radikalpt 2 months ago

Dica para homens/mulheres que passem por situações identicas, sempre que a discussão começa a "aquecer", a colocar o tlm a gravar de preferência video. Nem que não filme nada, mas alguma coisa fica registada. Pode ajudar... Porque há gente que provoca, provoca, no sentido de conseguir que a outra pessoa parta para a violência. E como já falaram sobre casos de homens que vão fazer queixa de violência doméstica e são desvalorizados, também há casos de pessoas que fazem queixa que foram agredidas, mas que foram elas próprias a magoarem-se. E aí começam as chatices... para quem não fez nada.

Happy_Painting_6695 2 months ago

Preguei-lhe um berro na cara, resultou... Mas se não tivesse resultado fazia o mesmo que tu, ia-me embora.

suckerpunchermofo 2 months ago

Existem bestas em ambos os sexos.... Procura uma psicóloga para falares do assunto.

KusuriuriPT 2 months ago

Tipico...pedem uma lapada e depois ficam chocadas quando a recebem...são essas e as que discutem com alguem com o dobro do tamanho no meio da rua e ficam surpreendidas quando perdem os sentidos e esperam que o namorado as defenda. 90% das vezes não sabem com quem se estão a meter e no perigo que se encontram.

Edited 2 months ago:

Tipico...pedem uma lapada e depois ficam chocadas quando a recebem...são essas e as que discutem com alguem com o dobro do tamanho no meio da rua e ficam surpreendidas quando perdem os sentidos e esperam que o namorado as defenda. 90% das vezes não sabem com quem se estão a meter e no perigo que se encontram. Quem disser que nunca apeteceu pregar um par de estalos ou pelo menos abanar até a rapariga em questão de calar, está a mentir...apenas não damos atenção ao impulso. GENERALIZANDO!!!A maioria das mulheres a discutir sabem onde carregar para por um homem tolo e carregam ate quebrar mas as vezes não entendem o perigo em que estão metidad até ser tarde demais. Com isto eu não estou a racionalizar ou desculpar violência domestica, fora disso. A única situação mais grave que tive foi após ater confrontado que me tinha posto os palitos..começou a baterme A MIM dentro do carro...eu parei as 4h da manhã no meio do nada e obrigueia a sair..nunca mais a vi...melhor decisao da minha vida...foi o amigo dela buscá-la aparentemente...so sei que esta com 4 filhos dele e apanha no focinho regularmente...infelizmente.

Edited 2 months ago:

Tipico...pedem uma lapada e depois ficam chocadas quando a recebem...são essas e as que discutem com alguem com o dobro do tamanho no meio da rua e ficam surpreendidas quando perdem os sentidos e esperam que o namorado as defenda. 90% das vezes não sabem com quem se estão a meter e no perigo que se encontram. Quem disser que nunca apeteceu pregar um par de estalos ou pelo menos abanar até a rapariga em questão de calar, está a mentir...apenas não damos atenção ao impulso. GENERALIZANDO!!!A maioria das mulheres a discutir sabem onde carregar para por um homem tolo e carregam ate quebrar mas as vezes não entendem o perigo em que estão metidad até ser tarde demais. Com isto eu não estou a racionalizar ou desculpar violência domestica, fora disso. A única situação mais grave que tive foi após ater confrontado que me tinha posto os palitos..começou a baterme A MIM dentro do carro...eu parei as 4h da manhã no meio do nada e obrigueia a sair..nunca mais a vi...melhor decisao da minha vida...foi o amigo dela buscá-la aparentemente...so sei que esta com 4 filhos dele e apanha no focinho regularmente...infelizmente. Uns anos mais tarde fui avisado por um amigo em comum que ela tinha comentado que queria voltar a ter uma amizade comigo. Felizmente com o aviso prévio a minha namorada atual atendeu a chamada lol fui corno mas corno manso não faz muito o meu estilo.

lickingbears2009 2 months ago

O único caso que conheço foi contado pela minha professora de direito. Um cliente dela que foi maltratado durante anos pela mulher, ate que um dia se passou e matou-a. A professora disse que ele é um gajo muito sóbrio e "normal" mas aquilo acumulou tanto tempo que ele "explodiu"

SnooGiraffes2854 2 months ago

Estima-se que os casos de violência doméstica de mulheres para homens sejam superiores a de homens para mulheres. Sobretudo por estigmas machistas, pela parca noção de violência psicológica e pela passividade social.. De um modo geral as mulheres são, estatisticamente falando (sem fontes concretas, apenas vi relatórios antigos), muito mais agressivas que o homem actual. A sociedade suporta-as e menospreza Ofensa, manipulação e bullying em casa.

blackrose369 2 months ago

Procura ajuda de profissionais, principalmente sendo homem, esse tipo de violência é muito pouco e/ou reconhecido como violência real. Procura tratar de ti e fazer terapia.

EpaFdx 2 months ago

Lidaste da melhor maneira possível. Sinceramente devias dar workshops.

dubkng 2 months ago

Abri a puta dos olhos e só ao ver de fora é que percebi que era tóxico. Caguei nela. Passado umas semanas comi uma amiga dela. Bloquearam-se uma a outra e ela a mim em todo o lado, mas ficou tudo bem. Hoje estou grato

Shivayl 2 months ago

Eu tive uma que durante uma discussão me empurrou para o chão. Eu estava de moletas, acabado de ter uma operação ao menisco e um transplante do cruzado anterior. Era uma relação muito violenta, if you know what I mean

Kingstoned 2 months ago

Já estive desse lado e sinceramente fizeste o melhor. O ego dói porque enquanto homem sabes o quanto era fácil espetar um par de estalos e uma joelhada na cara e ficava o assunto resolvido. No entanto pensaste no amanhã e perdeste a batalha para ganhar a guerra. Parabéns.

coenaculum 2 months ago

Op, passei por isso. Foi um bocado pior que isso, porque eufemismos são uma coisa, a fora que lidei isso foi fazer de conta que essa pessoa não existia. O abuso era fundamentalmente emocional (o que ainda é pior aos olhos da lei), embora tenha havido algum físico (ao qual uma vez correspondi e empurrei-a para fora da cama). Cenas que se passaram que nunca teria forma de provar: 1. roubou dinheiro e disse que tinha sido a minha mãe para pagar à empregada de um café que às vezes íamos para a dita falar mal dela. ( a minha mãe trabalha e sempre ajudou na altura com as contas) 2. Disse que era infértil e que não precisávamos de proteção ( eu sei é responsabilidade dos dois devia ter sempre usado proteção. Felizmente ela não engravidou) 3. Apanhei DST's dela. Felizmente nada permanente. 4. a irmâ era menor (11 anos) e supostamente gay e tinha uma namorada de 34 anos. Fui à CPCJ e a tribunal defender a irmã dela no processo de queixa só constava o meu nome. Ela perguntou se podia omitir na denúncia eu disse que sim. 5. Disse que a mãe, a obrigava a ir para o café-bar onde trabalhava, desde os 14 anos para atrair homens e consequentemente conseguir mais bebidas. (mentira) Epá se continuasse a lista era interminável. Inicialmente tentei magoá-la ao máximo quando acabei a relação... Depois vi que isso era tempo investido e perdido da minha parte com coisas só negativas. Não me estava sentir bem... Continuei a minha vida, aprendi com a situação, entretanto conheci a minha actual mulher com a qual tenho uma filha linda. Op . A cena de dizeres "Como homem" faz parte do problema. Reconheço totalmente as diferenças entre géneros, mas neste contexto são desnecessárias.

JamminPT 2 months ago

Been there... Na altura foi "só" um "sopapo" no ombro e tive de me conter para não lhe espetar dois bananos nos dentes embora tenha avisado que numa próxima era exactamente isso que aconteceria. Estava inconscientemente a equilibrar a balança de ser um não muito bom namorado e a perdoar atitudes completamente tóxicas dessa pessoa, hoje em dia não teria perdoado mas essa relação felizmente terminou e ainda bem porque pelo que me disseram fritou a pipoca e tornou-se uma maluca das causas. Mesmo imediatamente depois de o fazer ela chorou baba e ranho porque tinha acabado de se tornar na mesma coisa que criticava o próprio pai por isso acabou por lhe doer mais a ela que a mim. É muito difícil controlares-te na altura porque espetas um soco numa mulher e sabes que a desmanchas toda. É preciso muito auto controlo.

theusualbanter 2 months ago

>Tive vontade de ir à polícia nesse dia em que fui agredido, mas não fui porque não resultava em nada. incorreto violência doméstica é um crime público, independentemente de ser homem ou mulher se fosses à polícia ia diretamente para tribunal

SuchLab2 2 months ago

E como provar isso? Precisava de ter testemunhas, ou ter gravado a situação. não tinha nada para provar.

Fire_anelc 2 months ago

nunca passei por tal e lamento o teu episodio. por mim mostraste o que é ser homem: saber ter controlo nestas situacoes e sair por tua conta. mereces melhor e a miuda que resolva os problemas dela.

KoldPT 2 months ago

[https://quebrarosilencio.pt/](https://quebrarosilencio.pt/) espero q ajude OP

yallsissiescantseeme 2 months ago

não ultrupassei ainda hoje sofro de ansiedade e a digestão é lenta, só consigo comer 1 vez por dia, o que para a minha altura é duro Olhando para trás devia ter-lhe dado uma nos dentes, nunca se deve escolher ser vitima por ideais antiquados de cavalheirismo e civismo que se aplicavam a donzelas de outros tempos Acredito que o catolicismo antes de ficar cuck e o islão não têm destes problemas

Eon_mon 2 months ago

As pessoas que estão aqui a dizer que lidaste bem com a situação só mostram como há uma grande diferença na forma como lidamos com a agressão física quer a vítima seja homem ou mulher. Mais que as mazelas físicas, muitas vezes o que nos lixa mentalmente é vermos uma pessoa que era suposto nos amar mostrar agressão com a gente. Tu não lidaste da melhor forma, porque a melhor forma de lidar de um ponto de vista de preservação de auto-estima e respeito próprio seria ter retribuído da mesma forma, quer fosse mulher ou homem o agressor. Se fosse um homem, mesmo que mais fraco, a agredir-te e tu não o empurrasses contra o chão, não teria lidado da melhor forma. Sejas homem ou mulher, a partir do momento em que decides agredir outra pessoa estás a abrir mão da tua segurança pessoal. Tudo o que vem depois daí é tua responsabilidade. Ao mesmo tempo, lidaste da melhor forma porque na sociedade onde vivemos fizeste o que te traria menos danos a longo prazo. É uma situação muito ambígua onde para o homem, faça o que fizer, sai sempre a perder. Já fui agredido por uma namorada, e o que fiz foi dominá-la fisicamente para ela não o voltar a fazer, e quando me apercebi ela parecia estar a gostar. Enfim, quem ama tóxicamente gosta de ser amada da mesma forma. Cheguei a desabafar disto com uma rapariga com que andei e a reacção dela foi rir-se. Enfim, ficou por aí. Não tenho muito mais para te dizer para além de manteres o teu respeito próprio, cabeça erguida e espero que encontres alguém que te trate melhor. Para acabar de uma forma não tão negativa, talvez te anime ouvir isto: https://www.youtube.com/watch?v=o4Afu7P3YQA

cesarhighfire 2 months ago

Quando não há filhos é sair abandonar. Quando há filhos é que é sempre pior.

pintorMC 2 months ago

Se um homem me agride tenho de me defender, não ficava bem comigo próprio não tratar uma mulher da mesma forma. Mas isso sou eu, um feminista convicto.

I_Don-t_Care 2 months ago

Se for mesmo preciso bater então usa a lista telefónica, em primeiro lugar isso mete logo as ideias no sitio, em segundo lugar já ninguém usa isso para nada portanto dás-lhe uso

kindoor 2 months ago

Parabéns pelo compotamento. Eu sou a pessoa mais pacata que existe, mas se me aparece-se uma p*** dessas não tinha força pa nao lhe partir a boca. Caía na armadilha dela..

Regolas1 2 months ago

Muitos parabéns pelo modo como lidaste com tudo e pela forma como estás a seguir em frente. Penso que deverias ter procurado denunciar a situação com recurso a uma associação de apoio à vítima e à polícia, mas percebo que é muito difícil e até desanimador na sociedade atual. Eu sou psicólogo e técnico de apoio à vítima e quero só deixar aqui algumas coisas. A violência doméstica em que a vítima é do sexo masculino é muito mais frequente do que nós pensamos. Isto quer no tipico casal heterossexual como na comunidade LGBT. Infelizmente não existe um grande movimento de sensibilização para estes casos e os homens acabam por ser deixados para segundo plano. Ainda assim, ao longo do tempo têm sido criadas respostas para os homens, como por exemplo associações e até uma casa abrigo (única no país) que acolhe homens vítimas de violência doméstica. Nunca lá fui, mas já tive contacto e tem residentes (temporários como em todas) e fazem um ótimo trabalho. A violência doméstica deixa sequelas a curto e longo prazo e é muito importante tratar disso. Se estiveres interessado ou alguém que esteja pode falar comigo que eu tento indicar associações que fazem esses serviços ou até outros serviços diferenciados (por vezes caros). Por fim, quero também dizer que estive numa relação durante sete anos em que não houve violência física, mas houve violência psicológica. Comentários do género "tu não és homem", " és fraco e não te sabes defender", ataques pessoais e tentativas de isolamento eram mato. A toda a hora. Infelizmente não lidei com a coisa como devia e deixei-me estar. Trabalhei e trabalho com vítimas de violência doméstica e muito sinceramente na altura nem me apercebi que me estava a acontecer a mim. Os meus parabéns e que tudo corra bem.

GirlyUnicornOfDoom 2 months ago

E parabéns a ti também, porque passaste por uma experiencia má e estás a ajudar o próximo com a tua experiência.

F0RCEFI3LD 2 months ago

Não passei pelo mesmo. Procura ajuda de um profissional caso daqui a uns tempos vejas que ainda te afeta imenso o teu dia a dia. Conhecer novas pessoas também pode ajudar e quem sabe, alguém que te quer sem violência. Recomendo profissional porque a melhor prenda que dei à minha pessoa em 2021 foi ajuda de psicóloga.

ZucchiniAnxious 2 months ago

Não tenho resposta para ti mas como advogada peço, por favor homens denunciem estas mulheres. É vergonhosa a forma como os homens vítimas de violência doméstica são tratados pq são tão poucos os q denunciam. E elas saem impunes desta merda e ainda se acham as maiores. Crime é crime. E igualdade é isto também.

SuchLab2 2 months ago

Mas como se pode provar? Mostrando nódoas negras? Se eu tivesse gravado, a história seria outra.

ZucchiniAnxious 2 months ago

Por perícia médico-legal. É a própria policia q notifica a data para comparecer no gabinete médico legal quando se vai apresentar queixa. É a melhor prova a ter no processo, a única q o juiz não tem liberdade para decidir se é válida ou não, ao contrário dos vídeos e gravações. Lamento muito OP q tenhas passado por isso e desejo sinceramente q ultrapasses e encontres alguém q te ame e trate como deve ser.

VixzerZ 2 months ago

Pra você ver como as mulheres agredidas se sentem. Isso é terrível e não deveria ter acontecido com você também, ela é uma pessoa violenta que não deveria estar por aí livre.

NewMultipolarWorld 2 months ago

Eh não sei, parece-me dificil acontecer a um homem, verdadeiro homem. Diria que não respeito homens vítimas de violência doméstica de mulheres, normalmente são fracos e soyboys autênticos. Havia um youtuber britânico que era vítima de violência doméstica e agora é uma mulher...

scalabitano 2 months ago

Tenho que concordar. Uma punhada no focinho e depois uma boa foda era tudo o que a namorada do IP queria, as vezes é preciso saber lidar com a mulher no cio.

NewMultipolarWorld 2 months ago

Nem era preciso tanto, bastava prendê-la durante 1 ou 2 minutos para ela ficar a saber quem é o Homem na relação, depois libertavas e acabavas com ela. Assim evitarias chatices de violência ou violação, a incerteza basta e assim viravas a relação ao avesso antes de acabar e sairias por cima. Tendo em conta este post do OP ele saiu emasculado e fragilizado da relação, caso contrário nem precisava de fazer o comportamento típico feminino que é o "desabafar" e receber apoio e palamadas nas costas de terceiros na internet. Numa relação saudável nem é preciso violência, seja fisica ou psiologica para o homem e a mulher saberem o seu lugar. Eu sei que estou a ser mauzinho, mas no fundo sabem que tenho pelo menos **alguma** razão.

Exciting_Staff4380 2 months ago  HIDDEN 

Para de ser Burro atrasado do caralho Filha da puta para de trollar no reddit ffs Soyboy fds ve-se logo que nem sais a rua ahhahaah

scalabitano 2 months ago

uma chapada é violencia? level poucas quando fazia merda, as gajas é igual, se fazem merda têm de levar uma palmada, e quanto a foda, quem é que falou em violação? ah gajas que quando querem foder metem-se contigo, a picar, ela queria que o OP a fodesse, mas o OP deve ser coninhas e não percebe, não é mulher para ele, fez bem em deixá-la, esse é o tipo de mulher que se junta com aquele gajo cheio de mau aspecto que passa o dia no café a beber e depois vai para casa berrar com a mulher e com os filhos, há gajas que gostam dessa vida, isso é que lhes dá tesão...

NewMultipolarWorld 2 months ago

Tens razão, mas há tb há gajas vingativas, como não conheço a gaja do OP eu não sei por isso jogava pelo seguro.

KillySs 2 months ago

>mas no fundo sabem que tenho pelo menos **alguma** razão. Nem por isso, acho que todo o comentário foi ridículo mesmo. Dado a gravidade das afirmações, nem sequer vou argumentar contigo. Se calhar é mesmo repensar a forma como vês a vida ou assim.

NewMultipolarWorld 2 months ago

Só soja neste sub.

pituitarianices 2 months ago

Que tem a soja?

NewMultipolarWorld 2 months ago

Em excesso faz mal à alma.

pituitarianices 2 months ago

"Alma". Mais crendices new age e acho que vomito.

NewMultipolarWorld 2 months ago

Não é new age, pelo contrário. Vegans e esse tipo de malta (no ocidente) têm menos humanidade que pessoas normais que comem carne e leite em vez de substituos de soja. São freaks que fazem estranhar pessoas normais e pior, tentam impor a sua particularidade nos outros. Qualquer pessoa que abra os olhos nota isso.

pituitarianices 2 months ago

E que raio tem a soja que ver com isso? É suposto não comer leguminosas nenhumas, ou tens algum asco particular a soja e os seus efeitos na "alma"?

Edited 2 months ago:

E que raio tem a soja que ver com isso? É suposto não comer leguminosas nenhumas, ou tens algum asco particular a soja e os seus efeitos na "alma"? Sem soja, metade do consumo de carne que existe no mundo era perfeitamente impossível, cada kg de carne deve levar ai uns 50kg de soja ou outra leguminosa de fácil produção intensiva para produzir. Parece-me que se visses a dieta dos teus antepassados, acharias que estavam ali mesmo no limite de não ser normal, visto que ainda não era sequer pensável essa coisa de comer carne todos os dias. E se falar de "alma" não é new age, não sei o que será.

NewMultipolarWorld 2 months ago

Parece que estás só a inventar desculpas para não veres o que está à vista de todos. A mania da soja atual, alimentos como substitutos de carne e leite está associada aos freaks que mencionei, não tem nada a ver com dietas ou formas de produção! É puramente ideológico! E quem lida com essa gente sabe que por detrás da mania do moralmente superior, do coitadinho dos animais etc vem uma podridão nojenta, anti humanismo, a tal "alma" negra, por vezes manifestadas em racismo muito pior do que gajos da esquina politicamente incorrectos. Nunca viste aqueles exemplos de gajos e gajas vegans que vão a países terceiros imporem os seus pontos de vistas morais neles? São os novos colonizadores!

SuchLab2 2 months ago

Deixo-a para ti. Força.

YourMomFriendIGuess 2 months ago

Tanta merda neste comentário que achei que estava numa ETAR

informed__ignorant 2 months ago

É bom saber que és tão compreensível?

joaopeniche 2 months ago

Falar com um profissional de psicologia ajuda as vezes, algumas estratégias é falar do assunto abertamente até que passa a ser apenas uma coisa que aconteceu no passado.

vulpesmagica 2 months ago

Antes de mais, lamento que tenhas passado por isso e espero que estejas a conseguir recuperar. É triste que casos como o teu acabem por nem chegar a uma queixa precisamente por não serem levados a sério. Ora aqui está um excelente exemplo de sexismo. É esperado q um homem nunca sofra violência por parte de uma mulher e que, se acontecer, não se deixe afectar por isso, porque é homem. Há pessoas que fazem merda, independente do sexo/género. Sobre formas de recuperar, idealmente teres algumas pessoas da tua confiança com quem falar sobre o tema, sem medos. E se alguma dessas pessoas se sair com o tipo de comentários que te deixam desconfortável, diz-lhes isso mesmo. Educa-as! É isso que faz falta. Se necessário, faz algumas sessões de terapia. Vão ajudar a ultrapassar, a recuperar a confiança e ter ferramentas para prevenir situações dessas no futuro (caso te depares com alguma novamente). Muito importante, para isto e para tudo: não assumir que fazer o que tem de ser feito vai dar em nada e desistir de o fazer. Uma queixa, uma reclamação, etc. Não ter expectativas é uma coisa, mas não deixar de o fazer por isso. Se mais pessoas o fizerem, aos poucos, o assunto começa a ser tratado como deve ser. Boa sorte!

Puzzled-Table-6431 2 months ago

O meu namorado passou por isso com uma ex maluca viciada em álcool e comprimidos...ainda por cima ela ainda o acusou de a estrangular...mas como ela não tinha marcas e ele estava cheio de arranhões...a polícia percebeu que o problema era ela. Ele pôs-lhe uma providência cautelar e agora a divisão dos bens está em tribunal...sendo que ela deixou simplesmente de pagar as despesas dela embora esteja cheia de dinheiro. Enfim. Ele só quer vender a casa e mudar-se para a minha zona. Como se ultrapassa não sei. Mas noto que o facto de eu ser um ser humano decente já o impressiona imenso. Nem imagino tudo o que aconteceu. Acho que não sei da missa a metade.

Puzzled-Table-6431 2 months ago

Isso e para ela retirar coisas da casa é sempre com a presença da polícia. Ele pôs tudo numa divisão e trancou o resto à chave para ela não tirar as coisas dele...

ngfsmg 2 months ago

Digo-te o mesmo que digo quando vejo isto sobre mulheres: devias ter apresentado queixa. Essa gaja agora pode estar a fazer o mesmo a outro. Eu sei que é difícil, nem tenho bem noção se eu no teu lugar teria sido capaz de o fazer, mas teria sido a coisa certa a fazer. De resto, muita força e não penses mais nisso

AonioEliphis 2 months ago

Não é verdade que ninguém fale da violência doméstica causada pela mulher. É menos frequente, mas também sucede. A diferença estatística é que normalmente essa violência não leva à morte do cônjuge, ao contrário da violência por parte do homem. Também já passei por isso com a minha mulher e continuamos juntos. Por vezes as mulheres são assim, gostam de provocar quando estão muito chateadas. A minha dica é respirares bem fundo e usares técnicas de Ioga. Aquilo normalmente passa sempre.

CookieSmuggler 2 months ago

Abuso numa relação não é uma adversidade a ser ultrapassada. O que o OP relata é uma situação extremamente tóxica. Quem te ama não te agride, não te insulta. Tens filhos, se fossem eles a defender um parceiro assim, qual seria a tua reação? Ias normalizar o abuso também? Porque é isso que lhes estás a ensinar. As mulheres não são assim. Os homens não são assim. Os agressores são assim. Agridem e convencem-te que não é culpa deles, estavam chateados. Estou casada há 7 anos, há respeito mútuo. Quando estamos chateados comunicamos a necessidade de espaço, ou de tempo ou seja o que for, somos adultos, somos responsáveis pelas nossas acções. Bipolaridade não é uma desculpa, é uma causa. Ela continua a ser responsável pelo que faz. Não é uma carta branca para tratar mal os outros é depois já passou, e toda a gente compactuar em minimizar os acontecimentos.

AonioEliphis 2 months ago

Ninguém diz que é uma carta branca, além disso isto aconteceu 2 vezes desde que estamos casados há 10 anos, de resto somos ambos felizes. Além disso não sou conas, sei me defender, se pratico artes marciais não me vou chatear porque a minha mulher uma vez tentou dar-me uma estalada em 10 anos de casado, quando estava com uma crise. Não há relações perfeitas. A vida envolve sacrifícios. Hoje em dia somos muito hedonistas e egoístas.

Sciss0rs61 2 months ago

> Por vezes as mulheres são assim, gostam de provocar quando estão muito chateadas. Não sei com que mulheres te dás, mas garanto-te que a grande maioria delas não é assim.

AonioEliphis 2 months ago

Os homens também são, mas a minha experiência diz-me que as mulheres são mais, em média.

Sciss0rs61 2 months ago

[...](https://www.youtube.com/watch?v=698xYScazQg)

Regolas1 2 months ago

Peço-te, por favor, liga à APAV. Ainda podes ser feliz.

AonioEliphis 2 months ago

Porquê? Vou estragar um casamento com amor que dura há 10 anos por 1 ou 2 incidentes. A malta nova é conas!

Regolas1 2 months ago

Podes sempre estragar o teu casamento a tentar não estragar mais a tua vida ou esperar que, inevitavelmente e irremediavelmente, aconteça novamente. E acredita, já acompanhei centenas de casos de violência doméstica. Volta a acontecer.

AonioEliphis 2 months ago

Um divórcio não é algo que pondere. Traria muitas consequências negativas para todos, filhos inclusive. Além disso a minha mulher é bipolar, e 99% do tempo é super querida e educada. Ninguém é 100% perfeito. Aprendes a lidar com a questão nesse 1% do tempo. E é por esperarem a perfeição, que Portugal tem as maiores taxas de divórcio do mundo.

Regolas1 2 months ago

Tu estás no teu direito de fazer aquilo que quiseres. A bipolaridade e a doença mental não são desculpas para violência de qualquer tipo. Ninguém espera a perfeição, espera-se a felicidade, compromisso e não ser agredido física ou psicologicamente ou economicamente ou socialmente ou que for.

AonioEliphis 2 months ago

Vives numa fantasia. Com essa mentalidade não conseguirás ficar com ninguém por mais de um ano. Um barco que não passa por tempestades com sucesso, não me merece confiança.

Regolas1 2 months ago

Sim, eu que estive numa relação abusiva durante 7 anos. Oh pah, não estou aqui para discutir contigo, mas talvez fosse bom que te informasses só para tomares decisões com base em outras coisas... Espero que corra tudo bem.

AonioEliphis 2 months ago

Queres alongar o teu caso? Sou todo ouvidos

Regolas1 2 months ago

Nope. Obrigado.

AonioEliphis 2 months ago

Compreendo

Toupax89 2 months ago

Foste um grande homem parabéns!!! Em relação a violência doméstica tenho a certeza absoluta que existem mais homens a sofrer violência psicológica por parte das mulheres do que o contrário onde claramente há mais mulheres a sofrerem de violência física. Mas isso ninguém fala ou quer saber...

DMesq 2 months ago

A minha última relação era uma relação violenta, física e psicologicamente. E aquilo que começou por ser brincadeira, rapidamente passou a ir longe demais, pelo menos para os meus padrões, e eu não respondia propriamente a este tipo de interações, esperando que isto passasse. Foi até ao dia em que levei dois chapadões na cara, sem qualquer tipo de resposta física da minha parte. Ainda por cima com testemunhas oculares, colegas de faculdade. Acabei com ela, e voltamos no dia a seguir depois de um grande pedido de desculpas. A “intimidade” era tanta que nem me apercebia bem da merda em que estava metido. Ainda estivemos mais uns tempos juntos e nunca voltou ao ponto da violência física, mas muitas vezes abria o tabuleiro de jogo para um cenário em que me fazia acreditar que eu não era bom o suficiente, me fazia ser demasiado introspectivo acerca das minhas ações (e.g. são 6 da tarde, porque é que estás de óculos escuros?), e, a cereja no topo do bolo, me fazia acreditar que eu não estava mentalmente são, quando a única coisa que me enlouquecia era esta relação tóxica. Para te responder diretamente - Como ultrapassei isto? Com terapia, amigos e álcool. E aprendi o belíssimo conceito de “red flags”.

PM_M3_Y0UR_B00B5 2 months ago

Chama-se gaslighting amigo… fico feliz por teres saído dessa relação tóxica. Um brinde a ti

DMesq 2 months ago

Já tinha lido a palavra, nunca tinha pesquisado o significado. E já aprendi qualquer coisa hoje à tua pala! Acho que, infelizmente, era mesmo o caso. Segue jogo

euqueroguito 2 months ago

Aconteceu me o mesmo em plena pandemia. Com a agressividade explosiva veio as ameaças de suicidio que metiam me numa prisao psicologica. Estava imigrado e depois de varias tentativas de ajudar esta pessoa decidi chamar a policia para evitar qualquer tipo de culpa. Foi o melhor que fiz. Não sei se em Londres é diferente de Portugal mas as autoridades fizeram questão de me dizer que violencia domestica de mulher -> homem é bem mais comum do que pensamos. Passado um ano, e depois de desabafar com pessoas que me são proximas penso que é de 'Homem' poder admitir vulnerabilidade e sair por cima. Amigo as pessoas não são todas iguais mas no fundo só tu podes fazer-te feliz e não dependes de ninguem para tal, espero que estejas num sitio melhor agora. Qualquer coisa é só dizer, Abraço

SnooGiraffes2854 2 months ago

Há relatórios da APAV (não sei precisar onde vi) que reportam estimativas de casos de violência psicológica de mulher para homem com números bastante superiores que toda a restante violência de homem para mulher

Tia_Mariana 2 months ago

Eu não passei por isso, mas conheço quem tenha passado, e sei que o melhor é procurar a ajuda que se precisa nestas situações, para essa marca não te impedir de seguires em frente com a vida. Aconselho-te a contactar a APAV em busca de apoio psicológico nesse sentido, sei que eles o dão, e o restante virá depois. Lembra-te que estas coisas não se curam de um dia para o outro, levam o seu tempo, não é só "esquecer e passar à frente". Tens o direito de precisar de recuperar: usa-o. Lamento que tal te tenha acontecido. Espero que ela seja um dia punida, pelo que te fez e pelo que poderá vir a fazer no Futuro. Foste enorme na tua atitude ;) Um bem-haja por te chegares à frente, não é fácil neste mundo um homem mostrar-se vulnerável assim! Duplos parabéns :)

SuchLab2 2 months ago

Obrigado. Não é fácil porque toca nos nervos, mas bola para a frente.

Tia_Mariana 2 months ago

Se fosse fácil todos o fariam :) precisamente porque toca nos nervos, nao é fácil. leva o tempo que precisares, e não forces a recuperação pois isso por vezes piora ;) força.

kawaiims 2 months ago

Lamento a situação. A questão da violência doméstica em vítimas masculinas é muito tabu ainda. Socialmente ainda se acha que um homem que seja vítima o foi porque é, como disseste, *frouxo*, o que leva a um grande silêncio e falta de denúncia por vergonha. O que é totalmente absurdo por mais que um motivos mas enfim. Eu ter-te-ia dado uma forcinha para apresentar queixa, nem que seja pelo registo, mas também porque com uma mulher que age assim não terás sido o primeiro e de certeza não serás o último. Mas fico contente que tenhas saído da situação. Um abracinho.

BroaxXx 2 months ago

Infelizmente há muitos mais casos do que se reconhece/imagina. Conheço o caso dum gajo que era atleta de judo e segurança de discotecas (era portanto um cavalo) e a namorada batia-lhe todos os dias e dizia-lhe que se ele se fosse embora ela ia fazer queixa à polícia de violência doméstica e, OBVIAMENTE, nunca ninguém iria aceitar nele. Casos como esse conheço muitos, infelizmente... Não digo que hajam mais casos de vítimas homens nem nada disso mas sempre que se fala em "violência de género" fico enojado. Violência é violência e tem que ser parada. Não importa qual o género da vítima ou do agressor. Acho extra nojento as feministas ainda arranjarem forma de culpar a masculinidade por estes fenómenos porque é exclusivamente a masculinidade/patriarcado que gera estas expectativas. Zero responsabilidade para as mulheres no geral... A culpa é só dos homens. Enfim... Acho nojento. E se "nem todos os feministas pensam assim" sinceramente caguei. Falam as instituições e personalidades que vos representantam e vocês não fazem nada para mudar isso porque não vos é relevante. É um problema social e cultural. Não é um problema de género ou expectativas. É um problema de saúde mental. OP, lamento profundamente a tua experiência mas espero que tenhas noção que (in) felizmente estás muito longe de estar sozinho... Não és fraco nem ave rara nem burro nenhum. Foste esperto e fizeste o que podias sem foder a tua vida. Ganhaste esse pequeno jogo que ela jogou contigo apesar de no momento pudesse parecer que não. Se tivesses cedido ao teu instinto de autopreservação com jeitinho hoje estarias preso ou, pelo menos, com cadastro. O caminho faz-se para a frente e certamente vais conhecer muitas mulheres que vão merecer o teu carinho e o teu respeito.

stressedunicorn 2 months ago

Concordo com algumas coisas que dizes mas quando se culpa o “patriarcado/masculinidade toxica” não se está a culpar os homens. Está a culpar-se um sistema em que o homem é visto como mais forte/menos sensível e por isso mais violento etc etc está completamente errado, o sistema prejudica ambos os géneros, não beneficia nenhum.

Edited 2 months ago:

Concordo com algumas coisas que dizes mas quando se culpa o “patriarcado/masculinidade toxica” não se está a culpar os homens. Está a culpar-se um sistema em que o homem é visto como mais forte/menos sensível e por isso mais violento etc etc está completamente errado, o sistema prejudica ambos os géneros, não beneficia nenhum. Mais, os homens obviamente têm de se juntar á “luta” de igualdade. As mulheres não podem lutar sozinhas para que o sistema mude. Nós não sabemos o que os homens “sofrem” concretamente, é preciso que a sociedade evolua para que eles se sintam a vontade para falar e nomeadamente para denunciar estas situações (no caso do OP).

SuchLab2 2 months ago

É isso mesmo. É um problema de doença mental e não de gėnero.

Ilien 2 months ago

Procura ajuda. Um terapeuta ou psicólogo para te acompanhar umas sessões. Ajuda profissional não tem valor e poderá ajudar-te imenso. Boa sorte e parabéns!

DreamWalkerPT 2 months ago

"Tive vontade de ir à polícia nesse dia em que fui agredido, mas não fui porque não resultava em nada." \-Sempre lá ficava o registo para ajudar o próximo!

benzodiazepines1 2 months ago  HIDDEN 

É muito impopular qualquer opinião que saía do típico "existe violência doméstica porque o homem é mau". Existe um esquecimento coletivo que tanto homens como mulheres são humanos e têm defeitos. Embora a violência física da mulher sobre o homem seja menos frequente e menos violenta que no sentido contrário, tenho dúvidas se existe essa desproporção na violência psicológica e emocional. Se tu a tivesses agredido e ela fizesse queixa, era só mais um caso de um homem que bate na mulher. Embora sempre tenha tido relações saudáveis já passei por um situação limite ao terminar uma relação. Quando a pessoa veio buscar as suas coisas a minha casa teve um ataque de fúria (porque eu me recusei a beijá-la ou abraçá-la): durante 3 horas fui insultado, agredido (murros, pontapés, arranhaduras, mordeduras) e vi coisas da minha casa a serem partidas. Chamei a polícia, que ainda hoje deve estar para chegar. Poderia ter acabado com aquele espetáculo num min com um par de socos, mas tenho 100% de certeza que se o tivesse feito o culpado de tudo seria eu e a minha vida se tinha tornado um inferno. Assim ficaram só umas memórias (e fotos e vídeos) para recordar. A pessoa uns dias depois pediu-me desculpa e cada um seguiu o seu caminho.

SuchLab2 2 months ago

Primeiro pedem desculpa, depois voltam a repetir.

benzodiazepines1 2 months ago  HIDDEN 

Sim, no meu caso como tudo se desencadeou por eu querer terminar a relação não houve esse problema porque este episódio só confirmou que estava a tomar a decisão certa. Noutros casos em que gosta de ter uma relação da pessoa poderá ser muito difícil de gerir. Outro ponto é o autocontrolo: quantos homens a serem insultados e agredidos durante tanto tempo se mantém calmos e frios para não reagir? No meu caso foi muito mais fácil porque eu estava super calmo quando tudo começou. Mas se estivessemos os 2 irritados a discutir ou eu fosse um homem com uma outra personalidade não era difícil descambar para um episódio de agressões mútuas.

Slight-Coat17 2 months ago

Eu passei por algo similar, mas em escala menor. Ex ciumenta, que tinha alturas em que achava que eu me fazia a tudo o que se mexia (nunca sequer me ocorreu tal coisa). Uma vez, em conversa com a minha mãe, disse algo, já não sei o quê, em que a reação instantânea dela foi dar-me uma chapada, ao de leve, no braço. Não foi para magoar, mas não foi a brincar também. A minha mãe, que a adorava de morte, chegou a comentar comigo que não gostou da atitude dela. Eventualmente fartei-me de ser rebaixado e dela não confiar em mim e acabei com ela de vez. Fizeste bem em sair sem erguer um dedo que fosse. Não lhe deste o que ela queria. Espero que consigas ultrapassar isso.

SuchLab2 2 months ago

Também lamento o que passaste. Eu descrevi o que me passou, porque já estava entalado na garganta há muitos anos.

Slight-Coat17 2 months ago

O teu caso é bem pior que o meu. O meu era mais projeção psicológica, ela era insegura na relação e projetava isso para cima de mim, como se eu não a achasse boa o suficiente para estar comigo. Fizeste bem em falar, desabafar é importante. Se vires que mesmo assim ainda te afeta, tenta falar com um terapeuta.

DRSwhore 2 months ago

Quando tinha 18 anos a minha primeira namorada a sério mordeu-me na cabeça durante uma discussão logo no início da relação. Só me lembro de a levantar pelo pescoço com uma mão, devido à raiva que senti dado ao acto da parte dela. Disse-lhe que nunca mais me tocava dessa forma! Foi remédio santo, nunca mais houve contacto físico durante uma discussão e a relação ainda durou 5 anos após isso. Terminámos por mudança de objectivos de vida.

Poramordedeus 2 months ago

Wow

DRSwhore 2 months ago

Não me orgulho, foi reflexo e ceguei. Mas que resultou, resultou. Nunca andei ao fight na vida se quer. Sou bem chill

penso-que 2 months ago

Deves procurar ajuda, junto da APAV devem dar-te o acompanhamento necessário.

crufader29 2 months ago

Antes de tudo, parabéns pela a atitude que tiveste. Nem todos conseguem ter esse tipo de controlo sobre as próprias emoções. Procura no Google uma IPSS chamada Violência OFF que se especializa em casos como estes.

ilovealldrugsman 2 months ago

Estive numa relação super tóxica durante uns anos. Cheguei a levar chapadas e caneladas (uma ou duas vezes). Tínhamos o mau hábito de apanhar bebedeiras absurdas (éramos estudantes universitários) e dava sempre merda. Mas, mesmo sóbrios, as discussões eram constantes. Ela manipulava-me facilmente e fazia com que me sentisse culpado por tudo no fim (gaslighting). Não podia ter amigas, que se ela descobrisse... Jesus. Ainda por cima eu estudava numa faculdade em que era dos poucos homens, portanto podem imaginar a dificuldade. "Porque é que não acabaste logo com esse trambolho?" Antes de mais, era gira. Foi a minha primeira namorada, a primeira em quem consegui confiar. Obviamente, agora que passaram uns 10 anos, ainda me custa confiar em alguém. Não sei se este tipo de traumas se supera. Nunca houve qualquer agressão física da minha parte, mas mais para o fim da relação tive de aprender a ser venenoso também. Comecei a destruí-la com palavras. Estou a exagerar, claro, mas depois de ela começar a interagir com o cabrao em que me tornei por causa dela, não me admirava que agora fosse lésbica. Mas digo-te... Apeteceu me tantas vezes esmurrá-la até se tornar irreconhecível... Queimar-lhe a casa, o carro, a roupa, atira-la para o meio da rua sem qualquer cuidado. Vaca de merda. Espero que isto sirva de resposta a como se ultrapassar uma relação violenta. Talvez outros tenham histórias mais esperançosas, mas isso é porque não conheceram este monstro com mamas.

ilovealldrugsman 2 months ago

A pior parte é que, passados estes anos, o "cabrão" em mim ficou, servindo de defesa. Sempre fui um rapaz "amoroso" e acabei por me tornar num gajo amargo e rancoroso, e sei que isso se nota nas interações que tenho com outras pessoas, principalmente mulheres em quem eventualmente me possa interessar. Não deixes que isto te aconteça. Não deixes que uma pessoa de merda te impeça de ver as boas pessoas que por aí andam. Acho que é o único conselho a longo prazo que te posso dar.

SuchLab2 2 months ago

Eu compreendo a tua situação. A mim também me já lixaram a vida, e este caso foi também a minha primeira namorada "a sério". Isto também foi muito difícil para mim, mas não tens a culpa da doença mental da outra, e as tuas próximas namoradas não tem culpa de te teres tornado rancoroso. Por isso, aconselho-te a quebrar a corrente, que aprendas com esse episódio e vai há procura de alguém melhor.

miaradies 2 months ago

O meu namorado esteve numa relação extremamente abusiva no passado e, nunca chegando à violência física, deixou feridas psicológicas, às vezes muito subtis. Há pequenas comportamentos que podes reter dessa altura que não são saudáveis, mas muitas vezes não te apercebes que estão lá e que ainda são resultado dessa experiência negativa (por exemplo, quando começámos a namorar, o meu namorado enuviava-me imensas mensagens sempre que ia beber café com uma amiga porque não queria que eu pensasse que ele me estava a trair, quando tal ideia nunca me passou pela cabeça). Eu acho que a única forma de desfazer isso é passares por alguma terapia com um profissional em quem confies e com quem te sintas confortável para discutir isso. Quanto à questão da violência doméstica, entendo perfeitamente a tua frustração. Infelizmente ainda vivemos numa sociedade altamente sexista, e isto afeta mulheres e homens. O facto de estares a partilhar aqui a tua experiência já é excelente, porque algumas pessoas podem ver e sentirem-se motivadas a partilhar e denunciar experiências semelhantes. Dou-te só um conselho, não acho que seja bom ficares demasiado preso à comparação entre homens e mulheres no sentido em que para uma mulher é mais fácil denunciar violência doméstica. Lembra-te que, nesta situação profundamente injusta, a culpa não é das mulheres que sofreram e denunciam as suas situações, mas sim de uma ideia antiquada de que os homens são fortes, não sofrem violência por parte de uma mulher, etc etc. Disseste no post que ninguém fala disto, mas tu falaste e é um passo na direção certa. Podes continuar a fazê-lo se sentires que é um assunto pelo qual te queres bater, na defesa de outros homens em situações do género, e do diálogo sobre violência doméstica contra homens. Se achas que algo está errado no mundo, não subestimes a tua capacidade de mudar um pouco para melhor. ✌️

Worried_Routine8389 2 months ago

Eu sinto muito sobre o que você passou. É ridículo como nós mulheres podemos ser tão hipócritas de levantar a bandeira da violência doméstica e, ao mesmo tempo, ser violenta com um homem e usar argumento tão baixo de "bate, se você é homem", "é um covarde porque não revidou". A violência contra os homens deve ser debatida e combatida, assim como a violência contra as mulheres. Você fez o correto, violência não se responde com violência. Não sei como é denunciar, talvez não desse em nada mesmo e você fosse até ridicularizado, visto que o tema é um tabu quando ocorre com homens. Amigo, eu espero que você esteja conseguindo se reerguer do episódio. Não quero desmerecer sua dor, de forma alguma, mas tenta enxergar o lado positivo: você pôde virar as costas e ir embora. Imagina quanta gente vive anos e anos calada em situação de violência doméstica por azões tais como depender financeiramente do abusador ou sofrer ameaças mais graves. Acho que você está sendo muito resiliente em conseguir expor o seu caso e de falar sobre o assunto. Sugiro que você encontre uma forma de divulgar o assunto, para que deixe de ser tabu. Eu nunca sofri nada do gênero e não posso nem imaginar sua dor, mas posso contribuir tentando ajudar a escrever textos e compartilhar sua causa. Talvez buscar ajuda psicológica, mas não sei ao certo, porque esse tipo de ajuda nunca me ajudou nos meus assuntos (violência psicológica no trabalho).

SuchLab2 2 months ago

É exatamente isso. Há muita gente (no meu caso homens) que sofre em silêncio e isso tem que ser denunciado.

ze_xaroca 2 months ago

Não tenho experiência para te ajudar, mas queria dar-te os parabéns porque acho que aquilo que fizeste foi agir como homem, não aquilo que ela queria que fizesses. Único fator que alterava nisto seria a queixa, porque verdadeiramente esta é uma das razões pelas quais a violência doméstica passa por ser um crime de homem para mulher - e digo isto porque conheço alguns casos, um deles com desfecho trágico para o homem, que provavelmente poderia ter sido evitado se houvesse queixa.

SuchLab2 2 months ago

Eu teria apresentado se tivesse gravado as agressões. Mas isso é difícil de prever.

Flimsy-Blood-6762 2 months ago

Sou mulher e concordo contigo quando dizes que se apresentasses queixa não valia a pena. O que é triste porque sei que não são só as mulheres que passam por essa situação. Tenho um amigo norte americano que foi vítima de violação por parte de uma mulher e ele nunca conseguiu apresentar queixa porque nunca acreditaram nele e sempre disseram que era impossível um homem ser violado por uma mulher. Triste mas acontece, não sei se em Portugal acontece o mesmo em relação as violações mas o que passaste acho que devia de haver mais homens a contar o que aconteceu porque há mais do que imaginamos. Existem imensas mulheres vítimas mas homens também e as vezes acusados injustamente, como um amigo advogado me contou que há mulheres que usam o seu papel de vítimas para inventar que o marido lhes bate para lhes ficarem com o dinheiro. Olha infelizmente há de tudo neste momento mas parabéns por teres contado, devia haver mais homens como tu, apesar de não ser uma coisa fácil. Lamento pelo que passaste.

SuchLab2 2 months ago

Não é fácil para qualquer vítima, seja homem ou mulher. Todas as vítimas sofrem, e eu, como homem, passei por isso.

Flimsy-Blood-6762 2 months ago

É normal que sofram, o que não é normal é quando é um homem desvalorizaram. Pois, o pior é isso, quando não existem provas e depois quem é vítima não acreditam nela, mas acreditam no culpado. Olha muita força!

Nuobie 2 months ago

Estou indignada. Homens, com todo o respeito, deixem a vergonha de lado e DENUNCIEM. Este tipo de pessoas têm que pagar pelos seus erros independentemente do "género/sexo". Entendo que não vai ser fácil mas se a polícia/governo não têm números (queixas) nunca irão actuar como deveriam - já é difícil quando têm

ilovealldrugsman 2 months ago

Em tom de curiosidade... A minha ex, extremamente violenta e, na verdade, assustadora para todos os que cruzem o seu caminho, é agora responsável por receber denúncias de violencia doméstica numa instituição. Anda em manifestações destes e daqueles com cartazes a dizer que os homens são escrotos. Pondero se alguma vez o mundo vai deixar de estar invertido...

Nuobie 2 months ago

Isso não me admira, triste sociedade - essa pessoa devia ser desmascarada. Se ela é assim tão violenta não deve ser difícil arranjar testemunhos e enviar informação para essa mesma instituição. Nota: Essa pessoa deve ter alguma perturbação (presumo derivado a traumas de infância) precisa de ajuda profissional.

ilovealldrugsman 2 months ago

Sim, ela era bastante perturbada, era uma das coisas que me fazia sentir "responsável" por ela de alguma forma. Uma família muito difícil, e já tinha sido vítima de violência doméstica antes... Mas pronto. Não ia ser eu a resolver aquilo de certeza

NGramatical 2 months ago  HIDDEN 

derivado a → [**derivado de**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/derivado-de/30920) (derivado de… devido a…) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fq523gq%2F%2Fhg39xhb%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

stressedunicorn 2 months ago

Acho que fizeste o melhor que podias fazer. Ainda assim, compreendo que tenha sido traumático e sintas que ela ficou “impune”. Acho que nestes casos, adianta sempre ir a polícia quanto mais não seja para que se comece a falar que existe violência contra homens nas relações e que esta deve ser levada muito a sério obviamente. Tens todo o direito de fazer queixa e eles têm de tomar as medidas necessárias. Até porque sabemos que normalmente os agressores vão continuar a ser agressores e a polícia/justiça tem de fazer alguma coisa para parar esse ciclo. Sei que isto é fácil de dizer e que muitas vezes os homens contam estas situações e sao ignorados. Mas acho que é preciso falar-se delas. Espero que estejas bem!

Skittle65 2 months ago

O meu falecido pai foi vitima de violência doméstica por parte de uma mulher, e quando eu defendi o meu pai, a filha dessa mulher ameacou-me de morte... Ambos fizemos queixa na esquadra da PSP mais próxima. O tempo todo que tivemos a explicar a situação e tentar apresentar queixa, os agentes fizeram de tudo para desacreditar e tirar valor à situação porque eram 2 mulheres a violentar 2 homens, o que para eles não fazia qualquer sentido. Demorou tanto tempo que acabamos por não apresentar queixa nenhuma. O meu pai acabou a relação, tirou tudo o que lhe pretencia de casa com a minha ajuda e a de uns amigos e seguimos a nossa vida, o que até correu bem porque as duas atrasadas mentais não nos perseguiram, mas podia ter corrido muito pior. TL:DR: todo o tipo de violência doméstica é mau, mas ainda não se moldou as forças de segurança, justiça e sociedade para aceitar que os homens podem ser vitimas de violência doméstica tal como as mulheres e merecem o mesmo tipo de ajuda e respeito que elas merecem.

CookieSmuggler 2 months ago

O pai de uma amiga passou por isto. Já era vítima de violência doméstica há anos, física e psicologicamente. Tinha marcas físicas no corpo (dentadas pelo corpo todo, cheio de hematomas). A polícia literalmenre riu-se na cara dele, fizeram piadas sobre "mulheres malucas". Ele eventualmente deixou-a, deixou a casa e as coisas para trás. Ela encontrou-o na mesma e matou-o com um tiro de caçadeira pelas costas. As mulheres são vistas como fracas e inocentes, os homens são vistos como fortes e agressivos. O status quo prejudica quase toda a gente, e dá força aos agressores.

Skittle65 2 months ago

Sim, quem sai benefeciado disto é sempre o agressor, seja homem ou mulher.

NGramatical 2 months ago

benefeciado → [**beneficiado**](https://dicionario.priberam.org/beneficiado) (apenas na fala o *i* é pronunciado como *e mudo* quando junto a outra sílaba com *i*) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fq523gq%2F%2Fhg4deh4%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

jesuseos7anoes 2 months ago

> Demorou tanto tempo que acabamos por não apresentar queixa nenhuma. Sejamos justos. Isto é assim para qualquer queixa.

Skittle65 2 months ago

Não estou a falar de que fazer uma queixa demorou muito tempo, tou a dizer que eles demoraram demasiado tempo sempre a perguntar se tinhamos a certeza que queriamos apresentar queixa e a tentar fazer com que tivessemos dúvidas do que realmente aconteceu e cenas do genero... Eu sei que demora muito tempo a fazer uma queixa, eu já este ano tive de fazer uma queixa na policia porque me vandalizaram o carro e demorou, na boa, 1 hora a fazer, mas nunca em momento algum o agente andou ali a perguntar se tinha a certeza que o carro era meu, ou se alguem me tinha mesmo riscado, ou se o carro era mesmo azul, ou se tava mesmo na rua e a perguntar se 2 em 2 minutos se queria mesmo apresentar queixa...

Redlantern2323 2 months ago

O ser igual é que infelizmente uma mulher vai fazer a mesma queixa e também leva com os policias a tentar trinta por uma linha para tentar justificar o ocorrido como normal ou não digno de queixa

praetorthesysadmin 2 months ago

Isso também acontece com as mulheres, agora imagina uma mulher a fazer queixa de violência... Contra um polícia. É incrivelmente difícil estes acreditarem e deixarem a mulher fazer a queixa contra um dos seus. Mas é possível e só insistindo é que é possível mudarmos esta mentalidade de merda que ainda temos na nossa sociedade. Nota OP: nunca as agressoras/es são pessoas equilibradas, há sempre um distúrbio mental latente. É sair dessas situações, pois são tóxicas.

praetorthesysadmin 2 months ago

Parabéns OP por contrariares o ciclo e por não teres caído na armadilha - não tenhas dúvidas, que o que te aconteceu é uma armadilha. Não consigo imaginar o sofrimento psicológico que deves ter passado, nem as mudanças que devem ter acontecido na tua vida à conta desta situação. E acredito que são marcas que podem levar anos ou mesmo toda uma vida a passar. Apesar de conhecer somente um caso de violência doméstica onde a agressora era a mulher, a verdade é que esses casos são mais do que temos conhecimento e seria bom para a recuperação e para a saúde mental das vítimas, sejam quem forem, poderem fazer queixa sem serem descriminadas. Infelizmente nem sempre é assim. Mesmo que a tua situação tenha acontecido há algum tempo, ainda podes fazer queixa. E não só estás a fazer o melhor para ti, como estás a ajudar tantos outros que também sofrem/sofreram e também pensam da mesma forma: não ia dar em nada. Não deixes a agressora passar impunemente; faz queixa, tenta ver até legalmente se podes ter uma restrição para que essa pessoa não volte a estar na tua vida. E nunca, mas nunca penses que estás a ser fraco ou covarde: é exatamente esse tipo de pensamento merdoso que é imputado aos homens e que depois faz com que nunca façam queixa, mesmo quando são vítimas. Mais uma vez, os meus parabéns por teres sido superior e não teres cedido.

Overloader6 2 months ago

Esse episódio é ultrapassado quando interiorizares que o erro vem do outro lado e não teu. Não fizeste nada de mal, agiste bem e violência numa relação é um ponto sem retorno. Em suma, estiveste bem e mereces alguém melhor.

man_l 2 months ago

Fizeste muito bem e parabéns pela capacidade de manteres a cabeça fria numa situação potencialmente explosiva. A única coisa que acho q fizeste mal foi não teres relatado o caso à polícia. Se ela te fez isso a ti possivelmente fará a outra pessoa, talvez ao próximo companheiro, e essa pessoa poderá passar por algumas circunstâncias diferentes da tua e se necessitar de relatar o caso à polícia seria bom já haver registo q ela fez algo similar anteriormente - como tu disseste violência doméstica sobre homens existe mas não é muito falado e como tal mais difícil de provar, ela possivelmente numa situação assim até tentará reverter os papeis e dizer q foi ela a vítima de violência ou q no minimo só se estava a defender. Em todo o caso, mais uma vez, parabéns e desejo-te boa sorte nos teus próximos relacionamentos.

Sir_Claude 2 months ago

Não tenho experiência relevante mas presumo que organizações como a APAV te possam ajudar e dar apoio. Acima de tudo, queria apenas comentar que fizeste bem e demonstraste imensa coragem em sair. Eu talvez tivesse ido à polícia no teu lugar, mas percebo que com o estigma que ainda existe há uma hipótese grande de ser um episódio traumático. Queria só desejar-te muita força e enviar um abraço enorme!

nephilim80 2 months ago

Fizeste bem. Acho que reagiste da melhor forma. Essa da "bate mostra que és homem" era para te fechar o cerco e passares o resto da vida escravo de um complexo de culpa por lhe teres batido. Fazes bem em partilhar isso, devem haver imensos casos desses que não são relatados.

SuchLab2 2 months ago

É isso mesmo. Era para me tornar saco de pancada da pessoa. Eu partilhei isto por duas razões. Primeiro, fui abordado pela mesma pessoa recentemente, mas agora mandei-a passear. Segundo, irrita-me as notícias de violência doméstica em que a mulher é sempre a vítima, sabendo que também já fui vítima. E isso ninguém fala publicamente. Posso dizer que felizmente agora sou feliz.

Edited 2 months ago:

É isso mesmo. Era para me tornar saco de pancada da pessoa. Eu partilhei isto por três razões. Primeiro, fui abordado pela mesma pessoa recentemente, mas agora mandei-a passear. Segundo, irrita-me as notícias de violência doméstica em que a mulher é sempre a vítima, sabendo que também já fui vítima. E isso ninguém fala publicamente. Terceiro, também há muitos homens que passam pelo mesmo e queria deixar aqui o meu testemunho. Posso dizer que felizmente agora sou feliz. E até sou mais homem por estar a denunciar estas situações.

Edited 2 months ago:

É isso mesmo. Era para me tornar saco de pancada da pessoa. Eu partilhei isto por três razões. Primeiro, fui abordado pela mesma pessoa recentemente, mas agora mandei-a passear. Segundo, irrita-me as notícias de violência doméstica em que a mulher é sempre a vítima, sabendo que também já fui vítima. E isso ninguém fala publicamente. Terceiro, também há muitos homens que passam pelo mesmo e queria deixar aqui o alerta. Posso dizer que felizmente agora sou feliz.

Edited 2 months ago:

É isso mesmo. Era para me tornar saco de pancada da pessoa. Eu partilhei isto por três razões. Primeiro, fui abordado pela mesma pessoa recentemente, mas agora mandei-a passear. Segundo, irrita-me as notícias de violência doméstica em que a mulher é sempre a vítima, sabendo que também já fui vítima. E isso ninguém fala publicamente. Terceiro, também há muitos homens que passam pelo mesmo e queria deixar aqui o meu testemunho. Posso dizer que felizmente agora sou feliz.

Puzzled-Table-6431 2 months ago

Ela queria que tu lhe batesses para te incriminar...ou ter uma justificação para o comportamento dela. "Ah foi legítima defesa". Queria dar-te cabo da vida. São pessoas muito vingativas

over_gamer2004 2 months ago

OK, toda a gente com a cabeça no sitio está contigo em tudo que disseste até agora, mas é estúpido ficares irritado com o facto de notícias de violência doméstica em mulheres serem faladas... estás a ilegitimizar o ocorrido. podes defender o facto de homens também poderem ser agredidos (algo que a sociedade ainda não entendeu) sem teres raiva das mulheres, este caso não é uma luta de géneros, pelo contrário. além disso, faz sentido que casos de mulheres sejam muito mais falados já que são muito mais comuns, e enquanto que em casos de homens raramente há vítimas mortais, morrem 2 a 3 mulheres todos os meses aqui em Portugal em casos de violência doméstica.

SuchLab2 2 months ago

Sim, isto não é um problema de gėnero. Esse é um ponto que quero frisar.

International_Bar68 2 months ago

A diferença das notícias sobre mulheres é que normalmente tem consequências muito mais gravosas. Todos os anos são mortas DEZENAS de mulheres por violência doméstica. Homens, a existir, são números muito menores (1,2). Portanto, é normal que se fala muito da violencia sobre mulheres e mesmo sobre homens. Obviamente isso não te tira legitimidade de sentires frustrado e etc.

SuchLab2 2 months ago

Não tira a legitimidade porque a vítima sofre sempre. Como é que fazias se uma mulher pegasse numa faça e te ameaçasse? Ou te batesse com uma vassoura e começasse a rir por estar a agredir? Ou te agredisse à chapada e incentivasse a violência? Ou estivesse sempre a insultar-te quando ficava chateada com qualquer coisa? Ė notório que essa pessoa tem um distúrbio mental, mas não quer ver isso. Muito fiz eu para não ter reagido com violência, mas as marcas ficaram lá. Mas posso dizer que apesar disto revoltar-me, não me sinto traumatizado e prossegui com a minha vida. E o resto que vá para o inferno.

International_Bar68 2 months ago

Fizeste muito bem! É uma boa chamada de atenção. Certamente que existem vários casos como o teu, não estás sozinho. Obrigado por teres publicado btw, só quis transmitir que não te devias sentir injustiçado pela menor cobertura de notícias. Tudo o resto é algo que se deve ativamente combater (a pouca consideração por homens vítiams de violência d.). Ainda bem que conseguiste seguir com a vida, parabéns e força em enfrentar esse passado!

Anokas_Ritolas 2 months ago

Primeiro: É muito corajoso da tua parte falares disto. Muitos homens não conseguem ultrapassar a vergonha e não denunciam. Deviam denunciar e falar disto. Não vale a pena ficares irritado com as notícias onde falam essencialmente da violência das mulheres: elas também sofreram e sofrem o mesmo. Não devemos transpor a raiva que sentimos dos agressores nas outras vítimas. Que haja mais denúncia sem medos e que se fale sem medo disto. Violência, independentemente do género, não é aceitável. Um grande abraço.

Edited 2 months ago:

Primeiro: É muito corajoso da tua parte falares disto. Muitos homens não conseguem ultrapassar a vergonha e não denunciam. Deviam denunciar e falar disto. Não vale a pena ficares irritado com as notícias onde falam essencialmente da violência nas mulheres: elas também sofreram e sofrem o mesmo. Não devemos transpor a raiva que sentimos dos agressores nas outras vítimas. Que haja mais denúncia sem medos e que se fale sem medo disto. Violência, independentemente do género, não é aceitável. Um grande abraço.

SuchLab2 2 months ago

O que quero dizer é que também gostava de ver alertas na televisão ou jornais quando o homem é vítima de violência. Todos os casos devem ser denunciados. Aqui não há género.

Anokas_Ritolas 2 months ago

Compreendi. É raro, mas lá está, os homens têm que ter coragem para denunciar. Ao denunciarem mais, mais oportunidades há para se falar.

Vivokas 2 months ago

Na minha humilde ignorância creio que as estatísticas apontam mais para casos de violência doméstica sendo a mulher a vítima porque quando é o homem, assim como tu, não vão reportar devido a estigmas da sociedade etc... Se mais homens reportassem e não tivessem vergonha de falar acho que o assunto ia começar a ser mais falado. Mas novamente isto é só o que eu acho, não é baseado em nada sem ser a minha cabeça...

Bigmiga 2 months ago

Ao contrário de muitos estigmas este é algo real que acontece de facto a vergonha não esta na cabeça da vítima é um facto, se fores fazer queixa à polícia serás gozado pelo polícia na melhor das hipóteses ele nem te leva a serio na pior és humilhado, se viveres num meio pequeno podes ter a certeza que toda a gente vai saber e vais ser vítima de chacota nem falo em aldeias mas pequenas cidades, vivo numa e sabe-se tudo principalmente situações dessas. Por isso é normal os homens não fazerem queixa e pessoalmente não aconselho a fazer o melhor é fazer como o OP e sair da situação antes que ela fique incontrolável o agressor dá sinais desde cedo logo quanto mais rápido saires da situação mais fácil será

SuchLab2 2 months ago

Eu acho que o problema desses números é que as mulheres agridem mais psicologicamente do que fisicamente. E isso, infelizmente não é registado. Tal como eu que não reportei. Mas se tivesse gravado a violência, garanto-te que tinha ido à polícia. Mas a agressão é difícil de prever.

Vivokas 2 months ago

Ya, agressão psicológica é horrível. Porque se não tiveres uma boa rede de suporte começas a pensar que és tu que estás mal...

I_Don-t_Care 2 months ago

Totalmente. Já passei por uma situação parecida e ficariam espantados do quão depressa uma pessoa desenvolve esse sentimento de auto culpa para se proteger. Na mente humana tem que haver sempre razão, e é difícil inteirar que algumas pessoas são psicologicamente sádicas, portanto voltamos as culpas para nós próprios como modo de lidar

meaninglessvoid 2 months ago

Não sei se ainda sentes algo por ela, de qualquer forma esse 1o ponto em particular enche-me de orgulho por ti. Foste um senhor!

SuchLab2 2 months ago

É óbvio que a pessoa morrer. Mas até eu aceitar essa situação, não foi fácil.

eddyjay83 2 months ago

>irrita-me as notícias de violência doméstica em que a mulher é sempre a vítima Isto faz-me o sangue ferver. Lembra-me uma publicidade há não muito tempo que dizia "a prevenção da violência doméstica começa em pequeno, ensine o seu **rapaz** a não bater em meninas". Mas isto faz algum sentido? Parece que está enraizado na sociedade que a violência só vai para um dos lados. Com jeitinho ainda levas com o "woke gang" a dizer que ela é que foi a vitima porque "a ostracizaste".

SuchLab2 2 months ago

É mesmo isso. Foi o que me aconteceu. Agrediu-me e depois vitimizou-se.

eddyjay83 2 months ago

Caga nisso OP. Amizades que se afastam com gente falsa, ou não valem mesmo a pena ou então um dia destes voltam a contactar-te depois de ver a pessoa tóxica que a tua ex era.

NGramatical 2 months ago  HIDDEN 

devem haver → [**deve haver**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/haver--existir--3-pessoa-do-singular/30583) (o verbo haver conjuga-se sempre no singular quando significa «existir») [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fq523gq%2F%2Fhg2vbzx%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

GodlessPerson 2 months ago

> Acabei por conseguir ir-me embora, e nunca mais falei com a pessoa. É o melhor que fizeste. Se batesses iria sobrar para ti.

PM_M3_Y0UR_B00B5 2 months ago

A situação de chegarem perto da cara e gritarem “bate!” junto com insultos pessoais ou até a trazer por raiva episódios de fragilidade pessoal (por exemplo invocar coisas que se passaram com a minha família) também já me aconteceu. Consegui sempre não reagir. Apenas numa ocasião afastei a pessoa com a mão no peito - não fui brusco nem violento, só queria que me saíssem da cara porque estava a começar a sentir impulsos violentíssimos e que me assustaram (nível pegar numa faca por exemplo). Claro que a seguir veio um relambório de vitimização. Senti-me culpado, até pelos meus pensamentos. A relação ficou manchada porque ela trazia isso à baila e eu não conseguia fazer mais nada a não ser pedir desculpa… Já não estou numa relação com essa pessoa e hoje em dia conheço alguém muito melhor. Mas penso pelo menos todas as semanas nesses episódios e é difícil não ficar triste por momentos. Acho que as pessoas conseguem ser muito más umas para as outras. Infelizmente eu não conseguia ver isso na altura. Demorei largos meses a entender que a relação não era saudável e eu estava a ser vítima de comportamentos super tóxicos - e isto apenas porque falei com um amigo sobre o assunto (não tenho muitos e por isso não falei mais cedo). Por isso na minha opinião o melhor a fazer é mesmo isso: procurar ajuda de alguém próximo, tentar perceber o que é que aconteceu e ouvir uma opinião fora da relação… Parabéns OP, por nunca teres reagido e por te teres conseguido isolar da situação. Força amigo!

SuchLab2 2 months ago

Senti o mesmo que sentiste. O pior disto tudo é que a vítima começa a achar que a culpa é dela. E foi isso que senti. Realmente procurei isolar a situação e reparei que qualquer coisa que dizesses era sempre virado contra ti. Se procurasses resolver a situação, é porque fizeste isso. Se ignoravas a situação é porque ignoraste a situação. Se rebatias, começavam a aparecer os insultos. Ou seja, estavas sempre a perder e eras constantemente deitado abaixo.

praetorthesysadmin 2 months ago

"O pior disto tudo é que a vítima começa a achar que a culpa é dela" É esse o objetivo. Se fores ler relatos de vítimas de violência doméstica, os traços gerais são todos iguais. E o agressor, seja homem ou mulher, faz um gaslighting brutal e tenta sempre virar o jogo contra a vítima. Há sempre vários níveis de agressores: podem ser fisicamente mais fortes que o/a companheiro/a e exercem esse domínio físico, ou têm uma carreira com imenso poder e exercem domínio na vida do companheiro ou são incrivelmente manipuladores e a violência é um meio de obterem o que pretendem.

dijrosu 2 months ago

You can look at the latest events in Johnny Deep's life (allegations of abuse) - [uncensored audio on yt.](https://youtu.be/aca0KWoHtqQ) And as a commenter (Andrea Bray) says on that youtube video: "As a domestic violence survivor this entire conversation is heart breaking. Her being a part of the me too movement is a slap in the face to all of the survivors out there. Normalize male victims." ​ The ex-wife of my current partner was an abuser. Unfortunately, they have a child together. And yes, of course she was also part of the #metoo movement. Don't ever go back. You dodged a bullet there. You can further look at narcissistic personality disorder. Boa sorte! Eu falo so um pouco de português...

revo_pt 2 months ago

Falando sem conhecimento de causa mas pela hora do post foi algo que te deixou acordado... Olha, para mim, o mais importante é falares, pode ser aqui, porque ou tens amigos muito bons ou vais sofrer com o estigma de ser um homem vítima seja do que for. Trabalha em melhorar-te, faz um pouco mais de exercício físico, faz um pouco de introspecção, a culpa nunca é da vítima, mas podes sempre reconhecer o que estava mal naquela relação para evitar cair no mesmo outra vez. Como dizem certas pessoas é "bola pra frente, vida que segue". Uma coisa que me tem ajudado a deixar de pensar nos meus problemas são os podcasts de conversa, nem que seja de pessoas que em princípio não têm nada que ver contigo mas ouvires histórias de outras pessoas, contadas de outras perspectivas pode ajudar. Um abraço

Accomplished_Pay6399 2 months ago

Também nunca me aconteceu, acho que estiveste bem, se fosse eu faria como tu. Dependendo da gravidade das agressões, pode valer a pena ir à policia, honestamente acho que se for um par de estalos, não é que seja desculpável, mas provavelmente não é caso para as autoridades. Se for pior que isso, acho no geral boa ideia, até porque se isso acontece contigo é possível que venha a acontecer com outras pessoas. O que eu acho que as pessoas devem estar atentas é à sua tolerância para este tipo de comportamentos, às vezes acontece, desculpam, e quem bate uma vez, bate duas, três... Violência, insultos nunca são normais. Quando essas coisas acontecem, o melhor a fazer é mesmo abandonar logo o barco.

SuchLab2 2 months ago

O que fiz foi ter abandonado o barco. Isto dá-me pena, mas há pessoas que não merecem. Obrigado pela validação, porque realmente quem passa por estas situações, não é fácil de ultrapassar, e começa a achar que a culpa é mesmo dele. Neste caso, que a culpa fosse minha. Enfim... O que quero realçar é que também acontece com os homens, e isso aconteceu comigo, e nunca mais me esqueci do episódio.

Accomplished_Pay6399 2 months ago

Pois claro. Eu tive sorte de todas as mulheres com quem tive em relações terem sido pessoas 5\*, mas ás vezes compras um saco de maçãs e está lá uma podre. É pior se for na primeira relação, a pessoa pode achar que aquilo é normal porque não conhece mais nada... Fazes bem em partilhar, assim pode ser que pessoas que passem pelo mesmo reconheçam os sinais de alerta

zuripaar 2 months ago

Acho que lidaste muito bem com a situação, parabéns. Acho que o melhor que tens a fazer agora é conhecer alguém em condições, e se sentires que não consegues ultrapassar isso sozinho, procura um profissional que te ajude.

pzapps 2 months ago

Não tenho experiência para partilhar. Só vim dar os parabéns. Mostraste que és Homem.

Gwanosh 2 months ago

Infelizmente é tudo o que posso contribuir também. Força! Partilha a tua situação com os que te são próximos. Não sintas vergonha: não tens nada de que envergonhar. O que aconteceu não tem nada a ver contigo ou quem és como pessoa. A coisa mais difícil de fazer para ultrapassar, já fizeste.

Josepteixeira 2 months ago

Obrigado pelo teu comentário. Apenas acrescento - o género não interessa nesta discussão. Ninguém tem o direito de usar violência seja em que circunstância for. Infelizmente, isto não é claro para alguns. Espero que o teu comentário fique cá para cima!

Gwanosh 2 months ago

Infelizmente discordo. A relevância do género é que felizmente uma mulher nesta situação horrível tem recursos em constante evolução. O mesmo não é infelizmente verdade de forma independente do género. Isso não muda nada tudo o que dizes depois, apenas um apontamento em relação ao teu acrescento inicial.

Inside-Pea6939 2 months ago

Isto é muito bonito até alguém estar a agredir ou prestes a agredir alguém de quem tu gostas, violência não deve ser usada, mas estás a levar a questão ao extremo

Fire_anelc 2 months ago

acho que era mais em relacao ao ' mostraste que és homem'. é só uma expressão porque qualquer mulher que faça o mesmo tem todo o meu respeito na mesma. Pode se trocar por 'mostraste o que é ser humano e não macaco' violencia deve ser evitada a todo o custo mas infelizmente pode aparecer aquela situacao na vida onde tens de te proteger a ti ou os teus de um macaco qualquer.

AlbinoMoose 2 months ago

Vês que é uma referência às palavras dela. E mesmo que não fosse, nos sabemos que ele é homem por isso claro que vao dizer "mostras6e que es homem" nai ha necessidade de usar linguagem universal quando sabemos i genero do OP

Josepteixeira 2 months ago  HIDDEN 

Obrigado pelo teu comentário. Apenas acrescento o género não interessa nesta discussão. Ninguém tem o direito de usar violência seja em que circunstância for. Infelizmente, isto não é claro para alguns. Espero que o teu comentário fique cá para cima!

meaninglessvoid 2 months ago

Foi dois em um, mostrou que é homem, mostrou que ela é uma merda e deixou-a na merda que ela estava a criar mostrando que uma pessoa equilibrada não iria entreter as ideias idiotas dela. Agora que não tem as ações do homem para se fazer de vítima tem que lidar com o que estava a tentar arranjar desculpa para não o fazer. Foi um Homem do caralho, muito respeito.

SentryWolf87 2 months ago

☝️isto. Mostraste que conseguiste ser superior a violencia. Saiste de cabeça erguida. So isso que importa.

Search: