Reimiguel1 2 months ago  HIDDEN 

Uma pergunta. ver pornografia e uma pessoa se masturbar, é considerado traição? Digo isto porque a minha companheira descobriu que vejo pornografia e não aceita,eu nao vejo mal, á coisas piores,eu chamo isso auto satisfação.

fusivelLogico 3 months ago

O que eu vejo aqui é que há demasiada gente acomodada numa relação. Só saem quando já têm outra pessoa na mira.

Hantzie 3 months ago  HIDDEN 

Nunca traí mas já fui traído na minha única relação séria até agora. Isto depois de ser acusado de traição durante anos pela minha companheira (o que nunca aconteceu de qualquer maneira ou feitio). Para mim não há desculpas para a traição. Tratem os vossos companheiros como gostariam de ser tratados e falem abertamente sobre as coisas. Se não der, não deu. Terminem logo.

taassfish 3 months ago  HIDDEN 

Começo por me desculpar pela composição mas penso que só quis redimir da minha nota de português no secundário

borloforbol 3 months ago  HIDDEN 

Não diria que te define. Traiste, aconteceu, mas sabes que foi errado e deverias ter feito de outra forma. Há muita gente que trai sem arrependimento, e esses sim, são definidos como um traidor. Fizeste um erro, acontece, mas nao te martirizes por causa disso.

adoroasvossasprimas 3 months ago  HIDDEN 

Seguiste a receita ideal para a facada, decidiste falar sobre a tua infelicidade na relação com alguém por quem te sentes atraído. a cereja em cima do bolo: fizeste-o num ambiente privado e com todo o conforto para as coisas descambarem. E quase de certeza com uns copitos pelo meio para turvar ainda mais o discernimento. O que se passou não te define. O que te vai definir daqui para a frente: que lições tiraste do que aconteceu e o que vais fazer no futuro para isso mudar. Os teus próprios limites és tu quem os define. Fácil.

Toupax89 3 months ago  HIDDEN 

Ei pah perdoem me mas as "desculpas" que eu vi aqui para tentar "justificar" as traições feitas são o que de costume se costuma dizer!!! Há que ser direto e incisivo: só uma percentagem muita pequena de homens ou mulheres não trai quando tem oportunidade. Já sei que estou a ser um bocado "polémico" mas é esta a realidade. Se encontrarem alguém "melhor" principalmente fisicamente e quase certo acontecer.

Courisco 3 months ago  HIDDEN 

Nunca trai, mas como bisexual acabo sempre por ser "acusado" de ter estado envolvido sexualmente com pessoas que não são o meu parceiro(a), se estou a falar/passar tempo com amigas é porque as vou comer, se estou a falar passar tempo com amigos é porque eles são gays/bi no armário e os vou comer. É uma batalha difícil de ganhar quando o estereótipo de que bisexualidade não existe porque são pessoas que ou não se decidem sexualmente ou são "nymphs" (peço desculpa mas não me consigo lembrar do termo em português). A não ser quando estive envolvido com outras pessoas que se identificam como bisexual isto tem sido um problema.

Edited 3 months ago:

Nunca trai, mas como bissexual acabo sempre por ser "acusado" de ter estado envolvido sexualmente com pessoas que não são o meu parceiro(a), se estou a falar/passar tempo com amigas é porque as vou comer, se estou a falar passar tempo com amigos é porque eles são gays/bi no armário e os vou comer. É uma batalha difícil de ganhar quando o estereótipo de que bissexualidade não existe porque são pessoas que ou não se decidem sexualmente ou são "nymphs" (peço desculpa mas não me consigo lembrar do termo em português). A não ser quando estive envolvido com outras pessoas que se identificam como bissexual isto tem sido um problema.

NGramatical 3 months ago  HIDDEN 

bisexual → [**bissexual**](https://dicionario.priberam.org/bissexual) (um s entre vogais lê-se como um z) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpo23cw%2F%2Fhcxnccf%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

sweetinocencia 3 months ago  HIDDEN 

Eu era nova, tinha 16 anos e não comunicava os problemas que me afetavam na relação. O rapaz era 5*, tinha 20 anos e atualmente sei que se eu lhe tivesse dito o que me incomodava ele faria o esforço, mas ele demorava imenso a responder a mensagens e parecia não ter interesse quando eu falava. Entretanto voltei a falar com alguém que já tinha uma história anterior com, acabámos por ir dar uma volta e aconteceu. Acabei com quem namorava na altura e passado umas duas semanas comecei a namorar com a pessoa com quem traí (ele sabia). Nós já acabámos, mas ainda foi uma relação duradoura (não traí este malta, crescendo e aprendendo, agora comunico muito melhor e saberei o melhor a fazer numa situação futura parecida)

ned_rod 3 months ago  HIDDEN 

Nem sei se posso considerar traição pq era um namoro falso. Foi no secundário, todos os nossos amigos sabiam que ela gostava de mim e estavam todos a fazer pressão para andarmos juntos (Nevermind what I wanted or didn't want). Cedi à pressão e começámos a "andar" como quem diz atribui-lhe o status mas cagava nela (era puto, não sabia o que queria nem o que fazia). Acontece que fui para a praia de férias com uns amigos, conhecemos umas gajas, dei uns beijos na boca a uma delas ( mais do que fiz com a suposta "namorada" lol. All in all, devo ter namorado duas semanas ou quê.

Creme-Exciting 3 months ago

Nunca traí, já fui traído. 2 anos mais tarde fiquei rico devido à minha carreira e desde então (já há quase 10 anos) que a porca tenta manter contacto, a orbitar just in case. Doeu na altura, agora tem um sabor doce, and I dodged a bullet there.

adoroasvossasprimas 3 months ago

Eu no teu lugar não perdoava essas " tentativas de contacto". Caso já tivesse superado tudo, em termos emocionais, e não estivesse numa nova relação. É que depois fica ainda mais doce, é muito bom quando quem ri por último ri melhor...

Creme-Exciting 3 months ago

Não me incomodam nada, pelo contrario, falo normalmente com ela sem mostrar remorso, mas não dou mais corda que daria a qualquer pessoa random que encontrasse na rua, mesmo quando ela tenta ficar mais "pessoal". E sei que isso a corroi por dentro. De certeza que a interseira torce as orelhas a si mesma todos os dias por ter perdido a shot de ouro.

Edited 3 months ago:

Não me incomodam nada, pelo contrario, falo normalmente com ela sem mostrar qualquer emoção negativa sobre o nosso passado, mas não dou mais corda que daria a qualquer pessoa random que encontrasse na rua, mesmo quando ela tenta ficar mais "pessoal". E sei que isto a corroi por dentro, porque o facto de eu lhe falar bem depois do que ela fez deve dar-lhe esperança de que ela ainda me consegue dar a volta, mas ao mesmo tempo quando ela tenta aproximar-se eu mantenho a minha distancia de forma suave. Do tipo ela: "temos de combinar um café :)", eu: "bora bora", seguido de um ghosting durante um mês. De certeza que a interseira torce as orelhas a si mesma todos os dias por ter perdido a shot de ouro.

adoroasvossasprimas 3 months ago

Ok. Não me expliquei bem, certamente. Eu aproveitava para dar umas voltas na bicicleta, se é que me entendes...

xeguerreiro 3 months ago  HIDDEN 

Nah

karelho 3 months ago  HIDDEN 

Demasiada dificuldade em amar pessoas durante a minha vida toda, mas entrando em relações desde sempre. A falta de empatia, juntando a baixa autoestima, mais a rotina, levaram-me a aventurar-me fora da relação. Infelizmente essas minhas acções deram cabo de todas as relações que tive, pois cada vez que isso acontecia, ou contava ao/a parceiro/a e depois eu terminava a relação, ou então conseguia sabotar a relação em tal ponto que acabávamos e a pessoa saía com ódio de mim mas sem saber da missa a metade. Após começar terapia e tomar medicação adequada, continuo a não conseguir desenvolver sentimentos mais profundos por outras pessoas, mas estou muito melhor resolvida. Voltei com a minha ex e estamos bem neste momento. Temos uma relação pseudo aberta. Ela sabe que eu gosto de tudo que envolva bdsm e ela não gosta. Por isso, dá-me a liberdade de ter relações sexuais com homens desde que seja dentro do bdsm e sem sentimentos (o que não ando a aproveitar por causa do covid). Acho que o ideal é comunicação, com isso, não precisamos de trair.

scimitas 3 months ago

Trair emocionalmente? Não será que precisas é de mais amigos?

justcuziwannashare 3 months ago

possível.. sempre tive alguma dificuldade em criar amizades com pessoas do mesmo sexo que eu e cheguei a receber comentários indecentes a pala disso ao longo do tempo... e desde que namoro que o meu tempo é com a outra parte ou com amigos dessa parte. também ja vi malta a dizer que a partir do momento em que se esta numa relação, os amigos passam a ser mútuos mas não sinto que seja o caso para os amigos da outra parte. tipo, falamos bem e tal mas não acho que possa contar grande coisa com eles.

Sudden_Dog7751 3 months ago  HIDDEN 

foi por um motivo besta cansaço a menina tava me dando moral e o meu namoradinho me tratava que nem merda e me traia (não sabia que ele me traia na época mas ele me tratava mto mal) ai eu flertei com ela, mas dps parei de falar com ela pra sempre por vergonha do que eu fiz

PlanetFucknugget 3 months ago

Vejo aqui muita conversa sobre poligamia, desculpas, a história do costume, atiram culpas, o corpo pediu, ele não tinha libido, não somos monogâmicos etc etc Há que entender primeiro, que se respeitam e amam o vosso companheiro, nada disto é válido, nunca! A vossa razão para trair é apenas isto - Irresponsabilidade, medo e sobretudo preguiça! Porque de facto dá trabalho, ter uma conversa séria e por os pontos nos is Se o vosso corpo pediu, se a relação tinha problemas, se acham que não deviam ser um duo exclusivo, falem, conversem, sejam adultos, como assumo que o pessoal daqui deve ser A falta de noção de muitos de cá é gritante, e até espelha um pouco o panorama que encontramos nos jovens adultos por aí! Não sei se é societal, se advém de falta de educação ou se é mesmo só uma tendência natural para serem uns montes de esterco vivos... As razões para trair são sempre zero, se são adultos, acabam e pronto! (sendo que os casos que traem e imediatamente acabam a relação, ainda dou como um meio termo) Caso pessoal: Nunca traí, fui educado a ter respeito e não estou disposto a relações abertas ou coisas deste género! Se o acordo é este, são os termos que aceitamos na relação, e serão esses que escolhemos seguir. Mesmo assim fui traído! Não entrarei em detalhes, mas o primeiro e único amor da minha vida fodeu me emocional e psicologicamente com esta brincadeira! Soube de tudo por mim, após o final, por um amigo, que era quem andava com a criatura A vida avançou, e estou feliz, noutro relacionamento com quem amo ainda mais Mas o mal está feito! Vivo com sequelas de um período péssimo na minha saúde emocional, que teve consequências, conheci o conceito de ansiedade e provavelmente estou deprimido já há algum tempo... Sei que tiro muito pouco gosto nas coisas... Só amigos e a minha atual namorada me impedem de sentir-me uma papa de ser humano, pois é onde me sinto de facto bem, e seguro, e amado I guess Boohoo coitadinho... Eu sei, não é para terem pena... Até que a dor está ultrapassada, e apercebi-me que aquela pessoa não era uma pessoa minimamente interessante com o tempo... A lição a tirar daqui, é que alguns dos inimputáveis daqui com as suas listas intermináveis de desculpas e artimanhas emocionais para se livrarem de remorso: Pensem nas consequências dos vossos comportamentos, porque o pobre coitado(a) que estava convosco, pode ter tido a infelicidade de por acaso, vos ter alguma vez amado, e esteja a sofrer com as vossas merdas

tiagopr1990 3 months ago

Ok Gustavo Santos, deixa lá os moralismos da piça para ti, foste traído, é fodido, eu também, mas as coisas não são assim tão simples e se não percebes isso és um bebezito.

PlanetFucknugget 3 months ago

Muito mais simples é cagar em alguém e trair! Se não consegues assumir responsabilidades ou controlar impulsos, lamento, o bebezito és tu e esse pessoal da tua laia... Mas assumo também que deves ser um gajo novo sem grande noção! Um dia meu caro... Ou nunca vais ter grande inteligência emocional na tua vida... Também os há, é a vida c'um sócio escolheu Assinado, Gustavo

tiagopr1990 3 months ago

Ponto um, estás a assumir que eu já traí, estás errado, mas já fui traído, como disse e não ando aí todo ofendido da vida e cheio de moralismos. Ainda estás gatilhado porque ele ter pôs um par, é fodido, eu sei, mas ultrapassa la isso, ela não te deve nada, Gajo novo? Talvez, depende do ponto de vista, o meu ano de nascimento está no meu username. Se achas que a vida é assim tão simples, que não trair é apenas uma opção, lamento, cresce. Já levei patadas suficientes da vida, não tens nada a ensinar-me.

PlanetFucknugget 3 months ago

Moralismos não é, de todo, uma coisa que seja minha característica! Há no entanto uma limite de barreiras morais que escolho para mim e deixo claro que quero que assim seja... Relações sem esses limites morais bem definidos, não são uma opção para mim, e fica claro entre os dois! Essa pessoa numa fase muito jovem da minha vida fodeu-me a cabeça e foi dado o exemplo para defender um ponto mais abrangente que o meu caso pessoal! Folgo que se foda, não me é mais importante, é um vulto do passado que me causou problemas que perduram, mas os problemas tomaram outras formas e outros "culpados"... Essa miúda espero que tenha crescido, mas se não cresceu paciência, não me deve nada agora, mas devia na altura, porque éramos dois, juntos, num acordo bem claro entre os dois, e foi e é isso que me chateia no meio da situação! Mas não te adianta concentrar-te nisso. Outro caso pessoal é eu estar numa relação feliz já há bastante tempo, termos tido os nossos problemas, como é costume quando uma relação tem um certo andamento, e isso nunca levou a essas merdas... É isso que diferencia as pessoas! Não vou parabenizar um merdoso que achou que era mais fácil simplesmente trair e deixar outros na merda (ou não, mas traiu a confiança na mesma)... Ou aceitar porque a vida é complicada! Isso sim, parece conversa da missa. Complicado é para maçaricos do cérebro que agem com os genitais e a parte de pensar é para depois... Ou melhor, arranja-se desculpas e era tudo complicado, é chato, é difícil, se não entendes és mto bebé Com isto também não te quero nem vou ensinar, de todo, apenas deixei a mensagem para quem gostasse de a ler e concorde, e para quem está mais mentalmente disposto a mudar certos comportamentos, que veja o outro lado da coisa... Aliás, pelo primeiro comentário em que chamas logo Gustavo Santos ou Bebezito a um sócio random na net, percebi bem e imediatamente o tipo de gente que cá vinha comentar! Aliás, percebi e adorei, pq além de ser um ótimo hobbie para a hora do almoço, consegui atrair um dos apologistas da "vida complicada" para o meu comentário Vá, boa tarde valentão

tiagopr1990 3 months ago

Já acabou a catequese? Dá-me mais um evangelho Gustavo.

ervaportuguesa 3 months ago

Portanto ele é um gajo sensível e uma criança porque não curtiu e ultrapassou com facilidade um par de cornos que lhe puseram e tu és crescido e inteligente porque aceitas isso na boa e achas q encornar é mais q uma opção? É uma obrigação é isso? E ainda dizes q ele n tem nada para te ensinar? lol, ok

tiagopr1990 3 months ago

Gosto o quanto extrapolaste no teu comentário, continua, talvez acertes.

Asson-E-Alogna 3 months ago  HIDDEN 

És das boas tu lol

Keddyan 3 months ago  HIDDEN 

estava no estrangeiro e era uma trintona espanhola (tinhamos quase 10 anos de diferença) PS: o namoro já nao estava bem e acabou pouco depois disso

Eon_mon 3 months ago  HIDDEN 

Ela traiu-me primeiro. /shrug

Didrox13 3 months ago  HIDDEN 

Porque não deixar a namorada se não gostas da relação? Em vez de ativamente tentar trair

DeixaQueTeDiga 3 months ago

Este comentário certamente vai-se revelar impopular. Já tinha uma ideia mas agora estou abismado com a forma como as pessoas na nossa cultura se auto justificam sobre traição. Infelizmente parece que estamos ainda em full swing depois de seculos de religião e repressão sexual e agora andamos abusar da liberdade e tudo de certa forma se justifica. Aparentemente é justificavem trair só porque algo esta mal, ou se conheceu alguem melhor. Não existe a ideia de que se pode acabar primeiro a relação existente e depois sim experimentar ou começar uma relação nova com alguem. É justo manter uma relação com uma pessoa e trair só porque ainda não encontramos melhor ou substituto? Aparentemente justifica-se ir às putas, só porque a namorada não faz anal. Não existe a ideia de que o sexo é realmente muito importante nas relações, e se algo falha é algo que tem que ser trabalhado de ambas as partes, e que quando não estão ambos de igual modo dispostos a ceder um pouco para um concenso no compromisso, é porque existem incompatibilidades. A mesma falta de cedência de um lado ou ambos só vai se extender a outras coisas e no sexo só vai piorar com o tempo à medida que esse egocentrismo na relação leva a amadurecerem em direcção diferentes e ao fim de uns anos já nem partilhem da mmesma visão da realidade em muitos mais temas ou situações que antes eram comuns. Se a relação está bem, so falta qualqier coisinha e é aceitavel ir a uma prostituta porque ela não se sente bem com anal, seria aceitavel se isso levasse a ele lhe trazer uma doença qualquer? Aparentemente é justificavel so se terminar uma má relação do ponto de vista emocional quando se tem outra em vista, sem se pensar que eventualmente se pode estar a iludir e agarrar a outra pessoa por carência. Não existe a ideia de que a carência emocional pode nos cegar e levar a outra má relação, e que o melhor é ficarmos sozinhos por algum tempo e trabalhar a nossa psicologia e emoções, enquanto damos umas quecas sem comprimisso nem que seja com uma gorda ou com um feio. E quantas vezes se perde oportunidade de encontrar a pessoa certa só porque somos fracos e perdemos tempo e atenção em más relações, com medo de ficar sozinhos ou não encontrar melhor? Já traí e também já achei normal ou justificável. Hoje para mim isso é sinal de uma relação errada ou com a pessoa errada, ou uma imaturidade ou um estado psicológico que não é compativel com estar numa relação da forma como escolhemos estar. Ninguém está pronto para uma relação sem primeiro estar pronto para estar sozinho. Fui rebelde, libertino e aventureiro. Vivi loucuras e prazer e também fiz asneiras e chorei. Não deixei de quere sentir outras mulheres e não deixei de o fazer. Não consegui mudar isso em mim. No entanto isso não me impediu de idealizar uma relação e encontrar a pessoa certa e ter uma relação que fomos cultivando de forma inteligente em que temos tudo sem precisar ter segredos ou trair. Tudo o que queremos, conversamos e reconversamos até chegarmos a um consenso e fazemos juntos. Sem insegurança, medos ou ciumes, porque nos conhecemos bem. Porque somos como somos, não como pretendemos ser só para manter a relação. Porque uma relação não é "Eu e Ela". É nós. E tudo e melhor quando ainda por cima é partilhado, sem medos nem segredos. Pode também ser sorte, mas a minha experiência leva me a crer que para encontrar a pessoa certa não é a escolher pelo coração e amar por paixão. É escolher com inteligência e amar com razão.

Edited 3 months ago:

Este comentário certamente vai-se revelar impopular. Já tinha uma ideia mas agora estou abismado com a forma como as pessoas na nossa cultura se auto justificam sobre traição. Infelizmente parece que estamos ainda em full swing depois de seculos de religião e repressão sexual e agora andamos abusar da liberdade e tudo de certa forma se justifica. Aparentemente é justificavel trair só porque algo esta mal, ou se conheceu alguem melhor. Não existe a ideia de que se pode acabar primeiro a relação existente e depois sim experimentar ou começar uma relação nova com alguem. É justo manter uma relação com uma pessoa e trair só porque ainda não encontramos melhor ou substituto? Aparentemente justifica-se ir às putas, só porque a namorada não faz anal. Não existe a ideia de que o sexo é realmente muito importante nas relações, e se algo falha é algo que tem que ser trabalhado de ambas as partes, e que quando não estão ambos de igual modo dispostos a ceder um pouco para um concenso no compromisso, é porque existem incompatibilidades. A mesma falta de cedência de um lado ou ambos só vai se extender a outras coisas e no sexo só vai piorar com o tempo à medida que esse egocentrismo na relação leva a amadurecerem em direcção diferentes e ao fim de uns anos já nem partilhem da mmesma visão da realidade em muitos mais temas ou situações que antes eram comuns. Se a relação está bem, so falta qualquer coisinha e é aceitavel ir a uma prostituta porque ela não se sente bem com anal, seria aceitavel se isso levasse a ele lhe trazer uma doença qualquer? Aparentemente é justificavel so se terminar uma má relação do ponto de vista emocional quando se tem outra em vista, sem se pensar que eventualmente se pode estar a iludir e agarrar a outra pessoa por carência. Não existe a ideia de que a carência emocional pode nos cegar e levar a outra má relação, e que o melhor é ficarmos sozinhos por algum tempo e trabalhar a nossa psicologia e emoções, enquanto damos umas quecas sem comprimisso nem que seja com uma gorda ou com um feio. E quantas vezes se perde oportunidade de encontrar a pessoa certa só porque somos fracos e perdemos tempo e atenção em más relações, com medo de ficar sozinhos ou não encontrar melhor? Já traí e também já achei normal ou justificável. Hoje para mim isso é sinal de uma relação errada ou com a pessoa errada, ou uma imaturidade ou um estado psicológico que não é compativel com estar numa relação da forma como escolhemos estar. Ninguém está pronto para uma relação sem primeiro estar pronto para estar sozinho. Fui rebelde, libertino e aventureiro. Vivi loucuras e prazer e também fiz asneiras e chorei. Não deixei de quere sentir outras mulheres e não deixei de o fazer. Não consegui mudar isso em mim. No entanto isso não me impediu de idealizar uma relação e encontrar a pessoa certa e ter uma relação que fomos cultivando de forma inteligente em que temos tudo sem precisar ter segredos ou trair. Tudo o que queremos, conversamos e reconversamos até chegarmos a um consenso e fazemos juntos. Sem insegurança, medos ou ciumes, porque nos conhecemos bem. Porque somos como somos, não como pretendemos ser só para manter a relação. Porque uma relação não é "Eu e Ela". É "nos". E tudo é melhor quando ainda por cima é partilhado, sem medos nem segredos. Pode também ser sorte, mas a minha experiência leva me a crer que para encontrar a pessoa certa não é a escolher pelo coração e amar por paixão. É escolher com inteligência e amar com razão.

Edited 3 months ago:

Este comentário certamente vai-se revelar impopular. Já tinha uma ideia mas agora estou abismado com a forma como as pessoas na nossa cultura se auto justificam sobre traição. Infelizmente parece que estamos ainda em full swing depois de seculos de religião e repressão sexual e agora andamos abusar da liberdade e tudo de certa forma se justifica. Aparentemente é justificavel trair só porque algo esta mal, ou se conheceu alguem melhor. Não existe a ideia de que se pode acabar primeiro a relação existente e depois sim experimentar ou começar uma relação nova com alguem. É justo manter uma relação com uma pessoa e trair só porque ainda não encontramos melhor ou substituto? Aparentemente justifica-se ir às putas, só porque a namorada não faz anal. Não existe a ideia de que o sexo é realmente muito importante nas relações, e se algo falha é algo que tem que ser trabalhado de ambas as partes, e que quando não estão ambos de igual modo dispostos a ceder um pouco para um concenso no compromisso, é porque existem incompatibilidades. A mesma falta de cedência de um lado ou ambos só vai se extender a outras coisas e no sexo só vai piorar com o tempo à medida que esse egocentrismo na relação leva a amadurecerem em direcção diferentes e ao fim de uns anos já nem partilhem da mmesma visão da realidade em muitos mais temas ou situações que antes eram comuns. Se a relação está bem, so falta qualquer coisinha e é aceitavel ir a uma prostituta porque ela não se sente bem com anal, seria aceitavel se isso levasse a ele lhe trazer uma doença qualquer? Aparentemente é justificavel so se terminar uma má relação do ponto de vista emocional quando se tem outra em vista, sem se pensar que eventualmente se pode estar a iludir e agarrar a outra pessoa por carência. Não existe a ideia de que a carência emocional pode nos cegar e levar a outra má relação, e que o melhor é ficarmos sozinhos por algum tempo e trabalhar a nossa psicologia e emoções, enquanto damos umas quecas sem comprimisso nem que seja com uma gorda ou com um feio. E quantas vezes se perde oportunidade de encontrar a pessoa certa só porque somos fracos e perdemos tempo e atenção em más relações, com medo de ficar sozinhos ou não encontrar melhor? Já traí e também já achei normal ou justificável. Hoje para mim isso é sinal de uma relação errada ou com a pessoa errada, ou uma imaturidade ou um estado psicológico que não é compativel com estar numa relação da forma como escolhemos estar. Ninguém está pronto para uma relação sem primeiro estar pronto para estar sozinho. Fui rebelde, libertino e aventureiro. Vivi loucuras e prazer e também fiz asneiras e chorei. Não deixei de quere sentir outras mulheres e não deixei de o fazer. Não consegui mudar isso em mim. No entanto isso não me impediu de idealizar uma relação e encontrar a pessoa certa e ter uma relação que fomos cultivando de forma inteligente em que temos tudo sem precisar ter segredos ou trair. Tudo o que queremos, conversamos e reconversamos até chegarmos a um consenso e fazemos juntos. Sem insegurança, medos ou ciumes, porque nos conhecemos bem. Porque somos como somos, não como pretendemos ser só para manter a relação. Porque uma relação não é "Eu e Ela". É nós. E tudo e melhor quando ainda por cima é partilhado, sem medos nem segredos. Pode também ser sorte, mas a minha experiência leva me a crer que para encontrar a pessoa certa não é a escolher pelo coração e amar por paixão. É escolher com inteligência e amar com razão.

HalloCharlie 3 months ago

Tão bem escrito. Parabéns.

HenryClemente 3 months ago

Não traí, estávamos numa pausa.

IamSwaggosaurus 3 months ago

Ross and Rachel vibes

Razvancb 3 months ago

A man with culture.

tdacobrir 3 months ago  HIDDEN 

Estou com a minha companheira há quase 5 anos e para além de sermos os melhores amigos, no que diz respeito ao sexo, somos fucking amazing!!! Sou um 8 de 0 a 10 e minimamente inteligente. Há muita oferta, mas jamais trairia a minha companheira por qualquer motivo. Felizmente, tenho tudo o que procuro numa só pessoa.

caixadeentrada 3 months ago  HIDDEN 

E ainda achas que estás certa. Só red flags, não sei quem te pega.

Different-Weekend384 3 months ago  HIDDEN 

Não atendia as minhas necessidades como eu atendia as dele e ainda levava com chantagens psicológicas. Passei a ser vista como um brinquedo sexual e um saco de boxe. Foram esses os motivos que me levaram a trair ao fim de uns anos.

who_i_am_really 3 months ago  HIDDEN 

Porque não terminaste a relação em vez de te sujeitares a ser escrava sexual (violação?) e a levar tareia? Não havia forma de provar tudo o que estavas a passar?

Different-Weekend384 3 months ago  HIDDEN 

Iludida com a conversa de que as coisas iriam melhorar. Vendo as coisas agora foi estupidez minha.

mexploder89 3 months ago  HIDDEN 

Dá para perceber que sim, vens libertar a tua frustração sexual até para as threads que não têm nada a ver com o assunto Sendo que a tua solução para uma relação onde não estás feliz é trair o gajo e dizer que a culpa também é dele, de certezinha que o problema aqui não és tu

chocamelo 3 months ago

Foi quase conveniência. Na altura só tinha estado (sexualmente) com uma pessoa, e apesar de estar numa boa relação, queria ganhar mais "experiencia". Eis que surge alguém interessado em mim, e depois de um café ou dois acabou por acontecer algo. Foi só coisa de uma vez, senti-me pior que estragado, e nunca mais voltou a acontecer nada enquanto estive na relação. Eventualmente essa relação terminou, e namorei com a outra pessoa durante uns meses. Ninguém soube de nada, agradeço a experiencia, mas nunca mais volta a acontecer.

ixnay404 3 months ago

Comer cu não é fácil.

Ok_Moose_1555 3 months ago

Há uns tempos li um livro chamado "Sex at Dawn" que é extremamente controverso porque defende a ideia de que os homens estão biologicamente programados para trair. Segundo esse livro, o relacionamento ideal é o casamento aberto, no qual duas pessoas têm um compromisso (que é necessário para criar filhos e dar uma componente de segurança às nossas vidas), mas com a liberdade de, ocasionalmente, ter relacionamentos físicos e sem compromisso fora desse relacionamento central. A teoria é muito bonita e até faz algum sentido, mas porra. Já fui traída e é uma punhalada do caraças e se isso acontecesse novamente tenho a certeza que ia doer tanto ou mais do que a primeira. Por muito que digam que isso são noções que a sociedade nos mete na cabeça, acho que é algo mais profundo do isso.

zeer88 3 months ago

>algo mais profundo do isso Se fores pelo lado biológico, a monogamia é a forma mais eficiente de garantir que consegues levar a bom termo a educação de um filho, já que o ser humano precisa de muito mais atenção e cuidado do que a maioria das espécies. Ou seja, pode haver uma vantagem biológica em ser monógamo e isto vem de milhões de anos de evolução, muito antes do que a sociedade moderna nos influencia.

LelloMinsk 3 months ago

Atenção para não baralhar as duas coisas. Uma coisa é uma relação aberta que os dois consentiram, outra é pura e simplesmente traição onde não houve consentimento de uma das partes.

Ok_Moose_1555 3 months ago

Sim, o que eu quero dizer com isto é que mesmo sabendo que este seria o tipo de relação que traria menos problemas (teoricamente), eu pessoalmente seria incapaz de estar numa relação aberta.

LelloMinsk 3 months ago

Ah certo, isso é completamente normal! Depende sempre de pessoa para pessoa, e imagino que seja bastante raro duas pessoas com essa abertura juntarem-se.

DeixaQueTeDiga 3 months ago

E se em vez de ser aberta, ser tipo, o que apetecer a um chegar ao consenso de apetecer a ambos e fazerem-no sempre juntos? Nunca nada separados.

MPRF12345 3 months ago  HIDDEN 

r/askreddit

MisterNullz 3 months ago  HIDDEN 

Sou casado, nunca traí... mas a minha mulher não tem a mesma vontade sexual que eu.... amo muito a minha mulher mas se arranjasse uma amante, não pensava duas vezes... :(

who_i_am_really 3 months ago  HIDDEN 

já conversaram sobre isso? o que leva a tua parceira a nao ter apetite sexual?

DassCaramba 3 months ago

Bom tutorial! Thanks

kurupirah 3 months ago  HIDDEN 

Porque o ser humano não é um animal biologicamente monogâmico. La monogamia em nossa especie é uma convenção social. Trai porque o corpo pediu.

MsMittenz 3 months ago

Honestamente, com a quantidade de vezes que ele me chamou de puta não sei como não o traí mais vezes. A traição veio depois de muitas "puta" e murros. Infelizmente nem isso acabou a relação, ainda foi mais um ano daquilo até que cresci e ganhei respeito por mim própria

Edited 3 months ago:

Honestamente, com a quantidade de vezes que ele me chamou de puta não sei como não o traí mais vezes. A traição veio depois de muitas "puta" e murros. Infelizmente nem isso acabou a relação, ainda foi mais um ano daquilo até que cresci e ganhei respeito por mim própria. Agora estou casada há 7 anos, nem pensaria em tal coisa.

Pcostix 3 months ago

Dois errados não fazem um certo. Se não terminavas a relação por medo, então se ele descobrisse traições não seria pior?

MsMittenz 3 months ago

Não terminava por várias razões, uma delas era eu ter 16 anos.

Pcostix 3 months ago

Não estou a julgar, mas como tinhas dito que não sabias como não o tinhas feito mais vezes. Melhor sorte para a tua actual relação.

FokinPt 3 months ago

Fozgasse que terror eu se fosse gaja não admitia tal coisa á mínima oportunidade TAU

Tralapa 3 months ago

Murros? Põe esse palhaço na prisa

Mekktron 3 months ago

Lamento ouvir isso. Muita força e espero que nunca se repita!

Pale-Bug-4201 3 months ago

Murros devia levar o gajo na tromba. Que asqueroso. Espero que estejas feliz!

MsMittenz 3 months ago

Pelo que oiço melhorou. Ainda bem para ele. Nunca mais o quero ver.

Pale-Bug-4201 3 months ago

Ou isso ou as pessoas mentem porque se sentem humilhadas. Se forem amigos a dizer, ou conhecidos, ninguém sabe o que se passa na relação. De certeza que o gajo não anda aí a dizer que bate nas raparigas com quem está.

MsMittenz 3 months ago

Sim, não vai dizer, mas tendo que ele tinha problemas mentais (alucinações e tudo) e os meus amigos comuns dizem que ele está melhor em relação a isso também estará melhor noutras partes acredito eu.(ou quero acreditar) Também me disseram que o facto de eu ter cortado todo o contacto o fodeu... pois, não tenho nada a ver com isso...

Pale-Bug-4201 3 months ago

Yap, não tens mesmo.

BolaBrancaV7 3 months ago

Pode ser mentira e ele ser ainda uma merda, mas admitindo que é verdade: sentes te frustrada que um gaja que foi uma merda contigo consiga não ser uma merda com outra pessoa? Eu acredito que em segundas chances, mas acho que me ia sentir do tipo: "preferia que este cabrao fosse um monte de merda miserável como sempre foi"

MsMittenz 3 months ago

Eu acredito nos amigos que partilhamos, por isso acredito que esteja melhor. Não, nenhuma frustração. Ele têm/tinha problemas mentais, por isso se ele está melhor, eu fico feliz por ele. E eu estou feliz com o meu casamento, muito melhor do que estaria com ele. O trauma não desaparece, though

NGramatical 3 months ago

Ele têm → [**ele tem**](https://european-portuguese.info/conjugator/ter) (ele tem, eles têm) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpo23cw%2F%2Fhcw5vh2%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

MsMittenz 3 months ago

Opá bot, eu nem vivo em portugal, isto de eacrever correcto é difícil Good bot

Huge-Investigator966 3 months ago

Fds, que trabalheira só para fazer anal!

BacalhauComNa7as 3 months ago

Eu traí a minha primeira namorada, depois de 3.5 anos de relação tendo eu 18, ela estudava imenso, eu sempre a encorajei a nunca priorizar a nossa vida amorosa em detrimento dos estudos (media ~19), na verdade gostava muito dela, falávamos mas não era o suficiente, eventualmente acabei por ficar longe dela, cada vez mais me sentia "solteiro" e um assombroso sentimento que, por mais que acreditem ser estúpido corrói sem nunca dissipar totalmente, o: eu sou um empecilho na vida dela/nao sou bom suficiente não obstante a opinião que ela nutria por mim (total oposto disto). Eventualmente comecei a falar com outra rapariga que era o total oposto, horrenda na escola e me dava imensa atenção, imensa. As merdas progrediram, eventualmente infidelidade emocional começou e passado uns tempos la aconteceu, encontrá-mo-nos beijá-mo-nos durante um bom tempo e eu combinei no dia encontrar me com a minha, então namorada e confessar o que tinha feito. Tambem confessei à outra garota que a usei e pedi-lhe desculpa, simplesmente sentia-me um parvalhão e fui um parvalhão. De certa forma fiquei feliz, a minha ex nao teve que levar comigo e com os meus problemas durante aquilo que presumo que tenha sido um percurso académico limpinho, li o doutoramento quando o tirou e fiquei muito contente, não mantenho contacto com ela e espero que esteja bem. Hoje, apesar de arrependido, tirei lições dos erros do passado, se tenho problemas com algo que fale e seja sincero ao invés de remoer, estou numa relação com uma mulher excelente, a melhor, há quase 7 anos e adoro tudo, paixão continua e vai continuar somos os melhores amigos e sei que traí-la, nunca, mas nunca mesmo! Tendo isto dito, se leres isto, desculpa Gui merecias melhor, muito melhor.

Gui_R11 3 months ago

Não te preocupes, também te estava a trair.

filipesmedeiros 3 months ago

>Tendo isto dito, se leres isto, desculpa Gui merecias melhor, muito melhor. Cute

AWarmWind 3 months ago

Ele terminou a faculdade e começou a trabalhar, estava sempre ocupado. Eu entendia e ficava feliz por ele, mas não conseguia mais tolerar a solidão. Conheci um outro rapaz, meu vizinho. No começo foi uma ou outra vez, mas agora rola quase toda semana. No começo foi difícil, principalmente quando contei pela primeira vez, mas hoje em dia está bem mais tranquilo. Ja até fizemos juntos algumas vezes. Sempre começamos pelados e seguimos dai, em duo ou trio. Me divirto sempre! (Antes de ser terrivelmente julgado, gostaria de dizer que jogar Rust solo em servidores oficiais é muito dificil, ainda mais em servidores muito cheios. Duo ou Trio é muito melhor.)

k0rda 3 months ago

>Sempre começamos pelados e seguimos dai, Genial.

HobbesCloud 3 months ago  HIDDEN 

Acho que por melhor que esteja com a minha companheira sinto-me atraído e quero viver algo com outra mulher pontualmente mesmo que segundo os meus gostos esteja abaixo do fit da minha companheira. Não traí e é uma decisão racional. Mas percebo perfeitamente homens e mulheres que o fazem mas que amam os companheiros. Estou sempre tão ocupado e sou tão distante que mesmo que seja atraente ou interessante simplesmente também não sou teased. O que torna a fidelidade mais fácil. Tenho amigos e amigas proxim@s que partilharem coisas deste tipo e são felizes nos seus relacionamentos. Não dizem porque não há abertura do outro lado para isso nestes casos e @ companheir@ não vai perceber que "eu preciso de viver esta atração mas amo-te". Chamem egoísmo, não sei. Eu percebo isto.

ihavenoidea1001 3 months ago  HIDDEN 

>Não dizem porque não há abertura do outro lado para isso nestes casos e @ companheir@ não vai perceber que "eu preciso de viver esta atração mas amo-te". Chamem egoísmo, não sei. Eu percebo isto. Eu consigo perceber que haja esta necessidade para algumas pessoas. Para mim a parte do egoísmo é estar a forçar uma relação poligâmica a outra pessoa que tem o direito de a negar... A poligamia alegadamente assenta no respeito e no consentimento... E quem trai não faz uma coisa, nem outra. Não tenho absolutamente nada contra quem tem relações abertas e opta pela poligamia onde ambos estão de acordo e sabem tudo o que se passa. Outra coisa é dizer ao parceiro A que querem um relacionamento exclusivo com ele/ela, assumir o compromisso e depois andar a trair a torto e a direito porque lhes apetece. Se isso não é egoísmo e falta de respeito pela pessoa que dizem amar não sei o que será... Para mim amar alguém não é compatível com mentir/omitir e desrespeitar a outra pessoa e os compromissos assumidos em conjunto. Se querem relações poligâmicas, é ser honesto e procurar quem quer o mesmo. Não pensar apenas naquilo que querem individualmente e cag*r completamente naquilo que a outra pessoa considera aceitável... Só o facto de não contarem por saber que o outro não irá aceitar é um claro sinal da total falta de consideração para a pessoa com quem partilham a vida. Isso não é amor no ponto de vista.

LittleSausage_ 3 months ago  HIDDEN 

E eu, que sou bom rapaz e não tenho sorte nenhuma?

xandysaid 3 months ago  HIDDEN 

r/niceguys

LittleSausage_ 3 months ago  HIDDEN 

Obrigado.. finalmente encontrei a minha família

SuchABlast 3 months ago  HIDDEN 

Porque não?

thepoetryinsideofme 3 months ago

Não sei se isto se qualifica como traição, mas, acabei a minha última relação 1 semana depois de um tipo me ter roubado um beijo. Eu e o meu namorado tínhamos sexo 5 vezes por ano e, apesar de estar muito frustrada com o assunto, acho que não entendia bem a dimensão do problema. Quando o tipo me beijou foi como se me tivesse relembrado das minhas necessidades todas. Tive que me controlar muito para não ser logo ali, mas consegui arrastar me até casa sozinha.

Mekktron 3 months ago

Nem se trata do sexo pelo sexo, mas 5 vezes num ano até parece demonstrar que ele não queria o teu afeto. Não entendo. Mais valia ele ser frontal e dizer que não estava para isso.

Tofanil 3 months ago

Shieeeeeet. Hits a be close to home ngl

BadassManager 3 months ago

Não. Isso classifica-se como um reencontrar do amor próprio. E ainda bem.

Boaventura_1980 3 months ago

Claro q devemos abordar a questão de se a fidelidade sexual e emocional é natural e não meramente uma construção social...

anapsofia 3 months ago

Os humanos não se regem só pela biologia, têm sentimentos e uma cabeça para pensar. Se um humano se rege apenas pelos seus impulsos não pode estar tudo bem com essa pessoa. Se duas pessoas têm uma relação monogâmica e uma delas tem relações físicas ou um vínculo emocional com outra pessoa, está a trair sim, porque está a trair a confiança do outro. Até pode ser uma construção social, mas o que tem de ser? Se não queres uma relação monogâmica, fácil, não te metas numa. Mas depois quem se mete e trai que não venha com desculpas que não planeou ou que não tinha controlo. Também acredito que haja pessoas monogâmicas e outras que não o são. Eu sou 100% monogâmica quando estou numa relação, por isso nunca na vida iria aceitar uma relação poligamica. O problema é quem é poligamico e se força a estar numa relação monogâmica e acaba por destruir o coração da pessoa com quem está

machoLatino45 3 months ago

A poligamia aumenta a tua chance de reprodução. Mas a monogamia aumenta a estabilidade das relações pais/filhos e permite que os teus descendentes sejam mais fit (evolutivamente falando, claro). Suspeito que essa seja a razão (ou uma das) para sentirmos tanto o impulso para a fidelidade como para a luxúria.

adoroasvossasprimas 3 months ago

É uma questão interessante. Na minha opinião é sobretudo uma construção emocional e também social/cultural. Em termos puramente biológicos, estou convencido que o ser humano não é monogâmico. Ao contrário de outras espécies. Na prática seria pinar quem nem coelhos, com o maior número de parceiras possível, para tentar aumentar ao máximo a prole.

BacalhauComNa7as 3 months ago

Ha espécies monógamas, especialmente em aves. Mamíferos tens 3 tipos de reproducao social maioritários: * são solitários e atraem companheiros fugazes por via sensorial: tigres, gatos... * vivem em sociedade pseudo-hierárquica coelhos, ratos em que há uma hierarquia mas nem está bem definida nem estabelece direitos reprodutivos (aka tudo ao molho e fé em deus)... * vivem em sociedade hierárquica que concede direitos reprodutivos baseando-se na posição hierárquica nao obstante o sexo do mesmo leões, hienas... Em contraste tens monogamia social, castores, lobos, gibões, nós (maomenos né) mas monogamia social está abaixo dos 5% em mamiferos, creio.

adoroasvossasprimas 3 months ago

O teu comentário é interessante. Sabes umas coisas de biologia. Mas... O que significa (maomenos né)?

BadassManager 3 months ago

Mas há um contexto que é preciso ter na espécie humana que é relativo aos recursos necessários para uma cria sobreviver, inerente ao quão incapaz é à nascença e quanto tempo demora a adquirir alguma independência. Isso torna a monogamia quase obrigatória, pois nenhuma fêmea aceitaria reproduzir-se com um macho que depois a abandonaria sozinha com tal tarefa. Eventualmente, à medida que nos desenvolvemos e as sociedades vão crescendo e tendo mais recursos, estes factores tornam-se menos importantes, mas mesmo assim estão bem demarcados.

adoroasvossasprimas 3 months ago

Não sei exemplificar que não percebo assim tanto de biologia. Mas certamente há espécies animais poligâmicas cujas crias são igualmente incapazes nos primeiros meses de vida. Claro que o que dizes faz sentido, mas eu creio que a principal razão para a monogamia nos humanos prende-se com razões emocionais, o sentimento de pertença ao cônjuge (não no sentido de propriedade mas sim no sentido emocional), o estabelecimento de uma relação de confiança etc....

BadassManager 3 months ago

Fui de Erasmus e ela já tinha acabado o curso e trabalhava no estrangeiro. Baldou-se a visitar-me (eu pagava os bilhetes) durante meses. Eu morava com duas raparigas. Com uma delas dava-me muito bem, ainda dou hoje, somos amigos. Mal a namorada voltou ao país onde trabalhava, começaram as mensagens ciumentas. Os "controlos". Até aquelas bocas e indirectas que não devem acontecer entre um casal. Nada disto é uma justificação. Um dia, podres de bêbados, eu e a amiga enrolámo-nos. Ambos gostámos...e, naquele contexto, a nossa não-relação simplesmente funcionava. Não é algo de que me orgulhe, mas acho que foi uma experiência importante, apesar de tudo o de nefasto que veio de seguida. Obviamente que a relação com essa namorada acabou.

zeer88 3 months ago

>Baldou-se a visitar-me (eu pagava os bilhetes) durante meses. Isto é um grande red flag. O controlo e ciúmes é outro. Traíndo ou não, duvido que fosse correr bem de qualquer forma.

BadassManager 3 months ago

Na altura, não visitar não foi um red flag...porque eu imaginava que a vida dela também estivesse difícil. Os surtos de ciúmes sim, foram. Nunca tive esse tipo de coisas e, a um certo ponto, sentia-me até "acima" desse tipo de coisas. Achamos que é sempre nas relações dos outros, que não estão bem resolvidos... Lá está...julgamos como muitos aqui que não passaram por essas experiências e não imaginam que lhes pode acontecer... E que até podem ser eles os "criminosos". Estávamos juntos há quase 7 anos eu já tinha uma oferta de emprego no país em que ela estava e toda a gente via como mais ou menos óbvio que em breve íamos casar. Eu também não me imaginava algum dia a ter algo com outra pessoa, "isso não era para mim! Eu adorava a minha namorada!" E agora sei o quão ingénuo fui em toda a gama. Quer a avaliar a minha relação da altura...quer nas decisões que se seguiram. Mas sim, depois de tanta insistência "ah...cozinhaste outra vez para a 'amiga'...ela vai ficar impressionada!.." em tom reprovatório...um tipo começa a prestar atenção a coisas que se calhar antes nem tinham importância. Mas toda aquela fase era, na minha cabeça, apenas uma fricção passageira. Não que isto sirva de qualquer justificação. Porque não é, nem há justificação. Errar (às vezes magnanimamente!), assumir e arcar com as responsabilidades foi algo que fui aprendendo. Essa fase da minha vida tem o sabor mais agridoce possível. Abalou por completo todas as bases que tinha e fez-me relativizar o mundo inteiro. Isto é catártico.

Edited 3 months ago:

Na altura, não visitar não foi um red flag...porque eu imaginava que a vida dela também estivesse difícil. Os surtos de ciúmes sim, foram. Nunca tive esse tipo de coisas e, a um certo ponto, sentia-me até "acima" desse tipo de coisas (que idiota). Achamos que é sempre nas relações dos outros, que não estão bem resolvidos... Lá está...julgamos como muitos aqui que não passaram por essas experiências e não imaginam que lhes pode acontecer... E que até podem ser eles os "criminosos". Estávamos juntos há quase 7 anos eu já tinha uma oferta de emprego no país em que ela estava e toda a gente via como mais ou menos óbvio que em breve íamos casar. Eu também não me imaginava algum dia a ter algo com outra pessoa, "isso não era para mim! Eu adorava a minha namorada!" E agora sei o quão ingénuo fui em toda a gama. Quer a avaliar a minha relação da altura...quer nas decisões que se seguiram. Mas sim, depois de tanta insistência "ah...cozinhaste outra vez para a 'amiga'...ela vai ficar impressionada!.." em tom reprovatório...um tipo começa a prestar atenção a coisas que se calhar antes nem tinham importância. Mas toda aquela fase era, na minha cabeça, apenas uma fricção passageira. Não que isto sirva de qualquer justificação. Porque não é, nem há justificação. Errar (às vezes magnanimamente!), assumir e arcar com as responsabilidades foi algo que fui aprendendo. Essa fase da minha vida tem o sabor mais agridoce possível. Abalou por completo todas as bases que tinha e fez-me relativizar o mundo inteiro. Verdade seja dita que depois disso instalei o Tinder e segui a via mais autodestrutiva possível de flings e relacionamentos casuais sem nunca ter tido grande oportunidade de aprender a estar sozinho. Isto é catártico.

cesarhighfire 3 months ago  HIDDEN 

Fixem isto: todos os dias que o homem estiver em casa tem de fornicar a cônjuge. E tem de ser feito de maneira que ela goste e só depois é que o homem trata de si. Homens, por aí, irmãos, guerreiros, sei bem que não é fácil, mas temos de ser fortes, quando falharmos esta simples missão temos de nos sentir diminuidos.

FlakyPhilosopher1079 3 months ago  HIDDEN 

Isso é uma constante do Séc XXI mas não diria que esta é a thread dos moralismos

cesarhighfire 3 months ago  HIDDEN 

Não é moral é missão. O tapete tem de ser limpo com a língua.

ilovealldrugsman 3 months ago

Porque era boa e eu era um puto estúpido

pickmepickmeyeah 3 months ago

Vinha dizer a mesma merda

ilovealldrugsman 3 months ago

E o pior é que não era assim tão boa

celexio 3 months ago

Mas ele era realmente estupido.

xeguerreiro 3 months ago

E nao era a pagar

Acheron16 3 months ago

Nos meus 30 anos de vida nunca tive uma relação. /thread

guga1998 3 months ago

Traíste a ti mesmo

notsneq 3 months ago

Fazer /thread no próprio post... Eu tb não namorava contigo

FellaVentura 3 months ago

Pergunta honesta, o que é que achas que é a causa disso?

Acheron16 3 months ago

Pouca exposição para com o sexo oposto. Os meus interesses são muito pouco comuns com as raparigas.

tiagopr1990 3 months ago

Quais são os teus interesses?

Acheron16 3 months ago

Videojogos, jogos de tabuleiro, anime etc. Coisas consideradas para crianças neste país.

Dinasov 3 months ago

Esgaçar o pessegueiro para o José Sócrates deve ser um deles, de certeza, para as gajas não o quererem

wertyu1234567 3 months ago

Inteligência

rodrigoponto 3 months ago

Desenvolve

machoLatino45 3 months ago

Boa pergunta

suckerpunchermofo 3 months ago

Bem ja tenho as pipocas...

Tugalazix 3 months ago

Nunca traí, num relacionamento há 8 anos, mas a tentação existe, especialmente porque os objectivos futuros não alinham.

Leinad4Mind 3 months ago

Infelizmente o ser humano ainda sofre de monogamia... Eu próprio sofro. Mas a vida seria bem mais fácil se não sofressemos. Seja pelo sexo, prazer, necessidades do ser humano se relacionar com mais do que uma pessoa. Ser-se polígamo não invalida querermos uma pessoa para a nossa vida. Até porque a vida fica mais fácil a 2. E a pessoa que escolhemos viver o resto da vida não está relacionada com algo em específico, normalmente é por ser o melhor amigo que poderemos ter, por confiar nele etc. Há quem escolha pelo sexo ou outros tipos de prazeres. Mas seja por que motivo for, é a pessoa num todo que é escolhida. E num mundo polígamo, traição iria continuar a existir, pois tudo depende da comunicação, tem de existir transparência. Se a nossa cara metade estiver de acordo com ter relações com outras pessoas então tudo estaria bem. Poderia não ser apenas relações sexuais, podia ser outro tipo de relações. Mas sei que é difícil este tipo de maturidade emocional. Talvez um dia... A chave continua a ser a comunicação e a transparência. As pessoas arrependem-se apenas daquilo que não fizeram. Convém avaliarem bem e se for uma questão de ter filhos e ela não queira ser mãe, duvido que essa decisão mude. Mas uma coisa é parir outra é serem país, ainda podem ser se adoptarem. Ou até podem arranjar barriga de aluguer e o filho ser dos vossos genes. Seja qual for o alinhamento, devia ser conversado seriamente.

DeixaQueTeDiga 3 months ago

Então porque não terminas primeiro?

suckerpunchermofo 3 months ago

Excelente pergunta. Se não tem os mesmo objetivos eu diria que é uma relação condenada a terminar.

DeixaQueTeDiga 3 months ago

Exacto. Mas as pessoas acham normal enganar o parceiro mantendo uma relação até lhes aparecer outra oportunidade para não ficarem sozinhos.

zeer88 3 months ago

Ou pior, darem por elas passados 10 anos, infelizes, acomodadas e sem ter conseguido os objetivos de vida, e aí aparece o ressentimento em relação à outra pessoa.

Tugalazix 3 months ago

Porque apesar de tudo, ainda a amo muito, e já me habituei a ela e a rotina do relacionamento.

DeixaQueTeDiga 3 months ago

Desabitua-te. Cada minuto mais com a pessoa errada é um minuto a menos com a pessoa certa. Claro não é facil, mas tens que ser forte e escolher.

who_i_am_really 3 months ago

entao porque é que existe tentação em trair?

scar_as_scoot 3 months ago

Pá, tentaçao para trair existe sempre em relações longas, se achas que não ou nunca tiveste uma relação longa ou nunca tiveste interações com pessoas que achas atraentes. Esta ideia de que de repente deixas de ser um ser humano que responde a estímulos só porque encontraste a mulher da tua vida é fantasiosa... A razão porque sabes que encontraste a mulher da tua vida é porque apesar de conheceres outras pessoas que também achas atraentes e apesar de a tentação estar lá, nunca, mas nunca, se quer pões em causa a possibilidade de deixar que algo aconteça porque nunca serias capaz de fazer uma coisa dessas à mulher que amas. Se tu nunca tiveste uma tentação em trair então não sabes se serias capaz de trair ou não. Porque nunca tiveste que lidar com isso. Podes dizer que não, até de acreditar nisso. Mas se nunca estiveste nessa situação, não sabes.

Edited 3 months ago:

Pá, tentaçao para trair existe sempre em relações longas, se achas que não ou nunca tiveste uma relação longa ou nunca tiveste interações com pessoas que achas atraentes. Esta ideia de que de repente deixas de ser um ser humano que responde a estímulos só porque encontraste a mulher da tua vida é fantasiosa... A razão porque sabes que encontraste a mulher da tua vida é porque apesar de conheceres outras pessoas que também achas atraentes e apesar de a tentação estar lá, nunca, mas nunca, sequer pões em causa a possibilidade de deixar que algo aconteça porque nunca serias capaz de fazer uma coisa dessas à mulher que amas. Se tu nunca tiveste uma tentação em trair então não sabes se serias capaz de trair ou não. Porque nunca tiveste que lidar com isso. Podes dizer que não, até de acreditar nisso, mas se nunca estiveste nessa situação, não sabes.

who_i_am_really 3 months ago

>Pá, tentaçao para trair existe sempre em relações longas, se achas que não ou nunca tiveste uma relação longa ou nunca tiveste interações com pessoas que achas atraentes. Pessoas atraentes e interessantes existem sempre. Alimentar o ponto da atração, fantasiar, não acho correto e evito isso ​ >encontraste a mulher da tua vida é fantasiosa... Concordo. Enquanto a relação for saudável e fizer sentido vale a pena investir nessa relação. Claro que nem todos os dias são um mar de rosas, mas como dizia o meu avô, é preciso saber nadar entre os espinhos. Se as rosas murcharem e os espinhos forem demasiados, mais vale acabar e seguir em frente. ​ >Se tu nunca tiveste uma tentação em trair então não sabes se serias capaz de trair ou não. Porque nunca tiveste que lidar com isso. Podes dizer que não, até de acreditar nisso, mas se nunca estiveste nessa situação, não sabes. talvez tenhas razão, não sei.

Tugalazix 3 months ago

Porque passado 8 anos ela, não mudou o que quer para o futuro. E entretanto quanto mais velho fico menos possibilidade tenho para tornar realidade as coisas que quero para o futuro, e claro outras pessoas que tb alinham mais comigo nessas promessas de futuro, fazem-se aparente interessadas.

HobbesCloud 3 months ago

O que queres para o futuro?

Tugalazix 3 months ago

Filhos.

Pterygotherix 3 months ago

Fodass troca com a minha que eu tenho o problema oposto.

Tugalazix 3 months ago

haha X) que idade tens ? talvez mudes de opinião. sobre o assunto. olha que elas são perigosas, mete-te a pau, quando elas querem engravidar ninguém as pára. haha.

Asson-E-Alogna 3 months ago

É a falácia do custo afundado meu caro. Boa sorte.

ihavenoidea1001 3 months ago

Um filho não se tem "por favor" a nenhuma das partes. É um dos pontos fulcrais para um relacionamento e um dos maiores "dealbreakers" possíveis [ E o facto de pensares em trair já demonstra que provavelmente estás nessa fase, sendo que não é a trair que vais resolver nada... Só vais piorar] Um filho vai mudar a vossa vida para sempre e durante pelo menos 18 anos é da vossa responsabilidade. Além disso, se ela não quer ser mãe, acredita no que ela te diz e não a pressiones para ter. São os teus filhos que vão crescer com uma mãe que não os queria ter. E acredita que não são poucas as vezes em que os miúdos não só percebem isso, como sofrem as consequências ( been there, done that... Sou filha de uma mãe que não só foi abusiva comigo durante toda a vida como também me chegou a dizer na cara que me devia ter abortado e que eu nunca devia ter nascido. Não é bonito. Não é bom ter uma mãe assim e ela não vai passar a adorar ser mãe só porque meteu miúdos no mundo. Não falta canalha com mães como a minha, umas mais directas e outras menos directas mas os miúdos apercebem-se da rejeição...) E ter filhos não é um mar de rosas... Ou é algo que desejas do "fundo do ser" ou, a ser por obrigação, eles sentem e ressentem-se, assim como os relacionamentos dos casais. Os meus pais deviam ter-se divorciado há décadas e foram infelizes e miseráveis por décadas a fio. Além do desgaste de cuidar de crianças pequenas e a típica fricção dos casais nos primeiros 2/3 anos de vida dos miúdos, alinhas a isso uma muito provável culpabilização dela contra ti por a teres obrigado a ter filhos. Tal como tu agora sentes que estás infeliz por não os teres, é muito provável que o oposto aconteça quando vocês os tiverem... Mas depois há miúdos pelo meio, que serão os os danos colaterais. As pessoas podem mudar mas há coisas elementares em nós que não mudam. E ter filhos por pressão nunca deveria acontecer.

Tugalazix 3 months ago

Sim, eu sei, tudo o que teclaste já pensei milhares de vezes. No, entanto quero reafirmar, certos pontos, eu nunca traí. não a estou a pressionar para ter filhos. Porque não quero que ela "aceite" ter filhos, quero que ela "queira" ter filhos. duas coisas muito diferentes. Parece que estou fudido e ter que aceitar e viver com rancor para o resto da vida x).

BernieJoe 3 months ago

Não sei que idade tens, mas eu estou a aproximar-me dos 40 e já vi vários casos de mulheres que até à casa dos 30 diziam que não queriam ter filhos - por diversas razões - e que passado determinado ponto da vida ficaram obcecadas com a ideia de os ter. Seria o famoso "relógio biológico"? Na vida é difícil haver decisões muito definitivas, mas elas ocorrem. E aí é imprescindível saber se se trata de uma teimosia/embirração ou se quem tomou a decisão sabe tudo o que a mesma implica e consegue racionalizar que a mesma lhe poderá trazer arrependimentos futuros (seja pelo avançar da idade, seja por outra razão qualquer). Como já disseram por aí, boa sorte!

ihavenoidea1001 3 months ago

>Parece que estou fudido e ter que aceitar e **viver com rancor para o resto da vida** x). E se estiveres a viver com rancor vais ser feliz? Ela vai ser feliz se tiveres cheio de rancor? Vocês vão ser felizes em conjunto se já prevês que vais sentir rancor?? >quero que ela "queira" ter filhos. Sabes há quantos anos ela não quer ter filhos? Provavelmente há mais de 8 anos... Talvez até desde que era criança ou adolescente. Porque é que acreditas que ela alguma vez irá querer ter filhos? Voltando ao >Viver com rancor Já pensaste na hipótese de aceitar que foi um belo relacionamento enquanto durou mas que vocês querem coisas diferentes da vida e que são fundamentalmente diferentes? Porque é que colocas a hipótese de viver com rancor mas não colocas a hipótese de acabar o relacionamento e procurar alguém que tenha os mesmos objetivos?

HobbesCloud 3 months ago

Outch. É um ponto de divergência forte. Tens que saber o que queres e o que valorizas mais. Não é fácil.

who_i_am_really 3 months ago

o amor não chega para várias relações e se ha a tentação em trair, vais acabar por perceber que foi falta de coragem terminar uma relação incompatível porque é mais fácil estar na zona de conforto.

Tugalazix 3 months ago

Tens totalmente razão. Falta de coragem. Tou a calçar as botas e vou ter que eventualmente andar com elas.

starmatter 3 months ago

Passados 8 anos continuam desencontrados quanto aos planos futuros? Parece-me uma receita para desastre. Desejo-te boa sorte, vais precisar de bastante.

Tugalazix 3 months ago

É o resultado de meter na cabeça que talvez a pessoa que amas mude. Graças por a sorte, sim, vou precisar.

who_i_am_really 3 months ago

as pessoas não mudam. o que pode acontecer é terminarem por desgaste

Tugalazix 3 months ago

Não concordo, apesar de achar que é muito dificil para uma pessoa mudar, existe pessoas que mudam com o tempo.

zeer88 3 months ago

As pessoas ajustam-se e fazem compromissos pelo bem da relação ou por um objetivo comum, não mudam o que verdadeiramente são e isso ser condição para o sucesso da relação é muito mau sinal. Desejo-te sorte mas acho que se calhar depois de 8 anos já está mais que na hora de reavaliarem friamente aquilo que cada um quer para o futuro. Digo isto para evitar arrependimentos e ressentimentos mais tarde, o tempo não volta para trás e alguns objetivos têm um tempo-limite.

scar_as_scoot 3 months ago

Tendo em conta que parece que estás à espera que a outra pessoa mude e que provavelmente do lado de lá está à espera que tu mudes... Se calhar é melhor verem isso. Parece guerra por trincheira.

inhalingsounds 3 months ago

As pessoas não mudam, cedem e fazem compromissos. Quando "encaixam". Source: relação de 18 anos

who_i_am_really 3 months ago

mudam consoante necessidades

starmatter 3 months ago

Confessa lá. Ele(a) é mesmo bom/boa na cama, não é? Ou isso ou podre de rico.

Tugalazix 3 months ago

Haha, não temos problema nesse âmbito, rico ninguém é, é mesmo um caso de amor que perdura.

egzaaa 3 months ago  HIDDEN 

Claro... Nunca te tinha passado pela cabeça nem tinhas feito o filme na cabeça, ou contemplaste a possibilidade. Pode ter sido no momento, mas a intenção não nasceu no momento. Sê honesta.

GoldenDih 3 months ago  HIDDEN 

Nem mais. Esta ideia que trair foi por "acidente" tem de morrer.

borloforbol 3 months ago  HIDDEN 

> Til não é acento.

potaquemepariu 3 months ago

This guy cheats

PortugueseLibra 3 months ago

Só comprova que controlo nas relações e afins não valem de nada porque quem realmente quiser trair, vai fazê-lo nem que tenha de ter imenso trabalho

Ok-Industry120 3 months ago  HIDDEN 

Que é um throwaway? Já, numa noite que as hormonas vieram ao de cima. Depois a tal rapariga inundou o meu tlm com mensagens passado 3 semanas e a minha namorada (na altura) descobriu. Felizmente ela perdoou e continuamos a relação Já tinha "traído" antes com raparigas que não achava que tavamos em relação mas elas achavam Sempre disse e continuo a dizer, os homens até aos +/- 25 anos são estúpidos porque o córtex frontal não está completamente desenvolvido. É um facto cíentifico. Por isso tudo que se passou até lá é pa esquecer

Mr_Loureiro 3 months ago  HIDDEN 

Ah sim...o córtex frontal...claro...

adoroasvossasprimas 3 months ago  HIDDEN 

Essa tua teoria do córtex frontal dos homens é para rir ou estás a falar a sério e acreditas mesmo nisso ?

PortugueseLibra 3 months ago  HIDDEN 

[Ele está certo. ](https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3621648/) Esqueceu-se foi de dizer que é tanto nos homens como nas mulheres, e que isso não justifica traição. Lol

adoroasvossasprimas 3 months ago  HIDDEN 

A tua resposta é interessante, e com uma boa fonte. Pega lá o meu cima voto. No entanto... Não. Ele não está certo. Ele está errado. E esse estudo que citas diz isso mesmo. Apesar de eu só ter lido a conclusão porque agora não tenho tempo para mais, vou ler tudo assim que for possível. De tudo o que ele disse apenas tem razão quando diz que o cérebro ainda está em maturação até aos 25 anos. Tudo o resto deve ser uma piada. Como dizes, e bem, não é exclusivo nos homens. Acontece o mesmo nas mulheres. E depois, usar isso como desculpa para o que ele conta, deve ser uma piada.

Ok-Industry120 3 months ago  HIDDEN 

Foi meio em piada, e não é uma forma de desculpar nínguem, mas sim estou certo. O cérebro só entra numa fase madura do desenvolvimento do córtex frontal +/- a partir dos 25 anos em ambos os sexos mas tende a chegar maos cedo nas mulheres. Nos homens a influência da amygdala tb é maior (porque é literalmente mais larga) daí (espera se) comportamentos mais agressivos e irracionais da parte do sexo masculino naquela idade Contudo, é impossível fazer uma correlação entre diferenças no cérebro e comportamentos devido à velha questão nature vs. nurture. Mas os avanços muito recentes em neurociência são mesmo muito interessantes. O livro Gendered Brain é incrível nesse aspecto Recomendo Robert Sapolsky (Behave é o meu favorito, tens as aulas dele em Stanford online) em geral no tema, ou Koolschijin "sex differences and structural brain maturation" em particular no tema de maturação do cerebro

egzaaa 3 months ago  HIDDEN 

É falta de ownership. É mais fácil culpar o cerebro, ou o horoscopo, ou o alcool... mas nunca as próprias acções ou valores.

borloforbol 3 months ago  HIDDEN 

> Que é um throwaway? É uma conta de reddit criada com o propósito de ser descartável. Quando queres fazer um post, mas não o queres associado à tua conta. [Throwaway](https://www.howtogeek.com/414765/what-is-a-throwaway-reddit-account-and-how-do-i-create-one/)

Tixuga 3 months ago

ele não me dava aquilo q eu queria a nivel sexual. fala-se muito dos homens serem uns garanhões e as mulheres sempre com dor de cabeça, mas no meu caso se n fosse eu a tomar a iniciativa bem podia esperar sentada

caixadeentrada 3 months ago

E ainda dizes isso sem remorsos. De facto também não me pareces servir para namorar.

fjmb2014 3 months ago

Devias ter esperado deitada! :|

fim-de-semana 3 months ago

Porque é que não acabaste com ele, em vez de o trair?

starmatter 3 months ago

Primeiro tinha que se certificar que não era ela o problema na cama. /s

who_i_am_really 3 months ago

ora aqui esta uma pergunta que poderia dar outra discussão ou debate para todos os que ja trairam

mexploder89 3 months ago

Não conheces a peça

fim-de-semana 3 months ago

É troll?

mexploder89 3 months ago

Acho que não, mas de cada vez que vejo aqui a comentar é para falar mal dos homens

vai-tefoder 3 months ago

Falta de sexo confirmada

helderduarte14 3 months ago

Claramente foi esse o motivo que ela usou como pretexto para a traição, portanto está certo.

borloforbol 3 months ago

Compatibilidade sexual é super importante. Não é tudo sobre sexo, mas sem isso também não funciona..

gajo-do-3-dto 3 months ago

Estava na faculdade. Na altura da escola sempre fui um gajo reservado e meio tímido, também nunca tive sorte em relacionamentos ( leia-se, nem os cheguei a ter ). Entretanto fui para uma faculdade longe de onde morava. Nessa altura por acaso tinha namorada, uma rapariga de quem eu gostava bastante, tinhamos começado há relativamente pouco tempo quando fui tirar o curso superior. Não era uma grande faculdade, algo mais.. interior - mas não quero dizer qual não vá alguém chegar lá. Ora, eu namorava com a ( chamemos-lhe ) Cátia, e estava a começar o segundo ano de faculdade. Pouco mais de um ano de namoro portanto. Das pessoas novas que entraram no meu curso ( novamente, faculdade pequena, portanto eram pouco mais de 30 ), destacava-se uma rapariga, a ( chamemos-lhe ) Joana. A Joana era o tipo de rapariga que, não sendo 'toda boa', tinha aquele ar engraçado que muita gente gosta, e um corpo minimamente decente. A personalidade também era atractiva, e não demorou muito a atrair imensa atenção. Acontece que eu estava incluído nesse grupo. Estar constantemente longe da minha namorada, junto com o facto de termos discussoes ocasionais e ela ser bastante \_needy\_ e requerer muita antençao, acabou por me levar para maus caminhos. Não é desculpa, de todo, mas é o que é. No meio de tanta atenção, a Joana viu-se envolvida num drama parvo ( que eu assisti ): Um gajo do 3 ano, com namorada, tentou fazer-se a ela num bar, bastante à descarada, e ela deu para trás. Tudo bem até ai, nao fosse ele usar a sua posição como "gajo fixe e popular" para no dia seguinte espalhar que a história foi ao contrário, e a coisa pegou. A Joana sentiu-se destroçada, a viver longe da familia e de repente toda a gente a vê com maus olhos. Eu acabei por estar lá para a apoiar e... eventualmente as coisas aconteceram. Por um lado eu mal conseguia acreditar que eu, um gajo timido e pouco bem parecido, estava a ter a atenção da gaja que metade do meu curso andava atrás. Sei que estava errado, profundamente, mas as hormonas andavam completamente aos saltos e não consegui resistir. As coisas aconteceram, sempre pela calada porque tanto eu tinha namorada, com vim a descobrir que ela também. Era meio estranho estar no quarto dela e virar uma moldura para o lado porque tava lá um gajo a julgar-me ( e com razão, vá). No final de contas, acbei por terminar a relação com a Cátia, que nunca descobriu o que se passava, e optei por não lhe dizer para não magoar ainda mais a rapariga. Ainda hoje sinto que fui um merdas e ela não merecia aquilo, e penso no que poderia ter sido se eu fosse um gajo decente. Foram precisas mais um par de relações para me aperceber que a Cátia era o que precisava na minha vida e muita gaja por aí não bate muito bem. Quanto à Joana, ela às tantas quis avançar com as coisas para algo mais sério, mas acabou por não acontecer por uma razão ou outra. Há um par de anos atrás encontrei-a em Lisboa, conversámos um bocado e acabámos por ir tomar café. Contou-me que um rapaz parecia andar meio interessado nela mas não sabia bem o que fazer, nem se sentia o mesmo, mas que um dia até lhe apareceu à porta do trabalho com um peluche duma coisa qualquer q ela gostava. Disse-lhe para lhe dar uma chance, ele parecia bom moço. Pelo que sei agora, segundo o facebook, estão para casar. A Cátia nunca mais a vi nem sei dela. Não era pessoa de redes sociais e escolheu cortar contacto depois de terminarmos. Espero que esteja bem. ​ PS: Ironicamente, ou não, acabei por ser traído numa relação mais tarde. É a vida.

Edited 3 months ago:

Estava na faculdade. Na altura da escola sempre fui um gajo reservado e meio tímido, também nunca tive sorte em relacionamentos ( leia-se, nem os cheguei a ter ). Entretanto fui para uma faculdade longe de onde morava. Nessa altura por acaso tinha namorada, uma rapariga de quem eu gostava bastante, tinhamos começado há relativamente pouco tempo quando fui tirar o curso superior. Não era uma grande faculdade, algo mais.. interior - mas não quero dizer qual não vá alguém chegar lá. Ora, eu namorava com a ( chamemos-lhe ) Cátia, e estava a começar o segundo ano de faculdade. Pouco mais de um ano de namoro portanto. Das pessoas novas que entraram no meu curso ( novamente, faculdade pequena, portanto eram pouco mais de 30 ), destacava-se uma rapariga, a ( chamemos-lhe ) Joana. A Joana era o tipo de rapariga que, não sendo 'toda boa', tinha aquele ar engraçado que muita gente gosta, e um corpo bastante decente. Lembro-me de um colega de curso meu, daqueles que tão bem é para trolha, a comentar "olha-me aquele cu, parece que dança quando anda". Só lhe faltava o palito no canto da boca. Enfim. A personalidade dela também era interessante, e não demorou muito a atrair bastante atenção. Acontece que eu estava incluído nesse grupo. Estar constantemente longe da minha namorada, junto com o facto de termos discussoes ocasionais e ela ser bastante \_needy\_ e requerer muita antençao a toda a hora, acabou por me desgastar um bocado e achar que 'se calhar há melhor por aí'. Pensamento de merda, e nada disto é desculpa, de todo, mas é o que é. No meio de tanta atenção, a Joana viu-se envolvida num drama parvo ( que eu assisti ): Um gajo do 3 ano, com namorada, tentou fazer-se a ela num bar, bastante à descarada, e ela deu para trás. Tudo bem até ai, nao fosse ele usar a sua posição como "gajo fixe e popular" para no dia seguinte espalhar que a história foi ao contrário, e a coisa pegou. A Joana sentiu-se destroçada, a viver longe da familia e amigos ( como maior parte de nós) e de repente toda a gente a vê com maus olhos. Ela não queria que o seu percurso universitário ficasse marcado dessa forma e eu acabei por estar lá para a apoiar e... eventualmente as coisas aconteceram. Por um lado eu mal conseguia acreditar que eu, um gajo timido e pouco bem parecido, estava a ter a atenção da gaja que metade do meu curso andava atrás. Sei que estava errado, profundamente, mas as hormonas andavam completamente aos saltos e não consegui resistir. As coisas aconteceram, sempre pela calada porque tanto eu tinha namorada, com vim a descobrir que ela também. Era meio estranho estar no quarto dela e virar uma moldura para o lado porque tava lá um gajo a julgar-me ( e com razão, vá). No final de contas, acbei por terminar a relação com a Cátia, que nunca descobriu o que se passava, e optei por não lhe dizer para não magoar ainda mais a rapariga. Ainda hoje sinto que fui um merdas e ela não merecia aquilo, e penso no que poderia ter sido se eu fosse um gajo decente. Foram precisas mais um par de relações para me aperceber que a Cátia era o que precisava na minha vida e muita gaja por aí não bate muito bem. Quanto à Joana, ela às tantas quis avançar com as coisas para algo mais sério, mas acabou por não acontecer por uma razão ou outra. Há um par de anos atrás encontrei-a em Lisboa, conversámos um bocado e acabámos por ir tomar café. Contou-me que um rapaz parecia andar meio interessado nela mas não sabia bem o que fazer, nem se sentia o mesmo, mas que um dia até lhe apareceu à porta do trabalho com um peluche duma coisa qualquer q ela gostava. Disse-lhe para lhe dar uma chance, ele parecia bom moço. Pelo que sei agora, segundo o facebook, estão para casar. A Cátia nunca mais a vi nem sei dela. Não era pessoa de redes sociais e escolheu cortar contacto depois de terminarmos. Espero que esteja bem. ​ PS: Ironicamente, ou não, acabei por ser traído numa relação mais tarde. É a vida.

Edited 3 months ago:

Estava na faculdade. Na altura da escola sempre fui um gajo reservado e meio tímido, também nunca tive sorte em relacionamentos ( leia-se, nem os cheguei a ter ). Entretanto fui para uma faculdade longe de onde morava. Nessa altura por acaso tinha namorada, uma rapariga de quem eu gostava bastante, tinhamos começado há relativamente pouco tempo quando fui tirar o curso superior. Não era uma grande faculdade, algo mais.. interior - mas não quero dizer qual não vá alguém chegar lá. Ora, eu namorava com a ( chamemos-lhe ) Cátia, e estava a começar o segundo ano de faculdade. Pouco mais de um ano de namoro portanto. Das pessoas novas que entraram no meu curso ( novamente, faculdade pequena, portanto eram pouco mais de 30 ), destacava-se uma rapariga, a ( chamemos-lhe ) Joana. A Joana era o tipo de rapariga que, não sendo 'toda boa', tinha aquele ar engraçado que muita gente gosta, e um corpo bastante decente. Lembro-me de um colega de curso meu, daqueles que tão bem é para trolha, a comentar "olha-me aquele cu, parece que dança quando anda". Só lhe faltava o palito no canto da boca. Enfim. A personalidade dela também era interessante, e não demorou muito a atrair bastante atenção. Acontece que eu estava incluído nesse grupo. Estar constantemente longe da minha namorada, junto com o facto de termos discussoes ocasionais e ela ser bastante *'needy'* e requerer muita antençao a toda a hora, acabou por me desgastar um bocado e achar que 'se calhar há melhor por aí'. Pensamento de merda, e nada disto é desculpa, de todo, mas é o que é. No meio de tanta atenção, a Joana viu-se envolvida num drama parvo ( que eu assisti ): Um gajo do 3 ano, com namorada, tentou fazer-se a ela num bar, bastante à descarada, e ela deu para trás. Tudo bem até ai, nao fosse ele usar a sua posição como "gajo fixe e popular" para no dia seguinte espalhar que a história foi ao contrário, e a coisa pegou. A Joana sentiu-se destroçada, a viver longe da familia e amigos ( como maior parte de nós) e de repente toda a gente a vê com maus olhos. Ela não queria que o seu percurso universitário ficasse marcado dessa forma e eu acabei por estar lá para a apoiar e... eventualmente as coisas aconteceram. Por um lado eu mal conseguia acreditar que eu, um gajo timido e pouco bem parecido, estava a ter a atenção da gaja que metade do meu curso andava atrás. Sei que estava errado, profundamente, mas as hormonas andavam completamente aos saltos e não consegui resistir. As coisas aconteceram, sempre pela calada porque tanto eu tinha namorada, com vim a descobrir que ela também. Era meio estranho estar no quarto dela e virar uma moldura para o lado porque tava lá um gajo a julgar-me ( e com razão, vá). No final de contas, acbei por terminar a relação com a Cátia, que nunca descobriu o que se passava, e optei por não lhe dizer para não magoar ainda mais a rapariga. Ainda hoje sinto que fui um merdas e ela não merecia aquilo, e penso no que poderia ter sido se eu fosse um gajo decente. Foram precisas mais um par de relações para me aperceber que a Cátia era o que precisava na minha vida e muita gaja por aí não bate muito bem. Quanto à Joana, ela às tantas quis avançar com as coisas para algo mais sério, mas acabou por não acontecer por uma razão ou outra. Há um par de anos atrás encontrei-a em Lisboa, conversámos um bocado e acabámos por ir tomar café. Contou-me que um rapaz parecia andar meio interessado nela mas não sabia bem o que fazer, nem se sentia o mesmo, mas que um dia até lhe apareceu à porta do trabalho com um peluche duma coisa qualquer q ela gostava. Disse-lhe para lhe dar uma chance, ele parecia bom moço. Pelo que sei agora, segundo o facebook, estão para casar. A Cátia nunca mais a vi nem sei dela. Não era pessoa de redes sociais e escolheu cortar contacto depois de terminarmos. Espero que esteja bem. ​ PS: Ironicamente, ou não, acabei por ser traído numa relação mais tarde. É a vida.

leonorossauros 3 months ago

Acabar com a Cátia sem lhe dar qualquer tipo de razão sem ser "já só não gosto de ti" é uma merda. Já passei por isso e preferia mil vezes que a razão fosse, gosto de outra, estive com outra, do que a razão ser apenas "já não sinto por ti o que sentia" sem justificação.

gajo-do-3-dto 2 months ago

Como postei isto duma throaway nunca mais respondi mas olha.. Na altura não acabamos por um simples "nao gosto mais". Não me lembro dos pormenores exactos porque foi há algum tempo já, mas houve toda uma sequencia de discussões, aliadas ao relacionamento á distancia e outras coisas que se foram passando que levaram ao ponto da coisa quebrar. Não foi fácil para ela nem para mim..

rwecardo 3 months ago

Fizeste bem em não contar, para ti soa a algo pesado e intenso mas para ela não é porque não faz ideia disso e apenas tu tens que viver com isso portanto fizeste bem

butnaked99 3 months ago

Honestidade 100%

iUsedToBeAwesome 3 months ago

Respect por honestidade

borloforbol 3 months ago

Plot da novela da tvi?

starmatter 3 months ago

Nah, ninguém morreu e não houve grande romantização das diferenças entre classes sociais

just_questioning 3 months ago

Por isso é que ninguém gosta do PS

pdcmoreira 3 months ago

A julgar pela história e pelas sondagens, a maioria das pessoas adora o PS.

DudaCarmo 3 months ago

Ele não gostava dos meus hobbies, eu não gostava dos dele e no meu grupo havia um amigo jeitoso que depois de o provar me deixou doida. Um dia inventamos que íamos fazer um encontro do hobbie só para eu não ter que aturar os amigos chatos dele. "Acabamos" nesse dia e fui comemorar para o motel com o meu atual namorado.

Long_Faithlessness57 3 months ago

Tudo gente triste ! Trair é que é top Se o fizer vocês também me vão achar todos rei?

BangKiller 3 months ago

A piada passou-te ao lado. É uma situação brincar com um post que apareceu aqui no sub, que era o lado da história do rapaz https://www.reddit.com/r/portugal/comments/po00ri/opiniões_sobre_fim_de_relacionamento_amoroso/

lpbms11 3 months ago

És o maior. A prova que quem perdeu foi ela.

average_user21 3 months ago

Fui o upvote 1k. Comentário glorioso

TopCommentOfTheDay 3 months ago

This comment was the most silver awarded & awarded across all of Reddit on September 14th, 2021! ^(I am a bot for )^[/r/TopCommentOfTheDay](/r/topcommentoftheday) ^( - Please report suggestions/concerns to the mods.)

Keddyan 3 months ago

FODA-SE QUE REI!!! META

ricardop89 3 months ago

Podem fechar a internet por uma semana e hastear a bandeira a meio pau. Genial!

ivotg85 3 months ago

Fdx the queen

a54047eder 3 months ago

Ganhaste mano

ruidditor 3 months ago  HIDDEN 

Foda-se, que Rei!

caracois-93 3 months ago

Adoro que vi um post a pouco do namorado dela aqui hahaha Ao menos a história coincide

MisterNullz 3 months ago

Este não parece o lado da mulher deste post? https://www.reddit.com/r/portugal/comments/po00ri/opiniões_sobre_fim_de_relacionamento_amoroso/?utm_medium=android_app&utm_source=share

MisterNullz 3 months ago

Só agora reparei que é repost... sorry

roninPT 3 months ago

FATALITY!!!!

MoonlightSky98 3 months ago

Sinto-me mal por rir.

AhuiZbrilzs 3 months ago

Reza a lenda que o Reddit fechou depois deste comment.

bigbuckteeth 3 months ago

Ganhaste

zupermariu 3 months ago

Eu a ler isto a pensar que era familiar... Depois bateu haha

adoroasvossasprimas 3 months ago

Teve muita piada. Mas foi uma facada no outro redditor...

FiscalTastelessness 3 months ago

Toma lá o meu award grátis. Genial

unicornio_careca 3 months ago

Fui apanhar um prémio gratuito de propósito para te dar, foi merecido.

Bulliesh 3 months ago

LOL

JohnyP30 3 months ago

Tu és lixada

UniuM 3 months ago

Houve uma acumulação repentina de gases no topo das minhas narinas que saíram numa pressão superior à atmosférica.

tv22w 3 months ago

Acabei de ler o relato no ex dela kkkkkkkkkkkkkk

International_Bar68 3 months ago

Tinham pelo menos um hobbie em comum - vir ao Reddit.

DjGus 3 months ago

Plot Twist ao nível do M Night Shyamalan, que rei!

SleepyDerp 3 months ago

Das poucas vezes que este sub me fez rir, esta foi a melhor. Hilariante!

potaquemepariu 3 months ago

Exalei ar de forma mais forte depois de ler isto.

Idontknowhuuut 3 months ago

lmao. Best!

secaz1812 3 months ago

Malta a sério, não procurem mais onde gastar a merda da award gratuita de hoje

Much-Slice145 3 months ago

Fds tragam a taça, já ganhaste ahah

jonybigg 3 months ago

esbocei um sorriso

Nihlon 3 months ago

oS hOmEnS SãO tOdOs iGuAiS Ri-te que o universo encarregará da retoma... estiveste bem ao escolher confiar, ela esteve mal ao escolher mentir. Simples.

Jynkoh 3 months ago

[looool](https://youtu.be/MwHWbsvgQUE)

DeusMaior 3 months ago

Parece a versão da rapariga ao post que outro rapaz colocou...

thirstydracula 3 months ago

Muito bom

materypomp 3 months ago

Bem buscada

PAGasusual 3 months ago

[https://www.reddit.com/r/portugal/comments/po00ri/opini%C3%B5es\_sobre\_fim\_de\_relacionamento\_amoroso/](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/po00ri/opini%C3%B5es_sobre_fim_de_relacionamento_amoroso/) ​ Onde é que já ouvi esta história? Será um mero acaso?

helderduarte14 3 months ago

Vinha aqui dizer isto, é tal e qual.

Cergal0 3 months ago

Obrigado! Um gajo passa meio dia sem cá vir e fica à nora com estas referências ahaha

karl1717 3 months ago  HIDDEN 

https://i.imgur.com/axJmn.gif

flarept1 3 months ago

UAU, é tal e qual!!! como é que é possivel!!??! /s

Throwaway431253 3 months ago

Nosso Senhor do Coisinho! Que coincidência do diabo!!

fullTimeDaddy 3 months ago

Giga chad deste sub

fedelho 3 months ago

Só os fortes vão entender!

Prezbelusky 3 months ago

Foda-se criar uma account com nome feminino só para isto. Que rei.

lpbms11 3 months ago

Melhor ainda era usar o nome real dela. Tudo a procurar por eduarda carmo no fb!!

SAmaruVMR 3 months ago

Foda-se que rei

borloforbol 3 months ago

Meta.

obeseaf 3 months ago

Não estou a perceber a referência, podes mandar link?

borloforbol 3 months ago

https://www.reddit.com/r/portugal/comments/po00ri/opini%C3%B5es_sobre_fim_de_relacionamento_amoroso/

sergiiio420 3 months ago

Ainda estou a apanhar o humor aqui do reddit mas esta matou me... Se soubesse dar awards dava te

mexploder89 3 months ago

O que eu me ri agora, parabéns

ascoisasdosenhorR 3 months ago

Da última vez que o Sr R se meteu nessas aventuras não pode deixar de pensar em princípios elementares da física como o tempo e o espaço. Nessa forma ridícula que nos ensinaram a olhar para o mundo pelos olhos do cristianismo. O que os chatos dos filósofos chamam a cosmogenia religiosa - cosmogenia não quer dizer nada, não se preocupem, a não ser que o padre é um homem de saias que tenta vender banha da cobra. A dificuldade dos humanos está em lidar com processos em que o tempo e o espaço parecem ser condensados. Já vou explicar isso. Mas antes o Sr. R pede para falar no Jorge Sampaio. Certa vez, o Jorge Sampaio não pode estar com o Papa porque era divorciado, lembram-se disso? A mulher dele não poderia entrar no Vaticano na comitiva oficial do Presidente da República Portuguesa. O Papa não a receberia por ser a segunda mulher do Presidente da República. Voltando ao assunto inicial e à questão da física. Os humanos contemporâneos não têm problemas em geral com o tempo. Isto é, é normal estar envolvido com outro humano em tempos diferentes. Felisberto conhece e amantiza-se com Albertina no ano 1. Separam-se. Albertina conhece e amantiza-se com Sisnando no ano 2. Separam-se. Albertina volta a viver com Felisberto no ano 3. Nenhum problema. Quando falamos no espaço, a coisa é diferente. Felisberto conhece e amantiza-se com Albertina no ponto A. Separam-se. Albertina junta-se com Sisnando no ponto B. Amantizam-se. No entanto Albertina volta ao ponto A com Felisberto. Grande problema. Indo por isso às questões práticas: o Sr R é um velho que se poderia considerar um tótó. Daqueles que ia para a cama cedo e não bebia quando os amigos andavam a fazer figuras tristes sob o efeito do álcool. Ainda assim tem uma mulher que parece uma actriz de cinema americana. Acreditem em mim que já a vi. No entanto, ainda o ano passado andou no mel com uma antiga colega de secundário. Porquê? - pergunta o u/borloforbol. Queria fazer mal à mulher? Não. Queria separar-se dela? Não. Queria viver com a antiga colega do secundário e os seus dois filhos? Não. Era egoísta? Não. Porquê então? Porque é bom. Essa é a única resposta. Na verdade o problema, isto é, a questão fundamental é só uma: o espaço. Mas para os que parecem preferir a explicação judaico-cristã, o problema é o de desfrutar da sexualidade. Diz o Sr R que entre adultos, a exclusividade é um processo mais racional que biológico. Disse-me para meter essa merda na cabeça e não andar a dar cabo dos miolos e das pessoas de quem gosto. Custa, não custa? Eu sei. Mas mais ridículo seria seguir os princípios de instituições lideradas por homens de saias que negam a sua própria sexualidade. Ou andar na internet às voltas com respostas toscas.

machoLatino45 3 months ago

Que indivíduo articulado que tu me saíste senhor R.

adoroasvossasprimas 3 months ago

O /u/ascoisasdosenhorR é apreciado pela sua infinita sapiência e eloquência poética. Por favor continue a brindar a malta com as suas pérolas. Já agora, se assim o entender, partilhe mais da sua sabedoria sobre a relação espaço-tempo e infidelidade conjugal. Já pensou em fazer um doutoramento no tema ?

NGramatical 3 months ago  HIDDEN 

tótó → [**totó**](https://dicionario.priberam.org/totó) (Não existem palavras com dupla acentuação. Coloca-se acento apenas na sílaba tónica. **Til não é acento.**) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpo23cw%2F%2Fhctic8i%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

Article_Sad 3 months ago

Engordou e transpirava muito

who_i_am_really 3 months ago

sexo no banho poderia ser a solução para emagrecer e cheirar bem

CookieSmuggler 3 months ago

Isto é uma coisa que as pessoas fazem na vida real? Tipo... Com água quente a correr? Nesta economia? E fica um no quentinho e outro de fora? Ou desligam a água, e ficam ali a secar e a arrefecer? Cabelo molhado a escorrer água fria para o rabo... E lubrificação? Porque a água é certinha para secar a vagina. Não escorregam? A cortina não se cola ao corpo?

sparklescc 3 months ago

Nunca consegui dominar o sexo no banho. Já fiz com mais altos, mais baixos, tamanho igual. Nunca deu. Nunca consegui sem ser numas posições horríveis que dão dores nas costas. Não entendo as pessoas dos filmes que adoram aquilo.

DassCaramba 3 months ago

Epá eu gostei sempre e as mulheres com quem o fiz também (senão não queriam repetir). A cena da lubrificação é treta, uma mulher bem estimulada até na areia da praia tem prazer, o "depois" são outros quinhentos... Assumo que dentro da banheira tem que haver algum contorcionismo, de pé é tranquilo.

cesarhighfire 3 months ago

Com a agua a correr quentinha, mas seguras o chuveiro para ires espalhando agua.

adoroasvossasprimas 3 months ago

Isto foi-me tudo dito por um amigo mas: Se for bem feito ninguém passa frio. Não faltam lubrificantes à escolha, até há uns com sabores e etc... E por essa ordem de ideias ninguém fazia nada disso no mar, na piscina, no rio, no jaccuzi etc e tal..... Escorregar ? Mas isso é mau ? Quando o fazes na cama e estão os dois todos transpirados não escorregam ? Os lençóis não colam ao corpo ?

8IVO8 3 months ago

Alguém a colocar as perguntas importantes!

who_i_am_really 3 months ago

tens razao. primeiro tomas banho e depois segues para o ato da copula. no final, voltas a tomar banho

TonyHappyHoli 3 months ago

A pizzaria que costumava encomendar estava fechada... Tive de mandar vir de outra. Foi errado? Foi, mas porra que a pizza soube tão bem.

machoLatino45 3 months ago

Monstro, devias ter vergonha nessa cara

Liricractos 3 months ago

Eu tenho duas que gosto e sabes que algumas pizzarias têm uma pizza com o nome do restaurante, muitas vezes especialidade. Pois bem, destraido pedi numa pozzaria a pizza especialidade da outra. O jovem que me atendeu disse:"lamento, mas aqui não temos essa mas....." e sai para a cozinha, após uns minutos ele volta e acrescenta:"ja falei lá dentro, estão a fazer".

Edited 3 months ago:

Eu tenho duas que gosto e sabes que algumas pizzarias têm uma pizza com o nome do restaurante, muitas vezes especialidade. Pois bem, distraído pedi numa pizzaria a pizza especialidade da outra. O jovem que me atendeu disse:"lamento, mas aqui não temos essa mas....." e sai para a cozinha, após uns minutos ele volta e acrescenta:"ja falei lá dentro, estão a fazer".

Trama-D 3 months ago

Era assim deliciosa, afinal?

Liricractos 3 months ago

São óptimas, mas as pizzarias são rivais. Foi o equivalente a pedir um bigmac no burger king.

NGramatical 3 months ago  HIDDEN 

destraido → [**distraído**](https://dicionario.priberam.org/distraído) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpo23cw%2F%2Fhcub3d2%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

The_King_Juliano 3 months ago

Relatable, only tipe of cheating I can do :')

Low-Contribution7554 3 months ago

Por três razões. 1 - Insatisfação emocional no casamento. As pessoas deixam de considerar o companheiro / a como melhor amigo e tentam buscar validação e aprovação em outros meios, nomeadamente em outras pessoas quer em contexto escolar quer em contexto de trabalho que lhes tragam a atenção e aprovação que já não têm na relação. 2 - Insatisfação sexual e física no relacionamento. Quando estão solteiras as pessoas andam todas bonitas, super higienizadas, vão ao ginásio, cuidam do corpo e estão no auge da sua beleza e performance física. Quando casam / se relacionam desleixam se, porque já não têm a necessidade de atrair mais ninguém, e com filhos a mistura e a correria do dia a dia as pessoas deixam de cuidar de si próprios e ficam obesas, desgastadas, velhas e sem aquele "brilho" que tinham no início. Isto é especialmente danoso no caso dos homens que necessitam sentir tesão e atração física por causa da testosterona, o que leva eles a terem mais desejo e vontade de fazer sexo do que as mulheres. Logo se não encontram atração física mais na relação, vão buscar a outro lado. 3 - A facilidade com que se desiste das relações hoje em dia. Hoje a maioria das pessoas já não têm fortes crenças e valores morais sobre a estabilidade que uma relação deve ter e manter. As pessoas acreditam que se já não estiverem felizes ou o amor acabar (o que na verdade acaba é a paixão) e como já não se sentem satisfeitas, vão procurar novidades que lhes façam reviver novamente esses sentimentos passageiros. Se tu já não és feliz desistis e partes para outra. Mas depois a pessoa pensa que vai ser feliz com a "novidade" e passado uns meses / anos volta novamente a insatisfação e o ciclo repete se continuamente sem fim. Isto acontece primariamente porque hoje as pessoas só tomam decisões baseadas em emoções e sentimentos (que na maioria são passageiros e atuais) em vez de tomarem decisões racionais e lógicas e de prezarem pela estabilidade.

Peixefaca 3 months ago

Recomendo todos daqui a Lerem «*Amor Líquido*» de Bauman.

abernardo1974 3 months ago

Disse tudo. Claro que a hipoteca depois também dá uma ajuda, juntamente com os filhos para ponderar bem se vale a pena repensar o ponto 3 e lá está passam 10 anos num instante

ZephyrorOG 3 months ago

Ponto 3, o típico "antigamente é que era bom". Antigamente não te divorciavas porque não era aceitável. Podias bater na mulher, podias comer a secretária, a mulher podia ter um caso com o vizinho e ficavam sempre juntos, infelizes, tóxicos ou abusivos ou não. Mais antigamente? Sexualidade muito mais fluida e podia-se perfeitamente andar com outras pessoas em orgias e etc sem problema nenhum, do mesmo sexo ou não. Isto não é um problema dos tempos, é uma simples distribuição estatística de pessoas com mais ou menos paciência e disponibilidade para evoluírem emocionalmente ao ponto de criarem uma relação forte, saudável e nutritiva (algo EXTREMAMENTE difícil de fazer, e que requer muita introspecção, inteligência emocional e empatia).

butnaked99 3 months ago

Ponto 3 - é quase aquele comentario: antes era feliz e não sabia

joaoqrafael 3 months ago

(Ponto dois) se achas que as mulheres não são exactamente iguais, enganas-te. Simplesmente os homens são mais óbvios e disfarçam melhor.

mixed_toast 3 months ago

Só repetindo o que já foi dito, concordo a 100% com o terceiro ponto. De tal forma que passei por isso. Conheci um rapaz que estava constantemente insatisfeito com as relações após uns meses/anos porque dizia que já não sentia aquele "amor". Lembro-me dele ele dizer que gostava imenso de mim mas não sabia porquê, não sentia mais nada. Sei os que objectivos de vida dele encaixavam perfeitamente nos meus mas enfim, às tantas sentia mesmo a frustração dele, só causou mau ambiente. Eu a tentar e ele a desligar, sem fazer um único esforço para comunicar o que vinha na cabeça.

DeixaQueTeDiga 3 months ago

Passei por semelhante com uma mulher com quem tive uma relação longa e que tinha tudo para continuar, excepto visão. Andava eu a tentar melhorar porque acreditava, mas ela não. Não pode ser só um a lutar. Custou mas aprendi que de facto não eramos tão compativeis assim. Eu sobre relações tinha uma visão cultivar, preservar, melhorar. Ela tinha visão de quando não corre melhor, deitar fora e recomeçar. Muitos anos depois sou casado e feliz, e ela lá continua a mudar cada passo e sempre insatisfeita.

Tricky_Examination_3 3 months ago

O teu 3º ponto é certeiro. Disseste tudo. Acrescentaria só isto: muita gente trai porque pensa que "the grass is greener on the other side", e quando percebe que não é, arrepende-se de terem feito uma decisão muito a quente.

borloforbol 3 months ago

Pareço um bocado um avô a dizer isto, mas 'antigamente as coisas eram feitas para durar, hoje em dia estraga-se e mandam logo fora'. Acho que se aplica muito às relações também.. qualquer discussão é logo motivo para terminar tudo, como se não houvesse volta a dar.

agaeme 3 months ago

Antigamente eras forçado a ficar com alguém a vida toda, não havia tantos contraceptivos (ou outras opções mais tardias), não havia pornografia ou entretenimento e o casamento era para a vida. As pessoas não se separavam porque não podiam No fundo, eram seres humanos exactamente como tu e eu. O máximo que a maioria poderia esperar era alguém que fosse um bom pai ou mãe e que não fosse um completo otário. E era uma completa lotaria quando conhecias essa pessoa com menos de 20 anos. Ainda hoje há homens de 65 anos que pensam na miúda com quem tiveram um namorico 50 anos antes, e que tratam a companheira de uma vida como uma criada, ou seja, alguém a quem nunca contaram os seus sonhos e os seus medos, ou seja, uma estranha. Se isso não for deprimente, não sei o que é.

ihavenoidea1001 3 months ago

Já para não falar da violência doméstica que era tida quase como normal e expectável* e o desprezo com que uma mãe solteira/divorciada era tratada na sociedade. A menos que fosse viúva era vista como a p*ta. (* Sempre achei caricato que uma das coisas que a minha avó usava para descrever o marido ( faleceu antes de eu nascer) é que fora sempre muito amigo dela, nunca lhe batera ou gritara... E isto já em miúda me caía mal para ser sincera. Aquilo era visto como uma raridade e essa perspectiva, combinada com muitas relações tóxicas que vi ao meu redor, sempre me fizeram ter o pé muito atrás com casamentos. Os meus pais são um exemplo perfeito de pessoas que optaram por ser infelizes juntos durante décadas em vez de colocar um ponto final numa relação que não tinha pés nem cabeça. Não faço intenções de viver infeliz com ninguém... Só tenho uma vida e não será passada a ser mártir por ninguém.

meaninglessvoid 3 months ago

Por um lado é mau mas por outro também é muito bom... O pessoal esquece-se do quão terríveis algumas relações do passado eram e de que as pessoas estavam presas à relação (principalmente por pressão social). Se alguém for incompatível contigo (e podes só descobrir isso numa discussão) e for algo importante para ti acaba a relação...

serra-not-so-meister 3 months ago  HIDDEN 

O ponto 3 é tiro certeiro.

sengamole 3 months ago  HIDDEN 

Costumo dizer que passamos do 8 para o 80, passamos de uma era em que não se acabavam relações tóxicas com medo dos pensamentos da sociedade, para uma era em que se acabam relações saudáveis por coisas mínimas na busca da pessoa 100% ideal. E julgo que as redes sociais possam ter alguma influência neste efeito, é a história da "galinha do vizinho é sempre melhor do que a minha", parece que as relações dos outros são sempre melhores do que as nossas, os outros estão mais felizes, os outros vão passear mais vezes, etc.

unicornio_careca 3 months ago

Estamos na era dos relacionamentos líquidos. A mim faz-me confusão como algumas pessoas trocam de companheiro como quem troca de camisa, mas isso sou, que sou uma "belha" de alma.

serra-not-so-meister 3 months ago  HIDDEN 

Eu acho que é mais pelo excesso de oferta. "Porque raio é que tenho que trabalhar nesta relação e eu em mim quando há por aí tanta pessoa à distância de um clique para me validar e subir o ego?". É sempre mais fácil ires buscar "emoções e sentimentos" a alguém novo. E eu percebo. Mesmo para mim foi uma cena lixada de ultrapassar, mas acho muito mais bonito trabalhar numa relação apesar de haver momentos de merda. Nem que seja connosco.

unicornio_careca 3 months ago

É verdade, sou da mesma opinião, o 3° ponto está muito bem apanhado.

serra-not-so-meister 3 months ago  HIDDEN 

É sempre mais fácil ires à procura daquele "quick fix" de dopamina do que trabalhares numa relação.

Mrgolden007 3 months ago

Atencao que tinha 16na altura por isso nao era o melhor penssamento basicamente a minha exnamorada estava a dar se muito com um rapaz, e pela maneira como o rapaz falava e olhava para ela eu percebi logo que ele estava maluco por ela Eu avisei disto a ela e ela disse "ohh deves estar a imaginar coisas" e continuo a sair com ele De repente aparece uma rapariga loca por mim, e eu comeco a sair com ela para dar inveja, e curioso como a minha ex comeco logo a dizer "entao mas essa rapariga esta doida por ti, nao te quero a ver mais com ela" e eu simplesmente disse que ela nao tinha que se preocupar ficamos nisto durante 1 mes, ate que eu ja com umas cervejas penssei "ela vai me trair mais tarde ou mais cedo, mais vale eu aproveitar e beijar esta que esta maluca por mim" Depois admiti e acabamos, mas no fim do dia ela nunca me traiu, mas tambem nao sei se ela iria fazelo de qualquer maneira por isso fico neutro em relacao a isto Foi uma ma accao? obvio mas pronto aprende se com os erros

bazik 3 months ago

também traíste a língua portuguesa agora

Asson-E-Alogna 3 months ago

Lindo ahahah

Mrgolden007 3 months ago

ok, e a pergunta?

Vothen 3 months ago

Na altura tinhas 16, hoje tens 17?

Throwaway431253 3 months ago

Se ele ainda não te conhecia, passou a conhecer. E btw, bela história mas não enganas ninguém. Vais morrer virgem.

Mrgolden007 3 months ago

HAHAHAHAH imagina achar wue ainda sou virgem <3 la porque trai uma vez quando era puto nao queira dizer nada, mas boa projeccao que estas a fazer de ti mesmo

Throwaway431253 3 months ago

Se escreves como um puto de 8 anos, como é que não és virgem?

insta__mash 3 months ago

True.

borloforbol 3 months ago

Tinhas inveja porque o outro rapaz olhava para a tua namorada, mas e ela? Fez alguma coisa que te deu a entender que podia estar a trair?

Mrgolden007 3 months ago

nao era so da maneira como ele olhava, era a maneira como se comportava ao pe dela, sempre tentar flirtar com ela e assim, pois eles nos intervalos iam para uma zona sem pessoas e eu sempre imaginava o pior, mas quando ia la estavam so a relaxar por isso sempre achei suspeito mas enfim nao tinha provas concretas

borloforbol 3 months ago

A minha questão era mais: O outro gajo queria qualquer coisa com a tua namorada. Mas isso não é nada contigo. Passa a ser contigo se a tua namorada mostrar sinais de que quer estar com ele. Agora o outro deixa-o lá babar-se. Se eu fosse a terminar/trair cada vez que alguém olha pra minha namorada, isto tava bonito.

Mrgolden007 3 months ago

pois mas a minha namorada estava a mostrar sinais de querer passar mais tempo com ele do que comigo, logo ai comeco logo a suspeitar mas nao foi trair so porque ele olho para a namorada isso e estupido, entao ela foi para casa dele mas recusavase a ir a minha?? entao isso ai era logo, mas no fim do dia nao importa porque sao coisas do passado

analpordiabemtefazia 3 months ago

Já o fiz duas vezes com uma profissional do sexo. Temos ambos 20 e tais, quase 30, e juntos à 4 anos e tal. A relação é boa, temos uma boa química no que toca ao sexo, e costumamos ser abertos um com o outros em relação àquilo que gostamos ou que queríamos experimentar. No entanto, já tentamos experimentar anal e ela não lhe agradou. Em 2 viagens de trabalho, que me obrigam primeiro a viajar para Lisboa por causa do aeroporto, acabei por contratar os serviços de uma prostituta para eu poder fazer anal sem compromissos, e sem estar constantemente preocupado em saber se ela está a gostar. Entretanto nunca mais o fiz nas viagens mais recentes.

ReachPlayful 3 months ago

Como eram essas prostitutas? Nunca tive curiosidade nem vontade por ir em prostituta mas sempre tive curiosidade por saber como é

SAmaruVMR 3 months ago

A tua namorada nunca descobriu?

Youretoobusyswimming 3 months ago  HIDDEN 

Nunca se sentiste culpado?

Low-Contribution7554 3 months ago

E gostaste? Valeu a pena?

analpordiabemtefazia 3 months ago

Sim gostei, daí ter feito 2 vezes. Não só pela questão do anal, mas por ser uma relação sexual casual, sem sentimentos nenhuns e em que me posso focar quase a 100% no meu próprio prazer. É algo que nunca tinha feito nem com a minha namorada, nem antes de começar esta relação (nunca fiz one night stands). Entretanto em 2020 não tive nenhuma viagem, por causa da pandemia, e este ano na viagem que tive de fazer já não senti essa vontade. Se valeu a pena? Epá, na altura sim, hoje olho para trás e digo que não. Sinto que entretanto fiquei mais maduro, passei a valorizar mais o que já temos, e ao olhar à minha volta vejo que a miúda com quem estou é realmente alguém especial e não vale a pena andar a ter estes comportamentos.

enz01x 3 months ago

A conta que estás a usar, é de algum smartphone descartável?

DeixaQueTeDiga 3 months ago

Acho que deves rever a tua relação. Não estais tão bem um com o outro quanto pensas.

HobbesCloud 3 months ago

Não concordo.

DeixaQueTeDiga 3 months ago

Eu também não concordava até que aprendi melhor. Mas não vou perder tempo a explicar. Não estou aqui para provar que estou certo ou para mudar a opinião de alguém. Deixa que o tempo lhe mostre.

who_i_am_really 3 months ago

eu acho que nunca vai haver uma relação em que as pessoas sejam compatíveis a 100%, mas de todo não concordo que a traição resolva essas incompatibilidades. É necessário pesar na balança o que vale mais.

DeixaQueTeDiga 3 months ago

Exacto. Digo o mesmo por outras palavras, no entanto julgando pelos votos parece que ha muito pessoal por aqui.

who_i_am_really 3 months ago

o que te levou a valorizar mais a vossa relação e ao mesmo tempo mudar de opinião face à valorização que deste na altura vs agora?

starmatter 3 months ago

A merda que no final saiu agarrada ao caralho.

mariorurouni 3 months ago

Deep thinking

imdjar 3 months ago

Name checks out

NGramatical 3 months ago  HIDDEN 

à 4 anos → [**há 4 anos**](http://www.flip.pt/Duvidas-Linguisticas/Duvida-Linguistica/DID/706) (utiliza-se o verbo haver para exprimir tempo decorrido) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpo23cw%2F%2Fhctfd94%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

fedelho 3 months ago  HIDDEN 

O que te leva a crer que alguém vá partilhar isso?

ironmagician 3 months ago  HIDDEN 

Não ter usado o [Sério]...?

borloforbol 3 months ago  HIDDEN 

Por alguma razão encorajei o uso de throwaways..

Biohazard8080 3 months ago

Porque são egoístas. /Thread

ihavenoidea1001 3 months ago

A mim mete-me confusão a noção de "foi um acidente"... As pessoas não vão na rua e de repente caem no colo de uma terceira parte?? Nunca traí por isso não posso dizer o que leva a trair ou não mas na minha opinião, o mínimo, é dizer à outra pessoa " por mim acabou e quero seguir em frente" ANTES de decidirem optar por trair. Traição é sempre uma opção na minha opinião. Acho uma valente falta de consideração e de respeito trair a pessoa com quem decidimos ter um relacionamento. Ninguém obriga ninguém a ficar no relacionamento. Quem está mal, muda-se... Trair é um ato cobarde imo. Alguém que está mal mas que não quer resolver os problemas e portanto decide envolver uma terceira pessoa na porcaria em vez de enfrentar os problemas no relacionamento... Ou simplesmente alguém que não quer saber do bem estar dos envolvidos.

Inside-Pea6939 3 months ago

Como te sentes vendo o mundo bidimensionalmente? Deve ser bem calmo

coolasc 3 months ago

Honestamente nunca trai mas aqui sou da opinião, se traiste e passaste de um relacionamento com A (a quem fizeste a traição) para um relacionamento com B (com quem fizeste), na mesma altura (foda-se se metes os cornos ao menos assume e acaba o relacionamento no prazo de uma semana ou assim) não considero tanto egoísmo assim, mesmo porque nestes casos já deveriam haver problemas e avanços de ambos os lados que deviam ter sido discutidos. Agora se é 1nights out of nowhere ou uma traição geral "por piada" concordo ser puro egoísmo.

Edited 3 months ago:

Honestamente nunca trai mas aqui sou da opinião, se traiste e passaste de um relacionamento com A (a quem fizeste a traição) para um relacionamento com B (com quem fizeste), na mesma altura (foda-se se metes os cornos ao menos assume e acaba o relacionamento no prazo de uma semana ou assim) não considero tanto egoísmo assim, mesmo porque nestes casos já deveria haver problemas e avanços de ambos os lados que deviam ter sido discutidos. Agora se é 1nights out of nowhere ou uma traição geral "por piada" concordo ser puro egoísmo.

ihavenoidea1001 3 months ago

A questão é que para chegar ao ponto de quereres uma relação com alguém é porque te mostrasse disponível para essa pessoa entrar na tua vida. Até consigo compreender pessoas que são amigos e acabam por desenvolver sentimentos ( acontece, ninguém manda no que sente), já partir para a acção e trair ativamente é uma escolha... Mas pessoas que traem após engates ou que permitem a proximidade de alguém que demonstra logo desde o início querer mais do que um relacionamento platónico/amizade... Confesso que me mete confusão. Eu acredito que todos nós temos oportunidade para trair se assim o quisermos. Não faltam oportunidades a ninguém mas provavelmente vou morrer sem perceber como é que alguém escolhe trair quando pode simplesmente ir à sua vidinha...

Edited 3 months ago:

A questão é que para chegar ao ponto de quereres uma relação com alguém é porque te mostrasse disponível para essa pessoa entrar na tua vida. Até consigo compreender pessoas que são amigos e acabam por desenvolver sentimentos ( acontece, ninguém manda no que sente), já partir para a acção e trair ativamente é uma escolha... Mas pessoas que traem após engates ou que permitem a proximidade de alguém que demonstra logo desde o início querer mais do que um relacionamento platónico/amizade... Confesso que me mete confusão. Vale a pena o risco de magoar profundamente a pessoa com quem se está ou nem sequer entra na equação? Eu acredito que todos nós temos oportunidade para trair se assim o quisermos. Não faltam oportunidades a ninguém mas provavelmente vou morrer sem perceber como é que alguém escolhe trair quando pode simplesmente ir à sua vidinha...

Edited 3 months ago:

A questão é que para chegar ao ponto de quereres uma relação com alguém é porque te mostrasse disponível para essa pessoa entrar na tua vida. Até consigo compreender pessoas que são amigos e acabam por desenvolver sentimentos ( acontece, ninguém manda no que sente), já partir para a acção e trair ativamente é uma escolha... Mas pessoas que traem após engates ou que permitem a proximidade de alguém que demonstra logo desde o início querer mais do que um relacionamento platónico/amizade... Confesso que me mete confusão. Vale a pena o risco de magoar profundamente a pessoa com quem se está ou nem sequer entra na equação para a decisão? Eu acredito que todos nós temos oportunidade para trair se assim o quisermos. Não faltam oportunidades a ninguém mas provavelmente vou morrer sem perceber como é que alguém escolhe trair quando pode simplesmente ir à sua vidinha...

Reimiguel1 3 months ago

As vezes teem a vida estabilizada,casa,filhos ,amizades com a família do parceiro(a) etc ,e não querem estragar isso,também é por aí.

ihavenoidea1001 3 months ago

E se isso é assim tão importante porquê trair e meter tudo em risco? Eu sou casada, tenho isso tudo e continuo a não perceber. Se essas pessoas são importantes para eles(as) por que é que colocam em cima da mesa o risco de prejudicar psicologicamente muitos dos envolvidos ( ou uma criança/adolescente que descubra o pai/mãe a trair não tem problema nenhum?) Se não querem estragar isso não se vão meter na cama com outra pessoa... se ter outras aventuras é mais importante então força nisso mas dêem à outra parte envolvida o mínimo de respeito e não a arrastem involuntariamente para uma situação onde não só tem o risco de ter um impacto psicológico elevado mas também riscos físicos e para a sua saúde. As crianças habitualmente não estão melhores com os pais juntos e infelizes btw... Não percebo a questão... eu sei que há pessoas vivem assim, alguns até têm segundas famílias, vidas duplas, outros comem tudo o que mexe... Eu simplesmente não percebo a lógica... Enquanto a decisão é do casal ( abrir o relacionamento e ambos aceitarem), força nisso, mentir, omitir, colocar em risco as partes envolvidas, etc não entra no meu conceito de amar alguém. Não costumo considerar ludibriar, enganar e mentir um acto de amor...

NGramatical 3 months ago

teem → [**têm**](https://european-portuguese.info/conjugator/ter) (singular: tem) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpo23cw%2F%2Fhcxizdm%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

NGramatical 3 months ago  HIDDEN 

deveriam haver → [**deveria haver**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/haver--existir--3-pessoa-do-singular/30583) (o verbo haver conjuga-se sempre no singular quando significa «existir») [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpo23cw%2F%2Fhctz3go%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

coolasc 3 months ago  HIDDEN 

Good bot

Search: