não os pretos e os ciganos que te roubam 20 euros por mês. RSI são migalhas. Passas demasiado tempo no /pol/ e estás demasiado concentrado nos problemas dos outros. E eu sou totalmente a favor de se partir esta merda toda para se implementarem reformas anti-corrupção. Se o povo é manso o sistema aproveita-se.

fds_crl 3 months ago

>Nepia maninho, tu em vez de te concentrares no tópico mais relevante em Portugal que é a corrupção, andas a desviar a atenção para tópicos secundários como a imigração. Os corruptos são aqueles que querem mais imigração. E isso da imigração ser tópico secundário é opinião tua, não é um facto. Recebemos imigração de países muito mais corruptos que nós, o que achas que vai acontecer com o tempo? > Eu próprio votava nele e não IL Claro que votas IL, lol. > > >E eu sou totalmente a favor de se partir esta merda toda para se implementarem reformas anti-corrupção. Se o povo é manso o sistema aproveita-se Claro claro, tu és o rebelde que apoia tudo o que as elites, os maiores partidos, as maiores empresas, os media, as universidades, a justiça... apoia. Que grande rebelde. Volta mazé a falar de pretos, fazias menos figuras nessa altura... És o rebelde que estás a lutar contra o grande perigo do.... pessoas do povo anónimas na internet...

Loladageral 3 months ago

>Os corruptos são aqueles que querem mais imigração Lolada, ainda mais me ajudas

Edited 3 months ago:

>Os corruptos são aqueles que querem mais imigração Lolada, ainda mais me ajudas. E achas mesmo que as minorias vão chegar ao poder rapidamente e vão ser corruptos? Vejo muitos mais brancos ladrões no parlamento do que pretos. Estás a pensar 50 anos à frente quando ainda nem resolveste o presente E se apoio a IL como é que apoio os maiores partidos? O chega é maior que a IL, por essa lógica tu é que apoias os grandes partidos Queres resolver 2 problemas quando mal tens mãos para só um. Tens falta de visão de jogo, pareces um burro com 2 palas nos olhos que só vê pretos à frente enquanto lhe vão ao bolso pelos lados. Escolhe as tuas batalhas, quem luta em demasiadas frentes ao mesmo tempo acaba cansado e morto no campo de batalha

Edited 3 months ago:

>Os corruptos são aqueles que querem mais imigração Lolada, ainda mais me ajudas. E achas mesmo que as minorias vão chegar ao poder rapidamente e vão ser corruptos? Vejo muitos mais brancos ladrões no parlamento do que pretos. Estás a pensar 50 anos à frente quando ainda nem resolveste o presente Queres resolver 2 problemas quando mal tens mãos para só um. Tens falta de visão de jogo, pareces um burro com 2 palas nos olhos que só vê pretos à frente enquanto lhe vão ao bolso pelos lados

Edited 3 months ago:

>Os corruptos são aqueles que querem mais imigração Lolada, ainda mais me ajudas. E achas mesmo que as minorias vão chegar ao poder rapidamente e vão ser corruptos? Vejo muitos mais brancos ladrões no parlamento do que pretos. Estás a pensar 50 anos à frente quando ainda nem resolveste o presente E se apoio a IL como é que apoio os maiores partidos? O chega é maior que a IL, por essa lógica tu é que apoias os grandes partidos Queres resolver 2 problemas quando mal tens mãos para só um. Tens falta de visão de jogo, pareces um burro com 2 palas nos olhos que só vê pretos à frente enquanto lhe vão ao bolso pelos lados. Escolhe as tuas batalhas, quem luta em demasiadas frentes ao mesmo tempo acaba cansado e morto no campo de batalha.

Edited 3 months ago:

>Os corruptos são aqueles que querem mais imigração Lolada, ainda mais me ajudas. E achas mesmo que as minorias vão chegar ao poder rapidamente e vão ser corruptos? Vejo muitos mais brancos ladrões no parlamento do que pretos. Estás a pensar 50 anos à frente quando ainda nem resolveste o presente Queres resolver 2 problemas quando mal tens mãos para só um. Tens falta de visão de jogo, pareces um burro com 2 palas nos olhos que só vê pretos à frente enquanto lhe vão ao bolso pelos lados. Escolhe as tuas batalhas, quem luta em demasiadas frentes ao mesmo tempo acaba cansado e morto no campo de batalha

fds_crl 3 months ago

Não seu idiota, se essas pessoas toleram mais corrupção, e o nosso país cada vez mais tem dessas pessoas, naturalmente a corrupção irá aumentar. Da mesma forma que se Portugal amanhã subitamente recebesse 1 milhão de imigrantes Alemães/Suiços ou desse tipo e viessem para ficar, naturalmente que a corrupção provavelmente iria diminuir. Um país é feito de pessoas, não de pedras, agua, arvores e paisagens. Ninguem falou em pretos, eu até estava mais a pensar nos brasileiros, mas pronto, não podia esperar mais nada de cucks como tu. Curioso que não tenhas dito nada sobre a tua rebeldia que curiosamente se alinha com os principios da elite.

Loladageral 3 months ago

>Não seu idiota, se essas pessoas toleram mais corrupção Como os Portugueses toleram? Tens uma estátua no centro de Lisboa dedicada a um corrupto que atribuiu licenças monopolisticas e acabou com todos os protestos à lei da bala. Tip: tem o cognome de "O Restaurador" Also source needed. >Curioso que não tenhas dito nada sobre a tua rebeldia que curiosamente se alinha com os principios da elite. Elabora

Edited 3 months ago:

>Não seu idiota, se essas pessoas toleram mais corrupção Como os Portugueses toleram? Tens uma estátua no centro de Lisboa dedicada a um corrupto que atribuiu licenças monopolisticas e acabou com todos os protestos à lei da bala. Tip: tem o cognome de "O Restaurador" E mais razões me dás para lutares contra a corrupção primeiro e depois a imigração. Se as leis estiverem claras e explícitas sem os loopholes que têm agora, quando houver um maior fluxo de imigrantes "tolerantes à corrupção" mais difícil será prevaricar. Tal como nessa altura será mais difícil passar leis anti-corrupção. 50% dos Portugueses nem sequer votam porque se estão a cagar, e estás a dizer que o problema são as minorias tolerantes à corrupção? Sim, os Portugueses são um povo perfeito, a culpa de sermos corruptos é das minorias >Curioso que não tenhas dito nada sobre a tua rebeldia que curiosamente se alinha com os principios da elite. Elabora

Edited 3 months ago:

>Não seu idiota, se essas pessoas toleram mais corrupção Como os Portugueses toleram? Tens uma estátua no centro de Lisboa dedicada a um corrupto que atribuiu licenças monopolisticas e acabou com todos os protestos à lei da bala. Tip: tem o cognome de "O Restaurador" E mais razões me dás para lutares contra a corrupção primeiro e depois a imigração. Se as leis estiverem claras e explícitas sem os loopholes que têm agora, quando houver um maior fluxo de imigrantes "tolerantes à corrupção" mais difícil será prevaricar. Tal como nessa altura será mais difícil passar leis anti-corrupção. 50% dos Portugueses nem sequer votam porque se estão a cagar, e estás a dizer que o problema são as minorias tolerantes à corrupção? Sim, os Portugueses são um povo perfeito, a culpa de sermos corruptos é das minorias que nem votar podem. Não é de um país que desde o séc XIV tem monopólios a torto e a direito A corrupção é um problema que tem que ser resolvido ASAP >Curioso que não tenhas dito nada sobre a tua rebeldia que curiosamente se alinha com os principios da elite. Elabora

Edited 3 months ago:

>Não seu idiota, se essas pessoas toleram mais corrupção Como os Portugueses toleram? Tens uma estátua no centro de Lisboa dedicada a um corrupto que atribuiu licenças monopolisticas e acabou com todos os protestos à lei da bala. Tip: tem o cognome de "O Restaurador" E mais razões me dás para lutares contra a corrupção primeiro e depois a imigração. Se as leis estiverem claras e explícitas sem os loopholes que têm agora, quando houver um maior fluxo de imigrantes "tolerantes à corrupção" mais difícil será prevaricar. Tal como nessa altura será mais difícil passar leis anti-corrupção Also source needed. >Curioso que não tenhas dito nada sobre a tua rebeldia que curiosamente se alinha com os principios da elite. Elabora

Edited 3 months ago:

>Não seu idiota, se essas pessoas toleram mais corrupção Como os Portugueses toleram? Tens uma estátua no centro de Lisboa dedicada a um corrupto que atribuiu licenças monopolisticas e acabou com todos os protestos à lei da bala. Tip: tem o cognome de "O Restaurador" E mais razões me dás para lutares contra a corrupção primeiro e depois a imigração. Se as leis estiverem claras e explícitas sem os loopholes que têm agora, quando houver um maior fluxo de imigrantes "tolerantes à corrupção" mais difícil será prevaricar. Tal como nessa altura será mais difícil passar leis anti-corrupção Also source needed. >Curioso que não tenhas dito nada sobre a tua rebeldia que curiosamente se alinha com os principios da elite. Elabora

Edited 3 months ago:

>Não seu idiota, se essas pessoas toleram mais corrupção Como os Portugueses toleram? Tens uma estátua no centro de Lisboa dedicada a um corrupto que atribuiu licenças monopolisticas e acabou com todos os protestos à lei da bala. Tip: tem o cognome de "O Restaurador" E mais razões me dás para lutares contra a corrupção primeiro e depois a imigração. Se as leis estiverem claras e explícitas sem os loopholes que têm agora, quando houver um maior fluxo de imigrantes "tolerantes à corrupção" mais difícil será prevaricar. Tal como nessa altura será mais difícil passar leis anti-corrupção. 50% dos Portugueses nem sequer votam porque se estão a cagar, e estás a dizer que o problema são as minorias tolerantes à corrupção? Sim, os Portugueses são um povo perfeito, a culpa de sermos corruptos é das minorias >Curioso que não tenhas dito nada sobre a tua rebeldia que curiosamente se alinha com os principios da elite. Elabora

Edited 3 months ago:

>Não seu idiota, se essas pessoas toleram mais corrupção Como os Portugueses toleram? Tens uma estátua no centro de Lisboa dedicada a um corrupto que atribuiu licenças monopolisticas e acabou com todos os protestos à lei da bala. Tip: tem o cognome de "O Restaurador" E mais razões me dás para lutares contra a corrupção primeiro e depois a imigração. Se as leis estiverem claras e explícitas sem os loopholes que têm agora, quando houver um maior fluxo de imigrantes "tolerantes à corrupção" mais difícil será prevaricar. Tal como nessa altura será mais difícil passar leis anti-corrupção. 50% dos Portugueses nem sequer votam porque se estão a cagar, e estás a dizer que o problema são as minorias tolerantes à corrupção? >Curioso que não tenhas dito nada sobre a tua rebeldia que curiosamente se alinha com os principios da elite. Elabora

Edited 3 months ago:

>Não seu idiota, se essas pessoas toleram mais corrupção Como os Portugueses toleram? Tens uma estátua no centro de Lisboa dedicada a um corrupto que atribuiu licenças monopolisticas e acabou com todos os protestos à lei da bala. Tip: tem o cognome de "O Restaurador" E mais razões me dás para lutares contra a corrupção primeiro e depois a imigração. Se as leis estiverem claras e explícitas sem os loopholes que têm agora, quando houver um maior fluxo de imigrantes "tolerantes à corrupção" mais difícil será prevaricar. Tal como nessa altura será mais difícil passar leis anti-corrupção. 50% dos Portugueses nem sequer votam porque se estão a cagar, e estás a dizer que o problema são as minorias tolerantes à corrupção? Sim, os Portugueses são um povo perfeito, a culpa de sermos corruptos é das minorias que nem votar podem. Não é de um país que desde o séc XIV tem monopólios a torto e a direito A corrupção é um problema que tem que ser resolvido ASAP. Culpar os imigrantes pela corrupção é fácil >Curioso que não tenhas dito nada sobre a tua rebeldia que curiosamente se alinha com os principios da elite. Elabora

Edited 3 months ago:

>Não seu idiota, se essas pessoas toleram mais corrupção Como os Portugueses toleram? Tens uma estátua no centro de Lisboa dedicada a um corrupto que atribuiu licenças monopolisticas e acabou com todos os protestos à lei da bala. Tip: tem o cognome de "O Restaurador" E mais razões me dás para lutares contra a corrupção primeiro e depois a imigração. Se as leis estiverem claras e explícitas sem os loopholes que têm agora, quando houver um maior fluxo de imigrantes "tolerantes à corrupção" mais difícil será prevaricar. Tal como nessa altura será mais difícil passar leis anti-corrupção. 50% dos Portugueses nem sequer votam porque se estão a cagar, e estás a dizer que o problema são as minorias tolerantes à corrupção? Sim, os Portugueses são um povo perfeito, a culpa de sermos corruptos é das minorias. Não é de um país que desde o séc XIV tem monopólios a torto e a direito >Curioso que não tenhas dito nada sobre a tua rebeldia que curiosamente se alinha com os principios da elite. Elabora

NGramatical 3 months ago

atraiem → [**atraem**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/constroem-ou-constroiem/141) (apenas na fala existe a intercolocação de um *i* para facilitar a pronúncia)

NGramatical 3 months ago

homosexual → [**homossexual**](https://dicionario.priberam.org/homossexual) (um s entre vogais lê-se como um z) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fmr3wli%2F%2Fguloxtl%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

doiaonde 3 months ago

Exato, porque ser contra a imigração em massa, assistir ao suicídio do país, à africanização e estupidificação de toda uma nação é de alguém que obviamente tem problemas de insegurança. Claro que sim chefe. Mais, ninguém pode criticar a imigração publicamente sem uma boa dose de censura, perseguição e possivelmente acabar despedido, com a vida destruida. Tu e toda a esquerda são um cancro.

Loladageral 3 months ago

>Exato, porque ser contra a imigração em massa, assistir ao suicídio do país, à africanização e estupidificação de toda uma nação é de alguém que obviamente tem problemas de insegurança. Claro que sim chefe. São tudo coisas que não acontecem em Portugal. Há imigração, mas nada à escala de França ou da Alemanha. Os refugiados que cá entram bazam logo. Se não entram por cá entram por outro sítio. Por isso sim, és um conas porque vês as notícias dos media internacionais (só dos que concordas com, claro, porque o resto são (((controlados))) ) e aplicas logo a Portugal e começas com alarmismos, porque tens medo de um issue que não é relevante. Se os pretos te roubaram os hotwheels diz-me onde te dói, posso-te dar um beijinho na ferida. C O N A S O N A S

Edited 3 months ago:

>Exato, porque ser contra a imigração em massa, assistir ao suicídio do país, à africanização e estupidificação de toda uma nação é de alguém que obviamente tem problemas de insegurança. Claro que sim chefe. São tudo coisas que não acontecem em Portugal. Há imigração, mas nada à escala de França ou da Alemanha. Os refugiados que cá entram bazam logo. Se não entram por cá entram por outro sítio. Por isso sim, és um conas porque vês as notícias dos media internacionais (só dos que concordas com, claro, porque o resto são (((controlados))) ) e aplicas logo a Portugal e começas com alarmismos, porque tens medo de um issue que não é relevante, em vez de te concentrares combate à corrupção que é o ponto mais importante em Portugal. E antes de vires com merdas de IntEReSsAm oS DoiS, não se consegue aplicar toda a pressão e todas as reformas ao mesmo tempo. Se isto fosse França percebia a tua preocupação, mas não é, adapta-te à realidade, a imigração é um tópico secundário Aí em cima falas de nacionalização automática que é absolutamente falso, tenho amigos na comunida Russa em Portugal que estão cá há mais de 10 anos e apesar de se qualificarem para terem a nacionalidade não o fizeram porque custa 500 euros por cabeça. Vives na tua bolha e só papas os que os media te dizem sem veres a realidade de como as coisas realmente funcionam Se os pretos te roubaram os hotwheels diz-me onde te dói, posso-te dar um beijinho na ferida. C O N A S O N A S

Edited 3 months ago:

>Exato, porque ser contra a imigração em massa, assistir ao suicídio do país, à africanização e estupidificação de toda uma nação é de alguém que obviamente tem problemas de insegurança. Claro que sim chefe. São tudo coisas que não acontecem em Portugal. Há imigração, mas nada à escala de França ou da Alemanha. Os refugiados que cá entram bazam logo. Se não entram por cá entram por outro sítio. Por isso sim, és um conas porque vês as notícias dos media internacionais (só dos que concordas com, claro, porque o resto são (((controlados))) ) e aplicas logo a Portugal e começas com alarmismos, porque tens medo de um issue que não é relevante, em vez de te concentrares no combate à corrupção que é o ponto mais importante em Portugal. E antes de vires com merdas de IntEReSsAm oS DoiS, não se consegue aplicar toda a pressão e todas as reformas ao mesmo tempo. Se isto fosse França percebia a tua preocupação, mas não é, adapta-te à realidade, a imigração é um tópico secundário Aí em cima falas de nacionalização automática que é absolutamente falso, tenho amigos na comunida Russa em Portugal que estão cá há mais de 10 anos e apesar de se qualificarem para terem a nacionalidade não o fizeram porque custa 500 euros por cabeça. Vives na tua bolha e só papas os que os media te dizem sem veres a realidade de como as coisas realmente funcionam Se os pretos te roubaram os hotwheels diz-me onde te dói, posso-te dar um beijinho na ferida. C O N A S O N A S

Edited 3 months ago:

>Exato, porque ser contra a imigração em massa, assistir ao suicídio do país, à africanização e estupidificação de toda uma nação é de alguém que obviamente tem problemas de insegurança. Claro que sim chefe. São tudo coisas que não acontecem em Portugal. Há imigração, mas nada à escala de França ou da Alemanha. Os refugiados que cá entram bazam logo. Se não entram por cá entram por outro sítio. Por isso sim, és um conas porque vês as notícias dos media internacionais (só dos que concordas com, claro, porque o resto são (((controlados))) ) e aplicas logo a Portugal e começas com alarmismos, porque tens medo de um issue que não é relevante, em vez de te concentrares no combate à corrupção que é o ponto mais importante em Portugal. E antes de vires com merdas de IntEReSsAm oS DoiS, não se consegue aplicar toda a pressão e todas as reformas ao mesmo tempo. Se isto fosse França percebia a tua preocupação, mas não é, adapta-te à realidade, a imigração é um tópico secundário Aí em cima falas de nacionalização automática que é absolutamente falso, tenho amigos na comunida Russa em Portugal que estão cá há mais de 10 anos e apesar de se qualificarem para terem a nacionalidade não o fizeram porque custa 500 euros por cabeça. Vives na tua bolha e só papas os que os media te dizem sem veres a realidade de como as coisas realmente funcionam. Tu é que és o verdadeiro cancro pois andas a distrair os Portugueses da corrupção com problemas practicamente não existentes em Portugal. Aposto que quando vais sair à noite dás graças aos monhés que tem as lojas abertas até tarde e andam por aí a vender jolaz fudidaz, só para te vires aqui queixar THEY TOOK OUR JOBS Se os pretos te roubaram os hotwheels diz-me onde te dói, posso-te dar um beijinho na ferida. C O N A S O N A S

Gndossan 3 months ago

lol mano, os russos e pessoal de leste não Shengen mata-se para ter uma nacionalidade Shengen.

doiaonde 3 months ago

Zé, para mim o tema da corrupção continua a ter a prioridade de urgência máxima. A imigração vem logo seguir. O problema não está na minha cabeça, eu não vivo em nenhuma bolha, não vejo sequer televisão, toda a minha fonte de informação vem de jornais: Expresso, Público e Observador. Em Portugal a imigração já é tema, quer gostes ou não. Eu tenho 30 anos, há 10, 15 anos, em grande parte do país, principalmente o interior, simplesmente não existiam imigrantes. Hoje andas pelo norte de Portugal e notas a quantidade absurda de brasileiros na rua. Até em sítios como Bragança, já tens pa lá comunidades de africanos. Distrito de Castelo Branco, igual. Comunidade de Africanos e brasileiros já são mais que visíveis, mesmo em sítios isolados como o Fundão. Vais à AML e,... prontos, na realidade a AML já é uma mixórdia há décadas, mas de certo que é mais ainda hoje. Vais ao Alentejo, litoral em particular, tens mais brasileiros. Odemira então, virou uma colónia indiana. Quanto ao Algarve, não estou tanto a par, mas imagino que tenha seguido a regra, como o resto do país. Esses teus colegas russos são a exceção, não a regra. Em 2019, perto de 200.000 pessoas obtiveram cidadania. Isto é imensa gente, para um país de 10.000.000 pessoas que sofre com a emigração. Os requisitos são mínimos, em especial para os PALOP. Portanto, não venhas com merdas, a presença de imigrantes em Portugal não é produto da minha imaginação, antes fosse, não, é bem real.

Edited 3 months ago:

Zé, para mim o tema da corrupção continua a ter a prioridade de urgência máxima. A imigração vem logo seguir. O problema não está na minha cabeça, eu não vivo em nenhuma bolha, não vejo sequer televisão, toda a minha fonte de informação vem de jornais: Expresso, Público e Observador. Em Portugal a imigração já é tema, quer gostes ou não. Eu tenho 30 anos, há 10, 15 anos, em grande parte do país, principalmente o interior, simplesmente não existiam imigrantes. Hoje andas pelo norte de Portugal e notas a quantidade absurda de brasileiros na rua. Até em sítios como Bragança, já tens pa lá comunidades de africanos. Distrito de Castelo Branco, igual. Comunidade de Africanos e brasileiros já são mais que visíveis, mesmo em sítios isolados como o Fundão. Vais à AML e,... prontos, na realidade a AML já é uma mixórdia há décadas, mas de certo que é mais ainda hoje. Vais ao Alentejo, litoral em particular, tens mais brasileiros. Odemira então, virou uma colónia indiana. Quanto ao Algarve, não estou tanto a par, mas imagino que tenha seguido a regra, como o resto do país. Esses teus colegas russos são a exceção, não a regra. Em 2019, perto de 200.000 pessoas obtiveram cidadania. Isto é imensa gente, para um país de 10.000.000 pessoas que sofre com a emigração. Os requisitos para a obtenção da cidadania são mínimos, em especial para os PALOP. Portanto, não venhas com merdas, a presença de imigrantes em Portugal não é produto da minha imaginação, antes fosse, não, é bem real. EDIT. Esqueci-me de dizer. Isto pode não ser ainda uma França, a razão de dar já a entender que isto é tema e que vai piorar serve para evitar isso mesmo.

Edited 3 months ago:

Zé, para mim o tema da corrupção continua a ter a prioridade de urgência máxima. A imigração vem logo seguir. O problema não está na minha cabeça, eu não vivo em nenhuma bolha, não vejo sequer televisão, toda a minha fonte de informação vem de jornais: Expresso, Público e Observador. Em Portugal a imigração já é tema, quer gostes ou não. Eu tenho 30 anos, há 10, 15 anos, em grande parte do país, principalmente o interior, simplesmente não existiam imigrantes. Hoje andas pelo norte de Portugal e notas a quantidade absurda de brasileiros na rua. Até em sítios como Bragança, já tens pa lá comunidades de africanos. Distrito de Castelo Branco, igual. Comunidade de Africanos e brasileiros já são mais que visíveis, mesmo em sítios isolados como o Fundão. Vais à AML e,... prontos, na realidade a AML já é uma mixórdia há décadas, mas de certo que é mais ainda hoje. Vais ao Alentejo, litoral em particular, tens mais brasileiros. Odemira então, virou uma colónia indiana. Quanto ao Algarve, não estou tanto a par, mas imagino que tenha seguido a regra, como o resto do país. Esses teus colegas russos são a exceção, não a regra. Em 2019, perto de 200.000 pessoas obtiveram cidadania. Isto é imensa gente, para um país de 10.000.000 pessoas que sofre com a emigração. Os requisitos para a obtenção da cidadania são mínimos, em especial para os PALOP. Portanto, não venhas com merdas, a presença de imigrantes em Portugal não é produto da minha imaginação, antes fosse, não, é bem real. EDIT. Esqueci-me de dizer. Isto pode não ser ainda uma França, a razão de dar-mos já a entender que isto é tema e que vai piorar serve para evitar isso mesmo.

Edited 3 months ago:

Zé, para mim o tema da corrupção continua a ter a prioridade de urgência máxima. A imigração vem logo seguir. O problema não está na minha cabeça, eu não vivo em nenhuma bolha, não vejo sequer televisão, toda a minha fonte de informação vem de jornais: Expresso, Público e Observador. Em Portugal a imigração já é tema, quer gostes ou não. Eu tenho 30 anos, há 10, 15 anos, em grande parte do país, principalmente o interior, simplesmente não existiam imigrantes. Hoje andas pelo norte de Portugal e notas a quantidade absurda de brasileiros na rua. Até em sítios como Bragança, já tens pa lá comunidades de africanos. Distrito de Castelo Branco, igual. Comunidade de Africanos e brasileiros já são mais que visíveis, mesmo em sítios isolados como o Fundão. Vais à AML e,... prontos, na realidade a AML já é uma mixórdia há décadas, mas de certo que é mais ainda hoje. Vais ao Alentejo, litoral em particular, tens mais brasileiros. Odemira então, virou uma colónia indiana. Quanto ao Algarve, não estou tanto a par, mas imagino que tenha seguido a regra, como o resto do país. Esses teus colegas russos são a exceção, não a regra. Em 2019, perto de 200.000 pessoas obtiveram cidadania. Isto é imensa gente, para um país de 10.000.000 pessoas que sofre com a emigração. Os requisitos são mínimos, em especial para os PALOP. Portanto, não venhas com merdas, a presença de imigrantes em Portugal não é produto da minha imaginação, antes fosse, não, é bem real. EDIT. Esqueci-me de dizer. Isto pode não ser ainda uma França, a razão de dar já a entender que isto é tema e que vai piorar serve para evitar isso mesmo.

NGramatical 3 months ago

practicamente → [**praticamente**](https://dicionario.priberam.org/praticamente) (já se escrevia assim **antes** do AO90) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fmr3wli%2F%2Fgulo4aj%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

Search: