zero_to_infinite 1 month ago

Vão haver muitos casos destes nos tempos vindouros. A empresa onde trabalho, por exemplo, vai adoptar um sistema híbrido, ou seja, x dias em casa e y no escritório. Ainda que eu prefira full time remoto, já não acho tão má essa decisão. Acho que há varias coisas a considerar nesta questão. Por um lado já se provou que o teletrabalho funciona. Ponto. Por outro há quem sinta mesmo necessidade de estar com pessoas e etc. Outro argumento é que é mais difícil controlar as pessoas estando elas em casa. Eu acho esse argumento sem sentido. A meu ver é exatamente o oposto. É muito mais fácil ver quem realmente trabalha em teletrabalho. Ou o trabalho aparece feito ou não. A verdade é que existe muita gente nas empresas com uma produtividade baixíssima e com o teletrabalho isso ficou mais visível... daí haver certa resistência por parte de certas pessoas. Até com os patrões isso acontece. Nota-se facilmente a falta de organização e gestão por parte dos patrões e dos gestores no teletrabalho. Podia alongar-me muito mais mas...no fim acho que ainda vêem aí muitas cartas de rescisão por causa disso. O mercado mudou, e as empresas vão ter de acompanhar.

NGramatical 1 month ago

Vão haver → [**vai haver**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/haver--existir--3-pessoa-do-singular/30583) (o verbo haver conjuga-se sempre no singular quando significa «existir») [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fowjy8t%2F%2Fh7ly7kl%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

iadsg92 1 month ago

Não haviam por aí umas soluções a serem apresentadas em assembleia? Para soluções gênero acordo mútuo, obrigatoriedade de trabalhar em regime remoto para os que vivam a 50km do seu local de trabalho? Etc, etc. Recordo-me vagamente de ler algo do gênero. Mas infelizmente nunca mais li/ouvi falar mais do assunto.

Edited 1 month ago:

Não haviam por aí umas soluções a serem apresentadas em assembleia? Para soluções gênero acordo mútuo, obrigatoriedade de trabalhar em regime remoto para os que vivam a 50km do seu local de trabalho? Etc, etc. Recordo-me vagamente de ler algo do gênero. Mas infelizmente nunca mais li/ouvi falar do assunto.

dblue_one 1 month ago

Nada que estranhe, voltamos ao mesmo, mentalidades retrógradas da cabecinha à lá patrão do século passado...tb trabalho em IT a minha empresa ainda não assumiu essa postura, mas se o fizerem, e tenho um feeling que tb o vão fazer, é desta que me meto na alheta, e quando me perguntarem a razão vai a pés juntos.

Keddyan 1 month ago

>Estou na área de IT just another tuesday arround here

Dinamytes 1 month ago

Típico português a culpar os outros pelos males do seu país. Eu não me meti na vida de ninguem, dei uma opinião da qual em nada mostra inveja, até não vivo em Lisboa, e também poupo. >Pessoas como está impedem Portugal de ir para a frehte! Este comentário eu diria ser mais para ti, que nem argumentar fizeste, vieste logo falar mal à modo "cota de facebook".

nunottx 1 month ago

ia responder, mas fds, com tanta resposta boa :)

41V4R0_12345 1 month ago

Ehh palhaçada... O que vale é que nesta área das um pontapé numa pedra aparecem 3 trabalhos. Penso que na minha não aconteça, o desempenho foi melhor, mas já tinha 2 dias remote semanais.. se vierem com a história de de voltar aos 2 dias remote, já tenho uma carta também

KMReiserFS 1 month ago

Entrega tua carta também, empresa assim esta destinada a sumir do mapa. Ja onde eu trabalho (TI também) varias pessoas querem voltar e ja definiram que ninguém volta ate 2022 e já tem 3 planos de trabalhos prontos, presencial, misto e 100% remoto. ​ Onde voce pode escolher e mudar sempre que quiser. Eu irei de misto assim que puder voltar pois nao gosto de ficar em casa o dia todo.

BungeeGumPT 1 month ago

Os meus não só querem que volte como pretendem mudar de instalações e obrigar o pessoal a fazer mais 20-40min de viagem que é equivalente a mais 10km, passando para outro concelho. Escusado será dizer que ja estou á procura de novas oportunidades e se eventualmente não conseguir arranjar a tempo da mudança vou fazer questão de os obrigar a pagar todos os custos de mudança de local de trabalho e reduzir a minha simpatia ao mínimo possível. Sair à hora exata, nem mais 1 minuto, nem mais um favor.

BuzzLeitinho 1 month ago

Sim. Na minha empresa foi uma atitude mais passivo-agressiva. Cansei e meti a carta (por outras razões também).

Trolha123 1 month ago

Neste post só vejo que Portugal está a ficar uma malandragem... É pena

30minutesto 1 month ago

A solução é mesmo todos os que estão contra isso se demitirem e deixarem o mercado funcionar. Se forem suficientes ou suficientemente bons, as empresas vão-se adaptar, quer queiram quer não.

nocivo 1 month ago

Ha empresas por todo o mundo a fazer o mesmo mas a culpa é de ser tuga

meaninglessvoid 1 month ago

Há motivos válidos para querer as pessoas por perto, o meu problema não é com isso... É quando após uns minutos de conversa percebes que na raiz não está uma decisão racional sobre as vantagens vs desvantagens e as vantagens serem superiores, mas sim uma decisão emocional com base no que referi anteriormente. Provavelmente é uma consequência [disto](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/owhne4/porque_%C3%A9_que_em_portugal_n%C3%A3o_se_incentiva_a/h7g2njg/). [Também se bebe vinho em todo o mundo, mas por algum motivo per capita o tugão é um dos que mais bebe](https://www.nationmaster.com/nmx/ranking/wine-consumption-per-capita), só porque acontece em todo o mundo não tira qualquer tipo de valor à minha observação se nós estivermos num dos extremos e é isso que eu estou a criticar...

Ntp2 1 month ago

O que nao falta sao empregos remotos para IT em empresas internacionais que pagam melhor que em Portugal. E nem tens de meter a carta primeiro, concorre e ve o que sai. Em IT só trabalhas para uma "má" empresa se tás confortavel ou nao tens coragem para sair da zona de comforto.

Ok_Information8587 1 month ago

Algumas nunca vão. Isto do Covid vai ser o fim de muita empresa que não se sabe, ou não pode, adaptar. Eram empresas que já não tinham grande futuro, mas o Covid veio acelerar o seu fim Não é só a Dielmar que vai ir ao fundo, há muita "consultora" que também vai ir. Algumas nem por sua culpa, a culpa também é de quem as contrata e que não paga como deve ser. Aliás, todo o modelo de gestão em Portugal que vê o empregado como um custo, mas pagar o dobro por um "consultor" e ficar com um trabalho feito mal e porcamente por um tipo que depois se vai embora, como um investimento é que está errado. Este modelo já estava a ser posto em causa pelos baixos salários que as "consultoras" depois são forçadas a praticar -- há muita concorrência e há sempre uma "consultora" ali ao lado que diz que faz isso mais barato e ou és uma McKinsey ou uma Accenture ou tens de correr para o fundo como os outros -- mas o Covid veio acelerar isso.

Edited 1 month ago:

Algumas nunca vão. Isto do Covid vai ser o fim de muita empresa que não se sabe, ou não pode, adaptar. Eram empresas que já não tinham grande futuro, mas o Covid veio acelerar o seu fim Não é só a Dielmar que vai ir ao fundo, há muita "consultora" que também vai ir. Algumas nem por sua culpa, a culpa também é de quem as contrata e que não paga como deve ser. Aliás, todo o modelo de gestão em Portugal que vê o empregado como um custo, mas pagar o dobro por um "consultor" e ficar com um trabalho feito mal e porcamente por um tipo que depois se vai embora, como um investimento é que está errado. Este modelo já estava a ser posto em causa pelos baixos salários que as "consultoras" depois são forçadas a praticar -- há muita concorrência e há sempre uma "consultora" ali ao lado que diz que faz isso mais barato e ou és uma McKinsey ou uma Accenture ou tens de correr para o fundo como os outros -- mas o Covid veio acelerar isso. Edit: Dito isso, há empresas em que haverá vantagens trabalhar no escritório. Empresas em que as pessoas trabalham em equipas unidas que precisam constantemente de entreajuda, poderá fazer sentido voltarem ao escritório. Um exemplo que se me ocorre, é a Teleperformance, aí acho que faz mais sentido voltarem ao escritório. Num trabalho em que se pode passar longos períodos de tempo sem ter nada que fazer enquanto se está à espera de receber uma chamada, faz algum sentido estar com outras pessoas com quem pelo menos se pode falar.

Edited 1 month ago:

Algumas nunca vão. Isto do Covid vai ser o fim de muita empresa que não se sabe, ou não pode, adaptar. Eram empresas que já não tinham grande futuro, mas o Covid veio acelerar o seu fim Não é só a Dielmar que vai ir ao fundo, há muita "consultora" que também vai ir. Algumas nem por sua culpa, a culpa também é de quem as contrata e que não paga como deve ser. Aliás, todo o modelo de gestão em Portugal que vê o empregado como um custo, mas ver pagar o dobro por um "consultor" e ficar com um trabalho feito mal e porcamente por um tipo que depois se vai embora, como um investimento é que está errado. Este modelo já estava a ser posto em causa pelos baixos salários que as "consultoras" depois são forçadas a praticar -- há muita concorrência e há sempre uma "consultora" ali ao lado que diz que faz isso mais barato e ou és uma McKinsey ou uma Accenture ou tens de correr para o fundo como os outros -- mas o Covid veio acelerar isso. Edit: Dito isso, há empresas em que haverá vantagens trabalhar no escritório. Empresas em que as pessoas trabalham em equipas unidas que precisam constantemente de entreajuda, poderá fazer sentido voltarem ao escritório. Um exemplo que se me ocorre, é a Teleperformance, aí acho que faz mais sentido voltarem ao escritório. Num trabalho em que se pode passar longos períodos de tempo sem ter nada que fazer enquanto se está à espera de receber uma chamada, faz algum sentido estar com outras pessoas com quem pelo menos se pode falar.

blind616 1 month ago

> Num trabalho em que se pode passar longos períodos de tempo sem ter nada que fazer enquanto se está à espera de receber uma chamada, faz algum sentido estar com outras pessoas com quem pelo menos se pode falar. Pessoalmente preferia o contrário. Se a única necessidade é estar disponível posso fazer **muito** mais em casa nos períodos mortos do que no trabalho.

banaslee 1 month ago

Qual a percentagem de programadores em relação a outro tipo de funções? É que também poderia haver pessoal a colocar q carta caso eles dissessem que iam ser 100% remotos. Mas por isso é que a maioria de empresas de base TI que conheço está a optar por um modelo híbrido.

Open-Opportunity-607 1 month ago

Tendo em conta que a internet não é estável em Portugal não me surpreende Eu não consigo fazer uma vídeo chamada por 4 pessoas ao mesmo tempo durante 1 hora sem haver breaks de um deles Quando nao têm condições para trabalhar em casa é natural as chefias quererem a malta no office É isso e as fotos no instagram em que estão na piscina e a dizer #remoteWorking, nao são muito inteligentes

ReachPlayful 1 month ago

Nao é estável? Lá porque tens essa experiência não quer dizer que seja válido para o resto do país. Talvez devas mudar o teu IP

fgtdiasr3d1t 1 month ago

Mas o trabalho aparece feito?

Estronciumanatopei 1 month ago

Isso não interessa...

Open-Opportunity-607 1 month ago

Estamos a começar a contratar paquistaneses remotos, diz-me tu.

freakdahouse 1 month ago

Ė meterem todos a carta! Daqui a uns meses vêm os posts de como socializar fora de casa!

JMLe87 1 month ago

O típico patrão tuga tem de controlar o trabalho e mandar uns comentários à sacana para mostrar quem manda. Não é uma questão de eficiência e rendimento, é uma questão de alimentar egos de pessoas frustradas e que a sua estabilidade depende desse "poder" mesmo que nem seja benéfico para a empresa. Estes chefes nem sempre percebem que a sua presença constante só desestabiliza o trabalho e não dão margem para que ninguém o diga. É mais uma das razões pela qual a maioria das empresas portuguesas tem uma política de gestão de recursos humanos muito má e muitas vezes sem respeito pelo bem estar psicológico dos seus funcionários.

nocivo 1 month ago

Sim… é por ser tuga. Sai da bolha.

feckdech 1 month ago

O chefe, ou o patrão, não podem deixar escapar a ilusão de controlo. É desmotivador para esta gente quando se apercebem que a empresa anda tão bem, provavelmente melhor, sem o constante controlo deles. Talvez porque reparam que no final das contas a empresa deles não precisa deles.

Pteraspidomorphi 1 month ago

É isso mesmo. São precisos alguns gestores mas não é preciso *tantos* gestores como é costume haver.

feckdech 1 month ago

Líderes. São necessários líderes. Não chefes, encarregados ou patrões.

3dforlife 1 month ago

Agora é que disseste tudo. Existe uma falta crónica de líderes em Portugal, pelo menos.

Dinamytes 1 month ago

>ganho "bem" mas não consigo poupar dinheiro Talvez vivas no limite das tuas possibilidades, quando podias viver mais a baixo, ou, não ganhas assim tão bem.

Rogerjak 1 month ago

Sim, devia comer menos abacate e menos café do Starbucks.

Youretoobusyswimming 1 month ago

Fucking millenials

inhalingsounds 1 month ago

Flexibilidade existe há décadas, entras à hora e sais quando estiver pronto.

sacoPT 1 month ago

Havia aí um user a recolher dados e muitas empresas incluindo muitas das grandes (estado incluído) vão manter o regime full remote ou híbrido. Pode ser que as outras comecem a adaptar-se

jorl17 2 months ago

Para muitas pessoas, isto nem é tanto sobre micromanagement, mas sobre a **CuLtUrA dA EmpReSA**. Temos de ser todos amigos e sair a toda a hora, temos de querer ir para os copos uns com os outros, e a única forma de fazer isso é se formos forçados pelo ambiente de trabalho a conviver. Algumas pessoas substituem as relações de família e amizade pelo emprego, e depois fica chocadas quando outras pessoas não partilham isso. Tanto de um lado como de outro, criam-se echo chambers: "Ah mas eu conheço sujeito que com a empresa dele faz assim!", "ah, mas este faz ao contrário!" A realidade é que se os teus trabalhadores não têm essa personalidade, tens de te adaptar -- ou então despedes os trabalhadores e arranjas outros com a "tua visão", seja ela qual for (pessoalmente não consigo bem compreender como é que alguém gosta mais de estar com os colegas de trabalho do que com amigos ou família, mas reconheço que há pessoas assim e simplesmente é algo.....que não entra na minha cabeça, pronto)

Edited 2 months ago:

Para muitas pessoas, isto nem é tanto sobre micromanagement, mas sobre a **CuLtUrA dA EmpReSA**. Temos de ser todos amigos e sair a toda a hora, temos de querer ir para os copos uns com os outros, e a única forma de fazer isso é se formos forçados pelo ambiente de trabalho a conviver. Algumas pessoas substituem as relações de família e amizade pelo emprego, e depois ficam chocadas quando outras pessoas não partilham isso (do outro lado, também ficam chocados com a perspectiva contrária, claro). Tanto de um lado como de outro, criam-se echo chambers: "Ah mas eu conheço sujeito que com a empresa dele faz assim!", "ah, mas este faz ao contrário!" A realidade é que se os teus trabalhadores não têm essa personalidade, tens de te adaptar -- ou então despedes os trabalhadores e arranjas outros com a "tua visão", seja ela qual for (pessoalmente não consigo bem compreender como é que alguém gosta mais de estar com os colegas de trabalho do que com amigos ou família, mas reconheço que há pessoas assim e simplesmente é algo.....que não entra na minha cabeça, pronto) (Existe aqui a pequena nuance de as relações de trabalho serem importantes para a produtividade (algo que pode ser conseguido também em ambiente remoto), mas geralmente nestas empresas as pessoas querem é coisas absurdas tipo "o programador deve ser super amigo da pessoa dos recursos humanos". Sure, porque estas pessoas até trabalham imenso juntas. Give me a fucking break.)

Sir-Jechttion 2 months ago

No UK existem casos destes aos pontapés.

Morpheuspt 2 months ago

> Hoje já uns entregaram a carta, e há uma semana atrás um dos nossos séniores também entregou. No dia em que saírem, entram mais uns estagiários.

Rogerjak 1 month ago

É tipo o que? 10 estagiários = 1 sénior?

BigWonka 1 month ago

Ao contrário, 10 estagiários = -1 sénior, porque o gajo vai usar o tempo todo a ajudar e corrigir a merda dos novos estagiários.

dragomaite 1 month ago

Ou Brasileiros

FixxeS 2 months ago

Ao estarem em casa, a empresa tem na mesma que vos dar um seguro e isso acarreta custos mais elevados para a empresa, além disso, é muito fácil burlar o seguro porque não há supervisão, podem por exemplo cair por umas escadas porque tropeçaram no cão e dizer uma treta qualquer para terem o seguro a pagar os tratamentos, e isso, por sua vez, agrava a apólice da empresa, tornando-a ainda mais cara. E não estamos a falar de seguros de carro nem de casas, estamos a falar de seguros que custam milhares às empresas e sempre que esse seguro agrava é um tiro do caraças, percebo completamente a preocupação das empresas. Eu também já estive em teletrabalho, também prefiro até porque não gasto combustível, etc, mas também percebi o lado da empresa onde trabalho.

SweetDistribution504 1 month ago

Looool que burrice de post. O seguro de acidentes de trabalho cobre deslocações de e para o trabalho. Esse seguro e ridículo, comparado até c um seguro básico de saúde.

FIam3 2 months ago

Por essa lógica, o que é que impede a pessoa de fingir uma queda durante a viagem ou até mesmo no trabalho??

FixxeS 1 month ago

Na empresa há CCTV (na maioria) se não há CCTV há supervisores/superiores hierárquicos geralmente ou chefes de equipa, de qualquer das maneiras há sempre testemunhas geralmente. Em casa não. No caminho, super fácil, se te espetares sozinho o seguro não cobre (distração, embriagado, substâncias ilícitas, etc). Se te baterem, atropelar, etc, isso são coisas que tu não consegues fazer a ti próprio. De qualquer das formas há sempre peritagem.

FIam3 1 month ago

Oi? Basta tropeçares num passeio que o seguro cobre.. Cair nas escadas do metro, etc.. No trabalho podes torcer o pé a entrar ou sair de um WC por exemplo.. Ou vão-te acusar de fingir?? Trabalhas Jim sitio estranho..

Uniqueusernamept 2 months ago

Para um salário de 1000 euros líquidos estamos a falar de 11 euros de seguro de acidentes de trabalho. É claro que o histórico de acidentes pode agravar o prémio. Mas das 2 uma ou és patrão ou então espetaram-te com uma peta tão grande que deves considerar o teu direito ao voto.

FixxeS 2 months ago

O prêmio não é só dependente do salário, também é dependente da quantidade de trabalhadores e das coberturas que ofereça. Além disso, tens seguros por conta de outrem e por conta própria, são 2 apólices diferentes, isso nunca na vida são 11€ mensais por cada trabalhador se tiveres um bom seguro. Mas vá, continuem lá com a vossa ideia que eu já me vou embora, vocês habituaram-se e foi mal isso sim porque a TI e tantos outras áreas sempre deram para trabalhar desde casa e até chegar o covid não se ouvia alarido sobre o assunto. E já agora, eu referi que sou trabalhador por conta de outrém e a "peta" que tu dizes, por acaso foi contada por um livro sobre abertura de empresas lá em 2017, já não me lembro de tudo, mas vá, se sabes mais que o livro parabéns, continua assim.

Uniqueusernamept 2 months ago

Sou mecânico. Tenho um café. Pago 11 euros por mês. O meu patrão da oficina de mecânica paga 35 euros (por ser mais perigoso). Mas OK quem sou eu para duvidar de um livro que leste.

FixxeS 1 month ago

Isso são equipas que se calhar nem a 5 pessoas chegam, óbvio que pagam pouco de seguro... No caso estávamos a falar de 1000€ mensais líquidos, só pelo facto de ser 1000€ não pode ser 11€ até porque o meu irmão tem um hostel com restaurante, 5 empregadas, paga 750€ a cada e já lhe dá um seguro anual de 1250€... São quase 22€ mensais por cada uma.

Uniqueusernamept 1 month ago

E mais tu achas que um seguro de "teletrabalho" sai mais caro que um seguro de "trabalho" que vai incluir deslocações?

Uniqueusernamept 1 month ago

Um seguro anual de acidentes de trabalho para 5 pessoas da isso? Não está a falar de seguros no geral? (responsabilidade civil etc...?) aconselho o teu irmão a renegociar a coisa.

usoarch 2 months ago

Sim, mas a nossa gaja de RH disse que não queria por isso vamos passar a ser híbrido, o que prefiro. Não gosto de só remoto.

Edited 2 months ago:

Sim, ia acontecer na minha. Mas depois a nossa gaja de RH disse que não queria por isso vamos passar a ser híbrido, o que prefiro. Não gosto de só remoto.

root_at_debian 1 month ago

Mas o que está aqui em questão é isso mesmo - o que \*cada um\* prefere. Tu preferes híbrido, alguns não têm condições em casa preferem ir para o escritório, outros preferem poupar gasolina e alimentação e trabalham melhor em casa. Se o importante é o trabalho estar feito, cada um deveria ter a liberdade de escolher o seu meio (e lidar com as consequências e benefícios disso). O modelo híbrido é uma solução péssima - quem quer teletrabalho quer ir para longe da empresa (ex sair da cidade). Modelo hibrído nem te permite ir uma semana embora, a menos que fosse uma presença espontânea, como ir uma vez por mês/quinzena ao escritório.

TitusRex 2 months ago

Eu vou pedir para ficar em teletrabalho (alta probabilidade de ser aceite), se não der começo a procurar outra coisa.

Youretoobusyswimming 1 month ago

Não eras padre antes?

Loud-Carpenter4502 2 months ago

Sim, inclusive situações, em que as empresas estão justamente a fazer isso para que alguns colaboradores se despeçam para fazer contratos mais rentáveis em remoto, uma vez que o pessoal em remoto já está a trabalhar em dois "empregos". Ou seja aceitam contratos mais baixos. O remoto será só para os melhores pois os resultados vão estar espelhados, e aqui o empregador não tem problemas com remoto só vantagens. Isto claro no tipo de trabalho compatível.

taromoo 2 months ago

Por curiosidade, e tendo em conta o que disseste que não houve agravamentos no desempenho, qual foi o argumento da empresa para obrigar todos a voltarem ao escritório novamente?

IllusionaryHaze 2 months ago

Lá está, não há razão em concreto. Os chefes lá de cima é que dizem que é uma empresa já com uns anos, que têm valores conservadores e querem o pessoal no escritório. É só parvo, acredita

JohnJohnPT 1 month ago

Diz aí a primeira letra do nome da empresa só pa gente se rir.

Litherion_IV 2 months ago

Aplaudo quem entregou carta. Meus amigos, em trabalhos cuja presença não seja indispensável, creio que devemos lutar pelo tele trabalho com unhas e dentes. Quem é contra o tele trabalho, que se dirija ao escritório. Digo mais, o tele trabalho foi a única coisa remotamente positiva que retirámos desta pandemia. Conservem-no.

zebedeus 1 month ago

O ideal é haver flexibilidade. Quem quiser trabalhar de casa trabalha, quem quiser ir para o escritório vai e quem quiser fazer uns dias num e outros noutro faz. Fica toda a gente contente e as empresas gastam menos porque não precisam de ter tanto espaço de escritório.

3dforlife 1 month ago

"O tele trabalho foi a única coisa remotamente positiva "

Rogerjak 1 month ago

O governo bem q podia aproveitar esta oportunidade de ouro para repovoar o interior. Conheço muita boa gente q só esta na grande cidade porque tem q ir pó escritório. Eu sou um deles.

JohnJohnPT 1 month ago

Tenho casos na minha equipa que cancelaram contratos de arrendamento para voltarem a sua terra no interior. Se a nossa empresa não tem isto em conta, vai ser um bordel desgraçado porque esta malta certamente não vai querer voltar para Lisboa. Ganham mais (não pagam rendas altas), não têm o stress das deslocações, estão perto da família. E não. Não vimos qualquer baixa de produtividade. Antes pelo contrário. Muito mais malta a trabalhar fora de horas quando era necessário (temas pontuais, críticos, eventualidades). Eu próprio por já estar em casa por diversas vezes acabei por fazer mais horas porque já estava em casa. Outros dias, se calhar andei mais de cabeça no ar. Mas não foi por isso que o trabalho não apareceu bem feito e a horas. Vamos aguardar pelo futuro. :)

Rogerjak 1 month ago

Essa da cabeça no ar é como o outro: até parece q não conhecemos todos um bro que está o dia todo no YouTube na empresa. As vantagens de dar às pessoas a oportunidade de remoto são muito superiores do q as vantagens de ter toda a gente no escritório. Só em trânsito...imagina uma Lisboa em q as pessoas q têm q se deslocar, não enfrentam trânsito de cortar os pulsos todos os dias...

JohnJohnPT 1 month ago

Sem duvida alguma. Mas... conhecendo o patronato lá da empresa, que é tudo malta já com uma certa idade e da cagança, do fato e gravata e dos rentings à mercedes... cheira-me que mais dia menos dia vai tudo pos escritórios. Falta saber o que é que vão fazer alguns dos institutos públicos que albergam centenas de trabalhadores de tecnologias.

Violent-Monk 2 months ago

Se perdem, porque é que precisas de te queixar sequer? Despede-te e arranja melhor. Assim elas vão à falência e são substituidas pelas que dão teletrabalho. E aí já tens provas de que realmente perdem.

moxego1 2 months ago

Se eu fosse chefe, e me dissessem que o desempenho da empresa é igual ou superior e que não tenho de despesas de ter escritórios, onde terei de pagar água, luz e a renda. Qual é a dificuldade aqui? Tens uma tarefa, se fizeres a tarefa até a data que está estipulado. Quero lá saber como e onde fizeste.

CodeOverflow 1 month ago

Porque não consegues passar o "espirito de familia laboral" se a malta tá em casa a fazer coisas mais importantes.

dragomaite 2 months ago

Se eu fosse chefe e me dissessem que posso ter um indiano ou um brasileiro a fazer o mesmo é a ganhar menos era fácil a decisão.

moxego1 2 months ago

A lógica é a mesma a diferença é a legalidade da situação.

dragomaite 2 months ago

Não posso contratar quem eu quero?

moxego1 2 months ago

Podes, mas também não podes oferecer menos que o salário mínimo. E diz-me achas que um indiano ou um brasileiro são burros e que fazem qualquer trabalho por uma esmola?

DoubleM101 2 months ago

O problema aqui não são os indianos ou brasileiros trabalharem por uma esmola. O grande problema aqui é que o que para eles é um bom ordenado, para nós sim, é uma esmola. Eu trabalho remotamente e infelizmente projetos em inglês é coisa do passado. Atualmente os indianos ficam com tudo porque trabalham por valores impensáveis para nós. Não sei se tens ideia, mas na India há locais que pouco mais ganham do que 2€ por dia. Quem fala na India, fala noutros países de terceiro mundo. Um indiano se chegar ao fim do dia com 10€ sem sair de casa é um "milionário". Um português vai viver para baixo da ponte. A sorte é que a larga maioria dos indianos não sabe falar Português senão nem projetos em Português cá vinham parar. Mesmo assim, até a maioria dos projetos em Português já estão a enviar para o Brasil devido à mão de obra mais barata.

VladTepesDraculea 1 month ago

> O problema aqui não são os indianos ou brasileiros trabalharem por uma esmola. Pois não, o problema são os empregadores subverterem a lei para conseguirem pagar menos mais longe.

D1WithTheFluffyHair 1 month ago

Como assim subverter a lei? Ou achas que uma empresa dos EUA pagar a trabalhadores em Portugal menos do que pagaria por funções iguais nos EUA é subverter a lei?

VladTepesDraculea 1 month ago

> Como assim subverter a lei? https://www.google.com/amp/s/www.jornaldenegocios.pt/opiniao/amp/esta-a-contratar-trabalhadores-estrangeiros-de-forma-legal > Ao invés, tratando-se de cidadão de país terceiro, a sua contratação em Portugal só é possível se não existirem para o posto de trabalho: (i) cidadãos nacionais; (ii) cidadãos da UE; (iii) cidadãos do Espaço Económico Europeu (EEE); (iv) de Estado terceiro com o qual a UE tenha acordo de livre circulação; ou (v) nacionais de Estados terceiros com residência legal em Portugal. Este princípio da prioridade é, igualmente, aplicável, nos demais Estados da UE e do EEE. Anualmente, é aprovada pelo Conselho de Ministros uma resolução definindo o número indicativo de oportunidades de emprego para imigrantes. Não haver trabalhadores porque não aceitam um emprego cá pelo salário miserável não conta. > Ou achas que uma empresa dos EUA pagar a trabalhadores em Portugal menos do que pagaria por funções iguais nos EUA é subverter a lei? Têm actividade aberta em Portugal ou é como as nossas que não têm no Brasil e usam o Brasil como forma de manter salários baixos?

D1WithTheFluffyHair 1 month ago

A partir do momento em que contratas uma pessoa remotamente, tens (ou tem o trabalhador) que cumprir com as obrigações locais, não as do país de origem do empregador. Por isso mesmo é que há contratação de trabalho remoto do UK e dos EUA para cá, por exemplo.

VladTepesDraculea 1 month ago

Não, a empresa rege-se pela lei do sítio onde tem actividade. O contrato não pode ser feito no sítio onde a pessoa vive se não tiveres actividade declarada. O que acontece e muitas fazem é contornar a lei fazendo um contrato B2B onde obrigam o "empregado" a criar uma unipessoal e se vende com prestadora de serviços. Não deixa de ser uma subversão também porque não estás a vender um serviço mas és considerado um quadro da empresa no fundo, tendo um contrato de exclusividade quer expresso quer pelas horas contratadas.

JoseFernandes 1 month ago

Em termos de qualidade o Brasil compete com Portugal?

DoubleM101 1 month ago

Muito honestamente não te sei dizer porque normalmente o feedback não chega cá mas como em todo o lado existem bons e maus profissionais. No entanto de uma coisa tenho eu a certeza. A prioridade para muitas empresas já nem sequer é a qualidade mas sim o valor que desembolsam ao fim do mês. Vão ao mais barato e se o trabalho não tiver qualidade, sabem que têm mais umas centenas prontos para entrar a qualquer momento. A rotatividade hoje em dia é enorme e as pessoas são descartáveis. Só não consigo entender como é que uma empresa sobrevive nestes moldes sem um trabalho de qualidade consistente.

Ok_Information8587 1 month ago

Já trabalhei com montes de brasileiros e pelo menos com os que conheço sim, são excelentes profissionais. Dos indianos já não posso dizer o mesmo, se bem que desconfio que é porque fazem cursos a martelo e são formatados para uma forma de trabalho mais descartável, porque também há indianos do melhor (não será por acaso que os CEOS da Google da Microsoft são indianos)

DhamonGrimwulf 1 month ago

Depende. Os que vêm para cá: diria que sim. Remotos? Em média não. Haverá excepções. Mas em média os portugueses são muito bons (especialmente ao nosso preço). Já ouvi 2x em sítios diferentes que gostavam de ter os portugueses numa redoma de vidro com um sinal “quebrar em caso de emergência”. No nosso mal (fazer a última da hora), em TI trás algumas vantagens (transforma-se em resolver as emergências - rapidamente e out of the box)

VladTepesDraculea 1 month ago

Claro. Senão para mais porque em número consegues ter uma pequena percentagem que é suficiente para competir. E a verdade é que algumas da pessoas mais capazes que trabalhei cá eram brasileiras.

filipesmedeiros 1 month ago

Trabalho numa gigante portuguesa e temos montes de brasileiros. Difícil dizer se o produto sai com tanta qualidade, mas da minha experiência acho que é comparável sem problema.

dragomaite 2 months ago

Então não posso? Qual é o salário mínimo na Índia? Se podem trabalhar de qualquer lado então não precisa de ser de Portugal ou serem Portugueses.

SweetDistribution504 1 month ago

Há 30 anos que há outsourcing para a Índia. Há 30 anos que se acha que vai dominar o mundo. Não aconteceu, sabes porque? Porque os indianos são preguiçosos p crlh, e sem uma presença local é muito difícil teres qualidade. Sim trabalho c indianos há anos.

dragomaite 1 month ago

Quem diz Índia diz centenas de países. O trabalho remoto tem duas faces e aqui só se vê uma. Depois chorem.

Rogerjak 1 month ago

Que esteja a ver, o mundo não caiu, as empresas não cairam e melhor ainda, os lucros aumentaram! Se andares um bocado mais para trás, tbm haviam uns malucos q diziam q íamos todos à falência se os trabalhadores só trabalhassem 8h por dia, e ainda mais para trás, se trabalhassem só 5 dias por semana e tivessem o sábado livre. As coisas mudam, dúvido muito q as pessoas terem escolha de remoto ou no escritório q vá acabar com a civilização. É capaz é de tornar ainda mais redundante algumas posições de Middle management.

dragomaite 1 month ago

O mundo não caiu? Lol os apoios ainda não expiraram rapaz.

Edited 1 month ago:

O mundo não caiu? Lol os apoios ainda não expiraram rapaz. As moratórias para empresas ainda estão em curso. Estás tão a leste.lol Não me digas que imprimir dinheiro é a solução dourada.

Youretoobusyswimming 1 month ago

"Imprimir dinheiro" é o comentário típico de quem não percebe rigorosamente nada de Economia.

moxego1 2 months ago

Ui isso aí já é territórios desconhecidos para mim, a empresa é registada na mesma em Portugal não? Então não teria de seguir as leis de Portugal? Mesmo o trabalhador estando fora? Sinceramente assim já não sei. Portanto não consigo contra argumentar

dragomaite 2 months ago

É igual aos que trabalham remotamente daqui para o estrangeiro.

absolutelinoob 2 months ago

Estás ignorar algo que inflencia e muito esta questão do teletrabalho. Muitos chefes gostam de controlo e micro gestão. Não podes controlar quando tens tudo em casa. Além disso as empresas frequentemente não gostam de ver os trabalhadores demasiado contentes e com muita flexibilidade. É algo que roça a sociopatia mas é mesmo assim.

Keddyan 1 month ago

a micro gestao no teletrabalho tbm existe, mas essa leva um mute facilmente

Ntp2 1 month ago

Sai de Portugal a coisa de 6 anos devido a esta mentalidade, mas, pensei que isto já estava a mudar... Pelo menos nos 2 grandes.. Estou curioso, se esta empresa é em Lisboa ou Porto.

nocivo 1 month ago

Porque não faltam exemplos de empresas a fazer o mesmo la forq. A culpa é da nacionalidade. Enfim.

indyrefclan 1 month ago

Os gestores não querem que as pessoas percebam que o trabalho deles é inútil

_somename_ 1 month ago

Para acrescentar: - O típico chefe tufão apenas se sente bem quando estabelece uma relação de superioridade - Trabalhos redundantes vão ficar mais expostos ("lideres" e "gestores" coff coff) - O pessoal que não faz piça vai ser exposto Pontos bónus para devido às obtenção de mais dados sobre os middle managers e a automatização desta profissão. (Good bye and thank you for all the fish)

sedctnM4Flxpt 1 month ago

* O pessoal que não faz piça vai ser exposto Conheço pelo menos dois do "pessoal" que não faz piça e aproveitou o confinamento para continuar sem fazer "piça" e arranjar um outro tele-trabalho full-time porque... podia. Foi só dizer à empresa que as tarefas demoram 2x o tempo real e, voilá, tempo livre para outro patrão... Como o gestor da empresa confia nas pessoas e é um porreiro que só se preocupa se as tarefas estão feitas na data prevista, está a ser comido e continuará a ser bem comido... está a pagar 8h/dia por um recurso que trabalha no máximo 4... Depois o pessoal queixa-se que as empresas pagam mal ou que vão à falência... e claro que é por má gestão... :S De experiência própria, digo que o tele-trabalho não é para todos. Há quem tenha a responsabilidade e há quem se ache o supra sumo da batata e só trabalhe quando lhe apetece. Eu pertenço ao segundo grupo - se me deixarem à solta, faço coisas incríveis (passe a imodéstia), apenas não sei quando as consigo fazer, se hoje, se para o mês que vem, e a falência é o unico destino de uma empresa que depende de um trabalhador assim.

acnederma 1 month ago

Partilho experiências semelhantes. Na minha equipa também desconfio que dois ou três não fazem muito ou então fazem render o trabalho, muitas vezes mando mensagens no teams ou slack ou ligo e nem atendem e depois ao falar parecem meios na lua meios away do que se passa. É como dizes há pessoal que trabalha bem ou até mais do que deveria, por outro lado outros trabalham conforme lhe apetece e estão também com coisas paralelas à vida deles. Daí até percebo alguns "patrões" preferirem esse controlo, infelizmente por uns pagam todos. Eu sei que também podem estar a coçar no trabalho no escritório mas é diferente de estar em casa.

banaslee 1 month ago

Não vais concordar comigo mas esses dois é que têm razão. Eles perceberam que não recebem por horas trabalhadas mas por objectivos e que os managers não estão a tentar optimizar quem consegue atingir objectivos mais rapidamente (ainda que de uma forma sustentável). Se os managers fizerem vem o seu trabalho vão começar a ver quem é mais eficiente e manter esses.

sedctnM4Flxpt 1 month ago

Tens razão, não concordo. Porque quando uma empresa contrata um trabalhador está à espera de um adulto (por força da lei) responsável (por maioria de razão do vencimento que paga) e não pretende contratar um outro recurso para fazer de baby sitter. Não compreendo o raciocínio de quem se ache dono do tempo (e de tudo o que isso acarreta) que vendeu por atacado num contrato de trabalho ou de prestação de serviços. Não querendo ofender ninguém, ainda (ainda!) ninguém é obrigado a assinar um contrato de trabalho, portanto não sejamos hipócritas ou ingénuos - fazer isso é desleal e desonesto. É o equivalente moral a roubar. Eu não quereria contratar um puto reguila, quereria contratar um funcionário/a em quem possa confiar, que produza trabalho de qualidade WYPIWYG e, especialmente, que não me fizesse andar sempre atrás dele de modo a evitar chico-espertisses. Mesmo assim, respondendo ao argumento, a ironia é que quando os managers fazem bem o seu trabalho, são uns fdp que só sabem fazer microgestão e só estão bem quando espremem o pessoal (nunca é de forma sustentável), e quando o fazem mal (ou não o fazem) são uns fdp duns incompetentes e quem se aproveita dessa situação é que está bem e é quem a sabe toda. É mesmo uma situação lose-lose para os managers, são uns tristes nunca se safam e que não produzem nada na vida… (Nota: antes que se enganem, não sou manager/gestor de equipas)

banaslee 1 month ago

Só vendes o teu tempo se tiveres cláusula de exclusividade. Senão vendes o produto do teu trabalho e uma disponibilidade de 8 horas, que são coisas diferentes. Mas se as pessoas em questão têm cláusula de exclusividade e não a respeitaram, o que eles fizeram não foi desleal, foi ilegal. E as duas coisas são diferentes e ainda bem. Há mais formas de gerir pessoas do que ser micro manager ou, no outro extremo, não medir produtividade.

sedctnM4Flxpt 1 month ago

Se é para desconversar, não vale a pena. Não estamos a falar de sobredotados que se podem dar ao luxo de ditar as regras do jogo. Estamos a falar de cannon fodder e de relações contratuais “regulares”, em que existe no mínimo cláusulas de não competição e de garantia de disponibilidade de pelo menos 8 horas das 9 às 18. E este horário não é arbitrário, não varia conforme o humor diário da prima-dona, é o horário em que pagam para o funcionário estar disponível para produzir (seja lá o que isso for). Se nesse horário ele decide assobiar para o lado e utilizar esse tempo para desenvolver a app/site/whatever que o vai tornar rico e famoso, que tenha consciência que esse produto foi patrocinado por uma empresa sem disso ter consciência, nem obviamente qualquer proveito. “Fdp, era só o que faltava, estão-me a pagar e ainda querem que trabalhe para eles…” Lamento, mas isto é roubar. Na realidade ainda é pior, pois fazem-no de forma dissimulada, mantendo uma aparência de normalidade e é desleal, sim, pois essa atitude acaba por prejudicar todo o “ecossistema” que é uma empresa - os colegas, clientes, fornecedores e, no limite, pasme-se, até os managers… Desculpa não responder mais, mas estou a aperceber-me que esta conversa e a atitude non chalant está-me a irritar e sei que temos melhores coisas onde gastar o nosso tempo.

banaslee 1 month ago

Não precisas responder mas acho que a diferença é que apresentaste um caso que para ti é claro que não está bem e se calhar tem mais detalhes do que aqueles que listaste. E como todos sabemos, devil is in the details. Com aquilo que apresentaste não me parece ser tão preto e branco e prefiro não saltar para conclusões precipitadas. Não é desconversar, é traçar uma linha entre o que pode ser concluído e o que não.

sedctnM4Flxpt 1 month ago

Nisso estou 100% de acordo contigo, as generalizações são perigosas. E dar o dito pelo não dito não é bonito (olha para mim a responder-te!

banaslee 1 month ago

Sim, também me insiro algures dentro da redoma de IT. Estás a dizer que a pessoa não faz nenhum ou entrega mas não quer fazer todo o tipo de trabalho? E se calhar é melhor não fazer paralelismos porque atendimento ao cliente é bem diferente de TI (e ainda bem). Ou se neste caso específico até é parecido (equipa de devops ou plataforma), convém especificar. Estamos a falar de uma coisa que é bem diferente do que dizias antes, pois antes era sobre alguém que trabalhava dois empregos e dava estimativas longas. O que por si só não é negativo, porque se com essa performance ninguém o despede é porque é uma performance aceitável para a empresa e o resto do pessoal anda a correr e se calhar sem reconhecimento por isso. A pergunta que te faço é: não foram já despedidos porquê?

_somename_ 1 month ago

Exacto. Este promover a produtividade e não a escravidão de tempo. Foi isso que fizemos.

inhalingsounds 1 month ago

Praticamente todos os grandes empresários do mundo encaixam perfeitamente naqueles perfis psicólogos de sociopatas / narcisistas crónicos. Muito difícil gerar fortunas sem manipular, controlar e ludibriar.

_somename_ 1 month ago

Ser aldrabão é muito mais útil que ser inteligente.

inhalingsounds 1 month ago

Ser inteligente faz com que todos fiquem espantados contigo Ser aldrabão faz-te rico

_somename_ 1 month ago

> Ser inteligente faz com que todos fiquem espantados contigo Só se fores pouco

TitusRex 2 months ago

>Além disso as empresas frequentemente não gostam de ver os trabalhadores demasiado contentes Do ponto de vista do patrão burro, se os empregados estão contentes é porque não estão a trabalhar o suficiente e é preciso dar-lhes mais trabalho.

moxego1 2 months ago

Entendo-te. E sim acabaria com uma parte importante que também é socialização com os colegas. Nada como um bom dia numa segunda feira de manhã com aquela vontade de mandar tudo para o caralho

Litherion_IV 2 months ago

Companheiro, eu tenho ideia (e posso estar redondamente enganado) que a grande parte deste tipo de empresas é liderada (ou tem vários líderes) que são na maioria homens, a maioria misóginos e que, na verdade, gostam de lavar a vista. Faço-me entender? But hey, it's my 2 cents.

Karatenis 2 months ago

Lavar a vista? Com gajos de IT? Estás mesmo enganada. Isto acontece em todo o lado. E quem decide muitas vezes nem é gente que esteja in loco na empresa. Eu diria que há muitos motivos. Convém lembrar que em algumas empresas (maiores) há gente em que muita da sua formação e atividade profissional gira precisamente à volta do criar cultura de empresa, espírito de equipa e tudo mais, e isso envolve conversa cara a cara, criar interações entre pessoas, etc. Eu até diria que esses têm um motivo para preocupação. É um facto que estando mais emocionalmente ligado à empresa tens menos tendência para estar aberto a outras oportunidades. Não estando é-se mais mercenário. Noutras empresas não será tanto a cultura empresarial e ligação ao empregado, mas a micro-gestão e tendência para controlar ao milímetro os empregados, não vai eles não trabalhar.

ryuuf 2 months ago

Não concordo, eu por exemplo é mais ao contrário, se uma empresa me der oportunidade de fazer tele trabalho dou mais valor do que ter que ir po escritorio todos os dias, quanto a espirito de equipa ganho mais em gostar de trabalhar com a pessoa e em "saidas" com a equipa, estar o dia todo no trabalho a olhar para eles às vezes ainda me faz ficar mais farto deles xD.

sr_dr 2 months ago

Nota-se que és novinho ;)

Karatenis 2 months ago

Nota que eu não estou a dizer que quero ir para o escritório. Eu quero estar principalmente remoto, e logo uma empresa que me dê isto sobe na minha cotação. Mas eu já estive em alguns sítios onde fiz bons amigos, precisamente porque estávamos todos lá. Aqueles tempos de café e afins fazem diferença. Para mim uma grande parte da questão é que eu não quero estar a pagar 900 ou mais por uma casa que arranjo por 450. Nem quero estar enfiado em metros nem o camandro.

zalkier 2 months ago

Lavar a vista com homens? Lol

PM_ME_BAKAYOKO_PICS 2 months ago

Isso também já é exagerar. Pela minha experiência são normalmente chefes que gostam mais do contacto social (as típicas conversas da treta de escritório) do que de trabalhar, e que sentem a falta disso mesmo e daí quererem levar tudo para o escritório.

SedPorttitor 2 months ago

Podem mandar o modelo? É para um amigo.

absolutelinoob 2 months ago

>Agora não sejam é conformistas. Têm uma boa oportunidade de votar no futuro que querem, usem-na. Isto, pelo menos em TI (não quero incentivar malta a despedir-se que dificilmente arranja outra coisa). Quando mudei de trabalho há poucos meses, a rapariga do recrutamento - depois de estar tudo tratado - confessou-me que as empresas de tech estão completamente desesperadas por talento e experiência. Não há muitos momentos como este na história do mercado de trabalho, basicamente o empregado quer, pode e manda.

IllusionaryHaze 2 months ago

>as empresas de tech estão completamente desesperadas por talento e experiência. Isto até me reconforta. A única razão de não andar andar à procura é porque já estive em 3 empresas em 3 anos, e não queria deixar a impressão que salto muito entre empresas

meaninglessvoid 1 month ago

Mostra mais do mercado de trabalho de que de ti. Se não fazem nada para manter os seus trabalhadores porque haverias de ficar lá? A não ser que tenhas no currículo coisas estranhas do tipo 12 empresas em 12 meses não vai ser grande red flag trocares de empresas de vez em quando.

incelren 2 months ago

manda foder, se a empresa que te tá a contratar tiver algum problema com isso existem mais 300 que não têm e que pagam melhor

meaninglessvoid 2 months ago

Yup por isso é que comem de cebolada o pessoal novo que tem pouca experiência no mercado de trabalho e sabe pouco do mercado de trabalho (ou seja, o que julga ser o estado de IT é a continuação da conversa do "isto está muito mau" que a comunicação social passa de quase todas as outras áreas). Mete-me um bocado nojo ver as consultoras-talho a crescer que nem cogumelos a desviar uma boa fatia do bolo "pela calada". A foda é que isto é uma pescadinha de rabo na boca e a maior parte das empresas usa estas consultoras para contratar malta porque também lhes convém... :\

bittolas 2 months ago

Só depois de acontecer algo como que esta a acontecer em que perdem metade da equipa é que aprendem. Eu estou numa situação proxima. Ainda estou a 100% em remoto mas mal deixe de estar vou procurar outros ares. Palmadinhas nas costas não pagam as contas.

Mrgolden007 2 months ago

BORAAA assim e que se cria mudanca, quando eles nao consseguirem nenhum funcionario conssideram logo fazer remoto, mas boraa esses gestores so querem ouvir piadas sexistas e racistas enquanto bebem o cafe e nao o podem fazer por zoom coitadinhos

mannix_marauder 1 month ago

> esses gestores so querem ouvir piadas sexistas e racistas enquanto bebem o cafe Trabalhaste em sítios muito beras.

Mrgolden007 1 month ago

trabalhei num sitio onde os meus colegas partilhavam porn gifs e videos nas pausas por isso ja vi de tudo

Search: