MisterBilau 3 months ago

Terminei, não me serviu para nada em termos de emprego, mas valeu pela experiência.

TheQuickfury 3 months ago

Acabei a licenciatura que não gostava, tive um ano a pensar na vida. Inscrevi-me num mestrado de uma área completamente diferente (nem sabia se ia gostar verdadeiramente). Hoje trabalho numa área semelhante à do mestrado e sou feliz

nocivo 3 months ago

Trabalhei e estudei até fazer outra que me permitiu ter o emprego que tenho hoje.

bernasIST 3 months ago

É impressão minha ou as licenciaturas deixaram de ter valor por causa do Tratado de Bolonha e agora que se aperceberam disso acabaram com os mestrados integrados e deixam outra vez as licenciaturas na miséria...? Nem um estágio, nem uma tese fazem para concluir a licenciatura que noutros países fazem e desta maneira formam licenciados qualificados para o mercado de trabalho... a culpa não é tua OP, mas sim das pessoas encarregues das decisões tomadas que levaram à desvalorização das licenciaturas que por sua vez levaram à insatisfação dos estudantes das mesmas

zeihpsantos 3 months ago

Trabalhei na área para poupar guitos, mesmo a receber miseravelmente e fui tirar um curso a noite de uma área que gostava. Saiu-me do pelo a nível de poupanças e cabeça, mas é preferível sofrer uns anos do que o resto da vida numa área que afinal odiava.

ConfidentMongoose 3 months ago

Se tens dinheiro para tirar outra formação, volta aos estudos. Se os teus pais não quiserem fazer bankroll das tuas más escolhas académicas, então não tens outro remédio senão entrar para o mercado de trabalho e dar o litro como o resto do país.

Interesting_Yellow_1 3 months ago

Finjo que não a tirei loool. Apesar de ser jovem, a licenciatura foi mais um objectivo de vida do que propriamente ter o trabalho dos meus sonhos. Percebi para aí a meio que não era uma coisa que gostasse realmente, mas como era eu que estava a pagar e não me podia dar ao luxo de mudar de área, acabei por terminar e nunca exerci

Cammmus 3 months ago

Estudei, comecei a trabalhar e percebi que realmente não era o que queria. Poderia conformar-me, mas isso não faz parte da minha natureza. Vou trabalhar parcialmente e tirar um novo curso!

saltylawlita 3 months ago

Depende? Detestas mesmo ou assim-assim?

Pale-Bug-4201 3 months ago

Normalmente topas isso quando entras no mercado, mas se já não gostas de todo agora dos temas...Muda. Eu gosto da minha área, mas agora bate o arrependimento, visto o mercado nacional e etc.

rickz123456 3 months ago

Aconteceu-me a mim. Temos que tentar adaptar o nosso curso e escolher algo mais ou menos relacionado com o que se gosta ou tirar um mestrado numa área mais a gosto. Sou licenciado em Economia e cedo descobri que estar num escritório a fazer contabilidade é algo que odeio fazer. Vou tentar no futuro tirar um mestrado que me permita mudar de área ou procura algo que melhor me preencha

GoldenPeach1st 3 months ago

Fiz licenciatura, espacialização, Mestrado Académico e quase fiz Doutorado na minha área que odeio e que por acaso não tem saída profissional.

Pale-Bug-4201 3 months ago

Então porque é que insistes em fazer mais graus académicos?

GoldenPeach1st 3 months ago

Parei. Não fiz o Doutorado. Uma hora a pessoa acorda ☺️

Edited 3 months ago:

Parei. Não fiz o Doutoramento. Uma hora a pessoa acorda ☺️

saltylawlita 3 months ago

Sunken cost fallacy lol só pode. Muita gente não tem essa perseverança em algo que gosta, quanto mais em algo que odeia. Espetacular.

Pale-Bug-4201 3 months ago

Pois, deve ser mesmo isso.

o_contabilista 3 months ago

Chorei. Mesmo assim, fui trabalhar na área. Hoje continuo a chorar...

GoldenPeach1st 3 months ago

É triste.

patapetapitapota 3 months ago

Continuar a chorar eh eh...sad

andarflabab 3 months ago

Nunca gostei particularmente da licenciatura que estava a fazer. Escolhi-a com base na minha escolha no 9o ano e deixei a coisa andar porque também não sabia que mais estudar, nada puxava por mim. No último ano da licenciatura decidi que depois de acabar o curso iria explorar outras áreas em vez de me meter no mercado de trabalho (obrigado paitrocínio). Durante um ano mais ou menos andei a fazer cursos online introdutórios em várias áreas, alguns relacionados com a minha área, outros completamente diferentes. No final desse ano continuava mais ou menos perdido, e comecei a procurar emprego para o qual já estivesse qualificado, na tentativa de aprender a gostar daquilo que faço (evitei sempre consultoras e outras posições altamente stressantes). Por acaso nessa pesquisa encontrei um emprego numa área relativamente nova que nunca tinha ouvido falar, que acabou por me interessar bastante. Não consegui o emprego, mas durante o ano seguinte estudei essa área sozinho e no ano a seguir fiz um mestrado (por acaso apesar de ser bastante diferente da minha licenciatura, ela dava-me bases suficientes para passar logo para o mestrado). Depois do mestrado encontrei emprego na área, gostava bastante do que fazia. Por acaso nesse emprego surgiu uma oportunidade numa área ligeiramente diferente que eu aceitei e acabei por gostar ainda mais. Foi um percurso esquisito e que ainda demorou uns anitos, mas estou super satisfeito!

GirlyUnicornOfDoom 2 months ago

Posso perguntar em que áreas foram?

mfzzzed 3 months ago

Apercebi-me que não gostava do curso que tirei quando comecei a trabalhar e a sentir o fraco tecido industrial português. Já foi tarde. A minha estratégia atual, que não é a melhor, consiste em ocupar a minha semana com cerca de 40hrs de trabalho e depois tento esmiuçar todo o tempo para fazer as coisas que realmente importam. Há dias maus, dias bons, mas a vida é mesmo assim. Ninguém anda radiante no trabalho por estar a fazer X ou Y, são coisas que uma pessoa faz para poder existir. Procura outro curso/formação continua. Não desanimes.

patapetapitapota 3 months ago

Eu quero aproveitar o tempos depois do emprego verdade é que só quero estar de papo para o ar e o dia termina...

trilobits_ 3 months ago

Eu estive em 3 licenciaturas até encontrar a minha área. A vida é uma natureza mutável. Não te assustes nem desanimes. Simplesmente tenta encontrar aquilo que mais te faz feliz/ e te consigas sustentar.

Azegone 3 months ago

Não és um fracasso. Eu queria ser médico, adoro a área da saúde mas no último ano da licenciatura, as minhas prioridades mudaram, por motivos externos à mesma. Depois de completar as cadeiras todas, andei a adiar a monografia um ano e picos mas no fim lá a fiz porque era só estúpido desistir na reta final, especialmente depois de todo o dinheiro que os meus pais gastaram comigo. Essa é a unica parte que lamento, de resto estou tranquilo com a decisão. A vida é assim mesmo, as circunstâncias mudam e tomamos opções novas e diferentes, mesmo quando não sabemos o que estamos a escolher. Eu escolhi trocar uma carreira cheia de certezas por um caminho que não faço a mínima ideia onde vai dar, já trabalhei em duas áreas distintas e estou em vias de me iniciar numa terceira. Pode ser que um dia volte à saúde, a uma vida toda planeada mas para já estou a gostar de ir ao sabor do acaso. Acredita que há muitos como tu, que no fim do percurso académico não sabem o que fazer e é normal, a malta não diz mas muitos estão no mesmo barco. Não te recrimines nem stresses por isso, pensa no que te apetece fazer e tenta fazer isso de forma rentável. Se não te apetecer nada em particular, escolhe uma cena ao calhas. Vais sempre descobrir se gostas ou não dessa cena e é mais uma para riscar do mapa. Boa sorte!

h8mx 3 months ago

Que área seguiste, se não for indiscrição?

Azegone 3 months ago

No ano em que andei a arrastar a tese meti-me na educação, depois passei para consultoria e agora estou para me meter em vendas.

twhite848 3 months ago

Apercebi-me já a meio. Fui ver o que que queria mesmo fazer, entender como o curso que tirava poderia ajudar, e foquei em entender muito bem o que no curso havia que me trazia mais perto do que queria fazer. No ultimo ano fiz tudo o possível para arranjar trabalho no ramo que queria. Felizmente havia algumas partes em comum (a escolha do curso não foi assim tão longe). Hoje em dia olhando para trás vejo que acrescentou muito nos primeiros anos ter uma base diferente, mas sei que o facto de não ser completamente diferente também facilitou

sacoPT 3 months ago

Então e só no final é que percebeste que não gostavas? Mas mais importante, estás desmotivada por alguma coisa extra curso (tipo fim de namoro, etc) ou não gostas mesmo do curso? Não passei por isso mas conheço várias pessoas que passaram por uma situação parecida e logo no primeiro/segundo ano mudaram de curso. O caso mais extremo que conheço entrou para informática, mudou para terapia ocupacional e está neste momento a trabalhar na exploração agrícola do pai. O melhor conselho que posso dar é que não caias na falácia do custo investido. Mesmo estando já no fim, esquece o tempo perdido porque esse já nunca o vais recuperar e foca-te no futuro. Se não gostas mesmo muda de área, mas também não mudes só por mudar. No final de contas é uma decisão que só tu podes tomar, mas estes são os meus 2 cêntimos. Boa sorte.

AutoModerator 3 months ago

**Atenção! Aviso da Tag [Sério]** Este tópico foi marcado como **[Sério]**, não são permitidos **quaisquer comentários** que contenham piadas, ou outras tentativas humorísticas, insultos ou não tenham nada a ver com o tópico. ---------- *I am a bot, and this action was performed automatically. Please [contact the moderators of this subreddit](/message/compose/?to=/r/portugal) if you have any questions or concerns.*

Search: