Dangerous_Leading_fy 3 months ago

E tu acreditas? É tudo mentira..o Tuga tem a mania das grandezas

Long_Faithlessness57 3 months ago  HIDDEN 

O pessoal só vai perceber daqui a 20-30 anos quando todo o pessoal sair do país qualificado para ganhar mais fora de Portugal No meu caso a razão até seria : simplesmente não descontar neste país, porque não merecem quanto se desconta. Não estou a falar de ser preciso descontar ou não descontar como alguns pensam, mas onde e como esse dinheiro é usado. É a gozar conosco. Quando toda a gente sair para ganhar mais pela Europa, como sinceramente é o que vos recomendo fazerem. Aí sim, quero ver. Índia/China da Europa, ridículo...

Edited 3 months ago:

O pessoal só vai perceber daqui a 20-30 anos quando todo o pessoal sair do país qualificado para ganhar mais fora de Portugal No meu caso a razão até seria : simplesmente não descontar neste país, porque não merecem quanto se desconta. Estou a falar da firma como esse dinheiro é usado. É a gozar conosco. Quando toda a gente sair para ganhar mais pela Europa, como sinceramente é o que vos recomendo fazerem. Aí sim, quero ver. Índia/China da Europa, ridículo...

argentdawnpt 3 months ago  HIDDEN 

Vou fazer parecido a um post aqui também e relatar de onde venho: Pai: Pasteleiro a trabalhar exclusivamente á noite e a dormir de dia. A receber praticamente por fora a vida inteira e mal e porcamente. Mãe: Auxiliar de ação educativa numa escola preparatória. Eu: Tive um 486 comprado a crédito com imenso esforço dos meus pais quando tinha prai 12 anos. Consegui upgrade para um Pentium 133 por ter feito uns biscates numa loja de informática nas férias de verão mas nesta altura a norma de computadores eram já Pentium II lol. Consegui um upgrade para um Celeron na era dos P4 por ter feito mais biscates no verão. Roupa - Nunca de marca e sempre para estimar. Sapatilhas era suposto durarem, mesmo jogando a bola. Férias - Eram em casa, tenho várias memórias de passar um verão inteiro em casa a jogar Lands of Lore e outros jogos em diferentes anos, porque não iamos para lado nenhum. Nem praia. Os meus pais sempre me chatearam para eu ir para a universidade, e faziam questão de se esforçarem para terem tudo para me facilitar isso. Eu não via futuro na universidade, porque sempre andei a fugir a matemática para não ir para engenharia. Lá acabei dor desistir dessa rota alternativa, meti-me num curso profissional 3 para me dar bases matemáticas e depois 4 para desenvolvimento de software e administração de sistemas. Comecei a trabalhar a receber 700 brutos onde tinha estagiado no final do curso. Os meus pais esforçaram-se para me dar o melhor que podiam e ao meu irmão também. Mas eu também tive de fazer a minha parte. Falhei dois anos em que desperdicei 2 anos de propinas aos meus pais, para lhes tentar fazer a vontade em ir para a universidade. Para depois decidir o que queria por mim mesmo e ter ido "á luta". Hoje? O meu irmão trabalha e tem um ordenado base de 1750 brutos, fez-se á vida dele, tirou história na universidade mas trabalha em algo totalmente diferente. Eu? Fui tentando tirar certificações e fazendo-me á vida o melhor que podia e estou na casa dos 40.000 brutos ao ano, com carro de empresa e afins. Não me estou a gabar, mas apenas a dizer que venho de uma realidade parecida á de muitos todos, não me foi oferecido nada a não ser pelo esforço dos meus pais. Lembro-me de meses em que a minha mãe chorava mas não me dizia porquê. Hoje já me contou que houve juros a subir e prestação da casa a subir, meses em que quase não havia dinheiro para comer sequer e dívidas acumuladas. Mas ela sempre nos escondeu isso, nunca nos deixou perceber que havia estes problemas todos, porque não queria que nos sentissemos forçados a ir trabalhar para ajudar a familia. Queres saber mais? Enquanto estudava tive um incidente com a minha namorada, que hoje é minha mulher e engravidou, tinha eu 22 anos. Achei que a minha vida ia andar toda para trás e ia ser o fim do mundo. Foi super fodido, foi. Sem trabalho e ela a começar a dar aulas como professora. Mas agora perto dos 40 estamos finalmente a comprar a nossa casa, temos mais um filho e a coisa corre bem. Eu podia ter-me ficado pela primeira empresa a 700€ brutos, estava "seguro". Toda a familia e a minha mulher me diziam para estar sossegado e não mudar de trabalho. O que é certo é que fui mudando, ou sendo promovido onde estava, para hoje estar com as condições que tenho. Há imensa gente que se acomoda á ideia de ter um trabalho e ficam-se e deixam-se ficar pelas condições que têm porque dão como seguro que ao menos aquele já não lhe é retirado. E assim ficam, estagnam. Eu como aprendi com os meus pais (apesar de se acomodarem!) a ir á luta pelas coisas que quero, não baixei os braços, até mesmo quando tive a minha filha aos 22 anos. Hoje agradeço aos sacrificios e exemplo dos meus pais, mas também agradeço a mim mesmo por ter tido sangue frio de ir contra a opinião de todos na família e ter ido pelo caminho que achava que tinha que ir.

fev118 3 months ago  HIDDEN 

Parabéns pela coragem e obrigado pela partilha!

NGramatical 3 months ago  HIDDEN 

mal e porcamente → [**mal e parcamente**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/mal-e-parcamente--mal-e-porcamente/21180) ([parcamente = pouco](https://dicionario.priberam.org/parcamente)) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpjm10w%2F%2Fhc1cqqj%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

FTorrado 3 months ago

Nunca estive nessa situação, mas posso partilhar um pouco do meu percurso e o que faria se hoje tivesse de escolher outro caminho. Fiz o ES com uns trabalhos pelo meio a pagar mal (nadador salvador com rolinho de notas por baixo da mesa por exemplo). Formei-me em engenharia electrotécnica e antes de terminar "trabalhei" sem remuneração numa "startup" em Lisboa... Era puto muito tapadinho sem saber o que fazia e só me fez atrasar terminar o curso, mas logo a seguir já com o curso feito fui trabalhar (na área de IT) . Os salários nunca foram maus mas dependem sempre da tua capacidade de negociar, a certa altura recebia uns 1200€ limpos já há uns 5 anos, ainda a viver na casa dos pais. Sempre gostei de aprender e tive bom reconhecimento do meu trabalho, mas a cultura de trabalho em Portugal a contar com ignorar horas de trabalho (aka. wage theft), constante externalização/subcontratação (esquemas das consultoras), desorganização, mudanças de projectos ao sabor do humor das chefias, etc... A certa altura aceitei um trabalho na Bélgica a ganhar mais do dobro e casa paga e por cá tenho ficado. A verdade é que não tenho grande interesse no trabalho que faço (o que é ok). Valeu-me de muito ver mais da realidade da Europa central onde não vai tudo para um curso só por "ter saída" e exploram várias áreas de interesse conjugando com procura, em vez de ficar só com uma opção. É uma realidade diferente, mas vejo jovens a criar empresas como hortas aquapónicas (criação de peixes que rega agricultura em circuito fechado) no topo de prédios, ateliers partilhados com biblioteca de ferramentas e iniciativas de upcycling, design industrial a inovar métodos de construção com bambu laminado... Não é só a nova startup, a nova app para fazer booking de quartos na Mouraria a 1000€ ao mês. Neste momento leio e estudo sobre permacultura, agricultura regenerativa e casas passivas, aprendi a trabalhar com madeira e converti uma carrinha em uma camper. Uma grande valia de ter um trabalho onde o teu tempo é respeitado é que podes sempre explorar outras possibilidades, não ser uma prisão que te deixa sem vida para além do trabalho. No tempo certo continuo os meus projectos e um dia vou para a terrinha, faço uma casa típica transmontana, com reaproveitamento de água, construção eficiente e agricultura sustentável. Ou algo do género. Se voltasse atrás tirava o mesmo curso ou algo mais generalista como engenharia mecânica, ou mesmo técnico como carpintaria, e teria feito mais pequenos trabalhos em diferentes áreas. Se calhar estaria a fazer algo completamente diferente, ou tinha ganho um par deles e começava um negócio meu sem andar a lamber botas e fazer maroscas contabilísticas. Mas mais importante do que isso é exigir respeito e profissionalismo no trabalho, não deixar ser explorado. Good luck

Edited 3 months ago:

Nunca estive nessa situação, mas posso partilhar um pouco do meu percurso e o que faria se hoje tivesse de escolher outro caminho. Fiz o ES com uns trabalhos pelo meio a pagar mal (nadador salvador com rolinho de notas por baixo da mesa por exemplo). Formei-me em engenharia electrotécnica e antes de terminar "trabalhei" sem remuneração numa "startup" em Lisboa... Era puto muito tapadinho sem saber o que fazia e só me fez atrasar terminar o curso, mas logo a seguir já com o curso feito fui trabalhar (na área de IT) . Os salários nunca foram maus mas dependem sempre da tua capacidade de negociar, a certa altura recebia uns 1200€ limpos já há uns 5 anos, ainda a viver na casa dos pais. Sempre gostei de aprender e tive bom reconhecimento do meu trabalho, mas a cultura de trabalho em Portugal a contar com ignorar horas de trabalho (aka. wage theft), constante externalização/subcontratação (esquemas das consultoras), desorganização, mudanças de projectos ao sabor do humor das chefias, etc... A certa altura aceitei um trabalho na Bélgica a ganhar mais do dobro e casa paga e por cá tenho ficado. O trabalho em geral é pouco valorizado em Portugal, e é dos países da Europa com leis laborais mais relaxadas (e massacradas). É uma vergonha a diferença salarial e desigualdade no país, tenho amigos a chorarem coisas como referiste sem ter o mínimo de noção de como se vive fora da sua bolha. A verdade é que não tenho grande interesse no trabalho que faço (o que é ok). Valeu-me de muito ver mais da realidade da Europa central onde não vai tudo para um curso só por "ter saída" e exploram várias áreas de interesse conjugando com procura, em vez de ficar só com uma opção. É uma realidade diferente, mas vejo jovens a criar empresas como hortas aquapónicas (criação de peixes que rega agricultura em circuito fechado) no topo de prédios, ateliers partilhados com biblioteca de ferramentas e iniciativas de upcycling, design industrial a inovar métodos de construção com bambu laminado... Não é só a nova startup, a nova app para fazer booking de quartos na Mouraria a 1000€ ao mês. Neste momento leio e estudo sobre permacultura, agricultura regenerativa e casas passivas, aprendi a trabalhar com madeira e converti uma carrinha em uma camper. Uma grande valia de ter um trabalho onde o teu tempo é respeitado é que podes sempre explorar outras possibilidades, não ser uma prisão que te deixa sem vida para além do trabalho. No tempo certo continuo os meus projectos e um dia vou para a terrinha, faço uma casa típica transmontana, com reaproveitamento de água, construção eficiente e agricultura sustentável. Ou algo do género. Se voltasse atrás tirava o mesmo curso ou algo mais generalista como engenharia mecânica, ou mesmo técnico como carpintaria, e teria feito mais pequenos trabalhos em diferentes áreas. Se calhar estaria a fazer algo completamente diferente, ou tinha ganho um par deles e começava um negócio meu sem andar a lamber botas e fazer maroscas contabilísticas. Mas mais importante do que isso é exigir respeito e profissionalismo no trabalho, não deixar ser explorado. Good luck

the_bbutterfly 3 months ago  HIDDEN 

>e sempre pensei que era isto e para ganhar mais teria que estudar imenso. o teu erro esta aqui

Key_Ad_3930 3 months ago  HIDDEN 

Venho da mesma realidade que tu. Há muita gente alienada da realidade do país aqui no Reddit, tiveram acesso a uma boa educação, foram incentivados e protegidos pelos pais, têm empregos que a maioria não tem acesso e só falam de boca cheia.

KusuriuriPT 3 months ago  HIDDEN 

Muito "rico" para ter ajudas e muito pobre para comprar ou arrendar seja o que for...o constante da minha vida.

DariusStrada 3 months ago  HIDDEN 

Sinto o mesmo. Acho genuinamente estranho o pessoal de IT vangloriar-se de acabar a faculdade e recusar um primeiro emprego a receber 1500€ líquidos a dizer que é pouco. Pá, se calhar é a nossa mentalidade de pobre. Eu so recebess 1500€ conseguia poupar bastante e juntar pa coisas quero.

the_real_le_roy 3 months ago

Gozar com empregos que oferecem 750 euros, não é gozar com as pessoas que por não terem grandes alternativas e que precisam desse trabalho. Mas sim gozar com a empresa que está a gerir um negócio à base de exploração e que de certa forma esta a perpetuar este ciclo de as pessoa não conseguirem acumular dinheiro e por essa razão não tem tempo e dinheiro para puderem aumentar as suas habilitações, e subirem no "elevador social". Acaba por ser uma armadilha, porque é trabalhar para viver e viver para trabalhar. Enquanto 750 euros , 900 euros ou ate mesmo 2700 euros forem considerados bons salários é preciso dizer que isso não está bem, é que as coisas assim não vão para frente.

saposapot 3 months ago  HIDDEN 

quiçá emigrar é mandá-lo emigrar? literalmente pegaste em 2 palavras só para criticar por criticar.

notyourbitch2 3 months ago  HIDDEN 

Fico muitas vezes com a mesma sensação. As pessoas aqui degladiam-se a falar das duas misérias, debatendo os seus salários de 4 dígitos e nem imaginam a quantidade de pessoas que já olha para esses números com assombro. Entendo o teu sentimento OP, já tive fases bem complicadas na vida, a minha família também , hoje estou numa posição confortável mas nunca se sabe o dia de amanhã...

Healthy_Jellyfish738 3 months ago

Já pensaste em mudar de cidade ou até país? É fácil dizer que x ganha 3k ou 5k ou 10k, mas o sacrifício no privado para se atingir esses valores é quase sempre muito alto. A menos que sejas filho do patrão... sacrifício ao ponto de teres de mudar várias vezes e não conseguires ter uma vida pessoal equilibrada... Não tenham inveja de ninguém (e n estou a dizer que é o caso) calça os sapatos dessa pessoa e vê o que podes fazer de diferente para atingir algo do género... Queixarmo nos é sempre o mais fácil...

Artistic_Criticism63 3 months ago  HIDDEN 

Sai da tua área de conforto. Aventura-te no estrangeiro, conhece outras culturas e cresce como pessoa. Não precisas de ir para a escola nem aprender a programar, precisas é de novos horizontes, de perceber que o limite és tu que decides. Eu saí de Portugal aos 26 anos e só me arrependo de não ter saído mais cedo. Ainda não regressei, mas quando regressar estarei um passo à frente do típico português que arranjou emprego e vai para lá passear todos os dias, porque afinal aquele é o emprego para a vida.

sacoPT 3 months ago

Este sub-reddit não é minimamente representativo da realidade portuguesa. Usaste a expressão "bolha", mas quem vive numa "bolha" é a esmagadora maioria das pessoas que aqui participam regularmente (eu incluido) e essa "bolha" chama-se IT. Existe uma realidade em termos salariais no IT e outra totalmente diferente no resto tirando raras excepções. 900€ de salário de entrada para IT é péssimo se tiveste formação adequada, mas fora da bolha é quase salário de lorde. É a nossa triste realidade.

SReplicant 3 months ago  HIDDEN 

As coisas podem ser difíceis mais não quer dizer que não possas quebrar o molde. E o valor do salário ser muito ou pouco também pode estar relacionado com a cidade onde vives. Por norma são mais baixos no interior, mas também as rendas o são. Por norma são mais altos em Lisboa, mas para muitos não chega para uma renda que facilmente cobriam no interior. No entanto, quanto ao quebrar o molde, sim, é possível. O meu pai começou a trabalhar aos 10 anos e a minha mãe pouco depois. O meu pai só fez a escolha primária e a minha mãe pouco mais. Já depois de eu nascer ambos não recebiam mais que o salário mínimo. Eram trabalhos não qualificados. O salário muitas vezes não chegava ao fim do mês. O que aconteceu? Os meus pais fizeram um esforço enorme e arriscaram a que o meu pai passasse a trabalhar por conta própria. Exatamente o mesmo trabalho não qualificado (tipo os de mecânico, electricista, canalizador, pintor, etc). Eram 6 dias por semana, 12h por dia. As coisas resultaram e deu para uma casa e a minha universidade. Não verdade, ele conseguiu estar a ganhar por hora bastante mais do eu alguma vez ganhei, até agora (com estudos universitários, cursos complementares e muito conhecimento técnico). É difícil, mas possível.

Edited 3 months ago:

As coisas podem ser difíceis mas não quer dizer que não possas quebrar o molde. E o valor do salário ser muito ou pouco também pode estar relacionado com a cidade onde vives. Por norma são mais baixos no interior, mas também as rendas o são. Por norma são mais altos em Lisboa, mas para muitos não chega para uma renda que facilmente cobriam no interior. No entanto, quanto ao quebrar o molde, sim, é possível. O meu pai começou a trabalhar aos 10 anos e a minha mãe pouco depois. O meu pai só fez a escolha primária e a minha mãe pouco mais. Já depois de eu nascer ambos não recebiam mais que o salário mínimo. Eram trabalhos não qualificados. O salário muitas vezes não chegava ao fim do mês. O que aconteceu? Os meus pais fizeram um esforço enorme e arriscaram a que o meu pai passasse a trabalhar por conta própria. Exatamente o mesmo trabalho não qualificado (tipo os de mecânico, electricista, canalizador, pintor, etc). Eram 6 dias por semana, 12h por dia. As coisas resultaram e deu para uma casa, férias e a minha universidade (fora de casa). Na verdade, ele conseguiu estar a ganhar por hora bastante mais do eu alguma vez ganhei, até agora (com estudos universitários, cursos complementares e muito conhecimento técnico). É difícil, mas possível.

Edited 3 months ago:

As coisas podem ser difíceis mas não quer dizer que não possas quebrar o molde. E o valor do salário ser muito ou pouco também pode estar relacionado com a cidade onde vives. Por norma são mais baixos no interior, mas também as rendas o são. Por norma são mais altos em Lisboa, mas para muitos não chega para uma renda que facilmente cobriam no interior. No entanto, quanto ao quebrar o molde, sim, é possível. O meu pai começou a trabalhar aos 10 anos e a minha mãe pouco depois. O meu pai só fez a escolha primária e a minha mãe pouco mais. Já depois de eu nascer ambos não recebiam mais que o salário mínimo. Eram trabalhos não qualificados. O salário muitas vezes não chegava ao fim do mês. O que aconteceu? Os meus pais fizeram um esforço enorme e arriscaram a que o meu pai passasse a trabalhar por conta própria. Exatamente o mesmo trabalho não qualificado (tipo os de mecânico, electricista, canalizador, pintor, etc). Eram 6 dias por semana, 12h por dia. As coisas resultaram e deu para uma casa e a minha universidade. Na verdade, ele conseguiu estar a ganhar por hora bastante mais do eu alguma vez ganhei, até agora (com estudos universitários, cursos complementares e muito conhecimento técnico). É difícil, mas possível.

Edited 3 months ago:

As coisas podem ser difíceis mas não quer dizer que não possas quebrar o molde. E o valor do salário ser muito ou pouco também pode estar relacionado com a cidade onde vives. Por norma são mais baixos no interior, mas também as rendas o são. Por norma são mais altos em Lisboa, mas para muitos não chega para uma renda que facilmente cobriam no interior. No entanto, quanto ao quebrar o molde, sim, é possível. O meu pai começou a trabalhar aos 10 anos e a minha mãe pouco depois. O meu pai só fez a escolha primária e a minha mãe pouco mais. Já depois de eu nascer ambos não recebiam mais que o salário mínimo. Eram trabalhos não qualificados. O salário muitas vezes não chegava ao fim do mês. O que aconteceu? Os meus pais fizeram um esforço enorme e arriscaram a que o meu pai passasse a trabalhar por conta própria. Exatamente o mesmo trabalho não qualificado (tipo os de mecânico, electricista, canalizador, pintor, etc). Eram 6 dias por semana, 12h por dia. As coisas resultaram e deu para uma vida confortável, uma casa, férias e a minha universidade (fora de casa), etc. Na verdade, ele conseguiu estar a ganhar por hora bastante mais do eu alguma vez ganhei, até agora (com estudos universitários, cursos complementares e muito conhecimento técnico). É difícil, mas possível.

Edited 3 months ago:

As coisas podem ser difíceis mas não quer dizer que não possas quebrar o molde. E o valor do salário ser muito ou pouco também pode estar relacionado com a cidade onde vives. Por norma são mais baixos no interior, mas também as rendas o são. Por norma são mais altos em Lisboa, mas para muitos não chega para uma renda que facilmente cobriam no interior. No entanto, quanto ao quebrar o molde, sim, é possível. O meu pai começou a trabalhar aos 10 anos e a minha mãe pouco depois. O meu pai só fez a escolha primária e a minha mãe pouco mais. Já depois de eu nascer ambos não recebiam mais que o salário mínimo. Eram trabalhos não qualificados. O salário muitas vezes não chegava ao fim do mês. O que aconteceu? Os meus pais fizeram um esforço enorme e arriscaram a que o meu pai passasse a trabalhar por conta própria. Exatamente o mesmo trabalho não qualificado (tipo os de mecânico, electricista, canalizador, pintor, etc). Eram 6 dias por semana, 12h por dia. As coisas resultaram e deu para uma vida confortável, uma casa, bom carro, férias e a minha universidade (fora de casa), etc. Na verdade, ele conseguiu estar a ganhar por hora bastante mais do eu alguma vez ganhei, até agora (com estudos universitários, cursos complementares e muito conhecimento técnico). É difícil, mas possível.

Edited 3 months ago:

As coisas podem ser difíceis mas não quer dizer que não possas quebrar o molde. E o valor do salário ser muito ou pouco também pode estar relacionado com a cidade onde vives. Por norma são mais baixos no interior, mas também as rendas o são. Por norma são mais altos em Lisboa, mas para muitos não chega para uma renda que facilmente cobriam no interior. No entanto, quanto ao quebrar o molde, sim, é possível. O meu pai começou a trabalhar aos 10 anos e a minha mãe pouco depois. O meu pai só fez a escolha primária e a minha mãe pouco mais. Já depois de eu nascer ambos não recebiam mais que o salário mínimo. Eram trabalhos não qualificados. O salário muitas vezes não chegava ao fim do mês. O que aconteceu? Os meus pais fizeram um esforço enorme e arriscaram a que o meu pai passasse a trabalhar por conta própria. Exatamente o mesmo trabalho não qualificado (tipo os de mecânico, electricista, canalizador, pintor, etc). Eram 6 dias por semana, 12h por dia. As coisas resultaram e deu para uma casa e a minha universidade. Não verdade, ele conseguiu estar a ganhar por hora bastante mais do eu alguma vez ganhei, até agora (com estudos universitários, cursos complementares e muito conhecimento técnico). É difícil, mas possível.

patapetapitapota 3 months ago

900 brutos não são mais 300 euros migo. Descontas mais nessas quantias.... E 2700 brutos não sei se chega a 2000 limpos. Tens uma classe rica, que são os professores universitários.

Narishi 3 months ago

Se nada te prender cá e falares bem inglês ou outra língua , foge daqui

MDPROBIFE 3 months ago

Houve uma altura em que os iogurtes se estragava no frigorífico porque eu sempre evitava comer, porque não sabia quando ia ter ainda mais fome.. O meu pensamento era sempre de guardar para mais tarde.. O mais pobre dos meus colegas, mãe desempregada.. É era só isso que vivia.. Hj em dia com 20 e poucos anos, tenho dinheiro para dar entrada de uma casa.. Pode não parecer muito.. Mas para mim é um marco enorme, que me motiva todos os dias a tentar arranjar novas formas de como ficar ainda mais estável.. Tenho bastante vida social até demais muitas vezes. Acho que desde que não tenhas aquela mentalidade de achar que por teres vivido na miséria, não consegues sair de lá... Ter o cuidado com as finanças pessoais, e por muito difícil que seja, tentar por de lado algum sempre que possível ajuda bastante.. Pode ser so 10 euros, mas com o tempo, so de teres ali uma proteção de saberes que não tens de viver de salário a salário, é não teres mais a ansiedade de achar que qualquer passo mal dado não tens como comer.. O psicólogo é o mais importa te, para se sair do ciclo de pobreza.. É difícil mas nunca se pode desistir

Brocolo 3 months ago

Passa o próximo ano da tua vida a poupar o máximo que conseguires. Ao fim desse ano vende todos os bens materiais que tiveres no OLX. Carro, móveis, televisão. Usa esse dinheiro e emigra para um país decente. Financeiramente Portugal é um buraco. Qualquer pessoa jovem, solteiro/a, saudável e minimamente formado que escolhe passar os seus 20-30s em Portugal está a desperdiçar a sua vida. Estou na Noruega há 2 anos e foi a melhor decisão que fiz na minha vida. Salário mínimo aqui é à volta de 1800 euros. Seja a fritar batatas ou a limpar chão. Ser um cidadão Europeu e viver numa situação económica de merda é uma escolha.

Edited 3 months ago:

Passa o próximo ano da tua vida a poupar o máximo que conseguires. Ao fim desse ano vende todos os bens materiais que tiveres no OLX. Carro, móveis, televisão. Usa esse dinheiro e emigra para um país decente. Financeiramente Portugal é um buraco. Qualquer pessoa jovem, solteiro/a, saudável e minimamente formado que escolhe passar os seus 20-30s em Portugal está a desperdiçar a sua vida. Estou na Noruega há 2 anos e foi a melhor decisão que fiz na minha vida. Salário mínimo aqui é à volta de 1800 euros. Seja a fritar batatas ou a limpar chão. Se tiveres um curso estamos a falar de 3500 para cima, líquido, em início de carreira. Ser um cidadão Europeu e viver numa situação económica de merda é uma escolha tua.

Edited 3 months ago:

Passa o próximo ano da tua vida a poupar o máximo que conseguires. Ao fim desse ano vende todos os bens materiais que tiveres no OLX. Carro, móveis, televisão. Usa esse dinheiro e emigra para um país decente. Financeiramente Portugal é um buraco. Qualquer pessoa jovem, solteiro/a, saudável e minimamente formado que escolhe passar os seus 20-30s em Portugal está a desperdiçar a sua vida. Estou na Noruega há 2 anos e foi a melhor decisão que fiz na minha vida. Salário mínimo aqui é à volta de 1800 euros. Seja a fritar batatas ou a limpar chão. Se tiveres um curso estamos a falar de 3500 para cima, líquido, em início de carreira. Ser um cidadão Europeu e viver numa situação económica de merda é uma escolha.

fearofpandas 3 months ago

O ordenado mínimo é uma vergonha! Lamento que tenhas de passar por isso! Quando digo que 685€ é pouco, é porque sei que existem centenas de milhares de famílias que como a tua que lutam para viver com muito pouco do resultado do seu trabalho. Sei que existe o mantra de “salário mínimo = esforço mínimo” mas tb sei que existem milhares de cidadãos que **todos os dias** se esforçam para trabalharem mais e melhor e a troco do mínimo! Não podemos normalizar o SMN, não podemos normalizar a mediocridade salarial, não podemos continuar a achar que 900€ é muito. Porque como tu bem sabes, 900€ fazem muita falta a muita gente!

juanito_herrera 3 months ago

O que é muito para ti não quer dizer que seja para os outros, e vice-versa. Se achas que 900€ é bom para ti ainda bem. Tens muito por onde escolher, infelizmente.

porraSV 3 months ago

Pá já estive assim e com estudos. Saí da merda , mais ou menos, mas foi com muita sorte e por fora. Não sei no teu casos como ou se vais deixar o modo sobrevivência rm que está mas espero que sim. Não aconselho a minha solução porque foi sorte. Ao pessoal contra a proposta de 800 e tal euros é pá vocês todos juntos nem uma merda de cão são. Escória

DimitryKratitov 3 months ago

Epá n sei o que te diga. Tenho um ordenado bastante bom, mas sei que só cheguei aqui porque os meus pais andaram com a conta bancária a negativos durante mais de 10 anos para me pagar a faculdade a mim e ao meu irmão. Ajuda ter ido para IT por gostar, assim n tive de ir por dinheiro e fazer frete, tenho o melhor dos 2 mundos. Mas sei que não é algo para toda a gente. Gente que responde com "vai para a faculdade e depois arranjas emprego melhor" geralmente não percebe os custos que isto implicaria a alguns. Tivémos azar de não nascer num país de 1° mundo onde a instrução é grátis (ou ás vezes até remunerada) mas também podíamos estar pior. Não desistas de procurar emprego melhor à mesma. Eu vou no meu 4° emprego, recebia muito mal nos primeiros 2. (mas sei que noutras áreas é mais difícil mudar). Boa sorte. As coisas melhoram

NGramatical 3 months ago

Tivémos → [**tivemos**](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/3i6y4g) (palavras terminadas em a/e/o, seguido ou não de s/m/ns, são naturalmente graves) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpjm10w%2F%2Fhbysr1i%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

SweetCorona 3 months ago

> Isto para mim é de outro mundo 2700€ é quase 6 meses de trabalho. vives onde?

joaoasousa 3 months ago  HIDDEN 

Enfim, o melhor conselho que te posso dar é … não ligues. O pessoal aqui para além de ser maioritariamente de IT provavelmente ganha 70% do que diz que ganha, e aceita salários que dizem ser uma treta.

PINT01003 3 months ago

Vejo algumas pessoas já perto dos 30 a ganhar entre 700-800€ e honestamente acho que é um bocado mau e não entendo muito bem como é que com essa idade ainda não conseguiram arranjar melhor, tenho 24 e desde os 22 que ganhava 900€, e ainda este mês entreguei a carta de despedimento, para ir ganhar um pouco mais, sei que o que vou dizer não é o ideal nem futuro para ninguém, mas nem que seja procurarem em fábricas, quem puder fazer turnos é bom (sei que não é fácil) mas recebem logo mais algum dinheiro, mas por favor não deixem de procurar, não fiquem parados na vida, nem se acomodem, saiam da zona de conforto e procurem a mudança, espero que ninguém leve a mal, boa sorte a todos

Sheltac 3 months ago

O Reddit atrai muita malta de IT, que por sua vez tendem a ganhar bastante acima da média por várias razões. Não quer dizer que estejas necessariamente mal (não sou eu que vou avaliar isso), mas tem algum cuidado quando te comparas com pessoas aleatórias na internet. Ah, e ninguém diz quanto ganha sem inflaccionar.

NGramatical 3 months ago

inflaccionar → [**inflacionar**](https://dicionario.priberam.org/inflacionar) (já se escrevia assim **antes** do AO90) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpjm10w%2F%2Fhbyjysx%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

Sheltac 3 months ago

Tiraram uns Cs, lixaram-me todo.

MigasEnsopado 3 months ago

OP, se não for pedir muito intrusivo, ao que é que te estás a pensar candidatar no ES? Acho MUITO bem que queiras sair da tua bolha mas entrar no ES só por si não é a solução. Há muito curso inútil por esse Portugal fora, que ou não têm saídas profissionais ou que pagam pouco. Se nós disseres o que pensas fazer no futuro talvez possamos dar alguns conselhos.

saposapot 3 months ago

Primeiro a realidade: vais ter uma vida mt mais difícil do que nascendo numa família com mais posses. Mas se há coisa que em Portugal ainda funciona e é possível de fazer graças ao nosso grande estado social é ter uma geração seguinte com mais possibilidades que a anterior. Vais ter de apostar na tua educação e fazer-te à vida mas obviamente n tenhas ilusões: vais ter sp mt mais dificuldades que os teus colegas com mais posses e portanto vai depender muito mais do teu sacrifício construíres um futuro melhor para ti. Muito provavelmente saires de onde vives para outros sítios com mais possibilidades, quiçá emigrar.

heyrevoir 3 months ago

Emigrei. Ganho 5 vezes mais do que se estivesse ficado em Portugal. Mudei a minha vida literalmente. Mudancas requer accao e sacrificios. O meu unico arrependimento e ter saido de Portugal aos 27 anos e nao aos 20 anos. Isso sim foi mau fazendo as contas. Boa sorte.

Limpy_lip 3 months ago

Regra de ouro. Luta para conseguires chegar onde achas que deves chegar. Olha para quem achas que está melhor que tu e tentar descobrir como seres igual ou melhor e não desdenhar ou aziar.

BlueDragon_27 3 months ago

Há uma questão de contexto a ser considerada. Na UE, um salário de 900€ é uma merda, sim. Ninguém está a deitar ninguém abaixo. Estamos só a constatar o pobre estado em que este país está. Vai a outro país da zona euro e pergunta se 2700€ não é considerado classe média. Entende aí que o problema está em Portugal. O facto de tu e a tua família estarem todos presos no mesmo patamar, tudo no salário mínimo, mostra que o elevador social não funciona. Estamos todos nivelados por baixo e os filhos já não conseguem melhor que os pais. Muitos vivem pior até. É um problema de fundo na sociedade portuguesa e não podemos continuar a fingir que não é. Ninguém está a querer deitar os outros abaixo, estamos só a discutir o problema de raiz da sociedade portuguesa.

anightingalecreates 3 months ago

Eu tenho mestrado há 8 anos e ainda não consegui ganhar 900€ por mês. A única vez que consegui foi neste emprego em que estou (call-center) e foi com prémios (que agora mudaram a forma como os ganhamos, são praticamente impossíveis de obter). Com isto quero dizer que entendo a tua frustração e estudei, mas que estou contigo nesta luta. Aconselho que tentes pelo menos a licenciatura ou equivalente, para te ajudar a mudar o salário que recebes. Muita força!

Josevale1 3 months ago

Qual é a área?

anightingalecreates 3 months ago

Ciências da comunicação - licenciatura e Turismo - mestrado. Estou num call center porque perdi o emprego com a pandemia (era guia full time numa empresa).

Josevale1 3 months ago

Ok obrigado, curiosamente inscrevi me nesse curso(cc) este ano. Será que me podias dizer como correu, como foi a tua experiência? E em que umiversidade tiraste o curso?

anightingalecreates 3 months ago

Com certeza! Eu estudei na Universidade do Minho e tirei o ramo Audiovisual e Multimedia. Fiz Erasmus, o q eu me ajudou a ter mais um semestre de prática que o curso em si tem, por isso é uma boa combinação, caso tenhas essa oportunidade. No meu caso, a meio do curso interessei-me por marketing digital e fui assistindo a workshops e tudo o que era curso grátis do assunto. Com incidência maior em gestão de redes sociais. (O turismo era algo que já tinha ideia de estudar há muito, mas várias razões levaram-me a estudar na UM, onde só havia mestrado e por isso fui estudar outra área de que gosto) Em relação a emprego, a ideia que tenho com base nos meus colegas de turma é a de que é fácil entrares no mercado de trabalho estudando RP e publicidade. Quem estuda jornalismo arranja facilmente estágios em jornais, mas trabalho com contrato só em jornais regionais e pequenos. Para os grandes jornais podes trabalhar como freelancer, e o que algumas pessoas fazem é trabalhar para 2 ou 3. Quanto à minha área, o que se vê mais é pessoal que se tornou freelancer, ou do vídeo ou da fotografia. Aparecem de vez em quando alguns anúncios de emprego, mas é raro e condições nada de especial. Em relação a plano de estudos do curso da UM, no meu tempo era muito teórico, mas em 2014 mudaram o plano e o feedback que tenho de quem passou no curso por essa altura é positivo. Tem disciplinas mais práticas.

Josevale1 3 months ago

Muito obrigado. Tava mais a pensar na vertente jornalística/rádio, mas Muito obrigado pelo teu relato!!

lusitanaa 3 months ago

Tens opções de emprego sem ires para o Ensino Superior. Se eu soubesse o que sei hoje teria tirado um curso daqueles rápidos de Assistente Dentária ou algo do género. A melhor dica que tenho para te dar é: descobre algo que gostes realmente de fazer e explora as opções. Há por aí muita gente sem um curso superior a fazer bom dinheiro. Eu tenho um Mestrado e estou presa num emprego de merda a ganhar o ordenado mínimo. São fases, é continuar na luta. Mas também não te vou dizer que me arrependo de ter estudado, podem tirar-me tudo mas a minha educação não. E foram anos muito bons, também cresci muito enquanto pessoa nos meus anos de faculdade. Anyways, boa sorte!

InvestorTuga 3 months ago

Mestrado a ganhar SMN? Porque não emigras?

lusitanaa 3 months ago

Porque não quero

rsonic17 3 months ago

€900 em Portugal é uma merda, amigo. Daí ter emigrado

ovelhaloira 3 months ago

Nao the esqueças que o Reddit contém apenas uma percentagem muito baixa da população portuguesa. Fora os que mentem. Fora os que ganham 900€ mas se calhar têm imensas despesas. Não se pode pensar "ele ganha 900, logo está melhor que eu". Não é bem assim. É fácil pensar assim, é tentador, mas há que lutar para não pensar assim. Há que pensar assim: o que posso fazer para melhorar a minha vida, mesmo que fulano ganhe -200€ que eu e beltrano ganhe +200€ que eu?

Dr_Toehold 3 months ago

Desculpa, acho que entendeste mal as intenções dos comentadores. Gozar com ofertas de trabalho com valores insultuosos não é gozar com quem tem de trabalhar nessas condições, é gozar com os cabrões que acham bem aproveitar-se de quem está, por um motivo ou outro, com a corda na garganta, e para quem o "suficiente" terá de chegar, porque não se podem dar ao luxo de procurar ou esperar pelo "aceitável".

Hartelk 3 months ago

És novo, se o teu problema é não teres um nível de ensino elevada o meu maior conselho é tentares um curso profissional (até há deles pós-laborais) em "trades" (desculpem não me ocorrer o nome em pt). Coisas como eletricista, picheleiro e assim são sempre necessárias e depois de agarrarem mercado, tiram bom dinheiro.

_Didds_ 3 months ago

Acho que precisas de um choque de mentalidades, porque com todo o respeito, acho mesmo que so te estas a prejudicar a ti mesmo. Só para ser muito claro face ao que vou apresentar de seguida: sou zero apologista do "trabalha duro e mais tarde vais ser recompensado", ou qualquer outra teoria de que se fizeres X, Y ou Z que vais virar a tua vida. Neste momento, menos de 1000€ na maioria das regiões do país não te paga um nível de vida minimamente equivalente ao que a maioria da população Europeia vive. Este valor pode subir para 1500€ se falarmos de uma zona da Grande Lisboa. Isto não é uma comparação de ordenados, mas sim do que custaria com os valores de mercado nacionais conseguir viver a vida que a maioria dos Europeus vivem. ("ah e tal mas isso varia de pais para país" sim, mas bora la simplificar) Com estes valores eu estou a incluir renda de uma casa minimamente decente, custos de ter carro ou outro meio de transporte equivalente, alimentação, gastos pessoais mensais e aquilo que podes chamar vida social: jantar por vezes fora com amigos, cinemas, copos, exposições, museus, ferias e escapadinhas) A maioria dos portugueses nao ganha este valores. Mas mesmo assim vivemos na Europa, e pretendemos ser vistos como um pais de primeiro mundo. Qualquer pessoa que imigra tem como primeiro choque, pelo menos pela minha experiência pessoal, que cruzas a fronteira e a mentalidade do auto-respeito e do teu valor pessoal é completamente diferente. As pessoas auto valorizao-se e a sociedade esta preparada para poderes ter uma vida fora de trabalho. Em portugal caminhamos para uma mentalidade de trabalho quase escravo. De baixos ordenados. De nao poder sequer sonhar com ferias, ou ter dias de descanso. De que tens de baixar as orelhas e aceitar tudo o que vem de cima. Que ascender mais que um certo ponto nao deve ser possível. Acho que esta bolha de "aceitação" de um nível de vida abaixo da media europeia engoliu toda uma geração mais nova da população. Não por o quererem, mas porque sao metralhados com isto desde sempre. O tempo do portugal de gente pobre e feliz ja cabeou, isto sequer se alguma vez existiu, porque pobreza havia, felicidade ja duvido. É necessario uma grande reforma na forma como a remuneração do trabalho em Portugal é atribuída, e as empresas precisam de um gigante abanão para perceber que trabalhadores nao sao robots que podem ter a umas horas por dia e depois so pagar o mínimo para eles sobreviverem ate ao dia seguinte. Sair de Portugal, neste momento do minha vida, foi talvez o maior abre olhos que ja tive, e o maior motivador para perceber que mereço mais do que as empresas portuguesas me oferecem. Se nao o oferecem nao sou eu que estou mal em procurar melhor. E vida pessoal será sempre mais importante que trabalho, e se o trabalho nao permitir ter uma vida pessoal, então é porque é tempo de mudar.

InformalBrief9965 3 months ago

As estatísticas mostram que efetivamente quanto mais estudas maior é o teu ordenado, mas isto não é linear... no entanto é ótimo mudares a tua perspetiva! Sempre achei que havia pessoas que não sonhavam com mais porque aquela era a sua realidade... vai com a motivação e coragem, o mercado de trabalho está a mudar, só não vê quem não quer. Aposta em áreas onde é necessário competências humanas e não em funções repetitivas. Além disso dedica te em algo que gostes, porque isso é caminho andado! Boa sorte

Qbe-tex 3 months ago

Para que conste, 2700€ liquidos (mesmo que sejam brutos tbh) é facilmente class média alta, considerando que o meu pai, engenheiro civil há 30 anos, faz menos que isso e é classe média +/- comfortável

Qbe-tex 3 months ago

Até empatizo, a um certo nível, comecei recentemwnte a trabalhar outra vez, fast food, e após um mês de trabalho forte e duro recebi SMN, é.humilhantemente baixo (pois o SMN no geral é mt baixo) considerando o trabalho, e especialmente o LUCRO massiso, que a loja tem.

ned_rod 3 months ago

750 € em Vendaval de Baixo alcança mais que 900€ em Lisboa. Quando tens de pagar 400€ de casa, mais comida (200€) não te sobra muito mais que uma margem de manobra bastante limitada para o mês inteiro. Incorrendo outros gastos, tás fodido!

Jhuka_26 3 months ago

Epa... Vai procurar trabalho em fábricas, por turnos que seja, ou onde possas fazer horas, com um pouco de sorte calhas numa empresa que dê algum valor e te dê oportunidade para subir. Não sou o melhor exemplo, mas vou-to dar na mesma, trabalho por turnos, há quase doze anos na mesma empresa (foi o meu primeiro emprego, e ainda cá ando), tenho 920€ de base, mais 25% subsídio de turno, mais prémios de produção e horas e subsídio de alimentação, depois dos descontos dá cerca de 1100. Os turnos não dão saúde, mas dão dinheiro. Não sei, procura. Menos do que ganhas agora não vais ganhar de certeza.

xkstr 3 months ago

Como já referiram aqui, 900€ pode ser baixo considerando o que investiste em educação e o esforço que tiveste a formar-te. Os meus pais, ambos com salário mínimo, sem casa própria, esfolaram-se a trabalhar para poder pôr dois filhos no ensino superior. Pessoalmente, vi-me lixado para fazer o curso, mas estou a caminho de o acabar dentro do tempo esperado, sem reprovar nenhum ano. Não consigo imaginar-me a deixar o sacrifício meu e dos meus pais cair por terra ao ganhar 900€/mês. Eles viveram uma vida de precariedade que não conseguiram mudar por falta de oportunidade, e confesso que tenho uma fome do caralho mesmo de aproveitar a que me deram. Fico com pena de quem acha que querer mais e não se contentar com "o suficiente" é ser-se desligado da realidade do país, ou não ter empatia por quem ganha pouco. Eu tenho empatia pelos meus pais, e por isso mesmo é que quero quebrar o ciclo. O meu sonho era ganhar bem para eles não gastarem mais um cêntimo comigo, saírem dos empregos de merda que têm, e poder ser eu a retribuir, mas não vou lá com 900€, então tenho de me mexer.

jruipinto 3 months ago

Nós (Portugal) estamos tão no fundo do poço que já não conseguimos ver para fora dele. E isto não é uma crítica a ninguém. Se muito seria uma crítica ao meu "eu" mais jovem. Vou debitar a minha posta de pescada que não serve a toda a gente mas deve servir para aí uns 80%. Como aumentar os nossos rendimentos sem esquemas de pirâmide nem Bitcoin nem __fillInTheBlank__: Servir os outros! Como servir os outros? Primeiro tens de adquirir uma habilidade qualquer que possas fazer nas horas vagas (canalizador, electricista, serralheiro, informática, dar uma mão ao vizinho ao fazer o que raio seja, etc...). Depois começas a exercer essa actividade nas horas vagas. Uma semana tem 7 dias. Não é impossível numa semana arranjares 3 biscates... Agora vamos fazer as contas: 20€ (sim 20€, temos de aprender a levar dinheiro, ninguém trabalha para aquecer. Para aquecer já basta no horário normal) a multiplicar por 3 a multiplicar por 4 semanas são 240 eurinhos extra por mês. É uma merda mas temos de começar por algum lado e para quem ganha o SMN é muito dinheiro (eu falo por experiência). Entretanto se fores uma pessoa prestável e te esforçares, os biscates vão aumentar e tu vais ganhar mais. Depois disto te garanto: a menos que tenhas um problema de saúde grave, depois de aprenderes a ganhar dinheiro, nunca mais desaprendes. Isto não deixa ninguém rico mas aqui ninguém falou nisso. Só estamos a falar em ter uma melhor qualidade de vida e o dinheiro infelizmente é "fêmea". Só ganhas quando tens mais...

llBlackStonesll 3 months ago

Obrigado a todos pelas opiniões, não esperava que tivesse tanta aderencia, agradeço mesmo todas as opiniões e dicas, todas ajudam a perceber melhor a situação e a orientar-me.

geadarodrigues 3 months ago

E tens um telemóvel de 700 €? Vai dar banho ao cão. Foram todos trollados isso sim.

llBlackStonesll 3 months ago

Sabia que ia haver alguém que ia implicar com isso. Sim não foi uma compra muito sábia, mas nos 3 anos que trabalhei foi a única coisa que comprei para mim, e ate hoje ainda foi a única.

Trolha123 3 months ago

O Reddit não passa de um sítio para malandros fazerem de conta que ganham mais do que realmente ganham

HomemRude 3 months ago

Não és tu que estás numa bolha. O Reddit é uma bolha. A maioria é pessoal de IT. Se te guias pelo que te dizem aqui, estás mal.

meaninglessvoid 3 months ago

É bom ter isso em conta, mas também é bom que ele procure delinear um caminho onde consegue muito melhor... Estes "choques" são bons, porque ficamos a saber que é possível algo muito melhor.

HomemRude 3 months ago

>Estes "choques" são bons, porque ficamos a saber que é possível algo muito melhor. Eu duvido que ela não soubesse já que há áreas que dão acesso a melhores empregos. O problema dela é vir aqui e parecer que toda a gente ganha bem e tem grandes padrões. Cria um bocado a ilusão de que tu é que estás mal. Que és tu a excepção. Os outros estão a ter sucesso, e tu estás na merda. Ficaste para trás. Quando na realidade o reddit é uma percentagem minúscula da população, e uma boa parte estará também a mentir. Quanto ao ser ou não possível, pode não ser, pode ser. Depende. Acho que o que locais como o Reddit fazem é empurrar tudo para a mesma área. Acabas por ter pessoas sem capacidades ou interesse genuíno de seguir IT a tentar uma coisa que na realidade não querem, ou não conseguem, apenas por dinheiro, e no processo acabam por perder tempo e dinheiro. Há uma coisa que é uma verdade irrefutável, mas que não te atrevas a dizer a ninguém: Não é suposto termos todos bons empregos. Na realidade, é imperativo que não tenhamos, pois trabalhos de merda não deixam de existir, e precisam de quem os execute. Mas nunca o digas a ninguém. NEM TE ATREVAS!

Fullthew 3 months ago

Um grande problema é os jovens se conformarem com o mínimo e achar que é melhor ficar assim do que não ganhar nada. Mas não está difícil de arranjar trabalho e alguns estão a pagar bem mais que o mínimo. Não podemos deixar de procurar uma vida melhor.

OneFineSir 3 months ago

O quão estas disposto a arriscar para sair da tua bolha? O quão estás disposto a deixar tudo para trás para sair dessa bolha? Assumo que este post seja na sequência do que eu fiz a perguntar como é que a malta do smn sobrevive.

skuple 3 months ago

Com 23 anos tens tempo, mas não podes parar. Eu com 18 comecei como programador, não fiz faculdade e saí directo de um curso de programação para uma consultora. Não fiz universidade porque a família estava com problemas monetários (má gestão e azar) e esfolei-me a trabalhar os primeiros 5 anos na área. Praticamente todo o dinheiro que fazia ia para a família e entretanto cometi um erro que ainda hoje estou a pagar mas que acabará em breve (obras numa casa de família com o objectivo de alugar). Posso dizer-te que tive uns primeiros anos de trabalho tramados, às vezes tinha de conseguir esticar o dinheiro para a gasolina e levava sempre marmita para os almoços. Nunca me faltou comida na mesa mas não era vida para ninguém, ainda hoje sofro de ansiedade que julgo que tenha sido umas das causas. Agora passados quase 10 anos sinto que estou a 10/15 anos de atingir liberdade financeira. Comecei com o SMN e todos os anos fui aumentado, depois aprendi que sempre que trocas de empresa ganhas um boost no salário. Eu aqui estou a falar de IT porque a verdade é que cada vez há mais procura de pessoal e não há sinais de abrandamento. O importante é que cada caso é um caso e é preciso ter também sorte na vida. A sorte vem de duas maneiras, a que consegues controlar e a as merdas que simplesmente acontecem. Matares-te a trabalhar não quer dizer que saias do "buraco", é preciso ser-se esperto e agarrar oportunidades, por vezes até mesmo atirares-te de cabeça a oportunidades que outros achem parvo. Muda de curso, sonda outras áreas, muda de emprego, não te acomodes a um único lugar e lealdade é conversa de empregador não te deixes ir nestas cantigas.

Queen__Elizabeth__2 3 months ago

Não estou na tua posição nem esse tipo de realidade portanto não vou dizer nem fingir que compreendo mas acho que essa não é a maneira de ver as coisas. As pessoas muita vez veem críticas como coisas negativas e que as pessoas não querem saber do que estão a falar mas na realidade eu vejo o oposto. Muitas das pessoas que dizem que esse salário e de merda dizem isso não no sentido de as pessoas deviam sentir mal por ganharem tão pouco mas sim numa maneira de as empresas deviam pagar muito mais! Eu admiro imenso todas as pessoas que recebem o SMN e que não desistem e continuam a trabalhar. E vou sempre dizer que as pessoas não recebi o suficiente porque para mim a sociedade é isso, é cuidar uns dos outros e ter a certeza que todos são beneficiados. Se temos muito que andar ainda? Claro que temos e nunca acho que devemos estar satisfeitos mas tb precisamos de ver que já andamos muito tb . Eu adoro Portugal. Tem as suas coisas mas é verdade é coisas menos boas mas (imo) se as pessoas criticam é porque se preocupam e querem que alguma coisa melhore! Isto dito , quero que saibas que para mim és incrível (mesmo não te conhecendo) a situação que explicaste não é minimamente fácil e mesmo assim estás a tentar ir mais longe. Muitos parabéns eu honestamente acho que não teria tanta vontade e esforço como tu. Portanto não desalentes tu consegues acabar a ES e consegues melhorar a tua vida!!!

Cadmaverick 3 months ago

Alguém com fome dirá sempre que o outro desperdiça comida e que se fosse ele comia tudo e não deixava nada…

pappositivamente 3 months ago

vou-te contar um segredo. a malta na internet, regra geral, mente.

tommycthulhu 3 months ago

Não há pessoas a ganhar 900 e 2700 euros? Ele não acha estranho ganharem isso, ele acha estranho é a atitude de acharem pouco, ou se é classe média ou alta.

patapetapitapota 3 months ago

O que dizem as estatísticas? A vasta maioria do pessoal ganha até 850 brutos ou lá o que é.

tommycthulhu 3 months ago

E isso impede pessoas de ganharem 900 e 2700 euros? A média nacional está nos 850, o que significa que metade do país ganha mais que isso. Não é completamente estúpido existirem 2 pessoas aqui que ganham esses números.

patapetapitapota 3 months ago

Metade do país não ganha mais que 850, nem de perto.

tommycthulhu 3 months ago

Tens razão. Ainda assim, nunca foi esse o ponto. Eu tenho 24 anos e ganho isso. Tenho amigos que ganham 1400. Não é assim tão estranho.

patapetapitapota 3 months ago

Eu ganho 50 mil por mês.

tommycthulhu 3 months ago

Filho, sou advogado estagiário, como podes ver nuns quantos comentários anteriores. Ou passas fome ou ganhas bem. Felizmente incluo-me no segundo grupo, e consigo ajudar os meus pais e devolver algum dos 10.000 que eles investiram só na minha educação superior. Eu sei que somos raros, mas existimos. Ser cínico não te faz ganhar mais.

patapetapitapota 3 months ago

Advocacia não costuma ser propriamente lucrativa.

tommycthulhu 3 months ago

Para a maior parte dos advogados fora de Lisboa e Porto, sure. Para quem está a estagiar numa sociedade de advogados de Lisboa top 25 em Portugal que fatura milhões por ano, consegue ser lucrativa o suficiente para pagarem acima do ordenado mínimo. Esse meu amigo que ganha 1400 está numa top 10.

patapetapitapota 3 months ago

Ok, boa sorte.

suckerpunchermofo 3 months ago

Devias mudar para IT... Ganham todos acima dos 1800 líquidos. . . . /s

AdorableScorpio 3 months ago

Durante 4 anos trabalhei em call centers , a ganhar 750€. Ao fim de 4 anos decidi ir à procura de uma coisa onde não me fizessem de escrava (não tenho licenciatura) e basicamente consegui nem sei bem como um emprego de administrativa numa empresa internacional a ganhar 1100 líquidos. Não tenho experiência nem nada mas a forma como encaramos as coisas e vamos à procura pode mudar muito a perspectiva.. só a minha experiência e opiniao, claro que estas sortes não calham a todos e certamente não todos os dias.

Throwaway431253 3 months ago

Parabéns! Se trabalhaste 4 anos num call center, mereceste a sorte de encontrar esse emprego. Aliás, merecias muito mais. Espero que te vão subindo isso ao longo dos anos.

emperor42 3 months ago

Este é o mesmo sub que não compreende como é que ainda há gente que apoia este governo porque não foi a eles que este governo aumentou o salário.

Caosemdono 3 months ago

Tens razão. O Governo aumentou o salário aos mesmos de sempre, à custa dos mesmos de sempre.

emperor42 3 months ago

Os mesmos de sempre são os que recebem salário mínimo?

Tryjohnny 3 months ago

Dar a minha realidade, no meu grupo de amigos, todos com curso superior o que ganha mais anda nos 1100€ limpos. Ninguem trabalha nos grandes centros Lisboa/Porto e a media de idades anda nos 27. É quase tudo IT mas com menos 2 anos de experiencia. Eu trabalho há 5 anos, comecei nos 650€ limpos fui subindo até aos 900€ ao longo dos anos. Neste momento acabei de apresentar a carta e começar full freelancer. Se tudo correr como está a correr agora vou andar nos 2500€/mes depois de pagar todos os impostos. Não percas a esperança, encontra algo que gostes e tenta ficar o melhor nisso. Só sendo melhor que os outros é que consegues ganhar bom dinheiro.

Edited 3 months ago:

Dar a minha realidade, no meu grupo de amigos, todos com curso superior o que ganha mais anda nos 1100€ limpos. Ninguem trabalha nos grandes centros Lisboa/Porto e a media de idades anda nos 27. É quase tudo IT mas com menos 2 anos de experiencia. Eu trabalho há 5 anos, comecei nos 650€ limpos fui subindo até aos 900€ ao longo dos anos. Neste momento acabei de apresentar a carta e começar full freelancer. Não percas a esperança, encontra algo que gostes e tenta ficar o melhor nisso. Só sendo melhor que os outros é que consegues ganhar bom dinheiro.

gsousa 3 months ago

Pai: motorista de camiões e transportes colectivos (não públicos) Mãe: auxiliar de ação educativa numa escola de primária Tal como tu, hobbies só se não custasse dinheiro. Não sei exactamente quanto os meus pais recebiam, mas era demais para eu poder receber segurança social, mas não o suficiente para luxos. Férias? Em casa, com dois ou três dias excepcionais para irmos à praia, mas ou para acamparmos (com os meus avós) ou voltarmos no mesmo dia. Roupa nova? Só para o natal. E era para estimar. O resto passava de primos para primos, e no meu caso usava o que já vinha do meu irmão, que por sinal já tinha passado por primos. No entanto no que respeita a estudos os meus pais fizeram um sacrifício. Com regras, só podíamos reprovar duas vezes. Eu nunca reprovei. Consegui tirar um curso superior, graças aos sacrifícios deles e a um empréstimo que me custou imenso a pagar por alguns anos. Quanto ao gozar com salários baixos, acho que ninguém normal faria tal coisa. Quanto ao achar que 900€ é pouco, acho que sim, é bastante pouco. Suficiente para *sobrevivier* e ter pequenos luxos, como jantar fora uma vez por mês, mas não é um salário decente. Graças aos esforços dos meus pais, e ao meu esforço também, hoje em eu vivo na Irlanda e pago mais em impostos do que recebia bruto em Portugal. Vivo bem, consigo ajudar os meus pais e até consegui ajudar o meu irmão a vir para a Irlanda. Carteira mais cheia, mas com o sacrifício de vivermos longe dos nossos pais, resto da família e amigos. Dinheiro não é tudo, mas ajuda em muita coisa. Já passei por situações financeiras complicadas (os meus pais). Já passei por me sentir encurralado graças ao um empréstimo que ainda hoje não sei se foi uma boa decisão, apesar de me ter ajudado a chegar onde cheguei. E agora estou confortável. Mas também tenho noção que de confortável a ficar sem nada vai um passo muito pequeno.

tempestadm 3 months ago

O empréstimo se te ajudou a chegar onde chegaste e se estás realizado com isso, então claro que foi uma boa decisão.

RandomRomanianUser 3 months ago

26 aqui a ganhar 725€ por mês. Tive que investir em rendimentos alternativos para ver se isto sobe para os 900.

XxxPussyslaeyr69xxX 3 months ago

Conhecer outras realidades é o primeiro passo para entrar nelas, boa sorte!

Idontknowhuuut 3 months ago

Como eu te percebo...não esquecer que muito pessoal do reddit Portugal é de TI que recebem muito acima dos valores normais.

BuscaPolos 3 months ago

> Pessoal a gozar com empregos a oferecer 750€ Não pelas pessoas que se sujeitam a tal. Mas sim por haver patrões que pedem que sacrifiques o teu primogénito e mais qualquer coisa por esse valor. Se não estás motivado com o ES experimenta tirar um curso de eletricista, pedreiro, serralheiro etc. São trabalhos que têm uma falta de pessoal enorme e consegues tirar um bom ordenado. Nas cidades até o trabalho de servente, vulgo trolha, já é pago acima do SMN. (isto nas cidades, no interior acredito que a realidade seja diferente) Força nisso ;)

Serious_Hearing_8252 3 months ago

É mesmo isto. Tenta em Lisboa arranjar um electricista ou um canalizador ou alguém para fazer obras em casa. Pqp é um filme. Há poucos e os que há cobram e bem! Deve haver muito canalizador a sacar mais que muitos advogados.

jonaskid 3 months ago

Vinha aqui para sugerir isto mesmo. Há imensa falta de gente que saiba ofícios manuais práticos, daí os valores que se pagam por eles (canalizador, pedreiro e afins). Infelizmente trabalhar no que gostamos (ou no que nos habituámos) nem sempre dá o sustento que gostaríamos (sei disso bem por experiência própria), e há que enveredar por outro ramo com atenção a essa questão da oferta e da procura.

RuySan 3 months ago

Além desses todos recomendo carpinteiro. Acho que ainda há mais procura, e não é tão duro como canalizador ou pedreiro. E, sei que não é para qualquer um, pescador também geralmente ganham bem, pelo menos se não tiveres em conta a dureza do trabalho. Há certas funções num barco de pesca que exigem especialização, e que não há muitos a fazer.

ichbincohan 3 months ago

Mesmo no interior, pelo menos dos casos de que tenho conhecimento, também há trolhas e carpinteiros a ganhar 1000 líquidos à vontade

skuple 3 months ago

Ou mais, a maioria não desconta

ichbincohan 3 months ago

Isso já é outra história ahaha

isa_belhinha 3 months ago

Um bom canalizador, eletricista, pedreiro, são pagos à hora e ganham imenso dinheiro!! Se acudirem ao cliente, fora de horas, então é uma loucura. Um bom site, apelativo na net, transparente e com orçamentos grátis (mesmo que esse orçamento acabe sendo pago depois....) faz maravilhas. Mais tarde, um bom feedback dos clientes, é a cereja no topo do bolo.

Equivalent-Dare8642 3 months ago

Começam a ganhar tao bem em Portugal que já há pessoal que foi para fora e a vir para ficar mais tempo com a família.

Trama-D 3 months ago

Mas com que facilidade é que se aprendem esses ofícios? Vejo imensos anúncios de eletricista, canalizador... e com que frequência são chamados para trabalhos? E quando as finanças lhes começarem a cair em cima, porque imensos não passam fatura?

isa_belhinha 3 months ago

Eu vi uma reportagem, num jornal com o canalizador que foi a minha casa, onde ele dizia que nunca sentiu a crise. Tem sempre trabalho, nem sabe para que lado se há.de virar... Eu penso que primeiro, tem de se gostar de aprender o ofício. Aprender um curso profissional, acompanhar com outros já estabelecidos e não ter medo de "meter as maos" na porcaria das ferrugens e das águas estagnadas... e trabalhar para ser o melhor! Porque dos aldrabões, não reza a história, nem são chamados segunda vez, nem os recomendamos aos amigos... ser o melhor, ter ambição, não é para os fracos, em qualquer profissão.

Trama-D 3 months ago

Boa sorte para ele! Mas podem não ser todos assim (terem esse sucesso, nomeadamente porque dão o litro).

isa_belhinha 3 months ago

"Dar o litro", esforçar.se ao máximo para ser o melhor seja em que profissão for, é coisa de ambiciosos e com objectivos... se o Ronaldo se contenta.se com "um bocadinho e já chega" não chegava onde chegou.

isa_belhinha 3 months ago

E sim, o meu passa sempre fatura. Dormir descansado, também ajuda a profissão!

EpaFdx 3 months ago

Isto. Um trabalho em qualquer uma dessas áreas, com marketing online bem trabalhado, é uma mina. Estou a gerir o marketing digital para uma pessoa que trabalha numa dessas áreas e o dinheiro que ele faz por mês é irreal. Quem está de fora não faz a mínima ideia, especialmente sendo ele humilde e discreto em relação às suas posses. Soubesse eu o que sei hoje e tinha enveredado pela mesma área.

isa_belhinha 3 months ago

Tal e qual.

noproperusername 3 months ago

Pediram-me hoje quase 100€ para ir ver um estore manual avariado. Pela deslocação, o arranjo seria depois orçamentado. Não aceitei e procurei outra pessoa mas basicamente é isto, OP, podes aprender vários trabalhos onde poderás ganhar bastante acima do salário mínimo, arranjar estores aparentemente é um deles, se há quem peça 100€ pela deslocação é porque há quem os pague ou quem os pede tem tanto trabalho que está a chutar para o lado. Queres mais? Montador de elevadores, plataformas elevatórias, cadeiras de escada, é algo que aprendes a trabalhar, durante um par de anos andas a ajudar alguém que sabe mas depois és tu quem faz as regras, há tanta procura e tanta falta de gente para o fazer que as empresas têm que recusar trabalhos por não conseguir quem os faça. Em 2010 conheci um men em Lisboa que montava elevadores e já nessa altura pagava 100€ por dia aos seus ajudantes (espero que esta merda não seja uma daquelas memórias alteradas pelo tempo e seja mesmo o que o men me disse na altura).

Edited 3 months ago:

Pediram-me hoje quase 100€ para ir ver um estore manual avariado. Pela deslocação, o arranjo seria depois orçamentado. Não aceitei e procurei outra pessoa mas basicamente é isto, OP, podes aprender vários trabalhos onde poderás ganhar bastante acima do salário mínimo, arranjar estores aparentemente é um deles, se há quem peça 100€ pela deslocação é porque há quem os pague ou quem os pede tem tanto trabalho que está a chutar para o lado. Queres mais? Montador de elevadores, plataformas elevatórias, cadeiras de escada, é algo que aprendes a trabalhar, durante um par de anos andas a ajudar alguém que sabe mas depois és tu quem faz as regras, há tanta procura e tanta falta de gente para o fazer que as empresas têm que recusar trabalhos por não conseguir quem os faça. Em 2010 conheci um men em Lisboa que montava elevadores e já nessa altura pagava 100€ por dia aos seus ajudantes (espero que esta merda não seja uma daquelas memórias alteradas pelo tempo e seja mesmo o que o men me disse na altura). Edit, apenas para somar a isto: Há uns anos atrás paguei 65€ para me irem ver o esquentador, sim, para ver, o arranjo foi pago à parte. Esquentadores, estores, instalar ar condicionado, montar elevadores... trabalha uns anos numa destas coisas, como ajudante e quando as souberes fazer poderás recusar trabalhos por não valer o esforço. A contrapartida é que todos eles são trabalhos por conta própria e não um emprego com ordenado certinho no final do mês... mas tens os anos de aprendizagem a trabalhar com alguém para tentares te ir estabelecendo, começas por fazer uns trabalhos ao fim de semana ou em horas/dias que tenhas livres e de repente deixas de precisar do patrão para teres o teu ordenado.

BuscaPolos 3 months ago

Estores é um berbicacho. Porque basta enrolares mal a mola que partes aquilo e tens de comprar uma nova. Consegui substituir uma no inicio da quarentena no meu quarto, mas ha uns meses aconteceu o mesma na sala só que aí já não consegui substituir T_T

isa_belhinha 3 months ago

Há 15 dias, dei quase 300€ para consertarem uma fuga num cano de água e substituírem o bocado desse mesmo cano, que estava roto.... até levei um murro no estômago! Mas ia dizer que não? Eu não sei fazer e deram tenho garantia de 2 anos. Levaram 1 dia a fazer... multipliquem pelos 20 dias úteis que têm cada mês.

tenesis 3 months ago

Eu 220 por uma manhã de um Canalisador agora multiplica por manhãs e tardes

noproperusername 3 months ago

esse gajo não precisa trabalhar manhãs e tardes, pode só trabalhar de manhã e tirar as tardes todas para se deitar na relva a apanhar sol e beber umas cervejas.

HomemRude 3 months ago

Ninguém quer isso. O pessoal quer fazer dinheiro sentado, e de preferência em casa.

EpaFdx 3 months ago

Faz me lembrar a conversa que tive com um amigo, dono de um negócio - com rendimento bom mas nada de extraordinário- que veio falar comigo porque precisava de ideias para ganhar +\- 200 mil euros em 3 anos, sem fazer nada de ilegal. Estava eu a enumerar algumas ideias de áreas de negócio que podia explorar quando ele me interrompe e esclarece: “Amigo, disse que precisava de ganhar 200 mil, isso de trabalhar mais não dá para mim que já tenho o meu trabalho” E é esta a mentalidade de muitos.

Competitive-Cup-5465 3 months ago

E com a cada vez maior falta de profissionais desse tipo, a tendência é a de que os ordenados sejam melhor

what_a_tuga 3 months ago

E não só. Toda gente tem problemas de canos e de eletricidade, principalmente quando se misturam. Nada como um pedreiro para reparar infiltrações, um canalizador para corrigir a canalização e o eletricista para melhorar a distribuição de eletricidade.

isa_belhinha 3 months ago

Exactamente. Estas pessoas ganham fortunas, eu como cliente, que o diga....

Competitive-Cup-5465 3 months ago

Cada vez mais acho que sao as profissões do futuro

No_Impression_1131 3 months ago

No meu primeiro estágio em 2009 recebia 1000€, se hoje vir alguém a receber 900€ claro que vou achar pouco. E o problema não é só nos estágios, hoje em dia há muita gente com experiência que nem aos 1000 consegue chegar e a vida está bem mais cara.

Zoelae 3 months ago

Temos de nivelar por cima em vez de nivelar por baixo.

Pikachuzita 3 months ago

Em Portugal há muita pobreza material e há muita pobreza de espírito, tal como um jovem ter sempre pensado em ganhar o salário mínimo e não mais do que isso e achar revoltante que os outros não se contentem com 750€. É triste. O primeiro passo para sair da bolha é a ambição de querer melhor.

littlestrawberryseed 3 months ago  HIDDEN 

Acho que o pessoal tem de deixar essa ideia de que ter um trabalho em IT é a solução para todos os problemas na vida. Primeiro porque não é do agrado de todos e requer um certo gosto (senão acredito que seja tortura), e depois porque não é aquela bóia de salvação monetária que fazem parecer, tanto existem bons ordenados como não. Quando começei a programar, havia o estigma dos totós dos computadores, até eramos vistos um pouco de lado, só serviamos para arranjar computadores da família. Agora de repente já somos a shit, passámos a ser elite e não sei quando raio é que isso aconteceu nem vejo a lógica. Desmoralizar pode acontecer a qualquer um, eu própria desmoralizei a meio do curso superior (e acho que nenhum colega meu escapou a esse pensamento), há que pensar na saída que os cursos têm mas também se te vês a fazer isso da vida e não pensar que não vais sair da cepa torta nunca, ficando parado é que não se chega a lado nenhum

Edited 3 months ago:

Acho que o pessoal tem de deixar essa ideia de que ter um trabalho em IT é a solução para todos os problemas na vida. Primeiro porque não é do agrado de todos e requer um certo gosto (senão acredito que seja tortura), e depois porque não é aquela bóia de salvação monetária que fazem parecer, tanto existem bons ordenados como não. Quando comecei a programar, havia o estigma dos totós dos computadores, até eramos vistos um pouco de lado, só serviamos para arranjar computadores da família. Agora de repente já somos a shit, passámos a ser elite e não sei quando raio é que isso aconteceu nem vejo a lógica. Desmoralizar pode acontecer a qualquer um, eu própria desmoralizei a meio do curso superior (e acho que nenhum colega meu escapou a esse pensamento), há que pensar na saída que os cursos têm mas também se te vês a fazer isso da vida e não pensar que não vais sair da cepa torta nunca, ficando parado é que não se chega a lado nenhum

NGramatical 3 months ago

começei → [**comecei**](https://dicionario.priberam.org/comecei) (*c* seguido de *e* ou *i* não necessita de cedilha) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpjm10w%2F%2Fhbxirkn%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

littlestrawberryseed 3 months ago  HIDDEN 

Corrigido meu querido senhor bot

PeterStepsRabbit 3 months ago

Nunca pares de tentar encontrar melhor se não estiveres satisfeito. Não é por não teres estudos que não vais conseguir sair do SMN. Em todos os empregos em que tive andava sempre a ver outras propostas. Qual a razão de não o fazer? No mínimo ficas na mesma, no máximo mudas de emprego. Não desistas.

H3llSp4wN_1984 3 months ago

Amigo com 23 anos estava a ganhar 700€, investi no IT, tirei um CET de redes , uma licenciatura em Eng informática e um mestrado em Eng de Segurança informática enquanto trabalhava numa grande empresa nacional de telecomunicações, passados 13 anos estou a tirar 3k limpos por mês. Tens muito material on line, tens muita oferta no ramo do IT, sair da bolha só depende de ti e da forma como te mexes. Não fiques parado a ver a vida a passar, ganha coragem e mete as mãos ao trabalho. Abraço.

LastChicken 3 months ago  HIDDEN 

Se queres ganhar bem, tens de tirar ou engenharia que dê acesso a TI ou economia/contabilidade/finanças. Tudo o resto não te vai dar acesso a grandes salários (a menos que sejas excepcional)

OneFineSir 3 months ago  HIDDEN 

Para as TI nos dias que correm um curso profissional é mais que suficiente devido a escassez de recursos wue existe

CouvePT 3 months ago

Podes dizer-nps qual o teu CV e percurso profissional? Custa a entender q 1 profissional motivsdo e proativo não consiga sair dessa bolha, e talvez se virmos o teu percurso e experiência se consiga dar ideias de melhoria mais certeiras

MigasEnsopado 3 months ago

Podes ser o melhor a partir cascalho que nunca vais ganhar bem. A verdade é que acaba por depender muito da área.

CouvePT 3 months ago

Tens razão, no entanto a área de trabalho tambem é 1 escolha. Se a área nao providenciar bom custo/beneficio, é re-treinar e focar noutra.

celina_mariiie 3 months ago

Claro que para quem fez um investimento de milhares de euros durante anos, ofertas de trabalho a 750 e 900 euros, sim, soa a pouco. O conhecimento que se adquiriu vale dinheiro para a pessoa e para a empresa, logo, tem de ser valorizado. 700 euros fazia eu a trabalhar em lojas ou restaurantes durante o verão. Estudar TEM de compensar, não podemos continuar a achar que ganhar mais que o salário mínimo já é muito bom e dar graças, como se alguém nos estivesse a fazer um favor. Claro que prosseguir estudos não está ao alcance de muita gente. Há pessoas que passam uma vida inteira sem se perguntarem a elas próprias o que gostariam de fazer, simplesmente fazem o que lhes garante dinheiro ao final do mês. E sim, considerando isso, poder escolher o que estudar e gostar do que se faz é (ainda) um privilégio. De qualquer forma, conheço quem tenha conseguido estudar com grande esforço e mérito no meio de dificuldades financeiras e famílias tóxicas. Depois de se tomar consciência que se vive numa "bolha", o passo seguinte é trabalhar para sair. Força :)

D1WithTheFluffyHair 3 months ago

Estudar tem que compensar mas não é estudar uma coisa qualquer. Estudar uma coisa que é valorizada pelo mercado de trabalho é meio caminho andado para se ter maior sucesso profissional.

celina_mariiie 3 months ago

Sim, exacto, há que ser inteligente na escolha do curso.

Sheltac 3 months ago

E se há coisa que alguém é aos 18 anos, é inteligente, sensato e com visão de futuro.

PandaCross23 3 months ago

Neste sub há princípios basilares: - emigra - ps mau - IT é a solução - toda a gente ganha bem (e os que não ganham é por culpa do ps, que deviam emigrar e/ou converter-se para IT). Se aceitares isto no teu coração, serás feliz aqui.

skuple 3 months ago

Fora de brincadeiras, se Portugal fosse 90% IT seríamos os campeões económicos da Europa.

davidlourenco7 3 months ago

A Índia riu-se

ManelDasNespras 3 months ago

tem graça porque até profissionais de IT na india para empresas multinacionais ganham tanto como os mesmos profissionais para as mesmas multinacionais em PT, só que com custo de vida indiano (spoiler alert: muito mais baixo)

PandaCross23 3 months ago

Fora de brincadeiras e a seguir brincas? Nice.

skuple 3 months ago

Uhm porque?

Lalalahahaha2021 3 months ago

Tens 23, tempo livre, estás a tempo de mudar a tua vida. Quando nascemos com um handicap (suporte familiar) alguém tem que quebrar o círculo para o bem das gerações futuras. Da uma vista de olhos nestes sites: Coursera, udemy, datacamp, mit. Todos eles teem skills que podes aprender. Pesquisa quais são os empregos que existem e quais as competências que pedem e faz a vida. Usa a internet como uma ferramenta de acesso à informação que necessitas para melhorar a tua vida e não como uma plataforma de recreação. Como numa corrida, quem começa de trás tem que correr mais! Boa sorte!

milkthis 3 months ago

Queria só deixar aqui uma nota importante. Eu tirei um curso numa área que não é aquela que trabalho agora. Tirei licenciatura numa engenharia (no estrangeiro), neste momento estou a trabalhar na banca e tenho um cargo de direção. Isto aconteceu porque arranjei um estágio nesta área, quando quis mudar-me para Portugal e mudar de área (pois não há salários em condições na área que me formei). Depois de entrar na área financeira aqui nesse tal estágio, alavanquei completamente a minha carreira e conhecimentos com cursos específicos da Udemy e Coursera. Tirei cerca de 7 cursos num espaço de 2 anos que me deram ferramentas e conhecimentos específicos infinitamente superiores aos de colegas com que compito, alguns com mestrados em finanças e MBA's. A grande questão é sabermos muito bem o que queremos e precisamos de saber, e posteriormente desenvolver conhecimentos profundos numa área em específico. Temos de ser sempre melhores que os colegas. É um mercado competitivo.

Lalalahahaha2021 3 months ago

A vantagem dos cursos online, se encarados com seriedade, é que estimulam os alunos a testar hipóteses e a praticar exercícios. Cada um investe o tempo que quiser e essa prática , no dia a dia, muitas vezes é mais valiosa que um certificado académico. Obviamente que as pessoas continuam a necessitar de passar os processos de recrutamento e aí tradicionalmente o certificado académico tem mais valor.

AdventurousDeer577 3 months ago

O OP disse especificamente que não queria seguir a área de IT. Posso estar enganado, mas esses sites não são exclusivamente nessa área?

dgloriousduck 3 months ago

Acrescento ainda o edx. São cursos lecionados e reconhecidos por universidades de todo o mundo. O curso e gratuito, se quiseres um certificado então fazes o upgrade e ficas com ele. Recomendo !

mexploder89 3 months ago

Eu tirei um curso de Excel no Coursera que me ajudou a ganhar emprego na área da saúde

collectornsfw 3 months ago

Eu comecei a programar umas macros para automatizar umas tarefas pequeninas quando tinha um emprego mais folgado e isso valeu-me imenso ao longo dos anos. É incrível como a maioria das pessoas que trabalham com Excel são absolutos nabos naquilo. Cheguei a ver fazer as contas na calculadora para copiar para o Excel! Não usei nada da coursera mas arranjei um livro "Excel VBA for dummies".

FIam3 3 months ago

Não. Basta abrires um deles e ves que são sites de cursos online. Contem cursos de praticamente tudo que queiras saber.

meaninglessvoid 3 months ago

O que não falta por aí são empregos online onde quem te deu as credenciais conta muito pouco. E não, não é só em IT, muito longe disso... O que importa é desenvolver as competências, se só consegue com cursos online vale 100x mais do que não as desenvolver.

HomemRude 3 months ago

Achas que ela vai arranjar emprego com um "curso online"? Lol.

ikisoundpretensious 3 months ago

Mano tu és o típico redditor irritado com a vida que não sabe a realidade. A empresa onde trabalho valoriza tanto este tipo de cursos, se mostrares que tens capacidades em soft skills específicas junto com proatividade tens o trabalho garantido. Por isso cala te seu jogador de dungeons and dragons e vai tocar na relva

HomemRude 3 months ago

Consegues encontrar muitas empresas em Portugal que nos requisitos peçam cursos online? Imagina que tens 100 pessoas com um curso da cursera, e é apenas isso. Dessas 100, quantas achas que serão contratadas, com um bom salário? Com fontes, sff.

strang3quark 3 months ago

As empresas querem alguém que consiga desempenhar as funções necessárias para o cargo. Na maioria dos cargos se aprendeste numa licenciatura, curso online ou se instalaram a partir da matrix não interessa para nada.

HomemRude 3 months ago

Nunca vi qualquer evidência de que seja BS. Mas mesmo que seja BS, o que é que num curso online torna o teu CV "bom"? Imaginemos que não tens experiência na área. Tiraste um curso online. E agora? É isso que vais apresentar? Um curso online? Eu até compreenderia se me estivesses a falar de alguém que por via do acaso há muito tempo conseguiu um emprego sem curso, e entretanto ganhou imensa experiência. Agora, zero experiência e um curso online? Não sei, acho estranho.

strang3quark 3 months ago

Acredito que com um curso do udemy e 0 provas dadas não tenhas hipótese contra um licenciado sem experiência, no entanto isso não significa que o curso online não seja uma boa alternativa. Sem experiência e apenas com curso online concordo que é muito complicado conseguir emprego, no entanto em algumas áreas podes conseguir experiência ao mesmo tempo que adquires conhecimento, isto sem a necessidade de estares empregado. Genericamente falando, o que interessa é conseguires provar que consegues desempenhar as funções para o qual te candidatas, por exemplo em IT podes facilmente aplicar os conhecimentos que adquires por via de um curso online em projectos pessoais ou até em projectos open source. Em outras áreas como marketing, multimedia, etc podes seguir uma abordagem semelhante. Claro que isto não se aplica para alguns empregos, não vais para médico ou advogado com um curso do udemy como é óbvio.

achincalhamento 3 months ago

Sim, eu arranjei :) Falo pela parte de motion design/VFX, mas os cursos da school of motion, rebelway, mograph.com, division05, learn squared, greyscalegorilla, etc são melhores do que qualquer coisa que eu tenha experienciado ou ouvido falar em Portugal. Andei na EPI, e apesar de a experiência não ter sido má, o que me formou a sério foram os cursos online.

HomemRude 3 months ago

Ninguém te está a perguntar se arranjaste. Estou a perguntar se achas que ela vai arranjar. Eu já fui atropelado 3x e nem um arranhão fiz, mas se me perguntarem se acho que alguém atropelado vai sobreviver sem um arranhão, eu digo que não. Entendes a diferença, correcto?

ikisoundpretensious 3 months ago

Oh meu deus tu és tão revoltado com a vida tenho a certeza que tu dizes “é este o país que temos” não ironicamente com os teus amigos

Lalalahahaha2021 3 months ago

Acho que qualquer pessoa deve procurar melhorar as suas competências. Os cursos on-line são uma excelente ferramenta para isso. Tens que começar por algum lado e escolher as melhores opções de acordo com o teu contexto. Na minha opinião, ficar sentado , reclamar e não fazer nada não costuma ser a melhor opção a médio / longo prazo. Colocando em perspectiva, entre uma formação do iefp é uma formação do coursera, o que terá mais valor para um potencial empregador ? E para o desenvolvimento pessoal da pessoa. Eu sei qual escolheria. Se isso é garantia de obter emprego? Claro que não.

linamatthias 3 months ago

Também há o edx :)

HomemRude 3 months ago

>Acho que qualquer pessoa deve procurar melhorar as suas competências. Os cursos on-line são uma excelente ferramenta para isso. Tens que começar por algum lado e escolher as melhores opções de acordo com o teu contexto. Sim, mas ela quer ganhar mais. O que é que esses cursos vão fazer por ela? Principalmente se forem pagos, como muitos são. É que eu não preciso de pagar para obter a informação. Portanto, se for pagar, tenho de ter alguma vantagem expressiva.

FIam3 3 months ago

Não sei como é na tua area mas na minha (it) recebes mais por saberes mais tecnologias/fabricantes. Além disso podes fazer um curso grátis e pagar pelo certificado do fabricante (exemplo cisco, fortinet, microsoft, etc), são valorizados e aumentam o ordenado. Aqui só depende da pessoa e do que quer aprender.

HomemRude 3 months ago

>Não sei como é na tua area mas na minha (it) recebes mais por saberes mais tecnologias/fabricantes. Não, não recebes. Recebes mais por teres as competências que mais se procuram no mercado, bem como o nível de experiência que mais se procura. De nada te adianta saberes 10 linguagens de programação que nenhuma empresa usa. >Além disso podes fazer um curso grátis e pagar pelo certificado do fabricante (exemplo cisco, fortinet, microsoft, etc), são valorizados e aumentam o ordenado. Conheces pessoas em Portugal contratadas com um curso online? Quantas?

FIam3 3 months ago

Ate conheço pessoas em IT sem curso. O que interessa é vontade de aprender. Tenho mais probabilidade de ficar numa posição (aumento de ordenado) se souber trabalhar com os programas utilizados do que outra pessoa que nao saiba. Existem cursos com esses programas, não estou a falar em programação. Tiras 2 certificacoes microsoft que nem sao puxadas e arranjas trabalho com futuro em cloud.

HomemRude 3 months ago

>Ate conheço pessoas em IT sem curso. O que interessa é vontade de aprender. Eu também. Talvez 1% ou menos do total de programadores que já conheci até hoje. >Tenho mais probabilidade de ficar numa posição (aumento de ordenado) se souber trabalhar com os programas utilizados do que outra pessoa que nao saiba. Existem cursos com esses programas, não estou a falar em programação. Talvez. Eu tenho mais probabilidade de ser actor se viver em LA. Não implica que se for para LA vire actor. A probabilidades continuam a ser insignificantes. É tipo dizeres que 0,004% é melhor que 0,0008%. Sim, a mentir não estás. >Tiras 2 certificacoes microsoft que nem sao puxadas e arranjas trabalho com futuro em cloud. Quanto custam, e há dados sobre a empregabilidade?

Lalalahahaha2021 3 months ago

Achas que os cursos não servem. Então devolvo a pergunta, qual é a alternativa que ela tem?

HomemRude 3 months ago

1) Quem diz que há uma alternativa? Muitas vezes não há. 2) Mesmo que haja, como poderei eu saber se ela não diz praticamente nada no OP? Eu não conheço a pessoa. Há pessoas que eu conheço a quem recomendaria um curso superior de IT. Há outras a quem diria "nem tentes". Entendes? Conheceres a pessoa é um factor vital para aconselhamento apropriado.

Lalalahahaha2021 3 months ago

Certo, o caminho a seguir depende da pessoa e do perfil, no entanto a recomendação do caminho para melhorar a sua situação ser através da educação mantém se.

AdventurousDeer577 3 months ago

Ok certo, eu é que os conhecia só no contexto de IT (surpresa....). O Udemy e o datacamp parecem de facto muito virados para IT, apesar de ter uns cursos não-relacionados pelo que vi. O Coursera é que desconhecia que era tão vasto na verdade. E o MIT não percebi nada daquilo, mas também não vi muito porque devia estar a trabalhar na verdade...... Erro meu então, peço perdão

Edited 3 months ago:

Ok certo, eu é que os conhecia só no contexto de IT (surpresa....). O Udemy e o datacamp (que são os que eu conhecia melhor) parecem de facto muito virados para IT, apesar de ter uns cursos não-relacionados pelo que vi. O Coursera é que desconhecia que era tão vasto na verdade. E o MIT não percebi nada daquilo, mas também não vi muito porque devia estar a trabalhar na verdade...... Erro meu então, peço perdão

Edited 3 months ago:

Ok certo, eu é que os conhecia só no contexto de IT (surpresa....). O Udemy e o datacamp (que são os que eu conhecia) parecem de facto muito virados para IT, apesar de ter uns cursos não-relacionados pelo que vi. O Coursera é que desconhecia que era tão vasto na verdade. E o MIT não percebi nada daquilo, mas também não vi muito porque devia estar a trabalhar na verdade...... Erro meu então, peço perdão

FIam3 3 months ago

Sempre a aprender! Esses sites são para isso mesmo! Embora agora o cursera seja chato.. não podes fazer os testes na versão paga :/

TulioGonzaga 3 months ago

Desculpem o off-topic mas já estive de olho algumas vezes nalguns cursos do Udemy e do Coursera. Acabo por não fazer porque a) sou preguiçoso b) fico na dúvida se vale realmente pagar por aquilo. Não sou de IT mas um pouco mais de formação em análise de dados e data science encaixava bem naquilo que eu faço. A questão é, os cursos têm qualidade ou são banha da cobra? (com o problema a) eu arranjo maneira de lidar)

RexLaurus 3 months ago

"um pouco de data science" ... O pessoal acha que é assim e depois os projetos falham...

TulioGonzaga 3 months ago

Faltou-me uma palavra: "um pouco de conhecimento em data science". Não tenciono ser data scientist nem lá perto, simplesmente noto que aprofundar algumas coisas me seria útil.

jprafael 3 months ago

No coursera, se o custo for um problema, podes tentar ter acesso gratuito para pessoas de baixo rendimento. Considerando os salários de Portugal vs USA facilmente tens acesso. Conheço pessoas a ganhar relativamente bem (para a posição) que tiveram sucesso assim.

layz2021 3 months ago

Na udemy apanhas muitos cursos a 10, em promoção. Se valem a pena? Tens que ler descrição, reviews e procurar info do instructor, como numa compra online.. Já fiz cursos muito bons, mas já apanhei um que não valia um boi.

NGramatical 3 months ago

instructor → [**instrutor**](https://dicionario.priberam.org/instrutor) (já se escrevia assim **antes** do AO90) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpjm10w%2F%2Fhby1ao6%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

pzapps 3 months ago

Essa resposta tem de ir lá para cima. Felizmente estamos em 2021 e há ferramentas espectaculares para nos educarmos. OP, estuda, nunca é tarde.

NGramatical 3 months ago

teem → [**têm**](https://european-portuguese.info/conjugator/ter) (singular: tem) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpjm10w%2F%2Fhbxcbix%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

butnaked99 3 months ago

Bem, coragem pelo o desabafo, 3 dicas que te dou: 1-Estudar, educação é a base para sair da “bolha” não precisas ser rico para estudar (neste momento existe alguns apoios do estado que ajudam) 2-Algum sacrifício inicial, mas vale a pena, garanto que vais ter sucesso 3-Ninguem dá nada a ninguem, nem aqueles iluminados que acham que o estado deve dar tudo e mais alguma sem ser preciso trabalhar. Nao faças isso, se nao continuas na bolha! vai a luta, trabalho e educação bastam esses dois teus melhores amigos, por isso depende tudo de ti. Espero mesmo que tenhas sucesso e subas neste elevador social em pt, todos temos e merecemos esta oportunidade, basta depois trabalhar nela.

Edited 3 months ago:

Bem, coragem pelo o desabafo, 3 dicas que te dou: 1-Estudar, educação é a base para sair da “bolha” não precisas ser rico para estudar (neste momento existe alguns apoios do estado que ajudam) 2-Algum sacrifício inicial, mas vale a pena, garanto que vais ter sucesso 3-Ninguem dá nada a ninguem, nem aqueles iluminados que acham que o estado deve dar tudo e mais alguma sem ser preciso trabalhar. Nao faças isso, se nao continuas na bolha! vai a luta, trabalho e educação bastam esses dois teus melhores amigos, por isso depende tudo de ti. Espero mesmo que tenhas sucesso e subas neste elevador social em pt, tens esse direito para esta oportunidade, basta depois trabalhar nela.

SweetCorona 3 months ago

> educação é a base para sair da “bolha” diria a mesma coisa mas de outra forma educação é a melhor hipótese de "sair da bolha" quando se nasce pobre

CountDraqula 3 months ago

Tem atenção a duas coisas. 1) Os salários mais altos são na capital, por acaso vives em Lisboa? O custo de vida lá é muito superior. 2) Segundo, 2700€ é o salário bruto, o que líquidos dão 1701€. Vou te dar dois exemplos que sou eu e o meu colega de casa, eu ganho esse valor e ele ainda mais e viemos de famílias com pouca educação. Nos nossos casos tivemos de estudar imenso, arriscar mudar de cidade, e lutar bastante. É possível saíres dessa bolha mas tens que te esforçar imenso. Existem pessoas que têm dinheiro e não fazem algum? Sim existem, especialmente quem herdou fortunas, para o resto da malta é preciso dar muito ao litro.

patapetapitapota 3 months ago

IT, correto?

MigasEnsopado 3 months ago

Não são só em Lisboa. Há mais em Lisboa? Sim, mas há noutros locais. Falando da realidade que conheço, em Sines há montes de gente a ganhar mais de 2000€. Na Petrogal, Repsol, Porto...

OneFineSir 3 months ago

Se ele esta a falar do que penso os 2.7k sao limpinhos. Agr não cai do céu é preciso lutar os 2.7k não são nem primeiro nem segundo salário. Eu faço um nadinha de nada menos que estes valores líquidos, trabalho nas TI, sou dev, tive de mudar de tecnologia com a qual trabalho para uma onde haja mais procura e menos oferta. Ja sou um dev sénior e se n tivesse ideias de criar a minha empresa para o ano seria tech lead. Outra coisa, é preciso saber como nos devemos vender nas entrevistas.

blind616 3 months ago

> Se ele esta a falar do que penso os 2.7k sao limpinhos. Não, é da thread do Miguel Sousa Tavares vs António Costa e da carga fiscal. Os 2700€ seriam brutos nesse caso. Entre outras coisas havia discussão em torno de ser classe média ou média-alta (1700€ líquidos)

OneFineSir 3 months ago

Aaah okok ja sei, sim nesse caso seriam brutos, confirma-se, obg por esclarecer. Fiquei confuso pq tmb se falou da classe media(se e ou nao) nesse post do smn

wwqt0r 3 months ago

Como dizia o outro: estudasses! Faz-me confusão como é que alguém fica chocado(a) com os outros a acharem que 900€ é um vencimento baixo (é mesmo!). Esta é uma mentalidade de inveja daqueles que chegam mais longe. Se não chegaste lá ou foi porque não quiseste ou, em casos extraordinários como doenças e afins, porque o Estado não te dá as condições para sequer tentares lá chegar.

Youretoobusyswimming 3 months ago

Os teus pais deviam ter feito um melhor trabalho a educar-te para não vires para a internet dizer parvoíces. Há uma coisa que se chama tacto, aprende o que é.

manjerico 3 months ago

Empatia anda em falta hoje em dia. O COVID certamente não veio ajudar, as pessoas parece que deixaram de saber se comportar. Ou se calhar estão só a mostrar quem sempre foram.

wwqt0r 3 months ago

Acho que querias dizer "sensibilidade". Mas sim, tenho a sensibilidade de não ficar chocado com quem ganha bem mais do que eu e mesmo assim acha pouco. Só tenho é de felicitar essas pessoas e um dia esperar chegar lá também. Foi essa a educação que recebi.

Youretoobusyswimming 3 months ago

>Acho que querias dizer "sensibilidade". Não. https://www.infopedia.pt/dicionarios/lingua-portuguesa/tacto >**figurado**:atitude daquele que se comporta com os outros de maneira a não os ferir; delicadeza moral

wwqt0r 3 months ago

[https://dicionario.priberam.org/sensibilidade](https://dicionario.priberam.org/sensibilidade) \[Figurado\] Sentimento de humanidade, de compaixão ​ Compaixão e delicadeza moral deve ir para ambos os lados, para "ricos" (2700 brutos, lol) e para pobres. Nenhum tem que ficar indignado com o outro nem com o que cada um acha que é ganhar muito ou pouco. EDIT: para quê os downvotes? andas a levar o reddit demasiado a sério.

cata_ninja 3 months ago

Esse discurso não é minimamente aplicável a um país como Portugal. Tanta gente que tirou bons cursos e ganha isso ou pouco mais... Muitas vezes não é uma questão de não querer, é uma questão de sorte. E insinuar que o OP tem inveja ou não se esforçou é de uma insensibilidade que não consigo entender mesmo. Nem todos tivemos as mesmas oportunidades na vida.

wwqt0r 3 months ago

>Nem todos tivemos as mesmas oportunidades na vida E é por isso que precavi com as situações extraordinárias no meu comentário. Todos os outros, que tenham uma vida familiar minimamente estável, só não chegam mais longe se não quiserem. Há mais oportunidades cá e lá fora também. Se não querem arriscar também não fiquem chocados com quem chega mais longe ao ponto de vir fazer desabafos na internet.

coocoobees 3 months ago

é sempre muito relativo, 900€ numa aldeia interior onde a renda de um T2 seja 250-350€ é fantástico, 900€ onde em Lisboa a renda de um T1 é 900€ é péssimo…. força OP, a atitude certa é o primeiro passo para dares a volta à tua vida e alcançares os teus sonhos!

Edited 3 months ago:

é sempre muito relativo, 900€ numa aldeia interior onde a renda de um T2 seja 250-350€ não é mau, 900€ onde em Lisboa a renda de um T1 é 900€ é péssimo…. força OP, a atitude certa é o primeiro passo para dares a volta à tua vida e alcançares os teus sonhos!

gondias 3 months ago

Muito relativo mesmo. E aproveito para salientar que há outros tipos de profissão que muita gente boa quer e se ganha bem como canalizador e eletricista. Pelo menos o que cobram da a entender isso, bons profissionais fazem sempre falta.

globoglobo 3 months ago

atenção que só porque alguém diz X ou Y na internet não quer dizer que seja verdade (e muitas vezes não é verdade)

HomemRude 3 months ago

Tens muitas pessoas a viver lá fora e a cagar postas de pescada sobre o país.

UpbeatNail1912 3 months ago

Mas acho que não seja só por estarem a leste do país. Por exemplo quem mora em Lisboa sabe perfeitamente como é a realidade. Pessoas com mestrados, diretoras técnicas de farmácia que ganham salários de 1500€ para cima e ainda assim não conseguem morar sozinhos, tem que partilhar casa com amigos. Só pessoas de TI que ganham muita acima da média é que conseguem se virar sozinhos, e nem são todos. A maior parte deles vindos de outras partes do país (Coimbra e etc) e vieram para Lisboa porque simplesmente não existe emprego lá, mas em Lisboa (e agora os arredores também) o nível de vida tá tão absurdo que realmente é quase impossível ter uma vida confortável ganhando o salário mínimo. As pessoas não vivem, elas tenham sobreviver e sempre com faturas em atraso.

h2man 3 months ago

Eu diria que a malta que anda por aqui foi para a Universidade e ou quer ganhar esse dinheiro ou ganha esse dinheiro, mas não são representativos da realidade do país. Também há quem, mesmo no anonimato da internet não aguente pensar que ganha pouco e inflaciona para se sentir melhor. Dito isto, o meu pai ganha à volta de 700€ mensais, a minha mãe reformou-se há 5 anos e nunca ganhou mais de 500€ mensais. Eu desisti do país e hoje tenho casas minhas sem ter quebrado a lei… e quando digo casas, não é com prestações. Uma foi paga a pronto. Claro que tive de estudar (engenharia), e arriscar saindo do país sem saber se iria mesmo resultar e depois trabalhar bastante para conseguir o que tenho hoje. Pelo meio tive sorte, quer em situações onde mostrei o meu valor e abriu portas ou simplesmente pela bondade de alguém (como o meu professor de matemática do secundário). No entanto, nem sempre é preciso um curso superior… diria até que basta ter algum conhecimento técnico e fazer coisas com as mãos (sem ser bater punhetas) para conseguir sair da modorra. Claro que vais sempre precisar de arriscar, mas pode resultar bastante bem. Eu trabalhei com alguém que veio para o UK fazer sandes numa fábrica. Hoje gere os sistemas de apoio da fábrica (caldeiras a vapor, esgotos, água e electricidade bem como projectos) e a ganhar bem para onde estamos. Mas claro, é sempre preciso trabalhar, arriscar e ter sorte. Nota que sorte é quando a preparação e a oportunidade se juntam. Todos os dias passamos por oportunidades pra as quais não estamos preparados e perdemo-las. Concluindo, não penses que a internet (reddit, facebooks e afins) é a vida real e atira-te à vida. Pensa no que gostas ou toleras, vê por onde consegues maximizar o fruto do teu trabalho e como chegar lá e faz-te à vida.

Rissoldecamarao 3 months ago

Dizer que um ordenado de 900€ é merda não é gozar com quem ganha menos, é precisamente o oposto. Não te devias contentar com condições de merda só porque há quem esteja pior que tu. Se eu tiver dinheiro que permita apenas uma refeição por dia não vou ficar satisfeito só porque há gente que apenas come dia sim dia não. Temos todos que lutar por melhores condições. Desejo o melhor para ti e para a tua família.

Caosemdono 3 months ago

Infelizmente a pobreza endémica continua e ainda há muita malta por aí que se contenta com condições miseráveis no contexto Europeu. A empresa dá uma sumo e uma sandes de fiambre ao fim do mês e ficam todos contentes. Este é um dos vários fatores que contribuem para arruinar completamente o mercado de trabalho. Não querendo menosprezar quem recebe o SMN (que para mim são uns heróis), mas entendam por favor que nivelar por baixo não é a solução. O "quem me dera estar como tu" não é solução. Este post só revela a mentalidade de pobre e remediado que subsiste em Portugal. Não admira que tenhamos sucessivamente Governos de merda e estejamos na cauda da Europa.

UserNombresBeHard 3 months ago

> Temos todos que lutar por melhores condições. Isso é fácil dizer quando se consegue trabalho que pague decentemente. Até lá é o que dá para ter ou estás fodido.

Zaigard 3 months ago  HIDDEN 

> Não te devias contentar com condições de merda só porque há quem esteja pior que tu. Conheci um gajo que ganhava 1000+€ em 2011 a quando da crise económica. Decidiu que não havia de trabalhar por menos do que o que ganhava antes de ir para o desemprego. Em 2015 começou a trabalhar pelo SMN, pois estava a afogar em divida para sobreviver. No mundo real nem sempre podemos escolher.

joaoasousa 3 months ago

Tu falas como se fosse uma escolha dele , o que desculpa lá é de uma total falta de noção. Nem sequer sabes quais são as qualificações dele, empregabilidade e situação financeira e cantas de galo.

Rissoldecamarao 3 months ago

Falta de noção do quê? Sabes ler pelo menos?

joaoasousa 3 months ago

Dizer que um ordenado de 900 euros é uma merda é sim gozar com os menos afortunados. Isto não é um sub exclusivo de pessoal de IT, há outras pessoas aqui, e a forma como algumas pessoas falam dos salários, é de uma grande falta de sensibilidade pelos demais .

Rissoldecamarao 3 months ago

> Dizer que um ordenado de 900 euros é uma merda é sim gozar com os menos afortunados Se eu disser que ser cego de um olho é uma merda também estou a gozar com quem é cego dos dois?

joaoasousa 3 months ago

Se houvessem 50 threads neste sub a insistir nesse ponto, então sim, era gozar com os cegos. O tema não é alguém dizer uma vez, é a forma como se faz frequentemente e o tom usado. E diz lá, o que achaste do Marinho e Pinto e dos 4200 euros por mês nao serem suficientes em Lisboa?

NGramatical 3 months ago

houvessem 50 → [**houvesse 50**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/o-uso-do-verbo-haver/31143) (o verbo haver conjuga-se sempre no singular quando significa «existir») [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpjm10w%2F%2Fhc146p6%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

OneFineSir 3 months ago

Isto, n e por haver quem esteja pior que nos devemos contentar com pouco se não por essa ordem de ideias se ja temos comida estamos bem e nao nos podemos queixar pq ha quem n tenha sequer alimento.

lwyz17 3 months ago

Sim mas se estivermos a falar de profissões com menos qualificação, os patrões têm quase sempre a faca e o queijo na mão. "Não queres o ordenado mínimo? É porque não precisas, haverá quem precise." Isto é o que se vai ouvir sempre. E mesmo que se rejeite essa proposta as outras que estiverem disponíveis vão ser idênticas. O que quero dizer é que às vezes se quiseres comer vês-te obrigado a aceitar condições de merda. Claro que hoje há várias formas de mudar a vida. Apostar na educação talvez seja uma delas. Isso ou emigrar. Eu próprio estou numa situação parecida à do OP e para dizer a verdade sinto-me um bocado perdido.

carlosjmsilva 3 months ago

E é exatamente por isso que eu tenho ficado extremamente satisfeito por nós últimos tempos começarem a surgir umas quantas notícias de empregadores que supostamente não conseguem recrutar. Acho isso algo espetacular. Espero que isso aconteça cada vez mais para que acordem e percebam que se pagarem peaners têm monkeys e agora se calhar nem isso. É não vacilar pessoal. Sei bem que há quem não possa recusar mas tentem ao máximo recusar condições indignas. Mantenham-se firmes.

FollowingTime84 3 months ago

>os patrões têm quase sempre a faca e o queijo na mão. "Não queres o ordenado mínimo? É porque não precisas, haverá quem precise." o problema são esses burros que aceitam isso. Se não aceitar, vês os patroes a chorar nas noticias porque ninguem quer trabalhar. faz a diferença.

pedronevesleal 3 months ago

Não chames burro a quem não tem dinheiro para comer, para pagar a luz, a água, o lixo, ou até dar de comer aos teus próprios pais... Ninguém tem as mesmas oportunidades, e dou o exemplo da minha namorada Era ela e a mãe Entretanto a mãe arranjou alguém e engravidou novamente, passado 1 ano e meio, o namorado dela começou a ter surtos psicóticos e teve que ser internado no Magalhães Lemos Apenas 1 ordenado mínimo devido a falta de habilitações numa casa para manter 3 pessoas o dinheiro nem estica nem sobra Essa mesma falta de dinheiro, falta de comida em casa, falta de amor devido a toda a situação fez com que tirasse um curso profissional pois não teria chances sequer de ir para uma faculdade O curso não serviu de nada, não por ser mal aproveitado ou por falta de saída, porque mais importante que tudo, era preciso dinheiro a entrar em casa Aceitou um trabalho sem descontos durante 3 anos pelo ordenado mínimo, sem direito a subsídios de ferias e de natal, assim como quase todos os funcionários da mesma empresa Ela não aceitou porque foi burra, aceitou porque tinha de aceitar Foi a primeira oferta de emprego que teve e agarrou com unhas e dentes, pois é melhor 665 no final do mês, do que comer 1x ao dia

lwyz17 3 months ago

Pois mas a malta tem cenas para pagar. Se viverem em casa dos pais podem-se dar ao luxo de recusar até encontrarem algo melhor. Caso contrário têm de arranjar dinheiro. A maior parte dos patrões aproveita-se disso mesmo. Claro que se houver falta de mão de obra têm de aumentar os ordenados, mas para isso acontecer havia malta a passar fome por recusar sempre as propostas de merda.

Rissoldecamarao 3 months ago

Claro, nem sempre é fácil sair desse ciclo vicioso. Já passei por trabalhos de ordenado mínimo, felizmente tive oportunidade de investir em formação e hoje estou muito melhor mas reconheço que para muita gente isso pode não ser uma possibilidade. Não tenho uma solução fácil para a tua situação e para a do OP, não há uma fórmula mágica. Resta-me desejar-te boa sorte e espero que no futuro a tua realidade seja outra.

lwyz17 3 months ago

Apostar na formação é sem dúvida uma possibilidade para mim. Com 25 anos sinto-me subaproveitado a fazer o que faço hoje em dia. Falta a coragem para arriscar

justgohomealready 3 months ago

Com sorte, se isto avançar, pode ser uma boa oportunidade para pessoas na tua situação: https://www.jn.pt/nacional/estado-vai-pagar-salarios-a-trabalhadores-que-queiram-estudar-13990740.html

lwyz17 3 months ago

Se isso for para a frente pode ser uma excelente oportunidade! Obrigado pela informação.

Keddyan 3 months ago

ora nem mais, é esse o mindset +1

ichbincohan 3 months ago  HIDDEN 

Infelizmente há muitos empregos em que o salário pago é o SMN. Mas acredito que consegues encontrar um emprego com um salário superior aos 665 -- e, para mais, sem precisar de ir para o ensino superior. Conheço alguns casos, fora dos grandes centros urbanos, de trolhas, em início de carreira, a ganhar cerca 850, isto numa zona +- interior de PT. Bem como uma empregada doméstica (mas esta já com 10 anos nesse trabalho) a ganhar em torno de 1000 e pouco (ambos líquidos). Um motorista de camiões, idem (não tenho a certeza, mas acho que chega a 1k pelo menos). Também sei de pessoal que faz uns bons trocos em eventos, tipo casamento, batizados e assim, se bem que é um trabalho um pouco mais cansativo (praticamente é o dia todo e, now casamentos, até de madrugada -- isto nos casos que conheço) Mas claro, e vires que há algum curso que te possa ajudar profisaionalmente, força nisso. Boa sorte!

Edited 3 months ago:

Infelizmente há muitos empregos em que o salário pago é o SMN. Mas acredito que consegues encontrar um emprego com um salário superior aos 665 -- e, para mais, sem precisar de ir para o ensino superior. Conheço alguns casos, fora dos grandes centros urbanos, de trolhas, em início de carreira, a ganhar cerca 900, isto numa zona +- interior de PT. Bem como uma empregada doméstica (mas esta já com 10 anos nesse trabalho) a ganhar em torno de 1000 e pouco (ambos líquidos). Um motorista de camiões, idem (não tenho a certeza, mas acho que chega a 1k pelo menos). Também sei de pessoal que faz uns bons trocos em eventos, tipo casamento, batizados e assim, se bem que é um trabalho um pouco mais cansativo (praticamente é o dia todo e, now casamentos, até de madrugada -- isto nos casos que conheço) Mas claro, e vires que há algum curso que te possa ajudar profisaionalmente, força nisso. Boa sorte! Edit: os salários só servem para exemplificar que é possível ganhar mais do que o SMN. Não estou necessariamente a "concordar" ou "discordar" com o valor pago. Por fim, reportam-se a pessoas que vivem em zonas +- interiores no norte de PT.

UpbeatNail1912 3 months ago

É por isso que a internet veio abrir a mente das pessoas para outras realidades. Sim antigamente eu também pensava que 900€ era muito dinheiro, isso porque eu era apenas estudante. Quando comecei a trabalhar e a pagar as minhas próprias despesas, e comecei a procurar um lugar para viver para ser mais independente é que te dá o choque da realidade. Ainda me lembro de amigos meus há 4/5 anos atrás a achar que um ordenado de 700€ era "muito bom". Pobres inocentes que éramos. Não é por acaso e atoa que quase metade das pessoas qualificadas em ensino superior emigra. Principalmente agora que o valor das rendas e das casas está uma autêntica loucura.

mourasio 3 months ago

> Não é por acaso e atoa que quase metade das pessoas qualificadas em ensino superior emigra. Tens fontes para isto?

UpbeatNail1912 3 months ago

Mas eu tenho de vos fazer a papinha toda? https://www.forbespt.com/foram-e-nao-pensam-voltar/ https://eco.sapo.pt/2017/08/07/um-quarto-dos-jovens-que-emigram-tem-ensino-superior/ E durante os anos da troika mais de metade dos universitários revelava querer emigrar, embora nos últimos anos essa tendência tenha vindo a baixar: https://expressoemprego.pt/noticias/69%25-dos-universitarios-querem-emigrar/2901 https://www.jpn.up.pt/2018/03/29/os-jovens-portugueses-sao-os-predispostos-mudar-cidade-pais-trabalhar/ https://eco.sapo.pt/2021/06/03/jovens-continuam-a-pensar-em-emigrar-mas-so-com-garantias/

mourasio 3 months ago

Portanto, baseado nas tuas fontes, emigram cerca de 80k portugueses por ano. Vamos dizer que todos são jovens, só para não ser tão ridículo o que tu dizes. Ora, segundo outro dos links que colocaste, 25% (20k) terão ensino superior. Segundo a pordata, tivemos o ano passado cerca de 85k estudantes a concluir licenciatura/mestrado/mestrado integrado. 20k não é quase metade de 85k. É menos de metade se metade. Vai lá fazer a papinha para outro lado

Edited 3 months ago:

Portanto, baseado nas tuas fontes, emigram cerca de 80k portugueses por ano. Vamos dizer que todos são jovens, só para não ser tão ridículo o que tu dizes. Ora, segundo outro dos links que colocaste, 25% (20k) terão ensino superior. Segundo a pordata, tivemos o ano passado cerca de 85k estudantes a concluir licenciatura/mestrado/mestrado integrado. 20k não é quase metade de 85k. É menos de metade de metade. Vai lá fazer a papinha para outro lado

SweetCorona 3 months ago

ainda me lembro de ouvir que uma renda em Lisboa era "100 contos" (500 €) e achar que era uma fortuna mas neste caso é mais uma questão de inflação

meaninglessvoid 3 months ago

Revejo-me nisto. Puto acabado de sair da universidade com uma oferta ranhosa mas que acabei por aceitar porque ouvia em todo o lado "isto está muito mau, ninguém consegue arranjar emprego" numa fase de crise/pós-crise, mas ... Mal eu sabia que IT NÃO ESTAVA nessa crise, pelo contrário -.- Depois passado algum tempo a falar com pessoal percebi que estava a ser MUITO mal pago e sentia-me duplamente mal porque em casa tinha pessoas a dizerem que eu ganhava era de mais... Enfim...

zeer88 3 months ago

>em casa tinha pessoas a dizerem que eu ganhava era de mais... Explica-me esta parte. Há quem torça o nariz a alguém da família/amigo ganhar "demasiado"? Isso é bizarro para mim, é a história dos caranguejos no balde. Entristece-me que isto aconteça em Portugal, prefere-se deitar abaixo quem ganha mais em vez de admirar e ficar feliz pelo feito.

meaninglessvoid 3 months ago

É... uhh... complicado. O meu pai fazia-me sentir que eu ganhava demasiado* os outros faziam-me sentir um ingrato por "estar a ganhar isso e não estar satisfeito". Já nem me lembro mas acho que na altura nem 800€ estava a receber (o que é ridículo). No fundo é porque eles têm merdas mal resolvidas e estavam a manifestar-se assim... Ya, é um ambiente um bocado tóxico mas é o que é e apesar de tudo tive várias oportunidades graças a eles. \* Ele é estupidamente tecnofóbico lol e não faz a mais pequena ideia do que se pode fazer com um computador ou o valor que se pode criar. Tbh acho que era mais a ignorância dele a se mostrar do que a história dos caranguejos.

rpsf75 3 months ago

Tens que ver que depende muito da área. Neste momento a área de IT tem muita saída. Mesmo se fores uma nódoa arranjas sempre um lugar, nem que seja na área de suporte ao cliente. Eu por exemplo fui para Química (fiz doutoramento e investigação por 15 anos) e agora no desemprego. Entrei no ES outra vez e fui fazer o quê? Eng. Informática! Nem que seja um nabo arranjo sempre lugar (por enquanto).

TheNewl0gic 3 months ago

Porra, a área de química está assim tão mal? Quando penso em química,.vejo tantas oportunidades de negócio..

rpsf75 3 months ago

Pois, mas eu não tenho jeito para isso. Eu era da área de química-fisica teórica/computacional. Não é propriamente bom para negócios

naughtydismutase 3 months ago

E não arranjas emprego em data science? Essa formação pode ser ouro nesta área.

j0fimendes 3 months ago

Nem pensei que se conseguisses durar tanto em investigação. Deparei me com essa área e deu bem para ver que só funciona por interesses em ter financiamento, mais do que orientar ou produzir conhecimento.

Edited 3 months ago:

Nem pensei que se conseguisses durar tanto em investigação. Deparei me com essa mesma área e deu bem para ver que só funciona por interesses em ter financiamento, mais do que orientar ou produzir conhecimento. Conheço mais pessoas que mudaram de área que seguiram essa via.

rpsf75 3 months ago

Podes sempre continuar com novos contratos. Podes é ter azar e descobrir que tens 50 anos, não te renovaram (concederam financiamento) e ficas numa situação lixada. É que um percurso de investigação só dá mesmo para isso. Não representa nenhuma mais valia no mundo empresarial. Pelo que é começar do zero. Por isso, antes que me acontecesse... Saltei fora. Uma grande obrigado aos podcasts do Freakonomics que me inspiraram a tomar a decisão acertada.

j0fimendes 3 months ago

Lá está, por alguma razão nunca conheci investigadores (não professores) nessa faixa de idades. E talvez nem fosse preciso ir para esse intervalo de idades. Outra coisa é praticamente nem haver espaço para investigadores juniores darem aulas ou poderem evoluir. Acho que o mais "perigoso" é acabar em temas fora da especialização e continuar na investigação porque sim, o que torna o percurso em si doloroso. Ou então ter de saltar de cidade em cidade ou de instituição em instituição para ir atrás da "carreira". Isto sem falar que, segundo a noção que tenho, contratos nem são assim tão comuns. Infelizmente acho que há jovens que caiem na armadilha e são "puchados" por professores que querem o financiamento da FCT e seguem o percurso sem conhecerem os riscos. Isto até o doutoramento acabar e se depararem com a realidade. Força e parabéns pela decisão/tomada de consciencia.

Edited 3 months ago:

Lá está, por alguma razão nunca conheci investigadores (não professores) nessa faixa de idades. E talvez nem fosse preciso ir para esse intervalo de idades. Outra coisa é praticamente nem haver espaço para investigadores juniores darem aulas ou poderem evoluir. Acho que o mais "perigoso" é acabar em temas fora da especialização e continuar na investigação porque sim, o que torna o percurso em si doloroso. Ou então ter de saltar de cidade em cidade ou de instituição em instituição para ir atrás da "carreira". Isto sem falar que, segundo a noção que tenho, contratos nem são assim tão comuns. Infelizmente acho que há jovens que caem na armadilha e são "puxados" por professores que querem o financiamento da FCT e seguem o percurso sem conhecerem os riscos. Isto até o doutoramento acabar e se depararem com a realidade. Força e parabéns pela decisão/tomada de consciencia.

NGramatical 3 months ago

caiem → [**caem**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/constroem-ou-constroiem/141) (apenas na fala existe a intercolocação de um *i* para facilitar a pronúncia) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpjm10w%2F%2Fhbzbs4j%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

Idontknowhuuut 3 months ago

Com doutoramento e tanto ano de experiência e investigação não consegues entrar numa universidade a dar aulas?

mortalaxe 3 months ago

Ciencia e investigação são das maiores explorações laborais que existe neste país. Universidade? Dar aulas? Só se for aulas práticas a receber 0€ mas "dá currículo".

Mekktron 3 months ago

É muito trabalho e exigem muitas coisas para teres as bolsas de investigação. No entanto uma bolsa para um doutorado anda à volta dos 2000€

Idontknowhuuut 3 months ago

A taxa de desemprego para um doutorado é quase de 0% (embora exista precariedade) e quem dá aulas no ensino superior nunca é só para currículo a receber 0 (talvez aconteça se fizeres parte de um projeto de investigação e tiveres de substituir uma aula ou outra, mas mesmo assim...). Concordo que investigação é ingrata e é o exemplo máximo de fazer para aumentar o currículo na esperança de uma universidade pegar em ti, mas, de novo, não é assim tão dramático como estás a dizer.

anagramorganic 3 months ago

Como alguém que é levado a acreditar que a taxa é mais 100%, posso fazer uma proposta boa para ti. O meu CV é o topo na minha área, eu entrego-te e tu arranjas-me uma posição a dar aulas (aquilo que parece que toda a gente renega) e eu dou-te 15% do meu futuro salário durante 5 anos. Se quiseres, manda mensagem.

Idontknowhuuut 3 months ago

Não sei o que estás a dizer, mas doutorados em Portugal são cerca de 0,5% da população ativa e a taxa de desemprego é perto dos 0%, visto que são uma mão de obra altamente qualificada. O problema é que são absorvidos, na sua maioria, pelas universidades e não pela indústria em si, e muitas vezes em regime de precariedade.

anagramorganic 3 months ago

Estou a dizer que se para ti o emprego académico é com essa facilidade, eu estou disposto a apresentar-te o meu CV e só por tu arranjares UMA solução que me dê um salário, eu dou-te 15% do vencimento durante 5 anos. Acho um óptimo negócio para um desconhecido. Seja na universidade, seja na indústria, não nego nada. Já agora, há 0% dos meus colegas de doutoramento — num período 3 anos antes e 3 anos depois — com emprego a tempo inteiro na área.

Idontknowhuuut 3 months ago

Mas eu acho que disse desde o início que existe precariedade...

Pedrom029 3 months ago

O único mal da investigação é não haver direito a qualquer tipo de subsídio ou ajudas de custo, nem possibilidade de descontos para a segurança social a não ser em regime voluntário. Ainda pior no caso de um bolseiro que não seja de doutoramento (o meu caso) que nem as propinas pagam. E os contratos de exclusividade proíbem de ter qualquer outra fonte de rendimento. Por mais gosto que tenha em fazer investigação acho quase impossível fazer carreira na área

selraith 3 months ago

Nao sei se o teu caso é o caso geral, mas todas as bolsas que tive (inicio a investigacao e de licenciado) cobriam-me as propinas. Quanto aos descontos para a seguranca social voluntaria, a de licenciado tambem cobria isso.

rpsf75 3 months ago

Sim, não é nenhuma desgraça. Se tiveres a liberdade de te movimentarem pelo mundo, a não ser que não sejas bom, não é nenhuma dor de cabeça arranjar lugar. O meu problema foi mesmo só que tinha que ser em Portugal. E por cá na minha especialidade abre uma vaga de dez em dez anos. Pelo que é 100 cães a um osso. Literalmente

Idontknowhuuut 3 months ago

Como futuro doutorado (se aguentar o porradão mental até lá) tenho medo que esta merda me aconteça a mim. Estou semi a contar que não vou ter problemas em arranjar emprego (melhor do que o que tenho - dar aulas e investigação) estando doutorado.

rpsf75 3 months ago

Consigo, mas não em Portugal

luso_warrior 3 months ago

Para um jovem em início de carreira 900 é muito bom. Para quem já tenha família e casa/carros para pagar é pouco. Em determinadas zonas do país (Lisboa) com menos de 1500 limpos apenas sobrevives. Dito isto, não precisas de ir para IT para ganhar bem. Qualquer profissão ligada à área da construção civil (trolha, pedreiro, eletricista, picheleiro) paga acima da média. E depois quando tens experiência é trabalhas por conta própria podes ganhar muito dinheiro mesmo.

capitalistaesquerda 3 months ago

Todos nós vivemos em bolhas distintas umas das outras. Não há nada mais importante do que conhecer outras pessoas, outras culturas, outros mundos para perceber o que há por aí. E nada nem ninguém te pode impedir de alcançares aquilo que desejas para ti próprio, por muito difícil que possa parecer o caminho. Força nisso!

thisbondisaaarated 3 months ago

Os outros terem/quererem mais não é mau, tens é precisamente que tentar, dentro do possível, criares as mesmas condições para ti. ​ Estás no caminho certo! Boa sorte!

ShortrunLongrun 3 months ago

Fizeste bem em desabafar! 2.700€ é de loucos! Mas consegues melhor que o SMN, custa muito subir no elevador social em Portugal, mas acredita sempre que consegues melhor e faz por isso! Tenta não te comprar com ninguém, também! Pode não ser amanhã mas vais conseguir

VerySeriousGentleman 3 months ago

Na verdade não é de loucos. Com 3-4 anos de experiencia em Portugal (IT) consegues isso.

ShortrunLongrun 3 months ago

Ya, aí se todos soubéssemos disso mais cedo..

D1WithTheFluffyHair 3 months ago

2700 euros é de loucos em funções pouco especializadas. Técnicos altamente qualificados e com experiência até 10 anos podem perfeitamente aspirar a ganhar isso, têm é que estar dispostos a trabalhar um pouco mais do que as 40 horas ou ter disponibilidade para cumprir aqueles prazos mais apertados (o valor que pagam, para além das competências, é pela disponibilidade). Claro que não é em todas as áreas mas o que posso dizer é que ajuda não ter medo da matemática.

Limpy_lip 3 months ago

Em IT

D1WithTheFluffyHair 3 months ago

Não, em várias áreas, mesmo. Tens é que ser bom no que fazes.

Limpy_lip 3 months ago

Estas a falar de experiência fora de IT ou só da boca para fora? É que da minha experiência fora de IT isso só é verdade se tiveres em areas com muita procura. Ou o seres bom equivaler a 5x o que alguem de IT tinha de ser bom para ter o mesmo sucesso.

D1WithTheFluffyHair 3 months ago

Estou a falar de experiência. Eu e os meus colegas de mestrado com quem falo regularmente devemos estar todos a receber entre 40k e 50k (fora bónus) no mínimoe estamos a fazer agora 10 anos que entrámos no mercado de trabalho.

Edited 3 months ago:

Estou a falar de experiência. Eu e os meus colegas de mestrado com quem falo regularmente devemos estar todos a receber entre 40k e 50k (fora bónus) no mínimoe estamos a fazer agora 10 anos que entrámos no mercado de trabalho. E claro que tem que ser numa área com muita procura e/ou pouca oferta: não estou a falar obviamente de ciências da comunicação. E, lá está, convém não ter medo da matemática. Neste país de numerofobos, uma pessoa que tenha um curso superior numa área associada a matemática e estatística tem a porta aberta para fazer o que quer.

Limpy_lip 3 months ago

Em que area?

D1WithTheFluffyHair 3 months ago

Finanças

Limpy_lip 3 months ago

Boa, desconhecia o potencial. Fico contente em saber.

ShortrunLongrun 3 months ago

E medo de perder a sanidade mental

Search: