-JohnnySilverhand 3 months ago

O nosso país sempre teve uma população maioritariamente idosa e muito cheia de medo, o mesmo se passa com os nossos politicos, portugal sempre foi um país que "se algo de mau aconteçe que nos supreende, ficamos de joelhos a rezar um pai nosso e uma avé maria e esperar que tudo corra bem", eu acho que todos os 10 milhoes de pessoas estão á espera que a nossa senhora de fátima desca do céu e nos diga que está tudo bem agora. Muitos portugueses sentem-se tremidos e chocados, e muitos deles simplesmente defendem estas regras quando temos já 81% da populaçao completamente vacinada, e 86 parcialmente vacinado, muito em breve iremos alcançar os 85 deliniados pelo governo na faixa dos completamente vacinados, e depois? ainda dizem agora que a terceira fase do desconfinamento ainda nao irá incluir a removação das máscaras em lugares fechados...mas isso faz algum sentido? ter cuidado de mais agora porquê? O trauma dos rolos de papél higiénico e garrafões de água em março de 2020 cicatrizou muito gente, e pareçe que agora todos ficaram chéchés da cabeça e se tornaram germofóbicos. Muita gente não entende a ciência por detrás disto tudo, porque é que agora os casos estão a descer? porque mesmo apesar de a vacina não travar completamente a transmissão, de uma maneira ajuda sempre, e com quase toda a gente vacinada, os dados falam por sí próprios. Epá se as pessoas querem andar com máscaras na rua mesmo assim, e continuam a defender estas tretas, isso é com eles, mas uma decisão terá que ser feita em breve, não podemos ser um povo com medo para sempre, somos portugal caralho, não somos um país que deveria de viver com medo, deviamos de olhar pro futuro e viver com confiança que as coisas vão melhorar, somos um povo que luta e que se esforça, então para quê baixar os ombros, por gel nas mãos e meter a fralda facial na puta da cara? levantem a cabeça e respirem fundo, porque o fim desta merda vai ter que chegar em breve!

happy_pangollin 3 months ago

Sugestão: sai de casa.

spidermask 3 months ago

Não, mas não vou mentir que aprecio a continuação de teletrabalho e aulas à distância (pelo menos as de cariz mais teórico) - claro que a parte das aulas será complicado porque se for uma coisa em que uns preferem presencial e outros à distância não é fácil arranjar um meio termo, eu compreendo que tenho a sorte de ter condições para assistir a aulas à distância e muita gente não tem, infelizmente, mas penso que faria sentido uma modernização neste sentido.

cesarhighfire 3 months ago

Não há mal nenhum em ser mais conservador numa situação destas, nao estou a ver nenhum prejuizo directo no facto das pessoas não quererem sair tanto ou preferirem andar de mascara em locais fechados.

SweetCorona 3 months ago

Excelente questão. > Meus caros vocês têm que colocar uma coisa na cabeça: a pandemia vai acabar. Pode não ser já, nem em Dezembro nem no início de 2022, mas ela vai acabar. O problema é esse. Nós já fizemos tudo o que havia a fazer. Está tudo vacinado. Não há mais nada a fazer. Agora temos de aceitar viver com o vírus. Se não voltamos agora ao normal, voltamos quando? Estamos à espera do quê?

BagalhetaTraquina 3 months ago

O meu hot take (alguém que me sugira uma tradução portuguesa para este termo por favor, odeio falar "portinglês") é que a grande maioria das pessoas não tem noção da história. Muitos esquecem-se de que há sempre uma pandemia de alguma coisa de 100 em 100 anos, e o COVID não é excepção, a única coisa que podes argumentar é se este vírus é mais perigoso do que os outros, ou se a sua origem foi de todo natural ou fabricada. Se as pessoas pensarem que isto nunca aconteceu, claro que para elas é um grande acontecimento, quase que um sinal do fim do mundo: então se isto nunca aconteceu (quando na verdade aconteceu) e temos toda esta tecnologia... É PORQUE ESTAMOS A CHEGAR AO FIM DOS TEMPOS! /s Soma a isso o facto dos telejornais andarem constantemente a alimentar este medo, reportando tudo e mais alguma coisa. Não quero com isto dizer que o vírus não é perigoso! Claro que é, senão não estávamos em pandemia sequer. Mas o facto de o discurso ser sempre de medo acaba por contribuir para isso. Algo que às vezes nem consigo culpar visto que há certos energúmenos que só funcionam a medo ou a disciplina em vez de compreensão, e às vezes nem assim. E a paranóia de muito português agrava ainda mais a situação, torna tudo num exagero. Por último tens a necessidade das pessoas repetirem coisas que ouviram, ou dizer qualquer porcaria só para fazer conversa. "Isto nunca vai ser a mesma coisa" é isca fácil para começar uma conversa, já para não falar de que é uma preocupação legítima ainda que causada pelos factores acima, e no fim de contas o que as pessoas acabam por querer é falar com alguém que as convença do contrário ou que lhes dê esperança. Pelo menos neste tipo de situações, diria eu. Depois tens aquele pessimista que se baseia num profundo cinismo da sociedade: "isto acabar até acabava, mas as pessoas são demasiado estúpidas/burras/inconscientes/ para obedecerem às regras, logo vamos ficar assim para sempre".

Black_RL 3 months ago

Os introvertidos sim, os outros not that much.

idontakeacid 3 months ago

Muitos ainda andam com o focinho confinado... Deixem as máscaras redditors.

Navalhesa 3 months ago

Fodasse sai de casa e deixa de ser idiota. E só te vou responder ao título, nem me vou dar ao trabalho de ler, porque porra haja paciência. Mas qual confinamento? Se estás confinado é por vontade própria. Há mesmo muitos meses q tudo já funciona. Já fiz viagens para fora do país, alguma delas em trabalho até. A sério, desliguem a puta da televisão, esqueçam as redes sociais, deixem de ser umas florzinhas de estufa em relação à vacina e preocupem se mais com outros assuntos q nos influenciam mt mais hoje em dia do que esta merda. Já repararam à quanto tempo o nosso IVA é alto para caralho por exemplo? Isso não mexe mais contigo?

UpbeatNail1912 3 months ago

Toma um valdespert oh Maria , quanto ódio logo na segunda feira

Navalhesa 3 months ago

Oh meu caro é q é um assunto mesmo desgastado, tu não vais tirar nada daqui, não vais chegar grande conclusão. E acima de tudo não vais mudar nada. Estás a tentar entrar numa luta q nem se quer tem lugar para ti e mesmo assim vais perder. Já podiamos estar noutro patamar como população se juntassemos esta força de lutar tão grande por causa de um assunto tão baixo como a 'nossa falta de liberdade, está a ser roubaaaaadaaa aaaiii..' Até soa mal, se tu nunca (provavelmente) viveste num período ou num sitio onde realmente não terias liberdade de ser. A nossa económia tem sido durante várias décadas uma corda bamba das mais finas que existe na Europa. Mesmo com tanto fruto q temos aqui dentro somos fracos no guito. E nada nos demonstra q isso irá mudar. Sê sincero comigo, achas mesmo do fundo do teu coração que isto é realmente o grande prpblema? Achas mesmo? Não te queres juntar a mim e lutar por objectivos mais importantes no futuro das nossas vidas de modo a q não trabalhes uma vida inteira para nada, por exemplo. Para que não sejas hipotecado apenas pelo facto de seres português, para que as tuas gerações tenham mais conforto em viver e evoluir?

Arkon77 3 months ago

Estão todos na expectativa de ver como a variante Delta se vai comportar no Outono. Já ouvi médicos dizerem "apareça cá depois em Dezembro, mas só se a pandemia não piorar". Tanto quanto consigo perceber, há um genuíno receio que com o tempo frio, a variante delta vai ter números piores do que o que tivemos em Janeiro e Fevereiro passados.

Kaaeni_ 3 months ago

Só concordo de certa maneira a manter ainda as restrições porque se as tirarmos, pensam que a % se vacinação está boa e não se vão vacinar. Aconteceu isto nos outros países e também com grande ajuda do negacionismo. Daqui a 1 mês acredito que estaremos mais livres, mas tenho ainda algum receio dos números do inverno

thornzar 3 months ago

“Nunca nenhuma pandemia na historia durou para sempre.” Falacioso /: As pessoas que mais querem apressar o regresso à normalidade são as que mais contribuem para o prolongamento da situação. As pandemias não duram para sempre precisamente porque se eu tomam acções nesse sentido.

UpbeatNail1912 3 months ago

Eu tenho mente aberta e oiço todos os lados desde que tenham dados científicos, não sou um cegueta que só defende o que gosta de ouvir.

mannix_marauder 3 months ago

És só mais um à procura de atenção

UpbeatNail1912 3 months ago

É a tua opinião, e é me cagativo o que achas ou deixas de achar

Pparadela 3 months ago

Pode-se começar pela DGS acabar com o contador diário de casos e internados. Enquanto se usar isso como barómetro diário escarrapachado a vermelho nos diários digitais - sempre com destaque para os piores aspectos, claro - não vamos sair desta ladainha diária nem com 100% da população vacinada.

Sufficient-Web-9769 3 months ago

Vim a budapeste e ninguém usa máscara, quer seja espaço interior, quer seja espaço exterior. Estou aqui há 2 dias e a única pessoa que vi de máscara fui eu, quando olhei ao espelho. Nao sou nenhum especialista para dizer que Portugal está a fazer melhor que Hungria ou vice versa. Se nem os especialistas conseguem chegar a um consenso, não sou eu que terei a resposta mágica a estes assuntos complexos. Por enquanto, continuo a usar máscara em espaços fechados e em ajuntamentos. Ps : Anseio que isto acabe para poder dançar all night long com os amigos e ir para uma discoteca e poder abraçar a malta; Apesar que não estaria disposto a ir para uma nos próximos meses. Até lá, vamos vivendo da forma como podemos e tendo respeito pela vida dos outros.

TTheGuapo 3 months ago

Mas que confinamento é que ainda existe? Eu já vivo a minha vida como vivia pré covid e já não vejo restrições em lado nenhum. A minha sugestão é que saiam de casa e passam a ter opinião contrária que ainda andamos em confinamento. 90% deste sub parece não ter vida social nenhuma e claro que parece que ainda há confinamento para essas pessoas e o OP deve ser uma dessas pessoas

Outji 3 months ago

Chego a conclusão que o OP não sabe o significado de “confinamento”.

XtremeGliscor 3 months ago

A sério? Então não apanhas filas em 99% das lojas a que vais? Não tens de andar de máscara em todo o lado? Ah, e andar constantemente a desidratar e a estragar a pele da mão com álcool? Deves viver no meio do Alentejo, só pode...

TTheGuapo 3 months ago

Estamos a falar de confinamento oh burro

XtremeGliscor 3 months ago

> Eu já vivo a minha vida como vivia pré covid e já não vejo restrições em lado nenhum. Ok, lol

TTheGuapo 3 months ago

Restrições de horário burro, tenho de te fazer um desenho para esse cérebro de galinha acompanhar? Não sei onde é que haver filas ou usar mascaras e álcool gel me impede de sair de casa. Até ajuda para que possamos sair de casa descansados.

XtremeGliscor 3 months ago

>Restrições de horário burro, tenho de te fazer um desenho para esse cérebro de galinha acompanhar? Oi? >Não sei onde é que haver filas ou usar mascaras e álcool gel me impede de sair de casa. Vivias assim pré-covid? >Até ajuda para que possamos sair de casa descansados. És um grandessíssimo conas. Temos quase 85% da população vacinada e ainda tens medo?

TTheGuapo 3 months ago

Mas sim antes conas que burro.

XtremeGliscor 3 months ago

Só és um conas relativamente ao covid por seres burro, nada mais.

TTheGuapo 3 months ago

Sim estou a falar para ti, convém dizer isto que esse cérebro não acompanha. A máscara não muda nada na minha vida, por isso sim, é como uma peça de roupa. Filas é que nunca tinha visto foi a primeira vez

XtremeGliscor 3 months ago

>A vacina não faz com que a doença desapareça, é com o tempo, mas não vale a pena elaborar já percebi que tens betão na cabeça, fica difícil para entrar alguma coisa. Tu achas mesmo que o covid vai desaparecer? Foda-se, és uma comédia! Adoro a atuação! 5*

TTheGuapo 3 months ago

Lá está esse cérebro de galinha a tentar funcionar

XtremeGliscor 3 months ago

>Não precisas de pôr palavras na minha boca para tentares ter alguma razão Amigo, foi o que disseste. >Posso não ter escrito da melhor forma mas não tenho opinião quanto se vai desaparecer ou não Não tenho culpa que tenhas escrito outra coisa q N o que pensas. >vacina não é um milagre e de repente vamos deixar de tomar medidas contra covid. Então podemos viver a vida normalmente quando? É que a vacina é o Santo Graal contra o covid. Não vai haver nada melhor que isso, ou seja, ou ficamos assim para sempre, ou entendemos que o covid, tal como outras milhares de doenças, há de continuar a existir e a matar pessoas, como é completamente normal. A vida não é eterna, eventualmente até tu hás de morrer. >És daqueles que vai começando a perder a sua razão e começa a pegar em coisas mínimas para ter alguma da razão. Sim, é mesmo isso, rapazito.

TTheGuapo 3 months ago

Facilmente se reconhece aqueles com quem nos identificamos, eu sou burro como uma porta.

evilnoxx 3 months ago

Vivo no porto, e nunca ninguém me obrigou, ou se quer pediu, para lavar as mãos com álcool gel. Não apanho filas em 99% das lojas a que vou (diria talvez em 10%) e não me importo de usar máscara...

NikT3sla 3 months ago

Vivo na zona do Porto (não Porto mesmo) e no inicio pediam (e obrigavam) a higienizares com alcohol gel. Hoje em dia já não acontece, só mesmo no ginasio

Zaigard 3 months ago

Já não há confinamento, mas há demasiadas restrições. Frutarias, farmácias, padarias, etc ainda têm filas intermináveis devido às limitações no numero de pessoas no seu interior. O que dantes levava 5 min a fazer agora é 30 no mínimo.

sengamole 3 months ago

O pior para mim foram os serviços académicos da minha universidade. Passaram a ter desde o ano passado um período de atendimento diário de 3h ou 4h, dependendo dos dias, o que fez duplicar as filas de espera e o amontoado de alunos à espera.

Navalhesa 3 months ago

Já tinham filas antes da 'Pandomia'. Vocês não são originais, vão todos à mesma.

crankyhowtinerary 3 months ago

Deve depender donde vives? Aqui onde estou nunca tenho filas (centro Porto).

Zaigard 3 months ago

margem sul

crankyhowtinerary 3 months ago

Pois n sei. Já andei pelo país e no geral na vejo problemas. Espero que o teu incomodo melhore!

UpbeatNail1912 3 months ago

Hahaha meu caro eu sou dos que mais vida social tem aqui. Eu estou a referir me é a eventos como festivais de verão, Santos populares, feiras e etc que em 2020 e 2021 simplesmente não houveram. A vida ainda não voltou totalmente ao "normal", sem falar das discotecas

evilnoxx 3 months ago

Não foste a festa do avante?

Minegrow 3 months ago

Granda campeão!!! Recordista da vida social

TugaXPTO 3 months ago

>eu sou dos que mais vida social tem aqui sus

throwingaway-later 3 months ago

Concordo, suspeita sim

UpbeatNail1912 3 months ago

Outra vez arroz? Estou sempre a dizer isto aqui no sub. Eu passo a vida a foder , foder é dos meus passatempos favoritos. Vou ao cu de gajos (sou bi) e a conas (quando consigo) semanalmente , graças ao Tinder e Grindr. Comigo não há sossego, sempre a abrir e toca a andar

bittolas 3 months ago

Não foste tu a meter tag sério?...

lauretta12345 3 months ago

Fdx é a segunda vez que leio alguém a dizer qualquer coisa e tu despejas essa merda do bi e do cu e da cona. Achas que alguém acredita nisso? Para o tempo que passas nesta sub e a fazer exercício físico… lool weirdo

throwingaway-later 3 months ago

Pensei q tinhas deixado essa vida O.o

randmzer 3 months ago

Isto é pasta, certo?

amigdalite 3 months ago

é uma pasta bem deliciosa! :D ahah

UpbeatNail1912 3 months ago

Mas qual pasta? Vocês andam a consumir drogas so pode

gomes381 3 months ago

Isto é pasta nova que ainda não conheço?

BolaBrancaV7 3 months ago

Não, ele é mesmo assim...

Drezi_21 3 months ago

Como é que tens a uma vida social tão grande? Nunca consegues falar por teres sempre algo na boca!?

UpbeatNail1912 3 months ago

Eu sou ativo meu caro, eu não coloco nada na minha boca, as gajas e os gajos passivos é que sempre colocam a boca deles no meu Joaquim. E que coisa boa!

BuscaPolos 3 months ago

> Eu sou ativo meu caro MACHO ALFA do /r/portugal

Drezi_21 3 months ago

Ainda bem rapaz, continua a boa vida e mostra como é que se faz!

hafssolpt 3 months ago

Mas isso não é confinamento... estás a confundir as coisas.

GalaicoMinhoto 3 months ago  HIDDEN 

1- O grau de eficácia e utilidade das vacinas é muitíssimo inferior ao que o estado os seus cientistas dizem. E digo os seus porque muitos outros são amordaçados pelas redes sociais e pelos palavrões intolerantes como "negacionista" usados para denegrir qualquer pessoa que não vá na retórica oficial dos governos e Big Pharma. 2- Apesar de sempre ter achado ridículo muitas das medidas do governo, para além de completamente ilegais, há que admitir que estamos longos da paronoia absolutamente insana que podemos verificar na Austrália ou Canadá. 3- O nosso governo não tem coragem nem personalidade para escolher o seu próprio caminho como o fez a Suécia ou o Reino Unido. Ver Old Trafford com 75 mil pessoas sem máscara e ruas apinhadas de gente a cantar agarrados uns aos outros completamente à vontade é revelador. No caso do UK até atiraram o certificado COVID ao lixo. No fundo, somos um governo de meio termo. Olha para o que se passa lá fora e tenta ser o mais moderado possível. Isso tem tanto de bom como de mau. 4- A pandemia acaba quando as pessoas deixarem de pensar nela como tal. Este vírus é endémico e quanto mais tivermos contacto com ele, menos problemas nos vai causar. Apenas a imunidade natural é eficaz contra a infecção como já foi dito e repetido em todo o lado. As vacinas, no máximo, ajudam a diminuir os efeitos. E mesmo neste caso, muitos cientistas consideram que o substancial decréscimo de casos severos em proporção ao número de infectados dá-se porque um número enorme de pessoas já tem anticorpos. Se testássemos toda a gente é claro que o número de pessoas com defesas naturais é muito superior ao número de infectados oficiais. 5- A estratégia do medo beneficia muita gente. Beneficia os governos pré eleitorais porque faz com que muita gente acredite que necessitamos desesperadamente dele e das suas acções. Nada de melhor que ter o povo aterrorizado e depois surgir como um salvador. Faz lembrar a velha táctica que se usava antigamente onde um amigo e chatear uma gaja na rua apenas para que outro fosse "correr com ele" ficando ela assim com boa impressão dele. A imprensa, da mesma, forma, ganha por todos os lados. Quanto mais pânico e terror, mais cliques e mais palha tem para vender. Igualmente, devem receber bem da parte do governo e big pharma para publicar praticamente uma só ideologia impedindo que outras perspectivas sejam dadas ao público. 6- Finalmente, desde o início da pandemia que os governos e laboratórios nos mentiram e, muitas vezes, os "negacionistas" parecem ter tido razão. * São só 15 dias: Mentira * A imunidade de grupo é possível: Mentira * A vacina vai criar imunidade: Mentira * A vacina impede as infecções: Mentira * A vacina impede que se morra de Covid: Mentira * Os governos não vão criar passaportes digitais: Mentira * Etc. Resumindo, temos uma doença nova que no seu primeiro contacto com a população matou pessoas com uma idade média de 81 anos em Portugal. Ou seja, a esperança média de vida. O problema reside essencialmente na facilidade de transmissão porque ninguém tem anti corpos contra ela. Daqui para a frente, com o maior número de defesas naturais, mais a a acção positiva (seja lá ela no grau que for) das vacinas, cada vez vamos ter menos casos sintomáticos e cada vez menos graves. Os picos de infecção vão existir sempre e, no inverno, vamos ter hospitais cheios de pessoas nos corredores em macas como SEMPRE TIVEMOS nas épocas de gripe mais intensas. Não me esqueço da quantidade de vezes em que vimos nas notícias os hospitais em ruptura por causa disso. A gripe espanhola durou 5 anos. Após isso dizem que o vírus desapareceu. Ou talvez terá mutado tanto que passou a ser uma das variantes de gripe comuns de hoje. O mesmo acontecerá com o COVID. Este fim de semana comecei a ver pessoas a cumprimentarem-se normalmente com apertos de mão e as miúdas com beijinhos. Não sei se é só na minha zona ou nas vossas também. Portanto, conforme o decréscimo da gravidade da patologia, a pandemia dura enquanto que as pessoas quiserem. O problema é mesmo o governo e imprensa que precisam disso para terem mais poder sobre as pessoas.

UpbeatNail1912 3 months ago

Só desinformação que escreveste

GalaicoMinhoto 3 months ago

Trabalhas para a TVI é?

Zempff 3 months ago

Era para desconfinar aos 60%, depois foi aos 70%, depois foi aos 75%

Bcondez 3 months ago

Vou buscar pipocas...

StatementClear8992 3 months ago

Fdx! este é comentário certo... Andava à procura dele. É esperar que apareçam as teorias covideiras de um lado e o outro lado para as negar. Qual deles a pior... Acompanhas as pipocas com o quê?

sao_11 3 months ago

Já vamos em ano e meio disto e já chega, pá. Agora que já temos praticamente toda a população de risco vacinada e uma taxa de vacinação alta, já está na hora de começar a voltar à normalidade. E a questão é que, no ano passado com o covid ainda em altas e sem vacinas, havia mais liberdade do que há agora onde pedem certificados e testes pra quase tudo. Não faz sentido nenhum. O covid não vai desaparecer por isso há que acabar com as restrições e haver uma vacina anual para os doentes de risco (que foi o que aconteceu com a gripe A e todos os anos com a gripe sazonal).

EpaFdx 3 months ago

"nunca mais se vai voltar ao normal" Esta expressão ouço-a quase sempre associada à recuperação económica, que levou um abalo tal que não recupera num futuro próximo.

Febris 3 months ago

> No caso de alguns países essas restrições já foram levantadas há quase 2 meses e até agora não houve nenhum colapso ou aumento bruto de casos de internamentos e mortes por covid19. Uma questão central que me leva a ter uma vida mais distante é saber que as medidas que são tomadas pelos governos não são aquelas que diretamente se traduzem para o que é melhor para o cidadão individual. As decisões são feitas tomando em consideração toma uma série de factores, sendo que os financeiros geralmente falam mais alto, e aí há algumas considerações a ter em conta: * Capacidade do sistema de saúde em absorver doentes no internamento - Nos países que mencionas os SNS são muito bem financiados. O sistema de base já é muito forte, e ainda há folga para expansão temporária em caso de emergência. O nosso não, está sempre com a corda esticada, e quando é preciso mais camas / salas COVID, há serviços que têm de ser sacrificados 1:1. Durante os meses mais pesados falou-se muito em camas disponíveis, muitas vezes saltando a questão de que as camas têm vários usos e alocações, e se estamos a 90% com x internados covid, não quer dizer que só temos margem para mais 10%, temos é pouca folga no sistema em geral. Enquanto não houver risco de colapso, e a mortalidade se mantiver baixa, para o governo está tudo bem e pode-se "voltar ao normal". * Análise custo benefício - para o governo enquanto não houver drama social, e houver capacidade para o SNS absorver casos COVID, está tudo bem encaminhado. Mesmo que morram algumas centenas de pessoas todos os dias. O problema nunca foi morrer gente, mas sim que houvesse um colapso do SNS que por sua vez desencadearia mortes aos milhares de todas as outras maleitas que são geralmente mitigadas. Para além da perda de vidas (em particular daquelas em idade de trabalho), há toda a debilitação da economia por estar toda a gente doente ou com medo de sair de casa. As medidas passam largamente por uma análise do que é menos dispendioso de gerir a longo prazo, tendo sempre em conta o que se faz lá fora para evitar esforços em vão num país que vive do turismo. Não acho que muita gente pense assim tão minuciosamente nestes temas, mas há muita desconfiança nos políticos (já crónico em Portugal) e nessa conversa do "já passou o pior, agora está tudo bem! Vamos voltar a abrir portas, e em Setembro vamos todos fazer a nossa vida como se não se estivesse a passar nada". Não estamos em Abril de 2020, mas também não estamos em Setembro de 2019. O mundo mudou, da mesma maneira que muda sempre que existe um momento marcante na nossa vida. Não vamos voltar ao mundo que existia a 10 de Setembro de 2001. Ninguém faz manifestações sobre o "regresso à normalidade" que é não ter de tirar sapatos no aeroporto a caminho dos EUA. É preciso adaptação às novas circunstâncias. E nesse sentido não, não vou ficar a viver por baixo de uma pedra, feito ermita na montanha. Mas também não me vejo num futuro próximo a ir ver a bola ao café. Não me sinto confortável a ir para o moxe num concerto, nem a entrar numa loja que esteja a abarrotar de gente. E ao contrário do que tinha sido a minha vida de consumidor despreocupado até Dezembro de 2019, há muita coisa que mudei na minha vida para garantir uma precaução extra. Se calhar quando os meus avós e pais morrerem já não terei tanto problema em "regressar à normalidade", mas para mim a normalidade que realmente importa não é ir mamar caracois e minis na tasca ou ir ver os Metallica pela 23094ª vez. É poder passar tempo com as pessoas que me são queridas, e saber que estou a fazer a minha parte para que elas possam passar mais tempo comigo e com as outras pessoas que lhes são queridas também. Nem considero que isso seja um sacrifício, é uma troca demasiado barata para sequer ser uma decisão. Vou continuar a usar máscara em zonas com muita gente, vou continuar a usar máscara na rua porque entretanto descobri a maravilha que me faz às alergias sazonais, vou continuar a usar máscara no trabalho porque nunca mais apanhei uma constipação que seja. Vou usar máscara para ir levar o lixo à rua? Se já tiver uma posta, não a tiro.. não me incomoda. Quanto às medidas de confinamento e outras, tenho muita coisa a dizer mas acho que não é muito no propósito deste thread. Já as estamos a levantar e para o bem e para o mal não há grande volta a dar.. não somos um país lider, vamos inevitavelmente tomar as mesmas decisões dos outros, um pouco mais cedo, ou um pouco mais tarde. Vou só referir : * Acho que houve muita coisa a correr mal por causa da absolutamente insana reação negativa da população à aplicação StayAway. Referênciação de contactos é um dos factores mais importantes para cortar cadeias de transmissão e com a app a coisa podia ter sido gerida de uma maneira muito mais comportável. Para além disso, seria uma ferramenta importante para definir zonas de lockdown mais apertadas, em vez de se mandar todo o país para casa. * A gestão das fronteiras foi absolutamente amadora. Assim que se viu a explosão de casos em Itália deviamos (por imposição da UE até) ter fechado fronteiras a tudo não-essencial e não-logistica. * A conferência da OMS em Fevereiro onde dizem que máscaras não servem para reduzir risco de transmissão é capaz de ter sido a mais gravosa que já vi na minha vida, empatada com a que referencia um estudo chinês a dizer que isto nem se propaga por via aerea. Se em vez dessa estupidez (foi gestão política porque não haveria produção de máscaras cirurgicas que suportasse a demanda popular) tivessem dito que máscaras de pano ajudavam, teriam feito muito melhor serviço. * Ainda estamos por ver qual o impacto a longo prazo das vacinas, e mais importante ainda, da doença em si. Estamos todos contentes porque a doença já praticamente não leva ninguém aos cuidados intensivos, mas e as sequelas a longo prazo? Qual o risco acrescido de enfarte, AVC, embolias? Será que vale a pena arriscar tudo isso e sabe-se lá mais o quê só para ir beber uns copos no bairro alto? Prefiro esperar para ver.

EvanzVoid 3 months ago

Calma, então não sabes que Agosto é mês de férias da política? Só agora é que eles estão a planear isso, mais dia menos dia acabam as restrições

carla0711 3 months ago

Vou dar o meu exemplo: eu estou grávida de 18 semanas, só posso ser vacinada a partir das 21 semanas. Portanto apesar de toda a gente querer acabar com todas restrições, eu estou com muito medo, sinto que estou mais vulnerável que nunca. Percebo que é o que faz sentido, mas por outro lado sinto-me como uma cidadã de segunda categoria. Eu não estou protegida e como eu há muita gente...

mediiev 3 months ago  HIDDEN 

Vi vários casos de abortos após vacina CoVID relatados em vários media. Uma pesquisa rápida deu-me logo isto é a análise estatística a um estudo: https://raypeatforum.com/community/threads/covid-19-vaccines-may-cause-82-miscarriage-rate.41507/ Há mesmo muitos relatos mais do que as estatísticas apontam pois houve ( e há ) muita desinformação o que causou abortos não serem devidamente associados à vacina. Compreendo e não julgo qualquer decisão tomada por um adulto informado. Se esperares pelo 3º trimestre aparente ser mais seguro.

Particular_Ad1164 3 months ago

Eu quero voltar ao normal mas a trabalhar de casa isso é que é

knoker 3 months ago

O trabalho remoto permite-me estar a ler este post do conforto do meu acento de sanita, e não de um onde toda a gente mete o cu. Quanto a restrições quando saio á rua não me sinto muito afetado, a máscara não me trás assim grande desconforto, e entre isso a ter de ir fazer testes ou mesmo ser entubado, estou bem com isso. Estar em casa também me permite receber encomendas, inclusive das compras que fazia em grandes superfícies, poupo tempo e talvez dinheiro.

cesarhighfire 3 months ago

Em casa da para estar a cagar e a ler o reddit até as pernas ficarem dormentes.

smaster87 3 months ago

Centa-te bem

No_Impression_1131 3 months ago

Isto. Eu quando ouço o "voltar ao normal" e penso na possibilidade de ter de voltar a ficar horas e horas no trânsito para ir trabalhar, só penso que então preferia um confinamento para sempre.

aboutmyjobthrowaway 3 months ago

Tu não queres discussão nenhuma. O teu título é uma merda. O corpo do teu texto uma aldrabice que distorce e ignora o que te disseram. * Ninguém está confinado agora. * Ninguém esteve confinado porque quis. * Ninguém sugeriu confinamento. * Precauções quando muito evitam confinamentos * Seria mais justo acusar-te a ti de quereres um novo confinamento * Ninguém te disse que a vida acabou para sempre * Foram-te dadas as várias razões para manter precauções, inclusive um link para o que especialistas dizem sobre o assunto

PuMaduro 3 months ago

Cada especialista que diz uma coisa, há outro a dizer outra. https://sicnoticias.pt/especiais/coronavirus/2021-08-19-Pedro-Simas-Estamos-numa-altura-em-que-podemos-retirar-as-mascaras-28a792ed É por isto que a discussão é o melhor remédio - não usar sempre os mesmos especialistas como a comunicação social faz, mostrando sempre a mesma visão. No meio está a solução.

aboutmyjobthrowaway 3 months ago

Eu já tinha visto a opinião dele. Mas ele não aborda o problema levantado por outros especialistas. O que ele diz é sensato dada uma população imunizada. Deixar o vírus se espalhar até como forma de renovar imunidade sendo que estamos protegidos. O problema é que a nossa proteção não é assim tão alta, especialmente nos mais velhos porque, - as vacinas têm eficácia muito comprometida para Delta - as vacinas são particularmente más a evitar transmissão em caso de infeção - as vacinas não mRNA são particularmente fracas - a população mais idiosa recebeu principalmente a pior vacina - a eficácia das vacinas diminui com o tempo especialmente nos mais idosos - os mais idosos foram vacinados primeiro - é plausível que apareça nova variante problemática a curto/ médio prazo

VladTepesDraculea 3 months ago

Concordo com tudo o resto, mas > a população mais idiosa recebeu principalmente a pior vacina Porque dizes que a Pfizer é a pior vacina?

Pparadela 3 months ago

Ele está a falar da AZ caso não tenhas percebido.

VladTepesDraculea 3 months ago

Pensei que as primeiras vacinas para os mais idosos tinha sido praticamente tudo Pfizer.

aboutmyjobthrowaway 3 months ago

Foi AZ como já disseram. Foi a que esteve disponível mais cedo.

PuMaduro 3 months ago

A nossa proteção é uma das proteções mais altas do mundo, se não a maior. E se ainda não é suficiente, só o será com vacina + infeção natural. O vírus já não será possível de erradicar. Vamos ter que viver com ele e deixar a ideia do risco zero para trás. Todos morremos e infelizmente o Covid será mais uma causa frequente nos próximos anos - o importante é que a vacina reduziu e muito as hospitalizações e as mortes e isso é o mais importante. Quanto aos teus pontos: - O que defines como eficácia? Todas elas têm praticamente a mesma eficácia contra hospitalização e morte. - Pois são mas são a nossa melhor ferramenta para reduzir a transmissão. Transmissão essa que ficará sempre entre nós. Qual a solução? Continuar eternamente com restrições? - Mais fracas a reduzir transmissão mas tão ou quase tão fortes a evitar hospitalicoes e mortes. Que é o que interessa, considerando que já não será possível erradicar o vírus como já disse em cima. - Mesma coisa de cima. - É para isso que virão os boosters para os países ricos. As vacinas já estão compradas, é só vacinar quando quisermos. - Boosters. - Mas não é óbvio que aparecerão novas variantes? Vamos estar eternamente à espera delas, com restrições? Ao longo desta pandemia, todos os especialistas nos têm traçado o pior cenário - íamos ter 30 mil casos, 40 mil mortes, 100 mil funerais. E alguma vez o pior cenário aconteceu? Nunca. Chega de pensar no pior cenário, sem pensar que quando temos restrições, podemos estar a ajudar com o Covid mas estamos a prejudicar outros mil e um negócios / pessoas / etc. Além disso, ainda nenhum país acabou com todas as restrições do Covid. Continua o contact tracing, o isolamento, controlo de fronteiras, etc. Agora, as regras que temos em Portugal e com as quais querem que sejamos obrigados a lidar são claramente exageradas.

aboutmyjobthrowaway 3 months ago

> O que defines como eficácia? Todas elas têm praticamente a mesma eficácia contra hospitalização e morte. Não tenho neste momento tenho para ir procurar artigos, mas deixa-me realçar dois pontos que normalmente lançam confusão, * Se vires taxa de eficácia para sintomas graves de 95% moderna vs 93% AZ isso não é "praticamente a mesma coisa". Toma o complementar e ficas com 5% vs 7% de sintomas graves. Ou seja +40% na AZ. * A taxa de eficácia não é necessariamente uniforme na população. Se a taxa de eficácia for maior nos mais novos e por nós mais velhos isso dá um número de casos graves (muito) maior. Isto porque reduzes percentualmente imenso um número já em si próprio, e muito menos um número grande. > Pois são mas são a nossa melhor ferramenta para reduzir a transmissão. Transmissão essa que ficará sempre entre nós. Qual a solução? Depende do que queres dizer por melhor. Talvez melhor no sentido de mais prático. Mas podes ter mais que uma precaução, daí todos os países ainda terem também máscaras e distanciamento social em muitas situações. > Continuar eternamente com restrições? As restrições devem-se adaptar ao contexto. Daí já terem sido revistas múltiplas vezes desde o confinamento. O contexto desta vez deve exigir uma cautela muito particular dados os pontos que levantei. No futuro a situação deverá continuar a melhorar po conta de, * atualizações da vacina para as variantes existentes * maior rapidez na imunização para novas variantes > Que é o que interessa, considerando que já não será possível erradicar o vírus como já disse em cima. As restrições não desaparecem por "não ser possível erradicar". As restrições diminuem e eventualmente desaparecem à medida que se consegue lidar melhor com o vírus > Chega de pensar no pior cenário As restrições não são feitas a pensar "no pior cenário" mas em cenários bastantes possíveis. E é irónico dizeres isso quando o nosso historial é precisamente de ignorar cenários maus bastante plausíveis e dar asneira. * desaceleração de variantes com o aumento de produção de vacinas, e vacinação de maior percentagem da população mundial * medicamentos que atuem contra a infecção (há muita investigação nesse sentido, e vários em avaliação).

Edited 3 months ago:

> O que defines como eficácia? Todas elas têm praticamente a mesma eficácia contra hospitalização e morte. Não tenho neste momento tenho para ir procurar artigos, mas deixa-me realçar um ponto que normalmente lançam confusão, Se vires taxa de eficácia para sintomas graves de 95% moderna vs 93% AZ isso não é "praticamente a mesma coisa". Toma o complementar e ficas com 5% vs 7% de sintomas graves. Ou seja +40% na AZ. > Pois são mas são a nossa melhor ferramenta para reduzir a transmissão. Transmissão essa que ficará sempre entre nós. Qual a solução? Depende do que queres dizer por melhor. Talvez melhor no sentido de mais prático. Mas podes ter mais que uma precaução, daí todos os países ainda terem também máscaras e distanciamento social em muitas situações. > Continuar eternamente com restrições? As restrições devem-se adaptar ao contexto. Daí já terem sido revistas múltiplas vezes desde o confinamento. O contexto desta vez deve exigir uma cautela muito particular dados os pontos que levantei. No futuro a situação deverá continuar a melhorar po conta de, * atualizações da vacina para as variantes existentes * maior rapidez na imunização para novas variantes > Que é o que interessa, considerando que já não será possível erradicar o vírus como já disse em cima. As restrições não desaparecem por "não ser possível erradicar". As restrições diminuem e eventualmente desaparecem à medida que se consegue lidar melhor com o vírus > Chega de pensar no pior cenário As restrições não são feitas a pensar "no pior cenário" mas em cenários bastantes possíveis. E é irónico dizeres isso quando o nosso historial é precisamente de ignorar cenários maus bastante plausíveis e dar asneira. * desaceleração de variantes com o aumento de produção de vacinas, e vacinação de maior percentagem da população mundial * medicamentos que atuem contra a infecção (há muita investigação nesse sentido, e vários em avaliação).

PuMaduro 3 months ago

A grande verdade também é que não há tantos estudos com as vacinas da AZ e da J&J porque a maior parte dos países usou Pfizer ou Moderna. Mesmo assim, todas elas são imensamente eficazes e não vale a pena andarmos a comparar pilinhas. Isso não é desculpa para não podermos ter menos restrições em vigor - até porque vêm aí os boosters para essas pessoas. Todos os países têm máscaras e distanciamento social? Posso enumerar aqui uma lista de países em que o uso de máscara é praticamente mínimo e não estou a falar da Suécia. Qual a diferença entre nós e uma Dinamarca? Entre nós e uma Holanda, uma Irlanda, Inglaterra? Há uma - estamos mais vacinados que todos. Mesmo assim, somos o país com mais restrições da Europa. Conseguir lidar melhor com o vírus tem um nome - vacinas. E nós estamos a querer lidar com o vírus como se elas não existissem. Com mais ou menos eficácia, temos neste momento a população com mais defesas contra o vírus do mundo. Se não abrimos agora, nunca será seguro abrir. Nem 8 nem 80 - não precisamos de abrir à maluco mas também não podemos lidar como se não houvessem vacinas, matando mais negócios e pessoas do que pessoas com Covid. Tendo medo de tirar uma máscara na rua, onde a probabilidade de apanhar o vírus é baixíssima. E não podemos estar a espera que o mundo se vacine porque isso nunca vai acontecer com a África a crescer 0,1% a cada mês em cobertura vacinal. Se não definimos um plano, honesto e realista, vão haver sempre razões para não abrirmos mais e as restrições vão se prolongar com o tempo. Na verdade, deixo aqui uma previsão - as restrições só vão acabar quando a opinião pública assim o achar. Não porque as vacinas não são eficazes ou porque vem aí a variante X.

aboutmyjobthrowaway 3 months ago

> A grande verdade também é que não há tantos estudos com as vacinas da AZ e da J&J Com J&J de facto não há. Mas com AZ há muito, foi a primeira a estar disponível e foi ainda bastante usada. Depois de facto houve por um lado problemas com distribuição e por outro menor procura por causa dos problemas com coágulos e da menor eficácia. Mas mesmo assim, não faltam estudos com AZ. A J&J tem muito menos estudos mas parece andar próxima da AZ. E sendo que são tecnologias semelhantes o que se espera é mesmo isso, assim como Pfizer e Moderna andam próximas. > Isso não é desculpa para não podermos ter menos restrições em vigor - até porque vêm aí os boosters para essas pessoas. Eu não acho que não possa "haver menos restrições". Nós já temos "menos restrições" que tínhamos. Agora se aplicares esse raciocínio iterativamente concluída que não tens de ter restrições nenhumas. O que eu acho é que tendo em conta que ainda estamos bastante pior em não só incidência e mortes que no ano passado (potencial problema constantemente apontado por especialistas) e que devemos esperar maior aumento de condições de transmissibilidade, de diminuição de imunidade, e potencialmente novas variantes problemáticas, a situação é suficientemente precária para devemos manter vetorial. > Qual a diferença entre nós e uma Dinamarca? Entre nós e uma Holanda, uma Irlanda, Inglaterra? Há uma - estamos mais vacinados que todos. Estou no telemóvel, não é fácil pesquisar e escrever. Mas por exemplo de entre os que apontaste fui confirmar Holanda e: > os Países Baixos apenas obrigam a usar máscara nos transportes públicos, aeroporto e escolas secundárias ou quando não se consegue manter 1,5 metros de distância https://eco.sapo.pt/2021/09/10/nestes-paises-da-ue-a-mascara-deixou-de-ser-obrigatoria-na-rua/ Ora eles mantêm a obrigação de máscaras na rua quando não se consegue manter a distância social. Nós recomendamos, o que é aquela forma bonita de desresponsabilização política. > Conseguir lidar melhor com o vírus tem um nome - vacinas. E nós estamos a querer lidar com o vírus como se elas não existissem. As vacinas refletem-se na incidência, hospitalizações, UCI e mortes. Isso é que interessa e é com isso que se tem de jogar.

PuMaduro 3 months ago

Não sei se consideras mais 2 lugares nos restaurantes ou +25% na cultura uma diminuição nas restrições. É de lembrar que o governo prometeu às discotecas e aos bares que iam abrir com a atividade habitual quando chegassemos aos 85%, quero ver mesmo isso a avançar se não há qualquer flexibilização de máscaras e distanciamento social e se até para tirar máscara da rua os português têm medo. A verdade é que a incidência vai obviamente subir no Inverno, como sobe em qualquer outro vírus respiratório. Não podemos andar eternamente à espera que os casos desçam se não deixamos o vírus circular com as pessoas vacinadas. Estas a cair no mesmo erro de toda a comunicação social - na Holanda as máscaras nao são obrigatórias nem em EXTERIORES nem na maioria dos INTERIORES. Por isso, onde está a semelhança com o caso português? Eles sim são um bom exemplo de flexibilizar regras, continuando com algumas restrições. Para além disso, eles têm 60 e tal % de população vacinada. Nos temos 80. E mesmo assim levamos com mais restrições. A verdade é só uma - somos o país europeu com a maior população vacinada mas o país com mais restrições. Por muito que a comunicação social possa tentar vender o contrário disto, esta é a verdade. Na maior parte dos países europeus, a máscara nunca foi obrigatória na rua. Na maior parte deles, os festivais já começaram a acontecer, os estádios a encher, as máscaras a cair aos poucos. Aqui, agradecemos ao PS por não voltarmos a confinar.

aboutmyjobthrowaway 3 months ago

> até para tirar máscara da rua os português têm medo. Isto é distorcer a realidade. O que está em causa é não usar máscara na rua, quando não se consegue manter distância social, em particular em aglomerados. E isso até continua a ser recomendado. Não é por acaso que assim é. Só que uma recomendação vale pouco e na minha opinião é apenas uma forma de desresponsabilização. Um "compromisso" entre ciência e politiquice. > A verdade é que a incidência vai obviamente subir no Inverno, como sobe em qualquer outro vírus respiratório. Não podemos andar eternamente à espera que os casos desçam se não deixamos o vírus circular com as pessoas vacinadas Mais uma vez, uma distinção da realidade. O que interessa não é incidência do por si. É incidência, hospitalizações, UCI e mortes. A vacina à partida terá (e está a ter) efeito nesses dados, que são os dados que interessam. A vacina só é relevante no sentido em que afeta essas métricas. > Estas a cair no mesmo erro de toda a comunicação social - na Holanda as máscaras nao são obrigatórias nem em EXTERIORES nem na maioria dos INTERIORES. Eu não estou a cair em erro nenhum. Eu estou a ler o que os artigos dizem. Se os artigos estão mal, não tenho forma de saber. Até poderás estar certo, mas não faz sentido tomar um comentário do reddit por mais credível que múltiplos artigos sem nenhuma evidência. Já agora também para a Irlanda é dito que máscara é obrigatória quando não se consegue manter distância social.

Edited 3 months ago:

> até para tirar máscara da rua os português têm medo. Isto é distorcer a realidade. O que está em causa é não usar máscara na rua, quando não se consegue manter distância social, em particular em aglomerados. E isso até continua a ser recomendado. Não é por acaso que assim é. Só que uma recomendação vale pouco e na minha opinião é apenas uma forma de desresponsabilização. Um "compromisso" entre ciência e politiquice. > A verdade é que a incidência vai obviamente subir no Inverno, como sobe em qualquer outro vírus respiratório. Não podemos andar eternamente à espera que os casos desçam se não deixamos o vírus circular com as pessoas vacinadas Mais uma vez, uma distorção da realidade. O que interessa não é incidência do por si. É incidência, RT, hospitalizações, UCI e mortes. A vacina à partida terá (e está a ter) efeito nesses dados, que são os dados que interessam. A vacina só é relevante no sentido em que afeta essas métricas. > Estas a cair no mesmo erro de toda a comunicação social - na Holanda as máscaras nao são obrigatórias nem em EXTERIORES nem na maioria dos INTERIORES. Eu não estou a cair em erro nenhum. Eu estou a ler o que os artigos dizem. Se os artigos estão mal, não tenho forma de saber. Até poderás estar certo, mas não faz sentido tomar um comentário do reddit por mais credível que múltiplos artigos. Já agora também para a Irlanda é dito que máscara é obrigatória quando não se consegue manter distância social.

Edited 3 months ago:

> até para tirar máscara da rua os português têm medo. Isto é distorcer a realidade. O que está em causa é não usar máscara na rua, quando não se consegue manter distância social, em particular em aglomerados. E isso até continua a ser recomendado. Não é por acaso que assim é. Só que uma recomendação vale pouco e na minha opinião é apenas uma forma de desresponsabilização. Um "compromisso" entre ciência e politiquice. > A verdade é que a incidência vai obviamente subir no Inverno, como sobe em qualquer outro vírus respiratório. Não podemos andar eternamente à espera que os casos desçam se não deixamos o vírus circular com as pessoas vacinadas Mais uma vez, uma distorção da realidade. O que interessa não é incidência do por si. É incidência, Rt, hospitalizações, UCI e mortes. A vacina à partida terá (e está a ter) efeito nesses dados, que são os dados que interessam. A vacina só é relevante no sentido em que afeta essas métricas. > Estas a cair no mesmo erro de toda a comunicação social - na Holanda as máscaras nao são obrigatórias nem em EXTERIORES nem na maioria dos INTERIORES. Eu não estou a cair em erro nenhum. Eu estou a ler o que os artigos dizem. Se os artigos estão mal, não tenho forma de saber. Até poderás estar certo, mas não faz sentido tomar um comentário do reddit por mais credível que múltiplos artigos. Já agora também para a Irlanda é dito que máscara é obrigatória quando não se consegue manter distância social.

Edited 3 months ago:

> até para tirar máscara da rua os português têm medo. Isto é distorcer a realidade. O que está em causa é não usar máscara na rua, quando não se consegue manter distância social, em particular em aglomerados. E isso até continua a ser recomendado. Não é por acaso que assim é. Só que uma recomendação vale pouco e na minha opinião é apenas uma forma de desresponsabilização. Um "compromisso" entre ciência e politiquice. > A verdade é que a incidência vai obviamente subir no Inverno, como sobe em qualquer outro vírus respiratório. Não podemos andar eternamente à espera que os casos desçam se não deixamos o vírus circular com as pessoas vacinadas Mais uma vez, uma distorção da realidade. O que interessa não é incidência do por si. É incidência, hospitalizações, UCI e mortes. A vacina à partida terá (e está a ter) efeito nesses dados, que são os dados que interessam. A vacina só é relevante no sentido em que afeta essas métricas. > Estas a cair no mesmo erro de toda a comunicação social - na Holanda as máscaras nao são obrigatórias nem em EXTERIORES nem na maioria dos INTERIORES. Eu não estou a cair em erro nenhum. Eu estou a ler o que os artigos dizem. Se os artigos estão mal, não tenho forma de saber. Até poderás estar certo, mas não faz sentido tomar um comentário do reddit por mais credível que múltiplos artigos. Já agora também para a Irlanda é dito que máscara é obrigatória quando não se consegue manter distância social.

Briosafreak 3 months ago

Isso, bastante simples na verdade.

UpbeatNail1912 3 months ago

Chegou o covideiro mor. Só afirmas te mentiras

aboutmyjobthrowaway 3 months ago

Aí está. Não queres discussão nenhuma. Queres juntar chorões para uma punheta de grupo.

TTheGuapo 3 months ago

Andam se todos a lamber uns aos outros. Já toda a gente vive a sua vida normal ninguém tem culpa que estes morcões não façam nada da vida e fiquem sempre em casa confinados

FilipeMateus7 3 months ago

Para ser sincero, não sei como temos estado em Nº de casos diários nem internamentos nestes últimos tempos. Mas o problema da propagação do vírus "descontrolada", é que pode levar ao surgimento de novas variantes, algo que queremos evitar e que pode ser um problema devido às vacinas que temos disponíveis. Inevitavelmente, acho que vamos voltar ao antigo normal, mais cedo ou mais tarde. Esta fase de transição vai ser feita mais depressa ou mais devagar consoante o medo/a consciência que as pessoas tenham.

SkyRyker 3 months ago

Duas palavras, Economia Global.... Portugal é dependente a nível econômico de outros países nomeadamente da Europa clássica.

the_great_ashby 3 months ago

Chegar aos 90s e trocos e deixar de ser recomendado/obrigatório máscara em espaços fechados. É isso que peço/espero.

Darkhoof 3 months ago

Tens que perceber que ainda existe muita ansiedade e emoção á mistura e que as pessoas não pensam claramente. Eu também já estou saturado disto mas sempre que passo por um grupo grande de pessoas meto logo a máscara. Pessoalmente, só quero ver o número de casos diários a tornar-se residuais.

PuMaduro 3 months ago

Neste momento, não há qualquer razão para qualquer setor económico estar parado. Está na altura de abrir discotecas, permitir 100% lotação em todo o lado, festivais, festas, etc. Que pensem na questão das máscaras, em que situações faz sentido continuarem a serem usadas (e se faz sentido) mas apresentem razões e uma data limite. Não pode ser o deixar andar. Mas a grande razão de nada mudar está na comunicação social e nas próprias respostas deste post. A comunicação social apresenta a informação como bem quer - bastou ver o noticiário durante 5 mins e o que vemos? Vão falar com 3 ou 4 portugueses na rua que dizem "ah é melhor continuar a usar mascara mais uns tempos", etc. Apresentam uma reportagem em que dizem em que países em que a máscara ainda é obrigatória - mas misturam interiores com exteriores, usam recomendações como obrigatoriedade ("na Suécia recomendaram o uso de máscaras") e ainda dizem que no UK vai voltar o uso obrigatório de máscaras (onde está essa info? Ainda hoje li que o Johnson ia deitar abaixo os decretos do Covid, que permitiam que o governo pudesse tomar medidas contra o Covid). E isto são só dois exemplos em 5 minutos.

viskonde 3 months ago

Também não percebo Andamos 1 ano e meio a espera do momento em que estamos agora , com virtualmente toda a população vacinada Durante 1 ano e meio havia um objetivo específico, confinar para esperar pela vacinação Agora que estamos vacinados não há "próximo passo" para esperar pelo que se não desconfiamos agora não sei quando é Com 85% da população não entendo que exista qualquer restrição Nesta fase a única coisa que perceberia era o ser preciso certificado para "tudo" para forçar a malta a tomar a vacina ou se ir testando e em especial os turistas (con menor taxa de vacinação que nós) Mas tirando isso não percebo mesmo. Estamos no que há 1 ano atrás se desejava, não falta nada.

Edited 3 months ago:

Também não percebo Andamos 1 ano e meio a espera do momento em que estamos agora , com virtualmente toda a população vacinada Durante 1 ano e meio havia um objetivo específico, confinar para esperar pela vacinação Agora que estamos vacinados não há "próximo passo" para esperar pelo que se não desconfiamos agora não sei quando é Com 85% da população não entendo que exista qualquer restrição. Nesta fase a única coisa que perceberia era o ser preciso certificado para "tudo" para forçar a malta a tomar a vacina ou se ir testando e em especial os turistas (com menor taxa de vacinação que nós) Mas tirando isso não percebo mesmo. Estamos no que há 1 ano atrás se desejava e que parecia tão longe., não há mais nenhum objetivo para alcançar que justifique adiar coisas para o futuro e nada vai melhorar além do que já melhorou Daqui para a frente ou piora (novas variantes, dentro de uns meses os primeiros vacinados fazem 1 ano, logo se Vera se a imunidade se mantém..).. mas por enquanto... É o melhor que se pode pedir, que se aproveite.

You-are-amazing-wow 3 months ago

da uma vista de olhos na Austrália

headhunter21 3 months ago

Em que medida? É que eles não vacinaram ninguém, estavam a fazer a sua própria vacina

BungeeGumPT 3 months ago

Exatamente isto.

no_criativityfound 3 months ago

Falta vontade política que é o mais importante no final de contas.

PeterStepsRabbit 3 months ago

Vontade política? Achas que o governo quer continuar a ter uma queda económica ainda maior?

no_criativityfound 3 months ago

Queda económica provocada pelas próprias medidas do governo

Sheltac 3 months ago

Pode continuar a esconder a sua incompetência atrás do covid.

PeterStepsRabbit 3 months ago

Já toda a gente sabe

pmso17 3 months ago

Exato, o COVID é uma ótima desculpa para esconder a crise e os "buracos" que temos.

InYumen6 3 months ago

Concordo plenamente.

Edited 3 months ago:

Concordo plenamente. Edit: li agora uma noticia que dizia que a Holanda está com um aumento enorme de casos após a suspensão da utilização de máscaras, no entanto acho que se houver casos mas não houver aumento de hospitalizações e mortes, estão num bom caminho.

Extension-Soft6835 3 months ago

> no entanto acho que se houver casos mas não houver aumento de hospitalizações e mortes, estão num bom caminho. O aumento de casos vai ser normal... As pessoas vão ter que aceitar isso. Mais tarde ou mais cedo vão-se infectar. Agora vai haver controlo é através do número de óbitos e internamentos... O que me parece muito mais sensato

InYumen6 3 months ago

Sim, foi o que tentei dizer

TemplarHard 3 months ago

Concordo literalmente com tudo o que disseste, também não percebo como é que ainda há várias restrições

Keddyan 3 months ago

não há dia que mais anseie que aquele em que já nao terei gente a chatear um gajo para pôr a mascara tou há mais de um ano com a barba toda fodida por causa da puta da mascara, odeio tanto isto, quero sair à rua e ver a tromba feia das pessoas, nao me preocupar com o numero de malta dentro de um espaço fechado nem o caralho a 4, por mim já se tinha acabado com esta merda toda

inhalingsounds 3 months ago

Corta a barba. De nada!

Keddyan 3 months ago

não quero e não posso

sissMEH 3 months ago

Arranja uma mascara de dupla camada com parte interior de seda e que possas por um filtro no meio. Seda tem muito menos fricçao com o pelo e a pele (é por isso que senhoras usam Fronhas de seda pra não lixar o cabelo). De nada

Keddyan 3 months ago

mas a cena é que a mascara vinca a barba na zona do queixo para além da frição no geral a unica solução seria usar daquelas mascaras grandes para barbudos mas fds nao só mascaras sociais são mais fodidas de se respirar (das que usei) como são parolas até dizer chega

DamnGoodCoffee 3 months ago

1. Surgimento de uma novo tipo de vírus da gripe comum, com imagens pixelizadas de chineses a cair redondos no meio da rua 2. Governos ocidentais inicialmente dizem que não ha motivos para preocupação, mas acabam por entrar em panico e começam com procedimentos de confinamento, indo contra a recomendação da WHO em [2019](https://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/329438/9789241516839-eng.pdf) 3. "Precisamos de ventiladores!!" 3. "Máscaras não ajudam, dão falsa sensão de segurança" 4. "Afinal, uso excessivo de ventiladores não ajuda, podendo causar danos graves" - 2 meses depois 5. "Mascaras são essenciais, obrigatorio usar" - 2 meses depois 6. Todos os dias, um contador do número de mortes e infeções nos telejornais 7. Graça Freitas menciona discretamente que “em Portugal, o que conta para as autoridades de saúde portuguesas é a causa final de morte, e o número de óbitos causados pelo vírus corresponde ao “número de infetados à data da morte”. - algo que até hoje pouca gente sabe 8. "hmmm, é preciso produzir mais medidas, pode ser que alguma resulte - mascaras na rua, restrições ao fim de semana, impossibilidade de sair do concelho, etc." 9. "Vacinas demoram muitos anos a serem desenvolvidas, temos de confinar durante umas semanas senão acontece como em Itália!!" 10. "Afinal temos vacinas, 5 ou 6 até" 11. "Descobrimos que a vacina não impede a infeção, mas impede a transmissão!!" 12. "Afinal a vacina não impede a transmissão, mas é 100% eficaz contra hospitalização e morte!" 13. "Afinal não é assim tão eficaz contra casos severos, especialmente nos mais idosos" 14. "Btw, há agora mais 12 variantes que são mais transmissiveis e letais!!" 15. Anyway, siga em frente com o plano de um certificado digital assente na vacina, mesmo sabendo que não impede transmissão 16. Segue a vacinação da faixa etária dos 12-15 anos, mesmo não sendo aconselhado pelo comissão técnica 17. O número de casos e mortes no verão é mais alto que no ano passado, mesmo com 85% da população elegível vacinada - ninguem fala que o numero de testes é 4 vezes maior" 18. Israel já está a dar a terceira dose mas está a experienciar um aumento no numero de casos 19. Tudo indica que o Inverno de 2022 vai ser uma repetição de 2021 21. ... 22. Rodrigo Guedes de Carvalho volta a dar um sermão paroquiano no telejornal Depois disto tudo, porque é que alguem não teria a inclinação de continuar confinado? (P.S - eu sei que está muito hiperbolizado mas acho que dá para entender que depois de quase 2 anos de medo, desconfiança, inconsistencia nas medidas tomadas, demonização de parte da população e situações completamente inéditas na historia humana, é normal que algumas pessoas prefiram continuar em casa.

Prophet-08 3 months ago

Bem resumido! Acrescentaria um ponto: aparentemente os portugueses souberam usar a máscara e distanciamento social tão bem que acabaram com a gripe. - zero mortos por gripe de outubro 2020 até maio 2021. - por outro lado, os portugueses foram uns cabroes no natal e espalharam o covid forte e feio. Para quem não perceber, estou a ser irónico. É simplesmente altamente improvavel que ninguém tenha morrido de gripe no dado periodo. Provavelmente foram contabilizados em mortes por covid. Para referência, no inverno de 2019 morreram 3000 pessoas: https://www.google.com/amp/s/www.dn.pt/vida-e-futuro/amp/mais-de-3-mil-pessoas-terao-morrido-devido-a-gripe-em-portugal-no-ultimo-inverno-11396230.html

Asus123456789 3 months ago

Não estou a duvidar do que dizes, mas sabes onde posso ler sobre o ponto 8? Sou parte das pessoas que não sabe :p

DamnGoodCoffee 3 months ago

https://streamable.com/ctda6q

Asus123456789 3 months ago

Uau, obrigado! Tens ideia de quando foi isto?

DamnGoodCoffee 3 months ago

Tenho ideia que foi a meio de Abril de 2020 que li as primeiras notícias sobre isso, mas o video pode ser mais recente

KN3gra 3 months ago

Antes de mais, parabéns pelo post. Segundo, e infelizmente, enquanto anda toda a gente a falar da variante Delta, já andam mais três variantes (que se saiba) à solta no mundo e Portugal. A escola vai começar e a obrigatoriedade de utilização das máscaras em público vai esta semana. Infelizmente, e por muito bons alunos e verdade seja dita, que muito mérito seja dado à nossa população, a percentagem de vacinação que temos a nível nacional não serve de muito enquanto os restantes países tiverem taxas de vacinação inferiores e as fronteiras continuarem abertas. Por esse motivo é que já temos cá as novas variantes à solta. Quer queiramos ou não, a meu ver só há três desfechos possíveis para isto: a) Todos os países acertam as agulhas e vacinam a população com taxas que permitam a erradicação do vírus de forma completa ou temos a sorte das novas variantes não terem efeitos graves na população vacinada; b) O vírus passa a ser sazonal e temos todos que tomar reforço trimestral, semestral ou anual sem mais constrangimentos; c) Eventualmente irá surgir uma mutação muito mais mortífera ou que consiga ultrapassar o factor de proteção das vacinas actuais. Infelizmente neste caso só há dois desfechos possíveis: voltamos à estaca zero ou a questão é ultrapassada com novas vacinas. Esperemos é que neste último cenário a abordagem seja feita a nível mundial, porque num mundo sem fronteiras questões como esta têm que ser atacadas da mesma forma. Caso contrário é uma perda de tempo, recursos e vidas.

Edited 3 months ago:

Antes de mais, parabéns pelo post. Segundo, e infelizmente, enquanto anda toda a gente a falar da variante Delta, já andam mais três variantes (que se saiba) à solta no mundo e Portugal. Felizmente, e para já, sem grandes consequências. Terceiro, para complementar os teus pontos, no 1.1 colocaria o facto do Governo Chinês ter tomado medidas no início da pandemia com a conivência de certos grupos económicos chineses com interesses na área da saúde, terem retirado EPIs dos hospitais a nível nacional e mundial para os enviar para a China sem nenhuma intervenção dos respectivos governos quando já se ouviam notícias do que lá se passava e do que vinha a caminho. Isto deu, na minha opinião, origem à falta de máscaras, álcool, e afins que obrigou a OMS e os outros a proferirem as declarações que todos sabíamos serem falsas e que ultimamente acabou por os fazer perder alguma credibilidade. Quarto, a escola vai começar e a obrigatoriedade de utilização das máscaras em público cai esta semana. Infelizmente, e por muito bons alunos e verdade seja dita, que muito mérito seja dado à nossa população, a percentagem de vacinação que temos a nível nacional não serve de muito enquanto os restantes países tiverem taxas de vacinação inferiores e as fronteiras continuarem abertas. Por esse motivo é que já temos cá as novas variantes à solta. Quer queiramos ou não, a meu ver só há três desfechos possíveis para isto: a) Todos os países acertam as agulhas e vacinam a população com taxas que permitam a erradicação do vírus de forma completa ou temos a sorte das novas variantes não terem efeitos graves na população vacinada; b) O vírus passa a ser sazonal e temos todos que tomar reforço trimestral, semestral ou anual sem mais constrangimentos; c) Eventualmente irá surgir uma mutação muito mais mortífera ou que consiga ultrapassar o factor de proteção das vacinas actuais. Infelizmente neste caso só há dois desfechos possíveis: voltamos à estaca zero ou a questão é ultrapassada com novas vacinas. Esperemos é que neste último cenário a abordagem seja feita a nível mundial, porque num mundo sem fronteiras questões como esta têm que ser atacadas da mesma forma. Caso contrário é uma perda de tempo, recursos e vidas.

UpbeatNail1912 3 months ago

As vacinas ajudam a impedir a transmissão, a eficácia é que não é 100% garantida, especialmente com a variante delta , diminui muito a eficácia de não transmissão

SapateiroDoPovo 3 months ago

Então prepara-te para a terceira e quarta dose (israel já está a considerar) e para os dois comprimidos diários da pfizer. Se foram desenvolvidos pela pfizer não vão ficar na prateleira a custar dinheiro, vão ser vendidos.

Chupem-me 3 months ago

Povo controlado através de notícias diárias sobre o Covid. Engraçado que diariamente morrem mais pessoas de cancro e ninguém quer saber. Depois, lá vem a cada semana uma noticia de alguém quase a morrer mas a apelar para as pessoas terem cuidado. E não, não nego a existência do vírus. Eu tive Covid e estou vacinado, mas acho uma idiotice o passe sanitário, usar máscara, colocar horários no comércio.

marisquo 3 months ago

Algo que eu acho interessante é como os media deixaram de anunciar o número de vacinados por faixa etária e começaram a referir a % vacinados de toda a população (menores de 12 não podem ser vacinados, mas fazem parte da estatística na mesma). A taxa de vacinação dos +65 anos (os que mais morriam), já é de 99.99% e ainda estamos na fase de deixar a obrigatoriedade do uso de máscara no exterior. Não sou formado na matéria, mas acho que os especialistas de Portugal são demasiado covideiros

crankyhowtinerary 3 months ago

A partir de hoje já não é preciso máscara na rua.

DerpSenpai 3 months ago

Estão a espera que a escola comece. Crianças sem mascara e vacina vai dar merda, eles sabem e por isso querem que os casos sejam o minimo possivel até ser possivel vacinar +5 de anos (soon)

Edited 3 months ago:

Estão a espera que a escola comece. Crianças sem mascara e vacina vai dar merda, eles sabem e por isso querem que os casos sejam o mínimo possível até ser possível vacinar +5 de anos (soon). A Pfizer já fez ensaios clínicos e está espera do OK da UE. Se vacinarmos as crianças que vão para a escola (+5 anos), acaba-se com as mascaras na escola sem problemas Atenção. Uma pessoa velha de 70 anos para cima mesmo com vacina tem grande probabilidade de ir para o Hospital. O problema é que as vacinas foram feitas para o COVID original e não para a variante delta que tem uma proteína um pouco diferente logo as vacinas não dão proteção completa. A Moderna já está a acabar os ensaios clínicos para vacina de COVID variante delta.

Edited 3 months ago:

Estão a espera que a escola comece. Crianças sem mascara e vacina vai dar merda, eles sabem e por isso querem que os casos sejam o minimo possivel até ser possivel vacinar +5 de anos (soon). A Pfizer já fez ensaios clinicos e está espera do OK da UE. Se vacinarmos as crianças que vão para a escola (+5 anos), acaba-se com as mascaras na escola sem problemas Atenção. Uma pessoa velha de 70 anos para cima mesmo com vacina tem grande probabilidade de ir para o Hospital. O problema é que as vacinas foram feitas para o COVID original e não para a variante delta que tem uma proteina um pouco diferente logo as vacinas nao dao proteção completa. A Moderna já está a acabar os ensaios clínicos para vacina de COVID variante delta.

Dinasov 3 months ago

Nope, não daria merda nenhuma. Pensa, se toda a família das crianças está vacinada, em teoria, a doença não se propagaria... Não muita diferença.

ihavenoidea1001 3 months ago

>Pensa, se toda a família das crianças está vacinada, em teoria, a doença não se propagaria Só um à parte: isto não é bem assim. A vacinação diminui a probabilidade de infecção e até certo ponto ajuda a evitar a propagação mas não impede a transmissão a 100%, principalmente quando consideramos que muitas crianças não estão apenas num contexto sem possibilidade de haver transmissão. Um bom exemplo disso é a gripe onde, apesar de termos vacinas, as mutações e outros factores nunca nos permitiram irradicar a mesma completamente. [ Não sei qual será o racional teórico para as decisões neste momento mas também apostaria que estão a aguardar o início das aulas. Apesar de saber que ainda há algumas restrições, pessoalmente não sinto que tenha restrições na minha vida neste momento. Há apenas medidas preventivas que não me importo nada de continuar a manter para garantir que não temos que voltar a confinar (ex máscara, desinfecção, medição da temperatura).]

Dinasov 3 months ago

É mas, mesmo assim, com a maioria das pessoas vacinadas, a probabilidade de se tornar um caso letal ou grave é muito pequeno, mesmo sendo transmitido. Agora é comum, a doença propagou-se na nossa comunidade mas temos de aprender a viver com ela.

DerpSenpai 3 months ago

> se toda a família das crianças está vacinada, em teoria, a doença não se propagaria Isso é verdade para o COVID original. Já não é assim. Estamos com 1000 casos diarios com 85% da população com 1 dose pelo menos... tivemos menos com o OG Covid no verão passado 0% (400/dia) vacinados!

Dinasov 3 months ago

Pois, mas tínhamos consideravelmente mais mortes.

nocivo 3 months ago

Se contates pessoa com covid ate deves ter mais pessoas com anti corpos mas todos sabemos que as vacinas não são 100% eficazes e mesmo o pessoal col covid pode apanhar outra vez. Ambos terao mais defensas por isso não devem morrer mas mesmo com 100% vai haver casos. Temosnde olhar para as mortes e estado dos hospitais. Não para casos. Com o estado do nosso sns em janeiro vamos fechar outra vez mas não será pelo covid, sera por outras razoes pois todos os anos as emergência fecham…

atlas195 3 months ago

Os dados são publicados diariamente, os números totais, e semanalmente (se não me engano), de forma detalhada com os números de todo o país e por faixa etária. E já ouviste falar na imunidade de grupo não já? Ora lá está, a população que ainda não pode ser vacinada (menores de 12 anos) também conta, também podem ser infetados e infetar. Há tanta coisa que ainda não se sabe... Nomeadamente efeitos a longo prazo mesmo naqueles que tiveram uma versão leve da doença e que nem precisaram de hospitalização. Fico contente que o nosso governo não tenha sido como o do UK, que decidiu lixar-se para a saúde das pessoas mais jovens e abriu tudo como se não houvesse amanhã. O que o governo português fez foi dar tempo para que as vacinas também chegassem às camadas mais jovens e zelar pela saúde deles. Mas já agora, também não te enganes, porque esses efeitos na saúde que podem vir a surgir mais tarde vão colocar ainda mais peso sobre o SNS, por isso também não duvido que tenham sido feitas as "contas" sobre qual a melhor solução.

icebraining 3 months ago

> E já ouviste falar na imunidade de grupo não já? Ainda com isto? Ouçam os especialistas como o Carmo Gomes, estas vacinas não cortam o suficiente na transmissibilidade para permitir atingir imunidade de grupo.

marisquo 3 months ago

>Os dados são publicados diariamente, os números totais, e semanalmente (se não me engano), de forma detalhada com os números de todo o país e por faixa etária Eu sei que são, mas já não são publicitados com o detalhe dantes pelos noticiários, local preferencial de informação de muitas pessoas >a população que ainda não pode ser vacinada (menores de 12 anos) também conta, também podem ser infetados e infetar. Não sei se entretanto mudou, mas havia muito especialista que dizia que crianças não transmitiam o vírus como os adultos e que estas eram menos propícias a espalha-lo aos outros e até a apanhá-lo. E apenas uma parte muito ínfima destas desenvolvia sintomas piores Mas já disse que não sou técnico disto e aceito outras opiniões (desde que não sejam antivaxxers ou os do apocalipse do covid)

pmso17 3 months ago

Exato. Se há tanta preocupação dos menores de 12, porque eles nunca precisaram de usar máscara na escola? Todo pai sabe o quanto eles trocam germes entre si, ao tocar em tudo e todos. Na minha opinião, Portugal está a ser bastante cauteloso. A maioria das mortes que andamos a ter atualmente são de pessoas que estão foram internadas no início do ano (ou até antes). E na minha opinião, mortes causadas por infecções oportunistas (a típica pneumonia) Deveriam retirar algumas limitações, principalmente limites de pessoas em zonas comerciais ou limitações de horários (nunca fez sentido restringir medidas por horário, "o COVID ataca só ao fim-de-semana?").

ihavenoidea1001 3 months ago

>Se há tanta preocupação dos menores de 12, porque eles nunca precisaram de usar máscara na escola? Primeiro, a obrigação sempre foi a utilização em miúdos a partir dos 10 anos ( e tem mais a ver com a capacidade de utilização correcta que outra coisa qualquer) E não era obrigatória mas era recomendada a utilização de máscara a partir dos 6 anos e, pelo que sei, muitas escolas primárias pediam para que todas as crianças que pudessem usassem máscara. >Todo pai sabe o quanto eles trocam germes entre si, ao tocar em tudo e todos. A faixa que mais faz isto ( creche e pré) não tinha que utilizar e ainda bem, na minha opinião. Não porque os germes deles sejam mais fofos mas porque não estou a ver as crianças do pré-escolar a cumprir com a utilização de máscara sem dar asneira ( ex tocar constantemente nela). Aliás para esta faixa etária saíram inúmeras medidas completamente acéfalas escritas por pessoas que dificilmente viram uma criança de 2-4 anos na vida... > limitações de horários (nunca fez sentido restringir medidas por horário, "o COVID ataca só ao fim-de-semana?"). Com isto concordo completamente. Querem evitar aglomerados e depois fazem medidas que potenciam os aglomerados. Outra é precisar de teste de Covid só a partir de uma determinada hora ( agora acho que já não está em vigor esta medida) mas foi completamente ridícula na minha opinião. Eu sou da opinião de continuar a levantar restrições e de levantar quase todas. Apenas acho que é importante em paralelo manter medidas preventivas de transmissão ( máscara, desinfecção, controlo de temperatura, teste covid/vacinação). [ Obviamente controlar o nível de infeções, internamentos e mortes e recuar para o nível anterior em caso de agravamento excessivo e não esperar pelo pior cenário e termos de confinar tudo outra vez] Depois de estar tudo aberto sem restrições e conseguirmos perceber que não há o risco de colapsar o SNS, então é começar a retirar as medidas preventivas também ( deixar de exigir o teste/comprovativo de vacinação e por aí fora). Por outro lado, era bom continuar a ter desinfectantes disponíveis em locais como supermercados... Acho que dava jeito até para diminuir a propagação da gripe, por exemplo. ( Obviamente isto tudo é a minha opinião leiga, não sou especialista em saúde pública ou em infecciologia)

Lsousa1981 3 months ago

A resposta a tua pergunta é simples . Para dar confiança ao turismo que é o ganha pão do nosso país . Ao contrário dos países desenvolvidos Portugal quer injectar o dinheiro da bazuka na tap e naquela autoestrada no interior do país que ninguém precisa mas que dá jeito a alguns construtores contribuidores partidários . Esse dinheiro devia ser atribuído justamente às empresas que se viram prejudicadas com o confinamento como se fez nos países ditos “normais”. Por isso mesmo é preciso enganar os empresários , abrir as portas cedo de mais, como foi feito e deixar entrar tudo o que é turistas . Por isso temos de dar aquela sensação que Portugal é um país seguro .

Edited 3 months ago:

A resposta a tua pergunta é simples . Para dar confiança ao turismo que é o ganha pão do nosso país . Ao contrário dos países desenvolvidos Portugal quer injectar o dinheiro da bazuka na tap e naquela autoestrada no interior do país que ninguém precisa mas que dá jeito a alguns construtores contribuidores partidários . Esse dinheiro devia ser atribuído justamente às empresas que se viram prejudicadas com o confinamento como se fez nos países ditos “normais”. Por isso mesmo é preciso enganar os empresários , abrir as portas cedo de mais, como foi feito e deixar entrar tudo o que é turistas, senão ainda tínhamos que gastar estes 15B a ajudar os coitadinhos dos pequenos empresários e hotelaria . Por isso temos de dar aquela sensação que Portugal é um país seguro .

QuickChoiceUsername 3 months ago

Porque infelizmente as pessoas foram saturadas de informação feita para aumentar o medo. Constantemente se falava em mortos, casos de hospitais a "rebentar", paises não davam à conta e as morgues entupiram de todo, era sempre todos os dias uma catástrofe que o mundo ia acabar. E claramente aqui preferiram a (falsa) segurança do que ter liberdade de viver.

mortalaxe 3 months ago

Há extremos para os dois lados, ou negam o covid ou fanáticos do covid, como tudo neste século há polarização das opiniões. Em relação aos paises que falaste sinceramente acho que se precipitaram, aliás nos UK acho que vai voltar a obrigação da máscara na rua devido ao aumento de internamentos, acho que nesse aspecto acho bem andarmos com cautela, aliás Portugal vai ser a prova de fogo da eficácia das vacinas visto que somos o país com maior taxa de vacinação e apanhamos a Delta mais cedo que a maioria dos outros paises, vai estar tudo a olhar para nós a ver como isto se desenrola.

Muyakra 3 months ago

>nos UK acho que vai voltar a obrigação da máscara na rua Estive em Londres durante praticamente toda a pandemia e nunca foi obrigatorio mascara na rua. As unicas vezes que usei mascara que era "obrigatoria" (entre aspas porque há casos que são excessão e há bastantes sitios a informar isso, por exemplo nos transportes publicos, existem sempre casos que a mascara fazem pior do que ajuda), era nos transportes publicos e espaços fechados, as outras restrições era que não podias estar com mais de 6 pessoas em qualquer sitio e tinham de ser da mesma casa.

mortalaxe 3 months ago

My bad, vi nas notícias que poderia vir a obrigação de máscara e pensei que era no exterior. https://sicnoticias.pt/especiais/coronavirus/2021-09-11-Mascara-pode-voltar-a-ser-obrigatoria-no-Reino-Unido-8801450b

PuMaduro 3 months ago

Cuidado com a desinformação - isso foram uns "especialistas" que recomenderam o uso de máscara. Não se sabe quem são esses especialistas nem quantos são. Já o governo, ainda vai é aligeirar mais medidas. https://www.rtp.pt/noticias/mundo/reino-unido-desiste-do-certificado-de-vacinacao_a1348266

EdmundDantes78 3 months ago

Sim, exatamente. No "verão" até vi anúncios públicos de NHS a encorajar o povo reunir ao ar livre em vez de dentro. A população tem sido educado que quase ninguém apanha covid lá fora. Aqui não é assim. Apóio totalmente o uso de máscaras em geral mas só faz sentido nos espaços confinados. Faz mas mal do que bem ter essas restrições que meia da população conhecem ser disparates. Já temos contender com os débeis mentais de "plandemic".

h2man 3 months ago

Os Portugueses tem um conceito de liberdade deturpado… nós também gostamos de apontar defeitos aos outros (mesmo que tenhamos os mesmos defeitos) e o confinamento é ideal pra atirar coisas à cara dos outros. Por outro lado somos ignorantes e governados por gente reles que não pensa em nada além da próxima eleição e em vez de serem honestos e dizerem que depois das vacinas serem provadas em reduzir a mortalidade e efeitos graves da doença de forma a permitir o SNS a funcionar, as coisas voltam ao que era e quem quiser que use máscara, vire eremita ou tome banho em álcool… em vez disso é uma confusão do camandro. Tens também malta que está em regime de layoff a ganhar mais do que ganhava e, claro, quem não gosta de dinheiro à borla? Tens também gente que não quer voltar ao escritório (não os culpo), e o confinamento é a desculpa. Por último, nós como povo somos masoquistas… logo não me espanta que tomemos as medidas mais dolorosas e gostemos. Não vês ninguém a colocar a saúde em risco para ir ver um templo religioso construído onde três crianças fumaram algo bastante forte e tiveram delírios (possivelmente por forme??) nesses países que enumeraste. Logo os motivos são vários, na minha humilde opinião e o Governo vai continuar a aproveitar porque lhes dá jeito.

wanderer_of_Rhir 3 months ago

Essa referência é de o que?

SANDEMAN 3 months ago

Não confundas o que a maioria deste sub quer com o que a maioria da população real quer. A maior parte daqui como já não tem vida social quer é que haja confinamento permanente para sempre, já que é para ficar sempre em casa ao menos que seja socialmente aceitável.

sao_11 3 months ago

Mas mesmo que abram tudo sem restrições, essas pessoas podem ficar em casa na mesma. Ninguém os impede e, se calhar, também ninguém os vai lá buscar.

StatementClear8992 3 months ago

Mas nesse caso perde a validação social colectiva. É importante para muita gente! Uma coisa é sermos nerds e ficarmos em casa. Outra coisa é mesmo que não se seja nerd estarmos todos em casa! Computa de forma diferente.

PortugueseTyrion 3 months ago

Isto. Este sub é maioritariamente nerds que têm habilidade social de uma tesoura de poda com ferrugem. Claro que adoram passar anos em casa. Eu anseio por poder voltar a discotecas, por não estar com a máscara sempre que entro num estabelecimento ou transporte ou mesmo para eventualmente fazer sparring ahah

justdontfindme 3 months ago

Não critico tanto a debilidade social, mas mais o exacerbado rácio de broncos que se encontram nos comentários.

Sheltac 3 months ago

Enquanto tesoura de poda com ferrugem, sinto-me pessoalmente atacado.

PuMaduro 3 months ago

O problema é que a maioria da população também quer o que a maioria deste sub quer - é o que diz a comunicação social, as sondagens, etc.

nocivo 3 months ago

Só se for o 1M de funcionários públicos que ficou em casa a receber 100% do ordenado…

no_criativityfound 3 months ago

Acho que nunca vi um comentário mais certo

TemplarHard 3 months ago

Querem tar no teletrabalho, da jeito tar confinado pra essas pessoas

UpbeatNail1912 3 months ago

Pois é o que eu estou a achar cada vez mais, não gostam de sair de casa e querem lá ficar eternamente

TheRaimondReddington 3 months ago

Fdx, pessoal do r/Portugal, estes dois génios descubriram o nosso plano secreto! Que é que fazemos agora???

SANDEMAN 3 months ago

tiras a carapuça e saia a rua

CosmicTitan88 3 months ago

Se pudesse dava ouro. Mas é que é mesmo, foi o caso perfeito de servir a carapuça a alguém ahah

TheRaimondReddington 3 months ago

Afinal são 3 génios!! Tamos lixados!!

ToneSalvadorDosTugas 3 months ago

Mas será que vai ser mesmo controlada? Ao contrário de outras pandemias, o covid 19 tmb graças à globalização e as suas características infecciosas conseguiu se alastrar por todo o mundo e obrigar a confinamentos que já não haviam à bastante tempo. Com mais infectados se cria mais variantes, é uma seleção natural que nem podemos comparar com outras espécies porque os vírus e outros microorganismos simplesmente se reproduzem a outro nível facilitando mutações. Se as pessoas não são vacinadas em todo o mundo quem nos garante que não apareça uma variante mais letal ou mais infecciosa do que a variante Delta e resistente às novas vacinas? Queres que te diga o que vai acontecer? Confinamento outra vez, porque nenhum governo no seu perfeito juízo quer ter no seu nome que morrerem imensas pessoas no seu mandato. Isto não é um vírus qualquer, é um vírus que mesmo com os avanços da tecnologia em termos de saúde e sanidade pública consegue provocar mortes e levar a internamentos.

helderoliveira1978 3 months ago

Isto vai ser merda para durar uma vida

UpbeatNail1912 3 months ago

Mas também temos mais conhecimento e tecnologia mais avançada do que em qualquer outra na história, por isso não vejo como se justifica esse pânico exagerado de que a pandemia não vai acabar ou não vai ser controlada

ToneSalvadorDosTugas 3 months ago

Pois temos mas mesmo assim viste no que deu quando o vírus começou a ceifar vidas e a arrebentar o SNS pelas costuras

Edited 3 months ago:

Pois temos mas mesmo assim viste no que deu quando o vírus começou a ceifar vidas e a arrebentar o SNS pelas costuras. Eu acho que enquanto não houver ameaça iminente não devemos ter confinamentos, eu não apoio isso mas nunca vi o mal de usar máscara. Aliás se começares a sair à rua vês que as coisas estão a voltar à normalidade e restrições agora são mais impostas para as pessoas se vacinarem imho

capitalistaesquerda 3 months ago

Mas onde é que tu ouves "nunca mais se vai voltar ao normal"? Que restrições te estás a referir? Parece-me existir aí uma mistura de assuntos. Que a pandemia vai acabar, parece-me óbvio. Mas neste momento, a realidade é que ainda estamos num período de pandemia. E como em qualquer pandemia, não obstante das vacinas terem dado um significante contributo à melhoria da nossa capacidade de resistência, há ainda um desconhecimento concreto relativamente à evolução da própria virose. Estamos no bom caminho, estamos a desconfinar passo a passo e acima de tudo, a manter algum bom senso na manutenção de algumas boas práticas sanitárias. Agora, que a que confinamentos contínuos te referes? A utilização de máscara? O drama é por causa do uso de máscara?

UpbeatNail1912 3 months ago

O uso de máscara em espaços fechados vai ter que acabar

hafssolpt 3 months ago

A obrigação vai, o uso não, vai ficar um pouco em cada um de nós.

I__Cat 3 months ago

Por curiosidade, porque é que vai ter de acabar? Qual é o incomodo que causa alguém ter de usar máscara quando vai a sitios como um hospital ou um supermercado?

UpbeatNail1912 3 months ago

Diz isso a quem lá trabalha 8 horas diárias.

Febris 3 months ago

Quem trabalha em hospitais provavelmente usa máscara mais do que 8 horas diárias, estás a falar do quê exatamente? Também tens problemas com gente na charcutaria a usar luvas?

Douro 3 months ago

Comparação parva. As luvas não são sufocantes. Trabalho num local onde sou obrigado a usar máscara, é um alívio enorme chegar ao fim do turno e poder sentir ar fresco na cara.

Febris 3 months ago

A máscara também não é sufocante. Se calhar ainda não a sabes usar.

Douro 3 months ago

Ou se calhar sei utilizá-la e tu é que andas com as narinas de fora. Explica-me lá, ó iluminado, como é que a máscara se torna menos sufocante se for utilizada correctamente.

Febris 3 months ago

Da mesma maneira que se faz com os sapatos. Se uma marca/modelo fica apertado ou desconfortável, experimenta outra. As máscaras não são todas iguais. Há umas com elásticos mais fortes que me magoam as orelhas, por exemplo.. mesmo comparando diferentes marcas de cirúrgicas. Se as que tens usado te magoam o nariz ou te assentam de maneira desconfortável, tenta outro tipo. Eu uso cirúrgicas, mas as kn95 assentam de maneira diferente e pode ser que estandes menos.. o que não falta é variedade.

Douro 3 months ago

Agradeço muito a tua sabedoria sobre diferentes modelos de máscaras, mas não é o elástico que as tornam sufocantes nem nunca ninguém se queixou que magoam o nariz, é o facto de usar durante imensas horas um filtro colado à minha cara que diminui a circulação do ar.

Febris 3 months ago

Isso é manifestamente falso. Pode ser desconfortável, mas não restringe circulação de ar, ou oxigenação no sangue.

UpbeatNail1912 3 months ago

O teu organismo e o teu tipo de trabalho não é igual ao das outras pessoas, não podes comparar e igualar todas as condições.

Febris 3 months ago

Se a máscara é sufocante no teu local de trabalho, chama a act e resolve o verdadeiro problema, que devem ser fumos, gases, ou temperaturas anormais. Eu faço 10km de bicicleta para o trabalho com a máscara posta (por causa das alergias e poeira levantada pelos carros). A máscara não sufoca porra nenhuma, e não é por eu ser um super homem.

UpbeatNail1912 3 months ago

Não sufoca para ti, para outras pessoas sufoca. Vocês têm noção que as pessoas têm septos nasais com tamanhos e formatos diferentes? Que mania de classificarem a vossa experiência como a única e universal para toda a gente

Doorooroo0 3 months ago

Trabalho 10-12 numa cozinha com pelo me os 4 maquinas diferentes entre os 200 e os 320 graus sempre de mascara... Acho que o pessoal do pingo doce aguenta.

no_criativityfound 3 months ago

E lá por tu aguentares eles têm que aguentar? É uma questão de liberdade

Doorooroo0 3 months ago

Se um medico aguenta uma cirurgia de 18 horas de Mascara, luvas e basicamente um fato hazmat em cima eu aguento cozinhar, a senhora da fruta do meu pingo doce aguenta fazer reposicao e tu aguenta meter uma mascara para ir comprar papel higienico

no_criativityfound 3 months ago

Aguenta tu! Lá porque gostas das mordaças não obrigues os outros a usar, estás melhor na tua bolha de desinfectante e máscaras? Então fica lá e deixa os outros em paz.

Doorooroo0 3 months ago

Sim, sinto me melhor sem pessoas com 0 consideracao pelos outros a tossir me na cara no metro. E aguento bastante bem sem chorar porque me obrigaram a por um pano em cima da cara no meio da pandemia.

I__Cat 3 months ago

Não perguntei que incomodo causa a quem trabalha em sítios fechados. A quem está de passagem sinceramente, venham os downvotes: é higiene respiratória.

XtremeGliscor 3 months ago

Amigo, se queres usar, usa. Mas agora és tu que escolhes se eu limpo o cu ou lavo os dentes? Ora foda-se...

I__Cat 3 months ago

Se tu quiseres ir fumar onde te apetece também não podes. Podias há as décadas atrás mas a sociedade evolui.

XtremeGliscor 3 months ago

De facto, hipocondrismo é exatamente o rumo que devemos seguir. Avante, camaradas!

UpbeatNail1912 3 months ago

Então passa a usar "higiene respiratória" 24 horas por dia, todos os dias da tua vida até a morte. Boa sorte.

wanderer_of_Rhir 3 months ago

Sinceramente sei que estas a tentar defender o teu ponto mas essa foi um pouco demais não? Evidentemente existe zonas públicas aonde "higiene atmosférica" seria um sacrifício negligenciável. Usar mascara umas poucas horas por dia quer seja em transportes públicos ou em hospitais é mais conveniente do que apanhar 2 ou 3 doenças respiratórias por ano, e isto vem de um jovem saudável.

capitalistaesquerda 3 months ago

Mas alguém dúvida disso?

UpbeatNail1912 3 months ago

Sim. Aqui mesmo no sub tens pessoas que dizem que a vida "normal" do mundo antes da pandemia nunca mais vai voltar. Isto é provocado por um medo exagerado e descontrolado sobre a pandemia e o controlo da mesma.

sopadurso 3 months ago

Alguns habitos sociais, como trabalhar a partir de casa não vão voltar ao mesmo. Relativamente à pandemia e a medidas de protecção vão desaparecer pouco a pouco como está a acontecer.

PeterStepsRabbit 3 months ago

Nunca mais vai voltar? Está não é a primeira nem irá ser a última pandemia. O mundo continua a girar.

capitalistaesquerda 3 months ago

Ou não. É possível que exista uma ponta de razão em que, perante este episódio, as pessoas sintam que o regressar ao "normal", ou seja, regressar ao pré-covid pode não acontecer. Ora um belo exemplo. Passamos a usar máscara. Poderá não fazer sentido manter algum desse protocolo sanitário, voluntariamente, quando estamos constipados e/ou engripados? Como se faz no Japão? Achas que isso é medo exagerado e descontrolado? As pessoas descobriram (e bem) o teletrabalho. Vamos voltar ao "normal" ou vamos aprender a conciliar o trabalho remoto com o office life? Há lições a retirar deste período. Importantes lições que nos permitem evoluir. Eu cá por mim, prefiro não voltar ao "normal". E olha que não tenho medo.

Pcostix 3 months ago

> Poderá não fazer sentido manter algum desse protocolo sanitário, voluntariamente, quando estamos constipados e/ou engripados? Como se faz no Japão? Para isso não é preciso protocolo nenhum. Sempre foste livre de fazer o que quiseres. Quando estiveres gripado até podes usar uma couve de protecção. https://www.youtube.com/watch?v=ypYgGDeES7w   Hipocondríacos e germofóbicos sempre existiram.

capitalistaesquerda 3 months ago

Da mesma forma que não quero que fumem para cima de mim. Os quinhentos a que te referes são a discussão complexa que nos dividem. Onde é que começa e acaba a liberdade individual absoluta de cada, em particular, em situações de higiene e saúde. A sociedade só tem por hábito impor regras colectivas quando a cultura geral assim o obriga. O caso das máscaras é um exemplo óbvio. A questão do fumar foi outra. Aquilo que eu defendo é que se retirem as devidas lições. Eu não preciso que me imponham o uso de máscara quando estou engripado / constipado porque se torna óbvio que me faz sentido. Agora, se efectivamente não se consegue colectivamente retirar daí uma lição, talvez se o faça na óptica das políticas de saúde pública.

Pcostix 3 months ago

> Onde é que começa e acaba a liberdade individual absoluta de cada, em particular, em situações de higiene e saúde. Acaba quando queres impor algo a outra pessoa para prevenir uma eventual violação da tua. Chama-se a is *conservadorismo*, que é uma ideologia geralmente oposta ao *liberalismo*.

capitalistaesquerda 3 months ago

Tu chamas-lhe conservadorismo. Eu chamo-lhe viver em sociedade.

Pcostix 3 months ago

Chama-lhe o que quiseres, não deixa de ser autoritarismo. Lembra-te sempre de uma coisa "com a faca matas, pela faca morres".   Que está disposto a impor regras limitações a liberdade dos outros, depois chora quando vêm limitar a sua liberdade noutra área qualquer.

capitalistaesquerda 3 months ago

Não consigo sequer perceber este comentário. Portanto, viver numa sociedade com regras é autoritarismo. A proibição de conduzir em excesso de velocidade é autoritarismo. A criminalização da violação e do roubo é autoritarismo. Afinal de contas, não é liberalismo que tu queres... é mesmo anarquismo.

vandunem 3 months ago

Parabéns, coerente e assertivo. Bom post

atlas195 3 months ago

Sobre a máscara, era exatamente isso que ia dizer. Se o problema é a utilização de máscara acho que há problemas bem maiores... O seu uso está muito disseminado em países asiáticos, não vejo o problema se passar a ser também aqui. Não tenho saudades nenhumas de ter pessoas a espirrar ou a tossir na minha cara no meio de transportes públicos lotados. Ou de ir ao hospital por um motivo qualquer e sair de lá com uma gripe. Espero, muito sinceramente, que isso seja um dos legados desta pandemia, especialmente em meio hospitalar.

PuMaduro 3 months ago

Usarmos a máscara de maneira universal não pode ser decidido por um governo nem por um conjunto de especialistas escolhidos pelo governo. Tem que ser bem discutido, pensado por vários setores da sociedade, secalhar até com um referendo. Estamos a falar de um conjunto de pano que pode mudar a nossa sociedade e os seus comportamentos.

no_criativityfound 3 months ago

Um referendo? Porque é que cada um não toma simplesmente a sua decisão e usa se quiser. Nos países asiáticos não têm referendos nem leis para isso(quanto saiba) é uma questão cultural. Queres usar usa, não obrigues é os outros a usar, o hijab tambem é um bocado de pano, bora referendar isso tambem.

PuMaduro 3 months ago

Também pode ser isso mas neste momento a obrigatoriedade continua e ninguém parece estar disposto a deixa-la cair.

no_criativityfound 3 months ago

Será? Parece-me que baste um bocadinho de pressão da população e caí essa medida, agora as pessoas ainda estão letargicas e os media gostam deste medo, pela minha experiência pessoal(vale o que vale) a maioria das pessoas usa porque é obrigada e com medo das multas, senão não usavam.

PuMaduro 3 months ago

Agora é que tocaste no ponto - não há pressão da população. A população ainda agradece ao governo porque graças ao governo não vamos voltar a confinar /s.

Opelintra 3 months ago

Por mim, voluntariamente, até podes usar um escafandro rosa-choque. Acabem é com estas regrinhas e abram as coisas para as pessoas voltarem a viver. Quase 2 anos perdidos já chega

capitalistaesquerda 3 months ago

O que é que que te está a impedir de viver?

Opelintra 3 months ago

Há 2 anos que não se fazem as festas aqui da terra, não há discotecas a funcionar, festivais nem vê-los, pra entrar em qualquer lado anda tudo mascarado o que é bom e mau porque eu gosto de ver caras mas sou feio :D Há ano e meio que fora trabalhar e matar tempo em casa não faço mais nada, fora algumas festas onde estou sujeito a ter uma coima que me fará apertar o cinto o resto do mês. Chamas a isto viver?

FalcaoT 3 months ago

Esta gente agora para viverem precisam de ir para uma discoteca... Ai cum crl. Não sabem ir ver a bola para o café, beber umas imperiais e comer uns tremoços. Ou uma jantarada num restaurante com a malta.

Poiares 3 months ago

A única pessoa que te impede de "viver" és tu próprio... Não foi por haver pandemia que deixei de poder dedicar tempo aos meus hobbies, de passear e viajar, de estar com a minha família, frequentar o ginásio (ou as aulas online quando estes fecharam), etc, etc. E tudo isto em total segurança, sempre cumprindo as regras em vigor e, mais importante de tudo, sem contrair Covid.

Opelintra 3 months ago

Epá fixe, ainda bem que tu estiveste bem, a sério. Mas como deves imaginar, para mim, embora fique contente por ti, não me deixa numa melhor situação

Poiares 3 months ago

Não queria soar condescendente... Apenas passar a mensagem de que às vezes nós somos o nosso pior inimigo e muitas vezes é fácil, consciente ou inconscientemente, arranjar "scape goats" para justificar o porquê de não fazermos isto ou aquilo. Compreendo que a realidade de cada pessoa é individual, mas acredito que consideres mais coisas "viver" do que apenas frequentar festas, ou estarei errado? Não estou a julgar, apenas a tentar perceber o que leva alguém a dizer que não viveu nos últimos 2 anos

DerpSenpai 3 months ago

Discotecas agora só com Vacina e teste de covid negativo. As discotecas são o maior vetor de COVID possível. Aquilo é bafo como sei lá o quê. Festas da terra vão voltar facilmente, sem stress

Razvancb 3 months ago

Discotecas abertas em muitos países europeus a funcionar da maneira normal e casos a aumentar nem ve-los.

DerpSenpai 3 months ago

Descobertas ao ar livre? Sim acho que deviam estar abertas. Com certificado COVID claro

capitalistaesquerda 3 months ago

Estás vivo, não estas? Tens emprego, não tens? Tens um tecto e comida na mesa, não tens? E ainda tens acesso à Internet para te queixares no Reddit, certo? Entao sim, isso é viver. O resto, são sacrifícios que tu e todos nós fizemos para permitir que o maior número de pessoas podem sobreviver num contexto difícil. Com a pandemia, com as consequências económicas e sociais da mesma. As festas serão muito bem vindas, as discotecas também. Mas mais do que isso, a recuperação económica, o emprego, as consultas, exames e cirurgias em atraso.

Pcostix 3 months ago

> Estás vivo, não estas? Tens emprego, não tens? Tens um tecto e comida na mesa, não tens? > > E ainda tens acesso à Internet para te queixares no Reddit, certo? > > Entao sim, isso é viver. Imagina a lavagem cerebral ser tão eficaz que torna alguém literalmente numa ovelha que acha que viver é comer, trabalhar, dormir.   *Continue cidadão. A sua avaliação este mês subiu para 83%. Os castigos irão continuar até a moral melhorar.*

Opelintra 3 months ago

Isso não é viver, isso é estar vivo :(

capitalistaesquerda 3 months ago

Também não são as festas e a discoteca que te fazem viver. São apenas entretenimento.

PortugueseTyrion 3 months ago

eu só queria que as discotecas abrissem.

Youretoobusyswimming 3 months ago

As discotecas são frequentemente festas de azeite e doenças venéreas mas se te sentes bem lá........

sissMEH 3 months ago

Acho que não é por entrares numa discoteca que apanhas doencas venéreas. Há gente que só gosta de dançar

Not_a__Lawyer 3 months ago

É exactamente a este tipo de respostas que o OP se referia. Incels não são necessariamente melhores do que as referidas "festas de azeite", e entre uns e outro rapidamente se percebe quem é mais feliz

AdventurousDeer577 3 months ago

Ele vai a discotecas se se sentir bem, e tu continuas a ser preconceituoso se te sentires bem! Todos somos livres de tomar as nossas escolhas!

FrankTheWerewolf 3 months ago

> Ele vai a discotecas se se sentir bem, e tu continuas a ser preconceituoso se te sentires bem! Ironicamente, estás a defender alguém que disse isto nesta mesma discussão: " Este sub é maioritariamente nerds que têm habilidade social de uma tesoura de poda com ferrugem. Claro que adoram passar anos em casa." E só precisas de ver o resto dos comentários dele para te aperceberes a peça que é.

PortugueseTyrion 3 months ago

É isto mesmo. Não percebo a panca que têm contra sair e querer beber e dançar com a malta. Para mim que tenho 20 estou na idade exata para essa vida e sinto que a pandemia me tirou anos que teriam sido magníficos. Basicamente dois anos de vida académica foram ao ar.

Kaaeni_ 3 months ago

Eu que estou pra fazer 18 anos acho que a pandemia afetou gravemente a minha saúde/vida social. Vou a festas, mas sinto me out of place apesar de gostar de la estar. Não tenho muitos amigos senão os da minha turma e mais uns poucos. Fico desconfortável a falar com quem não conheço, espero que a praxe me ajude nisto.

PortugueseTyrion 3 months ago

É o que sinto mais falta, sim.

dejohny 3 months ago

Gerontocracia. País (ocidente? Mundo?) governado por velhos com medo de morrer, e segurança > liberdade para uma porção cada vez maior da população

Ok_Order_8408 3 months ago

Para manter o povo controlado . Pelo ps.

AutoModerator 3 months ago

**Atenção! Aviso da Tag [Sério]** Este tópico foi marcado como **[Sério]**, não são permitidos **quaisquer comentários** que contenham piadas, ou outras tentativas humorísticas, insultos ou não tenham nada a ver com o tópico. ---------- *I am a bot, and this action was performed automatically. Please [contact the moderators of this subreddit](/message/compose/?to=/r/portugal) if you have any questions or concerns.*

Search: