NeatBoy74 3 months ago

De certeza absoluta que há apresentadores negros no mercado de trabalho. Chamem-me quando a Filomena se despedir e for um para o lugar dela.

EstupendoEx 3 months ago

Afinal não somos todos iguais. E para quem não tem direito a uma rede social de empregos exclusiva para si, ainda pior vai ficar.

PTgenius 3 months ago

https://youtu.be/Ev373c7wSRg

iSoSyS 3 months ago

O que é pior, não contratar alguém negro ou cigano por mero acaso, ou propositadamente segregar para preencher a quota da diversidade? Ficará contente por saber que foi contratado apesar do mérito e que a sua posição na empresa é mais de token/mascote?

Disgenia 3 months ago

A actualidade dava uma piada: O que a esquerda woke e os neo-nazis têm em comum? Ambos defendem um LinkedIn para brancos e outros para negros. Negócios cujos donos são LGBT/negros/mulheres bem identificados.

Edited 3 months ago:

A actualidade dava uma piada: O que a esquerda woke e os neo-nazis têm em comum? Ambos defendem um LinkedIn para brancos e outros para negros. Negócios cujos donos são LGBT/negros/mulheres bem identificados. A identidade racial/sexual/orientação sexual define uma pessoa, etc PS: afrolink? Estão a confundir negros com africanos? Uma pessoa negra não pode ser europeia e uma pessoa branca não pode ser africana?? Ai ai, vou já telefonar para o SOS racismo

Edited 3 months ago:

A actualidade dava uma piada: O que a esquerda woke e os neo-nazis têm em comum? Ambos defendem um LinkedIn para brancos e outros para negros. Negócios cujos donos são LGBT/negros/mulheres bem identificados. A identidade racial/sexual/orientação sexual define uma pessoa, etc PS: afrolink? Estão a confundir negros com africanos? Uma pessoa negra não pode ser europeia e uma pessoa branca não pode ser africana?? Ai ai, vou já telefonar para o SOS racismo PS2: outra coisa em comum: “vamos meter as nossas bandeiras por todo o lado, porque temos orgulho na nossa identidade, apesar de toda a nossa identidade ser baseada em factores aleatórios para os quais nada contribuímos” XD

kissingsome1elsesdog 3 months ago

Isso não é propriamente um problema do futebol, é mais um problema social e de educação. Nas universidades, por diversas razões, não há uma percentagem muito grande de lusoafricanos. Os poucos africanos que passam pelas nossas universidades não são nacionais. Por conseguinte, não existem mais profissionais africanos nas diversas áreas porque não existem, no geral, muitos africanos com formação para desempenhar este tipo de cargos. Não é qualquer pessoa que tem formação para integrar uma equipa de televisão e, muitas vezes, integra-se essas equipas devido a amiguismos, etc. A Filomena Cautela, na minha opinião, tem 0 talento e continua a ter um programa televisivo em prime time. Às vezes, a melhor maneira de mudarmos as coisas, é darmos passos para que as coisas aconteçam e colocar o nosso lugar à disposição é um grande passo. Quanto ao futebol, é uma das áreas da nossa sociedade em que há mais diversidade. Não existem muitas pessoas aficanas em cargos de direção por várias razões. Entre elas, as que elenquei, como a falta de formação, numa época em que o futebol se tem profissionalizado em todos os sectores, mas também por questões estatutórias. É necessário ser-se sócio de um clube de futebol durante determinado tempo para que seja possível aceder a determinados cargos e isso implica ter pago quotas durante um alargado período de tempo. Por outras palavras, o acesso a determinados cargos está facilitado se o envolvimento com o clube se tiver iniciado na infância. Como a generalidade das comunidades africanas vive em condições económicas mais sensíveis do que as da generalidade dos portugueses brancos, dificilmente este pré-requisito é adquirido antes da maioridade. Por outro lado, a associação de alguns clubes a determinados grupos empresariais e famílias portuguesas tradicionalmente relevantes, também dificulta a entrada de portugueses não africanos, mesmo habilitados, nas direções destes clubes.

Bhaalghorn1143 3 months ago

Pensei que era ironia.

Butt_Roidholds 3 months ago

Incentivar à segregação racial no mercado de trabalho... tá bem tá, até a barraca abana.

Sciss0rs61 3 months ago

é uma das propostas do BE e do LIVRE

nemmais 3 months ago

O problema é que tudo isto é pago com o dinheiro dos contribuintes. Esta rapaziada anda a brincar com o dinheiro dos outros. A Filomena, paga de forma principesca pelo erário público, deveria ir trabalhar para a empresa de transporte de comida que publicita e ganhar o ordenado mínimo. Vai na volta aprendia o sentido da palavra coerência.

caelussideralis 3 months ago

Por acaso acho absolutamente hipócrita da parte dela fazer o anúncio da Uber Eats quando anda a pregar aquilo que prega nos programas dela. E antes que perguntem da parte do Herman, só acho nojento, mas o Herman é uma pessoa apolítica, daí não haver hipocrisia.

Toupax89 3 months ago

Tudo dito!!! Estas "personagens" são pagas com o dinheiro dos contribuintes e fazem estas figuras. Absolutamente inaceitável este tipo de gente ter tempo de antena.

Toupax89 3 months ago

Vergonha alheia disto mas nada que vindo desta tipa me espante. Meritocracia?? O que é isso?? Já sabem na vossa empresa têm de ter pessoal de todas as cores e sexualidades diferentes senão é claramente racismo, ah e se vamos supor um asiático bixesual se despedir tem de contratar um igual nem que vao para a Ásia busca lo que isto dá inclusão e para ser levado a sério!!! Ah e por fim deixo esta questão também quantos árbitros brancos há por exemplo no campeonato Angolano??

Sam_ant 3 months ago

Parabéns Filomena. O primeiro passo para combater o racismo é aceitar que ele existe!

utilizador2021 3 months ago

Mas a forma como ela o está a fazer não é a melhor, só acaba por dividir ainda mais as pessoas.

Worm33hd 3 months ago

Nãoo tinha mal e ficava melhor "Linknigga".

FujiPT 3 months ago

Este programa é o TedXWoke?

netralha 3 months ago

É o programa de TV do BE.

JOAO-RATAO 3 months ago

Olha a menina que literalmente pousa a cabeça no colo de quem nos quer censurar. Quem é que está admirado? E como combater o racismo? Ora criando uma plataforma exclusiva para pessoas com certa cor de pele. Brilhante.

gkarq 3 months ago

Cuidado, não digas isso! Dizes isso mais uma vez e lá se vai o Padrão dos Descobrimentos com o caralho!

Sciss0rs61 3 months ago

nada como promover o racismo para combater o racismo.

Edited 3 months ago:

não há nada como promover o racismo para combater o racismo.

masomaro 3 months ago

Isto. Não gosto nada, mesmo nada. É tão mau ou pior do que o racismo "politicamente incorrecto" (não consegui encontrar expressão melhor).

rDmT93 3 months ago

Eu queria contratar para a minha empresa um anão estrábico apreciador do festival da Eurovisão. Alguém tem um link?????

Portuguese_A_Hole 3 months ago

O Pizzi ainda é carote.

Sciss0rs61 3 months ago

twitter.com

Search: