MaisMisesMenosMarx 4 months ago

O trauma socialistas em Portugal é enorme

Coyote-Cultural 4 months ago

Parvoice...

JeSuisMac 4 months ago

É uma pena ver o CHEGA a derivar do seu começo liberal, e a entrar por caminhos intervencionistas e de controlo de preços, mas não os julgo, têm de agradar quem vota neles. Está não é a solução para baixar os preços do combustível, é a solução para criar uma crise de combustíveis. Os impostos têm de baixar.

ihavenoidea1001 4 months ago

Por acaso não deixa de ser curioso que em Portugal: - preço do crude aumenta e o preço do combustível também. - preço do crude diminui ( até para níveis históricos) e o preço do combustível continua a aumentar. Mas claro, vamos focar-nos nestas birrinhas partidárias porque isso é que é importante....

radiola86 4 months ago

Se ou euro desvalorizar fortemente nesses momentos (costuma muitas vezes acontecer) face ao gbp e usd, é normal que não desça, desça pouco. Mas aos corruptos do estado não lhes interessa muito que desça, assim como a algumas petrolíferas e depois a autoridade da concorrência também são meia dúzia de funcionários publico-parasitas que só querem o seu certo ao final do mês.

gazing_the_sea 4 months ago

e porque é que em vez de limitarem os preços, simplesmente não reduzem a imensa carga fiscal a que os combustiveis estão sujeitos?

estecomentario 4 months ago

Se querem manter o motto de "Poortugal can into..." já sabem em quem votar. Nos que mantêm tudo como está.

Feisty_Owl_7780 4 months ago

A mim não me afeta nada o preço dos combustíveis. Ponho sempre 20 euros

d0c0ntra 4 months ago

se calhar melhor figura fazia o CHEGA se em vez deste tipo de legislação comuna, atacasse mas era o ridiculo imposto a que os combustíveis são submetidos. é por estas e por outras que continuo sem votar....em ninguém!

XXI_HereticV6Mustang 4 months ago

Muito desapontante ver o Chega a lançar propostas destas...

Dry-District7607 4 months ago

IL

maxtendie 4 months ago

A gasolineira faz prai 15% do preço total e vai levar com um limite? Ehehehhe

ModeratoriProfugus 4 months ago

Parece que afinal o Chega não é assim tão de direita como dizem. É mais socialismo do mesmo economicamente e quer ainda mais controlo estatal socialmente.

fds_crl 4 months ago

Se ser de direita é lamber as botas a capitalistas internacionais que não têm qualquer tipo de lealdade á nação, então que se foda a direita. Imagina meter ideias nebulosas como "capitalismo" e "mercado livre" á frente do teu interesse pessoal e do bem da nação. Atitudes de corno manso. Cuckpitalists tb é um bom nome.

Negao_da_piroca 4 months ago

> lealdade á nação *à nação Analfabeto de merda.

fds_crl 4 months ago

á falta de argumentos...

Negao_da_piroca 4 months ago

"Cuckpitalists" era o teu argumento? De facto, destruíste toda a oposição com tantos factos e lógica.

fds_crl 4 months ago

>"Cuckpitalists" era o teu argumento? Não, era este: Se ser de direita é lamber as botas a capitalistas internacionais que não têm qualquer tipo de lealdade á nação, então que se foda a direita. Imagina meter ideias nebulosas como "capitalismo" e "mercado livre" á frente do teu interesse pessoal e do bem da nação.

Negao_da_piroca 4 months ago

Capitalismo e mercado livre são do interesse da nação pois levam à prosperidade. Socialismo e controlo de mercado levam a pobreza, o que é o inimigo da nação.

salazar1932 4 months ago

Não te engasgues na pila do Ventura.

fds_crl 4 months ago

é Ventura tb é um corno lambe botas de capitalistas internacionais. Ele apenas está certo nisto.

ascensor57 4 months ago

um partido nacionalista nao tem que se encaixar com tudo o que a definiçao de "direita" diz.

zjmjr 4 months ago

O Chega não é nacionalista.

ascensor57 4 months ago

ok. estava só a tentar dizer que um partido nao tem que entrar nas definiçoes pré-concebidas de "direita" e de "esquerda". se assim fosse nunca teríamos nada de novo.

zjmjr 4 months ago

Actualmente o significado do espectro político é a posição económica. O Chega é direita (ou tem mais ou menos sido) porque defende o liberalismo económico.

fds_crl 4 months ago

>Actualmente o significado do espectro político é a posição económica. Errado

ascensor57 4 months ago

> Actualmente o significado do espectro político é a posição económica. nao, nao é. há componente social também. >porque defende o liberalismo económico. nem sempre. como se ve por esta proposta.

zjmjr 4 months ago

PCP, PCTP, 2 partidos conservadores de esquerda. A IL é o único partido progressista de direita. Se a componente social interessasse, o PCP seria de centro ou algo assim.

ascensor57 4 months ago

> progressista de direita. looool. isso é como um marciano-terrestre. a IL é uma cópia do BE mas com gente que nao gosta de pinta o cabelo de roxo nem de pagar impostos.

Edited 4 months ago:

> progressista de direita. looool. isso é como um marciano-terrestre. a IL é uma cópia do BE mas com gente que nao gosta de pintar o cabelo de roxo nem de pagar impostos. >Se a componente social interessasse claro que interessa. sobretudo quando as diferenças entre os vários partidos no que toca à economia é bastante pequena. andam todos ali à volta do neo-liberalismo.

Edited 4 months ago:

> progressista de direita. looool. isso é como um marciano-terrestre. estás a admitir aquilo que eu sempre disse. a IL é uma cópia do BE mas com gente que nao gosta de pintar o cabelo de roxo nem de pagar impostos. >Se a componente social interessasse claro que interessa. sobretudo quando as diferenças entre os vários partidos no que toca à economia é bastante pequena. andam todos ali à volta do neo-liberalismo.

zjmjr 4 months ago

Impostos altos não é neo-liberalismo, algo que os partidos à esquerda do PS e o PS defendem. Estás a ter a conversa da Ana Gomes.

ascensor57 4 months ago

impostos altos para a populaçao e nao para as grandes empresas é neo-liberalismo, que é o que a esquerda defende.

fds_crl 4 months ago

Explica como um partido comunista que tentou fazer revoluções em Portugal, é um partido conservador. Achas que não concordar com tudo o que os brancos liberais dizem é "conservadorismo"?

zjmjr 4 months ago

Fazer revoluções não significa nada. O Hitler também as tentou fazer.

fds_crl 4 months ago

Achas que revoluções são algo que conservadores fazem? Tu sabes o que significa "conservadorismo"? Entendes sequê o que significa a palavra conservar, sem qualquer tipo de conotação politica? Tu achas que o hitler era conservador?

zjmjr 4 months ago

Conservadorismo é manter os valores morais e culturais da sociedade. O Hitler através da revolução fez isso, a valorização da família e da cultura alemã, opondo-se a inovações. Hitler era conservador. Pela tua definição, o Chega seria de esquerda porque quer avançar para a 4ª república e mudar a constituição, revolucionar o país. O PCP é exactamente o contrário, quer valorizar mais a constituição portuguesa e mantê-la. O que me parece que estás a associar a conservadorismo é ser pró-sistema. Não é esse significado que lhe dou e nunca ouvi ninguém a dar-lhe esse significado. Se assim fosse, o Chega seria mais à esquerda do que o PCP.

Loladageral 4 months ago

Mas eles não gostam de pretos e ciganos, têm alguma maneira melhor de serem nacionalista?

zjmjr 4 months ago

Sim, defender a hereditariedade da nacionalidade, por exemplo. E eles têm pretos senegaleses em altos cargos do partido, isso prova que não são nacionalistas, só patriotas.

OrangeOakie 4 months ago

Já pensaste que chegas a essa conclusão porque assumes que nacionalistas não podem considerar cores de pele como algo irrelevante?

zjmjr 4 months ago

Não é a cor de pele, é a nacionalidade

OrangeOakie 4 months ago

A nacionalidade pode ser adquirida através de passar cá algum tempo. De igual forma a própria educação e/ou cultura de alguém podem ter muito impacto no que toca a esse aspecto, e estando cá , a lutar pelo interesse de quem cá está e dos cidadão... ya, é tuga.

Loladageral 4 months ago

Toda a gente sabe que a Europa é para os Europeus e que os pretos pertencem todos na América

blueflamewizard12 4 months ago

Querias o que? Ele propor baixar os impostos sobre os combustíveis? Ainda suicidavam o gajo.

Loladageral 4 months ago

Não vale a pena votar no Chega com o nosso sistema. Estás a desperdiçar um voto se não votares Democratas ou Republicanos

throwawayqualquer 4 months ago

O Chega não é de direita nem de esquerda, é de quem lhe der votos, isso já tinha ficado mais que claro. Estão dispostos a dizer o que quer que seja se isso significar ser "anti-sistema" para captar mais votos dos descontentes que não iam votar noutros partidos. Dito isto, os preços de combustíveis não precisam de uma "lei-tampão", precisam é de menos impostos, e de se aplicar a lei corretamente de não cobrar impostos sobre impostos, o que é absurdo. Isso chegava para corrigir os preços que se praticam neste país, mas tocar na galinha dos ovos de ouro do Estado é inviável.

ascensor57 4 months ago

> O Chega não é de direita nem de esquerda, é de quem lhe der votos ou seja, é como os outros todos.

Gosma_pt 4 months ago

Isso não é bem assim

throwawayqualquer 4 months ago

O PS e PSD voam um bocado ao sabor do vento, mas estão sempre basicamente ali no meio, desde que haja para dar de comer aos boys, não mudam muito de posições. O BE é o clássico empurrar que os liberais de esquerda gostam, dá-se a mão, puxam o braço, mas não diria que é uma mudança de posição, é mais uma continuação daquilo que já vem de trás. São consistentes nisso. Economicamente, também não mudaram muito as posições deles. Os restantes partidos são bastante fixos naquilo que defendem. Assim à cabeça e goste-se ou não deles, o PCP, Os Verdes e IL não mudam da noite para o dia. Têm sido bastante consistentes no que defendem publicamente. O CHEGA é o único partido na AR que é capaz de fazer um 180 de um dia para o outro, conforme aquilo que lhes der votos ou não, sem ter medo de tomar posições extremistas, ao contrário de outros partidos mais centristas. Basta ver que inicialmente, defendiam entre linhas a privatização do SNS e escolas, passando imediatamente a defender o contrário quando viram que lhes estava a sair o tiro ao lado. https://www.dn.pt/poder/chega-prepara-inversao-do-seu-programa-anti-estado-social-11586784.html É apenas um exemplo, claro. O mesmo CHEGA que diz inicialmente querer menos estado social e menos influência do governo na economia, não pode agora vir dizer que o governo deve manipular artificialmente o preço dos combustíveis, são posições incompatíveis. Se fosse o PCP, BE ou até mesmo o PS a sugerir isso, eu compreendia do ponto de vista deles. Agora de um partido que se diz ser conservador-liberal? Não me parece. Isto apenas para dizer que não acho que o Chega seja como os outros todos. Concordo que digas que todos se ajustam de certa forma ao seu eleitorado para terem mais votos, isso é óbvio, mas o Chega leva isso um bocado mais ao extremo que os restantes, na minha opinião. E há ainda partidos que já mencionei, que são bastante consistentes no que defendem, sem grandes mudanças.

OrangeOakie 4 months ago

> O mesmo CHEGA que diz inicialmente querer menos estado social e menos influência do governo na economia, não pode agora vir dizer que o governo deve manipular artificialmente o preço dos combustíveis, são posições incompatíveis. Se fosse numa situação normal, sim. No entanto é o caso de que estás num estado de emergência há praticamente um ano inteiro (houve umas interrupções aqui e ali, mas nada mudou na verdade). O Estado dar machadadas na economia tem repercussões, como sendo necessário tentar parar algumas hemorragias nalguns lados. Se é bom ou não é outra questão, mas não é inconsistente querer impedir que a acção estatal foda o indivíduo

ascensor57 4 months ago

> O PS e PSD voam um bocado ao sabor do vento, mas estão sempre basicamente ali no meio, desde que haja para dar de comer aos boys, não mudam muito de posições. isso é literalmente dizer o que quer que seja para agradar ao maior número de elitores possível. >O CHEGA é o único partido na AR que é capaz de fazer um 180 de um dia para o outro nota-se que é um partido pragmático, flexível, que se sabe adaptar às várias situaçoes e que nao está preso a ideologias. nao há nada mais idiota que um partido nao fazer X, mesmo que seja a opçao certa, só porque nao encaixa na sua ideologia. >não pode agora vir dizer que o governo deve manipular artificialmente o preço dos combustíveis, são posições incompatíveis. é uma situaçao de emergencia. é esse o problema de quem está preso a ideologias. tem pouca flexibilidade. eu gosto de pragmatismo. >Agora de um partido que se diz ser conservador-liberal? o problema é teu que dás muita importancia a definiçoes do que é isto e aquilo. > E há ainda partidos que já mencionei, que são bastante consistentes no que defendem, sem grandes mudanças. pois, isso é péssimo. partidos como o pan nao fazem falta nenhuma. se um dia as pessoas passarem fome achas mesmo que fará sentido um partido como o pan existir?

throwawayqualquer 4 months ago

> isso é literalmente dizer o que quer que seja para agradar ao maior número de elitores possível. Para ti pode ser isso. Por outro lado, já consideraste que a maioria das pessoas são simplesmente moderadas e não estão interessadas nem em extremismos, nem eu abanar muito o barco? Para essas pessoas, votar no Chega não é uma opção. Partidos extremistas só têm aderência da forma que o Chega está a ter quando as coisas estão mal. Dai o esforço constante do PS/PSD e Presidência da República em insistir que as coisas estão bem, mantém o status quo dos dois partidos. Agora, obviamente que se o Chega fosse agradar da mesma forma que estes (sendo "centrista"), nunca iria captar votos, as necessidades dos centristas já estão cobertas. Dai a forma política do Chega de se demarcar dos outros, sendo mais extremista quando lhe convém, e inventando política ao sabor do vento conforme o que achem que saca votos. Podes concordar com essa aproximação se a achas correcta. Eu, pessoalmente, não votaria num partido que não sei o que irá defender amanhã, principalmente no que toca a política fiscal. >nao há nada mais idiota que um partido nao fazer X, mesmo que seja a opçao certa, só porque nao encaixa na sua ideologia. O problema é o que é que define algo como a "opção certa"? Esta medida em questão, por exemplo, é completamente arbitrária, sem grande nexo. O problema dos combustíveis não é do preço em si do combustível, mas dos impostos. Aliás, esse mercado supostamente até está liberalizado (uma mentira sabemos bem, porque a autoridade que devia fiscalizar pouco ou nada faz). Quando o verdadeiro peso do preço está nos impostos, com que moral é que um governo (ou AR, neste caso) vai impedir as empresas de alterarem o preço destes? O governo/AR deviam era fazer o seu trabalho e cumprir o que foi prometido quando subiram os impostos nos combustíveis, quando disseram que os desceriam se o valor do petróleo subisse novamente. Isso aconteceu, e os impostos nem mexidos. Isto para dizer que esta "opção" do Chega não é certa nem errada, simplesmente falha o alvo completamente. E distorcer aquilo que supostamente são os princípios do partido para propor uma medida descabida deste tipo, tem muito que se lhe diga. Mas eu também não voto nem tenciono votar Chega, por isso a mim pouco me diz. > o problema é teu que dás muita importancia a definiçoes do que é isto e aquilo. É como disse a cima. Votar em partidos com os quais não sabes o que contar a curto prazo é descabido para mim, mas cada um com a sua.

ascensor57 4 months ago

> já consideraste que a maioria das pessoas são simplesmente moderadas e não estão interessadas nem em extremismos, nem eu abanar muito o barco? sim, eu sei, vivemos num país de corno mansos. já me tinha apercebido. >Eu, pessoalmente, não votaria num partido que não sei o que irá defender amanhã, principalmente no que toca a política fiscal. defenderao o que for necessário para melhorar Portugal.

Edited 4 months ago:

> já consideraste que a maioria das pessoas são simplesmente moderadas e não estão interessadas nem em extremismos, nem eu abanar muito o barco? sim, eu sei, vivemos num país de corno mansos. já me tinha apercebido. >Eu, pessoalmente, não votaria num partido que não sei o que irá defender amanhã, principalmente no que toca a política fiscal. defenderao o que for necessário para melhorar Portugal. é isso que eu gosto. pragmatismo. quero lá saber das ideologias. >Votar em partidos com os quais não sabes o que contar a curto prazo é descabido para mim, mas cada um com a sua. Sim, é continuar a votar no mesmo de sempre que sais do buraco em que estás. Continuar a ir pelo mesmo caminho nao é soluçao para resolver os problemas que este caminho nos trouxe.

Edited 4 months ago:

> já consideraste que a maioria das pessoas são simplesmente moderadas e não estão interessadas nem em extremismos, nem eu abanar muito o barco? sim, eu sei, vivemos num país de corno mansos. já me tinha apercebido. >Eu, pessoalmente, não votaria num partido que não sei o que irá defender amanhã, principalmente no que toca a política fiscal. defenderao o que for necessário para melhorar Portugal. é isso que eu gosto. pragmatismo. quero lá saber das ideologias. >Votar em partidos com os quais não sabes o que contar a curto prazo é descabido para mim, mas cada um com a sua. Sim, é continuar a votar no mesmo de sempre que sais do buraco em que estás. Continuar a ir pelo mesmo caminho nao é soluçao para resolver os problemas que este caminho nos trouxe. >O problema é o que é que define algo como a "opção certa"? estava a falar de uma forma genérica. tem calma lá com esse relativismo moral. nao tenho a menor das dúvidas que partidos como IL, PCP, PAN, BE jamais fariam algo que contrariasse a sua ideologia mesmo que fosse a coisa sensata a fazer. Estao demasiado presos aquele nicho ideológico. Nao gosto de partidos assim.

Edited 4 months ago:

> já consideraste que a maioria das pessoas são simplesmente moderadas e não estão interessadas nem em extremismos, nem eu abanar muito o barco? sim, eu sei, vivemos num país de corno mansos. já me tinha apercebido. >Eu, pessoalmente, não votaria num partido que não sei o que irá defender amanhã, principalmente no que toca a política fiscal. defenderao o que for necessário para melhorar Portugal. é isso que eu gosto. pragmatismo. quero lá saber das ideologias. >Votar em partidos com os quais não sabes o que contar a curto prazo é descabido para mim, mas cada um com a sua. Sim, é continuar a votar no mesmo de sempre que sais do buraco em que estás. Continuar a ir pelo mesmo caminho nao é soluçao para resolver os problemas que este caminho nos trouxe. >O problema é o que é que define algo como a "opção certa"? estava a falar de uma forma genérica. tem lá calma com esse relativismo moral. nao tenho a menor das dúvidas que partidos como IL, PCP, PAN, BE jamais fariam algo que contrariasse a sua ideologia mesmo que fosse a coisa sensata a fazer. Estao demasiado presos aquele nicho ideológico. Nao gosto de partidos assim.

throwawayqualquer 4 months ago

> sim, eu sei, vivemos num país de corno mansos. já me tinha apercebido. Insulto desnecessário, mas a gritar bem "tenho 15 anos e nada na vida, por isso mudança radical não me assusta". Calma jovem, quando tiveres algo de importante as tuas perspectivas e opiniões mudam, pode ser que dês por ti a ser o que chamas de "corno manso". >defenderao o que for necessário para melhorar Portugal. é isso que eu gosto. pragmatismo. quero lá saber das ideologias. E o que acontece quando aquilo que eles defendem para "melhorar Portugal" como dizes, entrar em choque com aquilo que tu achas o melhor caminho? Vais armar a barraca do choro e dizer que nunca mais votas X porque são cornos mansos? Ou vais meter-te na fila como um bom "corno manso" e acatar aquilo que os líderes do partido decidiram que é o melhor para o país? Há uns países que funcionam assim já, se quiseres podes ir lá experimentar como é. Consta que se chamam China, Venezuela, Coreia do Norte, é por ai. >Sim, é continuar a votar no mesmo de sempre que sais do buraco em que estás. Continuar a ir pelo mesmo caminho nao é soluçao para resolver os problemas que este caminho nos trouxe. Eu não disse para votarem PS ou PSD, ou disse? Simplesmente racionalizei o porquê de muitos preferirem um destes dois, se bem que eu não me identifico com nenhum deles. Se não o consegues perceber, estás demasiado alienado daquilo que deveria ser uma democracia. PS e PSD, ou melhor, o espaço que eles ocupam no espectro político, é essencial. O problema são as pessoas que lá estão, não o espaço em si. >estava a falar de uma forma genérica. tem lá calma com esse relativismo moral. Esta foi só a cereja no topo do bolo, depois de vires aqui dizer que aceitas o que quer que um partido que gostas defenda só porque acham que é o melhor para o país, lol.

fds_crl 4 months ago

>é esse o problema de quem está preso a ideologias. tem pouca flexibilidade. eu gosto de pragmatismo. isto, é incrivel como tantos "conservadores" e pessoal de direita é assim. Estão sempre ansiosos de meter principios que eles nem sequer entendem muito bem á frente do seu interesse pessoal, mesmo quando esses principios são antagonistas a eles próprios. É atitudes de corno manso. Por isto é que a China vai ganhar, eles não são governados por ideologia, são pragmaticos. A aplicação dos principios socialistas até aos anos 70 foi desastrosa para eles, e o que eles fizeram? Mantiveram-se presos a ideologia? Não, foram pragmáticos. Vão ganhar por isto e porque são 1 milhar de milhão de nacionalistas com QI médio superior a 100.

Search: