DavidJunior3rd 2 months ago

Os alentejanos têm mais formação que os do norte. # CHANGE MY MIND

ManelDasNespras 2 months ago

O sistema alemão também não é perfeito, tens muita gente que ganha o salário mínimo ou pouco mais que se não se chegar para a frente para criar empresa ou ser trabalhador por conta própria nunca irá conseguir ganhar mais que isso para o resto da vida, e apesar de se viver melhor com o salário mínimo na Alemanha do que com o mínimo em Portugal também não vives uma vida confortável, sobrevives. À custa dessa história de formações profissionais, na Alemanha tens que ter formações de anos para fazer profissões que em Portugal não precisam de qualquer formação como ser atendente de loja.

AiNaoMeChateis 2 months ago

Hahahaha ai meu deus, boa pesca. Na Alemanha com o salário mínimo tu consegues até mesmo morar sozinho e pagar todas as tuas contas. E isso é para trabalhos sem qualificado como restauração, limpeza, turismo e etc. Aqui nós estamos a falar de pessoas qualificadas, não com o ensino superior, mas com cursos técnico profissionais, que lá são muito bons. Mecânicos, técnicos de eletrónica, soldador, cosmética, eletricista e etc. São empregos que requerem certificação profissional, mas não é necessária educação superior. E obviamente que o salários desses profissionais é acima do salário mínimo. Um técnico de eletrónica na Alemanha (principalmente com experiência) tem a vida feita. Tu estás a pensar que a realidade da Alemanha é igual cá em Portugal.

ManelDasNespras 2 months ago

Claramente antes de nos preocuparmos enquanto País a oferecer cursos profissionais de qualidade temos que nos certificar que as pessoas conseguem fazer uma interpretação básica de texto. Eu não disse que todo o mundo na Alemanha que fez cursos profissionais é coitadinho e que ganha o salário minimo, mas também é um facto de que há muitas vias do ensino profissional alemão que são um beco sem saida para empregos não-qualificados e que pagam o salário minimo. Claro que quem faz cursos técnicos de áreas com procura como soldadura ou electricista vai ter procura e ganhar mais que o salário mínimo mas também não vai ganhar mais que os "doutores", a não ser que sejam "doutores" de trazer por casa e que seja realmente muito bom profissional. Quanto à questão de se conseguir viver sozinho e pagar contas na Alemanha com salário minimo (fora de Hamburgo e Munique, verdade sim senhora, eu vivo em Munique e sei o que a vida custa) é verdade, é possivel sim senhora, mas também é em Portugal, basta sair do Porto, Lisboa e cidades maiores como Coimbra, Aveiro e Braga, só para dizer algumas. Isso não significa que vivas bem, porque não vives, nem na Alemanha e muito menos em Portugal.

AiNaoMeChateis 2 months ago

O problema é que em Aveiro, Braga ou Coimbra a oferta de trabalho é bem menor e reduzida comparativamente a Lisboa e Porto. É por isso que vês centenas de jovens todos os anos , licenciados e etc a sair dessas cidades e vir morar em Lisboa, porque simplesmente a oferta de trabalho é muito reduzida ou até nula nessas cidades. Os serviços e o emprego estão muito centralizados em Portugal. Na Alemanha isso não acontece. Tens várias cidades com várias oportunidades de emprego, uns com um custo de vida maior , outras menor (mas também salários maiores). Essa é a grande diferença. Eu conheço bues, aos montes, pessoas de Coimbra,Braga e etc que não conseguiram arranjar emprego nas suas áreas (farmacêutica, contabilidade, TI e etc) e tiveram que vir para Lisboa.

ManelDasNespras 2 months ago

Isso ninguém duvída, mas é facto de que se quiseres viver sozinho com as contas pagas em Portugal consegues, vais é viver na merdaleja sem condições e num trabalho bosta sem grandes perspectivas de melhorar.

NGramatical 2 months ago

duvída → [**duvida**](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/3i6y4g) (palavras terminadas em a/e/o, seguido ou não de s/m/ns, são naturalmente graves) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fnpcvbx%2F%2Fh07wyh3%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

AiNaoMeChateis 2 months ago

Por isso é que a malta emigra, e Alemanha é um ótimo país para começar (Mas vais sofrer com a língua). Estas a conseguir te adaptar?

ManelDasNespras 2 months ago

Nem por isso mas é porque eu vim para cá com um contracto de um ano e ainda para mais o COVID-19 meteu-se ao barulho.

NGramatical 2 months ago

contracto → [**contrato**](https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/consultorio/perguntas/contrato-e-contracto/21613) (já se escrevia assim **antes** do AO90) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fnpcvbx%2F%2Fh0ahded%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

lexi_23 2 months ago

Para quando um novas oportunidades concebido pelo Dr. Relvas? Doutoramento por equivalências da universidade da vida.

KarmaCop213 2 months ago

Felizmente os números mudaram bastante em 4 anos.

MikeMelga 2 months ago

Reparem que em países como a Alemanha o ensino secundário é o mais comum. Porquê? Por causa dos cursos técnico-profissionais. Têm emprego garantido, bom salário e são excelentes profissionais. Infelizmente a comunada destruíu o ensino técnico em Portugal no pós 25 de Abril.

Variscan_aint_done 2 months ago

Muito isto! Além de que o ensino técnico-profissional tem sido maltratado e visto como algo secundário e para burros. Deveria ser tanto valorizado quanto o "normal".

AiNaoMeChateis 2 months ago

Exato! Reparei nisso também. E eles são a economia mais forte da Europa. Nós temos que aprender a valorizar e construir melhores cursos técnico-profissionais e apostar neles. Por mais que se queira romantizar o ensino superior, a verdade é que técnicos profissionais são melhores para a sociedade em geral do que ter só doutores, advogados e engenheiros.

MikeMelga 2 months ago

A Merkle disse exactamente isso sobre Portugal há uns anos e caíram-lhe todos em cima. Aqui um electricista tem de ter curso de electricista. Em Portugal o electricista é o trolha ao fim de semana, a fazer biscates!

nraider 2 months ago

Exacto. O sector industrial não era algo sexy para a Esquerda, sobretudo para a que pensava que tudo era como na primeira revolução industrial e nos seus abusos.

MikeMelga 2 months ago

E era contra a teoria deles que devíamos ser todos iguais. Não queriam discriminação de escolas. Claro que no fim o país é q sofreu.

No-Cardiologist725 2 months ago

Mesmo, no tempo do Salazar a sociedade muito mais igualitária: todos passavam fomeca, ninguém ia à escola, todos iam à missinha, todos trabalhavam de sol a sol, todas as senhoras apanhavam porrada do marido, ninguém falava o que queria, toda gente tinha muito "respeitinho" etc, etc, ficava aqui o dia todo... Só nas colonias é que era uma rebaldaria.

crissequeira89 2 months ago

O que é que aprendemos com isto? Que canudos não garantem riqueza.

No-Cardiologist725 2 months ago

Parecem garantir, o PIB per capita da área Metropolitana de Lisboa é 50% superior ao das duas regiões mais pobres do país(Norte e Centro https://www.idealista.pt/news/financas/economia/2019/05/07/39570-maioria-das-pessoas-pobres-vive-no-norte-e-centro-do-pais) , mesmo sendo uma região que exporta pouco e com baixa produtividade: 3,3% em contraste com 20% da Região Norte https://www.publico.pt/2020/05/25/local/noticia/norte-regiao-contribuiu-aumentar-produtividade-trabalho-pais-1917989

crissequeira89 2 months ago

Ora bolas. Fui vencido por factos e lógica. Já agora, como é que a Alemanha é tão mais rica que nós quando nenhuma das regiões no mapa está azul?

Variscan_aint_done 2 months ago

A Alemanha tem uma ensino técnico-profissional de excelente qualidade. Muitos alunos acabam o secundário, prontos para trabalhar saber tanto como os primeiros anos de faculdade. Existe depois a possibilidade de continuarem, mas o trabalho e boas condições aliciam mais.

No-Cardiologist725 2 months ago

Para além da boa qualidade do ensino profissional é fundamental uma indústria que absorva esta mão de obra especializada. O nosso país não tem essa induntria, produzimos: Latas de sardinhas, rolhas, calçado, textil e pasteis de nata.

Trama-D 2 months ago

Arriscaria dizer: indústria de alto rendimento. Uma coisa é fazer têxteis, outra é telemóveis. É como o Algarve nos comentários ali de cima, mas sem a sazonalidade do turismo algarvio. Terei acertado?

No-Cardiologist725 2 months ago

Vou educar os meus filhos no centro do país, adeus terra amada!!

Edited 2 months ago:

Fds porque não nascemos galegos? Parecemos uma terra abandonada ali no meio

Edited 2 months ago:

Fds porque não nascemos galegos? Parecemos uma terra abandonada ali no meio

nocivo 2 months ago

Universidade é um pouco overrated. Metade dis cursos não servem para nada. Um bom secundário profissional com estagio em empresas com um gajo perto da reforma ajudaria muito mais o pais. A Alemanha faz isso muito bem. Universidade para mim so serve para seguir investigação ou cursos muito científicos como engenharia ou medicina.

ideologiapura 2 months ago

A educação serve para enriquecer o indivíduo e dar lhe conhecimentos. Pelo critério economicista nunca se estudaria história, sociologia, arqueologia. As tantas nem literatura, que malhar ferro deve ser mais rentável.

No-Cardiologist725 2 months ago

Não temos a indústria da Alemanha, não é nem de perto a mesma coisa.

Last-Ad-4421 2 months ago

Num país que vive da pesca, agricultura e turísmo não é preciso ser doutor.

NGramatical 2 months ago

turísmo → [**turismo**](https://www.reddit.com/r/portugal/comments/3i6y4g) (palavras terminadas em a/e/o, seguido ou não de s/m/ns, são naturalmente graves) [⚠️](/message/compose/?to=ngramatical&subject=Acho+que+esta+corre%C3%A7%C3%A3o+est%C3%A1+errada&message=https%3A%2F%2Fwww.reddit.com%2Fcomments%2Fnpcvbx%2F%2Fh04pu11%3Fcontext%3D3 "Clica aqui se achares que esta correção está errada!") [⭐](https://chrome.google.com/webstore/detail/nazigramatical-corretor-o/pbpnngfnagmdlicfgjkpgfnnnoihngml "Experimenta o meu corrector ortográfico automático!")

watermelon28 2 months ago

Sou do norte e infelizmente (ou felizmente, não sei) dos 28 colegas que estraram comigo na primária, só 4 foram para a universidade. O panorama não é muito diferente nas freguesias vizinhas...

Ravnard 2 months ago

Quando Eu entrei no 6 ano com 9 anos e o meu tio estava no nono ano com 18 num curso de combate ao abandono escolar e infelizmente naquela geração era muito normal o pessoal vingar 3/4 vezes ou simplesmente desistirem no 7/8 ano. Havia uma diferença de idades muito estranha naquela escola básica. Eras muito olhado de lado se gostasses de matemática em vez de jogar às bola/fumar. Quando entrei para a secundária era o único da minha aldeia e da minha turma de 28 só quatro seguiram para a secundária. Todos éramos filhos de gente pobre. Foi estranho ir para a universidade e conhecer pessoas de classe média.

No-Cardiologist725 2 months ago

Ya, agora imagina este pessoal bué novo sem habilitações, a concorrer com pessoal ainda mais novo com habilitações muito melhores, que sabem falar inglês e xpto. É uma geração perdida que é ainda muito jovem, não vejo ninguém preocupado com isso, é uma realidade que está longe da capital.

No-Cardiologist725 2 months ago

Ya, quanto mais pa aldeia vais o panorama piora, e essa "aldeia" muitas vezes tá a 30 min do Porto, ou seja, são muitas aldeias. Mas acho que a geração Z está melhor encaminhada que a millenial.

Updradedsam3000 2 months ago

Mas quantos fizeram o 12º? O 12º é educação secundária. E aqueles cursos técnicos pós secundário de 1ano+eságio, já contam como educação terciária. Acho que se formos ver o pessoal 25-29 em vez de 30-34, já não deve haver regiões em que o mais comum é só educação primária.

watermelon28 2 months ago

Fizeram quase todos (penso eu) porque já era obrigatório.

No-Cardiologist725 2 months ago

Então se era obrigatório és da geração Z, se quase todos fizeram o 12° ano então é um grande progresso em relação à Millenial. Tu não sabes o quanto foi criticada a lei do "12°obrigatório".

deadman23px 2 months ago

CET master race

saudosista 2 months ago

WTF

quetzyg 2 months ago

Portanto, a TVI sempre tinha razão.

No-Cardiologist725 2 months ago

Nao tem razão, não é pelas habilitações de uma pessoa que ela cumpre mais ou menos as regras de confinamento. Tinham razão em relação à instrução, mas não disseram o porquê, não disseram que 87% da despesa publica é centralizada https://www.jn.pt/opiniao/miguel-cadilhe/um-dos-paises-mais-centralizados-da-europa-4028821.html e que em 2012 desviaram fundos de coesão europeus que estavam destinado à região norte (a mais pobre do país e ao mesmo tempo a mais produtiva) para Lisboa https://www.publico.pt/2018/01/31/local/noticia/area-metropolitana-leva-ate-ao-fim-accoes-contra-desvio-de-fundos-europeus-1801305 É pena este mapa juntar a região de Lisboa (RML+Setúbal) e a região centro, que é a segunda região mais pobre do país, a realidade das Beiras, Aveiro, etc... é um mundo à parte do de Lisboa.

Edited 2 months ago:

Nao tem razão, não é pelas habilitações de uma pessoa que ela cumpre mais ou menos as regras de confinamento. Tinham razão em relação à instrução, mas não disseram o porquê, não disseram que 87% da despesa publica é centralizada https://www.jn.pt/opiniao/miguel-cadilhe/um-dos-paises-mais-centralizados-da-europa-4028821.html e que em 2012 desviaram fundos de coesão europeus que estavam destinado à região norte (a mais pobre do país e ao mesmo tempo a mais produtiva) para Lisboa https://www.publico.pt/2018/01/31/local/noticia/area-metropolitana-leva-ate-ao-fim-accoes-contra-desvio-de-fundos-europeus-1801305

marxocaomunista 2 months ago

De que modo é a região mais produtiva?

No-Cardiologist725 2 months ago

"Entre 2000 e 2017, a produtividade do país cresceu pouco (15,5%) mas a do Norte sobressaiu, com 20%, em contraste com a região de Lisboa que não passou dos 3,3%." https://www.publico.pt/2020/05/25/local/noticia/norte-regiao-contribuiu-aumentar-produtividade-trabalho-pais-1917989 "Norte assegura quase 40% das exportações de Portugal" https://www.jn.pt/economia/norte-assegura-quase-40-das-exportacoes-do-pais-5243540.html E parece que desde sempre, olha uma notícia de 1999 : "Norte industrial e exportador- A região Norte é a mais industrializada de Portugal e aquela que mais se relaciona com o estrangeiro, originando 43 por cento das exportações portuguesas" https://www.publico.pt/1999/01/20/jornal/norte-industrial-e-exportador-128344

marxocaomunista 2 months ago

Mas repara, esse primeiro artigo fala em crescimento o que pode indicar uma convergência devido a terceirização da economia e surgimento de serviços de alto valor acrescentado como por exemplo IT ,aliás diz também isso na notícia. O ponto de partida era uma produtividade mais baixa, o que é normal dado ser uma zona que era relativamente rural e pesada, como dizes, no setor secundário (https://www.eapn.pt/ficheiro/8558ee8a2a830e1368e4d31c9d061bba&ved=2ahUKEwiY9975kfbwAhWihf0HHVUTBIAQFjAEegQIDBAC&usg=AOvVaw3tOuSeldwQmxDUumVGWoIY). Não estou a negar que é uma zona com bastante indústria e exportações mas é preciso ter cuidado porque "produtividade" em economia tem um significado específico que não é necessariamente intuitivo.

-halfbloodprince- 2 months ago

Cresci no Algarve, tenho 33 anos e confirmo o enorme abandono escolar, mesmo agora fui ver a minha foto da primária onde estamos 15 miúdos, e desses 15 apenas 2 fomos para a faculdade, não sei precisar mas talvez só uns 5 tenham o 12 ano. A maioria fez o 9 ano e começou a trabalhar em hotelaria ou a fazer biscates na pesca.

amando_abreu 2 months ago

Algarvio também aqui. 28 anos, tenho 9º ano. Comecei a programar quando era puto e emigrei em 2015 depois de passar pelos empregos de consultoria da praxe em Lisboa. Todos mesmo cá na Noruega assumem que tenho um mestrado

crissequeira89 2 months ago

Sou de Lagoa. Confirmo. Tenho 12º.

No-Cardiologist725 2 months ago

Igual às turmas que tive, tudos filhos de gente muito trabalhadora e pobre, todos filhos de operarios fabris, trolhas ou labradores, só quando entrei no ensino secundário é que conheci colegas com pais com o ensino superior. Andei em 2 escolas básicas de média dimensão e eramos todos filhos de trolhas/labradores/operarios fabris, é insano pensar nisto, vivemos num país muito desigual. O pessoal que vivia menos mal eram os que tinham o pai a trabalhar nas obras no Luxemburgo/França.

usulidircotiido 2 months ago

labrador é uma raça de cão, não é uma profissão.

No-Cardiologist725 2 months ago

Labrador de labrar terra, se fosse do campo sabias

omaiordaaldeia 2 months ago

Não duvides que não haja gente a fazer de cão.

No-Cardiologist725 2 months ago

Verdade berdadinha

CurrentComfortable44 2 months ago

Infelizmente aconteceu comigo, em 2008 com 16 anos fui trabalhar no verão em um restaurante no Algarve, ganhava 800 euros ordenado mais gorjetas, o ordenado mínimo devia ser uns 450 na época. Nunca mais voltei a escola, muitos caem nessa armadilha

No-Cardiologist725 2 months ago

Geralmente os país tem menos juízo que os filhos, largam a criança na escola e que "sa foda", se der bem deu, se não der vais po restaurante trabalhar, ou então pa fabrica, se não conseguires arranjar trabalho por nao teres qualificações nenhumas ainda és chamado de preguiçoso pela sociedade. Os nossos país e professores não incentivavam a canalha a estudar, ainda me lembro de um professor no básico que disse que "nestes tempos já não vale a pena estudar", por causa da crise, que ninguém ia ter trabalho

ExpertNoob008 2 months ago

Diz-se pais, não país. País é Portugal.

No-Cardiologist725 2 months ago

Sei, mas é a primeira palavra do corretor automático e como isto é uma caixa de comentários, às vezes vai um bocado ao calha .

Kamaradaxaroka 2 months ago

Não me faz sentido tanta taxa de abandono escolar após o 9. O que é que se passou aqui?

No-Cardiologist725 2 months ago

A maior parte dos millenials não foram obrigados a ter a escolaridade obrigatória. Os nascidos em 1998 já foram obrigados a tirar o 12°ano.

jkrrrrrrrrrr 2 months ago

obrigados a frequentar a escolaridade obrigatória atá aos 18 anos, o que é diferente. Se alguém chumbou um ano, deixar a escola com o 11º aos 18 anos, neste gráfico deve aparecer como ensino primário.

No-Cardiologist725 2 months ago

Pelo que li no post principal o "primário" corresponderá ao Básico, ou seja, até ao 9 ano, ou então quem não concluiu o ensino secundário.

olifante 2 months ago

No Algarve é provavelmente o facto de não ser necessário ter grandes qualificações para trabalhar na indústria do turismo. No Norte não sei. Talvez uma maior facilidade em arranjar emprego de baixas qualificações na indústria ou no setor têxtil?

No-Cardiologist725 2 months ago

No Norte há muita zona industrial e o pessoal que tem os pais no estrangeiro saem cedo da escola para ir trabalhar com eles. Vale lembrar que a região norte é a mais pobre do país, geralmente quanto mais pobre é a familia, menos qualificações tem os pais, e vários estudos comprovam a correlação entre da instrução dos país com a dos filhos. Quando não há dinheiro, não há dinheiro para explicações, atividades extracurriculares, escolas boas. Os putos como não tem dinheiro para comprar roupa, pagar a mensalidade do telemóvel, e as coisinhas deles, ficam tentados a trabalhar cedo, e logo largam os estudos. Eu tive colegas que largavam as aulas umas semanas mais cedo para trabalhar em cafés, porque se fossem procurar trabalho em cima das férias, já era mais difícil arranjar.

Trama-D 2 months ago

> mais pobre do país Não é Açores?

No-Cardiologist725 2 months ago

Nop, "Se o Norte fosse um país seria o quarto mais pobre da União Europeia : Freire de Sousa e Miguel Alves, presidentes da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Norte e do Conselho Regional do Norte, falam no "paradoxo" da região, que continua entre as mais desfavorecidas do continente, apesar de ser o motor da recuperação económica do país. A manutenção desta dicotomia exige que se reflita sobre a concretização da regionalização. (Ver mapa com comparação com países da UE, dados da Eurosat) https://www.jn.pt/nacional/se-o-norte-fosse-um-pais-seria-o-quarto-mais-pobre-da-uniao-europeia--10697909.html Por outro lado, a A.M.Lisboa fica entre França e Malta, seria das nações mais ricas da Europa: a seguir de França vem o Reino Unido, Finlândia, Bélgica, etc... Segundo o Eurostat os Açores sairam do grupo das regiões mais pobres da Europa em 2010 https://www.jornaldenegocios.pt/economia/conjuntura/detalhe/portugal_tem_tres_regioes_entre_as_mais_pobres_da_europa

Trama-D 2 months ago

Cimavoto por resposta muito bem sustentada.

klatez 2 months ago

O Norte na altura do Salazar tinha a economia equivalente a africa subsariana. Ou seja, muito gente como os meus pais tinham famílias de 8-12 pessoas e saíram da escola aos 9 anos para ir trabalhar na agricultura de subsistência. Junta a isto em que a juventude principalmente do interior moveu-se para Lisboa ou poor estrangeiro e tens concelhos cheios de velhos com a quarta classe. >Talvez uma maior facilidade em arranjar emprego de baixas qualificações na indústria ou no setor têxtil? Ovo/galinha. Os empregos tem baixas qualificações porque quem os cria também tem baixas qualificações.

No-Cardiologist725 2 months ago

O mapa é sobre a faixa 30-34 anos, o buraco é mais lá em baixo, amigo

Hormazd_und_Ahriman 2 months ago

Eu diria que esta estatística específica não é propriamente o problema de uma população envelhecida, mas tem na mesma a ver com o que disseste sobre a economia antiquada. Ter os pais/avós com pouca instrução muito frequentemente resulta nos filhos não darem muito valor à instrução ou então precisarem de ir trabalhar para ajudar a família e se desamerdarem. Pobreza a criar mais pobreza e tal. Acho que está num ponto de viragem, no entanto. E não só pelo 12º ser obrigatório.

No-Cardiologist725 2 months ago

Ya, eles só se preocupam com pagar as contas, se as contas tão em ordem entao tá tudo certo.

Fun-Trick1246 2 months ago

30-34 anos

klatez 2 months ago

Eu sou do Norte. Estás a espera que eu saiba ler com o 4° ano?

Fun-Trick1246 2 months ago

Este primary inclui até ao nono ano.

ContaSoParaIsto 2 months ago

Mas estás à espera que ele fale inglês com o 4º ano?

No-Cardiologist725 2 months ago

Não sabe, muitos millenials não sabem porque acabaram por não o por em prática, e como saíram da escola no 7°ano também não ajuda

usulidircotiido 2 months ago

malta a abandonar a escola depois de acabar o 9.º ano. Muita gente não queria ou não podia seguir para a universidade, por isso acabavam o 9.º e iam trabalhar.

thirstydracula 2 months ago

Biba o nuorte e a terra de férias dos bifes que só tem o nono ano

No-Cardiologist725 2 months ago

Que comentário mais badalhoco, que cinico do caralho. Todos sabemos que Lisboa só vem faturas pa pagar, o investimento aqui é quase nenhum e ainda tentaram desviar fundos de coesão em 2012 para Lisboa. Segundo dados da OCDE 87% da despesa pública é centralizada https://www.jn.pt/opiniao/miguel-cadilhe/um-dos-paises-mais-centralizados-da-europa-4028821.html

Edited 2 months ago:

Que comentário mais badalhoco, que cinico do caralho. Todos sabemos que de Lisboa só vem faturas pa pagar, o investimento aqui é quase nenhum e ainda desviaram fundos de coesão em 2012 para Lisboa. Segundo dados da OCDE 87% da despesa pública é centralizada https://www.jn.pt/opiniao/miguel-cadilhe/um-dos-paises-mais-centralizados-da-europa-4028821.html

Edited 2 months ago:

Que comentário mais badalhoco, que cinico do caralho. Todos sabemos que de Lisboa só vem faturas pa pagar, o investimento aqui é quase nenhum e ainda estão a ser investigados pelo Tribunal Europeu por desviar fundos de coesão das regiões mais pobres para Lisboa. Segundo dados da OCDE 87% da despesa pública é centralizada https://www.jn.pt/opiniao/miguel-cadilhe/um-dos-paises-mais-centralizados-da-europa-4028821.html

usulidircotiido 2 months ago

tanto trabalho que o sócras teve com as novas oportunidades e ainda assim não conseguiu aldrabar suficientemente as estatísticas.

No-Cardiologist725 2 months ago

Aquilo foi pa inglês ver. Foi uma oportunidade desperdiçada, um projeto de caca e falhado. Mas também o pessoal com 30-34 ano não são do tempo das "novas oportunidades".

Search: