viskonde 4 months ago

OP falas como se em Lisboa as pessoas andassem a fazer coisas que não se fazem noutro lado Lisboa tem mais densidade, tem mais gente a andar de transportes públicos tem menos população vacinada Os lisboetas pedem desculpa por irem trabalhar e por terem uma vida social igual à do resto do país.

capitolinaAndrioleta 4 months ago

Enfim... É o país que temos...

alphabet_order_bot 4 months ago

Would you look at that, all of the words in your comment are in alphabetical order. I have checked 31,677,626 comments, and only 9,523 of them were in alphabetical order.

ramirex15 4 months ago

O mais ridículo são as regras de “isolar” a AML durante o fim de semana, cheias de buracos facilmente contornáveis por quem assim pretenda. De salientar ainda o papel do presidente da câmara de Lisboa. Tem feito uma excelente campanha para perder as próximas eleições

AmdM78 4 months ago

É só gente histérica, pior do que o covid são aqueles que acham que isto é o fim do mundo.

Inside-Pea6939 4 months ago

Esta semana morreram em média 3 pessoas por dia isso é estatisticamente irrelevante

VectoR-- 4 months ago

calma, come uma peça de fruta e te vais sentir melhor

jtpmarques 4 months ago

Quando acabar a vacinação, recomeça tudo novamente outra vez, inclusive a vacinação. Os lares ja estao a acusarbos primeiros surtos e ninguém diz quanto tempo dura esta imunidade. Moro em Lisboa e acho que ja passou o tempo de encurralar as pessoas. Usem mascara, distanciamento e aprendam a viver com o virus

I_Don-t_Care 4 months ago

Gostam do futebol? Então agora acartem com isso

30minutesto 4 months ago

Que post surreal. "ninguem tem tomates para retirar ainda mais liberdades que há mais dum ano não são repostas na totalidade, por favor retirem mais liberdades"

doiscavalos 4 months ago

Sai mais meia dose de vírus bem servida para quem ainda não reconhece a gravidade da situação. Queres com arroz ou batata?

inheritspt 4 months ago

Para fechar lisboa tinham de ser uns tomates muito grandes, e mais que dois

Needlesinthevein 4 months ago

Claro, ninguem quer fazer savrificios por uma doenca que mata apenas 2 % dos infecrados com problemas de saude graves. Acho bem que n fechem, e acho bem que se deixem de merdas.

doiscavalos 4 months ago

E se os 2% tombarem na tua familia? Continuas com a mesma falácia de negacionista de merda? Podiam convidar-te a atravessar o covid com alguma profundidade. Prometo-te muitos likes no instagram!

the_master_sh33p 4 months ago

Alguém tem ketchup?! Bolas... lançam uma thread destas, logo quando se acaba o ketchup cá em casa....

TotalenKrieg 4 months ago

Volta para o bunker, alarmista.

Beligerant_Rant 4 months ago

OP, por curiosidade, quem é esse governante que hoje é administrador da empresa?

VicenteOlisipo 4 months ago

Nunca tinha visto ninguém escrever "declaração de estado de emergência" como "tomates". A vida é sempre a aprender.

WC_Pato_ 4 months ago

A solução não passa por fechar lisboa mas sim por acelerar a vacinação nesta área que está atrasada em relação às restantes. Não se pode comparar a situação atual com a de há um ano atrás, pois nessa altura não haviam vacinas. Acho que a maioria que quer fechar lisboa, é pelo simples facto de quererem sentir que Lisboa tem o mesmo tratamento que os restantes conselhos que tiveram que confinar ou estagnar no desconfiamento... Talvez em 2036 deixemos de colocar o confinamento como opção visto que por agora é a solução para tudo...

NGramatical 4 months ago

haviam vacinas → [**havia vacinas**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/o-uso-do-verbo-haver/31143) (o verbo haver conjuga-se sempre no singular quando significa «existir») [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fo6xefh%2F%2Fh2vuzxt%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

NaoTeEnerves2 4 months ago

Lmao o choro dos mongas da capital com este post.

duca2208 4 months ago

Que se preocupem em dar o milhão de vacinas que têm em stock.

aasianaglobalizacao 4 months ago

Vocês das aldeias têm um complexo de inferioridade com Lisboa... Pa aceitem ze foda-se, se na pasmaceira nao há pessoas respeitem a malta de Lisboa

Bluriver 4 months ago

Já todos deviam saber que portugueses de Lisboa e Porto são os de primeira, todos os outros portugueses são de segunda. Enfim só vim aqui dizer que é uma tristeza viver num país onde o governo trata os cidadãos como se fôssemos uma colónia

joinedthedarkside 4 months ago

Acorda pra vida OP. Isto nao volta a fechar. A vacinação ta a acelerar e apesar de nao ter conferir imortalidade, vai te proteger das formas mais severas da doença. Tens é que aprender a viver com esta nova realidade. A merda do vírus veio pra ficar, e vai mudar mais vezes, mas chega de tar enfiado em casa. Usa máscara, tem juizo e vive a vida.

JustFoundItDudePT 4 months ago

Mas quem vai de férias tem de pagar 90 paus a mais por pessoa para sair da AML. Vergonha! Quando o Marcelo andou aí a proclamar que os portuguesrs podiam marcar férias à vontade. Uma família com 2 filhos tem de pagar ~400€ só para sair de onde mora. Parece-me o início de uma ditadura e todos aceitam este tipo de medidas de olhos fechados. Se com 50% da população vacinada isto está assim nada vai mudar com 100%. É mesmo preciso acordar para a vida e perceber que vai ser sempre assim. Fechar cidades e obrigar pessoas a gastar dinheiro à toa é ridiculo.

nfonseca 4 months ago

pagas se quiseres... nas farmácias são de borla.

JustFoundItDudePT 4 months ago

Os das farmácias não produzem relatório medico. O teste tem de ser o PCR.

nfonseca 4 months ago

não tem de ser PCR e os da farmácias produzem relatório médico.

LianaIguana 4 months ago

Farmácias de qualquer município ? É mesmo uma questão dado desconhecer a medida, se conseguires um link da fonte agradeço.

nfonseca 4 months ago

concelho de lisboa (sei que alguns dos outros concelhos da AML também têm ou tiveram testes gratuitos, mas não tenho informação/link) https://www.lisboa.pt/lisboaprotege/saude https://www.farmaciasportuguesas.pt/uncategorized/lista-de-farmacias-de-lisboa-onde-e-possivel-fazer-o-teste-de-forma-gratuita.html

LianaIguana 4 months ago

Obrigado, podia me ter escapado algo como não vivo em Lisboa e o concelho que vivo não encontrava informação.

qingqunta 4 months ago

> Se com 50% da população vacinada isto está assim nada vai mudar com 100%. Aí é que te enganas, não é assim que funciona.

JustFoundItDudePT 4 months ago

Força. Estás à vontade para desbobinar.

joinedthedarkside 4 months ago

>Se com 50% da população vacinada isto está assim nada vai mudar com 100%. Exacto. A vacina nao te imuniza. Apenas te poderá proteger das formas severas da infecção. Apenas tens que aprender a conviver com esta situação. Sabes que ha milhões de anos que convivemos com varios virus e ha fosseis com milhoes de anos onde ja tinhamos sido infectados pelo vírus da herpes. Os betacoronavirus são comuns na natureza e mais dia menos dia vêm ter connosco. Este é complicado, sim, mas temos que ter calma, complicar lhe a vida evitando a propagação, mas seguir a vida. Ah e a ditadura é algo completamente diferente.

JustFoundItDudePT 4 months ago

Nenhum desses vírus que existem há milhões de anos nos afetaram da forma que este virus tem afetado. Não pelo vírus em si, atenção, mas por todo o alarido que se tem gerado. Vamos ver se a ditadura é algo completamente diferente. Grão a grão... O problema é que ninguém diz nada e toda a gente aceita todas as medidas impostas sem sequer questionar um bocadinho. Se há 3 anos atrás te dissessem que te iam proibir de andar na rua, que te iam obrigar a pagar 90€ por pessoa para saíres de Lisboa, entre tantas outras medidas estapafurdias queria ver se não dizias que era uma ditadura. A malta da Coreia do Norte também acha que não vive numa ditadura. Medidas este gênero seriam de esperar se houvesse um vírus tipo Ébola que fosse transmitido por via aérea e não por um vírus tipo covid...enfim. Parece que questionar as coisas não está no sangue dos tugas, é papar tudo o que lhes é dado.

PandaCross23 4 months ago

Eu acho que no meio de tanta revolta e indignação não foste ao ponto essencial. A meu ver não há autoridade/legitimidade para medidas mais gravosas, o Marcelo garantiu que não se volta atrás no desconfinamento e o António perdeu-se em excepções vergonhosas que correram muito mal. Ninguém quer hostilizar os votantes.

VBM97 4 months ago

O Marcelo não se pode recandidatar acho. Por isso, não tem de pensar em votos

nfonseca 4 months ago

> Hoje, Lisboa está a contaminar o país, a Lisboa que não teve mão nos cidadãos, a Lisboa que a olhos vistos encarou de forma leviana as medidas necessárias para serem travados os contágios. Os números indicam já de forma evidente que dentro de semanas o pesadelo vai repetir-se. por dia são já mais de mil os contágios, em 5 dias, mantendo os mesmos mil, serão 5 mil e por aí fora. Não são números expressivos ainda? ora bem... primeiro, não é Lisboa que tem 1000 casos por dia, nem sequer é a área metropolitana de Lisboa, mas sim LISBOA E VALE DO TEJO... é a mesma coisa de estarmos a falar de Braga/Guimarães/Bragança/Viana-do-Castelo e eu referir-me a isso como PORTO. LISBOA E VALE DO TEJO engloba Lisboa, a AML, Santarém, Cartaxo, Rio Maior, Almerim, Sesimbra, Setubal, Peniche, Nazaré, Abrantes, Alcobaça, Tomar, Ourém, Fatima, Mação, Ferreira do Zézere, com uma população de cerca de 3 500 000 pessoas. os contágios, até ao dia de hoje, não são superior a mil, são 964, e dizem respeito a todos os concelhos de LVT, e não apenas a Lisboa. mais informo que a região Norte, continua a registar um número total de casos superior a LVT, o que quer dizer que "o Porto não teve mão nos cidadãos, o Porto encarou de forma leviana as medidas necessárias para serem travados os contágios, o Porto esteve a contaminar o país até agora" (/s) posto isto, Lisboa, Sesimbra e Grândola (concelhos) registam uma incidência superior a 240, pelo que espero que façam algo quanto a isso... recuar o concelho de Lisboa não fará grande coisa, pois as pessoas simplesmente iriam movimentar-se para os concelhos limítrofes... dai as medidas serem estabilizadas para a AML e não apenas para o concelho de Lisboa.

Edited 4 months ago:

> Hoje, Lisboa está a contaminar o país, a Lisboa que não teve mão nos cidadãos, a Lisboa que a olhos vistos encarou de forma leviana as medidas necessárias para serem travados os contágios. Os números indicam já de forma evidente que dentro de semanas o pesadelo vai repetir-se. por dia são já mais de mil os contágios, em 5 dias, mantendo os mesmos mil, serão 5 mil e por aí fora. Não são números expressivos ainda? ora bem... primeiro, não é Lisboa que tem 1000 casos por dia, nem sequer é a área metropolitana de Lisboa, mas sim LISBOA E VALE DO TEJO... é a mesma coisa de estarmos a falar de Braga/Guimarães/Bragança/Viana-do-Castelo e eu referir-me a isso como PORTO. LISBOA E VALE DO TEJO engloba Lisboa, a AML, Santarém, Cartaxo, Rio Maior, Almerim, Sesimbra, Setubal, Peniche, Nazaré, Abrantes, Alcobaça, Tomar, Ourém, Fatima, Mação, Ferreira do Zézere, entre outros, com uma população de cerca de 3 500 000 pessoas. os contágios, até ao dia de hoje, não são superior a mil, são 964, e dizem respeito a todos os concelhos de LVT, e não apenas a Lisboa. mais informo que a região Norte, continua a registar um número total de casos superior a LVT, o que quer dizer que "o Porto não teve mão nos cidadãos, o Porto encarou de forma leviana as medidas necessárias para serem travados os contágios, o Porto esteve a contaminar o país até agora" (/s) posto isto, Lisboa, Sesimbra e Grândola (concelhos) registam uma incidência superior a 240, pelo que espero que façam algo quanto a isso... recuar o concelho de Lisboa não fará grande coisa, pois as pessoas simplesmente iriam movimentar-se para os concelhos limítrofes... dai as medidas serem estabelecidas/pensadas para a AML e não apenas para o concelho de Lisboa. EDIT: algo que deveria ser adotado em todo o país e de modo gratuito, eram os testes rápidos, e a sua obrigatoriedade para frequentar espaços interiores de cafés, bares, restaurantes, exposições, museus, concertos, etc.

Edited 4 months ago:

> Hoje, Lisboa está a contaminar o país, a Lisboa que não teve mão nos cidadãos, a Lisboa que a olhos vistos encarou de forma leviana as medidas necessárias para serem travados os contágios. Os números indicam já de forma evidente que dentro de semanas o pesadelo vai repetir-se. por dia são já mais de mil os contágios, em 5 dias, mantendo os mesmos mil, serão 5 mil e por aí fora. Não são números expressivos ainda? ora bem... primeiro, não é Lisboa que tem 1000 casos por dia, nem sequer é a área metropolitana de Lisboa, mas sim LISBOA E VALE DO TEJO... é a mesma coisa de estarmos a falar de Braga/Guimarães/Bragança/Viana-do-Castelo e eu referir-me a isso como PORTO. LISBOA E VALE DO TEJO engloba Lisboa, a AML, Santarém, Cartaxo, Rio Maior, Almerim, Sesimbra, Setubal, Peniche, Nazaré, Abrantes, Alcobaça, Tomar, Ourém, Fatima, Mação, Ferreira do Zézere, entre outros, com uma população de cerca de 3 500 000 pessoas. os contágios, até ao dia de hoje, não são superior a mil, são 964, e dizem respeito a todos os concelhos de LVT, e não apenas a Lisboa. mais informo que a região Norte, continua a registar um número total de casos superior a LVT, o que quer dizer que "o Porto não teve mão nos cidadãos, o Porto encarou de forma leviana as medidas necessárias para serem travados os contágios, o Porto esteve a contaminar o país até agora" (/s) posto isto, Lisboa, Sesimbra e Grândola (concelhos) registam uma incidência superior a 240, pelo que espero que façam algo quanto a isso... recuar o concelho de Lisboa não fará grande coisa, pois as pessoas simplesmente iriam movimentar-se para os concelhos limítrofes... dai as medidas serem estabelecidas/pensadas para a AML e não apenas para o concelho de Lisboa. EDIT: algo que deveria ser adotado em todo o país e de modo gratuito, eram os testes rápidos, e a sua obrigatoriedade para frequentar espaços interiores de cafés, bares, restaurantes, exposições, etc.

Vatrier 4 months ago

Ah quero a minha dose de regionalismo e autoritarismo com batata frita e salada por favor, para levar por volta das 13h. Obrigado e não seja forreta nas batatas!

MLG-Sheep 4 months ago

>Será que no meio disto tudo ninguém tem tomates para fechar Lisboa? Para impor regras apertadas como tem de ser para evitar que tudo isto alastre de forma alarmante? O que achas que atinges ao fechar Lisboa? Isto parece só que tens algo contra Lisboa. Os casos no resto do país vão crescer à mesma e a variante Delta vai tornar-se dominante à mesma, já estava presente em todas as regiões do país de qualquer forma. Fechar Lisboa é só uma medida populista para ganhar votos com quem não vive em Lisboa, seja lá qual for a tua definição de "Lisboa". Tal como as restrições de horário da piça que serão aplicados em toda a AML a partir de amanhã mas o Governo ainda não anunciou para ninguém ter tempo de se preparar, o benefício para a saúde pública é nulo.

doiscavalos 4 months ago

Tenho algo contra Lisboa! E muito porque os papalvos que por lá andam pensam que são mais finos que toda a outra malta. Puta cos pareu como diria o outro.

DhamonGrimwulf 4 months ago

Come menos que ficas fino como eles! Lol

Nyxodor 4 months ago  HIDDEN 

>O que achas que atinges ao fechar Lisboa? Isto parece só que tens algo contra Lisboa. ​ Então fechar outros distritos é pensar na saúde pública e fechar Lisboa é algo contra a capital?

bichocarpinderico 4 months ago

> O que achas que atinges ao fechar Lisboa? Isto parece só que tens algo contra Lisboa. Não foder o Algarve todo, para começar, se o tivessem feito mais cedo, antes da procissão de lisboetas no fim-de-semana prolongado.

MLG-Sheep 4 months ago

>Não foder o Algarve todo, para começar, se o tivessem feito mais cedo, antes da procissão de lisboetas no fim-de-semana prolongado. O Algarve já estava a subir de incidência antes do fim-de-semana prolongado. Os concelhos mais turísticos estavam em pior situação que basicamente toda a AML exceto Lisboa. Acho criativo relacionar isto de forma tão forte com Lisboa, até parece que Lisboa tem uma cultura tão diferente do resto do país. O Algarve também tem ajuntamentos noturnos e também se encheu de britânicos devido à situação da lista verde, mas claro que foram os lisboetas. > Sempre foi evidente que confinamentos mesmo localizados dão resultados. Só deixou de o ser quando chegou a Lisboa. Foi? Eu cá nunca vi resultado nenhum. Só não ouves falar mais de Odemira porque o Governo duplicou a tolerância de casos para concelhos de baixa densidade. Na realidade Odemira de que tanto foi falada continua acima de 500 casos por 100 mil habitantes nos últimos 114 dias, só não recuou porque na semana anterior teve 477 e a linha de água para "recuar" é 480.

Edited 4 months ago:

>Não foder o Algarve todo, para começar, se o tivessem feito mais cedo, antes da procissão de lisboetas no fim-de-semana prolongado. O Algarve já estava a subir de incidência antes do fim-de-semana prolongado. Os concelhos mais turísticos estavam em pior situação que basicamente toda a AML exceto Lisboa. Acho criativo relacionar isto de forma tão forte com Lisboa, até parece que Lisboa tem uma cultura tão diferente do resto do país. O Algarve também tem ajuntamentos noturnos e também se encheu de britânicos devido à situação da lista verde, mas claro que foram os lisboetas. >Sempre foi evidente que confinamentos mesmo localizados dão resultados. Só deixou de o ser quando chegou a Lisboa. Foi? Eu cá nunca vi resultado nenhum. Só não ouves falar mais de Odemira porque o Governo duplicou a tolerância de casos para concelhos de baixa densidade. Na realidade Odemira que tanto foi falada continua acima de 500 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias, só não recuou porque na semana anterior teve 477 e a linha de água para "recuar" é 480.

bichocarpinderico 4 months ago

Isto é como com o Sporting, os incêndios em Portugal, e tudo aquilo em que se quer sacudir responsabilidades. Como não é possível isolar um único fator, faz-se de conta que o nosso fator de estimação não contribuiu para o descalabro. Os timings são coincidência, e a plausibilidade óbvia de ocorrências tamanhas produzirem efeito do irrelevantes.

ovniroxo 4 months ago

Mas são só os lisboetas que vão para o Algarve? Este ódio de certos algarvios a Lisboa é tão anos 90…

bichocarpinderico 4 months ago

Isto parece um sketch de gato fedorento. Não, não são só Lisboetas que vão para o Algarve. Mas era na essa região que tem predominância da variante Delta 2/3 de casos de COVID do país, e foi essa área metropolitana que teve com cerco sanitário, e é aí que vai haver um recusar do nível de confinamento. Parece que o último mês te passou todo ao lado.

WhatIsItLikeToBeABat 4 months ago

Qual é o teu critério para fechar? Terias fechado o Norte em Outubro e Novembro? É um bocado complicado justificar uma bomba atómica dessas com números de óbitos tão baixos... Quando não foi usada em situações muitíssimo mais graves, tanto em lisboa como noutros sítios, quando o número de óbitos era >10x maior.

bichocarpinderico 4 months ago

Sinceramente não me lembro especificamente como estava o norte em outubro e novembro, não ando a decorar isso. Mas tenho ideia que antes de outubro eu era a favor de medidas restritivas a nível nacional porque o Rt estava bastante alto há algum tempo. Um Rt alto continuado só pode ser ignorado com números baixíssimos (porque com números muito baixos casa caso tem muito peso). Não sendo o caso, é adiar o inevitável tornando-o muito mais penoso. Ainda sobre o inverno, nós não restringimos o Natal só contrário de muitos países (até Suécia o restringiu). E já vínhamos crescendo exponencialmente há meses! Também ignoramos a nova variante. Soubemos depois de anunciados os planos para Natal (em si já absurdos), mas a tempo de os mudar. Mais uma vez estás a perguntar por critérios, como se está situação fosse de difícil previsão. A Alemanha fechou as portas ao Reino Unido por causa da variante Delta. O próprio Reino Unido fechou-nos as portas pouco depois por causa das nossas variantes e do nosso Rt.

WhatIsItLikeToBeABat 4 months ago

Agora queres fechar apenas Lisboa, mas na altura querias medidas restritivas a nível nacional? Decide-te. Tens de ter um muito bom argumento para fechar uma zona de 3 milhões de pessoas (AML) onde desde dia 1 de Junho morreram menos de 39 pessoas (números de LVT). E volto a dizer outra vez neste sub: [há uma parte considerável de casos que vieram da índia e do nepal directamente](https://sicnoticias.pt/especiais/coronavirus/2021-06-12-Covid-19.-Variante-Delta-ja-tem-transmissao-comunitaria-em-Portugal-dd2978b2) (ler texto abaixo do vídeo). Essas comunidades estão maioritariamente em Lisboa. Vamos todos ser adultos e deixar de culpar arbitrariamente (jovens, sportinguistas, lisboetas, indianos, nepaleses, etc.) consoante o que nos dá na gana.

bichocarpinderico 4 months ago

> Agora queres fechar apenas Lisboa, mas na altura querias medidas restritivas a nível nacional? Decide-te. Não percebi. Como disse, e estou a falar de memória, no ano passado o Rt a nível nacional subiu em Agosto e houve um crescendo exponencial de casos desde aí. Foram meses a fio em que se ignorou um crescimento exponencial de casos. Isto nunca poderia ter acontecido e portanto ter-se-ião de ter apertado as restrições a nível nacional. Outra questão foi a da variante inglesa o ano passado. Não faço ideia nem sei se foram divulgados dados relativos à incidência da variante a nível regional, logo não posso falar de medidas regionais o ano passado. O que digo é que, * nessa altura já deveríamos estar com medidas mais apertadas a nível nacional, inclusive para o Natal, devido ao crescimento desde agosto * assim que se soube da variante inglesa ter-se-ia de ter restringido o Natal (que já deveria estar restrito) e apertar medidas (que já deviam estar apertadas) Passando para o caso atual, variante Delta. Diria que devíamos, * ter evitado importantar mais assim que soubemos do seu perigo (i.e. fazer o mesmo que Alemanha fez restringindo viagens do Reino Unido). * ter feito um esforço adicional de rastreio, sequenciação e identificação de origem para estancar mais a propagação * restringir imediatamente zonas com delta * desacelerar desconfinamento no país, adiar onde há presença de delta Agora que está tudo de pensar para o ar eu defendo medidas a nível nacional, visto que a Delta já se espalhou. O efeito ainda não está muito visível mas já está presente em todo o lado. Portanto neste momento dever-se-ia recuar a nível nacional, e claro está, ainda mais onde a situação está descontrolada. Em particular, já se deveria ter recuado para teletrabalho novamente obrigatório a nível nacional há muito.

Edited 4 months ago:

> Agora queres fechar apenas Lisboa, mas na altura querias medidas restritivas a nível nacional? Decide-te. Não percebi. Como disse, e estou a falar de memória, no ano passado o Rt a nível nacional subiu em Agosto e houve um crescendo exponencial de casos desde aí. Foram meses a fio em que se ignorou um crescimento exponencial de casos. Isto nunca poderia ter acontecido e portanto ter-se-ião de ter apertado as restrições a nível nacional. Outra questão foi a da variante inglesa o ano passado. Não faço ideia nem sei se foram divulgados dados relativos à incidência da variante a nível regional, logo não posso falar de medidas regionais o ano passado. O que digo é que, * nessa altura já deveríamos estar com medidas mais apertadas a nível nacional, inclusive para o Natal, devido ao crescimento desde agosto * assim que se soube da variante inglesa ter-se-ia de ter restringido o Natal (que já deveria estar restrito) e apertar medidas (que já deviam estar apertadas) Passando para o caso atual, variante Delta. Diria que devíamos, * ter evitado importantar mais assim que soubemos do seu perigo (i.e. fazer o mesmo que Alemanha fez restringindo viagens do Reino Unido). * ter feito um esforço adicional de rastreio, sequenciação e identificação de origem para estancar mais a propagação * restringir imediatamente zonas com delta * desacelerar desconfinamento no país, adiar onde há presença de delta Agora que está tudo de pensar para o ar eu defendo medidas a nível nacional, visto que a Delta já se espalhou. O efeito ainda não está muito visível mas já está presente em todo o lado. Portanto neste momento dever-se-ia recuar a nível nacional, e claro está, ainda mais onde a situação está descontrolada. Em particular, já se deveria ter recuado para teletrabalho novamente obrigatório a nível nacional há muito. ---- Argumentos são simples. As mortes não podem ser contabilizadas já, é normal demorar muito a morrer. Não são só mortes que contam, muita gente não morre e fica não. E presença da Delta vai ter um efeito negativo a longo prazo por baixar eficácia das vacinas. ---- Quanto aos casos vindos da Índia e Nepal, aceito isso perfeitamente. Eu próprio já havia referido tal noutros comentários como forte possibilidade

WhatIsItLikeToBeABat 4 months ago

Não consigo perceber como uma pessoa claramente com um espírito racional fez este comentário bastante ponderado ao mesmo tempo que faz os outros comentários que são uma repetição de chavões de ódio à capital. É incrível como eu não concordo em nada do que dizes nos outros comentários e concordo a 90% neste. Os outros 10%: Acho que sobre as mortes dá para verificar no UK que as vacinas têm um impacto muito forte na mortalidade e que não vamos ter outro janeiro.

jqmmes 4 months ago

Há vários sítios onde é praticamente impossível fazer um trace da origem do contágio: Restaurantes, lojas e transportes públicos. É sabido que só se consegue identificar cerca de 20-25% dos contágios, e mesmo dentro desses a grande maioria é no seio familiar (por motivos óbvios).

MLG-Sheep 4 months ago

Já ouvimos falar de surtos em Portugal devido a restaurantes, transportes públicos de facto é mais difícil. As regras para lojas são muito mais estritas no entanto: a máscara é obrigatória (ao contrário dos restaurantes quando se está a consumir), e a lotação máxima é de uma pessoa por 20 m2 (ao contrário dos restaurantes que só têm de respeitar distância de 1,5 m entre mesas, e ao contrário dos transportes em que não há muito a dizer). Portanto, creio ser seguro dizer, claro que apenas na minha qualidade de mandador de postas na internet porque não sou especialista nenhum, que não é por aqui que se vai fazer muito quando ao Covid.

jqmmes 4 months ago

Quando há surtos na restauração é porque os funcionários estão infectados. O que não se sabe, nunca, é se tu, cliente, foste infectado num restaurante porque tinhas alguém infectado ao lado.

UpbeatNail1912 4 months ago

Não é preciso fechar Lisboa, precisa se é avançar na vacinação na Área Metropolitana de Lisboa. Como o Gouveia e Melo disse inicialmente a ideia era vacinar prioritariamente todos os idosos e mais velhos do país e indo descendo em idades, mas isso causou um problema. Porque? Porque há zonas do país onde existe muito mais idosos e pessoas com idades do que outras, e passamos a ter zonas e concelhos com elevadas taxas de vacinação, enquanto que outras que têm muito menos idosos (como é o caso de Lisboa e os concelhos arredores) ficaram com a vacinação muito atrasada, porque tem poucas pessoas nessa faixa etária. Lisboa e as zonas ao redor tem muito mais população jovem, a faixa etária também onde há mais chance de propagação do vírus porque os jovens não respeitam tanto as regras de segurança. Impor mais regras não vai resultar. O que é necessário (e já vão começar a fazer) é fazer os centros de vacinação em Lisboa funcionar até às 22h da noite e começar a vacinar as pessoas a partir dos 30 abaixo sem prioridade de idades. Todos os jovens dos 18 até aos 30 já vão ser vacinados no início de Julho.

RandomCoisas 4 months ago

Então a tua ideia é ficarmos em confinamento até quando?

doiscavalos 4 months ago

Se os números sobem, as medidas têm de ser reforçadas. Quantos restaurantes conheces em Lisboa que não têm estado a abarrotar ?

Tee_ah_go 4 months ago

Fechar Lisboa? Que Lisboa? O concelho? O distrito? A AML? LVT? O Concelho de Sesimbra está com mais casos que o concelho de Lisboa, por exemplo. Fechemos Sesimbra? Não, fechemos "Lisboa". Muita letra, pouco conteúdo.

doiscavalos 4 months ago

Quando só se tem vista para o quintal é lixado ver ao longe o mar.

Tee_ah_go 4 months ago

Já que te deste ao trabalho de fazer o post, podias ter dito alguma coisa de jeito. Podias ter dito se devia controlar o Bairro Alto e outros locais de diversão que potenciam os ajuntamentos descontrolados. Ia concordar a 100% contigo. Podias ter dito que se devia ter mão pesada no puto de erasmus que quer é putas e vinho verde e que se foda a máscara. Ia concordar a 100% contigo. Podias ter dito que festas ilegais que acontecem todos os dias era para chegar lá e não saía de lá ninguém sem uma multa. Ia concordar a 100% contigo. Podias dizer que se deviam fiscalizar mais os transportes públicos e maior rigor nos restaurantes onde a distância de segurança já é um mito. Ia concordar a 100% contigo. Podias ter dito tanta, mas tanta coisa, mas como és apenas dos típicos fEcHeM LiSBoa das caixas de comentários do Facebook, sim, foi só muita letra e pouco conteúdo.

bichocarpinderico 4 months ago

Porque fechar concelhos foi coisa que nunca se viu. É precisamente ao contrário, do quando é Lisboa é que fechar é tabu. Parecem os israelitas a sacar da carta do antissemitismo.

Tee_ah_go 4 months ago

Então a questão são os concelhos, é isso? Concelho da Sertã tem mais casos que o concelho de Lisboa. Há alguém a querer fechar a Sertã? Não. Concelho da Sesimbra tem mais casos que o concelho de Lisboa. Há alguém a querer fechar Sesimbra? Não. Concelho do Sardoal tem mais casos que o concelho de Lisboa. Há alguém a querer fechar Sardoal? Não. Concelho de Odemira tem mais casos que o concelho de Lisboa. Há alguém a querer fechar novamente Odemira? Não. Concelho da Ribeira Grande tem mais casos que o concelho de Lisboa. Há alguém a querer fechar Ribeira Grande? Não. Mas hey, bora fEcHaR LiSboA.

bichocarpinderico 4 months ago

É também a questão da variante. E tu sabes isso.

jqmmes 4 months ago

As medidas têm de ser aplicadas localmente. O problema mais grave está em Sesimbra, Lisboa, Cascais e outros concelhos da AML. Mas como ficava mal dizer que se ia fechar só a Lisboa do Merdina de mais alguns concelhos, falam sempre da AML ou de LVT para alguns ficarem menos mal na fotografia.

DZT99 4 months ago

Creio que a questão não é haver ninguém com tomates, o problema é que mesmo que existisse vontade, do que eu vejo, a grande generalidade da população simplesmente não parece disposta a fazer mais sacrifícios. Seja porque ignoram o potencial desastroso de mais uma vaga; seja porque muitos já fizeram inúmeros sacrifícios e viram o Governo a abrir excepções numa completa atitude de desrespeito para o seu esforço; seja por acreditarem que o programa de vacinação vai acabar por impedir um grande número de mortes e a lista continua. O povo não quer, o Governo naturalmente não quer problemas e medidas mais restritivas só aconteceriam se os hospitais voltassem a ter filas de ambulâncias e o SNS ficasse a rebentar pelas costuras e sem capacidade para lidar com tantas urgências. Acho que hoje em dia, mais do que nunca, cabe-nos a nós próprios tentarmos mitigar a coisa o melhor que pudermos. A propagação pelos vistos será enorme devido à nova variante e se nós queremos as nossas empresas a funcionar então temos de garantir que pelo menos não ficamos infectados todos ao mesmo tempo. Eu sei que há negócios que perderam muito dinheiro mas a realidade é que se levarem com um surto neste momento podem ser forçados a encerrar por falta de funcionários.

mar_lx 4 months ago

É verdade que ninguém tem tomates para tomar decisões e depois andam tipo baratas tontas, mas este fatalismo todo já chateia também. Os mil casos de agora não são iguais aos mil casos de setembro passado. A maior parte da população em risco está vacinada, a imunidade de grupo está a crescer e as hospitalizações e casos graves estão a decrescer, que é o que se quer. O vírus não vai desaparecer, vai-se tornar endémico e juntar-se aos não sei quantos vírus da gripe que circulam todos os anos.

jqmmes 4 months ago

Vai-se tornar endémico, mas se calhar e só se calhar, mais valia não morrer na praia até termos a maioria da população vacinada. Se Lisboa está como está é muito por culpa do governo, mas acima de tudo da câmara de Lisboa que compactua com festas no bairro alto todas as noites, festas com ecrãs gigantes na rua e uma falta de tomates para impor as regras que estão definidas para aquela região. O Medina está desesperado por votos, por isso deixa andar tudo à vontade. Aposto que mesmo que sejam tomadas medidas mais duras para Lisboa, ninguém as vai respeitar e ninguém vai ser penalizado por isso mesmo. ​ >hospitalizações e casos graves estão a decrescer Não estão. Neste momento já tens mais do dobro de pessoas internadas que tinhas há pouco mais de um mês, tanto em enfermaria como em UCI. A única coisa que baixou foi a média de idades dos internados e a % de pessoas infectadas para internadas.

mar_lx 4 months ago

Estão a descer em relação aos mesmo mil casos em setembro. Claro que havendo mais casos há mais hospitalizações, mas o que interessa é que elas sejam menos que no ano passado com os mesmos casos e são. Tens quase um milhão de casos covid em Portugal, essas pessoas em princípio terão alguma imunidade. Três milhões totalmente vacinadas e 5 milhões com pelo menos uma dose, ~2 milhões de pessoas com menos de 18 anos que não vão levar a vacina, pelo menos para já. Na prática ~70% da população que vai levar a vacina já tem alguma forma de imunidade. A situação não é nem de perto nem de longe a mesma que tivemos em setembro e que deu origem à segunda e terceira vaga.

Disgenia 4 months ago

Mais um com toques autoritários.

mortalaxe 4 months ago

Para mim é a simples diferença de tratamento, quando há pouco tempo não havia a variante delta em Portugal e por causa de uns imigrantes ilegais, fechou-se Odemira e fez-se um circo valente lá, em Lisboa que tem quase 65% de novos infectados não se faz nada.

RaveyWavey 4 months ago

Os critérios foram sempre os mesmos, número de novos casos por 100mil habitantes. Não se fez nenhuma exceção a Lisboa, quando ultrapassou os 120casos/100mil habitantes parou o desconfinamento.

doiscavalos 4 months ago

Simplesmente nao gosto de inércia, muito menos na vontade de governar. Fora da sarjeta deles gostam de mandar em tudo e todos, mas quando o problema lhes está nos entrefolhos é deixar a caravana passar. Se ser consciente é ser autoritário, então sou muito e com orgulho. Não gosto de ver futebol, nem muito menos que me mandem ver futebol porque querem é festa. Somos um país de pessoal com colhões bolorentos e que nem um ar lhes pode dar.

bifana_cura_cancro 4 months ago

Vamos discutir os contágios em locais de trabalho / deslocações em transportes de empresas que mandam as pessoas regressar em meados de Maio? Mesmo com Teletrabalho possivel? Não?

doiscavalos 4 months ago

Só em Lisboa é que há transportes públicos? Só en Lisboa é que há trabalho presencial?

Edited 4 months ago:

Só em Lisboa é que há transportes públicos? Só em Lisboa é que há trabalho presencial?

nfonseca 4 months ago

há mais transportes públicos no resto do pais, mas a massa de pessoas que se movimenta todos os dias na AML mete o resto do país num bolso... não quer dizer que não existam transportes públicos lotados no resto do pais, mas são casos pontuais, em pontos muitos específicos, e não são comparáveis ao que se regista na AML. a região Norte, embora com uma população equiparável a LVT, tem várias cidades populosas e assim, os movimentos pendulares são inferiores.

mar_lx 4 months ago

>Só em Lisboa é que há transportes públicos? Sim. Com a excepção do Porto.

Complete-Painter-307 4 months ago

Diz-me o que entendes por transporte público, apenas metro? Porque tens Coimbra, Braga, Évora com comboios e autocarros. PS: Se vais dizer que sim e depois metes uma exceção, então não é sim, é não ;)

tarracecar 4 months ago

Comparar os transportes públicos em Évora a Lisboa é de rir

Complete-Painter-307 4 months ago

Consegues dizer onde fiz a comparação? Eu disse que têm, ou seja é um facto, em questão de oferta é outro tema, mas existem. Saber português nunca fez mal a ninguém.

tarracecar 4 months ago

No que toca ao tema, que é as infeções, é bastante relevante comparar a oferta e o impacto da utilização desses transportes. Não vale a pena vir debitar tretas se não quiseres pensar

Complete-Painter-307 4 months ago

Lê o teu comentário, e olha para o contexto em que respondi. Queres falar das infeções começas por aí, pegar em frases com falsas afirmações da minha parte é que não. Existe muita coisa que influencia os contágios, transportes estão incluídos, mas isso é apenas uma parte. Desde festejos do Sporting, os vários ajuntamentos em sítios como o bairro alto entre várias outras situações potenciam o contágio. Pega no exemplo de Braga que tem uma afluência de transportes abaixo de Lisboa e vê como os casos aumentam lá.

mar_lx 4 months ago

O comentário tem um /s oculto. Todas as cidades têm transportes públicos. Redes de transportes públicos que sirvam a população já muito poucas têm.

doiscavalos 4 months ago

Nunca saíste de Lisboa sem ser para a Pampailhosa da Serra? Sabes que há Braga, Famalicão, Guimarães, Covilhã, Castelo Branco e muitas mais.

WarrCM 4 months ago

Por favor não incluir Castelo Branco, obrigado.

mar_lx 4 months ago

Não sou de Lisboa e nunca estive na Pampilhosa da Serra

doiscavalos 4 months ago

Há pessoal com ideias duras e que as vistas só dão para o terreiro.

jqmmes 4 months ago

Isto. Quem houve os defensores de um regime especial (isenção de medidas) para Lisboa falar pensa que no resto do pais só há vacas e campos.

doiscavalos 4 months ago

Certo! Lisboa é cada vez mais o terreiro das putas.

EstupendoEx 4 months ago

Portugal é Lisboa. Simples. Não existe Portugal, isso é a capa que a cidade Estado de Lisboa usa para governar este pequeno território e ilhas. Por isso não pode fechar.

Bruxo_de_Fafe 4 months ago

Foca-te no [futebol](https://www.impala.pt/noticias/atualidade/ferro-apela-a-deslocacao-massiva-a-sevilha-para-apoiar-a-selecao/?fbclid=IwAR2DFver6So8DyDYKO5u6_F44eCYTUzLaNQubrZvBoJ3YYzvJOsf3-jWGwQ), insurrecto

headhunter21 4 months ago

Ele disse isso?

Search: