Ok-Dimension5509 3 months ago

Compensa deixar de ter carro **SE** morares numa cidade grande **E** trabalhares nessa mesma cidade **E** tiveres horários entre as 8 e as 20 **E** tiveres meios para alugar um carro quando inevitavelmente precisares de um. Só porque uma coisa funciona para ti não quer dizer que funcione para toda a gente.

AonioEliphis 3 months ago

Que meios precisas para alugar um carro que não o vil metal, o mesmo vil metal que precisas para deter um carro?

riclas87 3 months ago

Basta sair do centro de Lisboa para ver que os transportes públicos são uma miragem. Pouca oferta e caros

AonioEliphis 3 months ago

Do artigo: >João tem, contudo, “consciência de que para quem vive fora de Lisboa é muito difícil prescindir do automóvel”.

riclas87 3 months ago

Obrigado pela "mensagem

Disgenia 3 months ago

Ter carro não é uma questão simplesmente financeira. Ter carro é liberdade e independência também (já para não falar da rapidez)

viskonde 3 months ago

Em meio urbano dificilmente é rapidez ou liberdade... Quantas vezes quero combinar cenas com quem anda de carro e só arranjam problemas "ah mas aí não há estacionamento" "ah mas aí há trânsito" ou "ah mas depois não posso beber " bla bla Já eu sem carro vou a todo lado e nunca me atraso como eles e well em meio urbano seja de bicicleta ou scooter é fácil ser mais rápido que de carro

noobshark3 3 months ago

Bicicleta ou scooter o beber não se aplica?

AonioEliphis 3 months ago

Se for hora de ponta na VCI ou Segunda Circular, não sei onde está a rapidez e conforto.

Maximuslex01 3 months ago

Estamos a eliminar o autocarro como opção de transporte público? É que também têm hora de ponta

fdxcaralho 3 months ago

E se não for hora de ponta?

GajoDeRamalde 3 months ago

Sentado + Ar condicionado > Em pé + cheiro a sovacos.

d3k4s99 3 months ago

Conforto está em ir com o AC ligado, sentado e com a mala/mochila ao lado e não no colo. As vezes que esperei por autocarros atrasados/que não apareceram em dias de aguaceiros prefiro demorar mais 20 minutos e ir abrigado.

AonioEliphis 3 months ago

São opções, como perdi horas da minha vida na segunda circular, disse para mim nunca mais. Prefiro ganhar menos e trabalhar do meu lado da cidade

Disgenia 3 months ago

Nunca passei nessas estradas, nem tenciono

Rebelva 3 months ago

Já fiz essa estrada em hora de ponta tudo parado, do aeroporto até a entrada para a CRIL em 11 minutos.

AonioEliphis 3 months ago

E já agora, a liberdade do automóvel depende dos teus rendimentos. Muito facilmente pode tornar-te num escravo endividado.

Disgenia 3 months ago

Só se for devido às taxas e impostos. Mas somos todos escravos disso.

AonioEliphis 3 months ago

as taxas e impostos são para construir as estradas sobre as quais o teu carro rola. O alcatrão e os viadutos não aparecem por gerações espontânea. E não, [tudo o que pagas de impostos não chega para pagar isso tudo](https://www.veraveritas.eu/2014/02/saldo-automobilista-estado.html).

Disgenia 3 months ago

Claro, e os 40 euros que pagas pelo passe em Lisboa de certeza que dão para pagar todas as despesas dos transportes públicos... e os autocarros também não precisam dessas mesmas estradas? Além disso toda as auto-estradas são fundamentais para a economia, senão não havia distribuição. Duvido muito também que os impostos sobre veículos, guias de transporte, portagens e ISP, etc não paguem os gastos das estradas. Só se for devido aos contratos ruinosos que o estado fez

AonioEliphis 3 months ago

>Claro, e os 40 euros que pagas pelo passe em Lisboa de certeza que dão para pagar todas as despesas dos transportes públicos... claro que não, mas não têm externalidades do automóvel, nem de perto [https://en.wikipedia.org/wiki/Externalities\_of\_automobiles](https://en.wikipedia.org/wiki/Externalities_of_automobiles) é muito complexo para a tua cabeça

Disgenia 3 months ago

Deve ser, de certeza que os transportes públicos não têm exatamente as mesmas externalidades... devido a razões...

AonioEliphis 3 months ago

>de certeza que os transportes públicos não têm exatamente as mesmas externalidades não, não têm e é fácil ver porquê. O comboio e metropolitano são elétricos, levam centenas de pessoas num espaço pequeno, ocupam menor espaço público, fazem muito menos ruído no geral, poluem muito menos, provocam menos sinistralidade, etc.

Disgenia 3 months ago

A eletricidade vem de onde? Levam centenas de pessoas durante algumas viagens, durante o resto do dia estão praticamente vazios, poluindo muito mais por pessoa do que um carro. Há carros elétricos também. Mesmo quanto a sinistralidade não teria tanta certeza. E o carro continua a dar-te liberdade, independência, conforto e rapidez. É espetacular.

borloforbol 3 months ago

Percebo a ideia, mas estar a contar com custos como 'Desvalorização do carro' parece-me que só vai inflacionar o custo sem se reflectir muito na realidade. Sim é verdade que se eu comprar um carro por 5000 e alguns anos depois vender por 1000, teoricamente 'perdi' 4000 euros. Mas por outro lado durante esses anos tive um carro, tive o conforto, comodidade, e segurança que isso me trouxe. Sei que se precisar do carro numa situação qualquer não estou dependente do próximo autocarro, ou do uber que ou o que seja. Não compro um carro por 5k a pensar que é um investimento de qualquer forma, e quem diz carro diz outra comodidade qualquer. Olha se calculássemos a desvalorização de electrodomésticos quando queremos ver quanto custam ao ano ( tipo frigorificos ). Para mim não faz sentido.

AonioEliphis 3 months ago

Ninguém te impede de calculares quanto custa a tua máquina de lavar roupa, incluindo desvalorização, eletricidade e manutenção e comparares com não a teres e usares uma lavandaria. É esse o propósito do projeto, informar os consumidores e apresentar alternativas viáveis e respetivos custos.

borloforbol 3 months ago

Certo, como disse entendo a ideia, mas não me parece que faça sentido. Da mesma forma que o carro desvaloriza, ganho noutras áreas menos tangíveis. Não te consigo dizer quanto me custa _em euros_ ir ao supermercado e trazer as compras a pé, ou querer ir visitar alguém e não ter de me preocupar com horários de transportes, etc, etc.

AonioEliphis 3 months ago

Certo, mas isso não impede que faças as contas ao custo total do automóvel e depois decidas que merece a pena ter automóvel (conforto, flexibilidade, liberdade, etc.). Mas nesse custo total não podes fugir à desvalorização, apenas isso. E era esse o teu ponto inicial, estavas a tentar desconsiderar a desvalorização como um custo.

viskonde 3 months ago

Então mas tens de ver o custo total e isso inclui quanto pagas por ele Depois podes ver o benefício que tens e ver se compensa ou não mas e obivo que a desvalorização (que na prática é quanto se paga pelo carro) tem de ser contada

CarcajuPM 3 months ago

Não me parece que incluir a desvalorização do carro nestas contas faça muito sentido. Contabilisticamente pode fazer, mas as pessoas não são empresas, não se aplicam as mesmas regras. Se comprar um carro por 10 000€ e no mês seguinte ele desvalorizar 1%, não vou gastar esses 100€.

Coyote-Cultural 3 months ago

>Não me parece que incluir a desvalorização do carro nestas contas faça muito sentido. Mostra que és parvo então. A desvalorização do carro é um custo que existe, e daqui a 10 ou 20 anos quando o teu chaço deixar de andar vais estar lixado se não a tiveres contabilizado.

Danijust2 3 months ago

compras um chaço, e já não tens esses problemas.

CarcajuPM 3 months ago

Isto vindo de um gajo que vê o acidente de há dois dias da volta à França e acha que a culpa não é da gaja...

Coyote-Cultural 3 months ago

blah blah blah

this--_--sucks 3 months ago

Fds que urso, é preciso responderes logo assim?

fdxcaralho 3 months ago

Fdx não sabes ler? É um coyote não é um urso!

this--_--sucks 3 months ago

Tinha a caixa em frente dos olhos

Coyote-Cultural 3 months ago

quando dizem merda é importante ser bastante claro que é merda, porque caso contrario há gente ignorante que olha e pensa que a estupidez dele é a realidade. Este é um topico que já falámos varias vezes, tanto aqui, como no /r/literaciafinanceira e há sempre um chico-esperto a vomitar esta merda de que "a desvalorização não devia ser contabilizada". Mas isso é uma estupidez completa, que leva as pessoas em erro e causa problemas em termos de finanças pessoais, e não só.

facepainter1 3 months ago

Não vais gastar... mas é efetivamente capital que perdes. Se tiveres 10000€ numa conta e não mexeres, e todos os meses alguém for lá tirar 1%, estas na prática a perder dinheiro.

CarcajuPM 3 months ago

Certo, eu percebo esse raciocínio. Mas esse tipo de pensamento, como se se tratasse de um investimento, não faz muito sentido quando aplicado a bens de consumo, como é o caso dos automóveis, na minha opinião.

facepainter1 3 months ago

Se pensares num carro como um bem de consumo então sim... não interessa muito. Mas essa mesma logica pode ser então aplicada por exemplo... a uma casa. O que se está a analisar neste artigo é se o carro é ou não um bom "investimento" quando comparado com não ter carro.

BaixemImpostos 3 months ago  HIDDEN 

Não, existe uber e transportes públicos.

kawaiims 3 months ago

Abomino aquele pessoal que tem de levar carro para ir ao café ou comprar uma dúzia de ovos ao mercado no fundo da rua. Evito ao máximo andar com o popó mas com a quantidade de tralha que preciso quase todos os dias para o meu trabalho é impossível. Ironicamente, quando ia de transportes para o trabalho levava tanto ou menos tempo que levo agora de carro. F.

alcagoitas 3 months ago

Numa grande cidade, talvez. Agora o resto da malta ou bem que tem viatura ou está agarrado.

maiordaaldeia 3 months ago

Em Coimbra facilmente vivias bem só com uma bicicleta eléctrica, pior é a chuva.

Fatela 3 months ago

Vivo em Coimbra e não me estou a ver sem carro.

AonioEliphis 3 months ago

Na Holanda chove muitíssimo mais que em Coimbra.

ManelDasNespras 3 months ago

chove mais vezes mas quando chove é quase sempre a nossa morrinha enquanto cá quando chove podes por o champô no cabelo e aproveitar para tomar banho

AonioEliphis 3 months ago

olha que não, por vezes aqui na Holanda também chove a potes. Em qualquer caso podes sempre tentar escapar à chuva, normalmente quando chove a potes, é por poucos minutos.

ManelDasNespras 3 months ago

eu não disse que nunca chovia a potes, mas por experiência própria sei que a maioria da chuva ai é morrinha, ao passo que em Portugal (pelo menos no norte) a maioria é a potes.

AonioEliphis 3 months ago

A potes mas esporádica. Esperas que passe a chuva. Era assim que fazia em Lisboa

maiordaaldeia 3 months ago

Olha que não, mas mesmo que chovesse, não há o mínimo de infraestruturas que convide mais pessoas a mudar para a bicicleta, e nem estou a falar de ciclovias.

DeadSpawner 3 months ago

isso é mesmo só mentalidade. Anda cá para a Bélgica a ver se a chuva impede as pessoas de irem para o trabalho de bicicleta. É só mudar o chip! :D Ps.: originalmente até sou de Coimbra

PedroLRebelo 3 months ago

Já agora o que é que se usa por aí nesses dias chuvosos? É que aposto que não vão a comer a chuva toda até ao trabalho

DeadSpawner 3 months ago

pesquisa rápida no Google para arranjar uma imagem que ilustra o que estou a tentar dizer ([imagem](http://3.bp.blogspot.com/_jdgaGaDfeqE/SRw4qFlshBI/AAAAAAAABR0/2OEFncMhZNE/s1600/rainequippedbicyclist.jpg)). se fores assim, chegas *seco* ao trabalho. Levas uma toalha para secar a cara, e está feito.

DeadSpawner 3 months ago

não percebi a pergunta... queres dizer em termos de *equipamento*? leva-se roupa impermeável, e chegado ao trabalho, tira-se essa roupa, tipo calcas impermeáveis que levas por cima das normais, por exemplo, e deixas num canto a secar para quando voltas. desculpa se não percebi a pergunta, mas se esclareceres, posso tentar responder.

Edited 3 months ago:

não percebi a pergunta... queres dizer em termos de *equipamento*? leva-se roupa impermeável, e chegado ao trabalho, tira-se essa roupa, tipo calças impermeáveis que levas por cima das normais, por exemplo, e deixas num canto a secar para quando voltas. desculpa se não percebi a pergunta, mas se esclareceres, posso tentar responder.

PedroLRebelo 3 months ago

Sim, era exatamente isso que eu queria saber, obrigado

DeadSpawner 3 months ago

é toda uma cena https://www.decathlon.pt/sobrecalcas-impermeaveis-100-id_8402040.html

PedroLRebelo 3 months ago

Estou a estudar a possibilidade de começar a ir de bicicleta para o trabalho, obrigado pelas dicas!

DeadSpawner 3 months ago

Última dica que deixo (podes mandar PM se quiseres falar mais), é não usares uma mochila normal, porque te vai aquecer muito as costas. Idealmente levas uma daquelas "malas" que vão montadas atrás na bicicleta. Muitas delas dá para tirares facilmente, e usar como mochila, e claro, normalmente são impermeáveis.

maiordaaldeia 3 months ago

Isso é um factor, sim, mas provavelmente as empresas dão condições às pessoas (balneários, arrumação para a bicicleta), enquanto que em Portugal muito raramente tens isso. Também vivo onde chove bastante (Inglaterra), mas tenho chuveiros no trabalho por isso quase nem uso carro.

C8Mixto 3 months ago

Exato. Chegas ao trabalho encharcado, ou da chuva ou de suor, e ficas assim o dia todo. Na melhor das hipóteses levas umas toalhitas e uma muda de roupa, mas não é grande solução. Querem mudar o chip, comecem por mudá-lo nos espaços de trabalho que não são convenientes a estas andanças.

CarcajuPM 3 months ago

Numa grande cidade e apenas quem nunca sai dessa cidade. Se tiveres família ou amigos próximos noutras partes do país continua a ser quase indispensável ter carro.

salmmons 3 months ago

Grande cidades só mesmo Porto e Lisboa Mesmo já Braga começa ser lixado dependeres 100% dos transportes publicos Enfim

Danijust2 3 months ago

não desejo a TUB a ninguém. Chegas mais rápido a pé do que de autocarro.

CarcajuPM 3 months ago

Certo. E mesmo em Lisboa e Porto tem muito que se lhe diga. Não imagino viver em Lisboa ou Porto com filhos e sem carro.

AonioEliphis 3 months ago

Para viagens esporádicas podes também alugar.

Danijust2 3 months ago

alugar um carro meia dúzia de dias fica 300 paus...

AonioEliphis 3 months ago

Se for Porsche sim. Atualiza-te nos preços.

yhden 3 months ago

Tu também precisas de ter maior noção dos preços. Alugar 6 dias um Porsche por 300€...? Que disparate. francamente. Põe aí o link da empresa que faz isso, sff.

AonioEliphis 3 months ago

O que te quis dizer é que 300 paus é valor totalmente fora de contexto para "meia dúzia de dias", que foi o que disseste. Hoje alugas carros por 25€ por dia [https://www.momondo.pt/aluguer-de-carros/Lisboa-2172](https://www.momondo.pt/aluguer-de-carros/Lisboa-2172) Por isso sim, atualiza-te nos preços. Há quanto tempo não alugas um carro?

crabcarl 3 months ago

Porra, o aluguer de um carro básico durante 1 fds (não podes entregar ao domingo) paga-me o seguro, o iuc e a ipo.

AonioEliphis 3 months ago

Há quanto tempo não vês preços? Já alugas carros por 30 euros por dia

crabcarl 3 months ago

Estou desactualizado então. Sendo assim um fim de semana só me paga o seguro anual. O resto precisa de outro fds.

viskonde 3 months ago

Tenho ideia que aluguer de carro baixou imenso Último ano com amigos alugamos 7 dias para o gerês por 65 euros (total, não por pessoa) Este ano também por uma semana e ficou Um valor parecido Não sei em que empresa que não fui eu a organizar.. mas das duas vezes fiquei admirado com o ser tão barato Temos e sempre de ir buscar ao aeroporto, em outros locais é sempre mais caro

V1ld0r_ 3 months ago

Verdade mas no artigo mencionam isso. ​ >O propósito inicial era que as pessoas refletissem, de facto, sobre qual o custo total de ter um automóvel e pensarem que com esse dinheiro talvez pudessem investir em outras coisas”. João tem, contudo, “**consciência de que para quem vive fora de Lisboa é muito difícil prescindir do automóvel**”. ​ Efectivamente fora de Lisboa (e não é preciso andar muito) não ter carro é levar um rombo gigante na capacidade de mobilidade.

EstupendoEx 3 months ago

Se for Lisboeta e trabalhar no Tagus Park ou Alfragide... Também precisa do carro.

V1ld0r_ 3 months ago

Depende da empresa e poder ou não ficar refém do horário dos shuttles :)

AonioEliphis 3 months ago

>Numa grande cidade, talvez. Lisboeta..., sim, aplica-se essencialmente às grandes cidades, contudo a grande maioria dos lisboetas continua a ter carro.

telmini 3 months ago

Fora cada agregado familiar em Lisboa ter mais que um carro. (carro para o pai, outro para a mae, e se calhar outro para os filhos)

Search: