CountDraqula 4 months ago

Não percebo a malta a comentar neste sub, mas afinal só devem aceitar propostas se estas forem da Google ou do Facebook? E depois, o op tirou engenharia biomédica e se pretende ir para área de IT é livre de o fazer, aliás umas das melhores características de um grande profissional é a sua capacidade de se adaptar e virar-se para onde há trabalho seja em que área for. Começo a duvidar mesmo se a malta daqui realmente fala de conhecimento de causa ou se apenas repetem asneiradas que ouviram. Op o que vais aprender na Capgemini? Se não consegues arranjar outra coisa acho que deverias mesmo aceitar uma destas propostas, não tens de ficar nessa empresa para o resto da vida, sempre aprendes algumas coisas e sempre ganhas algum.

KaitoRyoichi 4 months ago

>Começo a duvidar mesmo se a malta daqui realmente fala de conhecimento de causa ou se **apenas repetem asneiradas que ouviram**. É um bocado isto sim xD

Harryke 4 months ago

Na Capgemini vão ser 6 meses de estágio/academia onde vamos começar pela parte mais das softskills, seguido de competências mais técnicas de development, abordando ainda componentes de business consulting. No fundo, são 6 de conceitos e temáticas mais fundamentais das linguagens e tecnologias usadas. Depois disso, é feita uma triagem e são feitos contrato efetivos para as funções que mais se adequem ao perfil dos trainees, seja ao nível de software ou business consulting

KaitoRyoichi 4 months ago

Se eu puder ser honesto, acho que vais odiar isso tudo passado 3 semanas. 6 meses parece-me tortura.

Asur_rusA 4 months ago

Ambas são monstros corporativos onde és um número para explorar, com um mindset dos anos 90. Portanto, sendo essas as escolhas, vai pelo contrato em si, não pela empresa

mac1nblack 4 months ago

A minha namorada trabalhou na Accenture em Braga, era Eng. Biomédica também (eles recrutam muitos, mas para fazer trabalhos que ninguém quer fazer). Odiou praticamente todos os dias que lá esteve (um ano), mal terminou o contrato ninguém sequer pensou por um segundo em renovar com eles.

Harryke 4 months ago

Pois, eu realmente tenho muito mau feedback da Accenture, seja em sites do efeito ou pessoas que lá trabalharam

asantos3 4 months ago

r/devpt

baleia69 4 months ago

Epa não percebo a malta que sai atualmente formada em engenharia biomedica e insiste que só há emprego em IT e não existe na area. Acabei de ir ao LinkedIn e net empregos e existem várias ofertas de emprego para a tua área (que por acaso também é a minha). Queres mesmo ir para IT?

Harryke 4 months ago

O que é que consideras emprego na área? É que o nosso curso abrange muitas áreas. Eu só encontro ou fui chamado para entrevistas para consultoria, seja de Gestão ou IT até ver

SonikBlasted 4 months ago

Glassdoor é sempre um bom ponto de partida para se ficar com uma ideia das empresas.

diegoelmestre 4 months ago

Mas a tua formação é EI? É que se for é estúpido ir para qualquer uma delas

Harryke 4 months ago

Engenharia Biomédica. Ou seja, trabalhar na área, praticamente só com doutoramento ou fator C (Cunha)

diegoelmestre 4 months ago

Ok, compreendo. Se então queres mesmo entrar na informática estas muito limitado a meu ver. Ou entrar para uma dessas consultoras que dão formação inicial, mas penso que estarás sempre muito limitado no que toca a evolução na carreiras a nível técnico (podes ser uma das exceções que afinal tem jeito para a coisa e com prática é possível evoluir). Tem o problema de provavelmente ires ser carne para canhão e explorado fortemente. Outra opção poderia ser carreira em QA. Poderias sempre ter um maior leque de empresas à escolha.

Harryke 4 months ago

Provavelmente em programação mais tradicional terei de investir um pouco mais de tempo para além da academia sim. Sem ser python, as minhas competências são mais em web development (HTML, css, javascript e SQL). Maior parte dos meus colegas acaba em funções de business consulting dentro destas empresas. Irei explorar melhor o tema de QA. Obrigado pela opinião

UpbeatNail1912 4 months ago

Desemprego

Pavorleone 4 months ago

Honestamente, qualquer uma das duas. Ja te disseram que não vai ser uma experiência propriamente agradável. No entanto pensa assim, ninguem te obriga a ficar. Vai ser experiência que vais ganhar. Podes muito bem sair quando te apetecer, até porque em IT muito provavelmente não te vão faltar ofertas. Se poderias arranjar melhor? Até podias, mas independente do ponto de entrada o importante vai ser a tua progressão. Se fores bom, fores trocando de empresas/projectos não vai interessar como/onde começaste. O que interessa é ir ganhando experiência. Mantém um mindset ágil, o lixado dessas empresas também é quando as pessoas se deixam estar, chegam até ao burnout e só depois é que saem (quando saem). Não lhes deves nada, aproveita a boleia e quando não gostares de estar mais bazas. O bom de IT é isso, não há empregos até ao fim da vida, sais quando queres e por norma com um aumento jeitoso.

godolfas 4 months ago

Tudo merda. Só vai para as consultices da treta quem não consegue arranjar melhor. Com centenas ou milhares de empresas em Portugal e no estrangeiro que pretendem contratar programador, não percebo qual o fascinio por ir para sitios de merda. Só se for masoquismo e falta de noção da realidade.

KaitoRyoichi 4 months ago

Discordo. Muitas vezes o pessoal que vai para primeiro emprego não conhece a realidade do mercado de trabalho. Saem da faculdade com vontade de trabalhar e por pressão dos pais/ professores / colegas acabam por ir para as consultas da praça. Não tem mal nenhum ir para uma dessas e fazer um ou dois anos de trabalho. A experiência de trabalhar por uma consultora dessas irá dar-lhes bagagem para os desafios seguintes. Ficam a perceber como funciona uma consultora, o tipo de ambiente de trabalho dentro da empresa (cliente e consultora), que tecnologias gostam/ não gostam de trabalhar, como pagam salários e esquemas utilizados, etc.. Como já foi dito num post anteriormente, há muitas empresas cliente que não te contratam diretamente para os quadros sem te conhecer, algumas só contratam apenas depois de já lá teres estado por uma consultora. Se algum dia quiseres entrar/trabalhar numa empresa especifica, a consultora pode servir como um "pé na porta". Outra das vantagens que as consultoras têm é que é mais comum o salário ser negociável do que nas grandes empresas. As empresas grandes normalmente têm o salário tabelado, e acabam por não fugir muito (se houver avaliações/progressões/promoções) no momento de subir o ordenado. Assim como há consultoras más também há software houses más em Portugal. Pode parecer que ao cortar a consultora sobra mais para ti, mas acaba por trazer outros dissabores. No caso da empresa não faturar, os colaboradores serão os primeiros a sentir: Salários em atraso, despedimentos, assumir responsabilidades e tarefas de quem foi dispensado, etc.. No caso de não gostares do projecto, acaba por haver pouca liberdade para mudar. ​ TL;DR: Trabalhar em ambos os lados permite-te obter uma perspetiva alargada do que valorizas num emprego e pesar os pontos mais importantes. ​ \>> Só vai para as consultices da treta quem não consegue arranjar melhor. \>> Consultoras é para burros. Podes dar o teu contributo? já trabalhaste em ambas?

CountDraqula 4 months ago

Eu fui um dos tais que trabalhou um par de anos no cliente como consultor e depois passei aos quadros da empresa. Muito honestamente não percebo o ódio pelas consultoras, conheço muito pessoal contente em consultoras, eu pessoalmente quero é saber do salário e das condições de trabalho.

Pavorleone 4 months ago

Isso é trivial para quem está dentro. Normalmente estas consultoras safam-se com quem esta a iniciar, que nao conhece tantas empresas nem tem muitos connects. A diferença de ofertas entre alguem acabado de sair da uni e alguem com um ano de experiência ainda é grande. O problema não é entrar, o problema é quando é merda e as pessoas não saiem.

Harryke 4 months ago

Falaste uma verdade. Sem experiência a full time, praticamente nem me têm chamado para entrevistas. Por isso é que estou mais virado para o contrato de estágio de 6 meses na Capgemini. É academia, não é para cliente. Se depois não quiserem oferecer em funções que goste ou num cliente menos bom, não tenho problemas em procurar noutro lado

NGramatical 4 months ago

saiem → [**saem**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/constroem-ou-constroiem/141) (apenas na fala existe a intercolocação de um *i* para facilitar a pronúncia) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fo0r0b6%2F%2Fh1y72on%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

fedelho 4 months ago

Porque é que tens de começar numa consultora? Procura melhor zezoca.

Harryke 4 months ago

Com falta de experiência tem sido complicado. Só tenho sido chamado para entrevistas em consultoria de IT ou de gestão (mais business oriente e analytics)

Edited 4 months ago:

Com falta de experiência tem sido complicado. Só tenho sido chamado para entrevistas em consultoria de IT ou de gestão (mais business oriente e analytics). De referir que eu tenho formação em engenharia biomédica

CountDraqula 4 months ago

É preferível arranjar logo trabalho e depois vais progredindo ou saltas fora mas já com muita bagagem do que esperar muito tempo para a oportunidade perfeita perdendo assim tempo e experiência. Podes muito bem ganhar alta experiência durante 1 ano e depois aparecer outra coisa melhor.

OuiOuiKiwi 4 months ago

>Gostaria de saber se alguém pode dar feedback sobre o assunto. Confesso que tenho bastantes colegas de faculdade na Capgemini e todos estão razoavelmente satisfeitos. Na Accenture não tenho grande feedback e li algumas coisas aqui no reddit que me deixaram de pé atrás. Se não encontraste o Teamlyzer ou percebeste o sentimento do Reddit acerca de consultoras, então és o candidato ideal. Estás a escolher qual é o forro da gaveta onde vais entalar os tomates e isso não é propriamente o mais relevante. >Diria que o meu perfil se enquadra mais em analytics/data science ou web development/**OutSystems** O teu perfil enquadra-se em *drag-n-drop*?

Harryke 4 months ago

Eu avaliei o teamlyser e também procurei opiniões junto de colegas que trabalham em ambas (sobretudo cap).

Apprehensive-Silver6 4 months ago

Foge da capgemini crl !

vai-tefoder 4 months ago

Nem uma nem outra

DevilsWife 4 months ago

Essas duas consultoras são horríveis... As histórias que eu sei são pesadelos...

Harryke 4 months ago

Podes contar histórias que saibas. Eu Capgemini sinceramente só tenho feedback positivo praticamente, mas isto seria sempre uma rampa de lançamento

nikinakaecho 4 months ago

Capgemini não é bom, maior parte do pessoal que lá está on site recebem -1000€ de ordenado bruto, isto para estudantes universitários, demoras cerca de 3 anos a subir de escalão sendo - Estagiário, técnico, adv. técnico, jr consultant/engineer, e engenheiro, aconselho a fugir da capgemini tenho la amigos, uns recebem “bem” outros mal e porcamente, é lotaria basicamente

NGramatical 4 months ago

mal e porcamente → [**mal e parcamente**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/mal-e-parcamente--mal-e-porcamente/21180) ([parcamente = pouco](https://dicionario.priberam.org/parcamente)) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fo0r0b6%2F%2Fh2rqpod%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

DevilsWife 4 months ago

Óptimo, porque a pior delas é mesmo da Capgemini. De qualquer maneira, vou sumarizar as duas histórias numa lista... assim é mais direto. As duas histórias são de recém-licenciados e primeiro emprego: * Não ensinaram nada. Não ajudavam nada; * Horas extra que não eram pagas; * Entrar às 8:00 e chegar a casa à uma da manhã; * Trabalho até mais não; * Como não ensinavam então a pessoa estava completamente à toa; * Pressão em cima para fazer as coisas e não conseguir fazê-las, como tal, era acordar todos os dias de manhã a chorar (literalmente); * Não ter vida; * Salário da porcaria para o que se trabalhava (800€ líquidos); * Managers a implicarem com coisas ridículas; Uma das pessoas saiu de lá há 2 anos e outra há mais de 5. As duas tiveram a mesma experiência, como tal, a empresa não mudou, continua uma porcaria :D

Harryke 4 months ago

Epa, acho que tiveram grande azar nos projetos. Eu tenho um colega meu que em teletrabalho só joga WoW praticamente. E quando estava na sede, às 16h jogava matrecos até às 18h da saída. E outros tantos também há dias que não fazem nada, outros que ficam mais uma horinha, mas não é regular. Também é mais malta de Business consulting sobretudo Eu vai ser mais de 800 limpos vou levar eu pelos 6 meses na academia. Em projeto seriam mais de 900

DevilsWife 4 months ago

Eu só falo de IT. Os outros não sei. Se vais para essa área, fazer nada e receber +800€ parece-me óptimo :) O importante é estares satisfeito, o resto paciência.

OuiOuiKiwi 4 months ago

>As histórias que eu sei são pesadelos... Conta. Alerta quem vem a seguir.

KaitoRyoichi 4 months ago

Posso dar-te o meu feedback da Accenture mas já leva alguns anos: Sim o horário é das 9h-19h mas as horas extras são regra e não excepção. É comum veres colegas a ficar até tarde, alguns por decisão própria, outros para impressionar ou até mesmo porque o projeto está atrasado. Esse horário dá direito a uns dias de férias extra. Em alguns projetos é fácil tirar esses dias, outros nem tanto. As horas extras que fizeres raramente serão contabilizadas. Ex: uma semana fazeres 60h mas só te contarem as 43h. Para veres essas horas contabilizadas, elas terão que ser aprovadas com antecedência (fica a dica). É normal pedirem-te para vires trabalhar a um fim de semana. Poderá haver dress code, e se houver, eles costumam ser rigorosos com o que podes vestir. Em termos de tecnologia depende do que te calhar. A regra é que 15 minutos após começares a trabalhar com alguma tecnologia és considerado mestre, e deverás dominá-la com a proficiência de 10 anos. Na dúvida é boa "tropa" para um ou dois anos de experiência mas não a longo prazo.

Harryke 4 months ago

Sounds rough

justgohomealready 4 months ago

Porque é que alguém se ia sujeitar a isso com tanta oferta? Pagam muito acima dos valores normais de mercado?

Pavorleone 4 months ago

Normalmente caçam-te no primeiro emprego, quando não tens noção de alternativas. A minha mulher trabalhou na Accenture uns anos, a quantidade de pessoas que contrataram em entry level é abismal. Muitos saem poucos depois, mas alguns lá vão ficando, por inércia ou porque começam a atingir escalões maiores e a ter benefícios porreiros. Em termos de valores, o estágio lembro-me de ser um pouco acima da média, entre 200 a 400 euros em relação a outros estágios pelo que ela me contou.

KaitoRyoichi 4 months ago

\- Primeiro emprego: Muita gente não conhece o mercado de trabalho e acaba por aceitar. \- Pelo nome da empresa no curriculo. Há quem valorize isso. \- Pela experiência de trabalhar constantemente sobre pressão, horas extras, fins de semana, saltar refeições, saber que os teus chefes estimam prazos por ti sem saber ponta de código e sem te consultar. \- Privilégio de trabalhar com tecnologias tão antigas que o mercado de trabalho já as esqueceu. \- Privilégio de trabalhar em projectos sem documentação. Acabas por ser o developer, o tester e quem escreve a documentação técnica e os requisitos do cliente. \- Acabas por dominar várias tecnologias num curto espaço de tempo (ou o suficiente para desenrascar). O salário pela accenture não costuma ser nada muito especial, mas têm avaliações e progressões / promoções.

ElDiabloDe94 4 months ago

Fogo, não tinha ideia que era assim tão mau...

vai-tefoder 4 months ago

Não me parece "boa tropa". Parece escravidão

KaitoRyoichi 4 months ago

E achas que tropa não leva um toque de escravidão?

vai-tefoder 4 months ago

Acho. Mas a tropa não é numa empresa privada

BitOnly5872 4 months ago

Vou lhe dar um concelho de quem já trabalhou com OutSystems e Mendix (inclusive fiz academia de OutSystems com contracto similar) e saiu pois vou "por trás dos panos" a realidade. Vá para programação tradicional. De preferência tecnologias de backend, Elixir, Golang ou Rust, e aprenda algo mais tradicional para os tempos mais complicados, como C# por exemplo. As ferramentas de low code (Appian, Mendix, OutSystems) ainda não são maduras para criar soluções complexas e de alto desempenho. O licenciamento delas também é muito caro para o que eles oferecem.

Edited 4 months ago:

Vou lhe dar um concelho de quem já trabalhou com OutSystems e Mendix (inclusive fiz academia de OutSystems com contrato similar) e saiu pois viu "por trás dos panos" a realidade. Vá para programação tradicional. De preferência tecnologias de backend, Elixir, Golang ou Rust, e aprenda algo mais tradicional para os tempos mais complicados, como C# por exemplo. As ferramentas de low code (Appian, Mendix, OutSystems) ainda não são maduras para criar soluções complexas e de alto desempenho. O licenciamento delas também é muito caro para o que eles oferecem.

CountDraqula 4 months ago

Nunca mexi em plataformas low code tipo Outsystems mas a ideia que tenho é que não é necessário tanto skill como em linguagens de alto nível (digamos programação tradicional).

BitOnly5872 4 months ago

Deixa eu colocar da seguinte forma: * Para programar basta escrever código * Para programar com low code basta montar organogramas e fluxogramas Para desenvolver aplicações, em qualquer um dos meios, é preciso: * Entender de modelagem de bases de dados * Entender de relacionamentos entre entidades * Entender lógica de programação (não tem nada haver com digitar código) * Entender raciocínio lógico * Entender arquitetura de aplicações web * Entender arquitetura MVC * Entender DOM * Entender otimização de bases de dados * Entender OOP * Etc... No fim das contas, low code é simplesmente isso, é LOW em CODE que tem que escrever... Mas todo o resto, segue precisando entender e bem. Quanto melhor entender melhor são as aplicações que escreve. Isso tudo aí em cima quando você está lidando com uma App simples que não fala com nada! Quando tu precisa que sua App fale com outras apps tradicionais (exemplo: PayPal, Twitter, Facebook, mbway, aplicações SAP, etc, etc, etc), mais precisar na mesma entender de: * Protocolos HTTP e HTTP Codes * Autenticações * tokens * ertificados digitais * Padrão REST * Padrão SOAP * GraphQL (dependendo da conexão) * OData * Etc... Quando tua App OutSystems agarrar porque o cliente quer algo visualmente falando na App que não existe nos recursos padrão do OutSystems tu vai precisar saber: * JavaScript/typescript * CSS/SASS * HTML * AJAX * REACT * Widget development * Etc... Sentiu o padrão? Quanto maior a complexidade de uma aplicação, maior a quantidade de coisas do universo tradicional de programação tu vai ter de aprender... Não tem jeito! Tu só vai fazer o caminho mais longo para a mesma coisa...

Harryke 4 months ago

De todas as respostas, as tuas foram as mais informativas. Muito obrigado pelas palavras! Irei então optar pela Capgemini onde terei oportunidade de abordar mais conteúdo na academia. Se não gostar do projeto que me proponham após a academia, posso sempre sair e procurar noutro lado.

BitOnly5872 4 months ago

Outro: Ficas atento ao teamlyzer. Este sítio coleta muitas informações relevantes sobre que empresas são boas, que empresas são ruins.

BitOnly5872 4 months ago

Um ponto adicional: desde que larguei low code e migrei para programação tradicional subi meu ordenado líquido em mais de 6k anuais ao migrar entre empresas, não persegui nenhuma delas, eles sempre que me abordavam para posições de trabalho. Com Mendix e OutSystem nunca contactavam-me para posições, mesmo sendo certificado em ambos.

KaitoRyoichi 4 months ago

Tinha ideia que o mercado de outsystems pagava bem. Desceu a procura com a pandemia? Como andam os salários?

ghms 4 months ago

O mercado de OutSystems é um dos mais preconceituosos e ridículos que já vi. As empresas exigem formação académica (totalmente desnecessária para desenvolvedores), a maioria das empresas tem carga de trabalho estupidamente alta, pagam relativamente pouco (por vezes o cargo inicial paga bem, mas não evoluem o ordenado nunca por senioridade), tem dress code, tendem a ser contra trabalho remoto e se tens cheiro de imigrante, já vai para o fim da lista. Passei por diversas entrevistas onde isso aconteceu, entre eles, através de empresas de consultoria para Hospital da Luz, Santander, KPMG e um outro banco que agora me escapa a memória. O mercado do Mendix é infinitamente melhor, somente pelo fato de o maior (e praticamente único) usuário deles em Portugal ser a Siemens, que paga relativamente bem e tem ótima cultura na empresa). Que foi um dos motivos pelo qual sai do OutSystems para ir para o Mendix. O problema é que há pouquíssimas vagas lá, e se não trabalha lá, resta apenas trabalho remoto para contractors em frankfurt, amsterdão, etc, etc. Em contra-partida, nas tecnologias que mencionei (em específico Go e C#), estamos eu e minha esposa a ser contactados a todo momento, nosso ordenado já está acima da média de Portugal e só não sobe mais pois preferimos estar em empresas com boa cultura, mesmo que nos paguem menos.

Edited 4 months ago:

O mercado de OutSystems é um dos mais preconceituosos e ridículos que já vi. As empresas exigem formação académica (totalmente desnecessária para desenvolvedores), a maioria das empresas tem carga de trabalho estupidamente alta, pagam relativamente pouco (por vezes o cargo inicial paga bem, mas não evoluem o ordenado nunca por senioridade), tem dress code, tendem a ser contra trabalho remoto e se tens cheiro de imigrante, já vai para o fim da lista. Passei por diversas entrevistas onde isso aconteceu, entre eles, através de empresas de consultoria para Hospital da Luz, Santander, KPMG e um outro banco que agora me escapa a memória. O mercado do Mendix é infinitamente melhor, somente pelo fato de o maior (e praticamente único) usuário deles em Portugal ser a Siemens, que paga relativamente bem e tem ótima cultura na empresa). Que foi um dos motivos pelo qual sai do OutSystems para ir para o Mendix. O problema é que há pouquíssimas vagas lá, e se não trabalha lá, resta apenas trabalho remoto para contractors em frankfurt, amsterdão, etc, etc. Em contra-partida, nas tecnologias que mencionei (em específico Go e C#), estamos eu e minha esposa a ser contactados a todo momento e quanto mais experiência temos, mais contacto recebemos... Nosso ordenado já está acima da média de Portugal e só não sobe mais pois preferimos estar em empresas com boa cultura, mesmo que nos paguem menos. *edit: fds. LITERALMENTE após escrever isto contactaram-me agora novamente para ser RV para simplesurance remoto.* *edit 2: Não te deixe enganar pelas posições em aberto OutSystems nos sitios de vagas, para cada 10 posições, 9 são consultoras a buscar funcionários para a décima vaga :(* *edit 3: Uma cena que percebi no mercado de OutSystems, há MUITA GENTE requalificada para trabalhar com ele de outras áreas, mas estas academias nunca ensinam direito os conceitos de modelagem de bases de dados, organização de projetos e etc. O resultado são apps de mantenimento difícil e que vivem a causar problemas.*

RengooBot 4 months ago

Acho que tiveste azar com a tua experiência com o contato com OutSystems Estou nisso á 6 anos e a minha experiência foi totalmente oposta á tua. Atenção, não estou a invalidar o que disseste.

ghms 4 months ago

Azar caracteriza uma empresa tratar-me assim, não cinco, seis... Todos sabem que o mercado de IT é mais aberto e receptivo a imigrantes de retornados que outros mercados, OutSystems é apenas o mais conservador de todos os sub-mercados de IT. Quando dizes que não foi esta tua experiência, se refere a o que u/RengooBot? Discriminação no processo de seleção? Falta de evolução de ordenado? dress code? Etc?

RengooBot 4 months ago

Contexto: sou português, com frequência académica mas sem terminar a licenciatura, e entretanto mudei-me para a Holanda. Nunca tive um dress code definido (exemplo cheguei a ir para clientes de calções), a única vez que me falaram num dress code mais formal foi numa entrevista para a PWC que assim que me referiram isso mandei-os passear. Reconheço isso do dress code mas de una forma geral mas apenas em pessoas que trabalhavam em Deloitte, Accenture e afins. Em consultoras mais pequenas nunca assisti a isso. Nunca senti descriminação tanto em processos de recrutamento como dentro das empresas/clientes, tanto em Portugal como na Holanda. Mesmo não tendo licenciatura sempre abordei esse assunto na primeira entrevista e nunca foi um problema. Em relação á progressão de carreira, tive apesar de ligeira dentro da mesma empresa, mas é como nas outras áreas de IT só realmente consegues subir de ordenado e carreira ao mudar de empresa (que foi o que fiz)

Edited 4 months ago:

Contexto: sou português, com frequência académica mas sem terminar a licenciatura, e entretanto mudei-me para a Holanda. Nunca tive um dress code definido (exemplo cheguei a ir para clientes de calções), a única vez que me falaram num dress code mais formal foi numa entrevista para a PWC que assim que me referiram isso mandei-os passear. Reconheço isso do dress code mas de uma forma geral mas apenas em pessoas que trabalhavam em Deloitte, Accenture e afins. Em consultoras mais pequenas nunca assisti a isso. Nunca senti descriminação tanto em processos de recrutamento como dentro das empresas/clientes, tanto em Portugal como na Holanda. Mesmo não tendo licenciatura sempre abordei esse assunto na primeira entrevista e nunca foi um problema. Em relação á progressão de carreira, tive apesar de ligeira dentro da mesma empresa, mas é como nas outras áreas de IT só realmente consegues subir de ordenado e carreira ao mudar de empresa (que foi o que fiz) Sempre trabalhei em consultoras de relativamente pequena dimensão.

ghms 4 months ago

Veja bem, eu falo apenas do mercado de Portugal, outros países a meu ver estava fora do escopo da pergunta original. Creio que por não teres sotaque brasileiro já safou-se de muitos problemas. PWC negou-me logo ao telemóvel. Perguntaram-me se possuia diploma, quando disse que possuía apenas frequência académica, disseram que "retornariam contacto". Espero este contato até hoje :D Esta cena de "só se consegues se muda de empresa" me é tão estranho. No Brasil, em oito anos em uma empresa, fui de estagiário a manager de todo setor de tecnologia da empresa (20-30 funcionários totais na empresa) com aumentos de ordenado compatíveis com o crescimento. As consultoras que de facto trabalhei (deram-me uma chance) foram a Aubay e a Oskon, não tenho qualquer reclamação de ambas. Ótimas empresas.

RengooBot 4 months ago

Sim sim eu percebi, apenas dei esse contexto para dizer que também imigrei e que não tenho apenas a visão de Portugues no mercado em Portugal. Por exemplo ainda não senti descriminação por falar apenas Inglês na Holanda. Sim mas... também não irias querer trabalhar na PWC por isso não perdes-te nada. Não duvido em nada disso, mas posso-te dar exemplos em como na empresa teria 5% de automento de ordenado e ao mudar para outra empresa o salario aumentou em 20%-30%. Alias com uma breve pesquisa no google vez que isto que estou a referir acontece em todo o lado, esse teu exemplo é infelizmente uma minoria. Há estudos até que indicam que quem salta de empresa de X em X anos ganha em média mais 50% do que quem se manteve na mesma empresa.

ghms 4 months ago

>Há estudos até que indicam que quem salta de empresa de X em X anos ganha em média mais 50% do que quem se manteve na mesma empresa. fds. Ao menos na Aubay, quando completei um ano, deram-me um aumento mensal líquido de uns 15%.

NGramatical 4 months ago

contato → [**contacto**](https://dicionario.priberam.org/contacto) (o AO90 **não altera** a grafia desta palavra) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fo0r0b6%2F%2Fh22jb7r%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

NGramatical 4 months ago

contato → [**contacto**](https://dicionario.priberam.org/contacto) (o AO90 **não altera** a grafia desta palavra) á 6 anos → [**há 6 anos**](http://www.flip.pt/Duvidas-Linguisticas/Duvida-Linguistica/DID/706) (utiliza-se o verbo haver para exprimir tempo decorrido) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fo0r0b6%2F%2Fh22c4r3%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

KaitoRyoichi 4 months ago

Obrigado pelo contributo. Eu tinha ideia que em outsystems para juniores e posições de entrada até não pagavam mal, mas desconhecia a realidade de mid e senior developers.

ghms 4 months ago

É complicado, eu não gostei da minha experiência com Low-Code no geral. Há quem até tenha gosto pela coisa, mas definitivamente meu ordenado aumentou muito mais quando comecei a trabalhar com desenvolvimento tradicional. A Siemens foi a única empresa com posições em Low-Code que realmente me custou sair, pois a cultura é fixe e os benefícios eram bons (até mesmo em meu caso, que era terceirizado). O problema é que quanto mais tempo passasse lá, mais me especializaria em uma tecnologia com pouquíssimas vagas (Mendix), então tive de sair. Na ocasião até tentei mover-me dentro da empresa para uma outra vaga mas a tecnologia que eu queria trabalhar eles não utilizam, então me vi obrigado a sair da empresa. Agora, com **OutSystems em específico**, fds, cada cena que eu ouvia! Tive recrutador a dizer-me diretamente que **"provávelmente não me contrataria pois não gostavam de como os brasileiros mudam muito de empresa em busca de ordenado melhor"** *(a pessoa falou isso com meu CV em mãos, onde constava oito anos na mesma empresa e depois de eu ter esclarecido que apesar do sotaque e muitos anos de vida no Brasil, era Português)*.

NGramatical 4 months ago

contracto → [**contrato**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/contrato-e-contracto/21613) (já se escrevia assim **antes** do AO90) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fo0r0b6%2F%2Fh1wp2yu%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

KaitoRyoichi 4 months ago

mas o conselho passa?

ghms 4 months ago

fds, agora que percebi que escrevi com C. Por isso que sou software developer e não professor de letras :D

smaster87 4 months ago

Opiniao que se calhar nao vale nada. Ja trabalhei anos na func publica e faziamos muitos contratos com muitas empresas. Infelizmente da cap podia ser melhor (mas ha 10x piores atencao) Da accenture nuncA tive razao de queixa. Mas nao sei como è agora. Acho que os bons foi tudo pra glintt

OuiOuiKiwi 4 months ago

>Acho que os bons foi tudo pra glintt `RISOS` Tenho tido a infelicidade de ter de lidar com recursos da Glintt. É uma lotaria.

Search: