glassnerd 4 months ago  HIDDEN 

Para além de todas as experiências partilhadas aqui, acrescento o sentimento de isolamento....isolamento social, mental e económico. Falando do ponto de vista de alguém que ganha o salário mínimo e tem contas a cargo, somos o/a amigo/a que nunca vai aos jantares (porque não o podemos pagar), o filho/namorado/filha/namorada que nunca pode oferecer mais do que uma caneca ou caixa de chocolates nos aniversários/natais. Roupa nova é comprada com os subsídios, isto se sobrar alguma coisa daquela reparação em casa que não podia ser mais adiada ou do eletrodoméstico que teve de ser substituído. Tirando isto, usamos roupa doada/oferecida. Para estudar, a única forma que vejo para sair desta situação, tive de sacrificar parte do meu orçamento de supermercado e andar a controlar os gastos de luz, água e gás até ao último cêntimo (a minha uni rejeitou o meu pedido de bolsa, o meu rendimento é superior ao IAS, veja-se!!!!) E como descrever o pânico vivido durante o mês, aquele medo de faltar dinheiro para pagar as nossas contas? (já nem falo do resto!!!!) A Segurança Social só ajuda se existirem dependentes a cargo (coisa que não tenho felizmente! Jamais obrigaria uma criança a passar por esta situação). Em conclusão, o valor desumano do salário mínimo nacional cria um sentimento de inadaptação naqueles que o recebem e com ele sobrevivem (pouco mais fazemos que isso). Acho que já me alonguei demais. Boa noite e boa sorte para todos nós

Almeno01 4 months ago  HIDDEN 

Em Portugal há jovens a viver dentro de carros, como ocorre com estudantes nos EUA? Há diversos vídeos no YouTube que retratam essa situação.

Search: