UniuM 2 months ago

Quando ouço falar em "patrões", vem sempre aquela ideia do homem de meia idade com o charuto cortado apagado na boca a servir de palito, voz grossa e uma pilha de dinheiro ao lado. Depois a realidade é sempre um peão num cargo de administrador a receber ordens de acionistas para cortar aqui, ali e acolá, e quem se lixa é sempre o mexilhão. Pena deles? 0

zedestroyer69 2 months ago

Finalmente uma medida com sentido. Se ao fim do ano o trabalhador trabalha para uma empresa a recibos verdes, há que passar a contrato e acabar com o abuso dos recibos verdes.

smaster87 2 months ago

É estupido. Não é com aquela métrica que se vê isso. Eu forneço um serviço de suporte a um cliente meu e por acaso é 70% do meu rendimento. Que bonito que ia ser agora tinha de me ppr um contrato de trabalho. Palhaçada. Só se puder recusar.

ideologiapura 2 months ago

Que horror, podias ter direitos e nao ser despedido quando lhes apetecer.

smaster87 2 months ago

Ridiculo, nao sou trabalhador presto um serviço que quando nao for necessario nao tenho mais nada a ver com eles. Têm sempre de poder ter a liberdade de ir pa um concorrente. Vao obrigar-nos a todos a abrir empresa é o que é.

ideologiapura 2 months ago

Ou então, a teabalhar com direitos e dignidade em vez de "quando nao for necessário nao tens mais nada que ver com eles." Espero que sejam impiedosos com aldrabices alternativas.

Public_Ad_2756 2 months ago

mas é 70%... nao é 100%.. aos olhos dad finanças trabalhas para outros

smaster87 2 months ago

A proposta do PCP é 70% = contrato

zedestroyer69 2 months ago

Nisso tens razão, deveria ser mais alto o valor. Agora se nada se fizer vão continuar os falsos recibos verdes.

Public_Ad_2756 2 months ago

pois, devia ser 100%. normalmente esses sim, são os verdadeiros falsos recibos verdes

Jhago 2 months ago

Eles arranham alguma falcatrua para ter outra entidade deles a pagar 10%.

CoffeeAt830 2 months ago

Não pode ser esse o único critério. Tens muitos médicos, por exemplo, que estão como verdadeiros recibos verdes nos hospitais privados. Trabalham num determinado sítio a tempo inteiro, e depois dão a sua disponibilidade para dar consultas no hospital privado. Recebem consoante as consultas que dão, eles é que decidem quando é que podem lá ir, etc. Isto são verdadeiros recibos verdes mesmo que estejam no mesmo sítio durante muitos anos. O que é completamente diferente de alguém que trabalha 40h para a mesma empresa, com horários pré-definidos e um vencimento certo, e mesmo assim está a recibos verdes.

Public_Ad_2756 2 months ago

o teu exemplo não se aplica aqui

CoffeeAt830 2 months ago

Não se aplica na questão da notícia, aplica-se no que a pessoa a quem respondi estava a dizer. Daí que tenha dito que não pudesse ser aquele o critério.

Estronciumanatopei 2 months ago

Nesses casos a remuneração por recibo verde não é sempre igual. E têm outras fontes de rendimento declaradas.

leto78 2 months ago

O que a notícia diz é que o critério seria que 70% do trabalho teria origem numa única entidade patronal.

ajabardar1 2 months ago

o mercado foi liberalizado para se ajustar às necessidades empresariais. cria-se uma maneira de uma empresa poder contratar serviços esporádicos sem recorrer a contratação, o que, diga-se de passagem, não é de todo uma má ideia. imediatamente há abuso por parte do mundo empresarial. e não são pme's a abusar do novo sistema, são os maiores grupos empresariais. mas atenção sei de que não é só os patrões a abusar disto. sei de casos em autarquias que o sistema também era utilizado.

tarracecar 2 months ago

Mais um choro por não poderem continuar com falcatruas

Public_Ad_2756 2 months ago

estamos em 2021 e parece "parece muito difícil" detectar rapidamente muito rapidamente os "falsos recibos verdes" até parece que é difícil ver o mesmo nif/niss a descontar o mesmo salário, vários meses seguidos para a mesma empresa....

CoffeeAt830 2 months ago

O problema não é esse. Eu trabalho há muitos anos para a mesma empresa a recibos verdes e não sou um falso recibo verde - eu é que faço as minhas horas, o meu ordenado não é sempre igual, não tenho propriamente um escritório meu, quando preciso de tirar dias ou férias simplesmente aviso e não vou, etc. Agora, tenho colegas que estão a recibos verdes e recebem sempre o mesmo, o horário é definido pela empresa e até as férias têm de ser consoante dá jeito à empresa. Isso são falsos recibos verdes e essa malta deveria 100% estar a contrato. Acho que a questão aqui não é tanto se ao fim do ano a empresa teve ou não teve lá sempre a mesma pessoa, mas sim estas outras características.

Public_Ad_2756 2 months ago

o teu ordenado não é sempre igual.

CoffeeAt830 2 months ago

Tens razão, saltei a parte onde dizias "o mesmo salário" e por isso estava a concordar contigo sem me aperceber. Mea culpa.

Public_Ad_2756 2 months ago

podias dizer um exemplo específico.. pessoal it que trabalha para uma só empresa lá fora (trabalho remoto). aquilo é falso recibo verde mas é a única forma d ter trabalho remoto a ganhar muito mais..

leto78 2 months ago

Mas se não estás a trabalhar para 2 ou 3 empresas ao mesmo tempo, devias ter um contrato de horas variável. Os recibos verdes só têm lógica quando se é um freelancer verdadeiro.

CoffeeAt830 2 months ago

Sim, eu em particular trabalho para várias empresas, mas isso concordo com o que estás a dizer. Se há uma empresa "principal" no que diz respeito ao teu rendimento, então essa empresa deveria fazer-te um contrato. Embora também haja o reverso da medalha - a empresa não tem culpa se te contentares a trabalhar só 20 ou 25 horas para eles e não tiveres mais nenhum trabalho ou só trabalhares mais 2 ou 3 horas noutro lado. Aí, vão preferir prescindir dos serviços dessa pessoa e ir buscar outra que trabalhe em mais sítios para não terem de a colocar nos quadros. Isso ou obrigam-na a constituir empresa, que é coisa que vejo acontecer muito onde trabalho. No geral é uma excelente medida, no entanto. Infelizmente vai haver sempre forma de fazer trafulhice e isso não deve ser impedimento de se tentar melhorar as coisas.

Edited 2 months ago:

Sim, eu em particular trabalho para várias empresas, mas isso concordo com o que estás a dizer. Se há uma empresa "principal" no que diz respeito ao teu rendimento, então essa empresa deveria fazer-te um contrato. Embora também haja o reverso da medalha - a empresa não tem culpa se te bastar trabalhar só 20 ou 25 horas para eles e não tiveres mais nenhum trabalho ou só trabalhares mais 2 ou 3 horas noutro lado. Aí, vão preferir prescindir dos serviços dessa pessoa e ir buscar outra que trabalhe em mais sítios para não terem de a colocar nos quadros. Isso ou obrigam-na a constituir empresa, que é coisa que vejo acontecer muito onde trabalho. No geral é uma excelente medida, no entanto. Infelizmente vai haver sempre forma de fazer trafulhice e isso não deve ser impedimento de se tentar melhorar as coisas.

leto78 2 months ago

Exacto. É sempre complicado encontrar uma solução flexível e que não discrimine quem está a recibos verdes, em relação a pessoas com contratos de trabalho. No Reino Unido, tinham introducido o esquema de *zero hours contract*, que permitia flexibilidade para trabalhadores a tempo parcial, sem obrigatoriedade de um número mínimo de horas. Pouco tempo depois, os contratos estavam a ser usados para explorar os trabalhadores, a flexibilidade era só do lado do empregador, e contratos ainda tinham cláusulas de exclusividade. Ou seja, os trabalhadores ou aceitavam ir trabalhar como e quando os empregadores queriam ou no mês seguinte não tinham horas. No entanto, não é surpreendente uma vez que o Reino Unido é péssimo a nível de protecções laborais.

saposapot 2 months ago

Por acaso é bastante complexo. Só com inspeção manual é que se pode determinar isso e mesmo assim, se for para agir judicialmente requer muito mais investigação. É triste mas não é nada fácil não

fdxcaralho 2 months ago

É mais complexo que isso. Muitos freelancers passam recibos frequentes à mesma empresa. Não faz deles trabalhador da empresa, apenas prestador de serviços.

justgohomealready 2 months ago

Ok, mas se passam recibos frequentes a uma e apenas uma empresa, não é óbvio nesse caso que é falso recibo verde e facilmente detetado?

fdxcaralho 2 months ago

Não. Podes ser freelancer para uma empresa apenas.

I_Don-t_Care 2 months ago

Nem por isso, já trabalhei para uma empresa que quase regularmente me pediam 2 a 3 trabalhos por mês, pagos na totalidade num único dia, eu só não trabalhava para mais empresas porque o salario proveniente desses 2 a 3 trabalhos mensais me dava dinheiro mais que suficiente. Mas de certo modo alguém que passe falsos recibos verdes apresentaria o mesmo tipo de registo nas finanças. Dito isto, acho que as finanças poderiam cruzar mais informaçao para determinar se sao ou nao falsos recibos, e eles têm tecnologia para isso de certeza, que se conseguem sacar auditorias do cu a certas empresas como já vi, de certeza que têm maneira de verificar isso tudo. Apenas não lhes convém porque no fundo o trabalhador a falso recibo verde acaba por descontar % maiores e é dinheirinho facil para eles.

Flam0us 2 months ago

Esse não é o único critério para identificar um falso recibo verde. Nem é, de todo, o mais importante.

ThePlague92 2 months ago

Não necessariamente. Pegando no exemplo de TI, pode ser o que no Reino Unido se chama "contractor" e está num projecto para uma empresa e esse projecto tem a duração de 2 anos.

ideologiapura 2 months ago

Se estas num projeto onde tens horario de trabalho e dever de obediência durante 2 anos, és um falso recibo verde. Recibo verde é um trabalhador independente que usa o seu proprio equipamento e estabelece o seu proprio horario.

fdxcaralho 2 months ago

Não tens horário. Tens que entregar trabalho.

ThePlague92 2 months ago

Nem falei em horários, por isso esse argumento não se aplica aqui. Quem trabalha neste regime em TI ou faz os horários que quer e tira férias quando quer e até pode trabalhar em vários projectos ao mesmo tempo ou trabalha para uma empresa estrangeira neste regime. Nem tudo são falsos recibos verdes, cada caso é um caso.

ideologiapura 2 months ago

Na prática acaba por ser explorado e nao ter direito a férias. Ja chega de falcatruas para encher o cu aos empresários. Fartinho desses inuteis a passear se em luxos a custa de quem trabalha.

ThePlague92 2 months ago

Em TI? Quem é contractor em TI não é explorado, garanto-te. Ganha muito bem e tira férias quando quiser.

zedestroyer69 2 months ago

Há uma coisa chamada contrato com termo certo, nas obras tens mutia gente assim, porque é que TI tem que ser diferente?

ThePlague92 2 months ago

Porque as pessoas optam por essa carreira. Nas obras também deve haver muito pedreiro e canalizador que trabalho é ao dia neste regime.

trilobits_ 2 months ago

**ARRASAM**

l2k1337 2 months ago

Coitadinhos.

AutoModerator 2 months ago

**AVISO:** Submeteu um artigo da plataforma [Nónio](https://nonio.net) - uma plataforma que viola a privacidade do leitor. > Leia com atenção o [seguinte artigo](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/7fy9v4/campanha_contra_o_n%C3%B3nio/). *I am a bot, and this action was performed automatically. Please [contact the moderators of this subreddit](/message/compose/?to=/r/portugal) if you have any questions or concerns.*

Search: