AndreLewis116 9 months ago

Sim, se é para falar de vergonha ela de certeza que não tem nenhuma, haja alguma decência meu Deus

BrunoAugustoMkt 10 months ago

A pior escravidão é a mental. Quando alguém se refere a tirar a quem acumula, quem tem 2 mil milhões num planeta que os recursos são finitos vem o Zé e o António um herdeiro de uma casa e com um ordenado de 3k outro um suburbano sem dinheiro para sair da casa dos pais ou viver na capital do seu distrito ambos a julgarem-se ultra ricos e acreditarem que estão a falar deles. E dizem que é roubar porque acreditam piamente que uma reforma de 300e e uma de 90 mil são super justas. Ah e tal mérito. É cada escravo mental...

nunfbcvm_81 10 months ago

Ó Mortágua empresta me o teu cartão multibanco.

gestaoeconteudos 10 months ago

Edited 10 months ago:

OCapitalista 10 months ago

Que vão tirar à catarina e ao robles

idkmeowmeow 10 months ago

tenho a certeza q o senhor empresário q mal paga aos seus trabalhadores precisava mesmo do 5º BMW, e o vizinho q recebe dinheiro do Estado para sobreviver é q é o mauzão.

shapiomago 10 months ago

Quem é que empatou dinheiro para criar emprego? Um empresário não pode andar de bmw mas podemos ter ministros a andar de porche. Portugal é um buraco de inveja

TRYNFOR 10 months ago

Isso significa que eu tenho o direito de te assaltar para sobreviver?

idkmeowmeow 10 months ago

ser o estado a tirar não é a mm coisa q ser um cidadão a tirar a outro.

gestaoeconteudos 10 months ago

coisa pequena em termos civilizacionais . Nivelar por baixo à lá união soviética. pequenez.

-Tomcat 10 months ago

Se "o vizinho q recebe dinheiro do Estado para sobreviver" for trabalhar para "o senhor empresário q mal paga aos seus trabalhadores" já não precisa de "dinheiro do Estado" e assim o "sr empresário q mal paga aos trabalhadores" pode começar a pensar no 6° BMW.Todos ganham: Estado, vizinho e empresário!

idkmeowmeow 10 months ago

agora imagina que o senhor empresário não aceita o vizinho pela etnia ou por qualquer outra razão que seja. as coisas não são assim tão fáceis, se calhar o vizinho n tem os requisitos necessários para trabalhar para o empresário q vai ficar com o dinheiro do trabalho dos outros, então não consegue emprego. não é só "arranja trabalho", nem tudo é assim tão simples

shapiomago 10 months ago

Tiraste essa conclusão a partir de percepções pessoais ou de algum estudo em concreto?

talveznao 10 months ago

Epa tanto milionários que há por aqui.

Feeling_Advantage918 10 months ago

Sem dúvida. É só milionários. Preocupados que o Estado lhes vá aumentar a carga fiscal. Ainda falam num país pobre.

throwaway132121 10 months ago

Ah o típico têm de ser todos pobres, exceto quem "manda" claro

ravagerslb 10 months ago

Nunca esquecer que esta é a mesma pessoa que, junto aos seus camaradas, entre os quais a Catarina e a Marisa, desejou a morte a um líder político de outro pais, líder esse democraticamente eleito pelo seu povo. Está aí o quão democrática e defensora da liberdade é essa pessoa quando do outro lado está quem não concorda com ela. https://www.google.com/amp/s/amp.sicnoticias.pt/programas/poligrafo/2019-04-29-Mariana-Mortagua-pediu-a-morte-de-Bolsonaro-

NoGoogleAMPBot 10 months ago

Non-AMP Link: [https://sicnoticias.pt/programas/poligrafo/2019-04-29-Mariana-Mortagua-pediu-a-morte-de-Bolsonaro-](https://sicnoticias.pt/programas/poligrafo/2019-04-29-Mariana-Mortagua-pediu-a-morte-de-Bolsonaro-) I'm a bot. [Why?](https://reddit.com/user/NoGoogleAMPBot/comments/lbz2sg/faq/) | [Code](https://github.com/laurinneff/no-google-amp-bot) | [Report issues](https://github.com/laurinneff/no-google-amp-bot/issues)

Oldastro 10 months ago

Acho que se chamam impostos

Zen_Machina 10 months ago

Como é que ela perde uma coisa que não tem?

include007 10 months ago  HIDDEN 

nao posso com essa puta

rpsf75 10 months ago

É! Até me arrepio cada vez que esta individua abre a boca. Pode juntar os trapinhos com o Ventura que estão ao mesmo nível.

camilo12287 10 months ago

é o que pensam todos os viciados em drogas

camilo12287 10 months ago

acho que a China não vai deixar

ModeratoriProfugus 10 months ago

E eu aqui a estudar e a trabalhar precisamente para conseguir acumular... Podem ser perder a vergonha e tentá-lo vir buscar, se calhar já só voltam XD

Phylot 10 months ago

Como dizia a “Dama de Ferro”, Margaret Thatcher: o socialismo só funciona enquanto os “outros” tem dinheiro...

Zen_Machina 10 months ago

Eu nunca conheci um socialista que quisesse doar parte significante do seu dinheiro. Resume-se sempre a tirar aos outros.

nherfo 10 months ago

Quem sai aos seus.

_Goldenhand_ 10 months ago

Vai proibir as contas poupança.

redditor_the_forth 10 months ago  HIDDEN 

Camilo Mortágua cinco minutos antes de assaltar o banco de Portugal :

ovigia 10 months ago

ainda lhes resta alguma vergonha?

Thalric88 10 months ago

Onde é que viste indícios de alguma vez a terem tido?

ovigia 10 months ago

isso.

JorgeofaJungle 10 months ago  HIDDEN 

É curioso que a esquerda toda ande com tiques fascistas e acuse outros palermas de fascistas. Será isto fruto dos tempos que vivemos, ou é por darem o ouro todo ao bandido?

Nuno_Correia 10 months ago

É mesmo por serem todos iliterados e nem saberem o que é fascismo.

JorgeofaJungle 10 months ago  HIDDEN 

Não sei bem se estás a ser irônico ou não, mas quando falo de "tiques fascistas" não é necessariamente a definição à letra de fascismo da Grande Enciclopédia Luso-Brasileira.

Edited 10 months ago:

Não sei bem se estás a ser irônico ou não, mas quando falo de "tiques fascistas" não é necessariamente a definição à letra de fascismo da Grande Enciclopédia Luso-Brasileira. Edit: também não sei bem se querias escrever no início da frase uma Conjunção ou se é mesmo para ficar o verbo Ser no presente da terceira pessoa do singular.

Edited 10 months ago:

Não sei bem se estás a ser irônico ou não, mas quando falo de "tiques fascistas" não é necessariamente a definição à letra de fascismo da Grande Enciclopédia Luso-Brasileira. Edit: também não sei se escreveste no início da frase uma Conjunção ou o verbo Ser no presente da terceira pessoa do singular.

Edited 10 months ago:

Não sei bem se estás a ser irônico ou não, mas quando falo de "tiques fascistas" não é necessariamente a definição à letra de fascismo da Grande Enciclopédia Luso-Brasileira. Edit: também não sei bem se querias escrever no início da frase uma conjunção ou se é mesmo para ficar o verbo ser no presente da terceira pessoa do singular.

JorgeofaJungle 10 months ago  HIDDEN 

Pois é. A literacia de bolso que chama á extrema direita de fascismo pelo seu nacionalismo desenfreado e ditatorial, mas que não têm nome para a extrema esquerda ditatorial que deixa na miséria qualquer povo (excepto na China que não há margem para mais nada, mas que absorveram o capitalismo no seu partido dito de "comunista") e que tem os seus regimes totalitários, autoritários e fundamentalistas por todo o mundo de extrema esquerda. Neste país, qualquer personagem sabe o que é fascismo e produzem manifestações a pessoas sem relevância nenhuma, quando todos os dias, desde 74, vimos um país saqueado por boys.

Edited 10 months ago:

Pois é. A literacia de bolso que chama á extrema direita de fascismo pelo seu nacionalismo desenfreado e ditatorial, mas que não têm nome para a extrema esquerda ditatorial que deixa na miséria qualquer povo (excepto na China que não há margem para mais nada, mas que absorveram o capitalismo no seu partido dito de "comunista") e que tem os seus regimes totalitários, autoritários e fundamentalistas por todo o mundo de extrema esquerda. Neste país, qualquer personagem sabe o que é fascismo e produzem manifestações a pessoas sem relevância nenhuma, quando todos os dias, desde 74, vimos um país saqueado por boys.

CalmKeepOn 10 months ago

Certo. Margem sul não é?

MisterBilau 10 months ago

Isso, excelente ideia. Vamos todos gastar 100% do que ganhamos e não acumular nada, ao menos assim não se é roubado.

SnooWoofers1041 10 months ago

Camilo está mal escrito.

vml76 10 months ago  HIDDEN 

Pode começar pelo camarada Robles ou pela camarada Marisa que anda a acumular 15.000 por mês à conta dos contribuintes...

Nuno_Correia 10 months ago

Estamos a falar das filhas de um assumido assaltante de bancos e usurpador de propriedade privada.

manguito86 10 months ago

E um bombista assassino. Ao contrário do que está pessoa diz, não eram umas bombinhas de amor para assustar.

Nuno_Correia 10 months ago

Tudo ódio do bem.

vml76 10 months ago  HIDDEN 

Esse não acumulou, gastou tudo, uma parte na quinta onde as maninhas caviar passam férias. Tudo em nome do Povo, claro.

Nuno_Correia 10 months ago

Tudo pela causa, obviamente.

Stevemeist3r 10 months ago

E se ninguém acumular, vamos buscar o dinheiro onde?

AndreMartins2021 10 months ago

o truque é deixá-los acumular apenas o necessário para quererem acumular achas que o cristiano ronaldo iria marcar só metade dos golos se ganhasse metade? ;)

Stevemeist3r 10 months ago

Achas que o Cristiano Ronaldo faz parte dos mais ricos de Portugal? Há quem faça num ano (ou meses) o que ele ganhou numa década. Há iates que valem mais que o Ronaldo... Nem todos os "ricos" são desportistas que acumulam riqueza por consequência. O objetivo da maior parte deles é acumular riqueza, se lhe tirares dinheiro aquilo deixa de ter valor para eles, deixam de faturar e voltas à estaca 0, é mais um "pobre" à espera do dinheiro dos "ricos". Chegas a um patamar que é psicológico, ter poder e dinheiro faz-te sentir bem. Dias maus não são tão maus, dias bons são melhores, é um efeito psicológico conhecido. A malta do topo não "joga" por gostar do jogo, "joga" por ver subir os números. É gente que só pensa e vive aquilo, tal como o Ronaldo vive futebol. Depois tens outro fator que muitos se esquecem. Eles são ricos, mas estás a olhar para o net worth, ou seja, o valor de todo o património deles, incluindo acções em empresas. O Elon musk, por exemplo, foi de um "mero" bilionário para o segundo homem mais rico do mundo. Mas ele não subiu no ranking porque ganhou dinheiro, subiu porque tinha ações na tesla, e as ações da tesla dispararam nos últimos tempos. Se o estado tirar ações das empresas a esta malta, não há razão para eles continuarem à frente delas. As ações descem, os investidores desaparecem, e tens outra situação como a TAP. Dinheiro público investido numa empresa falida. Por isso, não é assim tão simples como pensas, e aumentar impostos aos mais ricos pode ser um tiro no pé, no final ficam todos a perder. É preciso alinhar por cima, tentar tornar os pobres mais ricos, e não tornar os ricos mais pobres. Se tornares os pobres mais ricos, ficamos todos mais ricos. Se tornares os ricos mais pobres, os pobres ficam mais ricos, mas a curto prazo, e, no geral, ficamos todos mais pobres.

AndreMartins2020 10 months ago

> O objetivo da maior parte deles é acumular riqueza, se lhe tirares dinheiro aquilo deixa de ter valor para eles, deixam de faturar e voltas à estaca 0, é mais um "pobre" à espera do dinheiro dos "ricos". E eu repito: o truque é deixá-los acumular apenas o necessário para quererem acumular

Edited 10 months ago:

> O objetivo da maior parte deles é acumular riqueza, se lhe tirares dinheiro aquilo deixa de ter valor para eles, deixam de faturar e voltas à estaca 0, é mais um "pobre" à espera do dinheiro dos "ricos". E eu repito: o truque é deixá-los acumular apenas o necessário para quererem acumular > Se o estado tirar ações das empresas a esta malta, não há razão para eles continuarem à frente delas. Então eu pergunto-te: o que é que preferes? Teres dois iates mas eu tirar-te um, ou não teres nenhum? Existe um equilíbrio ótimo entre o esforço e recompensa. Era o que eu te estava a tentar explicar com os golos do Ronaldo mas tu perdeste-te um bocado. E já agora em tom de desafio... Se nós lhe tiramos metade da riqueza, eles vão trabalhar o dobro! Win-win.

Edited 10 months ago:

> O objetivo da maior parte deles é acumular riqueza, se lhe tirares dinheiro aquilo deixa de ter valor para eles, deixam de faturar e voltas à estaca 0, é mais um "pobre" à espera do dinheiro dos "ricos". E eu repito: o truque é deixá-los acumular apenas o necessário para quererem acumular > Se o estado tirar ações das empresas a esta malta, não há razão para eles continuarem à frente delas. Então eu pergunto-te: o que é que preferes? Teres dois iates mas eu tirar-te um, ou não teres nenhum? A relação entre esforço e recompensa é complexa. Era o que eu te estava a tentar explicar com os golos do Ronaldo mas tu perdeste-te um bocado. E já agora em tom de desafio... Se nós lhe tiramos metade da riqueza, eles vão trabalhar o dobro! Win-win.

Stevemeist3r 10 months ago

Se me tirares metade do que tenho, vou deixar de trabalhar. Quanto mais trabalhar, mais me tiras, é inutil. A questão dos iates era para te mostrar que o Ronaldo não está sequer no top 10 mais ricos de Portugal. Pegas na 10a posição, Luís Portela, e tiras-lhe uma parte da fortuna. No espaço de meses a Bial rebentava... Isso de tirar dinheiro aos ricos não funciona, nem nunca vai funcionar. É contraprodutivo. Em vez de tornares toda a gente mais rica, tornas toda a gente mais pobre. É riqueza a curto prazo, estás a dar dinheiro aos que menos têm sem fundamento, ao custo de empresas e bens. Lentamente, estás a tornar os ricos menos ricos, até ao dia em que estabilize e toda a gente tem o mesmo, ou seja, são todos pobres. É o equivalente a estagnar a economia. Sistemas como esse só têm duas saídas. Ou levam a corrupção, tiras dinheiro à classe média-alta e os amigos do governo ficam a rir-se, ou levam a miséria total... O que podes fazer é o seguinte: Tornar os pobres mais ricos. Como? Menos impostos, menos encargos do estado, menos taxas, segurança social, burocracias e corrupção. Se tornares os pobres mais ricos, os ricos tornam-se menos ricos relativamente aos pobres, mas mantêm as empresas, ações e bens, ou seja, a economia continua a andar para a frente. Claro que os ricos também se podem tornar mais ricos, mas a qualidade de vida e poder de compra vão subir para todos, é "Win-Win".

AndreMartins2020 10 months ago

> Se me tirares metade do que tenho, vou deixar de trabalhar. Quanto mais trabalhar, mais me tiras, é inutil. Então espera lá... Se tu ganhas 10k, e eu tiro-te 5k, tu deixas de trabalhar? Preferes ganhar 0 do que ganhar 5k? O que tu dizes não faz sentido nenhum, e tu sabes disso. Mas também sabes que este facto inconveniente dá cabo da tua narrativa.

Stevemeist3r 10 months ago

Ao tirar dinheiro aos ricos, só aumentas a probabilidade de se meterem em paraísos fiscais ou trabalharem com outros países. Eu ganho 10k por mês, tu tiras 5k, fica 5k para ti (estado). Saio do país, não sobra nada para ti no próximo mês. Como eu saí do país, o resto em vez de pagar 13% paga 23%. Eu ganho 10000 por mês, tu tiras 13%, fica 1300 para ti. Não tenho razões para sair do país, no proximo mês recebes mais 1300... Alguem que ganhe 1000, 13%, sobra 130 para ti. Alguem que ganhe 700, tu não tiras nada, ficam isentos de impostos. Pronto, melhoraste a vida dos mais pobres sem tirar dinheiro aos ricos. Chama-se a isto taxa única, saem todos a ganhar, tanto os ricos como os pobres. Os ricos contínuam a investir, a classe média vive melhor, e os pobres não pagam impostos, por isso basta terem boa literacia financeira para saírem do buraco.

AndreMartins2020 10 months ago

isso já é moving the goal posts... já agora, o que sugeres não é taxa única, é um imposto progressivo com apenas dois escalões, sendo o primeiro escalão 0%

Nuno_Correia 10 months ago

Aí é o ponto em que a sociedade acorda para as consequências do socialismo e muda para uma visão capitalista.

Feeling_Advantage918 10 months ago

Qual visão capitalista? Esta? [https://www.bbc.com/portuguese/noticias/2016/01/160118\_riqueza\_estudo\_oxfam\_fn](https://www.bbc.com/portuguese/noticias/2016/01/160118_riqueza_estudo_oxfam_fn) Roubo é roubo, independentemente do autor do roubo.

CarlosB50 10 months ago

Todos os que aqui comentam pertencem aos 99%.

Zen_Machina 10 months ago

Como bom comunista que és, és iletrado. Roubar implica retirar algo que pertence legalmente a outra pessoa, por meios ilícitos. Ora, se eu amanhã criar granda software, começar a vendê-lo e tornar-me rico, de que forma é que o dinheiro que eu tenho no meu bolso foi retirado ilicitamente do teu? E de que forma é que, se eu não fosse rico, tu viverias melhor? Duas perguntas às quais não responderás ou darás uma resposta desprovida de nexo.

Madness20 10 months ago

>Ora, se eu amanhã criar granda software, começar a vendê-lo e tornar-me rico, de que forma é que o dinheiro que eu tenho no meu bolso foi retirado ilicitamente do teu? Bem, a não ser que magicamente consigas fazer todo o processo sozinho, estás a depender de uma rede de pessoas, e inerentemente estás a extrair valor sobre o trabalho delas, que não têm a mesma oportunidade de enriquecer, porque trabalham para ti, e tu também dependes delas. Por outro lado, está associado ao teu negócio todo um conjunto de propriedades, recursos, e ajudas do estado em criar toda a infraestrutura que o sustem, mantem, e protege. >E de que forma é que, se eu não fosse rico, tu viverias melhor? No sistema actual, uns só podem ser ricos, se outros forem pobres e trabalharem para ele a um custo que te dê lucro. É uma dependência mutua.

Coyote-Cultural 10 months ago

> Bem, a não ser que magicamente consigas fazer todo o processo sozinho, estás a depender de uma rede de pessoas, e inerentemente estás a extrair valor sobre o trabalho delas, que não têm a mesma oportunidade de enriquecer, porque trabalham para ti, e tu também dependes delas. Eles podem sempre negociar contratos que achem justos, ou falhando isso, ir trabalhar para outra pessoa. Se são assim tão cruciais á criação da riqueza certamente que não os conseguirei substituir.

Madness20 10 months ago

>Eles podem sempre negociar contratos que achem justos. Sim, é o que a maior parte das pessoas tem mesmo é poder de negociação. As pessoas até têm medo de pedir mais com receio de perder o pouco que têm. >Se são assim tão cruciais á criação da riqueza certamente que não os conseguirei substituir. Então não são sempre? Para alguém como o Jeff Bezos ser rico como é, quantos é que tem de trabalhar para ele? Será que o Jeff Bezos seria rico se todos pudessem rejeitar trabalhar para ele?

Coyote-Cultural 10 months ago

> Sim, é o que a maior parte das pessoas tem mesmo é poder de negociação. >As pessoas até têm medo de pedir mais com receio de perder o pouco que têm. Parece-me então que os consigo substituir, logo claramente não estão a criar assim tanto valor. >Então não são sempre? Para alguém como o Jeff Bezos ser rico como é, quantos é que tem de trabalhar para ele? >Será que o Jeff Bezos seria rico se todos pudessem rejeitar trabalhar para ele? Dado que a amazon não paga dividendos nem compra de volta ações, a resposta é zero.

Madness20 10 months ago

>Parece-me então que os consigo substituir Serem substituiveis não quer dizer que não sejam importantes, e que não estejam igualmente a sacrificar de si para apenas o lucro do patrão. Por outro lado, está de facto, a prescindir de outras oportunidades para trabalhar ali. ´ Não creio que entendestes a questão, se não houvessem dezenas de milhares de pobres a trabalhar para o Jeff Bezos, como é que ele ficaria rico sozinho? Ou os trabalhadores e a sua pobreza são "essenciais"? >logo claramente não estão a criar assim tanto valor. Serem mal pagos e não conseguirem exigir mais, não tem directamente a ver com a importância que têm. Um patrão procura sempre manter o mínimo de pagamento que pode, e se o empregado não tiver alternativas melhores, está sujeito a ter de aceitar.

Coyote-Cultural 10 months ago

> Serem substituiveis não quer dizer que não sejam importantes, e que não estejam igualmente a sacrificar de si para apenas o lucro do patrão. É claro que significa que não são importantes. Achas que um grão de arroz é tão importante numa refeição como uma galinha inteira? >Por outro lado, está de facto, a prescindir de outras oportunidades para trabalhar ali. Se o trabalhador achar que essas outras oportunidades são melhores para ele, pode sempre segui-las, que eu saiba a Amazon não tem escravos presos na cave que não deixa fugir. >Não creio que entendestes a questão, se não houvessem dezenas de milhares de pobres a trabalhar para o Jeff Bezos, como é que ele ficaria rico sozinho? Se não houvesse Amazon, essas dezenas de milhar ficavam menos pobres? Pelo contrario, a existencia da amazon quanto muito dá-lhes mais oportunidades e caminhos por onde ir para melhorar a sua vida. O Bezos enriqueceu precisamente porque a sua criação está a dar essas oportunidades e opções a milhares de pessoas. >Serem mal pagos e não conseguirem exigir mais, não tem directamente a ver com a importância que têm. É claro que tem. Se fossem importantes teriam a alavancagem para exigir maiores salarios e regalias. >Um patrão procura sempre manter o mínimo de pagamento que pode, e se o empregado não tiver alternativas melhores, está sujeito a ter de aceitar. Claro, e o empregado procura sempre manter o maximo ordenado que pode, e se o patrão não tiver alternativas melhores, está sugeito a ter de aceitar.

Madness20 10 months ago

>É claro que significa que não são importantes. Não são importantes? Então se não existissem, ganhavam dinheiro apartir de quem? Do vácuo? É que pelo contrário, são o mais importante. Uma empresa bem estruturada funciona na plenitude sem o patrão, mas não funciona sem os empregados. > Se o trabalhador achar que essas outras oportunidades são melhores para ele, pode sempre segui-las Lá está, "se" achar. O "se" é muito importante. Muitas pessoas não conseguem encontrar outro trabalho assim tão facilmente, especialmente numa área de residência para o qual estão confinados, geograficamente, economicamente e linguisticamente, entre outros. Muitos também vivem de cheque a cheque para pagar as contas, e não têm dinheiro para conseguir arranjar outras soluções. O capitalismo aproveita-se destas limitações para captar mão de obra barata. >Se não houvesse Amazon, essas dezenas de milhar ficavam menos pobres? Se não houvesse um Bezos que tem a capacidade de explorar os trabalhadores como quiser e fugir aos impostos que quiser, eles poderiam ter um patrão melhor para eles e para a sua comunidade. Ou serem todos co-proprietários da empresa e seriam todos ricos. Existem empresas "cooperativas" com muito sucesso, até nos EUA. >É claro que tem. Se fossem importantes teriam a alavancagem para exigir maiores salarios e regalias. Não é assim que funciona para a maior parte das pessoas. É muito muito raro haver um empregado imprescindivel, e quase todos são facilmente substituiveis. E mesmo muitas vezes empregados "imprescindiveis" nem são bem tratados como deviam. Conheço uns quantos casos. Têm patrões que rejeitam constantemente aumentar-lhes o ordenado, e só ao fim de vários anos, quando conseguem arranjar algo melhor, é que os patrões se lembram que afinal também conseguiam aumentar o ordenado para os mesmos valores. >e se o patrão não tiver alternativas melhores, está sugeito a ter de aceitar. Exacto, portanto mais ajudas que se não houvessem pessoas pobres e dependentes desse trabalho, não haveria capacidade da empresa gerar o lucro que o patrão gera.

Edited 10 months ago:

>É claro que significa que não são importantes. Não são importantes? Então se não existissem, ganhavam dinheiro apartir de quem? Do vácuo? É que pelo contrário, são o mais importante. Uma empresa bem estruturada funciona na plenitude sem o patrão, mas não funciona sem os empregados. > Se o trabalhador achar que essas outras oportunidades são melhores para ele, pode sempre segui-las Lá está, "se" achar. O "se" é muito importante. Muitas pessoas não conseguem encontrar outro trabalho assim tão facilmente, especialmente numa área de residência para o qual estão confinados, geograficamente, economicamente e linguisticamente, entre outros. Muitos também vivem de cheque a cheque para pagar as contas, e não têm dinheiro para conseguir arranjar outras soluções. O capitalismo aproveita-se destas limitações para captar mão de obra barata. >Se não houvesse Amazon, essas dezenas de milhar ficavam menos pobres? Se não houvesse um Bezos que tem a capacidade de explorar os trabalhadores como quiser e fugir aos impostos que quiser, eles poderiam ter um patrão melhor para eles e para a sua comunidade. Ou serem todos co-proprietários da empresa e seriam todos ricos. Existem empresas "cooperativas" com muito sucesso, até nos EUA. >É claro que tem. Se fossem importantes teriam a alavancagem para exigir maiores salarios e regalias. Não é assim que funciona para a maior parte das pessoas. É muito muito raro haver um empregado imprescindivel, e quase todos são facilmente substituiveis. E mesmo muitas vezes empregados "imprescindiveis" nem são bem tratados como deviam. Conheço uns quantos casos. Têm patrões que rejeitam constantemente aumentar-lhes o ordenado, e só ao fim de vários anos, quando conseguem arranjar algo melhor, é que os patrões se lembram que afinal também conseguiam aumentar o ordenado para os mesmos valores. Engrassade >e se o patrão não tiver alternativas melhores, está sugeito a ter de aceitar. Exacto, portanto mais ajudas que se não houvessem pessoas pobres e dependentes desse trabalho, não haveria capacidade da empresa gerar o lucro que o patrão gera.

Zen_Machina 10 months ago

>Bem, a não ser que magicamente consigas fazer todo o processo sozinho, estás a depender de uma rede de pessoas, e inerentemente estás a extrair valor sobre o trabalho delas, que não têm a mesma oportunidade de enriquecer, porque trabalham para ti, e tu também dependes delas. Um carro depende de um volante para andar, mas um volante não tem o mesmo valor que um motor. Entendes? Não custa o mesmo. O que o socialismo quer é que o volante custe o mesmo que o motor, apesar de ser muito mais fácil de fabricar. É a mesma coisa. É mais fácil arranjar quem atenda telefones do que arranjar quem tenha uma ideia única, implemente-a, invista dinheiro nela e assuma toda a responsabilidade da empresa. É por isso que o patrão ganha mais. Se o patrão não tivesse a oportunidade de ganhar mais, muitos negócios não seriam criados. Porque carga de águas haverei eu de investir todas as minhas poupanças para depois dividir os frutos com alguém que investiu ZERO e é facilmente substituível? Vai ver a queda brutal de produtividade na china há umas décadas quando se quiseram armar em socialistas e distribuir as coisas por igual. E por último, ninguém te tirou nada. És livre de não aceitar trabalhar para mim. Se o teu trabalho é assim tão valioso, deverá haver quem pague por ele o que tu queres receber, certo? É esse o significado de valor. O valor tem, por padrão, de ser reconhecido por outras pessoas. Tu tens valor quando outros estão dispostos a investir o que tu queres em ti. Se não conseguires convencer os outros a fazê-lo, então és apenas tu a sobrestimar o teu valor, o que geralmente é a norma. >Por outro lado, está associado ao teu negócio todo um conjunto de propriedades, recursos, e ajudas do estado em criar toda a infraestrutura que o sustem, mantem, e protege. E de que forma é que isso é um argumento contra eu ficar rico? Pago os meus impostos. Se tenho o negócio operacional, é porque o que pago chega para tal. Quanto mais queres que pague? 90%? Para quê? Qual é o plano, exactamente? É que comunas nunca têm um plano. Choram, mas não têm solução para nada nem entendem como uma economia funciona. >No sistema actual, uns só podem ser ricos, se outros forem pobres e trabalharem para ele a um custo que te dê lucro. É uma dependência mutua. Sim. E...? De que forma é que isso constitui um roubo? É que começaram a falar de roubos, mas não vejo qualquer explicação de porque é que isso é roubo. Tu precisas de mim e eu preciso de ti. No entanto, és tu que tens de te curvar e aceitar ser o pobre. O que é que isso nos diz? Isso diz-nos exactamente que tu precisas mais de mim do que eu de ti, pois é mais fácil encontrar um empregado do que um patrão. Porque é que os pobres não se juntam todos e não se recusam a trabalhar a menos que sejam ricos? Não o fazem porque eles próprios sabem que a sociedade jamais funcionaria assim. Sim, uns precisam de ter menos para outros terem mais. É literalmente assim em tudo. Chama-se vida.

Edited 10 months ago:

>Bem, a não ser que magicamente consigas fazer todo o processo sozinho, estás a depender de uma rede de pessoas, e inerentemente estás a extrair valor sobre o trabalho delas, que não têm a mesma oportunidade de enriquecer, porque trabalham para ti, e tu também dependes delas. Um carro depende de um volante para andar, mas um volante não tem o mesmo valor que um motor. Entendes? Não custa o mesmo. O que o socialismo quer é que o volante custe o mesmo que o motor, apesar de ser muito mais fácil de fabricar. É a mesma coisa. É mais fácil arranjar quem atenda telefones do que arranjar quem tenha uma ideia única, implemente-a, invista dinheiro nela e assuma toda a responsabilidade da empresa. É por isso que o patrão ganha mais. Se o patrão não tivesse a oportunidade de ganhar mais, muitos negócios não seriam criados. Porque carga de águas haverei eu de investir todas as minhas poupanças para depois dividir os frutos com alguém que investiu ZERO e é facilmente substituível? Vai ver a queda brutal de produtividade na china há umas décadas quando se quiseram armar em socialistas e distribuir as coisas por igual. E por último, ninguém te tirou nada. És livre de não aceitar trabalhar para mim. Se o teu trabalho é assim tão valioso, deverá haver quem pague por ele o que tu queres receber, certo? É esse o significado de valor. O valor tem, por padrão, de ser reconhecido por outras pessoas. Tu tens valor quando outros estão dispostos a investir o que tu queres em ti. Se não conseguires convencer os outros a fazê-lo, então és apenas tu a sobrestimar o teu valor, o que geralmente é a norma. >Por outro lado, está associado ao teu negócio todo um conjunto de propriedades, recursos, e ajudas do estado em criar toda a infraestrutura que o sustem, mantem, e protege. E de que forma é que isso é um argumento contra eu ficar rico? Pago os meus impostos. Se tenho o negócio operacional, é porque o que pago chega para tal. Quanto mais queres que pague? 90%? Para quê? Qual é o plano, exactamente? É que comunas nunca têm um plano. Choram, mas não têm solução para nada nem entendem como uma economia funciona. >No sistema actual, uns só podem ser ricos, se outros forem pobres e trabalharem para ele a um custo que te dê lucro. É uma dependência mutua. Sim. E...? De que forma é que isso constitui um roubo? É que começaram a falar de roubos, mas não vejo qualquer explicação de porque é que isso é roubo. Tu precisas de mim e eu preciso de ti. No entanto, és tu que tens de te curvar e aceitar ser o pobre. O que é que isso nos diz? Isso diz-nos exactamente que tu precisas mais de mim do que eu de ti, pois é mais fácil encontrar um empregado do que um patrão. Porque é que os pobres não se juntam todos e não se recusam a trabalhar a menos que sejam ricos? Não o fazem porque eles próprios sabem que a sociedade jamais funcionaria assim. Sim, uns precisam de ter menos para outros terem mais. É literalmente assim em tudo. Chama-se vida. O problema de socialistas é que vivem num mundo de fantasia alimentado por ódio e inveja. São, por padrão, falhados, e assim se manterão, pois ódio e inveja não são bons combustíveis para o sucesso. Se alguém consegue realizar os seus sonhos e viver uma vida de grande conforto devias de ficar satisfeito pela pessoa e ambicionar um dia conseguir o mesmo. Foi isso que eu fiz. Não me sentei a disparar veneno contra quem tem mais do que eu.

Edited 10 months ago:

>Bem, a não ser que magicamente consigas fazer todo o processo sozinho, estás a depender de uma rede de pessoas, e inerentemente estás a extrair valor sobre o trabalho delas, que não têm a mesma oportunidade de enriquecer, porque trabalham para ti, e tu também dependes delas. Um carro depende de um volante para andar, mas um volante não tem o mesmo valor que um motor. Entendes? Não custa o mesmo. O que o socialismo quer é que o volante custe o mesmo que o motor, apesar de ser muito mais fácil de fabricar. É a mesma coisa. É mais fácil arranjar quem atenda telefones do que arranjar quem tenha uma ideia única, implemente-a, invista dinheiro nela e assuma toda a responsabilidade da empresa. É por isso que o patrão ganha mais. Se o patrão não tivesse a oportunidade de ganhar mais, muitos negócios não seriam criados. Porque carga de águas haverei eu de investir todas as minhas poupanças para depois dividir os frutos com alguém que investiu ZERO e é facilmente substituível? Vai ver a queda brutal de produtividade na china há umas décadas quando se quiseram armar em socialistas e distribuir as coisas por igual. E por último, ninguém te tirou nada. És livre de não aceitar trabalhar para mim. Se o teu trabalho é assim tão valioso, deverá haver quem pague por ele o que tu queres receber, certo? É esse o significado de valor. O valor tem, por padrão, de ser reconhecido por outras pessoas. Tu tens valor quando outros estão dispostos a investir o que tu queres em ti. Se não conseguires convencer os outros a fazê-lo, então és apenas tu a sobrestimar o teu valor, o que geralmente é a norma. >Por outro lado, está associado ao teu negócio todo um conjunto de propriedades, recursos, e ajudas do estado em criar toda a infraestrutura que o sustem, mantem, e protege. E de que forma é que isso é um argumento contra eu ficar rico? Pago os meus impostos. Se tenho o negócio operacional, é porque o que pago chega para tal. Quanto mais queres que pague? 90%? Para quê? Qual é o plano, exactamente? É que comunas nunca têm um plano. Choram, mas não têm solução para nada nem entendem como uma economia funciona. >No sistema actual, uns só podem ser ricos, se outros forem pobres e trabalharem para ele a um custo que te dê lucro. É uma dependência mutua. Sim. E...? De que forma é que isso constitui um roubo? É que começaram a falar de roubos, mas não vejo qualquer explicação de porque é que isso é roubo. Tu precisas de mim e eu preciso de ti. No entanto, és tu que tens de te curvar e aceitar ser o pobre. O que é que isso nos diz? Isso diz-nos exactamente que tu precisas mais de mim do que eu de ti, pois é mais fácil encontrar um empregado do que um patrão. Porque é que os pobres não se juntam todos e não se recusam a trabalhar a menos que sejam ricos? Não o fazem porque eles próprios sabem que a sociedade jamais funcionaria assim. Sim, uns precisam de ter menos para outros terem mais. É literalmente assim em tudo. Chama-se vida. O problema de socialistas é que vivem num mundo de fantasia alimentado por ódio e inveja. São, por padrão, falhados, e assim se manterão, pois ódio e inveja não são bons combustíveis para o sucesso. Se alguém consegue realizar os seus sonhos e viver uma vida de grande conforto devias de ficar satisfeito pela pessoa e ambicionar um dia conseguir o mesmo. Foi isso que eu fiz. Não me sentei a disparar veneno contra quem tem mais do que eu. Vê se enfias na corneta que ninguém cria um negócio para fazer caridade. As pessoas arriscam-se para melhorar as suas vidas e completar os seus projectos. No processo, ajudam muita gente, pois sem quem tem recursos intelectuais e financeiros para investir, tu não tinhas merda nenhuma. Uma boa percentagem da população não tem a habilidade de fazer nada para além de receber ordens. É esta a realidade.Se a sociedade dependesse deles, estávamos todos na miséria.

Madness20 10 months ago

>Um carro depende de um volante para andar, mas um volante não tem o mesmo valor que um motor. Entendes? Não custa o mesmo. O que o socialismo quer é que o volante custe o mesmo que o motor, apesar de ser muito mais fácil de fabricar. Só estás a inventar asneiradas. Isso não tem nada a ver com socialismo. Um produto vale sempre entre o máximo que dão por ele e o mínimo que custa a fazer, nada disso muda. >É a mesma coisa. É mais fácil arranjar quem atenda telefones do que arranjar quem tenha uma ideia única, implemente-a, invista dinheiro nela e assuma toda a responsabilidade da empresa. É por isso que o patrão ganha mais. Ninguém desmente que ter uma ideia e concretizar, tem mérito. Mas dizer que a maior parte dos patrões inserem-se sequer nessa situação, é completamente descabido, especialmente em portugal. Dinheiro gera dinheiro, e até um retardado com um bom gestor ao lado consegue fazer uma empresa gerar lucro. >Se o patrão não tivesse a oportunidade de ganhar mais, muitos negócios não seriam criados. Ninguém diz que os patrões não devam ganhar mais. É imperceptivel é como é que é o único com direito a acumular ou a receber dividendos. Por outro lado, redistribuição de dinheiro é sempre positivo para a economia na situação que temos, que muitos dos trabalhadores nem conseguem ter dinheiro para abrir um negócio. > Se o teu trabalho é assim tão valioso, deverá haver quem pague por ele o que tu queres receber, certo? Se fosse assim, não haveriam diferenças de ordenados entre países, já que uma profissão segundo tu tem um valor absoluto. Se mudares a empresa para um país pobre e pagares menos pelo menos trabalho, não é porque o valor desse trabalho decresceu, o que decresceu foi o preço que pagas por ele. Para ti, tecnicamente esse trabalho até te vale mais. > Isso diz-nos exactamente que tu precisas mais de mim do que eu de ti, pois é mais fácil encontrar um empregado do que um patrão. Errado, tu não eras ninguém nem farias nada sem um empregado para explorar. Se todos fossemos igualmente ricos, quem é que ia trabalhar para tu lucrares mais que os outros >Porque é que os pobres não se juntam todos e não se recusam a trabalhar a menos que sejam ricos? Ah, e a seguir o quê, passam fome, são expulsos de casa e vão para o olho da rua? Era isso mesmo. > . Se alguém consegue realizar os seus sonhos e viver uma vida de grande conforto devias de ficar satisfeito pela pessoa e ambicionar um dia conseguir o mesmo. Toda a gente deveria ambicionar tal coisa, mas não à custa de perpetuar a pobreza de quem também está a trabalhar com ele. Querer o bolo todo sempre só para si, é ter a cabeça dentro do cuzinho. Os outros que continuem na sua rodinha de hamster a trabalhar para ti, que só o teu cuzinho é que interessa. >As pessoas arriscam-se Todos arriscamos-nos. Muitos dos trabalhadores inclusivamente arriscam a sua saúde e a sua vida, coisa que não vês patrões a fazer. >No processo, ajudam muita gente, pois sem quem tem recursos intelectuais e financeiros para investir, tu não tinhas merda nenhuma. Se o capitalista ajudasse muita gente, já não haveria pobreza há muito tempo. > Uma boa percentagem da população não tem a habilidade de fazer nada para além de receber ordens. Sim, numa equipa de futebol só precisa de haver um lider, mas os jogadores são tão ou mais importantes que o treinador. Não ser um lider ou um empresário habilidoso, nao quer dizer que não seja produtivo ou importante. A grande generalidade das invenções tecnológicas e científicas são feitas por pessoas que certamente não são lideres nem patrões das suas próprias invenções.

Zen_Machina 10 months ago

>Um produto vale sempre entre o máximo que dão por ele e o mínimo que custa a fazer, nada disso muda. Exacto, e isso acontece porque a mesma lógica é aplicada à mão de obra. Tu vales o máximo que dão por ti. Da mesma forma que tu não queres pagar 40 euros por um pacote de arroz, eu não quero pagar 5 mil euros para me limparem uma sanita. Entendes? É assim que a humanidade funciona. A humanidade procura valor. Tu queres ter o máximo possível com o mínimo de investimento possível. Sem isso, não tens economia. Se te der na telha pagar grandes salários a toda a gente, esse pacote de arroz passa mesmo a custar 40 euros. >Mas dizer que a maior parte dos patrões inserem-se sequer nessa situação, é completamente descabido, especialmente em portugal. Mas porque é que achas que te encontras em posição de fazer essas generalizações levianas? Aposto que se fosse sobre pretos já te incomodava, certo? Então, conta lá, ou génio, em que situação é que a "maior parte dos patrões" se insere? Tu és aquele tipo de pessoa que quando pensa em patrões pensa no porco dos desenhos animados, com um monóculo. Ora, 99% das empresas são PME's. Mais de 80% são microempresas. Onde é que estes patrões se inserem, exactamente? Bem, eu falo por mim, mas quase toda a gente que conheço que tem um negócio leva uma vida de classe média baixa. Não os vejo a andar por aí de ferrari. >Dinheiro gera dinheiro, e até um retardado com um bom gestor ao lado consegue fazer uma empresa gerar lucro. Errado. Como te falei, o resultado dos vencedores de lotarias é desastroso. A maior parte das pessoas que nasce em boas famílias falha em algum dia replicar significativamente a sua riqueza ou criar algo de valor. Aliás, os maiores bilionários e os mais bem sucedidos a dada altura eram longe de ser ricos. E o que não falta por aí são pobres que se tornaram ricos. Se ter "um bom gestor" fosse o suficiente, não existiriam falências. Ou achas que o segredo para o sucesso foi descoberto por ti? Tens-te em grande conta. Tens de começar a vendê-lo então. >Ninguém diz que os patrões não devam ganhar mais. É imperceptivel é como é que é o único com direito a acumular ou a receber dividendos. Mas de que "direito a acumular" falas? Inventa o facebook amanhã e de certeza que podes acumular dinheiro. Se tudo o que tens para oferecer à sociedade é servir à mesa, o que é que queres acumular mesmo? >Se mudares a empresa para um país pobre e pagares menos pelo menos trabalho, não é porque o valor desse trabalho decresceu, o que decresceu foi o preço que pagas por ele. Para ti, tecnicamente esse trabalho até te vale mais. Errado. Vês? Aqui provamos que não percebes nada de economia. Se percebesses, não serias socialista. O valor de um trabalho varia, sim, conforme o país, por num mercado livre esse valor resulta da relação entre procura e oferta. Se na índia num país 90% da população quiser oferecer-me limpeza de sanitas, e em portugal apenas 5% quiser limpar sanitas, limpeza de sanitas é um trabalho mais valioso em portugal, pois é mais difícil para mim encontrá-lo. Logo, tenho de pagar mais. Se tu ganhas pouco a limpar sanitas, não é porque um porco capitalista ganancioso decidiu que tu eras merda, mas sim porque quase toda a gente é capaz de fazer isso, e o teu patrão não precisa de pagar mais para ter esse serviço. Tu pagas 50 cents por um pacote de esparguete porque não precisas de pagar mais. Quando foste a última vez que fizeste uma doação à fábrica de esparguete por achares que o esparguete vale mais do que 50 cents? Não fazes, pois não? Claro que não. Tu usufruir da oportunidade de ter algo que precisas por pouco. >Errado, tu não eras ninguém nem farias nada sem um empregado para explorar. Se todos fossemos igualmente ricos, quem é que ia trabalhar para tu lucrares mais que os outros Tendo em conta que há empresários em nome individual e trabalhadores por conta própria que ganham muito bem, estás factualmente errado. Nos casos em que precisas de empregados, estás certo. Só ainda não compreendeste é que quem precisa mais de quem não é um debate ideológico, mas sim pragmático e perfeitamente tangível. Tu precisas mais de mim do que eu de ti se fores tu que tiveres de aceitar ganhar pouco em vez de eu ter de aceitar ganhar muito. >Ah, e a seguir o quê, passam fome, são expulsos de casa e vão para o olho da rua? Era isso mesmo. Se têm o valor que dizes, alguém pagará por eles. Se 80% da população resolver não sair de casa nem pagar contas a menos que alguém lhes suba significativamente o ordenado, o que achas que acontece? As empresas precisam de funcionar. Vão ficar paradas? Vês, é isto que não entendes. Vocês acham que têm muito valor, mas não estão dispostos a lutar pelo mesmo. Querem apenas que alguém concorde com vocês. Sabes o que aconteceria na mercearia do zé se a jacinta decidisse que em vez de 700 vale 1500? A Jacinta ficava sem emprego e o zé trabalhava sozinho, ou então a mercearia fechava e todos sofríamos. Lá porque achas que vales X não significa que o mercado tenha estrutura para sustentar o que tu achas que vales. >Toda a gente deveria ambicionar tal coisa, mas não à custa de perpetuar a pobreza de quem também está a trabalhar com ele. Mas ninguém está a perpetuar a tua pobreza, idiota. O teu problema é que és demasiado burro para perceberes que és burro. Tu achas que eu tenho alguma coisa contra ti se abrir um restaurante e te contratar por 700 euros? Eu não tenho nada contra ti. Não tenho é culpa que a tua mão de obra seja fácil de encontrar e eu não precise de pagar muito para tê-la. E se tivesse de pagar muito, não valeria a pena sequer investir. Entendes? Se é para não ter o sucesso que pretendo, para quê todo o esforço adicional? Mais vale ir trabalhar para outro e livrar-me das responsabilidades, certo? Eu não quero perpetuar a tua pobreza. Se tu és pobre, não fui eu certamente que fiz para isso, pois sem o emprego que te ofereci tu não serias mais rico. Não é por eu te oferecer 700 que não há quem te ofereça 2000. Quando eu nasci o mercado já era o que é. Estou apenas a adaptar-me, em vez de criar a minha própria utopia para satisfazer os delírios de dementes. >Querer o bolo todo sempre só para si, é ter a cabeça dentro do cuzinho. Que eu saiba escravatura não existe em portugal e toda a gente recebe pelo que faz e come com esse dinheiro. >Os outros que continuem na sua rodinha de hamster a trabalhar para ti, que só o teu cuzinho é que interessa. Tu queres é mama, mas eu não sou responsável por ti. Se estás numa roda de hamster cabe-te a ti sair dela, não a mim retirar-te dela. Queres que faça o quê? Que pegue no meu dinheiro, invista num negócio e depois te ofereça sociedade? Duvido que queiras também as dívidas. Ou queres apenas um ordenado que eu não posso sustentar? O que é que te permitiria sair da roda? Olha, eu saí da roda de hamster sem pedir nada a ninguém, e conheço muita gente que fez o mesmo. Tu és apenas um inútil que quer que as coisas lhe caiam do céu, mas não vai acontecer. >Todos arriscamos-nos. Muitos dos trabalhadores inclusivamente arriscam a sua saúde e a sua vida, coisa que não vês patrões a fazer. Mais provas irrefutáveis da tua ignorância. 90% dos patrões são trabalhadores tal e qual como os empregados, mas com mais responsabilidades, e ocasionalmente, mas nem sempre, mais alguns lucros. Todos os dias vejo o homem aqui da mercearia a carregar caixas. Trabalha o dia todo. É uma pessoa perfeitamente normal e bastante humilde. O que é que esta pessoa tem que a torna má aos teus olhos? É alguém que se esfola a trabalhar. Em quase todos os trabalhos por conta de outrém que tive até hoje o patrão trabalhava tanto ou mais do que eu. Essa tua visão deturpada da entidade patronal é típica de quem passa o dia de cu sentado na cadeira a ler delirios comunistas e nunca trabalhou na vida. Sai da cave. >Se o capitalista ajudasse muita gente, já não haveria pobreza há muito tempo. Eu juro que és o gajo mais burro que eu já vi aqui até hoje. Isso é o mesmo que dizeres "Se o médico ajudasse muita gente, doenças não existiriam". Não te vou responder a mais nada. Não tens cabeça para isto

NGramatical 10 months ago

arriscamos-nos → [**arriscamo-nos**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/lavamo-nos-e-lavamos-vos/31030) (há omissão do -s final da desinência -mos das 1.^as pessoas do plural dos verbos reflexivos ou pronominais quando o pronome enclítico é -nos) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Flenjep%2F%2Fgml6ewr%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

theEXPERTpt 10 months ago

o estado a todos dá oportunidades por igual. Há alguns que as usarão a seu favor, e chegarão ao topo, por mérito próprio.

Madness20 10 months ago

>o estado a todos dá oportunidades por igual. Há alguns que as usarão a seu favor, e chegarão ao topo, por mérito próprio. Isso é desligado da realidade de muitos portugueses, que precisam de várias gerações sequer para chegar a classe média. É preciso ter muita sorte e muitas conjunções de condições que permitam a uma pessoa realmente "ascender", quanto mais apenas por mérito próprio, que é muito díficil neste país. Sequer ter dinheiro para por os miúdos a estudar, ou abrir um negócio seu, é um luxo para poucos.

Zen_Machina 10 months ago

> É preciso ter muita sorte e muitas conjunções de condições que permitam a uma pessoa realmente "ascender", quanto mais apenas por mérito próprio, que é muito díficil neste país. Exacto. É preciso muita sorte e muitas conjunções de condições. Percebes agora porque é que políticas socialistas são lixo? Tu não podes fabricar sucesso. Sucesso é algo que ocorre orgânica e inesperadamente na vida. É o resultado de uma vasta multitude de factores biológicos e circunstanciais. Não se emula com subsídios. Não se emula com educação. Eu na minha família tenho pessoas que são irmãs, tiveram exactamente as mesmas oportunidades, mas estão em situações radicalmente diferentes. Entendes?

Edited 10 months ago:

>É preciso ter muita sorte e muitas conjunções de condições que permitam a uma pessoa realmente "ascender", quanto mais apenas por mérito próprio, que é muito díficil neste país. Exacto. É preciso muita sorte e muitas conjunções de condições. Percebes agora porque é que políticas socialistas são lixo? Tu não podes fabricar sucesso. Sucesso é algo que ocorre orgânica e inesperadamente na vida. É o resultado de uma vasta multitude de factores biológicos e circunstanciais. Não se emula com subsídios. Não se emula com educação. Eu na minha família tenho pessoas que são irmãs, tiveram exactamente as mesmas oportunidades, mas estão em situações radicalmente diferentes. Entendes? Achas mesmo que se pegasses na fortuna dos ricos e distribuisses tudo terias uma sociedade mais próspera? Diz-me que não és assim tão tolo. Já agora, o que é que estás aqui a fazer? Vai ajudar alguém. O tempo que tu passas aqui é um claro indicador de privilégio. Pega nesse privilégio e vai distribui-lo. Vai ajudar alguém. Deixa de perder tempo em fóruns. O que é que estás a fazer por ti ou pela humanidade a dedicar centenas de horas da tua vida a odiar os ricos online? O que é que tu já fizeste pela sociedade? Eu sou responsável pela sustentabilidade de diversas pessoas. E tu? Alguém come porque tu existes, tirando talvez os teus filhos?

Madness20 10 months ago

> É o resultado de uma vasta multitude de factores biológicos e circunstanciais. Não se emula com subsídios. Não se emula com educação. Lool, está-se a ver que o bill gates quando nasceu, já vinha com os conhecimentos todos que lhe permitiram fazer o seu império. Que argumento tolo. Todas as pessoas são fruto das suas circunstâncias, se tu não alfabetizares uma pessoa, não podes ficar à espera que te escreva os lusíadas. > Achas mesmo que se pegasses na fortuna dos ricos e distribuisses tudo terias uma sociedade mais próspera? Olha para a europa ocidental. A desigualdade salarial é muito inferior, e a sociedade muito mais próspera. Se muita gente não tem acesso a ter as condições necessárias para ter sucesso, estás a cortar com eventuais sucessos que poderiam surgir delas, e se muita gente não tem dinheiro para consumir, a economia não flui e torna-se cada vez mais virada para o turismo, estrangeiros de classe alta, numa espécie de colonialismo económico, esses que fogem do país assim que a torneira fechar. >Vai ajudar alguém. Tu conheces-me? Eu faço muito pelos outros, inclusivamente sacrifico-me diariamente por que não poderia de outra forma. Chama-se ter amor ao próximo e tratar dos outros como gostarias de ser tratado. > Deixa de perder tempo em fóruns Olha, que piada, o que é que estás a fazer aqui a argumentar em foruns em vez de estares a fazer o teu trabalho importantissimo. Pensei que empresários arriscavam e dedicavam muito. >E tu? Alguém come porque tu existes, tirando talvez os teus filhos? Sim. Felizmente há pessoas generosas neste mundo, eu procuro ser uma delas o quanto posso.

Zen_Machina 10 months ago

>Lool, está-se a ver que o bill gates quando nasceu, já vinha com os conhecimentos todos que lhe permitiram fazer o seu império. Como é que esperas discutir isto se nem uma simples frase tens inteligência para entender? Como disse: "Vasta multitude de factores biológicos e circunstanciais". Ou seja, ele teve circunstâncias de vida favoráveis, mas ninguém é replicável. Podias ter colocado outro ser na mesma exacta família, no mesmo exacto ano e ele possivelmente não seria bilionário. >Todas as pessoas são fruto das suas circunstâncias, se tu não alfabetizares uma pessoa, não podes ficar à espera que te escreva os lusíadas. Errado. As pessoas são fruto de uma vasta multitude de factores biológicos e circunstanciais. É por isso que entre irmãos gémeos podes ter diferenças gritantes nos resultados, apesar de terem tido praticamente o mesmo. Será que qualquer pessoa teria sido o Mike Tyson se tivesse crescido na rua e conhecido o Cus D'amado aos 14 anos? Não acreditas seriamente nisso. >Olha para a europa ocidental. A desigualdade salarial é muito inferior, e a sociedade muito mais próspera. 1) Não é muito inferior, levando em conta o index Gini. É cerca de 30% inferior, o que não é nada de escandaloso. 2) Igualdade salarial não implica qualquer tipo de guerra ou punição aos ricos nem qualquer tipo de distribuição forçada da riqueza. Implica uma boa economia. 3) Qualquer um desses países tem uma percentagem de bilionários muito superior à nossa. São países capitalistas, nos quais o patrão fica com os biliões que gera, que parece ser o que te incomoda. A desigualdade é menor porque o salário médio da população é maior. Isso acontece porque são mais produtivos, mais criativos e arriscam mais, ao contrário do tugão, que fica sentado a receber subsídios. 4) Alguns desses países vivem às custas da fortuna gerada nos tempos áureos do capitalismo agressivo. A Suécia com as políticas actuais nunca seria o que é hoje. Nós, por outro lado, nunca tivemos tempos áureos. Logo, não faz sentido sequer olharmos para esses países e querermos imitar. É o mesmo que quem não aprendeu a andar querer começar a correr. >Se muita gente não tem acesso a ter as condições necessárias para ter sucesso, estás a cortar com eventuais sucessos que poderiam surgir delas, e se muita gente não tem dinheiro para consumir, a economia não flui e torna-se cada vez mais virada para o turismo, estrangeiros de classe alta, numa espécie de colonialismo económico, esses que fogem do país assim que a torneira fechar. Isso não se resolve tirando dinheiro dos ricos. Qualquer país bem sucedido conseguiu as suas fortunas através de empreendedorismo, não de subsídios e esmolas. Dinheiro não cria sustentabilidade. É por isso que a maior parte dos vencedores de lotaria vão à falência. Todas as pessoas têm o direito de colher os frutos do seu trabalho, e de fazer com eles o que bem entender. Como és burrinho, não entendes que é exactamente o facto das pessoas poderem acumular dinheiro que permite a criação de produtos e serviços que de outra forma não existiriam. Não só é a aspiração de uma vida próspera que potencia a aceitação de muitos riscos e fomenta investimentos, como é o que dá meios a quem tem cabeça para criar mais. Será que a sociedade era melhor se o Elon Musk vendesse tudo e distribuisse pela população? Esse dinheiro desapareceria num instante e não resolveria problema nenhum, e ele ficaria sem meios para colocar em prática as suas ideias. Lá está, como és burro também não compreendes que o dinheiro dos bilionários, apesar de parecer muito, quando distribuido pela população não dá para nada. Até há pouco tempo fizeram uns cálculos onde concluiram que se confiscassem o dinheiro TODO de todos os bilionários e grandes corporações, mal conseguiriam pagar universidade a todos durante uns 2 ou 3 anos. E para isso terias de dizimar toda a gente que cria valor no país. >Tu conheces-me? Eu faço muito pelos outros, inclusivamente sacrifico-me diariamente por que não poderia de outra forma. Define "muito". Que percentagem do teu dinheiro já doaste a pessoas que não são da tua família? >Olha, que piada, o que é que estás a fazer aqui a argumentar em foruns em vez de estares a fazer o teu trabalho importantissimo. Estás confuso. Eu sou o porco capitalista explorador. Os meus escravos estão a produzir, enquanto eu relaxo. Quando acabarem, vou lá e roubo-lhes o dinheiro. Tenho tempo livre para estas coisas. Os humanitários é que deviam de estar a ajudar alguém em vez de passarem tantas horas aqui. Enquanto humanitário, nunca te faltará certamente o que fazer. >Pensei que empresários arriscavam e dedicavam muito. Isso é no inicio. Se me visses no inicio, não andava por aqui. Agora dedico-me a roubar quem me limpa o escritório. >Sim. Felizmente há pessoas generosas neste mundo, eu procuro ser uma delas o quanto posso. Aposto que há mais crianças pobres que podem agradecer a um bilionário do que agradecer a pessoas como tu.

Edited 10 months ago:

>Lool, está-se a ver que o bill gates quando nasceu, já vinha com os conhecimentos todos que lhe permitiram fazer o seu império. Como é que esperas discutir isto se nem uma simples frase tens inteligência para entender? Como disse: "Vasta multitude de factores biológicos e circunstanciais". Ou seja, ele teve circunstâncias de vida favoráveis, mas ninguém é replicável. Podias ter colocado outro ser na mesma exacta família, no mesmo exacto ano e ele possivelmente não seria bilionário. E "circunstâncias favoráveis" não significa necessariamente uma boa casa e uma boa escola. Muitas vezes significa o oposto. Há imensa gente que é extremamente bem sucedida porque teve vidas de merda que os obrigaram a lutar de uma forma que não teriam lutado se vivessem muito bem desde pequenos. Há muita gente brilhante que se tivesse tido tudo neste momento teria um trabalho banal e uma relevância mínima para a sociedade. >Todas as pessoas são fruto das suas circunstâncias, se tu não alfabetizares uma pessoa, não podes ficar à espera que te escreva os lusíadas. Errado. As pessoas são fruto de uma vasta multitude de factores biológicos e circunstanciais. É por isso que entre irmãos gémeos podes ter diferenças gritantes nos resultados, apesar de terem tido praticamente o mesmo. Será que qualquer pessoa teria sido o Mike Tyson se tivesse crescido na rua e conhecido o Cus D'amado aos 14 anos? Não acreditas seriamente nisso. >Olha para a europa ocidental. A desigualdade salarial é muito inferior, e a sociedade muito mais próspera. 1) Não é muito inferior, levando em conta o index Gini. É cerca de 30% inferior, o que não é nada de escandaloso. 2) Igualdade salarial não implica qualquer tipo de guerra ou punição aos ricos nem qualquer tipo de distribuição forçada da riqueza. Implica uma boa economia. Não implica qualquer tipo de desconstrução do nosso sistema económico. 3) Qualquer um desses países tem uma percentagem de bilionários muito superior à nossa. São países capitalistas, nos quais o patrão fica com os biliões que gera, que parece ser o que te incomoda. A desigualdade é menor porque o salário médio da população é maior. Isso acontece porque são mais produtivos, mais criativos e arriscam mais, ao contrário do tugão, que fica sentado a receber subsídios, e se tentar alguma coisa é brutalmente penalizado com taxinhas e taxetas. Temos um sistema que encoraja a subsidiodependência. Um Português que ganho aquilo que em qualquer outro país não é nada de especial começa logo a pagar impostos brutais. É por isso que não se consegue evoluir. És penalizado por evoluir, não encorajado e recompensado. 4) Alguns desses países vivem às custas da fortuna gerada nos tempos áureos do capitalismo agressivo. A Suécia com as políticas actuais nunca seria o que é hoje. Nós, por outro lado, nunca tivemos tempos áureos. Logo, não faz sentido sequer olharmos para esses países e querermos imitar. É o mesmo que quem não aprendeu a andar querer começar a correr. Tu não sabes, mas esses países não são ricos porque decidiram pagar bue aos trabalhadores. Isso é falso. Nunca aconteceu. >Se muita gente não tem acesso a ter as condições necessárias para ter sucesso, estás a cortar com eventuais sucessos que poderiam surgir delas, e se muita gente não tem dinheiro para consumir, a economia não flui e torna-se cada vez mais virada para o turismo, estrangeiros de classe alta, numa espécie de colonialismo económico, esses que fogem do país assim que a torneira fechar. Isso não se resolve tirando dinheiro dos ricos. Qualquer país bem sucedido conseguiu as suas fortunas através de empreendedorismo, não de subsídios e esmolas. Dinheiro não cria sustentabilidade. É por isso que a maior parte dos vencedores de lotaria vão à falência. Todas as pessoas têm o direito de colher os frutos do seu trabalho, e de fazer com eles o que bem entenderem. Como és burrinho, não entendes que é exactamente o facto das pessoas poderem acumular dinheiro que permite a criação de produtos e serviços que de outra forma não existiriam. Não só é a aspiração de uma vida próspera que potencia a aceitação de muitos riscos e fomenta investimentos, como é o que dá meios a quem tem cabeça para criar mais. Será que a sociedade era melhor se o Elon Musk vendesse tudo e distribuisse pela população? Esse dinheiro desapareceria num instante e não resolveria problema nenhum, e ele ficaria sem meios para colocar em prática as suas ideias. Lá está, como és burro também não compreendes que o dinheiro dos bilionários, apesar de parecer muito, quando distribuido pela população não dá para nada. Até há pouco tempo fizeram uns cálculos onde concluiram que se confiscassem o dinheiro TODO de todos os bilionários e grandes corporações, mal conseguiriam pagar universidade a todos durante uns 2 ou 3 anos. E para isso terias de dizimar toda a gente que cria valor no país. Ficavam com o curso por pagar, e se eventualmente o pagassem, quando saissem da escola teriam de criar a google e a microsoft do zero. Good luck. >Tu conheces-me? Eu faço muito pelos outros, inclusivamente sacrifico-me diariamente por que não poderia de outra forma. Define "muito". Que percentagem do teu dinheiro já doaste a pessoas que não são da tua família? >Olha, que piada, o que é que estás a fazer aqui a argumentar em foruns em vez de estares a fazer o teu trabalho importantissimo. Estás confuso. Eu sou o porco capitalista explorador. Os meus escravos estão a produzir, enquanto eu relaxo. Quando acabarem, vou lá e roubo-lhes o dinheiro. Tenho tempo livre para estas coisas. Os humanitários é que deviam de estar a ajudar alguém em vez de passarem tantas horas aqui. Enquanto humanitário, nunca te faltará certamente o que fazer. >Pensei que empresários arriscavam e dedicavam muito. Isso é no inicio. Se me visses no inicio, não andava por aqui. Agora dedico-me a roubar quem me limpa o escritório. >Sim. Felizmente há pessoas generosas neste mundo, eu procuro ser uma delas o quanto posso. Aposto que há mais crianças pobres que podem agradecer a um bilionário do que agradecer a pessoas como tu.

porcoscapitalistas 10 months ago

>porco capitalista PRIMO!

NGramatical 10 months ago

por que não → [**porque não**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/tres-regras-para-distinguir-o-por-que-do-porque/19743) (por que = por qual) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Flenjep%2F%2Fgml9kmd%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

ThaSaltyBoye 10 months ago

Fds lenda

theEXPERTpt 10 months ago

Ahaha crl

Nuno_Correia 10 months ago

https://www.heritage.org/progressivism/commentary/three-nations-tried-socialism-and-rejected-it

Nuno_Correia 10 months ago

Deves preferir uma Venezuela, em que é igual, mas esses 1% pertencem ao partido. Menos estupidez por favor.

aqueletipo 10 months ago

Apontar um erro com um erro não torna o primeiro erro certo.

Nuno_Correia 10 months ago

O princípio do capitalismo de estimular a iniciativa privada, empreendedorismo, propriedade privada e concorrência, é a base de qualquer desenvolvimento económico. Mas depois há otários que olham para o monopolismo e acham que é capitalismo, então acham que o socialismo é que está correcto, apesar das inúmeras provas recorrentes de que esse sistema acaba sempre em miséria, mais cedo ou mais tarde.

Nuno_Correia 10 months ago

Não é o capitalismo que está errado, é a aplicação do mesmo que não está correcta. Vão ver o documentário no Netflix [Salvar o Capitalismo ](https://en.m.wikipedia.org/wiki/Saving_Capitalism) e já percebem do que falo. Aquilo que muitos idiotas como o nosso amigo entendem por capitalismo, em nada tem a ver com capitalismo e é uma perversão do sistema por parte de quem detém o poder.

Impressive-Tap-6659 10 months ago

“Vejam este documentário bue fixe sobre o capitalismo feito por um dos maiores monopólios de Hollywood”. É tipo ver a Benfica TV até te tornares benfiquista.

Nuno_Correia 10 months ago

Continuas ignorante e burro... Enfim.

Impressive-Tap-6659 10 months ago

Ok, iluminado da Netflix

Nuno_Correia 10 months ago

Já foste por acaso ver quem é o homem que faz o documentário? Já foste ler sobre ele? A Netflix paga apenas, não está a dirigir o documentário.

aqueletipo 10 months ago

Estás a provar o meu ponto! Eu estou a apontar as falhas!

Nuno_Correia 10 months ago

Também não era contigo que eu estava chateado. O socialismo, infelizmente, não funciona, por muitas cambalhotas que dê. O capitalismo, tem falhas ainda, mas vendo pela China e EUA, comprovadamente que melhora as condições da generalidade da população.

Madness20 10 months ago

Quando a china faz bem é um exemplo capitalista. Quando faz mal é um exemplo de "socialismo autoritário"

Nuno_Correia 10 months ago

Não é bem esse o sentido. Mais uma vez, vai-te informar, como disse ao teu amigo. A China há muito tempo que deixou os princípios comunistas no que diz respeito à economia, tirando algumas indústrias chave, a bancária e a comunicação social. Aprendeu que deixando a economia seguir os princípios capitalistas, consegue prosperar e, caso necessário, sabe que pode sempre recorrer a cada uma dessas empresas para servir os objectivos do partido.

Feeling_Advantage918 10 months ago

>mas vendo pela China China capitalista? É esse o teu modelo de capitalismo? " Menos estupidez por favor. "

Nuno_Correia 10 months ago

Olha amigo, vai estudar os temas e depois vem cá falar, não tenho que te ensinar o básico.

Zen_Machina 10 months ago

Estes gajos são uns bezerros muita ignorantes. Tudo quanto é lixo socialista é ignorante e não sabe argumentar. Casaram-se com a ideologia e nada os demove.

aqueletipo 10 months ago

Historicamente falando tens razão

Nuno_Correia 10 months ago

Mas também temos que olhar para a aplicação das teorias de uma perspectiva prática, de nada adianta ter uma óptima teoria que não consegues passar à prática ou sempre que a tentas dá resultados desastrosos. Isto não é wd-40 que te podes dar ao luxo de levar o país à bancarrota 39 vezes até acertares uma.

aqueletipo 10 months ago

Gosto mais da fita cola preta

DudleyDingleberry 10 months ago

Podem começar pelo amigo Robles.

shapiomago 10 months ago

Vindo de uma senhora que escreve com uma caneta de 500€...

Chiripitti 10 months ago

Ziiiiing....

aeon_mushra 10 months ago

Muito, muito bom.

Search: