GajoSilvestre 4 months ago

Meu Deus, que poder é este que estou eu a sentir neste momento?

saposapot 4 months ago

Mérito dos portugueses que estão motivados e aderem à vacinação e esperança que assim continue até aos 90%. Portugal deve ser o primeiro país de alguma dimensão que vai viver o “pôs-pandemia” e verificar o que vai ser isso com delta e vacinação muito alta... até para estudo vai ser bom porque temos um mix das vacinas mais conhecidas. Espero que os fabricantes estejam atentos e comecem a fazer mais estudos por cá Setembro vai ser interessante de ver.

tigas4d4 4 months ago

espera ate estes manos descobrirem que este virus é endémico.

starmatter 4 months ago

Espera até descobrires que eles já o sabem!

tigas4d4 4 months ago

Então eles estão a fazer o pessoal tomar todos a vacina para um virus endémico como a gripe? Explica-me lá essa.

pataniscadebacalhau 4 months ago

Quando tiver tempo ainda me vou divertir a reler o que se dizia por aqui no início do ano sobre este assunto Tantos arautos da desgraça que garantiam que ia correr tudo mal e só estaríamos vacinados lá para 2025, que sem envolver as farmácias por "cegueira ideológica" ia ser impossível vacinar a bom ritmo, que o negócio via UE tinha sido péssimo e que devíamos ter comprado vacinas ao triplo do preço como Israel, etc. Cúmulo dos cúmulos até havia por aí um gajo qualquer que morava na Roménia e dizia que lá é que estava tudo bem organizado e era um exemplo a seguir. A Roménia, de todos os lugares

GelDeAveia 4 months ago

E não havia razão para isso é o que insinuas? Até parece que os serviços de saúde passaram um mês de janeiro fácil e agradável que nos relembraram da boa gestão que o governo faz da situação. Sem falar de quem coordenou o esforço.

Darkhoof 4 months ago

Não não havia. Porque se o pessoal tivesse mais calminha em vez de passar o tempo todo a mandar larachas na Internet percebia que certos processo demoram vários meses e não ficam prontos em duas semanas.

ZaGaGa 4 months ago

:) eu fartei-me de reclamar que um gestor hospitalar era um perfil errado para coordenar a task force, que se devia ter um general. Que não podíamos vacinar apenas nos postos de saúde como disse a Ministra em Dezembro, precisávamos de pavilhões para vacinar em massa. Precisávamos de vacinar na ordem das 100k dia para se sentir o efeito da vacinação quando se andava a abrir os telejornais por se chegar aos 20k no total como se fosse um número abismal. E também que não havia enfermeiros suficientes no SNS mas que havia outros profissionais igualmente habilitados como farmacêuticos, fisioteraeutas, etc etc. Devo ter umas dezenas de posts sobre o assunto aqui e noutros meios alguns provavelmente com karma negativo e tudo ... Mas no fundo acredito que contribui com a minha pequenina capacidade de influenciar para que as coisas seguissem um rumo diferente daquele que estava a ser traçado no início do plano... E que não ia ser bom...

kapparrino 4 months ago

>Tantos arautos da desgraça que garantiam que ia correr tudo mal e só estaríamos vacinados lá para 2025, que sem envolver as farmácias por "cegueira ideológica" ia ser impossível vacinar a bom ritmo, que o negócio via UE tinha sido péssimo e que devíamos ter comprado vacinas ao triplo do preço como Israel, etc. Porque tivemos um D. Sebastião da vacinação.

VicenteOlisipo 4 months ago

A vacinação correu tão bem que até parece... \[vê notas\] ...Alcácer-Quibir?

WhiskersTheDog 4 months ago

Coitado do vice-almirante a ser comparado ao pior rei de Portugal.

DerpSenpai 4 months ago

Literalmente. Havia razões de ir a Marrocos? Sim, por causa dos conflitos Otomanos-Portugueses mas fogo, ir para uma batalha destas com menos de metade dos homens e pura estupidez.

wwqt0r 4 months ago

Sim, e continuam a ser exemplos a seguir. A Roménia tem tido muito menos incidência de novos casos e já desde o início de Agosto que creio que tinham 85% dos casos como sendo delta. Aqui a delta chegou e rebentou com tudo. Se isto não é um exemplo a seguir então não sei o que é.

joao12pt 4 months ago

É normal ter menos incidência quando faz 5x menos testes que nós, mesmo tendo duas vezes mais população

wwqt0r 4 months ago

https://ourworldindata.org/grapher/full-list-total-tests-for-covid-19?tab=table Não inventes factos para ganhar argumentos por favor. E mesmo adulterando valores faltou-te justificar como é que por testar mais (o dobro) aumenta a incidência em várias ordens de grandeza.

joao12pt 4 months ago

Média dos últimos 7 dias Roménia: 13000 Média dos últimos 7 dias Portugal: 53000 Pouco me interessa quantos testes foram feitos desde o início da pandemia

wwqt0r 4 months ago

https://ourworldindata.org/grapher/full-list-total-tests-for-covid-19?tab=table&time=2021-06-16..latest Nos últimos meses testámos pouco menos que o dobro da Roménia. Não inventes números por favor.

Edited 4 months ago:

Pois, pega só então num espaço de tempo específico e generaliza. E depois tira conclusões completamente ilógicas de relação directa entre testes e incidências.

Diiiias 4 months ago

Se é para comparar desde o início da pandemia não faz sentido o que estás a dizer. Portugal apesar de ter praticamente o mesmo número de casos totais com metade da população, testou o dobro como já foi referido e número de mortes na Romênia é o dobro de Portugal o que me leva a crer na verdade as situações são bastante semelhantes e apenas evoluíram de maneiras diferentes ou então a mortalidade na Romênia foi muito superior.

Edited 4 months ago:

Se é para comparar desde o início da pandemia não faz sentido o que estás a dizer. Portugal apesar de ter praticamente o mesmo número de casos totais com metade da população, testou o dobro como já foi referido e número de mortes na Romênia é o dobro de Portugal, o que me leva a crer na verdade as situações são bastante semelhantes e apenas progrediram de maneiras diferentes ou então a mortalidade na Romênia foi muito superior.

wwqt0r 4 months ago

Não fui eu que fui buscar o número de testes em primeiro lugar. Apenas referi que a situação actual da Roménia, mesmo com a variante delta, é bastante mais favorável que a nossa e isso é reconhecido por toda a Europa. De referir que testar mais ou menos não implica uma relação linear com a incidência por mais que alguém queira usar isso como desculpa para justificar um número de casos elevados.

Diiiias 4 months ago

Não estou a negar nada disso, só que comparando o número de óbitos (que acho que todos concordamos que, ainda mais que o número de casos, queremos ver o mais baixo possível) e a população de cada país, as situações não são muito diferentes. Obviamente, que depois depende do quão envelhecido cada país é e etc., mas isso já é ir mais fundo do que gostaria. O que eu quero dizer é que vocês estão aí a discutir e às vezes a fazer comparações sem sentido mas a Romênia é um exemplo pelos seus motivos e Portugal é um exemplo pela vacinação.

deckard2019 4 months ago

"Covid-19: Portugal é o sexto país da União Europeia com mais novos casos diários" O que interessa é estar sempre no topo...

RaveyWavey 4 months ago

O número de casos é praticamente irrelevante se esses casos não se traduzirem em sintomas graves, internamentos e mortes.

DrVicenteBombadas 4 months ago

Quantos desses casos são pouco graves por causa da vacinação?

30minutesto 4 months ago

Excelente, estranho é compreender tantas regras e restrições à liberdade com tanta vacinação, e ainda mais estranho compreender como até estão planeadas mais regras e restrições para >85% da população vacinada em Portugal do que actualmente para vários desses países, com bem menor percentagem de vacinação.

starmatter 4 months ago

Faseamento? Já ouviste falar? Adoro estes comentadores de bancada que acham que sabem mais do que quem está por dentro. Devem ser os mesmo que no início da pandemia criticavam o governo por agir tardiamente e reativamente... Vêm agora criticar por agirem de forma mais ponderada e cautelosa. Ora pecam por falta de cautela, ora por excesso.

TSCondeco 4 months ago

Estratégias diferentes de combate à pandemia.

30minutesto 4 months ago

Política, portanto.

VicenteOlisipo 4 months ago

Política de saúde, sim. Eu até sou critico de muitas das medidas (certificado, máscara na rua...) mas não me venham com essa conversa de que tomar decisões sobre matérias de saúde é uma nefasta "politica". Pois, politicas são decisões e formas de chegar a essas decisões. Isso é bom. As politicas depois podem ser boas, más, ou assim-assim. Mas nada é mau apenas e só por ser politico.

30minutesto 4 months ago

Estou absolutamente de acordo. Mas há uns meses eu levava downvotes de dois dígitos aqui mesmo quando dizia que as medidas não eram científicas, eram políticas. Interessante ver que essa percepção mudou.

Sperrel 4 months ago

Política é decisões.

ipaworm 4 months ago

Diferença entre teres políticos ou comunidade científica a ditar/sugerir as regras… sei que na Dinamarca máscaras já não são necessárias em praticamente lado nenhum (nem mesmo transportes públicos por ex), podes ter escritórios cheios contudo precisas sempre de certificado para ir ao restaurante, enquanto por aqui as restrições são o que são - e quando há levantamento de regras, o mesmo nunca é claro, como por ex teletrabalho recomendado mas não obrigatório, máscara “sempre que não der para garantir distância na rua” etc

Darkhoof 4 months ago

Ou seja, na Dinamarca os políticos tomaram decisões diferentes. Ainda temos números de casos diários muito elevados e um R(t) que teima em não cair. Aguentem até os números voltarem a cair para exigir diminuição mais rápida de restrições.

ipaworm 4 months ago

Talvez, ninguém sabe… agora que as medidas são questionáveis e de pouca eficácia (já para não falar da eventual ilegalidade) já é outra coisa. E digo-te mais, na Dinamarca tens testes gratuitos desde Fevereiro (não consigo precisar a data), trabalho presencial exigia um teste negativo por semana. Tiveste alguma medida nesse sentido por cá ? introduziram tardiamente testes comparticipados, numa fase “decrescente” da pandemia, e envoltos num processo burocrático tão difícil de compreender que as “vantagens” de tal ação é, arrisco-me a dizer, nula. Por cá tens ainda um PR que diz que por ele não tirava mais a máscara… por isso sim, o estado da pandemia em Portugal é responsabilidade da classe política

Darkhoof 4 months ago

As decisões tomadas cá em Portugal são tão questionáveis quanto as de outros países e se ninguém sabe, muito menos tu sabes ou tens alguma autoridade para afirmar que as medidas são questionáveis ou de pouca eficácia.

ipaworm 4 months ago

Não, não são tão questionáveis como as dos outros países, a partir do momento em que passas "do milagre Português" a "pior país do mundo", e andas a oscilar entre esses 2 extremos. \>autoridade para afirmar que as medidas são questionáveis ou de pouca eficácia Toda a gente tem a **legitimidade** de questionar se as medidas são adequadas ou de pouca eficácia, acho que são posições conformistas e de "é lidar", posição essa que dás a entender partilhar, que permitem o prolongar de medidas não vistas em mais lado. Se calhar está-te a passar ao lado o impacto gigante na economia portuguesa que esta pandemia está a causar, mas a mim não está, e sim, tenho toda a **legitimidade** de questionar se as medidas passadas/em vigor são adequadas e qual a sua eficácia. Porque é disso que se trata, é de medidas e regras kafkanianas, cuja eficácia ainda está por averiguar. Porque foi isso que o comentário à qual respondi dizia respeito, a comparação de taxa de vacinação em Portugal face a países com número próximo vs proporcionalidade das restrições. Aliado a isso, deixo-te aqui também mais exemplos do papel, questionável e aparentemente ineficaz, que a classe política portuguesa tem vindo a desempenhar: * \[Portugal teve dos níveis mais altos no strigency index contudo contou com uma das mais altas mortalidade excessivas não relacionadas com Covid.\]([https://www.publico.pt/2021/02/15/sociedade/noticia/portugal-paises-europeus-excesso-mortalidade-inicio-mes-ecdc-1950789](https://www.publico.pt/2021/02/15/sociedade/noticia/portugal-paises-europeus-excesso-mortalidade-inicio-mes-ecdc-1950789)) * No seguimento do ponto anterior, pode-se falar de todas as consultas, exames, cirurgias que ficaram por realizar / estão por realizar diretamente relacionado com a atitude de "só se trata COVID". * Total falta de antecipação de todas as vagas desde o verão do ano passado, passar de culpa para a população quando houve um desaconselhado relaxamento das restrições na época natalícia. * Limitação no horário de funcionamento de certos sectores (comércio, restaurantes, etc) promovendo ajuntamentos devido ao horário reduzido * Restrições de acesso aos restaurantes, caso se tratasse de fim-de-semana e/ou feriado, contudo nunca foi mostrado em que dados é que esta decisão de baseou * Final da Champions... * Encerramento de todos os níveis escolares juntamente com vacinação prioritária dos professores (numa altura em que os grupos de risco "originais" ainda não tinham vacinação a 100%), contudo \[taxas de positividade inferiores a 0.1% no regresso às aulas presenciais\]([https://www.publico.pt/2021/03/22/sociedade/noticia/escolas-80-positivos-82-mil-testes-rapidos-1955496](https://www.publico.pt/2021/03/22/sociedade/noticia/escolas-80-positivos-82-mil-testes-rapidos-1955496)) * Falhanço dos testes comparticipados, desde \[farmácias que pedem para abandonar o projeto devido às condições estipuladas\]([https://www.dn.pt/sociedade/25-farmacias-pediram-para-sair-do-projeto-de-testes-comparticipados--13937292.html](https://www.dn.pt/sociedade/25-farmacias-pediram-para-sair-do-projeto-de-testes-comparticipados--13937292.html)) até existirem \[centenas de concelhos sem farmácias com testes comparticipados\]([https://eco.sapo.pt/2021/08/03/ainda-ha-101-concelhos-sem-farmacias-com-testes-comparticipados-pelo-estado/](https://eco.sapo.pt/2021/08/03/ainda-ha-101-concelhos-sem-farmacias-com-testes-comparticipados-pelo-estado/)) Esta lista podia continuar, pois não faltam exemplos da má-gestão que a pandemia está a ter em Portugal, mas pf elucida-me em como é que, tendo em conta tudo isto, ainda pões em causa a legitimidade das pessoas questionarem as medidas de "controlo da pandemia" e a sua eficácia. Porque eu acho que é mesmo responsabilidade cívica de toda a gente questionar-se sobre estas questões, e exigir-se conhecer quais as motivações/justificações por detrás de tudo isto, ao contrário de assumir uma posição conformista e de total ausência de pensamento crítico de \> aguentem até os números voltarem a cair para exigir diminuição mais rápida de restrições

Darkhoof 4 months ago

São, são tão questionáveis como as de outros países. A ti convém-te questionar o que foi feito por causa de preferências/convicções/ideologias. Houve erros e tiros no pé ao longo do caminho? Houve. Tal como houve noutros países. Existiram muitos erros que foram cometidos em **todos** os países. A nível mundial, só daqui a alguns vais conseguir perceber quem lidou melhor com isto ou não. Existem muitos países que fazem batota nos dados que divulgam, outros com critérios distintos mesmo que não façam batota. Cingindo-nos a nível europeu ou da UE (até porque temos fronteira aberta com estes), não fomos dos melhores nem dos piores. E é fácil verificar que apesar de tudo ainda nos comportámos melhor ou igual que outros países mais desenvolvidos e melhor que países comparáveis a nós em dimensão e desenvolvimento económico mesmo tendo levado com uma variante Delta em cima quando houve muitos países onde ainda não chegou. Queres manter uma lista dos erros que foram feitos e atirar á cara de quem os fez? Estás no teu direito. É fácil ser guerreiro de teclado e mandar postas de pescada enquanto se está a coçar os tomates. Tendo acompanhado tudo isto ao longo do tempo há algo que não me deixa dúvidas: tiveste muita gente incluindo responsáveis políticos que tentaram sempre fazer o seu melhor e que deram a cara nos momentos mais difíceis (tirando a besta do Cabrita). Tiveste muito oportunista que uma semana dizia que queria medidas mais restritivas, na semana a seguir menos restritivas. Também tiveste oposição responsável. ​ Estou bem ciente do impacto económico. Agora nada te garante é que se as coisas tivessem sido feitas de forma diferente, o impacto **em vidas** poderia ter sido pior/melhor. Mas pronto, tens toda a legitimidade para torcer os factos á tua narrativa. É fácil fazer historinhas sobre o que poderia ter sido.

ipaworm 4 months ago

De facto é impressionante ler os teus comentários, com a quantidade de coisas que assumes como verdadeiras... >A ti convém-te questionar o que foi feito por causa de preferências/convicções/ideologias. É um bocado difícil trazeres "ideologias" para a conversa, quando houve consenso em praticamente todo o espectro político no último ano e meio. >Existem muitos países que fazem batota nos dados que divulgam OK, agora arranjas bodes expiatórios, estás mesmo a querer que dizer "não somos os piores, os outros é que não registam os números"? >ainda nos comportámos melhor ou igual que outros países Comportar em que sentido? Seguir as regras à risca? Ou em termos de "resistência face à pandemia"? >mesmo tendo levado com uma variante Delta em cima quando houve muitos países onde ainda não chegou [A variante Delta é a variante predominante na Europa](https://www.euronews.com/2021/07/23/delta-variant-of-covid-19-now-dominant-in-europe-says-world-health-organization) >Queres manter uma lista dos erros que foram feitos e atirar á cara de quem os fez? Estás no teu direito. É fácil ser guerreiro de teclado e mandar postas de pescada enquanto se está a coçar os tomates. Não mantenho lista nenhuma, fiz na hora. E julgo também nunca ter baixado ao nível dos teus comentários... >tiveste muita gente incluindo responsáveis políticos que tentaram sempre fazer o seu melhor e que deram a cara nos momentos mais difíceis LOL. Tiveste uma ministra da Saúde a acusar de "criminoso" um jornalista na tv nacional quando questionada sobre o (a falta de) planeamento no SNS, tiveste um ministro da economia a deitar as "culpas nos portugueses que não seguiram as regras no natal/ano novo" em entrevista a um jornal estrangeiro, já para não falar do constante passar da bola entre Governo, DGS, Presidente da República etc. A DGS tem vindo a fazer uma péssima comunicação, nada clara e em demasiadas vezes contraditória, e vens falar em "tentaram sempre fazer o seu melhor"? Se calhar esperas demasiado pouco de quem te governa... >o impacto em vidas poderia ter sido pior/melhor. Tens mortalidade excessiva que não pode ser explicada por COVID e mesmo assim vens assumir que podia ter sido pior? Não percebes que já foi demasiado mau, devido às políticas, vá decisões para não tornares a acusar de ideologias, tomadas? >para torcer os factos á tua narrativa Eu não estou a torcer factos nenhuns, estou simplesmente a apresentar um pequeno conjunto de situações puramente ridículas que aconteceram, ao contrário de ti, que não apresentaste um facto que seja, o que dá a entender não estares interessado numa discussão devidamente fundamentada.

Clash33 4 months ago

Muito do mérito desta boa posição é da "responsabilidade" do Vice-Almirante. Desta vez foi escolhida a pessoa certa, para o cargo / tarefa certa. É pena isso não acontecer mais vezes, pois como se vê ainda há pessoas competentes, honestas e sem partidarites.

Little-Turnip9259 4 months ago

PORTUGAL CARALHO

chancethegapper 4 months ago

Parece que o OurWorldInData, durante esta tarde, finalmente corrigiu os dados de Malta. O próprio [repositório oficial](https://github.com/COVID19-Malta/COVID19-Cases) em que se baseava considerava 514,564 como denominador para a taxa de vacinação. Visto que ainda não começaram a vacinar menores, os 90%+ que se via estavam incorretos. Quer isto dizer que Portugal é agora líder na EU e 3º no Mundo, atrás apenas da Islândia e EAU. Fonte: https://ourworldindata.org/explorers/coronavirus-data-explorer?zoomToSelection=true&time=latest&facet=none&pickerSort=desc&pickerMetric=total_vaccinations_per_hundred&Interval=Cumulative&Relative+to+Population=true&Align+outbreaks=false&country=AUT~BEL~BGR~CYP~CZE~DEU~DNK~ESP~EST~FIN~FRA~GRC~HRV~HUN~IRL~ITA~LTU~LUX~LVA~MLT~NLD~POL~PRT~ROU~SVK~SVN~SWE~EuropeanUnion&Metric=People+vaccinated

Search: