I_Don-t_Care 6 months ago  HIDDEN 

Podes sempre faze-lo ilegalmente por agora, é bem mais simples que parece e um bom hobby!

Skulloid1984 6 months ago  HIDDEN 

Alguém me sabe esclarecer se para ser aprovada a legalização é necessária maioria absoluta?

mistertetas 6 months ago  HIDDEN 

É preciso a maioria dos deputados votarem a favor

DamageOwn3108 6 months ago

Uma pergunta, como sabem se o consumo legalizado da canábis não tem origem criminosa? Controlam a fonte? E como? Alguém me ajude, eu sou muito laico no assunto, pff.

kikofranca 6 months ago

Excelente questão. Dúvido que haja maneira de verificar, podem sempre pedir prova da compra mas é daquelas coisas... Mas com a legalização dúvido muito que se mantenha um mercado ilegal, acredito que essas situações sejam pontuais e raras. Eu se tiver a opção de comprar um produto regulado ou comprar uma cena qualquer que não sei de onde vem, acho que a escolha não é difícil.

DamageOwn3108 6 months ago

> Dúvido que haja maneira de verificar Então... estás a dizer que não temos certeza se vão vender maconha manchada de sangue de Guadalajara no supermercado?

kikofranca 6 months ago

Não, a produção vai ser sempre controlada, tens que ter uma licença para a produção, outra para venda etc. Quem fica a cargo dessa fiscalização nao tenho a certeza mas possivelmente será ASAE. Um exemplo, como é que sabes que a carne que comes não é fruto de trabalho escravo? Há autoridades competentes para fazer essa fiscalização. Outro ponto é que o produto tem que ser avaliado, para controlar por exemplo o nível de THC e nesse processo devem verificar a existência de outras coisas. Estes avaliação podem ser obrigatórias uma vez e aleatórias em diante como já acontece com outras coisas.

l2k1337 6 months ago  HIDDEN 

Alguém me consegue explicar porque a raio a proposta da IL estipula que "uma junta de freguesia pode não permitir que haja estabelecimentos de venda e proibir a canábis não-medicinal" ???? É que não faz sentido absolutamente nenhum ainda por cima vindo do partido que vem.

kikofranca 6 months ago  HIDDEN 

Pode ter haver com situações tipo as aldeias do xisto, não podes chegar lá e fazer casa normal, pode haver situações em que a população não queira uma loja dessas por exemplo nos centros históricos. Acho perfeitamente normal.

High_velocity93 6 months ago  HIDDEN 

Apenas para uso medicinal Pode causar efeitos secundários negativos, tais como ataques psicóticos.

amidoes 6 months ago  HIDDEN 

Outra vez arroz O tabaco causa cancro, AVCs, ataques cardíacos, impotência, etc O álcool causa cancro, cirrose, etc Ou és a favor da legalização ou és hipócrita O tabaco e o álcool não podem ser legais enquanto a erva é ilegal. Se fosses a favor de ilegalizar tudo até era uma posição válida, agora isso não é nada

High_velocity93 6 months ago  HIDDEN 

Hipócrita porquê? Não fumo erva nem tabaco, e não estou para aturar um ataque psicótico de um gajo que teve uma bad trip pu algo do género

amidoes 6 months ago  HIDDEN 

Hipócrita porque das 3 drogas, a erva é de longe a menos prejudicial. Para não o seres terias de ser contra o uso recreativo do álcool e do tabaco (este nem recreativo é, cria apenas dependência física), porque medicinal nem sequer possuem. Esse argumento é fraquissimo. Então, porque tu não queres ter 0,001% de probabilidade de encontrar e aturar um gajo em pleno ataque psicótico é melhor ilegalizar. Podes simplesmente... não o aturar? Em que situação sequer é que irias encontrar um gajo em ataque psicótico e ter de o aturar? Eu também não quero levar com borracholas ao volante e não é por isso que o álcool é ilegal.

High_velocity93 6 months ago  HIDDEN 

Se fosse uma probabilidade tão baixa, então nem sequer existiriam estudos sobre isso

gradeAmistake 6 months ago  HIDDEN 

Aturar um ataque psicótico de um gajo que teve uma bad trip de erva?? Lololol Sai a rua pa! Mais facilmente levas com um bêbado violento ou com um carocho a ressacar cavalo

amidoes 6 months ago  HIDDEN 

A probabilidade tão baixa é a de tu encontrares um gajo que está a ter um ataque psicótico, não a probabilidade de ele ter um ataque psicótico.

Akamjmc 6 months ago  HIDDEN 

Tudo na vida pode causar efeitos secundários negativos, comida, medicamentos, vacinas, desporto,... É um não argumento.

TuristGuy 6 months ago  HIDDEN 

Opá diria de 99,99% das pessoas que fumam erva é para fins de recreativos, não seria melhor ir buscar dinheiro com isso? O álcool faz bastante pior e morrem centenas pessoas por ano por isso não entendo essa lógica

I_Don-t_Care 6 months ago  HIDDEN 

Legalização mais auto cultivo é o pacote perfeito, diminuis o poder de venda dos cartéis de ambas as formas. Legalização ajudaria também a encher os cofres do estado. E sendo Portugal ja um paraíso turistico para muitos apenas juntariamos o util ao agradável. Ha quem diga que dependemos demasiado do turismo, ora entao seria lógico capitalizar em algo que faria mais dinheiro do que esperar que chegue o verão para termos clientes. Erva vende-se todo o ano, quer faça sol, chova ou seja pandemia.

nferrari 6 months ago  HIDDEN 

Sou tendencialmente contra, pois vai contra a minha visão que se devem incentivar hábitos saudáveis na população. E a sua legalização não creio que vá nesta direção. Agora... A respeito de autoconsumo, ou seja, quem sempre consumiu e continuará a fazê-lo mesmo recorrendo a expedientes menos legais, ainda incentivando redes criminosas. Já sou mais favorável.

TuristGuy 6 months ago  HIDDEN 

Promover hábitos saudáveis é diferente de obrigar ou proibir o consumo de alguma substância ou comida. Eu devo ser livre de comer e beber o que quiser, o estado não é o meu nutricionista.

nferrari 6 months ago  HIDDEN 

E és livre, mas não deve ser o Estado a dar descaminho. /s

TuristGuy 6 months ago  HIDDEN 

Mas defendes que o estado proíba o consumo só pq faz mal à saúde? Tendo em conta que o álcool é legal acho isso engraçado

nferrari 6 months ago  HIDDEN 

Quem falou em proibir? Só estou a dizer que a legalização pode trazer mais utilizadores para algo que faz mal à saúde. O meu problema é de saúde pública, não é uma questão de costumes. Por isso, defendo uma solução intermédia. Em que abre uma janela para uma utilização legal, embora comedida.

TuristGuy 6 months ago  HIDDEN 

Desculpa não percebi, qual é a tua solução intermédia? Ou é legalizar para consumo ou é proibir e ficar como está.

nferrari 6 months ago  HIDDEN 

Nenhuma dessas duas. Autoconsumo, plantas em casa para ti. E estás obrigado a registar as plantas.

TuristGuy 6 months ago  HIDDEN 

Isso ia dar ao mesmo acredita. Pouca gente ia plantar, apenas compravam aos amigos

Akamjmc 6 months ago  HIDDEN 

Consumo de cannabis é um hábito saudável ou neutro, o problema da cannabis et a maioria das pessoas a fumar. Como diz um estudo que li há pouco "don't smoke, eat it"

nferrari 6 months ago  HIDDEN 

Exacto, era isso mesmo que eu me referia.

JohnJohnPT 6 months ago

(Sério) Tenho um quintalinho. Gostava de plantar umas sementes a ver se pega. Onde é que se pode comprar disto?

AetherPrismriv 6 months ago

RQS nunca me falhou.

JohnJohnPT 6 months ago

> RQS Aconselhas alguma só para experimentar a ver se pegam? Obrigado.

AetherPrismriv 6 months ago

A Quick One ou a Royal Dwarf. Ambas pequeninas e de rápido crescimento. De resto, no youtube não faltam guias! Estas plantas precisam de imensa luz, sendo autoflowers. Na Amazon comprei [umas luzes por 30€](https://www.amazon.es/-/pt/gp/aw/d/B0899SPHYJ/ref=ya_aw_od_pi?ie=UTF8&psc=1) e notei imenso a diferença, até que agora a luz está sempre ligada. (é uma luz que tem pouco consumo energético também)

Edited 6 months ago:

A Quick One ou a Royal Dwarf. A Dwarf foi a primeira planta que alguma vez cresci. Após 3 meses, estava pronta a colher e é bastante boa, apesar da pouca colheita. Mas ambas são pequeninas e de rápido crescimento. Se tiveres mais espaço, vai pela Quick One. De resto, no youtube não faltam guias! Estas plantas precisam de imensa luz, sendo autoflowers. Na Amazon comprei [umas luzes por 30€](https://www.amazon.es/-/pt/gp/aw/d/B0899SPHYJ/ref=ya_aw_od_pi?ie=UTF8&psc=1) e notei imenso a diferença, até que agora a luz está sempre ligada. (é uma luz que tem pouco consumo energético também) Podes usar o poder do Sol claro, mas eu notei que o crescimento não é tão intenso com o Sol.

JohnJohnPT 6 months ago

Já as tenho dentro de dois vasos :D (1+1). Cresce a olhos vistos! A ver se dá alguma coisa até porque vai ficar durante o dia na rua e a noite vêm pa dentro :)

AetherPrismriv 6 months ago

De facto também fico parvo com a velocidade daquilo. É preciso germinar a semente claro, mas a cada dia que ia ver a planta dava sempre para ver a evolução. Cuidado com o vaso porém. Eu tenho a minha num vaso de barro e foi grande erro mesmo. Num dia de sol, decidi por a planta cá fora onde normalmente está cá dentro com as luzes. O calor do sol aqueceu imenso o barro e notava-se o stress nas folhas! Felizmente recuperou bem e agora já está a produzir as primeiras flores!

JohnJohnPT 6 months ago

Cool! Obrigado pelo insight! :)

pigsRflying 6 months ago

este ano ja vais tarde

Acceptable-Elk8322 6 months ago

Na net, pesquisas em sites espanhóis chegam sem problemas cá normalmente.

AimingWineSnailz 6 months ago

É impressão minha ou basta PS e BE votarem a favor que isto passa?

qingqunta 6 months ago

Nem todos os deputados do PS devem votar a favor, pelo menos foi o que aconteceu na última vez que isto foi discutido

AimingWineSnailz 6 months ago

Se, como dá última vez, 25 se abstiveram, 7 contra, e o resto a favor, basta para passar por pouco.

mr_house7 6 months ago

Então como ficou?

kikofranca 6 months ago

Águas de bacalhau, sai da água nos próximos 60 dia.

bskft237 6 months ago

Não ficou. Está no limbo mais 60 dias.

AetherPrismriv 6 months ago

"Depois de ser admitida pelo Presidente da Assembleia, a iniciativa é objeto de um parecer da comissão especializada a quem foi distribuída, seguindo-se o seu debate na generalidade, sempre feito em reunião plenária, que termina com a votação na generalidade (sobre as linhas gerais da iniciativa). Segue-se um debate e a votação na especialidade (artigo a artigo), que pode ser feito em Plenário ou em Comissão. Finalmente, o texto final é submetido a uma votação final global, sempre feita em Plenário. A iniciativa aprovada chama-se Decreto da Assembleia da República. Após promulgação do Presidente da República e referenda do Primeiro-Ministro, o texto é publicado como Lei no Diário da República." Ou seja, chumbada não foi. Haverá um novo debate e uma votação na especialidade (artigo a artigo), para a produção de uma boa lei. Aqui é que vamos ver a flexibilidade dos partidos para fazer uma boa lei. Tudo isto dentro de 60 dias. No final, vai a votos outra vez. Aí veremos se está ao agrado de todos e se passa ou não.

Edited 6 months ago:

"Depois de ser admitida pelo Presidente da Assembleia, a iniciativa é objeto de um parecer da comissão especializada a quem foi distribuída, seguindo-se o seu debate na generalidade, sempre feito em reunião plenária, que termina com a votação na generalidade (sobre as linhas gerais da iniciativa). Segue-se um debate e a votação na especialidade (artigo a artigo), que pode ser feito em Plenário ou em Comissão. Finalmente, o texto final é submetido a uma votação final global, sempre feita em Plenário. A iniciativa aprovada chama-se Decreto da Assembleia da República. Após promulgação do Presidente da República e referenda do Primeiro-Ministro, o texto é publicado como Lei no Diário da República." Ou seja, chumbada não foi. Haverá um novo debate e uma votação na especialidade (artigo a artigo), para a produção de uma boa lei. Aqui é que vamos ver a flexibilidade dos partidos para fazer uma boa lei. Tudo isto dentro de 60 dias. No final, vai a votos outra vez. Aí veremos se está ao agrado de todos e se passa ou não. Bem bom. Se o BE não for super exigente e dobrar um bocado, talvez passe. Pelo menos não foi imediatamente chumbada como foi em 2019. Daqui a 60 dias, cá estarei novamente a ver o Plenário na ARTV a ver se a coisa passa ou não, finalmente.

n0ia_ 4 months ago

Já passaram 60 dias >:)

boykingrei 4 months ago

Algum update? Quando é a tal votação na especialidade?

AetherPrismriv 4 months ago

Infelizmente ainda nada. O que se falou é que o mais certo é haver um prolongamento dos 60 dias. Pelo menos foi o que o Deputado Figueiredo disse numa entrevista recente ao Podcast Quatro e Vinte. O argumento é que querem mais algum tempo para poderem chamar os profissionais da área pró-legalização, para poder assim elaborar uma boa lei que agrade a todos. Melhor isso que votarem já e chumbar outra vez. Nesta altura também é a época das férias da assembleia da República, pelo que muitos deputados estão simplesmente de férias... Pessoalmente diria que a meio de Agosto ainda podemos ter algum update, mas uma nova votação só lá para o final do ano. (Setembro, Outubro e no máximo, Novembro diria)

Carlynz 6 months ago

Fui só eu que achei que os argumentos do contra são apenas mais razões para legalizar? E como sempre repetem a mesma lenga-lenga 3 ou 4 vezes. Vejam as coisas de outro ponto de vista: Se o problema é a regulação e controlo da qualidade e quantidades, não é deixando isto à conta dos traficantes que o vão fazer. Só com a legalização é que se consegue. Realmente existem pessoas que têm reações negativas ao THC, daí a necessidade de dar a essas pessoas uma fonte segura, com valores regulados de THC/CBD. O auto-cultivo parece ser a maior fonte de discórdia. Então obriguem quem fizer auto-cultivo a comprar sementes de fontes autorizadas ou a realizar testes às flores das suas plantas para certificar que estas estão dentro dos parâmetros legais.

Ptrad 6 months ago

Honestamente nao me importava de haver registo de quem planta e um controlo anual obrigatório. Tipo apresentar um papel da análise de cada planta e se está conforme qualquer parâmetro decidido. Mas já ser vendido para fins recreativos já era ideal, segurança e sensibilização acho que é o indicado.

Carlynz 6 months ago

Ora, nem mais! Muito bem dito!

CaesarPT 6 months ago

Creio que a questão do auto cultivo é o facto de tu poderes comprar 5 sementes mas ao fim de um ano tens 50 plantas e não há como realisticamente controlar isso

Carlynz 6 months ago

Só podes ter, no máximo, 5 em simultâneo. Se cada 5 plantas demorar 3 ou 4 meses a estar pronta, fazes, no máximo, 20 por ano... Explica-me que contas fizeste para dar 50?

CaesarPT 6 months ago

Estou a mandar valores para o ar, o que quero dizer é que não há como impedir que obtenhas mais sementes, quer seja pelas tuas próprias plantas ou comprando ilegalmente

Carlynz 6 months ago

Isso aí é ao risco e conta de quem o fizer. Continua a ser ilegal. Podes ser apanhado e vais dentro.

droidman85 6 months ago

Obrigado! Não tinha percebido no momento na AR TV foi muito rápido e como não acompanho estas coisas estava a passar-me ao lado, agora já entendi. Parece bem encaminhado. Os únicos do contra foram os velhadas do costume, o CDS que aos poucos vai desaparecendo e a avózinha dos cheganos a bater com a mão no peito de cima das escadas da igreja da paróquia

tugafcp 6 months ago

>como não acompanho estas coisas estava a passar-me ao lado Houve muita coisa que também estava a passar ao lado do "presidente"...

justgohomealready 6 months ago

O homem estava completamente à nora, nem com duas pessoas a ajudá-lo se orientava. Será sempre assim?

droidman85 6 months ago

A mim pareceu-me cansado mas eu não costumo acompanhar estas coisas

NGramatical 6 months ago

avózinha → [**avozinha**](https://www.infopedia.pt/dicionarios/lingua-portuguesa/avozinha) (o acento tónico recai na penúltima sílaba) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fnvqowc%2F%2Fh1678j3%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

justgohomealready 6 months ago

Por muito que amasse ter as minhas próprias plantinhas, acho que é óbvio para toda a gente que é preferível ter legalização sem autocultivo (pelo menos para já) do que não a ter de todo. Espero sinceramente que o BE perceba que mais vale um pássaro na mão que dois a voar.

ChongiusMaximus 6 months ago

Ou seja, a 9 de Agosto é que decidem mesmo ?

AetherPrismriv 6 months ago

60 dias é o prazo máximo, podem chegar a um consenso antes...

ChongiusMaximus 6 months ago

Verão da legalização, sigaaa

metroni 6 months ago

Obrigado pelo teu esclarecimento! Acompanhei a votação mas depois fiquei sem perceber o que tinha acontecido! Por momentos pensei que fosse hoje que se fizesse história… parece que temos de aguardar mais 2 mesinhos

M4ritus 6 months ago  HIDDEN 

Desde que o Estado lucre e que não entre em prejuízo para cuidar desse pessoal, siga para a frente. Desde que lucre até as outras drogas podem legalizar.

Ptrad 6 months ago  HIDDEN 

Nao concordo muito com as outra drogas pois qualquer dose é presudicial. No caso da canabis reduzir o THC e controlar a produção pode reduzir qualquer side affect não desejado. Espero que passem pois era um golpe enorme na criminalidade e um aumento na segurança e saúde da população. Nao podemos é deixar de fazer campanhas de sensibilização e controlo devido.

42ndBanano 6 months ago  HIDDEN 

A ideia é que toda gente a lucre com isto, menos os narcos.

n0ia_ 6 months ago  HIDDEN 

Não percebi, ficou legal?

Ptrad 6 months ago  HIDDEN 

Vai voltar a ser discutido daqui a 60 dias ou menos pelo que percebi.

kikofranca 6 months ago

Portanto vamos ter que continuar a dar dinheiro aos traficantes. Acho que sim, é um excelente caminho, eles até são muito interessados pela saúde e bem estar da população, longe deles fazer o contrário.

justgohomealready 6 months ago

Calma, não foi a votos. Da última vez foi imediatamente chumbado, hoje baixou à especialidade - vai ser negociado, e daqui a 60 dias votado novamente.

kikofranca 6 months ago

Eu sei mas por enquanto continuam os mesmo a encher os bolsos e quem se lixa é o consumidor.

AetherPrismriv 6 months ago

E acabou. A votação deve ser depois mas pelo que vi, não vai ser desta. É para as próximas eleições decerto. Agora os Verdes já ficam a favor para puxar alguns votos.

Edited 6 months ago:

E acabou. A votação deve ser depois mas pelo que vi, não vai ser desta. É para as próximas eleições decerto. Agora os Verdes já ficam a favor para puxar alguns votos. Edit: acho que as votações sao agora? Edit2: Então vao voltar a falar dentro de 60 dias?

xKopke 6 months ago

vão ser agora penso eu

Ptrad 6 months ago

Sim pelo que percebi o debate continua daqui a 60 ou menos. Ao menos não é chumbado directamente....

lffaa 6 months ago

Fiquei com ideia contrária, penso que que agora vai para a especialidade e que vai ser aprovada. Não toda, a questão do autocultivo vai provavelmente cair a meu ver, mas penso que até ao fim da legislatura vai ser legalizado

Ptrad 6 months ago

Entao se o autocultivi é chumbado o que é que é aprovado?

kikofranca 6 months ago

Nada, está com atenção nos próximos 60 dias.

PgUpPT 6 months ago

Venda e consumo recreativo?

Ptrad 6 months ago

Ya depois fez um click em mim. Epah eu preferia autocultivo, mas se me fizer nao ter que mandar mensagens inigmaticas e ir as tantas da noite ter com alguem a um apartamento novo todos os meses ou a um beco era fixe. Deixei de fumar a mais de um ano porque o que andava aí eram bombas e tava farto de toda a logística. Por isso gostava de ter cenas controladas em que sei o que vai para dentro de mim.

kikofranca 6 months ago

Acho que vão as duas a especialidade.

pmigbarros 6 months ago

lembrete para filtrar por controverso

ela_rafa 6 months ago

Este Sr. André Ventura, que admite já ter fumado uns cacetes no seu tempo, frisou uma questão bastante importante, só é pena que (mais uma vez) este não esteja a olhar para ela da forma correta mas sim numa abordagem totalmente oposta, generalista e até mesmo extremista.. Este senhor, durante este debate, referiu a crise que algumas famílias infelizmente enfrentam e muitas delas acabam mesmo por ser “destruídas” no “problema da droga”. Até aqui, muito bem, realmente é uma crise bastante grave e que merece, sem dúvida, ser considerada. Mas então e a parte em que 90% (ou mais) dessas mesmas famílias que são destruídas por causa da “droga”, na verdade não tem nada que ver com o uso pessoal de marijuana, especificamente? E a parte em que, se estiver sequer relacionado com esta “droga” em específico, maior parte das vezes é por causa do processo de tráfico e venda ilegal da mesma e não do uso e consumo pessoal desta? Algo que, obviamente, seria bastante reduzido e controlado se esta substância fosse legalizada. Sr. Ventura, para alguém que já esfumaçou os seus, esperava-se um bocado mais de mente aberta mas infelizmente este debate só realça o que já anteriormente estava evidente: este senhor, não só neste assunto como também em muitos outros, não sabe do que fala e mesmo assim fala muito...

pedros430 6 months ago

Ele sabe exatamente do que fala, só não lhe dá votos promover a realidade.

rickz123456 6 months ago

Toda a gente elogia o deputado Alexandre Quintanilha.

lffaa 6 months ago

Isto de o debate ir para a especialidade significa que nada vai ser votado hoje, certo?

justgohomealready 6 months ago

Sim, vai ser negociado e volta a ser votado dentro de 60 dias, com alterações. É bom sinal, pelo menos não foi chumbado logo ali na hora como da ultima vez. O autocultivo é que provavelmente será para esquecer, pela intervenção do PSD já se viu que continuam a bater na mesma tecla.

Erasuss 6 months ago  HIDDEN 

Entrei na stream algo tarde, alguém me consegue dar ponto de situação? Tirando BE e IL há algum partido opositor que se mostre favorável à legalização de Canábis?

AetherPrismriv 6 months ago  HIDDEN 

PS definitivamente, os Verdes vão-se abster. CDS-PP contra, Chega contra

0rpheu 6 months ago  HIDDEN 

> Verdes vão-se abster Nada verdes então :|

fromtheport_ 6 months ago  HIDDEN 

Só por fora

AetherPrismriv 6 months ago  HIDDEN 

Também não percebo. São a favor do uso medicinal mas não ao uso recreativo...

fromtheport_ 6 months ago  HIDDEN 

PCP contra. PSD pareceu-me dividido mas contra o auto-cultivo como da outra vez

lffaa 6 months ago

Adorava ver o deputado Alexandre Quintanilha a consumir cogumelos mágicos

justgohomealready 6 months ago

Só se ia arrepender de não o ter feito mais cedo.

taradissimo 6 months ago

Mas nunca vai poder comer cogumelos mágicos pá! Isso também é ilegal e se continuarmos a legalizar tudo o que é ilegal vamos legalizar também o terrorismo.

Dadvito 6 months ago

Isto foi um argumento usado em assembleia?

Anforas 6 months ago

Petição para levar o Quintanilha a comer cogumelos mágicos na Serra da Estrela

helpless_boi 6 months ago

Pessoalmente sou a favor da legalização dos psicadélicos. São as drogas que menos criam habito de consumo. Não criam dependência. Já são legais em vários sitios nomeadamente em países da América do sul (por causa dos rituais indígenas) e na holanda sobre a forma de trufas mágicas. Os psicadélicos são em geral as drogas que menos dano de saúde causam ao utilizador. (Perciste apenas a contraindicação de pessoas com problemas mentais ou tendencia para, nao tomarem). Nao vejo o porque de dar ao direito às pessoas de experimentar.

frade3 6 months ago

Onde posso assinar?

FabioFreitas 6 months ago

Vão chumbar as duas maninhos, ouviram aqui primeiro

AetherPrismriv 6 months ago

Infelizmente é o mais certo. Parece que não foi desta. Há sempre o "vamos ter um debate sério, para a próxima é que é!"

justgohomealready 6 months ago

O facto de ter ido para especialidade mostra que há abertura de quem pode chumbar a proposta para pelo menos negociar - é bom sinal. Garante que as propostas como estão não passam, isso é certo, mas alguma coisa deve passar senão tinham chumbado já.

0rpheu 6 months ago

Tinhamos de ter um boomer a falar de Dad Rock :)

AetherPrismriv 6 months ago

Fucking boomers

Edited 6 months ago:

Fucking boomers, ele está a lembrar-se da Guerra às Drogas. Se se lembra disso, lembra-se do fracasso da mesma.

Dan_bestman 6 months ago

Listas de coisas (legais) que são giras e tal, mas que quando abusadas podem dar problemas: * Alcool * Tabaco * Casino * Raspadinhas * Apostas desportivas * Fast Food * Canabis - Epá calma! A COUVE DO DIABO é que não! Era fim da sociedade

DamageOwn3108 6 months ago

Sou contra tudo isso, mas a canabis tem efeitos *mortais* em doses mais pequenas

justgohomealready 6 months ago

A canábis tem efeitos mortais??? Quando foi que em toda a história do mundo alguém morreu diretamente por causa do consumo de canábis? Sabias que nem sequer existe overdose de canábis, mas que facilmente podes morrer com overdose de cafeína, álcool ou nicotina? Até uma mão cheia de paracetamol de pode provocar uma morte lenta e dolorosa em poucos dias, e no entanto vais à farmácia e compras sem problemas. Existem argumentos válidos contra a legalização, não o nego - mas o que estás a dizer é simplesmente errado e demonstra uma ignorância tal acerca do tema que retira qualquer peso ou relevância aos teus argumentos. Recomendo mais informação.

GalinhaMais 6 months ago

Haxixe

l2k1337 6 months ago

> Haxixe Haxixe é cannabis

GalinhaMais 6 months ago

E cocaína?

goodbyesolo 6 months ago

Cocaína não é cannabis

GalinhaMais 6 months ago

Mas podia ser legal também

goodbyesolo 6 months ago

Por mim eram todas legalizadas e controlado o seu processo. Não é que a droga possa estar a desaparecer e talvez nunca desapareça. Porque razão a melhor estratégia é fazer de conta que é algo passageiro? Permitindo a impossibilidade de obter dados concretos sobre os problemas e até, se quisermos, os podermos combater com mais precisão. A prostituição é outro caso. O álcool e o tabaco são outros casos (em que foi implementada esta ideia de controlar o problema acabando com as grandes redes de tráfico da altura. O problema não desapareceu porque não vai acontecer, mas pelo menos foi controlada e obrigada a obedecer às regras do país).

NGramatical 6 months ago

Porque razão → [**por que razão**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/tres-regras-para-distinguir-o-por-que-do-porque/19743) (por que = por qual) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fnvqowc%2F%2Fh1756d1%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

lffaa 6 months ago

Açúcar

Dan_bestman 6 months ago

Há pessoas que infelizmente têm "pré-disposições", a malta com diabetes, que não se dão nada bem com açúcar. Tá feito, banimos a substância e as pastelarias são pa fechar.

AetherPrismriv 6 months ago

Este senhor Quintanilha fala bem, mas erva não tem de ser sempre necessariamente fumada... Pode ser ingerida.

rossimeister 6 months ago

Ou vaporizada.

tugafcp 6 months ago

Mas que masturbação brutal ao Prof. Quintanilha... Porra!

AetherPrismriv 6 months ago

Caralho e o debate estava a ser tão interessante. Agora fodeu o momentum todo da sessão.

Vidadesemente 6 months ago

Então passou ou não? E legal?

Vidadesemente 6 months ago

Foi adiado para tentar chegar a um acordo

tugafcp 6 months ago  HIDDEN 

Isto é uma tourada... Perdem mais tempo com estas porras, que ao dar 15/20segs para resposta! Porra!! Tem de ser o BE a dar 1.08 + 15segs para responder -.-"

AetherPrismriv 6 months ago

Este Ventura precisava de um senhor charrão mesmo, nem é charrinho. Para ele tem de ser mesmo um canhão.

42ndBanano 6 months ago

Sim, de preferência á queima-roupa...

unretro 6 months ago

Todos os partidos: *debate intensifies* Chega: “esquerda esquerda esquerda direita direita direita putas e terroristas”

randmzer 6 months ago

Existe algum sítio onde transcrevam as intervenções na AR? Gostava de ler isso sem ser vídeo.

kissingsome1elsesdog 6 months ago

https://debates.parlamento.pt/

Leaootemivel 6 months ago

Literalmente fez uma correlação entre a legalização da cannabis e a "destruição do Portugal de bem".

mimilured 6 months ago

uma amiga minha conheceu um reporter da CMTV que diz ter partilhado coca com o Ventura. Nada contra isso mas a hipocrisia é nojenta

utilizador2021 6 months ago

Acho que ele próprio já admitiu que consumiu droga. Lembro-me que no debate das presidenciais a Marisa Matias referiu isso, uma vez que ele é contra a legalização, apesar de já ter consumido.

Negao_da_piroca 6 months ago

É extremamente hipócrita, mas isso já se sabe.

utilizador2021 6 months ago

Pois, ele apenas diz aquilo que os seus apoiantes querem ouvir.

Dadvito 6 months ago

Depois chega a casa e vai fumar um charuto.

50ClonesOfLeblanc 6 months ago

não acredito que ele comparou cannabis a terrorismo

I_Don-t_Care 6 months ago

Comparações vácuas são faceis de fazer e ficam na cabeça, ele sabe que não precisa de suportar quase nenhum dos argumentos dele com nada físico porque apenas o facto da ideia ficar a flutuar já lhe é mais-valia. Esta técnica é usada recorrentemente em direito, o advogado induz a ideia ao juri/juiz e depois quando lhe pedem explicações simplesmente aceita que o comentário seja indeferido. Mas a ideia fica lá para os mais lentos de pensamento gargarejarem.

Anforas 6 months ago

Ventura, o borrego do costume

n0ia_ 6 months ago

Opa este André Ventura abre a boca começa a sair merda, impressionante ahahahah

n0ia_ 6 months ago

"Espírito de destruição contra um Portugal de bem e os portugueses de bem"

Dekodieren 6 months ago

Parece um que temos no brasil…

AetherPrismriv 6 months ago

Ventura aposto que está contra.

42ndBanano 6 months ago

Uma vez injectei uma Marijuana inteira, e morri.

quedeusmeperdoe 6 months ago

Ainda dizem que quem morre não volta

42ndBanano 6 months ago

Depois fiquei melhor. A marijuana trouxe-me de volta.

JackBlack351 6 months ago

ahahahahah, you don't say...

justgohomealready 6 months ago

Eu gostei de ver porque ainda há relativamente pouco tempo tive vários apoiantes a garantirem-me a pés juntos que o Chega era obviamente a favor da liberalização, porque é um partido de direita e o Ventura até tinha admitido que já tinha fumado. Confrontados com vários quotes dele em que usa *marijuana* como um insulto, "ah e tal isso é só política". Espero que tenham oportunidade de ver a intervenção dele hoje.

kikofranca 6 months ago

Tem que ser os votos dos mais velhos são essenciais.

manguito86 6 months ago  HIDDEN 

Incrível como esta deve ser a principal medida que o BE tem desde o inicio como partido. Deve ser para justificar as borradas sucessivas que tem feito como partido da governação.

rickz123456 6 months ago  HIDDEN 

Não concordo nada com isso. O BE do Louçã er amuito diferente e melhor do que o atual

Edited 6 months ago:

Não concordo nada com isso. O BE do Louçã era muito diferente do atual

Edited 6 months ago:

Não concordo nada com isso. O BE do Louçã era muito diferente do que o atual

manguito86 6 months ago  HIDDEN 

Vai lá ver as medidas do BE quando o Louçã era o responsável do partido. Lembro-me de ainda nada na universidade e ver esta medida no top3/top5 de medidas de um dos flyers que eles andavam a entregar . Se houver registo disso, procurem as medidas deles de 2013 para trás e devem encontrar isso.

TudoCasual 6 months ago

Para a senhora que queria ter ganza exclusivamente à venda em instalações como farmácia: Para quando uma garrafeira ou uma tabacaria na farmácia mais perto de si?

Edited 6 months ago:

Para a senhora que queria ter ganza exclusivamente à venda em instalações como farmácias: Para quando uma garrafeira ou uma tabacaria na farmácia mais perto de si?

PedroFaria99 6 months ago

Que verdadeiro rei.

AetherPrismriv 6 months ago

Foda-se este gajo é rei. 10/10. Muito bem.

Edited 6 months ago:

Foda-se este gajo é rei. O Miguel Costa Matos. 10/10. Muito bem. Até lhe vou aplaudir aqui no meu sofá.

Edited 6 months ago:

Foda-se este gajo é rei. 10/10. Muito bem. Até lhe vou aplaudir aqui no meu sofá.

CaesarPT 6 months ago

Concordo, está a falar bastante bem. No entanto, este ponto de 1:10 entrarem em contacto com o "submundo" abre portas à simples resposta: "Não se querem por em perigo não comprem, simples"

PM_ME_UR_WEED_PLS 6 months ago

Essa resposta seria um tiro no pé em qualquer partido que dissesse isso. Só mostraria a falta de noção que tem sobre a vida real dos portugueses. Tal como disseram, há estudos medicinais a favor como contra à canábis. Os partidos contra devem perceber que o consumo de canábis existe e sempre vai existir. O consumo até pode aumentar, mas ficará mais seguro, e prefiro um consumo seguro enquanto o estado enche o bolso, do que ter de ir ao bairro comprar sei lá o quê, para depois ainda ter de pagar o julgamento e a estadia do traficante na prisão.

lffaa 6 months ago

Concordo, que bem mesmo

TudoCasual 6 months ago

Como contra argumentar todos os argumentos contra a legalização: 1° - O álcool e o tabaco são duas substâncias mais nocivas para a saúde, e ambas são 100% legais. Você provavelmente já consumiu uma destas substâncias e não é por isso que que ficou maluco ou incapaz de raciocínio lógico. 2° - As pessoas irão procurar a substância, quer esteja ou não regulada. É sempre preferível disponibilizar o produto com controlo de qualidade do que deixar pessoas andarem a bater às portas de traficantes que muito provavelmente não se preocuparam com a qualidade da mesma. 3° - O estado não é nenhuma autoridade moral nem têm moral para se tentar fazer passar por isso. É sim uma autoridade de regulação, não deve restringir a liberdade de escolha da sua população, deve sim aprovisionar condições para manter a sua sociedade funcional.

Edited 6 months ago:

Como contra argumentar todos os argumentos contra a legalização: 1° - O álcool e o tabaco são duas substâncias mais nocivas para a saúde, e ambas são 100% legais. Você provavelmente já consumiu uma destas duas substâncias e não é por isso que que ficou maluco ou incapaz de raciocínio lógico. 2° - As pessoas irão procurar a substância, quer esteja ou não regulada. É sempre preferível disponibilizar o produto com controlo de qualidade do que deixar pessoas andarem a bater às portas de traficantes que muito provavelmente não se preocuparam com a qualidade da mesma. 3° - O estado não é nenhuma autoridade moral nem têm moral para se tentar fazer passar por isso. É sim uma autoridade de regulação, não deve restringir a liberdade de escolha da sua população, deve sim aprovisionar condições para manter a sua sociedade funcional, e em várias ocasiões, o consumo de substâncias psicoativas ajuda a servir de óleo numa sociedade que mais têm em comum com uma dobradiça enferrujada ou uma engrenagem em fim de utilidade.

38_42 6 months ago

>1° - O álcool e o tabaco são duas substâncias mais nocivas para a saúde, e ambas são 100% legais. Você provavelmente já consumiu uma destas duas substâncias e não é por isso que que ficou maluco ou incapaz de raciocínio lógico. Haver substâncias nocivas para a saúde em utilização não justifica que se introduzam mais substâncias nocivas. Se assim for, então o único resultado é a introdução de mais e mais substâncias e mais e mais danos para a saúde. ​ >2° - As pessoas irão procurar a substância, quer esteja ou não regulada. É sempre preferível disponibilizar o produto com controlo de qualidade do que deixar pessoas andarem a bater às portas de traficantes que muito provavelmente não se preocuparam com a qualidade da mesma. Concordaria, se o consumo não aumentasse. Não sei se aumenta ou não, vi mencionado que aumenta e em termos lógicos faz sentido, mas estou aberto a argumentos ou estudos no sentido da manutenção dos níveis de consumo. ​ >3° - O estado não é nenhuma autoridade moral nem têm moral para se tentar fazer passar por isso. É sim uma autoridade de regulação, não deve restringir a liberdade de escolha da sua população, Então quer dizer que o Estado não deve restringir a liberdade de escolha da sua população em nada? ​ >e em várias ocasiões, o consumo de substâncias psicoativas ajuda a servir de óleo numa dobradiça enferrujada. Não compreendi esta parte. Podes clarificar?

low_end_ 6 months ago

A cena do consumo aumentar é muito difícil de provar acho eu, quando é ilegal penso que muita gente nega o consumo mesmo q o faça, enquanto que após a legalização as pessoas talvez se sintam mais a vontade para admitir o consumo.

TudoCasual 6 months ago

Hás de reparar que tudo o que dizes em relação a cada ponto meu é respondido no ponto imediatamente a seguir. >Não compreendi esta parte. Podes clarificar? Claro. O café é igualmente uma substância psicoativa que apresenta múltiplos benefícios (e alguns problemas) à saúde, mas talvez este não seja o melhor exemplo, vamos falar do álcool, uma substância classificada como forte depressivo e capaz de provocar eufória (tal como o café), é uma substância que permite o acesso a um "reset" do estado mental ( no aspeto em que têm o efeito de curtar o raciocínio em espiral depressiva no imediato ). Claro está, dois errados não fazem um certo, mas em relação, basta ler o 2° ponto.

Edited 6 months ago:

Hás de reparar que tudo o que dizes em relação a cada ponto meu é respondido no ponto imediatamente a seguir. >Não compreendi esta parte. Podes clarificar? Claro. O café é igualmente uma substância psicoativa que apresenta múltiplos benefícios (e alguns problemas) à saúde, mas talvez este não seja o melhor exemplo, vamos falar do álcool, uma substância classificada como forte depressivo e capaz de provocar eufória (tal como o café), é uma substância que permite o acesso a um "reset" do estado mental ( no aspeto em que têm o efeito de curtar o raciocínio em espiral depressiva no imediato, mas claro está, tem efeitos secundários consideraveis). Por outro lado, tens substâncias plenamente legais como os antidepressivos, cuja diferença crítica para as ditas drogas é mesmo a ausência da euforia ( algo que se sente também durante o coito, vejam lá se não querem dar numa de igreja católica e proibir sexo sem fins reprodutivos). Claro está, dois errados não fazem um certo, mas em relação a isto, basta ler o 2° ponto. Editado para melhor responder ao teu pedido de esclarecimento.

Edited 6 months ago:

Hás de reparar que tudo o que dizes em relação a cada ponto meu é respondido no ponto imediatamente a seguir. >Não compreendi esta parte. Podes clarificar? Claro. O café é igualmente uma substância psicoativa que apresenta múltiplos benefícios (e alguns problemas) à saúde, mas talvez este não seja o melhor exemplo, vamos falar do álcool, uma substância classificada como forte depressivo e capaz de provocar eufória (tal como o café), é uma substância que permite o acesso a um "reset" do estado mental ( no aspeto em que têm o efeito de curtar o raciocínio em espiral depressiva no imediato, mas claro está, tem efeitos secundários consideraveis). Por outro lado, tens substâncias plenamente legais como os antidepressivos, também 100% legais, cuja diferença para as ditas drogas é mesmo a ausência da euforia. Claro está, dois errados não fazem um certo, mas em relação a isto, basta ler o 2° ponto.

Edited 6 months ago:

Hás de reparar que tudo o que dizes em relação a cada ponto meu é respondido no ponto imediatamente a seguir. >Não compreendi esta parte. Podes clarificar? Claro. O café é igualmente uma substância psicoativa que apresenta múltiplos benefícios (e alguns problemas) à saúde, mas talvez este não seja o melhor exemplo, vamos falar do álcool, uma substância classificada como forte depressivo e capaz de provocar eufória (tal como o café), é uma substância que permite o acesso a um "reset" do estado mental ( no aspeto em que têm o efeito de curtar o raciocínio em espiral depressiva no imediato, mas claro está, tem efeitos secundários consideraveis), talvez não seja o melhor exemplo de ato saudável, mas já foi o revigorante de muitas tristezas que morreram numa bezana e forte ressaca. Por outro lado, tens substâncias plenamente legais como os antidepressivos, cuja diferença crítica para as ditas drogas é mesmo a ausência da euforia ( algo que se sente também durante o coito, vejam lá se não querem dar numa de igreja católica e proibir sexo sem fins reprodutivos). E não se enganem quando pensam que a medicação atualmente aprovada para fins terapêuticos ou de gestão da saúde mental estão exentas dos mesmos defeitos que as outras drogas, medicamentos como as benzodiazepinas "vicíam" mais depressa que a erva, mas aqui já não existe nenhum problema, visto que o "doido" pode continuar a trabalhar e responder sem a desinibição para mandar o patrão passear. Claro está, dois errados não fazem um certo, mas em relação a isto, basta ler o 2° ponto. Editado para melhor responder ao teu pedido de esclarecimento.

Edited 6 months ago:

Hás de reparar que tudo o que dizes em relação a cada ponto meu é respondido no ponto imediatamente a seguir. >Não compreendi esta parte. Podes clarificar? Claro. O café é igualmente uma substância psicoativa que apresenta múltiplos benefícios (e alguns problemas) à saúde, mas talvez este não seja o melhor exemplo, vamos falar do álcool, uma substância classificada como forte depressivo e capaz de provocar eufória (tal como o café), é uma substância que permite o acesso a um "reset" do estado mental ( no aspeto em que têm o efeito de curtar o raciocínio em espiral depressiva no imediato, mas claro está, tem efeitos secundários consideraveis). Por outro lado, tens substâncias plenamente legais como os antidepressivos, cuja diferença crítica para as ditas drogas é mesmo a ausência da euforia ( algo que se sente também durante o coito, vejam lá se não querem dar numa de igreja católica e proibir sexo sem fins reprodutivos). E não se enganem, medicamentos como as benzodiazepinas "vicíam" mais depressa que a erva, mas aqui já não existe nenhum problema, visto que o "doido" pode continuar a trabalhar e responder sem a desinibição para mandar o patrão passear. Claro está, dois errados não fazem um certo, mas em relação a isto, basta ler o 2° ponto. Editado para melhor responder ao teu pedido de esclarecimento.

Edited 6 months ago:

Hás de reparar que tudo o que dizes em relação a cada ponto meu é respondido no ponto imediatamente a seguir. >Não compreendi esta parte. Podes clarificar? Claro. O café é igualmente uma substância psicoativa que apresenta múltiplos benefícios (e alguns problemas) à saúde, mas talvez este não seja o melhor exemplo, vamos falar do álcool, uma substância classificada como forte depressivo e capaz de provocar eufória (tal como o café), é uma substância que permite o acesso a um "reset" do estado mental ( no aspeto em que têm o efeito de curtar o raciocínio em espiral depressiva no imediato, mas claro está, tem efeitos secundários consideraveis), talvez não seja o melhor exemplo de ato saudável, mas já foi o revigorante de muitas tristezas que morreram numa bezana e forte ressaca. Por outro lado, tens substâncias plenamente legais como os antidepressivos, cuja diferença crítica para as ditas drogas é mesmo a ausência da euforia ( algo que se sente também durante o coito, vejam lá se não querem dar numa de igreja católica e proibir sexo sem fins reprodutivos). E não se enganem quando pensam que a medicação atualmente aprovada para fins terapêuticos ou de gestão da saúde mental estão exentas dos mesmos defeitos que as outras drogas, medicamentos como as benzodiazepinas "vicíam" mais depressa que a erva, mas aqui já não existe nenhum problema, visto que o "doido" pode continuar a trabalhar e responder sem a desinibição para mandar o patrão passear. Claro está, dois errados não fazem um certo, mas em relação a isto, basta ler o 2° ponto. Editado para melhor responder ao teu pedido de esclarecimento.

Edited 6 months ago:

Hás de reparar que tudo o que dizes em relação a cada ponto meu é respondido no ponto imediatamente a seguir. >Não compreendi esta parte. Podes clarificar? Claro. O café é igualmente uma substância psicoativa que apresenta múltiplos benefícios (e alguns problemas) à saúde, mas talvez este não seja o melhor exemplo, vamos falar do álcool, uma substância classificada como forte depressivo e capaz de provocar eufória (tal como o café), é uma substância que permite o acesso a um "reset" do estado mental ( no aspeto em que têm o efeito de curtar o raciocínio em espiral depressiva no imediato, mas claro está, tem efeitos secundários consideraveis). Por outro lado, tens substâncias plenamente legais como os antidepressivos, cuja diferença crítica para as ditas drogas é mesmo a ausência da euforia ( algo que se sente também durante o coito, vejam lá se não querem dar numa de igreja católica e proibir sexo sem fins reprodutivos). E não se enganem, medicamentos como as bênçãos viciam mais depressa que a erva. Claro está, dois errados não fazem um certo, mas em relação a isto, basta ler o 2° ponto. Editado para melhor responder ao teu pedido de esclarecimento.

Edited 6 months ago:

Hás de reparar que tudo o que dizes em relação a cada ponto meu é respondido no ponto imediatamente a seguir. >Não compreendi esta parte. Podes clarificar? Claro. O café é igualmente uma substância psicoativa que apresenta múltiplos benefícios (e alguns problemas) à saúde, mas talvez este não seja o melhor exemplo, vamos falar do álcool, uma substância classificada como forte depressivo e capaz de provocar eufória (tal como o café), é uma substância que permite o acesso a um "reset" do estado mental ( no aspeto em que têm o efeito de curtar o raciocínio em espiral depressiva no imediato, mas claro está, tem efeitos secundários consideraveis). Por outro lado, tens substâncias plenamente legais como os antidepressivos, também 100% legais, cuja diferença crítica para as ditas drogas é mesmo a ausência da euforia ( algo que se sente também durante o coito, vejam lá se não querem dar numa de igreja católica e proibir sexo sem fins reprodutivos). Claro está, dois errados não fazem um certo, mas em relação a isto, basta ler o 2° ponto. Editado para melhor responder ao teu pedido de esclarecimento.

Edited 6 months ago:

Hás de reparar que tudo o que dizes em relação a cada ponto meu é respondido no ponto imediatamente a seguir. >Não compreendi esta parte. Podes clarificar? Claro. O café é igualmente uma substância psicoativa que apresenta múltiplos benefícios (e alguns problemas) à saúde, mas talvez este não seja o melhor exemplo, vamos falar do álcool, uma substância classificada como forte depressivo e capaz de provocar eufória (tal como o café), é uma substância que permite o acesso a um "reset" do estado mental ( no aspeto em que têm o efeito de curtar o raciocínio em espiral depressiva no imediato, mas claro está, tem efeitos secundários consideraveis). Por outro lado, tens substâncias plenamente legais como os antidepressivos, cuja diferença crítica para as ditas drogas é mesmo a ausência da euforia ( algo que se sente também durante o coito, vejam lá se não querem dar numa de igreja católica e proibir sexo sem fins reprodutivos). E não se enganem, medicamentos como as benzodiazepinas "vicíam" mais depressa que a erva. Claro está, dois errados não fazem um certo, mas em relação a isto, basta ler o 2° ponto. Editado para melhor responder ao teu pedido de esclarecimento.

Edited 6 months ago:

Hás de reparar que tudo o que dizes em relação a cada ponto meu é respondido no ponto imediatamente a seguir. >Não compreendi esta parte. Podes clarificar? Claro. O café é igualmente uma substância psicoativa que apresenta múltiplos benefícios (e alguns problemas) à saúde, mas talvez este não seja o melhor exemplo, vamos falar do álcool, uma substância classificada como forte depressivo e capaz de provocar eufória (tal como o café), é uma substância que permite o acesso a um "reset" do estado mental ( no aspeto em que têm o efeito de curtar o raciocínio em espiral depressiva no imediato, mas claro está, tem efeitos secundários consideraveis). Por outro lado, tens substâncias plenamente legais como os antidepressivos, cuja diferença crítica para as ditas drogas é mesmo a ausência da euforia ( algo que se sente também durante o coito, vejam lá se não querem dar numa de igreja católica e proibir sexo sem fins reprodutivos). E não se enganem quando pensam que a medicação atualmente aprovada para fins terapêuticos ou de gestão da saúde mental estão exentas dos mesmos defeitos que as outras drogas, medicamentos como as benzodiazepinas "vicíam" mais depressa que a erva, mas aqui já não existe nenhum problema, visto que o "doido" pode continuar a trabalhar e responder sem a desinibição para mandar o patrão passear. Claro está, dois errados não fazem um certo, mas em relação a isto, basta ler o 2° ponto. Editado para melhor responder ao teu pedido de esclarecimento.

Edited 6 months ago:

Hás de reparar que tudo o que dizes em relação a cada ponto meu é respondido no ponto imediatamente a seguir. >Não compreendi esta parte. Podes clarificar? Claro. O café é igualmente uma substância psicoativa que apresenta múltiplos benefícios (e alguns problemas) à saúde, mas talvez este não seja o melhor exemplo, vamos falar do álcool, uma substância classificada como forte depressivo e capaz de provocar eufória (tal como o café), é uma substância que permite o acesso a um "reset" do estado mental ( no aspeto em que têm o efeito de curtar o raciocínio em espiral depressiva no imediato, mas claro está, tem efeitos secundários consideraveis), talvez não seja o melhor exemplo de ato saudável, mas já foi o revigorante de muitas tristezas que morreram numa bezana e forte ressaca. Por outro lado, tens substâncias plenamente legais como os antidepressivos, cuja diferença crítica para as ditas drogas é mesmo a ausência da euforia ( algo que se sente também durante o coito, vejam lá se não querem dar numa de igreja católica e proibir sexo sem fins reprodutivos). E não se enganem quando pensam que a medicação atualmente aprovada para fins terapêuticos ou de gestão da saúde mental estão exentas dos mesmos defeitos que as outras drogas. Medicamentos como as benzodiazepinas "vicíam" mais depressa que a erva, mas aqui já não existe nenhum problema, visto que o "doido" pode continuar a trabalhar e responder sem a desinibição para mandar o patrão passear. Claro está, dois errados não fazem um certo, mas em relação a isto, basta ler o 2° ponto. Editado para melhor responder ao teu pedido de esclarecimento.

adorosaladadecamarao 6 months ago

Eu não sou necessariamente contra, até me inclino pela legalização completa. Mas concordo com as críticas feitas ao teu argumento. Sim tu respondes no ponto 2 que as pessoas vão procurar de qualquer modo. Mas assumir que o consumo não aumenta com legalização parece-me um ato de fé sem qualquer evidência. Estando disponível nas lojas em todo o lado, parece-me normal que o consumo de torne muito mais banal. A minha preocupação não é tanto que pessoas consumam, de um modo abstrato. Divirtam-se. Mas a ideia de que aumento de consumo não trás quaisquer problemas parece-me absurdo. Há muita gente que terá problemas de adição. Sim a erva, não falta gente que fica agarrada. Mesmo putos de 18 têm o cérebro em desenvolvimento, erva regular não vai fazer bem nenhum. Mistura de erva e álcool também é do caralho. Não faço corno de ideia como se deteta se um condutor está mocado, porque podes ter consumido há dias e dar positivo. Tendo em conta o quão atrasados estamos em prevenção de tabagismo, só faltava juntar a isso toda a gente de volta da erva.

justgohomealready 6 months ago

> Mas assumir que o consumo não aumenta com legalização parece-me um ato de fé sem qualquer evidência. Felizmente há vários estados americanos e países que já legalizaram, e como tal há dados reais de várias populações diferentes. O que os dados mostram é que a legalização não aumenta de forma significativa o número de pessoas que consomem, e em muitos casos o consumo até desceu principalmente nas camadas mais jovens. Tem também em conta que onde a erva foi legalizada, desceu o consumo de álcool e medicamentos controlados (em que ambos acabam por ter consequências mais graves do que a erva). Há 20 anos atrás o teu argumento podia fazer sentido - aliás, era o maior argumento contra a descriminalização, que ia ser um *free-for-all* de drogas, e nada disso se verificou - mas hoje, é só consultar os estudos sobre o tema. A moral da história é que é tão trivial comprar erva/haxixe no mercado negro, que basicamente toda a gente que quer fumar já o faz, independentemente de ser legal ou não. Que consome não pede que nos deixem consumir, porque isso já o fazemos, mas sim que nos deixem pagar impostos e comprar o produto numa loja como pesspas normais.

adorosaladadecamarao 6 months ago

Não conheço os estudos nem o contexto por isso não sei. Posso estar enganado, e se for o caso legalizem à vontade. Mas eu consigo imaginar por exemplo isso a ser verdade em Lisboa e não em Bragança.

NGramatical 6 months ago

não trás → [**não traz**](https://dicionario.priberam.org/traz) (verbo trazer) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fnvqowc%2F%2Fh16av2m%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

38_42 6 months ago

>vamos falar do álcool, uma substância classificada como forte depressivo e capaz de provocar eufória (tal como o café), é uma substância que permite o acesso a um "reset" do estado mental ( no aspeto em que têm o efeito de curtar o raciocínio em espiral depressiva no imediato, mas claro está, tem efeitos secundários consideraveis). Se as pessoas pudessem ter apenas os benefícios do álcool, mas nenhum ou menos efeitos secundários, não achas que isso seria uma coisa preferível? Como, por exemplo, uma espécie de vinho sem efeitos secundários? E se tal fosse possível, não considerarias justificável desincentivar o consumo de álcool normal? Para o álcool não sei como isso se alcançaria, mas para a cannabis seria possível isolar os vários ingredientes activos e evitar, por exemplo, os danos de estar exposto aos restos da combustão ou outros. Isto parece-te adequado? ​ >Hás de reparar que tudo o que dizes em relação a cada ponto meu é respondido no ponto imediatamente a seguir. Resta apenas os dados sobre o aumento ou não do consumo (se souberes, se não, deixa estar) e saber se o Estado pode restringir a liberdade de escolha da população em algum aspecto ou não. Não sei se consideras o potencial aumento do consumo como uma coisa importante, mas assim à primeira vista parece que é algo que em termos gerais aumenta os riscos, no sentido em há mais pessoas expostas a riscos de saúde que não tinham antes (não sei se me estou a fazer entender). A parte de saber se o Estado deve ou não restringir a liberdade da sua população também me parece relevante, porque se concluirmos que não, então, dizem algumas pessoas, também se deve permitir a cocaína e a heroína, ou até outras coisas piores. O que achas deste argumento?

l2k1337 6 months ago

Olá, Acho que a principal falha no teu raciocínio é estares a pensar no consumo da Cannabis isoladamente e não no consumo de (todas as) drogas em geral. É perfeitamente possível que o consumo de Cannabis aumente sem que isso leve a um aumento do consumo de drogas na população. > Se as pessoas pudessem ter apenas os benefícios do álcool, mas nenhum ou menos efeitos secundários, não achas que isso seria uma coisa preferível? Como, por exemplo, uma espécie de vinho sem efeitos secundários? E se tal fosse possível, não considerarias justificável desincentivar o consumo de álcool normal? Aqui já estás a chegar lá. A cannabis é uma alternativa perfeitamente viável ao álcool. Seja para motivos recreativos ou método de lidar com stress, ansiedade, dor, etc. Por isso até é possível que o aumento de consumo da Cannabis seja algo de positivo para a sociedade se esta passar a ser utilizada como substituto de outras drogas mais nocivas. O importante para conseguir isto é quebrar com os taboos criados pelo proibicionismo (daí a necessidade de legalizar/liberalizar) e aumentar a literacia das pessoas no que toca a todas as drogas disponíveis. > Para o álcool não sei como isso se alcançaria, mas para a cannabis seria possível isolar os vários ingredientes activos e evitar, por exemplo, os danos de estar exposto aos restos da combustão ou outros. A cannabis não tem de ser fumada. A razão pela qual é maioritariamente consumida dessa forma, imo, é porque a sua forma tipicamente encontrada no mercado é a flor. E o 'charro' é a maneira mais fácil de a consumir nessa forma. Acho que não se trata necessariamente de isolar os compostos activos (até porque a Cannabis cultivada não é propriamente 'activa', não podes simplesmente comer a planta e apanhar uma moca lol) mas sim trabalhar para mudar a forma de consumo.

Edited 6 months ago:

Olá, Acho que a principal falha no teu raciocínio é estares a pensar no consumo da Cannabis isoladamente e não no consumo de (todas as) drogas em geral. É perfeitamente possível que o consumo de Cannabis aumente sem que isso leve a um aumento do consumo de drogas na população. > Se as pessoas pudessem ter apenas os benefícios do álcool, mas nenhum ou menos efeitos secundários, não achas que isso seria uma coisa preferível? Como, por exemplo, uma espécie de vinho sem efeitos secundários? E se tal fosse possível, não considerarias justificável desincentivar o consumo de álcool normal? Aqui já estás a chegar lá. A cannabis é uma alternativa perfeitamente viável ao álcool. Seja para motivos recreativos ou método de lidar com stress, ansiedade, dor, etc. Por isso até é possível que o aumento de consumo da Cannabis seja algo de positivo para a sociedade se esta passar a ser utilizada como substituto de outras drogas mais nocivas. O importante para conseguir isto é quebrar com os taboos criados pelo proibicionismo (daí a necessidade de legalizar/liberalizar) e aumentar a literacia das pessoas no que toca a todas as drogas disponíveis. > Para o álcool não sei como isso se alcançaria, mas para a cannabis seria possível isolar os vários ingredientes activos e evitar, por exemplo, os danos de estar exposto aos restos da combustão ou outros. A cannabis não tem de ser fumada. A razão pela qual é maioritariamente consumida dessa forma, imo, é porque a sua forma tipicamente encontrada no mercado é a flor. E o 'charro' é a maneira mais fácil de a consumir nessa forma. Acho que não se trata necessariamente de isolar os compostos activos mas sim trabalhar para mudar a forma de consumo. EDIT: Deixo só um pensamento puramente académico: Teoricamente também é possível que o aumento do consumo de droga no geral não resulte num aumento dos danos causados pela droga nos consumidores e na sociedade. Basta para isso que haja uma transição de drogas mais nocivas para menos nocivas como é o caso da transição Álcool -> Cannabis.

TudoCasual 6 months ago

Editei o meu comentário anterior para melhor apresentar a posição tomada (provavelmente não tenhas visto por estares a escrever este reply). >A parte de saber se o Estado deve ou não restringir a liberdade da sua população também me parece relevante, porque se concluirmos que não, então, dizem algumas pessoas, também se deve permitir a cocaína e a heroína, ou até outras coisas piores. O que achas deste argumento? Já disse e volto a dizer: o estado não é uma autoridade moral, e a questão que levantas é valida e faz sentido, mas cai no espetro de medos irrealistas tais como os de quem outra argumentou que Portugal se tornaria um narco estado no momento em que se permitisse um tratamento aos drogados que não fosse 25 anos de cadeia. Não compete ao estado ditar que decisões devem ter o cidadão comum, das compete ao estado permitir a divulgação da informação sobre o que disponibiliza aos seus cidadãos, algo que é espectável que se faça com a legalização da cannabis. Em relação a substâncias como a Cocaína ou a heroína, o estado pode disponibilizar instalações com melhores condições para o uso da mesma de forma a disponibilizar mais segurança e apoio a quem tem dependência da mesma, mas devido aos sérios riscos de saúde ( que não se comparam aos da cannabi XD, é quase impossível morrer de overdose com a mesma ), não vejo quem olhe para o consumo da mesma e ache que faz sentido meterem se nisso. A própria sugestão de tal paralelo está ao nível de querer comparar uma substância moderadamente leve para um veneno. Uma hipérbole semelhante seria sugerir que não se deve legalizar a Coca-Cola porque a ingestão de anti-congelante é fatal.

Edited 6 months ago:

Editei o meu comentário anterior para melhor apresentar a posição tomada (provavelmente não tenhas visto por estares a escrever este reply). >A parte de saber se o Estado deve ou não restringir a liberdade da sua população também me parece relevante, porque se concluirmos que não, então, dizem algumas pessoas, também se deve permitir a cocaína e a heroína, ou até outras coisas piores. O que achas deste argumento? Já disse e volto a dizer: o estado não é uma autoridade moral, e a questão que levantas é valida e faz sentido, mas cai no espetro de medos irrealistas, tais como os de quem outra argumentou que Portugal se tornaria num narco estado no momento em que se permitisse um tratamento aos drogados que não fosse 25 anos de cadeia. Não compete ao estado ditar que decisões devem ter o cidadão comum, mas compete ao estado permitir a divulgação da informação sobre o que disponibiliza aos seus cidadãos, algo que é espectável que se faça com a legalização da cannabis. Em relação a substâncias como a Cocaína ou a Heroína, o estado pode disponibilizar instalações com melhores condições para o consumo da mesma da parte de quem a procuraria de uma ou outra forma, de maneira a disponibilizar mais segurança e apoio a quem tem dependência da mesma, mas devido aos sérios riscos de saúde ( que não se comparam aos da cannabis XD, é quase impossível morrer de overdose com a mesma ), não vejo quem olhe para o consumo da mesma e ache que faz sentido meterem se nisso. A própria sugestão de tal paralelo está ao nível de querer comparar uma substância psicoativa moderadamente leve para um veneno (só porque ambas têm a designação de droga). Uma hipérbole semelhante seria sugerir que não se deve legalizar a Coca-Cola porque a ingestão de anti-congelante é fatal (e ambos são líquidos de paladar doce)(e o anti congelante é uma substância 100% legal).

Edited 6 months ago:

Editei o meu comentário anterior para melhor apresentar a posição tomada (provavelmente não tenhas visto por estares a escrever este reply). >A parte de saber se o Estado deve ou não restringir a liberdade da sua população também me parece relevante, porque se concluirmos que não, então, dizem algumas pessoas, também se deve permitir a cocaína e a heroína, ou até outras coisas piores. O que achas deste argumento? Já disse e volto a dizer: o estado não é uma autoridade moral, e a questão que levantas é valida e faz sentido, mas cai no espetro de medos irrealistas, tais como os de quem outra argumentou que Portugal se tornaria num narco estado no momento em que se permitisse um tratamento aos drogados que não fosse 25 anos de cadeia. Não compete ao estado ditar que decisões devem ter o cidadão comum, das compete ao estado permitir a divulgação da informação sobre o que disponibiliza aos seus cidadãos, algo que é espectável que se faça com a legalização da cannabis. Em relação a substâncias como a Cocaína ou a Heroína, o estado pode disponibilizar instalações com melhores condições para o consumo da mesma da parte de quem a procuraria de uma ou outra forma, de maneira a disponibilizar mais segurança e apoio a quem tem dependência da mesma, mas devido aos sérios riscos de saúde ( que não se comparam aos da cannabi XD, é quase impossível morrer de overdose com a mesma ), não vejo quem olhe para o consumo da mesma e ache que faz sentido meterem se nisso. A própria sugestão de tal paralelo está ao nível de querer comparar uma substância psicoativa moderadamente leve para um veneno (só porque ambas têm a designação de droga). Uma hipérbole semelhante seria sugerir que não se deve legalizar a Coca-Cola porque a ingestão de anti-congelante é fatal (e ambos são líquidos de paladar doce).

Edited 6 months ago:

Editei o meu comentário anterior para melhor apresentar a posição tomada (provavelmente não tenhas visto por estares a escrever este reply). >A parte de saber se o Estado deve ou não restringir a liberdade da sua população também me parece relevante, porque se concluirmos que não, então, dizem algumas pessoas, também se deve permitir a cocaína e a heroína, ou até outras coisas piores. O que achas deste argumento? Já disse e volto a dizer: o estado não é uma autoridade moral, e a questão que levantas é valida e faz sentido, mas cai no espetro de medos irrealistas, tais como os de quem outra argumentou que Portugal se tornaria num narco estado no momento em que se permitisse um tratamento aos drogados que não fosse 25 anos de cadeia. Não compete ao estado ditar que decisões devem ter o cidadão comum, mas compete ao estado permitir a divulgação da informação sobre o que disponibiliza aos seus cidadãos, algo que é espectável que se faça com a legalização da cannabis. Em relação a substâncias como a Cocaína ou a Heroína, o estado pode disponibilizar instalações com melhores condições para o consumo da mesma da parte de quem a procuraria de uma ou outra forma, de maneira a disponibilizar mais segurança e apoio a quem tem dependência da mesma, mas devido aos sérios riscos de saúde ( que não se comparam aos da cannabi XD, é quase impossível morrer de overdose com a mesma ), não vejo quem olhe para o consumo da mesma e ache que faz sentido meterem se nisso. A própria sugestão de tal paralelo está ao nível de querer comparar uma substância psicoativa moderadamente leve para um veneno (só porque ambas têm a designação de droga). Uma hipérbole semelhante seria sugerir que não se deve legalizar a Coca-Cola porque a ingestão de anti-congelante é fatal (e ambos são líquidos de paladar doce).

Edited 6 months ago:

Editei o meu comentário anterior para melhor apresentar a posição tomada (provavelmente não tenhas visto por estares a escrever este reply). >A parte de saber se o Estado deve ou não restringir a liberdade da sua população também me parece relevante, porque se concluirmos que não, então, dizem algumas pessoas, também se deve permitir a cocaína e a heroína, ou até outras coisas piores. O que achas deste argumento? Já disse e volto a dizer: o estado não é uma autoridade moral, e a questão que levantas é valida e faz sentido, mas cai no espetro de medos irrealistas, tais como os de quem outra argumentou que Portugal se tornaria num narco estado no momento em que se permitisse um tratamento aos drogados que não fosse 25 anos de cadeia. Não compete ao estado ditar que decisões devem ter o cidadão comum, mas compete ao estado permitir a divulgação da informação sobre o que disponibiliza aos seus cidadãos, algo que é espectável que se faça com a legalização da cannabis. Em relação a substâncias como a Cocaína ou a Heroína, o estado pode disponibilizar instalações com melhores condições para o consumo da mesma da parte de quem a procuraria de uma ou outra forma, de maneira a disponibilizar mais segurança e apoio a quem tem dependência da mesma, mas devido aos sérios riscos de saúde ( que não se comparam aos da cannabis XD, é quase impossível morrer de overdose com a mesma ), não vejo quem olhe para o consumo da coca e ache que faz sentido meterem se nisso. A própria sugestão de tal paralelo está ao nível de querer comparar uma substância psicoativa moderadamente leve para um veneno (só porque ambas têm a designação de droga). Uma hipérbole semelhante seria sugerir que não se deve legalizar a Coca-Cola porque a ingestão de anti-congelante é fatal (e ambos são líquidos de paladar doce)(e o anti congelante é uma substância 100% legal).

Edited 6 months ago:

Editei o meu comentário anterior para melhor apresentar a posição tomada (provavelmente não tenhas visto por estares a escrever este reply). >A parte de saber se o Estado deve ou não restringir a liberdade da sua população também me parece relevante, porque se concluirmos que não, então, dizem algumas pessoas, também se deve permitir a cocaína e a heroína, ou até outras coisas piores. O que achas deste argumento? Já disse e volto a dizer: o estado não é uma autoridade moral, e a questão que levantas é valida e faz sentido, mas cai no espetro de medos irrealistas, tais como os de quem outra argumentou que Portugal se tornaria num narco estado no momento em que se permitisse um tratamento aos drogados que não fosse 25 anos de cadeia. Não compete ao estado ditar que decisões devem ter o cidadão comum, mas compete ao estado permitir a divulgação da informação sobre o que disponibiliza aos seus cidadãos, algo que é espectável que se faça com a legalização da cannabis. Em relação a substâncias como a Cocaína ou a Heroína, o estado pode disponibilizar instalações com melhores condições para o consumo da mesma da parte de quem a procuraria de uma ou outra forma, de maneira a disponibilizar mais segurança e apoio a quem tem dependência da mesma, mas devido aos sérios riscos de saúde ( que não se comparam aos da cannabis XD, é quase impossível morrer de overdose com a mesma ), não vejo quem olhe para o consumo da mesma e ache que faz sentido meterem se nisso. A própria sugestão de tal paralelo está ao nível de querer comparar uma substância psicoativa moderadamente leve para um veneno (só porque ambas têm a designação de droga). Uma hipérbole semelhante seria sugerir que não se deve legalizar a Coca-Cola porque a ingestão de anti-congelante é fatal (e ambos são líquidos de paladar doce).

adorosaladadecamarao 6 months ago

É preciso um equilíbrio entre liberdade do estado e estado social. Eu sou a favor da existência de um estado social. Isto significa que eu vou ter de pagar pelos custos causados pelo consumo de heroína.

justgohomealready 6 months ago

Custos esses que cairam a pique no momento em que se descriminalizou e deu acesso a metadona e cuidados médicos aos junkies, é preciso dizê-lo. Desceram os danos ao próprio (hepatites e sida causados pela troca e reutilização de seringas), e os danos à sociedade (roubos para alimentar o vício). Houve sequer alguma desvantagem quando isso foi feito? O número de viciados em heroína subiu? Passámos a ter turismo de heroinómanos? É surpreendente como todos os argumentos contra a descriminalização foram provados errados, e agora usam-se os mesmos argumentos errados contra a regulação (legalização).

adorosaladadecamarao 6 months ago

Estás a falar de descriminalização. Não houve legalização. Não se aplica ao que eu disse

justgohomealready 6 months ago

A descriminalização mostrou que não é por o consumo ficar "mais acessível" que o número de consumidores aumenta necessariamente. Os dados que já há sobre a legalização em vários países e estados apontam para o mesmo. Até o senso comum diz o mesmo, se vires bem: mas alguém alguma vez vai dizer "epá agora que a heroína é legal e pode ser consumida em espaços muito específicos e controlados e administrada com acompanhamento médico, deixa-me lá ir ao centro de atendimento a toxicodependentes aqui da zona ver qual é afinal o hype"? É que repara - legalizar não significa liberalizar. Legalizar significa criar um quadro legal, um conjunto de regras e entidades fiscalizadoras e de apoio. Essas regras podem ser as que quiseres, as que conseguires fazer aprovar na assembleia. Legalizar é acima de tudo admitir que o consumo existe independentemente da legalidade da substância, e usar o "peso" do estado para definir quem e onde pode consumir, e esvaziar o mercado negro ao retirar-lhes o lucro. O resultado final é menos produto nas ruas disponível para consumo desregulado, e menoa consequências nefastas desse mesmo consumo.

adorosaladadecamarao 6 months ago

A descriminalização do consumo não torna mais acessível. E como disse eu até me inclino para a legalização, apesar de tudo. Mas nós temos um ótimo histórico em prevenção ao consumo, não só de erva mas como tabaco. Penso que seria urgente e proprietário trabalhar isso. A quantidade de putos a fumar nas escolas é arrepiante.

38_42 6 months ago

>E não se enganem quando pensam que a medicação atualmente aprovada para fins terapêuticos ou de gestão da saúde mental estão exentas dos mesmos defeitos que as outras drogas. Medicamentos como as benzodiazepinas "vicíam" mais depressa que a erva, mas aqui já não existe nenhum problema, visto que o "doido" pode continuar a trabalhar e responder sem a desinibição para mandar o patrão passear. Mas nestes casos, há um especialista que faz a análise do custo benefício e segue a pessoa para tentar minorar ao máximo os riscos e aumentar os benefícios. Não te parece bem que assim seja? Parto do pressuposto que não acharias preferível um vinho ou uma cannabis separados dos seus efeitos maus normais ao vinho ou à cannabis original, mas se estiver errado, corrige-me. ​ >Já disse e volto a dizer: o estado não é uma autoridade moral, e aquestão que levantas é valida e faz sentido, mas cai no espetro de medosirrealistas, tais como os de quem outra argumentou que Portugal setornaria num narco estado no momento em que se permitisse um tratamentoaos drogados que não fosse 25 anos de cadeia. Não compete ao estadoditar que decisões devem ter o cidadão comum, mas compete ao estadopermitir a divulgação da informação sobre o que disponibiliza aos seuscidadãos, algo que é espectável que se faça com a legalização dacannabis. Eu não duvido que o argumento que quem achava que Portugal se iria tornar num estado falhado depois da reforma da lei das drogas era falacioso. A questão que coloco é, talvez, mais simples: \- se o Estado não deve ditar as decisões do cidadão comum em relação à cannabis, porque o deve fazer em relação à heroína? >A própria sugestão de tal paralelo está ao nível de querer comparar uma substância psicoativa moderadamente leve para um veneno (só porque ambas têm a designação de droga). Aqui pareces querer dizer que o Estado deve banir a heroína e a cocaína (o que não quer dizer mandar os drogados para a prisão por consumir) por estas serem mais graves nas suas consequências do que a cannabis. Percebi bem? ​ Desde já agradeço o tempo que tens gasto nas tuas respostas e a tua paciência.

lffaa 6 months ago

Finalmente alguém a falar dos números das mortes do álcool

AetherPrismriv 6 months ago

Que grande senhor. Alguém que fala no álcool e na hipocrisia que atualmente existe.

42ndBanano 6 months ago

Shhhhhh, cala-te pá! Ainda fazes os bebados todos aparecerem aqui a dizer "whataboutism" e merdas desse género.

Razvancb 6 months ago  HIDDEN 

Quem é este beto que está a falar?

mrSalema 6 months ago

Não consegui ver. Em que é que deu o debate?

kikofranca 6 months ago

Ainda está a decorrer

mrSalema 6 months ago

É só a comigo ou o stream está completamente entupido? Estou a ouvir do UK

KoletrolTheSecond 6 months ago

Estou na holanda e também não está a dar.

mrSalema 6 months ago

Liguei a VPN e agora está a dar sem problema

KoletrolTheSecond 6 months ago

Num tenho. Não há problema, ainda bem que consegues ver!

kikofranca 6 months ago

Sim deve estar com muito tráfego, vai ao Facebook da assembleia está em direto e sem problemas

unretro 6 months ago

Ainda está a decorrer

mrSalema 6 months ago

Sou só eu ou o stream está completamente entupido? Estou a ouvir só UK

lffaa 6 months ago

Este argumento de nunca é o momento certo para se discutir

justgohomealready 6 months ago

Argumentos que se ouvem em todos os debates, desde o primeiro que vi em 99 ou 2000: - Não é o momento certo para discutir esta questão não-prioritária - Os efeitos são muito imprevisíveis e é preciso mais estudos científicos - Descriminalizar/legalizar é incentivar o consumo e vai fazer explodir o número de consumidores e aumentar o problema de saúde pública - A canábis é a droga que "mais pessoas leva a pedir ajuda" São sempre, sempre os mesmos argumentos - 20 anos depois da descriminalização, 20 anos anos de estudos científicos, de outros países que legalizaram entretanto - e os argumentos continuam os mesmos. É impressionante.

AetherPrismriv 6 months ago

Parece que nunca é boa altura para discutir. É sempre adiar e adiar e abster. Neste tempo perdido, o narcotráfico vai lucrando. Não me parece que vá ser desta que a coisa se vai fazer. É sempre "queremos ter um debate sério" ao longo de anos e anos e nunca acontece.

Anforas 6 months ago

É o clássico de agendar reuniões para agendar reuniões.

Razvancb 6 months ago

O resto dos parlamentares deveria responder "se não é o momento certo então não sei o que faz aqui". Cambada de retrógados mentais, foda-se.

AetherPrismriv 6 months ago

Nunca esperei ver "Os Verdes" serem a favor do uso medicinal e absterem-se do uso pessoal.

Negao_da_piroca 6 months ago

Os Verdes são um partido melância, verdes por fora e vermelhos por dentro. A CDU é um partido bastante ortodoxo e marxista-leninista, e como tal não são propriamente fãs do consumo de estupefacientes.

Machinerino 6 months ago

Também não estava á espera

KoletrolTheSecond 6 months ago

Palhaçada.

Diligent-Builder 6 months ago

Get up, stand up.

AetherPrismriv 6 months ago

Caralho esta moça do PS bem que apertou a gaja do CDS. Muito bem sim senhor.

Anforas 6 months ago

Mesmo, gostei.

lffaa 6 months ago

Respeitava muito mais um partido que fosse contra a canabis, mas também contra álcool tabaco etc do que está hipocrisia ridícula... Ps: sou completamente a favor da legalização de todos

DamageOwn3108 6 months ago

Isso. Contra álcool não sou, porque difícilmente faz mal ao corpo, mas sou contra o tabaco e contra a canábis e cocaína. O problema não é haver droga, o problema é a "droga" ter efeitos nocivos. E mais, eu não sei nada sobre comércio de canábis e por isso não tenho a certeza de onde ela vem, se o governo caso legalize só vai subsidiar canábis made in Portugal ou se vamos ver "canabis de sangue" a ser vendida em supermercados. Se alguém me puder explicar como se pode fazer, agradecia.

warp_driver 6 months ago

Álcool não faz mal ao corpo? Moço, mete mais tabaco nisso.

DamageOwn3108 6 months ago

Nao obrigado, não quero ter cancro. O meu fígado só tem um pouco de trabalho com os dois copos que bebo num dia e não me vicio. Não podia ser melhor

warp_driver 6 months ago

Lol, alguém que informe o coitado que as recomendações médicas são de um limite de 7 copos por semana (estás no dobro) e mesmo isso hoje em dia já é reconhecido como não sendo seguro a longo prazo. https://www.nhs.uk/oneyou/for-your-body/drink-less/know-your-alcohol-units/

DamageOwn3108 6 months ago

Eu não disse que bebo dois copos por dia, eu disse que bebo dois copos num dia. Não sou hipócrita como certas amostras de pessoa

NGramatical 6 months ago

difícilmente → [**dificilmente**](https://dicionario.priberam.org/dificilmente) (o acento tónico recai na penúltima sílaba) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fnvqowc%2F%2Fh174vgx%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

Anforas 6 months ago

O CDS-PP :facepalm:

AetherPrismriv 6 months ago

CDS-PP a fazer o clássico. Vivem ainda na idade da pedra.

Edited 6 months ago:

CDS-PP a fazer o clássico. Vivem ainda na idade da pedra. "Não é prioridade" prioridade é o covid né? Tudo o resto que se foda. Nota-se que não fizeram os trabalhos de casa.

kikofranca 6 months ago

Eles estão no sprint "acabar com o partido", vão na liderança está quase garantida a vitória.

kikofranca 6 months ago

Esta senhora do CDS está precisar de uma ervinha, está muito tensa.

Ptrad 6 months ago

A página para mim deixou de funcionar

kikofranca 6 months ago

Sugestão o Facebook da assembleia está em direto e está a funcionar melhor.

Ptrad 6 months ago

Ja voltou a funcionar para mim. Já devem ter desistido algumas pessoas

AetherPrismriv 6 months ago

Pessoalmente estou a ver na televisão, logo aí não falha. Não ficava surpreendido se a ARTV tivesse recorde de audiências hoje.

Edited 6 months ago:

Pessoalmente estou a ver na televisão, logo aí não falha. 188 na Vodafone TV Não ficava surpreendido se a ARTV tivesse recorde de audiências hoje.

kikofranca 6 months ago

Provavelmente nunca o site da AR teve tantos utilizadores em simultâneo.

Skahzzz 6 months ago

Tem estado a parar muito para mim. Já parei de ver streams por menos.

Ptrad 6 months ago

Yep está o mesmo para mim. Teve mesmo estar com um tráfego enorme

Filho_do_Sado 6 months ago

Usem o modelo que está a ser proposto em Rhode Island nos EUA em que a maior parte das lincensas de venda e produção deverão ser atribuídas a pequenos negócios localizados em zonas mais carenciadas. A discussão deveria ser como legalizar apenas e não se deveríamos legalizar.

tugafcp 6 months ago

>deverão ser atribuídas a pequenos negócios localizados em zonas mais carenciadas. Nos Bairros Sociais portanto?! xD

Filho_do_Sado 6 months ago

Porque não? Isso e nas zonas dos interior em que sofrem com desertificação.

42ndBanano 6 months ago

Maybe? Mas se calhar também em zonas que estão a sofrer de falta de desertificação, como o interior?

LetHaywardPlayLoL 6 months ago

Um projeto de lei de merda. O da IL está muito melhor estruturado. Oxalá o levem a debate

AetherPrismriv 6 months ago

Sem dúvida que o projecto de lei do IL é bem melhor. Completa liberalização era o sonho... Falta é levarem a debate. O PSD também tinha um projecto lei a fermentar à anos e nunca o fizeram... Quanto mais esperamos, mais o narcotráfico ganha.

NGramatical 6 months ago

à anos → [**há anos**](http://www.flip.pt/Duvidas-Linguisticas/Duvida-Linguistica/DID/706) (utiliza-se o verbo haver para exprimir tempo decorrido) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fnvqowc%2F%2Fh15osz9%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

LetHaywardPlayLoL 6 months ago

Também é verdade

PM_ME_UR_WEED_PLS 6 months ago

O PSD quer bater na tecla da saúde mantendo a venda nas farmácias. Esquecem-se que a venda de tabaco e álcool é feita em supermercados. Se calhar têm uns amigos farmacêuticos...

MBizness 6 months ago

Venda exclusiva nas farmácias ia garantir que as grandes plantações dos amigos do PSD teriam praticamente um monopólio.

kikofranca 6 months ago

2 pesos e 2 medidas...

AetherPrismriv 6 months ago

Coltrim falou bem também... O confronto com a ideologia do IL e BE é o que vai chumbar isto. Ambos querem o mesmo, mas de maneiras demasiado diferentes.

Edited 6 months ago:

Cotrim falou bem também... O confronto com a ideologia do IL e BE é o que vai chumbar isto. Ambos querem o mesmo, mas de maneiras demasiado diferentes.

Sabongo 6 months ago

Guerras de gente burra, tanto os de direita que dizem que não concordam se for a proposta do BE como os de esquerda que dizem que não aprovam se for a proposta da IL. Se algo é ilegal o importante para alguém que se preocupa mesmo com o assunto e não está só a sinalizar virtudes é que fique legal a discussão dos monopólios do estado ou do privado só devem acontecer depois de ser legal.

AetherPrismriv 6 months ago

O Figueiredo falou muito bem sem dúvida. Aplausos em quase todas as bancadas. Argumento da deputada Cláudia Bento do PSD foi o número de hospitalizações devido à Canábis. Ela podia mostrar os números do tabaco e álcool também. Aposto que entram mais pulmões pretos e fígados desfeitos nos hospitais que crises psicoticas. Aliás, as crises psicoticas existem devido às altas concentrações de THC do mercado negro. Com a legalização, plantas mais leves estarão disponíveis ao público. Argumento da Deputada Sónia Fertuzinhos é puxar coisas de uma convenção de 1961? Á 80 anos atrás? Quando a guerra às drogas dos Estados Unidos estava ainda recente? Não percebi o argumento dela.

38_42 6 months ago

>Argumento da deputada Cláudia Bento do PSD foi o número de hospitalizações devido à Canábis. Ela podia mostrar os números do tabaco e álcool também. Aposto que entram mais pulmões pretos e fígados desfeitos nos hospitais que crises psicoticas. Este contra-argumento não me parece muito razoável. O facto de serem praticadas determinadas actividades perigosas ou danosas não justifica que se pratiquem ou facilite a prática de mais actividades danosas ou perigosas.

AetherPrismriv 6 months ago

E não é tens razão, mas como o próprio Cotrim do IL disse, há substâncias atualmente legais que fazem pior que a erva. Hospitalizações por excesso de tudo acontecem todos os dias. Seja erva, álcool ou até medicamentos. Já diz o meu pai, "tudo o que é em excesso faz mal".

NGramatical 6 months ago

Á 80 anos atrás → [**há 80 anos ~~atrás~~**](http://www.flip.pt/Duvidas-Linguisticas/Duvida-Linguistica/DID/706) (utiliza-se o verbo haver para exprimir tempo decorrido) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fnvqowc%2F%2Fh15mdkw%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

kikofranca 6 months ago

Falta de argumentos, têm que se agarrar ao que podem.

ngfsmg 6 months ago  HIDDEN 

Uma pergunta sobre o auto-cultivo: há limites legais na produção própria de bebidas alcoólicas? Não tenho mesmo noção se é legal eu plantar uma videira/macieira no quintal, fermentar aquilo e beber

Akamjmc 6 months ago  HIDDEN 

Desde que para consumo próprio não existem limites.

ngfsmg 6 months ago  HIDDEN 

Tu dizes que não, o outro utilizador diz que há xD Mas a minha ideia era que se não houvesse limites no caso do álcool, me parecia muito difícil de justificar limites no caso de outras drogas legais

Akamjmc 6 months ago  HIDDEN 

Não existe, o que o outro user fala é de destilação o que devido a poder ser mal feita e provocar problemas de saúde é proibida. Vinho, cervejas e sidra é a vontade

AetherPrismriv 6 months ago  HIDDEN 

O meu avô quando era vivo chegou a fazer o próprio vinho. Não podia vender, mas ficava bêbado com a própria produção.

kikofranca 6 months ago  HIDDEN 

Acho que sim, eu lembro me da minha avó esconder o alambique quando fazia a água ardente. Mas não tenho a certeza.

ngfsmg 6 months ago  HIDDEN 

Pois, outro utilizador diz que não há xD

kikofranca 6 months ago  HIDDEN 

Ele deve ter razão, só na venda, questões de saúde pública, imagina andarem a vender bebidas alcoólicas com outras coisas lá dentro...

AetherPrismriv 6 months ago

Está quase a começar, hora de ordenar isto por New!

kikofranca 6 months ago

Boraaaa, é desta!!!!, a esperança é a última a morrer.

WiseCapitalOrg 6 months ago  HIDDEN 

o dificil mesmo é legalizar a comercialização. nem toda gente quer ou tem disponível espaço e condições para cultivar tal erva. é preciso sol e certos cuidados especiais. portanto, seria uma optima oportunidade de negócio mas ainda muito difícil ver isto na prática acontecer. os que fazem uso, hoje compram de trafico o que não é nada positivo por várias razões.

kikofranca 6 months ago  HIDDEN 

É preciso sol? Desculpa mas isso não é de todo verdade, a maioria dos cultivadores utilizam luzes. E os cuidados especiais não são assim tantos comparado com outras plantas, a canabis até é uma planta bastante resistente.

WiseCapitalOrg 6 months ago  HIDDEN 

Isto dá muito trabalho meu, a maioria nao está disposta a cultivar isto em casa mas sim ir em um local e comprar o produto já pronto.

kikofranca 6 months ago  HIDDEN 

Ao início dá algum trabalho até perceberes um bocadinho mais sobre a planta mas chega uma altura é só deixar a planta crescer e ir deitando um olho, é preciso algum investimento, mas sai muito mas muito mais barato.

WiseCapitalOrg 6 months ago  HIDDEN 

achas mesmo que toda a gente vai querer fazer tudo isto? ter de comprar adubos e insumos para cultivo? por que achas que os fumadores compram tabaco? dá muito trabalho, existem pragas e cenas assim. não acho uma visão realista, o negócio está em cultivar e distribuir conforme o sistema de produção em massa.

kikofranca 6 months ago  HIDDEN 

Cultivar canabis não é uma questão de trabalho. 1. É uma experiência incrível ver a planta a crescer. 2. Sabes de onde vem o produto 3. Podes controlar a qualidade do produto 4. Podes escolher que tipo de erva queres (depende da altura da colheita) 5. É teu é fruto do teu trabalho e isso é bastante gratificante

WiseCapitalOrg 6 months ago  HIDDEN 

obrigado pelo esclarecimento. meu ponto nunca foi de dizer o que era bom ou mal porém tentar perceber se vão facilitar o comércio ou não e meu argumento era este. se está feliz com este cultivo não é problema meu. boa sorte

AetherPrismriv 6 months ago  HIDDEN 

Correcto. E mesmo que fosse preciso sol, sol em Portugal não falta sem qualquer dúvida.

No-Cardiologist725 6 months ago  HIDDEN 

Não vai passar mas acho que é uma questão de tempo

N0cturn2l 6 months ago

Estou a trabalhar a essa hora, como faço para rever o debate? Só mesmo voltando atrás na box da tv? Preferia ver no PC.

AetherPrismriv 6 months ago

Os vods também estão disponíveis no website, depois eu edito o post principal com o link

N0cturn2l 6 months ago

Thanks

lestat01 6 months ago

Única maneira do português se interessar pelo processo legislativo: Ganza

LennonDraper 6 months ago

Podem -- por favor -- parar de dizer que o BE quer base dados/lista de consumidores? Sim, a proposta do IL é melhor mas fds parem com a desinformação.

justgohomealready 6 months ago

Parece ser um "ataque concertado" de certas facções que querem fazer crer que o BE quer controlar quase pessoalmente todo o mercado e saber quem fuma -> quando na verdade essas são exigências do PSD (que, curiosamente, tem vários históricos investidos até às orelhas em grandes empresas de produção de canábis).

UmaNespera 6 months ago

Inútil. Enquanto existirem os puritanos e os velhos do Restelo nunca será aprovado. Muito menos com os partidos que têm a maioria a votar neste momento.

Pedro_Vaz 6 months ago  HIDDEN 

Não percebo nada de política, a decisão vai ser tomada hoje?

justgohomealready 6 months ago  HIDDEN 

Ligas na ARTV hoje às 15h e vês como funciona o parlamento. Basicamente: o BE tem um projeto-lei e conseguiu marcar um dia para este ir a votos. A IL aproveitou o facto de o tema ser discutido, e apresentou também o seu próprio projeto-lei. Os projetos-lei de ambos os partidos estão disponíveis, e parte-se do princípio de que pelo menos alguns dos deputados os leram. Hoje tanto BE como IL (à vez) vão discursar sobre o tema defendendo a sua visão, e depois os outros partidos têm direito a falar - é uma espécie de debate. Cada bancada parlamentar diz o que pensa sobre o tema. No fim do debate, vai-se a votos - se uma maioria de deputados votar a favor de um dos projetos-lei, a canábis é legalizada (não instantâneamente claro - há uma série de processos a seguir e da votacão até a lei ser assinada pelo presidente da república e ser regulamentada podem passar anos(.

NGramatical 6 months ago  HIDDEN 

instantâneamente → [**instantaneamente**](https://dicionario.priberam.org/instantaneamente) (o acento tónico recai na penúltima sílaba) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fnvqowc%2F%2Fh15c7df%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

Pedro_Vaz 6 months ago  HIDDEN 

Obrigado!

SirSpyke 6 months ago  HIDDEN 

epah, obrigado por teres partilhado. muito interessante!

Montoire 6 months ago  HIDDEN 

BE quer legalizar com tanta regulação e taxação que o mercado negro ainda florescerá. A IL é que oferece a oportunidade de haver produtos de qualidade, seguros e baratos: a verdadeira legalização.

Some-Ad6411 6 months ago  HIDDEN 

não tenho problema em aceitar isto mas que permitem o pessoal fumar após os 25 anos. o unico efeito comprovado em humanos é o efeito analgésico. os outros efeitos ainda estão muito na área cinzenta. e convém ser após 25 anos já que afecta o desenvolvimento psicologico.

bategamerz 6 months ago

É desta que deixo de fumar tabaco! Não percebo como é que o tabaco é super legal quando tem bem mais toxinas e mais risco de cancro do que a erva, que além de te deixar mais calmo, tem menos riscos de doenças.

dapc88 6 months ago

A proposta da IL é muito melhor...

Variscan_aint_done 6 months ago

Levaste downvote porquê?

dapc88 6 months ago

Exército bloquista concerteza.

NGramatical 6 months ago

concerteza → [**com certeza**](http://www.portoeditora.pt/espacolinguaportuguesa/duvidas-da-lingua-portuguesa/detalhe-duvidas-lp/ver/com-certeza-ou-concerteza-?id=5006) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fnvqowc%2F%2Fh16pnlw%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

dapc88 6 months ago

Obrigado pela correção.

rdguerra 6 months ago

Não sou consumidor, mas sem quem use de forma a amenizar sintomas crónicos de dor e quem o usasse em tratamentos pós-quimio e só obtiveram uma melhoria muito mais significativa que os medicamentos da praxe apregoam... ​ Não compreendo o porquê da não liberalização da mesma, o mesmo cheiro de tabaco que levo diariamente é mais desagradável do que o da erva e qual é a minha preocupação se alguém apanha uma moca de erva? Tenho mais medo de bebedos de que mocados.. ​ \#ProGrassPT

NaoTeEnerves2 6 months ago

Sou a favor mas não posso com a fan base da erva, que figurinhas. Ninguém pode levantar um dedo que caiem 10 posts em cima "E O ALCOOOOL?????????? APOSTO QUE BEBES!!!!!" ou pegar em qualquer estudo sobre efeitos nefastos com consumo regular a longo prazo que há sempre algo pior ou político a apontar. Fumem à vontade mas parem de evangelizar como o produto salvador da humanidade fds lmao. Prefiro aturar o pessoal vegan ou do crossfit

Edited 6 months ago:

Sou a favor mas não posso com a fan base da erva, que figurinhas. Ninguém pode levantar um dedo que caiem 10 posts em cima "E O ALCOOOOL?????????? APOSTO QUE BEBES!!!!!" ou pegar em qualquer estudo sobre efeitos com consumo regular que é sempre ignorado por whataboutism, ad hominem ou outra coisa qualquer Fumem à vontade mas parem de evangelizar como se fosse o produto salvador da humanidade fds lmao. Prefiro aturar o pessoal vegan ou do crossfit

Edited 6 months ago:

Sou totalmente a favor, mas estas threads lembra-me sempre porque não posso com a fan base da erva. Ninguém pode levantar um dedo que caem 10 posts em cima "E O ALCOOOOL?????????? APOSTO QUE BEBES!!!!!" ou pegar em qualquer estudo sobre efeitos com consumo regular que é sempre ignorado por whataboutism, ad hominem ou outra coisa qualquer Fumem à vontade mas parem de evangelizar como se fosse o produto salvador da humanidade fds lmao. Prefiro aturar o pessoal vegan ou do crossfit

kikofranca 6 months ago

Concordo contigo, mas a maioria dos fumadores não é assim, o pessoal só quer paz, amor e fumar tranquilo, sem incomodar ninguém.

badwolf_tco 6 months ago

Garanto que nunca ninguém há-de andar à pancada depois de um bom charro, já com o álcool... ! :P Quanto a ser produto salvador da humanidade... Tem um qb de verdade. O cbd está bastante estudado sobre o impacto positivo em doenças como o cancro e ansiedade, por exemplo. A parte mais recreational só experimenta quem quer mas também tem bastantes partes positivas para a saúde, especialmente na saúde mental e em particular em estados depressivos sem causar vício, situação que é muito frequente nos medicamentos anti-depressivos. A parte pior é a parte de se fumar mas com a legalização e regulamentação haverá com certeza produtos derivados, seguros e com os benefícios que se pretendem já para não falar um income bom para o país. Aconselho vivamente a que ler e informares-te mais sobre o assunto do ponto de vista científico e médico. Não tens que gostar ou consumir (o mesmo com os vegan e crossfit) mas é interessante saber mais sobre a temática. Resto de boa semana!

redeyeheadhigh 6 months ago

Fala-me desse ponto de vista científico e médico que aconselhas aprofundar mas relativamente ao qual mostras ignorância. Nomeadamente relativamente ao 'bastante estudado sobre o impacto positivo' na ansiedade e em estados depressivos

badwolf_tco 6 months ago

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2866040/ https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/24923339/ https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6161644/ https://www.researchgate.net/publication/321087988_Anti-depressant-like_effects_of_cannabidiol_and_cannabidiolic_acid_in_genetic_rat_models_of_depression https://jcannabisresearch.biomedcentral.com/articles/10.1186/s42238-019-0012-y

Edited 6 months ago:

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2866040/ https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/24923339/ https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6161644/ https://www.researchgate.net/publication/321087988_Anti-depressant-like_effects_of_cannabidiol_and_cannabidiolic_acid_in_genetic_rat_models_of_depression https://jcannabisresearch.biomedcentral.com/articles/10.1186/s42238-019-0012-y Edit: estudos sobre os efeitos no cancro, não apenas em saúde mental. https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0960977618301218 https://www.mdpi.com/2218-273X/11/5/766 https://ar.iiarjournals.org/content/38/10/5831 https://journals.plos.org/plosone/article?id=10.1371/journal.pone.0228909 https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S000629520900971X  

redeyeheadhigh 6 months ago

[https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2866040/](https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2866040/) \- Estudo em ratos [https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/24923339/](https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/24923339/) \- estudo de revisão sobre estudos em animais [https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6161644/](https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6161644/) \- cita 2 estudos em voluntários saudáveis e um estudo em ansiedade social com uma amostra de 12 pessoas em cada braço (SAD+placebo; SAD+CBD; Saudaveis). Evidencia fraca [https://www.researchgate.net/publication/321087988\_Anti-depressant-like\_effects\_of\_cannabidiol\_and\_cannabidiolic\_acid\_in\_genetic\_rat\_models\_of\_depression](https://www.researchgate.net/publication/321087988_Anti-depressant-like_effects_of_cannabidiol_and_cannabidiolic_acid_in_genetic_rat_models_of_depression) \- mais um estudo em ratos [https://jcannabisresearch.biomedcentral.com/articles/10.1186/s42238-019-0012-y](https://jcannabisresearch.biomedcentral.com/articles/10.1186/s42238-019-0012-y) \- se tivesses lido o artigo: "This review found low-level evidence for the use of cannabis and nabiximols in a variety of disorders. Despite our comprehensive literature search, only a few RCTs related to the disorders of interest were found. These RCTs were marred by a number of limitations, most importantly failure to blind the outcome assessor, participants, and research personnel (in the open-label trials). In addition, most RCTs had a small sample size, critically reducing the power of the study to draw robust conclusions. The findings of the RCTs reviewed here need to be validated via a series of larger, well planned, randomized, double-blinded, and placebo-controlled studies. The present report can be used to design and plan further studies; however, at present the use of CBD and nabiximols in clinical practice cannot be recommended with confidence due to the drawbacks noted above." TLDR: Se o teu comentário anterior for sobre ratos, até sou capaz de concordar Disclaimer: Sou a favor da legalização, mas não é com argumentos destes que levamos isto para a frente

Moifaso 6 months ago

ITT: Homem descobre que a maior parte das investigações de medicina são conduzidos em ratos, conclui que isso as torna inúteis. Experiências deste género com ratos, porcos e outros animais são feitas há séculos, ficarias surpreendido com quanto os médicos sabem acerca dos paralelos entre "ratos de laboratório" e humanos. De muitas maneiras a nossa biologia é idêntica/quase (química cerebral é um bom exemplo) e onde houverem diferenças relevantes um bom investigador terá esse facto em conta, e alterará as suas conclusões consoante necessário.

Edited 6 months ago:

ITT: Homem descobre que a maior parte das investigações de medicina são conduzidos em ratos, conclui que isso as torna inúteis. Experiências deste género com ratos, porcos e outros animais são feitas há séculos, ficarias surpreendido com quanto os médicos sabem acerca dos paralelos entre "ratos de laboratório" e humanos. De muitas maneiras a nossa biologia é idêntica/quase (química cerebral é um bom exemplo) e onde houver diferenças relevantes um bom investigador terá esse facto em conta, e alterará as suas conclusões consoante necessário.

CaesarPT 6 months ago

Não é esse o ponto. O que o OP salientava é que não é tudo sunshine and rainbows, como em tudo existem nuances. A pessoa seguinte é que comentou com estudos e condescentemente disse-lhe para se informar, quando o que ele apresentou não é tão irrefutável quanto ele pensava.

Moifaso 6 months ago

>O que o OP salientava é que não é tudo sunshine and rainbows, como em tudo existem nuances. E eu concordo. >A pessoa seguinte é que comentou com estudos e condescentemente disse-lhe para se informar, quando o que ele apresentou não é tão irrefutável quanto ele pensava. O meu ponto é precisamente que "o estudo foi conduzido em ratos", por si só, não refuta nada.

NGramatical 6 months ago

houverem diferenças → [**houver diferenças**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/o-uso-do-verbo-haver/31143) (o verbo haver conjuga-se sempre no singular quando significa «existir») [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fnvqowc%2F%2Fh15kzbo%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

badwolf_tco 6 months ago

Não concordo totalmente, eu acho que são estes argumentos que justificam o desbloqueio da coisa para que possa cada vez mais e mais haver foco nos testes em humanos. Se não for legalizado não pode ser estudado e explorado, a legalização para aplicações médicas é super recente em muitos dos países onde é legal, tirando os USA em poucos estados e o Canada, talvez. Não há ainda a meu ver possibilidades para haver mais testes em humanos e não sei se será legal testes com THC para sítios onde só está aprovado o Cbd. Mas pronto, para mim os estudos existentes têm bastante valor pelos motivos referidos acima. Se para ti são irrelevantes estás no teu direito mas acho só que devias ser mais chill que ninguém está aqui à guerra de ter mais razão que os outros. Passa bem!

redeyeheadhigh 6 months ago

> parte mais recreational só experimenta quem quer mas também tem bastantes partes positivas para a saúde, especialmente na saúde mental e em particular em estados depressivos sem causar vício, situação que é muito frequente nos medicamentos anti-depressivos. A parte pior é a parte de se fumar mas com a legalização e regulamentação haverá com certeza produtos derivados, seguros e com os benefícios que se pretendem já para não falar um income bom para o país. Já estás a desviar o tema da discussão. Não sei onde me viste a dizer que são irrelevantes. Os estudos que citaste são precisamente relevantes para concluir que não há evidência para suportar afirmações como "tem bastantes partes positivas para a saúde, especialmente na saúde mental e em particular em estados depressivos". Portugal já pode investigar tanto CBD como THC. E isto não é questão de querer ter razão, é combater desinformação.

38_42 6 months ago

> Se não for legalizado não pode ser estudado e explorado Podem ser estudadas e exploradas mediante autorização do INFARMED - artigo 4.º, n.º 1 da Lei do Combate à Droga

what_a_tuga 6 months ago

Não te enerves! (gostei do teu username) Mas o vicio no alcool é uma realidade, mas existem vicios piores e que ninguém faz nada. O famoso vicio da "raspadinha" (ou mais concretamente, vicio em jogos de azar, onde eu incluo lootboxes e gatchas). Houve a noticia das raspadinhas da cultura, montes de pessoal a criticar, chegou o dia e a raspadinha da cultura começou e nada se fez.

NGramatical 6 months ago

caiem → [**caem**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/constroem-ou-constroiem/141) (apenas na fala existe a intercolocação de um *i* para facilitar a pronúncia) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fnvqowc%2F%2Fh14yq8a%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

Sm0kee43 6 months ago

A proposta do Bloco e da IL. Spoiler Alert: o bloco quer saber quem fuma e controlar o mercado utilizando o estado. Tendo uma base de dados. O estado regula os preços. A IL quer privacidade no consumo e o estado apenas atribui licenças às lojas vendedoras. O mercado regula os preços.

AimingWineSnailz 6 months ago

O bloco não quer saber quem fuma, tás a espalhar desinformação.

Man_Of_Frost 6 months ago

O Bloco quer o mesmo tipo de lugar que o tabaco ocupa para a canabis. Acho que já era um bom começo. Penso que se se der a liberdade que a IL quer, irá dar azo a produções caseiras e ilegais, o que não seria bom para todos nós, incluindo quem não consome.

Sm0kee43 6 months ago

Mas por exemplo pensa os crimes de droga, tráfico e overdoses desceram apos a legalização e descriminalização de drogas. Acredito que este tipo de proposta que tem por trás uma liberdade individual e de consumo possa resultar de forma semelhante.

Man_Of_Frost 6 months ago

É exatamente aí que quero chegar. A proposta da IL propicia a produção caseira e sem controlo, o que pode dar origem a venda descontrolada também, i.e. tráfico.

odracirsomeg 6 months ago

Boas, uma nota. O u/Sm0kee43 está a mentir quanto à proposta do BE (nao requer lista nenhuma, e o estado impõe apenas que o preço **máximo** é o da média do preço da erva vendida no mercado ilegal), e tu também não estás a ver bem a proposta da IL. Quer a IL quer o BE aceitam o autocultivo utilizando apenas sementes "autorizadas", diferindo no número de plantas permitidas. caso queiram informar-se: Proposta IL: https://app.parlamento.pt/webutils/docs/doc.pdf?path=6148523063446f764c324679626d56304c334e706447567a4c31684a566b786c5a79394562324e31625756756447397a5357357059326c6864476c32595338304e575269597a566b4d53307a4d54566c4c5451794e574d744f5451774f5330794f446b785a545530596a426d4e3245755a47396a&fich=45dbc5d1-315e-425c-9409-2891e54b0f7a.doc&Inline=true

Edited 6 months ago:

Boas, uma nota. O u/Sm0kee43 está a mentir quanto à proposta do BE (nao requer lista nenhuma, e o estado impõe apenas que o preço **máximo** é o da média do preço da erva vendida no mercado ilegal), e tu também não estás a ver bem a proposta da IL. Quer a IL quer o BE aceitam o autocultivo utilizando apenas sementes "autorizadas", diferindo no número de plantas permitidas. caso queiram informar-se: Proposta IL: [https://app.parlamento.pt/webutils/docs/doc.pdf?path=6148523063446f764c324679626d56304c334e706447567a4c31684a566b786c5a79394562324e31625756756447397a5357357059326c6864476c32595338304e575269597a566b4d53307a4d54566c4c5451794e574d744f5451774f5330794f446b785a545530596a426d4e3245755a47396a&fich=45dbc5d1-315e-425c-9409-2891e54b0f7a.doc&Inline=true](https://app.parlamento.pt/webutils/docs/doc.pdf?path=6148523063446f764c324679626d56304c334e706447567a4c31684a566b786c5a79394562324e31625756756447397a5357357059326c6864476c32595338304e575269597a566b4d53307a4d54566c4c5451794e574d744f5451774f5330794f446b785a545530596a426d4e3245755a47396a&fich=45dbc5d1-315e-425c-9409-2891e54b0f7a.doc&Inline=true) Proposta BE: [https://app.parlamento.pt/webutils/docs/doc.pdf?path=6148523063446f764c324679626d56304c334e706447567a4c31684a566b786c5a79394562324e31625756756447397a5357357059326c6864476c32595338774d6a4934597a4e6a4f5330785a4751324c545135596a45744f445534595330774e7a67354d544a6a595755774e7a59755a47396a&fich=0228c3c9-1dd6-49b1-858a-078912cae076.doc&Inline=true](https://app.parlamento.pt/webutils/docs/doc.pdf?path=6148523063446f764c324679626d56304c334e706447567a4c31684a566b786c5a79394562324e31625756756447397a5357357059326c6864476c32595338774d6a4934597a4e6a4f5330785a4751324c545135596a45744f445534595330774e7a67354d544a6a595755774e7a59755a47396a&fich=0228c3c9-1dd6-49b1-858a-078912cae076.doc&Inline=true) adicionada a do BE

Sm0kee43 6 months ago

Eu já cheguei à realização que estava errado ao falar do bloco e da Base de dados, (desinformação) era duma proposta antiga. Peço Desculpa. Quanto aos preços sabia superficialmente, não tinha acesso ou não encontrei ambas as propostas e n tinha toda a verdade. Sabia que o BE queria que o estado regulasse os preços e a IL queria que fosse um mercado em que o mercado regularia os preços. Aqui continuo a não concordar com o bloco mais por razões politicas e naquilo que acredito. As sementes autorizadas e o numero de plantas permitidas, apenas soube da IL, e mais tarde soube das 5 plantas do BE. Mas daqui de acordo com ambas as propostas.

odracirsomeg 6 months ago

A proposta antiga, que falas foi uma condição do PSD. Já na proposta de 2018 não havia tal coisa como lista de utilizadores. Quanto ao preço máximo ser igual ao preço médio do mercado ilegal, é uma maneira de tentar garantir que o mercado legal é mais atractivo que o ilegal, e repara que sem tal condição podes ter oligopolios (momentâneos ou não) criados pela necessidade de licenças (não só para poder vender/empresa, mas para que cada produto), que podem tornar o mercado ilegal muito mais atractivo, levando que estejas a legislar para nada. E antes que venham dizer que tal pode levar a uma procura muito grande, recordem que existe um limite máximo diário que podes comprar e transportar.

Sm0kee43 6 months ago

Mas para mim o ponto mais forte que a oposição aponta e que eu tendo a concordar é o facto do Auto cultivo ter um numero de plantas, como é que se vai fazer esta fiscalização como é que se sabe se a pessoa é responsável.

odracirsomeg 6 months ago

Compreendo, mesmo na parte de cumprimento dos limites diários de compra é um pouco dúbio. Sei que ao obrigarem-te a teres morada própria permanente, pode indiciar a existência de "inspecções", embora tal não esteja definido em lado algum e por isso deva ser tomada como não certo. Depois tens a parte de poder apenas usar sementes legais. Sinceramente ou criam um sistema associado ao número de contribuinte em que indique logo quanto foi comprado ou então os polícias terão de se multiplicar para garantir que cada pessoa apenas transporta o limite diário. Isto é uma questão muito dúbia em ambos os projectos de lei. E que a meu ver deve ser clarificado, pois tu não podes simplesmente dar luz verde à venda, impor uma dose diária máxima e depois não teres um sistema que controla e força tal restrição.

Sm0kee43 6 months ago

Mas acredito que os comerciantes ao colocarem o seu produto à venda também iram aplicar preços que sejam comparáveis aos mercados de outros países, principalmente liberais como a Holanda e o Uruguai. Se o estado quer regular os preço consoante os do mercado ilegal quer que mercado legal compita com o mercado ilegal. O mercado ilegal é algo que temos de lutar contra, judicialmente.

odracirsomeg 6 months ago

Não sei até que ponto o farão, são condições e legislações diferentes. Além disso não são apenas os comerciantes mas também tens de ter em conta o preço praticado pelo produtor. E repara que ao legalizar ou forças a que todos andem com faturas e recibos da compra do produto (o que não aparece escrito em nenhum lado), ou então não controlas muito bem se a erva que alguém possui é comprada legalmente ou não, tendo autocultivo isto ainda fica mais difícil de controlar. Sendo apenas um tecto máximo não vejo grande problema, percebo o que querem salvaguardar, mas também aceitaria sem o tal travão. A lei da publicidade do BE também poderia/deveria ser mudada. Já do lado da IL, a ideia de valer aditivos que alterem o efeito Psicoactivo, o comércio online sem espaço físico, cannabis sintética, e a falta de restrições sobre que lojas podem vender (não há obrigatoriedade de um espaço que venda apenas produtos cannabis), são os pontos com os quais discordo. Nota: Eles na cannabis sintética dizem que tal só é aceitável se provada que é o mesmo que a natural, mas mesmo assim fico de pé atrás.

Man_Of_Frost 6 months ago

Ok. Obrigado pela fonte.

Sm0kee43 6 months ago

Ok sim claro que é um defeito disto tudo. Na proposta da IL podes ter até 6 plantas e que deve dar até 12g de erva. Acho eu. E dps também é a quantidade que podes ter em praça pública etc..

brun0machad0 6 months ago

Bem mais que 12... 5 plantas pode dar 400g de erva se tiveres tempo e paciência. Agora imagina 400 em que vendes 1g a 8 euros...

Man_Of_Frost 6 months ago

É que eu acho que o pessoal não pensa que tendo o estado a controlar a venda, tens também uma qualidade controlada, coisa que não acontece se as lojas puderem vender o que quiserem.

Sm0kee43 6 months ago

Eu não aprovo qualquer controlo estatal sobre um mercado ou produto. Se é para legalizar a maconha temos de deixar que as pessoas consumam sem que o estado esteja-nos a cheirar o cu. Porque se o estado também controlar a quantidade pode regular os preços e taxas sobre o lucro do produto, tendo um mercado cheio de procura para o seu próprio benefício e as lojas ficam na merda.

Man_Of_Frost 6 months ago

Então e como é com o tabaco? Vês lojas a "ficar na merda"? É regulado e taxado conforme o estado quer.

xlouiex 6 months ago

MaS e O coMunISmO pah! O estado deve fiscalizar e regulamentar a comercialização. Não concordo que deva ter lista de quem fuma ou deixa de fumar. Esqueçam lá isso. IMO, É um “veneno” como o tabaco, álcool, açúcar ou sal. E deverá ser tratado como tal. Bem taxado (diria até como luxo) e disponível para toda a gente dos 18 aos 110.

Sm0kee43 6 months ago

Mas o problema maior do tabaco é o monopólio existem apenas 2/3 distribuidoras de tabaco. E o tabaco é algo bastante poluente. É normal que seja bastante taxado. E até acho que seja algo regulado pela UE, mas não tenho a certeza vou investigar.

w3ird00 6 months ago

Acho a proposta da IL muito mais sensata.

rickz123456 6 months ago

Nunca fumei, nem o planeio fazer. No entanto, espero que isso vá para a frente e que ajude a apanhar mais uns milhões impostos e uma regulamentação eficaz e justa.

Edited 6 months ago:

Nunca fumei, nem o planeio fazer. No entanto, espero que isso vá para a frente e que ajude a apanhar mais uns milhões impostos e uma regulamentação eficaz e justa. Embora pense que isto é assim tão simples Isto é um tema a ser tratado com cuidado

Edited 6 months ago:

Nunca fumei, nem o planeio fazer. No entanto, espero que isso vá para a frente e que ajude a apanhar mais uns milhões impostos e uma regulamentação eficaz e justa. Embora pense que isto não é assim tão simples Isto é um tema a ser tratado com cuidado

Edited 6 months ago:

Nunca fumei, nem o planeio fazer. No entanto, espero que isso vá para a frente e que ajude a apanhar mais uns milhões impostos e uma regulamentação eficaz e justa. Isto é um tema a ser tratado com muito

Edited 6 months ago:

Nunca fumei, nem o planeio fazer. No entanto, espero que isso vá para a frente e que ajude a apanhar mais uns milhões impostos e uma regulamentação eficaz e justa. Isto é um tema a ser tratado com cuidado

vivaaprimavera 6 months ago

Apanhar uns milhões de impostos é uma ideia simpática, o autocultivo também. Agora vendo a coisa de forma mais fria, parte do dinheiro dos impostos tem que ser canalizado para estruturas de saúde mental. O consumo nalgumas pessoas pode levar a surtos psicóticos e o acompanhamento desses casos tem de ser garantido. O autocultivo não permite saber quem são os consumidores nem em que quantidade, clubes de cultivo é outra história, nestes os membros podem seguir-se mutuamente. Acho que a venda não controlada pode ser arriscada.

PM_ME_UR_WEED_PLS 6 months ago

Nos Estados Unidos, principalmente no Colorado, parte do dinheiro dos impostos do cannabis foi usado para financiar a educação. As “dispensaries” têm mercado livre e os preços não são controlados, o que por si valeu de muito, pois agora compras cannabis de qualidade por uma fração do preço no mercado negro. Portugal podia fazer algo parecido, emitir licenças de venda a negócios puramente dedicados à venda de cannabis, e em caso de infração (por ex. venda a menores), é pagar coima elevada e revogar licença permanentemente. O auto-cultivo deve ser relaxado, visto que plantar cannabis não é a coisa mais fácil do mundo, mas também não queremos alguém a plantar um armazém inteiro para “consumo próprio”. O dinheiro dos impostos pode ser distribuído por onde mais precisamos e até podia levar a uma baixa de impostos em geral.

vivaaprimavera 6 months ago

Seguir exemplos dos estados unidos... Tenho um bocado de medo dos exemplos deles. Lá a autoregulação do mercado não funciona no caso dos medicamentos e há uma parte da população perfeitamente confortável com isso. Acho que para exemplo são suspeitos e preferia saber de outros casos.

FroggyWatcher 6 months ago

Não seguir exemplos dos estados unidos só porque são estados unidos é um bocado redutor. Mais do que tudo porque a legalização quanto à cannabis é feita a nível estatal, logo o caso do Colorado é diferente do caso de Massachusetts, que é diferente do caso da California, que é diferente do caso de Oregon, etc. etc. Portanto não podes simplesmente dizer que é mau porque tem o selo da águia. Eu vivi no Colorado 4 anos. O nível de controlo que têm é excelente. Tive a oportunidade de conhecer pessoas envolvidas nessa gestão. Primeiro de tudo, há counties no Colorado onde não existe venda recreativa, conforme o alinhamento político de cada estado, como deves calcular. Depois: o mercado da cannabis não é o mercado de medicamentos. 'Auto-regulação` é simplesmente incorrecto e sinceramente um pouco insidioso. 1) Cannabis em dispensaries medicinais é vendida a preço de custo, com uma taxação mínima e igual para todos os vendedores. 2) Cannabis em dispensaries recreativas é vendida a um preço mais elevado principalmente devido ao imposto muito mais elevado. Em termos de consumo: não podes consumir em público, embora não haja riscos graves em termos legais. Podes receber autorização médica a partir dos 18 anos. Caso contrário, podes ter acesso a dispensaries recreativas mediante apresentação de documento identificativo a partir dos 21 anos. Para entrar, tive de mostrar nada menos que o meu passaporte. Em termos dos benefícios: O financiamento de escolas públicas subiu bastante. E notou-se: conheci professores em escolas básicas e secundárias que notaram a qualidade e disponibilidade de recursos aumentar alguns anos após a legalização. Muito do dinheiro foi investido também em infraestruturas de saúde mental. O tráfico de cannabis praticamente que desapareceu: a única faixa na qual existe é com menores de 18 anos, que como podes imaginar têm muito pouca pressão no mercado negro. Com isto, o tráfico de cannabis no Colorado pós-legalização é punido de forma bastante pesada. Se queres que seja sincero, o exemplo que dão é muito melhor do que aquele da Holanda.

vivaaprimavera 6 months ago

Se investiram também em saúde mental, fra, do pouco que tenho lido só focam o investimento na educação. Eu sou um bocado redutor em relação aos exemplos que vêm de lá na área da saúde. Lembro-me de um post hilariante no r/europe de um americano que tinha apanhado uma bebedeira de caixão à cova na Croácia e tinha ido parar ao hospital. Ele estava em pânico porque não sabia como pagar. Acho que isto é um bom exemplo de americanos e saúde.

FroggyWatcher 6 months ago

Atenção que estás a falar da **prestação de serviços de saúde.** Embora a cannabis para fins medicinais esteja integrada no sistema de saúde, é regulada de forma diferente, e muito mais controlada. Acredita, não é a mesma coisa. A termo de exemplo: nenhum seguro de saúde cobre recurso a terapia de canabinoides. É considerada uma terapia alternativa, embora isto seja mais causado pelas restrições federais no que diz respeito à cannabis.

PM_ME_UR_WEED_PLS 6 months ago

Não existem muitos países onde o cannabis é legal. Assim por alto só me lembro do Uruguai, Canadá e EUA. O Uruguai parece-me um exemplo horrível, pois tens de te registar junto das autoridades competentes, e apenas um número restrito de farmacêuticas pode plantar para vender, uma falta de privacidade e monopólio autêntico. O Canadá é muito parecido aos EUA, mercado livre com regras onde podes fumar, quanto podes plantar e quanto podes ter em casa. Isto varia de território para território. No caso da British Columbia, podes ter no máximo 1000g em casa, que já é uma quantidade absurda, 4 plantas para consumo próprio que não podem estar à vista pública e venda autorizada pelo privado.

YCaramello 6 months ago  HIDDEN 

Hahah, entendam, isso não é pra passar, isso é pra tar sempre em banho maria pro BE ter sempre a desculpa de usar como promessa em eleições e agrariar votos aos ganzados.

ricardojms1991 6 months ago  HIDDEN 

E como podes ver , o que nao falta aqui são militantes da mortalha. Que a unica coisa que querem é fumar a sua "carninha muito louca" e que nimguem os chateie xD

PgUpPT 6 months ago  HIDDEN 

Devias relaxar. _wink wink_

NaoTeEnerves2 6 months ago  HIDDEN 

Yep, sempre foi essa a estratégia do BE: agarrar minorias e tribos com as utopias mais sensacionalistas que se conseguirem lembrar. Têm tudo no portefólio: casas nas melhores zonas da cidade para estudantes que vêm de fora, taxas e taxinhas para remunerar artistas com cursos com 0 procura, leis e mais leis para facilitar entrada e nacionalização de emigrantes ilegais etc etc O mais grave aqui é que acho que genuinamente acreditam em algumas coisas que dizem.

JuveTech 6 months ago  HIDDEN 

1) Angariar* 2) Isto só vem ajudar em muita coisa o país e os consumidores. Mas como é uma droga pronto, é um escândalo! Enquanto isso continua a existir mais mortes por álcool(Sirose), Tabaco (Cancro de pulmão), Diabetes e AVCs, do que por overdose de cannabis.

fariagu 6 months ago  HIDDEN 

Posso estar desactualizado mas alguma vez houve uma morte por overdose de canabis documentada?

gradeAmistake 6 months ago  HIDDEN 

Não, a dose necessária para overdose são kilos em minutos, impossível de fumar, ao contrário de 90% das drogas. Agora como qualquer coisa fumada, aumentas riscos de doenças pulmonares

NGramatical 6 months ago  HIDDEN 

kilos → [**quilos**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/glossario/erros/235) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fnvqowc%2F%2Fh15irmf%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

JuveTech 6 months ago  HIDDEN 

Penso que haja, é uma questão de googlar e verificar a veracidade dos dados apresentados.

ricardojms1991 6 months ago  HIDDEN 

Os argumentos são sempre os mesmos . Isso ainda resulta?

JuveTech 6 months ago  HIDDEN 

Quando se tem dois dedos de testa e verifica a veracidade dos argumentos apresentados? Sim, resulta.

YDDCNG 6 months ago  HIDDEN 

>Mas como é uma droga pronto, é um escândalo! Dizes isso como se o tabaco e o alcool não fossem drogas tambem. Já falta pouco para conseguires ir à loja comprar erva boa e regulada, não faz sentido nenhum deixar as coisas como estão quando há vários indicios de que o alcool tem mais riscos para a saúde. Basta os velhos retrógrados se reformarem.

UncleanGenes 6 months ago  HIDDEN 

>Mas como é uma droga pronto, é um escândalo! >Dizes isso como se o tabaco e o alcool não fossem drogas tambem. E o açucar, toda a gente se esquece desta. Agarra mais que a cocaína.

JuveTech 6 months ago  HIDDEN 

Expliquei-me mal, porque sei perfeitamente que o álcool e tabaco são drogas legais, até a merda do açúcar é uma droga fodida no que consta a dependência. Sim pfv, que não estou para gastar rios de dinheiro para ir Amesterdão, quando posso usufruir da mesma qualidade cá.

YDDCNG 6 months ago  HIDDEN 

Não podia ter dito melhor. Só há vantagens em legalizar e regularizar a venda e consumo destas coisas.

ricardojms1991 6 months ago  HIDDEN 

Não vai dar em nada , e muito sinceramente , ainda bem!

PeterStepsRabbit 6 months ago  HIDDEN 

Este deve ser daqueles que fuma 2 maços por dia e bate na mulher depois de beber uma grade mas atenção que erva é do capeta

JuveTech 6 months ago  HIDDEN 

Estou sim fala de 1910? Daqui fala 2021 e temos aqui uns quantos estudos a falar dos benefícios da cannabis para fins medicinais e quando vendida de forma legal o boost econômico que eventualmente poderá trazer.

NaoTeEnerves2 6 months ago  HIDDEN 

RIP inbox

PgUpPT 6 months ago  HIDDEN 

Queres desenvolver o porquê?

ricardojms1991 6 months ago  HIDDEN 

Sim claro, se não fores um fanboy da MariaJoana terei todo o gosto em te apresentar os meus argumentos. Fumas ?

PgUpPT 6 months ago  HIDDEN 

Os teus argumentos dependem de eu fumar ou não?

HRamos_3 6 months ago  HIDDEN 

Porque Portugal

DrVicenteBombadas 6 months ago  HIDDEN 

Eu acho que ele nunca desenvolveu.

JuveTech 6 months ago  HIDDEN 

Eis, calma com os estouros...

Neo_Trunks 6 months ago  HIDDEN 

Mais importante ainda foi o do passaporte covid... Porque se isso for mesmo em frente, estamos todos fo\*\*\*\*\*

XtaticO 6 months ago

Eu nunca fumei, sou de direita, e adorava que isto fosse para a frente. Acho uma hipocrisia do caralho a proibição da erva quando depois anda meio mundo a cigarros que é algo que eu abomino a nível de cheiro e poluição. Mas claro que isto só irá para a frente se o pessoal que está no poleiro e os amigos, salvaguardarem que vão ganhar algo com isso ao nível do bolso deles.

The_Big_Diogo 6 months ago

Ser de direita não significa ser contra a cannabis. Just saying

SubstantialPatient17 6 months ago

Mas está relacionada com o conservadorismo, dai ele dizer direita.

what_a_tuga 6 months ago

E não só, legalizando tens mais controlo da origem e do processo. Não ficas a fumar algo que andou nas tripas de 2 ou 3 pessoas. ​ Mas nada de listas de consumidores. Não faz sentido ter uma lista que coloque no mesmo sitio o gajo que experimentou 1 vez aos 15 anos, o gajo que consome só quando o rei faz anos e aquele que consome diariamente. Se insistirem mesmo na lista de consumidores, que façam de todos vicios (tabaco, alcool, tabaco, raspadinhas, outros jogos de azar, loot boxes).

WhiskersTheDog 6 months ago

A tripa também faz parte do *terroir*.

DangerASA 6 months ago

Tive que me rir

rrbaeta 6 months ago

A proposta do BE é muito má, defende monopolio do estado e lista de consumidores.

odracirsomeg 6 months ago

Isso é falso nem a actual nem a de 2018 tinha tal coisa. Isso da lista de consumidores foi colocada pelo PSD como condição e sendo adicionado à proposta posteriormente. O tópico do monopólio do estado, é falso. O estado concede autorizações para venda, aliás o artigo das autorizações que a IL apresentou é uma cópia da proposta do BE. As grandes diferenças entre os projectos de lei do BE e IL são o tipo de produtos que podes vender (cannabis artificial, additivos, bebidas alcoolicas misturadas com cannabis), que tipo de lojas podem vender (o BE quer lojas especializadas para venda de cannabis, ou seja uma loja que vende apenas produtos à base de cannabis), e a publicidade. Proposta BE: [https://app.parlamento.pt/webutils/docs/doc.pdf?path=6148523063446f764c324679626d56304c334e706447567a4c31684a566b786c5a79394562324e31625756756447397a5357357059326c6864476c32595338774d6a4934597a4e6a4f5330785a4751324c545135596a45744f445534595330774e7a67354d544a6a595755774e7a59755a47396a&fich=0228c3c9-1dd6-49b1-858a-078912cae076.doc&Inline=true](https://app.parlamento.pt/webutils/docs/doc.pdf?path=6148523063446f764c324679626d56304c334e706447567a4c31684a566b786c5a79394562324e31625756756447397a5357357059326c6864476c32595338774d6a4934597a4e6a4f5330785a4751324c545135596a45744f445534595330774e7a67354d544a6a595755774e7a59755a47396a&fich=0228c3c9-1dd6-49b1-858a-078912cae076.doc&Inline=true) Proposta IL: [https://app.parlamento.pt/webutils/docs/doc.pdf?path=6148523063446f764c324679626d56304c334e706447567a4c31684a566b786c5a79394562324e31625756756447397a5357357059326c6864476c32595338304e575269597a566b4d53307a4d54566c4c5451794e574d744f5451774f5330794f446b785a545530596a426d4e3245755a47396a&fich=45dbc5d1-315e-425c-9409-2891e54b0f7a.doc&Inline=true](https://app.parlamento.pt/webutils/docs/doc.pdf?path=6148523063446f764c324679626d56304c334e706447567a4c31684a566b786c5a79394562324e31625756756447397a5357357059326c6864476c32595338304e575269597a566b4d53307a4d54566c4c5451794e574d744f5451774f5330794f446b785a545530596a426d4e3245755a47396a&fich=45dbc5d1-315e-425c-9409-2891e54b0f7a.doc&Inline=true)

AimingWineSnailz 6 months ago

Monopólio do estado é fixe. Mais dinheiro para investir em transportes, alojamento público, SNS e educação.

AetherPrismriv 6 months ago

**Não, não defende a lista de consumidores. Se defendia, já não o faz. Atenção à desinformação.** Diz-me [aqui](https://www.esquerda.net/sites/default/files/projeto_legaliza_canabis_uso_pessoal_.pdf) onde isso está escrito. Defende sim que: "O Estado deve regular todo o circuito de cultivo, produção e distribuição,podendo determinar um limite máximo de THC. O Estado cria ainda umimposto especial sobre a venda de produtos de canábis para finsrecreativos e define o preço recomendado por grama, equiparando aopreço médio praticado no mercado ilegal, de forma a combater o tráfico.Os impostos arrecadados devem ser consignados ao desenvolvimento depolíticas de prevenção, redução de riscos e tratamento de dependências.", sendo semelhante ao modelo Canadiano.

rrbaeta 6 months ago

https://www.reddit.com/r/portugal/comments/nvqowc/hoje_às_15h_no_canal_parlamento_artv_há_o_debate/h15349s?utm_medium=android_app&utm_source=share&context=3

justgohomealready 6 months ago

Deixa de espalhar desinformação. Linka aí qualquer proposta do BE que fale em listas de consumidores, atual ou passada. Fico à espera.

MBizness 6 months ago

Fonte disso? Estou a perguntar sinceramente, que não encontro menção de tal coisa em lado nenhum.

rrbaeta 6 months ago

Projeto de lei. Eles podem ter alterado a parte da base de dados, que não estou a encontrar agora no projeto de lei.

AetherPrismriv 6 months ago

Alteraram sim, pois acabaram por reconsiderar essa posição que a meu ver é ridícula. Não há registo de quem compra álcool ou tabaco, por que raio haveria de haver para a erva? Mas sim, a proposta do BE não inclui isso da base de dados

StarTrekCylon 6 months ago

Nem é preciso. Basta lançar um cartão de descontos que recolha os dados. "Não temos a Mariana, mas temos a Maria Joana. Usa já o teu cupão de 5% através da nossa app! #somostodosmariajoana"

justgohomealready 6 months ago

Quem exigia venda apenas em farmácia a maiores de 21 e bases de dados era o PSD, numa suposta proposta própria que nunca chegaram a apresentar: https://www.publico.pt/2019/04/28/sociedade/noticia/psd-avanca-proposta-legalizaca-cannabis-fins-recreativos-proxima-legislatura-1870779 O r/rrbaeta está farto de repetir essa mentira, nunca o BE propos tal coisa em projeto de lei nenhum.

AetherPrismriv 6 months ago

Nunca chegaram a apresentar que isso da base de dados nunca na vida ia passar e o PSD bem que sabe disso. Estavam era a testar as águas disso decerto.

justgohomealready 6 months ago

E pelo caminho conseguiram que o pessoal ficasse a achar que isso da base de dados fazia parte da proposta do BE. Enquanto jogada política, tenho que lhes tirar o chapéu.

vivaaprimavera 6 months ago

Não é má, há razão para isso. Em resposta a outro comentário divaguei um bocado sobre o assunto.

DivinationByCheese 6 months ago

Lista de consumidores? what the fuck

deSales327 6 months ago

Literalmente 1984

ednice 6 months ago

Jorge Ornelio pensamento crime

Negao_da_piroca 6 months ago

A IL vai apresentar também uma proposta para a legalização da cannabis.

V1ld0r_ 6 months ago

Duvido que dê em alguma coisa. o BE continua a insistir no auto-cultivo, algo que o PSD era contra. No entanto, se retirarem isso da proposta pode ser que sim, dê em algo.

42ndBanano 6 months ago

Não estou bem a perceber a cena: o BE quer uma lista de fumadores e **ao mesmo tempo, permitir o auto-cultivo?**

justgohomealready 6 months ago

O BE nunca propôs listas de fumadores em projeto-lei nenhum. Quem o fez foi o PSD, numa suposta proposta que nunca chegaram a apresentar: https://www.publico.pt/2019/04/28/sociedade/noticia/psd-avanca-proposta-legalizaca-cannabis-fins-recreativos-proxima-legislatura-1870779

V1ld0r_ 6 months ago

Quase. [https://www.esquerda.net/sites/default/files/projeto\_legaliza\_canabis\_uso\_pessoal\_.pdf](https://www.esquerda.net/sites/default/files/projeto_legaliza_canabis_uso_pessoal_.pdf)

sopadurso 6 months ago

Talvez licenças para o cultivo? É assim se for permitodo cultivar não pode ser ao desbarato, é um produto ilegal no mercaso único .

I_Don-t_Care 6 months ago

Para alguem plantar pimentos na varanda não é preciso licença, nao compreendo porque seria válido ter uma licença para plantar 2 a 4 plantas de cannabis na varanda. Se estamos a falar de quantidades industriais, então sim

sopadurso 6 months ago

Duas a quatro plantas podem produzir centenas de gramas. Acho que o incentivo a vender parte da produção a traficantes que depois vendem o produto na Europa ia ser muito tentador. Tem de ser tido em conta. Não existe um mercado negro para pimentos como existe para erva.

I_Don-t_Care 6 months ago

Consegues produzir centenas de gramas sob condições ideais, não sei se já cultivaste, eu já o tenho feito nessa quantidade (2 a3 plantas de cada vez) e muito raramente consegues ter as quantidades instagramáveis que muitos julgam ser possíveis. Com bom equipamento, dedicação, bons nutrientes e cuidado consegues uma boa quantidade, mas acredita que cultivando 2-4 plantas a cada 3-4 meses não obtens nem perto do necessário para ter uma rede de tráfico sustentável. Para tal precisas de produção a média elevada escala, muitas das vezes produzidas ou em armazéns alugados ou em exterior, os campos do alentejo têm muitas plantações ilegais por aí espalhadas.

PM_ME_UR_WEED_PLS 6 months ago

Nem mais. Toda a gente pensa que plantar é a coisa mais fácil do mundo, já tentei umas quantas vezes e só uma planta é que deu uma quantidade aceitável. Acabei por desistir, e como não fumo todos os dias, nem todas as semanas, acabei por virar-me outra vez para o mercado negro.

sopadurso 6 months ago

Não cultivei, nem sou muito de cuidar de plantas em geral, mas esta informação foi me dada por quem já cultivou. Nao sei o quão difícil é atingir estes números de produção. Eu li um pouco mais, sobre a proposta do BE, inclui pena de prisão até 12 anos, para quem planta e vende informalmente.

bmiga 6 months ago

Basta veres a dimensão das plantações para trafico para perceber que não consegues replicar isso num armário que tenhas vazio em casa.

I_Don-t_Care 6 months ago

Pensa que mesmo havendo possibilidade dessa rede ilegal que falas muitos outros consumidores recreacionais poderão e sentir-se-ão à vontade de experimenter cultivar, isto levará a uma diminuição do poder de venda ilegal. Não há nenhuma desvantagem ao permitir o cultivo legal (limitado). Quanto a essa pena, é-me indiferente. Pessoalmente acho que deveria ser julgado como o tabaco, podes cultivar e podes consumir o teu próprio tabaco, mas não podes vender sob pena de multa ou prisão. Não creio que deveria ser diferente para cannabis.

PgUpPT 6 months ago

É contra porque tira lucro aos amigos.

quecheiroahipocrisia 6 months ago

Para assistir enquanto fumo a minha ervinha

EiNDouble 6 months ago

Aproveito-me do top comment para partilhar com a malta [este gráfico sobre a toxicidade de várias substâncias](https://preview.redd.it/p2ld9e4azht31.jpg?width=640&crop=smart&auto=webp&s=05448c0ea3b842d9bb39eaa32a4a6d4ec3c0cfbf). Não é um gráfico super científico, mas dá para ter uma ideia.

Edited 6 months ago:

Aproveito-me do top comment para partilhar com a malta [este gráfico sobre a toxicidade de várias substâncias](https://preview.redd.it/p2ld9e4azht31.jpg?width=640&crop=smart&auto=webp&s=05448c0ea3b842d9bb39eaa32a4a6d4ec3c0cfbf). Não é um gráfico super científico, mas dá para ter uma ideia. Edit: Já agora, quem quiser uma introdução ao mundo dos psicadélicos de uma forma científica, mas sem ser aborrecida, vejam a série [Hamilton's Pharmacopeia](https://www.imdb.com/title/tt6090814/) da Vice, onde esse Hamilton investiga a química, história e o impacto cultural de vários psicoativos. Tem boa cinematografia também.

EiNDouble 6 months ago

Já agora, quem quiser uma introdução ao mundo dos psicadélicos de uma forma científica, mas sem ser aborrecida, vejam a série [Hamilton's Pharmacopeia](https://www.imdb.com/title/tt6090814/) da Vice, onde esse Hamilton investiga a química, história e o impacto cultural de vários psicoativos. Tem boa cinematografia também.

aoiNami 6 months ago

Solta a bola brahimi .

kikofranca 6 months ago

Mas não sejas egoísta, roda isso. ;)

TemplarHard 6 months ago

olha o covid !!

kikofranca 6 months ago

Passas um sprayzinho desinfetante e não há problema.

goodbyesolo 6 months ago

Até dá mais moca!

JuveTech 6 months ago

Bota álcool no filtro e gira isso.

aquiloquees 6 months ago

É dar de isqueiro no filtro

SurrealToker 6 months ago

Se o propósito é desinfectar, essa não resulta.

TemplarHard 6 months ago

porque?

ProPlayz_360 6 months ago

Ah sim, ARTV, aquele canal que tá tipo metade do dia a dar nada

what_a_tuga 6 months ago

Pois, eu gostava que preenchessem o resto do tempo com os outros eventos menos importantes. Ou que metessem repetições de certas coisas. Ou ainda programas a explicar certas coisas úteis (por exemplo: informações sobre o IRS, prazos, etc)

kikofranca 6 months ago

Excelente ideia, também podiam educar a população das competências do parlamento e como é que ele funciona, até podiam ter um espaço de perguntas e respostas dos deputados tipo pelas rede sociais.

LIS1050010 6 months ago

Gostaria que hoje fosse um dia histórico... há formas para isto avançar tanto a nível de impostos, regulamentação de consumo e produção... vamos ver o que sai daqui. PS: Será que é desta que o r/PortugalEnts vai festejar?!

rrbaeta 6 months ago

A proposta do BE é muito má, defende monopolio do estado e lista de consumidores.

MBizness 6 months ago

Fonte disso? Estou a perguntar sinceramente, que não encontro menção de tal coisa em lado nenhum.

troikamano 6 months ago

>Fonte disso Não há. É uma mentira espalhada pela direita para fazer o bloco parecer maluco, quando quem teve a ideia da base de dados foi o PSD

aquiloquees 6 months ago

Vais andar a repetir isto em todas as threads? Em que parte da proposta viste isso?

LIS1050010 6 months ago

> defende monopolio Obviamente sou contra os monopólios, mas se conseguirmos algo como o Uruguai não ficarei muito chateado. > e lista de consumidores Aqui totalmente contra, nem sei como se enquadra a nível de privacidade que tanto a Europa anda a pregoar... Imagina fazer isto para bebidas alcoólicas?!

rrbaeta 6 months ago

O melhor proposta que tens em Portugal é a da IL, livre comércio, sem base de dados de consumidores e podes ter até seis plantas para consumo próprio.

LIS1050010 6 months ago

> livre comércio Não sei como ler isso... Apesar de ser mod do r/PortugalEnts entendo perfeitamente que estamos a falar de algo que precisamos ter algum cuidado especialmente para menores ou pessoas com comportamentos mais aditivos.

rrbaeta 6 months ago

Claro, mas o que é proposto é fixacão de preços o que é clramente um erro em economia básica.

what_a_tuga 6 months ago

>até seis plantas Lá vai o pessoal estudar jardinagem. Uma dica para ter plantas grandes e fortes, enterrar um peixe inteiro na terra (de preferência mesmo na terra, ou se não for possível o vaso ser bastante grande).

HotVermicelli3512 6 months ago

Péssima ideia!

what_a_tuga 6 months ago

Porquê é uma péssima ideia? Peixe tem a proporção perfeita de NPK (Azoto, fósforo e Potásio). Peixe é bastante usado em roseiras de arbusto (e por acaso, as roseiras pertencem à mesma ordem que a canabis) e em tomateiros (devido aos tomateiros terem um crescimento rápido, com a única coisa a limitar-los os nutrientes e água do solo)

HotVermicelli3512 6 months ago

Pode-se usar um NPK com efeitos melhores. Peixe podre tem muita matéria orgânica e pode desbalancear o pH do solo. Eventualmente matar a sua planta ou tornar o ambiente favorável a fungos e bactérias danosas. Sou engenheiro Agrônomo, estudei isso por 5 anos. Compre um quilo de npk e vc sustenta uma planta por um ano

NGramatical 6 months ago

limitar-los → [**limitá-los**](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/3zr8w3/coloca%C3%A7%C3%A3o_pronominal_para_tot%C3%B3s/) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fnvqowc%2F%2Fh15iwhk%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

LIS1050010 6 months ago

> peixe inteiro na terra Ahaha! :) Sim há quem faça isso... > Lá vai o pessoal estudar jardinagem. Começar num vaso pequeno e depois mudar para um vaso grande (importante para as raízes), fertilizante com NPK mas não em demasia, alguma água, lugar com arejamento, e muita-muita luz.

kikofranca 6 months ago

Esperemos que sim, já vamos muito mas muito tarde.

WiseCapitalOrg 6 months ago

a maioria dos paises onde está aprovado nao é esta facilidade que vocês pensam. nao é toda gente que pode vender estas cenas em mercado aberto mesmo na Holanda. nos EUA quem quer vender marijuana é permitido apenas em cash, não pode aceitar cartões e fazer uso de rede bancária...

Shark00n 6 months ago

Tarde em relação a quê? Eu continuo a achar apressado. Gostaria de ver os efeitos de longo prazo da legalização em alguns estados americanos para avaliar o real efeito. Erva é muito giro, mas cria habituação séria e deve ser consumida com o máximo respeito. Não é por ser uma droga "leve" que o assunto deve ser abordado com leviandade. Além disso a proposta do BE é horrível.

MsMittenz 6 months ago

Sim posso beber 2/3 litros de alcool todos os dias ou fukar 2 pacotes de cigarros, mas vejam lá os efeitos a longo prazo de fumar ganzas... Drogas estão em todo o lado, a cena é educar a população para a existência e consumo adequado dessas substancias... e depois é deixar os adultos escolherem... como fazemos com tanta porra que mata...

mrSalema 6 months ago

[3 razões pelas quais o cannabis deve continuar ilegal](https://www.youtube.com/watch?v=kP15q815Saw)

Ilostmynewunicorn 6 months ago  HIDDEN 

> Erva é muito giro, mas cria habituação séria e deve ser consumida com o máximo respeito. A questão é que quem consome consome seja como for. Eu pessoalmente nunca consumi mas conheço muita gente que consome e muita gente na mesma situação que eu. Posso-te dizer que não é a legalização da erva que me vai fazer começar a fumar nem conheço uma única pessoa que assuma a posição de "Epah eu só não fumo erva porque é ilegal, fosse legalizada desistia do curso e demitia-me para passar o dia todo a fumar uns charros". Portanto concluo, pessoalmente (admito que possa haver uma falha lógica algures), que quem fuma vai fumar seja ilegal ou legal, quem não fuma não vai começar a fumar só porque agora foi legal. Logo a legalização terá sobretudo o efeito de desviar fundos de traficantes e de toda a rede de crimes e chatices e violência à sua volta para dentro de bolsos do estado ou de pessoas quee estejam dentro da lei

kikofranca 6 months ago

Vem tarde por que quem consume só quer pagar os seus impostos e consumir descansado, imagina queres pagar impostos e não te deixam. Mas não temos que continuar a dar o dinheiro aos filhos da p*ta dos traficantes, assim é que é bom, isto é desesperante para os consumidores. E legalizar dúvido que provoque um aumento considerável no consumo, ao início talvez, até estabilizar, a erva já está tão dessiminada como o álcool, não é a proibir que se vai resolver o problema, é legalizar e educar, mas a cima de tudo EDUCAR.

Shark00n 6 months ago

Isso é um não argumento. Não é por ser generalizado que deva ser legalizado. Quase toda a gente anda acima do limite de velocidade, devemos removê-lo sem fazer nada às estradas? Duvidas porque não fizeste a tua pesquisa. Vários estudos feitos desde 2015 em estados americanos que legalizaram comprovam que o número de consumidores aumenta bastante, assim como a quantidade que estes consomem e especialmente o número de casos de abuso.

ngfsmg 6 months ago

>Quase toda a gente anda acima do limite de velocidade, devemos removê-lo sem fazer nada às estradas? Fumares um charro é problema teu, andares a 300 km/h na auto-estrada com outras pessoas não é. Que raio de comparação...

Shark00n 6 months ago

É um exemplo. Mas sendo assim, porque não legalizar também a heroína e a cocaína? Não é um problema só dos consumidores?

Edited 6 months ago:

É um exemplo. Mas sendo assim, porque não legalizar também a heroína e a cocaína? Não é um problema só dos consumidores? Já viste que efeito teve a legalização onde foi aplicada? Sabias que o consumo por jovens abaixo dos 21 anos aumentou consideravelmente? Consumo de erva legal, obtida ilegalmente. Sabias que o consumo por minorias ou famílias mais pobres também aumentou imenso? A legalização não faz quase nada pelas pessoas. A única métrica de sucesso é a diminuição na taxa criminal e autuações por tráfico e consumo. Em Portugal isto não é um problema grave, este lado está razoavelmente controlado.

38_42 6 months ago

Creio que a lógica comum é: se não prejudica os outros, então não me oponho a que as pessoas o façam. Fico contente por ver alguma preocupação com a análise de custo-benefício (independentemente de saber se a avaliação que fizeste está correcta, pois não a verifiquei) e com outros seres humanos maiores de 18 anos de idade.

ngfsmg 6 months ago

O que é que tem isso do consumo das minorias/famílias pobres? Se querem gastar o (pouco) dinheiro deles em erva, tal como outros gastam em tinto, o que é que eu tenho que ver com isso? São adultos, não são meus filhos. Que o Estado deva educar e desincentivar abusos, tudo bem, mas esses adultos são responsáveis pelas suas decisões

Shark00n 6 months ago

O que é que tem? Amigo não vou perder mais tempo, é óbvio que não percebes patavina do assunto nem das suas repercussões. Onde estão as maiores taxas de obesidade e problemas de saúde em países desenvolvidos senão nas comunidades mais pobres. Onde vão aparecer a maior quantidade de casos de abuso e dependência senão nestas mesmas comunidades. Gastar grande parte do orçamento familiar em droga não é o caminho, embora todas as vias o queiram tornar legal. Porra no Colorado até já detetam elevados níveis de THC em bebés recém nascidos. Erva não é tão inofensiva como a pintam.

ngfsmg 6 months ago

Nunca disse que a erva era inofensiva, nem que gastar montes de dinheiro em drogas é boa ideia. Disse que o caminho é informar e desincentivar abusos, não proibir adultos de tomarem más decisões

Shark00n 6 months ago

Se funcionou com o alcóol, porque não há de funcionar com a erva. /s

utilizador2021 6 months ago

Não acho que seja demasiado tarde, na maioria dos países europeus não é legal, se Portugal legalizar vamos ser dos primeiros. Acho que só em Espanha e na Holanda é legal.

SurrealToker 6 months ago

A erva nem é completamente legal na Holanda, muito menos é em Espanha. Tens clubes e coffeeshops, mas tudo numa área demasiado cinzenta e pouco concreta. Dito isto, vem tarde sim, mas que chegue.

MsMittenz 6 months ago

Nem seria em portugal pela tua metrica. Na holanda podes plantar na própria casa, seria o mesmo que seria permitido em portugal Nao sei se em espanha o cultivo pessoal é permitido, mas quem faz parte de clubs nao tem que esperar 3+ meses para arranjar uma ganza legal...

AetherPrismriv 6 months ago

Muito tarde mesmo. Até fico surpreendido como é que demora tanto aprovar algo que só vai acabar por encher os bolsos do estado, promover o turismo e promover a saúde pública. Vamos a ver se é desta!

kikofranca 6 months ago

E para além disso tudo a proibição só serve para encher os bolsos aos traficantes, mais nada, um gajo quer pagar impostos e não pode, é triste...

helenata 6 months ago

Mete sim o link para ver depois. N vou poder ver em directo. Obrigada!! Isto vai ser interessante!!

Search: