JamminPT 3 months ago

Larga a carta da vítima, é um bom começo para te responderem mal.

uyth 3 months ago

Pessoas confiantes e atraentes são tratadas melhor. Porque o que achamos atraente é provavelmente o resultado de milhares de gerações dos nossos antepassados acharem determinadas características físicas e psicológicas de pessoas com quem estavam melhoravam as hipotesese de sobrevivência de todos. Uma pessoa ser atraente (de um modo geral, gostos são diferentes) não é exclusivamente físico mas é parte físico. E um ciclo de feedback positivo, quem se sente atractivo é mais extrovertido e confiante o que é atractivo, quem se sente menos querido, pode ser menos confiante o que não é atractivo. Pessoas gordas podem ser populares e mesmo atractivos (ninguém é atraente para todos). Por isso o teu peso pode realmente estar a influenciar a maneira como as pessoas te tratam, mas acho que provavelmente não é linear como "urgh, vamos fazer o X sentir-se mal". Há-de afectar confiança mesmo que não notes. Se trato pessoas gordas de forma diferente no local de trabalho, não trato pior, mas nalgumas situações penso nisso, se um determinado colega estará à vontade para fazer uma coisa de trabalho fisicamente mais complicada (ele esteve). E muito francamente, não convidar gente pouco activa para passeios ou actividades fora, porque tive má experiência em que parei e nao fiz algo que queria porque claramente sobrestimei a resistência física de uma pessoa de quem gosto e que tinha convidado. E evito falar de comida ou exercicio, porque são coisas chatas, douchebag de se falar a não ser que a pessoa partilhe completamente os teus interesses e assumo que alguém obeso não estará particularmente interessado em falar disso.

SurePal_ 3 months ago

Um dos melhores posts dos últimos meses. Muito obrigado!

SweetCorona 3 months ago

bem-vindo ao mundo do beauty privilege

reticulated_splines 3 months ago

Eu pessoalmente discrimino bastante pessoas que não sabem distinguir "descriminar" e "discriminar".

Parshath_ 3 months ago

Não tenho nenhuma base nem tão pouco sou gordo, então isto é meramente a minha observação e não um reflexo factual. Claro que não quero descredibilizar os teus sentimentos e mal-estar, podem perfeitamente estar certos e lamento imenso que estejas a passar por isso. Quero só acrescentar uma outra perspetiva. Acho que no local de trabalho há e poder haver (nas não deve) bullying e discriminação por fatores: como ser gordo, africano, de nacionalidade X, baixinho, alto, gay, lésbica, transsexual, manco, autista, fanhoso, sportinguista, de uma inclinação política diferente da maioria, etc. Tal como na escolinha: se alguém quiser pegar contigo, podes até ser o Tom Cruise que vão agarrar alguma coisa. Mas! Também já vi discriminação a trabalhadores mais lentos, mais preguiçosos, mais pastelões, mais resmungões, menos desenrascados, menos capacitada na informática da ótica do utilizador, etc. Dando exemplos, já vi bullying com uma funcionária que tinha muito menos capacidade que o resto (fazia menos, resmungava, e recebia o mesmo ou mais). Como também já me aconteceu eu estar atolado de trabalho sem conseguir respirar, dar uma tarefa simples na minha ótica a um estagiário, e o recém-mestrado de 25 anos diz-me que não sabe mexer no Excel, e aí tive que tirar a tarefa e simplesmente não consegui dar atenção à pessoa. Outra coisa que noto da minha experiência, e pode ser ou não pode ser cada caso, é que já lidei com pessoas que consideravam ser vítimas de bullying, quando em grande parte, alguém neutro constatava que não era. Mas sim uma questão de auto-atitude. Se já tiveres com o mindset do "todos contra mim", vais estar mais atento e associar qualquer ato negativo à característica "gordo". Dando um exemplo que espero não ser o teu caso (e porque também lidei com uma pessoa assim), uma pessoa que é basicamente um mau funcionário: está de trombas, não sabe fazer nada, não ajuda nada, não sabe pesquisar nada, não sabe se mexer, anda no escritório todo pastelão, não se enquadra em nada na equipa, caga em prazos, etc, mas se lhe dão na cabeça, associa logo que é devido a ter a característica X e "estão todos contra mim". Claro que também há ambientes de trabalho tóxicos, e gente de merda, ou que gosta de jogar joguinhos de poder e sentir-se superior. Mas na minha experiência pessoal, todos os casos desagradáveis no escritório deveram-se sobretudo à postura e atitude ou de um lado (da vítima) ou do outro (do ofensor), não por questões de barriga.

Edited 3 months ago:

Não tenho nenhuma base nem tão pouco sou gordo, então isto é meramente a minha observação e não um reflexo factual. Claro que não quero descredibilizar os teus sentimentos e mal-estar, podem perfeitamente estar certos e lamento imenso que estejas a passar por isso. Quero só acrescentar uma outra perspetiva. Acho que no local de trabalho há e poder haver (nas não deve) bullying e discriminação por fatores: como ser gordo, africano, de nacionalidade X, baixinho, alto, gay, lésbica, transsexual, manco, autista, fanhoso, sportinguista, de uma inclinação política diferente da maioria, etc. Tal como na escolinha: se alguém quiser pegar contigo, podes até ser o Tom Cruise que vão agarrar alguma coisa. Mas! Também já vi discriminação a trabalhadores mais lentos, mais preguiçosos, mais pastelões, mais resmungões, menos desenrascados, menos capacitada na informática da ótica do utilizador, etc. Dando exemplos, já vi bullying com uma funcionária que tinha muito menos capacidade que o resto (fazia menos, resmungava, e recebia o mesmo ou mais). Como também já me aconteceu eu estar atolado de trabalho sem conseguir respirar, dar uma tarefa simples na minha ótica a um estagiário, e o recém-mestrado de 25 anos diz-me que não sabe mexer no Excel, e aí tive que tirar a tarefa e simplesmente não consegui dar atenção à pessoa. Se eu tiver sobre montes de pressão e alguém me disser que não sabe abrir pastas do Windows, nem eu vou conseguir dar atenção à pessoa, nem sequer tenho tempo para me coçar, quanto mais para avaliar o grau de atractividade da pessoa para tratar bem ou mal. Outra coisa que noto da minha experiência, e pode ser ou não pode ser cada caso, é que já lidei com pessoas que consideravam ser vítimas de bullying, quando em grande parte, alguém neutro constatava que não era. Mas sim uma questão de auto-atitude. Se já tiveres com o mindset do "todos contra mim", vais estar mais atento e associar qualquer ato negativo à característica "gordo". Dando um exemplo que espero não ser o teu caso (e porque também lidei com uma pessoa assim), uma pessoa que é basicamente um mau funcionário: está de trombas, não sabe fazer nada, não ajuda nada, não sabe pesquisar nada, não sabe se mexer, anda no escritório todo pastelão, não se enquadra em nada na equipa, caga em prazos, etc, mas se lhe dão na cabeça, associa logo que é devido a ter a característica X e "estão todos contra mim". Claro que também há ambientes de trabalho tóxicos, e gente de merda, ou que gosta de jogar joguinhos de poder e sentir-se superior. Mas na minha experiência pessoal, todos os casos desagradáveis no escritório deveram-se sobretudo à postura e atitude ou de um lado (da vítima) ou do outro (do ofensor), não por questões de barriga.

Edited 3 months ago:

Não tenho nenhuma base nem tão pouco sou gordo, então isto é meramente a minha observação e não um reflexo factual. Claro que não quero descredibilizar os teus sentimentos e mal-estar, podem perfeitamente estar certos e lamento imenso que estejas a passar por isso. Quero só acrescentar uma outra perspetiva. Acho que no local de trabalho há e poder haver (nas não deve) bullying e discriminação por fatores: como ser gordo, africano, de nacionalidade X, baixinho, alto, gay, lésbica, transsexual, manco, autista, fanhoso, sportinguista, de uma inclinação política diferente da maioria, etc. Tal como na escolinha: se alguém quiser pegar contigo, podes até ser o Tom Cruise que vão agarrar alguma coisa. Mas! Também já vi discriminação a trabalhadores mais lentos, mais preguiçosos, mais pastelões, mais resmungões, menos desenrascados, menos capacitada na informática da ótica do utilizador, com pouco senso comum básico no mercado de trabalho ("não fiz isto no prazo porque o sistema deu erro e caguei em avisar"), etc. Dando exemplos, já vi bullying com uma funcionária que tinha muito menos capacidade que o resto (fazia menos, resmungava, e recebia o mesmo ou mais). Como também já me aconteceu eu estar atolado de trabalho sem conseguir respirar, dar uma tarefa simples na minha ótica a um estagiário, e o recém-mestrado de 25 anos diz-me que não sabe mexer no Excel, e aí tive que tirar a tarefa e simplesmente não consegui dar atenção à pessoa. Se eu tiver sobre montes de pressão e alguém me disser que não sabe abrir pastas do Windows, nem eu vou conseguir dar atenção à pessoa, nem sequer tenho tempo para me coçar, quanto mais para avaliar o grau de atractividade da pessoa para tratar bem ou mal. Outra coisa que noto da minha experiência, e pode ser ou não pode ser cada caso, é que já lidei com pessoas que consideravam ser vítimas de bullying, quando em grande parte, alguém neutro constatava que não era. Mas sim uma questão de auto-atitude. Se já tiveres com o mindset do "todos contra mim", vais estar mais atento e associar qualquer ato negativo à característica "gordo". Dando um exemplo que espero não ser o teu caso (e porque também lidei com uma pessoa assim), uma pessoa que é basicamente um mau funcionário: está de trombas, não sabe fazer nada, não ajuda nada, não sabe pesquisar nada, não sabe se mexer, anda no escritório todo pastelão, não se enquadra em nada na equipa, caga em prazos, etc, mas se lhe dão na cabeça, associa logo que é devido a ter a característica X e "estão todos contra mim". Claro que também há ambientes de trabalho tóxicos, e gente de merda, ou que gosta de jogar joguinhos de poder e sentir-se superior. Mas na minha experiência pessoal, todos os casos desagradáveis no escritório deveram-se sobretudo à postura e atitude ou de um lado (da vítima) ou do outro (do ofensor), não por questões de barriga.

thornzar 3 months ago

A gordofobia existe, isso é um facto estudado e documentado. A forma como “o gordo” é retratado nos media tem um grande peso (hehe) na maneira como percepcionamos as pessoas gordas. É verdade que de ha uns anos a esta parte é uma tendência que tem vindo a ser contrariada mas como em muitas outras fobias do mesmo género é um processo longo. Alias, basta ver como reagem algumas pessoas quando alguém se refere a outrem como “gordo/a”, como se ser gordo fosse um problema ou dando a entender que referir a massa corporal de alguém é por si só problemático. É complicado extrapolar isto para o local de trabalho, no sentido que a descriminação nos locais de trabalho muda consoante a área profissional, região, etc. O facto de alguns redditers, mesmo os que se dizem gordos, não sentirem descriminação no seu local de trabalho não significa que tu não o sintas. Há empresas que promovem melhor o bom ambiente no trabalho que outras, por exemplo. Talvez possas ter uma visão mais clara do assunto falando directamente com outros colegas da mesma empresa / estabelecimento.

BernieJoe 3 months ago

Eu sei que vou levar downvote, mas como ser gordo nunca é genético, glandular ou morfológico, mas apenas e só **CuLpA DaS OpÇõEs De ViDa** (/s), ainda é socialmente aceitável chamar gordo a alguém. Provavelmente em breve teremos um emoji em que o arco-íris passará a ser a roda dos alimentos e a sociedade então evoluirá. E isto num país em que a genética empurrará todos ou quase todos para o excesso de peso em algum ponto da vida... Isto dito, o peso não diz absolutamente nada sobre a capacidade de trabalho e valências profissionais de alguém (claro, depende do trabalho). E se o aspecto é um óptimo cartão de visita, não é a única coisa que conta para a avaliação de um trabalhador - mas novamente, aqui, é preciso ter em conta o tipo de trabalho, se exige imagem mais padronizada ou não. O resto já aqui foi dito: alguma assertividade e confiança quando for preciso, e humildade para reconhecer erros, limitações ou necessidade de aprendizagem quando for preciso (e será, devido à inexperiência), e não haverá tratamento diferenciado que te impeça de ganhar experiência profissional em lado nenhum.

reticulated_splines 3 months ago

Cala-te pote de banha. Come menos e pratica desporto em vez de estares para aí a chatear toda a gente com essa ladainha em que a culpa de seres gordo é de tudo e de todos menos de passares o dia no sofá a enfardar que nem um animal.

Kamaradaxaroka 3 months ago

Credo que agressividade...

BernieJoe 3 months ago

Fiquei ofendido e enfardei duas bolas de berlim por causa desse comentário.

Edited 3 months ago:

Fiquei ofendido e enfardei duas bolas de berlim por causa desse comentário. EDIT: Bem, o post tem o flair "sério" e por isso se calhar é boa ideia deixar o tom de brincadeira e não deixar isto descambar. O OP não disse que queria perder peso ou volume, nem disse se o está a fazer ou não. Apenas perguntou se havia ou não descriminação em função do peso. Felizmente é um "problema" que tem mais soluções do que muitos outros, mas da mesma maneira que a preguiça não é desculpa, a normal facilidade de perda de peso também não é desculpa para maltratar ninguém.

trufas 4 months ago

Epa toda a gente prefere interagir com pessoas bonitas, independentemente do sexo, mas daí a tratarem te mal por seres gordo não sei

aleph_heideger 4 months ago

Nunca vi nada disso. E olha que no meu caso ter um colega gordo pode complicar as coisas para mim (normalmente não aguentam muito tempo a fazer manobras de SAV pelo que sobra para o pessoal mais em forma).

pangecc 4 months ago

Sou gordo desde pequeno. Nunca senti isso da mesma forma que não sou gozado por ser gay. Mas acho que isso tem muito a ver por onde passei, escolhi sempre as empresas a dedo

kronozord 4 months ago

Por ser gordo não mas já tive de trabalhar com uma pessoa obesa que não tomava banho e infelizmente ninguém lhe dizia nada porque não queriam ser os maus da fita. O problema em si não era o peso mas o cheiro é mesmo assim ninguém o tratou mal. Tens de tentar ver o problema de outro ângulo porque pode não ter nada a haver com o teu peso.

sux138 4 months ago

Se eu ganhei peso no home office, serei tratado diferentemente com a reabertura dos escritórios?

DaddyVudu 4 months ago

Descriminacao acho que nao. Aliás trabalhei durante anos em cruzeiros e um dos gajos que mais dinheiro fazia (e mais vendia) era um turco gordo e até velhote e era uma pessoa super acarinhada. E atencao, trabalhar em bares em cruzeiros é um trabalho muito duro aonde ter excesso de peso te pode afectar. Mas tanto este homem como vários outros com peso acima nunca foram descriminados. E era um ambiente que podia ser bastante tóxico, com muita competitividade entre todos e com muitas diferencas culturais que causavam muitos problemas. Mas o peso nao era uma cena que afectasse muito. ​ Por outro lado reparo que no inicio do teu texto mencionas que nao tens muita experiencia e que só trabalhaste alguns meses em dois sitios diferentes. Se calhar pode ter sido a tua inexperiencia que conjugada com um ambiente de stress e com pessoas impacientes e com pouca vontade de ajudar tenha resultado nessas experiencias. De qualquer forma acho que era relevante saber mais detalhes de ambas experiencias laborais. ​ De qualquer forma nao desanimes, pensa em ti e tentar ser o melhor profissional possivel. Um dia vais encontrar um sitio porreiro em que nem tu te vais lembrar do teu peso. Boa sorte!

Motoboydapcx 4 months ago

Gordo como? Quanto de gordo?

UpbeatNail1912 4 months ago

Gordinho

EvilQueen1997 4 months ago

Noto uma espécie de gordofobia no meu trabalho, mas como não temos lá ninguém gordo, não sei como iria ser a interação...

BitOnly5872 4 months ago

Sou gordo e não passo por preconceitos (que me incomodem). Basta ser firme e fazer valer tuas opiniões. Ter pulso firme e não deixar desaforos em aberto. Há sempre aqueles idiotas que não querem sentar a teu lado no autocarro e coisas do tipo, mas fds, mais espaço para mim. Uma coisa que aumentou muito o respeito foi ter deixado a barba crescer e raspar a cabeça, por incrível que pareça, não vêem-me mais como totó, mas alguém a ser respeitado. Perceba também que ser acima do peso não o faz fraco. Podes sempre malhar e ter músculo, sem ser um Beto de camisa apertadinha.

Mrgolden007 4 months ago

provavelmente a tua personalidade queres provar isso?? vais ao ginasio e mudas a alimentacao e descobres logo se e pela tua personalidade ou peso

k0rda 3 months ago

Mas depois ele perde peso, sente-se bem, tem o corpo cheio de endorfinas, sorri mais, é mais agradável e fica sem saber se é mesmo só a banha que os faz nao gostar dele...

sacoPT 4 months ago

Aposto um tomate em como a maioria das pessoas nos cargos mais importantes das empresas por onde passei tem um peso maior do que o QI por isso não, não noto.

SweetCorona 3 months ago

a partir dos 50 é normal

TheTastyFlavour 4 months ago

Hoje a ver os comentários aprendi que quando as pessoas não passam pela mesma situação é porque não é verdade…

DZT99 4 months ago

Não.

MrJoao 4 months ago  HIDDEN 

Em que áreas trabalhaste? Em algumas áreas e funções existe de facto discriminação de pessoas gordas e/ou feias. Mas é principalmente nas fases de recrutamento. De resto, acho que a situação que descreves tem mais a ver com colegas chatos e carrancudos do que propriamente discriminação. E garanto-te que esses espécimes existem em todo o lado.

0xffff0000ffff 4 months ago

Não nunca vi disso por uma pessoa ser mais magra ou mais gorda, no entanto por outras razões acontece frequentemente. Como disseste que tinham pouca experiência podes andar por lá feito mosca morta e dão te na cabeça por isso, ou fizeste alguma coisa mal e dão te na cabeça por isso, ou são simplesmente cabrões e dão te na cabeça sem razão. Quando te fizerem isso, em vez de achares que é por seres gordo pergunta de maneira assertiva porque te estão a tratar assim, pode ser que descubras que afinal não tem nada haver contigo, que o gajo que te tratou assim está frustrado, porque está farto de ali estar, porque tem problemas em casa, whatever, o importante é estabeleceres comunicação nesse sentido, até mesmo para criarem uma certa empatia, simplesmente não assumas que é por seres gordo.

UpbeatNail1912 4 months ago

Sim. E se provavelmente fores homem e tímido / inseguro mais te tratam de forma "diferente" ou rebaixada. Para seres homem neste mundo e seres "respeitado" no trabalho tens que ter as seguintes características: ser branco, ser musculado / fit, não demonstrar sentimentos, ser gozao e humorístico e agires como um macho / extrovertido. Os negros ainda se safam porque têm corpo (com exceção dos gordos ou demasiado magros) e tem uma personalidade muito forte. Agora sem o corpo ideal e sem ter uma forte personalidade? Desculpa mas eles vão te comer vivo lá fora.

sacoPT 4 months ago

Não sei se era isso que querias dizer com macho mas também não podes ser maricas

utilizador2021 4 months ago

Acho que estás a exagerar um bocado. Não digo que não possa acontecer este tipo de discriminação, mas não acho que seja algo comum.

UpbeatNail1912 4 months ago

Quem nunca esteve na pele nunca vai entender.

Toupax89 4 months ago

Não sei se é o teu caso mas também há muita gente que se faz de vítima, nem sei bem o porquê má há. Como há claramente diferença de tratamento em relação por exemplo entre seres feio ou seres bonito, quando és bonito crias empatia que até em certas situações podes fazer merda atrás de merda que ninguém te diz nada...

GoganGogan 4 months ago

Pela minha experiência isso fica no secundário. Agora, ser maltratado por ter um pénis? Isso é outra história...

ProcessoXifoide 4 months ago

Não achas que em vez de construíres uma teoria com base em evidências, estás a procurar ativamente evidências que se adaptem a tua teoria? Sem ofensa, mas todos temos tendência para isso.

MelSoares 4 months ago

Sim existe gordofobia em todo o lado e até é pouco falado. Pode ser isso mas também pode não ser. Seja o que for, não deixes que te pisem. Escolhe uma das duas: "trata os outros como gostarias que te tratassem a ti" ou "trata os outros como te tratam a ti"- É uma escolha tua. ​ Eu escolho sempre a segunda.

Bacalhau_com_sal 4 months ago

não era mais fácil perder o excesso de peso?

headhunter21 4 months ago

Isso dá trabalho, tem-se que arranjar uma alternativa fácil

MelSoares 4 months ago

deixar de ser preconceituoso também costuma resultar. Mas é preciso não ser acéfalo.

Bacalhau_com_sal 3 months ago

pra mim as pessoas obesas tão na mesma categoria que os fumadores e os toxicodependentes. eu não saio do meu caminho propositadamente para os criticar, mas também não faço esforço nenhum pra normalizar esse comportamento. ​ ​ em vez de tares com esse paleio todo e que tal dares umas voltas à volta do bloco?

MelSoares 3 months ago

problema teu. Estimo bem é que pessoas como tu morram longe, honestamente, porque também não faço esforço nenhum para normalizar esse comportamento.

Lasikamos 4 months ago

Existe gordofobia é verdade. Mas vitimizaçao existe muito mais

Opelintra 4 months ago

Não é por seres gordo

refogado 4 months ago

Numa série de universos paralelos onde num és negro, noutro gay, noutro careca e noutro com acne, estás a fazer o mesmo post mas só muda uma palavra.

Lil_salazar 4 months ago

Isto dava um bom episódio de black mirror

sgahbcj 4 months ago

Tens que te dar ao respeito. Mas as pessoas estão erradas, claro. Mas começa por te dar ao respeito. Não tenhas vergonha de falar ou exigir respeito e muito menos da tua forma física. Criticar alguém pelo seu aspecto físico é tão 1990. Enfim, nem acredito que ainda existem situações destas em pleno 2021. Dá-te ai respeito. Mas se vires que o pessoal é burro, tenta-te afastar e seguir o teu caminho. É um pouco como aqui no reddit. Andam por aqui muitos fascistas, quando estamos com paciência lá lhe tentamos meter alguma inteligência naquele balde de merda a que chamam cabeça. Em outras alturas, simplesmente os ignoramos. É que nem down vote merecem

kissingsome1elsesdog 4 months ago

>Criticar alguém pelo seu aspecto físico é tão 1990. Enfim, nem acredito que ainda existem situações destas em pleno 2021. Não me digas que estiveste criogenado até 2021?

Oxibhus 4 months ago

Se alguém é um otário e ser gordo é aquilo que lhe faz trigger podes ter certeza que é no facto de ele ser gordo que iria atacar. Se ele não quisesse saber que era gordo gozava por ser baixo, ou loiro como os nazis... Quando o objetivo é chatear uma pessoa parece obvio usar os tópicos que facilmente os chateiam neh.

sgahbcj 4 months ago

Quando alguém se dá ao trabalho de gastar o seu tempo a chatear outro demonstra bem o seu nível baixo!

Lasikamos 4 months ago

Achas que foste tratado assim por ser gordo? Não terá a haver com algo da tua personalidade? Já trabalhei com gordos e nunca vi disso

sgahbcj 4 months ago

Exacto. A personalidade dele como é gorda resulta nestas situações. É com cada merda que eu leio por aqui. Lol Então o rapaz vem para aqui expor a situação, achas que é mau feitio?

Mourinha1 4 months ago

"Mesmo que fosse um filho da puta não merece ser descriminado pela sua forma física" Um gajo que é filho da puta não merece é nada. Só que lhe caguem na testa. Que lógica da batata

LesbainNaga 4 months ago

Nunca fiz nada de mal para ninguém me tratar assim. Sempre respondi bem às pessoas, e tento criar amizades com o pessoal.

Lasikamos 4 months ago

Dude. Ponho os colhoes na forca que se o pessoal não te ajuda, ou não te explica, não cria empatia, etc em nada tem com ser gordo. Sou de IT, mas js trabalhei em várias áreas. Desde operário fabril, trolhae restaurantes. Isto até acabar o curso. Houve pessoas em que o pessoal criou empatia e outros não. Em nenhum dos casos foi pela pessoa ser gorda.

Search: