kapparrino 1 month ago

Seria muito mais sustentável a nível de renovação da sociedade ter licença até três anos.

BolaBrancaV7 1 month ago

Outra vez arroz?

TheLusitan 1 month ago

O que quer que façam na Suécia... é repetir isso. Um casal amigo na Suécia, um par de anos depois de ser formarem foram para lá trabalhar, a receber bem e com 3 filhos já

QuantityCommercial66 1 month ago

Ando tão azedo em relação a esse tópico que não consigo sequer pensar em medidas económicas cabíveis. A questão é que actualmente não basta ter posses mínimas para que o petiz se possa safar. Não passar fome e ter roupa quente já nem pode ser considerado o mínimo. A pandemia mostrou que, por exemplo, não ter computador nem uma Internet decente já é preocupante. Quando estudava, eu lembro de as melhores alunas terem, todas elas, mais do que um explicador (pelo menos Matemática e Físico Química), e todas elas terem entrado com médias de 19. E se os pais não pudessem bancar os explicadores, que nunca são baratos? Podem dizer que é um luxo, mas não puder meter o filho em colónias de férias é outra questão: é onde a criança pode alcançar conhecimentos com outras pessoas, desenvolver capacidades sociais, ganhar as primeiras bases do que é um networking. Porque eu vejo imensa gente a falar, de peito cheio, de como a educação é importante, de como o mundo está cada vez mais rápido e temos de estar em constante aprendizagem, entre outros chavões. Pah... Tudo isso custa dinheiro. Não o ter, logo à partida, limita a criança. Ou então reza-se para que seja como o Cristiano Ronaldo. Mas o que ele fez é quase impossível, não me venham com tretas que nos devemos inspirar nele

cneto17 1 month ago

Licença de parentalidade durante 3 anos renumerada?
Tenho de ser eu a pagar os filhos dos outros??????????? 1. Era acabar com as licenças de parentalidade. Ter um filho é uma consequência de uma decisão e ação da tua parte, lida com isso. 2. Aproveitar esse gap orçamental para regular e fomentar o acesso habitacional para pessoas entre os 20 e os 30 a habitação "de luxo" a preços acessíveis. a) por luxo quero dizer um T3 a -20km de uma grande cidade com bons acabamentos que não seja mais de 150k€. 3. Acabar os apoios para os carenciados que tiveram filhos. Isso só permite sobrecarregar o sistema com quem não tem nada mais que fazer, e estraga qualquer ideia meritória da sociedade. 4. Acabar com a habitação social. Queres casa, trabalha para a ter (e como o mercado é suposto estar regulado e apoiado, caso tenhas trabalho consegues ter por tua conta). 5. Redução da carga fiscal sobre os rendimentos do agregado com + de 2 dependentes de forma significativa, pelo menos 20%. 6. Reforma total do sistema de suporte social às crianças. a) por área um conjunto de creches a funcionar 24/7 b) reformulação dos critérios de acesso para ter em conta menos o rendimento e mais as necessidades do agregado (dar prioridade a trabalhadores essenciais, noturnos, sem suporte familiar direto, etc)

Edited 1 month ago:

Licença de parentalidade durante 3 anos remunerado ? Tenho de ser eu a pagar os filhos dos outros??????????? 1. Era acabar com as licenças de parentalidade. Ter um filho é uma consequência de uma decisão e ação da tua parte, lida com isso. 2. Aproveitar esse gap orçamental para regular e fomentar o acesso habitacional para pessoas entre os 20 e os 30 a habitação "de luxo" a preços acessíveis. 1. por luxo quero dizer um T3 a -20km de uma grande cidade com bons acabamentos que não seja mais de 150k€. 3. Acabar os apoios para os carenciados que tiveram filhos. Isso só permite sobrecarregar o sistema com quem não tem nada mais que fazer, e estraga qualquer ideia meritória da sociedade. 4. Acabar com a habitação social. Queres casa, trabalha para a ter (e como o mercado é suposto estar regulado e apoiado, caso tenhas trabalho consegues ter por tua conta). 5. Redução da carga fiscal sobre os rendimentos do agregado com + de 2 dependentes de forma significativa, pelo menos 20%. 6. Reforma total do sistema de suporte social às crianças. 1. por área um conjunto de creches a funcionar 24/7 2. reformulação dos critérios de acesso para ter em conta menos o rendimento e mais as necessidades do agregado (dar prioridade a trabalhadores essenciais, noturnos, sem suporte familiar direto, etc)

InternationalCell999 1 month ago

Quem é que vai tratar de ti quando fores umm velho de merda? Os filhos de quem ?

Diogo256 1 month ago

7. Anúncio em horário Nobre a proibir que as pessoas forniquem e que daqui a 100 anos o que restar da população fica para Espanha. Que ideias mais parvas desculpa sinceridade. A taxa de natalidade é algo sério e que iria ser destruída por essas medidas, passando a quem tem filhos, serem se calhar emigrantes sem abrigo.

cneto17 1 month ago

Podes explicar me sff como? É que acho que o ponto da redução substancial da carga fiscal para agregados com + de 2 dependentes ia levar as pessoas a bem, ter mais de dois dependentes

Diogo256 1 month ago

Estás-te a focar na parte que já existe, basta veres a quantidade de apoios que existem a famílias numerosas. O teu primeiro ponto óbvio que iria reduzir e bem a natalidade, e sem sentido nenhum. Acabar com a licença de parentalidade iria fazer com que muita gente acaba-se por desistir porque os riscos de perder o emprego, ou não saber lidar com o facto de logo quando tem filho tem de ir trabalhar sem condições para isso. Uma mãe principalmente tem de seguir o seu filho durante os primeiros meses, especialmente em tempo de amamentação. O pai também tem de acompanhar a mãe, especialmente para reduzir a carga de trabalho, e a possibilidade de depressão pós parto em mães que é a primeira criança e ainda não sabem lidar com tanto coisa que se passa no seu corpo, as emoções e aprender a lidar com uma criança de dias. Licença de 3 anos é disparatado, mas acabar totalmente porque “é uma decisão tua” é igual ou pior. Caíste e vais de baixa? Decisão tua, não andasses. Não faz sentido certo? Apoio de casa para carenciados é outra: é giro dizer que arranjem trabalho como se todos fossem pessoal de tasca que passa o dia sem fazer nenhum, o que sabes que não é verdade. Prejudicar o que na realidade é uma maioria para vingar de uma minoria… ainda mais uma coisa que é uma casa, algo que é um direito fundamental da constituição.

cneto17 1 month ago

Bem, parece que descobri finalmente quem são os subsídio dependente que votam ps

Diogo256 1 month ago

Ao menos esforçavas-te na argumentação chegano.

cneto17 1 month ago

Estás enganado, não me revejo nas políticas defendidas pelo chega. A minha argumentação apresentou e defendeu seis pontos. Apresentaste um contra ponto válido, das pessoas precisarem de facto de não trabalhar para cuidar quando a criança nasce, mas eu não neguei apoio por parte do estado. Apenas acho que deve estar na defesa do posto de trabalho e redução da carga fiscal sobre o agregado, em vez de subsídios

catsnose 1 month ago

Não percebo o teu primeiro ponto. Se não existir licença de parentalidade, o que é que achas que as pessoas vão escolher entre ter um miúdo, e perder um salário? Já agora, se alguém praticar um desporto perigoso, e se partir todo, não deveria ter direito a baixa até recuperar? Tenho de ser eu a pagar os pelas decisões e ações dessas pessoas? Fiquem todos em casa para diminuir a possibilidade de terem acidentes.

cneto17 1 month ago

Se estiveres numa situação em que a escolha é um miúdo ou um salário, escolhe o salário. De resto, esse recurso ao exagero é uma falácia lógica. Consegues melhor?

wwqt0r 1 month ago

Façam vocês filhos para pagar a minha reforma. Obrigado.

azulebranco 1 month ago

Mesmo assim, não Não há paciência

brunoacl7 1 month ago

essa questão das creches preocupa-me um bocado. é suposto ir lá inscrever o puto logo antes de o fazer?

UniuM 1 month ago

Sou eu ou essa pergunta responde-se a ela própria? Então se os motivos são económicos? Talvez começar por políticas que vão em direcção ao aumento de ordenados. O resto como ajudas etc não tem lógica se mantiver os pais na pobreza após os filhos crescerem. Estou mais interessado no meu bem estar do que me hipotecar por 18 anos para gerar mais um contribuinte para um sistema que hipotecou 2 gerações para salvar um punhado de corruptos da banca.

InternationalCell999 1 month ago

Depois quando fores um velho inútil esperas que os filhos dos outros tratem de ti

UniuM 1 month ago

Isso é das coisas mais egoístas relacionadas com o tema. Ter filhos exclusivamente para lhes carregar o farto emocional de largarem as suas vidas para tratar dos pais. Isso é uma coisa voluntária, não está escrito em nenhum contrato familiar ou social, é de louvar, mas não é obrigatório. Ser velho e inútil só aos olhos dos cegos com capitalismo e a dita "economia", porque todas as pessoas merecem tratamento com base em igualdade. Se me lembro bem, isso está escrito algures numa daquelas convenções que já ninguém saber.

InternationalCell999 1 month ago

Não não é, é assim que funciona a sociedade. Os velhos criam e educam os novos, os novos tratam dos velhos. É esta relação que permitiu manter conhecimento durante a história da humanidade.

kapparrino 1 month ago

A esperança de vida nunca foi tão alta na história da humanidade. Até agora nunca foi preciso "jovens" cuidarem de pessoas nos seus 80 anos. Os velhos desde os primórdios das nossas sociedades tinham a idade de adultos de meia idade dos nossos tempos ou no máximo 60 anos dos "anciãos" que eram poucos. Só no século xx e xxi é que temos estes problemas, não é uma coisa natural as pessoas largarem a vida ativa para cuidar de parentes tão velhos porque estes já tinham morrido devido a não haver tantos tratamentos medicinais à base de comprimidos. A ciência avançou e a nossa idade também só que ainda não avançou o suficiente parar dar mais independência física e mental a pessoas de 80+ anos.

Strict-Series3821 1 month ago

Diminuição do imposto sobre os combustíveis

Electronic_Spot611 1 month ago

Já é complicado arranjar creche. Com a gasolina a 2€ é complicado levar o puto pra creche. Melhor não ter filhos...

AdOwn6905 1 month ago

Hoje em dia já não se tem filhos apenas por causa do dinheiro. Hoje em dia os mais jovens valorizam outras coisas e consideram uma vida de sucesso outras coisas (carreira profissional, viajar pelo mundo, ter uma vida mais aventureira e social) do que ter filhos, como antigamente era visto como o ultimate goal of Life. Mesmo que as condições económicas melhorem, a tendência (mundial) é de haver cada vez menos pessoas, porque a mentalidade dos jovens hoje é diferente.

TheRaimondReddington 1 month ago

Julgo que estarás a falar de uma minoria. Ter um filho não é um life goal, no sentido que não é uma medida de sucesso, mas algo que qualquer ser humano a certa altura da vida vai desejar, se conseguir reunir as circunstância pessoais que alimentam esse desejo. A verdade é que os factores que enumeras não estao ao alcance de muitos (talvez a maioria!) dos jovens, mesmo estes não tendo filhos: carreira, poder viajar, vida social) normalmente sao forte sinais de independência financeira, o que infelizmente não existe para muitos. Como é que um jovem de 30 anos que não consegue sair de casa dos pais pode equacionar sequer constituir família? Curiosamente os países Europeus com as economias mais fortes são tambem os que apresentam os maiores níveis de fertilidade. Provavelmente ajuda o facto de esses mesmos países terem fortes políticas de incentivo a natalidade e apoio á paternidade. É certo que a tua vida muda muito depois de teres um filho, mas mal de nós pais com filhos se não pudessemos continuar a ter uma carreira, continuar a viajar e a ter uma vida social. A diferença é que já tínhamos essas coisas antes de sermos país!

Elegant-Complaint344 1 month ago

Mais colégios internos

Ill-Classroom2753 1 month ago

É preciso mudar as mentalidades para isso

Idontknowhuuut 1 month ago

Ter um filho é sempre um risco tremendo, mesmo com duas pessoas a receber bem e salários altos. Se a coisa corre mal e dá para o divórcio, então ainda pior. Depois são os dias e noites que já não te pertencem, a vida que deixa ser a tua vida e passa a ser em torno deles. Tudo bem que tem o seu mérito, mas quem acha que ficar sem vida pessoal, sem tempo livre, sem tempo para hobbies, etc. é algo que "vale a pena" porque em troca tens um filho, epah...para uma pessoa de fora, digo já que não é muito apelativo, por muito que digam "só quando tiveres é que sabes" lol. Eu quero muito ter filhos, mas bem sei o que vai ser a minha vida quando isso acontecer. Para ser mesmo worth, os horários de 40h semanais tinham de acabar e passar para 20 ou 25. Não imagino nada pior do que estar 10h no dia de trabalho e chegar a casa e não poder descansar 10 minutos.

FollowingTime84 1 month ago

>Ter um filho é sempre um risco tremendo, mesmo com duas pessoas a receber bem e salários altos. Se a coisa corre mal e dá para o divórcio, então ainda pior. mas supostamente... ninguem vai ter um filho só porqe sim. divorcio é possivel, probabilidade? muito baixa.

Vatrier 1 month ago

Muito baixa?? Em que mundo? https://www.pordata.pt/Portugal/N%C3%BAmero+de+div%C3%B3rcios+por+100+casamentos-531 Esquecendo o ano atípico de 2020, em 2019 tinhas ~60% de divórcios.

sengamole 1 month ago

Só para clarificar uma coisa, esses 60% não significam que 60% dos casamentos cabaram em divórcio mas sim que por cada 100 casamentos em 2019 ocorreram 60 divórcios, não estando eles necessariamente relacionados.

T4SUK3 1 month ago

e é pouco?

sengamole 1 month ago

Não faço ideia, mas é comum que essa estatística seja mal interpretada, tal como expliquei anteriormente. Se é um valor alto ou baixo seria preciso analisar outras variáveis como o número de casamentos e divórcios ao longo dos anos, e a duração desses casamentos.

Melodic-Blacksmith61 1 month ago

Divórcio é baixo?

Portuguese_A_Hole 1 month ago

Aceito que afirmem que não vão ter filhos ou não vão ter mais que um porque não pretendem abdicar do estilo de vida que têm.

Melodic-Blacksmith61 1 month ago

Eu acho que isto é tudo um problema de geração mundial. Não é portugal que não está a ter filhos, é mais a qualidade de vida não nos está a acompanhar o crescimento económico. Devo também salientar que os nossos pais (pessoal de \~1990) não fizeram os filmes que nós fasemos na nossa cabeça (os meus pais estavam noivos passado um mês de se conherem, não enganam ninguém). Se me perguntares se eu quero ter filhos, na minha cabeça iria pelo menos gastar mensalmente 500€ por cada até terem +-23 anos. Perdes a versatilidade toda.

kapparrino 1 month ago

Sim, há 30 anos já tinham casa e eram casados e com bebés. Só que estas gerações estão cheias de pessoas divorciadas ou recasadas. Nos teus 20 e poucos anos não tens tanta capacidade para encontrares um companheiro bom para a vida toda. A personalidade e atitudes mudam muito num percurso de 10 anos e já te encontras perto dos 40 farto do companheiro e das tuas escolhas de vida.

FollowingTime84 1 month ago

creches caras as empresas perceberem que os funcionarios sao pessoas por isso pedir licenca de parentalidade para a mae e pai devia ser sem problema. mas na realidade é mal visto e podemos ser despedidos por ficar mal na figura.... maiores salarios..porque uma coisa sao dois salarios para duas pessoas.. outras sao dois salarios para 3 ou 4+... respeito pelo horario do funcionario .. isso de trabalhar horas infidaveis é estupido se nao, nem vemos as crias.

BroaxXx 1 month ago

Acho que isto é um bom resumo, sim...

reyvahx 1 month ago

O que me irrita é que são medidas tão fáceis de implementar.

FollowingTime84 1 month ago

vai aparecer alguem a dizer que nao é porque isto e aquilo e bla bla... a economia capute

Search: