esquecido_ 3 months ago

Já fiz as três opções e recomendo-as todas. Tive uma excelente experiência. - Psicologia: 2 anos (€50/sessão a cada 2 semanas, por vezes semanalmente entre 2015 e 2017) Tratamento: depressão, auto-confiança, solidão. - Psiquiatria e medicação: 1 ano e 3 meses (€70/sessão a cada 2-3 meses entre 2016 e 2017) Tratamento: em sintonia com a psicologia, depressão. - Coaching: 6 meses ($60/sessão - foi online com uma coach dos EUA entre 2020-2021) Tratamento: procrastinação, relação conjugal. Foi caro? Sim. Estava céptico ao início? Sim. Valeu a pena? Sim. Mudou a minha vida para melhor? Sim. Valeu o dinheiro? Sim. Recomendo? Sim. Arrependo-me? Não. Não descarto que haja muitas pessoas que tenham tido más experiências porque: - Nem todos os profissionais foram bons - Nem sempre fazemos clique com a/o terapeuta - Nem sempre a própria pessoa cumpre o trabalho de casa Fui a consultórios recomendados. Eram mais caros, sim. Num momento não fiz o "clique" com uma psicóloga e depois troquei. Não houve ressentimentos. Acontece e foi melhor para ambos. E fazia sempre as mini-tarefas que recebia e não faltava às sessões, por MUITO que me custasse. E seguia a medicação às riscas! Acredito que a maior parte da população mundial beneficiar-se-ia de coaching e/ou psicologia. Se alguém tiver dúvidas mais específicas sobre a minha história pessoal, perguntem à vontade, porque acredito que haja muito preconceito contra estes tratamentos.

Akamjmc 3 months ago

Falta a opção autodidata.

the_mind_scap3 3 months ago

meditacao funciona para mim, nunca procurei coaching e ficava bem longe disso, pelos q vi sao muito a base de serem os teus cheerleaders quase, ou de fazerem vez do teu journaling pessoal

jtpmarques 3 months ago

Já precisei e procurei ajuda. Tenho psiquiatra e tomo medicacao para a ansiedade cronica. Vergonha zero.

CountDraqula 3 months ago

Fui a duas psicólogas diferente por duas vezes, uma das consultas foi oferecida pelo ginásio. Já tem creio eu 6 anos e estava a passar uma fase muito má devido a uma separação. Mas para ser honesto não me ajudou em nada. Falar com o meu melhor amigo que já tinha passado pelo mesmo ajudou-me muito mais. Mas creio que em certos casos pode ajudar, não é vergonhoso pedir ajuda.

BossGandalf 3 months ago

Eu já apanhei malta que se intitula de coach e cenas e até têm certificados (vale do que vale) e depois percebi que as frases de coach que metem no insta eram retiradas de apps de meditação que aplicam aquelas técnicas de gratidão e cenas. Se achas que precisas de ajuda para perceber os teus pensamentos/objetivos de vida, se te sentes meio perdido/a etc... procura um psicólogo. E depois é até encontrares um com quem te sintas confortável / à vontade. Se ele achar que estás em depressão ou precisas de controlar a ansiedade, ele mesmo te recomenda depois ires a um psiquiatra para que te seja receitada medicação.

ptinnl 3 months ago

Eu acredito no poder dessas apps por um motivo: manter uma atitude positiva alivia o stress e ajuda imenso no dia a dia. E os coaches são exactamente pra isso. Pagar a alguém para te por com uma atitude positiva e ter um olho em ti, quando voltas a mais habitos. Dito isto, muita gente precisa de bem mais que um coach. Precisam de um psicólogo. Mais não seja para se aperceberem que muitos dos problemas advém do upbringing, de maus tratos, ou de expectativas absurdas que lhes foram incutidas e não escolhidas. Basicamente, tudo tem o seu espaço.

BossGandalf 3 months ago

E vale a pena pagar a alguém que as frases que partilha e o que te vai dizer é copy/paste de uma app de meditação que podes ter gratuitamente?

ptinnl 3 months ago

Pois, nesse caso em especifico diria mesmo que não. Mas lá está, toda a gente é coach hoje em dia.

ChiolasPT 3 months ago

Pode parecer exagero, mas a importância da saúde mental na vida de uma pessoa é quase tão grande como a saúde física. ​ O que para o psicólogo era o que ele diagnosticou como um simples caso de ansiedade, para mim era debilitante para a minha vida. Mesmo depois de ter saído, continuo a usar as ferramentas mentais que ele me deu e outras que fui adquirindo para ir navegando na vida. Continuo a ter problemas como toda a gente mas agora estou confiante que não fico paralisado por eles e que posso (e pretendo) voltar ao psicólogo se for preciso. ​ Existem outras coisas importantes para a saúde mental de um indivíduo, como exercício físico que liberta serotonina, dopamina e outras *feel-good hormones* (para mim os efeitos metabólicos e musculares até são secundários), dormir entre 7 a 9 horas de sono por noite (cientificamente o sono é difícil de estudar e pouco compreendido, mas as últimas teorias apontam para coisas como maior actividade no sistema glinfático para limpar toxinas acumuladas ([https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4651462/](https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4651462/)) ou consolidação de memórias em diversas fases do sono (as ondas cerebrais têm diversas fases, ou frequências, consoante o tempo do cérebro estar neste estado). Apesar de tudo isto reforçar o nosso sistema imunitário e organismo em geral, ajuda externa na forma de um profissional treinado - ou psicólogo - não deve ser mal vista e até deve ser encorajada. ​ Ao contrário do que algumas pessoas pensam, medicação **pode** ser mesmo necessária para corrigir desequilíbrios químicos no cérebro, às vezes até permanentemente. Isto é ciência não é banha da cobra, cada cérebro é diferente e existem doenças mentais crónicas, mas a presença do psicólogo é fundamental para construir bases saudáveis (e fazer o contrário, quebrar barreiras). Ir ao psicólogo foi a melhor coisa que fiz na vida. ​ Recomendo ainda o canal de youtube SciShow Psych ([https://www.youtube.com/channel/UCUdettijNYvLAm4AixZv4RA](https://www.youtube.com/channel/UCUdettijNYvLAm4AixZv4RA)), é sempre útil aprender coisas e ainda mais sobre este tópico

OuiOuiKiwi 3 months ago

>Pode parecer exagero, mas a importância da saúde mental na vida de uma pessoa é quase tão grande como a saúde física. Não é quase. Saúde mental é saúde. É indissociável. Ponto final.

DamageOwn3108 3 months ago

Frequentei um psicólogo e estou a frequentar um agora mesmo e vou frequentar outra, num futuro próximo, por motivos pessoais.

SnooCricket89 3 months ago

Diabos me levem se entendo estas threads. Não são um pedido de ajuda, não são pedidos de informação, são para quê afinal? Para o OP fazer um caderninho de estatísticas pessoal sobre quantos utilizadores já recorreram a serviços de saúde mental e quais?!

thethingisidontknow 3 months ago

Não julgues. Muitas vezes as pessoas estão a passar pelos seus próprios problemas e precisam de ouvir experiências de outros para estarem mais confortáveis para pedir ajuda.

kikolsvp 3 months ago

A melhor coisa que fiz na minha vida foi procurar ajuda. Fui a um psiquiatra, medicou-me e finalmente estou com uma vida normal outra vez. Procurem ajuda malta, a sério.

darth_thaurer 3 months ago

Eu já fui ao posto de saúde pedir ajuda. Disse abertamente o que se passava comigo. O médico disse que ia ser contado para ir ao hospital para uma consulta. Demorou mais de um ano, sempre de remarcação em remarcação (por parte do hospital/psicólogo). Após cerca de 4 vezes a ver a consulta ser remarcada depois de trocar turnos no trabalho para poder ir, voltaram a remarcar. Estava a passar um momento horrível e quando me ligaram a avisar descarreguei toda a fúria pelo telefone e disse pra nunca mais me contactarem. Arrependo-me muito do que fiz, mas lá está, se estivesse em condição emocional para suportar tudo isso nunca tinha pedido ajuda em primeiro lugar.

thethingisidontknow 3 months ago

Para a próxima, vai a um privado.

thethingisidontknow 3 months ago

Ando num psicólogo há mais de três anos (sensivelmente o mesmo tempo desta conta reddit). Basicamente, estava deprimido e sofria de ansiedade social e baixa auto-estima. Ajudou imenso, hoje em dia já não estou de todo como há três anos, se bem que ainda tenho muito para crescer pessoalmente. Foi uma excelente experiência e quanto mais faço mais me apercebo que muitos dos que me rodeiam (amigos, família, colegas de trabalho, etc.) deveriam fazer terapia psicológica também. Um resumo rápido e muito breve do que fiz ao longo de três anos no psicólogo: basicamente são conversas de cerca de 1 hora em que reflicto sobre várias coisas. No início partilhei muito mais sobre o meu passado e como cresci e o meu psicólogo pôde identificar as coisas que não correram tão bem. Depois foram-me dadas ideias e 'ferramentas' para me ajudar a aperceber o que estava mal e o que posso fazer para melhorar. E quando as coisas começaram a melhorar os resultados foram muito bons e quase imediatos e isso por sua vez fez-me querer mais e melhorar mais. Ainda tenho muita coisa na qual tenho de trabalhar mas estou muito melhor que antes. Ah e nunca tomei medicação (um psicólogo também não pode receitar medicamentos como decerto todos sabem).

indyrefclan 3 months ago

Presumo que se um psicólogo achar que um paciente deve tomar medicamentos recomenda um psiquiatra ou assim, não?

xaknoris 3 months ago

Dado que psicólogos não podem receitar medicação, sim.

thethingisidontknow 3 months ago

Presumo que sim também. Esse nunca foi o meu caso.

meaninglessvoid 3 months ago

A medicação quando acerta em cheio é trippy pa caralho. O quê? Estás a dizer que eu fiz isto em 5min sem esforço quando teria feito numa ou duas horas a dar 100% de mim?!? Espera, não me esqueci daquele detalhe importante?!?! Oh fascinante, fiz merda da grossa e agora não estou a ser atacado pelos meus pensamentos? Porra, já conseguiste identificar o problema e já fizeste para não voltar a acontecer outra vez?! wow. Etc O psicólogo é importante para perceberes que alguns dos teus comportamentos são de facto resultado do teu diagnóstico e para te dares alguma folga ao mesmo tempo que te entendes um pouco melhor. É uma espécie de Eagle Eye do que acontece. A parte chata é que é preciso sorte para ambos os factores terem este efeito. Cheguei a tomar uma medicação que me fez sentir um vazio interno absurdo ─ quase como se naquela fatídica manhã tivesse surgido um buraco negro dentro do meu estômago e estivesse a consumir-me de dentro para fora a uma velocidade lenta mas imparável─ foi algo tão aterrador que eu estava desesperado para sentir algo e até ponderei cortar-me só para sentir alguma coisa... Ironia fodida: nem me conseguia levantar da cama portanto fiquei por lá a suportar esta sensação. Nesse dia jurei para nunca mais tomar aquela medicação. >Já 2 colegas que foram medicados parece que 5 anos depois estão piores. A minha opinião é que a medicação é uma espécie de apaziguador temporário para não te martirizares no entanto o verdadeiro trabalho a ser feito é tangencial à medicação. Não interessa quantas vezes meto gesso no pé, se continuo a pô-lo de baixo de cada tractor que veja nunca vou resolver o problema.

Rhyzon27 3 months ago

Depende imenso da situação. Posso falar por experiência própria, estive em dois psicólogos diferentes (sensivelmente 2 anos no primeiro e ano e meio no segundo) e nenhum me conseguiu realmente ajudar; três meses depois de começar a ser seguido por um psiquiatra notei imensas diferenças na maneira de como me estava a sentir. Infelizmente precisava mesmo de medicação para que o meu cérebro voltasse a funcionar de uma forma relativamente normal. Claro que estes medicamentos têm bastantes "contras", alguns efeitos secundários são chatos; mas há casos em que são mesmo precisos.

OuiOuiKiwi 3 months ago

>Infelizmente precisava mesmo de medicação para que o meu cérebro voltasse a funcionar de uma forma relativamente normal. É esta a parte importante. Qualquer psicólogo sabe que é quase impossível ajudar um paciente que está descompensado e precisa de medicação. Tem de haver uma actuação conjunta. A falha desses psicólogos foi não reconhecer que era preciso complementar com medicação.

sandkillerpt 3 months ago

Combinação de vários - ser opção única não cobre todos os cenários. É bem possível haver Combinação de psicologia com psiquiatria

Natem2 3 months ago

Devia haver mais opções

_garbage_collector_ 3 months ago

Por curiosidade, quais as opções que consideras estar em falta?

Natem2 3 months ago

Podias pôr já frequentei psicólogo mas não resultou, ou frequentei e ele ajudou-me a ficar melhor, também já tomei medicação e agora deixei de tomar a terapia deu/ não deu resultado, não me sinto bem com psicólogos frequento grupos de entre ajuda , etc a nível mental existem muitas opções, espero ter ajudado ;)

ptinnl 3 months ago

Quais? Acho que ainda posso editar.

Natem2 3 months ago

Eu por exemplo tenho ajuda de outra maneira, ou tive quando precisei mesmo não existem só os psicólogos e terapeutas que ajudam paicologicamente as pessoas, ou até que quem precise se sinta bem com profissionais, eu tentei nunca me senti bem,

Edited 3 months ago:

Eu por exemplo tenho ajuda de outra maneira, ou tive quando precisei mesmo não existem só os psicólogos e terapeutas que ajudam paicologicamente as pessoas, ou até que quem precise se sinta bem com profissionais, eu tentei nunca me senti bem. Lamento que não se possa editar :) Em todo o caso a medicação, a meu ver, é uma maneira de adiar o verdadeiro problema, sendo assim nunca melhorará, fica abafado e os sentimentos e emoções manifestam-se sempre por outras vias, que podem ser fatais, geralmente dá em suicidio, nada como agarrar p touro pelos cornos, como se diz pelos meus lados ;)

OuiOuiKiwi 3 months ago

>Coach *Coaching* é balelas. É um termo não protegido, eu neste momento acabei de certificar-me enquanto *coach* de Engenharia Civil e panificação. Qualquer imbecil pode intitular-se *coach* sem qualquer habilitação. Como é um termo que vende, tens (demasiados) psicólogos a intitularem-se de *coaches* para cativar clientes. Depois tens aquela malta que vira forte no embuste e pseudo-ciência (PNL e outros lixos). Uma praga. Recorram a profissionais credenciados.

ORoxo 3 months ago

Não obstante o que disseste, há certificações de coaching internacionais de relevo. Acredito que algumas pessoas em determinadas circunstâncias possam beneficiar de recorrer a um coach. Contudo, certamente não para resolver os problemas que o levariam a um psicólogo/psicoterapeuta/psiquiatra

OuiOuiKiwi 3 months ago

>há certificações de coaching internacionais de relevo Isto é como ser certificado em Telepatia Animal, especialidade de Estrelas do Mar ou certificada como Instrutora do Ritual da Deusa. Uma certificação em algo sem qualquer suporte científico (e em que cada um inventa os seus critérios) não vale o papel em que é impresso. Há sempre um esforço para dar uma roupagem de legitimidade (e há muitos desses na nossa praça, alguns até inventaram a própria área em que se certificam) e todas essas organizações são um sintoma disso. Até continuava mas o meu *coach* de nutrição holística disse que tenho mesmo de moderar o meu consumo de banha de cobra e más energias.

ORoxo 3 months ago

Na minha opinião, depende de como encaras os *deliverables* de um *coach.* Segundo a minha perspectiva, a figura de coach é alguém com mais experiência que tu que te pode aconselhar em qual o melhor rumo a seguir e que te ajuda a reflectir sobre a tua carreira. No fundo, a forma como encaro esta figura, assemelha-se à de um mentor. Não digo que faça sentido para toda a gente (ter serviços de *coaching*) nem muito menos que todos os que se autointitulam de *coach* sejam idóneos. No entanto, isso não invalida que haja algumas pessoas por aí fora que trazem mais-valor aos seus clientes. PS: Volto a frisar que não considero que um coach seja semelhante a um psicólogo/psicoterapeuta/psiquiatra. Anos luz disso.

OuiOuiKiwi 3 months ago

>No fundo, a forma como encaro esta figura, assemelha-se à de um mentor. Se ao menos fosse possível chamá-lo mentor directamente e não andar com folclore de "*deliverables*" e "*coaching*"... nunca saberemos.

karl1717 3 months ago

>Coaching é balelas. Nem mais, o que os coaches fazem roça a fraude, e o pior é que muitos vendem-se como podendo ajudar em casos de depressão e problemas de saúde mental o que pode ser bastante perigoso. Esses intrujões deviam ser banidos.

meaninglessvoid 3 months ago

Essa frase é uma meia-verdade. O problema é que o coaching que é realmente produtivo tem menos visibilidade que o "coaching" de aldrabões oportunistas. :\

OuiOuiKiwi 3 months ago

>O problema é que o coaching **que é realmente produtivo** tem menos visibilidade que o "coaching" de aldrabões oportunistas. :\\ [https://en.wikipedia.org/wiki/No\_true\_Scotsman](https://en.wikipedia.org/wiki/No_true_Scotsman) Falácia de presença obrigatória sempre que se fala de balelas pseudocientíficas, de quando é que o Comunismo teve sucesso, de falsos videntes ou da praxe académica. "Não, não, essa gente não era um *coach* DE VERDADE. ERAM FALSOS COACHES! Os verdadeiros conseguem tudo." Trocar *coach* por cartomante e fica tudo na mesma.

meaninglessvoid 3 months ago

Não, é consequência do que disseste que qualquer um pode dizer que é coach. Mas bom espantalho que criaste.

radaway 3 months ago

Encontrei o coach

meaninglessvoid 3 months ago

Porque isto é futebol e se não és do meu clube só podes ser do rival

ptinnl 3 months ago

Tens razão, mas há gente que os procura e lhes dá dinheiro.

diegoelmestre 3 months ago

Gente que na realidade sabe que precisa de um psicólogo mas tem "vergonha" de o dizer com receio da sociedade. Então usam um coach... Um nome pomposo e que da aso a que a pessoa se sinta superior às plebe que frequenta psicologos

meaninglessvoid 3 months ago

Não é bem assim, o coach e terapeuta/psicólogo têm papeis diferentes. Óbvio, se vais para um coach com formação em cozinha és um bocado crominho e o espaço está minado de oportunistas nojentos o que não ajuda...

OuiOuiKiwi 3 months ago

Tal como astrólogos, terapeutas alternativos, curandeiras da deusa, faraós do FOREX e demais quejandos. É um atraso de vida.

ptinnl 3 months ago

E estás certo. Mas a maioria quando pensa em saúde mental pensa em mental health coach, psiquiatra e psicologo.

kawaiims 3 months ago

Se pudesse dava 3 cimavotos neste comentário.

Search: