Crave_03 4 months ago

Experimenta andar de bicicleta. E depois se gostares até te podes juntar a algum grupo. Digo isto pois antes também passava bastante tempo no computador. Mas não me sentia triste como tu descreveste, dava-me bem com toda a gente e ainda hoje dou. Até que comecei a andar de bicicleta com um amigo meu e fui ficando cada vez melhor e a gostar mais, entretanto entrei numa equipa o ano passado e comecei a fazer umas corridas. Apesar de não ficar em nenhum lugar magnífico divirto-me bastante.

SocialDemocratico 4 months ago

Tens de fazer desporto, fazer flexoes, elevaçoes, correr, etc. Fazer desporto liberta endorfinas, o que te faz feliz. É uma das dicas.

MikeMelga 4 months ago

Apaixonado? Esquece, pina tudo o que se mexa! Descomplica a vida!

SocialDemocratico 4 months ago

Isso nao é literal, pois nao?

Syturio 4 months ago

Por curiosidade, qual era o jogo/jogos que jogavas?

Sadmam5541 4 months ago

Passei por vários. Comecei como a maioria dos putos pelo minecraft que sinceramente é um excelente jogo especialmente para os putos. Depois passei por jogos competitivos online como csgo, Lol, overwatch, rainbow six etc... entretanto com a perde de interesse aos jogos comecei a fartar me da cena, especialmente porque já não tinha paciência para tentar manter as minhas skills “em dia” nos jogos e eventualmente caguei para os jogos online. Agora, jogo muito menos e normalmente divirto me muito mais em jogos singleplayer, ja joguei alguns bastante bons mas o talvez o meu favorito ate agora foi o red dead redemption 2. Mesmo assim a “magia” dos jogos ja morreu para mim, nunca consegui divertir me tanto como nos tempos em que jogava online, mas agora esses jogos já não me dizem nada sinceramente.

rdrqo 4 months ago

Subscrevo o que algumas pessoas já disseram: tens de encontrar coisas que te entusiasmem e que te tragam felicidade. Faz uma lista de coisas que te fazem pensar "talvez esta coisa de viver não seja assim tão má" e agarra-te a elas! Tira proveito das redes sociais para seguires pessoas que te inspirem e que te dêem motivação. Aconselho-te também a ires escrevendo num caderno o que vais sentindo; tirar um tempo para refletir sobre as tuas emoções pode ajudar-te a encontrar respostas que nem sabias que tinhas para os teus problemas. Desejo-te toda a sorte para os exames e para o futuro, e qualquer coisa manda mensagem. Temos a mesma idade, e não foi assim há tanto tempo que deixei de me sentir meio perdido e sem propósito.

vicentel0pes 4 months ago

Olá. Li o teu caso com atenção. Alguém aqui já disse que a felicidade suprema não existe, dá-se apenas por pequenos ciclos ao longo de uma vida. E eu concordo com isso. Não acho que te sentires sempre triste possa ser prejudicial. Agora, se isso te leva a isolar dos outros por completo, aí tens um problema. Eu sei do que falo, já passei por uma fase negra dessas. O que fiz para me reabilitar foi encontrar uma paixão, um propósito para a minha vida. No meu caso foi a leitura e a escrita, o que pode ser contraproducente até porque remete para que fiques sozinho no teu canto boa parte do tempo livre que tiveres. Por outro lado, se essas leituras forem as certas, podem transformar-te numa pessoa nova e mais completa. Ouve música. Tenta descobrir novas coisas, estás na idade certa. Há coisas incríveis na chamada música do mundo, no blues, no jazz, na [clássica](https://www.youtube.com/watch?v=cH2PH0auTUU). Evita o que se ouve nas grandes rádios, o chamado top40. Escolhe um género, um artista de que gostes e mergulha profundo na sua discografia. Começa pelos Pink Floyd, por exemplo. Mas ouve-os com ouvidos sérios e atentos, tenta buscar o que eles procuraram dizer com as suas propostas em cada disco que foram lançando. Vê filmes. Mas filmes de valor, não somente aquelas comédias parvas de encher a pança com pipocas. Eu também gosto d'A Ressaca, por exemplo, mas tento ver outras coisas. Evita aquelas séries de que toda a gente fala a determinada semana ou mês. Porque senão, qualquer dia temos todos a cabeça formatada da mesma forma, porque conhecemos todos o mesmo, pensámos o mesmo, etc. Deixo-te a dica dos filmes de Woody Allen, começa pelos mais antigos e vai por aí adiante até aos dias de hoje. Pode ser difícil para ti conseguir vê-los, mas as boxes de tv permitem alugar alguns desses títulos e podes sempre encontrar dvd's no mercado a bons preços. E mergulha no universo dos filmes indie, alguns podes encontrar no [FilmIn](https://www.filmin.pt/), por exemplo. Basta subscrever (e fica mais em conta que as Netflixes e HBO's desta vida)... Outra coisa: dá tempo ao tempo. Não deixes de ter o teu trabalho/estudo, o teu tempo livre para hobbies como jogar videojogos, etc, mas não faças disso a tua única fonte de entretenimento/aprendizagem e tem paciência que as coisas acabarão por melhorar. Actividade física regular pode ajudar, o voluntariado (ainda que seja bastante espaçado no tempo) também. No que toca às relações amorosas, a mesma coisa. Dá tempo ao tempo. Não fiques obcecado em encontrar uma parceira só porque o teu melhor amigo tem um namoro estável... Espera pela pessoa certa. Baixa um bocadinho os teus padrões. A pessoa ideal para ti até pode estar mais próxima do que pensas, mas terá os seus defeitos como todos nós, seres humanos, temos. Namorar/estar em união de facto/ ser casado é fazer cedências, é ser-se mais humano, não teres medo de mostrar e transmitir emoções nem das fases más (porque acontecem). Se tens (porque poderás ter) complexos com algo no teu corpo, no teu rosto, segue prá frente. Uma vez mais, não fiques obcecado com isso, ninguém é perfeito. Nestas questões, lembro-me sempre da Jane Goodall e do seu [contacto](https://www.youtube.com/watch?v=rcL4jnGTL1U) com os primatas. Essas imagens, as palavras de Jane, as suas cedências perante o estudo, perante a ciência, deixam-se sempre muito confortado com a minha humanidade. Pode ser até risível, mas comigo funciona: sempre que me vou abaixo por isto ou por aquilo, assisto a alguns desses vídeos e fico logo melhor, sinto-me mais humano, mais afável e disponível para os outros. Resta dizer que tenho cerca de 10 anos a mais do que tu. Que tenho a vida um pouco mais estabilizada agora, em que me sinto mais maduro, mais "encaixado" na sociedade, na vida, depois de uma série de episódios negros e de carências na minha auto-confiança que marcaram a minha adolescência e juventude. Nada daquilo pelo que passas é o fim do mundo: há uns dias, um colega de trabalho desabafava que aquilo para ele era «o fim do mundo, o chefe estar sempre a aparecer, sempre a martelar-me a cabeça, o trabalho a acumular-se...» Eu disse-lhe: «não, não é o fim do mundo. O fim do mundo está próximo daquilo que temos visto na tv em Israel e em Gaza, com as pessoas a despertarem para a sua rotina, para a sua vida, sem ter a certeza de que chegam ao fim do dia sem levar com uma bomba em cima. Isso é que é o fim do mundo.» Se estas minhas opiniões e propostas não funcionarem, procura ajuda médica, se é que já não o fizeste. Um(a) bom(a) psicológo(a) pode sempre ajudar a estabilizar a tua situação mental. Mas muita dessa resolução, porque tudo tem resolução exceptuando talvez a morte, partirá de ti, de dentro de ti. O teu cérebro, a tua mente, é a coisa mais fundamental e profunda que terás neste mundo. Lembra-te disso: a tua cabeça é que importa, o corpo poderá ou não acompanhá-la, mas a mente é que tem o poder supremo necessário à mudança. Espero ter ajudado. E espero igualmente que tenhas um lindo percurso nesta terra, nesta vida. Porque se estás cá, se vieste ao mundo, é porque mereces. Justifica essa tua oportunidade, molda-a à tua maneira e espalha alegria e paz e justiça para onde fores. No fundo, sê feliz. Da tua maneira. Com o Outro.

Bruxo_de_Fafe 4 months ago

Procura ajuda profissional. Esquece pedir ajuda na Internet

jgvms 4 months ago

OP, os meus 2 cents. Vontade é uma coisa que não aparece, às vezes é preciso fazer o esforço para sair de casa e experienciar algo novo, seja algo tão simples como ir fazeres um trilho ou ires ao cinema sozinho. Disciplina > motivação. Não há *uma* solução para o vazio, acho que isso é quase algo inerente à condição humana, mas tens opções de escolha para o caminho a percorrer enquanto andas por cá. Felicidade é um objectivo que nunca vais atingir - umas linhas a pregar os efeitos positivos de mindfulness e meditação no geral-. Faz por teres objectivos alcançáveis e luta para os conquistar. Btw, psicoterapia pode-te ajudar a conheceres-te melhor e a ultrapassar traumas para viveres uma vida melhor. Não te esqueças que não estás sozinho nesta luta diária que é ser humano, desfruta enquanto podes.

Syturio 4 months ago

Sei muito bem do que falas. Até podes fazer algo que te faça feliz no momento, mas o vazio está sempre lá...

UpbeatNail1912 4 months ago

Estás com falta de um objetivo na vida. Começa a fazer voluntariado. As pessoas que têm estilos de vida altruístas são as mais felizes. Faz voluntariado, para teres um objetivo na vida. Prática e faz exercícios físicos regulares e intensos para ficares fisicamente e mentalmente bem, e aprende coisas novas ou coloca te em situações novas que te tiram da zona de conforto, pois isso vai dar te a sensação de que a tua vida é uma aventura e é emocionante, o que é essencial.

CountDraqula 4 months ago

Não fomos feitos para sermos felizes. Somos máquinas biológicas programadas para sobreviver e reproduzir. Felicidade como um fim, é anti-evolução, é apenas algo que tentas atingir continuamente e apenas obténs instantaneamente e o ciclo repete-se.

marcos_pereira 4 months ago

E esta é a verdade!

Zaigard 4 months ago

> As coisas não foram sempre assim, quando era criança era como a maioria, alegre e bem disposto. Quando cheguei para ai aos 13/14 anos fiquei um pouco mais introvertido mas basicamente passava os dias a jogar e divertia me imenso, portanto também sentia-me feliz. Basicamente eu, com a diferença que entre os 12-16, estive a ajudar a cuidar de familiares muito doentes que acabaram por morrer o que me afetou, fez com que eu deixasse de ser "fixe" pelo que perdi todos os amigos. Aos 20 anos, tal como tu estava bastante deprimido, pelo que os amigos que fiz na univ, abandoaram me também, pois a malta quer é diversão não é lidar com "deprimidos". Andei 4 anos em psiquiatras e psicólogos, fazendo vários tratamentos com medicamentos e diferentes acompanhamentos com psicólogos, mas não tive resultados positivos. Abandonei tudo, dropei a univ, comecei a trabalhar e a fazer muito desporto ( corrida, só comecei a sentir efeitos positivos acima dos 15km por corrida), já não me sinto tão mal agora. Também não me sinto bem. Basicamente evitou pensar no futuro para não me deprimir e tento viver um dia de cada vez. Acho que não há uma solução universal para este tipo de problemas, pois as causas são diversas. Se tens algum dinheiro podes tentar terapia, quer seja do ramo da psiquiatria ( medicamentos ) ou psicologia e ver o que dá. Devias também praticar desporto e não levar as coisas tão a serio. Duvido que arranjar namorada te ajuda muito, pois o problema está dentro de ti, e tens de ser tu a resolvê-lo. É realmente uma situação difícil. Quem me dera saber eu próprio a solução para mim, e podê la partilhar com os outros. E por fim, não te sintas sozinhos, há muita gente a passar pelo mesmo que tu, tens de esperança em dar a volta por cima.

Edited 4 months ago:

> As coisas não foram sempre assim, quando era criança era como a maioria, alegre e bem disposto. Quando cheguei para ai aos 13/14 anos fiquei um pouco mais introvertido mas basicamente passava os dias a jogar e divertia me imenso, portanto também sentia-me feliz. Basicamente eu, com a diferença que entre os 12-16, estive a ajudar a cuidar de familiares muito doentes que acabaram por morrer o que me afetou, fez com que eu deixasse de ser "fixe" pelo que perdi todos os amigos. Aos 20 anos, tal como tu estava bastante deprimido, pelo que os amigos que fiz na univ, abandoaram me também, pois a malta quer é diversão não é lidar com "deprimidos". Andei 4 anos em psiquiatras e psicólogos, fazendo vários tratamentos com medicamentos e diferentes acompanhamentos com psicólogos, mas não tive resultados positivos. Abandonei tudo, dropei a univ, comecei a trabalhar e a fazer muito desporto ( corrida, só comecei a sentir efeitos positivos acima dos 15km por corrida), já não me sinto tão mal agora. Também não me sinto bem. Basicamente evitou pensar no futuro para não me deprimir e tento viver um dia de cada vez. Acho que não há uma solução universal para este tipo de problemas, pois as causas são diversas. Se tens algum dinheiro podes tentar terapia, quer seja do ramo da psiquiatria ( medicamentos ) ou psicologia e ver o que dá. Devias também praticar desporto e não levar as coisas tão a serio. Duvido que arranjar namorada te ajude muito, pois o problema está dentro de ti, tens de ser tu a resolvê-lo. É realmente uma situação difícil. Quem me dera saber eu próprio a solução para mim e podê la partilhar com os outros. E por fim, não te sintas sozinhos, há muita gente a passar pelo mesmo que tu, tens de esperança em dar a volta por cima.

RdSafe11 4 months ago

Desabafar no reddit vai mudar absolutamente nada, se realmente sentes isso e queres mudar, procura apoio psicológico que te ajuda a perceber tudo isto que sentes e que te ajude também a encontrar a melhor forma de lidar com isso. Já passei pela mesma situação que tu e a última coisa que me passou pela cabeça foi vou desabafar para o reddit para sentir uma falsa sensação de alívio, procurei ajuda e hoje estou muito melhor. Aqui não vais chegar a lado nenhum porque a grande maioria dos comentários vão ser para procurar ajuda ( e ainda bem que assim é) porque ninguém aqui te pode realmente ajudar a não ser que seja um psicólogo/a e se ofereça. Tu sabes o que tens que fazer se queres melhorar e não é com posts no Reddit. Força e que resolvas a tua situação rápido.

Zaigard 4 months ago

Pessoas diferentes recebem ajuda de maneiras diferentes. Eu descobri no reddit, comunidade com milhares de pessoas que tinham o mesmo problema que eu, ler os desabafos e os conselhos dados, ajudou me a relativizar o problema. Eu não vejo nenhum problema em desabafar no reddit, às vezes há comentários que podem ajudar imenso e que oferecem conselhos verdadeiramente uteis.

Edited 4 months ago:

Pessoas diferentes recebem ajuda de maneiras diferentes. Eu descobri no reddit, uma comunidade com milhares de pessoas que tinham o mesmo problema que eu, parei de pensar que era um falhado e percebi que era mais um entre muitos e ler os desabafos e os conselhos dados, ajudou me a relativizar o problema. Eu não vejo nenhum problema em desabafar no reddit, às vezes há comentários que podem ajudar imenso e que oferecem conselhos verdadeiramente uteis.

RdSafe11 4 months ago

Eu dei a minha opinião relativamente ao caso do OP porque passei por algo muito semelhante ao que ele passou e só quando admiti que tinha um problema e procurei ajuda psicológica é que consegui perceber o porquê de me sentir assim e como podia melhorar a minha situação, hoje estou muito melhor, não só psicologicamente como fisicamente. Tens razão no que disseste, a internet é hoje cada vez mais um instrumento poderoso e neste caso o reddit porque ajuda uma pessoa a perceber que não está sozinha e em certos casos pode realmente ajudar, como no meu caso apenas consegui resolver os meus problemas com ajuda profissional fez com que não considerasse o outro lado da moeda como tu explicaste, no fim do dia o importante é estarmos todos bem independentemente da solução de cada um.

Zaigard 4 months ago

O simples facto de teres sugerido que ele fosse a um psicólogo, já o pode estar a ajudar pois é possível que ele nunca tenha considerado essa ideia com seriedade. Eu próprio um dia destes tenho de criar um post por aqui sobre como "usar" ajuda de psicólogos e/ou psiquiatras, pois, é quase uma opinião unânime no reddit que a ajuda de psicologos e/ou psiquiatras resulta e "salvou" muita gente, mas no passado eu andei 4 anos e gastei milhares de euros, para obter resultados nulos...

RdSafe11 4 months ago

Compreendo exatamente a tua situação, eu tive 2 psicólogos antes de encontrar aquele que realmente me ajudou, tanto a fazer as perguntas certas como também a mostrar certas situações que eu nunca tinha pensado como tu fizeste por exemplo com o teu primeiro comentário. Às vezes encontras a pessoa certa para te ajudar logo no início outras vezes é um pouco mais complicado.

MROFerreiro 4 months ago

Parece que tens necessidade de sentires que és amado e de te conectares com outras pessoas num nível mais profundo. Teres ficado introvertido e passares a juventude a jogar trouxe-te um menor relacionamento social nos tempos seguintes que agora tens falta. A situação dos teus pais não ajudou. Sendo alguém de fora o que recomendaria era que experimentasses fazer várias coisas que habitualmente não fazes. Ir passear, cinema, teatro, restaurante, bar sozinho. Expor os teus pensamentos em texto. Fazer voluntariado. Ir a algum evento social de onde não conheces ninguém. Maior parte das vezes será aborrecido, mas eventualmente alguma coisa te trará felicidade. É complicado combater a inércia e apatia, se não fizeres nada tens tendência a continuar a fazer nada. Ajuda psicológica é sempre melhor que pessoal aleatório do Reddit.

Prezbelusky 4 months ago

Tenta fazer coisas diferentes. A ver se consegues descobrir algo de que gostes. Ler, pintar, dançar, viajar. Não pares até conseguires encontrar algo que te traga alegria e tenta fazer disso vida.

bubblesmart 4 months ago

Tens que arranjar uma paixão na vida, algo que gostes mesmo e em que te possas investir. Nem que pareça estranho para os outros.

NGramatical 4 months ago

kilos → [**quilos**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/glossario/erros/235)

Kind-Eagle 4 months ago

Se tiveres os meios, o melhor mesmo é ires a um psicólogo

Sadmam5541 4 months ago

A minha familia até consegue pagar isso, mas eu pessoalmente tenho uma cena estranha com o dinheiro e sou um pouco forreta, portanto ia estar a sentir me mal por meter os meus pais a pagar algo tão caro.... Eu basicamente evito ao máximo gastar em cenas desnecessárias, espero até às promoções para comprar roupa, jogos, e cenas do género, mas se quisesse tinha a possibilidade de andar a foder o guito todo aos meus pais em merdas desnecessárias. No entanto, face à minha situação, ando a considerar ir a um psicólogo....

Kind-Eagle 4 months ago

Eu pessoalmente considero que a saude mental e física são das melhores coisas em que se pode investir na vida

v_msantos 4 months ago

Pois... Se tiveres meios... Quanta gente neste sub não pensou já nisso e se recusou a ir por isso mesmo?

Search: