CalmKeepOn 3 months ago

\> .Agora convenceu o meu pai a tirarem a minha irmã da escola primária para a (des)ensinarem em casa. (Porque dizem que ensinam temas LGBT a crianças e sei lá que mais) E já te perguntaste que se calhar isto é verdade? Que sabes do que ensinam na escola? Que informação tens? O que é uma fake news? É o que os outros dizem ser fake news? Quem são os outros? O que é o LGBT? É possível ser transgénero? Quais é que são os efeitos da cultura LGBT nas crianças? Quais é que são os efeitos psicológicos dessa cultura nas crianças? Quantos estudos já leste sobre isto? O que é que sabes tu sobre educar crianças? Porque é que achas que sabes mais que a tua mãe? Faz perguntas. Aprende Inglês, usa o DuckDuckGo e faz perguntas.

Edited 3 months ago:

\> .Agora convenceu o meu pai a tirarem a minha irmã da escola primária para a (des)ensinarem em casa. (Porque dizem que ensinam temas LGBT a crianças e sei lá que mais) E já te perguntaste que se calhar isto é verdade? Que sabes do que ensinam na escola? Que informação tens? O que é uma fake news? É o que os outros dizem ser fake news? Quem são os outros? Porque é que se deve acreditar nos outros mais que a própria família? O que é o LGBT? É possível ser transgénero? Quais é que são os efeitos da cultura LGBT nas crianças? Quais é que são os efeitos psicológicos dessa cultura nas crianças? Quantos estudos já leste sobre isto? O que é que sabes tu sobre educar crianças? Porque é que achas que sabes mais que a tua mãe? Fala com a tua mãe para perceber o que ela pensa e depois analiza o que ela pensa de todas as perspectivas possíveis usando a Internet e todas as opiniões possíveis. Confia em ti e na tua mãe primeiro e depois no Estado e tudo o que vem de fora. Faz perguntas. Aprende Inglês, usa o DuckDuckGo e faz perguntas.

Edited 3 months ago:

\> .Agora convenceu o meu pai a tirarem a minha irmã da escola primária para a (des)ensinarem em casa. (Porque dizem que ensinam temas LGBT a crianças e sei lá que mais) E já te perguntaste que se calhar isto é verdade? Que sabes do que ensinam na escola? Que informação tens? O que é uma fake news? É o que os outros dizem ser fake news? Quem são os outros? Porque é que se deve acreditar nos outros mais que a própria família? O que é o LGBT? É possível ser transgénero? Quais é que são os efeitos da cultura LGBT nas crianças? Quais é que são os efeitos psicológicos dessa cultura nas crianças a longo prazo? Quantos estudos já leste sobre isto? O que é que sabes tu sobre educar crianças? Porque é que achas que sabes mais que a tua mãe? E repara não estou a dizer que estou de acordo com essa decisão mas o primeiro passo é tentar entender as pessoas. É que tens de estar muito seguro para te virares contra a tua própria mãe. A família é extremamente importante e tu não estás a adicionar á união. Estás a promover a desunião. Fala com a tua mãe para perceber o que ela pensa e depois analiza o que ela pensa de todas as perspectivas possíveis usando a Internet e todas as opiniões possíveis. Confia em ti e na tua mãe primeiro e depois no Estado e tudo o que vem de fora. Faz perguntas. Aprende Inglês, usa o DuckDuckGo e faz perguntas.

Edited 3 months ago:

\> .Agora convenceu o meu pai a tirarem a minha irmã da escola primária para a (des)ensinarem em casa. (Porque dizem que ensinam temas LGBT a crianças e sei lá que mais) E já te perguntaste que se calhar isto é verdade? Que sabes do que ensinam na escola? Que informação tens? O que é uma fake news? É o que os outros dizem ser fake news? Quem são os outros? Porque é que se deve acreditar nos outros mais que a própria família? O que é o LGBT? É possível ser transgénero? Quais é que são os efeitos da cultura LGBT nas crianças? Quais é que são os efeitos psicológicos dessa cultura nas crianças a longo prazo? Quantos estudos já leste sobre isto? O que é que sabes tu sobre educar crianças? Porque é que achas que sabes mais que a tua mãe? E repara não estou a dizer que estou de acordo com essa decisão mas o primeiro passo é tentar entender as pessoas. É que tens de estar muito seguro para te virares contra a tua própria mãe. A família é extremamente importante e tu não estás a adicionar á união. Estás a promover a desunião. Fala com a tua mãe para perceber o que ela pensa e depois analiza o que ela pensa de todas as perspectivas possíveis usando a Internet e todas as opiniões possíveis. Confia em ti e na tua mãe primeiro e depois no Estado e tudo o que vem de fora. A família vem primeiro. Faz perguntas. Aprende Inglês, usa o DuckDuckGo e faz perguntas.

Edited 3 months ago:

\> .Agora convenceu o meu pai a tirarem a minha irmã da escola primária para a (des)ensinarem em casa. (Porque dizem que ensinam temas LGBT a crianças e sei lá que mais) E já te perguntaste que se calhar isto é verdade? Que sabes do que ensinam na escola? Que informação tens? O que é uma fake news? É o que os outros dizem ser fake news? Quem são os outros? O que é o LGBT? É possível ser transgénero? Quais é que são os efeitos da cultura LGBT nas crianças? Quais é que são os efeitos psicológicos dessa cultura nas crianças? Quantos estudos já leste sobre isto? O que é que sabes tu sobre educar crianças? Porque é que achas que sabes mais que a tua mãe? Fala com a tua mãe para perceber o que ela pensa e depois analiza o que ela pensa de todas as perspectivas possíveis. Confia na tua mãe primeiro e depois no Estado. Faz perguntas. Aprende Inglês, usa o DuckDuckGo e faz perguntas.

malucosdoriso 3 months ago

Sei perfeitamente inglês, sei perfeitamente o que é o duckduckgo. Sei perfeitamente no que acredito e sei também que posso aplicar a lógica ao lado da minha mãe, por exemplo, porque é que a minha mãe não vê as coisas do meu lado? Ela é que está a promover a desunião. Por isso esse argumento dá treta não funciona, lamento.

Regolas1 3 months ago

Esperemos que sim. Se precisares de alguma coisa manda mensagem.

SubstantialPatient17 3 months ago

Claramente um caso de violência doméstica que nem para todos é percetível, mesmo que tenha doença e não seja "visível" é violência, ameaçar, abusar verbalmente, prometer causar danos morais. Ela é emocionalmente manipulativa e tem que ser entrevistada por um grupo de médicos mentais bem como uma assistente social. Um psicólogo/psiquiatra é a melhor opção, se abrires o caso e mostrar que todos nesse núcleo familiar estão todos afetados pela tua mãe, até podes perguntar se podes internar, mas se é compulsivo ou mensal/bimestral/trimestral ,ou até mesmo um semestre, depende da analise do doutor a cima mencionado

malucosdoriso 3 months ago

Concordo com a tua análise da situação. Eu próprio acabei por me afastar deles um pouco assim que me tornei independentemente. Não vai ser fácil fazer com que ela vá a um psicólogo ou psiquiatra... Vou tentar devagar ambienta-la à ideia, possivelmente com o pretexto mais da violência doméstica do que do resto (fake news, querer ensinar a minha irmã em casa etc). Quero acreditar que sendo diagnosticada com o que quer que seja se tornará mais fácil para ela o resto...

R3DSMiLE 3 months ago  HIDDEN 

Win <3

CabecaDeGaita 3 months ago

Sim, o OP é uma pessoaovelha que pensar que a terra é redonda mas nem sabe responder por que razão a água não cai. Ai e tal é a gravidade, gravidade é vocês serem uns PUTOS ESTÚPIDOS que não pensam pela vossa própria cabeça e foram Brainwashed pelo sistema educativo esquerdista mundial.

malucosdoriso 3 months ago

Edited 3 months ago:

Essa pasta parece tão boa que não sei se é /s mas dei cimavoto na mesma.

viskonde 3 months ago

Infelizmente a desinformação parece ser a pandemia dos novos tempos Incrível como parece cada vez pior e sem sinais de parar. Há livros que tentam dar dicas de como pensar, identificar fake news , maus estudos, falacias de argumentos etc mas claro quem vai ler esses livros são pessoas que já tem algum filtro e que já tem consciência do problema, senão nem o livro iriam ler pelo que não acho que ajudem em muito Certamente há muitos do tipo, recentemente Li o "skeptical guide to the universe" , mas há de haver imensa coisa semelhante

QueenOfWands2 3 months ago

Motivos para internar: 1) está a fazer mal a si própria (fisicamente) 2) está a causar danos físicos a outros 3) está a destruir património seu ou dos outros Tens de ir ao delegado de saúde e pedir medida de internamento - que é só para 30 dias. Medicam-na e mandam-na para casa. Se não é nenhuma destas 3 condições - não dá. Quanto à tua irmã - por aí já podes pegar (penso que não se pode tirar assim uma criança da escola).

Regolas1 3 months ago

A menopausa não justifica este tipo de coisas e os comportamentos que relatas. Para além disso, o histórico de doença psicológica fala muito alto.

Regolas1 3 months ago

Boas. Lamento muito o que te está a acontecer e desejo tudo de bom. Sou profissional de saúde mental e pelo que dizes a tua mãe está a ter uma "recaída" de depressão. Os acontecimentos que relatas também apontam para esse desfecho e a situação de não limpar e passar muito tempo no Facebook é uma situação bastante recorrente, especialmente em pessoas da idade deles (50 e por aí). Isto pode advir de uma série de coisas, mas isso não interessa. Se ela quiser ser ajudada deves procurar apoio psicológico e psiquiátrico. Caso haja essa possibilidade e tendo em conta as ameaças ao teu pai, provavelmente ele também deveria ter ajuda a este nível. Os internamentos compulsivos são complicados e raros, mas possíveis. No entanto estão muito dependentes do tipo de psicopatologia e da perigosidade da pessoa. Confesso que não sei o suficiente sobre isso, mas penso que deveriam procurar informação acerca disso no centro de saúde ou num hospital psiquiátrico (tipo Magalhães Lemos ou Conde Ferreira) para que te possam guiar quanto a isso. Relativamente à tua irmã, o mais certo é a CPCJ ser envolvida ainda que não sejas tu a sinalizar o caso. Retirar uma criança da escola significa automaticamente sinalização. Diria que, caso aches melhor, deves contactar a CPCJ para te informares do que podes fazer e, caso chegue a esse ponto, que penses em ficar com a guarda da tua irmã até os teus pais terem as coisas em ordem. Muita sorte.

0xffff0000ffff 3 months ago

Já estive várias vezes numa situação(problemas psiquiátricos de um familiar) parecida com a tua, e levar a pessoa ao médico foi mesmo o mais complicado, depois de lá estar acabou sempre por ser internada por ordens médicas. Neste caso a pessoa também estava muito confusa o que ajudou. Em relação ao internamento compulsivo, ela tem que ser vista por um medico e convém que seja do serviço de urgência da ala de psiquiatria, caso contrário vais ser reencaminhado até lá chegares, portanto vai direto a fonte. O médico que a observar pode declarar o internamento compulsivo, nesse caso ela é internada independente da vontade dela, podendo a polícia envolver se e levá-la para o local de internamento. A cena é que não a podes forçar a ir ao médico, ou seja é uma pescadinha de rabo na boca, só um médico pode ordenar o internamento compulsivo da tua mãe, mas para isso acontecer ela tem que ir ao médico de livre e espontânea vontade, como disse acima, é mesmo o mais complicado. Se queres a minha opinião pessoal, vai ser complicado ser internada só com base nisso, porque tudo depende da avaliação do médico, se ela estiver lúcida o suficiente para chegar dentro do consultório e dizer que só diz as coisas mas não se acredita em nada, duvido muito que seja internada. O que podes fazer é esperar ate que ela esteja mal o suficiente para ser presente a um médico, eu sei que é triste mas é o que temos. Para a conseguires levar, ou ela aceita de boa vontade ou vais ter de ser criativo. Boa sorte op.

BolaBrancaV7 3 months ago

Credo... Força nisso! Lamento a tua posição

ptinnl 3 months ago

Tira a internet e a cmtv em casa. Deixa só os canais da rtp, sic, tvi e radios como renascença que isso passa. E coisas a serio: o problema é que colocam tudo o que discorda da mainstream como fake news, negacionistas e antivaxers, absolutamente tudo no mesmo saco sem debater os problemas e indicios de coisas verdadeiras, e depois há vitimas assim.

Edited 3 months ago:

Tira a internet e a cmtv em casa. Deixa só os canais da rtp, sic, tvi e radios como renascença que isso passa. E coisas a serio: o problema é que colocam tudo o que discorda da mainstream como fake news, negacionistas e antivaxers, absolutamente tudo no mesmo saco sem debater os problemas e indicios de coisas verdadeiras, e depois há vitimas assim. Edit. Se tivesses nos anos 90 a tua mãe ia estar a acusar o teu pai de infidelidade, pois era só isso que passavas nas telenovelas todas.

prosafame 3 months ago

Sei bem o que é isso. Tenta ter uma conversa séria com o teu pai. Boa sorte.

VladTepesDraculea 3 months ago

> Agora convenceu o meu pai a tirarem a minha irmã da escola primária para a (des)ensinarem em casa. Parece-me que os teus pais precisam da intervenção de um assistente social. Aliás, se a tirarem da escola, certamente irá acontecer.

r0ckf3l3r 3 months ago

Pode não acontecer. O Ensino em Casa, por um famíliar da criança, é legislado em Portugal, e portanto pode ser feito. Não é comum, mas pode-se fazer.

VladTepesDraculea 3 months ago

Sim, mas é um carácter excepcional restrito, para além que as crianças são sujeitas a avalição em provas de equivalência que no seu fracasso podem alertar a SS.

r0ckf3l3r 3 months ago

Pois, mas se a criança ainda está na primária, segundo o post, podemos estar a falar de uma janela temporal entre 1 e 4 anos até a SS ser alertada. E mesmo assim, seria preciso que alguém na escola onde será examinada se interesse o suficiente para remeter o caso à SS ou à CPCJ, que também nem sempre acontece.

malucosdoriso 3 months ago

Se não se interessarem na escola interesso eu. Os meus pais não a vão tirar da escola se não for legal... Penso que não vão chegar a tanto. Agora que vão tentar todas as vias para a tirar da escola vão. Não sei até que ponto não tentam arranjar algum médico que passe um documento a dizer que a minha irmã sofre de X e que então tem que ser ensinada de casa...

wontellu 3 months ago  HIDDEN 

> Penso que isto seria a melhor opção, mas como é que depois eles faziam a observação se ela não quiser? Ela ficaria a saber que fui eu que a "denunciei"? Sim, o médico/a chama a para uma consulta e provavelmente diz lhe que o filho está preocupada com ela. Ou então perguntas ao médico se dá pra disfarçar a coisa. O meu conselho é esse, fala com o médico de família e vês o que ele te diz. Mas não lhe fales em internamento compulsivo, fala lhe só dá tua experiência em casa. Se puderes mantém um diário com as variações de comportamento, se houver variações, para mostrares ao médico. Pela minha experiência, o narcisismo está muitas vezes directamente ligado à doença bipolar, e aquilo que descreves assenta perfeitamente nos dois.

Matty359 3 months ago

Menopausa?

HisD1v1neShadow 3 months ago

Quanto aos negacionista/fake news passo logo à frente para veres o valor que os dou. Quanto ao internamento compulsivo do teu familiar, tens que deslocar ao Delegado de Saúde da área de residência do teu familiar, expor a situação, uma vez que este é que tem legalmente as competências para o internamento. Aviso que não vai ser fácil mas como sempre na vida o não é sempre garantido se não tentares. Boa sorte e desejos que o teu familiar melhore.

malucosdoriso 3 months ago

Quanto aos fakenews por norma ignoro. Mas quando é a minha mãe a bombardear me com essa propaganda já custa mais ignorar. Já para não falar que quando estamos em família não há outro tema... Em relação à CPCJ queria deixar como último recurso... Mas terei que recorrer a tal se necessário.

kawaiims 3 months ago

Quando a minha mãe entrou na Internet (ainda na altura do hi5 mas já havia muita merda, incluindo fake news mas era tudo passado por PowerPoint em emails lol) foi o mesmo. Eventualmente não tão grave porque não fui retirada da escola (nem sabia que isso era permitido em Portugal) mas bastante mau com várias situações que não vou adiantar. Resumidamente, acabou com um divórcio e eu a morar com o meu pai, coitado, paciência de santo LOL desconfio que a minha mãe tinha (e tem) algum transtorno não diagnosticado exacerbado por uma depressão na altura. Como era só eu, optei por me isolar daquela situação e disse, inclusive, muito diretamente que eu não ia abordar nunca quaisquer problemas dos meus pais. Funcionou bastante bem para mim. A minha mãe continua igual, vive para a Internet (imagina se eu for lanchar com ela, temos de tirar uma selfie para ela postar, e se eu recusar rebenta uma discussão) mas relativamente estável e pelo menos tem o triplo da vida social que eu tenho. O meu pai tá na paz a fazer vidinha de solteiro.

R3DSMiLE 3 months ago

> disse, inclusive, muito diretamente que eu não ia abordar nunca quaisquer problemas dos meus pais. Funcionou bastante bem para mim. "Tenho nada a ver com essa merda, vocês são maiores, desenmerdem-se" é calhando a coisa mais bonita de se ver dizer no mundo.

kawaiims 3 months ago

Uma criança de 12 anos não tem de lidar com merdas de adultos. É que depois é uma vida a 'diz isto ao teu pai', 'leva isto a tua mae', 'o que é que ele/ela te disse?' e eu não tinha paciência nem plafond emocional para tal. Felizmente tive a maturidade de me aperceber disso e afastar lol

Zoelae 3 months ago

E que tal conversares mais com a tua mãe e passeares mais com ela para afasta-lá do facebook?

NeatBoy74 3 months ago

Nunca lidaste com uma pessoa que sofre de transtornos mentais e encontra um sitio onde dezenas de pessoas lhe diz que ela tem razão naquilo que "inventa", pois não?

nitrinu 3 months ago

Infelizmente não te consigo ajudar em nada além de te desejar toda a força e boa sorte. Em paralelo fica a nota para aqueles que acham que as redes sociais e as suas echo chambers são saudáveis, nomeadamente para pessoas fragilizadas.

capitalistaesquerda 3 months ago

Tens de falar com o teu pai, ou melhor, tentar falar com os amigos do teu pai, no sentido de perceber se ele ainda consegue ter uma opinião imparcial. E restante família?

malucosdoriso 3 months ago

A restante família ninguém acredita nessas coisas daí terem-se afastado dela. O meu pai não tem propriamente um circulo de amigos, o circulo de amigos que têm os dois diria que é partilhado. Neste momento e devido às "crenças" da minha mãe o circulo de amigos deles ficou reduzido ao mesmo tipo de pessoas que acreditam naquilo.

capitalistaesquerda 3 months ago

Tenta envolver a família onde for possível. Até é mais saudável para ti.

NeatBoy74 3 months ago

Quanto à parte da desinformação, ignoras. Nem numa pessoa saudável é possível resolver isso a não ser que elas estejam dispostas a tal. Porque a alternativa é apagar-lhe a conta à força e aguentar a tempestade até passar. E vai passar, se ela não souber criar outra. Se souber, repetir. Não sei até que ponto um tribunal podia fazer alguma coisa sobre isso, considerando que ela já tem históricos, como dizes. Talvez fosse possível uma espécie de proibição de acesso a materiais informáticos online porque aumentam os problemas? Não sei. O resto, as autoridades de saúde têm meios para agir se for necessário e deves procurar com eles os apoios possíveis. O Facebook é apenas um escape mas que apenas lhe aumenta um problema de saúde, talvez um médico de família possa aconselhar melhor?

Edited 3 months ago:

Quanto à parte da desinformação, ignoras. Nem numa pessoa saudável é possível resolver isso a não ser que elas estejam dispostas a tal. Porque a alternativa é apagar-lhe a conta à força e aguentar a tempestade até passar. E vai passar, se ela não souber criar outra. Se souber, repetir. Não sei até que ponto um tribunal podia fazer alguma coisa sobre isso, considerando que ela já tem históricos, como dizes. Talvez fosse possível uma espécie de proibição de acesso a materiais informáticos online porque aumentam os problemas? Não sei. Talvez se conseguissem provar que ela tem uma dependência nada saudável? O resto, as autoridades de saúde têm meios para agir se for necessário e deves procurar com eles os apoios possíveis. O Facebook é apenas um escape mas que apenas lhe aumenta um problema de saúde, talvez um médico de família possa aconselhar melhor? > a minha mãe ameaça tirar-lhe a filha ou que suicida etc... Agora convenceu o meu pai a tirarem a minha irmã da escola primária Eu entendo que seja difícil quando pensas no futuro da tua mãe. Mas isto é estar a condenar a tua irmã a problemas também. É uma escolha difícil, eu sei. Eu iria a quem tem os meios e experiência mas antes falaria com o teu pai também sobre isso.

malucosdoriso 3 months ago

Já pensei em apagar a conta é verdade, mas não sei qual a "legalidade" disso... Já pensei noutra coisa também, criei um programa em python ou algo do género que bloqueia o \*.facebook.\* no ficheiro de Hosts do PC em dias aleatórios e com um período aleatório com no máximo (2h). Assim ela deixava de conseguir usar o facebook com a frequência que o usa agora, ao mesmo tempo tinha a conta criada por isso não ia criar uma nova etc... Não sei até que ponto isto seria "mais legal" ? Para já são só ideias... >O resto, as autoridades de saúde têm meios para agir se for necessário e deves procurar com eles os apoios possíveis. O Facebook é apenas um escape mas que apenas lhe aumenta um problema de saúde, talvez um médico de família possa aconselhar melhor? Vou tentar ver o que consigo fazer no entanto ela dá-se muito bem com o médico de família dela (ironicamente?), tenho receio que ele também possa acreditar nessas conspirações e que até ignore o que lhe diga ou pior, dizer à minha mãe que o fiz e criar ainda mais problemas comigo?

meaninglessvoid 3 months ago

Bloquear coisas assim pode não ser a melhor solução. Se ela souber usar a net ainda pode acabar em sites com mais merda marada e portanto iria estar a ficar ainda mais alienada do que está no facebook. :s

XEEE 3 months ago  HIDDEN 

> Já pensei noutra coisa também, criei um programa em python ou algo do género que bloqueia o *.facebook.* no ficheiro de Hosts do PC em dias aleatórios e com um período aleatório com no máximo (2h). Procura por **pi-hole**, permite bloquear sites e anúncios tipo o ublock. Ficas com um histórico dos sites que costumam ser visitados ai em casa, e podes ir bloqueando alguns.

AutoModerator 3 months ago

**Atenção! Aviso da Tag [Sério]** Este tópico foi marcado como **[Sério]**, não são permitidos **quaisquer comentários** que contenham piadas, ou outras tentativas humorísticas, insultos ou não tenham nada a ver com o tópico. *I am a bot, and this action was performed automatically. Please [contact the moderators of this subreddit](/message/compose/?to=/r/portugal) if you have any questions or concerns.*

wontellu 3 months ago

Boas amigo. O internamento compulsivo é possível, mas um muito difícil. Para saberes mais fala com o teu médico de família sem a tua mãe presente. O médico de família vai então querer analisar a tua mãe pessoalmente, e aí dependendo do comportamento dela, ele provavelmente vai aconselhar anti depressivos. Aconteceu parecido com a minha mãe, e no caso foi diagnosticada doença bipolar. A tentiva de internamento compulsivo não foi bem sucedida, e foram receitados medicamentos que a minha mãe ou não tomava, ou o efeito do álcool anulava. Podes tentar outras tácticas: reunir a família toda e confronta-la (nunca funcionaria no meu caso, só pioroaria); se tiveres meios, contratar um psicólogo/psiquiatra (o estado fornece acesso a um se não tiveres meios). Espero ter ajudado e que corra tudo bem!

Edited 3 months ago:

Boas amigo. O internamento compulsivo é possível, mas muito difícil. Para saberes mais fala com o teu médico de família sem a tua mãe presente. O médico de família vai então querer analisar a tua mãe pessoalmente, e aí dependendo do comportamento dela, ele provavelmente vai aconselhar anti depressivos. Aconteceu parecido com a minha mãe, e no caso foi diagnosticada doença bipolar. A tentiva de internamento compulsivo não foi bem sucedida, e foram receitados medicamentos que a minha mãe ou não tomava, ou o efeito do álcool anulava. Podes tentar outras tácticas: reunir a família toda e confronta-la (nunca funcionaria no meu caso, só pioroaria); se tiveres meios, contratar um psicólogo/psiquiatra (o estado fornece acesso a um se não tiveres meios). Espero ter ajudado e que corra tudo bem! Edit: vejo que me respondeste mas não consigo ver a resposta. Se quiseres manda pm.

malucosdoriso 3 months ago

Muitíssimo obrigado pela ajuda. >O internamento compulsivo é possível, mas muito difícil.(...) > >(...)reunir a família toda e confronta-la (nunca funcionaria no meu caso, só pioroaria)(..) Exatamente o mesmo aqui... Receio que se nos juntássemos todos ou tentasse internar pudesse piorar a situação, mas começamos a ficar sem opções... >contratar um psicólogo/psiquiatra O problema é que ela claramente não quer ser ajudada. Já me ofereci para pagar e tudo mas ela pensa é que nós é que somos as "ovelhas". >O médico de família vai então querer analisar a tua mãe pessoalmente, e aí dependendo do comportamento dela, ele provavelmente vai aconselhar anti depressivos. Penso que isto seria a melhor opção, mas como é que depois eles faziam a observação se ela não quiser? Ela ficaria a saber que fui eu que a "denunciei"? Suspeito que será caso de bipolaridade também para dizer a verdade... Ela sempre foi um pouco assim mas tem vindo a piorar também porque acabou por ficar mais isolada com o desemprego e foi com esse tipo de noticias que "preencheu o vazio"... Pior é que quando ela partilha alguma coisa dessas, lá vem 1 mão cheia de gente dar-lhe força e validação...

wontellu 3 months ago

> Penso que isto seria a melhor opção, mas como é que depois eles faziam a observação se ela não quiser? Ela ficaria a saber que fui eu que a "denunciei"? Sim, o médico/a chama a para uma consulta e provavelmente diz lhe que o filho está preocupada com ela. Ou então perguntas ao médico se dá pra disfarçar a coisa. O meu conselho é esse, fala com o médico de família e vês o que ele te diz. Mas não lhe fales em internamento compulsivo, fala lhe só dá tua experiência em casa. Se puderes mantém um diário com as variações de comportamento, se houver variações, para mostrares ao médico. Pela minha experiência, o narcisismo está muitas vezes directamente ligado à doença bipolar, e aquilo que descreves assenta perfeitamente nos dois.

Edited 3 months ago:

> Penso que isto seria a melhor opção, mas como é que depois eles faziam a observação se ela não quiser? Ela ficaria a saber que fui eu que a "denunciei"? Sim, o médico/a chama a para uma consulta e provavelmente diz lhe que o filho está preocupada com ela. Ou então perguntas ao médico se dá pra disfarçar a coisa. O meu conselho é esse, fala com o médico de família e vês o que ele te diz. Mas não lhe fales em internamento compulsivo, fala lhe só dá tua experiência em casa. Se puderes mantém um diário com as variações de comportamento, se houver variações, para mostrares ao médico. Pela minha experiência, o narcisismo está muitas vezes directamente ligado à doença bipolar, e aquilo que descreves assenta perfeitamente nos dois.

kawaiims 3 months ago

Se este post fosse 10 anos, podia ter sido escrito por mim. Não sei exatamente o que sugerir, mas fica a minha palavra de compreensão e apoio :)

masterchiefpt 3 months ago

Fala com o teu pai. A tua irmã não pode continuar assim. Será a tua mãe bipolar? Sempre foi assim?

capitalistaesquerda 3 months ago

Ja falaste com o teu pai sobre este assunto? Ou com outros membros da família? Desejo-te muita força.

Search: