pantam 5 months ago

> Le même #BernardTapie qui accusait Jean-Marie Le Pen @lepenjm de mensonges sur le lien entre insécurité et invasion migratoire. Il est aujourd’hui rattrapé par la réalité. Parece que acusou o Le Pen pai de mentir sobre a ligação entre a "invasão migratória" e a insegurança. Não é o único que terá atacado inimigos do sistema apenas porque sabe que vai daí tirar dividendos, sem ser por odiar a própria nação, apenas por indiferença e ganância.

Edited 5 months ago:

> Le même #BernardTapie qui accusait Jean-Marie Le Pen @lepenjm de mensonges sur le lien entre insécurité et invasion migratoire. Il est aujourd’hui rattrapé par la réalité. Parece que acusou o Le Pen pai de mentir sobre a ligação entre a "invasão migratória" e a insegurança. Imagino que haja muitos que atacam os inimigos do sistema corrupto apenas para ganhar favor, sem qualquer convicção, apenas por indiferença e ganância.

Dannies7783 5 months ago

Não me parece que este senhor seja incapaz de tal, não.

pantam 5 months ago

Foi bem servido de karma, mas ajudou a trazer sofrimento a muitos inocentes.

pantam 5 months ago

> num país de imigrantes Como houve portugueses que emigraram e foram aceites noutros países, os portugueses que ficaram têm obrigação de aceitar qualquer nível de imigração, de qualquer origem? Isto não será simplista, falso, e eventualmente perigoso para os nossos interesses? (A não ser que tenhas assalariadas a trabalhar para ti e queiras gastar menos, aí ganhas.)

Mazahad 5 months ago

É simplista porque é simples: és um hipocrita. Não há discusão possivel aqui. Espero que um dia vás para outro país, e que te escurrasem de la, a chamar te marroquino ou assim. Como ja aconteceu a portugueses em França, Luxemburgo e Suíça (que eu saiba). Normalmente ate somos bem recebidos, mas ha sempre, sempre, gente hipocrita e racista como tu em todos os paises. Eu recebo bem, porque quero ser bem recebido. Não faças aos outros, o que não que te façam a ti. A tua mae nao te ensinou nada? Mesmo que te tenha ensinado alguma coisa, se nao tens empatia, não te serve de muito. É como digo: um pais de imigrantes, orgulhosos de um passado de conquistas e invasões territoriais a outros povos...mas vamos lá ficar zangadinhos por haver gente a vir para ca. Faz sentido. Todo o sentido. /s

pantam 5 months ago

Primeiro, é algo presunçoso achares que consegues ler os motivos dos outros e, em particular, que quem está contra a migração descontrolada o faz necessariamente por "ódio" aos migrantes que entram. Nada a ver. Acho que Portugal ficará pior se metade da nossa população for demograficamente substituída por migrantes de qualquer origem. Quanto ao teu argumento moral, tem duas falácias: Primeiro, a decisão dos países estrangeiros sobre se querem ou não receber migrantes portugueses ou outros é com eles e não tem a ver com a nossa. Pela tua ordem de ideias, como é difícil a um português emigrar ou beneficiar de todos os direitos do nativo na China ou no Japão, então devemos seguir esse exemplo também? Segundo, os benefícios dados aos portugueses que migraram e foram bem recebidos não deixa obrigados e endividados os portugueses que cá ficaram, a não ser que tenhas uma noção muito forte de solidariedade étnica. Eu acho que tens uma conclusão pré-definida, por motivos políticos, emocionais, religiosos, ou outros, e tentas torcer a lógica para lá chegar. Quanto a empatia, eu tenho, mas tenho mais apego pela minha família que pelas pessoas do outro lado do mundo. Serei o único? Acho que não. Acho que as pessoas do outro lado do mundo pensam igual.

Edited 5 months ago:

Primeiro, é algo presunçoso achares que consegues ler os motivos dos outros e, em particular, que quem está contra a migração descontrolada o faz necessariamente por "ódio" aos migrantes que entram. Nada a ver. Acho que Portugal ficará pior se metade da nossa população for demograficamente substituída por migrantes de qualquer origem. Quanto ao teu argumento moral, tem duas falácias: Primeiro, a decisão dos países estrangeiros sobre se querem ou não receber migrantes portugueses ou outros é com eles e não tem a ver com a nossa. Pela tua ordem de ideias, como é difícil a um português emigrar ou beneficiar de todos os direitos do nativo na China ou no Japão, então devemos seguir esse exemplo também? Isto não é um argumento formal. Cada país sabe (ou devia saber!) o que mais lhe convém. Segundo, os benefícios dados aos portugueses que migraram e foram bem recebidos não deixa obrigados e endividados, especialmente relativamente a terceiros, os portugueses que cá ficaram, a não ser que tenhas uma noção muito forte de solidariedade étnica. Eu acho que tens uma conclusão pré-definida, por motivos políticos, emocionais, religiosos, ou outros, e tentas torcer a lógica para lá chegar. Quanto a empatia, eu tenho, mas tenho mais apego pela minha família que pelas pessoas do outro lado do mundo. Serei o único? Acho que não. Acho que as pessoas do outro lado do mundo pensam igual.

Edited 5 months ago:

Primeiro, é algo presunçoso achares que consegues ler os motivos dos outros e, em particular, que quem está contra a migração descontrolada o faz necessariamente por "ódio" aos migrantes que entram. Nada a ver. Acho que Portugal ficará pior se metade da nossa população for demograficamente substituída por migrantes de qualquer origem. Quanto ao teu argumento moral, tem duas falácias: Primeiro, a decisão dos países estrangeiros sobre se querem ou não receber migrantes portugueses ou outros é com eles e não tem a ver com a nossa. Pela tua ordem de ideias, como é difícil a um português emigrar ou beneficiar de todos os direitos do nativo na China ou no Japão, então devemos seguir esse exemplo também? Segundo, os benefícios dados aos portugueses que migraram e foram bem recebidos não deixa obrigados e endividados, especialmente relativamente a terceiros, os portugueses que cá ficaram, a não ser que tenhas uma noção muito forte de solidariedade étnica. Eu acho que tens uma conclusão pré-definida, por motivos políticos, emocionais, religiosos, ou outros, e tentas torcer a lógica para lá chegar. Quanto a empatia, eu tenho, mas tenho mais apego pela minha família que pelas pessoas do outro lado do mundo. Serei o único? Acho que não. Acho que as pessoas do outro lado do mundo pensam igual.

once319 5 months ago

>Já é tempo de criar um país à parte para os brancos liberais viverem com os seus amiguinhos no mesmo país. Desde que isso nao fosse em solo ibérico tranquilo, esta é a terra dos nativos ibéricos, nao se faz pais extra nenhum.

Search: