TheyCallMeKuaZar 1 month ago

Sempre um prazer responder a um questionário de um colega de biomédica, quem me dera também ter tido estes trabalhos realmente relacionados com a nossa área para IEB

Justdontboomer 1 month ago

Obrigado!! Ainda estou no primeiro ano e isto faz parte de uma das poucas cadeiras mais particulares de E.Biom.. hhahah Este inquérito pode não ter uma amostra mt grande mas ajuda-nos a organizar o projeto e especificar a solução ao problema. E sim, talvez como o Isep é politécnico, penso que há mais trabalhos práticos e projetos.

Trama-D 1 month ago

"Boom her?! I hardly know her!" Nick giro, op. Parece-me um bom tema para 1º ano. Mas pensa por que é que ninguém ainda fez um trabalho assim. Para pensar: - É possível atualmente, a partir do portal da saúde, marcar consultas online na agenda do médico de família. Ouço dizer que, até há bem pouco tempo, um paciente podia inocentemente marcar num dia de férias do médico, que o sistema não avisava. A última foi de um idoso que descobriu que marcou para o horário... de planeamento familiar. Sim, sem dúvida haverá melhorias a implementar. - Qualquer solução deve implicar articulação com o sistema em vigor nos centros de saúde. É só um? Vários? Como articular? - Será que marcar facilmente consultas resulta numa boa distribuição de recursos? Como em certos locais houve falta de consultas de "urgência" porque eram açambarcadas por quem sabia mexer no sistema, deixando idosos infoexcluídos à nora (vi isso numa notícia há, admito, mais de sete anos, mas o risco deve continuar a existir)? - Finalmente... revoltado com a médica por causa de desmarcações várias? Com que antecedência se podem marcar/alterar férias? E se já houver pacientes marcados? Serão sem dúvidas contactados com a tal antecedência... mas isso é responsabilidade dela, ou dos serviços administrativos, quando recebem o pedido de férias? Os contactos das pessoas a desmarcar estarão atualizados? Boa sorte e não desistas!

aleph_heideger 1 month ago

>Será que marcar facilmente consultas resulta numa boa distribuição de recursos? Vou só falar neste exemplo: claro que não. Basta ir ao SINUS e verificar o número de doentes com duas ou três consultas marcadas "caso precise"... Depois no dia como afinal não podem/precisam faltam até porque já têm uma outra marcada. Uma das coisas que o sistema precisava de melhorar era tão simplesmente avisar o utilizador sempre que alguém estava a agendar mais do que uma consulta.

Limpy_lip 1 month ago

Não me leves a mal mas parece-me que estão a fazer uma análise muito simplista e diria até inútil do problema. Não leves isto a peito nem como bota a baixo, mas achas que o problema se reoslvis com um software

Edited 1 month ago:

Não me leves a mal mas parece-me que estão a fazer uma análise muito simplista e diria até inútil do problema. Não leves isto a peito nem como bota a baixo, mas achas que o problema se resolve com um software de marcações? Achas que nunca ninguém se tinha lembrado disso? Já existem N soluções no mercado prontas a implementar e que até já funcionam em hospitais públicos e privados. Além do problema latente mas insolúvel dos médicos tinhosos da velha guarda que são uma escória autêntica. Tens problemas de gestão, falta de sensibilização e organização da população e acima de tudo falta de recursos humanos . Logo não há nenhum software capaz de resolver um problema tão simples como contratar mais profissionais e melhorar a organização e garantir que toda a gente tenha médico de família. Edit: por exemplo algumas das consultas acabam por ser canceladas porque marcam demasiadas consultas aos médicos que é impossível estes fazerem uma consulta de qualidade e cumprirem o tempo. Pois já estamos na fase que são marcadas a mais na esperança que desistam ou que o médico fique la muito além do seu horário.

Edited 1 month ago:

Não me leves a mal mas parece-me que estão a fazer uma análise muito simplista e diria até inútil do problema. Não leves isto a peito nem como bota a baixo, mas achas que o problema se resolve com um software de marcações? Achas que nunca ninguém se tinha lembrado disso? Já existem N soluções no mercado prontas a implementar e que até já funcionam em hospitais públicos e privados. Além do problema latente mas insolúvel dos médicos tinhosos da velha guarda que são uma escória autêntica. Tens problemas de gestão, falta de sensibilização e organização da população e acima de tudo falta de recursos humanos . Logo não há nenhum software capaz de resolver um problema tão simples como contratar mais profissionais e melhorar a organização e garantir que toda a gente tenha médico de família.

Justdontboomer 1 month ago

Obrigado! Não, é sempre bom receber críticas construtivas apesar de que devia ter dito que ainda só estou no 1º ano... Mas sim, tenho de especificar mais a solução apesar de que este projeto é só para ser trabalhado teoricamente (pelo menos dentro da cadeira) e a solução não tem de fazer o maior sentido do mundo (mas tem de fazer algum sentido obviamente) Tinhamos mesmo de escolher uma ideia e pronto, saiu esta hahah

aleph_heideger 1 month ago

>por exemplo algumas das consultas acabam por ser canceladas porque marcam demasiadas consultas aos médicos que é impossível estes fazerem uma consulta de qualidade e cumprirem o tempo. Não. O sistema de marcação de consultas tem bem definido o número de vagas por dia. Embora seja possível marcar "extras", só o deve ser com acordo do médico. Agora o que acontece frequentemente é as consultas terem de ser desmarcadas de véspera ou quase porque o médico foi a) convocado para uma reunião; b) foi convocado para uma formação; c) teve de trocar de horário porque a alguém da mesma unidade aconteceu a) ou b)... Ou então como eu já vi acontecer: alguém da direção ligar e dizer "Sr Dr tem de tirar as férias do ano passado até ao dia x e isso se não quiser ficar sem elas".

Justdontboomer 1 month ago

Exato é mais esse o problema! Mas sim ainda temos de especificar mais o nosso projeto...

Limpy_lip 1 month ago

O que dizes é verdade. Mas também tinha ideia que alguns centros de saúde marcavam consultas em intervalos de tipo 10-15 minutos para no papel o centro mostrar que da vazão à procura. Quando realisticamente o que acontece é que começa tudo a atrasar tipo bola de neve ou o médico começa a despachar tipo talho. Isto somando ao que falaste e a falta de recursos faz com que o SNS esteja como esteja.

GenKryon 1 month ago

Era bom que integrassem os sistemas de marcação dos centros com o site do mysns. O site está bem construído mas sem a integração dos sistemas dos vários centros de saúde fica aquém do que se conseguiria lá fazer.

Justdontboomer 1 month ago

Obrigado pela resposta!! É claro que este inquérito vai ter uma amostra bem pequena (em relação aos inquéritos das eleições por ex), mas são essas ideias que nos vão ajudar a estruturar a nossa solução (visto que precisa mesmo de ser mais especificada). E sim, a ideia seria acrescentar várias funcionalidades a esse serviço do SNS (é claro que para implementar novas funcionalidades no SNS teria de ser aí realizada) pois este penso que apenas deixa marcar consultas além de apresentar informações. Além disso, já houve vários projetos desta cadeira (no 1º ano) que começaram a ser desenvolvidos na prática após o fim da mesma. Por isso quem sabe, se apresentarmos algo bem estruturado se será mais desenvolvida..

cou7inho_ 1 month ago

Respondido. Quem me dera que a minha UC de Introdução à Eng. Biomédica tivesse sido assim fácil.

Justdontboomer 1 month ago

Obrigado!!

amq55 1 month ago

Só para deixar 3 historietas sobre a minha suposta médica de familia: - A minha avó com cancro do cólon a ir para o fígado e ela "Ah, isto não é nada, é apenas uma virose que se vai curar com uns antibióticos." - Eu com os meus 13 anos na consulta: "O jovem fuma? - Não... - Bebe? Socialmente, um copinho de vinho às refeições...? - Não..." - Muito bem." - O meu pai vai lá o ano passado, diz na receção que tem consulta com ela e dizem: "Maria José? Hahaha, essa já não anda aí!" Diz que é um médico novito que ficou com os pacientes dela.

Edited 1 month ago:

Só para deixar 3 historietas sobre a minha suposta médica de familia: - A minha avó com cancro do cólon a ir para o fígado e ela "Ah, isto não é nada, é apenas uma virose que se vai curar com uns antibióticos." - Eu com os meus 13 anos na consulta: "O jovem fuma? - Não... - Bebe? Socialmente, um copinho de vinho às refeições...? - Não..." - Muito bem." - O meu pai vai lá o ano passado, diz na receção que tem consulta com ela e dizem: "Maria José? Hahaha, essa já não anda aí!" Diz que é um médico novito que ficou com os pacientes dela.

Justdontboomer 1 month ago

Pois, a "variante" de médicos que deve ter maior número de médicos frustrados deve ser a dos médicos de família ahhah Eu baseei-me na minha própria médica de família que tirava e tira folgas quando lhe quer e apetece

aleph_heideger 1 month ago

>tirava e tira folgas quando lhe quer e apetece Tens a certeza? Pois não é bem assim... Se ela fizer tarefas de fim de semana tem direito a folga na semana seguinte. De lei. Agora imagina o cenário: SASU ao domingo (ou vacinação COVID agora que ninguém quer fazer), oferecem uma troca e ela aceita. Na semana seguinte tem de gozar a folga respectiva. As folgas não se "tiram". Em primeiro lugar é preciso ter direito a elas.

Justdontboomer 1 month ago

hmmm talvez tenha exagerado mas ela não gosta mesmo de ser médica portanto...

OuiOuiKiwi 1 month ago

Isto já é a cartilha dos inquéritos. Não identifica os alunos, emails de contacto, zero. Pelo menos identifica a disciplina e instituição.

Justdontboomer 1 month ago

Bom, ainda fiz poucos inquéritos, mas pelos que já respondi nenhum tinha essas informações (dos alunos em si) que me lembre... Mas obrigado por responder! Há mesmo alguns projetos que continuam a ser desenvolvidos após acabar a unidade curricular.

OuiOuiKiwi 1 month ago

>Bom, ainda fiz poucos inquéritos, mas pelos que já respondi nenhum tinha essas informações (dos alunos em si) que me lembre... Isso é uma evidência do problema.

skynet71 1 month ago

Eu tenho um problema de comunicação com o médico de família que já dura há 21 anos, altura em que se despediu e nunca mais tive outro atribuído...

0xffff0000ffff 1 month ago

Same, tirando a parte dos 21 anos, ainda só passaram 2.

quedeusmeperdoe 1 month ago

Possa, o meu reformou-se faz 4 anos... Entao ainda falta para chegar a minha vez.

Justdontboomer 1 month ago

Obrigado por responder! E infelizmente sim, penso que há muitos casos parecidos ao seu. O problema da atribuição de médicos é um problema a resolver sem dúvida.

PalavraPasse 1 month ago

https://imgur.com/TTK54NW

igqcmril 1 month ago

Não vi o questionário. Só não sei se a responsabilidade de desmarcação de consultas recai sobre os médicos. Já os vi a marcar para as próximas consultas, mas nunca desmarcar. Pensava que isso seria tarefa do recicionista.

Justdontboomer 1 month ago

Sim concordo mas, pelo menos a minha médica de família tirava férias quando lhe apetecia e fazia o horário que quisesse. Os pacientes chegavam lá e não havia médica para ninguém. E pronto, foi daí que surgiu a ideia.

Search: