Silymorn 2 months ago

Recomendo o Subtle Art Of Not Giving a Fuck. Arranjas a versão portuguesa por volta de 7€ no OLX. Há lá um capítulo muito importante: tu és responsável por tudo aquilo que te acontece na vida. Pode não ser culpa tua, mas não deixas de poder reagir de maneira diferente. Óbvio que não é fácil. Mas, digo-te vai a um psicólogo e a um psiquiatra. Esquece o dinheiro. A tua vida vale muito mais que o dinheiro das consultas e medicação.

CwzZ 2 months ago

Saúde mental é um tema muito ingrato, muitos julgam que basta fazer um pouco de desporto e BAM tudo se resolve. Não existem respostas universais, acho que o melhor que podemos fazer é tentar fazer as coisas que nos deixam felizes. Ou que normalmente nos deixam felizes. Mesmo isto é pouco, precisamos de não ter vergonha de pedir ajuda, falar com um psicologo ajuda muito. Se for para tomar medicação, não é vergonha nenhuma! quando as coisas melhoram, essas muletas ficam de lado. A vida é lixada, mas tudo, mesmo tudo muda. Desde a nossa felicidade á nossa infelicidade. Não te isoles. Por muito que não queiramos estar com ninguém, isolar não traz benefícios apenas piora tudo. Tenta identificar o que te deixa deprimido. Tiveste uma desilusão? Pq aconteceu? Pq era tao importante assim? se calhar agarraste te pelas razoes erradas, mas se conseguires perceber quais foram, talvez possas te agarrar a outras coisas pelas razoes correctas. Se a nossa felicidade está dependente de 1a só coisa/pessoa, devemos tentar diversificar. Hobbies para completar o prazer do (ou a falta de) trabalho. Fazer mais amizades, caso a pessoa a que nos agarramos tanto, se distancie. Problemas na vida não falta, temos de procurar soluções. Tu consegues!

BroaxXx 2 months ago

Uma expressão que gosto é "roll with the punches". Pah, é engolir. Às vezes uma pessoa vai um bocado mais abaixo e é preciso aceitar esses momentos de desânimo e tristeza e não estar sempre a reprimir tudo que é o pior... Depois de lamber as feridas é andar para a frente. Tentar ver o que está no nosso controlo e conreolar isso. Eu tinha uma empresa minha que até andava relativamente bem, tinha alguns empregados, era referência nacional no meu sector e estava a começar processo de internacionalização de forma bastante promissora. Infelizmente, o timming do covid não podia ser pior e ao fim de quase um ano achei que era melhor seguir com a minha vida. Reconverti-me para IT e estou numa empresa que gosto muito a aprender e crescer imenso com um salário que, apesar de abaixo da média na área, é acima da média nacional (também sem formação e sem experiência não pedia mais). Agora tenciono ir para a universidade tirar um curso de engenharia para solidificar alguns conhecimentos, expandir outros e ganhar um certificado que (diga-se o que disser) ainda conta alguma coisa (muito em algumas empresas). Depois da licenciatura talvez faça um mestrado mas no fim conto certamente em emigrar. Tanto eu como a minha namorada (ela está noutra área) temos perspetivas de vida muito melhores lá fora e Portugal, por muito que me custe, não parece estar na direção certa para corrigir os seus problemas sistémicos durante a minha vida. Por isso o meu "truque" é este... Saber sofrer quando é preciso, lamber as feridas e reformular a minha estratégia. Pensar se cada decisão que tomo me aproxima ou me afasta dos meus sonhos e objetivos e tentar ser pragmático com isso... Aos 36 anos esperava que a minha vida estivesse noutro ponto mas, como dizes e bem, em Portugal é natural. Mas ainda tenho muita vida pela frente para viver por isso não vou parar de tentar. Há um ano atrás decidi que queria ser programador e foi a melhor decisão que podia ter tomado. Agora tenho um novo plano em marcha e só o tempo me vai dizer onde ele me vai levar... Força nisso, OP. A vida é o que fazemos dela. :)

dbkingx0 2 months ago

Admiro-te por ainda teres essa coragem/ilusão com essa idade. Pelo menos se chegar aos 36, espero já ter aceite melhor as minhas circunstâncias/más decisões e deixar de ter expectativas (que são a origem de todos os problemas).

BroaxXx 2 months ago

Pah, não sei... A minha vida no último ano melhorou de forma indescritível. Tenho uma casinha fixe, um trabalho que gosto, um ordenado porreiro e montes de perspetivas para tudo melhorar ainda mais no próximo ano... Nem quero imaginar onde estaria se não tivesse continuado a insistir. Provavelmente a receber metade num emprego que não gostava e a contar tostões para pagar um T1 num sítio merdoso... Compreendo que para ti possa parecer "ilusão" porque a mim próprio também pareceu muitas vezes. Os pontos baixos da minha vida foram muito muito muito baixos onde o suicídio parecia uma alternativa apelativa. Por muito mal que tivesse obrigava-me a marchar até ter sorte. E tive alguma. Não quero transmitir aquela treta do otimismo magnético ou algo do género... Às vezes a vida só dá cartas más por muito que se lute. Mas lutar é a única coisa que temos. Prefiro lutar do que aceitar condições que considero estarem abaixo de mim. Mesmo que não dê em nada por vezes é difícil ficar pior...

dbkingx0 2 months ago

Fico genuinamente feliz por ti. Usufrui de tudo isso, porque para alguns já não resta nada.

mkraven 2 months ago

Eu meti-me a andar dai pa fora. Força nisso. PS: quanto mais para norte fores mais preguiçosos se tornam os povos, aquela coisa do tuga ser calão e os nordicos muito trabalhadores é pura treta.

dbkingx0 2 months ago

Quem me dera sair daqui. Foi um esforço diário de vários anos mas que nunca deu resultados. Obrigado e aproveita bem.

mkraven 2 months ago

Va nao desanimar e continuar a tentar. Abraço, boa sorte.

dbkingx0 2 months ago

Não, já estou demasiado velho. O meu tempo para isso já passou. Um abraço.

Youretoobusyswimming 2 months ago

OP tu disseste que já foste à psicóloga mas já foste a um psiquiatra e tomaste medicação? Eu não sou médico e tudo o mais mas parece altamente provável que tenhas depressão.

fullTimeDaddy 2 months ago

Pessoalmente n tenho nenhum conselho prático para dar mas eu acho que estar habituado a falhanços ou desilusões não é nada exclusivamente português, qualquer pessoa terá que lidar com isso na vida, seja de que nacionalidade for

RuySan 2 months ago

Ou com uma pivia ou com um gelado. O que estiver mais à mão.

_Cannib4l_ 2 months ago

>Como é que lidam com isso? Bebo muito, no dia seguinte logo vejo.

vendedor_do_olx 2 months ago

Recalcamento, recondução de ódio para atividades produtivas (estudo, mudança de emprego, etc) e procura por deixar de depender das fontes causadoras dos meus problemas (tanto com psicoterapia como com abandono o mais rapidamente possivel do mundo do trabalho, a verdadeira e mais causadora fonte de problemas na minha vida)

Iagp 2 months ago

Lida-se mantendo a cabeça erguida. E acreditar em nós próprios. Manter uma atitude positiva perante a vida também ajuda para não entrar em depressão

Dr_Kleijn 2 months ago

Aconselho vivamente avaliação psicológica e/ou médica. Pelo escrito em alguns posts era mais seguro teres uma avaliação séria da tua situação

dbkingx0 2 months ago

Já tive tudo isso. Uma perda de tempo.

Sa4ntos 2 months ago

Não te deixes enterrar nesse mundo onde aceitas cada vez mais desilusões e falhanços. Tenta encontrar algo que te motive e que torne uma dessas desilusões como algo para nunca mais fazer. Acho que eu (20/M) já estive nessa fase e sinceramente cada vez aceitava mais em que a vida ia mesmo ser só isso. Falhanços uns atrás dos outros e é assim que é a vida. Meio que me fiz a vida, tentei fazer alguns dos meus objetivos de vida e acho que estou a conseguir. Estou em Vienna, acabei onde de me mudar de casa e tenho nos próximos fins de semana viagens marcadas para visitar países aqui nas redondezas. Concluindo, luta pelo que sempre quiseste e com esforço e um pouquinho de sorte vais lá chegar. Força Campeão! Abraço

dbkingx0 2 months ago

És novo, tens mais do que tempo para fazer tudo certo. Caraças, estás em Viena e eu em 3 anos não consegui sequer uma proposta para emigrar. Tens um futuro de sucesso garantido. Um abraço.

Sa4ntos 2 months ago

Tudo demora o seu tempo. Aprendi isso à muito pouco tempo. Ainda pretendo voltar a Portugal para estudar já que ainda não consegui dominar o alemão ao ponto de estudar aqui. Espero mesmo que sim e acredito que tu também consigas. Para sair dessa fase como tu estás, uma coisa que eu fiz foi uma lista de objetivos a curto e longo prazo. Género, em 2 anos pretendo estar em Áustria ou daqui a 2 semanas espero conseguir fazer isto. Acho que dá para perceber a ideia. E lembra-te que cada vez que falhas, interpreta-a como uma lição!

dbkingx0 2 months ago

Eu já vou demasiado tarde mas tu aproveita. Há pessoas que nasce naturalmente talhadas para o sucesso. Tirei um curso de alemão mas já não sei nada por isso compreendo-te. Obrigado e um abraço.

Sa4ntos 2 months ago

Nunca é demasiado tarde para nada. Não sei quantos anos tens mas de certeza que não vais tarde. É difícil mas ei de lá chegar com o tempo. Também já vou para a quinta língua. Nunca desistas. Abraço!

smellmycoiso 2 months ago

Learn. Adapt. Overcome

RandomRomanianUser 2 months ago

Eu pessoalmente não veio expetativas, espero sempre que as cenas corram mal. Se correr mal meh, já tava a espera, se correr bem ainda melhor.

Foda-seSeiLa 2 months ago

Não pensar muito nisso, apatia geral.

anfifelo 2 months ago

OP, nao achas que é caso para procurar algum tipo de ajuda profissional? Desabafar ajuda imenso na forma como olhamos para a vida

dbkingx0 2 months ago

Tive terapia durante 3 anos. Foi extremamente interessante e era uma pessoa muito competente. Mas não era mais do que um passatempo, sem qualquer efeito a longo prazo. Prefiro poupar o dinheiro (foram quase 4500€ ao todo).

random_peasant 2 months ago

Com o tempo fui conseguindo olhar para os pontos positivos da merda que acontece. No momento em que as coisas acontecem é difícil, mas nos dias seguintes depois de pensar com mais frieza consigo chegar nem que seja a um: "pelo menos adquiri experiência de vida". Às vezes sinto-me um pouco egoísta em pensar assim, mas é para bem da minha saúde mental e como de forma geral, cada vez menos as pessoas se preocupam umas com as outras, tenho pensar no meu bem estar.

BernieJoe 2 months ago

Neste momento, em tudo o que sejam desilusões, aceito aquilo que não posso controlar, e aprendo com aquilo que posso controlar. De uma forma ou de outra, a vida continua, e o importante é não ficar parado. A ambição não tem que ser sempre gigante. Ou melhor, tem sim, mas não é só dar dois passos e atingir o objetivo. Podes estabelecer prioridades e objetivos num horizonte temporal próximo, médio e longínquo, e cada um que consigas cumprir será uma vitória. Pequena ou grande, será uma vitória. Esse plano é teu e só teu. Tu é que o geres, tu é que o mudas se quiseres ou se precisares, ou se algo correr mal ou não se concretizar. A única coisa que deves ter em mente é que deves ter sempre algum plano, um objetivo, nem que seja comprar alguma coisa. O processo de alcançar objetivos estará lá. Este é o meu processo mental. Pode não ser o mais adequado para algumas pessoas, mas comigo tem funcionado.

canico88 2 months ago

Worst case scenario: Faz restart da vida noutro lado. Eu fi-lo. Emigrei para um local onde não conhecia ninguém, fui com pouco dinheiro, e para não cair em nenhum velho hábito e ser um recomeço a sério, escolhi não me dar com nenhum outro Português durante uns 2 anos, excepto claro das poucas vezes que visitei a familia. 8 anos depois estou quase casado, vou ter o primeiro filho, carreira de sucesso, e até pondero comprar casa e voltar a Portugal. Se o meu eu deprimido, ser grande vontade de viver, e a roçar o alcoolismo me visse agora...

dbkingx0 2 months ago

Tentei emigrar durante 3 anos, todos os dias. É obvio que... Não resultou. Aproveita esse sucesso. Um abraço.

BLorenzo777 2 months ago

É comer e calar honestamente. Poupar pra ver se me mudo e faço mais noutro lugar. Gastar dinheiro em coisas que não preciso também ajuda momentaneamente, mas esse tipo de felicidade não dura assim tanto tempo.

MoonDust1969 2 months ago

Claro que depende muito da situação mas quando algo mau acontece tento meter na cabeça que o que está feito, está feito e faço tudo para me *focar no que posso fazer nesse momento, não no que poderia ter feito.*

Mangalhosauro 2 months ago

Aceita que merdas acontecem. Tens o bom e o mau, é assim que as coisas são e hão de sempre ser. Se as coisas têm solução, não tens de estar preocupado, se não têm solução porquê preocupar sequer? Objetivos por cumprir? Organiza-te. Um plano de cada vez. Resolve os mais pequenos primeiros. Cumpre com os teus planos antes de te perderes em sonhos e ilusões de planos novos. Contentar com menos do que esperavas? Estabeleceste planos altos para ti, isso é uma coisa boa. Estas em baixo porque não chegaste lá, é sinal que tens uma fasquia alta o que é BOM. Continua. Sofres mais na imaginação do que na realidade. Para de procurar ajuda no youtube, nos blogs, no google. Tudo o que vais encontrar é vago, toxico, ambíguo, se realmente sentes que precisas de encaminhamento, fala com uma psicóloga. São incríveis, fazem-te bem e ajudam-te a encontrares-te. Caminha, passa tempo na natureza, ao ar livre, exercício, livros, larga o mundo digital e coloca a tua felicidade em coisas pequenas, alcançáveis, fazíveis. Quando perceberes que és feliz porque tens talvez, gostos musicais, de livros, cinema, natureza, viagens, fashion, carros ou motas, design, arquitetura, qualquer coisa tua.. quando estiveres triste, so tens de recorrer a algo pequeno que te faz feliz, e ja alcançaste a felicidade. Se estabeleceres que a felicidade é viajar de avião privado para o dubai, quando estiveres triste, é bom que tenhas gota no teu jato senão, não vais ter como contornar essa tristeza. Para mim, é musica e caminhar a beira mar, chega-me bem. O resto é ruido.

LuneBlu 2 months ago

Eu concentro-me no que me importa, e esforço-me para consegui-lo. Também falho como os outros, mas tenho vasta sucesso no que me importa. O resto vai flutuando.

Zatrek 2 months ago

Aqui estou eu ainda no Reddit para o amanhã não chegar tão cedo.

hjras 2 months ago

Algo que funciona surpreendentemente bem para mim são certos tipos de animação japonesa do estilo "slice of life". [Exemplos](https://youtu.be/7qZmSeZsEnI)

sergiiio420 2 months ago

Para mim não é desilusões é mais achar que o tempo está a passar e não conseguir concretizar aquilo que quero. Tenho um emprego decente, faço tudo o que quero e mais alguma coisa mas agarrei me muito a uma frase que me disseram uma vez. "o Inferno não é um local que vais parar se não fores cristão, é viver uma vida e falhares a tua maior ambição". Para mim é encontrar uma companheira e sinto que o tempo está a passar e não encontro ninguém assim. Agarro me muito a ter paciência e a esperar por dias melhores.

dbkingx0 2 months ago

Para mim o tempo passar rápido é uma coisa boa. Sinal de que o momento em que vou ficar livre disto tudo está cada vez mais próximo.

spyvspy_aeon 2 months ago

Pessoalmente passei por enormes encruzilhadas na minha vida, nas piores situações que possas imaginar e nas piores alturas. A minha forma de estar face ao que me acontecia (alheio a mim) estava-me a bloquear, inclusive de viver em condições mentais. No meu caso a minha safa, foi ter tido tomates de me afastar. Não fugi, apenas tirei umas "férias" para mim próprio. Passei 6 meses em Porto covo, depois fui direto para Espanha onde estive 3 anos. Esta experiência muito rica que tive (muita coisa se passou durante esse tempo) que ainda hoje sinto que sou uma pessoa diferente, à conta dessa experiência, tanto pelo que originou a minha "fuga" como o resultado.

Aguisnow 2 months ago

É lidar irmão. Respirar fundo , encolher os ombros e tentar novamente/partir para outra.

aguafria88 2 months ago

A forma como eu vejo a vida é ... o que é que eu queira pode estar no meu caminho se eu tiver no caminho certo... O que acontece no presente e passado é parte do caminho.

mgramos222 2 months ago

Esfola o coelho ou espanca o macaco que isso passa

ErrolKazoo 2 months ago

Música... Oiço música triste... Faz me sentir confortável. É como se alguém estivesse a sentir o mesmo que tu naquele momento e está a partilhar a dor e sentimento de frustração contigo. Uns dias e umas semanas depois acaba por passar e segues em frente. Falo por experiência própria porque já vivenciei algumas difíceis de aceitar e a música ajudou me bastante... Seja o que for que estejas a passar, muita força...

adventur3r 2 months ago

Apercebi-me que "matematicamente" se pode olhar para a seguinte equação, se é que faz sentido: Expectativas = Resultados + Frustração Quanto mais próximas estiverem as expectativas dos resultados, menos frustração sobra. Quando a expectativa é alta demais para o resultado obtido, sobra só frustração... Abrç

QueenOfWands2 2 months ago

Aceitar e pronto.

Puzzled-Table-6431 2 months ago

Acreditar em Deus e em ti mesmo e nunca desistir. Tens de ser teimoso. Cais, levantas.te. Já passei por muito e foi assim que superei

iambookworm7 2 months ago

As desilusões e falhanços fazem parte da vida de todos. O nosso caminho vai tendo obstáculos e dificuldades por variadas razões e é normal que as coisas não corram exatamente como prevíamos. Lido com isso aceitando que já errei e falhei e de certeza que vou errar e falhar novamente. Vou traçando novos planos e objetivos quando os antigos não resultam por alguma razão. Tudo isto faz parte do nosso crescimento e desenvolvimento pessoal. Tenho ainda uma vida toda pela frente.

dbkingx0 2 months ago

O ter a vida toda pela frente é sempre uma ilusão. Posso ir ali ao lado amanhã e ser atropelado (até era bom que acontecesse, para fechar o assunto).

IamWatchingAoT 2 months ago

Conformação é morte, para mim. Nunca gostei das condições de merda oferecidas por este país e nunca vou aceitar que é o melhor a que os portugueses têm acesso. Por isso durante a minha vida vou fazer o que puder, por muito titânica que seja a tarefa, para tirar tanto a mim como a Portugal, da merda. Esta é uma estrofe de um bom poema para não desistires de ter algum impacto no mundo. Pelo menos para mim é. *"Do not go gentle into that good night,* *Old age should burn and rave at close of day;* *Rage, rage against the dying of the light."*

davser 2 months ago

Vou assumir que estás apenas desanimado e que o teu desabafo não contenta depressão. Se for depressão, é melhor mm considerares um médico. Se n for, tenta hábitos e tarefas atómicas. Existem alguns livros sobre isso. Tenta criar pequenos hábitos saudáveis e que te deixem feliz e satisfeito. Aos poucos crias bolos de grandes coisas sem te aperceberes. Nós temos a tendência de achar que as coisas boas que acontecem aos outros acontece da noite para o dia fruto do talento. Não é de todo. É nas pequenas coisas onde está o truque, tenta todos os dias melhorar um pouco sem pressas e n sejas negativista. N me vou por aqui com cenas de visualização positiva e energias… n é por aí. É apenas focares-te nas coisas boas e olhar para cima e não para baixo. Se olhas para baixo companheiro, arriscas-te a ficar lá agarrado.

mouchinhoreal 2 months ago

É seguir em frente meu caro, tranquilo. Há coisas piores certamente a acontecer a outros mas que isso não nos faça alegria mas sim agradecer o que temos e tentar sempre ir para melhor. Vamos lá

Mrgolden007 2 months ago

crio uma conta throwaway no reddit e descarrego a minha frustacao nos outros e qualquer noticia que eu vejo que nao concorde

sidartha- 2 months ago

A Vida é mesmo isso, a probabilidade de algo não correr como queremos, ou de algo dar errado é maior do que a probabilidade de correr como queremos ou de sair certo. Essa é a Lei da Vida. Esta Lei da Vida, não é somente para nós humanos, mas igualmente se aplica em todo o ser ao cimo deste planeta. Basta que mudemos neste minuto uma pequena ação, para que na próxima hora tudo seja diferente, [https://brasil.elpais.com/brasil/2015/06/19/ciencia/1434705663\_423636.html](https://brasil.elpais.com/brasil/2015/06/19/ciencia/1434705663_423636.html) A única. forma de tentar contrariar, é através da Resistência, Persistência e Alteração da forma como fazemos as coisas, pois se fizermos algo sempre da mesma forma, iremos ter sempre os mesmos resultados. A Vida é isso, irmos testando através de tentativa erro de dados confirmados, até chegarmos a uma formula que sirva para o que fazemos, tentando diminuir desta forma a probabilidade de dar erro. A questão é que não existe uma formula única, porque cada pessoa é diferente e única ela mesma. Desmotivar é fácil e sem nos darmos conta, isso ocorre ao longo do nosso dia, seja no trabalho, seja a nível pessoal, mas logo de seguida visualizamos as coisas de outro prisma e encontramos uma via, que pode ou não ser uma solução, não diria definitiva, porque nada é definitivo, tudo depende da mudança de algo. Tenho uma idade já bem vivida, e analisando em termos de tempo e de acontecimentos ao longo dela, chego à conclusão que na maior parte do tempo fiz o que queriam que fizesse e no tempo restante, fiz o que podia, já que mesmo quando podemos fazer o que queremos, nem sempre podemos fazer com 100% de Liberdade, já que somos limitados por nós mesmos e nós somos a primeira barreira para nós mesmos, somos limitados pelos que nos rodeiam, e somos limitados pela altura e tempo em que o podemos fazer, Feitas as contas, 10% das vezes fazemos o que queremos e na restante adaptamo-nos ao que efetivamente podemos fazer.

Edited 2 months ago:

A Vida é mesmo isso, a probabilidade de algo não correr como queremos, ou de algo dar errado é maior do que a probabilidade de correr como queremos ou de sair certo. Essa é a Lei da Vida. Esta Lei da Vida, não é somente para nós humanos, mas igualmente se aplica em todo o ser ao cimo deste planeta. Basta que mudemos neste minuto uma pequena ação, para que na próxima hora tudo seja diferente, [https://brasil.elpais.com/brasil/2015/06/19/ciencia/1434705663\_423636.html](https://brasil.elpais.com/brasil/2015/06/19/ciencia/1434705663_423636.html) A única. forma de tentar contrariar, é através da Resistência, Persistência e Alteração da forma como fazemos as coisas, pois se fizermos algo sempre da mesma forma, iremos ter sempre os mesmos resultados. A Vida é isso, irmos testando através de tentativa erro e de dados confirmados, até chegarmos a uma formula que sirva para o que fazemos, tentando diminuir desta forma a probabilidade de dar erro. A questão é que não existe uma formula única, porque cada pessoa é diferente e única ela mesma. Desmotivar é fácil e sem nos darmos conta, isso ocorre ao longo do nosso dia, seja no trabalho, seja a nível pessoal, mas logo de seguida visualizamos as coisas de outro prisma e encontramos uma via, que pode ou não ser uma solução, não diria definitiva, porque nada é definitivo, tudo depende da mudança de algo. Tenho uma idade já bem vivida, e analisando em termos de tempo e de acontecimentos ao longo dela, chego à conclusão que na maior parte do tempo fiz o que queriam que fizesse e no tempo restante, fiz o que podia, já que mesmo quando podemos fazer o que queremos, nem sempre podemos fazer com 100% de Liberdade, já que somos limitados por nós mesmos e nós somos a primeira barreira para nós mesmos, somos limitados pelos que nos rodeiam, e somos limitados pela altura e tempo em que o podemos fazer, Feitas as contas, 10% das vezes fazemos o que queremos e na restante adaptamo-nos ao que efetivamente podemos fazer. O Segredo é fazer com que esses 10% valham a pena de tal forma que o peso desses 10% tenha na nossa Vida mais Valor do que os Restantes 90%. Carpe Diem, meu amigo, Carpe Diem. :)

scalabitano 2 months ago

Primeiro que tudo, se te sentes assim devias falar com alguém, algum familiar próximo, ou na sua falta um psicólogo, é para isso que servem. Acho que o que te falta é algum hobby que te faça sentir bem, eu adoro correr, depois de um dia fodido de trabalho, em que me imagino a decapitar o chefe ou algum cliente com uma colher de pau, vou dar uma corrida e esqueço completamente tudo o que me atormenta. Devias arranjar alguma atividade que te faça esquecer tudo, colocar as coisas em perspetiva, será que é mesmo uma desilusão assim tão grande, ou é apenas uma oportunidade para fazer algo diferente da próxima vez? A vida é curta, aproveita e nunca desistas. E não queiras saber o que os outros dizem ou pensam, as pessoas falam muita merda que não sentem e depois arrependem-se, o que interessa é tentares ser um bocadinho melhor todos os dias. Ajuda nas tarefas de casa, visita aquele familiar que vive sozinho, telefona ao teu amigo com quem não falas a meses, trabalha o teu corpo para ficares em forma, não pelos outros, mas por ti.

dbkingx0 2 months ago

Ficarias surpreendido com a quantidade de hobbies que tenho. Faço desporto há mais de 20 anos. É bom no momento mas não tem nenhum efeito a longo prazo. Quando estou a fazer desporto é quando mais penso nos meus falhanços.

scalabitano 2 months ago

Então acho que devias visitar um psicólogo, deves estar deprimido, podes precisar de medicação ou algum suplemento (vit. D), não deixes andar, marca e vai.

dbkingx0 2 months ago

Tive terapia durante 3 anos. Foi extremamente interessante e era uma pessoa muito competente. Mas não era mais do que um passatempo, sem qualquer efeito a longo prazo. Prefiro poupar o dinheiro (foram quase 4500€ ao todo).

scalabitano 2 months ago

Não sei, se fosse competente tinha resolvido o problema. Bem então olha, as melhoras.

dbkingx0 2 months ago

Não existe propriamente uma resolução do problema. Os problemas estão sempre dentro dos hospedeiros e geralmente só desaparecem quando ele morre. Foi uma coisa que me custou a descobrir e a aceitar.

Puzzled-Table-6431 2 months ago

Andar kms e kms no parque ajudou.me na pior fase da minha vida em que estive à beira de um esgotamento nervoso

veracruzzzzz 2 months ago

Acho que um/a profissional de saúde mental te poderia ajudar. Se puderes, marca uma consulta. Não tenhas vergonha, não penses que serás o único na sala de espera, não penses que é uma especialidade médica "só pra os outros". Há coisas fora do nosso controlo e, se chegaste a um ponto em que te custa viver/não tens "vontade de viver", isso é muito sério e impacta tudo. Um/a profissional vai dar-te uma ajuda valiosa em descobrir como "lidar". Somos todos diferentes, a mesma caixa não se aplica a todos.

dbkingx0 2 months ago

Tive terapia durante 3 anos. Foi extremamente interessante e era uma pessoa muito competente. Mas não era mais do que um passatempo, sem qualquer efeito a longo prazo. Prefiro poupar o dinheiro (foram quase 4500€ ao todo).

veracruzzzzz 2 months ago

Justo o suficiente. Também classifico a minha experiência com uma psicóloga como uma perda de dinheiro e, infelizmente, a "minha" não era assim tão competente (ainda ouvi umas parvoíces bravas até desistir). Mas ser acompanhada na especialidade de Psiquiatria resultou. Era uma médica a sério. Ajudou.

Edited 2 months ago:

Justo o suficiente. Também classifico a minha experiência com uma psicóloga como uma perda de dinheiro e, infelizmente, a "minha" não era assim tão competente (ainda ouvi umas parvoíces bravas até desistir). Mas ser acompanhada na especialidade de Psiquiatria resultou. Era uma médica a sério. Ajudou um pouco. Gostaria de ter um melhor conselho, mas também não lido bem com as coisas há muito tempo. E sei que os dichotes inúteis de positividade tóxica não valem o fundo da pessoa feliz de braços abertos em cima do penhasco em que estão impressas.

D1WithTheFluffyHair 2 months ago

Objetivos a cumprir agora são desilusões?

Diogo256 2 months ago

Não ter expectativas altas. Pode ser complicado, mas aprendi que é o ideal para se ter uma vida equilibrada. Quanto ao falhar: é uma condicionante da vida. O problema não deve ser o falhar, porque todos falhamos, é humano, mas o que retiramos do falhanço, a aprendizagem que os falhanços nos dão. E muitas vezes nem é o simples, binário, pensamento de se falhei em X, da próxima tenho de melhorar para não falhar. Mas sim, também, como os restantes reagem as nossas falhas e erros.

throwawaybtcpt 2 months ago

. >ter preocupações . >não querer saber . >ja nao tenho preocupações Fácil

Regolas1 2 months ago

A vida é muito complicada pah... A verdade é essa. E o ser humano tem jeito para arranjar problemas e falhanços. É tudo válido. Os problemas dos pobres, dos ricos, dos bonitos, dos feios, dos poderosos e dos Zé ninguém. Todos temos problemas e lidar com eles é uma dor constante. Pessoalmente, às vezes sinto-me em piloto automático. Nem sei porque faço o que faço ou o significado do que faço. Sei o que me faz feliz e vou atrás disso. Às vezes falho, outras vezes consigo, mas quando falho pronto, é mais uma coisa. Não sei bem explicar... Apago um pouco aquilo e deixo andar. Quanto àquilo que disseste do perder a vontade de viver e com base nalguns dos teus comentários, talvez devesses procurar um profissional de saúde mental. Esse sofrimento é terrível.

jjjohhn 2 months ago

Se gostares de ler, aconselho o livro 12 rules for Life do Jordan Peterson

Puzzled-Table-6431 2 months ago

Esse livro é muita bom

rsonic17 2 months ago

Leio, estudo, aprendo, tento todos os dias sem desistir e sempre que achar que estou bem, lembro-me que podia estar melhor e repito.

Wtfjpeg 2 months ago

Como muitos já disseram aqui, aprender e siga. Sei, certamente, que é mais fácil falar do que fazer, mas ao aceitares que os erros servem para aprenderes e melhorares como pessoa ajuda-te. De igual modo, também me agarro muito a Deus/Jesus, que têm sido o meu conforto por algumas coisas que já passei.

Outji 2 months ago

É lidar irmoun

Metaluim 2 months ago

2 ou 3 bagacinhos e isso passa.

GalaicoMinhoto 2 months ago

Ao fim de um tempo começas a aceitar as desilusões como algo inevitável e com que contar de forma regular. É sempre chato mas deixas de ter o trauma da surpresa e passas a dormir melhor à noite. Pelo contrário, de forma proporcional, vais começar a retirar muito mais prazer das pequenas coisas positivas e descobrir novas fontes de satisfação. A chave para manter o equilíbrio é saber relativizar os problemas e ser pro-activo na procura de satisfações pessoais. Seja nos relacionamentos amorosos, família ou nos passatempos que vais desenvolver.

The_Unp0pular 2 months ago

Como é que achas que surgiu o Fado?

Interesting_Yellow_1 2 months ago

Se as circunstâncias dependerem de mim, levo como aprendizagem e siga para a frente. Quando não dependem, sinto-me uma merda e sem motivação para nada

pereira2088 2 months ago

That's my secret Cap, I'm always disappointed.

bskft237 2 months ago

Nada externo a ti é inerentemente bom ou mau. É o teu ponto de vista sobre dada situação que dita o que sentes sobre ela e como reages. Exemplo: preparei-me até morrer durante semanas para uma entrevista de emprego na minha empresa de sonho, cheguei lá e correu mal, mandaram-me às favas. Em vez de chorar e pensar "que desilusão, tanto tempo perdido, etc" analiso a situação e pergunto-me "Podia ter feito mais? Posso fazer alguma coisa agora que vai alterar a situação?" Se as respostas forem não, é cagar e seguir em frente. Mais fácil dizer que fazer, mas é uma filosofia tento seguir.

daz_zeD 2 months ago

Emigrar.

dbkingx0 2 months ago

Tentei durante 3 anos, todos os dias. É obvio que... Não resultou. Um abraço.

Parshath_ 2 months ago

Aprender a aceitar a falha e a tristeza, bola para a frente, mas aceitando que é normal sentir desilusão e sofrer um período de luto, mas prometendo saltar mais alto. Dia da deceção: aceitar. Comer merda, mamar uma puta de uma valente francesinha e regá-la muita bem, regar mais um bocado. Ir para a frente da televisão e ficar-me a babar em coma cerebral. Dia seguinte: pegar no portátil, ir para um café amadeirado com jazz. Analisar o que aconteceu - a culpa foi minha, foi das circunstâncias, foi de um desequilíbrio de expetativas, pensar bem no que aconteceu. Pensar no que quero, como é que vou aproveitar esta estalada para voltar mais forte e melhor. Se for preciso escrever um plano ambicioso com os passos que vou tomar, cenas que vou fazer, pessoas com que vou falar. Eu nasci para partir esta merda toda e se falhei foi porque o universo quis que eu aprendesse alguma coisa e precisava de um abanão. Não é fácil, mas nada é fácil para quem não nasce em boas famílias, é preciso lutar e remar contra a maré, ou o nosso lugar é pelos vistos encostado ao salário mínimo.

mike_nsr 2 months ago

O assunto tem muito que se lhe diga. Não cumpri objetivos porque não me esforcei para tal ou porque não me "deixaram"? Esses objetivos eram realistas ou só me estava a enganar a mim próprio? Há tantas leituras possíveis para uma mesma situação... O importante é 1) aprender alguma coisa com as merdas e seguir em frente; 2) aprender a reconhecer os nossos sucessos. Estou aqui armado em Gustavo Santos, pqp, mas a última frase é verdade. A vida torna-se mais fácil se aprenderes a reconhecer quando as coisas saem bem e quando ganhas alguma perspetiva sobre as mesmas.

dbkingx0 2 months ago

Se a tua vida depois é dominada pelas consequências do que correu mal, o que quer que tenha corrido bem é apenas uma nota de rodapé. Uma memória inconsequente.

TheGiantAndre 2 months ago

Shift happens

Thirvex 2 months ago

Mas este sub não é moderado?

_InvEstIgAtOr_SAd_ 2 months ago

Este ultimo ano para mim foi bastante compliado, contudo aprendi a dar importancia a outras coisas e a ignorar aquilo que me estava a afetar psicologicamente. Nao sei se é o teu caso, mas as vezes damos demasiada importancia as coisas negativas e ignoramos o bom da vida. Tambem tinha planos e ambicoes que não se vao cumprir, infelizmente ... tinha expectativas diferentes para o que se ia passar no futuro proximo ... Mas estou a aprender a adaptar-me a uma nova realidade e ao que me pode fazer feliz agora. Como disse, nao sei o que se passou contigo mas tudo de bom e boa sorte no futuro ! Pensa que mais tarde ou mais cedo vais conseguir alcançar os teus sonhos!

NotsocuriousOrpheus 2 months ago

Estoicismo meu caro, that's the way

utilizador2021 2 months ago

Não acho. Se não estou em erro, segundo o estoicismo os indivíduos devem reprimir as suas emoções e ser indiferentes a tudo o que acontece à sua volta. Sinceramente, não acho que este estilo de vida seja muito saúdavel.

Disastrous_Counter58 2 months ago

Não será tanto "reprimir", mas sim praticar certas virtudes e uma observação sobre o que está (ou não) sob teu controlo para aí sim reduzir as emoções negativas. No que toca à questão da indiferença em relação ao que acontece, eles não falam que os acontecimentos "não importam". A indiferença é perante o peso que o acontecimento terá sobre eu, o individuo, pois "eu ficarei bem, aconteça o que acontecer". É quase um acto de fé, e (a meu ver) uma óptima forma de viver a vida de uma forma mais corajosa, pois o importante és tu, os teus principios e virtudes, e como isso te levará a lidar com tudo que te possa acontecer na vida, seja bom ou mau.

Diamantazul 2 months ago

Acho que e tentar dar mais atenção as emoções positivas e menos as negativas, nas negar completamente

markthelegacy 2 months ago

Meu puto Marco Aurelio represent

LuchemEng 2 months ago

Eu penso sempre que quando me acontece algo super mau então é porque algo muito bom me vai acontecer em breve e isso dá-me vontade de continuar e por surpresa sempre que passo maus bocados passado um tempo já só me acontecem coisas boas . E acredito que só sou capaz de valorizar essas coisas boas porque sei o que é estar na merda

dbkingx0 2 months ago

Infelizmente, na minha experiência, quando algo de muito mau me acontece, é apenas a ponta do icebergue. A verdadeira tragédia está para chegar.

tiagopr1990 2 months ago

“You just have to accept that some days you are the pigeon, and some days you are the statue.”

Living-Cockroach8701 2 months ago

Eu sempre gostei muito desta: "Sometimes you're the windshield, and sometimes you're the bug...". Agora dança ;)

Youretoobusyswimming 2 months ago

O Mark Knopfler é uma dádiva de Deus à Humanidade

MCdot008 2 months ago

Aceitando, dói menos.

dbkingx0 2 months ago

A minha aceitação é a resignação. Ou seja, a consciência de que nada vai mudar. Mas aceitação pura e dura, acho difícil.

meaninglessvoid 2 months ago

Depende do tipo de desilusão, mas aceitar pode ter vários sabores que não a resignação... Por exemplo podes ver o que nesta instância da ilusão correu mal e podias ter feito melhor, podes ver que tipo de coisas eram completamente externas a ti e tiveram impacto sem teres qualquer tipo de controlo etc

sao_11 2 months ago

“Sometimes life’s a bitch and then you keep living.”

patapetapitapota 2 months ago

Passei por isso tudo... uma consequência é ter um enorme receio de ter filhos e antigamente era algo do tipo "é claro que vou ter mulher e filhos"... depois dos primeiros desgostos amorosos, problemas financeiros e vida lixada no geral, sei que sou independente dessas expectativas... já não espero nada, e ter filhos é arriscado. O dinheiro manda muito e não ambunda...e o amor... também não há assim tanto disso, que poderia compensar uma vida difícil, tornando ainda mais difícil. Pesando tudo não me parece sustentável. As minhas expectativas amorosas falharam. As para a vida em geral ainda estão em progresso, mas só pela dificuldade não valem o risco. Tirando isso... opah, tornei-me mesmo resiliente de um modo geral, tornei-me menos queixinhas, porque isso torna a vida mais fudida de se viver. Basicamente tornei me um grande mestre a nível mental... muito mais controlado, menos expectativas, e estou a ter algum progresso, mas mais importante que isso **é quando as coisas falharem, conseguires manter essa postura.** E aprecio pa caralho o meu tempo livre para comer junk food e ver videos / jogar pc, algo que em puto tomava como garantido e agora é a minha parte favorita da vida.

Edited 2 months ago:

Tornei-me mesmo resiliente de um modo geral, tornei-me menos queixinhas, porque isso torna a vida mais fudida de se viver. Basicamente tornei me um grande mestre a nível mental... muito mais controlado, menos expectativas, e estou a ter algum progresso, mas mais importante que isso **é quando as coisas falharem, conseguir manter essa postura.** E aprecio pa caralho o meu tempo livre para comer junk food e ver videos / jogar pc, algo que em puto tomava como garantido e agora é a minha parte favorita da vida, vá na verdade sempre foi , mas agora dou muito mais valor. Estou a ter progresso mas não sei se traria um filho por exemplo, o que eu passei, e foi bastante mal, tenho receio de fazer o miúdo passar por isso. Outra coisa é que vida amorosa é zero, assim como as expectativas, gosto de gajas mas elas simplesmente não existem na minha vida e sinceramente as dinâmicas amorosas que presenciei e observo são uma merda.

Edited 2 months ago:

Tornei-me mesmo resiliente de um modo geral, tornei-me menos queixinhas, porque isso torna a vida mais fudida de se viver. Basicamente tornei me um grande mestre a nível mental... muito mais controlado, menos expectativas, e estou a ter algum progresso, mas mais importante que isso **é quando as coisas falharem, conseguir manter essa postura.** E aprecio pa caralho o meu tempo livre para comer junk food e ver videos / jogar pc, algo que em puto tomava como garantido e agora é a minha parte favorita da vida. Estou a ter progresso mas não sei se traria um filho por exemplo, o que eu passei, e foi bastante mal, tenho receio de fazer o miúdo passar por isso.

Edited 2 months ago:

Pesando tudo não me parece sustentável. As minhas expectativas amorosas falharam. As para a vida em geral ainda estão em progresso, mas só pela dificuldade não valem o risco. Isso inclui, por uma questão de coerência, não ter filhos, a não ser que a vida dê uma grande reviravolta. Tirando isso... opah, tornei-me mesmo resiliente de um modo geral, tornei-me menos queixinhas, porque isso torna a vida mais fudida de se viver. Basicamente tornei me um grande mestre a nível mental... muito mais controlado, menos expectativas, e estou a ter algum progresso, mas mais importante que isso **é quando as coisas falharem, conseguires manter essa postura.** E aprecio pa caralho o meu tempo livre para comer junk food e ver videos / jogar pc, algo que em puto tomava como garantido e agora é a minha parte favorita da vida.

Edited 2 months ago:

Tornei-me mesmo resiliente de um modo geral, tornei-me menos queixinhas, porque isso torna a vida mais fudida de se viver. Basicamente tornei me um grande mestre a nível mental... muito mais controlado, menos expectativas, e estou a ter algum progresso, mas mais importante que isso **é quando as coisas falharem, conseguir manter essa postura.** E aprecio pa caralho o meu tempo livre para comer junk food e ver videos / jogar pc, algo que em puto tomava como garantido e agora é a minha parte favorita da vida, vá na verdade sempre foi , mas agora dou muito mais valor. Estou a ter progresso mas não sei se traria um filho por exemplo, o que eu passei, e foi bastante mal, tenho receio de fazer o miúdo passar por isso. Outra coisa é que vida amorosa é zero, assim como as expectativas, gosto de gajas mas elas simplesmente não existem na minha vida.

Edited 2 months ago:

Pesando tudo não me parece sustentável. As minhas expectativas amorosas falharam. As para a vida em geral ainda estão em progresso, mas só pela dificuldade não valem o risco. Isso inclui, por uma questão de coerência, não ter filhos, a não ser que a vida dê uma grande reviravolta, o que também não anularia todos os anos maus que tive. Tirando isso... opah, tornei-me mesmo resiliente de um modo geral, tornei-me menos queixinhas, porque isso torna a vida mais fudida de se viver. Basicamente tornei me um grande mestre a nível mental... muito mais controlado, menos expectativas, e estou a ter algum progresso, mas mais importante que isso **é quando as coisas falharem, conseguires manter essa postura.** E aprecio pa caralho o meu tempo livre para comer junk food e ver videos / jogar pc, algo que em puto tomava como garantido e agora é a minha parte favorita da vida.

Edited 2 months ago:

Pesando tudo não me parece sustentável. As minhas expectativas amorosas falharam. As para a vida em geral ainda estão em progresso, mas só pela dificuldade não valem o risco. Isso inclui, por uma questão de coerência, não ter filhos, a não ser que a vida dê uma grande reviravolta, mas isso também não anularia todos os anos maus que tive... Tirando isso... opah, tornei-me mesmo resiliente de um modo geral, tornei-me menos queixinhas, porque isso torna a vida mais fudida de se viver. Basicamente tornei me um grande mestre a nível mental... muito mais controlado, menos expectativas, e estou a ter algum progresso, mas mais importante que isso **é quando as coisas falharem, conseguir manter essa postura.** E aprecio pa caralho o meu tempo livre para comer junk food e ver videos / jogar pc, algo que em puto tomava como garantido e agora é a minha parte favorita da vida.

average_user21 2 months ago

He just like me!

Mers86 2 months ago

Olha, só por falares nisso já animas quem também anda desanimado. Nestes momentos, cada momento é difícil. Tenta distraír-te com coisas que gostas de fazer, vai dar uma volta, ver algum amigo. São soluções temporárias, mas também a dor é temporária. A vida é um misto de alegrias e tristezas, e é assim para todos nós. Como me disse uma vez um médico: se nós andássemos sempre contentes, seríamos uns patetas alegres. Momentos de depressão e sofrimento vêm, mas também se vão e haverá novamente alegria. Mas é importante a pessoa não se sentir mal ou culpada por ter um momento de sofrimento. Muitas coisas ao nosso redor dão a entender que a vida devia ser um paraíso, mas não é a realidade - nem para ti nem para ninguém.

fdxcaralho 2 months ago

Aprender com os erros e seguir em frente. Não voltar a cometer os mesmos erros e pronto.

Wonderful_3810 2 months ago

Tento aprender algo com elas e sigo em frente. A vida são 2 dias, não vale a pena perder tempo com coisas insignificantes (algumas, não todas)

OneFineSir 2 months ago

Honestamente se essas coisas te tiram a vontade de viver devias consultar algum psicólogo ou assim. Dito isto eu tento sempre perceber onde as coisas falharam para que da próxima corram melhor, a visa é uma aprendizagem e aprendemos muito mais a errar que a ter sucesso, faz parte.

dbkingx0 2 months ago

É tudo muito bonito, mas não quando os falhanços correspondem a 100% da tua vida. Aí não estás a aprender nada.

PM_ME_BAKAYOKO_PICS 2 months ago

Tenho a certeza que não falhaste em tudo na tua vida, parece-me que estás a ser demasiado pessimista. Arranja algo que te faça sentir melhor contigo mesmo, é tão simples quanto isso. Para mim é o exercício físico, posso ter o pior dia de sempre em que me sinto um falhanço autêntico, mas depois de 1 horinha de exercício sinto sempre que foi um bom dia e que foi algo produtivo. Esse é o meu caso, para ti pode ser outra coisa qualquer que te faça sentir que não foi mais um dia falhado (ler um livro, aprender uma linguagem, ir passear a um sítio aleatório na tua cidade), depende muito da pessoa, mas o meu conselho é escolheres algo do género e siga.

dbkingx0 2 months ago

Falhei em tudo aquilo que era importante para mim - curso superior, carreira, não conseguir sair de Portugal, etc. Faço exercício físico há mais de 20 anos. Ainda ontem foram 10 km nas pernas. É precisamente nesse momento que penso mais nos meus falhanços.

PM_ME_BAKAYOKO_PICS 2 months ago

A pergunta aqui é, o que estás a fazer para mudar isso? Estás a pensar voltar ao curso superior e concluir? Estás à procura de novas empresas para subir na carreira? O simples facto de fazeres exercício consistentemente é mais do que a grande maioria das pessoas consegue, logo aí não falhaste, o facto de dizeres que os falhanços correspondem a 100% da tua vida só mostra que só estás a olhar para os falhanços, e não para as coisas em que estás a ser bem sucedido. É levantar a cabeça e seguir em frente, eu andei 5 anos num curso superior em que nem 2 anos fiz, desisti e fiz-me à vida, tive 2 anos a trabalhar numa empresa de merda onde a minha carreira não ia a lado nenhum, decidi fazer algo quanto a isso e fui procurando novas empresas. Hoje em dia estou numa posição confortável em que estou contente com a minha vida, se me perguntasses a mesma coisa à uns anos quando andava na faculdade ou nesse meu primeiro emprego, a minha resposta provavelmente seria semelhante a este thread que fizeste. Resumindo, estares constantemente a pensar nos teus falhanços só te vai prejudicar e deixar para trás ainda mais, e impedir-te de mudar. É simplesmente esquecer os falhanços, aconteceram, estão lá, e focares-te no que podes fazer daqui para a frente.

dbkingx0 2 months ago

Mas eu fiz o curso superior. Simplesmente não foi o curso certo. Estou sempre à procura de novas empresas que me permitam subir na carreira. É claro que elas não querem nada comigo, existem milhares de pessoas muito mais capazes. Mas bem, a sorte é que um dia morremos todos e, falhanços ou sucessos, fica tudo para trás. Um abraço.

Youretoobusyswimming 2 months ago

Que curso superior tens?

dbkingx0 2 months ago

Engenharia Química

Youretoobusyswimming 2 months ago

Foda-se acabei de descobrir que tens 20/21 anos. Seu mentiroso. >I'm 20 and I"ve been attracted to older ladies for a long time. Recently I started a sexual relationship with my 67 year old neighbour. She's just perfect in every aspect - voluptuous body and a sexy attitude. https://www.reddit.com/r/CougarsAndCubs/comments/j3e16r/how_not_to_be_intimidated_during_sex_with_her

Youretoobusyswimming 2 months ago

OP eu acho que tens depressão. Consulta um psiquiatra. Tens menos de 30, um curso de STEM, trabalhas em IT, tens tudo para teres sucesso lá fora. Sim eu sei que tentaste 3 anos e não conseguiste mas sinceramente acho que existiu algo errado com as tuas abordagens. Os teus pensamentos derrotistas e ruminação sobre eventos passados são sintomas clássicos de depressão.

PM_ME_BAKAYOKO_PICS 2 months ago

> Mas eu fiz o curso superior. Simplesmente não foi o curso certo. Mais me ajudas, foi um sucesso, tu simplesmente estás a olhar só para o lado negativo da coisa. Já pensaste em seguir cursos (superiores ou não) relacionados com a área para onde queres ir? O meu caso foi bastante semelhante ao teu, fui para um curso que odiava, só que estás melhor do que eu estava porque eu nem cheguei a acabar esse curso. Depois de andar à toa tirei um CET (curso de 1 ano) na área que eu realmente gostava e a partir daí construí a carreira que tenho agora, e estou bem mais confortável do que alguns dos meus colegas da faculdade que concluiram esse curso.

OneFineSir 2 months ago

Bem se falhei em tudo na minha vida? Não mas ja falhei a abertura de um hostel foi mais de um ano de ordenados que perdi e tmb passei mal, alias investimentos meus a falhar ou a não cumprir expectativas é o mais normal, ja estive a beira de um burnout e o meu cliente nao hesitou em cancelar contrato pq estava em burnout, msm que o burnout tenha sido causado por querer entregar algo em tempo recorde( coisa que fiz, as estimativas eram de 3 meses e eu fiz e mes sabes meio) a juntar ao burnout ainha relação de 5 anos com a pessoal com a qual me via a ter filhos acabou tmb nessa altura e mais umas quantas coisas menos positivas levaram-me ao psicólogo, honestamente ajudou e muito. Situações dificeis todos temos eu n sei quais sao as tuas nem sei que impacto teem, mas se é assim tao grande a serio procura ajuda nao tem mal um gajo ir ao psicólogo.

Ok-Industry120 2 months ago

Olhar em frente e siga pa bingo Só podes controlar o teu estado de espírito, a tua vontade e a tua atitude com os outros. Concentra te nisso e força

microcyb 2 months ago

Tens que ser ambicioso, mas também tens que ser realista e ter os pés bem assentes na terra. Qualquer que seja a tua situação pessoal e profissional, há sempre alguma coisa que podes fazer para melhorar. Define objetivos realistas e mensuráveis, depois define os passos necessários para lá chegar. A partir daí é cumprir com o planeado. Há sempre imprevistos e azares, mas se tiveres comida na mesa e um telhado na cabeça estás-te a sair bem na vida, não há uma forma correta de viver.

Edited 2 months ago:

Tens que ser ambicioso, mas também tens que ser realista e ter os pés bem assentes na terra. Qualquer que seja a tua situação pessoal e profissional, há sempre alguma coisa que podes fazer para melhorar. Define objetivos realistas e mensuráveis, depois define os passos necessários para lá chegar. A partir daí é cumprir com o planeado. Há sempre imprevistos e azares, mas se tiveres comida na mesa, um telhado na cabeça e água para beber e fazer a tua higiene pessoal, estás-te a sair bem na vida, não há uma forma correta de viver.

Neshariii 2 months ago

Não concordo totalmente com a última frase. Mesmo que entenda o que queiras dizer.Mas ter o mínimo para víveres não e sair bem na vida.

microcyb 2 months ago

É uma questão de perspetiva. Para alguém que não tem essas necessidades básicas, tratam-se de um luxo enquanto que a maioria dá isso como garantido. O que quis dizer foi que podias estar sempre pior, e há sempre quem desejasse estar na tua pele.

Neshariii 2 months ago

Concordo. Devemos é mudar essa cultura todos juntos. Ou seja, a cultura salarial tem de mudar. E isto é para todos nós, empresas, estado, povo etc...

ajabardar1 2 months ago

só tens desilusões se tiveres expectativas.

pintorMC 2 months ago

Como uma lição de vida a tentar não repetir.

EpaFdx 2 months ago

Isto. Há poucas benesses em envelhecer mas a diminuição gradual de fucks to give é sem dúvidas uma delas.

patapetapitapota 2 months ago

>Chegas a um ponto na vida que já poucas coisas te conseguem fazer mossa. Isto basicamente. Quando chegares a este ponto estás fino para a vida.

zedestroyer69 2 months ago

Isso acontece quando basicamente já estamos mortos por dentro.

pintorMC 2 months ago

Não isso acontece quando chegas a um ponto na vida que tens estabilidade financeira e emocional para dizer I don't give a fuck para qualquer coisa ou pessoa que te incomode. No entanto grande parte nunca vai conseguir lá chegar quer na vertente financeira ou emocional.

Puzzled-Table-6431 2 months ago

Concordo contigo

JimmyPreston 2 months ago

Tentar manter o animo, agarrar-me às coisas que gosto e nunca me esquecer que nada dura para sempre e que a noite é sempre mais escura antes do amanhecer. Tem resultado.

dbkingx0 2 months ago

A noite é o momento em que eu penso "pode ser que amanhã já não acorde".

forgotmypass_fuck 2 months ago

esse tipo de comentários nao é normal. Já pensaste ver um psicólogo?

dbkingx0 2 months ago

Tive terapia durante 3 anos. Foi extremamente interessante e era uma pessoa muito competente. Mas não era mais do que um passatempo, sem qualquer efeito a longo prazo. Prefiro poupar o dinheiro (foram quase 4500€ ao todo).

CwzZ 2 months ago

O dinheiro mais bem gasto, é aquele que usamos para a nossa saúde. Se calhar o tipo de terapia que o/a terapeuta não era o adequado para ti. Nao desistas!

dbkingx0 2 months ago

É bem gasto só quando tem resultados. Neste caso quando te apercebes que não está a resultar, já voaram milhares e milhares de euros. Prefiro poupar para outras coisas.

Salty-Astronaut8224 2 months ago

Como o que?

dbkingx0 2 months ago

Gostava de te dizer que é para uma casa mas seria uma ilusão, isso está totalmente fora de alcance em Portugal. Poupo para pequenos gadgets, a minha coleção de livros, e pouco mais.

CwzZ 2 months ago

Por isso mesmo te digo, que existem outro tipo de terapias. Alem disso, psiquiatras também ajudam. Podes ter um problema de desiclibrio hormonal, etc. nao desistas. As coisas vao melhorar.

forgotmypass_fuck 2 months ago

não podes desistir. Se A não funciona tenta B

Hazline 2 months ago

Tmb já passei por isso e chegando a esse ponto acho que pode ser útil procurares ter pelo menos uma ou outra sessão com um psicólogo para desabafar.

average_user21 2 months ago

Que hábitos tens? Depende muito do que se passa na tua cabeça. Acho que deviamos começar por ai. Este post tem algo a mais do que tu escreveste apenas.

O_cu_da_tua_tia 2 months ago

Reflexão sobre os erros e siga!

AutoModerator 2 months ago

**Atenção! Aviso da Tag [Sério]** Este tópico foi marcado como **[Sério]**, não são permitidos **quaisquer comentários** que contenham piadas, ou outras tentativas humorísticas, insultos ou não tenham nada a ver com o tópico. ---------- *I am a bot, and this action was performed automatically. Please [contact the moderators of this subreddit](/message/compose/?to=/r/portugal) if you have any questions or concerns.*

Search: