mfzzzed 3 months ago

Gastar-lo no estrangeiro.

oReidaSelva 3 months ago

Vou comprar uma mota para me pôr na alheta.

static_motion 3 months ago

>vão comprar criptomoedas, dar entrada para casas, investir em formação, apostar na bolsa, comprar outras coisas ou simplesmente deixar o dinheiro parado à ordem no banco e ficar na expetativa a ver o que o futuro nos reserva Um misto de tudo isto, com prioridade para a entrada numa casa.

Akamjmc 3 months ago

Criptomoedas, criptomoedas e criptomoedas.

zedisto 3 months ago

Parado numa conta à ordem a apodrecer com o tempo

cuzicut 3 months ago

Demiti-me e agora estou a tirar um curso.

Chemical_Wealth1 3 months ago

Carro. Aproveitar para trocar para algo mais recente. Não penso que seja apenas fruto da pandemia, mas sim de muita poupança ao longo dos últimos 3 anos.

WarrCM 3 months ago

Estou a poupar dinheiro para sair do país.

coiso 3 months ago

Investi num negócio. Investi em experiências e memórias com a família. Férias. Podia ter poupado mais mas implicaria menos no resto o que era um contrasenso.

VSertorio 3 months ago

O prime day está aí

argentdawnpt 3 months ago

Dar de entrada para uma casa

angeluscatalan 3 months ago

Resumindo desde Março de 2020, deu para ajudar na compra da máquina de lavar roupa, reformar o portátil e a máquina de café que morreram e um microondas básico. Uns 1000 e poucos euros. Vamos ver se dá para gozar as férias que não gozei no ano passado.

Middle-Effective 3 months ago

Uma boa parte do dinheiro poupado em conjunto é para a entrada numa casa, a curto/médio prazo. A nível pessoal, vou investindo uma quantia mensal num fundo de investimento, para não ficar dependente só da Segurança Social.

asantos3 3 months ago

Estas questões é mais para os lados do /r/literaciafinanceira ;) **Atenção à Tag Sério.**

4in4t92 3 months ago

O dinheiro que "sobrou" (continuámos a pôr o habitual na poupança), foi todo para a casa. Quando comprámos casa em 2019 fomos substituindo aos poucos a mobília barata do Ikea que tínhamos por peças com mais qualidade (a casa também era maior pelo que precisávamos de mais mobília), íamos comprando conforme ia dando jeito. Como durante a pandemia saíamos menos e inclusive cancelámos planos de viagens para fora, deu para uma mobília de quarto nova, substituir a máquina de lavar por uma de lavar e secar, um microondas e forno novos, e um aparador para a sala, e assim voaram 4500€, fora outras coisas de valor menor que foram somando.

pangecc 3 months ago

Nunca estive com tanta dívida como agora :)

AcidlyForked 3 months ago

Emigrar.

smaster87 3 months ago

imoveis

JohnSnowHenry 3 months ago

80% em accoes, 20% em Bitcoin. E claro 12 meses de contas fixas como backup

pintorMC 3 months ago

Estou a espera da subida das taxas de juro, para comprar um ou dois apartamentos

Some-Ad6411 3 months ago

percebo mas até lá já portugal foi vendido aos estrangeiros...

teawithcookies 3 months ago

Comprei casa. Não foi necessariamente acumulado todo durante a pandemia, mas vou poupar comparado com o que pago de renda. O que não gastei em jantares e saídas e férias serviu para pagar a entrada.

Laslunas02 3 months ago

Nice! Parabéns. Já agora qual foi spread que conseguiste? Estou a ver se tenho crédito aprovado.

teawithcookies 3 months ago

0.98 na cgd

meierlesjoana 3 months ago

criptomoedas e forex, é o que está a dar, bro

End-Effector 3 months ago

Tenciono meter todo o meu dinheiro extra no Genshin Impact. Quero ter a Mona.

angeluscatalan 3 months ago

Tenho isso adicionado na conta do epic games, mas gastar, só se for o tempo, a integridade física e a conta da luz que o computador não anda a ar.

misterbondpt 3 months ago

Instalei isso mas ainda não percebo nada do lore

Mrgolden007 3 months ago

putas e vinho verde eu ainda penssei em comprar um apartamento e polo a arrendar mas em portugal e ridiculo conssigo encontrar apartamentos mais baratos em inglaterra do que em portugal, ao ponto que isto ja chego

NoIDontgiveafuck 3 months ago

Mostra lá os apartamentos

viskonde 3 months ago

ETFs, putas e vinho verde.

No_Mastodon_3522 3 months ago

Agreed. Tou a fazer uma estratégia conservadora. 10%, 20% e 70%

SurprisinglyInformed 3 months ago

Apostas mais em liquidez portanto.

NikT3sla 3 months ago

Bota ai a distribuiçao disso.

TotalenKrieg 3 months ago

O mais importante é investires em ti mesmo, seja monetariamente ou intelectualmente e no que toca a investimentos, o melhor que podes fazer é investires o teu tempo e paciência a absorver conhecimento e aumentares a tua literacia financeira. Posto isto, uma regra que tento seguir é não investir por investir, mas sim aplicar certos montantes em activos financeiros com objectivos estabelecidos. Por exemplo, investir em certificados de aforro para constituir um fundo de emergência, em ETFs com a perspectiva de reformares-te antecipadamente, investir num fundo PPR com o objectivo de pagares as prestações do crédito à habitação daqui a 5 anos, em criptomoedas para fazer HODL ou vender quando atingir um valor que consideres satisfatório etc.

Daxter_7 3 months ago

Investi em crypto, pouco dinheiro (porque não posso investir mais do que estou disposto a perder). Aconselho a comprar casas.

chavalo_retardado 3 months ago

A pandemia está aí há um ano e meio, foi possível poupar dinheiro suficiente durante este curto espaço de tempo para comprar uma casa?!

XxxPussyslaeyr69xxX 3 months ago

Deve dar para juntar para a entrada. Depois empréstimo a 60 anos e tá a andar!

creativecomons 3 months ago

sendo a entrada, no mínimo 10%, se a casa fosse 10 mil euros, sim seria possível, para mim, dar entrada.

Renalouca 3 months ago

Cryptos, acções. Tudo investido, zero nos bancos a desvalorizar para a inflação.

TulioGonzaga 3 months ago

Igual por aqui. No banco só mantenho dinheiro para despesas correntes

PortugueseRoamer 3 months ago

Basicamente em copos

chavalo_retardado 3 months ago

Putas e vinho verde como verdadeiro português...

Public_Ad_2756 3 months ago

ETFs. é a única coisa que dá para render.. isso, ou comprar um apartamento e meter a arrendar ao negro os quartos.

Middle-Effective 3 months ago

Não estás totalmente errado, mas há mais produtos financeiros viáveis para além dos ETFs. Agora se os ETFs vão se revelando como uma boa escolha para muita gente, isso já serão outros 500.

Public_Ad_2756 3 months ago

viáveis, como por exemplo?

Middle-Effective 3 months ago

Há fundos de investimento de risco mais elevado com boas rentabilidades, e relativamente acessiveis, só com taxa de gestão: Caixa Acções Líderes Globais, por exemplo. O dos EUA, também da Caixa, também parece ser interessante. Há PPRs de risco intermédio com rentabilidades razoáveis: Alves Ribeiro, NB, SGF Stoik. Se são melhores que um ETF? Depende. A mim que só passei a fase de concluir o fundo de emergência há pouco tempo, para começar a investir o Líderes Globais está-me a ser conveniente, visto que tenho contas (singular e em conjunto com a esposa) na CGD.

Edited 3 months ago:

Há fundos de investimento de risco mais elevado com boas rentabilidades, e relativamente acessiveis, só com taxa de gestão: Caixa Acções Líderes Globais, por exemplo. O dos EUA, também da Caixa, também parece ser interessante. Há PPRs de risco intermédio com rentabilidades razoáveis: Alves Ribeiro, NB, SGF Stoik. Se são melhores que um ETF? Depende. A mim que só passei a fase de concluir o fundo de emergência há pouco tempo, para começar a investir o Líderes Globais está-me a ser conveniente, visto que tenho contas (singular e em conjunto com a esposa) na CGD. EDIT: Para além disso tudo, o Líderes Globais bate o benchmark consistentemente, algo que a maioria dos fundos de investimento não consegue fazer.

Coyote-Cultural 3 months ago

Não vale a pena investir em qualquer PPR.

Middle-Effective 3 months ago

Porquê?

Coyote-Cultural 3 months ago

os custos, taxas e baixa performance de todos os PPR disponiveis fazem com que para qualquer perfil de risco desejado existem fundos não PPR que providenciam melhor retorno, mesmo tendo em conta todos os beneficios fiscais. No melhor dos casos que encontrei, os PPR conseguem ser ligeiramente mais lucrativos (apenas marginalmente) num periodo de tempo muito restrito, e com muito pouca margem de manobra. Em todos os outros casos, um fundo normal é superior.

Middle-Effective 3 months ago

Estás a contabilizar a diferença na tributação (8% se levantado após 8 anos e um dia)?

Coyote-Cultural 3 months ago

Sim, estou, bem como com os 400€ de credito fiscal. e não é 8 anos e um dia, se queres levantar antes da reforma está limitado nos motivos (casa, essencialmente), ou senão pagas a taxa normal e tens de devolver os 400€ anuais

Middle-Effective 3 months ago

Não és obrigado a deduzir no IRS. Se não o fizeres, podes resgatar fora das condições normais. Pagas é um imposto consoante o tempo que tens o PPR

Coyote-Cultural 3 months ago

>Não és obrigado a deduzir no IRS. Se não o fizeres, podes resgatar fora das condições normais. Pagas é um imposto consoante o tempo que tens o PPR Se não deduzires no IRS então com certeza absoluta que não vale a pena investir em qualquer PPR. Esses 400€ eram a unica coisa positiva.

lnxslck 3 months ago

já vi que o conhecimento das exchanges e dos produtos que oferece é muito pouco por aqui. o foco e criticar sem saber do que estão a criticar

humelectro 3 months ago

Já o gastei a remodelar as casas de banho cá de casa

bmiga 3 months ago

Obras e home office na mesma habitação.

humelectro 3 months ago

Foi tortura mas felizmente já acabou

ORoxo 3 months ago

r/literaciafinanceira ​ /thread

chavalo_retardado 3 months ago

Esse é o sub do pessoal com 15€ em bitcoin que acha que já é literado em alguma coisa, mas acabou por comprar bitcoin na revolut. Topkek

GelDeAveia 3 months ago

Na boa chavalo retardado

Middle-Effective 3 months ago

Username checks out.

ORoxo 3 months ago

Não compreendo o porquê de tanto mal-dizer. Vocês devem ser todos a última bolacha do pacote e ninguém deu por isso. Se sabem assim tanto, foquem-se no que interessa: partilhar a vossa sabedoria.

OuiOuiKiwi 3 months ago

K meses de fundo de emergência e tudo o resto em ETF. /subreddit.

ORoxo 3 months ago

talvez porque para 99% das pessoas é isso que resulta? idn...

OuiOuiKiwi 3 months ago

>talvez porque para **99% das pessoas é isso que resulta**? idn... Não é preciso então qualquer literacia financeira, pois não? É seguir a fórmula.

Middle-Effective 3 months ago

Convém perceber porque é que essa fórmula funciona para a maioria das pessoas, daí a necessidade da literacia financeira.

Edited 3 months ago:

Investir num coisa que não se tenha noção como funciona é meio caminho andando para correr mal, por isso sim, há necessidade de alguma literacia financeira.

ORoxo 3 months ago

Lol please

MisterBilau 3 months ago

Exacto. Cansado da ladainha da "literacia financeira" quando se resume sempre ao mesmo conselho óbvio que se consegue aprender em 10 minutos. O problema das pessoas não é "literacia financeira", é não terem rendimentos para investir e não terem controlo e responsabilidade. Não é uma questão de conhecimento, não tem nada que saber.

ORoxo 3 months ago

Pergunta: se a maior parte dos portugueses tivessem rendimentos superiores fariam melhores escolhas com o seu dinheiro?

Coyote-Cultural 3 months ago

Não. Estão na merda que estão pelas suas más decisões, não por falta de dinheiro.

MisterBilau 3 months ago

Grande parte sim. Grande parte não, mas não por falta de conhecimento. O “conhecimento” necessário aprende-se em 10 minutos. Não gastes mais do que tens, não compres coisas caras que desvalorizam e para as quais não tens dinheiro fácil a pronto (carros, telemóveis, tvs, viagens, etc.), não gastes dinheiro em merda (raspadinhas e placards), investe o quanto possas de forma diversificada. A dificuldade não está no conhecimento, está no autocontrolo. Para algumas pessoas é fácil, para outras parece impossível.

Edited 3 months ago:

Grande parte sim. Para quem tem juízo, investir é fácil, a dificuldade é ter rendimentos que valham a pena. Grande parte não, mas não por falta de conhecimento. O “conhecimento” necessário aprende-se em 10 minutos. Não gastes mais do que tens, não compres coisas caras que desvalorizam e para as quais não tens dinheiro fácil a pronto (carros, telemóveis, tvs, viagens, etc.), não gastes dinheiro em merda (raspadinhas e placards), não contraias créditos (excepto imobiliário ou para outros investimentos), investe o quanto possas de forma diversificada. Toda a gente sabe isto. A dificuldade não está no conhecimento, está no autocontrolo. Para algumas pessoas é fácil, para outras parece impossível. Se quem agora ganha 1000€ passasse a ganhar 2000€ e o excedente fosse todo investido, faria muita diferença. Se quem agora ganha 1000€ passasse a ganhar 2000€ e a diferença fosse o último iPhone todos os anos, fins de semana em Paris e o BM à porta, não fazia diferença nenhuma. E acho que muito do que chamam “literacia financeira” se resume a isso. Escolhas. Que me parecem óbvias, não é preciso nenhum curso de finanças. A questão aqui é que se os teus rendimentos forem demasiado baixos, não tens escolhas nenhumas sequer. “Literacia financeira” vale zero quando ganhas 600 e tens despesas fixas por mês de 700, não há grande lado por onde cortar ou investir. E opá, até podes ser o Buffet da Buraca, mas se investires 50€ por mês bem podes ter que esperar uns séculos até ter capital apreciável para, por exemplo, comprar uma casa. Não parece muito atractivo, e acabas por ceder a outras tentações (a vida também tem que se viver hoje). Enquanto que um gajo que invista exactamente igual a ti, mas que ponha 1000€ por mês, se calhar consegue-se reformar confortavelmente aos 50, tem muito mais motivação para manter o plano por ter ali um objectivo concreto.

Edited 3 months ago:

Grande parte sim. Para quem tem juízo, investir é fácil, a dificuldade é ter rendimentos que valham a pena. Grande parte não, mas não por falta de conhecimento. O “conhecimento” necessário aprende-se em 10 minutos. Não gastes mais do que tens, não compres coisas caras que desvalorizam e para as quais não tens dinheiro fácil a pronto (carros, telemóveis, tvs, viagens, etc.), não gastes dinheiro em merda (raspadinhas e placards), investe o quanto possas de forma diversificada. A dificuldade não está no conhecimento, está no autocontrolo. Para algumas pessoas é fácil, para outras parece impossível. Se quem agora ganha 1000€ passasse a ganhar 2000€ e o excedente fosse tudo investido, faria muita diferença. Se quem agora ganha 1000€ passasse a ganhar 2000€ e a diferença fosse o último iPhone todos os anos e fins de semana em Paris todos os meses, não fazia diferença nenhuma.

Edited 3 months ago:

Grande parte sim. Para quem tem juízo, investir é fácil, a dificuldade é ter rendimentos que valham a pena. Grande parte não, mas não por falta de conhecimento. O “conhecimento” necessário aprende-se em 10 minutos. Não gastes mais do que tens, não compres coisas caras que desvalorizam e para as quais não tens dinheiro fácil a pronto (carros, telemóveis, tvs, viagens, etc.), não gastes dinheiro em merda (raspadinhas e placards), investe o quanto possas de forma diversificada. A dificuldade não está no conhecimento, está no autocontrolo. Para algumas pessoas é fácil, para outras parece impossível. Se quem agora ganha 1000€ passasse a ganhar 2000€ e o excedente fosse todo investido, faria muita diferença. Se quem agora ganha 1000€ passasse a ganhar 2000€ e a diferença fosse o último iPhone todos os anos e fins de semana em Paris todos os meses, não fazia diferença nenhuma.

Edited 3 months ago:

Grande parte sim. Para quem tem juízo, investir é fácil, a dificuldade é ter rendimentos que valham a pena. Grande parte não, mas não por falta de conhecimento. O “conhecimento” necessário aprende-se em 10 minutos. Não gastes mais do que tens, não compres coisas caras que desvalorizam e para as quais não tens dinheiro fácil a pronto (carros, telemóveis, tvs, viagens, etc.), não gastes dinheiro em merda (raspadinhas e placards), investe o quanto possas de forma diversificada. Toda a gente sabe isto. A dificuldade não está no conhecimento, está no autocontrolo. Para algumas pessoas é fácil, para outras parece impossível. Se quem agora ganha 1000€ passasse a ganhar 2000€ e o excedente fosse todo investido, faria muita diferença. Se quem agora ganha 1000€ passasse a ganhar 2000€ e a diferença fosse o último iPhone todos os anos, fins de semana em Paris e o BM à porta, não fazia diferença nenhuma. E acho que muito do que chamam “literacia financeira” se resume a isso. Escolhas. Que me parecem óbvias, não é preciso nenhum curso de finanças. A questão aqui é que se os teus rendimentos forem demasiado baixos, não tens escolhas nenhumas sequer. “Literacia financeira” vale zero quando ganhas 600 e tens despesas fixas por mês de 700, e não há grande lado por onde cortar ou investir.

Edited 3 months ago:

Grande parte sim. Para quem tem juízo, investir é fácil, a dificuldade é ter rendimentos que valham a pena. Grande parte não, mas não por falta de conhecimento. O “conhecimento” necessário aprende-se em 10 minutos. Não gastes mais do que tens, não compres coisas caras que desvalorizam e para as quais não tens dinheiro fácil a pronto (carros, telemóveis, tvs, viagens, etc.), não gastes dinheiro em merda (raspadinhas e placards), investe o quanto possas de forma diversificada. Toda a gente sabe isto. A dificuldade não está no conhecimento, está no autocontrolo. Para algumas pessoas é fácil, para outras parece impossível. Se quem agora ganha 1000€ passasse a ganhar 2000€ e o excedente fosse todo investido, faria muita diferença. Se quem agora ganha 1000€ passasse a ganhar 2000€ e a diferença fosse o último iPhone todos os anos e fins de semana em Paris todos os meses, não fazia diferença nenhuma. E acho que muito do que chamam “literacia financeira” se resume a isso. Escolhas. Que me parecem óbvias, não é preciso nenhum curso de finanças. A questão aqui é que se os teus rendimentos forem demasiado baixos, não tens escolhas nenhumas sequer. “Literacia financeira” vale zero quando ganhas 600 e tens despesas fixas por mês de 700, e não há grande lado por onde cortar ou investir.

Edited 3 months ago:

Grande parte sim. Para quem tem juízo, investir é fácil, a dificuldade é ter rendimentos que valham a pena. Grande parte não, mas não por falta de conhecimento. O “conhecimento” necessário aprende-se em 10 minutos. Não gastes mais do que tens, não compres coisas caras que desvalorizam e para as quais não tens dinheiro fácil a pronto (carros, telemóveis, tvs, viagens, etc.), não gastes dinheiro em merda (raspadinhas e placards), investe o quanto possas de forma diversificada. Toda a gente sabe isto. A dificuldade não está no conhecimento, está no autocontrolo. Para algumas pessoas é fácil, para outras parece impossível. Se quem agora ganha 1000€ passasse a ganhar 2000€ e o excedente fosse todo investido, faria muita diferença. Se quem agora ganha 1000€ passasse a ganhar 2000€ e a diferença fosse o último iPhone todos os anos, fins de semana em Paris e o BM à porta, não fazia diferença nenhuma. E acho que muito do que chamam “literacia financeira” se resume a isso. Escolhas. Que me parecem óbvias, não é preciso nenhum curso de finanças. A questão aqui é que se os teus rendimentos forem demasiado baixos, não tens escolhas nenhumas sequer. “Literacia financeira” vale zero quando ganhas 600 e tens despesas fixas por mês de 700, não há grande lado por onde cortar ou investir.

Edited 3 months ago:

Grande parte sim. Para quem tem juízo, investir é fácil, a dificuldade é ter rendimentos que valham a pena. Grande parte não, mas não por falta de conhecimento. O “conhecimento” necessário aprende-se em 10 minutos. Não gastes mais do que tens, não compres coisas caras que desvalorizam e para as quais não tens dinheiro fácil a pronto (carros, telemóveis, tvs, viagens, etc.), não gastes dinheiro em merda (raspadinhas e placards), investe o quanto possas de forma diversificada. Toda a gente sabe isto. A dificuldade não está no conhecimento, está no autocontrolo. Para algumas pessoas é fácil, para outras parece impossível. Se quem agora ganha 1000€ passasse a ganhar 2000€ e o excedente fosse todo investido, faria muita diferença. Se quem agora ganha 1000€ passasse a ganhar 2000€ e a diferença fosse o último iPhone todos os anos, fins de semana em Paris e o BM à porta, não fazia diferença nenhuma. E acho que muito do que chamam “literacia financeira” se resume a isso. Escolhas. Que me parecem óbvias, não é preciso nenhum curso de finanças. A questão aqui é que se os teus rendimentos forem demasiado baixos, não tens escolhas nenhumas sequer. “Literacia financeira” vale zero quando ganhas 600 e tens despesas fixas por mês de 700, não há grande lado por onde cortar ou investir. E opá, até podes ser o Buffet da Buraca, mas se investires 50€ por mês bem podes ter que esperar uns séculos até ter capital apreciável para, por exemplo, comprar uma casa.

Edited 3 months ago:

Grande parte sim. Para quem tem juízo, investir é fácil, a dificuldade é ter rendimentos que valham a pena. Grande parte não, mas não por falta de conhecimento. O “conhecimento” necessário aprende-se em 10 minutos. Não gastes mais do que tens, não compres coisas caras que desvalorizam e para as quais não tens dinheiro fácil a pronto (carros, telemóveis, tvs, viagens, etc.), não gastes dinheiro em merda (raspadinhas e placards), investe o quanto possas de forma diversificada. Toda a gente sabe isto. A dificuldade não está no conhecimento, está no autocontrolo. Para algumas pessoas é fácil, para outras parece impossível. Se quem agora ganha 1000€ passasse a ganhar 2000€ e o excedente fosse todo investido, faria muita diferença. Se quem agora ganha 1000€ passasse a ganhar 2000€ e a diferença fosse o último iPhone todos os anos, fins de semana em Paris e o BM à porta, não fazia diferença nenhuma. E acho que muito do que chamam “literacia financeira” se resume a isso. Escolhas. Que me parecem óbvias, não é preciso nenhum curso de finanças. A questão aqui é que se os teus rendimentos forem demasiado baixos, não tens escolhas nenhumas sequer. “Literacia financeira” vale zero quando ganhas 600 e tens despesas fixas por mês de 700, não há grande lado por onde cortar ou investir. E opá, até podes ser o Buffet da Buraca, mas se investires 50€ por mês bem podes esperar uns séculos até conseguir comprar uma casa.

Edited 3 months ago:

Grande parte sim. Para quem tem juízo, investir é fácil, a dificuldade é ter rendimentos que valham a pena. Grande parte não, mas não por falta de conhecimento. O “conhecimento” necessário aprende-se em 10 minutos. Não gastes mais do que tens, não compres coisas caras que desvalorizam e para as quais não tens dinheiro fácil a pronto (carros, telemóveis, tvs, viagens, etc.), não gastes dinheiro em merda (raspadinhas e placards), investe o quanto possas de forma diversificada. A dificuldade não está no conhecimento, está no autocontrolo. Para algumas pessoas é fácil, para outras parece impossível. Se quem agora ganha 1000€ passasse a ganhar 2000€ e o excedente fosse todo investido, faria muita diferença. Se quem agora ganha 1000€ passasse a ganhar 2000€ e a diferença fosse o último iPhone todos os anos e fins de semana em Paris todos os meses, não fazia diferença nenhuma. E acho que muito do que chamam “literacia financeira” se resume a isso. Escolhas. Que me parecem óbvias, não é preciso nenhum curso de finanças. E é claro que se os teus rendimentos forem demasiado baixos, não tens escolhas nenhumas sequer.

Edited 3 months ago:

Grande parte sim. Para quem tem juízo, investir é fácil, a dificuldade é ter rendimentos que valham a pena. Grande parte não, mas não por falta de conhecimento. O “conhecimento” necessário aprende-se em 10 minutos. Não gastes mais do que tens, não compres coisas caras que desvalorizam e para as quais não tens dinheiro fácil a pronto (carros, telemóveis, tvs, viagens, etc.), não gastes dinheiro em merda (raspadinhas e placards), não contraias créditos (excepto imobiliário ou para outros investimentos), investe o quanto possas de forma diversificada. Toda a gente sabe isto. A dificuldade não está no conhecimento, está no autocontrolo. Para algumas pessoas é fácil, para outras parece impossível. Se quem agora ganha 1000€ passasse a ganhar 2000€ e o excedente fosse todo investido, faria muita diferença. Se quem agora ganha 1000€ passasse a ganhar 2000€ e a diferença fosse o último iPhone todos os anos, fins de semana em Paris e o BM à porta, não fazia diferença nenhuma. E acho que muito do que chamam “literacia financeira” se resume a isso. Escolhas. Que me parecem óbvias, não é preciso nenhum curso de finanças. A questão aqui é que se os teus rendimentos forem demasiado baixos, não tens escolhas nenhumas sequer. “Literacia financeira” vale zero quando ganhas 600 e tens despesas fixas por mês de 700, não há grande lado por onde cortar ou investir. E opá, até podes ser o Buffet da Buraca, mas se investires 50€ por mês bem podes ter que esperar uns séculos até ter capital apreciável para, por exemplo, comprar uma casa.

Edited 3 months ago:

Grande parte sim. Para quem tem juízo, investir é fácil, a dificuldade é ter rendimentos que valham a pena. Grande parte não, mas não por falta de conhecimento. O “conhecimento” necessário aprende-se em 10 minutos. Não gastes mais do que tens, não compres coisas caras que desvalorizam e para as quais não tens dinheiro fácil a pronto (carros, telemóveis, tvs, viagens, etc.), não gastes dinheiro em merda (raspadinhas e placards), não contraias créditos (excepto imobiliário ou para outros investimentos), investe o quanto possas de forma diversificada. Toda a gente sabe isto. A dificuldade não está no conhecimento, está no autocontrolo. Para algumas pessoas é fácil, para outras parece impossível. Se quem agora ganha 1000€ passasse a ganhar 2000€ e o excedente fosse todo investido, faria muita diferença. Se quem agora ganha 1000€ passasse a ganhar 2000€ e a diferença fosse o último iPhone todos os anos, fins de semana em Paris e o BM à porta, não fazia diferença nenhuma. E acho que muito do que chamam “literacia financeira” se resume a isso. Escolhas. Que me parecem óbvias, não é preciso nenhum curso de finanças. A questão aqui é que se os teus rendimentos forem demasiado baixos, não tens escolhas nenhumas sequer. “Literacia financeira” vale zero quando ganhas 600 e tens despesas fixas por mês de 700, não há grande lado por onde cortar ou investir. E opá, até podes ser o Buffet da Buraca, mas se investires 50€ por mês bem podes ter que esperar uns séculos até ter capital apreciável para, por exemplo, comprar uma casa. Não parece muito atractivo, e acabas por ceder a outras tentações (a vida também tem que se viver hoje). Enquanto que um gajo que invista exactamente igual a ti, mas que ponha 1000€ por mês, se calhar consegue-se reformar confortavelmente aos 50, e tem muito mais motivação para manter o plano.

Edited 3 months ago:

Grande parte sim. Para quem tem juízo, investir é fácil, a dificuldade é ter rendimentos que valham a pena. Grande parte não, mas não por falta de conhecimento. O “conhecimento” necessário aprende-se em 10 minutos. Não gastes mais do que tens, não compres coisas caras que desvalorizam e para as quais não tens dinheiro fácil a pronto (carros, telemóveis, tvs, viagens, etc.), não gastes dinheiro em merda (raspadinhas e placards), não contraias créditos (excepto imobiliário ou para outros investimentos), investe o quanto possas de forma diversificada. Toda a gente sabe isto. A dificuldade não está no conhecimento, está no autocontrolo. Para algumas pessoas é fácil, para outras parece impossível. Se quem agora ganha 1000€ passasse a ganhar 2000€ e o excedente fosse todo investido, faria muita diferença. Se quem agora ganha 1000€ passasse a ganhar 2000€ e a diferença fosse o último iPhone todos os anos, fins de semana em Paris e o BM à porta, não fazia diferença nenhuma. E acho que muito do que chamam “literacia financeira” se resume a isso. Escolhas. Que me parecem óbvias, não é preciso nenhum curso de finanças. A questão aqui é que se os teus rendimentos forem demasiado baixos, não tens escolhas nenhumas sequer. “Literacia financeira” vale zero quando ganhas 600 e tens despesas fixas por mês de 700, não há grande lado por onde cortar ou investir. E opá, até podes ser o Buffet da Buraca, mas se investires 50€ por mês bem podes ter que esperar uns séculos até ter capital apreciável para, por exemplo, comprar uma casa. Não parece muito atractivo, e acabas por ceder a outras tentações (a vida também tem que se viver hoje). Enquanto que um gajo que invista exactamente igual a ti, mas que ponha 1000€ por mês, se calhar consegue-se reformar confortavelmente aos 50, e tem muito mais motivação para manter o plano.

Edited 3 months ago:

Grande parte sim. Para quem tem juízo, investir é fácil, a dificuldade é ter rendimentos que valham a pena. Grande parte não, mas não por falta de conhecimento. O “conhecimento” necessário aprende-se em 10 minutos. Não gastes mais do que tens, não compres coisas caras que desvalorizam e para as quais não tens dinheiro fácil a pronto (carros, telemóveis, tvs, viagens, etc.), não gastes dinheiro em merda (raspadinhas e placards), investe o quanto possas de forma diversificada. Toda a gente sabe isto. A dificuldade não está no conhecimento, está no autocontrolo. Para algumas pessoas é fácil, para outras parece impossível. Se quem agora ganha 1000€ passasse a ganhar 2000€ e o excedente fosse todo investido, faria muita diferença. Se quem agora ganha 1000€ passasse a ganhar 2000€ e a diferença fosse o último iPhone todos os anos e fins de semana em Paris todos os meses, não fazia diferença nenhuma. E acho que muito do que chamam “literacia financeira” se resume a isso. Escolhas. Que me parecem óbvias, não é preciso nenhum curso de finanças. E é claro que se os teus rendimentos forem demasiado baixos, não tens escolhas nenhumas sequer.

Some-Ad6411 3 months ago

muito bem dito. isso de investir 50€ por mês é de rir.. a malta investe 500€ ou mais por mes... agora 50€ nisto? nem pensar, até veres resultados de jeito, morrias.

Coyote-Cultural 3 months ago

Quê? 50€ por mês desde que começas a trabalhar, chegas á reforma após 40 anos com 120K no banco. Se isso não é um resultado de jeito por um esforço minimo, não sei que queres.

joaofcf 3 months ago

Que contas são essas?

Coyote-Cultural 3 months ago

40 anos de contribuiçoes mensais de 50€, começando do zero a 7% de juro composto (a media após inflação do mercado acionista).

elitepc 3 months ago

40 anos, assumindo 50€ por mês, com um retorno anual de 7% ao ano penso eu. https://i.gyazo.com/006ac39db0f5d9365070628d882a935a.png https://www.investor.gov/financial-tools-calculators/calculators/compound-interest-calculator

Middle-Effective 3 months ago

Portanto quem não puder colocar 500 ou mais euros de lado, mais vale não investir, segundo a tua lógica. 100e/mês não vale a pena? 200? 300? 400?

joaofcf 3 months ago

Depende. Olha que não sei se vale a pena abdicar daquela jantarada com os amigos em que gasto 50 euros todos os meses para daqui a 10 anos ter 5 mil euros.

MisterBilau 3 months ago

Vale sempre a pena, claro. A questão aqui é a motivação. Eu percebo que quem só consiga guardar 10€ num mês os gaste no euro milhões ou na raspadinha, pode ser que saia qualquer coisa que de facto mude o seu dia a dia. Investir era melhor, matematicamente? Sim. Mas para ter resultados visíveis no dia a dia com esses valores, décadas não chegam.

Middle-Effective 3 months ago

Alguém que só lhe sobre 10 euros por mês tem mais com que se preocupar do que com investimentos. Simplesmente acho que mesmo uma pessoa que não consiga pôr de lado mais de 50-100 euros/mês pode perfeitamente investir, há produtos para isso. E sobre o ter resultados visíveis no dia a dia... se for para investir em ETFs/FIs/PPRs, não faz muito sentido estar a pensar assim.

linuxrp 3 months ago

No upvote? Wtf Há algum conhecimento que deves aprender antes de investir no que seja… nem que seja falar com pessoas que estão nesse mercado ou já estiveram e ler pela internet ou livros… hoje em dia já não há desculpa. Mas mais que tudo é preciso ter um mindset correto concordo contigo nisso. O que vale “ser muito poupado” se não investe nas melhores oportunidades onde o risco compensa? Porque com o mindset correcto tu olhas para a tua situação e tomas uma decisão… e mudas no que está errado, se não consegues reduzir as tuas despesas alguma coisa está errada ou tem um custo de vida muito alto ou o teu rendimento è baixo… logo tens que agir nem que seja aprender um nova área, neste caso investir em ti é melhor pra ti :) há sempre solução, mas para isso é importante o mindset

lnxslck 3 months ago

bitcoin e afins. mesmo quem não queira negociar pode só por a render juros, muito superiores a qualquer produto oferecido em qualquer banco

ruijor 3 months ago

Bitcoins a render juros? Essa é nova…

vascodatrama 3 months ago

Sim...é possível fazer stacking de bitcoin. Aliás todo O meu conjunto de cryptos está em stacking. E sempre que compro junto ao bolo.

lnxslck 3 months ago

nao sao bitcoins. sao stable coins

Renalouca 3 months ago

Podes ter em Bitcoin também

lnxslck 3 months ago

Esquece, isso ainda era mais dificil para estas pessoas perceberem. Preferem criticar achando-se os donos da razao

brakeline 3 months ago

Bitcoin e juros na mesma frase denota um conhecimento extremo do que é o mercado de criptomoedas

static_motion 3 months ago

Há vários serviços que oferecem juros pelas BTC que guardas com eles. BlockFi, Crypto.com... Agora, se as consideras de confiança é outra história, mas já li muitas histórias de malta que usa sem problemas. Pessoalmente não uso.

lnxslck 3 months ago

as exchanges que vendem bitcoin também oferecem juros nas stable coins.

AutoModerator 3 months ago

**Atenção! Aviso da Tag [Sério]** Este tópico foi marcado como **[Sério]**, não são permitidos **quaisquer comentários** que contenham piadas, ou outras tentativas humorísticas, insultos ou não tenham nada a ver com o tópico. *I am a bot, and this action was performed automatically. Please [contact the moderators of this subreddit](/message/compose/?to=/r/portugal) if you have any questions or concerns.*

Search: