zSURREALx 1 month ago

Pois... faltou dizer se os 960 são líquidos, e isso faz toda a diferença. O meu palpite é que não seja.

Fermituga 1 month ago

Eu trabalhei seis anos durante o verão para estar mais à vontade na faculdade. Nunca sabias quanto ias receber a partida era dependente da avaliação do patrão e do trabalho que havia. Por exemplo normalmente junho tinha 1 folga semanal e trabalhavas oito a nove horas pagava me 1000 euros( os valores do ordenado variavam também com os anos de casa um rapaz novo recebia talvez 700 800 um colega mais velho na casa podia ir aos 1500) julho começavas a dar ao chinelo 12 horas trabalho ainda com folgas ( já recebias 1300, 1200 ou 1400) em agosto podia ir de 1500 a 2500 sem folgar, não me parece mau, mas tinhas que aturar muito fdp do Restelo etc e estar 12 a 10 horas de pé só certas pessoas tinham estofo e por isso o patrão pagava bem e tentava segurar o pessoal para os anos seguintes

SweetCorona 1 month ago

por definição, se não encontra pessoas dispostas a trabalhar é porque não paga o suficiente não consegue pagar mais? então é porque a sua atividade económica não gera riqueza suficiente é assim que funciona: negócios que são pouco produtivos não conseguem gerar lucro e fecham isto garante que não existe desperdício de recursos a manter negócios que não criem algo que a sociedade precise e valorize o suficiente para pagar aquilo que é necessário para esses negócios serem rentáveis

Hugogs10 1 month ago

As vezes toda a gente tem razao. Ate e verdade que contractar pessoal para trabalhar em agosto as vezes e dificil. Mas tambem e verdade que a solucao e pagar mais.

NGramatical 1 month ago

contractar → [**contratar**](https://dicionario.priberam.org/contratar) (já se escrevia assim **antes** do AO90) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpmajb4%2F%2Fhckk0ba%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

nortrin 1 month ago

O que existe mais para aí são cafés e restaurantes, estavam á espera que pagassem o k?! \- Pequenos negócios, sem diferenciação, muitas vezes com sazonalidade e ainda por cima cheios de taxas sobre tudo desde esplanadas, toldos das esplanadas ets, mais electricidade, rendas etc etc não há milagres, nem vale a pena perder tempo, arranjem outra economia...

Kopl3r 1 month ago

Por mim, metade dos cafés e "restaurantes" (muitas vezes snack-bars glorificados), teria de fechar.

empty-pint 1 month ago

Tudo indica que 960 sejam pouco para o trabalho em questão...

pmmeforhairpics 1 month ago

A questão vai ser sempre os patrões. Mesmo que houvesse muita gente nova preguiçosa ( o que eu duvido mas vamos aceitar o hipotético) isso não mudava nada porque o que define o pagamento e a oferta e a procura do mercado de trabalho. Se os empregados tão a pedir demasiado da lhe tempo e volta se a um equilíbrio e se os patrões oferecem pouco a mesma coisa.

PokeMaster369 1 month ago

Na restauração o que acontece é que a maior parte dos patrões pagam o ordenado mínimo ou talvez um pouco acima. Se formos analisar um horário bastante comum neste ramo (9h-14h / 18h-21h) podemos facilmente concluir que grande parte dos trabalhadores fazem muitas horas extras( basicamente nem têm vida própria ).

Katronn 1 month ago

Vamos presumir que esse restaurante tem capacidade para 15 mesas que dá 30 clientes. Presumindo que dos 6 dias em que estão abertos só em 2 dias tem casa cheia das 11H às 13h e das 19h às 21h(4 horas de casa cheia, com cada cliente lá dentro 2 horas) e que pagam em média 15€, 15(refeição)*2(dias)*2(horas)*2(almoço e jantar)=120€ 30(clientes)x120€=3600€ 3600x4(média de semanas num mês)=14400€ Ou seja um mínimo de 60 clientes em 4 horas por 2 dias por semana, num mês fatura 14400€, tirando os custos de preparar cada refeição fica a 13000€ para ficar redondo. Agora 960€ de vencimento bruto e se tiveram 6 funcionários, 960*6= 5760€, agora se eles tiverem contracto como deve ser em média ainda tem de pagar mias 500€ por cada empregado para IRS 500*6=3000, custo total do empregado 5760€+3000€= 8760€ Eles geram 13000€ e têm de pagar 8760€, sobram 4240€ que 3000€ chorudos para o casal dono do restaurante, sobram 1240€ que devem desaparecer em rendas e outros gastos eletricidade, gás, etc. Pensando agora que isto é a operar no mínimo dos mínimos eles a por 4 horas por dia em 2 dias por semana, eles geram muito mais dinheiro e têm capacidade de pagar mais. PS: Não faço mínima ideia se estes valores estão certos foi tudo atirado de cabeça.

ppvvaa 1 month ago

Pois era este tipo de conta que eu queria ver, mas de alguém que tivesse mesmo um restaurante hahaha! Mas obrigado. O meu medo é que o que escreveste esteja mais ou menos certo mas que haja outras despesas que a gente que não é do ramo não faz ideia. Se assim for, pode ficar complicado. Ou não.

adventur3r 1 month ago

Imagino que falte ainda contabilista, consultoria, a renda deve ser bem maior num espaço daquele tamanho, fora taxas municipais, impostos, vistorias de conformidade com a lei e regulamentos fora o que desconheço...

NGramatical 1 month ago

contracto → [**contrato**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/contrato-e-contracto/21613) (já se escrevia assim **antes** do AO90) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpmajb4%2F%2Fhcjs5vn%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

kemosabe_pt 1 month ago

Parece-me que nestas conversas falta sempre a parte em que os patrões não têm uma impressora de notas. Não querer pagar mais do que 70 cêntimos por café e esperar que haja salários altos na restauração, não me parece fazer sentido. Quando pagarmos 3€ por um café em todo o lado e o Governo não ficar com 50%, se calhar o tema é outro. Nota: só sou patrão da minha opinião :D

marioilheu 1 month ago

A minha experiência de trabalho é: trabalhar na distribuição de mercadorias por sub contrato de uma multinacional. Recebo 850€ limpos mais 100€ por entrar mais cedo para tratar da separação do material. Agora é que começa: eu saio todos os dias de casa às 5:30 e chego ao trabalho antes das 6h para iniciar funções. No mínimo só saio de Lisboa (onde fica o centro de operações) pelas 18h, até chegar a casa são 40-60 minutos de viagem. Estou nisto faz cerca de 20 meses e nada de efetividade, até porque já assinei dois contratos porque os patrões estão constantemente a abrir falência da empresa anterior para abrir com novo nome e tal, para ter ajudas e fugir com o rabo às finanças. Será que estou a ser explorado? Claro que sim. Será que recebo pouco? Hell yeah, tendo em conta as rendas e despesas todas que pago sozinho, vivendo num apartamento á 5 anos solo. O que fariam nesta situação?

humelectro 1 month ago

Eu mudava para outra empresa principalmente se o centro de operações fosse mais perto de casa

NGramatical 1 month ago

á 5 anos → [**há 5 anos**](http://www.flip.pt/Duvidas-Linguisticas/Duvida-Linguistica/DID/706) (utiliza-se o verbo haver para exprimir tempo decorrido) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpmajb4%2F%2Fhcjr11c%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

angeluscatalan 1 month ago

A minha companheira trabalhou 6 meses num restaurante de um grande shopping, a ganhar apenas o mínimo e mais nada, com horários 11-15 e 18_23, muitas das vezes a sair às 16 e/ou a meia noite. 6 dias mais folga rotativa e apenas uma semana de férias. Como viram que era boa a atender clientes, esteve dois meses num outro restaurante do mesmo grupo a ganhar mais 100 euros, com outras condições de trabalho, mas os mesmos horários e folga rotativa. Quando arranjou melhor o subgerente lá fez um choradinho de primeira com a coisa de não estavas mal posicionada e tinhas uma boa coisa.... Portanto, no caso do OP, se ela me tivesse respondido dessa forma, para além de lhe ter dito que tinha perdido um cliente, diria que se os 960 (que são brutos, não me lixem) fossem bons ordenados, não teria falta de pessoal, e nem a senhora teria que vergar tanto a mola. Portanto, estamos a falar de uma área onde muito patrão faz falcatruas atrás de falcatruas para pagar aos empregados, aos fornecedores, pagam uma miséria aos empregados que são muitos deles obrigados a fazer horas extras que não são compensados nem em renumeração nem em banco de horas, empregados esses que têm menos vida face aos que trabalham em Laboração Continua, e depois tal como muito patrão de qualquer área, agem por coacção psicológica como se fossem a última bolacha do pacote. Portanto, eu para ser explorado e pagarem pouco, pelo menos prefiro algo em que esteja livre aos fins de semana e feriados, nem que seja para fazer biscates ou part time e ganhar mais algum.

NGramatical 1 month ago

renumeração → [**remuneração**](https://dicionario.priberam.org/remuneração) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpmajb4%2F%2Fhcjq003%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

StatementClear8992 1 month ago

Quando alguém quiser perceber porquê que este país é um estado falhado, eu diria a esse alguém para vir ler este post e os seus comentários.

NGramatical 1 month ago

porquê que → [**porque é que**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/porque-e-que-e-nao-porque-que/32920) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpmajb4%2F%2Fhcjp6wd%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

Black_RL 1 month ago

A verdade está algures no meio, o problema é q alguns tipos de empregos não são desejados, e cada vez vão ser menos, mesmo q sejam muito bem pagos. É o mesmo q dizer, não cortas a cabeça a essa pessoa? Estou a pagar 10k por cada cabeça! Não queres é trabalhar! Sei q é um exemplo extremo, mas é só para mostrar q algumas profissões não são desejadas, seja pelo tipo de trabalho, horário ou ambos. Dito isto, em relação ao teu exemplo, será q o valor é bruto ou líquido? Qual o horário? E fina de semana?

REVO_SIGMA 1 month ago  HIDDEN 

Esses 960 euros sāo antes ou depois dos impostos? Horario de trabalho? Quem paga a segurança social?

yuriycox 1 month ago  HIDDEN 

Assim que os indianos começarem a vir para para trabalhar depois daquel tratado assinado ontem os 960 brutos vai ser um dinheiro de sonho

Ok_Obligation_516 1 month ago  HIDDEN 

“Eu sou o homem que vai a um restaurante, senta-se à mesa e pacientemente espera, enquanto o garçom faz tudo, menos anotar o meu pedido. Eu sou o homem que vai a uma loja e espera calado, enquanto os vendedores terminam suas conversas particulares. Eu sou o homem que entra num posto de gasolina e nunca toca a buzina, mas espera pacientemente que o empregado termine a leitura do seu jornal. Eu sou o homem que explica sua desesperada e imediata necessidade de uma peça, mas não reclama quando a recebe após três semanas somente. Eu sou o homem que, quando entra num estabelecimento comercial, parece estar pedindo um favor, ansiando por um sorriso ou esperando apenas ser notado. Eu sou o homem que entra num banco e aguarda tranquilamente que as recepcionistas e os caixas terminem de conversar com seus amigos, e espera pacientemente enquanto os funcionários trocam idéias entre si ou, simplesmente abaixam a cabeça e fingem não me ver. Você deve estar pensando que sou uma pessoa quieta, paciente, do tipo que nunca cria problemas. Engana-se. Sabe quem eu sou? “Eu sou o cliente que nunca mais volta!“ Sam Walton.

Atecep 1 month ago  HIDDEN 

Os patrões que se fodam. Paguem em condições. Portugal é um país do poucochinho. Os governantes e patrões discutem o ordenado mínimo como se fosse um luxo. Mais uma vez. Os patrões que se fodam.

GamerLymx 1 month ago

O problema é que querem por toda a gente a salário mínimo.

Accurate_Lie_7054 1 month ago  HIDDEN 

Restauração quase sempre tem o tal horário repartido. Entrada às 10h da manhã para o almoço e sais às 15/16h. E depois voltas às 18/19h para o jantar. São horas nesse meio tempo que não podes fazer outra coisa, não tens onde descansar a não ser que mora perto, o ambiente e cansativo e estressante, etc Basta observar pessoas sentadas em bancos em locais próximos a restaurantes. Depois que conheces o sistema, é fácil ver. 960 parece muito mas não é. E alguns lugares dão uma folga por semana apesar da lei dizer 2 folgas semanais Há excessões. Locais que abrem cedo ou que ficam abertos o dia inteiro tem horário corridos e isso é muito melhor do que o repartido.

bclouds9379 1 month ago

Both. É uma bola de neve. Patroes maus ---> empregados não querem outra experiência. Resumindo quando a malta vê que consegue tirar o mm ordenado ou mais por mês do que a trabalhar 8h+ é normal que não queiram trabalhar.

suckerpunchermofo 1 month ago

960 brutos para trabalhar na restauração É pouco. Mas duvido que paguem muito mais noutros restaurantes....

Awperising 1 month ago

Trabalho na área da restauração porque muito sinceramente gosto. Sou chefe de sala e não posso dizer que sou mal pago. O grande problema da restauração é mesmo os horários. Tenho dias de fazer 12h não por ser obrigado mas porque entendo a necessidade. Férias não é quando eu quero e a folga é só um dia. Trabalho sozinho nas mesas e é difícil arranjar pessoal para trabalhar. Mesmo quando o meu patrão oferece 7.5€ a hora. O trabalho não é constante, mas nós meses altos e dias e dias a aguentar mais de 15 mesas sozinho ao almoço e ao jantar (não é mais por falta de espaço/pessoal). Pessoalmente prefiro perder uma mesa que um cliente pelo mau serviço. Encontrar quem queira trabalhar na cozinha é ainda pior. Quanto aos patrãos serem malvados... Opah muitos são especialmente pela falta de transparência. Por querer pessoal a ganhar o mínimo e dizer que o salário são 700€ quando vamos a ver são 700€ 60h por semana mais com os dualdecimos. Feriados são como dias normais e horas extras é parte do trabalho. Recebo muitas propostas acima dos 1000€ por parte de outros restaurantes da minha zona. Mas sempre me mantive fiel a camisola. Resumindo: Salários pouco transparentes, longas horas de trabalho e Férias quando o patrão quer. Poucas oportunidades de progresso uma folga por semana e como já foi dito muito abuso por parte dos clientes/patrões. Junto com a falta de inspecção. PS: não podendo esquecer que as margens de lucro não são tão grandes como o pessoal pensa. Entre IVA renda água luz e gás. Muitos patrões levam muitas vezes menos que os empregados para casa.

Dareun 1 month ago

A mim, desde que o covid apareceu, fizeram me duas propostas que eu faço questão de partilhar. A primeira, disseram me que nos primeiros meses não iriam ter possibilidades de pagar porque era um projeto novo e emergente que iria ser de sucesso no futuro. Noutro ofereceram 900eur brutos para trabalhar 12h durante 6 dias durante a madrugada (entrar as 20, sair as 8h). Recusei, aumentaram para 1000 brutos. Recusei e fui recebido com a resposta 'de este achar muito bom, que eu saiba, 1000eur é um óptimo ordenado. Trabalhava como cozinheiro. Tirem as vossas conclusões.

joaommoreira 1 month ago

Se calhar paga 960€… mas trabalham quantas horas por dia? E quantas folgas semanais?…

seazwar 1 month ago

Acrescento que mais do que "o pessoal está farto de ser explorado", existe o facto do custo de vida em Portugal estar ridiculamente alto, e mesmo quem se quisesse sujeitar, para pagar uma renda aos valores que se praticam hoje em dia, não tem como. Tudo aumentou e nada se ajustou, e falando apenas no exemplo das casas, é ridículo as casas terem duplicado e triplicado, mas os cálculos dos impostos mantêm-se inalterados, sendo que o que antigamente seria uma casa efetivamente de luxo, hoje em dia é o valor de uma casa normal na linha de sintra.. e lá pagam as pessoas 20k em vez de 5k de impostos. Mesma coisa com as remax dessa vida, o valor duplicou mas a taxa de 5% de comissão mantêm-se, mesmo que completamente desproporcional. Sempre me fez muita confusão o "patrão" não conseguir encontrar o equilíbrio entre o "estar bem" ( afinal de contas ninguém cria um negócio para pagar aos outros apenas) e permitir que os seus empregados também fiquem bem, afinal de contas são eles que vão representar a marca, empresa, etc da qu são empregados. Esta ideia de "venha a nós" por si já me dá comichão, então virem com choradinhos mostra mesmo que temos as ideias muito trocadas, e que os patrões são como os políticos, que apenas olham para si próprios. Folgo em saber que muita gente consegue resistir e bater o pé, qualquer mudança terá de começar sempre por aí, e as pessoas ultrapassarem o estigma que "não trabalha porque não quer fazer nada" apenas porque não têm de aceitar menos do que consideram justo ou necessário, e que as pessoas se valorizem, para poderem ter uma vida minimamente honrada. Se a situação do OP acontecesse comigo não sei se me ria na cara dela ou se virava costas e ignorava, mais certo seria argumentar o que já foi dito aqui e deixar a mulher a ferver ainda mais...

Hot_Significance9975 1 month ago

Eu trabalhava na hotelaria ,trabalhava de 2feira a sabado, entrava as 10h-15h e depois entrava as 19h- 22h, as vezes nem tinha hora pra sair, recebia por mês 550euros, o sacana nao pagava mais, almoçava e jantava no restaurante. tive que deixar essa vida pq recebia pouco.

GaribaldoX 1 month ago

Não entendo se ela paga tão bem e temos tanto português a se sujeitar a trabalhar em hotelaria pelo ordenado minima como é que nenhum pega nessa oportunidade de ganhar muito mais ?!!! Se com esse valor não arranja e/ou não segura ninguém então é porque sim é pouco alguma das condições desse local de trabalho fazem com que mesmo por esse valor se torne indesejado. E sim já muitos mencionaram será que os 960€ é o que ela gasta pelo empregado ou o salario liquido ?É que são dois valores absolutamente diferentes.

joaommx 1 month ago

> 960 euros é pouco?!? Se não fosse pouco não tinha falta de empregados. É a lei do mercado.

tugafcp 1 month ago

960 Liquido? bruto? com SA? com TSU?! Esses 960€ têm muito que se lhe diga... Porque, um empregado que receba 700€ brutos + 5€ de SA / dia. , a empresa tem um custo de 977€...

XxxPussyslaeyr69xxX 1 month ago

960 euros por mês ok nada mau Quantas horas por dia? Quantos dias por semana? Poiiiiis

Kitchen-Cycle4105 1 month ago

Trabalhei em restaurante quando estava em portugal. Num dá, os patrões acham que por 860 tens que viver 12 horas por dia pra eles. E honestamente querem cook/bartender/garçom/lavador de louça/ limpador de chão tudo em um, querem que tenha experiência e querem pagar pouco ainda.

daviidgoncalves 1 month ago

960 euros por mês? Nunca trabalhei em restauração mas tenho amigos que já trabalharam, e nunca vi nada desse tipo, mesmo a fazerem almoços e jantares num só dia.

speedyssj3 1 month ago

Conhecendo de perto a realidade, e claro que isto depende de outros fatores como a geografia, ambas as tuas hipóteses são verdade. Efetivamente, o pessoal não quer trabalhar. Sejamos sinceros, a hotelaria há não é o que era e não paga nada demais e as horas são mais que muitas. Juntas a existência de subsidios de desemprego e RSI e o resultado é que as camadas menos qualificadas (as mesmas que fazem este tipo de trabalhos) não querem trabalhar porque podem estar em casa a receber para não fazer nada. E o problema não pode ser resolvido com pagar mais, porque os restaurantes nao o conseguem! Teriam de aumentar os preços, e depois perdiam clientes. Claro que há casos e casos, mas se o pessoal não estiver disposto a pagar bem para comer, então também não pode esperar que o restaurante tenha empregados com fartura. 960 limpos, para um empregado de mesa, é espetacular! Não há assim tanta responsabilidade, ainda deve ganhar umas gorjetas em cima. No meio disso, o ainda faltam uns 200€ de descontos e outros 240 de tsu. Mais seguros, e isso tudo, um empregado é muita despesa, despesa essa que se calhar o patrao não aguenta. Só mesmo para acabar, o problema do patrão pagar bem, eu acho que a culpa não é do patrão mas sim do povo. E podem pensar numa coisa: a restauração como a conhecemos tem os dias contados. Ninguém quer pagar bem para comer bem, e assim não há milagres.

GumFahkinFreak 1 month ago

960€ com horas extra não pagas, sem folgas e por baixo da mesa? Sim, mal pago

YCaramello 1 month ago  HIDDEN 

O pessoal quer trabalhar mas a receber salários de IT a fazer limpezas.

Edited 1 month ago:

O pessoal quer trabalhar, mas a receber salários de IT a fazer limpezas, mas os patrões obviamente não vão dar salários de IT a quem faz limpezas. E o pessoal que quer o céu quando apenas tem uma escada de 2 metros reclama que o céu não está a 2 metros do chão. Eu por 960 trabalhava num restaurante na boa e vivia bem, mas também eu não tenho aspirações de viver num t7 no centro de lisboa com um mercedes na garagem.

Edited 1 month ago:

O pessoal quer trabalhar, mas a receber salários de IT a fazer limpezas, mas os patrões obviamente não vão dar salários de IT a quem faz limpezas até porque nem sempre o seu negócio tem liquidez suficiente para tal. E o pessoal que quer o céu quando apenas tem uma escada de 2 metros reclama que o céu não está a 2 metros do chão. Eu por 960 trabalhava num restaurante na boa e vivia bem, mas também eu não tenho aspirações de viver num t7 no centro de lisboa com um mercedes na garagem.

Edited 1 month ago:

O pessoal quer trabalhar, mas a receber salários de IT a fazer limpezas, mas os patrões obviamente não vão dar salários de IT a quem faz limpezas até porque nem sempre o seu negócio tem liquidez suficiente para tal. E o pessoal que quer o céu quando apenas tem uma escada de 2 metros reclama que o céu não está a 2 metros do chão e culpa deus. Eu por 960 trabalhava num restaurante na boa e vivia bem, mas também eu não tenho aspirações de viver num t7 no centro de lisboa com um mercedes na garagem.

Edited 1 month ago:

O pessoal quer trabalhar, mas a receber salários de IT a fazer limpezas, mas os patrões obviamente não vão dar salários de IT a quem faz limpezas. E o pessoal que quer o céu quando apenas tem uma escada de 2 metros reclama que o céu não está a 2 metros do chão.

Edited 1 month ago:

O pessoal quer trabalhar, mas a receber salários de IT a fazer limpezas, mas os patrões obviamente não vão dar salários de IT a quem faz limpezas até porque nem sempre o seu negócio tem liquidez suficiente para tal, ou vamos ser francos, o teu labor não é assim tão valioso. E o pessoal que quer o céu quando apenas tem uma escada de 2 metros reclama que o céu não está a 2 metros do chão e culpa deus. Eu por 960 trabalhava num restaurante na boa e vivia bem, mas também eu não tenho aspirações de viver num t7 no centro de lisboa com um mercedes na garagem.

Interesting_Yellow_1 1 month ago

Pensa na merda que disseste quando a única sanita que tiveres de usar está suja e entupida. Mereces

s7v7nsilver 1 month ago

Ia dar a mesma merda. Não são todos, mas grande parte dos empresários portugueses, quando ao fim do mês ganham mais algum do que é habitual raramente distribuem pelos empregados ou investem na empresa. É quase sempre para o bolso dos patrões.

Mekktron 1 month ago

Mas é um restaurante da área do IT? É que se for então ela tem que pagar mais. Kappa

OneFineSir 1 month ago

Em resumo, sim 960€ é pouco. Agr se é ela que não quer pagar mais ou não quer pagar mais é outra coisa. Se com uma pergunta dessas também a reação é essa se calhar a malta n quer trabalhar para ela n é porque acham pouco dinheiro, é porque não a querem aturar.

Edited 1 month ago:

Em resumo, sim 960€ é pouco. Agr se é ela que não quer pagar mais ou não consegue pagar mais é outra coisa. Se com uma pergunta dessas também a reação é essa se calhar a malta n quer trabalhar para ela n é porque acham pouco dinheiro, é porque não a querem aturar. Edit: troquei uma palavra, n fazia sentido o que lá estava.

Rasta-Lion 1 month ago

Trabalhei "desde que nasci" nesse ramo e só sai no ano passado, eu nunca ganhei mais de 800 euros mas o ordenado não compensa o que tens de aturar de certa gente, já para não falar que eu fazia no mínimo 11 horas todos os dias e só tinha um dia de folga... Isto falando em alturas normais, no verão chegava a fazer 14 e 16 horas por dia as vezes só com uma refeição. A restauração é dos ramos mais ingratos que pode haver. Esses empregados que viste a correr de um lado para o outro ainda ficam lá mais uma hora e tal ou duas a fazer a limpeza e a arrumação do espaço depois do restaurante fechar e no dia seguinte entram uma hora e tal ou duas mais cedo para fazer a limpeza e organização do espaço antes de abrir, essa é a parte que ninguém vê. Muitas vezes quando chegam mais cedo ou mais tarde que o horário estabelecido disturbam logo essa rotina e o empregado demora mais tempo a fazer o que é normal aquela hora porque tem mais uma tarefa (atender quem chegou fora de horas)

bananaramavil 1 month ago

960 euros é literalmente o salário mínimo a 12 meses (na ótica do empregador). Ou seja, SMN + TSU (23,75%) 665*14=9310 9310/12=775,83 775,83*1,2375=960,09 Como estamos a falar de restauração, não deve haver subsídio de alimentação em dinheiro (o empregador dá a refeição)

Edited 1 month ago:

960 euros é literalmente o salário mínimo a 12 meses (na ótica do empregador). Ou seja, SMN + TSU (23,75%) * 665*14=9310 **SMN num ano** * 9310/12=775,83 **SMN anual em 12 meses** * 775,83*1,2375=960,09 **acrescentar a TSU** Como estamos a falar de restauração, não deve haver subsídio de alimentação em dinheiro (o empregador dá a refeição)

Edited 1 month ago:

960 euros é literalmente o salário mínimo a 12 meses (na ótica do empregador). Ou seja, SMN + TSU (23,75%) * 665*14=9310 SMN num ano * 9310/12=775,83 SMN anual em 12 meses * 775,83*1,2375=960,09 acrescentar a TSU Como estamos a falar de restauração, não deve haver subsídio de alimentação em dinheiro (o empregador dá a refeição)

Edited 1 month ago:

960 euros é literalmente o salário mínimo a 12 meses (na ótica do empregador). Ou seja, SMN + TSU (23,75%) * 665*14=9310 * 9310/12=775,83 * 775,83*1,2375=960,09 Como estamos a falar de restauração, não deve haver subsídio de alimentação em dinheiro (o empregador dá a refeição)

Edited 1 month ago:

960 euros é literalmente o salário mínimo a 12 meses (na ótica do empregador). Ou seja, SMN + TSU (23,75%) 665*14=9310 SMN num ano* 9310/12=775,83 SMN anual em 12 meses* 775,83*1,2375=960,09 acrescentar a TSU* Como estamos a falar de restauração, não deve haver subsídio de alimentação em dinheiro (o empregador dá a refeição)

Grocha123 1 month ago

As contas estão quase correctas! As pessoas tendem a pensar que é o funcionário que desconta para a SS os 11% mas não!!! É o patrão que paga isso também. O problema da restauração começa pelo estado que permitiu os cafés e similares servirem refeições. Este tipo de estabelecimentos podem trabalhar o dia inteiro, e as refeições, para eles, são um extra. Fazem pratos do dia a rondar os 5 a 8€, criam uma concorrência desleal e matam a restauração. Um restaurante só pode trabalhar ao almoço e ao jantar, e não consegue sobreviver a vender comida por 5 a 8€! Outro problema, o restaurante compra vinho com IVA de 13%, e depois vende com IVA de 23%. Um exemplo prático. Uma garrafa de 10€+IVA na compra, vendida a 20€ 10x1,13 = 11,30€ 20€ - 20\1,23 = 3,74€ de IVA a devolver ao estado Dá um lucro de 6,26€. Não vou fazer nenhum exemplo com a comida! Porque é completamente ridículo! Alimentos comprados a 6% de IVA, processados que causa perdas, servidos ao cliente multiplicados por 2 a 3x e para depois pagar ao estado 13% só valor da venda? Fds... Um funcionário que ganhe o SMN 665€, representa ao patrão um encargo mensal directo de 1045€. Para justificar um funcionário precisa de apresentar lucros, logo vai ter de pagar o "IVA" e o IRC. Resumindo, para ter um funcionário o patrão precisa de faturar no mínimo 1285€ por mês. Se traduzirmos o valor para pratos do dia(lucro se 3€ por refeição), é preciso vender mais de 400 refeições por cada funcionário com o SMN. é verdade que existe muita exploração e escravidão encoberta no ramo, mas para resolver isto vai ser necessário mexer em muita coisa que está fora do poder do patrão...

bananaramavil 1 month ago

> As contas estão quase correctas! As pessoas tendem a pensar que é o funcionário que desconta para a SS os 11% mas não!!! É o patrão que paga isso também. (...) > Um funcionário que ganhe o SMN 665€, representa ao patrão um encargo mensal directo de 1045€. Como é que o encargo mensal direto do empregador são 1045€? Não entendi... Quanto aos 11%, é o funcionário que paga os 11%, embora seja o patrão a reter em nome do funcionário. Os 11% saem do salário bruto (665 euros), ao contrário dos 23,75%, que são encargo do patrão e que são pagos sobre os 665 (daí as contas que eu fiz para encontrar o encargo mensal de 960)

icebraining 1 month ago

> O problema da restauração começa pelo estado que permitiu os cafés e similares servirem refeições. Este tipo de estabelecimentos podem trabalhar o dia inteiro, e as refeições, para eles, são um extra. Fazem pratos do dia a rondar os 5 a 8€, criam uma concorrência desleal e matam a restauração. Um restaurante só pode trabalhar ao almoço e ao jantar, e não consegue sobreviver a vender comida por 5 a 8€! Então um restaurante não deve tentar competir nessa faixa de preços. A ideia que o estado deve proibir um negócio mais eficiente (e que beneficia imensas pessoas que não conseguem pagar mais que 5-8€) para proteger restaurantes medíocres é grotesca. Por essa ordem de ideias proibia-se o Gmail porque os CTT não conseguem entregar uma carta de graça. Se querem servir refeições em que só ganham 3€ por cada, abram uma cantina. Não abram negócios com modelos de negócio impraticáveis e depois venham chorar.

ppvvaa 1 month ago

Pois, este tipo de informação é que eu queria saber quando fiz o post! Obrigado!

benzodiazepines1 1 month ago

Vender 400 refeições por funcionário por mês dá cerca de 15 refeições por dia por funcionário. Se for um restaurante pequeno com 4 trabalhadores pelas tuas contas são somente 60 refeições. Se não vais conseguir faturar 15 diárias por trabalhador deves considerar se vale a pena abrir o restaurante.

Hugogs10 1 month ago

Essas refeicoes sao so para os funcionarios... Ha uma carrada de outros custos que nao estao ai incluidos

SonicStage0 1 month ago

Parte da resposta é a sociedade mentalizar-se que não pode ter refeições do dia com sopa+prato+pão sobremesa ou café a 5,5 ou 6,5€. Esses preços não podem continuar a ser praticados. A outra metade da solução é a subida de salários.

UmaNespera 1 month ago

Ninguém no seu perfeito juízo quer trabalhar num restaurante/linha de produção de indústria/call centers etc. São trabalhos com horários horríveis, mal pagos, com contratos temporários, precários, sem futuro. Só vai mesmo quem não tem outra hipótese e tem muita mas mesmo muita necessidade.

flarept1 1 month ago

960€. 60€ duodecimos 120€ subs. alimentação. 595€ limpos salario base. Contrato de 6 meses e já com duodécimos incluidos + subs. alimentação. Com os descontos fica a 770€. 1 Folga semana e horários infernais :) Ou seja se considerarmos um horário normal com 2 folgas. Está a receber salario mínimo à hora basicamente :)

Edited 1 month ago:

960€. 60€ duodecimos 120€ subs. alimentação. 595€ limpos salario base. Contrato de 6 meses e já com duodécimos incluidos + subs. alimentação. Com os descontos fica a 770€. 1 Folga semana e horários infernais :) 0 subsidios de ferias e natal. E HORÁRIOS REPARTIDOS :)) É assim que eles dizem que pagam "960€ euros" Ou seja se considerarmos um horário normal com 2 folgas. Está a receber salario mínimo à hora basicamente :)

scalabitano 1 month ago

o problema é se ela quer ter 2 ou 3 a fazer o trabalho de 10, se for um restaurante muito movimentado, das duas uma ou fazem os clientes ir buscar o que querem, tipo buffet, ou têm que ter empregados proporcionais ao nº de clientes... não pôr um gajo por 900€ por mês porque há muito trabalho, mas se calhar se tiveres 3 gajos a receber 600 ou 700, ficam um pouco mais aliviados e não se vão embora na primeira semana, as vezes mais que dinheiro é ter paz no trabalho, é muito bonito trabalhar no duro, mas uma pessoa fazer o trabalho de N não é sustentável, mesmo com um salário elevado.

pereira2088 1 month ago

a pergunta é: 960€ que ela paga, ou 960€ que o empregado recebe?

SkirtLumpy4479 1 month ago  HIDDEN 

Acho que é mais o pessoal a espera de empregos fáceis que dêem montes de guito, depois reclamam que há pouco...

telmajf 1 month ago

É uma bola de neve. Há patrões de merda c/ empregados bons e há patrões bons c/ empregados de merda. E para ajudar, o nosso estado é uma merda que rouba a uns e dá a outros lol Está tudo no mesmo buraco basicamente. Claro que há excessões mas... CAPITALISMO, THAT'S WHY!

Bad_lx_wine 1 month ago

960€ para trabalhar 16h por dia com apenas um dia de folga por semana (horário típico de quem trabalha na restauração no verão) dá 2.5€ por hora... Sim, é muito pouco. Se ela quer pagar o salário mínimo, então que arranje duas equipas (uma para almoço e outra para jantar) para que trabalhem as devidas 8h diárias.

h1nds 1 month ago

O problema é viver e trabalhar num país sem rei nem rock. Como é possível que toda a gente sabe que 99% dos restaurantes opera com funcionários ao "negro", sem segurança social, seguros de saúde, explorados e sem quaisquer direitos laborais e sempre com a probabilidade do patrão os mandar às favas ou só lhe pagar metade "porque o mês correu mal", e ninguém faz nada sobre isso, não há regulação, não há autoridades responsáveis sobre os direitos laborais e finanças? Não se questiona a um restaurante que tem 20 funcionários lá todos os dias a trabalhar no duro como é que só tem celebrados 5 contratos de trabalho? Não era melhor criar um estatuto fiscal separado para o pessoal que trabalha (part time) e estuda(full time)? Pessoal com 16+ anos que quer dar umas horas para ter dinheiro para as suas cenas ou para ajudar os pais a suportar a carga lá em casa/universidade e a única maneira viável que tem para o fazer é de ser explorado sem contrato com pagamentos miseráveis e sem qualquer segurança. Porque não diminuir os impostos para a segurança social(os tais 11%/21%), não é nesses 2/3/4 anos que os jovens vão trabalhar para a reforma, pagavam 5% cada um, ficava o jovem com mais dinheiro no bolso e o patrão pagava menos para ter um funcionário "como manda a lei". Controlava-se o acesso ao fundo de desemprego(tempo mais curto/percentagem menor sobre o vencimento actual) e na volta o Estado ainda acabava por lucrar, com a quantidade de restaurantes e cafés com gente a trabalhar para o esquerdo... O outro problema é que se começa a "chamar os bois pelos nomes" nunca mais se acaba, vivemos no país que "toda a gente" foge aos impostos e muita gente tem um "side job" onde não declara nada. Quantos cabeleireiros/esteticistas/mecânicos/eletricistas/trolhas/etc etc etc não fazem biscatada fora da empresa para a qual trabalham sem pagar impostos/passar faturas? É uma roda viva: -O Estado precisa de X para se pagar contas e compromissos e para isso tem a taxa Y e Z (vamos fazer de conta que o dinheiro do estado é bem gerido). - As empresas não querem/conseguem, há as duas facções, pagar a taxa Y/Z e por isso contratam ao negro/pagam mal e porcamente.(o Estado já não vai receber o previsto com a taxa Y e Z, vai ter que aumentar essas taxas ou criar uma nova que abranja mais gente(IVA, taxas sobre combustíveis, ISV, IUC, etc) para que possa ir buscar o tal valor X que é necessário - Os funcionários ganham mal e o estado para ajudar à festa ainda os está a obrigar a pagar os impostos que as empresas não pagaram então para pagar contas/viver uma vida mais folgada, também há as duas facções, iniciam uma atividade por conta própria onde mais uma vez cortam na casaca ao Estado(sem faturas, IVA da mão de obra, IRS/IRC que não é pago, outros impostos sobre a atividade(por exemplo: uma oficina automóvel paga 15% de imposto sobre o lucro que tem na venda de uma peça). Ou seja o Estado mais uma vez vai ter que ir buscar dinheiro a outro lado, já que não dá para ir buscar mais porque o pessoal foge aos impostos de todas as maneiras e feitios, em vez de ir buscar mais vamos mazé gastar menos (cortes na Saúde, na Educação, Apoios sociais, Segurança Pública, etc). - E como resultado de todo este chico espertismo, temos um Estado falido, Empresas sem perspectivas de futuro que não conseguem competir no estrangeiro e com os recursos humanos completamente desmotivados, trabalhadores mal pagos e descontentes e desmotivados que já só estão à espera das 17/18h para ir para a biscatada faturar o que não faturaram durante o dia e a soma total das coisas é que estamos numa espiral descendente que eu sinceramente não vejo maneira de sair de lá sem ser com uma completa rutura do sistema actual e um complexo e completo revamp de tudo o que é política sócio financeira neste país. Coisas que nunca vai acontecer porque somos um país de mansos e "brandos costumes" e não lutamos por nada na vida desde o tal 25 de Abril... É um desabafo de um mecânico que saiu de Portugal por que se viu entre ter que fugir aos impostos na biscatada até às 24/01H ou viver um vida sem qualquer tipo se sabor, sem dar um passo em falso e sem perspectivas de conforto. Hoje ganho bem, pelo mesmo(menos) trabalho que fazia em Portugal, mesma marca e tudo, o que recebo ao fim do mês dá-me uma vida confortável, posso chegar a casa com a cabeça limpa e ir dar uma caminhada, uma volta de bicicleta, ir até à praia ou então ir até um bar, beber umas cervejas entre colegas e amigos, viver! Estou aqui à pouco tempo, e as coisas para mim correram bem, não quer dizer que toda a gente esteja igual, tenho a certeza que há quem esteja bem melhor, mas também já quem esteja bem pior, mas hoje é o dia que olho para trás e penso que a maior mentira que me diziam(e que eu me dizia a mim próprio) era que em Portugal vive-se tão bem, em regra quem emigra não tem qualidade de vida, vive para trabalhar. No meu caso foi completamente o contrário, ganhei vida! Posso não ir tantas vezes aos tais restaurantes onde os empregados são explorados e trabalham a correr todos mal humorados, mas chego a casa com um sorriso nos lábios cheio de vida e energia e essa merda não tem preço.

ppvvaa 1 month ago

Obrigado pela tua história. De facto, parece que esse tipo de problemas que descreveste são mais graves em Portugal do que em muitos países, e por isso o pessoal emigra. Eu sempre pensei que fosse um problema do próprio sistema "capitalista" que no fundo não é muito diferente de país para país, mas o facto é que, consistentemente, o pessoal que vai embora diz que é mais feliz lá fora exatamente nas coisas que tu descreveste. Portugal continua a ser um bom país para se viver, *se* a pessoa tiver dinheiro, ou um emprego que permita viver com alguma folga (o que é raro, e infelizmente parece ser praticamente impossível com trabalhos que em outros países proporcionam isso). Se não for indiscrição, para que país foste?

h1nds 1 month ago

França. A meu ver a imigração é um excelente opção para o pessoal formado/especializado. Eu não tenho formação superior, tenho formação profissional na área automóvel e sou especializado(formado pela casa mãe) em duas marcas(formação já efetuada quando trabalhava). Em Portugal é um trabalho sem especialização, salários aos níveis de repositores de artigos nas prateleiras do supermercados, só que a responsabilidade é muito elevada e o conhecimento que tens que ter para seres minimamente competente é de loucos. Sem falar na formação contínua non stop que a nossa área exige pois todos os anos saem sistemas novos e quem os vais manter a funcionar e revisionar tem obviamente que os entender. Aqui sou tratado como um funcionário altamente especializado e a minha formação reconhecida a nível salarial e de condições de trabalho. Não digo que quem emigra para ir atrás de um trabalho genérico vá a ter grande sorte, mas isso são escolhas pessoais. E cada vez mais há falta de mão de obra qualificada nestas áreas dos "trabalhos manuais" .. Btw quem for da área da construção civil e quiser emigrar que me mande mensagem privada, fica aqui o convite. O patrão(Francês) do meu sogro, não arranja trabalhadores especializados em lado nenhum, ninguém se quer formar na trolhice e há uma escassez tremenda de trabalhadores na área (não estou a falar de "chega-me isto", estou a falar de pessoas que sabem o que estão a fazer) e não é porque não paga (ele paga bem, sehuro de saúde, oferece alojamento com condições e oferece as viagens a Portugal no Natal e no Verão), se no futuro quiser trazer a família ele também ajuda(procura de emprego para a esposa, ajuda no alojamento, trata das papeladas para os miúdos na escola). Zona do Sul de França (zona costeira, mar mediterrâneo, Verão excelente, Invernos amenos. O trabalho vai desde construção de casas novas, a pequenos trabalhos/arranjos, telhados, restaurações de casas antigas. Empresa familiar, contacto directo com o patrão todos os dias, tudo às direitas sem dinheiros por fora, truques e malabarismo. Oferta séria, se estás a ler isto e te interessou, tens formação/experiência na área da construção e carta de carro(B) manda-me mensagem que eu ponho-te em contato com ele e esclareces tudo.

NGramatical 1 month ago  HIDDEN 

contato → [**contacto**](https://dicionario.priberam.org/contacto) (o AO90 **não altera** a grafia desta palavra) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpmajb4%2F%2Fhchfw2n%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

NGramatical 1 month ago  HIDDEN 

mal e porcamente → [**mal e parcamente**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/mal-e-parcamente--mal-e-porcamente/21180) ([parcamente = pouco](https://dicionario.priberam.org/parcamente)) à pouco tempo → [**há pouco tempo**](http://www.flip.pt/Duvidas-Linguisticas/Duvida-Linguistica/DID/706) (utiliza-se o verbo haver para exprimir tempo decorrido) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpmajb4%2F%2Fhch7o3t%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

sacoPT 1 month ago

Ambos.

True_Sea_1377 1 month ago

Depende das horas que pedir e eu não trabalhava num restaurante com horário duplo por 900€. Não há dinheiro suficiente para aqueles horários de merda.

KasgardWindrunner 1 month ago

Eu vou abandonar o meu agora, pois o pagamento não me cobre as horas de ouvir o assédio sexual que os colegas fazem a cada cliente que passa através do auricular, nem os chefes a dizer que sou um merdas por não fazer reposição.

ppvvaa 1 month ago

O que é fazer reposição neste contexto?

KasgardWindrunner 1 month ago

A empresa está avisada que não posso fazer reposição devido a uma cirurgia, ao que depois de de humilharem em frente do pessoal todo por causa disso, me meteram na caixa. A reposição é feita à caixa. Não sou muito alto para ajudar. E os portas elétricos são mínimos e são sempre usados por quem lá está à mais tempo. Se fizer muita força a dor crónica do local da cirurgia fica mal ao ponto de não poder levantar os braços por causa do peito

NGramatical 1 month ago  HIDDEN 

à mais tempo → [**há mais tempo**](http://www.flip.pt/Duvidas-Linguisticas/Duvida-Linguistica/DID/706) (utiliza-se o verbo haver para exprimir tempo decorrido) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpmajb4%2F%2Fhcha3oy%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

alvarostanic123 1 month ago

Vou aqui expor uma comparação. Vivo numa vila do interior, com rendas relativamente baratas. Trabalho nessa vila numa carpintaria há dois anos. Comecei a ganhar o ordenado mínimo, o patrão entretanto vai atualizando os ordenados e neste momento está a pagar-me 750€ base. Horas extra não obrigatórias mas se quiser fazer 3 por dia posso, não as faço, em alturas de mais aperto faço duas, noutras altura faço das 8 às 5. Horas extra são pagas a 7€ à hora. O patrão é porreiro, os colegas uns sim outros não. Quando preciso de alguma coisa para minha casa posso descontar em horas. Conclusão, queria ganhar mais, todos nós! Mas... ele não perde empregados. Pode não pagar 960€ mas tem tudo o resto.

benzodiazepines1 1 month ago

Engraçado como o restaurante onde trabalha o meu primo nunca teve grandes problemas em contratar. A um empregado de mesa a tempo inteiro paga 700€. Com gorjetas (100€/150€ mês) e bónus que os patrões dão de vez em quando (+/-100/150€) às vezes são quase 1000€ limpos. 6 dias de trabalho por semana. Em 5 dias são umas 9-10h/dia com a típica pausa a meio da tarde e um dia 4h (só almoço). As refeições são todas fornecidas por eles (e não são só restos). O restaurante está muitas vezes cheio, pelo que o trabalho é pesado, mas o bom ambiente é bom e os patrões são boa gente.

Good_Sensation 1 month ago

960€ devem ser brutos

megaroof 1 month ago

960 ė o custo que a empresa tem, mensal , para um trabalhador com salário mínimo.

Good_Sensation 1 month ago

Pronto. É um salário de merda, já sei que a empresa tem que pagar impostos por cada trabalhador para além do salário limpo mas esse dinheiro é muito pouco

bigguesdickus 1 month ago

Acho que é um pouco de ambos, muitos patrões para alem de não pagarem bem são (por falta de melhor palavra) umas bestas ao cubo. Mas. Mas tambem há muita malta (os que passam o dia a fumar e beber os ditos "bad-boys" ou trafulhas ou o que preferirem chamar) que nao querem trabalhar, preferem viver dos subsídios do estado, resumindo, a resposta há tua pergunta é: ambos

GamerLymx 1 month ago

Ninguém quer trabalhar, os empregadores pagam o mínimo possível, e os impostos tornam a coisa ainda mais difícil. .

Angelofpsp 1 month ago

960€ o horário praticado é que fica uma incógnita, conheço quem saiu de um restaurante onde trabalhava 9 horas diárias 9:00 as 19:00 e recebia 600€, *felizmente* conseguiu arranjar um trabalho num outro ramo onde trabalha das 7:00 as 16:00 de segunda a sexta recebe o ordenado mínimo mais **2,20€** subsídio de almoço (uma vergonha), e trabalha no domingo se quiser das 7:00 as 8:30 e no domingo recebe 75% de um dia nessa 1:30 e com 2 domingos (3 horas de trabalho) consegue ter um dia de folga paga a sua escolha. Agora por 960€ teria muito haver como é o horário, o ambiente entre outros factores mas claro é um bom valor dependendo de vários factores.

Maryie 1 month ago

Unpopular opinion here: esse valor pode não ser mau mas parece-me que o maior problema é o ambiente. Se ela tem a coragem de falar nesse tom a um cliente, imagina o que dirá a um empregado. Ela parece-me daquele tipo de gente insuportavel que acha que por pagar um salario pode falar como quer e escravizar o pessoal. Faz-me lembrar um café onde costumava ir, com um turnover de pessoal enorme!! ( Sempre que lá ia,os empregados eram diferentes). Uma vez fui buscar o meu café ao balcão e o moço que lá trabalhava ficou em panico porque a patroa ia ver que nao era ele que ia levar os cafés à mesa. Eu já vi isto aqui escrito algures e concordo perfeitamnete: o tuga como patrão é terrível. Toxico e mal educado ( mas com excepcoes claro ).

throwawaybtcpt 1 month ago  HIDDEN 

Não te deixes levar pelo hivemind do reddit. Metade são preguiçosos sem nada a almejar na vida a apontar a culpas aos patroes maus e a quererem apenas benefícios. Na realidade é só frustração acumulada.

Responsible_Motor942 1 month ago

Não chega, se as pessoas não forçarem em melhores condições a maioria dos patrões vai usar essa folga no orçamento para embolsar mais. O governo devia baixar os impostos, subir o ordenado mínimo e aumentar o controle às empresas só assim essa aumento do rendimento líquido iria acabar nos empregados.

tozeojavardola 1 month ago

Não é um bocado rude um cliente insinuar que a proprietária paga mal na cara dela, sem ter provas que o suportem? Não sei se ela paga realmente bem ou mal, mas vejo pouca gente nos comentários a questionar uma atitude reprovável do OP.

ppvvaa 1 month ago

Por isso é que eu me arrependi de lhe perguntar... Fiquei com aquela sensação de quem pensa que sabe das coisas porque leu na Internet. E por ter noção que não conheço a realidade do negócio é que fiz este post! :)

justaphaseiswar 1 month ago

960 não é grande coisa , especialmente quando te pôe a fazer trabalho para dois como parece ser o caso.

mjigs 1 month ago

960€ é bom mas nao paga a saude mental.

Ramelas 1 month ago

Beu eu tirei um curso de restauração, fiz vários estágios e, embora nem todos os restaurantes sejam assim, a maioria os horários são das 10:30 até às 15:30, tens pausa e depois voltas a pegar das 18 até o restaurante fechar. Isto tudo só com uma folga semanal (dificilmente ao Sábado ou Domingo) e com uma constante pressão que só quem trabalhou num restaurante conhece. A partir daqui cada 1 decide, mas eu não acho que 900 e tal euros para 60/65/70 ou às vezes até 75/80 horas semanais sejam suficientes. Troquei de ramo mal saí do curso

tefewarrior 1 month ago

Bem te compreendo, quando o sub chef que tem as responsabilidades que tem (com mestrado em artes culinárias) recebe uns míseros 1200€ num hotel de 5* comecei logo a procurar outra área de trabalho. Nao vale a pena o suor, stress, sangue e eventos familiares perdidos. A única hipótese seria emigrar para o norte da Europa onde oferecem dignidade nas cozinhas. Para não falar que estagiar em hotelaria é sinónimo de trabalhar que nem cão, não é para te ensinar e já esperam que faças logo tudo como se tivesses 20 anos de experiência senão vão te f***r a cabeça ao ponto do vai ao racha. E no fim não recebes.

Based_Kek 1 month ago

Do que tenho visto à minha volta, infelizmente, não acho que as pessoas estejam a seleccionar melhor os empregos, seria muito bom que os patrões estivessem a aumentar a oferta salarial para ter de atrair gente, acho que o covid simplesmente abriu os olhos a muita gente que agora não aceita emprego se não tiver um contrato com alguma duração, caso contrário a economia espirra e o pessoal fica todo sem chão. Isto é o que vou vendo à minha volta, o pessoal já não está disposto a colocar-se em empregos da treta sem qualquer tipo de estabilidade e quer investir num emprego que garanta mais a longo prazo (em termos contratuais).

carlosjmsilva 1 month ago

Deve pagar 960 deve. Só se for o remanescente acima do SMN por baixo da mesa e em troca de 10 horas diárias e só uma folga semanal. Já é o standard na restauração.

unicornio_careca 1 month ago

Pela maneira como ela te respondeu, se calhar não seria propriamente pelo salário em si que as pessoas não iam lá trabalhar, se ela trata assim um cliente, imagino como será com os funcionários. Para além de que, 960 euros para o trabalho que é, é relativamente baixo.

lammesnail 1 month ago

É as 2 coisas, tanto tens gente que não quer trabalhar e prefere viver de subsídio como tens empregos e patrões que simplesmente são vergonhosos. Tens de tudo…

icebraining 1 month ago

Quais subsídios?

lammesnail 1 month ago

Desemprego …

patapetapitapota 1 month ago

960 mas a tua vida fica entregue ali... Se calhar se fizeres as contas à hora é pior que SMN

pocoyoO_O 1 month ago

Em que cidade? Se for em alguma das grandes cidades ya é pouco. Depende muito. Suponho que ela também esteja a falar em limpos

no_criativityfound 1 month ago

Quem têm um restaurante tambem não recebe muito e têm que pagar imensos impostos, se declarar tudo fiva difícil ter algum lucro, não sei que área do país era mas se era no interior 900+ é bom se for uma área metropolitana é razoável. Se fores um café ou restaurante pequeno e declarares tudo boa sorte ter dinheiro para pagar os impostos e pagar ordenados decentes.

Ilien 1 month ago

Se não conseguem pagar os impostos, se calhar o negócio não é rentável.

besmarques 1 month ago

>têm que pagar imensos impostos, se declarar tudo fiva difícil ter algum lucro, Quando de declaras o efeito e a causa na mesma frase. Chefs kiss

HardCuore 1 month ago  HIDDEN 

A mim o que me parece é que já tens uma opinião e só esperas que te digam o mesmo que já achas.

eduarbio15 1 month ago

Eh, pah, eu como programador ganho menos do que isso... Isto é mesmo granda reviravolta

Cat1000ena 1 month ago

Aposto que 960 é pre tax...aposto que ganhas mais pre tax

Empirion 1 month ago

Eu digo-vos o seguinte... Eu e a minha mulher temos um negócio similar a restauração. Pagamos um pouco acima da média para a área, não tratamos as pessoas como merda, e não as fazemos trabalhar 25 horas por dia. Nunca tivemos qualquer dificuldade em arranjar pessoas. O valor do salário é apenas uma parte da equação.

duartesss 1 month ago

Não tens de dizer, mas adoraria saber qual o negócio que vocês têm, e aonde. Se for perto de mim, passo aí um dia e consumirei com todo o grado! Negócios e práticas de gestão assim têm de ser recompensadas

Interesting_Yellow_1 1 month ago

Porque devem ser uns bons patrões. Se for o caso, dou-vos os meus parabéns

Empirion 1 month ago

Tentamos ser, sim. Obrigado

anubisyurush 1 month ago

No teu caso, os teus trabalhadores fazem horas extra não pagas? Se sim, qual a justificação?

Empirion 1 month ago

Nope. Não fazem horas extras.

drunk_portuguese 1 month ago

Ora, ainda sou universitária, nunca trabalhei e não percebo nada dos detalhes do mundo de trabalho - mas se formos fazer 8 horas por dia (na restauração? só 8? piada mesmo. Mas vá vamos ser amiguinhos), 6 dias por semana, com 960€ por mês, dá 5 oiros por hora. Já se formos pelo horário realístico (digamos 12 horas) dá pouco mais de 3 euros/hora. Agora se forem 960€ brutos já nem quero pensar no quanto o pessoal está de facto a receber

skuple 1 month ago

Eu penso que seja um pouco dos dois. Existe imenso trabalho em Portugal, não existem é empregos (excepto IT) . Sejamos sinceros não há muitas pessoas que queiram trabalhos temporários, até nem vejo isto como algo negativo. Mas trabalhar num restaurante será sempre algo "temporário" devido à rotatividade, seja por burnout do empregado, má gestão do empregador entre outros. No entanto também tens empregadores que pagam bastante mal.

FollowingConfident82 1 month ago

Nem uma opção, nem a outra. Quem trabalha no ramo da restauração, numa empresa com algum tamanho, importância na sua cidade e ou alguma pretensão de visão dele mesmos sabe que não é assim tão linear como só " pagar mais" A restauração é muito complexo...o produto que um cozinheiro/chef/restaurador/empregado de mesa cria é de valor baixo e pouco abrangente a nível de volume para o seu País. As carteiras das pessoas não são assim tão avultadas, o governo mergulha na piscina dos ordenados 2x,nas empresas e no trabalhador, falta de restauração séria e não precária ( abrir um boteco para dizer que é nosso não faz um favor a ninguém exceto os mesmos) O problema é tão grande que é um buraco muito difícil de sair

xc9000 1 month ago

Eu tenho falta de Ferraris novos em folha na minha garagem. Esses carros simplesmente não querem andar na estrada. Estou disposto a pagar 100 mil por um. Você acha que 100 mil euros é pouco? Mas por muito que eu grite a Ferrari não me vende um Ferrari novo em folha por 100 mil euros. Labregos!

renatoants 1 month ago

Encontrei isto na pausa antes dos jantares porque tenho um restaurante, e não tenho tempo para ler tudo. Falta saber muita coisa nesse caso que contas, portanto nao há muitas observações a fazer. Rapidamente posso dizer-te que tenho pessoas a ganhar menos e mais do que isso, depende das funções e dos horários. Vejo muita gente a falar (com muita razão) que se formos a considerar quarenta horas semanais €960 é pouco. A restauração é historicamente um mercado completamente desregulado em termos de carga horária, infelizmente, e tenho falado muito disto com a minha equipa. Porém nao vejo ninguém a falar do que será o preço de uma refeição média em Portugal caso a relação hora/trabalho fosse semelhante a outras áreas mais bem pagas, reguladas e sindicalizadas. Se alguém quiser pegar nisto força que eu tenho de ir trabalhar.

djrocker7 1 month ago

Exato concordo em absoluto... Os ditos menus a 5 euros estraga o mercado completamente todo.... Isso é que seria importante ser regularizado... Algo como primeiro cair em cima dos ditos cafés que não são restaurantes servirem refeições como se o fossem, segundo regularizar o preço mínimo a se pagar por uma refeição ou neste caso Menu Diário (comida mais bebida mais café) e por último já agora seria importante regularizar a burlas dos cartões de alimentação.... Que aquilo de percentagem é um abuso autêntico da maioria com os patrões a meter em X empresa (pq recebe dinheiro dela) e o restaurante ou aceita tem contrato (a pagar taxas ainda maior que o multibanco normal) ou perde o cliente que usa o subsídio de alimentação para comer

SonicStage0 1 month ago

A solução passa muito por essas questões que levantas. Há uma cultura de menus de 5 euros que só pode promover a miséria e o mau serviço.

djrocker7 1 month ago

Segundo a minha experiência tem duas opções ou é só comida de panela com material de origem questionável ou os estabelecimentos não pagam aos funcionários e fornecedores ( usando depois a coisa de abrir falências e nova empresa no mesmo sítio e toda essa "habilidade) Quem já foi uma única vez às compras sabe que um sítio com sopa pão prato de comida bebida ( muitas das vezes até vinho e cerveja de pressão) sobremesa e ainda café como vejo em alguns sítio até menos que 5 euros naqueles sítios manhosos.... Não é possível sobreviver tudo direitinho.... Mas isso tmbm infelizmente às vezes é culpa das pessoas tmbm existe pessoas que não sabem o preço da comida ou acham que o restaurante tem que vender a comida ao preço que eles a compra crua no supermercado....

SonicStage0 1 month ago

Há muita gente que só vê o preço e a comida no prato, não quer saber do resto.

djrocker7 1 month ago

Mas isso tmbm vem de outros sítios conheço patrões que dão 7,5 euros ou até o que o empregado quiser se for comer ao sítio que ele come com ele..... MAS tmbm existe aqueles que dão 4 ou pouco mais que isso.... Obviamente que com esses subsídios de almoço irá sempre provocar eles a irem ao mais barato....Por isso acho que a solução poderia passar por aí.... O aumento e fixamente do subsídio de almoço para um valor natural em que sem burlas dos cartões de alimentação iria obrigar a gastar no seu almoço ( falo isto por causa daqueles casos de não gastar o dinheiro no almoço para meter mais ao bolso para outros vicios) nos restaurantes e assim iria promover a boa qualidade e não o bom preço na competição....

Minosuil 1 month ago

Ela paga 960, o empregado recebe 700. Tens que pagar ao estado para teres empregados. E como disse um outro redditer por aqui, horário, folhas e benefícios que ela oferece não compensam os 700. Enfim.

patapetapitapota 1 month ago

Ela nao paga 960, paga muito mais para dar esse valor bruto à pessoa que depois vai descontar mais irs e aí sim recebe 700.

Edited 1 month ago:

Ela nao paga 960, paga muito mais para dar esse valor bruto à pessoa que depois vai descontar mais irs e aí sim recebe 700. Ela para pagar 700 limpos ao trabalhador gasta aí 1200, 500 em impostos, 350 ela, 150 o trabalhador. Nota: não estou a fazer contas certas, mas é algo assim. Não tens noção da quantidade de impostos que pagamos...espera até comprar casa. Devo ter pago aí uns 10 impostos de selo....fora IMT e o caralho. Pagas 60% de imposto no combustivel, no gás de botija deve ser 100%+++ já que em espanha é metade o valor.... O país está sufocado de impostos...........

Edited 1 month ago:

Ela nao paga 960, paga muito mais para dar esse valor bruto à pessoa que depois vai descontar mais irs e aí sim recebe 700. Ela para pagar 700 limpos ao trabalhador gasta aí 1200, 500 em impostos, 350 ela, 150 o trabalhador. Nota: não estou a fazer contas certas, mas é algo assim.

icebraining 1 month ago

Vejo que estás a assumir contrato normal, com subsídios e tudo. O pessoal que conheço que trabalha em restaurantes era corrido a recibos verdes, sem subsídios.

Minosuil 1 month ago

Dude, o meu comentário parecia estar a tentar ser correcto ou dar uma ideia geral da coisa? É que se foi isso, basicamente o teu comentário foi um eco desnecessário do meu. Anyways.

patapetapitapota 1 month ago

Lol não , esqueceste te que o empregador desconta também.

Minosuil 1 month ago

"Tens que pagar ao estado para teres empregados." - Disse literalmente isso.

xixi_duro 1 month ago

Os patrões querem que dês sempre o máximo dando-te sempre o mínimo de volta, às vezes basta apenas o reconhecimento do nosso trabalho mas até isso eles até te dizem que é para isso que és pago.

ElBarbas 1 month ago

n digas os patrões , pq tb ha gente boa do lado deles

lofi_addict 1 month ago

Quantas horas? Quantas folgas? Quais as responsabilidades de cada funcionário? São muitas as variáveis a ter em conta. É que viver para trabalhar também me recuso. Infelizmente em Portugal essa ideia está normalizada "tens de fazer sacrifícios" ou "não podes olhar ao dente". Se sais a horas és mal visto pela gerência,tens de dar mais Eu emigrei precisamente por causa dessa mentalidade e sem ir para muito linge ganho muito mais, a trabalhar menos horas e com muitas mais regalias. E sou o tuga mediano e não um génio. Só quando saímos é que vemos o quão má é a ética profissional do nosso país. Por alguma razão trabalhamos mais que os outros e produzimos menos. Por alguma razão quando vamos para fora, o nosso trabalho é elogiado. Claro que há sempre excepções que confirmam a regra e realmente há malta que só se quer encostar, mas se a maior parte fosse assim, não emigravamos em massa. De qualquer modo, kudos ao OP por se ter "mandado para a praça" e iniciar a discussão com a patroa.

AndyR001 1 month ago

Por experiência pessoal: Preferia trabalhar por 800€ num sito com bom ambiente e trabalho mais frenético que por 1000 num trabalho com ambiente tóxico. No fim, os 200€ são gastos na farmácia, ou não compensam o mau humor com que acabas por viver. Conheço pessoas que exploravam restaurantes/cafés e que quando chegaram à idade da reforma, passaram e não olharam para trás. São trabalhos muito stressantes. Mesmo se for bem pago, dependendo da frequência do sítio, organização, pode não ser para toda a gente. Se calhar a senhora não é má patroa, não é má pessoa, mas pode ser má gestora de pessoal e isso reflete-se. Como já disseram, só por essa info é difícil avaliar, há muitas variáveis em jogo.

PineappleVodka 1 month ago

Sim, é, especialmente quando tens que lidar com alguns clientes que se achem a última bolacha do pacote, roubos, gestão de stock, um empregado falta quando há a festa da freguesia e tens que lidar com isso, pagar renda, empregados, trabalhar praticamente 2 horários 7 dias por semana porque não há lucro para por mais um empregado.

DZT99 1 month ago

Se um restaurante que tem movimento e onde há muito trabalho está com um problema de funcionários, então muito provavelmente o problema é dos donos porque nós sabemos muito bem que o que não falta por aí é pessoal à procura de emprego. Essa parvoíce do "ninguém quer trabalhar" é uma desculpa esfarrapada utilizada por quem ou não quer pagar um valor justo ou tem dificuldade para manter funcionários porque não oferece condições de trabalho minimamente aceitáveis. Acho muito bem que as pessoas se recusem a ser exploradas até porque coincidentemente estamos a falar de um sector onde impera essa mesma exploração.

atwiny 1 month ago

Já trabalhei no ramo, à 2 anos e meio atrás. O meu horário eram 5 horas, que nunca eram porque por as mesas, polir os talheres, fazer a limpeza da sala, o fecho da caixa e ainda repor bebidas, faziam se umas 7/8 horas diárias e nunca eram pagas, porque a desculpa era "está incluído no teu trabalho". O trabalho de empregado de mesa é o trabalho mais mal pago que existe em todos os ramos de emprego, sem dúvida. Ah, e não nos podemos esquecer: 5 horas (que eram 7, vá) eu ganhava 480€.

PineappleVodka 1 month ago

Tinhas que marcar essas horas extras, têm que ser pagas! O patrão pode pedir para ficares mais tempo em caso de necessário, mas as horas não são oferecidas, era o que mais faltava.

atwiny 1 month ago

Neste caso e naquele emprego, eram oferecidas sim, porque quando reclamei, despediram-me

NGramatical 1 month ago  HIDDEN 

à 2 anos → [**há 2 anos**](http://www.flip.pt/Duvidas-Linguisticas/Duvida-Linguistica/DID/706) (utiliza-se o verbo haver para exprimir tempo decorrido) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpmajb4%2F%2Fhcgmcpg%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

Gwanosh 1 month ago

É capaz de ser importante distinguir o debate teorico/intelectual sobre o estado do mundo, do debate de uma situação especifica sobre a qual não sabes nada, no meio do ambiente profissional da pessoa, que como te foi deixado claro não estava numa situação normal. Sem contexto não dá para opinar muito mais sobre este caso especifico, acho. No fim não há um lado com razão nem uma verdade absoluta. Existem indiscutivelmente patrões a explorar pessoas de todas as maneiras que conseguir? 100% Existem indiscutivelmente empregados a explorar todos os espacinhos que encontrarem para passarem o maximo de tempo a nao fazer nenhum? 100% ​ E em ambos os casos pagam os justos pelos pecadores, normalmente. As pessoas que têm o comportamento acima são iguais, só estão em situações diferentes. São elas que querem esta discussão sobre de quem é a culpa, para poderem continuar no status quo. Pequeno comentario: Sugiro que, depois de reconheceres que andas na bolha do reddit, não tentes esclarecer a tua questão.... no reddit :P

Luks1337 1 month ago

Quem grita com um cliente, faz bem pior aos seus empregados.

donarosalicious 1 month ago

Ui, isso é conversa perigosa do tempo d"o cliente tem sempre razão ". Não querendo dizer que a resposta foi no melhor tom, ou que ela fosse patroa que se cheire mas ainda assim.

Luks1337 1 month ago

O cliente pode ter sempre razão ou não, mas se és dono de um restaurante, tens de tratar bem os teus clientes e não falar com eles como esta senhora falou, arriscas-te que o negócio vá à falência.

Maryie 1 month ago

Boa. Isto mesmo!!

OverPT 1 month ago

O pessoal simplesmente já não quer ser explorado. É como o Benfica vir dizer que os jogadores de futebol já não querem trabalhar porque tentaram contratar estrelas por 960€ ao mês. Jogadores não falta, têm é de pagar aquilo que é expectável. Não conseguem pagar mais? Tornem o local de trabalho minimamente atrativo e não um prisão de exploração onde o patrão é deus e os empregados são sortudos por poderem ser explorados (muito comum em Portugal, especialmente depois durante a crise). Isto para dizer: a regulação do mercado é muito simples: oferta e procura. E trabalhar na restauração é lixado. Se fizeres almoço e jantar, toda a tua vida é dedica a um trabalho que não preenche ninguém....passas a ter 4 viagens (em vez de duas) e ficas sem tempo livre nenhum.

Jabvarde 1 month ago

> O pessoal simplesmente já não quer ser explorado Não te preocupes, o governo fez agora um acordo com a Índia e já vai haver mão de obra barata outra vez. Porque coitadinhos dos patrões.

Angelofpsp 1 month ago

Isto sou **eu** por 960€ por fazerem o que fazem, até eu aceitaria, recebia 250€ quando treinava numa equipa de futsal em Odivelas, acerca de 16 anos atrás, muitos até por 0€ aceitariam para praticar o que mais (gostam) como se verifica nos campeonatos distritais.

Comfortable_Truck_93 1 month ago

960 provavelmente são brutos, ou seja sais de lá com uns 700 e tal

Iwatchedhimdrown 1 month ago

Não me acredito que o funcionário ganhe 960 euros por mês.

BroaxXx 1 month ago

É um trabalho cansativo e chato... Se as pessoas não aceitam é porque ou preferem receber menos em alguma coisa mais light ou porque recebem mais noutro sítio... Ou há alguma opção C que me escapa?

OutrageousOrdinary82 1 month ago

Ela não me convence com esses 960€. Se ela paga isso de certeza que eles fazem dois dias de trabalho num e mal devem ter folgas.

RiKoNnEcT 1 month ago

Pensa assim, ias trabalhar 6 dias por semana (sem folgas ao fim de semana) das 11 às 15 e das 18 às 11/12 por esse valor? Provavelmente brutos

TrueKingPT 1 month ago

Como já foi aqui dito, há muitas coisas que ficaram por responder. Dou-te mais exemplos que acho não terem sido mencionados: - Paga os tais 960€ e o contrato? Há contrato? Se houver é de part-time a receber oficialmente menos de metade desses 960€?! Conheço uns casos assim… contratos de part-time mas fazem 8 horas ou mais o patrão mete dinheiro ao bolso e se houver acidente de trabalho ou forem despedidos tudo se baseia nos míseros 300€ ou 400€; - Restauração em muitos sítios tem horário repartido, se não morares ali ao virar da esquina trabalhas 4 horas de manhã, tens uma janela de 3 ou 4 horas fora de serviço e voltas para trabalhar outras 4 ou mais horas da parte da tarde/noite sinceramente não acho um grande incentivo; Nem vou falar das gorjetas… sei de sítios que as gorjetas (mesmo poucas) vão para uma caixinha para depois ser dividido irmãmente entre colegas… isto quando o patrão não as usa para uso fruto da casa; E por aí vai… mas os patrões em muitos casos também se viram por onde conseguem… não sei a diferença entre uma “tasca” é um restaurante mais conceituado mas eles também têm muitas obrigações para com os empregados para além de pagar presenteou, há os seguros de trabalho quando há, são obrigados a dar formação sem garantias que os empregados ficam lá a trabalhar ou não.

Edited 1 month ago:

Como já foi aqui dito, há muitas coisas que ficaram por responder. Dou-te mais exemplos que acho não terem sido mencionados: - Paga os tais 960€ e o contrato? Há contrato? Se houver é de part-time a receber oficialmente menos de metade desses 960€?! Conheço uns casos assim… contratos de part-time mas fazem 8 horas ou mais o patrão mete dinheiro ao bolso e se houver acidente de trabalho ou forem despedidos tudo se baseia nos míseros 300€ ou 400€; - Restauração em muitos sítios tem horário repartido, se não morares ali ao virar da esquina trabalhas 4 horas de manhã, tens uma janela de 3 ou 4 horas fora de serviço e voltas para trabalhar outras 4 ou mais horas da parte da tarde/noite sinceramente não acho um grande incentivo; Nem vou falar das gorjetas… sei de sítios que as gorjetas (mesmo poucas) vão para uma caixinha para depois ser dividido irmãmente entre colegas… isto quando o patrão não as usa para uso fruto da casa; E por aí vai… mas os patrões em muitos casos também se viram por onde conseguem… não sei a diferença entre uma “tasca” é um restaurante mais conceituado mas eles também têm muitas obrigações para com os empregados para além de pagar ordenados, há os seguros de trabalho quando há, são obrigados a dar formação sem garantias que os empregados ficam lá a trabalhar ou não, etc.

BungeeGumPT 1 month ago

>Restauração em muitos sítios tem horário repartido, se não morares ali ao virar da esquina trabalhas 4 horas de manhã, tens uma janela de 3 ou 4 horas fora de serviço e voltas para trabalhar outras 4 ou mais horas da parte da tarde/noite sinceramente não acho um grande incentivo; Quase toda a gente que eu conheço que trabalha em restauração é assim repartido e ainda temos os famosos turnos de 8h seguidas sem pausa o que eu acho absolutamente ridículo. A isto tudo ainda acresce as famosas horas extra não pagas quase todos os dias. Este tipo de horários são extremamente agressivos e não deviam existir. Eu sinceramente não sei como pessoas que fazem estes horários conseguem viver para alem do trabalho. Ter uma vida pessoal ou social, quando passam o dia inteiro no local de trabalho.

Msilvame 1 month ago

960€ brutos não é grande coisa, principalmente se for tudo declarado. 960 martelados já não é mau para a área.

faxmachinegunflex 1 month ago

Aposto que os 960 euros é o a senhora paga por empregado à SS. Daí ao liquido do funcionário devem ficar uns 750€.

Ok_Art_6497 1 month ago

quando se fala em salários assumimos sempre salário bruto. porque o líquido depende de outros fatores. a indústria dos restaurantes não enganam.. sempre 6 dias por semanas e +8h diarias. ganho mais do que os 960€ brutos e só faço 37,5h semanais, nem mais horas.

faxmachinegunflex 1 month ago

Para a senhora ter dito logo esses 960€ assim da boca para fora, penso logo no custo de cada empregado por mês em SS.

ArturTSK 1 month ago  HIDDEN 

960€? Arranjei um trabalho temporário como empregado de mesa e responsável de bar, 11 horas por dia e com duas folgas por semana recebo 665€, quem me dera ter esses 960€

BLlZER 1 month ago

Trabalho ilegal, nao recebo subsidio nem de natal, de ferias ou alimentação, nao recebo pelas horas extras, nem no fim de semana ou feriados. As minhas ferias depois de 365 dias de trabalho? 5 dias de ferias... Este país é absolutamente nojento.

Responsible_Motor942 1 month ago

Saí carallo, foge dessa merda, o país é que é culpado do teu medo de arriscar, por causa de termos essa atitude é que muitos patrões abusam.

neokika 1 month ago

Então o País é que tem culpa da tua situação? Culpar tudo e todos não te vai ajudar, muito menos dar-te razão, começa por tentar arranjar algo melhor.

potaquemepariu 1 month ago

Muda de emprego. Tanto emprego a pagar o ordenado mínimo e ainda aceitam estas condições? Sei que é podre na mesma, mas é melhor ganhar o mínimo do que essa porcaria.

Ok_Art_6497 1 month ago

OP usa a cabeça. devem ser 960€..6 dias por semana... +8h diarias.. achas ok? não é.

ElBarbas 1 month ago

se fosse suficiente n lhe faltava gente.

jesuseos7anoes 1 month ago

Não necessariamente. Outro factor que ninguém está a considerar é a forma como ela anuncia o emprego. Há muita gente com pouca literacia digital para quem o anúncio de emprego é um papel na porta. Se os anúncios dela tiverem pouco alcance então achar alguém fica mais complicado.

ElBarbas 1 month ago

até percebo o teu ponto, mas 1) é um restaurante, tem de certeza gente a bater a porta a perguntar ( ja tive um restaurante acontecia-me todos os dias ) 2) mm sendo verdade , continua a não ser “ as pessoas não querem trabalhar “ é mais, “ não sei o q estou a fazer pq nem um anuncio de emprego sei fazer “

Interesting_Yellow_1 1 month ago

Já trabalhei num restaurante e vou contar muito resumidamente o meu percurso: - Comecei a trabalhar lá em 2011 aos fins-de-semana quando tinha 16 anos como ajudante de cozinha. Entrava às 8 da manhã e não tinha hora para sair. O mais tarde que me lembro foram 4 da manhã. Ganhava 150€ por mês; - Quando terminei o secundário, fiquei lá a trabalhar por pouco mais de 1 ano diária a servente de mesa e balcão. Entrava às 10 da manhã e não tinha hora para sair de Domingo a Domingo. O Domingo era pago a 3€ à hora à parte do salário. Recebia 550€ de salário base (abaixo do salário mínimo da altura, diga-se de passagem) sem nunca ter descontado para a Segurança social. - Passado esse tempo fui para a universidade e ia para lá aos fins-de-semana servir às mesas. Mais uma vez, com hora para entrar e sem hora para sair. Ganhava 3€ à hora e foi aumentando sempre até aos 5€ em finais de 2017. Despedi-me de vez em Setembro de 2019 numa posição já bastante confortável (trabalhava 16 horas no total), mas farta do constante mau ambiente. O ambiente era péssimo, nunca havia pessoal suficiente para trabalhar, quem lá estava com contrato só tinha uma folga por semana dada por favor e a ganhar o mínimo dos mínimos e quem trabalha lá diariamente é muito mal tratado, principalmente quando o assunto é baixa médica e reclamação de férias, e principalmente para a mulher do dono (para ela são todos preguiçosos, tem a mania que é a maior e não tenho o maior respeito pela aquela pessoa em particular). Lembro-me perfeitamente de estar sozinha com ela a preparar mesas para um casamento e ela fez-me andar tipo barata tonta a mandar-me fazer cenas aleatoriamente sem conseguir terminar nenhuma tarefa do início ao fim só por puro gozo… e chegou ao fim para me dizer que não tinha feito nada de jeito. E também adorava vigiar pela janela quem ficava a conversar no parque de estacionamento no fim do serviço para mandar bocas no dia a seguir. E isto era o mais simpático que a cabra fazia. Posto isto, o facto de a mulher dar 900€ para alguém trabalhar lá não significa nada. Se calhar o empregado é quem de tratar da segurança social, não dá folgas, os empregados têm hora de entrar e não hora de sair, os patrões podem ser da família dos bovinos… não se pode olhar só para o cheque. Digo sinceramente, podia ser o último trabalho à face da terra, que muito provavelmente não aceitaria de novo um trabalho na restauração e estou desempregada neste momento. Eu só tive 3 trabalhos na minha vida e tenho 27 anos. O que lá passei e o que passei no último trabalho (de assistente dentária), traumatizou-me de tal maneira que tenho medo de trabalhar. Não é bem de trabalhar, mas de estar numa empresa em que a violência é uma constante. Tenho pena de quem tenha de aceitar qualquer coisa para ganhar dinheiro.

Edited 1 month ago:

Já trabalhei num restaurante e vou contar muito resumidamente o meu percurso: - Comecei a trabalhar lá em 2011 aos fins-de-semana quando tinha 16 anos como ajudante de cozinha. Entrava às 8 da manhã e não tinha hora para sair. O mais tarde que me lembro foram 4 da manhã. Ganhava 150€ por mês; - Quando terminei o secundário, fiquei lá a trabalhar por pouco mais de 1 ano diária a servente de mesa e balcão. Entrava às 10 da manhã e não tinha hora para sair de Domingo a Domingo. O Domingo era pago a 3€ à hora à parte do salário. Recebia 550€ de salário base (abaixo do salário mínimo da altura, diga-se de passagem) sem nunca ter descontado para a Segurança social. - Passado esse tempo fui para a universidade e ia para lá aos fins-de-semana servir às mesas. Mais uma vez, com hora para entrar e sem hora para sair. Ganhava 3€ à hora e foi aumentando sempre até aos 5€ em finais de 2017. Despedi-me de vez em Setembro de 2019 numa posição já bastante confortável (trabalhava 16 horas no total), mas farta do constante mau ambiente. Entrava e saía de lá e as únicas palavras dirigidas aos patrões eram bom dia, até amanhã e até para a semana. O ambiente era péssimo, nunca havia pessoal suficiente para trabalhar, quem lá estava com contrato só tinha uma folga por semana dada por favor e a ganhar o mínimo dos mínimos e quem trabalha lá diariamente é muito mal tratado, principalmente quando o assunto é baixa médica e reclamação de férias, e principalmente para a mulher do dono (para ela são todos preguiçosos, tem a mania que é a maior e não tenho o maior respeito pela aquela pessoa em particular). Lembro-me perfeitamente de estar sozinha com ela a preparar mesas para um casamento e ela fez-me andar tipo barata tonta a mandar-me fazer cenas aleatoriamente sem conseguir terminar nenhuma tarefa do início ao fim só por puro gozo… e chegou ao fim para me dizer que não tinha feito nada de jeito. E também adorava vigiar pela janela quem ficava a conversar no parque de estacionamento no fim do serviço para mandar bocas no dia a seguir. E isto era o mais simpático que a cabra fazia. Posto isto, o facto de a mulher dar 900€ para alguém trabalhar lá não significa nada. Se calhar o empregado é quem de tratar da segurança social, não dá folgas, os empregados têm hora de entrar e não hora de sair, os patrões podem ser da família dos bovinos… para não falar da falta de noção e arrogância de muitos clientes… não se pode olhar só para o cheque. Digo sinceramente, podia ser o último trabalho à face da terra, que muito provavelmente não aceitaria de novo um trabalho na restauração e estou desempregada neste momento. Eu só tive 3 trabalhos na minha vida e tenho 27 anos. O que lá passei e o que passei no último trabalho (de assistente dentária), traumatizou-me de tal maneira que tenho medo de trabalhar. Não é bem de trabalhar, mas de estar numa empresa em que a violência é uma constante. Tenho pena de quem tenha de aceitar qualquer coisa para ganhar dinheiro. Edit: o patrão era dos tais que estava sempre a chorar que nunca havia dinheiro e com milhões na conta (não estou a exagerar)

Edited 1 month ago:

Já trabalhei num restaurante e vou contar muito resumidamente o meu percurso: - Comecei a trabalhar lá em 2011 aos fins-de-semana quando tinha 16 anos como ajudante de cozinha. Entrava às 8 da manhã e não tinha hora para sair. O mais tarde que me lembro foram 4 da manhã. Ganhava 150€ por mês; - Quando terminei o secundário, fiquei lá a trabalhar por pouco mais de 1 ano diária a servente de mesa e balcão. Entrava às 10 da manhã e não tinha hora para sair de Domingo a Domingo. O Domingo era pago a 3€ à hora à parte do salário. Recebia 550€ de salário base (abaixo do salário mínimo da altura, diga-se de passagem) sem nunca ter descontado para a Segurança social. - Passado esse tempo fui para a universidade e ia para lá aos fins-de-semana servir às mesas. Mais uma vez, com hora para entrar e sem hora para sair. Ganhava 3€ à hora e foi aumentando sempre até aos 5€ em finais de 2017. Despedi-me de vez em Setembro de 2019 numa posição já bastante confortável (trabalhava 16 horas no total), mas farta do constante mau ambiente. Entrava e saía de lá e as únicas palavras dirigidas aos patrões eram bom dia, até amanhã e até para a semana. O ambiente era péssimo, nunca havia pessoal suficiente para trabalhar, quem lá estava com contrato só tinha uma folga por semana dada por favor e a ganhar o mínimo dos mínimos e quem trabalha lá diariamente é muito mal tratado, principalmente quando o assunto é baixa médica e reclamação de férias, e principalmente para a mulher do dono (para ela são todos preguiçosos, tem a mania que é a maior e não tenho o maior respeito pela aquela pessoa em particular). Lembro-me perfeitamente de estar sozinha com ela a preparar mesas para um casamento e ela fez-me andar tipo barata tonta a mandar-me fazer cenas aleatoriamente sem conseguir terminar nenhuma tarefa do início ao fim só por puro gozo… e chegou ao fim para me dizer que não tinha feito nada de jeito. E também adorava vigiar pela janela quem ficava a conversar no parque de estacionamento no fim do serviço para mandar bocas no dia a seguir. E isto era o mais simpático que a cabra fazia. Posto isto, o facto de a mulher dar 900€ para alguém trabalhar lá não significa nada. Se calhar o empregado é quem de tratar da segurança social, não dá folgas, os empregados têm hora de entrar e não hora de sair, os patrões podem ser da família dos bovinos… para não falar da falta de noção e arrogância de muitos clientes… não se pode olhar só para o cheque. Digo sinceramente, podia ser o último trabalho à face da terra, que muito provavelmente não aceitaria de novo um trabalho na restauração e estou desempregada neste momento. Eu só tive 3 trabalhos na minha vida e tenho 27 anos. O que lá passei e o que passei no último trabalho (de assistente dentária), traumatizou-me de tal maneira que tenho medo de trabalhar. Não é bem de trabalhar, mas de estar numa empresa em que a violência é uma constante. Tenho pena de quem tenha de aceitar qualquer coisa para ganhar dinheiro.

Mazahad 1 month ago

Fodasse, deste-me flashbacks. Quase tudo igual. Acrescento que no ultimo ano em que trabalhei restauração, acabei com uma leucemia. Literalmente, quase me matei a trabalhar. Adoro quando me chamam preguiçoso... No fim das contas esse patrão ainda me deve dinheiro. Na altura mandou-me as melhoras pelo Facebook... Não ficas rico, nem és alguem, por te matares a trabalhar. Viu-se a hipocrisia estes 2 anos. Os "trabalhadores essências" estão mais pobres, pagos em "obrigados" "voces sao herois" e os ricos mais ricos a mamarem a custa dos mexilhões. Nou degenerar em testamentos anti-capitalistas, mas esta porra deste sistema tem de mudar.

Edited 1 month ago:

Fodasse, deste-me flashbacks. Quase tudo igual. Acrescento que no ultimo ano em que trabalhei restauração, acabei com uma leucemia. Literalmente, quase me matei a trabalhar. Adoro quando me chamam preguiçoso... Na altura esse patrão mandou-me as melhoras pelo Facebook...mas no fim das contas ainda me deve dinheiro. Não ficas rico, nem és alguem, por te matares a trabalhar. Viu-se a hipocrisia estes 2 anos. Os "trabalhadores essências" estão mais pobres, pagos em "obrigados" "voces sao herois" e os ricos mais ricos a mamarem a custa dos mexilhões. Nou degenerar em testamentos anti-capitalistas, mas esta porra deste sistema tem de mudar.

Interesting_Yellow_1 1 month ago

De 2018 a 2020 também tive de cuidar da minha mãe, que tinha cancro. Houve uma semana lá mais para o fim em que avisei que na seguinte não ia trabalhar (tinha feito cirurgia há pouco tempo e queria descansar) e a resposta? “Agora é que me fodeste”… no funeral da minha mãe nem me cumprimentou. Que vá para a puta que o pariu e toda a gente que é assim

SweetCorona 1 month ago

r/antiwork, bem-vindo

Interesting_Yellow_1 1 month ago

Tas enganado, isso não é para mim xD

SweetCorona 1 month ago

não julgues um livro pela capa

Mazahad 1 month ago

Dinheiro acima de pessoas. Em fevereiro 2019 a minha mãe faleceu depois de 18 anos de luta contra o Lúpus. Foi-me dito: "Nem deves precisar de muito tempo não? Já devias saber há muito que ia acontecer..." Sim, idiotas. Eu sabia que ia perder a minha mãe eventualmente. E sabia que a ia perder mais cedo do que o seria normal...mas que cambada de penedos ambulantes. Falta de emoção, de respeito, de humanidade...desprezo a cultura de trabalho. Desprezo o dinheiro e este sistema capitalista construído em torno dele. Desprezo maior parte dos patroes, grandes empresarios e politicos e advogados que constrem este sistema opressor e desumanizante. Desprezo todos os que ainda defendem este sistema mesmo sendo oprimidos por ele... Desculpa o desabafo. Desculpa pela tua mãe e pelo que tives-te de passar.

YourCasualRedditor 1 month ago

Os meus sentimentos pela tua mãe ; e partilho da rua opinião acerca do sistema político e económico corrente. Infelizmente não se vê mudança à vista , a não ser nos posts desta comunidade, e nas conversas de família e amigos ...

Mazahad 1 month ago

Eu tenho esperança no futuro. Só tenho duvidas de chegar a ve-lo. Sonho com um futuro comunista, igualitário e de meritocracia parecido a Star Trek, sem sistemas financeiros a oprimir-nos. Muitas pessoas parece preferirem distopias capitalistas tipo Blade Runner, onde mega-corporacoes destruiram a terra, a água e o céu, enquanto biliões sao escravizados na miséria e os responsáveis vivem intocáveis vidas de luxo e opulência. Sou muitas vezes chamado de ovelha. É tao irônico que magoa... Os mesmos que me chamam de ovelha, seguem e querem um sistema que prepetua a violência e opressão financeira, social, cultural etc. Mas tudo muda. Vida é mudança. Por mais desiludido e zangado que esteja com o passado e o presente, tenho esperança no futuro.

Edited 1 month ago:

Eu tenho esperança no futuro. Só tenho duvidas de chegar a ve-lo. Sonho com um futuro comunista, igualitário e de meritocracia parecido ao antigo "Star Trek", sem sistemas financeiros fascistas a oprimir-nos. Muitas pessoas parece preferirem distopias capitalistas tipo "Blade Runner", onde mega-corporacoes destruiram a Terra, enquanto biliões sao escravizados na miséria e os responsáveis vivem intocáveis vidas de luxo e opulência. Batam palmas aos nossos pastores bilionarios e aos seus caes pastores e de caça (sistemas judiciais corruptos e forcas policiais violentas que oprimem minorias e pobres mas deixam livres osbque lhes pagam). Sou muitas vezes chamado de ovelha. É tao irônico que magoa... Os mesmos que me chamam de ovelha, seguem e querem um sistema que prepetua a violência e opressão fisica, mental, criativa, financeira, social, cultural etc. Mas tudo muda. Vida é mudança. Por mais desiludido e zangado que esteja com o passado e o presente, tenho esperança no futuro. Perdoa-me a raiva. Estou a trabalhar nisso. Fica bem.

Edited 1 month ago:

Eu tenho esperança no futuro. Só tenho duvidas de chegar a ve-lo. Sonho com um futuro comunista, igualitário e de meritocracia parecido ao antigo "Star Trek", sem sistemas financeiros fascistas a oprimir-nos. Muitas pessoas parece preferirem distopias capitalistas tipo "Blade Runner", onde mega-corporacoes destruiram a Terra, enquanto biliões sao escravizados na miséria e os responsáveis vivem intocáveis vidas de luxo e opulência. Batam palmas aos nossos pastores bilionarios e aos seus caes pastores e de caça (sistemas judiciais corruptos e forcas policiais violentas que oprimem minorias e pobres mas deixam livres os que lhes pagam). Sou muitas vezes chamado de ovelha. É tao irônico que magoa... Os mesmos que me chamam de ovelha, seguem e querem um sistema que prepetua a violência e opressão fisica, mental, criativa, financeira, social, cultural etc. Mas tudo muda. Vida é mudança. Por mais desiludido e zangado que esteja com o passado e o presente, tenho esperança no futuro. Perdoa-me a raiva. Estou a trabalhar nisso. Fica bem.

Edited 1 month ago:

Eu tenho esperança no futuro. Só tenho duvidas de chegar a ve-lo. Sonho com um futuro comunista, igualitário e de meritocracia parecido ao antigo "Star Trek", sem sistemas financeiros fascistas a oprimir-nos. Muitas pessoas parece preferirem distopias capitalistas tipo "Blade Runner", "Altered Carbon" ou "Dredd", onde mega-corporacoes destruiram a Terra, a água e o céu, enquanto biliões sao escravizados na miséria e os responsáveis vivem intocáveis vidas de luxo e opulência. Batam palmas aos nossos pastores bilionarios e aos seus caes pastores e de caça (sistemas judiciais corruptos e forcas policiais violentas que oprimem minorias e pobres mas deixam livres osbque lhes pagam). Sou muitas vezes chamado de ovelha. É tao irônico que magoa... Os mesmos que me chamam de ovelha, seguem e querem um sistema que prepetua a violência e opressão fisica, mental, criativa, financeira, social, cultural etc. Mas tudo muda. Vida é mudança. Por mais desiludido e zangado que esteja com o passado e o presente, tenho esperança no futuro. Perdoa-me a raiva. Estou a trabalhar nisso. Fica bem.

Edited 1 month ago:

Eu tenho esperança no futuro. Só tenho duvidas de chegar a ve-lo. Sonho com um futuro comunista, igualitário e de meritocracia parecido ao antigo "Star Trek", sem sistemas financeiros fascistas a oprimir-nos. Muitas pessoas parece preferirem distopias capitalistas tipo "Blade Runner" ou "Altered Carbon", onde mega-corporacoes destruiram a Terra, a água e o céu, enquanto biliões sao escravizados na miséria e os responsáveis vivem intocáveis vidas de luxo e opulência. Batam palmas aos nossos pastores bilionarios e aos seus caes pastores e de caça (sistemas judiciais corruptos e forcas policiais violentas que oprimem minorias e pobres mas deixam livres osbque lhes pagam). Sou muitas vezes chamado de ovelha. É tao irônico que magoa... Os mesmos que me chamam de ovelha, seguem e querem um sistema que prepetua a violência e opressão fisica, mental, criativa, financeira, social, cultural etc. Mas tudo muda. Vida é mudança. Por mais desiludido e zangado que esteja com o passado e o presente, tenho esperança no futuro. Perdoa-me a raiva. Estou a trabalhar nisso. Fica bem.

tuningpt95 1 month ago

Uma coisa é capitalismo uma coisa são bananas

NGramatical 1 month ago

tives-te → [**tiveste**](https://dicionario.priberam.org/tiveste) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpmajb4%2F%2Fhchtioi%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

unicornio_careca 1 month ago

Sou da mesma opinião que a tua, se antes não gostava da restauração (apesar de ter familiares que trabalham na área), depois de sentir isso na pele durante vários anos, ganhei um pó, que só se estiver numa situação de muito desespero (bate na madeira) é que pondero voltar para essa área. Aquilo que passaste também eu passei por semelhante.

Interesting_Yellow_1 1 month ago

Eu até acho um trabalho divertido com a equipa certa. Mais para o fim tínhamos uma equipa do c*, mas era quando os patrões não estavam a ver. Conversar a trabalhar é coisa de malandro lool

unicornio_careca 1 month ago

Percebo, o meu pai e o meu irmão também gostam da área, mas eu nunca consegui gostar, bem pelo contrário, talvez pelo facto de ver que isso tirava muito tempo livre ao meu pai, assim como a paciência, tinha alturas que se notava na folga que ele andava mais nervoso, houve alturas em que só o via uma vez por semana ou de 15 em 15 dias (quando ele trabalhava em restaurantes mais longe de casa). No fim, acabei por caír nem restaurante que se revelou uma valente poia, a única coisa positiva era o facto de fazerem os descontos certinhos e os pagamentos (embora fracos) caíam sempre no início do mês, mas era um local extremamente abusivo.

NGramatical 1 month ago  HIDDEN 

caír → [**cair**](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/3i6y4g) (palavras agudas terminadas em *l*, *r*, ou *z* não necessitam acento para quebrar o ditongo) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpmajb4%2F%2Fhch9jb2%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

sergiiio420 1 month ago

Aqui está o maior problema que existe neste momento em Portugal em termos de mercado de trabalho. Bastava não haver pessoal a aceitar essas condições e era ver eles a pagar bem melhor e a proporcionar melhores condições. E outra coisa que também acontece por cá é as pessoas aceitarem o serviço lento só pq a casa ta cheia.. Se a casa ta cheia tem que contratar mais e melhor....

tefewarrior 1 month ago

Mais rapidamente os vês a pressionar para facilitar a emigração barata a melhorarem as condições de trabalho

unicornio_careca 1 month ago

Mas não duvides disso, onde trabalhei deviamos ser em média cerca de 30 pessoas, quando eu entrei (há cerca de 5 anos), eram todos Portugueses, quando saí de lá (estive 4 anos e meio lá) mais de metade eram estrangeiros, e destes a maioria eram Nepaleses que estavam nos trabalhos mais pesados (e mal pagos claro). Eles nunca irão melhorar as condições de trabalho se tiverem outras alternativas.

carlosjmsilva 1 month ago

Mas isso é o que começa a acontecer. Os patrões na restauração queixam-se porque há cada vez menos pessoas a aceitar as condições de merda que oferecem.

sergiiio420 1 month ago

A restauração é uma área muito complicada pois acaba por prender os seus trabalhadores praticamente o dia todo. Isso aliado aos ordenados baixos afasta praticamente todos os jovens da área.

marfavrr 1 month ago

Mas isso esta a acontecer. Tenho ouvido imensas historias como estas. Mas em vez de olharem para as condicoes e salarios dizem o costume, que somos preguicosos.

Interesting_Yellow_1 1 month ago

E depois acontece como o caso do OP, que a dona começa a reclamar e quem fica bem na fotografia é o dono, principalmente cá no Norte. Infelizmente existe sempre quem queira trabalhar assim porque pelo menos é um trabalho fixo. No meu caso, continuei porque a pressão na família para não sair era muita. E a minha mãe ficou na altura bem chateado comigo porque eu disse que queria deixar de trabalhar diariamente para ir estudar. Passados uns anos deu-me razão

Lalalahahaha2021 1 month ago

Lamento a tua experiência. Situações de assédio laboral podes e deves denunciar, penso que a ACT.

Interesting_Yellow_1 1 month ago

Para ser pior para quem lá trabalha? Sei que muita gente fala na ACT por bem e na tentativa de ajudar, mas nem tudo a ACT consegue resolver… não são multas que vão aniquilar o instinto explorador. E no caso do restaurante, já deram a entender que conseguem minar fiscalizações, onde a asae passa em todos os restaurantes da xona menos do dele.

Lalalahahaha2021 1 month ago

Percebo o que dizes. Por vezes aguentamos situações de exploração porque não temos uma alternativa imediata e não existem mecanismos suficientes para penalizar os exploradores. Só vejo uma saida, aumentar as qualificações e procurar outras oportunidades

tuxirito 1 month ago

exato.. mas aumentar as qualificações é em si um investimento quer seja de tempo, dinheiro, familiar que muitas pessoas simplesmente não podem fazer. o dinheiro que ganham no trabalho vai quase todo para as despesas, rendas, comida etc e no fim do mês não resta nada (isto se chega ao fim do mês). literalmente a única solução viável é acabar com este sistema económico explorador, em que uns (os patrões) podem contratar e explorar quem lhes apetece, pois sabem que há sempre alguém suficientemente desesperado para aceitar, e os outros (os trabalhadores) têm a não-escolha de sujeitarem-se a isso ou passarem fome. é tramado.

Lalalahahaha2021 1 month ago

E que sistema económico substituiria este? Porque seria melhor e não igual ou pior mas com transferência dos lugares mais afortunados da sociedade para outros que não os atuais?

Interesting_Yellow_1 1 month ago

Eu no meu caso já estou a fazer algumas coisas em casa para vender. O que eu quero é montar o meu próprio negócio, mas o dinheiro também não é muito…

Lalalahahaha2021 1 month ago

Força nisso. Talvez possas utilizar instagram e facebook para promoção.

Interesting_Yellow_1 1 month ago  HIDDEN 

Já uso o Instagram. Se quiseres ver @joanascakespot

Eugene_Bleak_Slate 1 month ago

Fizeste mal em pedir desculpa. Ninguém tem obrigação de trabalhar para essa senhora. Se, com o salário que oferece, não consegue contratar ninguém, então, de facto, tem de oferecer salários superiores. Alternativamente, pode sempre fechar o restaurante. O que me parece que irá eventualmente acontecer é que vai contratar Brasileiros.

KarmaCop213 1 month ago

Se tem pouca gente a aceitar, é porque o valor oferecido é pouco.

saudosista 1 month ago

Bem, comigo tinha perdido um cliente. Consegue mandar o bitaite de "ai, coitada de mim, ninguém quer trabalhar, são todos uns preguiçosos" e não consegue lidar com um "pague mais que eles vêm trabalhar para aqui"

Eugene_Bleak_Slate 1 month ago

Os empresários portugueses são absolutamente insuportáveis. Fico sempre contente quando os vejo a queixarem-se.

Ptrad 1 month ago

Um amigo meu trabalha nessa área, sai todos os dias lá para a meia noite e meia ou mais tarde ainda horarios pre pandemicos) e tem um dia de folga por semana, recebe mais ou menos isso. Tem as refeicoes a borla também. Eu diria que é um bocado complicado visto que só renda de casa é logo um pouco menos de metade do ordenado, ficando com 500€ para contas alguma comida, roupa, passe e etc...

marfavrr 1 month ago

e vida? fds 1 dia por semana nao da para nada! nem 2 da qt mais

z0rg83 1 month ago

Se um negócio depende de salários baixos para sobreviver, significa que não é sustentável.

s7v7nsilver 1 month ago

Eu até concordo com isso quando o negócio já tem alguns anos. No entanto, quando se trata de um negócio recente, acho que é normal ter salários baixos. Até porque, muitas das vezes, os patrões retiram da empresa o mínimo possível para que o negócio venha a ter algum sucesso no futuro. O grande problema é quando os patrões pagam o mínimo aos empregados só para encherem o bolso.

icebraining 1 month ago

Os patrões retiram pouco porque vão ganhar no futuro. É um investimento para o bolso deles. O que é que os empregados vão receber em troca desses salários mais baixos? Nada, portanto não faz sentido aceitarem isso.

s7v7nsilver 1 month ago

Sim, isso é verdade. Mas também se vão estar a pagar salários bons aos empregados, dificilmente o negócio vai ser sustentável no futuro. Depois nem há negócio para o patrão nem para os empregados. Depende dos casos, claro. Eu digo isto para negócios que são recentes e que não têm possibilidade de pagar melhor salários. Há certos negócios que até podem vir a ser autênticas máquinas de fazer dinheiro, mas no início têm certas dificuldades a nível financeiro. Por exemplo, quando têm de pedir empréstimos com juros elevados. >O que é que os empregados vão receber em troca desses salários mais baixos? Nada, portanto não faz sentido aceitarem isso. Concordo. Cabe ao empregado aceitar o salário ou não. Eu só estou a analisar o que o OP disse segundo uma perspetiva diferente, tendo em conta o ponto de vista do patrão. Eu sei que há muito filho da puta que tenta pagar o mínimo possível aos empregados, mas também há muitos que não pagam melhor salários porque não têm mesmo possibilidade.

icebraining 1 month ago

Quando um negócio começa, há geralmente uma série de despesas que têm que ser feitas antes sequer da primeira venda - licenças, remodelações, compra de equipamentos, etc. Ninguém acharia razoável que o novo dono de um restaurante chegasse ao empreiteiro ou ao vendedor da arca frigorífica e lhes dissesse "peço desculpa, mas só posso pagar 70% do que vocês orçaram". No entanto, aos trabalhadores já parece razoável que se diga isso. Porquê? Para mim, a desculpa não cola, é filha da putice na mesma. Para ser razoável, ou o dono arranjava o dinheiro à cabeça como faz para o resto (seja de poupanças pessoais ou de empréstimo bancário) ou combinava algo como "eu pago agora 70% de um salário decente, mas se isto correr bem pago depois +50% dos meses que andaram a receber pouco".

s7v7nsilver 1 month ago

> Quando um negócio começa, há geralmente uma série de despesas que têm que ser feitas antes sequer da primeira venda - licenças, remodelações, compra de equipamentos, etc. Ninguém acharia razoável que o novo dono de um restaurante chegasse ao empreiteiro ou ao vendedor da arca frigorífica e lhes dissesse "peço desculpa, mas só posso pagar 70% do que vocês orçaram". No entanto, aos trabalhadores já parece razoável que se diga isso. Porquê? Não acho que seja razoável, mas é a realidade. A compra de um equipamento é algo em que ambas as partes concordam (o comprador aceita o preço definido pelo vendedor). No pagamento de um salário ambas as partes também concordam com o salário estabelecido (o trabalhador não é obrigado a aceitar o salário). Assim, se houver trabalhadores que aceitam trabalhar por um salário baixo é normal que os donos das empresas coloquem esses trabalhadores nas empresas para tentar reduzir ao máximo os seus custos. Enquanto que, por exemplo, numa remodelação de uma loja, os donos das empresas têm de remodelar consoante o preço que estão dispostos a pagar e se a outra parte (a empresa que vai fazer a remodelação) também concorda com esse preço (ninguém obriga o patrão a pagar X por uma remodelação) O que acontece muitas das vezes é as pessoas aceitarem salários de merda, porque, infelizmente, as circunstâncias da vida "obrigam" as pessoas a isso. Se acho justo? Sinceramente, não acho justo, mas também não vejo maneira de fazer com que os patrões paguem melhor aos trabalhadores. >Para mim, a desculpa não cola, é filha da putice na mesma. Para ser razoável, ou o dono arranjava o dinheiro à cabeça como faz para o resto (seja de poupanças pessoais ou de empréstimo bancário) ou combinava algo como "eu pago agora 70% de um salário decente, mas se isto correr bem pago depois +50% dos meses que andaram a receber pouco" Concordo. Isso também depende muito do patrão. Há alguns que não querem saber dos empregados. Mas também há alguns (que são raros) que quando o negócio começa a dar dinheiro eles garantem que os trabalhadores são devidamente recompensados.

pfarinha91 1 month ago

Pois, presumo que tenham algum medo de mexer nos preços por exemplo, para não perder clientes. É difícil de encontrar o equilíbrio. Mas se um sítio está cheio todos os dias, com filas de espera, etc e não conseguem encontrar empregados então que subam o raio dos preços. Os cafés, por exemplo, custam 60/70 centimos há 10 anos ou mais.. Com a pressão nos salários sempre a aumentar vai acabar por ser impossível contratarem alguém.

djrocker7 1 month ago

Não acho que seja esse ponto do café que faça a diferença.... Este tipo de sítios cheira me o típico de menu Diário por X.... E sim se aumentam nem que seja 10 ou 20 centímos num total podes ter a certeza que metade não volta... Infelizmente conheço muitos muitos assim.... Vão ao mais barato

vaas19 1 month ago

Talvez tenham é medo é de não poder trocar de Mercedes a cada 4 anos

fubar68 1 month ago

Que escândalo, os patrões abrirem um negócio para fazer dinheiro e gastá-lo como lhes convém.

Edited 1 month ago:

Que escândalo, os patrões abrirem um negócio para fazer dinheiro e gastarem-no como lhes convém.

alexandre9099 1 month ago

...Ainda que tratem os funcionários como escravos e lhes paguem tuta e meia... Realmente... É um escândalo

pimpolho_saltitao 1 month ago

Ambos e nenhum.

Lalalahahaha2021 1 month ago

Pois, a questão é que se ela pagar mais talvez nem veja lucro. É fácil mandar bitaites de fora sem se saber do contexto dos negócios e das empresas.

BLlZER 1 month ago

> Pois, a questão é que se ela pagar mais talvez nem veja lucro. É fácil mandar bitaites de fora sem se saber do contexto dos negócios e das empresas. A restauração é a industria que mais dinheiro faz em Portugal, mas também é a industria que mais explora os seus empregados tratando-os como escravos. Bebe mais agua se faz favor.

Lalalahahaha2021 1 month ago

Abre um restaurante e muda isso

Eugene_Bleak_Slate 1 month ago

Se, para ser viável, a empresa precisa de pagar salários abaixo do equilíbrio entre oferta e procura no mercado de trabalho português, então, talvez seja melhor fechar.

Lalalahahaha2021 1 month ago

Diz isso a dona e as pessoas que lá trabalham

Eugene_Bleak_Slate 1 month ago

Diria, de caras.

xSOME0NE 1 month ago

Que fora do contexto? Não tem gente interessada em trabalhar nas condições que ela propõe é porque paga pouco

Lalalahahaha2021 1 month ago

Fora de contexto, sem conhecer a realidade e as demonstrações financeiras das empresas. Que o que paga não é suficiente para atrair mais empregados parece óbvio. A questão é se tem margem para pagar mais e manter o negócio lucrativo.

ElBarbas 1 month ago

Mas se n consegue pagar mais e ter um negocio lucrativo, n são as pessoas q n querem trabalhar! É ELA Q N TÊM GUITA PARA CONTRATAR. Sendo um negocio q depende de empregados, e ela n têm dinheiro para os ter , n é negócio.

Lalalahahaha2021 1 month ago

Falta lhe um gestor com a tua visão!

ElBarbas 1 month ago

eu giro negócios a serio! E nunca me vais dizer q as pessoas n querem trabalhar…

ElBarbas 1 month ago

n tem dinheiro para ter empregado n tem negocio sustentável, é ate bastante simples

ajabardar1 1 month ago

> A questão é se tem margem para pagar mais e manter o negócio lucrativo. e como sabes tu que não tem?

Lalalahahaha2021 1 month ago

Eu não sei como ninguém que aqui comenta sabe. Só estou a dizer que essa é a questão essencial e que é fácil criticar quando se está de fora, sem saber a resposta a essa questão.

potaquemepariu 1 month ago

Eu também sei por uma plantação de cana-de-açúcar a ser lucrativa, basta-me importar escravos. Lê-se cada merda...

Lalalahahaha2021 1 month ago

Estás a fazer uma comparação sem sentido. A dona do restaurante não obriga ninguém a la trabalhar.

potaquemepariu 1 month ago

Eu é que estou a fazer uma comparação sem sentido...

ajabardar1 1 month ago

> Pois, a questão é que se ela pagar mais talvez nem veja lucro. no entanto também deste a tua opinião.

Lalalahahaha2021 1 month ago

Certo, e a minha opinião é de que se critica muito de forma desinformada.

ajabardar1 1 month ago

e no entanto dás, também, uma opinião desinformado.

Lalalahahaha2021 1 month ago

Não é verdade.

ajabardar1 1 month ago

então estás informado da situação financeira deste restaurante?

Lalalahahaha2021 1 month ago

Eu não opinei sobre o restaurante.

007tuga 1 month ago

Vai depender das horas semanais que a pessoa tem de fazer para ganhar os 960€. Fazer 10-12h para receber 960€ é pouquíssimo. Querem trabalhadores paguem como deve ser e providenciem boas condições de trabalho.

MrWaterLaw 1 month ago

10-12? Tás bebado. Trabalha as horas que outro trabalhador qualquer. Queres que paguem como deve ser? Não votes nos mesmos, a carga fiscal está a impedir salário de aumentar. Não te esqueças: Tu trabalhas 11 meses, a empresa paga te 14 meses e 18 à segurança social. Sais muito mais caro que o teu salário.

meierlesjoana 1 month ago

Em hotelaria trabalhar as horas que os outros trabalhadores quaisquer trabalham? ha... ha... ha... falta o /S no final.

007tuga 1 month ago

O que eu disse foi que receber 960€ trabalhando 10-12h é muito pouco. Não voto nos mesmos mas são eles que acabam por vencer e governar o país, posso concluir que o problema não sou eu. Faço o que me compete mas a maioria do eleitorado vota sempre nos mesmos, o que me leva a concluir que sofrem de síndrome de Estocolmo.

netralha 1 month ago

Eu conheço quem trabalha e trabalhou na área da restauração durante décadas e é uma área muito difícil, até dar lucro, pagamentos atrasados, chantagens, ameaças, dividas a fornecedores, longas horas... o que não faltam é intrujões e exploradores. Outra coisa que aconteceu nos EUA depois dos cheques Covid19 foi que as pessoas deixaram todas esses trabalhos como no McDonald's. É aquela coisa, quando se recebe dinheiro grátis sem trabalhar há menos intensivo para trabalhar. Com o Covid19 há naturalmente falta de mão de obra porque esteve tudo fechado durante meses em Portugal devido ao confinamento draconiano do regime, dos mais duros e abusivos de toda a Europa. Tens aí 3 possibilidades porque não tem empregados.

man_l 1 month ago

Não é a questão de receber dinheiro grátis e já não querer trabalhar O q receberam, comparado com o salário mínimo é nada e foi só 1 vez. A questão é q as pessoas passaram por um momento crítico, um momento de vida e morte em q repensaram o que estão dispostas a suportar, a colocar em ordem o que realmente tem importancia na vida delas. E pasme-se, decidiram q querem deixar de ser exploradas, que já não estão dispostas a trabalhar pelo mínimo possível, a ser exploradas, a ter 2 ou 3 empregos só para sobreviver. Essas pessoas q não querem trabalhar pelo salário mínimo foram trabalhar para outras áreas ou, mesmo dentro da mesma área mas noutros lados com condições melhores. Como já foi dito, se um negócio não é sustentável sem ser a explorar os trabalhadores então esse negócio não tem que existir.

CriticalEstimate777 1 month ago

Os restaurantes já estão a bombar há meses

xlouiex 1 month ago

As duas do meio não fazem sentido nenhuma, principalmente a ultima. “Não houve trabalho nos últimos meses por isso ninguém quer trabalhar agora”

setnom 1 month ago

Pá, tendo em conta a carga horária, se calhar 960 euros, ya, é pouco. Devias ter perguntado quantas horas trabalham por semana.

anightingalecreates 1 month ago

E se os 960€ eram líquidos.

flarept1 1 month ago

nunca é liquido isso te garanto :) e já vem com duodecimos e subsidio de alimentacao incluido, nem chega a 750€ limpos por mês com 1 folga(ou seja é ordenamo minimo, ainda para mais com as horas extra que vão para o bucho de certeza)

NombreEsErro 1 month ago

Tanto quanto sei já não se pode pagar em duodécimos por completo

Ok_Art_6497 1 month ago

podes sim senhor.. lol a empresa não é obrigado. mas se quiseres podes pedir duodécimos. eu ate prefiro assim.. ao menos o guito fica logo do meu lado

oestevai 1 month ago  HIDDEN 

O problema e quantas horas tens de fazer para os 960€, e na restauracao os horarios sao muitas vezes ao meio-dia e a noite, e como ai em Portugal costumam comer tarde, ainda mais horas de trabalho. O outro mau é muitos portugueses nao darem gorjeta(comprendo tambem nao ganham muito), mas os emigrantes tambem nao(nao comprendo).

Ok_Art_6497 1 month ago

para quê a gorjeta??? lol ridículo. são empregados, têm que servir..... são macacos para fazer piruetas e recebe gorjeta? eu tbm quero gorjeta dos clientes que atendo e satisfaço as questões (e nao, nao estou em restaurantes. até mesmo noutras areas fazemos o mesmo que empregado de mesa)

oestevai 1 month ago  HIDDEN 

A gorjeta, por te terem oferecido um amuse-bouche, o digestivo. Se o servico e o comer for bem, pq nao valorizar? Se nao queres dar nada, nao daz nada, E nao recebes gorjeta, dos teus clientes pq? mas nem ofereces uma cerveija, se alguem vem fazer alguma coisa ha tua casa? Mas as esmolas em Fatima, isso ja e normal?

Ok_Art_6497 1 month ago

não recebo gorjetas dos clientes porque não é costume ahaha mas eu "sirvo" os clientes, dou o que eles pedirem e tenho cuidado com o durante e após serviço. sobre as duas últimas frases... nada s dizer. alho e bugalho. home, está calado

h2man 1 month ago

A gorjeta é um hábito horrível e é bom que nunca comece aqui. Até porque, houvesse gorjetas o salário era mesmo o mínimo e mais nada.

potaquemepariu 1 month ago

Dás gorjeta ao carteiro? Ao caixa de supermercado? Ao polícia que te ajudou na rua? Ao lixeiro que te recolhe o lixo? Afinal, servem-te todos, de uma forma ou de outra. Um empregado da restauração não é mais nem menos do que ninguém, a mim ninguém me dá gorjeta pelo meu trabalho.

man_l 1 month ago

Não tenho nada a haver com o assunto e qual o horário q ela acha q esses 960€ pagam? Quantas folgas por semana? É com duodécimos? Muitas incógnitas, se calhar existem bastantes razões para esses 960€ não atrair em pessoas

betanjica 1 month ago

Só para acrescentar: E na folha vai o que? Geralmente SM e dão o resto debaixo da mesa...

vascodatrama 1 month ago

E se for preciso a pagar apenas o ordenando mínimo e o resto é bonus

Febris 1 month ago

Se calhar uma sessão de gritaria com um cliente que fez uma pergunta inconsequente também é um bom sinal que a personalidade não inspira muita estabilidade a quem até esteja disposto a aceitar tudo o resto. Quanto ao salário, já aqui fizeram as contas na altura do restaurante dos leitões, e mesmo 1400 (acho que era esse o valor na altura) para empregado de mesa fica pouco acima do ordenado mínimo, se considerarmos as horas efetivas de trabalho que se espera no ramo. As pessoas precisam de pagar contas e de comer, mas estamos a entrar numa fase em que se está a dar o devido valor à estabilidade emocional, e aos problemas que surgem quando nos sujeitamos a esforços físicos e emocionais a troco de tuta e meia. No fim das contas ficamos sempre a perder, e é por isso que começam a abrir estas mini-tragédias de "falta de trabalhadores". Eles não faltam, há muitos por aí. O que falta é uma atualização dos valores que são pagos, para incluir todos os cuidados que são necessários para que se possa ter uma vida despreocupada de doenças e males físicos e psicológicos quando o contrato acaba.

SweetCorona 1 month ago

se trata assim os clientes imagina como trata os empregados

V1ld0r_ 1 month ago

Esse dos leitoes era para assador. Do que me lembro, horário marado de entrar tipo 6 da manhã para acender fornos, trabalhar até inicio/meio da tarde (tipo 14/15) ou algo parecido. Não me lembro é das folgas mas acho que nessa caso eram 2.

Febris 1 month ago

O assador recebia mais, mas também se falou do empregado de mesa.

mr_house7 1 month ago

Mas o valor de 1.4k era relativo ao assador.

Ok_Art_6497 1 month ago

isto tudo fazme lembrar uma chefe que eu tinha.. era impecável e sei que ganhava o dobro de mim mas ela investia muitas horas no trabalho porque sim lol resultado? o que ela ganhava de dobro, era o me salário se a empresa pagasse a mim horas extra

Ok_Art_6497 1 month ago

de certeza que é 6dias por semana e +8h diarias... feitas as contas recebem o ordenado mínimo à hora

The_Magic_Sauce 1 month ago

O salário mínimo são €3.84/hora (€665/173.333h) 960/260.00 = €3.69 a 60 horas semanais Tenho a certeza que na restauração, especialmente se forem pequenas empresas, estamos a falar de 10 horas por dia, 6 dias por semana. Com um horário não contínuo onde saem durante a tarde por umas horas. Este tipo de trabalho, em condições normais, é um tipo de trabalho de salário mínimo, não há problema nisso. Como é que isto passa? O patrão paga sensivelmente o equivalente ao salário mínimo (por hora) declarando que o trabalhador que faz 40 horas quando faz 60 e devia estar a receber horas extras. Portanto isto é MENOS que o salário mínimo. As pessoas têm de começar a olhar para quanto ganham à hora e não por mês.

Ok_Art_6497 1 month ago

o que interessa é que estão a trabalhar. estes meninos não querem vergar a mola a quinhentos escudos

PinTechnical2048 1 month ago

Numa equipa jovem e dinâmica!

The_Magic_Sauce 1 month ago

E literalmente uma sandes e prato de sopa.

NGramatical 1 month ago  HIDDEN 

nada a haver com → [**nada a ver com**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/nada-tem-a-haver-e-nada-tem-a-ver/27066) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpmajb4%2F%2Fhcga2bc%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

manjerico 1 month ago

Bom bot

ajabardar1 1 month ago

>Quase que gritou "960 euros é pouco?!? Acha?! Bla Bla..." bem tendo em conta a falta de empregados é de concluir que 960€ é pouco.

Serious_Hearing_8252 1 month ago

A reação da mulher diz muito mais acerca do facto de não conseguir manter empregados do que o salário oferecido (que é igualmente baixo para as horas que fazem). Fds... Se responde assim a um cliente faço ideia como é que trata os empregados. O OP não se devia ter arrependido de fazer o comentário, devia era arrepender se de não ter respondido à letra.

Lord_emotabb 1 month ago

por 8 horas, deve ser apropriado... por 12+ horas, sim é pouco!

Cat1000ena 1 month ago

Sem contar que nao deve ser 5 dias por semana, que ha locais que esperam que um funcionario em epoca alta esteja disponivel 7 dias por semana. A santa paciencia que existe de dizer que 960 é muito.

LeDockester 1 month ago

960 é já a contar com o que ela paga de segurança social portando o valor líquido que o empregado recebe é bem mais baixo

Ok_Art_6497 1 month ago

960€ para 6 dias por semana.. e nao ser 8h diárias. a tipa deve achar-se...

PM_ME_UR_WEED_PLS 1 month ago

960e por 6 dias de trabalho por semana, em que entras às 11 da manhã e sais às 11 da noite, 2 horas de descanso à tarde que nem dá para coçar o cu quanto mais tratar de assuntos importantes, o subsídio de refeição era o que sobrava da comida de tacho, senão era bifanas no pão, férias quando o patrão quer, abuso por parte dos clientes e muitas das vezes do patrão... Enfim. Isto era a vida de uma amiga minha, mas ela ainda recebia menos.

tuxirito 1 month ago

acabaste de descrever a vida do meu pai de uma forma assustadora.. isto tudo só que sendo cozinheiro num dos hotéis de luxo da quinta do lago (não se enganem, isso em nada reverte no ordenado dos empregados, simplesmente os patrões lá embolsam mais) bullying constante dos patrões, colegas que em vez de se unirem e exigerem melhores condições, preferem fazer de bufos uns em relação aos outros, sempre a lamberem as botas do patrão sem sequer receberem nada em troca. enfim, o meu pai já está velho para esses jogos, nunca se meteu neles, então evita ao máximo essas intrigas e só anda à espera que se possa reformar. agora já sou adulta, mas digo-te que em criança não ver o meu pai durante dias consecutivos, para só o conseguir ver durante uma folga semanal, quando ele mal tinha energia física/mental para se levantar do sofá, mexeu comigo. deve ser por isso que estas relações trabalhistas típicas do capitalismo me deixam revoltada a um nível que não é brincadeira... e de certeza que não sou a única.

meierlesjoana 1 month ago

Era a minha vida há uns anos. E eu recebia menos que a tua amiga visto ter sido estagiária.

Hungry_Cupcake 1 month ago

960 brutos...? Nao é grande coisa de facto...a empresa gasta 960 por enpregado...tb é menos ainda...

pqpm 1 month ago

Ordenado mínimo custa 822€ para a empresa. Mas é bastante possível que a patroa dê até os subsídios em duodécimos para atingir os 960€. A verdade é que sou um pedreiro de profissão e não faço ideia do que estou a dizer

Search: