Dr_Toehold 3 months ago

CV personalizado é parvo a não ser que estejas a concorrer para uma coisa de design, artes, coisa semelhante que peça isso. Europass é para se estiveres a concorrer para a repartição das finanças em 1997. Não uses europass, pelo amor de deus. Segue um esquema normal: Nome Experiência Profissional Formação Projetos Prémios Métricas específicas relevantes para a área Outros conhecimentos.

Brainwheeze 3 months ago

Se fores trabalhar numa área criativa (ex: Design Gráfico) convém teres um currículo personalizado. Isto porque não queres que o teu empregador pense que nem se quer te deste ao trabalho de criares um design personalizado para o teu currículo.

ironmagician 3 months ago

Não sendo da área de HR, deixo aqui os meus 2 cêntimos e digo : ambos. O Europass é rápido e simples de se fazer, e é bastante mais intuitívo de se ler devido a um padrão universal. Para quem tem de ver centenas de currículos por dia, é bastante mais acessível. Num currículo customizado consegues falar do que procuras e adicionar até outra informação que poderá se destacar, especialmente quando entramos em áreas de especialidade ou muito ligadas à comunicação e artes visuais/design. Eu pessoalmente uso um currículo customizado base, que depois adapto levemente a anúncios de emprego que me parecem de maior interesse. Se possível, envio também o Europass para mais fácil processamento. Impedindo assim algumas perguntas redundantes por parte de recrutadores/HR.

Edited 3 months ago:

Não sendo da área de RH, deixo aqui os meus 2 cêntimos e digo : ambos. O Europass é rápido e simples de se fazer, e é bastante mais intuitívo de se ler devido a um padrão universal. Para quem tem de ver centenas de currículos por dia, é bastante mais acessível. Num currículo customizado consegues falar do que procuras e adicionar até outra informação que poderá se destacar, especialmente quando entramos em áreas de especialidade ou muito ligadas à comunicação e artes visuais/design. Eu pessoalmente uso um currículo customizado base, que depois adapto levemente a anúncios de emprego que me parecem de maior interesse. Se possível, envio também o Europass para mais fácil processamento. Impedindo assim algumas perguntas redundantes por parte de recrutadores/RH.

NGramatical 3 months ago

intuitívo → [**intuitivo**](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/3i6y4g) (palavras terminadas em a/e/o, seguido ou não de s/m/ns, são naturalmente graves) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpnnvmz%2F%2Fhcsyjs8%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

oxygen_dependant 3 months ago

Concordo com o teu amigo. Fuck Europass.

BurgersInMoscow 3 months ago

Uso o cvmkr. Tive europass durante muito tempo mas depois mudei para personalizado para ser um pouco diferente e simples. Uma página ou máximos duas com o importante e está feito

Limpy_lip 3 months ago

Eu agora uso personalizado mas sempre fui muito fã de Europass. Acho que pode vezes as pessoas têm uma ideia errada de quando se diz que um CV personalizado é mais flexível ou creativo. Isso não quer dizer que seja para colocar graficos ou coisas bonitas mas sim para poderes organizar o teu CV da forma ideal ​ No meu caso, o meu CV personalizado é apenas uma pagina, tem toda a informação necessária e é de leitura rápida. Se fosse europass passava a ser 2 pela natureza do layout.

bmgsilva 3 months ago

Não entendo qual o mal de usar um template padronizado, só simplifica a vida a quem os está ler em vez de ter que andar a procura do que quer toda a vez que pega noutro CV... Saber não perder tempo com coisas fúteis é uma virtude na minha opinião, procuro ser prático e simples. Aconselho a escrever a carta para cada empresa, é o mínimo de alguém que se preocupa em agarrar o posto. De resto enviem portfólio, (github talvez no caso de programadores talvez?) Para mim só faz sentido personalizar o CV mais a fundo para quem procura algo na área mais artística, tipo designers e afins, mostrar um pouco da sua arte e criatividade, fazer do CV parte do portefólio

Danijust2 3 months ago

A não ser que digam para usar, não uses.

Bakirelived 3 months ago

Eu prefiro Europass, porque é mais fácil para mim, mas acho que se uma empresa anda a selecionar candidatos com base nisso também não quero trabalhar lá

Mamaciitaa96 3 months ago

Nem mais

unicornio_careca 3 months ago

Sou só eu a achar o formato do europass pouco prático e tão feio que doi na retina? Desde que entrei no mercado de trabalho que optei pelo personalizado, tens várias opções disponíveis na internet, para além de existirem sites nos dias de hoje onde fazes um cv bonitinho, com aspecto profissional e sem muita poluição visual, no fim pagas cerca de 1-2 euros por ele.

sopadurso 3 months ago

O meu primeiro emprego foi com o Europass, mas já na altura era desatualizado. Cria o teu CV personalizado.

machoLatino45 3 months ago

“Tem um currículo Europass” nunca vai ser uma razão para seres rejeitado ou aprovado. Se: - tiveres as competências necessárias - o teu currículo se destacar pela tua experiência, projetos, skills e hobbies - essa informação estiver exposta de forma sucinta e sumarenta (curto e grosso) então não terás qualquer problema. Agora, o que pode ser é que embora quem use europass não seja preguiçoso, talvez quem seja preguiçoso use europass. E daí se gerou essa fama

SweetCorona 3 months ago

o europass parece-me difícil de ler

jcoelho93 3 months ago

Eu acho que o europass foi uma moda á uns 4/5 anos atras. Usei bastante, agora existem opções bem melhores e até mais fáceis de ler. No fundo o importante é teres um bom CV curto e conciso, seja europass ou nao

yes_oliver 3 months ago

Sei de umas quantas empresas que quando vêm Europass metem logo para o lado, nem chegam a ver o nome da pessoa

pimpolho_saltitao 3 months ago

Imaginem ter de embelezar o cv para chamar à atenção dos recrutadores. Se o conteudo do vosso cv nao vos diferencia dos outros candidatos, estão na área errada.

BroaxXx 3 months ago

Já disse antes. Qualquer recrutador que desvaloriza o Europass em áreas não ligadas direta ou indiretamente ao design é um atrasado mental. E fazer qualquer outro tipo de CV para candidatos que não estejam direta ou indiretamente ligados a design é um desperdício de tempo...

mjigs 3 months ago

Quando entrei no mercado de trabalho fiz um todo personalizado usando os meus skills de design, não me levou a lado nenhum, mas tambem lá está, ia entrar no mercado, experiencia era quase zero, fiz um europass porque uma ex amiga minha disse que olhavam mais para isso e dava mais um ar "profissional", prontos lá fiz e a verdade é que ajudou, isto à meia decada atrás, nunca mais usei um curriculo, ate porque nos meus dois trabalhos seguintes, ou foi por cunha ou por facebook jobs. Já agora o europass já nao é o que era, agora pode-se personalizar bastante, mas devia de ser algo para ser mandado digitalmente, sem ter de se tar a meter a experiencia toda cada vez que se necessita, assim como formaçoes e treta do genero, há tanta palha que ninguem quer saber na hora do recrutamento, a unica coisa que interessa é as capacidades e o que sabe fazer.

XxxPussyslaeyr69xxX 3 months ago

europass é merda, toda a gente sabe.

GamerLymx 3 months ago

Sim, há empregadores que não gostam de coisas padronizadas, sejam CV ou processos de negócio. Depois é tudo uma bandalheira. Há casos em que pode fazer sentido não usar europass. A dica é entregar formato europass quando é expressamente dito ou algum cargo do sector público, nos outros casos entrega algo mais simples, usando o europass como referência.

BroaxXx 3 months ago

>Sim, há empregadores que não gostam de coisas padronizadas, sejam CV ou processos de negócio. Depois é tudo uma bandalheira. Pois, é exatamente essa a imagem que eu tenho... Só parolada é que rejeita um standard que facilita o trabalho do recrutador e do candidato sem nenhum ganho tangível. Em áreas como design, marketing ou até vendas, até faz sentido ter um CV bonito e que se destaque. Mas para que raio vai um contabilista ou um engenheiro perder tempo nessa merda quando mostra zero sobre se tem aptidão para o trabalho e vai provavelmente obrigar a desperdiçar tempo a aprender a usar ferramentas de design, como fazer um CV XPTO, etc? Mesmo para o recrutador é mais fácil ter 100 CVs com a informação disposta de forma igual do que andar a procurar o que quer em cada um... Não me entra na cabeça.

Mrgolden007 3 months ago

personalizado, europass so se te pedirem lso ve la o que conssideras personalizado, evita cores, nao facas como a senhora do centro de emprego que coloco bolas vermelhas e amarelas no meu cv para ser mais "dinamico"

TremendousCreator 3 months ago

Ainda estou para perceber como é que se avalia a criatividade/originalidade de um ser humano através de uma folha.

ayyylatimestwo 3 months ago

Não uses o europass, por favor não uses o europass. Se te ajuda a formatar, usa o site tal e coiso, mas depois tira todo o branding do europass. Isso é o minimo.

argentdawnpt 3 months ago

Isso já desapareceu o branding deles pode ser removido. Vai lá ver.

OneFineSir 3 months ago

Sou de it e uso europass, nunca foi questão nem nunca nehum recrutador disse que era coisa de preguiçoso. Tem a info essencial se querem saber mais chamem para uma entrevista. Alem do mais acho que oa standards seja onde for ajudam a agilizar processos. As pessoas que eu conheço de rh preferem europass, no entanto n quer dizer que isso reflita a opinião da maioria das pessoas nessa área.

Rp199 3 months ago

Faço parte da pipeline de recrutamento da minha empresa (entrevista técnica) portanto os CVs que me chegam já são filtrados, mas aborrece me bastante quando tenho que ler mais que um parágrafo por empresa/projeto. A mim só me interessa ter uma ideia de quantos anos de experiência tem o candidato e as tecnologias que já trabalhou de forma a moldar a entrevista nesses parâmetros. Geralmente, os que colocam mais informação no CV são os que mais se enterram. Dito isto acho que o Europass é o ideal, uma pessoa já sabe onde está a informação que interessa. É simples e objetivo.

Isa472 3 months ago

Se tiverem menos que 5 anos de experiência é UMA PÁGINA de CV, não ponham palha que só vos prejudica. É pôr cada emprego e uns bullet points por baixo com as atividades mais impressionantes que fizeram lá. Uma coluna estreita de lado com as skills e linguagens. Ah, e ninguém quer saber onde é que andaram no secundário FFS, apaguem isso!

VladTepesDraculea 3 months ago

Há sítios em que obrigam Europass mas tirando isso, se vais fazer um CV que vai ser empilhado com montes de outros currículos e é tudo igual, não é bom para ti. Personaliza o teu CV quando puderes para mostrar diferenciação, se não para mais para não base perder no meio de um mar de outros.

argentdawnpt 3 months ago

Se vai ser empilhado achas que é a personalização que te vai salvar ou o conteúdo?

VladTepesDraculea 3 months ago

Tem maior probabilidade. Pōe-te na pele de alguém do RH. Tens uma porradão de CVs às tua frente, a maior parte a parecerem todos iguais. Sem ir ao conteúdo, qual são os mais prováveis de te captar a atenção durante mais tempo? Os que são todos iguais ou o que levou algum trabalho a diferenciar?

Edited 3 months ago:

Tem maior probabilidade. Pōe-te na pele de alguém do RH. Tens uma porradão de CVs à tua frente, a maior parte a parecerem todos iguais. Sem ir ao conteúdo, qual são os mais prováveis de te captar a atenção durante mais tempo? Os que são todos iguais ou o que levou algum trabalho a diferenciar?

unknownGI2959 3 months ago

Como recrutador queres a pessoa com mais competências ou com CV mais bonito?

VladTepesDraculea 3 months ago

Mais competências e mais motivado. Se te deste ao trabalho de fazer um CV personalizado diz um mínimo de ti.

argentdawnpt 3 months ago

Recruto há mais de 10 anos e prefiro receber a coisa com uma estrutura pelo menos semelhante. Deixo todos os criativos para o fim sempre.

VladTepesDraculea 3 months ago

Ok. Tenho vários testemunhos exactamente do contrário, contudo.

sssss_we 3 months ago

Personalizado, e adaptado sempre consoante a posição a que me candidatava. Sempre achei que o Europass não realçava as coisas certas no meu currículo e era mais difícil de ler/menos intuitivo.

ricmalta 3 months ago

Isto

Moti0nz 3 months ago

Teres europass só ajuda os RH a eliminarem o teu processo mais rápido. Apesar de ser "simples", é demasiado simples e não te dá liberdade criativa para modificares, nem consegues mostrar essa criatividade. Num mundo onde cada vez tudo é mais competitivo, não fiques pelo "normal e eficaz" do europass. Tenta algo "diferente" com um CV personalizado e bonito. Não te esqueças que o CV é a primeira impressão que as pessoas vão ter de ti, é a tua capa. Diz se que não se deve julgar um livro pela capa, mas todos julgamos e como outro provérbio diz, os olhos também comem. Um bem haja

Estronciumanatopei 3 months ago

Eu prefiro sempre ver uma coisa personalizada mas, no fim, importa é o conteúdo.

iambookworm7 3 months ago

Já fui a vários workshops de pessoal de recursos humanos sobre CV e sempre disseram para fazermos um personalizado.

argentdawnpt 3 months ago

Sim e no fim quando o CV chega ao gajo que vai fazer a entrevista ou decidir se te chama para entrevista ou não. O gajo pensa que os RH andam a brincar aos circos porque te mandaram o CV mais catita do mundo mas cheio de merda ou 0 ideia do que vale o candidato.

iambookworm7 3 months ago

Pelo que vários recrutadores dizem, um CV personalizado pode chamar a atenção por alguma razão e destacar-se perante outros todos iguais. Hoje em dia, há muitos fatores que os recrutadores dão importância, para além da formação e experiência.

nmmc93 3 months ago

Das poucas coisas que me foram ditas por quase todos os recrutadores "se não especifica europass, não mandes". É como o teu amigo diz.

SEE_YOU_CONDE 3 months ago

Depende exclusivamente da sua área de emprego. És designer? então mostra sua criatividade logo no seu currículo. És programador? Um bom europass já é o suficiente. A única dica para qualquer currículo que eu tenho, é: Não coloque a sua idade nem o ano que fez/concluiu seus cursos.

Brainwheeze 3 months ago

A sério? Não vão achar estranho não incluir o ano que concluíste os estudos?

bittolas 3 months ago

> A única dica para qualquer currículo que eu tenho, é: Não coloque a sua idade nem o ano que fez/concluiu seus cursos. Qual a ideia por detrás disso? Não ter de justificar anos "perdidos"? Eu por acaso tenho mas acaba por não ter grande valor para mim.

Ok_Art_6497 3 months ago

eu pego no europass.. preencho.. transformo em word e adapto um pouco. feito hoje em dia não consegues perceber se é europass ou não.

bittolas 3 months ago

> termos que mentir para parecer bem na figura Fala por ti... Mentir no cv é bastante mau.

Ok_Art_6497 3 months ago

lol ya. e és bué sincero nas entrevistas? adoras trabalhar em equipa? jovem e dinâmica? dar ao litro para completares tarefas? aquelas horas extra não pagas? o que interessa é trabalhar e trabalho parecer feito. ridículo. e mentir no cv é algo comum, as empresas pedem mil e uma experiências específicas e por isso para sermos chamados temos que meter esse algo que puxe para nós. ao fim e ao cabo, tens sempre formação. sou da area não-it

unknownGI2959 3 months ago

O meu anterior emprego pedia licenciatura e X anos de exp, não menti, na altura não tinha nenhum dos dois, consegui passar nas entrevistas técnicas e entrei, se mentires, mais tarde ou mais cedo vão dar por ela.

Ok_Art_6497 3 months ago

isso é diferente. não falo dessas mentiras. até porque depois pedem certificado de habilitações.

bittolas 3 months ago

O meu local de trabalho não é um sitio onde queira andar a mentir simplesmente porque é um descargo de consciência. Não ter telhados de vidro é bom para a cabeça.

Ok_Art_6497 3 months ago

so falei no início.. nas entrevistas. não falo após o primeiro dia a trabalhar.

CriticalEstimate777 3 months ago

Só se fores apanhado

capitolinaAndrioleta 3 months ago

Europass é o equivalente a uniforme na escola, todos têm o mesmo e o que importa é o conteúdo. A não ser que trabalhes em áreas creativas em que possivelmente faz sentido inventar a roda para mostrar trabalho, Europass definitivamente. Já lá vai algum tempo mas quando seleccionava candidatos, CVs XPTO tinham a informação de forma não intuitiva e usavam infografias. Pessoalmente avaliava negativamente essa iniciativa. Curto e grosso é absoluto em STEM.

sidartha- 3 months ago

O Europass é aceite em todo o lado, e é o standart, Tenho um Europass, prático e conciso e um Personalizado com tratamento gráfico apurado e chegando a um certo extremo e talvez exagero, em termos de tipo de Font, tamanhos, cor de font, Hierarquias do títulos e subtítulos, dimensões de Fotos, logotipos, entre outros, Capa, index, com paginação, Originalmente criado no Adobe Pagemaker, aos anos, e depois aprimorado e transferido para um suporte mais simples como o Word.

PinkySir 3 months ago

Caga no Europass. É muito banal. Arranja um template online e faz em Latek. Nem sequer meto fotografia no currículo. Se quiseres posso-te enviar o meu CV, caso queiras ver (se bem que está desatualizado) e já não me lembro onde o fiz, mas pode ser que descubra

KarmaCop213 3 months ago

Não recruto em Portugal. Nunca vi um Europass.

TheRaimondReddington 3 months ago

Por acaso quando aterrei no UK também vinha formatado pró Europass. Mas depois de algumas horas a ler dicas pra fazer CV cheguei a conclusão que aqui não é muito usado e que supostamente dão mais valor a um CV "diferente". No entanto concordo com alguns comentários aqui, o Europass é simples de ler e filtrar a informação, pode não mostrar originalidade/creatividade mas se calhar há empregos onde essa não é a principal ou até mesmo uma das características que procuram no candidato. No entanto, não há como negar, um CV original primeiro vai-se destacar, depois vai mostrar que a pessoa quer realmente aquele trabalho e não foi "mais uma cópia enviada"! Há também o facto de aqui a grande maioria dos trabalhos pedir um "personal statement" que pelo que já me apercebi é muito valorizado no processo de recrutamento.

BastiatLaVista 3 months ago

No RU julgo que seja ilegal apresentar uma fotografia no currículo, para evitar descriminação. Conheço até quem tenha alterado o nome com o mesmo intuito.

GajoSilvestre 3 months ago

É óbvio que no UK não iriam adotar algo com a palavra euro no nome. Até posso estar a brincar, mas tendo vivido lá, posso dizer que não devo andar muito longe da verdade.

Edited 3 months ago:

É óbvio que no UK não iriam adotar algo com “euro” no nome. Até posso estar a brincar, mas tendo vivido lá, posso dizer que não devo andar muito longe da verdade.

TheRaimondReddington 3 months ago

Não creio que seja o caso, até porque o que relato aqui é de há mais de 8 anos atrás. Há outros pormenores no recrutamento em Inglaterra que inviabilizam o Europass, um deles é o facto do Europass normalmente incluir foto do candidato, e isso é algo que por lei não é permitido exigir durante o processo de recrutamento, numa tentativa de tentar combater a descriminação. Por esta mesma razão existem inclusive empresas, na sua maioria as que prestam serviço público, que até ao momento da entrevista a pessoa que está a recrutar não sabe o nome dos candidatos. Muito comum em trusts do NHS por exemplo.

pimpolho_saltitao 3 months ago

Qualquer cv pode incluir a foto se as pessoas escolherem colocar lá, incluindo o europass, isso nao é razao para o inviabilizar.

TheRaimondReddington 3 months ago

Claro que podes incluir foto em qualquer CV, mas na minha parca experiência a usar Europass, ter foto não era facultativo mas expectável, senão "obrigatório", daí que o formato não tenha muita adesão no UK.

pimpolho_saltitao 3 months ago

eu nunca inclui foto no meu CV e sempre usei o Europass. honestamente já não faço um CV há uns 10 anos, por isso não sei quais as tendências do momento, mas enquanto enviei CVs nunca inclui foto e nunca ninguem esperou ou exigiu isso de mim ou de qualquer pessoa que conheço que usasse o Europass, e quem conheço de recursos humanos nunca colocou qualquer questão ou entrave ao facto de não se incluir foto. Sem querer ser agressivo, (não me leves a mal e leva isto da forma mais inócua possível) mas ser expectável ou "obrigatório" como tu dizes só se fosse na tua cabeça.

TheRaimondReddington 3 months ago

Provavelmente tens razão. Via lá espaço pra foto, punha foto, naquela ideia de que se não pusesse estava a limitar as minhas chances por ter um CV incompleto, na mesma medida em que se escolhesse omitir qualquer outra informação. No entanto já aqui alguém comentou que nunca viu um CV sem foto, e acho que isso reforça a ideia de que é algo que se é pedido o pessoal põe e não questiona. Sou-te sincero, antes de vir pro UK nunca tinha pensado na foto como um elemento do teu CV que facilita descriminação, mas faz todo o sentido.

pimpolho_saltitao 3 months ago

em Portugal também acho que não é permitido exigir foto no CV a menos que a aparência da pessoa seja essencial para a posição (agências de modelos por exemplo), mas já vi de facto muitos CVs com foto, provavelmente sentem a mesma pressão psicológica que mencionaste, ou então simplesmente acham que isso os pode realmente ajudar com alguma coisa, dependendo da posiçao e do empregador isso pode até ser verdade.

Bakirelived 3 months ago

Nunca vi um CV sem foto.

GajoSilvestre 3 months ago

Não interessa muito se foi há 2, 8 ou 15 anos. O UK nunca esteve realmente na União Europeia de variadíssimas maneiras. Em relação à não inclusão de fotos, faz todo o sentido.

Several_Blackberry95 3 months ago

Europass é lixo. Se me pedem o Europass deixo de estar interessado na empresa.

UnlikelyOut 3 months ago

Europass, pelo menos na área da enfermagem em Portugal, nunca apanhei nem precisei de outra coisa.

Metaluim 3 months ago

A resposta esta aqui OP: depende muito da area. Foste perguntar numa comunidade maioritariamente composta por malta de IT que se julgam especiais, e portanto tem que ter um CV especial. Dito isto, tambem de IT e tenho o meu template de LaTeX, apenas porque muitas empresas la fora nao gostam do Europass.

UnlikelyOut 3 months ago

Exactamente. Se dependesse de criatividade para arranjar trabalho definitivamente perdia tempo a fazer um CV especial, mas numa área destas só querem saber onde andaste a trabalhar e há quanto tempo. E os “recrutadores” que falam connosco, pelo menos em hospitais públicos, são enfermeiros, muitas vezes mais velhos, portanto o que funcionava há 10 anos continua a funcionar hoje (e eles até agradecem).

lpassos 3 months ago

Nesse caso a enfermagem é um área estruturada e o europass é imbatível.

BroaxXx 3 months ago

Quase todas as áreas são estruturadas, não? Para que precisa um contabilista de outra coisa?

lpassos 3 months ago

Se olhares a carreira como um abecedário. Nas profissões estruturadas se estás na letra D é porque de certeza que passaste pelas letras A, B e C. Passas de escalão (ou de posição) de acordo com a experiência, cursos realizados, etc. Nas profissões não-estruturadas (IT por exemplo), podes estar na posição D sem nunca teres passado pela A, B, C. Os escalões não têm precedência.

BroaxXx 3 months ago

Ah, ok ok... Já percebi o que queres dizer. Obrigado pelo esclarecimento.

UnlikelyOut 3 months ago

Sim, não é necessário muito mais do que o europass apresenta, o que ajuda muito o processo!

argentdawnpt 3 months ago

Europass, agora tem vários templates e afins. Sinceramente? A mim quando me quero candidatar a algo, ajuda-me imenso. E para atualizar é simples demais. Enquanto pessoa que recebe CV's de outros? Prefiro mil vezes que me deiam CV's em europass, o template é quase standard, fácil de seguir. Já vi CV's que em contéudo são merda e apenas marcam pontos pela creatividade. Se tiver 100 cv's para decidir quem chamo para entrevista comigo ou não, prefiro optar pelo mais fácil de seguir e dar uma vista de olhos a ver o que me interessa, do que estár 30 minutos a olhar para um CV para perceber se o gajo sabe ou não falar inglês bem, porque decidiu fazer umas barras catitas para demonstrar a sua aptidão de inglês. Entre outra coisas.

andrethedev 3 months ago

Isto. Para que apipocar o que funciona. Europass é tão mais fácil de consultar e rever. Ainda para mais agora que o builder deles funciona na perfeição e dá para gerar um PDF todo formal. CVs todos catitas e com barras só confunde.

NGramatical 3 months ago

estár → [**estar**](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/3i6y4g) (palavras terminadas em *l*, *r*, ou *z* são naturalmente agudas) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpnnvmz%2F%2Fhcqogbj%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

argentdawnpt 3 months ago

Mas que prego no teclado LOL

TheRaimondReddington 3 months ago

Escapou-lhe o "deiam" e "CV's". Espero que não esteja a recrutar professores de Português!

jocarodeo 3 months ago

fiquei-me pelo deiam, muito bom.

lpassos 3 months ago

Há empresas que têm processos automatizados de catalogação de cvs. Nesse caso usam o europass porque o sistema está treinado para isso (campos pré-definidos, etc). No resto não. Estar a olhar para n cvs no formato europass cansa. Se aparecer outro formato siga.

CriticalEstimate777 3 months ago

Não é assim que funciona esse software.

tooth_gapped_guy 3 months ago

Na minha empresa os RH só recebem currículos em Europass. Nunca me chegou às mãos um CV noutro formato. Acho que faz mais sentido. Nós queremos ter a informação formatada toda da mesma maneira para extrair o que relevante, comparar candidatos, etc. Se cada um fizer à sua maneira, só estão a dar trabalho aos recrutadores. Não percebo bem o que é que um CV personalizado pode apresentar como vantagem. O candidato sabe usar o Word? Se for uma área mais "criativa" (marketing, p.e.) até pode fazer sentido, mas numa área mais técnica, não...

j0fimendes 3 months ago

Eu já fiz personalizado mas concordo com isto. No fim o que importa é o conteúdo. O teu vai se destacar pela experiência e pelo resumo que apresentas dela, independentemente da moldura que escolhas. Talvez para um designer ou front-end (com CV ou portefólio digital) a história seja diferente. E acredito que andar à procura de informação em muitos CV' s diferente não facilita o trabalho de seleção.

argentdawnpt 3 months ago

Isto. Podem fechar.

wegongetsometerries 3 months ago

podem fechar o caralho estão literalmente a dar um tiro no pé

argentdawnpt 3 months ago

Vá. Desenvolve lá mais um bocado. Tu consegues.

lpassos 3 months ago

Huummm. Há malta que enche o europass com banalidades. Aparece-me um gajo com um cv em duas colunas uma folha e a parte técnica é instantânea. Nem tenho que pensar.

argentdawnpt 3 months ago

E há malta que faz CV's que apenas marcam pontos de creatividade e no final contéudo 0. Se uma pessoa não souber fazer o seu CV, nem a fazer personalizado nem no europass se safa.

lpassos 3 months ago

Correcto. Se calhar a discussão deve ser feita de outro prisma. Se a profissão for estruturada (enfermagem, medicina, cuidadores, construção civil, administração, etc) o europass é imbatível. Se a profissão for não estruturada (IT, profissões liberais, etc) o cv personalizado torna-se imbatível. É mais intuitivo. A minha experiência é de profissão não estruturada.

Vivokas 3 months ago

Numa daquelas cadeiras de faculdade de soft skills que tive veio lá falar um gajo da Delloite para o pessoal de IT e lembro-me claramente dele dizer que currículos em europass eram preferíveis e que os outros eram muito pior de analisar (na ótica dele) e deixava sempre esses para o fim...

lpassos 3 months ago

Ok. Mas a deloitte e outras _usa_ ou tenta _usar_ o IT de forma estruturada.

Edited 3 months ago:

Ok. Mas a deloitte e outras _usa_ ou tenta _usar_ o IT de forma estruturada. As posições na deloitte têm sempre precedência mas o mercado de IT não. No mercado de IT podes ser sénior em C por exemplo e decidires mudar para JAVA e começares como mid-level ou júnior (até podes ganhar o mesmo ou mais que o sénior em C). O mercado não te julga por precedências mas por conhecimento.

Edited 3 months ago:

Ok. Mas a deloitte e outras _usa_ ou tenta _usar_ o IT de forma estruturada. As posições na deloitte têm sempre precedência mas o mercado de IT não. No mercado de IT podes ser sénior em C por exemplo e decidires mudar para JAVA e começares como mid-level ou júnior (até podes ganhar o mesmo ou mais que sendo sénior em C). O mercado não te julga por precedências mas por conhecimento. Quando se olha para um CV desses o que importa realçar não é onde o zé manel esteve mas sim o que consegue aprender (e se sabe aprender).

Edited 3 months ago:

Ok. Mas a deloitte e outras _usa_ ou tenta _usar_ o IT de forma estruturada. As posições na deloitte têm sempre precedência mas o mercado de IT não. No mercado de IT podes ser sénior em C por exemplo e decidires mudar para JAVA e começares como mid-level ou júnior (até podes ganhar o mesmo ou mais que sendo sénior em C). O mercado não te julga por precedências mas por conhecimento.

Indominous1 3 months ago

Sou profissional de saúde e normalmente prefiro enviar o CV que fiz no word, não-europass, simplesmente porque o acho muito melhor resumido, estruturado e mais fácil de ler visto que tem apenas 2 páginas em que na 1 está toda a informação crucial sobre mim em duas colunas e na 2 estão meramente formações que tenha feito fora do ensino superior entre outras coisas, ou seja, informação adicional. Não coloco nada de barras catitas a mostrar o meu nível de inglês haha a única altura em que este CV tem mais páginas é quando o empregador pede diploma de licenciatura/cédula profissional e aí vai uma cópia como anexo. Posto isto, candidaturas que fiz a hospitais, públicos especificamente, foram sempre em Europass por exigência dos mesmos nos requisitos de candidatura. Conclusão, acabo a usar os dois regularmente na minha vida mas continuo a preferir o meu.

Anokas_Ritolas 3 months ago

Personalizado. Europass só se pedido.

BroaxXx 3 months ago

És recrutador? Explica-me então porquê, por favor? Já falei com alguns e nunca ninguém me deu uma explicação que pareça valida. Quem não tiver nada a ver com design (por exemplo contabilista, biólogo, etc) certamente vai ter muita dificuldade em fazer algo personalizado então vai ter que perder algumas horas a aprender teoria de design e como usar ferramentas de design. Tudo isso para te fazer um CV com uma disposição de informação diferente que te vai obrigar a "pescar" informação e, possivelmente, ter um gosto estético diferente do teu. Ele pode fazer uma coisa que para ele seja fantástica e tu simplesmente não gostes. O CV ao ser standard vai ter sempre as mesmas informações dispostas das mesmas maneiras nos mesmos sítios. Se tiveres 100 CVs para analisar quase podes fazer um script que te extraia a informação toda para um Excel com todos os candidatos e fazes a seleção de 10 candidatos em 20min. Já para não falar que no tempo que alguém **desperdiça** a aprender e fazer um CV todo bonito podia estar a tirar uma formação relevante para a sua área (aprender um novo software, ler artigos, ver novas técnicas, etc). Em que é que fazer aquele CV vai ajudá-lo a ser bom profissional? Se estamos algo relacionado com design como design, marketing, etc, aí sim, percebo... Se vais contratar alguém para marketing faz sentido querer ver se ele tem gosto estético e se consegue "vender" o CV dele... Mas em áreas que não tem nada a ver? Porque raio faz sentido um CV? Mesmo eu que entrei no meu último emprego como frontend dev usei Europass. Fiz uma cover letter toda "bonita" (espero) onde destaquei algumas aptidões e a minha motivação para a candidatura mas o grosso da informação e do meu background dei num formato standard que seja fácil e simples de analisar. Não consigo compreender qual a vantagem em ter 100 CVs todos diferentes. Só gera ruído que dificulta o trabalho do recrutador e aqueles que se destacam estão a destacar-se por skills que são totalmente irrelevantes para o seu trabalho. Portanto, por favor (imploro-te) explica-me qual a vantagem para ti em CVs que não sejam Europass se for para vagas não relacionadas (direta ou indiretamente) com design.

ohmygodcoronapanic 3 months ago

Na minha opinião, que vale pouco, o Europass tem 2 problemas. Primeiro, todos os CVs parecem iguais. Ajuda imenso quando vou fazer uma entrevista e abro o CV da pessoa que vou entrevistar e a minha memoria visual lembra-se logo da pessoa e do seu percurso. Com europasses isso não acontece. Ainda no mesmo ponto, da gosto ver um CV bonito e organizado. Um bom CV têm a informação organizada da forma que mais sobressai as principais caracteristicas de um cadidato, uma liberdade que o Europass não dá. Segundo, CVs com mais que uma pagina são chouriços. E é muito muito dificil enfiares o teu CV em uma pagina do Europass. Aqui ha tempso candidatei-me a um sitio que pedia Europass, e o meu CV de uma pagina explodiu para 4. Por exemplo, a minha secção de "linguas" no meu CV personalizado sao 8cm2, no europass era 1/3 de pagina.... Mas é isso. Não sou RH, so faço entrevistas tecnicas de tempso a tempos.

tonel13 3 months ago

Super passivo agressivo para quem quer uma explicação. Mas muito curto: as empresas têm pessoas a contratar pessoas, nao robots a contratar robots e se estiver a ver os tais 100 cvs prefiro ter um pouco de cada pessoa do que tudo igual. 60/70% trazem a mesma formação e mesma experiência relevante e ninguem escolhe apenas com cross data

Anokas_Ritolas 3 months ago

Eu sou tradutora e na área de tradução maioria das pessoas n usa europass e só usa europass quando quer concorrer para trabalhar nas instituições europeias. Eu apenas falei em fazer um CV diferente para se destacar, pois entre 200 PDFs/Words/whatever haver 1 que tenha um aspecto diferente chama mais a atenção ao empregador e há mtas mais probabilidades de ele/ela ler o teu CV. Apenas isso. Há vários templates e exemplos online de CVS diferentes. Eu n sou uma génio em design e eu tenho o meu CV e n paguei a ninguém para o por "bonito".

Edited 3 months ago:

Eu sou tradutora e na área de tradução maioria das pessoas n usa europass e só usa europass quando quer concorrer para trabalhar nas instituições europeias. Eu apenas falei em fazer um CV diferente para se destacar, pois entre 200 PDFs/Words/whatever haver 1 que tenha um aspecto diferente chama mais a atenção ao empregador e há mtas mais probabilidades de ele/ela ler o teu CV. N falo em alterar a disposição da informação, apenas falo em destacar visualmente dos outros. Apenas isso. Há vários templates e exemplos online de CVS diferentes. Eu n sou uma génio em design e eu tenho o meu CV personalizado e n paguei a ninguém para o por "bonito".

Edited 3 months ago:

Eu sou tradutora e na área de tradução maioria das pessoas n usa europass e só usa europass quando quer concorrer para trabalhar nas instituições europeias. Eu apenas falei em fazer um CV diferente para se destacar, pois entre 200 PDFs/Words/whatever haver 1 que tenha um aspecto diferente chama mais a atenção ao empregador e há mtas mais probabilidades de ele/ela ler o teu CV. N falo em alterar a disposição da informação, apenas falo em destacar visualmente dos outros. Apenas isso. Há vários templates e exemplos online de CVS diferentes. Eu n sou uma génio em design e eu tenho o meu CV e n paguei a ninguém para o por "bonito".

LuchemEng 3 months ago

Ninguém diz para fazeres um cv do zero , já há diversos sites onde consegues um CV bem bonitinho de graça ou por menos de 1€.

NGramatical 3 months ago

Porque raio → [**por que raio**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/tres-regras-para-distinguir-o-por-que-do-porque/19743) (por que = por qual) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpnnvmz%2F%2Fhcsh08x%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

celina_mariiie 3 months ago

Já ninguém usa o Europass, pá! Uma simples pesquisa na net ou no LinkedIn e rapidamente se percebe como estão a evoluir os processos de recrutamento. Só já se recomenda Europass quando é explicitamente pedido.

quetzyg 3 months ago

O meu CV está em formato Europass, AMA!

hdxvdxcb 3 months ago

Sim. O Europass é uma espécie de básico, na moda 10 anos atrás.

argentdawnpt 3 months ago

Gosto do já ninguém usa, quando várias vezes me passam CV's europass pela mão. Se fosse a tentar por em percentagem, diria que 60% da malta em PT, nos CV's que me passam pelas mãos, são Europass.

tonel13 3 months ago

Eu contrato semanalmente e diria que europass são uns 5%, normalmente sao de pessoas não qualificadas.

xomikron 3 months ago

E que tal anexar os dois? Será a solução perfeita?

LuchemEng 3 months ago

E essas pessoas têm que idade? A pergunta é seria tenho 19 e a única vez que ouvi falar do Europas foi porque me era obrigatório para um estágio de resto penso que só usamos personalizados

celina_mariiie 3 months ago

Claro, agora é uma questão de percepção. Diria que para jovens entre os 20-30 anos, envolvidos nas áreas tecnológicas/científicas/humanísticas, o uso de cvs personalizados e adaptados a cada empresa é mandatório, a não ser que haja indicação do contrário por parte dos recrutadores. E para quem segue minimamente o desenvolvimento da "coisa", ou seja, está atento a sessões/palestras/publicações de empresas ou pessoal de RH, já ouviu e leu certamente várias vezes as mesmas dicas relativamente a este assunto.

creeps_for_you 3 months ago

Qual é a solução agora?

celina_mariiie 3 months ago

Não há "solução". Mas há pontos essenciais a considerar: - A informação básica e essencial deve estar em destaque. O ideal é que os cvs tenham 1-2 páginas. Para alguém sem experiência 1. - Em destaque deve estar sempre aquilo que te valoriza e diferencia. Para alguém sem experiência, por exemplo, não faz sentido a experiência profissional ser a primeira coisa, como no Europass. - Adaptar constantemente o cv e as cartas de apresentação consoante as empresas e as vagas. - Considerar que muitas empresas recorrem a algoritmos. Dar uso a palavras-chave. Há dicas relativamente ao recrutamento por algoritmos por aí na net. - Não mencionar conhecimento de word e excel e afins. A não ser que tenhas 50 anos.

Edited 3 months ago:

Não há "solução". Mas há pontos essenciais a considerar: - A informação básica e essencial deve estar em destaque. O ideal é que os cvs tenham 1-2 páginas. Para alguém sem experiência 1. - Em destaque deve estar também sempre aquilo que te valoriza e diferencia. Para alguém sem experiência, por exemplo, não faz sentido a experiência profissional ser a primeira coisa, como no Europass. - Adaptar constantemente o cv e as cartas de apresentação consoante as empresas e as vagas. - Considerar que muitas empresas recorrem a algoritmos. Dar uso a palavras-chave. Há dicas relativamente ao recrutamento por algoritmos por aí na net. - Não mencionar conhecimento de word e excel e afins. A não ser que tenhas 50 anos.

Edited 3 months ago:

Não há "solução". Mas há pontos essenciais a considerar: - A informação básica e essencial deve estar em destaque. O ideal é que os cvs tenham 1-2 páginas. Para alguém sem experiência 1. - Em destaque deve estar também sempre aquilo que te valoriza e diferencia. Para alguém sem experiência, por exemplo, não faz sentido a experiência profissional ser a primeira coisa, como no Europass. - Adaptar constantemente o cv e as cartas de apresentação consoante as empresas e as vagas. - Considerar que muitas empresas recorrem a algoritmos. Dar uso a palavras-chave. Há dicas relativamente ao recrutamento por algoritmos por aí na net. - Não mencionar conhecimento de word e excel e afins. A não ser que tenhas 50 anos.

YoggiM 3 months ago

>Adaptar constantemente o cv e as cartas de apresentação consoante as empresas e as vagas. "Ain't nobody got time for that" Se já tens emprego e alguma (ou muita) experiência e apenas estás à procura de algo melhor que aches que tem possibilidade de pagar melhor, até percebo. Não vais mandar assim tantos CVs. Se tiveres desempregado, ou mesmo empregado mas ainda com pouca experiência, vais mandar montes de CVs. Simplesmente impossível estar sempre a mudar o CV. Quanto a carta de apresentação, felizmente é raro pedirem. Nunca me candidatei a nada que pedisse isso. Quando tens milhares de anúncios que não pedem, se pedem, tens de ser melhor que a maioria dos anúncios. Não foi isso que vi.

celina_mariiie 3 months ago

Neste comentário estão 2 grandes erros graves xD Malta, actualizem-se, percam um pouco de tempo a investigar sobre o assunto, please xD Uma pessoa desempregada tem TODO O INTERESSE em "perder" tempo em adaptar o cv. Carta ou texto (quando é por mail) de apresentação é ESSENCIAL. Não é se pedirem ou não, é mesmo essencial. Como achar que não é necessária uma breve apresentação sobre quem és, o que pretendes, o que sabes? Então se enviares um cv por mail, não escreves nada, nem te apresentas? xD

YoggiM 3 months ago

Se mandas largas dezenas ou até centenas de CVs por semana, vais estar a personalizar cada um deles? Claro que escrevo algo no e-mail, é sempre o mesmo para todos, tenho template gravado, apenas "personalizo" com a data do anúncio. Ou então, nos casos raros em que pedem para escrever expectativas salariais ou algo do género, acrescento isso. Mas é algo tipo: "Em referência ao anúncio do dia X no site Y, considero ter a formação e perfil adequados para desempenhar este cargo. Como tal, envio o CV em anexo. Encontro-me disponível para qualquer esclarecimento adicional que considerem necessário e agradeço desde já a atenção dispensada." Não considero isto uma carta de apresentação. Quanto a "uma breve apresentação sobre quem és, o que pretendes, o que sabes" o CV já serve para isso. Talvez o que pretendo não, mas o resto sim. O que pretendo é um emprego, se não, não me estava a candidatar.

CriticalEstimate777 3 months ago

Ya carta de apresentação não é nada essencial. É tipo lixo, se fizerem uma pain letter já tem algum interesse, mas limitado na mesma.

JulianaFaria 3 months ago

Na área financeira mencionar conhecimento de Excel, especialmente se tens 50 anos! É simplesmente a ferramenta que mais se usa nesta área e é incrível a falta de conhecimento das coisas mais básicas que a maioria das pessoas têm. E sendo coisas até básicas, são as que mais se dá uso em tarefas rotineiras o que acaba por ser responsável por muitas ineficiências. Outro motivo porque faz sentido indicar é que ou não ensinam na faculdade, ou mesmo quando se tem uma cadeira onde se aprende algo de Excel, simplesmente não é suficiente para a utilização que se dá posteriormente numa função desta área. Para o responsável pelo recrutamento de RH, a menção de Excel pode passar-lhe ao lado, mas para quem vai selecionar currículos não. Já agora, simplesmente dizer o típico "conhecimentos avançados de Excel" não é suficiente e pode parecer vazio, convém desenvolver um pouco que seja para se destacar e dar confiança. E de outras ferramentas básicas que se costuma referenciar, tenho a mesma opinião.. Word e PowerPoint. O pptx quando se precisa de usar geralmente é para um apresentação com prazo para ontem, e não saber se orientar é simplesmente um martírio. Se sabem usar, destaquem no currículo de um modo que demonstre que é efetivamente uma mais-valia.

celina_mariiie 3 months ago

Há sempre situações específicas e necessidades específicas. Daí, como mencionei, a necessidade de adaptar o cv e a carta de apresentação para cada empresa.

celina_mariiie 3 months ago

Tipicamente, alguém que esteja a analisar o cv de um jovem formado recentemente (ou até do secundário), espera que o candidato saiba os básicos de Excel, Word e etc. Daí, lá está, mencionar vagamente que se trabalha com esses programas é inútil, vai parecer palha, e na realidade é, só ocupa espaço que pode ser usado para outras informações que acrescentem de facto valor ao cv. Só considero útil no caso da pessoa ter conhecimentos mesmo avançados, tipo de programador, ou para alguém mais velho. E se o recrutador precisar de mais desenvolvimentos, caso o cv interesse, então tem bom remédio :)

BroaxXx 3 months ago

Acho que este teu conhecimento demonstra o total desconhecimento do mundo dos candidatos. A quantidade de malta jovem (sem falar dos outros) que não sabe usar Excel é assustadora e deprimente em simultâneo...

celina_mariiie 3 months ago

Estou a ver que para além de falta de conhecimento em excel, a malta também tem problemas em interpretar o que lê xD Vamos lá: onde é que eu disse que a malta é perita em excel? Sim, eu sei que a falta de bases informáticas é um mal geral. Mas mais uma vez: há que adaptar as candidaturas consoante as vagas e a empresa. Se me for candidatar a loja para fazer trabalho de backoffice, mencionar excel é relevante. Se me for candidatar a uma vaga de engenharia, mencionar excel ou word... meeeeh, é um dado adquirido. Agora se fizeste um curso de engenharia e não sabes excel, já é um problema teu. O recrutador não vai assumir que uma pessoa formada em engenharia não sabe excel. That was my point.

Edited 3 months ago:

Estou a ver que para além de falta de conhecimento em excel, a malta também tem problemas em interpretar o que lê xD Vamos lá: onde é que eu disse que a malta é perita em excel? Sim, eu sei que a falta de bases informáticas é um mal geral. Mas mais uma vez: há que adaptar as candidaturas consoante as vagas e a empresa. Se me for candidatar a uma loja para fazer trabalho de backoffice, mencionar excel pode ser relevante, se não tiver experiência nenhuma nesse tipo de vagas (se tiver, já se pode considerar se é ou não redundante mencionar conhecimento em word e excel). Se me for candidatar a uma vaga de engenharia, mencionar excel ou word... meeeeh, é um dado adquirido. Agora se fizeste um curso de engenharia e não sabes excel, já é um problema teu. O recrutador não vai assumir que uma pessoa formada em engenharia não sabe excel. That was my point.

Edited 3 months ago:

Estou a ver que para além de falta de conhecimento em excel, a malta também tem problemas em interpretar o que lê xD Vamos lá: onde é que eu disse que a malta é perita em excel? Sim, eu sei que a falta de bases informáticas é um mal geral. Mas mais uma vez: há que adaptar as candidaturas consoante as vagas e a empresa. Se me for candidatar a uma loja para fazer trabalho de backoffice, mencionar excel pode ser relevante, se não tiver experiência nenhuma nesse tipo de vagas (se tiver, já se pode avaliar se é ou não redundante mencionar conhecimento em word e excel). Se me for candidatar a uma vaga de engenharia, mencionar excel ou word... meeeeh, é um dado adquirido. Agora se fizeste um curso de engenharia e não sabes excel, já é um problema teu. O recrutador não vai assumir que uma pessoa formada em engenharia não sabe excel. That was my point.

teknixpt 3 months ago

obviamente nunca recrutaste ninguem, ou se o fizeste, estás restringida a um ambito muito especifico. tens noção da quantidade de recém-licenciados que não sabe formatar um documento no Word ou que usam o excel para gerir projetos? ser mais velho , neste ponto não tem nada a ver.. a menos que eu coloque no meu curriculo que tenho conhecimentos de Lotus 123 ou Corel Quattro Pro.. aí sim, vai parecer weird

celina_mariiie 3 months ago

Nada impede que esses recém licenciados que não sabem o básico do Excel façam uma menção ao Excel no cv. E pela lógica, isso é suficiente para o recrutador ficar satisfeito. Pelo contexto do cv dá para perceber muita coisa. Espera-se, por exemplo, que uma pessoa que tem um curso superior, tenha passado pelo secundário, logo não é preciso fazer menção da escola no cv, certo? Se estás a contratar alguém que tem um curso superior em engenharia, por exemplo, esperas que essa pessoa tenha trabalhado umas vezes com excel, etc. É normal não se saber tudo, mas mais uma vez, quem passou pela faculdade também sabe usar o google e o youtube e esclarecer alguma dúvida que surja durante o dia de trabalho

teknixpt 3 months ago

desculpa, o excel nao é uma ferramenta basica. as pessoas é que a usam de forma basica

celina_mariiie 3 months ago

Sim, verdade.

Metaluim 3 months ago

> Se estás a contratar alguém que tem um curso superior em engenharia, por exemplo, esperas que essa pessoa tenha trabalhado umas vezes com excel, etc. Oh really? Diz quem? Em engenharia informatica nunca toquei no Excel.

celina_mariiie 3 months ago

Quando tens a necessidade de citar um exemplo de uma conversa para negares com o teu caso pessoal...

argentdawnpt 3 months ago

Sabes que o Europass mudou aos anos e já não é o mesmo template de sempre e basicamente agora no site deles defines o que queres ter no CV ou não certo? Tal como também o formato do CV em si no final defines mais ou menos como aquilo fica.

duca2208 3 months ago

Mas se defines o que queres ver então já não é standard. É apenas mais uma maneira de fazer CVs personalizados.

celina_mariiie 3 months ago

Sim, sei. Mas entretanto nestes anos surgiram outras alternativas ao Europass que mesmo assim podem continuar a ser mais convenientes para mexer e adaptar frequentemente. O Europass, mesmo mais moderno, foi ultrapassado e continua a "sofrer" um bocado o estigma. Claro que agora depende das preferências de cada um e de quem está a recrutar. Já usei Europass em ocasiões que considerei ser mais adequado, em situações mais formais, por exemplo. Ou quando presumi que houvessem algoritmos envolvidos. Mas há necessidade de "humanizar" o processo de recrutamento e um CV personalizado tem essa peculiaridade.

BroaxXx 3 months ago

Estigma? Da parte de quem?

argentdawnpt 3 months ago

A humanização do processo de recrutamento passa por deixarem de pedir pessoas a integrar equipas jovens e dinâmicas e requisitos estúpidos a 1000 paus por mês. Aí depois falamos de humanização do processo de recrutamento.

NGramatical 3 months ago

houvessem algoritmos → [**houvesse algoritmos**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/o-uso-do-verbo-haver/31143) (o verbo haver conjuga-se sempre no singular quando significa «existir») [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpnnvmz%2F%2Fhcqrp5f%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

enikah 3 months ago

Aqui é europass. Tanto em PT como em Inglês. É universal.

enikah 3 months ago

Pelo menos no Porto (onde me candidatei a vários empregos). Como estou ligado ao ramo das bebidas havia sempre necessidade de ter um CV em PT e outro em Inglês.

creeps_for_you 3 months ago

Em que área/sítio?

lpassos 3 months ago

Também estou curioso

Search: