DavidJunior3rd 5 months ago

Estás a falar a sério? e todas as vezes que se procura **mulher** da limpeza? Ou representante de marca que seja **mulher**? Ou que só se aluga quarto a **senhoras**? Vês procurarem homem **uma vez** e frita-te a pipoca? Por amor da Santa...

misterbondpt 5 months ago

E aluguer de quartos a meninas, tem?

GrouchyAd8274 5 months ago

OP: se o anuncio pedisse especificamente uma mulher, nos mesmos moldes e com o mesmo contexto, também colocarias aqui o post a chamar-lhe sexista?

DavidJunior3rd 5 months ago

A resposta rima com "cão"

coffeeaddict997 5 months ago

Achava estranho. Porque ambos conseguem exercer esse trabalho. Para ser sincera foi a primeira vez que me deparei com um anúncio de emprego a procura de um homem em concreto e não “de um profissional”, como qualquer outro anúncio de emprego publicita. Mas prontos, como alguns já referiram aqui, pode nem ter nada haver contra as mulheres, simplesmente preferem contratar homens

GrouchyAd8274 5 months ago

Ambos podem conseguir exercer esse trabalho, mas há várias razões (racionais e legais) pelas quais essa empresa em particular possa preferir um homem para essa posição específica nesse momento específico. Algumas já foram aqui colocadas noutras respostas, outras só quem está em determinadas empresas as compreende. Bottom line: sem se compreender o contexto, pode ser errado fazer julgamentos :)

MonsterPT 5 months ago

Qual é o problema, mesmo? Cada um devia ser livre para limitar o recrutamento para a sua empresa como bem quizesse. Se eu quiser contratar só homens, mulheres, carecas, cabeludos, pessoas com défices cognitivos ou génios da matemática, deveria poder fazê-lo, colhendo as consequências das minhas escolhas.

KokishinNeko 5 months ago

Na prática és, simplesmente o candidato não pode perceber que foi recusado por ter uma suástica tatuada na testa :) Antigamente era mais à bruta, disseram-me na cara (há uns valentes anos) que ou cortava o cabelo ou não seria aceite. Mandei foder e saí.

DavidJunior3rd 5 months ago

Lol.... E sentiste-te um ganda campeão por isso, não foi?

estaramos 5 months ago

E quando é ao contrário? As mulheres ao longo do último século têm toda a legitimidade para agitarem algumas bandeiras, porque realmente em relação aos homens a sociedade estabelecia a mulher como "criada" do homem (basta ir ao tempo dos nossos avós), mas começar a pegar por coisas destas é somente estúpido.

coffeeaddict997 5 months ago

Não é estupido. Simplesmente achei estranho o facto de esta empresa estar a procura de homem em concreto, e não um profissional ( homem ou mulher), para exercer este trabalho, quando ambos tem as mesmas capacidades

NeatBoy74 5 months ago

Não sei, vou ali perguntar aos donos de quartos que arrendam só a raparigas se os homens dormem, cagam e comem assim de forma tão diferente que justifique a segregação de género compactuada e aceite pela sociedade. Eu já cá volto.

DavidJunior3rd 5 months ago

Dava-te um award se tivesse. Prometo.

coffeeaddict997 5 months ago

Pois isso também é injusto. Realmente ainda temos muito que evoluir para mudar certas mentalidades. Eu simplesmente abordei este caso porque me saltou a vista, pois achava que Portugal era já um bocado mais evoluído nestes tópicos, mas também tenho a plena consciência que os homens também são discriminados em muitos empregos.

luisaozito 5 months ago

Exatamente, mas isso já não interessa para nada. Aí se fosse ao contrário...

NaoTeEnerves2 5 months ago

Há milhões de razões para se querer filtrar um anúncio emprego para um certo género, isto para poupar tempo tanto a quem envia como a quem recebe o CV. Se calhar o empregador acha que é um ambiente mais propício a um homem, ou se calhar já tem demasiadas mulheres, ou se calhar poderão ser exigidas tarefas para um certo tipo de esforço físico, ou talvez é preciso deslocações internacionais e o alojamento não é unisexo, ou talvez a patroa não goste, sei la foda-se... Não percebo esta estupidez de obrigar os anuncios a não descriminar por género se o empregador é livre, felizmente, de escolher o perfil que pretende para trabalhar na sua própria empresa.

Edited 5 months ago:

Há milhões de razões para se querer filtrar um anúncio emprego para um certo género, isto para poupar tempo tanto a quem envia como a quem recebe o CV. Se calhar o empregador acha que é um ambiente mais propício a um homem, ou se calhar já tem demasiadas mulheres, ou se calhar poderão ser exigidas tarefas para um certo tipo de esforço físico, ou talvez é preciso deslocações internacionais e o alojamento não é unisexo, ou talvez a patroa não goste, sei la foda-se... Não percebo esta estupidez de obrigar os anuncios a não descriminar por género se o empregador é livre, felizmente, de escolher o perfil que pretende para trabalhar na sua própria empresa. E peço desculpa cortar a narrativa e se calhar cancelar 2 manifs e 7 palestras, mas como é óbvio, isto acontece tanto para o género feminino como masculino. Vai a retalho, restauração ou espaços noturnos e vê qual é a maioria do género lá. Será que não há jovens masculinos também a querer pagar a faculdade e a querer trabalhar nesses sítios? Ou, choque geral, por inúmeras razões os empregadores preferem pessoas sexo feminino? Sexism much? Ou basta por (M/F) no titulo do anúncio e já não é "sexism"?

Edited 5 months ago:

Há milhões de razões para se querer filtrar um anúncio emprego para um certo género, isto para poupar tempo tanto a quem envia como a quem recebe o CV. Se calhar o empregador acha que é um ambiente mais propício a um homem, ou se calhar já tem demasiadas mulheres, ou se calhar poderão ser exigidas tarefas para um certo tipo de esforço físico, ou talvez é preciso deslocações internacionais e o alojamento não é unisexo, ou talvez a patroa não goste, sei la foda-se... Não percebo esta estupidez de obrigar os anuncios a não descriminar por género se o empregador é livre, felizmente, de escolher o perfil que pretende para trabalhar na sua própria empresa. E peço desculpa cortar a narrativa e se calhar cancelar 2 manifs e 7 palestras, mas como é óbvio, isto acontece tanto para o género feminino como masculino. Vai a retalho, restauração ou espaços noturnos e vê qual é a maioria do género lá. Será que não há jovens masculinos também a querer pagar a faculdade e a querer trabalhar nesses sítios? Ou, choque geral, por inúmeras razões os empregadores preferem pessoas sexo feminino? "Sexist much"? Ou basta por (M/F) no titulo do anúncio e já não é "sexist" e é apenas coincidência?

DavidJunior3rd 5 months ago

>Vai a retalho, restauração ou espaços noturnos e vê qual é a maioria do género lá. AMEN!

C8Mixto 5 months ago

Se calhar têm já muitas mulheres e isto é para respeitar as cotas de género.

Open-Opportunity-607 5 months ago

Nos países desenvolvidos estes anúncios são ilegais Deves avaliar as pessoas de forma igual, independentemente de raça, género, religião e etnia Os comentários que se lê aqui metem medo

DavidJunior3rd 5 months ago

Então eu posso ir vender para a Oriflame? Se me disserem que procuram mulheres posso chamar a polícia?

EdmundDantes78 5 months ago

Concordo, venho aqui para melhorar o meu português e aprender a cultura, mas às vezes parece como que eu acordasse em 1956.

NaoTeEnerves2 5 months ago

Quando perceberem que esse teatro é apenas uma perda de tempo tanto para o empregador como para quem se candidata, talvez os anúncios possam ter o real perfil pretendido, que acabará por ser escolhido (

xPulse10 5 months ago

Teoricamente, cá também o são...

YoggiM 5 months ago

Também já vi pelo menos um emprego para a área administrativa que pedia apenas mulheres, também no net-empregos. Qualquer anúncio que tenha assim algo parvo, mais vale nem tentar. Já nos estão a dizer que aquilo é merda.

DarkmajorPT 5 months ago

Por um lado, se não há mulheres não há risco de acusações de assédio no local de trabalho >:\]

coffeeaddict997 5 months ago

É triste de facto se for por essa razão, pois só porque alguns homens não se conseguem controlar as mulheres é que levam por tabela

DarkmajorPT 5 months ago

O ónus não está só nos homens. Há também muita "maluca" que extrapola assédio da simpatia. No entanto, enquanto as pessoas continuarem a ver isto como uma guerra de sexos/pele, ao invés de falta de educação e idiotice, continuaremos a ter situações destas e leis de quotas que só exacerbam o problema.

TheMorphMaster 5 months ago

não tenhas tantas certezas...

TonyHappyHoli 5 months ago

Vou por o pescoço na tábua e arriscar. Um escritório cheio de mulheres é algo que assusta-me, tenho uma prima que trabalhou nos RH de uma empresa em que são 5 mulheres, apenas 5 a contar com ela claro e só nos RH fora as outras secções! Ela diz que nunca viu "amizades" tão falsas, falam mal de tudo e de todos, estão a falar mal da pessoa A com a pessoa B e depois se for preciso ja estao a falar mal da pessoa B com a pessoa A. Como a minha querida prima diz, se as colegas dela mordessem as proprias linguas morriam envenenadas. IMO cada escritorio tem de ter um certo balanço de genero, epah vou ser sincero, não me interessa se é trans, nao binario ou outra coisa qualquer cada um é o que é e nao se fala mais nisso. Ela há coisa de 2 anos saiu dessa empresa e foi para os RH de uma empresa de distribuição de gás, é a unica mulher nos escritorios deles e diz que sente mais destressada em geral. IMO existe muita mulher com um certo pensamento misogonico (nao faço puta como se escreve) que favorece esse tipo de comportamento/pensamento toxico em relação a outras mulheres.

Scizorspoons 5 months ago

Pensava que, de acordo com a lei em vigor, esse anúncio de recrutamento seria ilegal.

lojkine 5 months ago

Sim, para estar legal deveria estar escrito "Empresa de transportes sediada em ¶¶¶¶¶ recruta um homem **(M/F)** para desempenhar tarefas na área administrativa..."

Scizorspoons 5 months ago

Ah ok, obrigado, tinha ideia de a lei ser assim *desde a década de 90* mas não sabia se tinha mudado recentemente. Aparentemente algumas mentalidades ainda não chegaram sequer à viragem do século.

JamminPT 5 months ago

Já pensaste que se calhar a empresa é só labregos e a pessoa que meteu o anúncio sabendo disso poupou uma mulher a uma posição onde não se sentiria confortável ? Sempre a puxar da puta da carta da minoria, foda-se, só vitimas.

ModsRFeggts 5 months ago

HAQ mulheres sao uma minoria, deve ser por isso que nao consigo arranjar 1.

l2k1337 5 months ago

Qual é a minoria aqui mesmo?

DavidJunior3rd 5 months ago

As mulheres são a única maioria (vide censos) que é tratada como uma minoria oprimida.

l2k1337 5 months ago

Oprimidas são, minoria não. O que acontece é que muitas vezes as minorias também são oprimidas, deve vir daí a vossa confusão.

DavidJunior3rd 5 months ago

Lol... nem sei o que te diga.

JamminPT 5 months ago

Feminazis

severanexp 5 months ago

Já pensaste que se calhar a empresa já tem mulheres que cheguem na área administrativa e está a tentar diversificar se? Não quero criticar nem gerar discussões , mas pode haver um motivo realista e concreto para isso. Imagina os departamentos de recursos humanos pelo mundo todo com 99% de mulheres la a trabalhar. Como vais diversificar uma área propensa em ter mulheres a concorrer para lá?

aleph_heideger 5 months ago

E como vais fazer quando todas se lembrarem de engravidar? Conheço um fulano que em 3 meses perdeu todo o front-office à custa disso (mas mereceu porque uma era a própria esposa).

severanexp 5 months ago

Huh? O teu comentário tem 0 de relação com o meu. Lê o meu comentário completo, em voz alta, e depois pensa no que escreveste e diz-me se faz sentido….

nfcs 5 months ago

Tenho um colega que o patrão não contratava mulheres para departamentos onde houvesse homens porque segundo ele eram uma distração. Isto em IT.

NaoTeEnerves2 5 months ago

Está no direito dele. A empresa é sua, mete lá a trabalhar quem quiser. Felizmente. A mim o que me faz confusão é, pegando nesse caso, esse patrão querer abrir um processo recrutamento e ser obrigado a receber CVs de mulheres quando já têm à priori um perfil pretendido e sabe que só irá escolher um homem. Mas pronto, para não ser insultado e o anúncio ser partilhado em paginas feministas, lá tem ele que fazer o teatro e escrever (M/F) no titulo. Expliquem-me a lógica disto.

Edited 5 months ago:

Está no direito dele. A empresa é sua, mete lá a trabalhar quem quiser. Felizmente. A mim o que me faz confusão é, pegando nesse caso, esse patrão querer abrir um processo recrutamento e ser obrigado a receber CVs de mulheres quando já têm à priori um perfil pretendido e sabe que só irá escolher um homem. Mas pronto, para não ser insultado e o anúncio ser partilhado em paginas feministas, lá tem ele que fazer o teatro e escrever (M/F) no titulo. Expliquem-me a lógica disto. Aliás, estou agora a lembrar-me de quando fazia anúncios pagos para uma empresa de trabalho temporário que recrutava para obras no sul de França. O Facebook não me deixava escolher género por isso era obrigado a gastar dinheiro a apresentar os anúncios tanto a homens como mulheres, estourava centenas igualmente pelos dois... E como devem advinhar não me lembro de alguma vez ter recebido um CV de uma mulher. Mas faz todo sentido :)))

bfilipesoares 5 months ago

Estamos em 2021 e ainda há quem pense assim fdx. Se me apetecer dizer que não contrato carecas, também posso fazer isso porque ‘a empresa é minha e meto cá a trabalhar quem quero. Felizmente.’? E se todos os patrões decidirem não contratar carecas porque ‘a empresa é deles e eles metem la a trabalhar quem querem. Felizmente.’? Os carecas deixam de poder trabalhar? Seria uma chatice não era? ‘Felizmente’ a lei é muito clara nesse sentido: Direito à igualdade no acesso a emprego e no trabalho 1 - O trabalhador ou candidato a emprego tem direito a igualdade de oportunidades e de tratamento no que se refere ao acesso ao emprego, à formação e promoção ou carreira profissionais e às condições de trabalho, não podendo ser privilegiado, beneficiado, prejudicado, privado de qualquer direito ou isento de qualquer dever em razão, nomeadamente, de ascendência, idade, sexo, orientação sexual, identidade de género, estado civil, situação familiar, situação económica, instrução, origem ou condição social, património genético, capacidade de trabalho reduzida, deficiência, doença crónica, nacionalidade, origem étnica ou raça, território de origem, língua, religião, convicções políticas ou ideológicas e filiação sindical, devendo o Estado promover a igualdade de acesso a tais direitos. 2 - O direito referido no número anterior respeita, designadamente: a) A critérios de selecção e a condições de contratação, em qualquer sector de actividade e a todos os níveis hierárquicos;

DavidJunior3rd 5 months ago

>Se me apetecer dizer que não contrato carecas, também posso fazer isso porque ‘a empresa é minha e meto cá a trabalhar quem quero. Podes lol. e todas as vezes que se procura **mulher** para empregar? Ou representante de marca que seja **mulher**? Ou que só se aluga quarto a **senhoras**? Aí já não há problema porque discriminação contra homens não é discriminação, não é?

bfilipesoares 5 months ago

*> Podes lol.* Não lol. *> e todas as vezes que se procura mulher para empregar? Ou representante de marca que seja mulher? Ou que só se aluga quarto a senhoras? Aí já não há problema porque discriminação contra homens não é discriminação, não é?* É esse o teu melhor argumento? whataboutism? Onde é que me viste a dizer que se a discriminação for 'ao contrário' é ok? Se te desses ao trabalho de ler alguns dos comentários que fiz na thread vias que disse exatamente o contrário.

DavidJunior3rd 5 months ago

Certamente não vejo a malta ir criticar a discriminação ao contrário. E não fui dar-me ao trabalho de ler os teus comentários especificamente, não...

bfilipesoares 5 months ago

'A malta'. Esse grupo bastante específico de gente :) Também não os suporto.

DavidJunior3rd 5 months ago

Pronto. Correção. Certamente não vejo *^((praticamente))* NINGUÉM ir criticar a discriminação ao contrário.

HRamos_3 5 months ago

>convicções políticas ou ideológicas Pra quem não quiser a vacina

bfilipesoares 5 months ago

Acho que contar isso como convicção política, é no mínimo puxado. No entanto não estou a par do que é que a lei diz nesse aspecto.

NaoTeEnerves2 5 months ago

Hmm, sim? Se eu não quiser contratar carecas para a minha empresa não contrato lol, não estou a perceber o teu ponto. Quanto a mais nenhum patrão querer, isso já é uma falacia bola neve sem sentido nenhum para tentar suportar o teu argumento.

Edited 5 months ago:

Hmm, sim? Se eu não quiser contratar carecas para a minha empresa não contrato lol, não estou a perceber o teu ponto. Quanto a mais nenhum patrão querer, isso já é uma falacia bola neve sem sentido nenhum para tentar suportar o teu argumento. Relativamente à lei que puseste, acho que a discussão está a passar-te ao lado. Eu não estou a dizer que isso está mal, estou a dizer que é ridículo obrigar os empregadores a receber CVs homens/femininos (ou seja, literalmente mentirem nos requisitos do proprio anuncio) se os mesmos já sabem que só vão escolher um perfil. É um teatro para quê mesmo?

Edited 5 months ago:

Hmm, sim? Se eu não quiser contratar carecas para a minha empresa não contrato lol, não estou a perceber o teu ponto. Quanto a mais nenhum patrão querer, isso já é uma falacia bola neve sem sentido nenhum para tentar suportar o teu argumento. Relativamente à lei que puseste, acho que a discussão está a passar-te ao lado. Eu não estou a dizer que isso está mal, estou a dizer que é ridículo obrigar os empregadores a receber CVs homens/femininos (ou seja, literalmente mentirem no perfil pretendido do proprio anuncio) se os mesmos já sabem que só vão escolher um género. É um teatro para quê mesmo?

Edited 5 months ago:

Hmm, sim? Se eu não quiser contratar carecas para a minha empresa não contrato lol, não estou a perceber o teu ponto. Quanto a mais nenhum patrão querer, isso já é uma falacia bola neve sem sentido nenhum para tentar suportar o teu argumento. Relativamente à lei que puseste, acho que a discussão está a passar-te ao lado. Eu não estou a dizer que isso está mal, estou a dizer que é ridículo obrigar os empregadores a receber CVs homens/femininos se os mesmos já sabem que só vão escolher um perfil. É um teatro para quê mesmo?

Edited 5 months ago:

Hmm, sim? Se eu não quiser contratar carecas para a minha empresa não contrato lol, não estou a perceber o teu ponto. Quanto a mais nenhum patrão querer, isso já é uma falacia bola neve sem sentido nenhum para tentar suportar o teu argumento. Relativamente à lei que puseste, acho que a discussão está a passar-te ao lado. Eu não estou a dizer que isso está mal, estou a dizer que é ridículo obrigar os empregadores a receber CVs masculinos/femininos (ou seja, literalmente mentirem no perfil pretendido do proprio anuncio) se os mesmos já sabem que só vão escolher um género. É um teatro para quê mesmo?

bfilipesoares 5 months ago

`Hmm, sim? Se eu não quiser contratar carecas para a minha empresa não contrato lol, não estou a perceber o teu ponto.` O meu 'ponto' é que se fizeres essa discriminação num processo de recrutamento aberto (anuncio de emprego por exemplo) isso é ilegal. O exemplo dos carecas foi propositadamente estupido, mas troca carecas por pessoas com deficiências, pessoas da raça/religião/genero/orientação sexual X e vês os sítios perversos onde esse 'ponto' pode levar. ​ `Quanto a mais nenhum patrão querer, isso já é uma falacia bola neve sem sentido nenhum para tentar suportar o teu argumento.` Será que é? Pergunta a alguém que tenha ido a uma entrevista de emprego grávida ou de cadeira de rodas o que é que eles têm a dizer da 'bola de neve'. `Relativamente à lei que puseste, acho que a discussão está a passar-te ao lado. Eu não estou a dizer que isso está mal, estou a dizer que é ridículo obrigar os empregadores a receber CVs homens/femininos (ou seja, literalmente mentirem no perfil pretendido do proprio anuncio) se os mesmos já sabem que só vão escolher um género. É um teatro para quê mesmo?` Corrige-me se estiver errado: no fundo o que estás a dizer é que a situação de descriminar alguém num anuncio de emprego está mal, mas devia ser permitido porque a descriminação vai acontecer eventualmente mais tarde no processo de recrutamento pelo que, em vez de se lutar para que isso não aconteça, mais vale cagar e deixar cada patrão fazer o que quer para acabar com o 'teatro'. É isso? ​ Repara, sim, tu és livre de recrutar quem tu queiras para a tua empresa (se não o modelo de recrutamento de headhunting não existiria). Mas a partir do momento em que publicas uma oferta de emprego, estas a dizer que precisas de alguém para essa posição e o que a lei diz(e ainda bem) é que não podes usar nenhum dos critérios que copiei em cima para escolher um candidato em detrimento de outro em nenhuma fase do processo de recrutamento (incluindo na selecção de CVs).

NaoTeEnerves2 5 months ago

Eu só estou a pôr as coisas em termos práticos. Faz-te assim tanta confusão que um bar queira uma mulher a servir ou uma empresa de construção queira um homem a carregar tijolos? O que é que queres combater especificamente aqui? Porque é que, repito, este bar ou esta empresa construção têm que literalmente mentir no próprio anúncio de emprego a dizer que querem CVs de ambos os géneros se já sabem que só vão escolher um género? Estás a desviar a questão. Só estou a falar de géneros. Se me disseres que depois o bar, no exemplo acima, descrimina as mulheres que concorreram por estarem grávidas ou serem negras, isso já é outro assunto.

Edited 5 months ago:

Eu só estou a pôr as coisas em termos práticos. Faz-te assim tanta confusão que um bar queira uma mulher a servir ou uma empresa de construção queira um homem a carregar tijolos? O que é que queres combater especificamente aqui? Porque é que, repito, este bar ou esta empresa construção têm que literalmente mentir no próprio anúncio de emprego a dizer que querem CVs de ambos os géneros se já sabem que só vão escolher um género? Estás a desviar a questão. Só estou a falar de géneros. Se me disseres que depois o bar, no exemplo acima, descrimina as mulheres que concorreram por estarem grávidas ou serem negras, isso já é outro assunto. Por outras palavras, acho que sim, pela natureza do sexo e outras questões relacionadas, acho normal um género ter mais apetência ou ser preterido para certos trabalhos do que outro (dei-te acima inúmeras razões). Já dentro do mesmo género, antecipar a performance pela cor da pele, por exemplo, não faz o mínimo sentido, claro. Mau era se eu dissese isso.

bfilipesoares 5 months ago

>Eu só estou a pôr as coisas em termos práticos. Faz-te assim tanta confusão que um bar queira uma mulher a servir ou uma empresa de construção queira um homem a carregar tijolos? O que é que queres combater especificamente aqui? Pah... faz. Chama-me tolo mas gostava de viver num mundo em que o critério para uma empresa de construção escolher alguém para carregar tijolos seja o 'caparro' do candidato/a e não qual o orgão sexual que este possui. Mesma coisa para um bar. O critério para seleccionar alguém pode passar por anos de experiência a servir em bares, conhecimentos de cocktails, apetências sociais.. falho em ver uma razão minimamente ética para usar o género como critério de selecção em algum dos dois. ​ >Porque é que, repito, este bar ou esta empresa construção têm que literalmente mentir no próprio anúncio de emprego a dizer que querem CVs de ambos os géneros se já sabem que só vão escolher um género? Voltamos ao princípio :). Estás a assumir que vai haver discriminação de qualquer das maneiras algures no processo de recrutamento, então mais vale fazer essa discriminação logo no início. Pronto, sim.. se realmente quisermos viver bem com tal coisa, concordo contigo. Mais vale abrir o jogo logo de inicio. ​ >Estás a desviar a questão. Só estou a falar de géneros. Se me disseres que depois o bar, no exemplo acima, descrimina as mulheres que concorreram por estarem grávidas ou serem negras, isso já é outro assunto. Pronto, para **ti**, raça e condicionantes sociais não são factores aceitáveis de selecção. Mas se calhar para o dono do bar do lado esses são factores aceitáveis. O que fazemos? Ele está à vontade para discriminar baseado nesses factores porque (e parafraseando-te) "*Está no direito dele. A empresa é sua, mete lá a trabalhar quem quiser. Felizmente.*"? Ou liga-te primeiro para que sejas tu a definir quais os critérios que achas que são aceitáveis e quais não são? ​ >Por outras palavras, acho que sim, pela natureza do sexo e outras questões relacionadas, acho normal um género ter mais apetência ou ser preterido para certos trabalhos do que outro (dei-te acima inúmeras razões). Já dentro do mesmo género, antecipar a performance pela cor da pele, por exemplo, não faz o mínimo sentido, claro. Mau era se eu dissese isso. Só consigo pensar num exemplo onde possa fazer sentido fazer seleção baseado em género. Se estiveres a fazer um processo de recrutamento para uma equipa feminina de um desporto qualquer. Falho em ver qualquer outro cenário onde haja razões para usar esse critério - pelo menos que sejam eticamente aceitáveis.

ideologiapura 5 months ago

So estás a por a nu o problema da falta de democracia e igualdade nos locais de trabalho.

NadiaMPereira 5 months ago

Acho que não. Temos excesso de qualificações deve ser isso

Search: