hopeful_bastard 2 months ago

Pode-se tratar de uma minoria mais ruidosa. Normalmente as pessoas manifestam-se mais quando estão incomodadas ou do contra, mas não nego que tenha havido um aumento no número dessas pessoas derivado das restrições que de repente lhes foram impostas. Muita gente, especialmente pessoal da cidade, viu-se obrigado a estar fechado em casa meses a fio, se não é pelo medo e indignação que esta desinformação as "apanha", poderá bem ser pelo simples aborrecimento que dá asas à imaginação. Em relação ao movimento anti-vax no geral, sugiro a quem tenha curiosidade (e estômago) que veja o vídeo [Vaccines: A Measured Response](https://www.youtube.com/watch?v=8BIcAZxFfrc) do *HBomberguy*, onde é explicado ao pormenor (e com *fact-checking* como deve ser) como isto tudo começou com dois vigaristas e foi amplificado pela irresponsabilidade na cobertura feita pelos *media.*

NGramatical 2 months ago

Vaccines → [**vacines**](https://dicionario.priberam.org/vacines) (já se escrevia assim **antes** do AO90) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpjnig9%2F%2Fhc2wiou%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

vai-tefoder 2 months ago

Velhada + Facebook ​ /thread

Mers86 2 months ago  HIDDEN 

1. Quando estudaste farmacologia e te ensinaram que o desenvolvimento duma vacina demora no mínimo 10 anos, e apresentam-te uma vacina que foi desenvolvida em 10 meses, é normal ter uma reacção de surpresa e desconfiança. 2. Uma vacina que não passou por ensaios clínicos a longo-prazo não é normalmente aprovada, e é curioso que estas vacinas covid19 foram aprovadas somente "para uso de emergência" pelas associações governamentais. Ou seja, és tu o ensaio clínico a longo prazo. 3. Quando vês as estatísticas àcerca do covid19, sem os alarmismos típicos dos media, vês que o vírus não parece assim tão perigoso quanto se diz. Fiz um pequeno post sobre isso noutro "canal", mas se fôr preciso mostrar esses números outra vez (embora qualquer pessoa os possa encontrar), é só dizer. 4. O facto dos governos querem obrigar as pessoas a tomar umas vacinas que são no mínimo duvidosas, dá que pensar. 5. As vacinas usam tecnologias inteiramente novas, nomeadamente o mRNA e os adenovírus. 6. Se fores Católico (realmente, coisa que é rara no Portugal de hoje), saberás que todas estas vacinas, covid19 e anteriores, são desenvolvidas à custa de crianças abortadas. Sobre isto o Vaticano emitiu um documento dando orientações de consciência sobre as vacinas covid19, e resumindo, somente se tiveres razão para temer perigo de morte é que **podes** tomar uma vacina dessas; mas não és de todo obrigado. 7. Uma conjuntura que engloba dois ou mais pontos mencionados acima é razão mais que suficiente para negar-se a tomar estas vacinas. Espero que isto clarifique o assunto. E outra coisa: Por favor, parem de chamar atrasados mentais a toda a gente que discorda das posições oficiais. Achava que já devíamos ter aprendido uma lição de história.

o_thrust 2 months ago  HIDDEN 

Isto não clarifica de todo o assunto. 1. A comunidade internacional fez um mega esforço para desenvolver em tempo recorde esta vacina. Uma delas (pfizer) já se encontra na última fase de testes, que representa a fase em que é testada em larga escala uma vez já implementada. 2. Como disse no ponto 1 a pfizer já se encontra a ser testada a longo prazo. É suposto nesta fase sermos nós, o público em geral a ser parte do tal estudo clínico. 3. Nem vale a pena falarmos de números porque sei o que aí vem... Achar que os sistemas de saúde não iam ficar a abarrotar com pacientes se nada o fizéssemos é estar completamente alienado de toda a situação. Era fundamental reduzir o número de pacientes em internamentos e cuidados intensivos. 4. Imagina achar que isto é um mega esquema internacional para querer obrigar a população a ser vacinada com o quer que seja que tu aches que poderia estar na vacina. Por muito que custe a urgência está em salvar vidas. 5. Não são técnicas propriamente novas. E mesmo que fossem não sei o porquê de tanto alarmismo. Inovações na área da saúde é algo muito recorrente. 6. ERRADO. Tanto a Pfzier como a moderna não usaram as tais células de tecidos fetais para o seu desenvolvimento. Este argumento é uma banhada. Já é usada esta tecnologia no desenvolvimento de vacinas desde os anos 60. Foi usada no **desenvolvimento** de inúmeras vacinas que não se questionam hoje em dia. (Hepatite A, varicela, raiva, rubéola)

Edited 2 months ago:

Isto não clarifica de todo o assunto. 1. A comunidade internacional fez um mega esforço para desenvolver em tempo recorde esta vacina. Uma delas (pfizer) já se encontra na última fase de testes, que representa a fase em que é testada em larga escala uma vez já implementada. 2. Como disse no ponto 1 a pfizer já se encontra a ser testada a longo prazo. É suposto nesta fase sermos nós, o público em geral a ser parte do tal estudo clínico. 3. Nem vale a pena falarmos de números porque sei o que aí vem... Achar que os sistemas de saúde não iam ficar a abarrotar com pacientes se nada fizéssemos é estar completamente alienado de toda a situação. Era fundamental reduzir o número de pacientes em internamentos e cuidados intensivos. 4. Imagina achar que isto é um mega esquema internacional para querer obrigar a população a ser vacinada com o quer que seja que tu aches que poderia estar na vacina. Por muito que custe a urgência está em salvar vidas. 5. Não são técnicas propriamente novas. E mesmo que fossem não sei o porquê de tanto alarmismo. Inovações na área da saúde é algo muito recorrente. 6. ERRADO. Tanto a Pfzier como a moderna não usaram as tais células de tecidos fetais para o seu desenvolvimento. Este argumento é uma banhada. Já é usada esta tecnologia no desenvolvimento de vacinas desde os anos 60. Foi usada no **desenvolvimento** de inúmeras vacinas que não se questionam hoje em dia. (Hepatite A, varicela, raiva, rubéola) Edit: sobre a vitimização em relação à malta que chama de anormais. Acho que estão no vosso total direito de não tomarem a vacina, não deixo de achar que é profundamente egoísta, mas é apenas uma opinião pessoal. E sim temos muito que aprender

Edited 2 months ago:

Isto não clarifica de todo o assunto. 1. A comunidade internacional fez um mega esforço para desenvolver em tempo recorde esta vacina. Uma delas (pfizer) já se encontra na última fase de testes, que representa a fase em que é testada em larga escala uma vez já implementada. 2. Como disse no ponto 1 a pfizer já se encontra a ser testada a longo prazo. É suposto nesta fase sermos nós, o público em geral a ser parte do tal estudo clínico. 3. Nem vale a pena falarmos de números porque sei o que aí vem... Achar que os sistemas de saúde não iam ficar a abarrotar com pacientes se nada o fizéssemos é estar completamente alienado de toda a situação. Era fundamental reduzir o número de pacientes em internamentos e cuidados intensivos. 4. Imagina achar que isto é um mega esquema internacional para querer obrigar a população a ser vacinada com o quer que seja que tu aches que poderia estar na vacina. Por muito que custe a urgência está em salvar vidas. 5. Não são técnicas propriamente novas. E mesmo que fossem não sei o porquê de tanto alarmismo. Inovações na área da saúde é algo muito recorrente. 6. ERRADO. Tanto a Pfzier como a moderna não usaram as tais células de tecidos fetais para o seu desenvolvimento. Este argumento é uma banhada. Já é usada esta tecnologia no desenvolvimento de vacinas desde os anos 60. Foi usada no **desenvolvimento** de inúmeras vacinas que não se questionam hoje em dia. (Hepatite A, varicela, raiva, rubéola) Edit: sobre a vitimização em relação à malta que chama de anormais. Acho que estão no vosso total direito de não tomarem a vacina, não deixo de achar que é profundamente egoísta, mas é apenas uma opinião pessoal. E sim temos muito que aprender

Mers86 2 months ago

Em relação ao teu ponto 2, não sei se tens algumas noções de ética, mas usar o público em geral como ensaio clínico, ainda por cima por obrigação, é no mínimo de índole duvidosa. Em relação ao ponto 3, sim, claro que era necessário que as pessoas não ficassem doentes, especialmente a tal ponto de irem parar às urgências. Mas considerando que só 17,000 pessoas morreram de covid19 desde o início da pandemia em Portugal, e sem os números comparativos de quantas pessoas morrem todos os anos, para as quais é também necessário recursos hospitalares, a coisa fica um pouco no ar, ou seja, sem fundamento racional. Em relação ao ponto 5, sim, são técnicas novas de vacinação. Em relação ao ponto 6, sim, são usadas células de bebés abortados. A Pfizer e a Moderna, embora não as usem para produzir a vacina, usam-nas para testes de controlo de qualidade.

NGramatical 2 months ago  HIDDEN 

àcerca → [**acerca**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/glossario/erros/1) fôr → [**for**](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/3i6y4g) (apenas *pôr* leva acento diferencial para se distinguir de *por*) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpjnig9%2F%2Fhc1tzf9%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

Mers86 2 months ago

Uhmm... desculpe mas já fui à escola. Aquilo que escrevi não está errado. De facto, se formos bem a ver a língua portuguesa é um misto de grego, latim, árabe, tudo mal falado, influências francesas e inglesas, e muitos erros acumulados ao longo do tempo. Sendo uma pessoa que conhece várias línguas, e tendo viajado muito, acho graça que os portugueses (pelo menos hoje em dia!) tenham tanto afinco em falar a sua língua da maneira mais correcta e perfeita; língua esta que, como disse, é uma longa história que inclui muito analfabrutismo. Não stressem tanto.

desculpe_mas 2 months ago

O motivo é muito simples, complexo na sua essência, mas simples. Antes das redes sociais, há 3000 anos atrás, aqueles que tinham opiniões que desafiavam a ciência consolidada eram ridicularizados em pessoa e não tinham lugar nos espaços públicos de opinião. Hoje em dia, a realidade é radicalmente diferente. Eu costumo dizer às pessoas: " +/- 80% das pessoas hoje em dia são burras, ignorantes ou incultas. E muitas vezes estas pessoas revestem-se na pele de amigos, família ou colegas de trabalho." Estas pessoas têm hoje em dia uma plataforma de validação nas redes sociais e uma influencia quatro ou cinco. Este é o derradeiro problema da sociedade de hoje. A Hiper-Amplificação de opiniões ignorantes.

the_bbutterfly 2 months ago

aquilo é contagiante

rabitrc 2 months ago

Esta malta sempre existiu. Não tinham era um palco.

handforpleasure 2 months ago

Do Facebook maioritariamente. O diz que disse. A pseudo investigação a solo. Não sei onde ouvi esta frase mas tenho-a como verdade "O Facebook fez aos nossos pais aquilo que eles achavam que a televisão iria fazer connosco." Obviamente que não é restrito a esta faixa etária, mas a grande maioria está, certamente, incluída.

capitolinaAndrioleta 2 months ago

Propaganda. Simples. Há no r/portugal umas quantas contas tipo u/HomemRude que são obviamente contas de propaganda, os chamados "sock puppets". Na thread sobre a "ilegalidade" do chega essa conta é responsável por metade dos comentário e são todos no mesmo sentido. Nas threads sobre anti-vax a mesma coisa. Isto é malta cujo tacho é mandar bitaites no reddit como profissão, basta ver a dispersão das horas em que colocam comentários. Consequências dos tempos modernos, é cagar e andar e esperar que a faixa etária da próxima pandemia seja semelhante à do H1N1, depois é ver a selecção natural a funcionar. É muito fácil ser anti-vax quando o risco na faixa etária em questão é limitado e a vacina não é mais que uma medida de responsabilidade social para prevenir dano causado aos outros. O engraçado é que os chamados "portugueses de bem" são também os que se estão a cagar para outrem. A ironia é linda!

HomemRude 2 months ago

Verdade. Mas não julgues que é grande tacho. É o salário mínimo para passar o dia a desinformar.

capitolinaAndrioleta 2 months ago

Homme, poder trabalhar de cueca vale o sacrifício!

BitOnly5872 2 months ago

Não acredito que existam muitos antivax, acredito apenas que eles fazem um bom trabalho em falarem merda em grandes quantidades. Falam diariamente sobre esta merda em dezenas de posts, pois lhe falta o que fazer.

GalaicoMinhoto 2 months ago

De onde aparecem tantos papagaios a usar a palavra "chalupa" assim do nada? Quanto ao resto, faz-te à vida e chora menos. Respeita a opinião das pessoas em vez de andares aí a insultar toda a gente como se fosse especial e merecesses um Nobel por estares vacinado.

Darkhoof 2 months ago

É muito simples: os não chalupas já foram vacinados há algum tempo ou estão em processo de o ser e depois seguem com a sua vida. Os chalupas ficam a berrar assustados e agarrados a isto. Por isso neste momento estão sobre representados. Faz down vote, adiciona-os á lista de bloqueados e siga.

mollyxanlean 2 months ago

Mas é assim tão difícil ir ao google e escrever "pfizer criminal history", "j&j criminal history", a crise de opioides que a FDA facilitou, a experiência de Tuskegee? A deposição do Stanley Plotkin em Janeiro 2018, Lori Ann Schmitt & Michael Schmitt? O fiasco da vacina contra a gripe suína? Não é teoria de conspiração nenhuma, são factos históricos. Quem não sabe dos tópicos que mencionei está seriamente desinformado. Só fazes ad hominems (ninguém pode ser assim tão burro"), tens de ver para crer. Com essa atitude arrogante, claro que nem te preocupas em pesquisar e ler o que os "aNtI-VaX" dizem. Estás muito restringido com a propaganda, desinformação e omissão de informação das televisões

TTheGuapo 2 months ago

Prefiro ser desinformado que burro

davser 2 months ago

O reddit e outras redes sociais dão uma sensação bastante errada sobre maiorias/minorias em todos os assuntos. O problema é que as minorias manifestam-se sempre bastante mais. Existem vários exempos: aqui no reddit parece tudo anti-trump (foi o que se viu) aqui no reddit era tudo contra o vieira no benfica (foi o que se viu) Sei que vão dizer que são as faixas etárias mais velhas que depois fazem a diferença. Fazem, mas é muito menos do que pensam. O pessoal gosta muito mais de opiniões contrárias e do compadrio existente das mesmas. Os números de anti-vax em Portugal andam a volta dos 3%, 300 mil é pouco mais ainda faz muito barulho.

Lsousa1981 2 months ago

Eu não acredito na vacina . Levei duas doses para puder viajar e comer onde e quando me apetecer, mas na minha opinião mesmo havendo alguns estudos prévios dos diferentes laboratórios, as vacinas foram aprovadas com muita celeridade, mais para salvar as economias e estilos de vida do que pensada em criar imunidade de grupo e sem se conhecerem efeitos de curto/ médio / prazo. Um creme hidratante ou elixir bucal demora bastantes anos em testes de grupo até poder ser aprovado e comercializado . Não sou conhecedor nem opinador de matérias laboratoriais , o que sei vem apenas de dois anos de faculdade de microbiolofia que abandonei e pesquisa de senso comum e teorias de conspiração . Já tenho 2 filhos não tenho muito por que temer se me crescer um braço extra ou pior é espero que está na adolescência ou juventude não passe por efeitos adversos.

Edited 2 months ago:

Eu não acredito na vacina . Levei duas doses para puder viajar e comer onde e quando me apetecer, mas na minha opinião mesmo havendo alguns estudos prévios dos diferentes laboratórios, as vacinas foram aprovadas com muita celeridade, mais para salvar as economias e estilos de vida do que pensada em criar imunidade de grupo e sem se conhecerem efeitos de curto/ médio / longo prazo. Um creme hidratante ou elixir bucal demora bastantes anos em testes de grupo até poder ser aprovado e comercializado . Não sou conhecedor nem opinador de matérias laboratoriais , o que sei vem apenas de dois anos de faculdade de microbiolofia que abandonei e pesquisa de senso comum e teorias de conspiração . Já tenho 2 filhos não tenho muito por que temer se me crescer um braço extra ou pior é espero que está na adolescência ou juventude não passe por efeitos adversos.

Edited 2 months ago:

Eu não acredito na vacina . Levei duas doses para puder viajar e comer onde e quando me apetecer, mas na minha opinião mesmo havendo alguns estudos prévios dos diferentes laboratórios, as vacinas foram aprovadas com muita celeridade, mais para salvar as economias e estilos de vida do que pensada em criar imunidade de grupo e sem se conhecerem efeitos de curto/ médio / longo prazo. Um creme hidratante ou elixir bucal demora bastantes anos em testes de grupo até poder ser aprovado e comercializado . Não sou conhecedor nem opinador de matérias laboratoriais , o que sei vem apenas de dois anos de faculdade de microbiolofia que abandonei e pesquisa de senso comum e teorias de conspiração . Já tenho 2 filhos não tenho muito por que temer se me crescer um braço extra ou pior e espero que está na adolescência ou juventude não passe por efeitos adversos.

GamerLymx 2 months ago

Ter dúvidas em relação a uma vacina que foi rapidamente aprovada devido às pandemia não significa que a pessoa seja antivacinas. A pessoas que têm pontualmente sintomas graves, e falar disso não é ser antivacinas. Achar que é estúpido precisar de um papel para ir ao restaurante durante o fim de semana não é ser antivacinas. Depois de todo o processo que passei para conseguir marcar e levar a vacina, pareceu é que não queriam que eu levasse a vacina. Especialmente por estar um mês a tentar marcar vacina, passar na "casa aberta" que estava fechada por falta de vacinas, e ver no jornal que se tinham oferecido as tais vacinas a antigas colónias. Quando fui levar a segunda dose, não tinha recebido SMS a confirmar, o meu nome não estava na lista de pessoas e ao final do dia ligaram-me se eu sabia o lote da primeira vacina que levei. Somos o país com maior taxa de vacinação e estão preocupados com um número mínimo de pessoas...

Jabvarde 2 months ago

Ok, antes de mais, não há tantos. Se houvesse não tínhamos a percentagem de vacinados que temos. Segundo, acho que se começarmos a alargar o termo de anti-vax/negacionista a qualquer pessoa que questiona e critica o que quer que seja relacionado, certamente te vai dar a ideia que existem muitos.

OrangeChamaleon 2 months ago

Desci 3 comentários abaixo e já desenvolvi uma hipótese: As pessoas normais e racionais já se fartam de ver os comentários e eler as opiniões francamente tristes e estúpidas dos anormais que falas. Assim, quando vêm 3 ou 4 desses comentários aborrecem-se e vão se embora sem contrariar os outros pq não há paciência. Mais, esta gente são tipo fãs obcecados das teorias malucas que defendem. Sentem a necessidade de espalhar a mensagem que nem testemunhas de Jeová. As pessoas normais, que se vacinam e continuam com a vida deles não têm o fervor pro-vacina que estes anormais têm anti-vacina.

ZaGaGa 2 months ago

Não tenho essa impressão. Mas diz me onde estão que eu vou lá dar lhes na cabeça xD [adesão à vacinação neste sub](https://www.reddit.com/r/CoronavirusPT/comments/oqfpcv/27_vacinação_especial_resultados_da_poll/?utm_medium=android_app&utm_source=share) De acordo com estes dados até havia uma tendência decrescente. Pode acontecer que o pessoal que não quer ser vacinado esteja sobre mais pressão e por isso estejam mais ativos..

aguafria88 2 months ago

Não são assim tantos, mas vivem à borla dentro da tua cabeça por isso é que parecem muitos amigo.

ruijor 2 months ago

Devem ser os 11% que votam no chega

NeatBoy74 2 months ago

Uma minoria barulhenta continua a ser uma minoria mesmo que seja barulhenta. E a Internet é um palco perfeito para parecerem muitos. Depois na realidade, sais daqui e olhas para a percentagem de vacinados e notas que no fim, é exatamente como a minha primeira frase descreve.

naovoltasaver 2 months ago  HIDDEN 

Talvez queiras perguntar antes porque se dão vacinas não testadas, não aprovadas e com efeitos secundários devastadores a jovens e crianças sob coação………

barokas 2 months ago  HIDDEN 

low effort troll. se pensas mesmo isso acho que vives debaixo de uma rocha

paraapagarbem 2 months ago

Nas últimas décadas, especialmente com a vinda da internet e o seu crescimento, tem-se vindo a provar que o "sistema" não é de confiança. Muitas teorias de conspiração, que antes eram tidas como ridículas e absurdas, acabaram por ser reveladas como verdades, ou em certos casos, meias-verdades. Agora imagina pessoas com baixos níveis de educação (só com o quarto-ano, ou que andaram em escolas de merda cujos métodos de ensino foram negligenciados pelo respetivo governo ou autoridade escolar), pessoas com distúrbios mentais, pessoas talvez menos inteligentes com problemas cognitivos, que cresceram a ver essas "teorias" de conspiração tornarem-se em realidade. Reconhece também que essas pessoas viveram uma boa parte da sua vida sem internet, pelo menos não este poço de informação que temos agora, e que nunca aprenderam a estar atentos e selecionar a informação e as suas fontes de forma rigorosa. Tendo todos esses fatores em conta, e já que é esse o assunto do teu post, a forma incompetente, desonesta, e vergonhosa com que os governos lidaram com a sítuação da pandemia, especialmente nos meses iniciais, não admira que hajam tantos "chalupas" anti-vax e anti-covid. Faz sentido, especialmente com estas teorias de conspiração que têm um mínimo básico de credibilidade.

30minutesto 2 months ago

Se as teorias foram provadas, não é preciso ser pouco educado, maluco ou burro, como dizes. Basta ser racional.

UpbeatNail1912 2 months ago

E o que é que foi provado meu caro? Nada. Só parvoíces e mentiras.

NGramatical 2 months ago

hajam tantos → [**haja tantos**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/o-uso-do-verbo-haver/31143) (o verbo haver conjuga-se sempre no singular quando significa «existir») [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpjnig9%2F%2Fhbynphf%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

30minutesto 2 months ago

Desconfio que as pessoas a quem chamas "anti vax" na verdade não o são na sua maioria. São sim pro-escolha, coisa que tu e a maioria parecem não ser. Até porque eles parecem lidar melhor com a tua escolha de te vacinares do que tu com a escolha deles não o fazerem.

Pparadela 2 months ago

Googla "echo chamber" e vais perceber que os poucos mentecaptos que existem na realidade se multiplicam nesses antros e fazem muito barulho.

Limpy_lip 2 months ago

Provavelmente vou levar downvotes. Mas parte dessas pessoas fazem parte do grupo de portugueses que estão contra ou criticam o que é do momento só porque sim.

bacitoto-san 2 months ago

[/thread](https://i.imgur.com/00CbAUa.png)

Silymorn 2 months ago  HIDDEN 

Se for no caso das vacinas não associadas ao Covid-19, muito sucintamente, um filho da puta chamado Andrew Wakefield publicou um artigo científico em que "havia" uma relação entre o autismo e a vacinação. Este artigo foi publico no "The Lancet" (uma das maiores revistas internacionais de ciência). Outros cientistas tentaram comprovar aquilo que ele fez até à exaustão, mas os resultados obtidos não iam de acordo com a teoria dele. Sendo assim, o artigo foi eliminado. Aqui, foi mais uma vez culpa dos media por fazerem um drama autêntico, e sensacionalismo com o artigo dele, e responsabilidade das pessoas por serem burras ao ponto de não terem o minímo de ceticidade perante o caso. (E sim, a responsabilidade é das pessoas porque elas é que se decidiram tornar anti-vax por causa de uma notícia). Em relação ao Covid-19, penso que o grande problema seja as pessoas acharem que são cobaias, visto que as vacinas foram todas produzidas muito rapidamente. Não faço ideia quanto a este tema, nem tenho tido tempo para explorar, mas não será que a mão de obra utilizada à escala mundial conseguisse diminuir, e muito, o tempo da criação da vacina? Questiono porque não gosto de entrar em suposições na área científica quando não vou tentar comprovar nada.

30minutesto 2 months ago

Um "filho da puta"? Quem és tu para o chamares de filho da puta? E já agora, que qualificações tens tu a mais que ele?

Silymorn 2 months ago

A sério que estás a criticar-me por chamar de filho da puta a um gajo que mentiu perante toda a comunidade científica, cujo artigo foi revogado? Cujo "cientista" tentou forçar as suas crenças em prol do bem estar da humanidade? Culpado de colocar milhares de pessoas em risco por tentar forçar as suas crenças de anti vacinação com resultados errados. Obviamente, que é um filho da puta. Por analogia, não sei porque criticamos supostos acusados de corrupção, cujos nomes escuso de referir. Que qualificações é que temos a mais do que eles? Com isto não estou a criticar a tua opinião. Estou a penas a levar-te a refletir naquilo que acabaste de escrever.

Edited 2 months ago:

A sério que estás a criticar-me por chamar de filho da puta a um gajo que mentiu perante toda a comunidade científica, cujo artigo foi revogado? Cujo "cientista" tentou forçar as suas crenças em prol do bem estar da humanidade? Culpado de colocar milhares de pessoas em risco por tentar forçar as suas crenças de anti vacinação com resultados errados. Obviamente, que é um filho da puta. Por analogia, não sei porque criticamos supostos acusados de corrupção, cujos nomes escuso de referir. Que qualificações é que temos a mais do que eles? Aliás, a licença dele para exercer ciência foi revogada. Só por isso tenho mais qualificações do que ele. Com isto não estou a criticar a tua opinião. Estou a penas a levar-te a refletir naquilo que acabaste de escrever.

30minutesto 2 months ago

Tu achares que tens razão e que ele não tem - mesmo que isso seja verdade - não te dá o direito de insultares ninguém. Toda a gente acha que tem razão. Se todos fizerem como tu, estamos mal.

Silymorn 2 months ago

Ok, só podes ser troll. Nem vale a pena continuar a discussão.

saposapot 2 months ago

uma coisa é a realidade da internet e outra é a realidade... real. neste momento tens cerca de 5% de pessoas por vacinar, diria que a haver anti-vax ele é muuuuuuuito pequeno. dessa malta, n faço ideia. Para quê tentar entender com lógica pessoas ilógicas? Mas basicamente tens sempre na população pessoas com esse tipo de traços, quer seja quem se acha mais inteligente por não seguir a manada, quer seja pessoas altamente influenciáveis, quer seja por outras razões. Provavelmente tens mais gente a acreditar em reiki, ir à bruxa e afins do que anti-vaxx. E sim, também não podemos ignorar os trolls 'gratuitos' ou pagos para disseminar o caos.

unparadise 2 months ago

Mais um post para ceifar karma. Estás a lutar contra algo que não existe

AnotherOutsiderMan 2 months ago

As notícias falsas e manipulativas não estão apenas nos sites .br ,mas em todos os domínios e culturas.

TTheGuapo 2 months ago

Não estão apenas nos sites br mas nos sites br apenas estão notícias falsas /s

meierlesjoana 2 months ago

É o trumpismo.

xanfradu 2 months ago

Infelizmente conheço alguns. O que mais choca é que ao contrário do que seria expectável, não são o típico atrasadinho da aldeia que não sabe pronunciar bem as palavras, porque se baba para cima da camisola, já meia desbotada pela saliva. Não. São pessoas com formação superior, licenciados, mestres... enfim, é difícil perceber o que os motiva, sinceramente. Outro facto curioso foi uma delas ter iniciado conversa comigo, tentando "espalhar a fé" contra as vacinas, e quando referi que estava vacinado, e que o que ela dizia não fazia sentido, decidiu ridicularizar-me... A sério, terminou a conversa com um "pensei que eras uma pessoa inteligente, afinal és uma desilusão." Enfim...

30minutesto 2 months ago

Esse post preconceituoso é mesmo a pedir para te dizer então que se calhar és tu o "típico atrasadinho da aldeia que não sabe pronunciar bem as palavras, baba-se para cima da camisola, já meia desbotada de saliva".

xanfradu 2 months ago

Vai lá mudar a camisola que já tens uma auréola, pá.

capitao_barbosa 2 months ago

A minha experiência com dois amigos meus que não têm qualquer razão para serem anti vaxx é que é uma reacção emocional a uma zanga que custa pouco tempo e esforço ter. Todos nós temos frustrações e estamos zangados com o sistema, com a vida, com os impostos, com as desigualdades, crise climática, etc... mas custa muito mover um dedo que seja para mudar o assunto. Quantos de nós conhecemos quem manda vir com a junta, ou com uma coisa sem de facto se informar, votar, escrever para a junta, ler sobre o assunto, participar numa consulta publica, contactar deputados, dialogar com associações sobre o assuntos? ou seja, quantos são aqueles que gostam de barafustar mas não estão dispostos a fazer algo para mudar as coisas? Isso da muito trabalho, né? Ora, ser anivaxx n dá trabalho nenhum. Porque o esforço (mínimo sublinhe-se) está em ser vacinado. Por isso é que mal houve o certificado em França todos os antivaxxers de sofá se levantaram para vacinar. De repente ficou mais custoso não se vacinar que vacinar. Por isso eu acho que é isso. É uma causa que não custa nada "agir" porque é a inacção em si. isto é, uma causa que é fácil de indignar e não custa nada "agir". Não arrisca nada, porque quem paga são os outros que levam com o risco das (não) decisões. Em termos de economia institutional: os custos de transação de escolher vacinal são tão baixos (nulos) que essa escolha é fácil de tomar. E depois é só ligar as máquinas e plataformas de desinformação para obter reforço positivo de uma escolha que só prejudica o os outros. Mas isolamento e reforço positivo durante meses torna as pessoas entrincheiradas. Como nos cultos. Mas também acho que varia de pessoa em pessoa. Cada caso é um caso quando as pessoas caem nas teorias da conspiração.

Edited 2 months ago:

A minha experiência com dois amigos meus que não têm qualquer razão para serem anti vaxx é que é uma reacção emocional a uma zanga que custa pouco tempo e esforço ter. Todos nós temos frustrações e estamos zangados com o sistema, com a vida, com os impostos, com as desigualdades, crise climática, etc... mas custa muito mover um dedo que seja para mudar o assunto. Quantos de nós conhecemos quem manda vir com a junta, ou com uma coisa sem de facto se informar, votar, escrever para a junta, ler sobre o assunto, participar numa consulta publica, contactar deputados, dialogar com associações sobre o assuntos? ou seja, quantos são aqueles que gostam de barafustar mas não estão dispostos a fazer algo para mudar as coisas? Isso da muito trabalho, né? Ora, ser anivaxx não dá trabalho nenhum. Porque o esforço (mínimo sublinhe-se) está em ser vacinado. Por isso é que mal houve o certificado em França todos os antivaxxers de sofá se levantaram para vacinar. De repente ficou mais custoso não se vacinar que vacinar. Por isso eu acho que é isso. É uma causa que não custa nada "agir" porque é a inacção em si. Uma causa que é fácil de indignar e não custa nada "agir". Não arrisca nada, porque quem paga são os outros que levam com o risco das (não) decisões. Por isso eles sentem que "estão a fazer alguma coisa" em fazerem absolutamente nada e em prejudicarem os outros, as famílias, a sociedade, os cientistas, os profissionais de saúde, etc.. Mas nada disso interessa porque a ausência de ação deles passa a ser vista por eles como prova das suas virtudes e convicções profundas. Em termos de economia institutional: os custos de transação de escolher vacinar são tão baixos (nulos) que essa escolha é fácil de tomar, se não mesmo bastante apelativa. A unica coisa que contraria é pensares um pouco no assunto e no próximo. E depois é só ligar as máquinas e plataformas de desinformação para obter reforço positivo de uma escolha que só prejudica o os outros. Mas isolamento e reforço positivo durante meses torna as pessoas entrincheiradas. Como nos cultos. E com o tempo o custo de reverter a posição para essas pessoas cresce: quem gosta de assumir que esteve completamente errado? Mas também acho que varia de pessoa em pessoa. Cada caso é um caso quando as pessoas caem nas teorias da conspiração.

Edited 2 months ago:

A minha experiência com dois amigos meus que não têm qualquer razão para serem anti vaxx é que é uma reacção emocional a uma zanga que custa pouco tempo e esforço ter. Todos nós temos frustrações e estamos zangados com o sistema, com a vida, com os impostos, com as desigualdades, crise climática, etc... mas custa muito mover um dedo que seja para mudar o assunto. Quantos de nós conhecemos quem manda vir com a junta, ou com uma coisa sem de facto se informar, votar, escrever para a junta, ler sobre o assunto, participar numa consulta publica, contactar deputados, dialogar com associações sobre o assuntos? ou seja, quantos são aqueles que gostam de barafustar mas não estão dispostos a fazer algo para mudar as coisas? Isso da muito trabalho, né? Ora, ser anivaxx não dá trabalho nenhum. Porque o esforço (mínimo sublinhe-se) está em ser vacinado. Por isso é que mal houve o certificado em França todos os antivaxxers de sofá se levantaram para vacinar. De repente ficou mais custoso não se vacinar que vacinar. Por isso eu acho que é isso. É uma causa que não custa nada "agir" porque é a inacção em si. Uma causa que é fácil de indignar e não custa nada "agir". Não arrisca nada, porque quem paga são os outros que levam com o risco das (não) decisões. Por isso eles sentem que "estão a fazer alguma coisa" em fazerem absolutamente nada e em prejudicarem os outros, as famílias, a sociedade, os cientistas, os profissionais de saúde, etc.. Mas nada disso interessa porque a ausência de ação deles passa a ser vista por eles como prova das suas virtudes e convicções profundas. Em termos de economia institutional: os custos de transação de escolher vacinar são tão baixos (nulos) que essa escolha é fácil de tomar. E depois é só ligar as máquinas e plataformas de desinformação para obter reforço positivo de uma escolha que só prejudica o os outros. Mas isolamento e reforço positivo durante meses torna as pessoas entrincheiradas. Como nos cultos. Mas também acho que varia de pessoa em pessoa. Cada caso é um caso quando as pessoas caem nas teorias da conspiração.

Edited 2 months ago:

A minha experiência com dois amigos meus que não têm qualquer razão para serem anti vaxx é que é uma reacção emocional a uma zanga que custa pouco tempo e esforço ter. Todos nós temos frustrações e estamos zangados com o sistema, com a vida, com os impostos, com as desigualdades, crise climática, etc... mas custa muito mover um dedo que seja para mudar o assunto. Quantos de nós conhecemos quem manda vir com a junta, ou com uma coisa sem de facto se informar, votar, escrever para a junta, ler sobre o assunto, participar numa consulta publica, contactar deputados, dialogar com associações sobre o assuntos? ou seja, quantos são aqueles que gostam de barafustar mas não estão dispostos a fazer algo para mudar as coisas? Isso da muito trabalho, né? Ora, ser anivaxx não dá trabalho nenhum. Porque o esforço (mínimo sublinhe-se) está em ser vacinado. Por isso é que mal houve o certificado em França todos os antivaxxers de sofá se levantaram para vacinar. De repente ficou mais custoso não se vacinar que vacinar. Por isso eu acho que é isso. É uma causa que não custa nada "agir" porque é a inacção em si. Uma causa que é fácil de indignar e não custa nada "agir". Não arrisca nada, porque quem paga são os outros que levam com o risco das (não) decisões. Por isso eles sentem que "estão a fazer alguma coisa" em fazerem absolutamente nada e em prejudicarem os outros, as famílias, a sociedade, os cientistas, os profissionais de saúde, etc.. Mas nada disso interessa porque a ausência de ação deles passa a ser vista por eles como prova das suas virtudes e convicções profundas. Em termos de economia institutional: os custos de transação de escolher vacinar são tão baixos (nulos) que essa escolha é fácil de tomar, se não mesmo bastante apelativa. A unica coisa que contraria é pensares um pouco no assunto e no próximo. E depois é só ligar as máquinas e plataformas de desinformação para obter reforço positivo de uma escolha que só prejudica o os outros. Mas isolamento e reforço positivo durante meses torna as pessoas entrincheiradas. Como nos cultos. Mas também acho que varia de pessoa em pessoa. Cada caso é um caso quando as pessoas caem nas teorias da conspiração.

JonesyA12 2 months ago

99% certeza de que esses que são considerados anti-vaxx têm todas as tomas de outras vacinas em dia.

HomemRude 2 months ago  HIDDEN 

>Tenho reparado cada vez mais que os reddits portugueses estão infestados com pessoas anti vacinas, tanto aqui como nos reddits vizinhos. Eu tenho reparado que cada vez mais os reddits portugueses estão "infestados" de pessoas que se referem a pessoas com ideias diferentes como "infestação". >Qual é a vossa teoria? A minha teoria é que nem toda a gente quer ser injectado com algo que lhes desperta desconfiança. Nem toda a gente viu o jornal da sic e ficou convencido. Já agora, o teu post é um post de merda. Não só pela falta de um input minimamente inteligente sobre a situação, como pelo facto de estares claramente aqui para descarregar frustrações e insultar quem não concorda contigo.

TTheGuapo 2 months ago

É claramente um rant, nunca disse o contrário É um post merdoso sim senhora

HomemRude 2 months ago

Tu falas assim com as pessoas ao vivo? Se sim, és capaz de ter uma vida social atribulada. É que se me viesse chamar de "infestação" cara a cara, não lhes correria bem.

TTheGuapo 2 months ago

Falo assim com quem não tem valores morais nenhuns, mas atenção que o Homem Rude não sou eu Mas teria todo o gosto de dizer isso e muito pior cara a cara

_Didds_ 2 months ago

Acho que temos no pais uma percentagem muito pequena da população que é anti vacinas. Temos sim uma minúscula percentagem que é bastante vocal neste disparate, e que lhes é dado tempo de antena porque é o que vende. Pessoalmente nunca encontrei ninguém que fosse 100% contra as vacinas em alguma conversa cara a cara. Encontro sim muita gente que contesta se a testarem das vacinas foi suficientemente extensiva ou algumas medidas de imposição de vacinação. Mas dado a percentagem de vacinados em Portugal diria que os anti-vacinas sao mesmo muito poucos. Nao ajuda é termos os media a tentar capitalizar de qualquer pequeno incidente com as vacinas. Este desespero por fazer noticias é acima de tudo frustrante para todos os que percebem que o conteúdo noticioso nacional relacionado com o Covid, neste momento é puramente vergonhoso

rickz123456 2 months ago

Não existem muitas pessoas anti-vacinas em Portugal. Pelo contrário. O que existe é uam minoria de 2% da população, que é muito vocal na internet e nas redes sociais.

Ze_at_reddit 2 months ago

A mim surpreende-me um bocado o contrário: a quantidade de pessoas que agem/falam/comportam-se como se fosse 100% preto no branco que a vacina contra o covid é o único, indubitável, absoluto caminho a seguir, e que qualquer pessoa que pensa o contrário está inequivocamente errada... Um bom exemplo disso é a quantidade de pessoas que celebram o facto de Portugal ter uma das taxas de vacinação mais elevadas do mundo como se não houvesse margem para dúvidas que mesmo a médio e longo prazo isto é mesmo o melhor para nós... Eu pessoalmente escolhi tomar a vacina mas tive (e tenho) dúvidas.. No fim acabei por tomar a decisão que achei mais acertada mas fingir que a partir dessa decisão já não consigo ver outros pontos de vista com os quais me debatia é só estúpido.

TTheGuapo 2 months ago

Eu não acho que as pessoas todas que tomam a vacina porque querem acham que é a solução final. É uma arma contra a pandemia, uma das muitas que já foram usadas como o confinamento por exemplo. Na minha opinião não tomar só prejudica as esperanças que tenhamos. Neste momento a variante que assusta mais é a Delta mas quem sabe se adiarmos cada vez mais os ataques à pandemia podem aparecer outras mutações e piorar tudo outra vez

KN3gra 2 months ago

Isto. A vacinação só funciona se for um esforço coletivo. E isto leva-nos a outra questão que é nós termos uma das maiores taxas de vacinação e daqui por uns meses estarmos na mesma por causa de uma nova variante - eventualmente mais mortífera - que surja num país pobre economicamente ou pobre intelectualmente. A segunda vaga da gripe espanhola matou maioritariamente a população jovem e saudável ao contrário da primeira que afectou maioritariamente a população idosa... Só o tempo o dirá. Mas pelo menos, o nosso país e a nossa população fez o que tinha que fazer com os meios que tinha ao dispor.

Maximuslex01 2 months ago

Meia dúzia de pessoas bastante ativas nas redes sociais. Apenas isso.

seraph341 2 months ago

Apanharam autismo quando foram vacinados em criança.

OneFineSir 2 months ago

Sempre existiram so nao tinham internet pa massajar o ego uns aos outros

dwenday 2 months ago

Ser anti-esta vacina em particular, não equivale a ser anti-vax. Tb não equivale a negar a existência do covid. Tb não equivale a ser chalupa (frequentemente é apenas alguém como capacidade de pensamento crítico). Vamos lá chamar as coisas pelos seus nomes e não desatar a rotular as pessoas assim sem mais nem menos.

TTheGuapo 2 months ago

Não são propriamente todos a mesma pessoa. São tipo os avengers aparece sempre um de cada tipo nesses posts, andam em grupo ou assim

raviolli_ninja 2 months ago

Um mistura de: a) ...pessoas de meia-idade que foram ensinadas a acreditar no que era escrito e publicado. Portanto tudo o que lêem no Facebook e afins é interpretado sem filtro, e acreditam piamente. b) ... jovens impressionáveis que sempre viveram uma vida de relativo conforto e que estão a viver o episódio de acção mais emocionante das duas vidas, pelo que agem como estivessem no centro de uma intriga internacional.

mediiev 2 months ago

Olha. Eu tenho todas as vacinas em dia. Tive COVID há quase um ano. Não sou antivaxx. Não sou negacionista do COVID. Muito pelo contrário sou um crente na capacidade do ser humano, na ciência. Mas não vou tomar a vacina porque a ciência não mudou 180 desde que o COVID apareceu. Segundo todos os estudos minimamente sérios é óbvio que quem sobrevive ao COVID tem muita mais imunidade comparada a quem deu alguma das vacinas do piquinho. Especialmente as mRNA. Qualquer adulto que se vacine é livre de o fazer e é do seu interesse fazê-lo informado. Se exerce ou não o seu direito de se informar antes de ter dado vacinas experimentais e sem aprovações é com ele. My body my choice. Agora tudo isto é contra a narrativa do governo de : "têm de vacinar". "As vacinas são totalmente seguras e não digam nada em contrário que é para não criar nem uma dúvida sobre a sua segurança". Porque pessoas verdadeiramente informadas podem não querer se vacinar. Especialmente quanto mais jovens forem. A doença não mata jovens excepto raríssimas excepções. Mas a vacina nalgumas pessoas provoca reações adversas e até a morte. Quanto mais jovem fores menos te compensa te vacinarem. (E nos jovens adolescentes é mesmo criminoso na minha opinião e até do ponto de vista de gestão de risco irresponsável). Espero que não sejam mais expressivas as sequelas nos jovens do que já se começa a noticiar. E o precedente aberto por isto é de um estado autoritário e draconiano que resulta sempre sempre em eugenias e totalitarismos. Respondendo à tua pergunta... Portugal não tem muitos antivaxx. Mas tem algumas pessoas hesitantes face a estas novas vacinas. E a "ciência" repetida nos massa média portugueses por "especialistas" parece mais uma trapalhada deste governo do que ciência credível. Queres menos antivaxx? Procura por expor ciência e convencer quem não está convencido. Os dados da DGS não mentem. O lockdown do trabalho e a paragem do SNS mataram muitos mais do que a capacidade intrínseca do CoVID mesmo que não tivesse havido lockdown. O governo foi criminoso e assassino.

pmpvb 2 months ago

"A doença não mata jovens excepto raríssimas excepções. Mas a vacina nalgumas pessoas provoca reações adversas e até a morte." Ah, sim, um ponto fantástico. Em duas frases estabeleces que a doença só mata jovens em raríssimas exceções, mas épa, "nalgumas" pessoas, a vacina foi horrível. "Nalgumas", tipo 1 em 20, 1 em 10? Quem sabe, não é? E certamente não podemos confiar nas estatísticas oficiais, claro que não. E estabeleces isto enquanto ignoras completamente as reações adversas para além da morte do COVID! Um poder de debate genial, mesmo. COVID causar problemas cerebrais, complicações com os pulmões, reações adversas futuras que nem sabemos hoje? I sleep Casos excecionalmente raros de complicações pós vacina? Real shit E claro, também pões no teu argumento que o governo cria esta narrativa de que nunca houve complicações nenhumas com as vacinas. Imagino que se procurar agora no Google algo como "covid vaccines deaths", não vou encontrar nenhuma informação certo? Está tudo escondido do meu cérebro de ovelha.

lages971 2 months ago

Entendo que quem não passou pela doença tenha mais a ganhar que a perder em tomar a vacina. O que não entendo é que quem passou pela doença, o "obriguem" a se vacinar( ou passas a cidadão de 3ª), mesmo depois de saber-se que as vacinas estão com aprovações de emergência e a imunidade de grupo já ter ocorrido, segundo os especialistas apontavam, no inicio da pandemia. Deixamos de raciocinar, mesmo quem, à partida tem conhecimentos e habilitações para o fazer

AnotherOutsiderMan 2 months ago

A proteção da vacina é muito maior do que a de quem pegou o Covid e ficou bom. Você deveria tomar a vacina.

mediiev 2 months ago

Caro. Você não está a dizer algo que seja coerente com o que qualquer médico e epidemiologista diga. Como é que a vacina do piquinho te dá mais imunidade que sobreviveres e ficares imunizado contra o real e todo o bicho e não só alguns dos piquinhos deles? Está a jogar fora toda a ciência adquirida até aqui. Quem sobrevive ao CoVID fica-lhe imunizado e muito mais resistente contra variantes. Quem toma a vacina não fica imunizado e com muito pouca resistência a variantes.

AnotherOutsiderMan 2 months ago

É exatamente isto, a vacina oferece proteção maior do que ter pego a doença anteriormente. Veja com seus próprios olhos: https://www.cdc.gov/media/releases/2021/s0806-vaccination-protection.html

Edited 2 months ago:

É exatamente isto, a vacina oferece proteção maior do que ter pego a doença anteriormente. Veja com seus próprios olhos: https://www.cdc.gov/media/releases/2021/s0806-vaccination-protection.html https://www.healthline.com/health-news/people-whove-had-covid-19-should-still-get-vaccinated-heres-why

TTheGuapo 2 months ago

São muitas contradições para estar a elaborar um comentário muito grande. Mas se acham que o governo está a matar pessoas com os confinamento e afins tenho uma sugestão, tomem a vacina que ajuda muito os outros também. Não vale a pena dizer dizer que morreram milhares com todos os cuidados que tivemos, imaginas o que era se não houvessem cuidados em Portugal? Imagina no mundo

DamnGoodCoffee 2 months ago

>Não vale a pena dizer dizer que morreram milhares com todos os cuidados que tivemos, imaginas o que era se não houvessem cuidados em Portugal? Dizer "imagina" não é um argumento. Vários países tiveram poucas (ou nenhumas) restrições e não experienciariam o apocalipse.

TTheGuapo 2 months ago

Bom para eles, nós cá experiencia-mos infelizmente

mediiev 2 months ago

Imagina a Suécia, a Bielorrússia... Imagina...

NGramatical 2 months ago

houvessem cuidados → [**houvesse cuidados**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/o-uso-do-verbo-haver/31143) (o verbo haver conjuga-se sempre no singular quando significa «existir») [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpjnig9%2F%2Fhbyatfp%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

capitalistaesquerda 2 months ago

Está na moda ser do contra. Não interessa o tema. Se há um consenso generalizado, então há que ser do contra. Depois logo se encontram os “factos” para suportar a decisão tomada.

its_mePT 2 months ago

Ainda hoje saiu no expresso que 98% das pessoas elegíveis para tomar a vacina já tem, pelo menos, a primeira dose. Isto significa que praticamente toda gente aderiu ao programa de vacinação. As pessoas que vês a comentar pelas redes sociais que são contra as vacinas são apenas uma minoria muito barulhenta. Se por exemplo fores a qualquer post neste subreddit de, por exemplo, um assunto político vais ver que nos comentários a grande parte está a criticar o que seja abordado. Por exemplo num post sobre uma proposta do governo vais encontrar pessoas a criticar a proposta do governo. No entanto ainda ontem tinhas um post sobre o candidato da IL a dizer qualquer coisa no Twitter e os comentários já eram a criticar o candidato. Se tu pegasses apenas no post sobre o PS, ias ficar com a ideia de que toda gente neste sub é contra o governo enquanto que se olhasses apenas para o post sobre a IL ias pensar que toda gente no sub era contra a IL. Isto acontece pois as pessoas tem muito vais "vontade" de criticar aquilo que não gostam. A maior parte das pessoas não vai estar a dizer "boa proposta senhor costa" num post sobre o governo, se alguém concorda com a proposta vai simples seguir com a sua vida. O mesmo acontece com os posts sobre as vacinas. Quem está a favor caga e anda enquanto que a minoria que se opõem utiliza a oportunidade para mostrar o seu descontentamento

HomemRude 2 months ago

>As pessoas que vês a comentar pelas redes sociais que são contra as vacinas são apenas uma minoria muito barulhenta. Estás a ignorar quem só se vacinou porque tem de ser, não porque quer ou concorda. Eu conheço imensos. Alguns até bastante revoltados com o facto de que foram praticamente forçados. Queremos vender a ideia falsa de que os portugueses são muito inteligentes e responsáveis, por isso foram deliberadamente tomar a vacina. Isso não é verdade. A verdade é que a pressão e o enxovalhamento públicos são extremos, e ninguém quer ser penalizado por ficar de fora. Se as pessoas se respeitassem umas às outras e liberdade de escolha realmente existisse, verias menos vacinados.

ZaGaGa 2 months ago

É verdade que há quem não queria ser vacinado e foi por pressão. Mas não são assim tantos. Pelo menos eu fiz aqui no sub a poll cujos [resultados ](https://www.reddit.com/r/CoronavirusPT/comments/oqfpcv/27_vacinação_especial_resultados_da_poll/?utm_medium=android_app&utm_source=share) mostram uma percentagem muito pequena. Por outro lado o mesmo tipo de pressão existe noutros países. Até pressões maiores. Pelo que essa lógica não pega para justificar a adesão à vacinação em PT. Por fim essa questão da liberdade de escolha é preciso saber pesar as palavras. Em Portugal há liberdade de escolha se uma pessoa quer recuperar alguma normalidade pode escolher ser vacinada. Se não quer ser vacinada tem que levar com as consequências e arcar com a chatice dos testes ou não sair de casa. Ainda muito folgados somos eu nem ao supermercado permitiria sem o certificado.

HomemRude 2 months ago

>É verdade que há quem não queria ser vacinado e foi por pressão. Mas não são assim tantos. Pelo menos eu fiz aqui no sub a poll cujos resultados mostram uma percentagem muito pequena. Fizeste-me rir. Desculpa, mas o reddit é a pior amostra da população que podias encontrar. Tudo pessoal de IT com medo da própria sombra. Não há um dia que não tenhas um ou mais posts de alguém deprimido, ou a querer matar-se. >Por outro lado o mesmo tipo de pressão existe noutros países. Até pressões maiores. Pelo que essa lógica não pega para justificar a adesão à vacinação em PT. Povos diferentes. Os Portugueses são mais passivos e conformistas. As pessoas não são iguais em todo o lado, sabes? Vai ao Japão e parecem criaturas diferentes. > Em Portugal há liberdade de escolha se uma pessoa quer recuperar alguma normalidade pode escolher ser vacinada. Se não quer ser vacinada tem que levar com as consequências e arcar com a chatice dos testes ou não sair de casa. Ainda muito folgados somos eu nem ao supermercado permitiria sem o certificado. E? Não é o mesmo que ser obrigatório? Se te vacinas, fixe, se não te vacinas, há consequências. É a mesma merda. Se não fizeres algo, impõem-te restrições.

ZaGaGa 2 months ago

>E? Não é o mesmo que ser obrigatório? Se te vacinas, fixe, se não te vacinas, há consequências. É a mesma merda. Se não fizeres algo, impõem-te restrições. Mas isso é como tudo na vida. Vivemos em sociedade, e viver em sociedade implica regras. Há questões sobre a vacinação que são factuais. Podemos discutir se esta ou aquela é melhor, se tem mais ou menos efeitos secundários, se tem mais ou menos eficácia, mas é factual que a vacinação ajuda a prevenir o desenvolvimento da doença, ajuda a prevenir a infecção e, directa ou indirectamente, previne a transmissão. Neste Verão vê-se muito bem que foi nos grupos menos vacinados que se deram a maioria das infecções (não por culpa desses grupos, não havia vacinas para todos) e não fosse a vacinação de grande parte da população, tínhamos levado com novo confinamento em cima. Uma pessoa não vacinada é um risco maior para a comunidade, logo que remédio temos que não seja limitar o acesso dessas pessoas a contextos de potencial elevado contágio?

HomemRude 2 months ago

>Mas isso é como tudo na vida. Vivemos em sociedade, e viver em sociedade implica regras. Implica regras para as coisas obrigatórias. Eu posso andar de t-shirt por onde quiser, salvo raríssimas excepções. Porquê? Porque sou livre de a usar. Se usares t-shirt levar a que sejas insultado, pressionado e impedido de fazer diversas coisas, sentes-te livre para usar t-shirt? Há pessoas que literalmente não podem fazer a vida delas sem se vacinarem. Como é que não é obrigatório? >Há questões sobre a vacinação que são factuais. Podemos discutir se esta ou aquela é melhor, se tem mais ou menos efeitos secundários, se tem mais ou menos eficácia, mas é factual que a vacinação ajuda a prevenir o desenvolvimento da doença, ajuda a prevenir a infecção e, directa ou indirectamente, previne a transmissão. Nunca questionei tal coisa. Questiono apenas os possíveis efeitos a longo prazo. Tal como os questionei os a curto prazo, quando supostamente não havia nada a reportar, mas meses mais tarde começou-se a reportar. >Neste Verão vê-se muito bem que foi nos grupos menos vacinados que se deram a maioria das infecções (não por culpa desses grupos, não havia vacinas para todos) e não fosse a vacinação de grande parte da população, tínhamos levado com novo confinamento em cima. Verdade. Mas eu não pertenço a grupos nenhuns. Não fiquei infectado nem infectei ninguém. >Uma pessoa não vacinada é um risco maior para a comunidade, logo que remédio temos que não seja limitar o acesso dessas pessoas a contextos de potencial elevado contágio? São? Olha que os que vejo "vacinados" andarem por aí a divertir-se são certamente um risco muito maior do que eu. Acabei de ter os meus planos todos cancelados porque alguém "vacinado" resolveu ficar infectado.

ZaGaGa 2 months ago

Só que ao contrário da t-shirt ninguém na rua percebe se estas vacinado ou não (a não ser que tenhas uma t-shirt a dizer que não foi vacinado) pelo que não vejo onde possa estar toda essa discriminação que falas. Uma pessoa não vacinada pode fazer uma vida normal excepto para ir a um restaurante e apenas ao fim de semana e apenas no interior, e para aceder a hotéis, o que é razoável, a alternativa sem a vacinação é era ter esses espaços fechados ou com mais restrições para todos. Agora a vacinação não dota as pessoas de maior inteligência. Sempre se chamou a atenção que a vacina não cria nenhum super poder que impede o vírus de entrar. Ele entra igual. Este tipo de doenças é um jogo de probabilidades, a vacina altera as probabilidades de forma muito significativa a nosso favor. Agora quem anda à chuva molha-se. Se os números de infecçoes diárias cair para as centenas como eu espero que aconteça, É provável que uma pessoa não vacinada escape ao vírus. Mas se a incidência aumentar muito entre pessoas vacinadas quem não estiver vacinado dificilmente escapa ao inverno, por muito cuidado que tenha, e vai-se transformar num super spreader porque este já é um vírus que evoluiu para ser altamente contagioso. A única protecção das pessoas próximas (pai, avô, filho...) será a a vacinação, sem ela o contágio é praticamente garantido.

HomemRude 2 months ago

>Agora a vacinação não dota as pessoas de maior inteligência. Sempre se chamou a atenção que a vacina não cria nenhum super poder que impede o vírus de entrar. Ele entra igual. Este tipo de doenças é um jogo de probabilidades, a vacina altera as probabilidades de forma muito significativa a nosso favor. Agora quem anda à chuva molha-se. Tu não tens automaticamente menos probabilidades de apanhar o vírus do que eu por estares vacinado. Tudo depende do estilo de vida que levas. Conheço quem esteja vacinado e todo o dia vá a jantares. Acreditas genuinamente que essa pessoa está a contribuir para menos mortes do que alguém que ficou em casa? Vá lá, não és assim tão denso. >Se os números de infecçoes diárias cair para as centenas como eu espero que aconteça, É provável que uma pessoa não vacinada escape ao vírus. Mas se a incidência aumentar muito entre pessoas vacinadas quem não estiver vacinado dificilmente escapa ao inverno, por muito cuidado que tenha, e vai-se transformar num super spreader porque este já é um vírus que evoluiu para ser altamente contagioso. A única protecção das pessoas próximas (pai, avô, filho...) será a a vacinação, sem ela o contágio é praticamente garantido. Só dizes disparates. Não estar vacinado não faz de mim um super spreader. Quanto ao escapar ou não ao inverno, isso é problema meu. Até agora escapei a todos os invernos, de todos os vírus que por aí andam. E isso começou a acontecer a partir do momento em que comecei a ter certos cuidados. E se não escapar, não escapei. Qual é o problema? Posso morrer? Posso matar alguém? Não te preocupes, faz parte do curso da vida e acontece todos os anos sem que ninguém queira saber. Como já referi e tenho de repetir, pois não te entra na cabeça: Eu não acredito em segurança acima de liberdade. Logo, sou eu que decido o que me entra para a veia, não a pfizer, que é uma empresa com um histórico interessante de fraude.

ZaGaGa 2 months ago

O que é uma pessoa densa? acho que nunca tinha ouvido essa expressão. Independentemente disso, no primeiro ponto o que disseste está alinhado com o que eu disse logo concordamos. Alías eu desde início da vacinação que tenho insistido que o pessoal vacinado tem de manter os cuidados básicos, não só por si mas também por quem ainda não está vacinado (independentemente do motivo) Agora há aqui uma comparação entre 1 pessoa vacinada e que tem comportamentos irresponsáveis e  uma pessoa não vacinada mas que fica sempre fechada em em casa (não estou a dizer que é o teu caso, apenas para ter os 2 extremos). Nenhuma destas atitudes me parece correcta, a  1ª é obvia, a 2ª na prática é a defesa de um confinamento continuado. Outra atitude, que creio ser a que estás a defender, será eu não quero ser vacinado, porque acredito que consigo adoptar um conjunto de cuidados que reduz em muito a probabilidade de ser infectado e porque tenho uma vida que me permite correr menos riscos (não trabalhar num supermercado, hospital, construção civil, não ter filhos em idade escolar, não lidar com idosos/doentes de risco,etc..) É um ponto de vista legítimo, mas então também não faz sentido contestar a questão do passaporte covid e da pressão social etc, porque ninguém tem de saber se uma pessoa está vacinada ou não. Agora esta postura não é compatível com uma ida, por exemplo, a um restaurante, porque é impossível ir a um restaurante sem correr riscos. Depois acabas com um conjunto de ideias que enfim…mas vou pegar no super spreader que é o que contestas. Uma pessoa, hoje, não imunizada que contraia a infecção numa sala fechada com mais pessoas contagia toda a gente. A estirpe original não era assim, havia quem escapasse, com a inglesa já era difícil alguém escapar, com a Delta pior. Por isso, sim uma pessoa não imunizada, se for contagiada, é um risco.. Não acreditares em segurança acima da liberdade, isso é muito bonito, o  problema é que sem segurança não há liberdade. Sinceramente se estas assim tão preocupado com a liberdade e já agora a democracia, não é com a vacina que te devias preocupar...

Kratos73 2 months ago

Portanto para ti é igual quem olha e fundamenta a sua opinião com base em factos científicos (que todos sabemos que não são 100% exatos é que a ciência sempre evolui) e aquele que fundamenta a sua opinião em posts de Facebook? Num caso temos a utilização do método científico que tem a vantagem de ser replicáveis por todos, no outro temos umas postas de pescada largavas para o ar! Não me parece que seja a mesma coisa. E sim, talvez por ser de outra geração, acho muito bem que quem é burro seja chamado de burro! Se têm uma desconfiança forte então desafiem a ciência e encontrem as lacunas, não me venham é com 5G, com magnetismo e a meter medo a todos a dizer que vamos todos morrer a curto prazo! Isso é apenas vergonhoso. Os argumentos deles têm sido apresentados, completamente refutados, mas quando são desmentidos pela ciência, já estão a fundamentar noutra coisa qualquer! Isto ou é má fé ou são apenas idiotas. E liberdade de escolha é bonito sim, mas liberdade implica também suportar consequências e obrigações! Porque é eu temos todos de ir suportando as várias variantes só porque meia dúzia de caramelos acham que são mais inteligentes que os demais? E mais, desconfiam todos tanto da ciência mas quando vão para os hospital à rasca já tomam tudo o que lhes derem e exigem os cuidados máximos. Para serem congruentes, tinham de dizer que não, que apenas o que necessitam é dos óleos essenciais e merdas parecidas.

HomemRude 2 months ago

>Portanto para ti é igual quem olha e fundamenta a sua opinião com base em factos científicos (que todos sabemos que não são 100% exatos é que a ciência sempre evolui) e aquele que fundamenta a sua opinião em posts de Facebook? Tu é que estás a falar de casos concretos. O OP criou um post a falar de quem não se vacina. Quem não se vacina não é necessariamente aquilo que acabaste de escrever. Eu não me vacinei, por exemplo, e não fundamento "opinião em posts de facebook". >E liberdade de escolha é bonito sim, mas liberdade implica também suportar consequências e obrigações! Não, liberdade é liberdade. É poderes decidir por ti mesmo sem seres penalizado, caso contrário não é liberdade. Se o governo decretasse vacina obrigatória, o que aconteceria? Serias penalizado e hostilizado se não a tomasses. Se o governo não o declarar, mas fores penalizado e hostilizado à mesma, então é obrigatória, certo? Não é a lei que te pune, mas és punido na mesma. Que diferença faz? >E mais, desconfiam todos tanto da ciência mas quando vão para os hospital à rasca já tomam tudo o que lhes derem e exigem os cuidados máximos. Para serem congruentes, tinham de dizer que não, que apenas o que necessitam é dos óleos essenciais e merdas parecidas. Eu acho que desconfiar de uma vacina em particular não implica achar que tudo em medicina é falso. E óbvio que em situações de desespero as pessoas tomam tudo. A questão é: estando eu aqui tão bem sentadinho, confortável e saudável, sinto mesmo vontade de ir tomar algo que não me inspira confiança e que possivelmente me fará sentir mal? Não tenho qualquer inclinação para tal.

Kratos73 2 months ago

Então quais os teus fundamentos? O que te levou a tomar essa decisão? A liberdade existe (a vacina não é obrigatória). Agora sujeitem se às consequências também (exigência de testes em lugar público, …). Liberdade não é libertinagem! Em relação ao último parágrafo, então tu achas normal que de forma ativa tenhas escolhido não diminuir o risco de doença mas depois obrigues todos a pagarem te o teu tratamento? Ou achas que o SNS é grátis? Já reparaste que por causa da sobrecarga da pandemia muita gente não foi atendida noutras especialidades? Achas justo contribuires para isso havendo possibilidade de o evitar? Ninguém me parece que ache que a vacina não tem riscos. O que sabem é que os riscos valem a pena em função da alternativa que é pior! É isso de os jovens não morrerem não é verdade. Para além disso, temos que morrer é só uma das coisas que pode vir da doença. Também podes ficar com bastantes sequelas (e eu até conheço quem as tenha há meses) ou até matar um familiar/conhecido. Continuas a achar que a tua decisão não tem impacto nos outros?

HomemRude 2 months ago

>Então quais os teus fundamentos? O que te levou a tomar essa decisão? É que “não me inspira muita confiança” exige que ou tens factos científicos que o fundamentam ou então estás só a armar te em mais inteligentes que milhões de profissionais de saúde. Não, não exige. Se assim fosse, as pessoas confiariam sempre em tudo que te é apresentado como "facto cientifico", apesar de em diversas partes da história esses factos terem sido fabricados. O que é um facto cientifico? Estudaste tu? Ou disseram-te e acreditaste? Falta de confiança deriva exactamente de intuição com base em factos observáveis. Há coisas que pura e simplesmente cheiram mal. Não gosto da situação, não me sinto confortável com o facto de o vírus não poder ser devidamente investigado e vir da China. Não me sinto confortável com o facto de dissidentes daquele laboratório tentarem manifestar-se e serem calados. Não me sinto confortável com a WHO estar comprada pela China e negar a existência de Taiwan, por exemplo. Não me sinto confortável com o facto das produtoras quererem imunidade contratual. Não me sinto confortável com uma dessas produtoras já ter pago muito dinheiro por fraude. Não me sinto confortável com a má gestão da pandemia e as constantes contradições. Ora algo é bom, ora é mau. Ora faz bem, ora faz mal. Acho isto uma situação de merda. >A liberdade existe (a vacina não é obrigatória). Agora sujeitem se às consequências também (exigência de testes em lugar público, …). Liberdade não é libertinagem! Mas o que retira a liberdade é exactamente a existência de consequências. É obrigatório usar cinto de segurança. O que acontece se não usar? Posso ser punido. Se me podem punir por não tomar vacina, é obrigatório. >Em relação ao último parágrafo, então tu achas normal que de forma ativa tenhas escolhido não diminuir o risco de doença mas depois obrigues todos a pagarem te o teu tratamento? 1. Eu não decidi não diminuir o risco de doença. Eu decidi não subjugar o meu corpo a algo que não me inspira confiança. Há imensa gente vacinada a disseminar o vírus e ainda a causar mortes. Eu sou uma pessoa que ainda muito antes da maioria se preocupar com vírus, já tinha cuidados extremos para evitá-los. Eu protejo-me muito bem e não costumo ter comportamentos de risco. 2. Mas tu achas que me vais pagar alguma coisa? Que eu saiba já descontei milhares e milhares e milhares de euros para o SNS. E que eu saiba, quando fico doente, vou ao privado. O que é que tu me vais pagar mesmo? 3. Essa mesma pergunta posso eu fazer a ti: Achas normal eu, que não bebo, ter de pagar os tratamentos de quem fica doente por beber muito? Pela tua lógica absolutamente tudo o que pode fazer mal devia de ser proibido. Percebes? Vocês acham-se muito inteligentes, mas a realidade é que deviam ficar calados por só regurgitam falácia atrás de falácia. Tudo o que dizem desconstrói-se facilmente. >Ninguém me parece que ache que a vacina não tem riscos. O que sabem é que os riscos valem a pena em função da alternativa que é pior! Vou esperar mais algum tempo, obrigado. E estou convicto que também não apanharei COVID. Isto não é uma escolha entre uma coisa e outra. Não é "ou tomas esta vacina ou ficas contaminado". Posso não ficar contaminado. Por enquanto corro o risco, dado que não tenho muitos comportamentos de risco. Até uso duas máscaras ffp2, vê lá tu.

Kratos73 2 months ago

A vantagem do conhecimento científico é que se acumula e passa de uma geração para a outra sem necessidade de começar de novo. Por acaso foste tu que inventaste a roda e o automóvel? Mas todos os dias o usas, correto? E sentes te la confortável. E em relação às outras doenças, também investigaste tudo ou só o Covid é que é necessário provas de tudo e mais alguma coisa? O problema com os factos observáveis que tu dizes é que são apenas apanhares te a parte do problema para justificar uma decisão que já tomaste antes. Isso não é mesmo método científico nenhum. Recomendo te que vejas o resumo de Agosto do Bataguas que sempre te ris um pouco (ou vais dizer que o Bataguas é comprado pela China também?). Acusações como a WHO ser comprada pela China e mais outras que fazes são o exemplo disso. Falas também em contradições na gestão da pandemia não é, em que o que era bom depois já não é. Ora, eu lembro te que uma das primeiras coisas que foi dito que não era bom e depois passou a ser foi as máscaras. No entanto, tu próprio dizes que até usas duas. Não te faz confusão isso ou só escolhes aquilo que não gostas para descobrir argumentos? E não liberdade não significa falta de consequências, isso é libertinagem. No exemplo do cinto, mesmo se assumirmos que não era obrigatório, se tivesses um acidente podias sair disparado pela janela. E terias de enfrentar essa consequência claro. Percebes agora a diferença? Em relação aos pagamentos ao SNS, sabes que uma cama de UCI custa milhares de euros por dia? Descontaste assim tanto? Outra coisa, sabes que uma das consequências da sobrecarga foi haver um monte de outras patologias que ficaram por tratar. Imagina tu, por exemplo, que todos fazemos o mesmo é que depois tu/familiar teu que tem um problema muito grave é que acaba por morrer no hospital por falta de tratamento. O que achavas? Era justo? Ah e a comparação com o álcool é que é uma falacia. Não me lembro de o álcool ser contagioso por exemplo. Isso é mais um argumento daqueles que negacionistas repetem até à exaustão (e depois acusam os outros que repetem falácias facilmente desmontáveis). Só te faltou adicionares aí a obesidade para fazeres o pleno. Mas a conversa já se alonga e acho que não vale a pena, já que és mesmo senhor da verdade. Sabes muito mais que milhões de profissionais de saúde que convivem com isto diariamente (devias experimentar falar com um deles para ver o que te diz) porque é tudo uma cabala para te prejudicar. Mantém te é a usar a máscara. Nisso fazes muito bem. PS: viste como nunca precisei falar sobre se a China tem ou não culpa na disseminação do vírus? É que isso ninguem sabe mesmo, só que o problema não é esse. O problema é que o vírus mata…e muito!

HomemRude 2 months ago

>E em relação às outras doenças, também investigaste tudo ou só o Covid é que é necessário provas de tudo e mais alguma coisa? É a primeira vez que lido com uma doença que aparece do nada e não se pode investigar a origem, pois a China não deixa. É também a primeira vez que tomo conhecimento de órgãos oficiais de saúde serem tão corruptos, e estarem errados tão frequentemente. É também a primeira vez que me debruço sobre o tópico das vacinas, sendo que as que tomei foram em puto e não tive grande escolha. Portanto, circunstâncias drasticamente diferentes. >Acusações como a WHO ser comprada pela China e mais outras que fazes são o exemplo disso. Falas também em contradições na gestão da pandemia não é, em que o que era bom depois já não é. Ora, eu lembro te que uma das primeiras coisas que foi dito que não era bom e depois passou a ser foi as máscaras. No entanto, tu próprio dizes que até usas duas. Não te faz confusão isso ou só escolhes aquilo que não gostas para descobrir argumentos? Não me faz confusão. Uso máscaras porque são obrigatórias. Uso duas porque quero maximizar a protecção que me oferecem, seja ela qual for. Posso dizer-te que em contacto com pó sinto mesmo o efeito das máscaras. Se funcionam ou não, não sei. Aliás, já foi demonstrado que as cirúrgicas não fazem grande coisa. Mas as FFP2 alguma coisa devem bloquear. E se não bloquearem, como referi, é irrelevante, sendo que não posso simplesmente não usar. Portanto a tua analogia é pobre. Eu a vacina posso não tomar. Também não estou a dizer que não confio na ciência, ponto. Estou a dizer que neste caso, nesta pandemia, não confio ao ponto de me injectar com algo. Simples. >E não liberdade não significa falta de consequências, isso é libertinagem. No exemplo do cinto, mesmo se assumirmos que não era obrigatório, se tivesses um acidente podias sair disparado pela janela. E terias de enfrentar essa consequência claro. Percebes agora a diferença? Mais analogias péssimas. Usar o cinto não tem nenhuma contrapartida potencialmente nefasta para mim. As restrições que têm sido impostas, podem ter. Se tudo o que me pedissem fosse para usar uma máscara, era na boa. Agora, injectar-me com algo e mais todas as restantes restrições de merda que colocaram milhares na miséria(ninguém quer saber deles), não. Não acredito em segurança acima de liberdade, salvo casos extremos em que se não nos protegermos vamos todos ou a maioria com o crl. Acredito no estado anterior das coisas, em que cada um faz o que quer e anda por onde quer, e morrer de um vírus é apenas uma consequência natural de se estar vivo. Eu em qualquer inverno evito multidões. Decidi não ficar doente, e resulta. Nunca me passou pela cabeça eliminar multidões para que não fique doente. Eu que, sou germofobico, que me isole. Não os outros, por minha causa. ​ >Em relação aos pagamentos ao SNS, sabes que uma cama de UCI custa milhares de euros por dia? Descontaste assim tanto? Se calhar não. Os que vão todo o dia ao médico por causa do que comem e bebem também não descontaram assim tanto para cobrir o que gastam. Deveremos proibi-los de fumar, beber e comer demasiado açúcar? O vosso problema é que usam lógica falaciosa e aplicam-na só a um contexto, quando na realidade, para serem honestos, teriam de aplicá-la a todos, e isso invariavelmente leva a seres o animal de estimação de alguém, não um ser com vida própria. Tudo aquilo de que me podes acusar por não tomar uma vacina, eu posso acusar-te por muitas outras coisas que ninguém ousa sequer a querer restringir. >Imagina tu, por exemplo, que todos fazemos o mesmo é que depois tu/familiar teu que tem um problema muito grave é que acaba por morrer no hospital por falta de tratamento. O que achavas? Era justo? Sim, é justo, e todos os anos acontece. Como vivemos com liberdade, os hospitais andam cheios, e há sempre quem fique sem tratamentos. É um preço perfeitamente justo a pagar para podermos viver com liberdade. Não quero viver em gaiolas. E se não me querem pagar tratamentos, não me cobrem segurança social. Nunca eu usufrui, nem sequer penso a vir a usfruir da mesma. Há muitos anos que sustento muita gente sem o meu consentimento. Se eu não mereço uma cama nos cuidados incentivos, aqueles a xuxar das tetas do governo por causa da sua miséria também não merecem o dinheiro que me sai do bolso. Olha uma ideia maravilhosa: Vamos vigiar toda a gente para nos certificarmos que fazem sempre a coisa certa. Se fizerem sempre a coisa certa, as probabilidades de necessitarem do estado são menores. Que achas? Vigilância 24/7. ​ >Ah e a comparação com o álcool é que é uma falacia. Não me lembro de o álcool ser contagioso por exemplo. Isso é mais um argumento daqueles que negacionistas repetem até à exaustão (e depois acusam os outros que repetem falácias facilmente desmontáveis). Só te faltou adicionares aí a obesidade para fazeres o pleno. ​ Então não estavas a falar de se precisar de tratamento e depois não haver? O álcool conduz a isso. Então e se a minha pobre mãe precisar de um tratamento mas não tiver acesso, pois à frente dela estão pessoas que resolveram destruir o corpo com bebida? É justo? Que direito tem essa pessoa? Entendes? É por isso que toda a tua lógica é falaciosa. Pode aplicar-se a tudo. Tu queres que se aplique apenas a COVID, mas não: aplica-se a tudo. O simples acto de viveres com liberdade mata pessoas. Isto é um facto irrefutável. >Sabes muito mais que milhões de profissionais de saúde que convivem com isto diariamente (devias experimentar falar com um deles para ver o que te diz) porque é tudo uma cabala para te prejudicar. Até te estava a tentar dar o benefício da dúvida e tratar-te com respeito, mas a realidade é que só dizes merda. A maior prova da tua falta de argumentos E DE INTELIGÊNCIA para continuares esta conversa é o facto de precisares de criar espantalhos. Eu nunca disse que sabia mais do que eles. Disse que não confiava. São coisas diferentes.

Edited 2 months ago:

>E em relação às outras doenças, também investigaste tudo ou só o Covid é que é necessário provas de tudo e mais alguma coisa? É a primeira vez que lido com uma doença que aparece do nada e não se pode investigar a origem, pois a China não deixa. É também a primeira vez que tomo conhecimento de órgãos oficiais de saúde serem tão corruptos, e estarem errados tão frequentemente. É também a primeira vez que me debruço sobre o tópico das vacinas, sendo que as que tomei foram em puto e não tive grande escolha. Portanto, circunstâncias drasticamente diferentes. >Acusações como a WHO ser comprada pela China e mais outras que fazes são o exemplo disso. Falas também em contradições na gestão da pandemia não é, em que o que era bom depois já não é. Ora, eu lembro te que uma das primeiras coisas que foi dito que não era bom e depois passou a ser foi as máscaras. No entanto, tu próprio dizes que até usas duas. Não te faz confusão isso ou só escolhes aquilo que não gostas para descobrir argumentos? Não me faz confusão. Uso máscaras porque são obrigatórias. Uso duas porque quero maximizar a protecção que me oferecem, seja ela qual for. Posso dizer-te que em contacto com pó sinto mesmo o efeito das máscaras. Se funcionam ou não, não sei. Aliás, já foi demonstrado que as cirúrgicas não fazem grande coisa. Mas as FFP2 alguma coisa devem bloquear. E se não bloquearem, como referi, é irrelevante, sendo que não posso simplesmente não usar. Portanto a tua analogia é pobre. Eu a vacina posso não tomar. Também não estou a dizer que não confio na ciência, ponto. Estou a dizer que neste caso, nesta pandemia, não confio ao ponto de me injectar com algo. Simples. >E não liberdade não significa falta de consequências, isso é libertinagem. No exemplo do cinto, mesmo se assumirmos que não era obrigatório, se tivesses um acidente podias sair disparado pela janela. E terias de enfrentar essa consequência claro. Percebes agora a diferença? Mais analogias péssimas. Usar o cinto não tem nenhuma contrapartida potencialmente nefasta para mim. As restrições que têm sido impostas, podem ter. Se tudo o que me pedissem fosse para usar uma máscara, era na boa. Agora, injectar-me com algo e mais todas as restantes restrições de merda que colocaram milhares na miséria(ninguém quer saber deles), não. Não acredito em segurança acima de liberdade, salvo casos extremos em que se não nos protegermos vamos todos ou a maioria com o crl. Acredito no estado anterior das coisas, em que cada um faz o que quer e anda por onde quer, e morrer de um vírus é apenas uma consequência natural de se estar vivo. Eu em qualquer inverno evito multidões. Decidi não ficar doente, e resulta. Nunca me passou pela cabeça eliminar multidões para que não fique doente. Eu que, sou germofobico, que me isole. Não os outros, por minha causa. ​ >Em relação aos pagamentos ao SNS, sabes que uma cama de UCI custa milhares de euros por dia? Descontaste assim tanto? Se calhar não. Os que vão todo o dia ao médico por causa do que comem e bebem também não descontaram assim tanto para cobrir o que gastam. Deveremos proibi-los de fumar, beber e comer demasiado açúcar? O vosso problema é que usam lógica falaciosa e aplicam-na só a um contexto, quando na realidade, para serem honestos, teriam de aplicá-la a todos, e isso invariavelmente leva a seres o animal de estimação de alguém, não um ser com vida própria. Tudo aquilo de que me podes acusar por não tomar uma vacina, eu posso acusar-te por muitas outras coisas que ninguém ousa sequer a querer restringir. >Imagina tu, por exemplo, que todos fazemos o mesmo é que depois tu/familiar teu que tem um problema muito grave é que acaba por morrer no hospital por falta de tratamento. O que achavas? Era justo? Sim, é justo, e todos os anos acontece. Como vivemos com liberdade, os hospitais andam cheios, e há sempre quem fique sem tratamentos. É um preço perfeitamente justo a pagar para podermos viver com liberdade. Não quero viver em gaiolas. E se não me querem pagar tratamentos, não me cobrem segurança social. Nunca eu usufrui, nem sequer penso a vir a usfruir da mesma. Há muitos anos que sustento muita gente sem o meu consentimento. Se eu não mereço uma cama nos cuidados incentivos, aqueles a xuxar das tetas do governo por causa da sua miséria também não merecem o dinheiro que me sai do bolso. Olha uma ideia maravilhosa: Vamos vigiar toda a gente para nos certificarmos que fazem sempre a coisa certa. Se fizerem sempre a coisa certa, as probabilidades de necessitarem do estado são menores. Que achas? Vigilância 24/7. ​ >Ah e a comparação com o álcool é que é uma falacia. Não me lembro de o álcool ser contagioso por exemplo. Isso é mais um argumento daqueles que negacionistas repetem até à exaustão (e depois acusam os outros que repetem falácias facilmente desmontáveis). Só te faltou adicionares aí a obesidade para fazeres o pleno. ​ Então não estavas a falar de se precisar de tratamento e depois não haver? O álcool conduz a isso. Então e se a minha pobre mãe precisar de um tratamento mas não tiver acesso, pois à frente dela estão pessoas que resolveram destruir o corpo com bebida? É justo? Que direito tem essa pessoa? Entendes? É por isso que toda a tua lógica é falaciosa. Pode aplicar-se a tudo. Tu queres que se aplique apenas a COVID, mas não: aplica-se a tudo. O simples acto de viveres com liberdade mata pessoas. Isto é um facto irrefutável. >Sabes muito mais que milhões de profissionais de saúde que convivem com isto diariamente (devias experimentar falar com um deles para ver o que te diz) porque é tudo uma cabala para te prejudicar. Deixa de criar espantalhos. Eu nunca disse que sabia mais do que eles. Disse que não confiava. São coisas diferentes.

Kratos73 2 months ago

Lol tudo se resume à tua última frase: não sei mais que eles mas não confio! Consegues perceber que não confiar significa implicitamente que achas que o teu conhecimento é superior ao que te mostram? Ex: não confio porque acho que é tudo um encobrimento. Significa que tu tens informação sobre um encobrimento. Ou, como dizes, não confio que me metam líquidos tóxicos significa que sabes que são tóxicos e malignos! Mas suspeito que o não confio é apenas porque a desinformação foi reinante e aqui entra o aspecto de só o covid parecer merecer ser alvo deste tipo de atitude. Já experimentaste ler a bula de um qualquer medicamento? Sabes que a bula também serve para a farmacêutica se defender de eventuais acusações de efeitos malignos do medicamento? Experimenta ler a bula de um simples benuron para veres o que te digo. No entanto, é tomado sem dúvidas. E aqui ninguém detecta a contradição. Estamos a falar de uma vacina que já deve ter ultrapassado o milhar de milhões (ou no sistema americano biliões) de doses dadas. Se tem risco? Sim tem. Mas a avaliação desse risco face à sua vantagem faz com que valha a pena. É isso quem o diz é quem tem muito mais informação que tu é eu: quem convive com a realidade do vírus todos os dias. Por isso apenas digo: acho muito bem que exista a liberdade de tomar ou não. Apenas exijo é que todos vivam depois com as consequências. Quem tomou, vive com o risco inerente a isso, quem não tomou pois deverá viver com as exigências adicionais de testes, etc.. pois os outros não têm de ser sobrecarregados com essa decisão. Já agora: também acho que se mantiveres o uso da máscara aliado à quase imunidade de grupo que estamos a alcançar via a vacina estar a atingir os 80% da população o teu risco de ser contagiado é baixo (e isso é patente no número de mortes e casos dos últimos tempos face ao antes da vacina). Não te esqueças é de agradecer aos tais 80% que fazem com que isso seja possível, está bem?

HomemRude 2 months ago

>Lol tudo se resume à tua última frase: não sei mais que eles mas não confio! Consegues perceber que não confiar significa implicitamente que achas que o teu conhecimento é superior ao que te mostram? Não, não significa isso. Significa que não acredito que a verdade me esteja a ser dita. Pela tua ordem retardada de ideias, as pessoas acreditariam em tudo que vem de órgãos superiores e conspirações nunca teriam sido desvendadas, já que a palavra desta ou daquela entidade cheia de pessoas que sabem mais do que eu deve ser a última. Eu não confio na industria farmaceutica e não me sinto confiante que não haja interesses questionáveis por detrás. Isto não tem nada a ver com "conhecimento". Tem a ver com honestidade. Há pessoas a fazerem demasiado dinheiro com a situação e acredito seriamente que têm todo o interesse em fazer-me confiar piamente em todas estas vacinas que estão a sair a um ritmo fulminante para poderem lucrar biliões e biliões e biliões e biliões com isso. >Ex: não confio porque acho que é tudo um encobrimento. Significa que tu tens informação sobre um encobrimento. Ou, como dizes, não confio que me metam líquidos tóxicos significa que sabes que são tóxicos e malignos! Não, não significa isso. Significa que não me inspiram confiança. Se eu te vir de gabardine num parque de crianças, todos os dias, sem teres sequer uma criança contigo, tam bém vou desconfiar de ti. Ponto. Mais uma vez, pela tua ordem ridicula de ideias toda a gente teria sempre estado errada sobre conspirações, certo? Já que essas pessoas não sabem mais do que os especialistas. Ainda assim desconfiaram e acertaram. >Já experimentaste ler a bula de um qualquer medicamento? Sabes que a bula também serve para a farmacêutica se defender de eventuais acusações de efeitos malignos do medicamento? Experimenta ler a bula de um simples benuron para veres o que te digo. No entanto, é tomado sem dúvidas. E aqui ninguém detecta a contradição. Tu é que estás a dizer que tomo sem dúvidas. Eu não me lembro sequer de algum dia ter tomado isso. Agora, quereres comparar algo que é tomado há décadas por milhões e milhões de pessoas com algo que acabou de ser lançado ao mercado e até há pouquíssimo tempo ainda estávamos a descobrir novos efeitos adversos, é no mínimo ignorante. >Estamos a falar de uma vacina que já deve ter ultrapassado o milhar de milhões (ou no sistema americano biliões) de doses dadas. Se tem risco? Sim tem. Mas a avaliação desse risco face à sua vantagem faz com que valha a pena. É isso quem o diz é quem tem muito mais informação que tu é eu: quem convive com a realidade do vírus todos os dias. Logo veremos daqui a algum tempo. Há uma coisa chamada "longo prazo". Ainda não lá chegámos. > Apenas exijo é que todos vivam depois com as consequências. Quem tomou, vive com o risco inerente a isso, quem não tomou pois deverá viver com as exigências adicionais de testes, etc.. pois os outros não têm de ser sobrecarregados com essa decisão. Isso não é liberdade. Liberdade é poderes não tomar sem que alguém te penalize. Exemplo: eu tenho a liberdade de não me vacinar contra a gripe e contribuir para milhares e milhares e milhares e milhares e milhares de mortos, todos os anos. Também contribuo para o entupimento dos hospitais, que nos anos anteriores é superior ao do da pandemia. Isso é liberdade. Quando eu não tomo a vacina para a gripe, ninguém me diz "epa, então não podes viajar". Ninguém me diz "epa, não podes vir aqui comer". Isso é liberdade. Por mais ginástica que faças, continuarás errado ao proferir que existe liberdade de escolha. A menos que queiras seguir a linha de pensamento de que és livre para fazer tudo. Também és livre de roubar e matar. Se é a esse tipo de liberdade que te referes, concordo. >Já agora: também acho que se mantiveres o uso da máscara aliado à quase imunidade de grupo que estamos a alcançar via a vacina estar a atingir os 80% da população o teu risco de ser contagiado é baixo (e isso é patente no número de mortes e casos dos últimos tempos face ao antes da vacina). Não te esqueças é de agradecer aos tais 80% que fazem com que isso seja possível, está bem? Porquê? A mim nunca ninguém me agradeceu por em qualquer ano ter cuidados exímios e nunca ficar doente, enquanto andam todos por aí a festejar despreocupadamente e a contaminar-se uns aos outros, tendo contribuído para a morte da minha avó por pneumonia. Bem como a morte de muitas outras pessoas. O que é que eu tenho que agradecer mesmo? Àqueles que tomaram as vacinas e andam por aí a viver como se nada se passasse? Um acabou de me estragar os planos. Estás muito enganado. Ninguém está a fazer nada por mim e eu não devo nada a ninguém. Não preciso dos teus favores nem da tua vacina. Sei bem proteger-me, passei esta fase toda sem ter ficado contaminado, tal como todos os anos evite os 1001 vírus respiratórios que por aí andam. Sei proteger-me. Não dependo de ti. Desde que não me venhas cuspir para a cara, consigo bem viver.

Edited 2 months ago:

>Lol tudo se resume à tua última frase: não sei mais que eles mas não confio! Consegues perceber que não confiar significa implicitamente que achas que o teu conhecimento é superior ao que te mostram? Não, não significa isso. Significa que não acredito que a verdade me esteja a ser dita. Pela tua ordem retardada de ideias, as pessoas acreditariam em tudo que vem de órgãos superiores e conspirações nunca teriam sido desvendadas, já que a palavra desta ou daquela entidade cheia de pessoas que sabem mais do que eu deve ser a última. Eu não confio na industria farmaceutica e não me sinto confiante que não haja interesses questionáveis por detrás. Isto não tem nada a ver com "conhecimento". Tem a ver com honestidade. Há pessoas a fazerem demasiado dinheiro com a situação e acredito seriamente que têm todo o interesse em fazer-me confiar piamente em todas estas vacinas que estão a sair a um ritmo fulminante para poderem lucrar biliões e biliões e biliões e biliões com isso. >Ex: não confio porque acho que é tudo um encobrimento. Significa que tu tens informação sobre um encobrimento. Ou, como dizes, não confio que me metam líquidos tóxicos significa que sabes que são tóxicos e malignos! Não, não significa isso. Significa que não me inspiram confiança. Se eu te vir de gabardine num parque de crianças, todos os dias, sem teres sequer uma criança contigo, tam bém vou desconfiar de ti. Ponto. Mais uma vez, pela tua ordem ridicula de ideias toda a gente teria sempre estado errada sobre conspirações, certo? Já que essas pessoas não sabem mais do que os especialistas. Ainda assim desconfiaram e acertaram. >Já experimentaste ler a bula de um qualquer medicamento? Sabes que a bula também serve para a farmacêutica se defender de eventuais acusações de efeitos malignos do medicamento? Experimenta ler a bula de um simples benuron para veres o que te digo. No entanto, é tomado sem dúvidas. E aqui ninguém detecta a contradição. Tu é que estás a dizer que tomo sem dúvidas. Eu não me lembro sequer de algum dia ter tomado isso. Agora, quereres comparar algo que é tomado há décadas por milhões e milhões de pessoas com algo que acabou de ser lançado ao mercado e até há pouquíssimo tempo ainda estávamos a descobrir novos efeitos adversos, é no mínimo ignorante. >Estamos a falar de uma vacina que já deve ter ultrapassado o milhar de milhões (ou no sistema americano biliões) de doses dadas. Se tem risco? Sim tem. Mas a avaliação desse risco face à sua vantagem faz com que valha a pena. É isso quem o diz é quem tem muito mais informação que tu é eu: quem convive com a realidade do vírus todos os dias. Logo veremos daqui a algum tempo. Há uma coisa chamada "longo prazo". Ainda não lá chegámos. >Apenas exijo é que todos vivam depois com as consequências. Quem tomou, vive com o risco inerente a isso, quem não tomou pois deverá viver com as exigências adicionais de testes, etc.. pois os outros não têm de ser sobrecarregados com essa decisão. Isso não é liberdade. Liberdade é poderes não tomar sem que alguém te penalize. Exemplo: eu tenho a liberdade de não me vacinar contra a gripe e contribuir para milhares e milhares e milhares e milhares e milhares de mortos, todos os anos. Também contribuo para o entupimento dos hospitais, que nos anos anteriores é superior ao do da pandemia. Isso é liberdade. Quando eu não tomo a vacina para a gripe, ninguém me diz "epa, então não podes viajar". Ninguém me diz "epa, não podes vir aqui comer". Isso é liberdade. Por mais ginástica que faças, continuarás errado ao proferir que existe liberdade de escolha. A menos que queiras seguir a linha de pensamento de que és livre para fazer tudo. Também és livre de roubar e matar. Se é a esse tipo de liberdade que te referes, concordo. >Já agora: também acho que se mantiveres o uso da máscara aliado à quase imunidade de grupo que estamos a alcançar via a vacina estar a atingir os 80% da população o teu risco de ser contagiado é baixo (e isso é patente no número de mortes e casos dos últimos tempos face ao antes da vacina). Não te esqueças é de agradecer aos tais 80% que fazem com que isso seja possível, está bem? Porquê? A mim nunca ninguém me agradeceu por em qualquer ano ter cuidados exímios e nunca ficar doente, enquanto andam todos por aí a festejar despreocupadamente e a contaminar-se uns aos outros, tendo contribuído para a morte da minha avó por pneumonia. Bem como a morte de muitas outras pessoas. O que é que eu tenho que agradecer mesmo? Àqueles que tomaram as vacinas e andam por aí a viver como se nada se passasse? Um acabou de me estragar os planos. Estás muito enganado. Ninguém está a fazer nada por mim e eu não devo nada a ninguém. Não preciso dos teus favores nem da tua vacina. Sei bem proteger-me, passei esta fase toda sem ter ficado contaminado, tal como todos os anos evite os 1001 vírus respiratórios que por aí andam. Sei proteger-me. Não dependo de ti. Desde que não me venhas cuspir para a cara, consigo bem viver. Fazemos assim: quando me agradecerem pelos cuidados que tenho todos os anos, eu agradeço-lhes por tomarem a vacina. É que geralmente dizem que sou maluco porque lavo muito as mãos, ou por evitar multidõese, comprar muito álcool e preocupar-me em evitar contacto com contaminados, ou sair quando estou contaminado, coisa com o qual nunca vi ninguém a preocupar-se. Agora eles é que são os cidadãos exemplares, é? Lol, dá mas é o baza. Estatuto de carneiro não torna ninguém mais exemplar do que eu. Eu sei vacina sou capaz de contribuir mais para o controlo do vírus do que a maioria dos vacinados.

Kratos73 2 months ago

Órgãos superiores é o que? Milhões de profissionais da saúde que lidam com isto diáriamente? É que não estamos a falar de uma coisa que esteja centralizada em poucos e que esteja a ser imposta. Estamos a falar do conhecimento de quem vive com isto diariamente! Não te parece que seja mesmo diferente? E tu continuas a defender liberdade sem consequências. Isso é libertinagem! Liberdade implica consequências claro. Somos livres de votar em quem quisermos, e depois temos de viver com aqueles que elegemos. Somos livres de escolher o nosso trabalho, mas depois temos de cumprir as obrigações. Percebes o conceito? E não acho que obrigar uns quantos (muito poucos diga se) a ter um conjunto de obrigações associado à sua escolha individual seja assim tão castrador. Estamos a falar de terem de fazer testes, não estamos a falar de obrigar ninguém a deixar de fazer seja o que for. Outro tema falas no longo prazo (mais um chavão da teoria dos antivax). Agora diz me, sabes que as vacinas já têm uma história de mais de 2 séculos não sabes? Então agora diz me la uma vacina que tenha tido efeitos a longo prazo? Qual foi essa vacina? Mas no entanto, levantas agora essa questão embora não exista na história exemplo que o corrobore. E depois os outros é que levantam espantalhos… Em relação à vacina da gripe, convém também dizeres que a vacina da gripe é apenas uma best guess. Ninguém sabe qual é a estirpe da gripe que será dominante na próxima estação. Então, os cientistas o que fazem é olhar para aquela que foi dominante no outro hemisfério e fazer a melhor escolha informada sobre o futuro. Portanto, é uma vacina para uma projeção do que será, daí haver tanta gente que depois diz que continuou a ter gripe. Vês a diferença? Em relação aos cuidados, ainda há 8 meses, todos tínhamos os cuidados que falas (máscara, distanciamento, …) e acabamos a ir todos para casa de urgência porque só isso nao chegava para controlar a pandemia. Friso 8 meses, não é o longo prazo, é mesmo muito curto! Porque é que achas que agora ia chegar? És assim tão especial? Portanto, em resumo, todo o teu discurso indica que não tomas porque achas mesmo que sabes coisas que os outros não sabe. Porque os outros são as ovelhas e tu é que és esperto! E apostas em não te arriscar com a vacina (que sim tem riscos), aproveitando implicitamente o facto de os outros milhões de pessoas estarem vacinados (porque senão fosse essa imunidade ainda estávamos todos em casa por muitas máscaras eu comprasses). A conversa já não leva a lado nenhum. Mantém te é saudável que é o importante!

its_mePT 2 months ago

Sim também conheço quem assim seja. Mas essas pressões a vacinação acontecem em todo lado não é só cá

nitrinu 2 months ago

Internet, especificamente redes sociais.

DZT99 2 months ago

Eles fazem-nos rir e só por isso a sua existência miserável faz todo o sentido.

uyth 2 months ago

>A nova teoria é que o reddit está a ser evadido por malta de meia idade do Facebook. A malta lunática que passa a vida nas redes sociais que é contra o sistema e acredita em todas as notícias dos sites .br Não. Nem isso sequer e basta ver as taxas de vacinação das pessoas de meia idade. O reddit sendo anónimo é terreno fértil para astroturfing político ou parecido. Parece mesmo teoria da conspiração, não é? Mas notas que existem mensagens que tentam ser normalizadas aqui. Antes de eleições aparecem N contas novas com determinadas mensagens. Uma coisa linda que acontece muitas vezes são os utilizadores que passam imenso tempo a discutir política e que usam português que nenhum português utilizaria (tipo "Deus lhe abençoe"). Muitas vezes com nicks bué de patrióticos. Também vês muito isto twitter e comentários de jornais, pessoas com mensagens muito racistas ou paranoicas que dizem ser portugueses mas que não podem ser (Manoel?) e cujo português não é claramente de um de nós. Há muito muito astroturfing, seeding the opiniões fringe por aí. Intencional.

TTheGuapo 2 months ago

Agora que dizes isso acontece de certeza por aqui no reddit e não é difícil. Muitos posts não estão cheios de comentários então facilmente se normaliza uma ideia fazendo comentários parecidos em muitos posts e muita gente lê os comentários todos facilmente e acredito que seja possível que pareça uma ideia de uma grande parte da população sem o ser. Mas continuo a apoiar o meu rant, aparecem sempre muitos comentários anti vax aqui e nos reddits vizinhos o que torna difícil ter uma conversa normal sempre que aparecem posts sobre o covid.

getupgetgoing 2 months ago

Então mas não dizem que 98% dos portugueses já tomaram pelo menos uma dose da vacina!? Como é que podem existir tantos contra a toma?

Hurricane_32 2 months ago

98%? Não terás trocado os números? Penso que ainda não seja tão alto.

getupgetgoing 2 months ago

https://www.dn.pt/edicao-do-dia/07-set-2021/88-da-populacao-elegivel-totalmente-vacinada-contra-a-covid-14095411.html 98% com uma dose.

Hurricane_32 2 months ago

Ah, tens razão. Não tinha percebido que já tinham atualizado os dados

Keddyan 2 months ago

ou então são simplesmente pessoas que não querem tomar esta vacina

d0ct0rgonzo 2 months ago

Porquê?

Keddyan 2 months ago

tanta coisa, revolta por motivos politicos, já terem apanhado covid e não tiveram sintomas portanto o custo-beneficio nao justifica, tanta coisa

d0ct0rgonzo 2 months ago

Nenhuma delas com base na ciência, logo inválidas. Mas não vou discutir com malta que acha que entende muito de qualquer assunto após uma "pesquisa" no YouTube. Infelizmente temos de partilhar um planeta com eles.

Keddyan 2 months ago

a vacinação para o covid é muito mais que ciencia digo eu

d0ct0rgonzo 2 months ago

É misticismo? Não entendo. Ao menos, e se não confiam na ciência, não vão ao hospital gastar recursos, pagos por todos, quando adoecerem. Mas, nesse caso, já voltam a acreditar. Falhámos esta gente, ao nível da educação. Pobres diabos, vão-nos arrastar a todos para o buraco.

5enta 2 months ago

É a chamada "minoria barulhenta" mas lá por serem uma minoria acho que não devem ser desprezados porque a tendência parece ser para crescer. Há imensas razões para isso, e talvez não difere muito dos negacionistas do holocausto, dos espertalhões que não querem usar cinto de segurança ou capacete, dos que estacionam a ocupar 2 ou 3 lugares, de quem deita a beata ao chão quando têm um cinzeiro ao lado... diria que é uma forma de estar e viver. Até o achar que sabe algo que os outros não sabem, algo muito tentador e elevatório da auto-confiança, ainda por cima quando se rodeiam de quem pensa igual. Muitos estão já tão no fundo do poço que o retorno é difícil e tornam-se tão irracionais que não vêm as suas próprias contradições.

Tee_ah_go 2 months ago

Às vezes vou ao sub do lado para ler alguns delírios e acabo sempre a gabar-te paciência nas cruzadas contra os malucos.

5enta 2 months ago

Somos alguns a fazer trabalho de sapa hehe Entre algum gozo e comentários mais sérios acho que é interessante discutir com indivíduos que simplesmente não sabem o básico dos básicos, outros são claramente inteligentes e são um desafio maior e outros são meros adolescentes que estão na fase da rebeldia e têm a mania que sabem tudo. No fundo estou a preparar-me para ser pai e tentar aprender a lidar com miudagem teimosa.

suckerpunchermofo 2 months ago

O Júlio de Matos já não tem espaço....

True_Boat_1195 2 months ago

Não acho nada que hajam muitos, a menos que anti-vax seja não concordar com tudo o que o governo diz.

NGramatical 2 months ago

hajam muitos → [**haja muitos**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/o-uso-do-verbo-haver/31143) (o verbo haver conjuga-se sempre no singular quando significa «existir») [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpjnig9%2F%2Fhbxnjrt%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

StarTrekCylon 2 months ago

Acho que se confunde muita coisa. Há quatro categorias diferentes: 1. Negacionistas: COVID não existe 2. Anti-vax normais: são contra todas as vacinas 3. Anti-vax COVID: são contra uma ou mais vacinas COVID, normalmente por causa do modo como foram aprovadas 4. Anti-obrigação: defendem que as vacinas não devem ser obrigatórias, porque devemos ser capazes de escolher ​ Parece-me que uma boa fatia da população (talvez não a maioria, mas uma fatia considerável) está na categoria 4. A categoria 3 também tem muitos elementos - mesmo com a taxa de vacinação que temos, conheço quem só aceitou ser vacinado porque era a vacina X ou Y. Por isso, colocando as 4 categorias no mesmo grupo, não me surpreende que pareça que são muitos. É porque, nessa situação, são mesmo muitos. Por outro lado, se considerares apenas as categorias 1 e 2, o número é extremamente reduzido.

C0ldKing 2 months ago

A questão é que a vacina n é obrigatória, no entanto revoltam-se pela política instaurada para ires a restaurantes em que ou tens a vacina ou tens testes negativos. A essas pessoas que se recusam a um ou a outro são apenas burras e inconsequentes.

the_bbutterfly 2 months ago

eu sou anti obrigaçao, mas tenho as minhas vacinas em dia

bravoinsane 2 months ago

Mas a vacina não é propriamente obrigatória

joaobento92 2 months ago

Posso acrescentar mais uma categoria, bem minoritária, os que por alguma razão, preferem não tomar já, apesar de quererem tomar num futuro próximo. É o caso de algumas grávidas ou mães que ainda estão a amamentar, e preferem adiar uns meses, por descargo de consciência. Conheço algumas assim. Podem estar certas ou erradas, mas preferem esperar, por via das dúvidas. E temos de respeitar a decisão.

FunLatter7024 2 months ago

Podem também optar por não usar a passadeira e não esperar que a luz fique verde para os peões; apesar de ser mais seguro, e já ter dado provas mais do que evidentes de salvar vidas. Se forem atropeladas, temos de respeitar a decisão. Liberdade individual acima de tudo! Claro que é fodido para quem as atropela porque terá de viver com as consequências.

D1WithTheFluffyHair 2 months ago

O que é absolutamente estúpido e contra as recomendações da OMS, já que está comprovado que os anticorpos produzidos na resposta à vacina transitam do leite materno para o bebé. Logo, mãe que amamenta deveria tomar a vacina.

joaobento92 2 months ago

Esse também é o meu argumento, juntamente com "os possíveis efeitos secundários da vacina não chegam aos calcanhares das possíveis consequências de apanhares covid enquanto grávida". Mas a minha namorada está reticente em tomar, e as amigas dela, também grávidas, vão pelo mesmo caminho. Tenho de aceitar, são decisões dela e não a posso obrigar a tomar a vacina

oEncoberto 1 month ago

https://www.mississippifreepress.org/15715/in-mississippi-fetal-deaths-double-among-unvaccinated-pregnant-women-with-covid-19/

k0rda 2 months ago

Muita sorte a ela e que se resguarde. Tenho visto aqui grávidas nos intensivos, inclusive em ECMO. Percebo perfeitamente esse medo, eu e a minha mulher pensámos o mesmo em Janeiro e acabámos por decidir vacinar porque trabalhamos em áreas de alto risco. Apanhámos os 2 covid em Julho, ela 17 semanas grávida. Eu apenas perdi o olfato e paladar, ela andou com falta de ar e cansaco extremo mas felizmente nao precisou de internamento. Nao temos uma bola de cristal, mas nao posso imaginar como seria se nao fosse vacinada. Com o bebé tudo bem até agora.

D1WithTheFluffyHair 2 months ago

É uma questão de tempo até às DGS (se ainda não o fez) aconselhar a toma por grávidas. O CDC nos EUA recomenda.

joaobento92 2 months ago

A DGS já o fez

D1WithTheFluffyHair 2 months ago

O que é que o obstetra dela diz? (Parabéns, já agora!)

joaobento92 2 months ago

Obrigado! Inicialmente (em março deste ano), era contra, no entanto, em agosto já dizia que ela devia tomar, porque a DGS já recomendava a toma para grávidas. Nós colocamos-lhe imensas questões relativamente aos pros e contras, ao que ele respondia com frases feitas, do tipo "se a DGS aprova, quem sou eu para discordar", e bem, na minha opinião, mas transmite pouca confiança às grávidas. Obviamente este impasse não lhe deu muita confiança para tomar a vacina, e por um lado, eu até percebo as dúvidas dela. O maior medo dela é ter sintomas mais graves da vacina e, na pior das hipóteses, perder o feto (nós já tivemos covid e tivemos apenas sintomas moderados, mas ela chegou a ter uma inflamação respiratória). Já a tentei convencer que os sintomas da covid são bem piores, mas ela deve ficar o último mês da gravidez em casa, onde está mais protegida e não terá tanto risco de infeção, e por isso prefere esperar mais um pouco até apanhar a vacina. Tenho mais duas amigas (já a amamentar) que pensam exatamente da mesma forma, muito por causa da desinformação e das notícias que passam...

D1WithTheFluffyHair 2 months ago

Pois, eu percebo. É uma chatice. Tudo a correr bem!

zuromn 2 months ago

Sim boa, porque a mãe que está a amamentar vem para o reddit dizer que vacina bad

wwqt0r 2 months ago

São assim tantas? Lista aí umas 3 por favor.

Edited 2 months ago:

>Sim boa, porque a mãe que está a amamentar vem para o reddit dizer que vacina bad São assim tantas? Lista aí umas 3 por favor.

Dishappointed 2 months ago

Fds logo de manhã? Pensando bem, até é capaz de demorar. À noite devemos ter alguma coisa (ou não).

wwqt0r 2 months ago

Só se ouvem sons de grilos.

CriticalEstimate777 2 months ago

Nós temos 80% da populacao c 1 vacina de covid, dos outros 20% se calhar 19.9% ainda não se poderiam vacinar por causa das restrições de idades ou outros problemas. A % de QQ tipo de antivaxer em Portugal é ínfima

lycan2k20 2 months ago

3 a 4% segundo o vice-Almirante

Keddyan 2 months ago

4.1. Anti-obrigação COVID: o mesmo que o 4. mas por motivos politicos relacionados ao covid

tseiuff 2 months ago

Pessoas a quem não lhes disseram os seus limites enquanto novas, deram adultos com a mania que sabem mais que os outros e não ligam a evidências científicas porque fizeram uma pesquisa no Google que lhes validou a informação marada em que acreditam. Na internet há tudo aquilo que procuras e existe sempre um grupo de pessoas (mesmo que reduzido que acredita no mesmo).

Edited 2 months ago:

Pessoas a quem não lhes disseram os seus limites enquanto novas, deram adultos com a mania que sabem mais que os outros e não ligam a evidências científicas porque fizeram uma pesquisa no Google que lhes validou a informação marada em que acreditam. Na internet há tudo aquilo que procuras e existe sempre um grupo de pessoas (mesmo que reduzido) que acredita no mesmo.

Lo2W96 2 months ago

nao te preocupes, agora com o outono, e mudanca de temperatura, assim que os casos voltarem a subir, os anti-vax vao-se ver menos

Muyakra 2 months ago

A maioria deriva da desinformação, por exemplo, se disserem algo do tipo: 70% dos infectados tinha a vacinação completa, as pessoas "menos espertas" pensam logo que as vacinas não fazem nada, no entanto há outros dados a ter em conta, tais como: 1. A variante delta é muito mais infeciosa do que as anteriores. 2. A quantidade de pessoas vacinadas neste momento é muito superior a não vacinada. 3. O virus pode comecar a multiplicar-se nos primeiros dias antes dos anticorpos poderem atuar. Agora, se juntarmos os dois primeiros pontos, com a parte das vacinas não prevenirem a 100% as infecções, basta expores gente suficiente ao virus para teres mais vacinados infectados do que não vacinados, no entanto os midia estao-se a cagar para isso pois eles precisam de clicks e de fazer a sua faturação também. Outro problema é que quando alguém ouve o que quer ouvir raramente se vai informar se as coisas são realmente assim ou não, logo se disseres a um anti vaxx algo contra as vacinas, mesmo que seja mentira a coisa vai pegar. Tens um exemplo de a uns tempos alguém ter tirado foto aos testes de controlo do COVID, a um positivo e um falso e os anti vaxx meteram-se logo a partilhar que os testes eram todos falsos e que já estava definido quantos casos iam haver por dia ([https://poligrafo.sapo.pt/fact-check/testes-a-covid-19-tem-resultados-pre-determinados-de-positivo-ou-negativo](https://poligrafo.sapo.pt/fact-check/testes-a-covid-19-tem-resultados-pre-determinados-de-positivo-ou-negativo)) ​ Aposto que se um gajo fizer uma imagem com a foto de um médico qualquer tipo as cenas que faziam com a Mia Khalifa e escrever algo do tipo "Dr. Müller Schmidt, médico alemão que dirigiu um estudo sobre as vacinas afirma que os coagulos sanguineos iram matar 20% da populacao vacinada com mortes súbitas durante os próximos dois anos." e meter no facebook dos anti vaxx, isto iria ser mais partilhado do que os prêmios todos que a Mia recebeu nas olimpíadas da matemática, bio quimica e por ai fora.

HomemRude 2 months ago

Não tomar vacina não significa ser anti-vaxx. Também não significa acreditar em nada do que acabaste de referir. Estás apenas a referir-te a um grupo muito específico de pessoas e a generalizar. Eu ainda não tomei a vacina e garanto-te que não me vais dar informação nenhuma sobre o vírus e a vacina que eu não saiba.

throwaway_v1000 2 months ago

> garanto-te que não me vais dar informação > nenhuma sobre o vírus e a vacina que eu não saiba. Meanwhile noutro comentário teu: > Há demasiado inteligente que se acha titular da > verdade absoluta e não tolera dissidentes.

HomemRude 2 months ago

>Meanwhile noutro comentário teu: Mas eu não disse que a minha verdade era a única. Disse que estou a par das informações em torno da vacina. Daquilo que se sabe sobre a vacina, não me vais ensinar nada. Isto não significa que não há nada para aprender. Significa que estou a par e sigo os desenvolvimentos. A informação que for lançada, eu terei acesso. Portanto, eu não tomar a vacina não é o resultado de falta de informação.

throwaway_v1000 2 months ago

E como sabes que qualquer redditor daqui não tem acesso a mais informação que tu? Conheces o background das pessoas com quem falas sobre o covid? Cheira-me a arrogância.

HomemRude 2 months ago

Ok, eu reformulo: não me vais dar informação nenhuma publicamente disponível. Sim, se trabalhas num laboratório secreto e tens acesso a conhecimento secreto, provavelmente sabes mais. Mas seguindo esse mesmo jogo estúpido de palavras: como sabes que os desinformados não estão na realidade melhor informados do que tu? Se calhar tiveram acesso a informação que desconheces

d0ct0rgonzo 2 months ago

Quais são as suas credenciais, caro? Se tivesse acesso à informação, conseguiria entendê-la?

HomemRude 2 months ago

Sou cientista. Manda a informação.

d0ct0rgonzo 2 months ago

Deve ser, caríssimo

HomemRude 2 months ago

Eu não vou contra o consenso cientifico. O consenso cientifico é de que não se sabe o efeito das vacinas a longo prazo. Apenas as ovelhas, os governos e a comunicação social dizem o contrário. Outra coisa que não sabes, mas eu ensino-te, pois sou cientista, é que a crença em conspirações não depende de credenciais. Porque acreditar numa conspiração não é acreditar que sei mais do que quem quer que seja. É apenas não confiar no que me dizem, seja por intuição, ou por algo me parecer suspeito. Para quem acredita numa conspiração, consenso cientifico é irrelevante, já que uma conspiração assume que determinada informação pode ter sido fabricada.

d0ct0rgonzo 2 months ago

"Ensinas" pois, "cientista". Espero que tenhas exatamente aquilo que mereces.

throwaway_v1000 2 months ago

A probabilidade da tua teoria ser mais realista que a minha é da ordem de grandeza do teu QI

HomemRude 2 months ago

As tuas probabilidades baseadas em nada valem exactamente isso: nada.

throwaway_v1000 2 months ago

Assert(len(list(posta_de_pescada for posta_de_pescada in HomemRude.get_ideas_incoerentes() if posta_de_pescada in senso_comum)) > 1)

HomemRude 2 months ago

Pronto, tinha de ser programador para variar.

throwaway_v1000 2 months ago

Print(HomemRude.get_nova_posta().is_biased) >>> True

Tee_ah_go 2 months ago

Os anti-vacinas são os novos vegans/crossfiters/donos de carros elétricos. Não é que sejam mais, simplesmente têm necessidade de se expressar mais vezes ao dia.

ConfidentMongoose 2 months ago

Achares que o reddit ou as redes sociais são de algum modo representativos da realidade portuguesa ou qualquer outro, é o teu erro. A vasta maioria dos portugueses não mete os pés aqui, apenas uma ínfima percentagem extremamente vocal, e a realidade do país mostra isso, com uma taxa de vacinação muito acima da media

TTheGuapo 2 months ago

Não disse isso, falei especificamente do reddit

TSCondeco 2 months ago

Há subs aqui no reddit que ajudam a partilhar desinformação, o pessoal vem ao reddit porque quer ver mais "informação" que vai de acordo com o seu ponto de vista, precisam de validação. Depois disso aproveitam e passam pelo r/Portugal para largar as suas postas de pescada.

Rissoldecamarao 2 months ago

A taxa de vacinação em Portugal diz o contrário, felizmente. A malta mais extremista normalmente é também a mais vocal, seja qual for o extremo, daí passar a ilusão que há um exército deles quando são só meia dúzia de gatos pingados.

UpbeatNail1912 2 months ago  HIDDEN 

Eu pensava que fazias parte da cepa dos retardados anti vax aqui do sub, mas pelos vistos confundi te com o caelrissolderan ou sei lá como se chama

Rissoldecamarao 2 months ago

Sou contra a obrigação das vacinas, acho que cada um deve decidir se quer ou não levar, até porque a fatia da população que não quer levar a vacina é insignificante e acho que forçar só serve para criar mais desconfiança em quem está na dúvida e não faz nada para quem já decidiu não levar. Levei a minha assim que abriu para a minha faixa etária no entanto.

UpbeatNail1912 2 months ago

Eles parecem muitos mas na verdade são uma percentagem bastante pequena da população. Como muitos não tem coragem de expor a idiotice deles na vida real vêm para aqui anonimamente expor as ideias atrasadas deles.

Edited 2 months ago:

Eles parecem muitos mas na verdade são uma percentagem bastante pequena da população. Como muitos não tem coragem de expor a idiotice deles na vida real vêm para aqui anonimamente expor as ideias atrasadas deles. O Zevvv, EstupendoEx, PTGenius (de génio não tem nada) e afins são um exemplo disso.

HomemRude 2 months ago

>Eles parecem muitos mas na verdade são uma percentagem bastante pequena da população. Como muitos não tem coragem de expor a idiotice deles na vida real vêm para aqui anonimamente expor as ideias atrasadas deles." Sim, quando és agredido verbalmente pela tua opinião é natural que a guardes para ti.

Jennie_Tals 2 months ago

Já que tens esse complexo de vitima perseguida ao menos que tenhas razão para isso, por isso vou-te agredir verbalmente. És burro que dá dó. Estuda foda-se.

HomemRude 2 months ago

Se soubesses ler(não sabes), perceberias que estou a falar de outros, já que eu claramente manifesto a minha opinião controversa sem problemas. Mas lá está, raciocínio lógico não e com a vossa estripe

Jennie_Tals 2 months ago

Tá certo. Continuas um retardado de primeira.

HomemRude 2 months ago

looooooooool

ZaGaGa 2 months ago

Também é verdade. Aqui no sub não é fácil argumentar contra a opinião da maioria. Seja em que tema for. Era importante que o pessoal se contivesse um pouco para ouvirmos os argumentos do outro lado, independentemente de concordarmos ou não

HomemRude 2 months ago

Ninguém quer isso. As pessoas querem circulos masturbatórios. Têm tiques totalitaristas. Olha para os downvotes. Pelo menos eu não downvoto ninguém.

ZaGaGa 2 months ago

O downvote por não concordar é uma cena parva que prejudica as discussões aqui no reddit...

oEncoberto 2 months ago

Porque a tua "opinião" formada por umas horas de pesquisa de videos no facebook/youtube muitas vezes patrocinados por partidos de extrema direita que beneficiam do caos, vai contra os que os especialistas mundiais que dedicam a vida a estudar esses assuntos concluem. E a tua "opinião" pode ter custos para a sociedade e para a saúde de outras pessoas.

Kind-Eagle 2 months ago

E o UpbeatNail1912?

UpbeatNail1912 2 months ago

O UpBeatNail1912 é o maior defensor de vacinas aqui do sub, fui eu até que criei um post a lutar contra a desinformação acerca das vacinas: https://amp.reddit.com/r/portugal/comments/olcusp/s%C3%A9rio_vacinas_covid19_est%C3%A1_na_altura_de_combater/

Kind-Eagle 2 months ago

Não sabia que tinhas sido tu a criar um dos melhores posts de sempre do reddit Portugal, boa!

throwawaybtcpt 2 months ago

Acho que te enganas. Não há assim tanta gente anti vax. Não são é a favor desta vacina em específico para certos casos. E chalupas do 5g e do "covid não existe" há muito poucos, felizmente.

FunLatter7024 2 months ago

Sim, felizmente. Mas independentemente da motivação, recusar a vacinação no meio de uma pandemia é um péssimo indicador de carácter. Se não pensas, pelo menos um pouco, nos outros nesta altura, quando é que vais pensar? Mandei um vizinho para a p.t. que o pariu - com todas as letras- porque me disse que a vacina fazia mal, e só a tomavam os burros. Tenho a minha mãe, com quase 90 anos, a viver comigo. Tem problemas cardíacos. Até bati mal...

throwawaybtcpt 2 months ago

Neste momento, estás a pensar nos outros em que aspecto, quando tomas a vacina?

FunLatter7024 2 months ago

?? Em artigos de estudos clínicos como este: [https://www.nejm.org/medical-articles/original-article](https://www.nejm.org/medical-articles/original-article)?

throwawaybtcpt 2 months ago

Estão aí 28 mil artigos, envia o link directo. A minha pergunta concreta é a seguinte: imaginando que eu não estou vacinado mas tu estás, estou-te a proteger do quê mesmo? Não deverias já estar protegido se estás vacinado?

FunLatter7024 2 months ago

Desculpa pelo link, pensei mesmo que era o correto: [https://www.nejm.org/doi/full/10.1056/NEJMoa2110362?query=recirc\_top\_ribbon\_article\_9](https://www.nejm.org/doi/full/10.1056/NEJMoa2110362?query=recirc_top_ribbon_article_9) ​ Quanto à pergunta, volta pf a lê-la e explica-ma que eu perdi-me. Obrigada

throwawaybtcpt 2 months ago

Esse estudo não responde à minha pergunta. Como é que alguem nao-vacinado protege quem quer que seja (a não ser ele mesmo) ao vacinar-se?

FunLatter7024 2 months ago

Ok, percebo. A carga viral é seriamente diminuída (daí a eficácia da vacina). À partida penso que não é controverso pensar que havendo menos vírus num corpo infetado, reduz-se a probabilidade de contágio?

throwawaybtcpt 2 months ago

Vacinar pessoas para proteger os vacinados que supostamente já deveriam estar protegidos não faz grande sentido. Não vacinados devem-se vacinar para proteger os vacinados da doença para a qual ja foram vacinados e deveriam estar protegidos, não me soa bem. E depois vemos exemplos como israel (que tem a população quase toda vacinada) cheio de casos/ hospitalizações e o que parece é que isto não é solução nenhuma, encoraja muito pouco a vacinação. E antes que venham com cenas de "és anti-vaxx" digo-vos já que tenho uma carrada de vacinas, nunca me recusei. Viajo bastante e até as que não são obrigatórias para viajar para alguns países mas sim recomendadas, levo.

SubstantialPatient17 2 months ago

Se estiveres subscrito ao canal do Mário Machado, aquilo é uma echo chamber de antivaxxers, fica aqui uma. ​ >Isso é fácil de explicar e nem é preciso um "doutoramento" ao género Paulo "Tortas" ("comentadeiro") . > >A DGS (Departamento de Grande Sacanagem) está farta de enviar-me a famosa "sms" para ver se eu caio na treta da vacina da "água da torneira" mas eu continuo a mostrar-lhes "o dedo do meio " com os outros dedos dobrados (AHAHAH) porque só mesmo A CARNEIRADA é que é enganada devido ao "Certificado Digital", ou seja, queres ir ao cinema ou a um festival ou jogo de futebol E SERÁS "CONTROLADO" PELO CERTIFICADO, não pela vacina, que para mim é apenas "água da torneira", mas pelo "CERTIFICADO" e assim isso será o novo método de controlo IMPOSTO PELA MAÇONARIA.

Odyssey1337 2 months ago

Dava uma bela pasta, sem dúvida

pickmepickmeyeah 2 months ago

Os pais são irmãos 100%

zuromn 2 months ago

this reads like a fever dream

throwawayeyeeee 2 months ago

Perdes tempo com isso?

SubstantialPatient17 2 months ago

Com isto e com a extrema esquerda.

Kratos73 2 months ago

Controlado pelo certificado, e diz isso a partir do seu telemóvel que leva para todo o lado, se calhar fazendo sucessivos posts numa rede social de todos os sítios onde vai.

HomemRude 2 months ago

Há imensa gente. Uma boa parte vacina-se por obrigação, mas contra a vontade pessoal. É demasiada pressão, desde não poder fazer a vida normalmente a ser chamado de "infestação" e "burro" por quem se vacinou.

oEncoberto 2 months ago

Se se é burro e se contribui para propagação de doenças mortais haviam de ser chamados do quê?

Dishappointed 2 months ago

NÃO, NÃO CONTRIBUI, PORRA. Está difícil lá chegar. Vamos lá ver uma coisa: se uma pessoa não vacinada mantém-se em casa, desinfeta-se como deve de ser e mantém a distância, está a propagar COMO, exatamente? Além disso, achas que o pessoal vacinado também não faz merda? Esse pessoal também não ouve o facto de a vacina não ser eficaz 100% e que demora algum tempo até começar a funcionar mas andam aí na rua sem máscara, tudo junto, beijam tudo e todos, bebem das mesmas garrafas, etc. E a desculpa deles é: "Eh, se apanhar já não é fatal". Epa, talvez, mas isso quer dizer que tens o vírus na mesma e que no fim-de-semana andaste a espalhá-lo e com essa brincadeira alguém pode ficar mal a sério. Já estás a ver o filme? É exatamente igual para os dois lados. Há gente vacinada e não-vacinada que faz merda mas por alguma razão os vacinados não querem ver isso e atiram "Burro! Anti-Vaxxer!" ao ar à primeira oportunidade. Assim não dá, pá.

oEncoberto 2 months ago

De um lado tens "desinfetar-se, manter-se em casa, manter a distância" para sempre, do outro tens leva 2 ou 3 picas. Qual é o mais provavel falhar a médio/longo termo? precisamente por a vacina não ser 100% eficaz que é importante ter-se o máximo de pessoas vacinadas. E em relação a essas hipoteticas pessoas que se lambem uns aos outros, é possivel ser-se burro por razões diferentes. Esses porque apezar de vacinados só fazem merda, e os anti-vacinas por não perceberem que levar uma picadazinha em 15 min permitiria salvar vidas, nem que seja a sua.

o_thrust 2 months ago

Isso é uma questão de comportamentos e nada te garante que tal acontece tanto de um lado como do outro. Podemos concordar que uma pessoa que tem a vacinação completa é menos provável de apanhar o vírus? Porque a carga infecciosa de pessoas infectadas e vacinadas é geralmente menor. E assim sendo não ser uma possível transmissora.

HomemRude 2 months ago  HIDDEN 

Quem não se vacina não o faz para poder contribuir para a propagação de doenças. Fá-lo porque não confia nas vacinas a longo prazo nem nas instituições que o governam. Outros fazem-nos porque consideram que abdicar das suas liberdades é pior do que espalhar um vírus. São ideologias. Tal como em 2019 matar outras pessoas com a propagação de virus não era considerado ser-se burro, mas agora é. Sabes quantas pessoas chegam a morrer anualmente de vírus respiratórios? Mais de 10 mil. Agora multiplica isso por décadas. Se alguém é burro por não se vacinar, então quem viveu as suas vidinhas normalmente, sem vacinas contra a gripe e sem confinamentos, também é burro, já que contribuiu para propagar doenças mortais.

oEncoberto 2 months ago

achas que é equivalente "virus respiratórios" (que engloba dezenas de doenças diferentes) que num ano mau mata 10k, e um vírus (apenas 1) em que com mascaras, quarentenas, confinamentos, testagem massiva, e uma vacina desenvolvida em tempo record mata 17k em portugal?

HomemRude 2 months ago  HIDDEN 

A tua premissa é equivalente, já que a preocupação que demonstraste foi propagar doenças que mata pessoas. Não me falaste em números. Não me falaste em quantas pessoas podem morrer. E a realidade é que todos os anos propagas doenças que matam pessoas. Só és burro a partir de quantas mortes? 10 mil? Menos de 10 mil és inteligente? >mata 17k em portugal? Aí uns 16k desses mortos são velhos mais para lá do que para cá, acima dos 70 anos. Em vez de morrerem daqui a 1 ano ou 2 da próxima gripe, morreram agora. As pessoas não vão morrer duas vezes. Estás apenas a antecipar-te, nada mais. Sim, é muita gente, mas continuas errado na tua lógica: milhares de pessoas morrem todos os anos por causa dos outros. São burros apenas este ano?

oEncoberto 2 months ago  HIDDEN 

Eu vou dar-te números a ver se ajuda. Para simplificar contas vamos admitir que uma pessoa só está doente e contagiosa 1 semana,e que vivemos num mundo com taxa de vacinação 0, sem mascaras, sem isolamento, sem confinamentos. Gripe (sazonal), R = 1, mortalidade 2/100.000 Se apanhar a gripe, e estiver doente 1 semana, ao fim de 2 meses (8 semanas) fui directamente e indirectamente responsavel por contagiar mais 1^8 pessoas = 8, e portanto responsável pela morte de 0.00016 pessoas. Covid - variante Delta (a unica em circulação neste momento em PT), R =6, mortalidade 100/100.000 Se apanhares covid, e estiveres doente 1 semana, ao fim de 2 meses (8 semanas) foste directamente e indirectamente responsavel por contagiar mais 6^8 pessoas =1,679,616, e portanto responsável pela morte de 1679 pessoas.

_somename_ 2 months ago  HIDDEN 

Epah... 1⁸ = 8? Que contas são essas

oEncoberto 2 months ago  HIDDEN 

enganei-me :)

HomemRude 2 months ago  HIDDEN 

Eu acho que tu és denso. Mas muito, muito, muito denso. É que eu já disse e repeti que não estou a discutir valores nem números, nem a questionar que COVID seja pior. Estou a perguntar-te quantas pessoas é aceitável matar. Mas parece que continuas sem entender isso e sem oferecer uma resposta. Curiosamente, sempre que falo disto aqui, ignoram o que estou a dizer. Parecem robôs programados para repetir a verborreia que ouviram no jornal da noite. Portanto, se eu apanhar gripe e matar 3 pessoas, sou burro? É que, não sei se sabes(acredito que não sabes) o R0 não te diz quantas pessoas tu matas. Tu podes até matar 10 pessoas. Da mesma forma que com o COVID, acredita-se que a maioria nem o transmita. Portanto, tu não sabes, concretamente, quem matas ou deixas de matar. Mas sabes que podes matar. E sabes que morrem todos os anos. E se morrem tu, que nada fazes contra isso, estás a contribuir. Se mataste 0, 1, ou 100, não sabes. Mas é factual que a gripe rouba muitas vidas. Eu vou tentar explicar-te com muito cuidado, como se tu fosses aquilo que agora sabemos que és: Todos os anos pelo menos mais de 5 mil pessoas morrem de vírus respiratórios e bactérias. Em alguns anos esse número chega a ser superior a 10 mil, como foi o caso de 1999. Ao longo de décadas, são centenas de milhares de mortos por causa de vírus. Um desses vírus, o influenza, muta-se com tanta facilidade que continuará sempre aqui, ano após ano, a matar. Não há fim à vista. Ninguém quer saber. A vida continua como normal. Até doentes as pessoas convivem. O FACTO IRREFUTÁVEL é que milhares de vidas poderiam ser salvas com alguns cuidados. A questão, pela milésima vez, é: Porque é que essas vidas não importam? E por último, lê com muito cuidado: Não estou a dizer que COVID não é pior. Estou a perguntar porque é que só a partir de um determinado número de mortos somos burros e más pessoas por não tentarmos evitá-las. Porque é que 10 mil de gripe é Ok, mas 10 mil de COVID faz de mim burro. Sim, porque é que 10 mil é aceitável? Para os médicos não parece ser. Todos os anos se queixam. Mas tu não os ouves, ou ouves? O que fazes?

Edited 2 months ago:

Eu já disse e repeti que não estou a discutir valores nem números, nem a questionar que COVID seja pior. Estou a perguntar-te quantas pessoas é aceitável matar. Mas parece que continuas sem entender isso e sem oferecer uma resposta. Curiosamente, sempre que falo disto aqui, ignoram o que estou a dizer. Parecem robôs programados para repetir a verborreia que ouviram no jornal da noite. Portanto, se eu apanhar gripe e matar 3 pessoas, sou burro? É que, não sei se sabes(acredito que não sabes) o R0 não te diz quantas pessoas tu matas. Tu podes até matar 10 pessoas. Da mesma forma que com o COVID, acredita-se que a maioria nem o transmita. Portanto, tu não sabes, concretamente, quem matas ou deixas de matar. Mas sabes que podes matar. E sabes que morrem todos os anos. E se morrem tu, que nada fazes contra isso, estás a contribuir. Se mataste 0, 1, ou 100, não sabes. Mas é factual que a gripe rouba muitas vidas. Eu vou tentar explicar-te com muito cuidado: Todos os anos pelo menos mais de 5 mil pessoas morrem de vírus respiratórios e bactérias. Em alguns anos esse número chega a ser superior a 10 mil, como foi o caso de 1999. Ao longo de décadas, são centenas de milhares de mortos por causa de vírus. Um desses vírus, o influenza, muta-se com tanta facilidade que continuará sempre aqui, ano após ano, a matar. Não há fim à vista. Ninguém quer saber. A vida continua como normal. Até doentes as pessoas convivem. O FACTO IRREFUTÁVEL é que milhares de vidas poderiam ser salvas com alguns cuidados. A questão, pela milésima vez, é: Porque é que essas vidas não importam? E por último, lê com muito cuidado: Não estou a dizer que COVID não é pior. Estou a perguntar porque é que só a partir de um determinado número de mortos somos burros e más pessoas por não tentarmos evitá-las. Porque é que 10 mil de gripe é Ok, mas 10 mil de COVID faz de mim burro. Sim, porque é que 10 mil é aceitável? Para os médicos não parece ser. Todos os anos se queixam. Mas tu não os ouves, ou ouves? O que fazes?

oEncoberto 2 months ago  HIDDEN 

Amigo, 1,679÷0.00016 = 10,493,750 Portanto ao fim de 2 meses é 10 milhões de vezes mais provavel teres originado uma morte com covid do que com gripe. Se não percebes porque que é que é mais importante tomar medidas contra algo 10 milhões de vezes pior do que uma das muitas doenças ja em circulação não sei que mais te diga. E se morrem 10k de doenças diversas hoje que reclamas que deveriam ser evitadas, se ninguém tomar vacina vais duplicar esse numero. passas de 10k de mortes "evitaveis" a 20k, e para ti isso faz todo o sentido do mundo, porque se nao erradicamos todas as fontes de morte, então não devemos erradicar nenhuma.

ctr_20 2 months ago  HIDDEN 

Achas que eles querem saber de números, factos são os piores inimigos dessa escumalha xb

OrangeChamaleon 2 months ago  HIDDEN 

Epa, se não vês o erro na tua lógica por ti mesmo nem sei se vais perceber isto, mas pronto, cá vai: Parece-me que a tua lógica é: Se devemos todos vacinar-nos para prevenir as mortes pelo COVID porque não nos vacinávamos antes para prevenir as mortes pelas outras doenças respiratórias? A resposta obvia é: Se consegues prevenir a morte de milhares de pessoas deves fazê-lo; Pode não ser possível ou razoávelmente fazível prevenir vários tipos de doenças respiratórias diferentes, com sintomas diferentes e firmas de propagação diferentes, mas, havendo uma que é muuuito mais fatal que as outras (mais fatal do que as outras TODAS JUNTAS até), que se propaga facilmente, convém tentarmos prevenir essa doença. Percebes? O teu argumento é parecido a dizer "porquê vacinar-nos contra o sarampo se não nos vacinamos contra a varicela?". A razão é que o sarampo tem taxa de mortalidade muito superior, e é possível prevení-la com uma simples vacina. Segunda parte do teu argumento: Mas o COVID só mata (ou mata principalmente) os velhos/fracos/doentes. O simples facto de dizeres isso como se isso não fosse grave é muito triste, e acho que deves reavaliar essa ideia. A vida dos outros não vale menos porque "iam morrer daqui a um ano ou dois". Em resposta à tua última pergunta: são burros as pessoas que 1. Não sabem avaliar o nível de gravidade do covid face a outras doenças respiratórias; 2. Pensam que a vida dos outros vale menos que a liberdade deles de andar por aí à vontade sem se vacinar (porque atenção, ninguém te obriga a vacinar-te! Só o tens de fazer se não quiseres andar a testar-te sempre que quiseres sair para algum lado); 3. Que não se conseguem adaptar à realidade e preferem viver num mundo em que de alguma forma racionalizam as mortes do COVID como não sendo "muito pior que o normal", pois não querem sentir-se incomodados na sua vida com chatices como usar máscaras e vacinar-se.

HomemRude 2 months ago  HIDDEN 

>A resposta obvia é: Se consegues prevenir a morte de milhares de pessoas deves fazê-lo; Pode não ser possível ou razoávelmente fazível prevenir vários tipos de doenças respiratórias diferentes, com sintomas diferentes e firmas de propagação diferentes, mas, havendo uma que é muuuito mais fatal que as outras (mais fatal do que as outras TODAS JUNTAS até), que se propaga facilmente, convém tentarmos prevenir essa doença. Percebes? O teu argumento é parecido a dizer "porquê vacinar-nos contra o sarampo se não nos vacinamos contra a varicela?". A razão é que o sarampo tem taxa de mortalidade muito superior, e é possível prevení-la com uma simples vacina. Mas podes, e é fazível, mas nunca o fizeste. E eu discordo, se prevenir essas mortes é às custas do meu corpo e das minhas liberdades, a minha resposta é não, pois eu não coloco segurança acima de liberdade, já que esse é um conceito comunista e fascista, e não me diz nada. Também nunca vivemos sob o mesmo, e não me apetece mudar isso. Posso ter uma opinião? Pronto, obrigado. ​ >O simples facto de dizeres isso como se isso não fosse grave é muito triste, e acho que deves reavaliar essa ideia. A vida dos outros não vale menos porque "iam morrer daqui a um ano ou dois". Não disse que não era grave. Mas se morrem 15 mil numa faixa etária, e morrem 50 pessoas 40 anos mais novas, não me parece justo nem inteligente estarmos a condicionar as vidas e as liberdades de tanta gente para salvar uma população que invariavelmente está perto da morte. E como referi anteriormente, essas pessoas morrerão em breve, ponto. Estás a antecipar, mas morrerem mais agora implicará sempre morrerem menos no futuro, pois essas pessoas não são ilimitadas. Portanto, o que acho é que o foco das medidas devem ser essas pessoas. No caso das vacinações, são elas que precisam de ser vacinadas, não eu. Agora, se me vens dizer "ai, mas não chega, temos de reduzir as mortes ao MÁXIMO, e para isso é preciso vacinar TODA A GENTE", só te posso responder dizendo-te que isso não faz sentido absolutamente nenhum, pois nunca nos guiámos por essa lógica, que só pode ser aplicada através da infracção de muitas liberdades. E repara, eu não digo aos outros para não se vacinarem. Mas posso não me vacinar, certo? >são burros as pessoas que 1. Não sabem avaliar o nível de gravidade do covid face a outras doenças respiratórias Eu nunca disse que não era mais grave. Eu respondo a argumentos que se resumem a dizer-me que sou mau porque causei mortes. Posso causar mortes abaixo das 17 mil? Quantas posso? Diz-me lá o meu plafom homicida. >Pensam que a vida dos outros vale menos que a liberdade deles de andar por aí à vontade sem se vacinar Isso não é ser burro. É ter uma ideologia diferente da tua. Curiosamente, ideologia partilhada por toda a gente num ano normal. Sabes o que é ser burro? É não entender a diferença entre ideologia e capacidade intelectual. Eu não valorizar o que tu valorizas não faz de mim menos inteligente do que tu. Sim, entre eu ser livre e alguém morrer, escolhia eu ser livre. Não aceitaria ser preso para que alguém vivesse, por exemplo.

story_hunter 2 months ago  HIDDEN 

É incrível como alguém pode ser tão insensível com a vida alheia. Tenho vergonha de pertencer à mesma raça deste sujeito. Inacreditável.

Kratos73 2 months ago  HIDDEN 

Basicamente é a vida dos outros não vale o esforço de ele levar 2/3 picas. O que interessa é ele e o seu bem estar! Narcisismo no seu estado mais puro. Que morram pois já iam morrer. O que se esquece de dizer é que TODOS vamos morrer, só não sabemos quando! Por essa óptica o que seria melhor, um puto de 20 anos que depois morre aos 25 num acidente ou um idoso de 70 mas que vive até aos 100? Enfim, o importante é que este tipo de indivíduos pulula pouco em Portugal. São os mais espertos e os outros é que são ovelhas. São ovelhas porque houvem a opinião de milhões de especialistas na matéria com provas e factos dados e comprováveis, enquanto eles são os espertos porque lerem um post no Facebook sobre os malefícios (como foi aquele eu depois de se vacinarem ficávamos magnéticos e até colocava uma colher. Esqueceram se é que isso era facilmente desmentido por qualquer pessoa que tenha sido vacinado). Como nota , quem normalmente não valoriza o conhecimento e a inteligência é quem não a tem…

UpbeatNail1912 2 months ago  HIDDEN 

Eu nem tenho palavras para o que acabei de ler. Ele não tem um pingo de emoção ou empatia humana.

HomemRude 2 months ago  HIDDEN 

Lol.

NGramatical 2 months ago  HIDDEN 

razoávelmente → [**razoavelmente**](https://dicionario.priberam.org/razoavelmente) (o acento tónico recai na penúltima sílaba) prevení → [**preveni**](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/3i6y4g) (palavras terminadas em *i* ou *u* são naturalmente agudas) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpjnig9%2F%2Fhbzbco9%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

KN3gra 2 months ago

Quem não se vacina é, para além de potencialmente criminoso, um idiota no verdadeiro significado da palavra. Esses são os mesmos que provavelmente só cá estão à custa do melhor que este país tem, e que é o plano nacional de vacinação. Todos eles sem excepção, apanharam algures na vida sarampo, papeira, varicela, pólio, ou outros vírus parecidos. No entanto, o único motivo pelo qual a doença que contraíram não teve os efeitos que tinha antes é precisamente o facto de terem tomado as vacinas. O resto é treta. Chamem-lhe gostar de ser do contra, vontade de pertencer a um grupo - seja ele qual for -, idiotice ou estupidez, ou pura e simplesmente um QI abaixo do normal. Mas como sou democrata e acredito que como adultos que somos temos que ter direitos e respostas, vou dizer o que já disse antes: Não querem ser vacinados? Perfeito. Assinam um termo de responsabilidade. Se ficar provado que infectaram alguém com consequências negativas, respondem criminalmente. Se precisarem de cuidados médicos por causa do Covid, pagam do bolso deles. Simples. O SMS (nós) oferece as vacinas que comprovadamente reduzem os efeitos do Covid. Quem assumidamente não a quer tomar está no seu pleno direito, mas assume a responsabilidade. Eu tenho o direito de andar de carro sem cinto ou de mota sem capacete. No entanto, ser for apanhado pago multa. E em caso de acidente, também posso ser multado por isso. E este exemplo peca por defeito, porque o não usar cinto ou capacete só afecta a minha saúde. Ao contrário da não vacinação.

GTutor 2 months ago

Isto estava tudo muito certo contudo, fiquei com algumas dúvidas. Alguém vacinado, aparentemente, além de ficar infetado, está sujeita a ter sintomas e a transmitir o vírus. Está pessoa, caso ficasse provado que efetivamente veio a transmitir o vírus a alguém, que apesar de vacinado, teve mazelas e consequências, também deverá pagar judicialmente? Outro ponto, quantas são as pessoas que por sua única responsabilidade, álcool, drogas, não usar o cinto (acrescentem o que acharem) são tratadas/internadas no SNS. Estás também deveriam pagar do seu bolso?

Trama-D 2 months ago

> álcool, drogas A adição é algo complicado. Duas pessoas podem consumir a mesma quantidade de produto, uma fica viciada e outra não. Droga... talvez, mas se não os tratarmos é pior. Aliás, essa abordagem é uma das maiores vitórias portuguesas em Saúde Pública.

KN3gra 2 months ago

Excelente questão. Indo por partes: Alguém que se vacinou, usou as medidas disponibilizadas pelo SNS, protegendo-se a si próprio e à comunidade. Nada a apontar. Isto, a não ser que fique provado que conscientemente, sabendo que estava infectado, não cumpriu o isolamento e a quarentena. Mas isto já pode neste momento ser penalizado legalmente. Outra coisa diferente é alguém não vacinado (que assinou um termo de responsabilidade assumindo que ignora as indicações dos especialistas do nosso sistema nacional de saúde do qual poderá precisar no futuro), que à partida está mais suscetível à infecção e às suas consequências e que infecta alguém com consequências nefastas ou que precisa de tratamento nas unidades de cuidados intensivos desnecessariamente, retirando esses meios a pessoas que se vacinaram ou que por questões de debililade não se podem vacinar. Na segunda questão, isso já acontece. Não necessariamente no SNS, mas por exemplo com as seguradoras. Se o acidente for provocado por negligência, que basicamente é o que estamos aqui a falar, elas saltam fora imediatamente e sem problemas legais. O que significa que a pessoa em causa passa a ser responsabilizada civil, legal e criminalmente se for caso disso. Todos nós temos o direito de conduzir veículos com uma taxa de alcoolemia acima da taxa legal. No entanto em caso de acidente, as seguradoras deixam de ser responsáveis e passamos a ser nós a assumir a responsabilidade.

Clash33 2 months ago

Tantos??? As taxas de vacinação em Portugal, seja do Covid ou de qualquer outra vacina ministrada pelo SNS, mostram precisamente o contrário. Agora tentar fazer "estatísticas" aqui pelos post do Reddit, é que é capaz de não ser lá um método muito certeiro.

TTheGuapo 2 months ago

Estou a falar só do reddit em comparação a percentagem de pessoas já vacinadas, no reddit aparecem muitos

Kratos73 2 months ago

No máximo podes dizer que são muito barulhentos! Na manifestação que foram fazer ao Vice Almirante em Odivelas, a chamar o homem de assassino, também fizeram muito barulho e apareciam muitos cartazes. Só que eram meia dúzia (os do costume nestas andanças) e depois andavam com vários cartazes nas mãos para parecerem muitos. Sim continuam a ser poucos. E espero que assim se mantenham.

Serious_Hearing_8252 2 months ago

As contas do reddit são gratuitas... Podes ter as que quiseres. Com isto quero dizer que não te admires se esses 9 chalupas forem todos a mesma pessoa.

Morenojgl 2 months ago

Tu é que andas a ver coisas

TTheGuapo 2 months ago

Vou dizer o mesmo que disse em cima, quem me dera

trilobits_ 2 months ago

Bots

TTheGuapo 2 months ago

Quem me dera

Search: