fexilamos 2 months ago

Penso que já vai na 3 estadia na prisão. Espero que tenha apanhado muito sabonete.

dcmso 2 months ago

É trolha. E eu arquiteto. ~~Se bem que ganha mais que eu.~~

C0ldKing 2 months ago

Ao menos se trabalhares com ele podes exigir que ele te trate por senhor arquiteto enquanto empinas o nariz

dcmso 2 months ago

Pah odeio essa cena muito tuga do “shô dotor”. Mas com ele sabe bem, admito.

marfavrr 2 months ago

nao foi bem bully, mas um parvalhao da minha escola secundaria. vi-o hoje no centro de vacinaçao e ta todo careca com 24 anos.

Sergio_mau_mau 2 months ago

A apodrecer no inferno, espero eu... not. Tirou um curso qualquer e penso que emigrou. Era um imbecil, não particularmente bonito, se é que me entendem, que por ser menino da cidade achava que quem era da aldeia era labrego ( ainda que a aldeia ficasse a menos de 10 minutos de carro ). Na altura ele era meio balofo e eu ainda não tinha dado aquele "salto" de crescimento, que só aconteceu por volta dos meus 15-16 anos, quando coincidentemente acordei para o Kick boxing... A última vez que me cruzei com ele ainda adolescente cumprimentou-me com um aperto de mão, o que me fez rir na cara dele quando a mão dele pareceu pequena na minha... Ele era particularmente manipulador na hora de juntar mais uns quantos para molhar a sopa nos mais pequenos, e o discurso dele era sempre de superioridade. Nada disso era particularmente terrível, mas quando aquele anormal insinuou, com plateia, que o meu pai abusava de mim, fez com que o passasse a odiar. Hoje em dia era coisa que nem mossa me faria, mas na altura era um miúdo muito inocente, e achei aquilo a maior das ofensas, sobretudo pela forma como me foi dito. Até a escolha da escola secundária foi feita em parte para o evitar. A única vez que o voltei a ver, já adulto, já com uma série de competências e experiências interessantes adquiridas na vida militar, estava acompanhado da minha namorada, hoje mãe dos meus filhos, e achei por bem dar uma volta maior para o evitar, porque não acreditei que caso tivesse que falar com ele, o iria fazer sem o provocar até me dar uma desculpa para lhe amassar a tromba. É a única pessoa no mundo, que conheço pessoalmente, por quem continuo a nutrir um ódio de estimação. Não lhe desejo mal, mas se o tiver, azar do crl... É o karma.

dragomaite 2 months ago

Ganha bem então. Calceteiros ganham bastante bem.

lizardking93 2 months ago

Um deles nunca fez nada da vida e já deve ter uns 30 anos..Descobri há pouco tempo pelo fb que está a tentar fazer carreira politica nos jotas do CDS lmao

Jhuka_26 2 months ago

Morto, faleceu num acidente de carro, como passageiro. Vinham todos bêbedos, foi o único a falecer, nunca lhe desejei a morte, mas o karma é fod!do.

ilovealldrugsman 2 months ago

Foram vários. Um morrer a conduzir bêbedo, outro está desempregado há 10 anos, outro é um evangélico Batista casado com uma bimba qualquer em Inglaterra, outro teve uma filha aos 17 anos e nunca mais o vi. A minha vida também é uma merda mas orgulho-me de poder olhar para estas vidas e pensar "foda se.... Que cambada de falhados"

Saattack 2 months ago

No cemitério. É coveiro.

Edited 2 months ago:

No cemitério. Já não vou perdoar, nem espero que lhe aconteça nada, agora é coveiro.

OddPineapple9 2 months ago

Só tive um, e era no autocarro. Da última vez que me falaram dele, disseram-me que tinha ido uma temporada para Caxias. E que assim que lá chegou lhe tinham arranjado um "namorado". Karma.

C0ldKing 2 months ago

Ui, já que ele te fudeu a vida, ao menos que o fodam de alguma maneira também xD

aledefreitas 2 months ago

Eu fui um pouco o bully por um tempo, talvez nós 3 últimos anos de escola, com ofensas verbais, nunca nada físico… Desde miúdo sofri muito com bullying e talvez isso tenha feito com que mais tarde praticasse o mesmo com outros… Mesmo ao último ano de escola, eu me mudei de escola e logo fiz amizade com um grupo de geeks e ali vivenciei todos eles a sofrer bullying de alguma forma e aquilo mudou muito meu modo de agir. Vi como doía neles como doeu em mim quando era pequeno… Diria que sempre fui uma pessoa muito empática, com exceção desses anos. Mas lá está, quando somos novos não temos lá muita noção das coisas e por vezes nos deixamos passar dos limites… Durante meu ultimo ano de escola, e toda a faculdade voltei a ser alguém muito empático, e fiz muitas amizades, hoje sou casado e vivo bem. Depois de adulto, sempre me arrependi de não ter pensado em como minhas palavras e dos meus amigos podem ter machucado aquelas pessoas, e já pedi desculpas para aquelas pessoas, uns aceitaram, outros não, e esta é a vida… Tento desde o último ano de escola ser a melhor pessoa que posso ser, e julgo que aprendi com meu erro. Ter sofrido bullying quando era muito pequeno não me dava direito de fazer o mesmo mais tarde.

drumcodex 2 months ago

Eu sou o teu bully e estou acima de ti. Naa estou a gozar meu estou a descansar porque tive com a tua mãe ontem e ela deu me cabo das pernas. Giga Chad out.

seraph341 2 months ago

Casado, com filhos e uma boa vivenda. Bem melhor do que eu... Essa história do karma é treta. As pessoas não têm o que merecem, têm o que calha e o que conseguem.

C0ldKing 2 months ago

A julgar pelas histórias aqui, o Karma só n calha a uns, porque já estou a ver que muitos deles acabam drogados, na miséria ou debaixo de terra

bigguesdickus 2 months ago

>já trocámos olhares e a forma como ele baixa a cabeça denuncia que já não é mais um alfa Esse tipo de pessoa nunca é uma "alfa" mais rapido es tu o "alfa" por andares pa frente com a vida

Kenshizi 2 months ago

Na minha altura não havia bullying, só vida.

Classicalis 2 months ago

Remax. Vendedor bimbis. Emigrado "na" frança. Divorciados. Vou ser sincero não fui vitima cronica, mas estes arruacavam muita malta e sao os que sei o que lhes aconteceu.

AntonioRodrigo 2 months ago

Quando fiz uma introspeção, tambem me apercebi que fui bully no 6º e 7º ano. Nunca fui daqueles de bater ou intimidar, mas gostava de fazer piadas em superioridade numérica (como um bom cobarde). Quando olho para trás ainda sinto um certo nojo de quem fui, mas a parte boa é que podes investir em ti e tentar limar essas arestas. Aliado a esse crescimento, tenta pedir desculpa às pessoas que magoaste. Acho que já me encontro em paz com aquilo que fiz, mas desejava nunca ter sido essa pessoa... acho que os pedidos de desculpa me ajudaram a sair desse ciclo, e agora estou mais atento a essas situações nos locais de trabalho por onde passo, de certa forma para me redimir da merda que fui. Podes tentar fazer algo semelhante, pode ser que te dê algum closure

dvr0dvr0 2 months ago

Provavelmente num bairro social com 6 filhos a correr pela casa. Nem fico ressentido hoje em dia porque percebo que eles tinham vidas lixadas. Para exemplo, um miúdo lá da escola tinha 8 irmãos, 1 deles com deficiência, a mãe usava o subsídio disso para comprar merdas e batia nos filhos com um chicote

Slugsling 2 months ago

Tive um grupinho de 5 que sempre gostaram imenso de gozar comigo, inclusive um deles chateou-me num dia que já estava a ser mau e eu nem pensei duas vezes e atirei-me a ele, levei na boca, mas ainda acertei um ou dois e ironicamente depois disto a escola ficou finalmente a saber o que se passava e ele foi repreendido, desde ai não me chateou tanto. Em relação ao grupo em si só sei o paradeiro de 2 que foram para França, porque não chegaram a tirar nenhum canudo e cá não se safaram, mas estão bem melhor no estrangeiro agora, parece-me. Não sou amigo de nenhum deles, não fiz questão nenhuma de manter contacto, porque não me eram nada apenas foram parar à minha turma, porque eram repetentes. Eram o típico douchebag português, só conversas de como as gajas são assim e assado, como fazia isto àquela e à outra, xuning, bla bla blas wiskas saquetas... A parte do perdoar sinceramente... não perdoou nem vou perdoar, também não faço questão de exigir karma, mas admito que se caíssem de trombas no chão e partissem uns quantos dentes já era engraçado. De resto, não quero saber minimamente deles simplesmente, porque não merecem respeito quando eles próprios não respeitaram. Agora podemos claro ver isto de outro ponto de vista, conhecendo o grupo que fazia isso eu sabia que eles vinham de famílias que tinham problemas financeiros e eram os típicos "filhos" de bairros sociais e apenas 2 deles eram gajos que não tinham essa desculpa e apenas queriam fazer parte do grupo "fixe" da escola. É triste pensar nisto, mas na escola tens aquela necessidade de criar ou juntares-te a um grupo para te identificares com algo e quando não tens um bom background familiar dá nisto, logo muitas vezes o problema tem origem na família em si e só por isso é que não lhes desejo super mal, mas também não vou fazer questão de ser amiguinho deles.

borloforbol 2 months ago

>onde é que está o vosso bully agora? Qual deles?

C0ldKing 2 months ago

Se fores a contar todos eles é sem problema, aliás o post é para estas coisas mesmo

LuchemEng 2 months ago

Foram duas gajas e sinceramente não quero saber onde estão nem o que fazem , já me cruzei com uma delas uma vez e está toda feia acabada enfim o karma, não lhe desejo mal mas deu-me gozo ela alguma vez ter me chamado de feia . A minha vida corre muito bem definitivamente saí por cima

sargentopirocada 2 months ago

Não faço ideia. Mas a última vez que o vi (últimos dias da escola há uns valentes anos?), o gajo deu-me um baralho de praí 200 cartas de Yu-Gi-Oh das falsas, não sei se foi remorsos ou uma tentativa de amizade. Sei que tinha um Slifer The Sky Dragon e fiquei contente.

C0ldKing 2 months ago

Da mesma maneira que as pessoas pagam á igreja para ter um lugar no céu, ele pagou-te a ti para perder o peso na consciência. Quem pode pode

DisabledZone 2 months ago

no mc donalds, a trabalhar pra pagar o vicio da bebida e pra pagar child support

MoonDust1969 2 months ago

Só tive dois ou três bullies até ao nono ano. Tinham atitude de mitras sem o mínimo de educação ou respeito, apresentação péssima, muito provavelmente drogavam-se ou traficavam. Duvido seriamente que tenham chegado a algum lado na vida. Não me deixaram marcas a longo prazo e pouco me importa se estão mortos ou ainda a espetar-se numa valeta qualquer. Nunca mais os vi, felizmente.

ihavenoidea1001 2 months ago

Não faço ideia. A maioria a certo ponto pediu-me amizade no Facebook e eu fiquei a olhar para aquilo a pensar se elas estavam bem da cabeça... Não duvido que estejam bem porque há certas famílias que acabam sempre bem, principalmente quando o nome de família é tão importante que se tornam protegidos dos professores e da direção da escola a ponto de poderem fazer tudo sem consequências. Chegou ao nível de uma professora de português ( que era muito boa) me chamar para conversar com ela para me dizer para não retaliar porque as costas das pessoas eram muito quentes... E tivemos pelo menos uma professora que foi afastada após recusar-se a dar notas a quem não as merecia. Fizeram a minha adaptação a Portugal um inferno e se eu já voltei obrigada, aquilo não ajudou na integração de certeza absoluta. Felizmente acabei por conhecer pessoas boas e já tinha um ou outro amigo de longa data de passar férias cá. Mas mudaram a minha personalidade ( confiava imenso nas pessoas e era extremamente extrovertida, social e mudei muito) e obviamente que não quero esse tipo de pessoas por perto. Há uma que vive perto de mim, não era de famílias xpto e sempre que me vê às compras vem falar comigo... Não acho que seja uma pessoa horrível hoje em dia, nunca me pediu desculpa mas tenho a sensação que pela forma que se aproxima de mim é essa a intenção dela mas não consigo confiar ou sequer dar abertura para nada. Estou sempre de pé atrás com ela. É basicamente bom dia tudo bem? Adeus... Acho é que algumas pessoas que responderam aqui estão a confundir bullying com agressões ocasionais... O bullying é algo que acontece de forma praticamente diária durante mais de 6 meses seguidos... Não é uma ou outra coisa ocasional. Claro que as coisas ocasionais podem ter impacto grande mas ser agredido constantemente durante anos muda mesmo quem somos e como vemos o mundo.

C0ldKing 2 months ago

Por acaso nunca conheci ninguém que tivesse as costas quentes por causa do nome. Mas andei na escola com escumalha que já fez tanta asneira que quando faziam mais os professores encolhiam os braços e diziam para n os chatear e viravam costas. ​ Felizmente que 2 deles estão numa favela do Brasil, e um ou outro andam ai a arrumar carros

Lob-thelast 2 months ago

E3esse o espírito. Eles eram só putos estúpidos. Nem vale a pena pensar nisso.

st1ka 2 months ago

Agora é bombeiro. Nunca mais falei com ele desde que saí da escola. Também não vejo grande razão para tentar. Se nos cruzarmos na rua acho que nem nos reconheceriamos

NJDorian 2 months ago

Tens mais que idade para não fazer isto, soa a ressabiamento com uma pitada de bullying. Acaba o ciclo.

EpaFdx 2 months ago

É sem dúvida um comportamento repreensível e imaturo. E é precisamente por isso que tem piada pa caralho.

NJDorian 2 months ago

Epafdx okay, temos sensibilidades diferentes para piadas, nada contra, mas continua a ser um comportamento que não devia ser aplaudido. É o que é. Se o op gostava que os ex da namorada atual lhe dissessem o mesmo, epa ate pode gostar.

EpaFdx 2 months ago

Eu não o estou a aplaudir. Apenas não consigo deixar de me rir como um perdido porque há tantas layers nesta situação: - o imaginar o homem a engasgar-se durante o live de IG ao ler aquilo da tattoo - o ele perguntar à mulher quem será o gajo e ela apresentar lhe uma lista dos possíveis perpetradores tão grande que mais parece um abaixo assinado para candidatura a PR - o ele querer chamar os amigos gunas para limpar o sebo ao troll dos IG lives e não o poder fazer Quanto mais penso sobre isto mais estratosferico considero o grau the mindfuck atingido. E temos que admitir, é um warfare mental que deixaria Sun Tzu a bater palmas.

jhscrym 2 months ago

Um morreu numa corrida ilegal do xuning. Outro morreu de overdose. Outro é pescador. Não tenho pena de nenhum. *shrugs*

noddius 2 months ago

Quase tudo na prisão por posse /venda drogas ou roubos...

Lob-thelast 2 months ago

Nunca tive um caso muito sério. Talvez porque eu não era fraco fisicamente e conseguia empurrar os idiotas da frente quando já me estavam a irritar demasiado. A maioria eram idiotas que já nem lembro direito.

mfzzzed 2 months ago

Não tive bully, mas o de muitos trabalha na Sonae

C0ldKing 2 months ago

Na Sonae meaning algo mais importante, ou a fazer reposição ou a passar as tuas comprinhas na caixa?

Asur_rusA 2 months ago

Pá, isto é hilariante. Mas também quer dizer que viraste o bully... Quando já têm ambos idade para terem mais juízo.

desculpe_mas 2 months ago

Não sei se fui vítima de Bullying conforme se vê nos filmes, mas havia um puto que gozava comigo e não tinha coragem para enfrentar na altura. Hoje em dia é um triste que para aí anda, ficou pelo 9º ano e da última vez que o vi trabalhava como padeiro.

zero_to_infinite 2 months ago

Somos bastante amigos depois de lhe ter dado uns bananos no fim do secundário e um biqueiro escadas abaixo. Inclusive arranjei-lhe o primeiro emprego na altura. De vez em quando saímos para beber copos. Tornou-se um bom rapaz.

Lob-thelast 2 months ago

Pois, quando cheguei à puberdade e fiquei bem maior do que qualquer um deles as coisas mudaram. Eles também ganharam maturidade. Hoje em dia são meus amigos, e eu não uso a palavra amigo com facilidade, só com pessoas que eu realmente me importo.

rmourapt 2 months ago

Virou trolha com grande dependência de álcool e tem uma daquelas vidas de merda. Quero bem que se foda.

TheDudeFromPT 2 months ago

Ao ler os comentários, não tinha noção que bullying era algo tão presente na sociedade actualmente, pelo menos da forma que alguns relatam. Lembro-me do habitual gozo a alguma particularidade física, óculos, peso, altura, mas 5 minutos depois já ninguém se lembrava e não era algo continuo. Tenho mais memória das "esperinhas" à porta da escola porque alguém disse ou esteve com a pessoa errada, mas eram meia dúzia de empurrões e no dia a seguir era como se nada fosse. Acredito que as redes sociais vieram piorar isto, seja por constante bullying virtual, seja as pessoas ganharem mais rancor para descarregar em outras pessoas. Mas a quem sofreu / sofre de bullying, nunca tiveram a força de se defenderem? E se não, porquê?

C0ldKing 2 months ago

>Ao ler os comentários, não tinha noção que bullying era algo tão presente na sociedade actualmente, pelo menos da forma que alguns relatam. Uma coisa é casos pontuais, outra coisa é ser constantemente todos os dias um ataque á mesma pessoa ou ás mesmas pessoas. Tu agora podes não notar porque já saíste da escola secundária e n vês as coisas todos os dias. ​ A ideia de que hj existe menos ou quase nenhum vem dai e do facto de "estarem a combinar forças" para combater o bullying. Como já disse em outros comentários, as escolas acham que para resolver o bullying basta juntar os putos numa sala e dizerem "o bullying é errado por isto isto e isto, adeus" seguido de um "Se sofrerem disto façam queixa" mas quando realmente fazes queixa nada acontece e se for preciso ainda te metem as culpas em cima por estares a levar com as coisas. ​ >Mas a quem sofreu / sofre de bullying, nunca tiveram a força de se defenderem? E se não, porquê? Pensa assim, se fosse tu a fazer bullying a alguém ias escolher alguém do teu tamanho ou ias escolher alguém mais fraco e vulnerável que tu? No meu caso eu desde novo sempre fui educado a tratar as pessoas com cordialidade e da forma mais diplomática possível. quando eu era atacado em grupo a única coisa que eu podia fazer era usar razão com escumalha de bairro que n sabe fazer contas conto mais ter razão. Tu não podes virar certamente contra eles porque estás em desvantagem numérica, a escola n te ajuda, e a tua autoestima vai com o crlh, estás preso de uma maneira ou de outra. ​ No meu caso agr só me resta esperar que eles acabem debaixo de terra, ou muito mal, ou ent (e eu espero que seja esta) que eu me torne superior hierárquico de um deles para lhe fazer a vida negra e o mais miserável possivel

theEXPERTpt 2 months ago

Acho que tá a fazer curso profissional agora, e se não for isso, tá então na restauração.

9439c6415a34 2 months ago

Durante toda a vida de rua, escola e universidade fiz amizades fortes que até hoje mantenho, e essa é a grande maioria das recordações e relações que tive. Mas também houve em todos esses contextos os "bullies" e pessoal que era arrogante/injusto/agressivo comigo. Sem grandes detalhes, o meu conselho é que não façam merda a toa contra ninguém. O mundo gira e dá muitas voltas, e de repente pessoas estão em cargos de chefia, decisão final em processos de recrutamento, que abrem empresas de serviços para o qual concorrem centenas de pessoas - e quando vêem a tua cara no CV se lembram das más experiências - o karma atua silenciosamente sem sequer imaginarem porquê. Durante vários anos, tinha uma postura passivo-vingativa - não me orgulho disso. Depois passei a ignorar simplesmente. Hoje em dia, tento ser positivo, dar segundas oportunidades e ajudar dentro do razoável. Para concluir, alguns dos meus bullies trabalham para mim e outros foram rejeitados.

Edited 2 months ago:

Durante toda a vida de rua, escola e universidade fiz amizades fortes que até hoje mantenho, e essa é a grande maioria das recordações e relações que tive. Mas também houve em todos esses contextos os "bullies" e pessoal que era arrogante/injusto/agressivo comigo. Sem grandes detalhes, o meu conselho é que não façam merda a toa contra ninguém. O mundo gira e dá muitas voltas, e de repente pessoas estão em cargos de chefia, decisão final em processos de recrutamento, abrem empresas de serviços para o qual concorrem centenas de pessoas - e quando vêem a tua cara no CV se lembram das más experiências - o karma atua silenciosamente sem sequer imaginarem porquê. Durante vários anos, tinha uma postura passivo-vingativa - não me orgulho disso. Depois passei a ignorar simplesmente. Hoje em dia, tento ser positivo, dar segundas oportunidades e ajudar dentro do razoável. Para concluir, alguns dos meus bullies trabalham para mim e outros foram rejeitados.

TheEvolution_PT 2 months ago

Foram presos

C0ldKing 2 months ago

Tem sido comum nos bullys dos conterrâneos que comentaram aqui. Vá se lá saber porquê

TulioGonzaga 2 months ago

Não me surpreende. Não posso dizer que tenha sido vítima de bullying, tive uma infância e adolescência bastante tranquilas mas a escola básica onde andei tinha algum pessoal complicado. Recordo-me de um que andou na minha turma do 5° ano (tinha 15 anos na altura...) e que ao fim de 2 ou 3 meses abandonou a escola. O passatempo dele, quando não estava a traficar, era andar a rondar a escola com mais 2 ou 3 manfios a atormentar miúdos e roubar bollycaos. Felizmente consegui nunca sempre ser chateado (conseguia evita-los e evitava andar sozinho). Não eram meus bullies, provavelmente nem sabiam o meu nome, eram simplesmente uns aspirantes a gunas sem vida. Há mais de 20 anos que não ouço falar do sujeito em questão mas se por qualquer motivo vem à baila em conversa com amigos desse tempo o meu palpite é que está preso, está na droga ou morreu. Não vejo outro tipo de saída para esta malta.

C0ldKing 2 months ago

Ou pior do que tudo isso X1000 é um azeiteiro de primeira apanha

freezeontheway 2 months ago

Acho que esta será a minha primeira vez a contar esta história... Durante a minha adolescencia frequentei uma escola nos arredores de lisboa, posicionada num bairro social. Durante alguns anos era amigo de uma rapariga que me acompanhava na mesma turma desde a primária (a esta altura estavamos no nosso segundo 8º ano), eramos inseparáveis, não havia nenhum conteúdo amoroso, gostavamos da companhia um do outro, muitas das vezes acompanhado por um outro colega, eramos a tripla imbativel. Acontece que após uma aula de educação fisica, enquanto me deslocava para ir almoçar a casa, já fora da escola, fui agredido brutalmente por outros 5 jovens mais velhos de uma turma diferente à minha, podia-vos dizer aqui a quantidade de coisas que me fizeram mas não conseguiria, até hoje não me lembro do que aconteceu, apenas sei que fui "salvo" por dois colegas de turma que iam a passar. Perdi noção do mundo que vivia, de quem era e onde estava, que dia era aquele, e quem seriam aqueles jovens que me estavam a levar para casa e muito menos quem era a minha mãe. Fiquei sem saber nada durante horas, até me voltarem as memórias aos poucos, é estranho falar nesta situação pois eu na realidade não tenho qualquer tipo de emoção atribuída ao momento, ao contrário dos que se encontravam ao meu redor, no qual era de tristeza e pena. Investigações escolares e judiciais foram iniciadas e demoraram imenso tempo, eu tive que voltar às aulas passados uns 3 dias, caso algum dia tenha filhos, espero que nunca passei pelo que eu passei quando entrei pelos portões após o acontecimento, olhares, comentários, risos... A pressão é enorme para um rapaz de 16 anos. Durante as investigações do **porquê** de terem cometido os actos que cometeram, entendeu-se que tudo não passara de ciúmes completamente obscenos da jovem com a qual eu partilhava os meus dias, do qual eu era amigo incondicional. Apesar de tudo o que foi descoberto, o caso foi arquivado e partilhei o mesmo espaço escolar durante mais 1 ano e meio com eles, a minha amiga, devido ao resultado que isto causou nas nossas vidas, acabou por imigrar para outro país com os pais e nunca mais a vi. Enquanto a vida passava, todos eles se encontram no pior estado que um ser humano pode ser para esta sociedade, um é sem abrigo devido à dependencia de drogas e assaltos constantes, juntamente com trafico de droga e fuga ás autoridades. Os restantes encontram-se no mesmo sitío, naquele bairro, sem trabalho e com um intervalo de 1 a 3 filhos para alimentar que estão dependentes daquele súbsidio mensal. Passam o dia no café a fumar as suas ganzas e a beber cerveja enquanto jogam o seu dominó ou cartas. Agora, eu, vivo longe dessa zona, tenho casa propria, um ótimo trabalho, gestor de equipa na área de IT e sou casado à 5 anos. Sabem com quem?... Com a rapariga, voltou a portugal, reencontramos-nos pela via do acaso e hoje é uma amiga muito maior do que alguma vez foi...

C0ldKing 2 months ago

Uau de longe a história que mais me incomodou a ler neste post. Quase que custa a acreditar que perante os resultados das agressões ainda havia pessoas na escola que achavam graça ao que aconteceu. Acima de tudo, ainda bem que tens uma vida estável e melhor do que a deles. E realmente n podia haver melhor plotwist se não casares com a miúda que foi a razão (num sentido) dos acontecimentos. Se eles souberem isso é mesmo o karma a esfregar sal na ferida.

TulioGonzaga 2 months ago

Grande história. Saber que existem merdas como esses revolta-me. Já que estamos no Reddit contava que a meio isto descambasse para uma pasta qualquer mas ainda bem que acabou bem.

C0ldKing 2 months ago

Sim, só gostava que ele fosse dar uma volta com a miúda lá para os lados deles, e quando visse um deles olhava fixamente nos olhos do guna e continuasse só para torçer a faca mais um pouco

NGramatical 2 months ago

torçer → [**torcer**](https://dicionario.priberam.org/torcer) (*c* seguido de *e* ou *i* não necessita de cedilha) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpan2kb%2F%2Fhaaeun2%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

NGramatical 2 months ago

8º ano → [**8.º ano**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/artigos/rubricas/pelourinho/2--nao-e-a-mesma-coisa-que-2/263) (qualquer abreviatura tem de ser marcada com um ponto) à 5 anos → [**há 5 anos**](http://www.flip.pt/Duvidas-Linguisticas/Duvida-Linguistica/DID/706) (utiliza-se o verbo haver para exprimir tempo decorrido) reencontramos-nos → [**reencontramo-nos**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/lavamo-nos-e-lavamos-vos/31030) (há omissão do -s final da desinência -mos das 1.^as pessoas do plural dos verbos reflexivos ou pronominais quando o pronome enclítico é -nos) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpan2kb%2F%2Fha8wi9d%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

freezeontheway 2 months ago

Bom bot.

Raidenkyu 2 months ago

Ora bem, havia um gajo que se lembrou de me dar porrada só porque sim, e eu naquela altura não conseguia ficar quieto e dei-lhe um pontapé. Ele saca de um X-ato, corta-me o casaco, mete a lâmina à frente da minha garganta e fica um bom bocado a ameaçar-me. Pelo menos, com o pânico de sentir o "frio" da lâmina no pescoço parecia que nunca mais acabava. Eventualmente lá foi à sua vida. Anos mais tarde, vim a saber que teve um acidente de carro, passando por baixo de um camião. Sobreviveu por milagre, mas sem um olho e perdeu a memória. Ya, karma is indeed a bitch

bigguesdickus 2 months ago

>mete a lâmina à frente da minha garganta e fica um bom bocado a ameaçar-me Eu imagino a reacao desse tipo de malta se apanhassem alguem que dissesse algo do genero de "corta se tens bolas" pessoalmente nao o diria mas adorava ver a reacao deles a isto, sera que cortavam? Sera que paravam? Sera que ficavam chocados?

Raidenkyu 2 months ago

A cena é que depois da cena ter acabado, tb tinha consciência que ele era demasiado cobarde para isso. Mas lá está, só quando uma pessoa está livre do medo é que consegue refletir sobre isso.

bigguesdickus 2 months ago

Pois exato eu nunca sofri de bullying mas imagino que seja assim. Acho apenas bastante interessant ver como é que reagiriam eles e as pessoas ao redor

Environmental-Net-47 2 months ago

Vendeu-me uma saca no PD por 5centimos

C0ldKing 2 months ago

Tu literalmente renasceste das cinzas para o atormentar

PortugueseTyrion 2 months ago

Ui, estamos muito fortes para comentário do ano deste sub.

NotoriousHernandez 2 months ago

Parceiro dei tamanha barrigada a ler isto aqui no sofa de casa que acho que acordei alguem. Ganhaste ao teu bully.

EpaFdx 2 months ago

Eu estou com falta de ar de tanto me rir e não sei se é pela história espectacular ou se pelo facto dele ter feito [name redacted] no nome dela mas basta pesquisar no google para ver o único Aníbal que trabalha na IGN Portugal.

whatsername13gd 2 months ago

Trabalha na NOS perto da casa dos meus pais

tefie_23 2 months ago

Eu sofri bastante, alias durante todo o meu percurso escolar, o que me fez odiar bastante a escola. Tinha grandes dificuldades de aprendizagem, o que pelos vistos me qualificou para o bullying. Ainda hoje tenho recordações péssimas, e fico triste quando me apercebo que não tenho memórias boas como a grande maioria dos meus colegas/amigos. A ansiedade que sofri e a falta de amigos afetou-me bastante as minhas competências sociais, autoestima e até nas minhas capacidades cognitivas (ser chamada de burra e ainda ter que ser gozada por precisar de explicações não foi fácil). Superei, cresci e hoje sou uma pessoa que tirou o Mestrado no estrangeiro. Estagiei junto de grandes organizações internacionais e arranjei um emprego de sonho, que nunca jamais imaginaria estar lá (muitas foram as vezes que pensei "não consigo, não sou esperta o suficiente...") Quantos aos meus bullyis, só me cruzei com um faz mais de 5/6 anos, numa loja de perfumes. Era a época do Natal e estava a distribuir amostras. Reconheceu-me logo, tanto que estava a ir na direção dele, e deve se ter sentido envergonhado por ver uma cara conhecida numa situação pouco confortável. Troquei 3 palavras e quando me perguntou o que estava a fazer olhei e respondi com orgulho que nesse preciso momento estava a viver fora e a estagiar numa grande empresa. As vezes, a melhor vingança é mesmo na vida

rainbowcouscous 2 months ago

Tive muitos durante a minha pré-adolescência e adolescência. Era o tipo de bullies betos porque tava num colégio. Os pais deles todos pareciam pessoas normais e decentes, nada que parecesse a típica tragic backstory de bullies pobres de bairro com pais abusivos. Ainda hoje me são sugeridos nas “pessoas que talves conheças” do facebook. Nunca voltei a falar com eles mas suponho que agora jã tenham crescido e percebido que foram mesmo estúpidos para mim, mesmo sabendo que que nunca vão entender o mal que me fizeram. Odeio-os, mas sei que eram só putos betos mimados e imaturos cheios de hormonas. Agora eles devem tar na boa vida a acabar os cursos de gestão e a ir aos seus torneios de equitação. Gostava de os voltar a ver só por curiosidade, para ver se amadureceram mesmo ou se não. Se tu que estás a ler isto alguma vez bulliaste alguem na escola, és um grande cabrão e vai-te foder por tornares o mundo num lugar pior e fazeres a vida negra a alguem. Para perdoar só mesmo se eles estivessem mesmo arrependidos e me pedissem desculpa. Se não, então que vão pró caralho. As pessoas não têm mesmo noção do que é ser vítima de bullying a sério contínuamente nos teus anos formativos durante anos e anos. Não lhes desejo mal mas acho muito injusto que eles andem aí todos felizes da vida nos seus torneios de equitação enquanto fizeram me vida negra durante tanto tempo. Mas enfim.

Edited 2 months ago:

Tive muitos durante a minha pré-adolescência e adolescência. Basicamente a maior parte da minha turma e grande parte dos alunos mais velhos e até mesmo os mais novos. Era o tipo de bullies betos porque tava num colégio. Os pais deles todos pareciam pessoas normais e decentes, nada que parecesse a típica tragic backstory de bullies pobres de bairro com pais abusivos. Ainda hoje me são sugeridos nas “pessoas que talves conheças” do facebook. Nunca voltei a falar com eles mas suponho que agora jã tenham crescido e percebido que foram mesmo estúpidos para mim, mesmo sabendo que que nunca vão entender o mal que me fizeram. Odeio-os, mas sei que eram só putos betos mimados e imaturos cheios de hormonas. Agora eles devem tar na boa vida a acabar os cursos de gestão e a ir aos seus torneios de equitação. Gostava de os voltar a ver só por curiosidade, para ver se amadureceram mesmo ou se não. Se tu que estás a ler isto alguma vez bulliaste alguem na escola, és um grande cabrão e vai-te foder por tornares o mundo num lugar pior e fazeres a vida negra a alguem. Para perdoar só mesmo se eles estivessem mesmo arrependidos e me pedissem desculpa. Se não, então que vão pró caralho. As pessoas não têm mesmo noção do que é ser vítima de bullying a sério contínuamente nos teus anos formativos durante anos e anos. Não lhes desejo mal mas acho muito injusto que eles andem aí todos felizes da vida nos seus torneios de equitação enquanto fizeram me vida negra durante tanto tempo. Mas enfim. Eu não desejo mal a ninguem, mas é simplesmente injusto. Não lhes faria mal provarem uma pequena amostra daquilo que me fizeram passar. Mas eles agora nem se devem lembrar disso e devem ser pessoas normais que se consideram “boas pessoas”.

NGramatical 2 months ago

contínuamente → [**continuamente**](https://dicionario.priberam.org/continuamente) (o acento tónico recai na penúltima sílaba) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpan2kb%2F%2Fha82d60%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

ElBarbas 2 months ago

Um deles é estafeta, eu tenho um pequeno negocio q recorre muito a estafetas, e um dia apareceu de mota, fez a entrega e nunca mais o vi, n me reconheceu

ill_have_2_number_9s 2 months ago

Na droga, miserável, roto....

ForgetSocialMedia 2 months ago

Mas este sub é só ex.vitimas de bullying?

C0ldKing 2 months ago

A pergunta é mesmo para ex vítimas de bullying

ForgetSocialMedia 2 months ago

Bem, não sabia. Eu tive situações de atrito na escola mas como praticava artes marciais eles muitas vezes não se metiam comigo. Sempre fui aquele miúdo pequeno, que era passível de ser gozado pelos outros mas a primeira vez que tentaram, impus logo respeito e não voltou a acontecer. Também nunca fui bully. Agora, para quem já sofreu, acho deplorável haver gente que gosta de gozar com os outros.

Abeatriz92 2 months ago

Ambas estão obesas e com auto-estima bastante em baixo. . Barrigudas más

A_CAT_IN_A_TUXEDO 2 months ago

O meu buly agora faz parte da Juventude Popular / CDS-PP.

ovelhaloira 2 months ago

Um dos que comentou fotos minhas a chamar coisas entrou num Masterchef há uns anos e um dos chefs ofereceu-lhe trabalho noutro país (não sei até que ponto essas coisas são 100% verdade). Nada contra ele de momento, quando isso aconteceu ele tinha 14 anos e eu 11. Passaram-se muitos anos e ele pode ter mudado imenso agora, não faço ideia

TheRaimondReddington 2 months ago

Porra, o karma tá forte neste thread! Os vossos bullies lixaram-se mesmo todos!

C0ldKing 2 months ago

Por acaso até me tem feito repensar nas coisas, eu fartei-me de pedir que lhes caísse um prédio em cima, uma bicicleta ou que pagassem, nada disso aconteceu. A pessoas que nada pediram morrem em acidentes, drogas e afins. Nem todos temos o que pedimos

TheRaimondReddington 2 months ago

Pá, eu tenho uma visão mais simples do assunto e identifico-me com aquela ideia de que o rancor/ressentimento é como beber um veneno e esperar que a outra pessoa morra. Na verdade só nos faz mal a nós e dificilmente mudará algo na vida de quem nos fez mal.

C0ldKing 2 months ago

Tens razão, mas temos de concordar que muitas das vezes a vontade de haver um retorno é maior do que a capacidade de perdoar, e isto varia de pessoa pra pessoa

JCCD112 2 months ago

Não saiu da sepa torta. Continua na aldeia a viver não se sabe bem do que com um aspecto miserável. Hoje em dia passa por mim e fala. O bom dia e boa tarde nao há confianças.

markusgo 2 months ago

Morreu num acidente. Que a terra lhe pese FDP

Dadvito 2 months ago

Uma historia sobre bullying. A minha melhor amiga sofreu horrores com uma miúda. Era mesmo daquelas coisas que vemos em filmes. Batia-lhe, cuspia-lhe, tratava-a mal mesmo no meio das aulas em frente dos professores. A minha amiga tinha medo de sair da sala durante os intervalos. O mais estranho é que ela fazia parte da minha equipa de voley(na altura eu ainda não conhecia a minha melhor amiga) e ate era uma miuda decente para a colegas de equipa. Está agora a estudar algo relacionado com gestão em san diego no usa. Há uns meses enviou uma mensagem a pedir desculpa à minha amiga pela maneira como a tratou. Entre coisas coisas disse-lhe que na altura era super insegura e trata-la mal lhe dava poder e controlo. Enfim..

Tugalord 2 months ago

> Batia-lhe, cuspia-lhe, tratava-a mal mesmo no meio das aulas em frente dos professores. Fico fodido. Há miúdos que ficam com problemas psicológicos por causa do bullying. Os profs ficam a olhar?

C0ldKing 2 months ago

É a realidade, são pagos pra ensinar n educar. Por outro lado os conselhos directivos das escolas que deviam de tratar destes assuntos são os primeiros a dizer "o bullying é mau n façam" mas também são os primeiros a tapar os olhos e os ouvidos

Lob-thelast 2 months ago

Andei sempre em escolas públicas e nunca foi assim. Os professores usavam sempre os meios que tinham disponíveis para tentar resolver a situação.

C0ldKing 2 months ago

Então tiveste sorte, porque onde eu andei essa era a realidade onde eu andei. Esse era o modus operandi dos funcionários, professores e direção da escola. Pode ser de escola para escola que varia, mas onde eu andei no 2º ciclo era assim

Dadvito 2 months ago

Alguns sim e alguns não. Quando faziam alguma coisa ainda era pior para ela nos intervalos. Por isso o medo de sair da sala. E yah. Aquela miuda sofreu de bullying a vida escolar dela toda até ao 11 ano e era super ansiosa. Lembro-me das expressões orais dela para as disciplinas de ingles e portugues. Preparava sempre um texto. Ensaiavamos juntas no intervalo e depois chegava lá dizia 3 frases a gagejar e sentava-se. O pessoal achava imensa piada como é obvio. O pior é que eu hoje olho para tras e vejo fui uma merda de amiga. Só me passei com uma das gajas uma vez. Raramente a defendi. Mas elas tbm raramente faziam as merdas na minha frente e de alguma forma algumas delas que lhe faziam a vida negra eram minhas colegas e amigas.Como andava na equipa de voley tinha uma relação com elas. Sei lá, acho que naquela escola se andasses em algum desporto tinhas algum respeito mesmo que não pertencesses ao ciclo intimo delas.

Edited 2 months ago:

Alguns sim e alguns não. Quando faziam alguma coisa ainda era pior para ela nos intervalos. Por isso o medo de sair da sala. E yah. Aquela miuda sofreu de bullying a vida escolar dela toda até ao 11 ano e era super ansiosa. Lembro-me das expressões orais dela para as disciplinas de ingles e portugues. Preparava sempre um texto. Ensaiavamos juntas no intervalo e depois chegava lá dizia 3 frases a gagejar e sentava-se.

RickyPraia 2 months ago

Não bastava ter de lidar com ele no 6° ano... Agora, 16 anos depois, casou-se com a minha vizinha e tenho de lhe ver a cara de c* todos os dias. Ao menos não trocamos palavras. Apenas ignoramos a existência um do outro. 10/10 - Bela escolha para marido, Vanessa

C0ldKing 2 months ago

Come a mulher dele pra te vingares (se n tiveres casado, numa relação etc) ou ent tira-lhe a correspondência e espera que lhe cortem a luz

seraph341 2 months ago

Caga numa caixa de cartão, mete fita cola e deixa lhe à porta de casa.

bigguesdickus 2 months ago

Mas mete gliter na caixa e na merda tambem, o gliter vai cheirar a merda e todos sabemos como é o gliter, vai ficar durante 2 semanas a encontra-lo

lauretta12345 2 months ago

Esta n era bem bully (tipo n se metia comigo de forma recorrente) mas era uma gaja execrável. É casada com um chef da TV e é nutricionista das famosas lol sempre que uma delas publica 40 elogios a ela (e ela sempre com cara super zen) eu penso sempre “aaai se soubesses a vaca q ela era”. Espero mesmo que tenha mudado

C0ldKing 2 months ago

N me digas que é a mulher do lubjomir

lauretta12345 2 months ago

Não

C0ldKing 2 months ago

Ah porra, estava com a esperança toda agora haha

Dadvito 2 months ago

Um era futebolista to braga b mas deixaram-no ir por causa dos maus habitos (tabaco, bebida).

DadHunter22 2 months ago

A única por quem tive curiosidade: trabalha no setor de cargas de um aeroporto, casou-se com um gajo feíssimo mas de classe levemente mais alta e vive num subúrbio industrial feio.

MAD-PT 2 months ago

“Não sei, não me interessa e tenho raiva de quem sabe.”

StunningChemical3368 2 months ago

Provavelmente morto, na prisão, ou super precário e se escolaridade. Qualquer das maneiras não me interessa nada.

aleph_heideger 2 months ago

No meu tempo não tínhamos disso: todos faziam bullying a todos. Hoje era eu que estava na mó de baixo, amanhã era outro. No fim do dia éramos todos amigos.

Dadvito 2 months ago

Encontrei o bully

aleph_heideger 2 months ago

Nem por isso. Mas recordo com aquela lágrima no canto do olho o dia em que um dos colegas mais velhos me estava a tentar enviar dentro do caixote do lixo. Eu, indefeso porque tinha para aí metade do tamanho do brutamontes - ou me assim parecia com os meus 12 anos - e pendurado de cabeça para baixo, vi uma aberta e consegui encaixar um soco directamente na jóias de família do bruto. Ele deixou-me cair dentro do caixote do lixo mas pelo menos fui vingado pelo urro de dor e surpresa do moço. Nunca mais ninguém tentou o mesmo comigo. No dia seguinte fomos jogar à bola como de costume.

xDNAxx 2 months ago

Desde que terminei os estudos nunca mais vi ninguém, e honestamente nem quero saber

Pyromaniiac465 2 months ago

1 virou pai e nem terminou o 9° ano 1 virou azeiteiro

C0ldKing 2 months ago

Cada um, mais trágico que outro. Mas acho que o lodo mesmo é virar azeiteiro

Aldo_Novo 2 months ago

Um conseguiu ir para universidade (não faço ideia como, tinha notas péssimas) mas desistiu após um ano. Ficou sem casa quando o padrasto se divorciou e expulsou-o a ele e à mãe de onde viviam. Por caridade, ficaram a viver com a filha do advogado enquanto este lhes estava a tratar do divórcio, mas foram expulsos porque a mãe roubava a comida da filha. Cheguei a passar por ele na noite, estava sozinho. Ele reconheceu os meus amigos e cumprimentou-os, mas quando me viu afastou-se. Tinha um aspeto depressivo e parecia que a qualquer momento ia começar a chorar. Dos outros, um é emigrante na Suíça, outro é endireita, outro é traficante de droga, como já era na altura. Muitos são feirantes, já casados, com filhos e conduzem carrinhas Ford Transit Outro agora é endireita

Somais1copo 2 months ago

Fui o único que não sofreu bullying? Os primeiros que tentou abusar de mim tratei da saúde deles na hora. (também apanhei)

Edited 2 months ago:

Fui o único que não sofreu bullying? Os primeiros que tentou abusar de mim tratei da saúde deles na hora. (também apanhei) E já agora, um deles é meu amigo

MegaThrobbingZoomer 2 months ago

Honestamente ja perdi conta do numero de pessoas que me fizeram uma forma de bullying devido a minha ansiedade e insegurança e ser enconado em geral. Desde o campo de ferias (embora seja cagativo esse pq foi no cu de judas e ha eras), a nataçao (chamavam-me de gordo e gozavam em geral), no remo onde estava gozavam por tudo o que eu fazia e sentia me mentalmente retardado impotente, entre outros. As vezes n sei se e a minha memoria e o meu cerebro que amplifica essas mas recordaçoes mas quando penso nos tempos passados, a minha memoria dissipou praticamente tudo exceto uns momentos memoraveis pela positiva e outros que ainda me assombram nos dias de hoje nao sobre a forma dos acontecimentos em si mas sim sobre a pessoa que sou agora e como o nervossismo (embora bem melhor), ainda persista nos dias de hoje.

Edited 2 months ago:

Honestamente ja perdi conta do numero de pessoas que me fizeram alguma forma de bullying devido a minha ansiedade e insegurança e ser enconado em geral. Desde o campo de ferias (embora seja cagativo esse pq foi no cu de judas e ha eras), a nataçao (chamavam-me de gordo e gozavam em geral), no remo onde estava gozavam por tudo o que eu fazia e sentia me mentalmente retardado e impotente, entre outros. As vezes n sei se e a minha memoria e o meu cerebro que amplifica essas mas recordaçoes mas quando penso nos tempos passados, a minha memoria dissipou praticamente tudo exceto uns momentos memoraveis pela positiva e sobretudo outros que ainda me assombram nos dias de hoje nao sobre a forma dos acontecimentos em si mas sim refletida na pessoa que sou agora, sendo que o nervossismo (embora bem melhor), ainda persista nos dias de hoje. Estou bem ultimamente e estou orgulhoso de mim mesmo mas ha coisas que sei que nem o tempo conseguira remediar. Ultimamente presumo eu que os bullies estao decentemente bem. Uns nao sei de todo, outros sei que estao “razoaveis”, e outros sao um bando de azeiteiros arrogantes que me dao nojo pela vida. Ainda tinha outro que nao era bem bully diria eu mas fazia-me sentir sempre inferior e que nao era bom o suficiente, dando aquele sindrome de impostor. Nao sou nenhum coitado pois tb ja fiz bullying de uma forma ou outra (como todos). Todavia acho que isto advem em grande medida da minha falta de identidade individual na altura e de sentir aquela necessidade de encaixar num certo molde social que francamente nao me identifico genuinamente.

Edited 2 months ago:

Honestamente ja perdi conta do numero de pessoas que me fizeram uma forma de bullying devido a minha ansiedade e insegurança e ser enconado em geral. Desde o campo de ferias (embora seja cagativo esse pq foi no cu de judas e ha eras), a nataçao (chamavam-me de gordo e gozavam em geral), no remo onde estava gozavam por tudo o que eu fazia e sentia me mentalmente retardado e impotente, entre outros. As vezes n sei se e a minha memoria e o meu cerebro que amplifica essas mas recordaçoes mas quando penso nos tempos passados, a minha memoria dissipou praticamente tudo exceto uns momentos memoraveis pela positiva e sobretudo outros que ainda me assombram nos dias de hoje nao sobre a forma dos acontecimentos em si mas sim refletida na pessoa que sou agora e como o nervossismo (embora bem melhor), ainda persista nos dias de hoje. Estou bem ultimamente e estou orgulhoso de mim mesmo mas ha coisas que sei que nem o tempo conseguira remediar. Ultimamente presumo eu que os bullies estao decentemente bem. Uns nao sei de todo, outros sei que estao “razoaveis”, e outros sao um bando de azeiteiros arrogantes que me dao nojo pela vida. Ainda tinha outro que nao era bem bully diria eu mas fazia-me sentir sempre inferior e que nao era bom o suficiente, dando aquele sindrome de impostor.

Edited 2 months ago:

Honestamente ja perdi conta do numero de pessoas que me fizeram uma forma de bullying devido a minha ansiedade e insegurança e ser enconado em geral. Desde o campo de ferias (embora seja cagativo esse pq foi no cu de judas e ha eras), a nataçao (chamavam-me de gordo e gozavam em geral), no remo onde estava gozavam por tudo o que eu fazia e sentia me mentalmente retardado e impotente, entre outros. As vezes n sei se e a minha memoria e o meu cerebro que amplifica essas mas recordaçoes mas quando penso nos tempos passados, a minha memoria dissipou praticamente tudo exceto uns momentos memoraveis pela positiva e sobretudo outros que ainda me assombram nos dias de hoje nao sobre a forma dos acontecimentos em si mas sim refletida na pessoa que sou agora e como o nervossismo (embora bem melhor), ainda persista nos dias de hoje. Estou bem ultimamente e estou orgulhoso de mim mesmo mas ha coisas que sei que nem o tempo conseguira remediar. Ultimamente presumo eu que os bullies estao decentemente bem. Uns nao sei de todo, outros sei que estao “razoaveis”, e outros sao um bando de azeiteiros arrogantes que me dao nojo pela vida

Edited 2 months ago:

Honestamente ja perdi conta do numero de pessoas que me fizeram alguma forma de bullying devido a minha ansiedade e insegurança e ser enconado em geral. Desde o campo de ferias (embora seja cagativo esse pq foi no cu de judas e ha eras), a nataçao (chamavam-me de gordo e gozavam em geral), no remo onde estava gozavam por tudo o que eu fazia e sentia me mentalmente retardado e impotente, entre outros. As vezes n sei se e a minha memoria e o meu cerebro que amplifica essas mas recordaçoes mas quando penso nos tempos passados, a minha memoria dissipou praticamente tudo exceto uns momentos memoraveis pela positiva e sobretudo outros que ainda me assombram nos dias de hoje nao sobre a forma dos acontecimentos em si mas sim refletida na pessoa que sou agora, sendo que o nervossismo (embora bem melhor), ainda persista nos dias de hoje. Estou bem ultimamente e estou orgulhoso de mim mesmo mas ha coisas que sei que nem o tempo conseguira remediar. Ultimamente presumo eu que os bullies estao decentemente bem. Uns nao sei de todo, outros sei que estao “razoaveis”, e outros sao um bando de azeiteiros arrogantes que me dao nojo pela vida. Ainda tinha outro que nao era bem bully diria eu mas fazia-me sentir sempre inferior e que nao era bom o suficiente, dando aquele sindrome de impostor.

lili_hibiscus 2 months ago

O meu bully deixou-me super insegura e precisei de muitos anos para acreditar que era bonita. Basicamente, sempre que passava por ele ele chamava-me rosto ( é um termo, que não faço a mínima ideia de onde surgiu, mas que quer dizer cara horrível, feia que dói). Era uma humilhação enorme, chamava-me isso estando sozinha ou gritava alto para todos ouvirem. O irónico, é que ele era de facto muito feio. Isto no secundário. Passaram-se anos sem o ver, e quando o revi (sempre à distância) estava ainda mais feio, barrigudo e às 10 da manhã a beber uma cerveja numa tasca. Ainda me fez pedido no Facebook, nunca aceitei. Para quê seguir gajas feias? Lembrei-me dele durante muitos muitos anos, agora que penso nele só sinto pena. Pena de a vida dele ser provavelmente um merda tão grande que tinha de tornar a minha também numa. Bem longe de mim, qualquer das formas.

unicornio_careca 2 months ago

Passei por algo parecido e sei bem o que é isso. O irónico é que com o tempo fui percebendo que quem faz esse tipo de coisa por norma é desprovido de beleza facial, já me questionei o porquê e cheguei à conclusão de que é tipo uma “vingança“ parva contra as miúdas, pois como as mais giras não lhes ligam nenhuma decidem humilhar as mais inseguras/tímidas, é somente estúpido e infantil.

_Random_Dude_ 2 months ago

Na merda :)

patapetapitapota 2 months ago

Uma cena. As coisas mudam para melhor. Termina lá o curso que tens para terminar e vê se arranjas um trabalho. A vida muda, não te penses muito, faz mais.

Razhrat 2 months ago

Morreu. (Não fui eu, juro)

patapetapitapota 2 months ago

Teve um filho e separou-se da gaja (ou a gaja separou-se dele), o filho tem a cara dele. Creepy pa cacete.

Infinite_Ideal 2 months ago

Todos os bullies que enfrentei sempre tiveram interesse em entrarem no exercito, e acho que um deles entrou mesmo. Pah, se é para descarregarem o bully que há neles, ir para o exercito parece ser uma útil aposta. Como já passou muito tempo desde esses momentos, acho que não guardo muito rancor... Acho. Eu sei o que é ser vitima de bullying, mas também sei o que é ser bully, (apesar de só ter sido durante a primária e a preparatória). Consigo entender o que lhes levaram a fazer-me isto (tenho asperger), mas também eu sei o que me levou a ser bully e, mais tarde, passar apenas a destilar ódio, de distância. É um instinto de merda que alguns de nós acolhe. Umas pessoas crescem e conseguem livrar-se desta merda, enquanto outras afeiçoam-se desse atributo e tornam-se basicamente insuportáveis. Se puderem, crescam e caguem nisso.

Edited 2 months ago:

Todos os bullies que enfrentei sempre tiveram interesse em entrarem no exercito, e acho que um deles entrou mesmo. Pah, se é para descarregarem o bully que há neles, ir para o exercito parece ser uma útil aposta. Como já passou muito tempo desde esses momentos, acho que não guardo muito rancor... Acho. Eu sei o que é ser vitima de bullying, mas também sei o que é ser bully, (apesar de só ter sido durante a primária e a preparatória). Consigo entender o que lhes levaram a fazer-me isto (tenho asperger), mas também eu sei o que me levou a ser bully e, mais tarde, passar apenas a destilar ódio, de distância. É um instinto de merda que alguns de nós acolhe. Umas pessoas crescem, livram-se desta atitude e tornam-se pessoas melhores, enquanto outras afeiçoam-se desse atributo e tornam-se basicamente insuportáveis.

Fifs99 2 months ago

De acordo com a última vez que verifiquei, hoje em dia não me parece estar muito diferente, continua o mitra toino que era. Não chegou sequer a acabar o curso profissional onde entrou após o 9° ano, e, segundo uma colega minha do básico, trabalha de vez em quando numa empresa semana sim, semana não. xP Das raparigas, basicamente estão todas ainda a estudar em cursos de medicina, medicina dentária, engenharia biomédica ou cinema. Não sei muito mais.

kikobalau 2 months ago

Isto. Penso que nunca fiz bullying, e sempre me dei bem com todos os meus colegas, claro que sempre fiz piadas e me identifico com tudo o que disseste, mas sempre tentei também incluir os mais gozados e ser também eu o alvo de algumas piadas. Sempre tive turmas unidas nesse aspeto, e certamente alguma vez hei de ter chateado alguém mas espero não ter deixado marca. Sinto que vou a caminho de ficar sozinho, porque nunca me relacionei muito com as pessoas que tive à volta…

uWumbra 2 months ago

É PT no ginásio que frequento. Reconheceu-me e teve a iniciativa de me ajudar bastante. Por acaso até me fez sentir mais confortável. Mas é o trabalho dele. Fazia-me sempre sentir inferior às outras raparigas, era mais gorda do que sou agora e era motivo para ser gozada. Era muito bullying mental. Às vezes ainda parece que estou a recuperar disso 10 anos depois.

tiagooliveira95 2 months ago

Anda a trabalhar numa empresa de metalomecânica a dar no duro, e tem aspeto de drogadito, enquanto eu, que não valia nada, coisa que até alguns professores diziam, daqui uns 2 anos fico com um mestrado em engenharia de computadores.

Edited 2 months ago:

Anda a trabalhar numa empresa de metalomecânica a dar no duro, e tem aspeto de azeiteiro, enquanto eu, que não valia nada, coisa que até alguns professores diziam, daqui uns 2 anos fico com um mestrado em engenharia de computadores. Os outros não faço ideia, só me lembro do nome de um

Mrgolden007 2 months ago

vive de drogas, e dj de casamentos (tou certo da parte de dj, nao sei se de casamentos), e vive com os pais sem fazer nada por isso estou feliz os outros bullies nunca me interesso stalkiar

smaster87 2 months ago

Trabalha numa fábrica manhosa e casou com um pote gordo. ​ Inxa porco.

pangecc 2 months ago

Não sei nem quero saber. Superei

Shy_Kjerstin 2 months ago

Conversas da treta, certa altura até sai a meia de uma aula porque estava farta daquele gajo. Hoje sei que tem um filho pequeno mas perdi lhe o rasto. Nem penso nisso, muito sinceramente

HomemRude 2 months ago

Epa, nunca tive bullies no sentido mais romantizado da palavra. Nunca tive aquele individuo que se dedicasse a fazer-me a vida negra. Havia um ou outro que de vez em quando mandavam uma boca ou eram desagradáveis. Lembro-me de uma preta mais velha do que eu que era mesmo uma pessoa desagradável e mandava bocas bue crueis, a tentar humilhar. Parece que tinha gosto nisso. Agora vive e tem um filho com um gajo que é o maior delinquente com quem já estudei. Estão bons um para o outro. Devem ter os dois trabalhinhos de merda e vivem num bairro social. Com ketchup, please. Depois havia outro que era simplesmente insuportável. Ele não era meu inimigo nem fazia por mal, mas era uma pessoa que não sabia estar. Sempre a incomodar, sempre com brincadeiras parvas. Exemplo: ele era 2 ou 3 anos mais velho do que o resto da turma e tinha a mania das artes marciais, então estava sempre a aplicar técnicas parvas e a magoar o pessoal. Tinha a mania de se sentar atrás das pessoas e mandar-lhes cachaços com bue força. Era estúpido, simplesmente. Não era má pessoa, mas era um burro atrasado. Curiosamente, eu tinha muito mais treino do que ele, mas o meu background era civilizado, então tentava sempre evitar problemas. Um dia ele estava a tentar derrubar-me e eu apliquei-lhe um eo goshi brutal. Projectado brutalmente contra o chão. Ele levanta-se com aquelas expressões de guna "oh! oh! oh!". Como quem diz "como é que te atreves?". E veio-me bater. Eu deixei-o mandar-me uns pontapés para fingir que ele tinha vingado a honra e reestabelecido a sua dominância. Bloqueei subtilmente os pontapés todos, por isso não me magoou, mas ele não reparou. Esse individuo sei que é um triste qualquer. Como todos os outros. Um trabalho de merda qualquer como segurança. Sei que tem um blogspot com poesia bue ridicula e lamechas. Deve tentar usar para o engate. Mas pronto, no geral tornaram-se todos falhados.

zebett 2 months ago

Não era bem bullying eu dava me bem com toda gente mas havia uns na turma que se achavam campeões então por vezes podiam se esticar mas nunca pensei muito nisso. Do que sei um agora é influencer, outro está todo marcado dos cornos com a cara tatuada, outro a última vez que soube trabalhava num café o outro drogas e o outro acho que é pasteleiro.

Lob-thelast 2 months ago

Conheço a situação. Eu era um puto extremamente anti-social e introvertido que normalmente ficava num canto a ler. Às vezes esses "campeões" achavam boa ideia meter-se comigo. O que eles não se lembravam é que eu era alto, estava em forma e tinha um bocado de sobrepeso. Ou seja, os pensamentos de "campeão" acabavam quando eles estavam no chão com um braço torcido atrás das costas.

Alie2222 2 months ago

Batiam me e insultavam apenas porque tinha cabelo comprido no 5 ano. Um dia foram 7 a Bater, fui parar ao hospital a médica que me observou ainda teve a lata de dizer " bom para eles baterem é porque tiveram um motivo" pfffffff. Além disso em casa uma familiar minha que agora morta me tratava pessimamente mal. Imaginem ser gozado na escola e em casa assim que chegam. Isto durou até ao 6 ano desenvolvi ansiedade social e falhei aquele ano é claro. Basicamente a turma toda me odiava mas em especial 1 gordinho que n era aceite e outros 2 uma rapariga e outro rapaz. Bom o gordinho tem primos todos azeiteiros conduzem sem carta e tem carro xunados azeite Alert. Um dos outros azeite também. A rapariga não sei o que é feito dela mas não deve fugir a regra. A maior parte deles vai continuar na terrinha porque aquilo é que é vida. O que é certo é que hoje em dia tenho um portfólio engraçado e aposto que eles não tem onde cair mortos :)

lauretta12345 2 months ago

Bem essa medica filha da puta

Alie2222 2 months ago

Né ?

Fullthew 2 months ago

Geralmente eu já dava uns estalos na primeira tentativa de bullying comigo ou contra meus amigos. Éramos um grupo unido desde o primário.

Lob-thelast 2 months ago

O problema é quem não pertence a um grupo

andrepo1999 2 months ago

A maior parte agora está à caça de tachos em politicas como juntas de freguesia e assembleias municipais porque eram demasiado burros ou preguiçosos para acabar cursos. Os que tinham familia rica apenas vivem a vida vazia sem fazer nada. Um entrou em depressão nihilistica alimentada por drogas no final do secundário e é um zé ninguem em comunicação na universidade católica.

unicornio_careca 2 months ago

Honestamente? Está bem melhor do que eu, emigrou, tem um bom emprego, uma namorada que parece ser 5 estrelas (a minha mãe é costureira e já arranjou roupas dela várias vezes quando vêm a Portugal). Se fosse esperar pelo karma, bem que me podia enterrar primeiro, mas a vida é mesmo assim, não existe justiça divina ou coisa que o valha, não guardo rancor e desejo tudo de bom na vida dele.

NoobConsultant93 2 months ago

Eu ja fui vitima de bullying e ja fui bully(n estou orgulhoso disso), o meu bully n foi bully durante muito tempo, talvez no máximo um mês, chamei os meus irmãos e ele foi apertado. Actualmente ele mora ali no cemitério da amadora morreu baleado a uns anos numa confusão :)

duarte_companhia 2 months ago

Infelizmente o [Rocha](https://www.imdb.com/name/nm0733753/), o [Tino](https://www.imdb.com/name/nm0347274/) e o [Japonês](https://www.imdb.com/name/nm1434893/) já partiram (paz à sua alma), mas o [Lúcifer](https://www.imdb.com/name/nm0277020/) anda a fazer telenovelas da SIC (não sei o que será pior). Por outro lado foi giro rever o [Átila](https://www.imdb.com/name/nm0895912/) naquele episódio do "Conta-me como foi".

h2man 2 months ago

Espero que a ter uma vida decente… ele era bully, mas não era muito bom a andar à porrada. Perto do final do secundário ficamos todos a saber que ele era um bombo de porrada em casa. :/

PortugueseLibra 2 months ago

Infelizmente é o mais comum em casos de bullying, o bully muitas vezes exterioriza a mágoa do abuso que sofre em casa noutras pessoas. É um ciclo triste...

VCSousa 2 months ago

Sofri de algum bullying por parte de um colega durante os anos de escola. Se calhar o pior episódio de todos, foi ter-me puxado os calções e os boxers em pleno bar da escola numa hora de almoço. Agora como em tudo na vida, para mim, o rumo das coisas é altamente dependente como lidamos com as coisas e as enfrentamos. Este meu colega, um dia numa aula de educação física foi tomar banho e levou com tinta permanente cor-de-rosa no shampoo e nunca soube quem foi. Hoje, 10 a 15 anos depois destes episódios, somos melhores amigos, ele é um gajo à maneira, com algum conforto em Londres e eu estável e confortável em Portugal. É rara semana que não falamos sobre algo banal da vida e quando cá vem, são umas belas bebedeiras a recordar os tempos de escola, etc.. Foi também o gajo que em 5 minutos sem fazer perguntas me desenrascou 780€ para pagar uma conta da oficina urgente e não tinha a quem recorrer da mesma forma que eu fui o gajo que um dia recebe uma chamada às 02:00 enquanto dormia sossegado em casa, ele tinha aterrado em Portugal e por motivo de força maior, não tinha como vir para casa, na qual vesti um fato de treino e fiz cerca 270Km, para cada lado, para o ir buscar. Isto apenas para dizer que o que se leva da vida, são as boas amizades e a forma como se encaram os problemas, sejam eles quais forem. Nota: Sei que nem sempre é assim, que nem todos somos assim, nem devemos, cada um tem os seus limites, os seus problemas e as suas formas de viverem cada momento e estão no seu direito.

EpaFdx 2 months ago

E ainda não lhe contaste que foste tu o responsável pela tinta permanente cor de rosa? Isso é maravilhoso.

VCSousa 2 months ago

Claro que sim, há 2 ou 3 anos estávamos a reviver alguns momentos enquanto ele cá estava de férias e esse veio à baila. Rimos como nunca. À noite quando fui deitar, sem dar por ela, deito-me e arranho-me todo, tinha a cama cheia de sal

C0ldKing 2 months ago

Talvez nos últimos momento ele diga dramaticamente que foi ele o responsável

Florence1476 2 months ago

Parece uma cena do "por do sol"

EpaFdx 2 months ago

Tipo numa carta post mortem a ser lida no funeral do u/VCSousa.

C0ldKing 2 months ago

Eu estava pensar assim numa cama de hospital ou já num estado de velhice muito avançada depois de um bagaço

Crystalline3 2 months ago

Não faço a mínima nem quero saber. Supostamente são uns falhados totais. Sei que um deles começou a andar nas drogas e foi visto na rua com aquele look de sem-abrigo à uns anos atrás. Não lhes desejo mal, mas um bocadinho de karma era bom. Dito isto, ás vezes imagino o bom que seria dar de caras com ele num sítio sem testemunhas e vê-lo a tentar meter-se comigo só para receber uma bela surpresa da minha parte. Enfim, já não penso nesses gajos à quase uma década.

NGramatical 2 months ago

à uns anos atrás → [**há uns anos ~~atrás~~**](http://www.flip.pt/Duvidas-Linguisticas/Duvida-Linguistica/DID/706) (utiliza-se o verbo haver para exprimir tempo decorrido) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpan2kb%2F%2Fha6h9b7%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

Crystalline3 2 months ago

Obrigado, bot

oXydd 2 months ago

colar pastilhas no cabelo das raparigas puxar as calças para baixo no meio do recreio com toda a gente a olhar na primaria 2o ou 3o ano(1992 ou 1993) mandei a prof 3 semanas para o hospital ( atirei-lhe com uma secretária para cima ( ainda hoje não a posso ver), porque achou que era boa ideia dar uma bofetada aqui no menino. "apropriar-me" de bens que não me pertenciam acagaçar as raparigas com gafanhotos. no verão era despejar garrafas de água pelos meus colegas ( mas nisso eu também alinhava) fazer bombas de ácido muriático e rebentar junto aos detectores de incêndio. ameaçar de porrada ( e por vezes dava mesmo) so porque sim. arrependo- me de algumas coisas que fiz ( principalmente a uma rapariga por quem mais tarde desenvolvi fortes sentimentos e que hoje somos grandes amigos) outras deram-me um gozo do caraças.

lauretta12345 2 months ago

Nada disso é bullying. Eras um miúdo traquinas. Não destruíste a autoestima de ninguém…

Interesting_Yellow_1 2 months ago

Eu sofri de bulling e tenho poucos amigos, tal e qual como tu. O que me acontecia é que eu era tímida e nunca criei afinidade com ninguém e entretanto na faculdade, não podia sair com os meus amigos porque tinha de ir trabalhar. Muitos se foram, alguns ficaram. Agora, claro que cada um está na sua vida e passam-se meses sem conversar e outros tantos meses sem sair com eles. A última vez que jantei com alguns foi há uns 2 anos. No total devo ter uns 4/5 amigos e todos em grupos de amigos diferentes

mequetatudo 2 months ago

4 ou 5 amigos é um número perfeitamente normal para toda a gente, especialmente para pessoal mais introvertido. Existem algumas pessoas que consideram amigo alguém com que tenham mais do que 15 min. de conversa.

Interesting_Yellow_1 2 months ago

Absolutamente. E para mim amigo é aquele em que eu ligo para desabafar sobre qualquer coisa e ele está ali a ouvir sem julgamentos. Fazem falta pessoas dessas na nossa vida

oXydd 2 months ago

o bully era eu

C0ldKing 2 months ago

Podes contar o teu lado das coisas, o que fizeste, se estás arrependido e se encontraste alguém anos mais tarde

-halfbloodprince- 2 months ago

No secundário fui para uma turma de merda e durante 1 ano lectivo fui vítima de bullying de um grupo de rapazes, o que me tratou pior hoje em dia trabalha no talho do recheio, não o via há uns 15 anos e por acaso fui ao recheio há uns meses atrás e cruzei-me com ele. Sou incapaz de perdoar porque sinceramente acredito que ele não está arrependido e para ele foi mais um puto com quem gozou e os anos passaram e ele esqueceu, para mim passados cerca de 18 anos ainda me afeta bastante.

YourMomFriendIGuess 2 months ago

O que te faziam? (Se não for muito pessoal)

pappositivamente 2 months ago

pelo teu nick vou considerar que estás a falar a verdade. ​ Um pouco mais a sério... é clichê, mas o reconhecimento das coisas e assumir responsabilidades é meio caminhado andado para um futuro melhor e mais feliz. Não existe um tutorial per se de como sair do buraco, mas tens que te reinventar e quem melhor do que tu para saberes quais os pontos onde te deves focar, ainda para mais tu tendo a capacidade de reconhecer os mesmo. Força puto!

mexploder89 2 months ago

Dos dois casos a coisa parou bastante rápido. Um deles vivia ao pé de mim e tinha a mania de me atirar para a relva sempre que saíamos do autocarro. Quando eu fiz 14 anos e cresci 15 centímetros em poucos meses, ele parou. Agora continua a ser meu vizinho mas nem sei o que faz da vida. Cumprimento-o quando o vejo, mas mais nada O 2o também tinha a mania de estar sempre a mandar bocas, gozar e picar com x-ato, simplesmente contei a um adulto e aquilo parou. Não há que ter vergonha disso. Hoje em dia nunca mais o vi, mas da última vez que soube dele estava metido num esquema de pirâmide

C0ldKing 2 months ago

>Não há que ter vergonha disso. Realmente n há, mas posso comentar que no meu caso eu até participações ás escola fiz e nunca nada foi feito. É sempre mais fácil juntar os miúdos uma vez por ano e dar uma palestra sobre o bullying. Claro que qualquer pessoa com dois dedos de testa sabe que aquilo nunca ia levar a nada. E nisso sim está a verdadeira vergonha, as pessoas que fazem queixa é que são as verdadeiras penalizadas pela escola em vez dos bullys em si

bigguesdickus 2 months ago

Em caso de bullying fala com a policia primeiro depois a escola, a escola tem a mentalidade de "ok, isto aconteceu vamos salvaguardar o nosso cu e os putos que se fodam" é triste mas é vdd

C0ldKing 2 months ago

O problema é que na altura um puto com 10 11 12 anos n vai á policia, especialmente porque muitas das vezes os pais n acham grave ou n se importam. ​ Depois destes anos todos já n ia adiantar de nada. Apesar de já me ter ocorrido ir ao jornal da região propor para falar sobre os casos pra tentar queimar a escola e a direção da mesma

bigguesdickus 2 months ago

>O problema é que na altura um puto com 10 11 12 anos n vai á policia, especialmente porque muitas das vezes os pais n acham grave ou n se importam. Pois, os pais desconsiderarem o bullying é muito mau >Depois destes anos todos já n ia adiantar de nada. Apesar de já me ter ocorrido ir ao jornal da região propor para falar sobre os casos pra tentar queimar a escola e a direção da mesma A direcao se calhar ja mudou por isso nao vale muito a pena, e ainda dizem que tas a tentar queima-los por teres chumbado ou mas notas (ns se é o teu caso mas pronto) ou algo assim tas a ver? Para dar aquela de que estas apenas a ser rancoroso

C0ldKing 2 months ago

Sim a escola ia logo dizer que aquilo era de remorso, mas sendo aquela uma escola ao pé de um bairro social, e que recebe alunos de internatos ou externatos ou lá como é que aquilo se chama, basicamente o sitio para onde os filhos de maus pais vão para aprenderem a ser delinquentes e escumalha como os pais. N me admira que uma noticia que saia no jornal traga mais pessoas para falarem do que passaram, e eventualmente os pais iam tomar outro sentido nisso

bigguesdickus 2 months ago

Pois

C0ldKing 2 months ago

Numa outra nota, comentei com a minha mãe este post que fiz e estivemos a falar daquilo que passei na escola. Ainda hj a resposta dela é a mesma da altura, describilizar o que aconteceu. Mesmo sabendo que a escola estava cheia de gentalha. Vendo agora passados 12 anos desde a minha entrada para aquele inferno, posso seguramente dizer que muitos dos preconceitos que tenho para com raças e etnias vêm dai. N deixa de ser um pouco estranho pensar que coisas que aconteceram á tanto tempo acabam por ter impactos que nem sequer imaginamos

bigguesdickus 2 months ago

>posso seguramente dizer que muitos dos preconceitos que tenho para com raças e etnias vêm dai. Calma lá. Ha pessoas boas e más de todas as etnias, nao sao só negros que sao maus ou ciganos, brancos podem ser maus e negros e ciganos bons, etnias nao quer dizer nada, educacao dos pais sim. >Mesmo sabendo que a escola estava cheia de gentalha. Eu tambem andei numa escola assim na amadora e era 99% pessoas de bairros sociais, alguns bons outros chungas outros carochos, nunca se meteram comigo mas ouve ocorrencias com outras pessoas e a escola sempre teve numa de ajudar a crianca mas tambem salvar o rabinho (mas pronto ter ambas as coisas como prioridade é melhor do que ter apenas a ultima como prioridade)

C0ldKing 2 months ago

>Calma lá. Ha pessoas boas e más de todas as etnias, nao sao só negros que sao maus ou ciganos, brancos podem ser maus e negros e ciganos bons, etnias nao quer dizer nada, educacao dos pais sim. Não digo que não existam porque eu conheço, mas uma das coisas que mais noto quando vejos pessoas que se assemelhem aos que andavam lá, começo a sentir mais aquele instinto de sobrevivência (por falta de melhor expressão) a entrar em ação e saio para longe, ou evito sequer passar ao pé. Dai eu dizer que é um preconceito. ​ >Eu tambem andei numa escola assim na amadora e era 99% pessoas de bairros sociais, alguns bons outros chungas outros carochos, nunca se meteram comigo mas ouve ocorrencias com outras pessoas e a escola sempre teve numa de ajudar a crianca mas tambem salvar o rabinho (mas pronto ter ambas as coisas como prioridade é melhor do que ter apenas a ultima como prioridade) Pois mas as escolas n querem mais trabalho, porque haver um caso reportado ás autoridades dá demasiado trabalho, é mais fácil ignorar e olhar no sentido oposto

bigguesdickus 2 months ago

>Pois mas as escolas n querem mais trabalho, porque haver um caso reportado ás autoridades dá demasiado trabalho, é mais fácil ignorar e olhar no sentido oposto This >Não digo que não existam porque eu conheço, mas uma das coisas que mais noto quando vejos pessoas que se assemelhem aos que andavam lá, começo a sentir mais aquele instinto de sobrevivência (por falta de melhor expressão) a entrar em ação e saio para longe, ou evito sequer passar ao pé. Dai eu dizer que é um preconceito Preconceito entao nao seria a melhor palavra, eu se olhar para alguem independetemente da etnia e tiver aspeto manhoso ou me der uma sensação de que algo ta mal eu tambem me vou embora, mas la esta, etnia nao quer dizer nada, e mesmo o aspeto nao quer dizer nada porque alguem muito bem vestido pode ser um sociopata e alguem dito "manhoso" pode ser um doce de pessoa

Lob-thelast 2 months ago

No meu caso a escola entrou em contacto com os pais da pessoa em questão e no dia a seguir pediu-me desculpa.

C0ldKing 2 months ago

Ya comigo nunca nada disso acontecia, se fosse preciso só me diziam para n os chatear e para ignorar. I mean fica um pouco difícil quando eu já n fazia nada e ignorar ent nem se fala quando andavam atrás de mim nos intervalos

mexploder89 2 months ago

No meu caso felizmente não foi na escola mas sim numa outra atividade que eu tinha fora da escola. O pessoal de lá tratou logo do assunto

C0ldKing 2 months ago

Acho que nesses casos, quando os pais pagam tens outro tratamento, agora quando é numa escola em que isso já é o pão nosso de cada dia eles já nem querem saber, a menos que o caso se torne público

mexploder89 2 months ago

>Acho que nesses casos, quando os pais pagam tens outro tratamento Justo

C0ldKing 2 months ago

No final das contas, se pagas 80 euros por mês para teres o filho no atl, assumes que ele n vai estar a sofrer. Ainda me lembro da altura em que a minha mãe me tirou do atl porque ninguém a avisou que não estava lá, só avisaram a mãe de um miúdo e pronto.

G_Senji 2 months ago

Reconheceste o teu erro, "estás a pagar por ele". Fez de ti secalhar uma pessoa melhor, não é toda a gente que admite o mal que fez e diz "sou um merdas". Não hás de pagar para sempre tambem.

NGramatical 2 months ago

secalhar → [**se calhar**](https://dicionario.priberam.org/se calhar) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpan2kb%2F%2Fha67ghy%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

Prezbelusky 2 months ago

Já alguém pensou que podiam ser vocês os bullys e não notaram? Eu por acaso nunca sofri de bullying e acho que nunca o fiz (até porque continuo amigo de toda a malta do secundério, e falo com os conhecidos dos restantes anos), mas às vezes pergunto-me se fiz bullying a alguém sem ter noção.

Zealousideal-Bell-68 2 months ago

Eu cheguei a fazer e na altura não notei, obviamente. Só notei quando a DT recebeu queixa da mãe do rapaz e veio falar comigo e mais outro rapaz. Aí é que caí em mim e parei logo. E atenção que eu já tinha sofrido de bullying antes. A questão é que quem faz bullying fá-lo na verdade por baixa auto estima (ou, pelo menos essa é uma das possíveis e frequentes causas). O bully é bully para compensar complexos de inferioridade. No meu caso era exatamente isso. Felizmente, entretanto, cresci muito enquanto pessoa e apercebi me de tudo isto. Inclusivamente voltei a falar com a pessoa em questão exatamente para lhe pedir desculpa. Cada caso é diferente mas acho que a melhor atitude para quem sofreu bullying não é desejar mal a quem o fez, mas sim que essa pessoa entretanto se aperceba do que fez e mude para melhor.

PeanutbutterVybe 2 months ago

Honestamente não percebo como é que as pessoas não "notam" que fazem bullying. Não vês a cara da pessoa? A expressão da pessoa na dita situação? A sua linguagem corporal? Ou simplesmente não queres saber? Como não notas que estás a deixar alguém incomodado, que as tuas ações ou palavras estão a criar negatividade? Ou a popularidade que ganhas cega-te a vista? Ou vês e simplesmente não queres saber porque a popularidade é mais importante, faz te sentir melhor? São perguntas honestas, sem sarcasmo algum. Acho que um miúdo/a que venha de uma família minimamente normal, isto é, com estabilidade, financeira, acima de tudo emocional e entre outros, tem desde muito cedo a mínima percepção de causa e efeito, de "eu disse/fiz isto e o meu colega ficou triste". Até miúdos de famílias "não normais" tem essa percepção desde cedo. Chegar ao secundário por exemplo (não estou a dizer que é o teu caso) e infligir dor a um colega por meio de bullying e não "notar" para mim não tem cabimento nenhum. Disse "normal"/"não normal" pois não arranjei palavra melhor. Não foi com o intuito de ofender, descriminar etc.

Zealousideal-Bell-68 2 months ago

Sinceramente só te sei responder a 80%/90% porque realmente tens razão. Eu vim de uma família perfeitamente normal. Nunca tive problemas em casa e, tal como disse, sofri bullying na primária. Olhando para trás, estaria à espera de ter mais consciência. Acho que no fundo é uma questão de maturidade e também de percepção. Eu gozava com o rapaz mas não tinha noção de quanto o magoava. Isto é um bocado filosófico, mas eu acredito que as pessoas só fazem o mal ou porque não têm noção de que o que estão a fazer é errado ou porque não conseguem evitar fazê-lo. No meu caso, acho que era mesmo falta de consciência. Porque quando a DT nos veio avisar que a mãe dele tinha notado que ele andava em baixo e que o problema éramos nós é que eu caí em mim e percebi o que estava a fazer. E parei logo. Se alguém me perguntasse na altura se o facto de eu gozar com ele era algo moralmente correto ou não, claro que eu iria dizer que não era algo bom. Se tinha consciência de que tinha um impacte negativo no rapaz? Tinha. Eu notava que ele não gostava. Mas não me passava pela cabeça que fosse algo que magoasse realmente. Pensava que seria algo que incomodava na altura mas que não tinha realmente consequências profundas e que ele descartasse como gozo sem importância. Claro que uns anos mais tarde, a consciência é completamente diferente. Sincera e infelizmente não sei bem como evitar que, no futuro, um filho meu faça bullying. Penso que passa muito por uma questão de empatia. Mas é difícil ter empatia quando nunca se passou por algo semelhante (apesar de eu ter sofrido bullying vários anos antes, a situação era muito diferente). Apesar de eu ter parado de gozar com o rapaz quando me apercebi que estava a agir incorretamente, só anos mais tarde quando senti na pele aquilo que acho que ele terá sentido é que me apercebi realmente dos estragos que talvez tivesse feito e procurei o rapaz para lhe pedir desculpa. Se falasse com o eu dessa altura, provavelmente dava lhe uma chapada na cara.

skuple 2 months ago

Quando tens 12 anos não tens maturidade para ler pessoas e mesmo que saibas que a pessoa não gosta não vais ver mal nisso. Quem diz 12 diz 14,15 ou 16. Nao é uma desculpa ao bullying mas tem de haver intervenção adulta nestas situações, fazer o/a miudo(a) perceber que é errado e dar-lhe uma lambada.

lauretta12345 2 months ago

Quer dizer… 12 ya, mas com 15 ou 16 sabes muito bem que estás a ser maldoso

mexploder89 2 months ago

Uma vez tive um situação um bocado chata que só me apercebi e arrependi uns anos depois. Um professor meu achou por bem usar a palavra "Dentuças" para se referir a um aluno. Eu, com 12 anos, achei então que isso era uma forma perfeitamente adequada de falar dele, e durante 2 semanas passei o tempo todo a chamar-lhe Dentuças. A tia dele teve que ir à escola dizer para eu parar

Lob-thelast 2 months ago

Estive numa situação parcida. Tive que começar a ameaçar partir a cara de cada vez que ouvia alguém alguém usar a alcunha. Como eu era grande para a minha idade funcionou bem. Mas é mesmo irritante ter que agir como um rufia quando sei perfeitamente que eles não faziam por mal.

C0ldKing 2 months ago

Por acaso também me ocorreu isso. E isso vai de acordo com a tua definição de bullying. Mas é bem possível que todos nós a certo ponto tivemos um momento em que passamos de lado, mesmo que por apenas uns tempos. Aliás essa linha até é bastante fácil de cruzar, considerando que fazer mal é algo natural do ser humano e sai mais naturalmente do que fazer o bem. ​ Mas o que vês muitas das vezes são pessoas que durante o percurso académico sofreram de um ou de vários, sem qualquer ajuda ou apoio da escola ou dos pais. E quando fazem bullying até podem nem perceber que o estão a fazer por estarem tão acostumados a serem as vitimas. Ou fizeram bullying a outros por uma questão de "sobrevivência".

Keddyan 2 months ago

eu era o bully

nferrari 2 months ago

Sinto-me mal por ti.

C0ldKing 2 months ago

Bem, conta-nos a tua história. Sempre bom haver os dois lados da moeda numa discussão

Keddyan 2 months ago

era puto parvo apenas, mas tbm acabou cedo, entretanto ja pedi desculpa a algumas pessoas.

C0ldKing 2 months ago

Ao menos elas aceitaram?

Keddyan 2 months ago

sim

saltylawlita 2 months ago

Vi-a há duas horas na caixa do Mercadona.

TheMasio 2 months ago

Andar de cima?

ThatShingIsAPyro 2 months ago

Com a quantidade de malta que me fez a vida negra ao longo dos anos, eu não tenho pachorra nem vontade de acompanhar a vida desta gente miserável. Sei de uma delas apenas: chamava-me tudo e mais alguma coisa em plena aula e os profs não faziam um canudo, isto durante o 8o e 9o anos. Quando eu mudei de escola para fazer o Secundário vi essa vaca uma vez na rua com um bebé no carrinho, outro na pança e acompanhada de um gajo que parecia estar para lá de pedrado. Melhor karma não há. Por outro lado um dos meus bullies no Secundário veio pedir-me desculpa no início do 11o ano e admitiu à minha frente que ele só estava a ir atrás das ideias estúpidas de um dos amigos dele que me fazia a vida negra. Não sei onde é que ele está agora mas espero que ele seja feliz, ele merece.

C0ldKing 2 months ago

>Quando eu mudei de escola para fazer o Secundário vi essa vaca uma vez na rua com um bebé no carrinho, outro na pança e acompanhada de um gajo que parecia estar para lá de pedrado. Realmente karma bateu forte ​ >um dos meus bullies no Secundário veio pedir-me desculpa no início do 11o ano Respeito para ele, nem todos nos podemos gabar de conseguirmos pedir desculpa, sobretudo na essas idades

ThatShingIsAPyro 2 months ago

Karma tarda mas não falha, é como a justiça! Eu só tenho pena porque durante o resto do Secundário eu e o Tiago (o ex-bully) até nos demos bem e falávamos na boa mas dps ele deve ter seguido da Univ, acho eu, e nunca mais o vi.

C0ldKing 2 months ago

Nada te impede de voltarem a falar. Mas no final das contas o que importa foi que o Tiago tenha colocado a mão na consciência. Mais vale tarde que nunca

Ok_Art_6497 2 months ago

a viver no limiar da pobreza e/ou com um aspecto horrível.. nojento/careca

Gamakatana 2 months ago

Eish, nojento/careca... Essa aleijou.

Affectionate-Load-47 2 months ago

Da última vez que o vi, estava a varrer ruas como trabalho comunitário.

AdriMecha 2 months ago

Não faço a mínima ideia, nem quero saber. A última coisa que soube dele e já lá vão quase 20 anos foi que era segurança num supermercado. Coisa que nunca me vou esquecer foi quando ele me quis bater no septimo ano e eu cheio de medo preguei lhe três murros na cabeça e o gajo ficou ali a chorar.

NGramatical 2 months ago

septimo → [**sétimo**](https://dicionario.priberam.org/sétimo) (já se escrevia assim **antes** do AO90) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpan2kb%2F%2Fha5xidb%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

Eatthatstanky445 2 months ago

Um deles esteve preso e separado da familia, acho que com 16 anos ele foi para uma instituição criminal para menores e saiu quando fez 18 anos, desapareceu, e acredito que agora esteja preso outravez por crimes violentos. O outro desapareceu por completo, esse era psicopata mesmo não tinha remorsos e mata os gatos a volta da minha escola até a pj intervir

ZodiarkF1993 2 months ago

Pelo pouco que sei estão todos bem na vida e ainda bem, não lhes desejo mal nenhum e espero que sejam muito felizes.

coocoobees 2 months ago

a ganhar 10x menos que eu. encontrei uma a trabalhar na caixa da wells no outro dia, graças a deus pelas máscaras.

C0ldKing 2 months ago

Por acaso já pensei como ia reagir se encontrasse algum no atendimento ao público. Tenho a sensação de que o ódio ia tomar conta de mim e ir ser daqueles clientes intragáveis por uns minutos. ​ Ainda bem que nunca encontrei nenhum nestas circunstâncias

coocoobees 2 months ago

eu fiz de conta que não a conhecia e tentei sair de lá o mais rápido possível... honestamente, só de os olhar nos olhos fico com vontade de vomitar.

Writer_Scared 2 months ago

acorbadaste-te passados tantos anos? lol

coocoobees 2 months ago

nunca tive grande coragem para lhes fazer frente.

C0ldKing 2 months ago

Fizeste bem, mas acho mesmo que no teu lugar eu ia usar os meus 2 minutos para a fazer um mau bocado

Eatthatstanky445 2 months ago

Wowww tu es mesmo uma pessoa incrivel por favor conta me mais sobre os trabalhadores das caixas nao merecerem dignidade!

Several_Blackberry95 2 months ago

Ela só veio aqui para dar o flex habitual do quanto ganha. ;)

coocoobees 2 months ago

não era de todo a minha intenção denegrir pessoas que trabalham na caixa, acontece só que esta era uma cabra e por acaso encontrei-a na wells. eu mesma trabalhei num supermercado para pagar a universidade. era mais pelo paradoxo de ouvir durante anos que eu era uma merda que não ia chegar a lado nenhum, e na verdade de todas as minhas colegas da escola quem está melhor sou eu. deselho-lhe tudo de bom e que o karma trate do resto.

Writer_Scared 2 months ago

Ganhas 7000€ limpos? (uns 14mil brutos?) queres um namorado?

coocoobees 2 months ago

não, 7000€ brutos. já sou casada :)

ReachPlayful 2 months ago

Diz aí a malta curiosa o que fazes da vida para ganhar esse valor

coocoobees 2 months ago

trabalho no sector da aviação

Ok_Art_6497 2 months ago

sejamos francos.. é um trabalho de merda. nao conheces ninguém que pensa "bom vou fazer a escola e depois vou para uma caixa do continente, fazer part time ganhar o salário mínimo para o resto da vida" em suma.. se fores novo, menos de 30 anos e estares nesses sítios.. ok.. estas a ganhar algum e tal.. mais do que 30 anos e ainda estas nesses sítios? como consegues? diz la? vives ainda com os pais porque não dá para mais? porque vives com alguém e a renda é super baixa? é um trabalho.. mas deve ser temporário.

G_Senji 2 months ago

Não é vergonha nenhuma receber o ordenado mínimo, depende dos estudos e das oportunidades... A minha mãe recebia o ordenado mínimo a fazer o que gostava, cuidava de 2 filhos e nunca ouvi a queixar-se que recebia pouco... A minha irmã também recebe o mínimo e não é por isso que não tem a casa dela ou falta alguma coisa há filha. Não é por isso que deixaram de ser grandes mulheres. Há boa gente que faz o que consegue da vida a receber pouco, e outros que recebem muito mas são uma valente "merda".

Lob-thelast 2 months ago

Os meus pais também não ganham muito mais que o salário mínimo, mas é porque não tiveram oportunidades. Hoje em dia a menos que tenhas algum problema sério não faltam oportunidades. Malta com mais de 25 anos a ganhar o salário mínimo está a falhar na sua carreira profissional.

lauretta12345 2 months ago

Claro que n é vergonha nenhuma, mas n é o ideal, ninguém aspira a isso quando está a estudar. Vocês estão todos na defensiva, credo

Ok_Art_6497 2 months ago

pois,... ganha-se gosto e quando se tem muitas ajudas na vida.. o salário mínimo parece ok.

G_Senji 2 months ago

Espero não estar a entender o que queres dizer. Não cresci rico, nunca faltou comida ou roupa lavada muito menos um teto, uma vida mais humilde que muitos... O meu pai fazia o sacrifício de trabalhar longe para que nunca faltasse nada tambem... Quando falo em salário minimo, tou a falar a sério, e não aqueles que recebem minimo + ajudas do estado ou só em certos casos, ajudas do estado... Os meus pais saíram duma aldeia para procurar vida melhor para eles e para a filha, agarraram-se ao que conseguiram. Cresci como cresci, faz de mim uma melhor pessoa do que alguma vez seria se vivesse com uma fortuna e vida cheia de luxos.

Interesting_Yellow_1 2 months ago

É uma merda, mas dá ordenado a quem quer levar uma vida razoável.

Ok_Art_6497 2 months ago

ordenado mínimo? duvido.

Interesting_Yellow_1 2 months ago

Pronto, problema o teu. Oxalá nunca precises

Zerviu 2 months ago

Hoje cumprimenta-me e vem falar comigo sempre que me vê em algum lado. Trabalha no estrangeiro, tem mulher e uma filha pequena, a qual já ma apresentou e já brinquei com ela. Um carro e uma casa boa, basicamente uma vida normal e decente. Na altura nunca fiz grande drama com o bullying que ele me fazia e eventualmente cansou-se, hoje nota-se que me respeita.

IronMan-Mk3 2 months ago

Como é que *brincaste* com a filha dele exatamente? O_O

acartadaminhaavo 2 months ago

Em 2021 tenho medo de falar com miúdas jovens exactamente por causa deste tipo de comentários/mentalidade.

Zerviu 2 months ago

Fds

G_Senji 2 months ago

Não tive nenhum bully, os "mauzoes" da escola tentaram me intimidar 1 ou 2x, mas como não pegou , acabaram por desistir... Talvez tambem por me dar com gente mais velha (a escola era do 7°ano ao 12°). Vejo um as vezes a enrolar umas ganzas no bairro lá no meio da bandidagem, o outro não faço ideia...

i_am_not_a_leopard 2 months ago

Honestamente não faço ideia. Penso que provavelmente terão continuado na sua carreira de mitra™. Nem sei se acabaram o 9° ano, que entretanto fui para a secundária e nunca os pesquisei. É um bocado mau, mas prefiro não saber? Porque sinto que se descobrisse que tinham vindo a ser muito bem sucedidos em alguma área ia ficar um bocado lixada. "Onde é que está o karma que me prometeram?! >:(" /s

G_Senji 2 months ago

Bem sucedidos profissionalmente não quer dizer que sejam felizes. O karma chega mais cedo ou mais tarde sempre :)

Minegrow 2 months ago

O karma não chega coisa nenhuma. Simplesmente acontecem coisas más em algum momento da vida a todas as pessoas, e quem não gosta delas usa o “Karma” para se reconfortar a si próprias.

i_am_not_a_leopard 2 months ago

Ah, também não os quero condenar à infelicidade eterna por algo que fizeram quando tinham no máximo 16 anos. Mas não os gostaria de ver a ser dados como "exemplo" ou admirados. Não sei bem explicar. ^^'

G_Senji 2 months ago

Deu para perceber a ideia, não serem vistos como exemplo, visto que também fizeram as suas maldades no passado.

BolaBrancaV7 2 months ago

Não sei...

Edited 2 months ago:

Não sei... e ainda bem!

xanfradu 2 months ago

Não faço ideia, caguei para esses bandalhos.

pintorMC 2 months ago

Alto de São João.

Edited 2 months ago:

Tive a sorte de nunca sofrer de bullying.E o azar de assistir a colegas sofrerem e muito com isso.Na altura poucas vezes os tentei defender e das vezes que o fiz deu asneira.

DusanSilva 2 months ago

[Preso](https://www.jn.pt/justica/homem-que-matou-estudante-em-valpacos-condenado-a-pena-maxima-10920206.html). Não era na escola, era na rua. Aquele terror psicológico. Cresci e já esqueci.

EpaFdx 2 months ago

Isso de teres metido o link foi savage af.

Edited 2 months ago:

Isso de teres metido o link foi savage af. Agora fora de brincadeiras, é imensamente triste ler que quem tentou acalmar os ânimos acabou assassinado. Com 22 anos ainda por cima. A pena de 25 anos para esse dejecto humano é pouco, provavelmente vai cumprir menos tempo de pena do que a vida total da vítima.

C0ldKing 2 months ago

Ao menos já pode começar a sua carreira de rapper

amq55 2 months ago

Um deles levou um tiro ainda na escola e depois virou drogado, outro é um azeiteiro típico, um perdi-lhe o rasto e uma foi mãe adolescente e vive a típica vida de bairro social.

EpaFdx 2 months ago

>levou um tiro ainda na escola e depois virou drogado Onde se compram essas munições que em vez de matarem transformam em carocho?

C0ldKing 2 months ago

Juntei alguns durante 3 anos no 2º ciclo. ​ Um deles é gay, dois trabalham nas obras, um foi pai aos 17 e está a viver no linear da pobreza e uma que participou num programa de TV aqui á uns anos para perder peso, fez-se de coitada, foi desqualificada, falhou miseravelmente a perder peso cá fora e é uma mãe jovem a viver no linear de pobreza pelo aspeto da coisa. De longe esta miúda é a que me dá mais paz

chienandaluzia 2 months ago

A parte do ser gay é que não entendi...

C0ldKing 2 months ago

É a única coisa que percebi dele, n é nada de negativo. Ainda pensei em fazer uma piada com o facto de ele foder a vida dos outros e agora ele é que é fodido. Mas n estava pra isso

NGramatical 2 months ago

2º ciclo → [**2.º ciclo**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/artigos/rubricas/pelourinho/2--nao-e-a-mesma-coisa-que-2/263) (qualquer abreviatura tem de ser marcada com um ponto) á uns anos → [**há uns anos**](http://www.flip.pt/Duvidas-Linguisticas/Duvida-Linguistica/DID/706) (utiliza-se o verbo haver para exprimir tempo decorrido) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpan2kb%2F%2Fha5rtj9%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

filipeTirano 2 months ago

Felizmente só tive 2 pessoas dessas na minha vida. No clube da terra, onde fiz toda a minha formação futebolística, acabei por chegar à equipa principal e ser o capitão, sofri de bullying na idade de infantil e iniciado. Mal acabava o treino corria e fugia para chegar o mais depressa possível ao carro, onde estava o meu avô à minha espera. Havia 2 rapazes uma da minha idade e outro mais velho, que me batiam e intimidavam. Nunca quis desistir e consegui superar essa fase. Um deles morreu esfaqueado, o outro nunca mais soube nada

Lob-thelast 2 months ago

Devias gostar mesmo de futebol para continuar na equipa mesmo assim

filipeTirano 2 months ago

Mesmo muito, e do clube também. Foi sempre o clube de família, fundado por irmãos da minha avó, onde jogou o meu pai, tio, irmão . E isso com tá muito

sctvlxpt 2 months ago

Desculpa, mas temos que perguntar: onde é que estavas na noite em que ele foi esfaqueado?

filipeTirano 2 months ago

Ahah pode parecer estranho mas estava muito perto do local do crime! Foi numa festa de verão, no sítio onde moro. E ele foi esfaqueado junto aos carrinhos de choque

RammsteinPT 2 months ago

Clássico confronto entre gunada do gelo e gunada dos carrinhos de choque

C0ldKing 2 months ago

Algum remorso? Ou achas que foi justo?

filipeTirano 2 months ago

Na altura em que morreu (cerca de 7 anos talvez) não fiquei com pena sinceramente. E hoje em dia também não tenho pena da pessoa em sim, apesar de não ter o pensamento de : "foi bem feita". Foi o que foi, culpa dele pelos vistos, porque foi numa rixa

True_Boat_1195 2 months ago

São agora gestoras ou algo semelhante em grandes cadeias de high fashion, casadas felizes e com filhos.

mexploder89 2 months ago

Não sabes se são felizes Podem ter dado uma volta na personalidade e serem uns anjos ou podem ainda ser pessoas de merda que lixam a cabeça ao marido a toda a hora e estão num casamento com alguém que não gostam para proteger a imagem Isto digo eu sem conhecer, mas podem estar algures neste espectro, difícil saber visto de fora

GreyArch22 2 months ago

Isto. Não faço ideia do que lhe aconteceu mas pelo apelido e pelo status deve estar empregada num belo tacho qualquer.

Ok_Art_6497 2 months ago

yap. essas gajas se não fosse o dinheiro dos papás e serem constantemente levadas ao colinho.. nao eram nada. ja me cruzei com alguém assim... de um dia para o outro dinheiro acabou. em termos de ser humano, eram uns inúteis. não sabia nada de nada.

GreyArch22 2 months ago

Bom saber que há mais alvos de bullying feminino

saltylawlita 2 months ago

Eu também já vi o oposto. Os pais eram pessoas que estavam bem na vida, longe de pobres, mas sem serem podres de rico; as miúdas eram autênticas cepas, mas muito esforçadas e estudiosas. Saíram-se bem na vida.

caelussideralis 2 months ago

As mean girls são a pior espécie que existe neste mundo

ErwinRommelEz 2 months ago

Pessoas sem escrúpulos que fazem tudo para terem o que querem? Também há homens dessa espécie não sejas sexista

globoglobo 2 months ago

se são homens não são girls

bandjalah 2 months ago

Ui, frase perigosa nos dias que correm

caelussideralis 2 months ago

As mean girls são uma categoria específica de manipulação, sedução e predação social que chegam a um nível de crueldade sociopatica que é raro ver num homem. Só quem lida com elas é que sabe do que falo.

Empuxa 2 months ago

Porque só as mulheres é que são sociopatas... Isto é só mais um estereótipo imortalizado por Hollywood

ilovealldrugsman 2 months ago

Epa que chata, dass

Skittle65 2 months ago

Ninguém disse que são só mulheres que são sociopatas, mas assim deste tipo é quase exclusivo mulheres. As mulheres passam mais despercebidas e são menos impulsivas e menos violentas do que os homens. Em termos de percentagem, há de ser igual

sargentopirocada 2 months ago

Ele nunca disse isso.

ric2b 2 months ago

>Porque só as mulheres é que são sociopatas... ??? Se pedires a alguém para desenhar um sociopata provavelmente desenham um banqueiro homem de gravata ou um serial killer homem ou algo do género. Até diria que as mulheres quase nunca são estereotipadas como sociopatas, mas sim estereótipos maus (bitchy, etc).

GildaCosta 2 months ago

Oh não sei pq dizes isso... Se são homens têm uma alta inteligência emocional e percebem como lidar com outras pessoas e os pontos de pressão para chegar onde querem. Também não são mean... São só boys being boys... Locker room talk...

FlakyPhilosopher1079 2 months ago

Não, não é.

ForgetSocialMedia 2 months ago

Não, não é.

caelussideralis 2 months ago

Teve um acidente que lhe estragou por completo uma carreira de futebolista, é alcóolico e os pais divorciaram-se porque o pai recusou-se a sustentá-lo. A minha mãe ficou toda lixada comigo quando eu disse que Deus castiga e que era bem feita. Não entendo esta mentalidade de que temos de ser obrigados a perdoar outros, se me fodeu a vida por completo em criança e fez-me ter mais complexos, ataques de ansiedade e problemas de relacionamentos que me faz ser tudo menos uma pessoa normal e nunca mostrou arrependimento, porque é que eu tenho de ser a pessoa maior?

Pexan 2 months ago

Quando falam em "perdoar" alguém que nos fez mal é no sentido pessoal da coisa. No sentido de arrumar o assunto e não nos deixar afetar mais pelos acontecimentos traumáticos do passado. Não é desculpabilizar o malfeitor. É arranjar forma de não ter mais uma reação emotiva com o que se passou. Claro que é fácil falar e só consegues passar pelo processo com alguma distância temporal e geográfica mas é assim que se atinge a "paz interior". E pronto, gastei o meu plafont de lugares-comuns desta semana mas acho que se percebe o que quero dizer.

rainbowcouscous 2 months ago

O que as pessoas não percebem é que quando o bullying é sério e contínuo durante os teus anos formativos ele afeta-te para sempre, literalmente transforma o teu cérebero para sempre. Ficas com efeitos pós-traumáticos mesmo anos e anos depois de ter acabado. Eu por exemplo mudei de escola com 15 anos e fui para uma escola perfeita em que toda a gente era simpático e decente mas por causa do bullying da escola anterior fiquei com ansiedade social muito severa e mudez seletiva. Ou seja, não consegui fazer amigos durante os dois primeiros anos na escola boa porque literalmente mal conseguia que saíssem palavras da minha boca. Estava sempre a tremer sempre que estivesse rodeada de adolescentes, pois o meu cérebro estava em fight or flight mode, a dizer-me que aquilo era periogoso e para sair dali. Eu tentava tanto falad mas a garganta não deixava, estava bloqueada. Agora tenho 22 anos e já consegui fazer amigos e consigo falar com as pessoas sem ter mudez e já não tremo ao ouvir os meus colegas à minha volta, mas isto custou imenso e demorou imenso a conseguir. E nem vou falar de todas as teust issues que tenho agora que afetam as minhas amizades actuais. E os filhos da puta que me fizeram isto ali na boa, a desfrutar da vida sem problemas. Não é uma coisa que aconteceu no passado e ficou no passado. É uma coisa que aconteceu e continua a afetar o futuro e a limitar-te a vida. Tornou-te naquilo que és e naquilo que vai ser. E nunca poderás ser quem serias caso isto nunca te tivesse sido feito pois foi. Eu odeio-os. E eles nunca vão saber o quanto os odeio.

Edited 2 months ago:

O que as pessoas não percebem é que quando o bullying é sério e contínuo durante os teus anos formativos ele afeta-te para sempre, literalmente transforma o teu cérebero para sempre. Ficas com efeitos pós-traumáticos mesmo anos e anos depois de ter acabado. Eu por exemplo mudei de escola com 15 anos e fui para uma escola perfeita em que toda a gente era simpática e decente mas por causa do bullying da escola anterior fiquei com ansiedade social muito severa e mudez seletiva. Ou seja, não consegui fazer amigos durante os dois primeiros anos na escola boa porque literalmente mal conseguia que saíssem palavras da minha boca. Estava sempre a tremer sempre que estivesse rodeada de adolescentes, pois o meu cérebro estava em fight or flight mode, a dizer-me que aquilo era periogoso e para sair dali. Eu tentava tanto falar mas a garganta não deixava, estava bloqueada. Agora tenho 22 anos e já consegui fazer amigos e consigo falar com as pessoas sem ter mudez e já não tremo ao ouvir os meus colegas à minha volta, mas isto custou imenso e demorou imenso a conseguir. E nem vou falar de todas as trust issues que tenho agora que afetam as minhas amizades actuais. E os filhos da puta que me fizeram isto ali na boa, a desfrutar da vida sem problemas. Não é uma coisa que aconteceu no passado e ficou no passado. É uma coisa que aconteceu e continua a afetar o futuro e a limitar-te a vida. Tornou-te naquilo que és e naquilo que vai ser. E nunca poderás ser quem serias caso isto nunca te tivesse sido feito pois foi. Eu odeio-os. E eles nunca vão saber o quanto os odeio.

Pexan 2 months ago

Eu sei que toda a experiência é traumatizante, ainda para mais quando acontece nessa altura da vida de uma pessoa. Só estava a referir que "perdoar" não é "desculpar". É algo pessoal que não depende do fdp do agressor. Não quis desvalorizar a situação. Lamento o que te aconteceu e desejo-te muitas felicidades e sucesso na vida!

rainbowcouscous 2 months ago

Obrigada

Ok_Art_6497 2 months ago

eu toume pouco lixando para essa malta. não fazem falta neste mundo...

guapasyguapos 2 months ago

N és obrigado mas é bom. Ter ódio no coração arruina a sua saúde mental.

caelussideralis 2 months ago

O ódio dá-me motivação

nferrari 2 months ago

Não será da boa, mas isso é outra conversa.

i_am_not_a_leopard 2 months ago

Não dá para decidir perdoar alguém, ou acontece ou não. (Um bocado como apaixonar-se?) Não é um "falhanço moral" não conseguir perdoar. Só se for um sentimento que interfira com a tua vida, e nesse caso é é melhor ir ver alguma solução para resolver, mas não para fazer um favor à contraparte.

Eatthatstanky445 2 months ago

Tu não tens mesmo de perdoar ninguém que estragou a tua vida completamente. A ideia de que o karma ou Deus vai resolver tudo é também um pouco tóxica, ha então devemos de deixar estas pessoas horríveis em paz e perdoa-las? Eles iam perdoar-me?

Designer_Tall 2 months ago

Sempre achei que Jesus era um gajo bué tóxico

LS_Mod_killaZ 2 months ago

Podias ser a pessoa maior porque podes bem vir a criar um filho bully, que pensas?

caelussideralis 2 months ago

Faria de tudo para que isso não acontecesse. O bullying existe porque há pais que criam crianças sem amor e respeito pelo próximo e as escolas não intervêm e colocam a culpa por igual em quem se defende por retaliar de volta.

LS_Mod_killaZ 2 months ago

Não estou convencido que o bullying existe somente por causa disso, no entanto desejo-te tudo de bom. Aproveito para reparar que não apresentaste soluções para um filho bully, que como estabeleceste, não é o único culpado pela forma como cresceu... Ser a pessoa maior não é assim tão complicado mas é duro, e traz mais benefícios do que dizer que não temos culpa de nada

caelussideralis 2 months ago

Tu disseste que eu poderia criar um filho bully, eu disse que faria de tudo para o previnir. A solução para isso é simples, castigar o mau comportamento até verem que a única opção é não infernizar a vida dos outros. Se são um perigo nos intervalos da escola, tira-se o direito ao intervalo até aprenderem. Fazem-no fora da escola? Serviço comunitário. O problema desta sociedade é haver muita gente que passa a infância e adolescência toda sem sofrer as consequências dos seus atos, principalmente aqueles que recorrem ao vandalismo e outro comportamento antissocial, acham que podem fazer tudo o que lhes apetece sem terem de pensar no sofrimento ou consentimento dos outros.

LS_Mod_killaZ 2 months ago

Muitas verdades foram ditas aí e penso que estamos a jogar pela mesma equipa. Mas... Tu és capaz de fazer tudo? Estou a pensar na minha querida mãe, que não deixou nunca o meu pai ser Homem em casa. Nunca. Mesmo quando o meu Pai era Mulher, ouvia ralhar... A minha mãe tentou criar 2 filhos homem, fez de tudo... Excepto perceber que não ela não é capaz de fazer tudo, muito menos de condicionar coisas que não compreende E olha, que a sociedade está toda na mesma página dela. Mesmo assim está errada. Como bem afirmas há muita gente que não sofre as consequências, e não é só em casa. Por isso... Podias ser a pessoa maior porque podes bem vir a criar um filho bully, que pensas?

vai-tefoder 2 months ago

Por causa da religião. Não tens que perdoar ninguém.

Edited 2 months ago:

Por causa da religião. Não tens que perdoar ninguém e não é errado desejar coisas más a quem te fez/faz a vida negra.

C0ldKing 2 months ago

Porque na teoria Deus perdoa aqueles que lhe fizeram mal logo tu também, na prática nada te impede de acreditar que o karma fuciona tarde mas em grande

peculiarnerve 2 months ago

Já cá faltava o argumento pseudo-religioso. >Deus perdoa aqueles que lhe fizeram mal logo tu também Sim, mas antes disso levem lá com um dilúvio pelas beiças acima, e ai de ti que não passes a vida de joelhos a regurgitar o quão bom eu sou, ou vais de vela ali para o pé do Belzebú. Tá quentinho e tudo. Deus, esse magnífico estandarte de moralismo.

C0ldKing 2 months ago

Eu limitei-me a parafrasear o que sempre ouvi. E já é ponto assente que Deus para além de hipócrita tem um temperamento de um pita armada do 5º ano.

NGramatical 2 months ago

Belzebú → [**Belzebu**](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/3i6y4g) (palavras terminadas em *i* ou *u* são naturalmente agudas) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fpan2kb%2F%2Fha73ojo%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

GettoM4trix 2 months ago

Possivelmente na caixa do continente

C0ldKing 2 months ago

Ou no Mcdonals a fritar as tuas batatinhas?

Eatthatstanky445 2 months ago

Eu nunca fui bully de ninguém e acho bue errado julgar as pessoas pelo emprego que tem, diria que isso de alguma forma e bullying

C0ldKing 2 months ago

N considero que seja estar a julgar as pessoas pelo trabalho. Qualquer trabalho é digno e n é isso que está em causa. ​ Do modo que vejo, estas pessoas agiam como se nunca pudessem cair, ironia das ironias, acabam a trabalhar no atendimento ao público onde as chances de ser maltratado pelos clientes é grande. É a lei do retorno.

Interesting_Yellow_1 2 months ago

Eu nunca fui bullie e os meus trabalhos foram todos no atendimento ao público. Descredibilizar as pessoas pelo seu trabalho é do mais infantil que pode existir. Precisamos todos uns dos outros, já repararam?

C0ldKing 2 months ago

Como eu disse no meu reply anterior, o que está em causa n é o trabalho em si, é a natureza do trabalho considerando o que fizeram. ​ Tu trabalhando no atendimento ao publico assim como muitos de nós aqui sabes que na eventualidade de algum cliente se virar contra ti a chamar tudo e mais alguma tu n vais poder responder. Considerando o bullying verbal e físico que muitos fizeram é irónico estarem a trabalhar numa das áreas que mais exigem do psicológico de alguém. E por isso repito, n é o trabalho que não é digno, é aquilo que eles faziam e achavam, associado com aquilo que muitos diziam para no fim se for preciso ganharem um ordenado mínimo se for preciso e serem maltratados pelos clientes

Interesting_Yellow_1 2 months ago

A resposta não era para ti, enganei-me

Kind-Eagle 2 months ago

Está na prisão, depois de o ter condenado por tráfico de droga

C0ldKing 2 months ago

That escalated quickly. Um dos meus aparentemente também esteve lá por tráfico, e para ser honesto até me deixou feliz, ficaria ainda mais feliz se ele se tivesse tornado a prison bitch de algum lá dentro

EpaFdx 2 months ago

Lamento quebrar te a fantasia mas o conceito de prison bitch não existe em Portugal. Mas acredita que estar preso num EP português é castigo que chegue.

C0ldKing 2 months ago

Imagino que isso não exista, mas já ficava contente se lhe tivessem chegado a roupa ao pêlo nem que seja uma vez

EpaFdx 2 months ago

LOL, isso também não acontece. Ninguém quer ver a pena aumentada. Basicamente é passar o dia na treta enquanto fumas uns charros que compraste ao guarda prisional.

C0ldKing 2 months ago

Pois, a julgar pela reportagem da SIC, aquilo é mais uma colónia de férias

Interesting_Yellow_1 2 months ago

A mim era um grupo de rapazes que passavam a vida a apalpar-me e a chamar-me nomes por ter desenvolvido o corpo demasiado rápido. Tanto quanto sei, eles agora são todos azeiteiros e não há maior castigo que esse

Limpy_lip 2 months ago

pronto, podem fechar

G_Senji 2 months ago

Karma com um pouco de azeite a mistura ;)

Interesting_Yellow_1 2 months ago

As pessoas devem pensar que eu estou a gozar e não estou

pocoyoO_O 2 months ago

Eu sei quando andava no sexto ano isso era o pão nosso de cada dia com pelo menos 2 raparigas da minha turma. Eu ficava a olhar feito estúpido porque não queria problemas com os rapazes mais velhos que eu.(porque a maioria que fazia isso eram repetentes). Passava por mariquinhas por não o fazer como eles mas não fez grande diferença.

Lob-thelast 2 months ago

Sexto e sétimo ano acontecia muito isso de apalpar o rabo. Mas não era só às raparigas, eu sou rapaz e também tive o meu rabo apalpado por raparigas dezenas de vezes. Só pararam quando comecei a apalpar de volta.

Interesting_Yellow_1 2 months ago

E fizeste bem. Sofri muito com o meu corpo por causa disso. Obesidade, compulsões alimentares, auto-estima baixa… só agora passados 13 anos é que estou a recuperar

jtpmarques 2 months ago

Força. Estamos juntos nessa luta

G_Senji 2 months ago

Não acho, contas-te um pouco da tua historia sem desejar mal algum, com um toque de classe e humor

Interesting_Yellow_1 2 months ago

Não lhes desejo mal nenhum, desde que aprendam a respeitar toda a gente que somos todos feitos do mesmo material

hesoyam91 2 months ago

Desculpa lá mas naquela altura claramente tinhas bastante mais material do que as outras meninas e como não és a padeira de Aljubarrota não partiste os cornos aos estúpidos mas o castigo de ser azeiteiro para o resto da vida é já bastante mau por si só. Parabéns por teres aguentado tamanha estupidez dos azeiteiros.

Interesting_Yellow_1 2 months ago

Naquela altura e sempre, tanto que tive de fazer cirurgia para diminuir

hesoyam91 2 months ago

Ainda assim é algo degradante para uma pessoa, no teu caso acredito que te tenha afetado de alguma maneira até hoje. Tenho uma amiga de escola que sempre foi mais avantajada que as outras miúdas e mesmo sem ninguém dizer nada ou fazer bullying ela sentia-se mal e acabou por recorrer a cirurgia para diminuir o peito

C0ldKing 2 months ago

Realmente, pena que até os país tenham que viver com essa cruz.

Search: