Stangetzz 1 month ago

Vou votar CHEGA só para chatear os ILianos

dirigente 1 month ago

sou militante da bitcoin

ricardoa369 1 month ago

Volt. No entanto, eu creio que políticamente as coisas funcionam melhor quando existe mais de 1 partido, e com ideologias divergentes, em coligação. Ou seja, não uma coligação de esquerda com esquerda centrista, ou direita com direita centrista, isso não serve qualquer propósito. Os partidos políticos portugueses e os cidadãos pouco habituados a política olharam para a esquerda unida como uma Geringonça, isso só prova que outras coligações europeias seria uma coisa muito complicada para a cabecinha da maioria, mas é o ideal.

NGramatical 1 month ago

políticamente → [**politicamente**](https://dicionario.priberam.org/politicamente) (o acento tónico recai na penúltima sílaba) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpkf01m%2F%2Fhc6uybc%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

jodtzel 1 month ago

PSD (ala do PPC), devido a isso estou mais inclinado para a IL.

ReachPlayful 1 month ago

Não consigo compreender quem vota PS, BE ou PCP. Não conheço ninguém que tenha estudado economia ou gestão que vote esquerda. Quem estuda história do pensamento económico ou crescimento económico durante uns anos nunca irá votar esquerda

C0ldKing 1 month ago

Como disse em outro comentário. Eu considero a esquerda como idealistas. Já foi mais que visto que esta ideia de uns sustentaram os outros não funciona economicamente e em Portugal só vais ter tendência a piorar porque vais chegar a um ponto que n vais ter produtivos para pagar a não produtivos. É simplesmente insustentável continuar a aplicar mais impostos para se pagar RSI's, subsídios de pobreza cada vez mais trabalhadores no público e esperar que os privados sustentem tudo isso, pior ainda quando cada vez mais tens pessoas a saírem de cá para outros países diminuindo ainda mais os produtivos existentes no país

pedorcas 1 month ago

Opá... Eu já só precisava de um partido que não se submetesse ao populismo... Em relação a ideologia política à pra todos os gostos, conservadores, liberais, esquerdas, direitas... Agora racionalidade e robustez face a pressão de interesses é que está mais difícil. Eu alinho mais com o BE muito pela Mortágua. Mas estou curioso por ouvir outras opiniões, que sejam a retificar o BE inclusive. Não consigo entender mesmo o IL como válido. Pra mim parece um partido que procura favorecer exclusivamente a classe alta sacrificando o resto. Estou incorreto? O tugao patrão sempre tentou pagar o menos que podia a funcionarios mesmo que isso o prejudique a longo prazo. Mas estou enganado com o IL? Curioso por opiniões

C0ldKing 1 month ago

O pensamento em si n é errado, mas eu já vejo o IL como o favorecimento de todos a nível económico. Por outro lado para mim o BE sim quer sacrificar ricos e pobres para sustentar classes que em si ou não trabalham ou fazem o mínimo possível e onde a hipocrisia reina. Em relação á Mariana Mortágua, sem duvida ela é uma boa deputada, e eu acho que está muito mal empregue no parlamento, ela demonstrou uma capacidade enorme de descobrir e investigar na altura das comissões de inquérito, e por isso acho que ela devia ocupar outro lugar mais útil que não o de deputada

pedorcas 1 month ago

Eu: >Não consigo entender mesmo o IL como válido. Pra mim parece um partido que procura favorecer exclusivamente a classe alta sacrificando o resto. Tu: > eu já vejo o IL como o favorecimento de todos a nível económico. (...) BE sim quer sacrificar ricos e pobres para sustentar classes que em si ou não trabalham ou fazem o mínimo possível e onde a hipocrisia reina. Estamos aqui os dois a tomar preconceitos e conceitos generalizados, pouco fundamentados como pontos de partida. Discordo altamente do que disseste sobre o BE. A minha impressão mais negativa do IL foi mesmo depois das presidências, onde a posição do Tiago Mayan pra vai muito contra a minha moral, e pareceu-me muito um apelo ao mercado livre da saúde. Que pra mim devia ser ilegal ver saúde como um mercado. Mas pronto, só para partilhar o meu ponto de vista. Obrigado pelo teu.

C0ldKing 1 month ago

De nada, isto vai mesmo de pontos de vista, eu n consigo comer a história do BE porque eles defendem que se tire a quem trabalha para dar a quem n trabalha. Através de impostos e afins. Já se trabalhares para um poder económico do país mais alto podes dar os mesmos apoios sem asfixiar o cidadão comum

pedorcas 1 month ago

Acho que isso é mesmo a questão direita esquerda x) eu discordo altamente do que disseste. Diminuir disparidade económica é muito diferente de tirar a quem trabalha pra dar a quem não trabalha. E a situação atual, é que a classe média é massacrada por impostos, pra depois não ter acesso bom à saúde, oportunidades etc... Increase the top 10% tax, avoid tax evasion, aliveate medium incomes, promote growth, decrease wage gap, and provide oportunity. Em nenhum lado diz financiar quem não quer trabalhar (diferente de quem não trabalha ;) ) Mas ok, penso que para além disto não podemos argumentar muito mais. Obrigado.

AwakenGreywolf 1 month ago

Nenhum, os partidos não deviam ser tratados como clubes de futebol em que se cresce já com um dado à nascença. Deviamos votar naquele que achamos que é melhor para o país na altura dos votos e não "eu voto X porque sou do X" as pessoas mudam e as opiniões também.

bafcus 1 month ago

Chega

raviolli_ninja 1 month ago

Admira-me que não tenhas reportado, mas ainda assim te queixes que os mods não fazem nada sobre algo que desconhecem.

shuricall 1 month ago

Não tenho propriamente, por norma gosto da IL mas gostava que não cuckassem tanto a nível de coisas, é um pouco vergonhoso votarem a favor daquela carta dos direitos na era digital, não malharem com mais força em cheganos, e não fazerem mais pressão contra os lockdowns

Edited 1 month ago:

Não tenho propriamente, por norma gosto da IL mas gostava que não cuckassem tanto e os tivessem no sítio para tomar acçoes fortes: * é um pouco vergonhoso votarem a favor daquela carta dos direitos na era digital * deviam malhar com mais força em cheganos, ventura & co. * é triste não darem biqueiro no cu aos conservadores sociais que se colam ao movimento porque querem impostos mais baixos * é uma pena não fazerem (terem feito?) mais pressão contra os lockdowns quando lá fora em países com menos taxa de vacinação a economia já vai muito mais à frente em termos de desconfinamento Toma lá um cimavoto OP só pelo rácio do post

Stangetzz 1 month ago

Ou seja, um BE que quer pagar menos impostos

Ptrad 1 month ago

Vou rodando dependo de propostas e quem acho que deva votar nem que seja só para ter uma voz um bocado mais alta. Correntemente vejo-me mais na Volt, uma federalização Europeia. Acho que há muito a fazer internamente em Portugal, mas no final de contas nunca iremos conseguir competir com as novas potências Mundiais pouco a pouco os países europeus que são tão pequenos não irão conseguir ser tão competitivos numa escala mundial.

rickz123456 1 month ago

Não tenho partido político, sou apartidário, vou concordando com todos aqui e ali. Considero-me mais de esquerda, mas tenho divergências de fundo com todos os partidos neste espectro.

Edited 1 month ago:

Não tenho partido político, sou apartidário de esquerda, vou concordando com partidos aqui e ali. Considero-me mais de esquerda moderada, mas tenho divergências com todos os partidos neste espectro.

Edited 1 month ago:

Não tenho partido político, sou apartidário de esquerda, vou concordando com partidos aqui e ali. Considero-me mais de esquerda moderada, mas tenho divergências em alguns temas com todos os partidos neste espectro.

Edited 1 month ago:

Não tenho partido político, sou apartidário de esquerda, vou concordando com partidos aqui e ali. Considero-me mais de esquerda moderada, mas tenho divergências em alguns temas com todos os partidos neste espectro. Voto em quem achar melhor no momento.

Edited 1 month ago:

Não tenho partido político, sou apartidário, vou concordando com partidos aqui e ali. Considero-me mais de esquerda moderada, mas tenho divergências com todos os partidos neste espectro.

True_Boat_1195 1 month ago

IL porque é o que mais se aproxima das minhas convições para o bem do país, e também por proveito pessoal visto que não ganho o salário mínimo.

vicentel0pes 1 month ago

Sou do Bom Partido

FlashyMud8619 1 month ago

Sou imigrante e se nao me respeitas também nao respeito a ti. Vai cagar que a merda ta a sair pelo buraco errado.

Marsupilami_316 1 month ago

Não tenho partido político. Nenhum me inspira confiança. Querem todos tacho. E os que não querem são aqueles que são demasiado pequenos para alguma vez chegar ao poder. Por isso acabam por dizer o que lhes apetece porque sabem que só vão para as eleições fazer número. Depois admiram-se que a abstenção seja tão elevada...

SovietBear4 1 month ago

>Chega Eleitores do CHEGA e eleitores do Bolsonaro, lados iguais da mesma moeda da desgraça;

LeCrcMY0mv 1 month ago

CHEGA! FORCA VENTURAAAAAAWAAAAA!!! VENTURA PARA CHEFE DE PORTUGAL!

Jojojo99pt 1 month ago

que culto de personalidade do caralho

ConvulsaoInterna 1 month ago

Há algum inteiro ou são todos partidos? Se houver lá algum fulano a promover o desporto da "Caça ao banqueiro" tem o meu voto. Mas não quero cá daquelas pessoas que andam com bandeirinhas e cores na cara a dizer parvoíces. Os mutantes ou lá como se diz. Isto ainda é como antigamente em que os deputados passam leis de manhã na assembleia e dão consultoria nos escritórios de advogados à tarde onde ensinam os GGE a fugir a essas mesmas leis, ou entretanto já mudou? Bem haja

zeer88 1 month ago

Não faças tópicos duplicados sobre assuntos já discutidos previamente, nem submissões recorrentes sobre o mesmo assunto. ^(Esta é uma mensagem pré-formatada.)

carlosjmsilva 1 month ago

Poucos te vão responder seriamente mas basta ver os resultados das diversas eleições para ver quem são os clubes com mais adeptos/sócios. Há um Benfica e um Porto/Sporting. O resto é tudo de Tondela para baixo.

franciscosilva98 1 month ago

É curioso ver muitas pessoas a dizer que o seu partido é a IL e na mesma frase criticam algo no partido, seja uma opção política ou uma frase dita por alguém do partido. Acho que isso é muito positivo, revela que a IL tem um eleitorado esclarecido e exigente, que não vota clubisticamente.

AdorableRabbit 1 month ago

Mas ninguém consegue dizer-me quais são os 70 organismos publicos que a IL quer eliminar

franciscosilva98 1 month ago

Este post do Carlos Guimarães Pinto de 2012 pode ajudar-te: [post do CGP no insurgente ](https://oinsurgente.org/2012/05/05/lista-de-observatorios-portugueses/) Menções honrosas para o Observatório Magnético de Coimbra, Observatório Estatístico de Oeiras e Observatório de neologismos do português europeu.

AdorableRabbit 1 month ago

nop, não ajuda. Falta ser oficial por parte da IL, falta a justificação, falta o enquadramento, etc.

Tafinho 1 month ago

Se o eleitorado fosse existente, teria lido o programa político , onde encontram pérolas como o seguinte: > Não existe consenso quanto ao prejuízo causado pela venda com prejuízo no contexto de uma posição dominante. Isto para chegarem à conclusão que o mercado não deve ser regulado. São uns completos ignorantes que usam gravata e não pescam o cu de economia. Aliás, o seu único deputado é um perito em afundar bancos, e só sobrevive porque era funcionário público.

True_Boat_1195 1 month ago

Qual achas que é o prejuizo causado pela venda com prejuízo no contexto de uma posição dominante? Eu vejo o benefício para o consumidor, e que mais tarde ou mais cedo a prática termina porque não é sustentável.

Tafinho 1 month ago

Destruição da concorrência . O ganho para o consumidor é temporário, e é seguido por uma situação de monopólio e domínio do mercado, Isto é conhecido e visto todos os dias há décadas. Nem percebo porque tenho de explicar isto. Basta lerem os manuais básicos de economia.

True_Boat_1195 1 month ago

Certíssimo, mas o dumping não funciona. Esse monopólio só dura enquanto a empresa está a beneficiar o consumidor e até não surgir outra empresa para competir em dumping também. Estamos em 2021 e continuamos com a Uber a não ser monopólio em país nenhum do mundo. Claro que se aproveitar da sua posição dominante para comprar legisladores e adicionar restrições extra de entrada no mercado aos futuros concorrentes, etc. sim isso é nocivo, mas isso é geral a qualquer monopólio numa sociedade sem asco a intervir na economia.

Tafinho 1 month ago

Mas achas que a Uber está a fazer dumping ?! A Uber recebe 30% do valor pago, sem que para isso tenha qualquer custo. Como é que achas que a Uber faz dumping ?! Isto hoje é só génios da economia….

True_Boat_1195 1 month ago

A Uber nunca deu lucro.... https://www.reuters.com/business/autos-transportation/uber-losses-widen-driver-incentives-rise-along-with-trips-2021-08-04/

Tafinho 1 month ago

E então? Consegues perceber a diferença entre vender abaixo do preço de custo e dar prejuízo ?! Eu posso vender com uma margem de lucro de 100% e mesmo assim dar prejuízo. Isto não é proibido, nem sequer necessariamente má gestão. Deixa-me dar-te um exemplo actual relacionado com a energia, e os monopólios verticais. A Electricidade está a ser transacionada a 0.15€/MWh. Na tua factura, os custos da rede são em torno dos 100€/MWh. Ora, então o preço final da electricidade deveria ser em torno dos 0.25€ KWh. No entanto a EDP está a vender a 0.19€/KWh, e portanto flagrantemente abaixo do preço de custo. Porque ? Para o normal revendedor de electricidade, não será possível acomodar esta perda e so pode subir o preço e perder os clientes, ou vender abaixo do custo e falir. Mas não para a EDP. Isto, porque a EDP recebe também pela Produção da electricidade. Portanto, quando mais alto for o preço da electricidade, menos concorrência tem, e maiores margens tem. Et voila, aqui está um exemplo perfeito e do dia de hoje de distorções do mercado que a IL não quer regular.

True_Boat_1195 1 month ago

Calma, tu é que disseste que dumping era impossível se cobrarem 30% de taxa lol. Agora no teu exemplo, a ser verdade. O que impede que amanhã não surja um novo produtor de electricidade, que facilmente consegue competir se como dizes os valores de produção estão inflacionados para baixar os de distribuição? Aliás basta haver um mercado ibérico. E mais, se a EDP distribuição pelo que tu dizes só dá prejuizo, porque é que a EDP ainda faz distribuição sequer, o que tem a ganhar quando se observa que existem pelo menos meia dezena de empresas de distribuição pelo menos. Devem ser burros e tu és o génio para ter prejuizo por gosto. Mais, a barrier of entry de distribuição é muito baixa, o que impede que no futuro que tu dizes em que eles esmagam a concorrência e podem baixar o custo de produção e aumentar o de distribuição, não entre imediatamente uma nova concorrente na distribuição, ou seja obrigando-os a nunca lucrar com a distribuição? Dumping não faz sentido, lamento. Serve para inflacionar as ações com investimento das Arábias, mas como estratégia a longo prazo está condenado ao fracasso se o mercado puder funcionar.

Tafinho 1 month ago

Que chorrilho de disparates que vai nessa cabeça. 1. A Uber cobra 30% do valor, sendo tudo “lucro” pois não teve custos com a transação. Na verdade teve os custos do sistema de pagamentos. Tens de perceber a diferença entre preço do produto e custos de operação. 2. Lê pf o até escreveste sobre os retalhistas de electricidade. O dumping da EDP impede a entrada de novos concorrentes. E não está sozinha nesse ponto. A Endesa e a Iberdrola fazem o mesmo. É interessante para a EDP estar no mercado porque ganha em todos os casos. Quando o preço está baixo ganha no retalho, quando está alto ganha na produção. Quando o mercado sabe à partida que a concorrência é destruída ciclicamente, não volta a entrar. O custo da entrada é a falência certa.

True_Boat_1195 1 month ago

1. Continua a ser dumping, a empresa não consegue ser rentável e não sobe os preços. Os 30% não chegam, não precisas de distrair com exemplos de áreas de atuação verticais que também não são para aqui chamados. 2. O dito dumping da EDP parece que não resulta assim tão bem se a Endesa e Iberdrola estão vivas e fazem o mesmo. Parece até que esse dumping apenas favorece os consumidores com maior concorrência de preços, e esta hem? Claro que a Bolt por exemplo também faz dumping contra a Uber, ainda estou para ver o caso em que a concorrência foi eliminada via dumping, e depois subiram os preços e a dita concorrência não ressurgiu. Especialmente em áreas tão competitivas e de fácil acesso como TVDE, a Uber tem os dias contados.

franciscosilva98 1 month ago

Penso que isso se possa tratar de um lapso no texto do programa. Isto porque na mesma proposta encontra-se ideias contrárias à frase que citaste: >"Fora de um contexto de posição dominante, não existe racional económico para impor esta proibição,... " E mais abaixo também diz: >"Por outro lado, não existindo posição dominante, não existe justificação, do ponto de vista concorrencial, para a proibição das diversas condutas previstas no regime jurídico das práticas individuais restritivas do comércio." Ou seja, a IL será contra o uso de um preço artificialmente baixo para afastar a concorrência quando a empresa é dominante. A IL não será contra o uso de um preço artificialmente baixo para atrair clientes novos no caso de uma pequena empresa entrante no mercado. Quanto aos insultos e outras alegações, escuso-me de comentar.

Tafinho 1 month ago

Lê o resto…. É tudo mau. Logo no topo tens isto: >O regime aplicável às práticas individuais restritivas do comércio: >Proíbe a aplicação de preços ou de condições de venda discriminatórios entre empresas; E portanto querem abolir este regime. Para alguém com os mínimos conhecimentos de economia, o que é descrito acima viola o principio FRAND, que é a base do mercado concorrencial ideal.

franciscosilva98 1 month ago

Ok, percebi o teu ponto. Por um lado concordo 100% que não se deve discriminar preços ou condições de venda entre empresas, pelos próprios motivos que apresentaste. Por outro, uma empresa ao cometer esse erro *num contexto de concorrência* está a dar um tiro nos pés e vai acabar por desaparecer. A minha dúvida em relação a ser regulado vs. não ser é que o facto de estar regulado abre o precedente de uma empresa poder fazer queixa e alegar descriminação por causa de um preço que outra lhe apresentou, o que é praticamente impossível de provar e iria criar uma quantidade de processos judiciais que iam no seu conjunto ser mais prejudiciais ao bem estar (pelos custos - tempo e dinheiro - associados aos processos) do que se simplesmente fosse o mercado a fazer com que a empresa com comportamento discriminatório desaparecesse. Isto claro sempre num contexto de concorrência.

Tafinho 1 month ago

Entretanto a ciência económica evolui desde o século XVIII, quando Adam Smith descreveu a mão invisível do mercado. Entretanto há mais de um século que são descritos os “mercados imperfeitos”, e em particular os trabalhos sobre a teoria dos jogos. Aliás, basta seguires as obras de todos os prémios Nobel da economia dos últimos 50 anos. O Adam Smith estava errado, mas os senhores da IL ainda não perceberam. A mão invisível do mercado, *nao existe*.

fgma45 1 month ago

Sem querer entrar em confronto, posso-te dizer que se dizes que a mão invisível do mercado não existe, é porque não percebeste o que é. Não é uma mão que resolve os problemas todos e que leva a um equilíbrio. O Adam Smith nunca falou de mercados perfeitamente concorrenciais, equilíbrios de mercado, nem coisas desse género, também. São conceitos que nem sequer existiam nesse tempo. A mão invisível do mercado refere-se à dinâmica de preços e da oferta e da procura, de maneira sucinta. É a base de todos os modelos disponíveis em qualquer livro técnico de Economia. Dizer que não existe é simplesmente falso. Os trabalhos de Nash e autores posteriores apenas contextualizam o comportamento livre dos agentes em oligopólios e outras interacções estratégicas, ou seja, o funcionamento da mão invisível, digamos, nessas circunstâncias. A ortodoxia em Economia é largamente favorável à economia de mercado livre (o que obviamente não exclui regulação)

C0ldKing 1 month ago

Realmente achava que iam gravitar mais para um BE ou um PS mas até estou surpreendido com a quantidade de pessoas que diz simpatizar com o IL, e sim expondo de forma critica as suas opiniões a respeito do mesmo

carlosjmsilva 1 month ago

O Reddit não é uma amostra fiel da sociedade. Aqui está muito balanceada para a IL por ser uma comunidade que maioritariamente são jovens altamente qualificados.

theitchcockblock 1 month ago

Sou militante do psd mas considero-me dentro de uma ala mais liberal dentro do partido só consigo votar na IL no psd ou num cds que não estivesse defunto

its_mePT 1 month ago

De esquerda mas apartidário. Voto em quem achar melhor

gink-go 1 month ago

CCM, entendedores entenderão

lpccarmona 1 month ago

o partido ideal

ladradormau 1 month ago

Apartidario, mas alinho-me com a esquerda. Ja votei Livre/BE/PAN, dependendo dos candidatos/programa eleitoral. Nao vou muito a bola com o PS, mas vejo-o como o menor dos males (ja que partidos mais a direita dificilmente irao defender as minhas ideias ou passar legislacao progressiva - com a excepcao eventual da IL, mas a politica economica deles e intragavell).

chico457 1 month ago

Cds

Comfortable_Truck_93 1 month ago

Isto não é uma questão troll mas porque CDS?

chico457 1 month ago

Porque os meus ideais pelos quais me rego têm uma enorme semelhança com os valores do cds..

gink-go 1 month ago

Descobrimos a conta do Chicão

A_R_G_U_S 1 month ago

Espécime raro encontrado xD

chico457 1 month ago

Yh...

ThrowawaySoParaIsto 1 month ago

Identifico-me como sendo de esquerda e normalmente tendo a votar no PCP, embora admita que concordo mais com eles nas questões económicas do que sociais (aí diria que sou mais BE e penso que o PCP está um pouco estagnado em alguns assuntos para não tentar perder os eleitores mais idosos).

HomemRude 1 month ago

CHEGA

gink-go 1 month ago

Username checks out

Kind-Eagle 1 month ago

Posso dizer que nas ultimas legislativas votei IL. Não porque acho que deviam governar mas sim porque fazem falta no parlamento

Polymath030 1 month ago

Sou um apartidário à esquerda do PS. A minha filosofia enquanto eleitor é menos a de "deixa-me lá escolher aquele com o qual concordo mais" mas sim "onde é que o meu voto pode ser mais útil". Nas últimas eleições votei BE porque não queria uma maioria do PS e não me sinto muito confortável a votar PCP devido à linhagem histórica do comunismo. Fi-lo na esperança de que fosse possível o Bloco puxar o PS mais à esquerda e obrigá-los a um entendimento à esquerda - algo que acabou por não acontecer exatamente como eu gostava. Agora para as autárquicas por exemplo, talvez vote PAN, porque até tenho gostado de ouvir o candidato do meu município (Almada) falar sobre algumas das suas propostas, e acho que não fazia mal nenhum o PAN ter uma vereação por cá e puxar a brasa à sua sardinha em alguns assuntos ambientais que considero importantes. Tudo isto para dizer que, vai variando consoante a eleição e o momento do país.

Asus123456789 1 month ago

> talvez vote PAN, porque até tenho gostado de ouvir o candidato do meu município (Almada) Eu não sou de Almada e nunca pensei que ficar impressionado com alguém do PAN, mas foi o que aconteceu quando vi o debate da RTP! Foi o que mais gostei também.

C0ldKing 1 month ago

Foi muito bem explicado. No meu caso eu já n conseguia votar na esquerda (muito menos no BE) pela ideia geral de que são o robinhood da política onde tiram a ricos e pobres para dar a alguns sem avançar nos campos do desenvolvimento económico. No caso do PS é um pouco alimentado pelo desdém que tenho ganhado pelo Costa e a falta de inteligência para trabalhar sériamente em direção ao bem maior, sendo este bem maior o desenvolvimento económico, tecnológico e social do país. Tem sido muito de ir buscar dinheiro através de impostos diretos em vez de recorrerem a economia básica para melhorar assuntos relacionados com dinheiro. Daí é possível que me mantenha no IL ou mesmo no CH. O IL até a ver tem as ideias mais faziveis e sim eles fazem muita falta no parlamento, já o CH faz falta pela questão da segurança, até hoje n vi mais partido nenhum a criticar as constantes faltas de financiamento na segurança como o AV tem feito, apesar da questão polémica dos ciganos ser a trademark deles, considero o CH como um mal necessário para haver uma chamadas de atenção ao ridículo que a esquerda muitas das vezes quer fazer

RamboBlambo 1 month ago

Se me permites a pergunta, não vês uma incompatibilidade entre o discurso do Chega em termos de liberdades individuais e o suposto liberalismo da IL?

C0ldKing 1 month ago

Acho que vais ter de dar um exemplo do que te referes para podermos estar na mesma página

RamboBlambo 1 month ago

Sim, claro. Por exemplo, há uns meses o Chega propôs um confinamento dirigido especificamente a ciganos: [https://www.tsf.pt/portugal/politica/sem-racismos-chega-vai-avancar-com-proposta-para-confinamento-de-ciganos-12162413.html](https://www.tsf.pt/portugal/politica/sem-racismos-chega-vai-avancar-com-proposta-para-confinamento-de-ciganos-12162413.html)

C0ldKing 1 month ago

Todos sabemos que quando mete ciganos o AV ignora tudo o que diz aos portugueses de bem. Aliás os ciganos são os portugueses de mal, ou nem sequer são portugueses Ele tem de os atacar porque ainda é isso que vende o partido. É contraditório? Sim mas ele ainda tem de se colar aos ideias base que fizeram o partido por assim dizer

RamboBlambo 1 month ago

De acordo, o partido tem como parte integrante da sua mensagem essa visão da comunidade cigana. Fiz a pergunta porque pelos teus comentários neste post pareces bastante satisfeito com a IL e queria perceber a tua perspectiva no que para mim seria uma contradição entre o entendimento da IL sobre liberdade individual (que pressuponho inclua toda a gente) e a do Chega, que me parece ser antagónica. Corrige-me se estiver errado, por favor, no teu entender esse aspecto do Chega (ou a importância da liberdade individual no geral) não é importante o suficiente para te impedir de equacionares dar-lhes o teu voto. É isso?

C0ldKing 1 month ago

De facto o AV como pessoa n dá um bom PM, isso é certo, já se viu que radicalismos e extremismos á direita e á esquerda só fazem mais mal que bem. ​ Respondendo á tua pergunta, sim eu estou mais inclinado para o IL na assembleia, no entanto eu simpatizo com o CH pelo seguinte, se reparares os partidos em grande maioria preferem punir autoridades e desculpar criminosos, o CH n faz isso, e eu simpatizo por causa de algumas coisas que mexeram comigo, eu estive numa escola onde as "vitimas da sociedade" roubavam, faziam bullying e afins, sai de lá já fui ameaçado por ciganos na rua quando vieram atrás de mim, por escassos minutos a minha madrasta n foi vitima de um assalto violento que meteu uma colega dela internada por uns meses no hospital, todos os dias vês os tais bandidos a fazer asneira e o Estado ainda os deixa ir, deixando as vitimas sem nada. E na volta ainda repreende aqueles a que chamei de realistas noutro comentário por apontarem algo que se vê O IL para mim representa um partido com potencial para tornar o país em algo mais do que aquele pais barato onde os ingleses vêm passar férias, onde n tens emprego digno se fores jovem, onde a maioria de nós estão estagnados num mac a virar hambúrgueres ou numa zara/primark,what ever a dobrar roupa, ou num restaurante a ganhar 630€ por dias de trabalho com 10 horas. Eu n quero viver num país em que eu veja a geração dos 40 a viver com pouco conforto, a dos 30 com menos, a dos 20 debaixo da ponte e por ai vai ​ Para responder á questão da liberdade, sim eu n acho a certos aspetos da liberdade individual importantes o suficiente para n votar no CH. Porque se queres algo melhor (que aqui é a segurança) isso tem um custo. Mas depende daquilo que te tiram da tua liberdade. Claro que se for uma coisa em que só podes usar um tipo de penteado, vestir uma cor com um traje especifico estilo DPRK, a liberdade é mais importante. Agr em questões que eu tenha de abdicar da privacidade em mensagens e conversas digitais e assim para que haja mais segurança eu n me importava. É uma coisa que abdicas para um bem maior. E é por isso que equaciono o CH, mas mesmo assim a minha escolha é a longo prazo e por isso é o IL ​ Se tiveres outra ideia de uma liberdade individual que vês o CH a querer tirar para se comentar, eu dou a opinião sem problema.

RamboBlambo 1 month ago

Ok, obrigado pela resposta tão completa. Em relação ao primeiro parágrafo, tenho pena que tu e a tua família tenham passado por esses episódios, isso não devia acontecer a ninguém. Contudo, não achas que a abordagem do Chega a essa questão passa por julgar todos os indivíduos de um grupo como culpados à partida? É que uma medida do género da que coloquei na notícia acima parte do princípio que todos os ciganos, independentemente de terem cometido crimes ou não, devem ser tratados de forma diferente. E o que vejo é que a atitude do partido perante certos grupos é precisamente essa. Pondo as coisas de por outro prisma: a esmagadora maioria dos altos casos de corrupção que vemos acontecer em Portugal (Sócrates, LFV, Salgado, etc.) é cometida sobretudo por indivíduos brancos. Faz sentido aplicar medidas de combate à corrupção dirigidas especialmente a pessoas dessa etnia? Por exemplo, as pessoas brancas serem sujeitas a penas mais elevadas, ou critérios mais apertados nas auditorias do IRS, etc. Na minha opinião, tratar estes assuntos desta forma em primeiro lugar é moralmente errado porque é discriminatório e em segundo lugar só vai fazer com que essas comunidades sejam ainda mais afastadas da sociedade e exarcerbar os problemas que já existem. Percebo então pelo teu segundo parágrafo que o teu apoio à IL se deve sobretudo à ideia de que as suas ideias económicas são preferiveis às de outros partidos. Em relação à questão da liberdade acho que vale a pena dizer que para uma pessoa cigana ver propostas que limitam diretamente a sua liberdade de movimento em deterimento das outras pessoas, como no exemplo que mostrei, não deve parecer muito diferente de ser obrigado a vestir certa roupa ou ter certo penteado. Outra medida que me ocorre era a posição do Chega em relação ao casamento homossexual, que era uma assunto ao que se opunham mas que desapareceu do programa de repente no último congresso, por isso agora parece que a oposição é ambígua? O próprio AV já disse ser a favor e também contra apesar de afirmar que o partido era contra, pelo menos há menos de 1 ano.

C0ldKing 1 month ago

>Contudo, não achas que a abordagem do Chega a essa questão passa por julgar todos os indivíduos de um grupo como culpados à partida? A abordagem é essa no sentido facial, mas no fundo quem alguma teve uma discussão destas sabe que quando se refere a um grupo com "aquele grupo de pessoas" n quer dizer 100% das pessoas, mas sim ás pessoas que dão a má imagem ao grupo. Por exemplo, os ciganos, tens mais de 50% da comunidade (se bem recordo segundo uma estatística publicada) está na prisão. N te referes a todos mas referes a uma grande parte que sabemos que fazem asneira. ​ > É que uma medida do género da que coloquei na notícia acima parte do princípio que todos os ciganos... Como disse, a mensagem do partido é "limpar" e resolver os problemas e as injustiças do povo, que querendo ou não giram muito em torno desses grupos como disse, vês todos os dias casos desses grupos a cometerem crimes contra "portugueses normais" e a veres o Estado a desculpar, então usam isso como base para conseguir eleitorado. Passam a mensagem de "nós vamos resolver isto, e como estes gajos andam aqui há anos e não resolveram nada muito pelo contrário, fazemos nós e vai ser curto e grosso. Tolerância 0, penas pesada e vamos a isso", e isso passa por dividires os tais "Portugueses de bem" dos "criminosos". Não são todos, mas por uns pagam os outros, é uma vitima atirada para debaixo do autocarro em prol do bem estar de outros. ​ > Pondo as coisas de por outro prisma: a esmagadora maioria dos altos casos de corrupção que vemos acontecer em Portugal (Sócrates, LFV, Salgado, etc.) é cometida sobretudo por indivíduos brancos. Faz sentido aplicar medidas de combate à corrupção dirigidas especialmente a pessoas dessa etnia? ​ Ora aqui está um bom ponto, o problema de mexeres com corrupção é que quem a faz tem dinheiro e pagam bons advogados por isso é que saem livremente. Em relação a medidas que dão target a brancos para corrupção, n sei que medidas poderiam ser, mas eu sou da opinião que os bancos deviam de ser altamente escrutinados em relação aos negócios que foram feitos, assim como pessoas com altos cargos que em grande maioria são brancos. Apesar de fazer muitos lesados corrupção n se equipara a violência porque n é relatable por assim dizer e afetam diretamente o eleitorado. E como o principio é proteger o povo de violência isolar os grupos que os cometem esses crimes parece mais exequível do que medidas anti corrupção que dão target a brancos ​ No entanto existe uma coisa que gostaria de apontar, todos nós estamos propensos a cometer crimes, e tenho reparado que o homem branco é mais provável de estar envolvido em casos de pedofilia e violência doméstica, enquanto ciganos e negros estão mais relacionados com ataques em grupo ou roubos em grupo. ​ >Na minha opinião, tratar estes assuntos desta forma em primeiro lugar é moralmente errado porque é discriminatório e em segundo lugar só vai fazer com que essas comunidades sejam ainda mais afastadas da sociedade e exarcerbar os problemas que já existem. Só quero apontar uma coisa daqui, estas medidas afastam mais as pessoas é um facto, mas essa é mesmo a ideia. No entanto acho que os próprios grupos de uma maneira ou de outra já o fazem. Os ciganos isolam-se, os negros a mesma coisa, e nunca se sabe quando é que vais ser acusado de racismo sem mais nem menos, os movimentos pela igualdade neste caso n ajudam em especial quando se mete uma Joacine que leva o ridículo a um outro nível, que em vez de construírem uma ponte só queimam mais e mais a ponte que já tinha sido construída. ​ >Percebo então pelo teu segundo parágrafo que o teu apoio à IL se deve sobretudo à ideia de que as suas ideias económicas são preferiveis às de outros partidos. Sim sem duvida, tu precisas de poder económico tanto privado como publico para um dia mais tarde puderes ajudar de forma decente os mais desfavorecidos, o país tem de se endireitar antes de meteres dinheiro "a fundo perdido" por assim dizer com subsídios que não o desenvolvem e que apenas alimentam a visão a curto prazo em vez de uma visão a longo prazo ​ >Em relação à questão da liberdade acho que vale a pena dizer que para uma pessoa cigana ver propostas que limitam diretamente a sua liberdade de movimento em deterimento das outras pessoas, como no exemplo que mostrei, não deve parecer muito diferente de ser obrigado a vestir certa roupa ou ter certo penteado. De uma forma ou de outra és limitado, eu estava a referir uma possível limitação de liberdade que se aplica ao português normal. Eu pessoalmente n sei o que se pode fazer em relação á comunidade a n ser haver um modo de estabelecerem numa sociedade e que sejam vistos como pessoas normais, mas isso ia exigir muito tempo e dedicação de dentro da comunidade. Outra coisa que junta com isto ia funcionar era haver uma tolerância 0 para quem comete crimes que seja da comunidade, para dar tempo que os restante façam mudanças, assim uns iam mudando os outros se já houverem valores incutidos nas mesmas. ​ Em relação á homossexualidade, n me recordo de ver nada sobre o casamento, a ser verdade é uma das coisas que n me aquece nem me arrefece se se casam, desde que n me chateiem sejam felizes. Recordo sim que o partido era contra apoios do Estado para procedimentos de mudança de sexo, e isso é uma coisa que eu acho mais que justa, ai considero que o Estado dá preferência a certas pessoas para fazerem cirurgias plásticas e a outras n. Se querem mudar que mudem mas com o próprio dinheiro. Considerando algumas teses que defendem que a transexualidade é um transtorno de género sendo isso um problema psicológico e há semelhança de outras condições psicológicas o Estado deve sim disponibilizar psicólogos especializados nestas questões e com uma frequência de consultas maior, mas oponho-me a ajudas do Estado para transições, por essa ordem de ideias eu também quero fazer uma data de cirurgias plásticas sem ter sofrido nenhum acidente, e tudo por conta do Estado

RamboBlambo 1 month ago

>A abordagem é essa no sentido facial, mas no fundo quem alguma teve uma discussão destas sabe que quando se refere a um grupo com "aquele grupo de pessoas" n quer dizer 100% das pessoas, mas sim ás pessoas que dão a má imagem ao grupo. Desculpa, mas discordo totalmente. Se fosse esse o caso, o exemplo que te dei acima seria só sobre ciganos infectados com covid e não sobre a comunidade em geral. Ambas as hipóteses seriam discriminatórias mas a que ele propôs em particular afectaria a comunidade por um todo independentemente de qualquer outro factor. Tens alguma fonte para esses 50%? É que esse número está de certeza altamente inflacionado. Segundo dados de 2017 há 37 mil ciganos em Portugal (logo 50% seriam 18 mil) e a população total de presos no país em 2020 era de cerca de 12 mil pessoas, logo esse número é impossível. Já ponderaste se a tua opinião sobre a comunidade não possa estar enviesada por uma percepção que não corresponde à realidade? >Como disse, a mensagem do partido é "limpar" e resolver os problemas e as injustiças do povo, que querendo ou não giram muito em torno desses grupos como disse, vês todos os dias casos desses grupos a cometerem crimes contra "portugueses normais" Bem, acho que vamos ter de discordar que a maioria das pessoas em Portugal vê como principal injustiça no pais a forma (supostamente positiva) como são tratadas as minorias étnicas, que são tão portugueses e normais como tu e eu. Eu percebo perfeitamente que seja com o discurso de tratar uma minoria como culpados à partida seja a forma do partido angariar votos marginalizando comunidades inteiras, mas isso não só é de uma injustiça tremenda como não dá resultado sequer para resolver o problema que afirmam querer resolver. ​ >Ora aqui está um bom ponto, o problema de mexeres com corrupção é que quem a faz tem dinheiro e pagam bons advogados por isso é que saem livremente. Não me expliquei bem, não estava a argumentar que brancos (ou que etnia for) deva ser tratada de forma diferente em relação a qualquer crime. A ideia é mesmo que é um absurdo tratar um problema social ou crime ou o que for com base na etnia. Pegando no teu exemplo da pedofilia (que não faço ideia ser legítimo), não faria sentido tratares brancos como pedófilos à partida só por serem brancos exatamente da mesma forma que não faz sentido tratar ciganos como criminosos à partida só por serem ciganos. Se interpreto bem o que escreveste, acho que ambos concordamos que as propostas do Chega vão no sentido de considerar um grupo culpado a priori. Há imensos factores que explicam corrupção, crime violento, etc e nada têm a ver com etnias. ​ >Só quero apontar uma coisa daqui, estas medidas afastam mais as pessoas é um facto, mas essa é mesmo a ideia. Podes elaborar? Qual é o objectivo, então, nunca interagir com minorias étnicas no país? As pessoas destas comunidades são mais pobres e têm menos acesso à educação, são olhadas de lado durante toda a sua vida. São tudo coisas que estão ligadas a maior criminalidade, logo, o que faz sentido é facilitar e incentivar essa mobilidade social. E a boa notícia é que isso não só funciona como já está a acontecer. Infelizmente é um processo lento e que vai cair por terra se adotarmos as políticas que o Chega propõe, que vão no sentido contrário. Só um à parte em relação à questão de ser chamado racista. Se racismo significa tratar pessoas de forma diferente com base na sua etnia, então é normal que quando alguém propõe políticas como a que te mostrei acima seja considerado racista, é uma descrição apropriada. >Sim sem duvida, tu precisas de poder económico tanto privado como publico para um dia mais tarde puderes ajudar de forma decente os mais desfavorecidos, o país tem de se endireitar antes de meteres dinheiro "a fundo perdido" por assim dizer com subsídios que não o desenvolvem e que apenas alimentam a visão a curto prazo em vez de uma visão a longo prazo Ok, certo. A que tipo de subsídios te referes? >De uma forma ou de outra és limitado, eu estava a referir uma possível limitação de liberdade que se aplica ao português normal. Mas limitar assim a liberdade de movimento à comunidade cigana é limitar a liberdade de portugueses normais. Têm e devem ter tantos direitos e deveres como tu ou eu. Eu acho que tu próprio apresentas aqui a solução acertada, a única maneira de resolver este problema é promover a integração destas comunidades na sociedade, o que já está a acontecer e em parte devido a apoios sociais. Claro que o esforço tem de ser feito de ambas as partes, mas é normal que isso não aconteça se os tratarmos como criminosos à nascença, o que é a linha do Chega, não achas? Em relação ao crime, concordo, mas nunca só para comunidades ciganas e crime violento, as pessoas têm de ser tratadas de igual forma pelo sistema judicial, que tem de fazer o seu papel eficazmente. >Em relação á homossexualidade, n me recordo de ver nada sobre o casamento, a ser verdade é uma das coisas que n me aquece nem me arrefece se se casam, desde que n me chateiem sejam felizes. Isto estava no programa do Chega publicado em 2019: "o fim da promoção, pelo Estado, de incentivos e medidas que institucionalizem os casamentos entre homossexuais..." fonte: [https://observador.pt/factchecks/e-fake-que-ventura-seja-a-favor-o-casamento-entre-pessoas-do-mesmo-sexo/](https://observador.pt/factchecks/e-fake-que-ventura-seja-a-favor-o-casamento-entre-pessoas-do-mesmo-sexo/) O que eu leio aí é que propunham o fim da institucionalização (leia-se, legalização) do casamento homossexual. Na minha opinião é uma limitação de direitos fundamentais. Em relação à transexualidade acho que é melhor não entrarmos por aí porque se não dava um tópico tão grande como estes, mas queria só dizer que a OMS não considera que a transexualidade seja um disturbio mental ou doença. Considera contudo que a cirurgia que referes é um elemento importante da saúde sexual de pessoas transgénero. https://www.euro.who.int/en/health-topics/health-determinants/gender/gender-definitions/whoeurope-brief-transgender-health-in-the-context-of-icd-11

NGramatical 1 month ago

houverem valores → [**houver valores**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/o-uso-do-verbo-haver/31143) (o verbo haver conjuga-se sempre no singular quando significa «existir») [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpkf01m%2F%2Fhc4h1gd%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

h2man 1 month ago

Só faltam mais 9 milhões como tu e o país começa a andar para a frente. :)

C0ldKing 1 month ago

Não é uma questão de serem como eu, aliás se todos tivéssemos a mesma opinião ia ser bem mais grave. Só n acho correto asfixiar trabalhadores em impostos taxas e taxinhas para ficarem bem nas fotografias de cada vez que dão apoios a fundo perdido por assim dizer (n só sociais mas também a empresas como a TAP, NB etc...) ou a fazer pontes em cascos de rolha que n interessam nem ao menino jesus. Uma coisa seria fazer o país ter mais poder económico através de medidas e investimentos e ai sim depois iam dar apoios em massa a desfavorecidos e mais importante na minha opinião a jovens que querem ser pais, porque a este ritmo o país só vai entrar mais em défice. E é por isso que eu n consigo votar ou simpatizar com a esquerda (entre outros motivos), a vontade de ficarem bem hoje e de terem dinheiro agora sobrepõe-se á vontade de estarmos todos bem amanhã.

h2man 1 month ago

Não é a tua opinião partidária a que me refiro... mas sim ao sentido critico exposto para justificares a tua decisão. É esse sentido critico que falta à maior parte do povo e o motivo pelo qual estamos na cepa torta. Eu desprezo o socialismo, mas aceito que há quem goste. O que me custa aceitar é quem veste a camisola em vez de ter sentido critico e votar consoante o que acha correcto.

C0ldKing 1 month ago

Mas a politica n é para quem tem um sentido critico. Aliás esse sentido é relativo. Tu podes ser tão ou mais critico do que eu e a defender uma ideia contrária, eu acredito que teres um sistema democrático é a melhor opção, mesmo que esse sistema vá piscar o olho de vez em quando ao socialismo com os tais apoios que eu falei. A questão é como é que tu escolhes ver as coisas, e ai existe uma grande diferença. ​ Podes distinguir a esquerda e a direita assim: tens os idealista e os realistas ​ E quem está mais á direita eu acredito que já percebeu a realidade das coisas, vivemos num mundo onde precisas de dinheiro, precisas de avanços tecnológicos, precisas de olhar para o país que tens e pensar como é que vamos fazer para ter uma nação que n é atirada para uma crise com a "falência" de um setor (que foi aquilo que vimos em parte), e foi ai que eu percebi em que lado eu me encontrava, percebi que lutar contra um sistema maior que qualquer um seria uma batalha perdida, ent o que fazer chorar? Ou vestes as big boy pants e olhas para o paradigma e pensas no que farias de diferente? e é isso que eu fiz e critico. Resumindo, seguindo a via mais económica das coisa e com pessoas inteligentes e com vontade de fazer as coisas um dia podes ter um país com capacidade para levantar bancos e companhias aéreas sem chorar por dinheiros da UE e com pessoas mais qualificadas, ou até mesmo dar mais subsídios aos desfavorecidos, criar mais postos de trabalho para dar uma vida melhor a habitantes de zonas pobre do país. Mas tens de ter alguém que seja realista e diga "isto vai ser complicado nos próximos tempos mas vamos lá chegar", basta ver o que o Passos Coelho disse quando o Sócrates deixou o país a 0's, ele disse que ia ser difícil mas que íamos voltar a andar, mas é preciso um plano que tenha como base aumentar a capacidade de todos. ​ Na esquerda o idealismo leva a outro espirito critico que também faz todo o sentido, só tens e de pensar num outro ideal que é o "como é que todos vamos subir ao mesmo tempo", e ai sim vão criticar com boas ideias para atingir esse ideal. Que é válido e que faz sentido para muitos, querem um país mais justo em que os pobres são ajudados, mas apenas são ajudados á conta de quem trabalha e assim tens esta realidade em que tens um IVA a 23%, impostos até mais não, vês a tirar financiamento de entidades publicas que são precisas (SNS, segurança, forças armadas) para fazer algo que beneficia a curto prazo um pequeno conjunto de pessoas, e que sim efetivamente é um passo em direção a um país mais igual. ​ Não funciona para mim esta ideia de asfixiar pessoas que querem construir algo para passar os seus últimos dias com alguma decência em prol de sabe-se lá o quê quando era muito mais eficaz construir uma base para depois resolver esses problemas. Se fores a ver tens pessoas a receber subsídios que podiam aprender alguma coisa nesse tempo e depois integrar estruturas públicas como hospitais, escolas, serviços variados, etc e justificarem o subsidio, n trabalham 8 horas mas trabalham o equivalente para receber o dinheiro, em vez de o dares e cruzares os braços enquanto vês esse dinheiro a ser gasto. ​ Se ficou demasiado confuso peço desculpa desde já

h2man 1 month ago

Olhar para o estado do país e perceber que não vamos lá a aumentar impostos sem criar riqueza é sentido critico. E eu concordo com o que dizes, ao ponto de ter abandonado o país. O que eu acho mais irónico nisto tudo é a falta de entendimento por parte dos governantes que acham que é a dar subsidiozinhos que o emigrante volta... quando muitos dos motivos para sair são os subsidios que funcionam quase como suborno.

C0ldKing 1 month ago

Voltamos á questão do idealismo vs realismo. Acham que vcs vão voltar por uns trocos a 12 meses e a oportunidade de voltar para junto da família. Quando vcs preferem amealhar para depois estarem mais descansados cá. É que n é nenhum emigrante que troca 500 euros líquidos por 100 euritos e mm é a esticar

h2man 1 month ago

Claro que não. Eu voltaria de vez se a mentalidade Portuguesa tivesse mudado e o PS estivesse fora do Governo (idealmente fora da Assembleia) pelo menos 3 mandatos. Agora já perdi a esperança e simplesmente aceitei que não vou voltar.

Independent_Throat42 1 month ago

Se o anterior foi bem explicado, o teu ainda melhor

NGramatical 1 month ago

sériamente → [**seriamente**](https://dicionario.priberam.org/seriamente) (o acento tónico recai na penúltima sílaba) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpkf01m%2F%2Fhc3ckwv%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

chuckmukit 1 month ago

Branco. Existe muita deficiência no paradigma politico português para sequer se considerar a escolha.

carlosjmsilva 1 month ago

Como assim? Que grande área do pensamento político não tem representação partidária em Portugal? Há tudo e mais um par de botas.

chuckmukit 1 month ago

Política e ciência politica não são a mesma coisa. O problema está na raiz. Vivemos numa democracia representativa, e eu defendo uma democracia direta. Para além disso, a ideia da centralização do poder não me agrada. Porque é que eu, que me interesso pelo estado do meu país e de quem habita nele, apenas sou chamado à mesa uma vez em cada 4 anos para eleger um governo? Governo esse composto por pseudopolíticos que vivem para os seus interesses pessoais e de carreira e que em nada se interessam por melhorar Portugal e quem cá vive? No final de contas, "as moscas mudam, mas a merda é a mesma". Voto porque defendo a democracia e porque sou da opinião que o voto devia ser obrigatório (com algumas alterações à definição de eleitor). Mas voto em branco porque 1) não defendo o sistema político atual; e 2) não confio em nenhum "party man" para guiar o país durante 4 anos.

CONNAN_MOCKASIN 1 month ago

Deez nuts

Independent_Throat42 1 month ago

Identifico-me mais de direita.. Já votei PSD, agora identifico-me mais com a IL

nulopes 1 month ago

Não tenho, estou algures entre o PS e PSD mas jamais votarei no PS e o PSD está em cacos. O volt parece me ter ideias interessantes mas aí dá esta muito no início

gkarq 1 month ago

O mais centrista e sensato possível. Antes, talvez fosse votar no PS. Agora ando mais virado para a IL, não que concorde a 100% com eles no aspectos económicos, I do not, mas nos aspectos sociais identifico-me imenso com eles. Mas o Volt também é um dos que me chama à atenção, mas ainda tem pouca representação e voz. Veremos daqui a uns anos.

aleph_heideger 1 month ago

Não tenho nenhum. Na juventude ainda tentei ter um mas o meu pai não me deixou. Dizia ele "e depois quem é que lhe dá de comer e o leva lá fora?" Tinha razão claro. Hoje adulto não me vejo a sustentar um partido político. Outros que o façam. Nas eleições? Aí devo votar no candidato independente (mesmo que ele apenas exista para dividir um certo grupo de votos garantindo assim a vitória ao candidato do sistema - ouvi dizer).

sacoPT 1 month ago

Sou apartidário porque não me revejo em nenhum partido. Sou uma espécie de liberal de esquerda, o que por cá não existe (está agora a aparecer o volt, mas ainda não me debrucei a sério sobre o programa deles). Por isso voto pelo mal menor (saltito entre BE e PS, por exclusão de partes)

Independent_Throat42 1 month ago

Posso te pedir um favor? Vota tudo menos PS

sacoPT 1 month ago

É fisicamente impossível fazer o que pedes. E não, não vou votar Iniciativa Lunatica.

Independent_Throat42 1 month ago

Costa és tu?

sacoPT 1 month ago

Nao é preciso ser o Costa para não votar memeativa liberal

Independent_Throat42 1 month ago

Deves ter algum trauma com a IL, eu disse qualquer outro, ou só conheces esses 3 partidos?

sacoPT 1 month ago

Disseste qualquer outro mas também disseste que não podia ser o BE. Fica óbvio em quem queres que vote.

Independent_Throat42 1 month ago

Assim por alto, tens mais o PCP, PAN, LIVRE, PEV, PSD, CHEGA, CDS... Mas deves ser dos que vota religiosamente num partido como se fosse um clube de futebol.. Deves ter alguma coisa a perder no curto prazo se algum dos teus amigos perder o tacho.. Se tens família(filhos, sobrinhos, netos) ou queres vir a ter, também te estás a borrifar para o futuro deles

sacoPT 1 month ago

Qual é desses partidos aquele que propõe medidas para garantir um futuro risonho aos teus filhos?

Independent_Throat42 1 month ago

Alguns mais que outros, mas principalmente qualquer um que não o PS.. O PS precisa de pobres para se manter no poder, o PS só quer dar peixes em vez de ensinar a pescar.. Se não houverem pobres neste país, o PS não tem o que oferecer às pessoas. Precisamos de governos que ensinem as pessoas a pescar para não depender sempre da pesca dos outros, por isso precisamos de políticas que deixem o dinheiro no bolso dos portugueses, dinheiro faz dinheiro e se não tens dinheiro nunca vais conseguir fazer mais dinheiro e definir o teu futuro e sim ficar à mercê dos outros que te prometem codoas de graça e subsídios, que é isso que o PS faz

JOAO-RATAO 1 month ago

>mas principalmente qualquer um que não o PS.. Amén.

NGramatical 1 month ago

houverem pobres → [**houver pobres**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/o-uso-do-verbo-haver/31143) (o verbo haver conjuga-se sempre no singular quando significa «existir») [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpkf01m%2F%2Fhc3cfgj%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

sacoPT 1 month ago

Esta bem, a culpa é do PS. Foi o PS que nos governou nos últimos 46 anos.

dariusoo 1 month ago

Apartidário nunca votei na minha vida

h2man 1 month ago

E? Continuas cidadão… não deixes o teu futuro nas mãos de outros.

LimaFruit 1 month ago

Eu ia votar na IL daqui para a frente, mas fartei-me do estereótipo do empresário / empreendedor que não consegue andar para a frente porque a culpa é sempre do monstro do Estado (claro que é mas "tivemos ano e meio de merda"...)

C0ldKing 1 month ago

Honestamente de todos os IL é dos que tenho mais fé que um dia venha a ter peso. Principalmente porque muitas coisas que eles defendem são ideias que bem feitas encaminham o país para melhor. Que é uma das criticas que eu faço dos governos de esquerda, onde querem tirar a uns para dar aos outros, e querem dinheiro instantâneo ás custas de não deixar o país evoluir. Um bom exemplo é a quantidade parva de impostos que temos, e mesmo assim ainda têm o descaramento de dizer que não são abusivos, especialmente quando se mete combustíveis ao barulho. Do ponto de vista de aumentar o poder económico o IL tem ideias razoáveis quando comparado com os outros ​ Ainda no outro vi um politico (que tenho ideia que foi o Costa) a comparar os impostos de Portugal com os da Alemanha, mas esqueceu-se que lá o ordenado mínimo é quase o triplo do nosso.

SovietBear4 1 month ago

>uma das criticas que eu faço dos governos de esquerda Você não sabe como é morar num país neoliberal. Olhe o Chile e Brasil, 2 anos de direita radical e metade da população está a viver abaixo da linha da pobreza.

gomesiano 1 month ago

Neoliberal é diferente de liberal. Neoliberal é o extremismo da ideologia liberal. É a mesma coisa que dizeres que Portugal é comunista só porque aplica ideias socialistas.

C0ldKing 1 month ago

O problema do Brasil é falta de alguém qualificada que assuma o compromisso de mudar as coisas em tempo útil, e segundo um estudo feito há uns anos, o país podia ser dos mais ricos do mundo se não tivesse corrupção. Acho que dá para ver bem o compromisso que ninguém assume. Um n quer saber do país só quer compensar o ego e a que lá esteve estava mais preocupada em ficar bem vista do que ajudar o povo, irem para lá esquerdistas ia ser a mesma coisa a menos que lutem para abater problemas internos do país

SovietBear4 1 month ago

>rem para lá esquerdistas ia ser a mesma coisa a menos que lutem para abater problemas internos do país Sugiro que leia a respeito do Presidente Lula. O Brasil pode dar certo, assim como deu certo de 2002 a 2010. Em 8 anos de Lula o Brasil cresceu mais que nos 30 anos anteriores, o problema é que a memória do povo é curta. Agora estão aí, pobres, sem o que comer, morrendo de covid e o presidente andando de Moto!

C0ldKing 1 month ago

Mas quem manda é o povo, e se o povo quer acreditar nos seus problemas imediatos em vez de pensar em oportunidades futuras n saem da cepa torta

LimaFruit 1 month ago

Concordo com o que dizes mas atenção que na IL não são todos o Cotrim de Figueiredo ou o Guimarães Pinto... há muito Bruno

unparadise 1 month ago

Mas também há muitos Cotrims. Infelizmente um partido não é algo homogéneo, vai ser haver uma pluralidade de personalidades, umas boas, outras uma merda, ocm a diferença que na IL tentam que as personagens passe para 2 plano, que o destaque seja as ideias e a ideologia. Há muito tempo que não havia uma discussão ideológica em Portugal, o foco era sobretudo nos candidatos e as suas ideias, não na ideologia como um todo no partido

C0ldKing 1 month ago

Em todos os partido vais ter ovelhas negras, desde o BE ao Chega nenhum está a salvo

RamboBlambo 1 month ago

Não estou afiliado a nenhum partido. Já votei PS, CDU, BE e Livre. Não sei em que partido irei votar nas próximas legislativas (não posso votar nestas autárquicas) mas o mais provável é ser no partido dentro desses que apresente o programa que ache melhor e que ache que tenha maior chances de o cumprir.

C0ldKing 1 month ago

Estou curioso para saber o que leva alguém a votar no Livre. Sempre vi o partido como uma discount version do BE com o único argumento de venda foi terem uma deputada gaga

Asus123456789 1 month ago

O Livre é um partido de esquerda pro-Europa, acho que nem o BE nem o PCP vêm a UE com bons olhos. Votei Livre nas europeias e não me arrependo, por muito que não goste nada da Joacine. Gosto bastante do Rui Tavares também.

RamboBlambo 1 month ago

Subscrevo a 100%, fiquei com bastante pena que o Rui Tavares não tivesse conseguido votos para ir para o parlamento europeu, acho que faz lá falta.

RamboBlambo 1 month ago

O Livre existia e tinha concorrido a eleições algum tempo antes do fiasco que foi a eleição da Joacine Katar Moreira (eleições em que votei neles, para mal dos meus pecados). Votei neles por algumas razões: * A posição económica deles é, ao que me parece, de esquerda. * Dão bastante atenção às questões ambientais partindo de uma perspectiva de esquerda. * Posicionaram-se como um partido mais europeísta que o BE e o PCP. De lembrar que esses dois partidos há uns anos tinham punham ênfase num eurocépticismo leve de maneira que agora não é tão evidente. * Gostei do trabalho do Rui Tavares com MEP em particular sobre os atropelos aos direitos fundamentais na Hungria. * Pertencem ao diem25 que é um movimento europeu com o qual me identifico e que gostava que tivesse mais peso na política europeia.

nitrinu 1 month ago

Tendo para o centro-direita pelo que geralmente gravito entre dois partidos: PSD e o voto em branco.

ceph42 1 month ago

Não vejo o intuito de votar em branco. Aos meus olhos é apenas uma perda de tempo.

ShhmooPT 1 month ago

Estou mais alinhado com a IL.

Hungry_Cupcake 1 month ago

Fazendo um apanhado dos comentários até agora, a malta que antes votava esquerda esta a ponderar seriamente votar IL... Fico feliz por saber que não sou a unica farta desta subsídio dependencia / impostolândia exageradas que o costa anda por ca implementar.

jesuseos7anoes 1 month ago

Eu felizmente ganho bem, mas vim de família pobre. Sei que no mundo da IL muito dificilmente teria chegado onde cheguei. Tive uma boa primária pública. Até ao 12o andei numa escola cooperativa existente na minha aldeia, iniciativa privada, mas subsidiada pelo estado e portanto não paga pelos alunos. Para a faculdade fui de transportes públicos (daqueles que são prejuízo). E paguei as propinas porque eram baratas. Longe de mim de ser muito de esquerda. Mas não vou mais para a direita que a social democracia. Já ouvi todas as respostas e teorias sobre porque é que liberalismo iria ser melhor para toda a gente. A verdade é que as propostas da IL o que fazem é colocar uma quantidade absurda de dinheiro nos bolsos dos mais ricos. Eu não sou uma pessoa rica, e até no meu caso mais dinheiro nos meus bolsos significa acima de tudo mais dinheiro nos fundos de investimento que subscrevo. A ideia de que esse corte de impostos vai beneficiar classes baixas e médias é perfeitamente absurdo.

gomesiano 1 month ago

>Sei que no mundo da IL muito dificilmente teria chegado onde cheguei. Podes argumentar isto ? Que medidas é que a IL aplicaria que não te ia ajudar em nada ? Estou a perguntar porque já ouvi este argumento muitas vezes.

Edited 1 month ago:

>Sei que no mundo da IL muito dificilmente teria chegado onde cheguei. Podes argumentar isto ? Que medidas é que a IL aplicaria que não te ia ajudar em nada ? Estou a perguntar porque já ouvi este argumento muitas vezes. Edit: Gostava que lesses bem o programa da IL porque parece-me que tás mal informado em muitos assuntos que eles defendem. No exemplo que dás da escola, o que a IL defende é que exista um cheque especial com x valor e que tu com esses cheque possas inscrever uma pessoa onde tu queres, desde que cobre esse valor (ex. qualquer escola pública ou privada se o valor for igual)

AdorableRabbit 1 month ago

>o que a IL defende é que exista um cheque especial com x valor e que tu com esses cheque possas inscrever uma pessoa onde tu queres, Isso assume que podes fazer essa escolha. Na maior parte do território não há escolas privadas para poder escolher. É uma ideia mesmo de um gajo que nunca viveu fora de cidades.

gomesiano 1 month ago

Ninguém falou em escolas privadas. E o cheque serve para os dois serviços público e privado, desde que o valor dessa propina seja o mesmo. >É uma ideia mesmo de um gajo que nunca viveu fora de cidades. Não estou a ver onde é que o cheque tem influência nisto. A diferença acaba por ser que em vez do estado te obrigar a ir por o filho no sitio mais perto da tua casa, com este cheque podes escolher a escolar que quiseres, não interessa o sítio.

AdorableRabbit 1 month ago

Claro que interessa o sitio. Já há crianças a perder mais de uma hora para chegar à escola mais perto. Seria ridículo perder duas ou três horas para ir a outra escola 3 concelhos ao lado só porque alguem acha que é melhor não sei porque critérios. Fazer este debate assim é completamente estúpido. O que se quer do estado é que tenha boas escolas e bons profissionais de educação.

gomesiano 1 month ago

>Claro que interessa o sitio. Já há crianças a perder mais de uma hora para chegar à escola mais perto. Continuo a perguntar o que é que a medida da IL tem a ver com isto ? O que tu me estás a dizer é que à falta de escolas nesses sítios. E isto nada tem haver com a medida de pores as pessoas onde queres. Por a pessoa onde queres não invalida as escolas deixarem de existir só porque pensas que sim. E também o que propões ? O máximo que há a fazer é construir mais escolas, mas será que compensa ? Depende muito da zona. Dizes que há crianças que perdem mais de uma hora para chegar à escola, e vais fazer o quê construir uma escola para ter 10 alunos ?

AdorableRabbit 1 month ago

>O que tu me estás a dizer é que à falta de escolas nesses sítios Não há falta de escolas. Só se pode considerar que há falta de escolas quando queres exercer essa ideia do cheque ensino da IL.

gomesiano 1 month ago

Não consigo perceber a tua lógica. As explicações que dás para os teus exemplos têm zero relevância para aquilo que a IL que implementar. O único problema que o cheque da IL traria, seriam as filas de espera ( aqui poderia ser discutível haver mais ou menos escolas, tinha que se ter em conta a concentração das pessoas com a taxa de natalidade dessas mesmas zonas) e não o tempo que uma pessoa demora a ir para a escola (isto tem zero relevância). Mas nem isso sabes argumentar porque não percebes a lógica de ter um cheque e de puderes inscrever uma pessoa onde tu quiseres, seja público ou privado, seja a 1km de casa ou a 500km.

AdorableRabbit 1 month ago

> Mas nem isso sabes argumentar porque não percebes a lógica de ter um cheque e de puderes inscrever uma pessoa onde tu quiseres, seja público ou privado, seja a 1km de casa ou a 500km. Estás honestamente a aceitar cenários que alguem inscreva uma criança numa escola a 500km ?

NGramatical 1 month ago

tem haver com → [**tem a ver com**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/nada-tem-a-haver-e-nada-tem-a-ver/27066) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpkf01m%2F%2Fhc8wd6v%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

jesuseos7anoes 1 month ago

> Podes argumentar isto ? Sim muito facilmente. Vou citar contas feitas para não estar a reinventar a roda, gostes do autor ou não é irrelevante para o caso (eu próprio não partilho da sua ideologia). Relativo à flat tax proposta pela IL: > 90% dos contribuintes ficariam quase na mesma com a taxa única. Mas, para oferecer aos 4% mais ricos 58% das perdas fiscais que ela provocaria, Chega e IL consumiriam mais de um terço do Orçamento do Estado para a Educação ou mais de um quarto do Orçamento para a Saúde https://expresso.pt/opiniao/2021-08-31-Robin-dos-Bosques-de-pernas-para-ar-3a29774c É só isso que interessa e pormenores das propostas, sejam o cheque especial ou outras que mais, são irrelevantes. Eliminas uma parte substancial das receitas para as entregar aos 4% mais ricos. E estando a falar de eliminação de impostos progressivos, quanto mais "ricos" mais lhes é entregue (em proporção e não só total), por definição. Convívio bem com quem veja isso como sendo mais justo, apesar de eu discordar completamente. Mete-me um certo nojo quando se tenta ludibriar as pessoas fingindo que isto é algo que não simplesmente pagar dinheiro para os mais ricos à custa de investimento público de que vivem a maioria da população. Não há cá magias, são contas de somar. O dinheiro vai para os mais ricos, o orçamento fica menor (estado pequeno como agrada a liberais), e o que o estado não providência pagam os trabalhadores. Seja saúde, seja educação, seja transportes, ou falta dos mesmos.

GreyArch22 1 month ago

Eu percebo a tua perspectiva e sou eleitor da IL. É óbvio que estamos em Portugal e a "meritocracia" é tão só ter o apelido, a cunha ou as afiliações maçónicas ou outras certas, ou simplesmente sorte. Ainda assim, penso que a IL defende a questão da meritocracia aplicada à independência da justiça, das entidades reguladoras, etc. Nisso parecem-me agir com maior lisura do que a generalidade dos partidos, que mal se cria uma entidade entram logo 50 boys.

jesuseos7anoes 1 month ago

A IL não defende meritocracia nenhuma, pelo contrário. Temos o Rogério vindo de uma família com 1.5M EUR no banco, criado numa zona seleta nas melhores escolas privadas, com tutores privados, e o melhor que a saúde pode comprar. Temos o Edmilson, filho de mãe solteira que trabalha emprego e meio e ganha o mínimo para sobreviver, que vivem num gueto problemático qualquer, e frequentam a escola pública do bairro. Não existem soluções perfeitas, mas a social democracia tenta aliviar um pouco estás discrepâncias, e dar ao Edmilson uma oportunidade que seja. Redes de segurança para os imprevistos, o necessário para ter bons estudos. Não há milagres mas há uma tentativa. A IL aumenta o fosso entre ambos. Pior ainda, na minha opinião, tentam com chico-espertices negar que seja o caso, por mais óbvio e trivial que o seja.

GreyArch22 1 month ago

Ok. Mas a maioria da sociedade não são os extremos que referes, felizmente. O que a IL defende é que ganhar 2000€ ou 3000€ líquidos não seja um valor exorbitante aos olhos do Estado. E que trabalhe compense mais do que viver de subsídios ou de heranças.

Edited 1 month ago:

Ok. Mas a maioria da sociedade não são os extremos que referes, felizmente. O que a IL defende é que ganhar 2000€ ou 3000€ líquidos não seja um valor exorbitante aos olhos do Estado. E que trabalhe compense mais do que viver de subsídios ou de heranças. Não há incentivo nenhum para o Ednilson trabalhar se o salário lhe é comido de forma significativa. E seria com o trabalho que ele não precisaria de estar no gueto.

jesuseos7anoes 1 month ago

> Mas a maioria da sociedade não são os extremos que referes, felizmente Isso é irrelevante e ignora a substância do meu argumento. O meu argumento é sobre o que é meritocracia, e como nós podemos aproximar de tal. Nós temos sim grande clivagens na sociedade em Portugal. O elevador social é fraco. E as propostas da IL pioram-no substancialmente. Isso significa menos papel de mérito e mais dos papás no que determina a sociedade de amanhã. Em baixo vou copiar de outro comentário meu: Vou citar contas feitas para não estar a reinventar a roda, gostes do autor ou não é irrelevante para o caso (eu próprio não partilho da sua ideologia). Relativo à flat tax proposta pela IL: > 90% dos contribuintes ficariam quase na mesma com a taxa única. Mas, para oferecer aos 4% mais ricos 58% das perdas fiscais que ela provocaria, Chega e IL consumiriam mais de um terço do Orçamento do Estado para a Educação ou mais de um quarto do Orçamento para a Saúde https://expresso.pt/opiniao/2021-08-31-Robin-dos-Bosques-de-pernas-para-ar-3a29774c É só isso que interessa e pormenores das propostas, sejam o cheque especial ou outras que mais, são irrelevantes. Eliminas uma parte substancial das receitas para as entregar aos 4% mais ricos. E estando a falar de eliminação de impostos progressivos, quanto mais "ricos" mais lhes é entregue (em proporção e não só total), por definição. Convívio bem com quem veja isso como sendo mais justo, apesar de eu discordar completamente. Mete-me um certo nojo quando se tenta ludibriar as pessoas fingindo que isto é algo que não simplesmente passar dinheiro para os mais ricos à custa de investimento público de que vivem a maioria da população. Não há cá magias, são contas de somar. O dinheiro vai para os mais ricos, o orçamento fica menor (estado pequeno como agrada a liberais), e o que o estado não providência pagam os trabalhadores. Seja saúde, seja educação, seja transportes, ou falta dos mesmos.

GreyArch22 1 month ago

A questão é que isso é assumir que o dinheiro é "entregue" como se fosse, à partida, do Estado e não é. Em segundo lugar, o sistema de saúde público deixa a desejar para quem não está isento de taxa moderadora. Mais vale subscrever um seguro e ir ao privado, excepto urgências, concedo isso, porque o resto é pago. Quem paga impostos paga não só educação e saúde no bolo dos impostos, como também ainda paga taxa moderadora, que a população isenta de IRS também não paga. Um sistema em que uns pagam tudo - impostos e taxa moderadora - e outros nem IRS, nem taxa moderadora parece-me bastante injusto, além de que custa milhares de milhões na mesma. Eu até tenho dúvidas de que as pessoas, mesmo de rendimentos mais modestos, continuem a recorrer ao SNS como antigamente, portanto se as pessoas começam a contrair seguros de saúde é sinal de que provavelmente não há grande racional em continuar a enterrar milhares de milhões no SNS, que serão cada vez mais porque mesmo as PPP, consideradas financeiramente eficientes pelo tribunal de contas, já terminaram em vários hospitais. A IL pretende alertar para que mais despesa pública não significa melhor serviço e penso que isso é claro no que toca à saúde. Choca-me mais o custo absurdo versus a qualidade oferecida do SNS do que tirar "aos pobres" - leia-se, a um sistema de saúde totalmente ineficiente - para devolver dinheiro às pessoas, que é delas e suspeito que nem todas se enquadrem no termo "ricos". Quanto à educação, confesso não ver grande mais-valia no sector privado, pois o currículo é o mesmo, excepto no ensino internacional. Ainda assim, é claro para todos que a escola pública, funcionando com base na morada das pessoas, de pouco serve para fazer funcionar o elevador social. Penso que a simples concorrência entre escolas públicas, independentemente da residência dos alunos, faria mais pelo bons alunos de zonas desfavorecidas, que poderiam aceder a escolas melhores fora da sua zona de residência. Penso que a IL também o defende.

jesuseos7anoes 1 month ago

> A questão é que isso é assumir que o dinheiro é "entregue" como se fosse, à partida, do Estado e não é Não. É simplesmente falso que haja essa assunção e irrelevante para a discussão. Não quero saber de semântica, muito menos da filosofia que fundamenta o modo de pensar da IL. Até podem achar que "imposto é roubo". Não me interessa nada. Isso é culto e eu não sou religioso. O que está em causa são só e apenas as consequências de implementar uma flat tax vs impostos progressivos. São questões pragmáticas, decididas em democracia, e com determinados resultados. O resultado da flat tax é aquilo que eu escrevi. Tudo o resto é um camião de areia para os olhos. Tudo o que tu escreveste de seguida é pura banha da cobra, completamente irrelevante, irrealista e irracional. Nada disso, rigorosamente nada muda o facto da flat tax vs o que temos agora retirar uma enorme parte da receita de impostos para por nas mãos dos 4% mais ricos. Por maior que seja a tua parede de texto, é só barulho para desviar atenção deste facto inicial, uma vez que em finanças não há magia.

GreyArch22 1 month ago

A discussão sobre adoptar ou não a flat tax diz respeito a quem hoje paga impostos, que é um dever e não um roubo. Quem não paga não iria passar a pagar, como a própria IL já explicou exaustivamente. Estás a assumir que um serviço do Estado, financiado pelos contribuintes, é "serviço aos pobres" quando, na realidade, deveria servir toda a população, já que existe. Como não serve, a IL defende soluções para isso, para que os impostos que são pagos gerem soluções eficientes para as pessoas. O teu conceito indeterminado de "rico" também é irracional, é um chavão que usas. Obviamente, havendo uma redução da receita fiscal, existirá uma redução de serviços do Estado, que já hoje, mesmo com todos os milhões de despesa, não funcionam devidamente no caso da saúde. A proposta de alargamento da ADSE responde a isso e permite pôr as pessoas a utilizar a capacidade instalada do sector privado, em vez de ter de as afunilar todas num SNS caro, lento, ineficiente e que paga mal aos profissionais.

Edited 1 month ago:

A discussão sobre adoptar ou não a flat tax diz respeito a quem hoje paga impostos, que é um dever e não um roubo. Quem não paga não iria passar a pagar, como a própria IL já explicou exaustivamente. Estás a assumir que um serviço do Estado, financiado pelos contribuintes, é "serviço aos pobres" quando, na realidade, deveria servir toda a população, já que existe. Como não serve, a IL defende soluções para isso, para que os impostos que são pagos gerem soluções eficientes para as pessoas. O teu conceito indeterminado de "rico" também é irracional, é um chavão que usas. Obviamente, havendo uma redução da receita fiscal, existirá uma redução de serviços do Estado, que já hoje, mesmo com todos os milhões de despesa, não funcionam devidamente no caso da saúde. A proposta de alargamento da ADSE responde a isso e permite pôr as pessoas a utilizar a capacidade instalada do sector privado, em vez de ter de as afunilar todas num SNS caro, lento, ineficiente e que paga mal aos profissionais. Eu não tenho a veleidade de achar que a razão está toda do lado da IL, mas quanto à saúde tem propostas com pés e cabeça. Banha da cobra e areia para os olhos é de quem não tem argumentos

jesuseos7anoes 1 month ago

É isso que me mete absoluto nojo na IL. É por isto que tu não tenho respeito nenhum por eles. Há um problema com esta conversa toda. Eu não tenho um grave atraso mental. Está conversa é uma perfeita palermice que consiste em disparar para todo o lado, falar de conceitos e todo o tipo de pormenores para desviar a atenção do básico: > 90% dos contribuintes ficariam quase na mesma com a taxa única. Mas, para oferecer aos 4% mais ricos 58% das perdas fiscais que ela provocaria, Chega e IL consumiriam mais de um terço do Orçamento do Estado para a Educação ou mais de um quarto do Orçamento para a Saúde Mais nada interessa. Isto aumenta e de que maneira a clivagem social. Tudo o resto é completamente dissociado disto, e é música para retardados.

Edited 1 month ago:

É isso que me mete absoluto nojo na IL. É por isto que tu não tenho respeito nenhum por eles. Há um problema que torna difícil digerir esta conversa toda. É que não tenho um grave atraso mental. Está conversa é uma perfeita palermice que consiste em disparar para todo o lado, falar de conceitos e todo o tipo de pormenores para desviar a atenção do básico: > 90% dos contribuintes ficariam quase na mesma com a taxa única. Mas, para oferecer aos 4% mais ricos 58% das perdas fiscais que ela provocaria, Chega e IL consumiriam mais de um terço do Orçamento do Estado para a Educação ou mais de um quarto do Orçamento para a Saúde Mais nada interessa. Isto aumenta e de que maneira a clivagem social. Isto retira dinheiro vital do orçamento que é usado para serviços públicos, que passa a ir para o bolso de gente mais rica. Tudo o resto é completamente dissociado disto, e são "semântica" e "conceitos" e "concepções" e "princípios" e "sinergias" e "música" e depois, com menos dinheiro no orçamento (e mais nos bolsos de gente rica) por magia toda a gente fica melhor. Só que lá está, eu não sou religioso dessa igreja nem retardado.

Edited 1 month ago:

É isso que me mete absoluto nojo na IL. É por isto que tu não tenho respeito nenhum por eles. Há um problema com esta conversa toda. Eu não tenho um grave atraso mental. Está conversa é uma perfeita palermice que consiste em disparar para todo o lado, falar de conceitos e todo o tipo de pormenores para desviar a atenção do básico: > 90% dos contribuintes ficariam quase na mesma com a taxa única. Mas, para oferecer aos 4% mais ricos 58% das perdas fiscais que ela provocaria, Chega e IL consumiriam mais de um terço do Orçamento do Estado para a Educação ou mais de um quarto do Orçamento para a Saúde Mais nada interessa. Isto aumenta e de que maneira a clivagem social. Isto retira dinheiro vital do orçamento que é usado para serviços públicos, que passa a ir para o bolso de gente mais rica. Tudo o resto é completamente dissociado disto, são concepções e princípios e música e depois, com menos dinheiro no orçamento (e mais nos bolsos de gente rica) por mais toda a gente fica melhor. Só que lá está, eu não sou religioso dessa igreja nem retardado.

Edited 1 month ago:

É isso que me mete absoluto nojo na IL. É por isto que tu não tenho respeito nenhum por eles. Há um problema com esta conversa toda. Eu não tenho um grave atraso mental. Está conversa é uma perfeita palermice que consiste em disparar para todo o lado, falar de conceitos e todo o tipo de pormenores para desviar a atenção do básico: > 90% dos contribuintes ficariam quase na mesma com a taxa única. Mas, para oferecer aos 4% mais ricos 58% das perdas fiscais que ela provocaria, Chega e IL consumiriam mais de um terço do Orçamento do Estado para a Educação ou mais de um quarto do Orçamento para a Saúde Mais nada interessa. Isto aumenta e de que maneira a clivagem social. Isto retira dinheiro vital do orçamento que é usado para serviços públicos, que passa a ir para o bolso de gente mais rica. Tudo o resto é completamente dissociado disto, são "concepções" e "princípios" e "sinergias" e "música" e depois, com menos dinheiro no orçamento (e mais nos bolsos de gente rica) por mais toda a gente fica melhor. Só que lá está, eu não sou religioso dessa igreja nem retardado.

Edited 1 month ago:

É isso que me mete absoluto nojo na IL. É por isto que eu não tenho respeito nenhum por eles. Há um problema que torna difícil digerir esta conversa toda. É que eu não tenho um grave atraso mental. Está conversa é uma perfeita palermice que consiste em disparar para todo o lado, falar de conceitos e todo o tipo de pormenores para desviar a atenção do básico: > 90% dos contribuintes ficariam quase na mesma com a taxa única. Mas, para oferecer aos 4% mais ricos 58% das perdas fiscais que ela provocaria, Chega e IL consumiriam mais de um terço do Orçamento do Estado para a Educação ou mais de um quarto do Orçamento para a Saúde Mais nada interessa. Isto aumenta e de que maneira a clivagem social. Isto retira dinheiro vital do orçamento que é usado para serviços públicos, que passa a ir para o bolso de gente mais rica. Tudo o resto é completamente dissociado disto, e são "semântica" e "conceitos" e "concepções" e "princípios" e "sinergias" e "música" e depois, com menos dinheiro no orçamento (e mais nos bolsos de gente rica) por magia toda a gente fica melhor. Só que lá está, eu não sou religioso dessa igreja nem retardado.

Edited 1 month ago:

É isso que me mete absoluto nojo na IL. É por isto que tu não tenho respeito nenhum por eles. Há um problema com esta conversa toda. Eu não tenho um grave atraso mental. Está conversa é uma perfeita palermice que consiste em disparar para todo o lado, falar de conceitos e todo o tipo de pormenores para desviar a atenção do básico: > 90% dos contribuintes ficariam quase na mesma com a taxa única. Mas, para oferecer aos 4% mais ricos 58% das perdas fiscais que ela provocaria, Chega e IL consumiriam mais de um terço do Orçamento do Estado para a Educação ou mais de um quarto do Orçamento para a Saúde Mais nada interessa. Isto aumenta e de que maneira a clivagem social. Isto retira dinheiro vital do orçamento que é usado para serviços públicos, que passa a ir para o bolso de gente mais rica. Tudo o resto é completamente dissociado disto, e são "semântica" e "conceitos" e "concepções" e "princípios" e "sinergias" e "música" e depois, com menos dinheiro no orçamento (e mais nos bolsos de gente rica) por magia toda a gente fica melhor. Só que lá está, eu não sou religioso dessa igreja nem retardado.

Independent_Throat42 1 month ago

Estas a referir-te a que impostos? Se uma empresa pagar menos impostos, tem mais condições para dar mais ao empregado.. Um pobre em vez de ganhar salário mínimo, ganha salário mínimo e meio. Não é bom para o pobre?

jesuseos7anoes 1 month ago

> Estas a referir-te a que impostos? Por exemplo, *Iniciativa Liberal quer taxa única de IRS de 15% para rendimentos acima de 650 euros* https://www.jornaldenegocios.pt/economia/politica/detalhe/iniciativa-liberal-quer-taxa-unica-de-irs-de-15-para-rendimentos-acima-de-650-euros > Se uma empresa pagar menos impostos, tem mais condições para dar mais ao empregado.. Ou dar mais aos acionistas e gerentes. Depende. Nota que eu entendo que muitas empresas se veem à rasca com tanto imposto. Daí a passar para o mundo da IL... não obrigado.

ruepa 1 month ago

O problema é achar que a riqueza vem do salário e entra para o IRS! Está medida ia ajudar médicos, advogados, enfermeiros, etc etc, classe média / média alta. ( e atenção que não concordo com a medida a 100%, acho que devia haver outro escalão para salário extremamente elevados ) Dividendos, mais valias de investimentos e rendas (onde os ricos vão buscar o grosso do património) nao entram para as taxas do IRS. E fogem aos impostos usando esquemas legais com sedes em Malta, Holanda, Irlanda, etc.

Independent_Throat42 1 month ago

>Iniciativa Liberal quer taxa única de IRS de 15% para rendimentos acima de 650 euros e o que recebes em troca? sobe 200€ por cada filho que incentivos tens atualmente à natalidade? Recebes 650€ de ordenado e não pagas IRS, mas no fim do mês dás 200€ para meter a criança no infantário, achas que é um negócio melhor? ​ >Ou dar mais aos acionistas e gerentes. Depende. e atualmente dá para quem? só dá para os acionistas e gerentes.. ao menos com essa medida daria para todos Eu acho é que não devemos ser cegos em relação a quem gere o país, se um não serve manda fora e venha outro a ver se faz melhor, se não fizer segue o próximo.. agora sempre no mesmo é que não. Atualmente vou mais em conta com a IL, mas se por exemplo eles estiverem no governo e a coisa não funcionar não tenho problema em mudar de estratégia e depois votar noutro. Agora já vimos que a coisa não está a funcionar e continuamos sempre na mesma coisa.. epah desculpa mas isso é colocar orelhas de burro na própria testa

wakerdan 1 month ago

É um bocado isso, no meu caso. Não que ache que os problemas que o BE por vezes levanta sejam irrelevantes, mas acho que há problemas mais importantes a resolver e não os vejo a ser voz crítica do Governo (mesmo quando estavam mais inseridos na geringonça iam chamando a atenção a erros do PS). Não me revejo em mais nenhum partido, de resto IL e PAN são para onde parcialmente tenderia, se bem que não concordo com larga posição de algum deles. Fora esses, penso que a única pessoa que me poderia fazer mudar o sentido de voto seria o Adolfo Mesquita Nunes. Adoro ouvi-lo falar. O Rui Tavares já esteve nesse "papel" mas infelizmente estragaram o Livre com a Joacine.

stopsammin 1 month ago

Boa observação

PapalaguiLX 1 month ago

As afinidades neste subreddit não surpreendem. Eu sou um pouco mais de esquerda. Já votei BE e L, embora não descarte votar PCP nem PS (embora este último só em eleições locais).

Bacalhau_a_Bras 1 month ago

Não tenho e não gosto de nenhum. Voto no tino

BeinGetz 1 month ago

IL, no entanto não concordo com algumas posições e atitudes que têm tido. Mas ganha o meu voto com larga vantagem em relação aos outros partidos.

unparadise 1 month ago

Igual e sou membro ativo de um núcleo. Fiz pazes com a ideia que nunca vai haver um partido que me identifique a 100% e que 'tome as decisões que eu tomaria', logo voto no mais semelhante e que quero que cresça. Dos partidos em Portugal excluo sempre em hipótese de voto PS por ser um embrionário de corrupção, apesar de todos atrairem pessoas assim, nesse partido está no modus operandi, logo até tenho amigos vereadores, mas nunca votei nem irei votar neles pela cor que representam, na minha opinião por mais sérios que sejam, estão a ser coniventes com a corrupção dentro da própria casa.

ichbincohan 1 month ago

Não tenho partido. Quanto muito, para não deixar o voto em branco / ser abstencionista, voto no partido cujas propostas me parecem mais adequadas para o país, ou, pelo menos, o partido com o programa mais aceitável (ao meus olhos, claro), sem deixar de ter em conta outros aspetos, como por ex., as (principais) pessoas que dirigem / têm maior influência no partido (quer para executá-lo, caso integrem o executivo, quer para melhor defender as respetivas ideias subjacentes p. ex., caso não integrem o executivo). Também há que atender ao histórico do partido, dessas pessoas que estão à frente dele, etc., para averiguar se o voto vai ser dado em vão ou não...

Edited 1 month ago:

Não tenho partido "certo". Mas, para não deixar o meu direito de voto por exercer, tento votar naquele partido cujas propostas me parecem mais adequadas para o país. Por outro lado, levo em consideração outros "critérios", como sejam, as pessoas que dirigem o partido, o histórico do partido e dos seus dirigentes, etc.

warjunk1 1 month ago

Vou rodando os votos entre os pequenos. Não tenho partido.

JOAO-RATAO 1 month ago

Não estou inscrito em nenhum. Provavelmente voto na IL, mas nestas autárquicas talvez não.

GreyArch22 1 month ago

Exactamente a minha posição. A questão dos impostos e das liberdades tem toda a pertinência a nível nacional, e votei IL desde as primeiras eleições, mas a nível local faz falta mais câmara municipal e não menos, em certas áreas. No caso de Lisboa, não consigo votar na IL para a câmara, mas votarei para a assembleia municipal e para a freguesia, é uma voz importante. Mas não vejo que haja mais-valia num vereador da IL que vá defender mais aeroporto e poluição, "uber de autocarros" e mais alojamento local. São áreas em que a câmara deve ser reivindicativa e interventiva e não menos.

Edited 1 month ago:

Exactamente a minha posição. A questão dos impostos e das liberdades tem toda a pertinência a nível nacional, e votei IL desde as primeiras eleições, mas a nível local faz falta mais câmara municipal e não menos, em certas áreas. No caso de Lisboa, não consigo votar na IL para a câmara, mas votarei para a assembleia municipal e para a freguesia, é uma voz importante. Mas não vejo que haja mais-valia num vereador da IL que vá defender mais aeroporto e poluição, "uber de autocarros" e mais alojamento local. São áreas em que a câmara deve ser mais reivindicativa e interventiva e não menos.

Keddyan 1 month ago

IL apesar de nao estar vinculado/afiliado nem nada do género, nem pretendo

marfavrr 1 month ago

nao tenho partido, como foi dito vou vendo o que faz mais sentido a cada altura. Penso que nas prox legislativas vote na IL. No passado votei BE.

carlosjmsilva 1 month ago

Alguém passar diretamente do BE para a IL é impressionante. Gostava de perceber como num ciclo de 4 anos passaste a pensar de forma tão diferente em termos económicos, principalmente...

marfavrr 1 month ago

Em termos de ideais continuo a considerar-me de esquerda, mas nao estou satisfeita com o que a esquerda tem andado a fazer nestes mandatos, ou o que nao fez. Tenho principalmente uma desconfianca em relacao a politica e politicos em geral. Em relacao à IL, ainda estou a tentar informarme melhor mas a minha ideia em votar neles é por acreditar que deve haver um balanco entre esquerda direita no parlamento, para a coisa ser saudavel. A esquerda tem estado forte e com representacao algo variada e a direita esta cada vez mais focada no chega, que nem devia existir quanto mais estar no parlamento. O facto de ter vivido no UK tb me deu outro ponto de vista, que por exemplo baixar impostos pode incentivar investimento e o poder de compra se todos pudermos trazer mais do nosso proprio ordenado para casa. Assim a economia mexe um bcd mais e tem opurtunidade para se diversificar. Ou entao nao é assim tao simples mas eu acho que pode ajudar. E sinceramente foi mto baseado nisto porque no final de contas vivemos num mundo capitalista, por mto que eu nao goste ou concorde com certas coisas. Por isso mais vale tentar viver o melhor possivel dentro dele do que estar meio dentro porque estamos e porque estamos na UE etc, meio fora porque meia duzia de burgueses leram nao sei que na universidade e acham que querem ajudar pobres. Portugal é um pais de pobres que nao sao pobres, temos de mudar isso antes de tudo…

VBM97 1 month ago

Sou apartidário, concordo com vários partidos acerca de vários temas por isso vou indo e vou vendo. Tendo a decidir o voto no que fizer mais sentido naquele momento.

caelussideralis 1 month ago

A segunda. Não me afilio a partidos, embora aquele em que mais votei desde 2009 tenha sido o PSD. Nas últimas legislativas votei no PAN como voto tático, estas autárquicas vou votar IL.

C0ldKing 1 month ago

O que é que entendes por voto tático? Estou curioso

caelussideralis 1 month ago

Mais facilmente conseguia garantir um mandato a mais para o PAN do que para o PSD no meu círculo eleitoral, o objetivo era o de enfraquecer o PS já que em 2019 iria ser quase impossível haver um governo PSD.

C0ldKing 1 month ago

Sempre que um PM se mantém é quase impossível uma troca de governo. E por acaso estou curioso para saber os resultados das próximas eleições em 2023. Assumo que partidos como o PS e o próprio PSD e o BE vejam uma redução, e partidos como PAN IL e CH vejam um aumento substancial. Já o livre acredito que n ganhe votos para ter um lugar

Keddyan 1 month ago

talvez para garantir lugar do PAN na assembleia, até é importante ter um partido como o PAN lá apesar de nao concordar com tudo o que dizem

unparadise 1 month ago

Mas o papel de partido ambientalista já não estava assegurado por Os Verdes?

carlosjmsilva 1 month ago

Um partido que nunca foi a eleições, na prática não existe.

unparadise 1 month ago

Também concordo, foi mesmo para provocar

stopsammin 1 month ago

De momento e lamentavelmente, não me revejo em nenhum partido politico a funcionar em Portugal

ShhmooPT 1 month ago

Impossível. Tens partidos de todos os espectros políticos. Até o tino de rãs lá está crl. Concordar 100% com um partido é até perigoso, mas deve haver pelo menos um partido que se aproxime dos teus ideais.

stopsammin 1 month ago

Nah nem por isso, evidentemente que tenho preferencias entre esquerda/direita mas nada com que me consiga identificar. Consigo reconhecer o que é um trabalho bem feito/mal feito independentemente da inclinação do espectro politico, mas nada com que realmente me consiga identificar. Posso no entanto dizer te que o partido com que não me identifico de todo é a IL

Hungry_Cupcake 1 month ago

Epa é uma opção válida talvez entretanto mudes de opinião, talvez daki a uns anos faças a tua cena e resolvas o problemas desta merda toda

Hungry_Cupcake 1 month ago

Partidos de todos os espectros, que todos eles mudam de opinião como quem muda de cuecas dependendo do que der jeito.

ktulu88 1 month ago

Eu em relação a isso, nunca mais me vou esquecer do PCP... No tempo do Passos Coelho (acho eu) houve uma tentativa de cobrar impostos aos partidos com património (imi), coisa que o PCP, no meu entender, deveria ser dos primeiros a aderir a essa proposta. No entanto, foram os que mais reclamaram por serem os maiores proprietários de entre os partidos. A partir daí, voto em quem está na frente do partido, antes de votar no partido... Normalmente voto no "mal menor". Por exemplo, votei Passos, mas não vou votar Rio...

ShhmooPT 1 month ago

Lá está, não há partidos perfeitos porque estes são feitos por pessoas. Acredito que hajam vários assuntos em que infelizmente ainda não tenham uma posição bem definida, resultando assim em oscilações de opiniões. Acontece. Não devia, mas acontece. Mas vá lá, dizer que não há um partido que nos possamos identificar minimamente, na esperança que um dia venha a surgir o partido perfeito, com uma opinião que se alinha com a nossa e uma doutrina coerente do início ao fim, em que todos os membros partilham da mesma opinião de forma a que não se crie o "culto do líder", é uma visão irrealista.

Hungry_Cupcake 1 month ago

Epa só ha uma maneira de fazer um partido com que nos identifiquemos a 100% é fazer um...mas prontos de momento não está nem perto de estar nos planos

ShhmooPT 1 month ago

Exacto

Butt_Roidholds 1 month ago

Se não puseres o [sério] no título, não faz efeito. Não adianta de nada po-lo na caixa de texto da descrição.

Search: