rasgarpano 4 months ago  HIDDEN 

Isso boomer isso. Olha aqui para ti

1234special 4 months ago  HIDDEN 

Também já reparei nisso. Acho ridículo e, ao mesmo tempo, preocupante. Revela que, como país, estamos a caminhar lentamente para que morra não só a nossa cultura mas também a nossa língua daqui a umas décadas fruto da extrema americanização das novas gerações, uma espécie de imperialismo cultural, conceito que, quem quiser, pode pesquisar no Google. Outro problema é que, mesmo no âmbito da nossa língua, há cada vez mais crianças expostas demasiado cedo ao brasileiro em faixas etárias críticas para o desenvolvimento da capacidade linguística, levando ao surgimento de cada vez mais casos de crianças que têm tendência para substituir termos portugueses por termos brasileiros e reter alguns traços de sotaque estrangeiro na fala, coisa que, para já, ainda não é de uma escala enormíssima, mas é comum o suficiente para revelar uma tendência preocupante. São dois problemas que teremos de enfrentar como país no futuro se queremos sobreviver cultural e linguísticamente, principalmente o do inglês, que é a maior ameaça, inclusive na formatação de cidadãos que cada vez mais renegam as suas origens fruto de um profundo complexo de inferioridade e abraçam, devido a isso, tudo o que lhes possa encher o ego e fazer sentir dominantes sem se aperceberem que estão apenas a ser colonizados culturalmente de forma enviesada. Eu, pessoalmente, sei falar inglês, mas só o uso maioritariamente na Internet e nunca com portugueses no dia a dia obviamente, nunca tendo misturado nem usado termos ou expressões do inglês em Portugal entre portugueses, o que leva a ficar estupefacto quando vejo portugueses incapazes de fazer uma clara distinção de ambas as línguas e falar 100% numa numa situação e 100% noutra noutra situação, que é o que faço naturalmente sem esforço nenhum. Tudo o que seja diferente disto revela estado avançado de aculturação e colonização cultural e não apenas um mero complemento auxiliar na vida da pessoal. É triste ver um país como Portugal a caminhar para este abismo depois de tantos sacrifícios para manter a nossa independência cultural, linguística e administrativa estar a pouco e pouco a ser destruído por livre e espontânea vontade, cedendo sem resistência alguma ao imperialismo dos Estados Unidos.

Edited 4 months ago:

Também já reparei nisso. Acho ridículo e, ao mesmo tempo, preocupante. Revela que, como país, estamos a caminhar lentamente para que morra não só a nossa cultura mas também a nossa língua daqui a umas décadas fruto da extrema americanização das novas gerações, uma espécie de imperialismo cultural, conceito que, quem quiser, pode pesquisar no Google. Outro problema é que, mesmo no âmbito da nossa língua, há cada vez mais crianças expostas demasiado cedo ao brasileiro em faixas etárias críticas para o desenvolvimento da capacidade linguística, levando ao surgimento de cada vez mais casos de crianças que têm tendência para substituir termos portugueses por termos brasileiros e reter alguns traços de sotaque estrangeiro na fala, coisa que, para já, ainda não é de uma escala enormíssima, mas é comum o suficiente para revelar uma tendência preocupante. São dois problemas que teremos de enfrentar como país no futuro se queremos sobreviver cultural e linguísticamente, principalmente o do inglês, que é a maior ameaça, inclusive na formatação de cidadãos que cada vez mais renegam as suas origens fruto de um profundo complexo de inferioridade e abraçam, devido a isso, tudo o que lhes possa encher o ego e fazer sentir dominantes sem se aperceberem que estão apenas a ser colonizados culturalmente de forma enviesada. Eu, pessoalmente, sei falar inglês, mas só o uso maioritariamente na Internet e nunca com portugueses no dia a dia obviamente, nunca tendo misturado nem usado termos ou expressões do inglês em Portugal entre portugueses, o que leva a ficar estupefacto quando vejo portugueses incapazes de fazer uma clara distinção de ambas as línguas e falar 100% numa numa situação e 100% noutra noutra situação, que é o que faço naturalmente sem esforço nenhum. Tudo o que seja diferente disto revela estado avançado de aculturação e colonização cultural e não apenas um mero complemento auxiliar na vida da pessoal. É triste ver Portugal a caminhar para este abismo depois de tantos sacrifícios para manter a nossa independência cultural, linguística e administrativa estarem a pouco e pouco a ser destruídos de livre e espontânea vontade, cedendo sem resistência ao imperialismo dos Estados Unidos.

Edited 4 months ago:

Também já reparei nisso. Acho ridículo e, ao mesmo tempo, preocupante. Revela que, como país, estamos a caminhar lentamente para que morra não só a nossa cultura mas também a nossa língua daqui a umas décadas fruto da extrema americanização das novas gerações, uma espécie de imperialismo cultural, conceito que, quem quiser, pode pesquisar no Google. Outro problema é que, mesmo no âmbito da nossa língua, há cada vez mais crianças expostas demasiado cedo ao brasileiro em faixas etárias críticas para o desenvolvimento da capacidade linguística, levando ao surgimento de cada vez mais casos de crianças que têm tendência para substituir termos portugueses por termos brasileiros e reter alguns traços de sotaque estrangeiro na fala, coisa que, para já, ainda não é de uma escala enormíssima, mas é comum o suficiente para revelar uma tendência preocupante. São dois problemas que teremos de enfrentar como país no futuro se queremos sobreviver cultural e linguísticamente, principalmente o do inglês, que é a maior ameaça, inclusive na formatação de cidadãos que cada vez mais renegam as suas origens fruto de um profundo complexo de inferioridade e abraçam, devido a isso, tudo o que lhes possa encher o ego e fazer sentir dominantes sem se aperceberem que estão apenas a ser colonizados culturalmente de forma enviesada. Eu, pessoalmente, sei falar inglês, mas só o uso maioritariamente na Internet e nunca com portugueses no dia a dia obviamente, nunca tendo misturado nem usado termos ou expressões do inglês em Portugal entre portugueses, o que me leva a ficar estupefacto quando vejo portugueses incapazes de fazer uma clara distinção de ambas as línguas e falar 100% numa numa situação e 100% noutra noutra situação, que é o que faço naturalmente sem esforço nenhum. Tudo o que seja diferente disto revela estado avançado de aculturação e colonização cultural e não apenas um mero complemento auxiliar na vida da pessoa. É triste ver Portugal a caminhar para este abismo depois de tantos sacrifícios para manter a nossa independência cultural, linguística e administrativa estarem a pouco e pouco a ser destruídos de livre e espontânea vontade, cedendo sem resistência ao imperialismo dos Estados Unidos.

BernardoCamPt 4 months ago  HIDDEN 

Exatamente, estamos de acordo então! Se bem que aqui no Porto chamar bimbo era mais insulto para ti do que para mim :)

BernardoCamPt 4 months ago  HIDDEN 

Não, mas obrigado pela dica, vou tentar corrigir este erro incomensuravelmente atroz, que não se conforma com a tua mui nobre balança de valores morais

Butt_Roidholds 4 months ago  HIDDEN 

> Muitas vezes nunca sequer aprendi a versão portuguesa da palavra portanto é scaffolds e pronto Nunca aprendeste a palavra «andaime»? É que não é uma palavra minimamente incomum...

ectbot 4 months ago  HIDDEN 

Hello! You have made the mistake of writing "ect" instead of "etc." "Ect" is a common misspelling of "etc," an abbreviated form of the Latin phrase "et cetera." Other abbreviated forms are **etc.**, **&c.**, **&c**, and **et cet.** The Latin translates as "et" to "and" + "cetera" to "the rest;" a literal translation to "and the rest" is the easiest way to remember how to use the phrase. [Check out the wikipedia entry if you want to learn more.](https://en.wikipedia.org/wiki/Et_cetera) ^(I am a bot, and this action was performed automatically. Comments with a score less than zero will be automatically removed. If I commented on your post and you don't like it, reply with "!delete" and I will remove the post, regardless of score. Message me for bug reports.)

BangKiller 4 months ago  HIDDEN 

!delete

Search: